Page 1

Edição nº8 | 2016

CURSO DE EMERGÊNCIAS MÉDICAS APM Taubaté investe em educação e oferece treinamento a profissionais de Medicina


ÍNDICE

Rua Engenheiro Marcondes de Matos, 134 Centro - Taubaté /SP (12) 3632.3818 E-mail: taubate@apm.org.br Site: apmtaubate.com.br Facebook: APM-Taubaté_Oficial Instagram: @apmtaubate

Fachada da sede Regional Taubaté Foto: Interativa Mix

4

EDITORIAL

6

OPINIÃO

Dr. Camillo Soubhia Junior Dr. Paulo Pereira

7 DIVULGAÇÃO CAMPANHA “SEJA FORTE. SEJA APM” 8

DIRETORIA Presidente: Dr. Camillo Soubhia Junior Vice-presidente: Dr. Décio Henrique Rocha 1º Secretário: Drª. Luciana da Cruz Noia 2º Secretário: Dr. Gustavo Salgado Muragaki 1º Tesoureiro: Dr. Auro Fábio Bornia Ortega 2º Tesoureiro: Dr. Marcos Roberto Martins Diretor Científico e Cultural: Dr. Flávio Luiz Lima Salgado Diretor Social: Dr. José Paulo Pereira Delegado: Dr. Izac Alessandro B. de Souza

REGIONAL CAMPOS DO JORDÃO Dr. Nelson Guimarães Proença

10 CAPA 12 EMPREENDIMENTO 14 APM ENTREVISTA 15 EVENTOS 16 CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA 17

MEDICINA ESPIRITUALISTA

18

REGIONAL GUARATINGUETÁ

Dr. Alexandre Serafim Dr. Antonio Diniz Torres

CONSELHO FISCAL Titular: Dr. José Roberto Silva Miranda Titular: Drª. Maria Teresa Torres Frota Suplente: Dr. Oscar Cesar Pires Suplente: Dr. Régis Moreno Macri Suplente: Dr. Ailton Augustinho Marchi

EXPEDIENTE Secretária APM: Denizi Morais Jornalista responsável: Ana Claúdia Bohler/ MTB: 57.484 Designer: Aline Gonzaga de Campos

Esclarece-se que as colunas assinadas nesta publicação não condizem, necessariamente, com a opinião da diretoria da APM. Desta forma, fica registrado que as opiniões emitidas nos referidos textos são de exclusiva responsabilidade dos autores.

21 EDUCAÇÃO 22 DIRETÓRIO ACADÊMICO BENEDICTO MONTENEGRO 23 LITERATURA 24 DIVULGAÇÃO CLUBE DE BENEFÍCIOS APM

Periodicidade: Bimestral Tiragem: 1000 exemplares Circulação: Vale do Paraíba, Serra da Mantiqueira e Litoral Norte | SP Impressão: Gráfica Resolução | Taubaté | SP

3


Foto: Box Criativo

EDITORIAL

A atual relação entre médicos e planos de saúde Dr. Camillo Soubhia Junior Presidente APM Regional Taubaté

C

ontinuamos a nossa luta para tornar justa a relação médicos-planos de saúde. Se você, colega, atende planos de saúde em consultório ou hospitais e possui um contrato com alguma operadora - seja pessoa física ou jurídica -, deve saber que anualmente as operadoras são obrigadas a reajustar os contratos. Esta determinação vem da ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar), após intensas reivindicações promovidas pela APM. Serão multadas as operadoras que não fizerem o reajuste anual, e poderão, inclusive, ser impedidas de negociar o plano. A sistemática ocorre nas seguintes opções: a.)A operadora promove um reajuste, considerado satisfatório pelo médico, que o aceita por achá-lo bom; b.)A operadora negocia uma taxa de reajuste, a qual pode ser ou não aceita pelo médico; c.)O médico não aceita a taxa de reajuste proposta e a operadora fica inflexível ao negociar, não chegando a um acordo. Neste caso, o médico deverá denunciar o fato à ANS, a qual fixará um novo índice que nunca será menor que o IPCA. Porém, o que temos observado é que as operadoras fazem

4

um pseudo-acordo impositivo com os médicos, e esses, na suposta condição de reféns do plano de saúde, o aceitam para não o perderem, a índices irrisórios de reajuste. Eis como algumas operadoras fazem o acordo: •Dizem que propõem o IPCA como índice, que se situou em torno de 8,4% ao ano; •Ardilosamente, acrescentam uma “fórmula” que alegam ser “justa”, em que consideram o número de pacientes atendidos ou exames realizados pelo convênio, mais alguns números estapafúrdios divididos por um outro número também sem nexo, cujo resultado, pasmem, gira em torno de 2% a 4% de reajuste inflacionário ao ano. É isso mesmo o que vem acontecendo, uma anomalia que, se persistir por alguns anos, deixará você, colega, em uma deplorável situação econômica. Caso já tenha acontecido este fato ou algo semelhante com você, venha à APM, pois iniciaremos uma pauta para reivindicação justa, sem perdas, conservando o seu anonimato na denúncia. Saúde!


5


OPINIÃO Foto: Raquel Marques

Será que sabemos quanto custa? Dr. Paulo Pereira Diretor artístico APM Regional Taubaté

Q

uando houve um apagão, todo mundo foi forçado a apagar as luzes para economizar energia. Percebemos, então, que valia a pena aquela economia, e daí em diante nos acostumamos com este hábito que foi muito importante em todos os sentidos. Lembro-me disso sempre quando vejo alguma coisa ser esbanjada, deixando as economias vazarem pelo ralo. Trazendo esta observação para o meio médico, percebo que algo parecido com o apagão deveria acontecer, de modo a estimular o Doutor a pensar se não está cometendo equívocos e gastando mais do que o necessário. Eu acredito que há gastos desnecessários por diversas razões, entre elas, pela falta de conhecimento sobre o quanto custa cada ação no dia a dia. Começando pelo mais simples e mais frequente: os exames laboratoriais. Ninguém sabe quanto custa cada um deles e é impressionante o número cada vez maior de exames pedidos dentro de uma justificativa de checar o paciente - com exageros e, às vezes, com coisas absurdas. Lembro-me de um caso sobre um pedido de

