Issuu on Google+

COR & FORMAS

Tudo para Design


A coleção deste mês, irá reunir um pouco dearte, cores, formas, entre outros. Tudo para amantes de trabalhos manuais ou visuais.


Sumário 1. Pontos....................4 2. Linhas.....................5 3. Formas....................6 4. Direção....................7 5. Tom..........................8 6. Cor...........................9 7. Textura..................10 8. Escala.....................11 9. Dimensão...............12 10. Movimento...........13


Podemosver nasfiguras ao lado, váriostipos de pontos. Onde sua unidade pode ser regular ou irregular. O ponto existe em todasas artes, seja ela na música, e até nospassosdedança.


Um representação deforma simples com tipos de linhas diferentes. A linha podeser um elemento visual, com maior facilidadeerapidez na sua execução.


Vemosvárias formasdiferentes em ambas asfotos. Cada uma tendo sua características específicas, onde elastem seus significados diferentes.


Não importa a forma quefor, todaselastem direçõesvisuais básicas. Seja, ela um quadrado, curva, triângulo. Enfim, pode ser horizontal, vertical ou inclinada em diferentesgraus.


Vemos uma imagem acentuado entre os componentes claros e escuros de uma imagem. Recurso usado para reproduzir imagens "duras" sem nuances de tom. Realmente algo belĂ­ssimo, a mistura de cores formando um lindo tom. Um pouco de amarelo, vermelho, marrom, fazendo com o que o azul do cĂŠu fique meio acinzentando. Algo muito magnĂ­fico.


As representações tonais da cor, tem uma questão de sobrevivência  os tons  ressaltam uns aos outros sem vibrarem. Veja como a luz do café contrasta com o azul do céu e com o escuro da noite. A luz  parece nos convidar a sair da escuridão  e a entrar nesse aconchegante local. Já a outra figura da perfeitamente para ver as diferenças entre contrastes de cores quentes e frias.


A textura é um elemento visual que serve para expressar visualmente as sensações obtidas mediante o sentido do tato. Pode ser lisa, rugosa, mate ou brilhante. Transmitindo assim, a sensação de presença tridimensional.


O uso de elementos a diferentes escalas das normais ou de proporções irreais, conseguindose o contraste por negação da percepção aprendida. A escala é usada em projetos e mapas para representar algo real. Dessa forma, podemos aprender o tamanho essencial na estrutura da mensagem visual.


A dimensão só existe no espaço real tridimensional, porém se pode simular em uma composição gráfica plana mediante técnicas de perspectiva, sombreado ou sobreposição. Não é só um elemento de referência absoluta, mas também, relativa à ordem grandeza, permitindo estabelecer relações de comparação formal em termos de largura, comprimento e profundidade.


O movimento tem propriedade muito importante, que aporta conotações de dinamismo e força. O olho explora continuamente o meio ambiente a busca de informações visuais. Neste caso, fica claro que existe ação não apenas no que se vê, mas também no processo da visão.


Sua empresa no rumo certo.

Parceiros


Revista cor & formas