Page 1

Aline Sant Ana¹ Juliana Salbego²

Marketing do espetáculo: a sociedade também tem seu papel?


. apresentação . Diante das considerações do marketing e da propaganda como ferramentas fundamentais na construção de uma candidatura política, assim como na repercussão da imagem do político antes e durante sua gestão, este trabalho propõe a reflexão do papel da sociedade civil enquanto receptora – ora julgadora – da política que se faz a partir do que é midiatizado.

¹Graduanda do curso de Comunicação Social com habilitação em Jornalismo E-mail alinestelly@gmail.com / Twitter @alinestelli ²Professora Mestre em Publicidade e Propaganda. Orientadora da disciplina de Marketing Político e Propaganda Política, Agência 1 e Comunicação Persuasiva ma Universidade Federal do Pampa. E-mail julianasalbego@yahoo.com.br


. objetivos . A partir da metodologia descritiva procurou-se entender como a construção do marketing e da propaganda política numa candidatura interage com as perspectivas políticas da sociedade civil contemporânea. Projetou-se, ainda, a análise das finalidades comunicacionais da propaganda, enquanto agentes educadoras desta sociedade. Na busca pela contextualização destas finalidades práticas, questiona-se: será que a sociedade também tem seu papel?


. fundamentação teórica . Na busca pela contextualização das finalidades práticas do marketing e da propaganda política, utilizou-se como objeto desbravador o caso da Campanha do atual Dep. Fed. ( e comediante) Tiririca em analogia às perspectivas de uma Sociedade do Espetáculo, conceituada por GUY DEBORD, no livro homônimo. Para isso, procurou-se nos aspectos da sociedade contemporânea, dita por LIPOVETSKY, e nas atribuições da sociedade de massa, citada por HARBEMARS, a sustentação político-ideológica que afeiçoa o espetáculo.


Sociedade pós-moderna uma sociedade privilegiada pela informação (?)

Marketing Estratégia reguladora de poderes entre a mídia e a sociedade

Propaganda Forma como os poderes aparecem para/e na sociedade

. Palavras-chave . Marketing; Política; Mídia; Sociedade; Pós-modernidade.


. marketing eleitoral . planejamento de propagação da imagem de um candidato quando este tem a missão de convencer um públicoalvo

. marketing político. as estratégias de governo a serem sintonizadas com a repercussão da imagem do político

Divulgação da imagem do político o sujeito político vira “um personagem de si mesmo”, como diria BARTHES (2005).


. o político e o personagem político .

Everardo Oliveira Silva, o Tiririca, foi eleito em outubro de 2010, Deputado Federal pelo Partido da República (PR) em São Paulo. “Tiririca: pior do que tá, não fica!”

Campanha que marca sine qua non do espaço político.


Nessas condições, se entende que o espetáculo da política é a forma encontrada pela sociedade para discutir a própria realidade alçada pelos gostos e percepções coletivas.

Teoria hipodérmica codificador – mensagem – receptor >moderador da informação< Sujeito determinante da informação


“Essa publicidade manipulativa usada pelo marketing político serve somente à formação de uma opinião nãopública, na medida em que não é formada por meio da discussão racional de argumentos.” (HARBEMAS, 2003, P.252)

Conceito de MASSA que se revigora com o esvaziamento ideológico do acesso à informação.


. Marketing: um agente educador. uma ferramenta auto-descritiva “As estratégias de marketing podem ser fator educativo nas práticas político-eleitorais, pois ao mesmo tempo em que informam o cidadão/eleitor sobre o papel que o político tem desempenhado, criam uma relação de troca entre o que este político tem feito e se o que ele tem feito é realmente o que o povo precisa.” (GALINDO, 2008,P.23)

O Marketing Político ≠ Marketing do político


. Análises reflexivas. Afinal, resta saber, o que há de real no espetáculo? Ou melhor dizendo: o que realmente interessa no espetáculo?

“Aquilo que o espetáculo tira da realidade precisa ser devolvido a ela; pois o mundo já foi filmado. Falta agora, mudá-lo. ” (DEBORD,1997, p.147). [00:12:45 – 00:12:58]


. Referências bibliográficas . - DEBORD, Guy. A sociedade do espetáculo. São Paulo: Contraponto,1997. -FIGUEREDO, Rubens. O que é Marketing Político? São Paulo: Editora Brasiliense, 1994. -GALINDO, Daniel. O Marketing Político e o Marketing do Político apud QUEIROZ, Adolpho. A propaganda política no Brasil contemporâneo. São Paulo: Unesco, 2008. -HARBEMAS, J. Mudança estrutural da esfera pública. Rio de Janeiro: Ed. Tempo Brasileiro, 2ªed, 2003.


-LIMA, Elias Máximo. Reforma Política: voto em lista partidária fechada na democracia representativa. Brasília: Câmara dos Deputados, 2010. -LIPOVETSKY, Gilies. Os tempos Hipermodernos. São Paulo: Editora Barcarolla, 2004. -MARCONDES, F.Ciro. Sociedade tecnológica. São Paulo: Editora Scipicione, 1994. -ROLAND, Barthes. A preparação do Romance. São Paulo: Martins Fontes, 2005. -WEBER, Marx. Ensaios de Sociologia. Rio de Janeiro: Zahar, sd.

Marketing do espetáculo: a sociedade também tem seu papel?  

Apresentação do artigo científico "Marketing do espetáculo: a sociedade também tem seu papel?", produzido em junho de 2011 e publicado em an...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you