Issuu on Google+

revista do sindicato das empresas locadoras de autom贸veis do estado de Pernambuco |

n.09 out-nov-dez 11

Seguir em frente

茅 a meta para que o setor continue aquecido em 2012


Um breve

PRESIDENTE Antonio Pimentel Neto

balanço

VICE-PRESIDENTE DE TURISMO E EVENTOS João Regueira

VICE-PRESIDENTE DE RELACIONAMENTO COM MONTADORAS, CONCESSIONÁRIAS E FORNECEDORES Armindo Corrreia de Araújo

VICE-PRESIDENTE PARA ASSUNTOS JURÍDICOS Saulo José

TESOUREIRO Nildo Pedrosa

VICE-TESOUREIRO Jerônimo Sá Rodrigues

DIRETORA SOCIAL Nelma Cristina Cavalcanti

Chegamos a nossa edição de número nove. Ao longo do ano, trouxemos muitas novidades, aprimoramos o nosso layout e reforçamos o nosso compromisso com a melhoria contínua, adotada desde o lançamento dessa revista, ainda em 2009. Só neste ano, foram cerca de 100 entrevistados e mais de oito mil revistas distribuídas em todo o País. Os números são muito positivos para o nosso Sindicato, pois o Brasil inteiro ficou conhecendo melhor o nosso setor. Comunicamos com muita eficiência as notícias do nosso Estado e consolidamos, sem margem para dúvidas, nossa imagem enquanto sindicato patronal. Temos muito a agradecer a todos os que fazem parte do Sindloc-PE. Nossos associados, fornecedores, anunciantes, parceiros e demais pessoas ligadas direta ou indiretamente ao sindicato. Preferimos não citar nomes específicos para evitar possíveis injustiças.

SECRETÁRIO GERAL Erasmo de Almeida Neto

1º SECRETÁRIO Itiel Santos

CONSELHO FISCAL Júlio Barbosa

CONSELHO FISCAL Manoel Lira

CONSELHO FISCAL

Essa edição, então, chega para fechar o ano e fazer um verdadeiro brinde àqueles que apoiam e conduzem o setor para uma rota de crescimento constante. Trazemos assuntos de grande interesse para o setor de locação de carros. Primeiro, a polêmica em torno do IPI sobre automóveis importados. O público final não é o único prejudicado, pelo contrário. Nós trocamos nossas frotas pelo melhor preço de revenda, pela melhor garantia de reposição de peças e pela melhor taxa de retorno quando o carro for vendido. Nossa escolha é funcional e não pela beleza ou renome.

Carlos Medeiros

SUPLENTE José Altair

SUPLENTE José Acrísio

A matéria de capa trata sobre as potencialidades de Pernambuco para receber grandes indústrias. Na pauta elencamos todo o potencial produtivo do nosso Estado e a capacidade de Suape em receber novas montadoras, a exemplo da Volks que tem pretensão de ir para o complexo portuário e a Iveco, para Goiana.

SINDLOC-PE

No mais, o final do ano chegou. Nosso saldo é para lá de positivo. E a mensagem que deixo é a necessidade plena de lutarmos por nossos interesses e para a construção de um País mais saudável economicamente e mais promissor para todos.

Rua Capitão Zuzinha, 22 - Boa Viagem Ed. Setúbal Center - sl 305 CEP: 51030-420 Fone: 081 3341-3361

Até 2012! Muita paz, saúde e felicidade. Antonio Pimentel Neto

SITE: www.sindlocpernambuco.com.br

3

carta ao leitor

joanna calazans/sindloc-PE

expediente SINDLOC-PE


sumário

06

08

retrovisor notas

12

mercado VW deve produzir seu novo modelo UP! em PE

trade por João Regueira

10

mercado IPI

10

retrovisor Os parceiros de 2011

18

projeto fábrica da IMPSA

20

lançamento FIAT novo

expediente Rent 22

driver cintos

Diretora de Redação

26

driver assaltos

30

28

de olho no código por Diniz Carvalho

de olho no código lei seca

turismo curta PE

Gestora de jornalismo Marianne Brito marianne@exclusivabr.com

ATENDIMENTO

34

36

Luciana Lewis luciana@exclusivabr.com

32

Monitor notas

em dobro por Walter Wilson

40

visite cidades do interior

Gabriela Pires gabriela@exclusivabr.com

Edição e reportagem Fernando de Albuquerque, Juliana Pessoa, Juliane Planzo e Valentine Herold

Editora de Arte

38

memória Casa Cor

Paula K. Santos

Designers Isabela Freire e Rafaela Sarinho

Fotografia Bruna Pontual

42

esportes santa cruz

44

cultura fliporto

4

Núcleo Editorial - Exclusiva!BR Rua da Guia, n.99 - Recife Antigo Telefone: 081 3366-9654


Ante Vekic/stock.xchng

O “Plano de Mídias Digitais do Recife: a busca pela excelência das informações turísticas” foi o grande vencedor do Prêmio Mestre Salustiano, uma iniciativa da Empetur, na categoria municipal. A entrega da premiação aconteceu no dia 9/11 no Centro de Convenções de Pernambuco, com a presença do secretário de Turismo do Recife, André Campos, do adjunto, Carlos Braga, e da equipe de Marketing. A premiação integrou a programação do II Seminário Pernambucano de Hospitalidade e Turismo (Sepehtur). Em 2010, o projeto Game Show levou o segundo lugar na mesma disputa etambém foi destaque nacional em Marketing com reconhecimento pelo Ministério do Turismo, SEBRAE e FGV.

Blocos líricos na Praça do Arsenal Em todos os sábados de novembro e dezembro a Praça do Arsenal, no Recife Antigo, vai relembrar os antigos e saudosos Carnavais com apresentações de blocos líricos, das 16h às 19h. A ação é uma idealização do cantor Claudionor Germano, desenvolvida em parceria com o produtor Pedro Castro, e tem o patrocínio das Secretarias de Turismo do Recife e de Pernambuco. Serão 14 blocos apresentando-se no projeto Alegres Bandos – Encontros de Blocos.

Mais divulgação para Porto

Prefeitura do recife

Às vésperas de completar 20 anos, em 2012, a Associação dos Hotéis de Porto de Galinhas (AHPG) reforça a atuação como instituição promotora do turismo no balneário do Litoral Sul. A primeira novidade é a Chicken Parade, versão local da Cow Parade, já realizada com sucesso em Sampa e no Rio. Treze galináceos gigantes decorados por artistas variados serão espalhados por ruas da vila de Porto durante o verão. Para estreitar os laços com o público final, a AHPG prepara novo site (www.portodegalinhas.org.br), que entrará no ar em janeiro e cujo projeto inclui, ainda, a presença em redes sociais.

Parabéns

Confraternização do Recife CVB A comemoração é mais que digna. O Recife Convention e Visitors Bureau completou 10 anos de grandes atividades para o turismo de Pernambuco. A data comemorativa foi lembrada com festa realizada no Downtown Pub, no Recife Antigo.

divulgação

Temos de parabenizar o excelente trabalho desempenhado por Darley Timóteo, o delegado de turismo de Pernambuco. Através de trabalho constante e repressivo ele conseguiu deter a quadrilha que assaltava os turistas do Catamarã. É imprescindível inibir roubos e furtos aos turistas que chegam ao nosso Estado.

