Page 1

transpetro O jornal de quem faz a petrobras

jornal

nordeste

Qualificação profissional na Bahia Foto: Banco de Imagens

Ano 05 Nº 8

Maio de 2012

Jovens e adultos moradores de sete comunidades próximas ao Terminal de Madre de Deus estão participando do Projeto de Qualificação Profissional apoiado pela Transpetro. Os 84 alunos inscritos estão divididos em três cursos técnicos: auxiliar de pintura industrial, auxiliar de eletricista em instalação e manutenção predial e auxiliar de escritório com ênfase em informática. As aulas serão concluídas no final deste semestre. O objetivo do projeto, que é realizado em parceria com o Instituto de Pesquisa e Tecnologia Gerencial Aplicada (IPGA), é promover a inserção de indivíduos em situação de vulnerabilidade social no mercado de trabalho. Pág. 3

Manutenção na Malha NES Linha de gasoduto que vai do Rio Grande do Norte ao Ceará passou por uma manutenção nos scrapers - dispositivos relacionados aos procedimentos de limpeza dos dutos.O objetivo foi adequar trecho da linha à última revisão da Norma Petrobras N505. A manutenção foi finalizada em março. Pág. 6

Novo sistema de supervisão O TA-Madre de Deus recebeu novo Sistema de Supervisão e Controle, desenvolvido e instalado pela área de Automação do Suporte Técnico do Nordeste (STNE/Auto). A ferramenta, que entrou em operação no início do ano, acompanha as operações do terminal e monitora os níveis dos tanques e esferas, entre outras funções. Pág. 5

Operador coleciona mais de 20 mil moedas

TA-Pecém: quatro anos de atividades

Semana da Saúde movimenta unidades

pág. 8

pág. 4

pág. 7


notas

Auditoria em Maceió O Terminal Aquaviário de Maceió (AL) passou, entre os dias 5 e 8 de março, por uma auditoria do Sistema da Garantia da Qualidade (SGQ), que procura monitorar toda a cadeia produtiva de diesel, gasolina e querosene de aviação. O objetivo é garantir a qualidade dos produtos e solucionar quaisquer problemas antes que eles cheguem ao consumidor final.

Fotos: Banco de Imagens

Em Alagoas, além do Terminal Aquaviário de Maceió, foram auditados o Laboratório Móvel de Qualidade (LMQ), os Postos Revendedores (PR), os Clientes Consumidores

(CC) e a BR-Distribuidora (BAMAC). “Na Transpetro, conquistamos o índice de 100% de conformidade, o que significa que estamos acompanhando o processo de acordo com as normas, os padrões e os procedimentos da Petrobras”, comemora Edmilson Ribeiro, técnico Químico de Petróleo. “A garantia da qualidade proporciona a satisfação dos clientes, a redução de custos com retrabalho e o fortalecimento da imagem da companhia, dentre outras vantagens”, conclui Hugo Leonardo Nunes dos Santos, gerente setorial do Terminal Aquaviário de Maceió.

Auditorias em Guamaré e Cabedelo Os terminais aquaviários de Guamaré (RN) e Cabedelo (PB) passaram por auditorias durante os meses de fevereiro e março. A unidade potiguar recebeu duas visitas da Coordenação de Acompanhamento e Controle – TA Nordeste, nos dias 8 a 10 de fevereiro e, posteriormente, entre 5 e 8 de março. Em Cabedelo, a única auditoria ocorreu de 14 a 16 de março. O primeiro procedimento realizado em Guamaré correspondeu a uma auditoria de medição. No mês de março, em ambos os terminais, aconteceram auditorias de manutenção de Sistema de Gestão Integrado (SGI).

Técnicos manipulam produtos no TA Maceió

Reunião Bimestral de SMS 2012

Programa Inovar Itinerante

A Segurança Operacional do TA-Madre de Deus (BA) realizou, em 19 de abril, a reunião bimestral de SMS com as empresas contratadas. Participaram lideranças da Transpetro, lideranças das empresas contratadas e fiscais de contrato.

A força de trabalho do Terminal de Mucuripe (CE) participou, no dia 20 de abril, do Programa Inovar Itinerante. O evento contou com a Oficina de Criatividade e Inovação. A ocasião também se configurou como um treinamento corporativo.

transpetro O jornal de quem faz a petrobras

jornal

2

nordeste

O Jornal Transpetro - Nordeste é uma publicação da Comunicação Institucional sob a coordenação de Aleksandra Bacelar. Contato: abacelar@petrobras.com.br jornalista responsável: Aleksandra Bacelar. colaboração: Débora Ramalho. reportagens, edição, diagramação e produção: Exclusiva!BR.