6

exames pré-operatórios para Amigdalectomia. O paciente era um jovem de 18 anos que estava sendo submetido a 22 itens solicitados, incluso a Reação de Machado Guerreiro. Ou seja, um exame imposto para alguém que jamais pisara nas proximidades de uma possível zona endêmica para Doença de Chagas. Hoje, solicitações das mais variadas sobre níveis de vitaminas fazem parte da rotina dos pedidos para pessoas de qualquer idade, sem nenhum sinal de possível comprometimento metabólico. Tem coisa pior, como a recusa de um exame e a indicação de outro laboratório sem nenhum critério que não seja a simples impressão de que esse será mais confiável do que o primeiro. A cada pedido de exames, seria correto pensar se aquilo é realmente necessário e quanto vai custar para o paciente, para o convênio médico, ou para o SUS. Imaginem, também, nos exames mais caros, como ressonância magnética, tomografia e outros. Só mais um exemplo; hoje, uma pessoa com quadro clínico compatível com sinusite – diagnóstico tão claro que dispensaria qualquer exame - é submetida a uma tomografia e não

mais a um Raio X simples, que já seria absolutamente suficiente para comprovação do caso. Mas o Doutor responsável pelo caso não sabe o custo deste procedimento. Diante desta realidade, eu sugeriria aos convênios médicos que encaminhassem a lista de exames subsidiários para que todos nós pudéssemos tomar conhecimento destes custos. Percebam que eu estou falando somente dos casos normais, em que não há má-fé ou qualquer deslize. Não estou citando próteses desnecessárias, indicações absurdas e procedimentos indecorosos. Estes são crimes praticados por bandidos. Um médico que assim procede, visando angariar fundos com prejuízos de terceiros, é um bandido. Estou dizendo que nós, médicos que respeitamos a nossa profissão e o nosso código de ética, deveríamos saber quanto custa cada item que utilizamos. Talvez assim doesse em nossas consciências e, a partir daí, conseguíssemos economizar na Medicina como economizamos energia em nossas casas, não permitindo que o nosso dinheirinho fosse para o ralo.


EMPREENDIMENTO

APM lança campanha “Seja forte. Seja APM” para captação de novos associados V is ando aument ar c ada vez mais sua represent atividade e for t alecer o associativismo, a A ssociaç ão Paulis t a de Medicina tem promovido, nos últimos meses , a c ampanha “ S eja for te. S eja A PM”, a f im de c ap t ar novos associados . Digital, a campanha possui uma página específica (www.sejaapm.org. br) e tem sua divulgação concentrada nas redes sociais, principalmente no Facebook. O público alvo é, es-

pecialmente, o médico mais jovem, que ainda não se associou à APM. “Todo médico tem o desafio de ser cada dia mais forte. Com uma parceria de confiança, os projetos pessoais e profissionais ganham força. Conte conosco e com nossos serviços exclusivos para sua vida” é uma das frases de destaque da campanha. Para facilitar a compreensão, os principais serviços prestados pela APM foram divididos em três gran-

des áreas: “Sua Carreira” (defesa profissional, canal médico, para seu consultório, qualificação profissional, anúncios classificados gratuitos e informações para a classe médica); “Sua Vida” (planos de saúde, assessoria para aposentadoria, previdência privada, seguro de vida, clube de campo, atividades esportivas, para seu automóvel, eventos sociais, cultura e clube de benefícios); e “Nossa Responsabilidade” (formulário de atestado médico impresso e digital, música nos hospitais, horas da vida, prêmio doutor cidadão, chá com cinema e cine debate). A página ainda traz depoimentos de associados que utilizam e aprovam os serviços e a representatividade da Associação Paulista de Medicina.

Prestigie o projeto. Visite a página.

www.sejaapm.org.br

Fonte: APM Estadual

7


Foto: Divulgação

REGIONAL CAMPOS DO JORDÃO

Ir adiante ou repensar? Dr. Nelson Guimarães Proença Diretor Científico Associação Médica Jordanense

A

s coisas vão mal em nosso Brasil, e a assistência à Saúde não é uma exceção. Ao contrário é um exemplo do que está ocorrendo de ruim, em prejuízo da população. O poder público não oferece atenção médico-hospitalar à altura das necessidades, e isso ocorre em todos níveis, seja o federal, sejam os estaduais ou municipais. Já não restam muitas opções para o médico praticar a sua profissão, tendo de aceitar as condições impostas pela administração pública. Diga-se, de passagem, também pela Medicina Suplementar, a dos Planos de Saúde. Cada um de nós carrega solitariamente o peso de suas dificuldades, mas na verdade não se trata de problemas de um só, esses envolvem muitos milhares, centenas de milhares de profissionais médicos. Sendo de muitos, qual o caminho a seguir? O primeiro passo é obvio. A situação envolve a todos nós, temos de aproximar e reforçar o trabalho e o prestígio das entidades que nos representam: Associações, Sindicatos e Conselhos. É preciso que tenham autoridade para buscar e obter maiores recursos para a área da Saúde. O caminho é este mas, parando um pouco para refletir melhor, para onde tal caminho pode nos levar? Qual é o percentual do Orçamento Público que deve ser vinculado à área da Saúde? Ninguém tem resposta segura a esta indagação. Até recentemente, parecia ser um percentual em torno de doze por cento do orçamento global, mas ficou de-

8

monstrado que é pouco; é preciso bem mais. Talvez quinze, talvez dezoito por cento? Há muitos municípios que já ultrapassaram os vinte e cinco por cento e o atendimento do SUS continua apresentando graves deficiências. De qualquer forma, atualmente o centro da atual luta é atuarmos para conseguirmos mais e mais verbas, que permitam um certo alívio no peso da situação. Fica para depois a questão da racionalização dos gastos, do aperfeiçoamento da estrutura do SUS, da adequada resolutividade do atendimento, da sintonia de ações nos níveis primário, secundário e terciário. Será preciso esforço, muito esforço, para alcançarmos os nossos objetivos; a luta é árdua e há muitos obstáculos a vencer, muitas resistências a enfrentar. Há muitas outras áreas lutando com os mesmos propósitos, buscando para si uma maior fatia do bolo orçamentário. Tome-se como exemplo a área da Educação, que está em permanente mobilização em todo o País. Há um grande descontentamento do professorado, seja do Ensino Fundamental ou Secundário, seja do nível Universitário. Sua luta para vinculação de verbas mínimas orçamentárias é idêntica a nossa luta. E o Judiciário, o que dizer? E os movimentos sociais, os Sem Teto, os Sem Terra? E tantos outros movimentos representativos de setores da população, que estão se multiplicando, que também buscam e tem obtido benefícios? E também a mobilização de certos setores patronais, que conseguem desonerar os preços de seus produtos, promoven-

do o consumo dos mesmos? E as várias Centrais Sindicais, extremamente atuantes? Há que destacar ainda os carteis de empresas construtoras, que se apoderam ilegalmente de substancial parte do orçamento público. Há um tanto de tudo, todos com poder de influir nas decisões governamentais. A lista dos que atuam para serem olhados de modo diferenciado é interminável; todos buscam o favorecimento orçamentário. Para onde tudo isso está nos levando? Na prática, o que temos hoje é uma República Corporativa. Não foi prevista na Constituição de 1988, mas que de fato passou a existir sobretudo a partir de 2003. É preciso reconhecer o papel atual das Corporações, cada qual representando um dos setores da sociedade. Temos de ir nessa pois ninguém quer ficar de fora, a oportunidade de formar Corporações é oferecida para todos, só se mantém à margem desta realidade quem não acompanha a evolução dos fatos. Até mesmo os que estão fora das Corporações já existentes e atuantes poderão se organizar, formando a Associação dos Desassistidos. De saída, ela já deverá contar com uns duzentos milhões de associados. Que força! Quando se tornar vitoriosa, teremos criado um novo regime de representação popular, que será chamado Democracia. Não chegou o momento de repensar o que queremos para o nosso Brasil?