Jefferson de Almeida

thiago neves

trade

ariel da silva parreira/stock.xchng

Prêmio Mestre Salustiano

João Regueira, vice-presidente do Sindloc-PE e conselheiro nacional da ABLA

6


fotos: Divulgação

retrovisor

Macia Ramirez Disnove

Isnaya Delmonds FIORI

Frederico Dubeux e Bruno Melo Meira Lins

Evillin Albuquerque, Gabrielly Morais e Gimenna Tomas Via Sul

Lilian Sanguinetti Bremen

Pompilo Albuquerque e Eduardo Vieira Granvia

José Nere Pigalle Citroën

Sindloc agradece a parceria em 2011

Luciana Lima Autonunes

Foram 365 dias. Todos eles, dedicados inteiramente ao setor de locação de carros. Ao crescimento exponencial do mercado automotivo, à construção de um vínculo mais estreito entre o Sindicato, as locadoras, os revendedores de carros e os fornecedores de todos os ramos. Àqueles que ajudaram de forma mais direta, prestigiamos com as fotos nessa edição especial da coluna Retrovisor. Registrado nosso muito obrigado. Que 2012 seja bem vindo. Julian Gritsch EUROIT

Izaias, Kathy, Zarack, Rafaella, Tiago, Daniela e Juliano Itaú

Maurílio Martins Eurovia Renaut

Erasmo de Almeida Neto Pernambuco Motos

Samuel Brito America Ford

Marcelo Loureiro, Thays Cristina, Cláudia Zanella, Eliete Fernandes, Jorge Moura e Gisele Carvalho Italiana

8

Samuel Guimarães e Mary Camara Nissan Eurovia


O D N U M O D O T TÁ S A O D N A T I E V APRO A R A P I R O I F A D S N E G A T N A V . A T O R F A R RENOVA

Descontos especiais Avaliação do usado na própria empresa Qualidade e agilidade no atendimento Credibilidade e confiança Ligue e agende uma visita com o nosso consultor.

3447.7777

www.fi ori .c om.br @fiori-fiat

Faça revisões em seu veículo regularmente.

Rua João Ivo da Silva, 220 - Afogados


mercado Fotos: divulgação

Com maior taxação, as montadoras estrangeiras verão o valor dos seus veículos aumentar na venda direta

Linha de montagem

IPI maior para carros importados Decreto do governo federal, suspenso em caráter liminar pelo STF, visa a proteger as montadoras nacionais contra marcas chinesas

Carros importados no Porto

Por aline franceschini

O decreto do governo que visa ao aumento do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) de carros importados, publicado no final do semestre, foi suspenso pelo Supremo Tribunal Federal (STF), após pouco mais de 30 dias. A medida, realizada em caráter de liminar, tem duração de 90 dias, fazendo com que a decisão do Governo Federal volte a valer na segunda quinzena de dezembro.

Federal proíbe o governo de cobrar tributos antes de decorridos 90 dias desde a publicação da lei. O decreto reajustou o IPI de carros importados em 30 pontos percentuais, que correspondem a 25% de aumento no preço dos produtos. Além de suspender o reajuste, o STF estabeleceu que os consumidores que compraram carros com o imposto maior podem recorrer à Justiça para pedir a devolução da diferença que pagou.

A decisão, tomada por unanimidade pelos ministros do STF, foi baseada no argumento de que a Constituição

Com o objetivo de proteger os fabricantes nacionais e equilibrar a balança comercial, o aumento do

10

Linha de montagem


André Magalhães, professor de economia Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)

IPI só não seria aplicado a carros vindos da Argentina e do México, países com os quais o Brasil possui um acordo automotivo. Também estariam isentas da nova taxa as montadoras instaladas no País que utilizam, no mínimo, 65% de conteúdo nacional e regional (oriundos do Mercosul) em seus processos de fabricação, realizam investimentos em inovação equivalentes a, no mínimo, 0,5% da receita bruta total das vendas e desenvolvem, no Brasil, pelo menos seis de 11 etapas de fabricação de um veículo. De acordo com o economista André Magalhães, professor da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), a medida visa proteger as montadoras nacionais. “Não é um benefício a longo ou médio prazo. Apesar do alívio momentâneo causado na indústria, o aumento do IPI sobre carros importados acaba elevando os preços de todos os produtos, mesmo os que não são afetados pela medida, e prejudica os consumidores”, comenta. O aumento do IPI foi estabelecido pelo governo em um momento de tensão na indústria automobilística. A crise econômica mundial diminuiu o número de consumidores e os mercados que foram menos afetados, como o brasileiro, passaram a ser assediados. As importações de veículos

praticamente triplicaram em 2011 no Brasil. Apesar disso, o número de empregos gerados pelo setor, em agosto deste ano, chegou a 3.366,em comparação com as 606 vagas criadas no mesmo período de 2010. Segundo Magalhães, o decreto do governo mirava, principalmente, as marcas chinesas, como JAC Motors, Chery, Lifan e Hafey, que vêm ganhando espaço no mercado brasileiro. O bom desempenho dessas marcas é devido à oferta de pacotes de equipamentos a um preço abaixo da média. “Os carros chineses são baratos e entraram muito forte no mercado brasileiro, aumentando o número de vendas rapidamente”, comenta

o economista. De acordo com um balanço divulgado pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), o reajuste do imposto causou uma queda de 10,15% no número de veículos vendidos em outubro deste ano, em comparação com o mês anterior. Quando se trata apenas dos veículos importados, a queda é bem maior e chega a 41,2%. “Existem outras formas, mais eficazes, de estimular a produção nacional de veículos. O governo poderia exonerar as montadoras locais de algumas taxas ou mesmo aumentar os investimentos federais na área de tecnologia, para tornar os veículos brasileiros mais competitivos”, afirma André Magalhães.

Quais montadoras estão livres do aumento do IPI? Empresas nacionais, ou da Argentina e do México, desde que preencham alguns requisitos. As outras montadoras precisam atender a três regras:

1 Os processos de fabricação devem ter, no mínimo, 65% de conteúdo nacional e regional. Valem como regionais as peças originárias de países membros do Mercosul. 2 As empresas devem realizar, no Brasil, investimentos em inovação e pesquisas de desenvolvimento tecnológico equivalentes a, no mínimo, 0,5% da receita bruta total das vendas. 3 Também devem ser desenvolvidas no Brasil, pelo menos, seis das 11

11

atividades determinadas pelo Governo Federal: montagem, revisão final e ensaios compatíveis; estampagem; soldagem; tratamento anticorrosivo e pintura; injeção de plástico; fabricação de motores; fabricação de transmissões; montagem de sistemas de direção, de suspensão, elétrico e de freio, de eixos, de motor, de caixa de câmbio e de transmissão; montagem de chassis e de carrocerias; montagem final de cabines ou de carrocerias, com instalação de itens, inclusive acústicos e térmicos, de forração e de acabamento; e produção de carrocerias preponderantemente através de peças avulsas estampadas ou formatadas regionalmente.

mercado

“Não é um benefício a longo ou médio prazo. Apesar do alívio momentâneo causado na indústria, o aumento do IPI sobre carros importados acaba elevando os preços de todos os produtos, mesmo os que não são afetados pela medida, e prejudica os consumidores”


mercado

Pernambuco investe no setor automotivo

Bancos

Reduções fiscais e Porto de Suape são alguns dos atrativos utilizados pelo governo para conquistar novas fábricas Por Aline Franceschini

Protótipo do UP!

Fotos: divulgação

Painel

12


mercado Funilaria VW

Montagem VW

A informação ainda não está oficialmente confirmada, mas a Volkswagen poderá abrir uma fábrica em Pernambuco. Especula-se que a unidade seria instalada dentro do Complexo Industrial Portuário de Suape, no litoral sul do Estado, e receberia um investimento de US$ 2 bilhões. Apesar das incertezas em relação à nova fábrica, a montadora alemã já afirmou que avalia a possibilidade de ampliar sua capacidade produtiva no País, seja por meio de uma nova unidade ou pela ampliação das já existentes. Montagem VW

Segundo o economista Alexandre Jatobá, diretor comercial da Datamétrica Consultoria, a instalação de uma fábrica da Volkswagen no Estado causaria um grande impacto na economia pernambucana, principalmente porque ela influenciara a vinda de outras empresas. “Além disso, a própria implantação da indústria causaria um impacto temporário, pois geraria demanda de mão de obra e de produtos e serviços específicos para a construção, movimentando a economia local”, complementa o economista.

estados já possuem unidades instaladas, em São Bernardo do Campo (SP), Taubaté (SP) e São José dos Pinhais (PR). A escolha da Volkswagen será pautada pelos benefícios fiscais oferecidos por cada estado e pela cadeia de fornecedores existentes nos locais. Entre as vantagens apresentadas por Pernambuco, está o Programa de Desenvolvimento do Setor Automotivo, que atua desde 2008 para garantir crédito presumido de Imposto de Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) de 95% para as empresas do setor. O Programa estabelece, ainda, que as importações de máquinas e outros equipamentos também serão cobrados apenas no momento da venda do carro.