Capa

Capacitação de jovens na Bahia oram iniciadas neste semestre as aulas do Projeto de Qualificação Profissional promovido pela Transpetro, em parceria com o Instituto de Pesquisa e Tecnologia Gerencial Aplicada (IPGA). O projeto, que foi planejado no ano passado, a partir do convênio firmado entre as duas empresas, é voltado para jovens e adultos do município de Madre de Deus (BA), onde está instalado o terminal aquaviário de mesmo nome. As primeiras turmas concluirão os cursos em junho deste ano.

Fotos: Banco de Imagens

projeto da transpetro procura desenvolver competências

F

O projeto visa a oferecer capacitação e apoio à inserção no mercado de trabalho a indivíduos com 18 a 35 anos, desempregados e em situação de vulnerabilidade social. Os alunos residem nas comunidades de Cação, Suape, Quitéria, Sede, Centro, Caminho da Luz e Ilha de Maria Guarda, todas localizadas em Madre de Deus. Segundo Waldo Gomes, gerente geral do terminal, existe uma demanda antiga por mão de obra local. “Sistematicamente, as tentativas das empresas terceirizadas de absorver esses trabalhadores esbarram

Cerca de 80 pessoas participam do curso

na deficiência da capacitação dos mesmos”, explica Gomes. Iniciadas há três meses com 84 participantes, as aulas não sofreram evasão alguma. O Projeto de Qualificação Profissional oferece os cursos de auxiliar de pintura industrial (carga horária total de 562 horas), auxiliar de eletricista em instalação e manutenção predial (carga horária total de 570 horas) e auxiliar de escritório com ênfase em informática (carga horária total de 504 horas). Com exceção da aula inaugural, que ocorreu no Terminal de Madre de Deus, no dia 12 de dezembro do ano passado, as atividades do curso têm acontecido, principalmente, no Centro Comunitário de Integração Social Waldeck Ornelas.

Depoimentos “Estou muito feliz em estar fazendo parte deste curso, aprendi muito com as aulas, aproveito o máximo para aprender todas as explicações, porque pretendo atuar na área de Elétrica.” Simone Barbosa, curso de eletricista em instalação e manutenção predial “Em um curso como esse, integrado, não aprendemos só as matérias técnicas, também conhecemos um pouco dos fundamentos materiais para a nossa vida.” Manoel Ricardo Silva, curso de eletricista em instalação e manutenção predial “Vejo que posso sair daqui uma pessoa capacitada para atuar na área que escolhi seguir na minha vida profissional.” Crislane Fonseca, curso de auxiliar de escritório com ênfase em informática

O projeto oferece três opções de cursos

3


Foto: Banco de Imagens

Operação No píer, navio Golar Spirit realiza gaseificação

Unidade de Pecém realiza regaseificação de gás natural terminal conta com dois navios e equipe de 25 profissionais naugurado em 2008, o Terminal de Regaseifica­ ção de Pecém (CE) completará quatro anos de idade no próximo mês de agosto. A unidade realiza recebimento, transbordo, estocagem e regaseificação de gás natural liquefeito (GNL), transformado em gás natural comprimido (GNC) e transferido para a Malha Nordeste Setentrional de Gasodutos.

I

A Transpetro possui, hoje, duas unidades de regaseificação: a de Pecém e a da Baía de Guanabara. “Os terminais de GNL têm elevada importância estratégica na matriz energética brasileira, garantindo confiabilidade e segurança ao abastecimento de gás natural no País”, afirma Vítor de Souza, gerente setorial de Operação de GNL do Terminal de Pecém.

4

A equipe do terminal é formada por mais de 25 profissionais. A unidade

opera no Píer 2 do Porto de Pecém. Conta com um navio supridor de GNL, ancorado no berço externo, e um navio cisterna tipo Vessel, para estocagem e regaseificação, ancorado no berço interno. Para carregamento, o terminal dispõe de oito braços, sendo que seis são utilizados para operação de transbordo de GNL e os outros dois realizam transferência de GNC para os gasodutos. O gás natural regaseificado é injetado em uma linha

de 3 km de extensão, que interliga o Píer 2 ao ramal Pecém-Gasfor, com extensão de 20 km. “Estou em Pecém há poucos meses. Apesar disso, já acho a rotina de trabalho no terminal gratificante, dada a complexidade dos processos operacionais e o nível de qualidade e comprometimento da equipe técnica local, nas várias disciplinas envolvidas”, conclui Vitor.