REGIONAL CAMPOS DO JORDÃO

Projetoatualize 2016 EDUCAÇÃO MÉDICA CONTINUADA

17 DE SETEMBRO – REUMATOLOGIA A APM Regional de Campos do Jordão irá realizar, pelo sétimo ano consecutivo, o PROJETO ATUALIZE, uma parceria com a faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. Todos os conferencistas são professores docentes das disciplinas da faculdade.

Prof. Dalton Torigoe 1 - Artrite Reumatóide

Prof. Carlos Alberto Malheiros 2 - Gota: Atualização no Diagnóstico e Tratamento.

15 DE OUTUBRO - DERMATOLOGIA Profª Rosana Lazarini

1 - Reações Cutâneas Medicamentosas - Farmacodermias

TAXAS: Associados AMCJ e contratados PSF / Campos do Jordão são Isentos de pagamento Inscrição Anual: R$ 200,00 (R$ 25,00 por jornada) Inscrição Semestral: R$ 120,00 Jornada Individual: R$ 40,00 * Associados AMJ e Contratados PSF Campos do Jordão são isentos de pagamento

Profª Thaís Proença 2 - Síndrome de Stevens Johnson e Necrolise Epidérmica Tóxica

19 DE NOVEMBRO – CLÍNICA MÉDICA Prof. Vidal Haddad

1 - Animais Peçonhentos da Região da Mantiqueira 2 - Dermatoses Consequentes às Picadas de Animais Peçonhentos

Local das Jornadas: Auditório do Hospital São Camilo Av. Agripino Lopes de Morais, 101 Vila Matilde - Campos do Jordão Informações: 12 3664-3705 (Falar com Priscila)

99


CAPA

Regionais da APM promovem curso gratuito de Emergências Médicas No primeiro fim de semana de agosto, a sede de conhecimento e as baixas temperaturas dividiram espaço na Serra da Mantiqueira. Respaldadas pela APM Estadual, as regionais de Taubaté e São José dos Campos realizaram um curso de Emergências Médicas exclusivamente destinado a residentes e profissionais de Medicina. O evento foi promovido gratuitamente no auditório do Hospital Leonor Mendes de Barros, em Campos do Jordão.

Para refletir:

Com carga horária de 17 horas, o curso foi composto de aulas teóricas e práticas ministradas pelos médicos e professores Dr. Alcides Rocha de Figueiredo Júnior, Dr. Diego Adão Fanti Silva e Dra. Luiza Helena Degani Costa Falcão, membros da Escola Paulista de Medicina. Na programação estavam incluídas lições sobre Acidente Vascular Cerebral, Parada Cardiorrespiratória, Arritmias Cardíacas, Traumas, entre outros temas.

As ações de saúde devem voltar-se não somente às doenças, mas à saúde de toda a população, que é direito de cidadania e dever do Estado, nas esferas municipal, estadual e federal.

“Embora ainda não reconhecida no Brasil como especialidade médica, a Medicina de Emergência tem lugar de grande destaque no cenário nacional. Em todas as regiões do país, os setores de urgência e emergência funcionam como grande porta de entrada ao sistema de saúde. A superlotação é constante e representa grave problema na gestão do sistema.

Regionalização e hierarquização: permitem um conhecimento maior, em todos os níveis de complexidade, dos

problemas de saúde de uma área delimitada, além de acesso escalonado a todos os níveis de complexidade tecnológica. Resolutividade: dentro do nível de complexidade de cada componente do sistema deve haver capacidade para resolução dos problemas. Descentralização: cabe aos municípios a maior responsabilidade na implementação das diversas ações de saúde. Participação dos cidadãos por meio de entidades representativas, particularmente no controle da execução dos serviços.” Texto apresentado no evento pelo palestrante Dr. Diego Adão Fanti Silva

Fotos: Dr. Camillo Soubhia Junior / Renata Barbosa

Segundo o presidente da regional Taubaté, Dr. Camillo Soubhia Junior, a iniciativa visava promover interação social entre a classe médica e proporcionar atualização de conhecimentos para os profissionais. “O grande objetivo do curso era oferecer treinamento e aperfeiçoamento de técnicas para os médicos que atuam em Pronto Socorro”, definiu o médico. As fotos produzidas no evento estão disponíveis em nosso site.

Visite-o e confira a galeria: www. apmtaubate.com.br/galeria24.php

10

Dr. Camillo Soubhia Junior, presidente da APM Taubaté, saúda doutores em Campos do Jordão


“Fiquei muito satisfeita com o alto nível dos palestrantes e da atenção para com os médicos, como eu, que não lidávamos com esta área há muitos anos. O curso foi muito didático e proporcionou uma atualização em todos os níveis de atendimento das emergências.”

Dra. Marielza Nunes Andrade 60 anos Bonecos Phanton de alta tecnologia agregam realidade às aulas práticas do Curso de Emergências Médicas

Nutrologista

No primeiro dia de curso, Dra. Luiza Helena Degani, palestrante da Escola Paulista de Medicina, ministra aula sobreVentilação Mecânica

“Gostei muito do curso. Estava tudo muito bom: o programa escolhido, a qualidade dos palestrantes, o espaço físico, a maravilhosa comida servida, e principalmente o preço – grátis. Parabéns!” Dr. João Manuel Maio 58 anos Diretor Cultural – APM São José dos Campos / Clínico Geral

Pose para a foto! Médicos registram participação em curso oferecido pela APM

“Achei o curso excelente e muito proveitoso. Acredito que este tipo de experiência é muito válida, especialmente para médicos que, assim como eu, trabalham em Unidades de Pronto Atendimento. O manejo do paciente na emergência é extremamente importante, uma vez que pode definir o seu prognóstico a curto e a longo prazo.” Dra. Veridiana Santos Miranda 26 anos Clínico Geral

Entre os participantes estavam a Dra. Marielza Andrade Nunes e seu esposo, Dr. Fábio Nunes de Oliveira

No intervalo, médicos confraternizam e saboreiam um brunch oferecido pelos organizadores do evento

Público presente no auditório do Hospital Leonor Mendes de Barros, sede do Curso

A APM Taubaté registra publicamente um agradecimento à APM Estadual e à Regional São José dos Campos pela parceria estabelecida, além dos participantes que contemplaram e abrilhantaram a ocasião. Da mesma forma, homenageia a equipe do Hospital Leonor Mendes de Barros pelo fornecimento do espaço e apoio dedicado à realização do evento.