O maior interesse da montadora é instalar uma planta de produção do novo modelo popular UP!, apresentado em setembro no Salão de Frankfurt, na Alemanha. No caso da empresa optar pela instalação de uma nova fábrica, Pernambuco vai disputar o empreendimento com Paraná e São Paulo, sendo que os dois últimos

O Complexo Portuário de Suape cresce a cada dia com a chegada de novas indústrias. A alemã Volkswagen pretende instalar na região uma unidade de montagem para o novo carro da marca, o UP. Essa nova planta irá gerar um investimento direto e total de US$ 2 bilhões para sua operacionalização.

13


mercado Fotos: divulgação

Funilaria Fiat

Montagem Fiat

Iveco

De acordo com Jatobá, “Pernambuco, com Suape, apresenta outros três diferenciais importantes em relação aos outros estados. Em primeiro lugar, a localização do Porto, que é mais próximo dos mercados norte-americano e europeu. Além disso, a Região Nordeste vem apresentando um grande crescimento econômico e oferece mão de obra mais barata”. De 2008 para cá, o governo pernambucano disputou vários projetos industriais e logísticos de empresas do setor automotivo, como Hyundai, BMW, Chery e JAC e Fiat. “O investimento do governo nesse setor específico é justificado pela capacidade que ele tem de gerar novas oportunidades ao seu redor. A vinda de uma montadora para o Estado atrai várias outras empresas, como siderúrgicas. O setor automotivo tem um grande efeito multiplicador”, explica o diretor da Datamétrica.

A expectativa da Iveco montadora italiana é de instalar nas proximidades de sua fábrica em Pernambuco uma linha de montagem dedicada aos caminhões da Iveco

Em dezembro de 2010, a Fiat confirmou a instalação de uma nova fábrica em Suape, com capacidade para produzir 200 mil veículos por ano. No último mês de agosto, a montadora decidiu transferir o empreendimento para Goiana, município da Zona da Mata Norte de Pernambuco. Apesar da mudança, o investimento inicial de R$ 3 bilhões seria mantido, podendo ser ampliado para R$ 4 bilhões. O prazo para a planta entrar em funcionamento também não sofreu modificação, permanecendo no primeiro trimestre de 2014.

“O investimento do Governo nesse setor se justifica pela capacidade que ele tem de gerar novas oportunidades onde chega.” Alexandre Jatobá, diretor da Datamétrica.

14


Suape: a âncora do desenvolvimento

econômico de Pernambuco

Com a confirmação da unidade da Fiat em Goiana, todo o setor de desenvolvimento de produtos do Grupo Fiat passou a considerar o município pernambucano como possível base de novos projetos. É o caso da Iveco, subsidiária do grupo italiano especializada na montagem de caminhões, que finalizou em setembro as obras de sua quarta concessionária em Pernambuco, a 16ª na Região Nordeste, no município de São Caetano. A Iveco é a empresa de caminhões que mais cresceu no Brasil e foca sua expansão no mercado nordestino. Existe a possibilidade dela seguir os passos da Fiat e instalar uma fábrica em Goiana.

Possível local de instalação da fábrica da Volkswagen, o Complexo Industrial Portuário de Suape é considerado o mais completo polo de negócios industriais e portuários da região Nordeste. Atrai um número cada vez maior de empresas nacionais e estrangeiras interessadas em ampliar sua participação no mercado regional. Após 30 anos de existência, o Porto recebe investimentos da ordem de US$ 17 bilhões e possui mais de 100 empresas instaladas, além de 50 novos empreendimentos em fase de implantação.

“A vinda da Volkswagen e da Iveco para o Estado consolidariam Pernambuco como um grande polo automotivo. Além disso, a instalação de mais uma fábrica em Goiana transformaria a face da Zona da Mata Norte. Da mesma forma que Suape passou por uma mudança profunda, Goiana também seria completamente modificada”, afirma Alexandre Jatobá.

acervo sebrae

Com uma refinaria de petróleo, três plantas petroquímicas e o Estaleiro Atlântico Sul (EAS) já em fase de operação, Suape tem potencial para tornar-se

Porto de Suape

15

mercado

acervo sebrae

Vista aérea de Suape


Conheça algumas das principais empresas instaladas no Complexo Industrial e Portuário de Suape

Fotos: simone medeiros

Entre as vantagens oferecidas por Suape a possíveis investidores, estão o Porto, localizado a apenas oito dias de navegação da costa norte-americana e do Leste Europeu, além de estar interligado a outros 160 portos em todos os continentes e ter uma infraestrutura eficiente, com a existência de polos industriais segmentados e benefícios fiscais. São realizadas reduções de 75% nos impostos federais, através da Sudene, e até 50% nos municipais e estaduais, a partir de programas de incentivo.

31

1 Amanco 2 Arcor Do Brasil Ltda 3 Atlântico Terminais S/A 4 Campari 5 Cimento Brasil 6 Coca- Cola 7 Companhia Brasileira De Petróleo Ipiranga 8 Copagaz 9 Embratel 10 Esso Brasileira De Petróleo Ltda 11 Estaleiro Atlântico Sul 12 Liquigás 13 Minasgás 14 Petrobras Distribuidora S/A 15 Petrobras Pool 16 Petrobras Transporte S.A – Transpetro 17 Petroquimica Suape 18 Rapidão Cometa 19 Refinaria Abreu E Lima S/A – Rnest 20 Senai Cabo 21 Sest/ Senat 22 Suape Energia 23 Temape - Terminais Marítimos De Pernambuco 24 Tequimar - Terminal Químico De Aratu S/A. 25 Termopernambuco S/A 26 Terranor 27 Tim Nordeste S/A 28 Ultragaz Ltda 29 Urbano Agroindustrial 30 White Martins 31 Wind Power/ Impsa 32 Windrose Serviços Marítimos

Chegada de veículos

Região do Porto de Suape oferece vantagens competitivas como a redução de impostos federais e também dos que são praticados na esfera municipal e estadual

Navios no porto de Suape

16

divulgação

mercado

um grande centro de bens e serviços voltados para as áreas de petróleo, gás, offshore e naval. O Complexo já conta com mais três estaleiros: o CMO, inicialmente batizado como Construcap; o Promar S.A., em fase de implantação; e o Navalmare, cuja instalação foi anunciada em outubro de 2011.


projeto

Na vanguarda energética Pernambuco é um estado estratégico para a produção de insumos industriais para a cadeia e produção energética nacional, acumulando fábricas de aerogeradores, hidrogeradores e componentes para a indústria de Petróleo e de Gás fotos: divulgação

Parque eólico em Parajuru, no Ceará

Linha de montagem em Suape

Quando se fala em produção energética, a primeira coisa que vem à mente são as hidroelétricas, verdadeiros gigantes, que, no Brasil, são responsáveis por mais de 70% da matriz nacional. Pouca gente sabe, contudo, de toda a cadeia produtiva por trás da geração de energia e Pernambuco é um importante polo de produção de componentes energéticos. Na região do Complexo Industrial de Suape, Litoral Sul do Estado, estão localizadas duas plantas da multinacional argentina, a IMPSA. A companhia é responsável pela fabricação de aerogeradores e turbinas hidroelétricas. A primeira fábrica veio ainda em 2007, intitulada WPE (Wind Power