Principais características técnicas do Terminal de Pecém Capacidade de armazenamento de GNL: 128.000 m³ Extensão do píer: 482 m Calado: 15,50 m Comprimento máximo da embarcação: 315 m Berço externo: descarga de GNL (carrier) Berço interno: carga de GNL e descarga de GNC Vazão máxima de GNL (transbordo): 10.000 m³/h Descarga máxima de GNC: 7.000.000 m³/dia


Segurança

Terminal de Madre de Deus: novo Sistema Supervisório Ferramenta atende ao Plano Diretor de Automação e Instrumentação

área de Automação do Suporte Técnico do Nordeste (STNE/Auto) concluiu o desenvolvimento e a implantação do novo Sistema de Supervisão e Controle do Terminal Aquaviário de Madre de Deus (BA), que entrou em operação em janeiro deste ano. A novidade veio atender à política definida no Plano Diretor de Automação e Instrumentação da Transpetro (PDAI).

A

De acordo com Antonio Marcos Feitosa, gerente de manutenção, o sistema tem como principal atividade o controle operacional do TA-Madre de Deus. A ferramenta realiza o acompanhamento das operações de dutos e das operações de carga e descarga de navios, além de detectar vazamentos, mediante parâmetros pré-estabelecidos. Faz, também, o monitoramento e controle dos níveis dos tanques e esferas e opera os sistemas de drenagem. O Sistema Supervisório do TA-Madre de Deus, um dos mais complexos da Transpetro, passou por várias etapas antes de ser instalado: especificação e modelagem do sistema; aquisição de hardware e licenças de softwares; desenvolvimento de telas, rotinas, banco de dados e aplicativos; testes de fábrica; validação do sistema com testes de campo; implantação; pré-operação; operação assistida. A última fase durou 10 dias, durante o qual a equipe do

STNE/Auto trabalhou em regime de revezamento, 24 horas por dia. Em 26 de janeiro, o empreendimento foi concluído com o treinamento dos profissionais de manutenção do Terminal. “A equipe de Manutenção do TA-Madre de Deus participou ativamente de todo o processo de desenvolvimento e implantação do sistema. A passagem de responsabilidade ocorreu de maneira tranquila e efetiva; a parceria entre as duas equipes promoveu integração de conhecimentos e crescimento profissional”, ressalta Antonio Marcos Feitosa. Admailton Costa de Oliveira, técnico de Manutenção, destaca que a ação exigiu elevado grau de especialização da equipe do STNE/Auto. O grupo vem trabalhando desde 2006 e já desenvolveu e implementou os Sistemas Supervisórios dos Terminais Terrestres de Jequié e Itabuna e dos Terminais Aquaviários de Suape, Maceió e Guamaré. Segundo Cássio Mikulski, coordenador de Automação da STNE/Auto, todos os trabalhos de desenvolvimento de sistemas supervisórios são realizados por mão de obra própria do Suporte Técnico. “Isso faz com que possamos agregar boas práticas adquiridas anteriormente e primar por um trabalho de qualidade padronizado para todas as unidades da Transpetro atendidas”, destaca.

Melhorias do Sistema Melhorias Técnicas 1. Migração da plataforma operacional (Ambiente Unix para Ambiente Windows); 2. Ambiente totalmente virtualizado, minimizando significativamente o tempo de restabelecimento em casos de panes graves; 3. Domínio tecnológico difundido entre as equipes de Engenharia e Manutenção; 4. Atendimento de manutenção mais ágil.

Melhorias Operacionais 1. Flexibilidade na criação de novas operações; 2. Manipulação histórica das operações; 3. Transparência das operações e facilidade de levantamento estatístico.

Melhorias Coorporativas 1. Adequação ao padrão estabelecido no Plano Diretor de Automação e Instrumentação da Transpetro (PDAI).

5


melhorias

Linha de gasoduto passa por manutenção Fotos: Banco de Imagens

Processo iniciado em 2011 foi completado no mês de março

Procedimento foi realizado na linha Gasfor

oi concluído em março o processo de manutenção nos scrapers (dispositivos existentes nos dutos que permitem a passagem de outros equipamentos) da linha Gasfor. A ação no gasoduto - pertencente à malha Nordeste Setentrional (NES) - adequou os dispositivos à última revisão da N505, Norma Petrobras que trata das condições para a construção de scrapers. A linha Gasfor liga Guamaré (RN) a Pecém (CE).

Esses indicadores sinalizam a necessidade de reparo”, explica.

De acordo com Adilson João da Silva, gerente setorial de Manutenção e Apoio à Operação, esse tipo de manutenção é realizado quando há necessidade. “A Petrobras trabalha de acordo com as normas do Programa de Integridade de Dutos (PID), que determina a existência de uma equipe especializada para acompanhar os indicadores coletados nos dutos.

segurar a segurança das operações de passagens de pigs, que servem para limpeza e inspeção interna e externa das linhas. “Os scrapers estão inseridos dentro do plano de manutenção da Diretoria de Gás Natural. Além disso, eles passam por inspeções de integridade periódicas, realizadas pelas gerências de Suporte Técnico Regional”, diz.