11


EMPREENDIMENTO

Governo de São Paulo inaugura unidade do AME em Lorena Mais um empreendimento da área médica chega à região. Uma unidade do AME, Ambulatório Médico de Especialidades, foi construída em Lorena para atender cerca de 450 mil habitantes, oriundos da cidade e de outros 16 municípios do Vale do Paraíba (Aparecida, Arapeí, Areias, Bananal, Cachoeira Paulista, Canas, Cruzeiro, Cunha, Guaratinguetá, Lavrinhas, Piquete, Potim, Queluz, Roseira, São José do Barreiro e Silveiras). A inauguração aconteceu no dia 16 de julho e contou com a presença do governador do Estado, Geraldo Alckmin. Na ocasião, o representante do Executivo estadual mencionou que foram investidos R$ 3,2 milhões na compra de mobiliários e equipamentos de alta tecnologia, e que, ao longo do ano, mais R$ 5,6 milhões serão destinados para custeio de atividades. “Nós estamos inaugurando, na nossa região do Vale do Paraíba, um AME muito bem equipado. Aqui serão feitos inúmeros exames, como endoscopia, tomografia, ultrassonografia, mamografia, raio X e, também, algumas cirurgias”, relatou Alckmin. A unidade será administrada pela Organização Social de Saúde, Seconci-SP.

O AME Lorena fica localizado ao lado do Pronto Socorro municipal, situado na Rua Dom Bosco, 562, Centro

Mamografia, Tomografia e Endoscopia serão alguns dos exames realizados na unidade

O Ambulatório realizará exames e cirurgias de pequena e média complexidade

A estrutura física do Ambulatório é constituída de 23 consultórios médicos, três consultórios para outras especialidades, duas salas para procedimentos, 12 salas para exames, duas salas para curativos, além de espaços específicos para enfermagem, medicação, e repouso/observação. O Ame Lorena atende de segunda à sexta-feira, das 7h às 19h, na Rua Dom Bosco, 562, no centro da cidade. O telefone para contato é (12) 3152-3237.

Geraldo Alckmin, governador do Estado, inaugura AME Lorena e visita instalações do prédio

12

O Governo de São Paulo investiu R$ 3,2 milhões na compra de aparelhos e mobiliário

Fotos: Portal do Governo do Estado de São Paulo A2img /Gilberto Marques


13


POLÍTICA

Candidato a prefeito municipal debate sobre saúde com APM Taubaté Todos sabemos que em 2016 acontecerão as eleições municipais, que elegerão em todo o país prefeitos e vereadores. O primeiro turno será realizado no dia 02 de outubro, primeiro domingo do mês. Nas cidades com mais de 200 mil eleitores, o segundo turno está marcado para o dia 30 de outubro, último domingo do mês.

Empresário da cidade, Saud se lança como candidato à Prefeitura de Taubaté

Propostas de governo do PMDB foram debatidas na noite do dia 12 de setembro

Em Taubaté, sete candidatos pleiteiam o cargo de chefe do Executivo municipal. São eles: Donizeti Lousada, PSDC; Isaac do Carmo, PT; Ortiz Junior, PSDB; Pollyana Gama, PPS; Professor Silvio Prado, PSOL; Saud, PMDB; Vera Saba, PMB.

da Família (PSF). Ações de prevenção foram citadas, como a priorização de uma nutrição balanceada nas escolas, condição que exigiria uma melhora na qualidade das merendas e a reorganização dos horários de alimentação dos alunos.

Por fim, debateu-se a respeito da criação de um prontuário médico eletrônico, no qual cada cidadão possuiria um cartão digital de identificação com o histórico de saúde.

Na noite do dia 12 de setembro, a Associação Paulista de Medicina – Regional Taubaté recebeu a visita de José Antônio Saud Junior, empresário de 53 anos, candidato a prefeito municipal pelo PMDB (Partido do Movimento Democrático Brasileiro). Na ocasião, os presentes debateram sobre a efetividade do atual sistema de saúde e analisaram proposições para o avanço do setor na cidade.

Outra proposta apresentada pelo candidato foi a ampliação estrutural e a criação de leitos para as UPA’s (Unidades de Pronto Atendimento). Distribuição de remédios à população foi o tema abordado em sequencia.

Fotos: Ana Cláudia Bohler

Iniciando as discussões sobre a assistência à saúde em Taubaté, um dos primeiros assuntos mencionados foi o Programa Saúde

Duas temáticas analisadas, e que geraram intensa discussão, foram a construção de um hospital municipal e a reforma do Pronto Socorro da cidade. Era consensual a opinião acerca dos graves problemas de infraestrutura identificados no PS, assim como a necessidade de resolutividade dos problemas enfrentados.

Diretoria da APM Taubaté se reúne com convidados para discutir sistema de saúde

14

Ao longo do encontro, Saud revelou que, apesar de não possuir uma carreira política, utilizará da experiência como gestor para tutelar a cidade. “Eu não sou político, a minha visão de administração é gerencial. Se eleito, vou administrar Taubaté”, assumiu o candidato. Além de empresário, Saud é graduado em Física, Engenharia Civil, Hotelaria e Gerência de Cidades. Estiveram presentes na reunião Dr. Camillo Soubhia Junior, presidente da Regional, Drs. Auro Fábio Bornia Ortega, Maria Teresa Torres Frota e José Paulo Pereira, membros da diretoria da Regional, além de convidados. A APM, como entidade representativa da classe médica, incentivadora e mobilizadora de condições favoráveis ao bem-estar e à qualidade de vida da sociedade, anseia pelo progresso de nossa cidade e, por isso, buscou conhecer as propostas de melhorias para a área da saúde de Taubaté, elaboradas pelos candidatos que se propuseram a se reunir com a diretoria da instituição.


EVENTOS

Médico cirurgião recebe homenagem em Campos do Jordão Na manhã do dia 06 de julho, a Regional Campos do Jordão da Associação Paulista de Medicina promoveu um evento em homenagem ao Dr. Dario Pinheiro Pedroso. A solenidade, realizada no Centro de Estudos do Hospital São Camilo, em Campos do Jordão, foi ministrada pelo Dr. Samuel Barbosa, presidente da Regional, Dr. Nelson Guimarães Proença, Diretor Científico da Regional, além de familiares e amigos do homenageado.

Há 20 anos, Dr. Dario assumiu o cargo de cirurgião chefe do Complexo Sanatorial de Campos do Jordão, onde atendeu pacientes carentes da cidade e da região, oriundos do SUS (Sistema Único de Saúde). Durante toda a carreira, o médico realizou cerca de 18 mil cirurgias.