Energy) e hoje é o principal centro de produção de aerogeradores e pesquisa tecnológica. "Contamos com toda assistência do Governo de Pernambuco para a instalação da WPE. A partir dela, a IMPSA pôde praticar preços de mercado mais competitivos e estamos fazendo crescer nossos ativos", comenta o diretor de Operações da IMPSA, Frank Koji Migiyama. “A fábrica instalada em Suape, a meu ver, será a maior líder do setor eólico mundial”, opinou. A companhia já realiza uma expansão no atual parque de operações, num investimento de R$ 35 milhões para implantação de banco de testes. No novo galpão, as unidades de geração de energia eólica serão avaliadas e reestudadas de maneira a aproveitar

18

o máximo de sua potência, diminuindo, assim, os custos de energia para maior aproveitamento dos ventos brasileiros. Para o secretário de Recursos Hídricos e Energéticos do Governo do Estado, João Bosco, a expectativa para o mercado de aerogeradores firma seu potencial com a solidez da fábrica no Complexo Portuário de Suape. Com o crescimento da demanda no setor, a IMPSA deve aumentar sua capacidade de vendas. “Vamos assistir as maiores encomendas de aero e hidrogeradores do Brasil, através do cluster que está sendo montado pela IMPSA na Região”, definiu o secretário. Localizada a um quilômetro da WPE, a IMPSA já deu início à construção


projeto

Montagem de aerogerador

da sua nova fábrica. A planta foi projetada para produzir a linha de equipamentos para a indústria de petróleo, gás, petroquímica, química, hidrogeradores e faz parte do pacote de US$ 350 milhões que a empresa vai destinar ao Brasil nos próximos anos. O complexo industrial da IMPSA tem como objetivo a realização de projetos, fabricação e fornecimento de equipamentos de grande porte e alto valor agregado, tais como: turbinas hidráulicas e geradores para usinas hidrelétricas, geradores eólicos, vasos de pressão e equipamentos de processo para a indústria petroquímica (Óleo e Gás).

bruna pontual

A central hidrelétrica de Belo Monte, que terá capacidade de

Os parques eólicos no Ceará foram montados com aerogeradores produzidos na fábrica de Suape, Pernambuco

11.500 MW e será o maior complexo hidrelétrico 100% brasileiro terá seus hidrogeradores fabricados na nova planta da IMPSA, em Pernambuco. A usina, que está sendo construída no Rio Xingu, no estado do Pará, será a terceira maior hidrelétrica do mundo. “A IMPSA irá fornecer as unidades completas de geração (turbinas e geradores) de 2500 MW de potência para a central hidrelétrica de Belo Monte, junto com a totalidade de suas tubulações forçadas e equipamentos de levantamento da central”, diz o gerente comercial da companhia, Paulo Ferreira.

"A IMPSA irá fornecer as unidades completas de geração (turbinas e geradores) de 2500 MW de potência para a central hidrelétrica de Belo Monte, junto com a totalidade de suas tubulações forçadas e equipamentos de levantamento da central". Paulo Ferreira, gerente comercial da companhia

19

IMPSA terá fábrica no Rio Grande do Sul O Rio Grande do Sul também está nos planos de expansão da multinacional IMPSA. Está em fase de negociação com o governo gaúcho a instalação de uma planta responsável pela produção de aerogeradores para aquela região. Seriam aplicados cerca de R$ 100 milhões na unidade, cuja capacidade de produção não está definida, mas que deve gerar mais 500 empregos diretos e outras 2,5 mil vagas indiretas. A companhia, que tem sua sede na cidade argentina de Mendoza, foi escolhida na concorrência feita pela Eletrosul para montar os parques eólicos do Chuí (Minuano e Chuí) e a ampliação do complexo de Santana do Livramento. A instalação da fábrica na região visa atender os empreendimentos do grupo no Uruguai, para o complexo eólico de Santa Vitória do Palmar. Reunidos, esses empreendimentos resultarão num investimento de R$ 1,9 bilhão. Estando incluso aí as obras civis, de torres e aerogeradores.


do Palio Fiat muda por completo o seu compacto mais popular, o Palio, que tem 16 anos de tradição. O novo modelo chega para tentar tirar o Gol da liderança em vendas

Fabricado no Brasil há 16 anos, o novo Palio veio para revirar o mercado. Essa "segunda geração" inova no quesito espaço interno. Com a carroceria maior, o compacto lança mão de diversos itens de conforto e segurança que estavam relegados aos modelos mais sofisticados. O novo visual do Palio não revoluciona nenhum conceito de design, mas impõe respeito. Na dianteira, os faróis ovalados e a grande entrada de ar no párachoque lembram o Punto, tio mais chic do antigo Palio. Na traseira, o destaque vai para as lanternas elevadas, estilo também adotado pelo Sandero, da francesa Renault. Mas é nos lados que o carro assume sua personalidade esportiva. Frisos e vincos na lataria percorrem toda a lateral, passando pelas maçanetas. Fazendo a nova versão ter uma "cintura" mais alta. Mesmo na versão mais básica, o Palio vem com pára-choques,

retrovisores e maçanetas na cor do veículo e oferece direção hidráulica, desembaçador, limpador/lavador do vidro traseiro, brake-light, abertura do portamalas interno, computador de bordo, console central com porta-objetos e porta-copos (dois dianteiros e um traseiro), retrovisores externos com comandos internos mecânicos e banco traseiro rebatível.

fotos: divulgação

lançamento

A evolução

Console está mais refinado

De acordo com a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), o Palio ocupa o sétimo lugar em vendas no Brasil, com 7.726 veículos vendidos em Outubro. O Uno é o vice-líder nesse ranking. Já o Gol, com 24 anos de liderança, ultrapassa o patamar dos 22 mil veículos emplacados. Motores Três diferentes motores acompanham Palio: Fire 1.0 EVO, Fire 1.4 EVO e 1.6 16V E.torQ, todos bicombustíveis. No total, são seis configurações para escolha do consumidor.

20

Bancos são mais confortáveis


driver

5 dicas de

Tudo começa com o cinto As autoescolas estão aí para treinar e ajudar na difusão das regras, mas basta o motorista sentirse mais seguro e experiente ao volante que começa a burlar as leis e apertar demais o acelerador. "É preciso manter-se atento o tempo inteiro. A prática nos traz segurança, mas é preciso sair de casa pensando em ter a mesma cautela que o motorista de primeira viagem", diz o instrutor de autoescola, Sílvio Pedroso.

Segundo ele, tudo começa com o cinto de segurança. Saber colocá-lo direito, saber as funcionalidades de cada tipo é essencial. "Hoje, o cinto mais difundido é aquele de três pontos. Obrigatório em todos os veículos. Ainda se admite o de dois pontos, mas somente nos passageiros que estão no meio", completa ele. É preciso estar atento, ainda, para o cálculo da distância do carro que está na frente, saber quando é realmente recomendável que o carro fique em ponto morto, entre outras dicas. Tudo para evitar acidentes e outras situações de risco. "É do senso comum... dirigir bem não é apenas conduzir o próprio carro com cuidado. É preciso prestar atenção nos outros automóveis", finaliza Pedroso.

Item de segurança básico na hora de dirigir, o cinto de três pontos não pode ser negligenciado pelo condutor

22

fotos: divulgação

segurança Antes da partida

Ajuste sua postura no banco. Procure segurar o volante com as duas mãos, nunca com uma mão só e a outra esticada para o lado de fora. A posição ideal é que os braços tenham liberdade para realizar manobras bruscas. Não se esqueça de colocar os retrovisores na posição correta.

Rastro Para evitar a batida com o carro que está na frente, existe o que se convencionou chamar de “rastro seco”. No trânsito mais lento essa distância é muito importante, pois evita choques caso o carro da dianteira parar de repente. Para saber se a distância é segura, observe os pneus traseiros do automóvel que está a sua frente. Sente-se na sua posição normal, for possível vê-lo por inteiro, é sinal que distância é segura.

Ponto morto Sempre que parar no semáforo, deixe a marcha desengatada. Isso impede que o carro seja acelerado de forma muito imediata. Evita, assim, batidas caso outro carro fure o sinal num cruzamento movimentado, por exemplo.