F

6

Envolvimento da equipe garantiu o sucesso da ação

Segundo Adilson, a manutenção dos scrapers tem como objetivo as-

O procedimento, concluído em março deste ano, envolveu várias etapas

O procedimento concluído em março deste ano envolveu várias etapas, como planejamento, elaboração de procedimento específico, visita às áreas e treinamento dos profissionais. “Todas as atividades correram dentro do tempo previsto, demonstrando o alto nível de comprometimento da equipe. O nosso lema é ‘a soma das partes é maior do que o todo’; portanto, todos mais que contribuem; realizam e comemoram os resultados”, ressalta o gerente. Além de estarem relacionadas ao PID, as operações de manutenção dos gasodutos estão submetidas ao Programa de Gerenciamento de Padrões (Sinpep). Dessa forma, os processos desenvolvem-se da mesma maneira nas unidades do Sistema Petrobras e abrangem todas as áreas onde existem dutos de transporte de hidrocarbonetos.


SMS

Semana da Saúde evento realizado em abril contou com atividades diversas Palestras, oficinas e atividades lúdicas fizeram parte da programação da Semana da Saúde 2012 nas unidades da Transpetro no Nordeste. Iniciadas em 4 de abril, as ações tiveram como objetivo discutir o tema “Vida e trabalho saudáveis - Cuidar da sua saúde também é cuidar do nosso futuro”

Terminal de Natal (RN)

Base de Mossoró (RN)

Terminal de Suape (PE)

Terminal de Mucuripe (CE)

Terminal de Cabedelo (PB)

Terminal de Madre de Deus (BA)

Escritório de Salvador (BA)

Base de Maracanaú (CE)

Terminal de Aracaju (SE)

Base de Catu (BA)

Fotos: Banco de Imagens

Base de Camaçari (BA)

7


Fotos: Arquivo Pessoal

Perfil Coleção é formada por mais de 20 mil moedas

Moedas são de 338 países

Um hobby com mais de três décadas Operador de Maceió é especialista no estudo de moedas operador Geraldo Duarte atua no Terminal Aquaviário de Maceió há quase 23 anos. Lá, suas funções envolvem receber, analisar, armazenar e expedir combustíveis de e para navios. Em casa, por outro lado, ele desenvolve outra tarefa, há cerca de 35 anos: estudar moedas.

que meu pai tinha. Fui aumentando o número de moedas aos poucos e, hoje, possuo um acervo com mais de 20 mil peças de várias partes do mundo. Elas vêm de 338 diferentes países, incluindo alguns que já deixaram de existir e outros que ainda nem foram reconhecidos, apesar de já emitirem suas próprias moedas.

Apesar de possuir outro hobby, o voleibol, Duarte dedica-se mais à numismática (estudo das moedas e das medalhas). Hoje, faz parte da Associação Numismática de Alagoas, é o maior colecionador do estado e um dos maiores do Nordeste. De acordo com ele, é possível conhecer todo o globo terrestre a partir da moeda de cada país.

Quais os tipos que possui? Moedas de platina, ouro, prata, bronze, alumínio, ferro, latão, níquel, chumbo, porcelana, cobre, entre outros materiais. Em relação à forma, elas são redondas, triangulares, quadradas, retangulares, pentagonais, hexagonais, heptagonais, furadas, ovuladas, bimetálicas, etc.

O

8

Quando começou a colecionar moedas? Comecei aos 14 anos, quando me interessei por uma pequena coleção

Quais as peças de destaque? Tenho as moedas brasileiras comemorativas de R$ 2, R$ 3, R$ 4, R$ 5 e R$ 20. Também possuo moedas com estampas de brasileiros ilus-

tres, como Duque de Caxias, Ayrton Senna, Pelé, Santos Dumont, Dom Pedro I, Dom Pedro II, Machado de Assis, Pedro Álvares Cabral, Visconde de Mauá, Carlos Drummond de Andrade, Getúlio Vargas, Carlos Gomes, Osvaldo Cruz, entre muitos outros. Como consegue as moedas? Ganho nos navios ou compro no Brasil e no exterior. O que o atrai na numismática? Através da moeda, conheço todo o globo terrestre. Identifico e analiso a história e os estilos arqueológico e pessoal de todos os países. Hoje em dia, já consigo identificar e avaliar qualquer moeda, mesmo que eu não a tenha na minha coleção. planos para o futuro? Crescer na empresa como funcionário. Gosto do que faço.

Jornal Transpetro Nordeste - ed. 8  

Publicação produzida para a Transpetro Nordeste. Atribuições: redação de matérias; aprovação dos textos junto à sede da Transpetro; edição d...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you