O cirurgião congratulado revelou-se emocionado com a certificação e grato à APM pelo reconhecimento do trabalho que desempenha. “Medicina é amor, é dedicação, é desprendimento. Há 20 anos exerço a prática da medicina assistencialista e sou muito feliz com isso”, declarou orgulhoso Dr. Dario Pedroso.

“Declaramos para os devidos fins que o Dr. Dario Pinheiro Pedroso exerce sua profissão médica na cidade de Campos do Jordão desde o ano de 1996, na especialidade de Cirurgia Geral, tendo sempre tido desempenho profissional competente e ético, tendo conquistado a admiração e o respeito de seus clientes e colegas médicos.” Dr. Samuel Barbosa e Dr. Nelson Guimarães Proença presidem solenidade na APM Campos do Jordão

Fotos: Cícera Augusta

No certificado entregue a Dr. Dario, constavam os dizeres:

Acompanhado dos filhos, Dr. Dario Pinheiro Pedroso recebe homenagem da Associação Paulista de Medicina

Familiares e amigos do homenageado prestigiam evento na manhã do dia 06 de julho

15


CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO CREMESP

Cremesp entrega carteira profissional a novos médicos O sonho em busca do exercício da Medicina alcançou mais uma etapa para jovens acadêmicos recém formados. No dia 18 de julho, o Conselho Regional de Medicina promoveu a entrega da carteira profissional para oito novos médicos. A solenidade aconteceu na sede da APM Taubaté e foi presidida pelo delegado superintendente da regional do Cremesp, Dr. Álvaro de Faria Pereira.

Fotos: Ana Cláudia Bohler

Na ocasião, graduandos acompanhados de familiares estavam atentos ao discurso do orador, o qual discorreu sobre a relação médico-paciente e alertou sobre os desafios da carreira. “Nossa profissão está atravessando uma época em que é necessária muita cautela e muito cuidado”, adverte Dr. Álvaro Pereira. E explica: “É preciso que haja muita prudência no início da carreira, pois os riscos de exposição são muito grandes nos atendimentos prestados em PA e PS”. O médico também dissertou sobre as atribuições do Cremesp, órgão que atua na supervisão da ética profissional médica, buscando garantir a valorização e dignidade do profissional de Medicina, e promovendo melhorias nas condições de vida e saúde da sociedade.

Dr. Álvaro Pereira, delegado superintendente do Cremesp, preside cerimônia de entrega do CRM

16

Drª Bianca de Campos comparece ao evento acompanhada da mãe, Marlene de Campos

Com a carteira profissional em mãos, Drª Priscila Vitor dedicará-se ao ingresso na residência médica

Homenageados proclamam o Juramento de Hipócrates durante solenidade

Drª Priscila Vitor das Virgens era uma das homenageadas da noite. Aos 24 anos, graduou-se recentemente em Medicina pela UniFOA (Centro Universitário de Volta Redonda) e hoje reside em Taubaté atendendo no Pronto Socorro Municipal. Dedica a jornada aos pacientes e aos estudos para o ingresso na residência; sonha em se tornar pediatra. Coincidentemente, uma colega de profissão divide com Drª Priscila algumas particularidades; com 24 anos de idade, também formada pela universidade fluminense, Drª Bianca de Campos Gimenes compartilha o interesse pela Pediatria. Emprega tempo e esforços para o ingresso na residência, etapa que considera engrandecedora e laboriosa para a formação profissional. Dona Marlene de Campos, mãe de Bianca, acompanhava a filha no evento. Com os olhos lacrimejados, contou sobre o sacrifício vivido na época da faculdade,

quando moravam em cidades distantes e saudade apertava ao longo dos dias. Diante da nova fase a ser vivida, a mãe depõe orgulhosa e emocionada sobre a filha: “Este é um momento muito gratificante. Tenho certeza de que a Bianca vai se tornar uma médica bastante humana, pois a dedicação dela é grande. Ela merece esta conquista”. Ao final da cerimônia, os novos doutores declamaram o Juramento de Hipócrates e receberam das mãos do orador a Carteira Profissional e exemplares do Código de Ética Médica. Visite o nosso site e confira a galeria de fotos do evento: http://www.apmtaubate.com.br/ galeria23.php


Foto: Arquivo Pessoal

MEDICINA ESPIRITUALISTA

Medicina e Espiritualidade: Os efeitos da fé na realização de tratamentos médicos Dr. Alexandre Serafim Neuropediatra e professor universitário de Medicina e Espiritualidade

E

stamos vivendo, na atualidade, uma mudança de paradigmas, onde a espiritualidade passa a ser inserida no contexto da saúde e do bem-estar humano. A Organização Mundial de Saúde (O.M.S.) desde 1998 considera que a saúde está diretamente ligada à qualidade de vida, e que essa depende da saúde física, social, mental e espiritual, ou seja, o ser humano deve ser considerado em mais de uma dimensão. Para gerar bem-estar e qualidade de vida ao individuo é necessário enxergá-lo de forma holística. Nem sempre a doença deve ser encarada como algo ruim, mas talvez como um alerta para mudanças necessárias na forma de agir e de pensar. O médico, dentro deste entendimento, pode auxiliar o paciente a entender o porquê do sofrimento que sente. A Medicina através de sofisticação tecnológica trouxe grandes vantagens nos diagnósticos, no conhecimento de doenças e tratamentos, restituindo, atualmente, a um grande número de pessoas, o retorno às suas atividades sociais e de trabalho. Porém, ao mesmo tempo, fragmenta o ser entendendo muito sobre as partes nos mínimos detalhes, e por vezes se esquecendo que o todo compõe o individuo.

O médico Harold Koenig, geriatra e professor da Universidade de Duke (E.U.A.), um dos pioneiros neste assunto, traz em seus trabalhos um entendimento científico das questões da religiosidade e espiritualidade com a saúde e a qualidade de vida. O médico e professor da Universidade Federal de Juiz de Fora, Giancarlo Lucchetti, um dos maiores estudiosos e pesquisadores nesta área no Brasil, em um levantamento recente publicado na Revista Ciência e Cultura, no volume 68(1) de 2016, mostra que o assunto “espiritualidade e saúde” é responsável por aproximadamente sete publicações cientificas pesquisadas, por dia, em revistas indexadas no PubMed, um dos principais sites de pesquisa no mundo. Temos, hoje, parâmetros clínicos mostrando que o fator religiosidade e espiritualidade está relacionado com: . Melhora nos níveis de cortisol, hormônio relacionado ao estresse e câncer; . Diminuição da Interleucina 6, relacionada ao envelhecimento celular; . Melhor recuperação de pacientes submetidos a cirurgias cardíacas; . Diminuição do índice de suicídios em pacientes esquizofrênicos;

. Melhora nos índices de CD4 em pacientes aidéticos;

. Melhor qualidade de vida em idosos, mostrando maior longevidade; . Melhor enfrentamento no diagnostico de doenças graves.