Nas curvas Nas estradas com curvas muito sinuosas, é preciso ter cuidado na hora de pisar no freio. Uma parada brusca pode fazer o carro derrapar e até sair da pista. O ideal é manter uma aceleração segura e constante até sair da curva.

Estabilidade Manter o carro plenamente estável é um verdadeiro desafio em estradas de alta velocidade. Uma dica é permanecer sempre com as duas mãos no volante. No caso de pista molhada, mantenha uma velocidade média e uma distância maior dos carros.


driver

Os preferidos... dos bandidos O mercado negro do desmanche de carros revela que assaltantes possuem predileções quando escolhem o carro para ser assaltado

Celta, Gol, Palio e Uno. Por incrível que pareça até mesmo os assaltantes possuem preferências quando o assunto é roubo de carros. De janeiro a outubro deste ano, segundo dados da Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização (CNSEG), foram registrados mais de 35 mil ocorrências relacionadas a roubos de carros concretizados. O predileto dos gatunos é o Uno, da italiana Fiat, que registrou 16.978 unidades furtadas nos primeiros 10 meses do ano.

"Essa 'preferência' no furto de carros se deve muito à necessidade de se mascarar no momento da fuga. Eles preferem os carros mais comuns para se misturar melhor no trânsito e também para evitar maiores suspeitas. Todo mundo ficaria assustado se visse um furgão completamente preto na porta de um banco, tal como nos filmes americanos", diz o delegado da Delegacia de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos, Nelson Souto. A necessidade de se "mascarar" para roubar carros, recaí de forma bem mais forte sobre o mercado de reposição de peças.

26

A preferência pelo Gol, por exemplo, se explica pela enorme quantidade de carros desse modelo em circulação nas ruas. "Quanto mais o carro for popular e tiver com maior circulação nas ruas brasileiras, menor é o tempo de venda das peças e mais rápido ocorre o desmanche e o retorno financeiro dos ladrões", comenta Souto. Outro modelo da Volkswagen aparece na lista dos mais roubados, o Fusca. Dos modelos mais antigos estão, ainda o Monza, o Kadett e também os modelos mais antigos do Gol. "Existe uma crescente na reposição de peças desses modelos que possuem


AÇÃO PERNAMBUCANA Em coletiva de imprensa, o gestor do Departamento de Repressão aos Crimes contra o Patrimônio (Depatri), Antônio Barros, repercutiu o sucesso da Operação Desmanche, realizada no início do mês de novembro.

FOTOS: DIVULGAÇÃO

A ação promoveu a prisão de 22 homens envolvidos no furto e roubo de veículos para desmanche. Essas prisões refletem a redução de 42% de veículos roubados no Estado que, em setembro, chegou bem perto da marca dos 300.

A maioria dos carros roubados, no Brasil, alimenta o mercado negro de reposição de peças. Celta, Uno, Gol e carros fora de linha são os campeões

Em novembro, até o último dia 18, foram 158 carros roubados. Uma diminuição significativa em relação ao mesmo período anterior, com 111 assaltos a menos no Estado.

Os dez carros

Para-brisas Som e Acessórios Vidros Calhas OS MELHORES PREÇOS PARA LOCADORAS DE VEÍCULOS

mais roubados no

uma frota representativa e que, por estarem fora de linha, já não dispõem de peças em lojas", aponta o delegado. Os dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), apontam que a lista leva em conta não apenas os carros que possuem seguros, mas toda a frota de veículos em circulação que paga o seguro obrigatório de veículos. Ainda segundo a CNSEG, nos dez primeiros meses deste ano foram registrados 215.040 casos de roubo ou furto. Quase todos são modelos mais populares, que circulam em maior número pelas ruas brasileiras.

Brasil em 2011 MARCA

MODELO

UNIDADES ROUBADAS

1 VW

GOL

35.636

2 FIAT

UNO

16.978

3 FIAT

PALIO

13.906

4 GM

CORSA

9.144

5 GM

CELTA

7.382

6 FORD

FIESTA

5.353

7 VW

PARATI

4.695

8 VW

FUSCA

4.608

9 GM

MONZA

4.483

10 FIAT

SIENA

3.870

Fonte: Central de Serviços CNSEG

27

Av. Mal. Mascarenhas de Moraes, 820 Imbiribeira - Recife PE Fone: 81 3428-2109 | Fone/fax: 81 3428-1643


thiago neves

Dirigir embriagado Diniz de Carvalho Nogueira Ferraz, advogado e assessor jurídico do SINDLOC-PE

divulgação

de olho no código

Fique ligado: agora é crime, mesmo se o motorista não causar acidentes O Supremo Tribunal Federal – STF divulgou, no dia 3 de novembro, uma decisão tomada pela segunda turma do STF, em setembro, confirmando que dirigir embriagado é crime, mesmo dentes ou riscos a terceiros. A lei já previa que dirigir com uma concentração de álcool maior que seis decigramas por litro de sangue é crime, com pena prevista

que varia de seis meses a três anos de detenção, multa e suspensão da habilitação para dirigir. A dúvida era se, caso o motorista não causasse dano a terceiro, ainda seria crime ou apenas infração administrativa. De acordo com decisão de 27 de setembro, sobre o caso de um motorista parado numa blitz, em Minas Gerais, a lei exclui a “necessidade de exposição de dano material”. Na prática, isso significa que o motorista que dirige embriagado está cometendo crime, mesmo que não coloque em risco a vida de outras pessoas. Na decisão, o ministro Ricardo Lewandowski defendeu a tese do perigo abstrato, comparando dirigir embriagado com o porte ilegal de arma de fogo. “Assim como o delito de embriaguez ao volante, também o crime de porte ilegal de arma de fogo classifica-se como crime de perigo abstrato, consumando-se com o simples ato de alguém portar arma de fogo sem autorização”, diz a decisão.

28


Se você se envolver em um acidente de trânsito, principalmente com moto deverá adotar os seguintes procedimentos: 1 Tire fotografias dos veículos

envolvidos no acidente.

4 Anote o horário em que houve o

acidente e o socorro foi chamado. 5 Em seguida, chame a polícia e

peça para registrar a ocorrência. 6 Anote o nome dos policiais que

o atenderam no local, assim como dados da viatura.

2 Anote o nome e telefone de

testemunhas. 3 Se houver feridos, mesmo que

levemente, chame a ambulância. Isso deixará registrado que não houve omissão de socorro.

7 Em seguida, vá até a delegacia

e registre o Boletim de Ocorrência. Não deixe para depois, pois a seguradora exigirá esse registro, caso seja acionada por algum dano em seu veículo.

29

Se você não tomar essas providências poderá ser surpreendido, tempos depois, com uma intimação para ir à delegacia, acusado de omissão de socorro. Muitas vezes, a suposta vítima procura tirar vantagem da situação, submetendo-se a exames no IML e registrando queixa por omissão de socorro, cobrando indenização por danos morais, lucros cessantes (tempo que ficou sem trabalhar), danos materiais, entre outros. Se fizer tudo isso, ainda assim terá um pouco de trabalho, mas a defesa ficará muito mais fácil para o advogado que o assistir.

de olho no código

Dicas


de olho no código

Tolerância zero Nova “lei seca” prevê que dirigir sob efeito de qualquer nível de concentração de álcool é crime e a prova contra quem se recusar a fazer o teste do bafômetro pode ser feita através de testemunhos, imagens ou vídeos

fotos: divulgação/detran brasil

Por luciana nunes lewis

Fiscalização rigorosa

A marca da impunidade que há anos mancha o código de trânsito brasileiro vai mudar. O Senado Federal e a Câmara dos Deputados promulgaram novo Projeto de Lei que dificulta ainda mais a situação dos motoristas que dirigirem sob efeito de qualquer nível de concentração de álcool.