Devido a estes parâmetros e muitos outros comprovados cientificamente, torna-se fundamental aos médicos, independentemente das áreas de atuação, buscarem estes conhecimentos e aplicá-los junto aos pacientes, visto que o nosso principal objetivo é gerar saúde antes de tratar doenças. Em levantamento realizado em 2012 pelo professor Giancarlo Lucchetti, publicado na revista BCM Medical Education, mostrou-se que 90% das escolas médicas americanas têm a disciplina de “espiritualidade” na grade curricular. Nesta mesma publicação, temos divulgados os 59% das faculdades de Medicina do Reino Unido e apenas 10% das brasileiras que aderiram à disciplina. O grande destaque vai para a Universidade de Taubaté como pioneira no Brasil no oferecimento de Disciplina Eletiva sobre Medicina e Espiritualidade. Ainda estamos no inicio deste processo, mas já ganhando muito espaço dentro da área acadêmica, principalmente pela busca e interesse dos próprios alunos em conhecer cada vez sobre o assunto.

17


Falando de vinho: O que é Terroir? Por: Dr. Antonio Diniz Torres Cardiologista

Trata-se de um conjunto de fatores que irão influenciar na evolução e no desenvolvimento da videira, tais como solo, drenagem do solo, clima, topografia, microclima, sem esquecer de considerar a ação humana. Em resumo, gosto de pensar que é o habitat onde se desenvolve a videira, resultando em frutas com características relacionadas ao mesmo. Muitos são os esforços para se estabelecer um conceito mais preciso sobre o termo, o qual vem com valores agregados próprios da cultura francesa. Até a ONU (Organização das Nações Unidas) possui vários trabalhos para este entendimento, sem que se tenha chegado a um denominador comum de forma satisfatória. O assunto já foi tratado como sendo fantasioso ou apenas como mais uma jogada de marketing dos famosos produtores do Velho Mundo. Porém, com o passar do tempo e o surgimento de uma vitivinicultura sólida nos países do Novo Mundo, foram surgindo vinhos com características próprias, que embora utilizando as mesmas “uvas europeias” apresentavam novas identidades, que respeitando, digamos, sua carga genética, incorporavam nova personalidade ao produto final. Mais uma vez, vê-se o conceito de Terroir ultrapassar o limite da

18

língua e incorporar valores associados ao ecossistema na presença da ação humana. O exemplo clássico de Terroir é a Borgonha, com seus maravilhosos vinhos produzidos a partir das uvas tintas Pinot Noir e a branca Chadornnay. Outra região que não pode ser esquecida é Bordeaux, produtora de um terroir típico e caprichoso. Esta possui localização privilegiada pelo encontro dos rios Dordogne e Garonne, formadores do rio Gironde, e garante características próprias e distintas para cada margem do afluente. Grandes vinhos são elaborados a partir da uva Merlot, encontrada na margem direita, e na margem esquerda tem-se como principal estrela a Cabernet Sauvignon. Como já é costume, sugiro experiências gustativas comparando vinhos de regiões diferentes, lembrando sempre que

in vino veritas e se beber não dirija, pois in aqua sanitas. *OBSERVAÇÃO

Definição oficial da Organização Internacional da vinha e do Vinho (OIV) para Terroir: conceito que remete a um espaço no qual está se desenvolvendo um conhecimento coletivo das interações entre o ambiente físico e biológico e as práticas enológicas aplicadas, proporcionado características distintas aos produtos originários deste espaço.

Foto: Google creative commons

T

erroir é um termo de origem francesa, sem tradução em outros idiomas, e que no nosso português está sendo incorporado graças ao “estrangeirismo”.

Foto: Arquivo Pessoal

REGIONAL GUARATINGUETÁ


19


Auditório

Fotos: Interativa Mix

Sala de reuniões

rmet

o gou Espaç

Espaço gourmet

Auditóri

o

20

Sala de reuniões


EDUCAÇÃO

Sumidade em psiquiatria forense realiza palestra na APM Taubaté No dia 1º de julho, a sede da APM Taubaté recebeu a visita de Guido Arturo Palomba, o qual ministrou a palestra “Crime e Loucura”. O renomado psiquiatra forense, atuante na área há três décadas e referência emblemática para advogados, juízes e a própria imprensa, discursou sobre psiquiatria e mencionou relevantes estudos realizados no segmento. Captou a atenção da plateia ao narrar crimes polêmicos noticiados pela mídia e de grande repercussão nacional. Entre esses, o Caso Pesseghini, no qual o filho de 13 anos foi acusado de matar os pais e duas pessoas da família, em agosto de 2013. Responsável pelo laudo psiquiátrico da ocorrência, Dr. Guido concluiu que o jovem sofria de uma doença mental adquirida aos dois anos de idade. Outro crime debatido pelo palestrante teve autoria de Mateus da Costa Meira, estudante de Medicina que atirou contra três pessoas em um cinema de São Paulo, no ano de 1999.

Dr. Guido Arturo Palomba, referência nacional em psiquiatria forense, ministra palestra Crime em Loucura, em Taubaté

No evento, estavam presentes convidados e membros da diretoria regional da entidade. Segundo Dr. Paulo Pereira, diretor artístico da APM Taubaté, a ocasião foi muito proveitosa. “Houve boa participação dos presentes, os quais fizeram questionamentos interessantes e oportunos. Todos ansiamos que a APM ofereça mais oportunidades como essa”, revelou o médico. Ao final do encontro, os presentes saborearam vinhos e finger foods, e puderam estabelecer contato direto com o palestrante através de um agradável bate-papo.

Dr. Camillo Soubhia Junior, presidente da APM Taubaté, prestigia a visita do palestrante na sede da entidade

Sobre o palestrante Graduado em 1974 pela Faculdade de Ciências Médicas de Santos, Dr. Guido Palomba se especializou em psiquiatria forense com título reconhecido pela Sociedade Brasileira de Medicina Legal. Durante dez anos, entre 1975 e 1985, foi médico e médico-chefe do Manicômio Judiciário de São Paulo. Em paralelo, habilitou-se como perito nos Tribunais Judiciários de São Paulo no período de 1975 até os dias atuais.

Fotos : Lúcia Fátima da Silva

Desde 1985, atua como consultor convidado de órgãos de comunicação para assuntos psiquiátrico-forenses, assim como professor convidado de algumas faculdades de Direito, Medicina e Psicologia, entre outras entidades como a Ordem dos Advogados do Brasil, Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra, Academia de Polícia de São Paulo, Polícia Militar e, inclusive, a Associação Paulista de Medicina. Também é membro do Conselho Editorial de revistas científicas e culturais do Brasil e do mundo.

Médicos, psicologos e advogados acompanharam citações de crimes motivados por disturbios mentais

Possui mais de duas centenas de artigos publicados, além de diversas obras lançadas como autor, autor coordenador e coautor.