consideradas leves, por sua vez, podem levar a um período de detenção de 1 a 4 anos. A proposta ainda sugere que a comprovação da embriaguez seja feita não apenas por meio do teste do bafômetro ou de exame de sangue, mas também por “meios que permitam certificar o estado do condutor, inclusive prova testemunhal, imagens, vídeos ou outras provas em direito admitidas”. Segundo o diretor de fiscalização do DETRAN-PE, Sérgio Lins, é preciso correr com a aprovação do projeto que está no Congresso Federal. “Por isso, estamos preparando um incremento nas blitzes que são realizadas na Região Metropolitana e também no interior do Estado. Nossa meta é endurecer ainda mais, principalmente em relação aos motociclistas”, comenta Lins. De janeiro até outubro de 2011, foram mais de 500 mil condutores multados

O Projeto de Lei, gestado dentro do Senado, foi apreciado em caráter terminativo (ou seja, sem necessidade de ir ao plenário) e aumenta o rigor para motoristas que, ao dirigirem sob o efeito de álcool, causarem mortes no trânsito. A penalidade pode chegar a 16 anos de prisão, conforme emenda do senador Demóstenes Torres (DEM-GO). Se o acidente provocar lesão gravíssima, o condutor estará sujeito a penas de 6 a 12 anos de prisão. No caso de lesão corporal grave, a sanção varia de 3 a 8 anos de reclusão. As lesões

30


Saiba mais O Projeto de Lei nº 48 acrescenta parágrafos ao art. 306 da Lei Federal nº 9.503/1997, do CTB e torna mais rigorosa a punição aos motoristas que dirigem sob o efeito de qualquer concentração de álcool. Um levantamento divulgado pelo Ministério da Saúde, com base em dados do Sistema de Informações de Mortalidade (SIM), mostra que o Brasil registrou, em 2010, 40.610 vítimas de trânsito. Acredita-se que, deste total, 70% dos casos estejam relacionados ao consumo ou abuso de bebidas alcoólicas.

Lei atual É considerado crime dirigir sob uma concentração de álcool igual ou superior a seis decigramas por litro de sangue, ou sob a influência de qualquer outra substância psicoativa que cause dependência. Atualmente, a pena para quem dirige embriagado é de seis meses a três anos de detenção, além de multa. O motorista pode, ainda, ter suspenso o direito de dirigir.

Como vai ficar É crime conduzir veículo automotor sob blitz

influência de qualquer concentração de álcool ou substância psicoativa que determine dependência. O projeto prevê pena de até 16 anos de reclusão ao motorista que, alcoolizado, provocar acidente que resulte em morte. As penalidades para envolvimento em colisões leves, graves e gravíssimas também serão mais rigorosas, com variação de 1 a 12 anos de prisão ou detenção.

em todo o Estado, 200 mil deles somente na capital pernambucana. “Hoje, são realizadas blitzes noturnas de terça a domingo com um reforço considerável para os grandes eventos. Como entramos num período de férias em que os cidadãos viajam muito, estamos com foco na circulação de motoristas da capital para o interior e também para as praias dos Litorais Sul e Norte”, completa Lins.

Muito mais homens do que mulheres no volante O perfil dos motoristas pelos númros do Detran-PE CONDUTORES HABILITADOS POR CARTEIRA 44%

B AB AD D C AE AC A E

O Ministério da Saúde (MS) divulgou que entre 2009 e junho deste ano, por exemplo, foram registradas mais de 300 mil mortes no trânsito em todo País. Em dezembro, com apoio das secretarias de Saúde do Governo de Pernambuco e da Prefeitura do Recife, serão organizadas mais blitz nas ruas, devido ao fluxo de final de ano.

33,7% 8,9% 6,2% 1,8% 1,7% 1,5% 1,4% 0,8%

0

10

CONDUTORES POR SEXO

“Beber e dirigir é a mesma coisa que andar por aí com uma faca na mão ameaçando e mutilando pessoas nas ruas”, comenta, emocionada, a administradora Diane Medeiros Cunha. Em 2008, ela viu o filho morrer numa batida de carro na Avenida Cruz Cabugá, no Recife. O acidente foi provocado por um motorista de caminhão, que estava embriagado.

Homem

74,9%

20

30

40

50

PIRÂMIDE ETÁRIA DOS CONDUTORES Mulher

25,1%

Homem

Mulher

16% 12,2% 16,4% 21,4% 8,8% 25 20 15 10

3,9% 4,2% 6,2% 8,1% 2,8% 5

0

2

4

6

8

Fonte: DETRAN-PE

93,3 85,6

31

10

de olho no código

Um acidente grave acontece a cada 6 segundos. A embriguez no volante é como uma epidemia mundial.


hans Thoursie/stock.xchng

Thiago neves

em dobro Walter Wilson é sócio-fundador da W Contag Contabilidade Empresarial Ltda. Contador e consultor fiscal, tributário e trabalhista walter@contagoffice.com.br

O carro como garantia

fotos: stock.xchng

Aqueles que buscam financiamento de pequenos valores e não têm a possibilidade de contratar crédito pessoal, podem realizar o empréstimo colocando como garantia o veículo (tal como se faz no empenho de imóveis). Bancos de varejo e financeiras oferecem essa modalidade, aceitando carros, caminhões e motos. A partir de R$ 2 mil, por exemplo, os juros têm uma variação média de 2,5% a 4% ao mês. Os prazos são sempre negociáveis e podem se estender até 60 meses.

simples nacional

Guardar ou não guardar 1 Sempre que pagar mensalidades, contas fixas ou mesmo parcelamentos, procure guardar os comprovantes, por, no mínimo, cinco anos. Caso ocorram aumentos, por exemplo, eles lhe serão úteis na hora de negociar reajustes tendo como base o valor do último pagamento. 2 Mantenha notas fiscais sempre guardadas, se possível junto com a embalagem do produto que comprou. Ambas podem ser importantes em casos específicos como a venda do produto ou mesmo o acionamento do seguro em casos de roubo. 3 Aos que alugam imóveis, procurem sempre guardar os recibos de pagamento do condomínio. Ele é essencial para comprovar, junto ao locador, que o cumprimento desta obrigação está sendo realizada.

32

O Comitê Gestor do Simples Nacional (CGSN) aprovou a Resolução nº 92, que regulamenta o parcelamento dos débitos tributários apurados no Simples Nacional. Essa nova forma de pagamento pode ser solicitada junto à Receita Federal Brasileira (RFB), à Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (PGFN), ao Estado de origem, no caso  do IMCS. Para o imposto nos municípios a solicitação pode ser feita através do Imposto Sobre Serviço (ISS). As condições contemplam o parcelamento em até 60 vezes, através de correções na taxa Selic. A mesma normatização determina que a concessão de novo parcelamento, só pode ser feita enquanto a anterior for integralmente quitada.


FOTOS: DIVULGAÇÃO

monitor REPRODUÇÃO

AOS ESPORTISTAS

Gmail está mais limpo A nova versão do Gmail, com aparência mais limpa e de fácil configuração, já está disponível para todos os usuários do maior sistema de e-mails do mundo, o GoogleMail. Dois novos botões ficam no canto superior direito para inserir divisões das mensagens no mesmo estilo do Outlook. A forma de exibição das conversas mudou para algo parecido com a caixa de comentários do Facebook. Agora, é possível ver fotos dos perfis dos usuários mesmo quando as mensagens estão condensadas. A tela do e-mail se adapta automaticamente à medida que o usuário redimensiona a janela do navegador, comprimindo ou espichando a disposição do conteúdo.

Uma rede social para os praticantes de corrida está no ar, é a Sport Tracker. Ela veio para desbancar a Nike+. É possível acompanhar sua evolução nos treinos e registrar percursos, além de compartilhar suas informações com os amigos. A rede aceita, ainda, a inserção e cadastro de qualquer esporte que envolva deslocamento e que possa ser medido em tempo real. Acesse em: http://sports-tracker.com

NOVO MOTOROLA RAZR A mania de grandeza acometeu todos os fabricantes de celular. Um exemplo dessa febre é o Motorola Razr, o primeiro concorrente real do Samsung Galaxy S II no Brasil. A tela, brilhosa e vibrante, é um deleite para ver fotos e vídeos. Com construção sólida, o Razr é rápido e extremamente fino e ainda permite acessar fotos, músicas e vídeos armazenados no seu computador.

WINDOWS PARA TELEFONE O Windows Phone 7, lançado oficialmente no Brasil por meio do smartphone Ultimate, da HTC, é a grande novidade da gigante Microsoft. O sistema operacional tem grande apelo gráfico e conquista o usuário pelo design elegante e a facilidade em dinamizar a performance de aplicativos mais pesados.

LANÇAMENTO DO ANO A má fama da Research In Motion, fabricante da marca BlackBerry, acaba de cair por terra. Os rumores de que a companhia estaria falindo foi abafada pelo lançamento do tablet PlayBook. Com design arrojado e modelo ultraportátil, o tablet oferece uma grande seleção de aplicativos de entretenimento, esportes, jogos, música, finanças, negócios e educação, entre outras categorias. Além disso, possui suporte flash, sistema multitarefa, funções multimídia HD, recursos avançados de segurança e suporte corporativo. O BlackBerry PlayBook está disponível em três modelos, todos com Wi-Fi, em 16, 32 ou 64 GB de memória de armazenamento.

34

G


Granvia Rent 22x28cm.indd 1

18/11/11 17:24


ILUSTRAÇÕES: REPRODUÇÃO

turismo Interface do game

Game e informação Crescimento do universo online muda o perfil das estratégias de promoção de destino turístico POR LUCIANA NUNES LEWIS

Twitter, facebook e orkut. Atire a primeira pedra aquele que nunca ouviu falar dessas redes sociais. São milhões de usuários que conjugam, a cada instante, o ato de relacionar-se nelas e através delas. O que as redes sociais têm haver com turismo? Quase tudo. Uma recente pesquisa, realizada pela Empresa Brasileira e Turismo (Embratur) e apresentada nos últimos eventos do ramo, mostra que a internet e as redes sociais são responsáveis por mais de 70% da busca de informações sobre destinos. Superando, assim, a consulta a amigos e agências de viagens. De olho nesse novo mercado, o estado de Pernambuco lançou uma ação inédita de promoção de destino 100% conectada com as mídias sociais. Trata-se do “Brasil, Curta Pernambuco”, ação que tem como objetivo promover os atrativos

de Pernambuco na web utilizando como ferramenta a cultura, a música, a história e as peculiaridades que o estado oferece. O projeto está sendo desenvolvido pela Empresa Pernambucana de Turismo (Empetur) e pela Secretaria de Turismo de Pernambuco. A déia criativa e execução é da Viva!BR, uma empresa especializada social media. A ação que foi lançada há apenas três semanas contempla uma fanpage no Facebook sobre Pernambuco e um advergame – game publicitário. “Nossa ideia é conquistar os milhões de brasileiros que estão na internet e que se utilizam dessa ferramenta para planejar as férias, fazer reserva em hotéis e também escolher para onde desejam viajar”, comenta o Secretário de Turismo de Pernambuco, Alberto Feitosa. Os cinco destinos contemplados na primeira fase do projeto são: Recife, Olinda, Fernando

de Noronha, Porto de Galinhas, Caruaru e Petrolina. O objetivo é fazer com que o internauta, que é personificado com a imagem de um mochileiro, ultrapasse obstáculos em cada fase e acumule pontos. O jogador que atingir a maior pontuação no ranking vai ganhar um pacote turístico com tudo pago e ainda com direito a acompanhante. Essa promoção terá validade de seis meses sendo dois ganhadores por mês. Toda a tecnologia foi desenvolvida através da plataforma web 2.0 e pode ser acessada de qualquer tipo de navegador. Apesar do projeto ser virtual, os números já apontam

36

N


Novos usuários por dia: 320 PERFIL DOS FÃS Mulher 70%. Homem 30%. RANKING DOS USUÁRIOS POR CIDADE 1° São Paulo 2° Buenos Aires (Arg.) 3° Rio de Janeiro 4° Recife 5° Dorrego (Arg.) RANKING DOS USUÁRIOS POR PAÍS 1° Brasil 2° Argentina 3° Estados Unidos 4° Canadá 5° Portugal SERVIÇO facebook.com/curtapernambuco

para um retorno bem consistente. Em menos de um mês, o game já contabiliza quase dez mil fãs e seu impacto já superou os perfis similares de outros estados do Brasil. Eles são “turistas virtuais” que, segundo a Secretaria de Turismo de Pernambuco, acessam o aplicativo do Sudeste, além de países como Argentina e Estados Unidos. “O número de ‘curtidas’ no Facebook fica aumentando a cada instante. É a propaganda boca a boca que acaba sendo a responsável pelo sucesso do jogo recém-lançado”, comemora Feitosa. Além de coletar informações sobre o Estado, o turista poderá montar o roteiro de passeio em Pernambuco conhecendo as atrações que cada destino dispõe.

“A fanpage funcionará não só como uma fonte para divulgação, mas como algo orgânico em que o próprio turista poderá indicar bons locais a outros usuários, funcionando quase como um fórum”, afirma o presidente da Empetur, André Correia.

turismo

IMPACTO

No Facebook, a ideia é que a página funcione como uma central de conteúdo sobre Pernambuco, onde turismo é a palavra de ordem. “Na página falamos de todos os assuntos como cultura, gastronomia, curiosidades sobre nosso Estado a fim de apresentar o destino e gerar desejo de conhecer Pernambuco”, diz Correia. “Apresentamos informações relevantes e que saem do trivial. Procuramos explorar, a cada postagem, as facetas de Pernambuco e todas as suas potencialidades”, finaliza Correia.

37

Nissan Rent 22x14cm 1811.indd 1

18/11/11 18:34


bruna pontual

nos prédios tombados de Olinda

Cidade comemora 30 anos do título de Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade, concedido pela UNESCO, e recebe os mais modernos e arrojados projetos de arquitetura e design do País Por marianne brito Casarões

“Ó linda situação para se construir uma vila”. A frase, que teria sido dita pelo colonizador português Duarte Coelho, em 1545, simboliza a transformação da pequena vila na primeira capital de Pernambuco. O traçado urbanístico, em estilo medieval do século XVI, e os belos casarões fizeram com que a UNESCO reconhecesse Olinda como um Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade. A cidade vive o desafio de preservar seu maior tesouro: seu patrimônio arquitetônico. As casas têm influência portuguesa, com sacadas de pedra ou madeira, fachadas de azulejos coloridos, telhados cubistas e grandes quintais. Os patrimônios mais famosos são os religiosos, como o convento de São Francisco, o Mosteiro de São Bento, as Igrejas da Sé e da Misericórdia – com altares folheados a ouro. A herança

Fotos: Ivaldo Reges

memória

Modernidade e tecnologia

Lounge gourmet

Restaurante

38


É neste cenário de riqueza cultural que acontece a 15ª edição da Casa Cor Pernambuco. O maior evento de arquitetura e decoração das Américas valoriza a recuperação dos prédios tombados com as soluções práticas, criativas e sofisticadas assinadas por 74 arquitetos, decoradores, paisagistas e designers. Pela primeira vez instalada em local tombado pelo patrimônio histórico mundial, a Casa Cor angaria o sucesso de unir o novo ao antigo

Ruínas

São 38 ambientes, numa área de 5 mil metros quadrados. A mostra ocupa sete prédios tombados na beira mar da Praia dos Milagres, sendo

quatro residências interligadas, uma torre que servia de mirante, o Clube Atlântico e o antigo Cine Olinda, este último fechado há 47 anos. A Casa Cor está numa zona de Preservação de Paisagem. “É muito importante essa integração com a Casa Cor, uma mostra de alcance internacional, principalmente por possibilitar um olhar diferenciado para Olinda”, explica a secretária de Patrimônio e Cultura de Olinda, Márcia Souto. Segundo ela, o trabalho feito pelos profissionais da Casa Cor não termina com o fim da mostra. Os imóveis devem ser utilizados pela prefeitura para eventos sociais. Uma possibilidade é transformá-los em um centro de convenções com lojas de artesanato, restaurantes e espaços para promover o turismo.