21


DIRETÓRIO ACADÊMICO BENEDICTO MONTENEGRO DAMB

Faculdade de Medicina promove confraternização entre acadêmicos e ex-alunos

Por: Maria Julia Watanabe

Taubaté, que sobrevive a partir de doações. Neste ano, uma nova iniciativa foi lançada e passou a aceitar doações em dinheiro, já que muitos dos que gostariam de colaborar não possuíam acesso fácil ao repasse de medicamentos e amostras grátis, podendo, assim, contribuir com dinheiro para a “Caixinha da Farmacinha”.

O encontro, que conta com a participação de todos os órgãos acadêmicos, permite que os alunos exponham os projetos e os trabalhos que vêm desenvolvendo, e que os doutores ofereçam apoio motivacional e financeiro.

Ainda na ocasião, o DABM apresentou o distribuiu o jornal informativo Lobotomia, que veicula matérias escritas pelos próprios alunos, e tem o objetivo de esclarecer ao corpo estudantil e aos ex-alunos quais são os trabalhos realizados pelo Diretório ao longo do ano.

O Diretório Acadêmico Benedicto Montenegro também realizou uma campanha a fim de arrecadar medicamentos para a Farmácia Comunitária, um projeto organizado e administrado por alunos do DABM, que visa distribuir remédios gratuitos à população carente de

O encontro é muito positivo para os órgãos acadêmicos e para a Associação de ex-alunos, pois ambos podem mostrar as suas realizações, unir forças e compartilhar interesses objetivando o fortalecimento da graduação e da vivência médica, e elevar o nome da nossa faculdade.

Você tem cuidado da sua saúde?

A APM Taubaté registra apoio ao Outubro Rosa e às campanhas de prevenção e combate ao câncer de mama.

AUTOEXAME EXAME DE TOQUE MAMOGRAFIA 22

Foto : DAMB

No dia 30 de julho, a Associação de Ex-Alunos da Faculdade de Medicina de Taubaté promoveu um evento que há quatro anos proporciona aos acadêmicos e aos ex-alunos trocarem vivências e experiências a respeito da prática médica, assim como passarem adiante histórias e tradições da FMT.

Presidente DABM

Membros da gestão 2016/2017

Doações para a Farmácia Comunitária Departamento do Bom Conselho - Prédio DA Medicina Av. Tiradentes, Nº500 Horário de funcionamento: Segunda-feira, das 17h às 19h; Quarta-feira, das 18h às 20h Responsáveis: Amanda, (11) 9 9210-2523 Maria Julia, (12) 9 91522356


LITERATURA

E tudo mudou...

Por: Luis Fernando Veríssimo

O rouge virou blush O pó-de-arroz virou pó-compacto O brilho virou gloss O rímel virou máscara incolor A Lycra virou stretch Anabela virou plataforma O corpete virou porta-seios Que virou sutiã Que virou lib Que virou silicone A peruca virou aplique, interlace, megahair, alongamento A escova virou chapinha “Problemas de moça” viraram TPM Confete virou M&M’s A chita virou viscose A purpurina virou gliter A brilhantina virou mousse Os halteres viraram bomba A ergométrica virou spinning A tanga virou fio dental E o fio dental virou anti-séptico bucal Ninguém mais vê... Ping-Pong virou Babaloo O a-la-carte virou self-service

A tristeza, depressão O espaguete virou Miojo pronto A paquera virou pegação A gafieira virou dança de salão O que era praça virou shopping A areia virou ringue A caneta virou teclado O long play virou CD A fita de vídeo é DVD O CD já é MP3 É um filho onde éramos seis O álbum de fotos agora é mostrado por email O namoro agora é virtual A cantada virou torpedo E do “não” não se tem medo O break virou street O samba, pagode O carnaval de rua virou Sapucaí O folclore brasileiro, halloween O piano agora é teclado, também O forró de sanfona ficou eletrônico Fortificante não é mais Biotônico Bicicleta virou Bis Polícia e ladrão virou Counter Strike

Lobato virou Paulo Coelho Caetano virou um chato Chico sumiu da FM e TV Baby se converteu RPM desapareceu Elis ressuscitou em Maria Rita? Gal virou fênix Raul e Renato, Cássia e Cazuza, Lennon e Elvis, Todos anjos Agora só tocam lira... A AIDS virou gripe A bala antes encontrada agora é perdida A violência está coisa maldita! A maconha é calmante O professor é agora o facilitador As lições já não importam mais A guerra superou a paz E a sociedade ficou incapaz... ... De tudo. Inclusive de notar essas diferenças.

Folhetins são novelas de TV Fauna e flora a desaparecer

23


LAZER, ESPORTE E ENTRETENIMENTO

CLUBE DE BENEFÍCIOS APM

Associado APM têm regalias no ato da compra Cumprindo o propósito de zelar pela categoria médica e oferecer benefícios aos afiliados, a Associação Paulista de Medicina firmou parceria com dezenas de empresas para disponibilizar descontos em produtos e serviços selecionados. Confira as condições diferenciadas para compra e desfrute destas vantagens! BELEZA E BEM-ESTAR INVEL 30% de desconto nos produtos adquiridos nas lojas físicas, no televendas ou através do hotsite. Localização: (Compras online) DESCONTÃO! CÂMBIO CONFIDENCE CÂMBIO Concede aos associados APM 1,5% de desconto na compra de Dólar e Euro, e de 0,5% nas demais moedas. Localização: Somente compras por telefone (0800 400 0800) CURSOS MACKENZIE 15% a 30% de desconto, de acordo com a tabela disponível no site do clubapm. Localização: São Paulo DESCONTÃO! ELETROELETRÔNICOS WALMART

ELETRODOMÉSTICOS ELECTROLUX Descontos de até 30% e parcelamento em até 10x sem juros. Frete grátis para todo o Brasil. DESCONTÃO! Localização: Nacional (Compras online) POLISHOP 10% de desconto nas compras pelo site e loja física. Localização: Nacional HOTÉIS E VIAGENS TAM Descontos especiais para associados e seus dependentes. Localização: Nacional (Compras online) TRANSAMÉRICA HOSPITALITY GROUP Associados e dependentes têm 10% de desconto sobre a tarifa pública vigente no período de hospedagem. Localização: Consultar unidades (www.transamericagroup.com.br)

A ESPORTIVA Loja virtual de artigos esportivos oferece 10% de desconto nas compras à vista ou em até 10x sem juros no cartão. * O desconto (não cumulativo) será aplicado no carrinho de compras ao digitar o código promocional (APMDESCONT). Localização: Nacional (Compras Online). BILHETERIA.COM 10% a 50% de desconto na compra de ingressos para shows, teatro, circo, parque de diversões e passeios turísticos. DESCONTÃO! Localização: Nacional (Compras online) NETSHOES Associado APM recebe desconto de 10% em todo o site NETSHOES. *Exceto nas compras de lançamentos, categoria bike, suplementos da marca Optimum, Games e Eletrônicos, e produtos com selos Especiais. Localização: Nacional (Compras online) SAÚDE E BEM-ESTAR DROGARIA SÃO PAULO Em parceria com a APM, a rede farmacêutica oferece aos associados descontos (não cumulativos) nas compras à vista: 30% para Medicamentos Genéricos; 20% para Demais Medicamentos / OTC; 5% para Perfumaria e Higiene Pessoal.

SONY VAIO

* Para validação do desconto, identifique-se como associado da APM e informe seu CPF diretamente no caixa. DESCONTÃO!

Até 20% de desconto em produtos.

Localização: Todas as unidades no Brasil

INFORMÁTICA

Localização: Nacional (Compras online) LOCAÇÃO DE VEÍCULOS ALUGUE BRASIL

Associado APM tem 10% de desconto nas compras efetuadas no site ou nas lojas físicas.

55% de desconto para locação de veículos populares, e 25% de desconto para as demais categorias. DESCONTÃO!

Localização: Nacional (Compras online)

Localização: Nacional

Entre em contato e conheça as outras promoções

www.apm.org.br/ clubedebeneficios clubedebeneficios@apm.org.br (11) 3188.4329/4370/4579 Clube de Benefícios Vantagens sem limites!


Humor

Charges

Créditos: Incrível.club

Prezados leitores, Disponibilizaremos, a partir desta edição, um espaço destinado à oferta de produtos e à busca de profissionais. É a oportunidade ideal para vender, alugar, comprar, trocar e contratar. A seção é exclusiva para médicos associados da APM, os quais poderão divulgar gratuitamente os seus anúncios.

Interessou-se? Entre em contato conosco! taubate@apm.org.br (12) 3632-3818

25


s e t n a i r a s r e v Ani A APM Taubaté saúde a todos os amigos e associados pelas comemorações natalícias

26

ANIVERSARIANTES DE SETEMBRO 01 RAFAEL LUIZ DA SILVA 02 ANDREY JORGE DE ANDRADE 03 CESAR AUGUSTO CARDOSO PEDRO NOGAROTTO CEMBRANELI SYLVIA REGINA TEMER CURSINO 04 FERNANDO HENRIQUE G V SANTOS 05 MARIANA RUBEZ JEHA 06 JOAO BATISTA MONTEIRO NETTO 07 BEATRIZ CORREA SAMPAIO LEGER MARCELLA MOREIRA BOAVENTURA 08 CRISTIANO DUARTE ROSA WILSON HIROYUKI WATANABE 10 ANDRE LUIZ PINTO PAULO AFONSO MEDEIROS KANDA 12 CAIO LUCIO SOUBHIA NUNES ITALO VALENTONI NETO PAULO ARANTES DE MOURA RAFAEL MARTUSCELLI BEGER 13 FAUSTO SOARES FERREIRA HENRIQUE MERCALDO NETTO 14 CLARISSA HESSEL ESCUDEIRO MARCELA DE SOUZA PINTO VARELLA MARCIA RENATA VALENTE MOREIRA DE ASSIS MILENA CRISTINA DA SILVA ALMEIDA ORLANDINO DE FREITAS FILHO PEDRO HENRIQUE DE LARA LEITE WALDNEY JOSE DE BARROS 17 GIOVANA LARISSA PRADO LEITE AGOSTINHO HENRIQUE VILELA DE OLIVEIRA 18 FERNANDO LUIZ TEIXEIRA GUSTAVO HENRIQUE DA MATTA FARIA TERUMI UEMURA 20 ANTONIO MAURY LANCIA ENDRIGO RODRIGUES PISSININ 22 MARIA JUDITH P M DE BARROS 23 MILTON GAUCH RINALDO RONCONI NETO 24 DANILO DE MATTOS SPINELLI FATIMA DOS REIS ALBUQUERQUE MACIEL 25 ANA CELIA SMITH NEVES FABIOLA VASCONCELOS ALVES 26 GREGORIO DA CRUZ RIEMMA 27 FABIO NUNES DE OLIVEIRA PEDRO MACHADO PEREIRA E SILVA 28 ANA PAULA DE CARVALHO PEREIRA LAIS DE ARAUJO GIAJ LEVRA 30 ANA CLAUDIA GONCALVES CONTREIRA ANTONIO IRAPUAM RIBEIRO TUPINAMBA

ANIVERSARIANTES DE OUTUBRO 01 ANA CAROLINA BUCELES RAMOS 02 MARCOS ROBERTO MARTINS 03 CLELIA MARIN FONTES 04 FABIANA CATHERINO HENRIQUE RIBEIRO SOUBHIA JOSE PAULO PEREIRA PAULO TAUIL JUNIOR 05 MARIANA PILAN CAPELLA 07 GABRIELA ALVES ROSA GABRIELA ULIAM HOMEM 09 ALEXANDRE MORENO MACRI ALEXANDRE SERAFIM RAFAEL DE PAIVA LUCIANO 12 GUILHERME RICARDO NUNES SILVA MARCIA SAYURI MURAO FERNANDES 13 CARLOS ANDRE DA COSTA 16 GUSTAVO SALGADO MURAGAKI IVAN DE JESUS PAEZ VEJA MARCO ANTONIO DE MATTOS MERCADANTE STELA DALVA MENDES DE ALMEIDA PRADO DE FARIA 17 CLAYTON APARECIDO DE PAULA ELIZIANE GIMENES DO COUTO GIL SOUZA MELO JULIANA BITTAR NOVAES VIEIRA BRAGA FERRAZ 18 JORGE FERREIRA DA MOTTA VANDA PEREIRA LEITÃO 19 MARCELO TONUS WEI SIN LANG 20 JOAO BOSCO GOMES PEREIRA OSVALDO AFONSO DA SILVA 21 ARTHUR QUERIDO MARCONDES OTAVIO SCHMIDT DE AZEVEDO 22 THIAGO PASQUALIN 23 FERNANDO BARROS DE OLIVEIRA 24 MARIELZA ANDRADE NUNES 26 MARIA JULIETA ZACCARO FERRO 27 DANIEL CAUDURO SALGADO EDINEIDE VIEIRA CEDENO IGOR TADEU DA COSTA JOAO LUIZ CABRAL SILVA 28 ALEXANDRA CARMELA SPERANZA 29 ELISA MARIA D RIBEIRO DE SOUZA GILZELIA FERNANDES BATISTA MARCOS PAULO BOSSETO NANCI 30 CHRISTIANO COUTO DE SOUSA CARVALHO FERNANDA DE CARVALHO LOPES 31 LUIZ FERNANDO ALBANO DE PAULA OSMAR ANTONIO VILLELA SANTOS JUNIOR


Revista APM - edição 08 - 2016  

Revista APM - edição 08 - 2016

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you