RUÍNAS

OS CHALÉS DE OLINDA

A porta de entrada para a principal mostra de arquitetura e design do país é uma casa em ruínas. Depois de ser atingido por um incêndio, o imóvel foi abandonado. As paredes estão cobertas de vegetação, as portas e janelas há muito se estragaram. “Tivemos todo o cuidado com a estrutura histórica, já que as casas são tombadas. Por isso, trabalhamos o projeto com o IPHAN e os técnicos da prefeitura. A intenção foi unir o conceito de design e decoração ao clima único da cidade”, revela a organizadora da Casa Cor Pernambuco, Rita Tristão.

O conjunto arquitetônico conhecido como Chalés de Olinda se destaca na entrada do Sítio Histórico, na beira mar da Praia dos Milagres. São quatro casinhas idênticas, construídas quando o bairro do Carmo era pouco habitado e cercado por áreas verdes.

O museólogo Aluizio Câmara e os arquitetos Clarissa Duarte e Rafael Rangel mostram para o público que, preservando os prédios antigos, se conta melhor a história de uma sociedade. A casa ganhou novo piso, mas todos os outros espaços foram trabalhados seguindo os princípios da Teoria do Restauro. “A proposta é fazer a intervenção arquitetônica com o viés da educação patrimonial”, explica Aluizio.

39

Registros históricos do Arquivo Público Municipal de Olinda contam que na primeira década do século XX um rico industrial, dono de uma fábrica de doces, construiu as quatro casas para cada uma das suas quatro filhas: Julieta, Alice, Beatriz e Zulmira. Uma torre erguida de frente para a Praia dos Milagres era usada pelos moradores como mirante. Os imóveis de três quartos eram de alvenaria com telhas de barro e se destacaram pela arquitetura arrojada para a época.

memória

religiosa de Olinda começou em 1580 com a chegada dos Carmelitas, depois vieram os Jesuítas em 1583, os Franciscanos em 1585 e os Beneditinos em 1586. As tropas lusobrasileiras expulsaram os holandeses em 1654 e todos os monumentos religiosos saqueados pelos invasores foram reformados no estilo barroco.


fotos: rafael medeiros

visite

Desvendando Pernambuco Em nossa última edição, iniciamos uma série de reportagens de roteiros turísticos para conhecer melhor Pernambuco. O primeiro percurso mostrou as novidades e o crescimento do turismo ecológico no interior do Estado. Convidamos você a se aventurar nas trilhas de Bonito, Bezerros e Belo Jardim. Nesta edição, o leitor tem a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre o turismo de negócios e as três principais cidades do Agreste que formam o polo de confecção: Caruaru, Santa Cruz do Capibaribe e Toritama.

Polo de confecção

Caruaru:

de tudo que há no mundo nela tem pra vender. Fechando o “triângulo das confecções”, Caruaru é o maior centro econômico do Agreste. Como já cantava Luiz Gonzaga com a letra do caruaruense Onildo Almeida, “de tudo que há no mundo tem na Feira de Caruaru”. E não é exagero. Todo tipo de roupa, de tecidos e gêneros alimentícios podem ser encontrados na feira e nas lojas da cidade. A feira é tão famosa que números de uma pesquisa mostram que 6% dos compradores vêm de outros países, 40% de outras cidades interioranas. Um dado impressiona: 98% dos consumidores que frequentam a feira de Caruaru todos os sábados e mais da metade dos artigos vendidos são de confecção.

Conhecida como a “capital do Agreste”, Caruaru apresenta forte presença cultural São João de Caruaru e força econômica

A cidade interiorana é também conhecida como a “Capital do Forró” e muito famosa pelo seu São João. O turista que estiver em Caruaru poderá igualmente passear pelos museus e trilhas ecológicas, assim como aproveitar para conhecer um pouco mais do artesanato local, forte em peças de barro, cerâmica e madeiras. O Alto do Moura, bairro a seis quilômetros do centro, foi considerado pela UNESCO como o maior Centro de Artes Figurativas das Américas.

40

Artesanato do interior


visite

Santa Cruz do Capibaribe: do retalho à confecção de roupa.

Na mesma dinâmica de turismo de compras, Santa Cruz do Capibaribe, terceira maior cidade do Agreste, atrai visitantes de todo o Estado ao longo do ano. Seu surgimento se deu de forma inusitada, quando, em 1750, o português Antônio Burgos construiu uma casa para sua família perto do Rio Capibaribe e do Riacho Tapera, por motivos de saúde. O nome da cidade se deu da grande cruz de madeira que Antônio Burgos pôs na frente da capela que mandou construir. Uma curiosidade é que a cruz que deu origem ao nome da cidade se encontra até hoje na Igreja Matriz. Quem passar por Santa Cruz tem a oportunidade de conhecer a vegetação a caatinga, coposta por arbustos cáctos, bromélias e palmáceas. A parte mais alta da Serra denomina-se Pedra do Pará. Perto dela se encontra o Parque Florestal Fernando Silvestre e o Sítio Arqueológico do Moreira. Lá, cavernas com mais de 100 pinturas podem ser contempladas. A principal atividade da cidade é a confecção e o baixo preço que oferece nos produtos de suas costureiras.

Confecção de Toritama

Toritama:

Polo de confecção é responsável por 30% da produção de jeans nacional

a terra do jeans Tori significa pedra, e tama, região. O nome da cidade remete às pedras de aproximadamente 30 metros de altura à margem direita do rio que corta a cidade. Outra interpretação, do sociólogo Roberto Harrop Galvão, diz que a palavra Toritama quer dizer “terra da felicidade”. A cidade, no agreste pernambucano, a 170 km do Recife, vem atraindo cada vez mais turistas. 70% dos veículos que estacionam no Parque das Feiras são de outros municípios. O que eles vêm buscar em Toritama? Preços baixos e grande oferta de jeans. Toritama é uma das poucas cidades do interior cuja economia não está fortemente atrelada ao comércio e à agricultura. A cidade produz 16% das confecções feitas com jeans no País. A força da indústria fez Toritama crescer. Com 35.631 habitantes, numa área de 34. 857

41

km², foi a cidade pernambucana com maior crescimento habitacional, segundo o Censo 2010. Nos anos 70, acumulava grande parte da produção de sapatos, sendo um dos maiores centros de produção nacional. A mudança para o setor têxtil se deu pelo aumento da concorrência na indústria calçadista. O Parque das Feiras, local onde se concentra o comércio do município, se encontra na BR-104. Construído em uma área de nove hectares, o espaço é dividido em lojas e possui também restaurantes, lanchonetes e um vasto estacionamento. Hoje, são cerca de 2,5 mil indústrias, que geram mais de 15 mil empregos diretos, o que resulta em uma taxa quase inexistente de desemprego. Toritama recebe mais de 40 mil visitantes por semana e produz uma média de dois milhões de peças mensalmente.


esporte

Até que a morte os separe

ARQUIVO PESSOAL

DIVULGAÇÃO

Estádio do Arruda

O Santa, como é chamado pelos torcedores mais apaixonados, mesmo quando estava na série D, ostenta o título de maior torcida em campo do Brasil POR JULIANA PESSOA

Na alegria e na tristeza. Pode até parecer um casamento, mas estamos falando da relação de fidelidade entre o time pernambucano Santa Cruz e a torcida que mais compareceu aos estádios no Campeonato Brasileiro desse ano. O time conseguiu registrar uma média de 32 mil torcedores em cada jogo da campanha em casa, e ainda contou com o apoio de mais de 50 mil tricolores no último jogo, que levou o “Mais Querido”, como é chamado, de volta para a série C. Os números superam até a presença registrada entre os jogos de grandes times como o Corinthians (média de 26 mil por partida) e Flamengo (média de 17 mil por partida). Entender essa

relação entre o Santa Cruz e a “Torcida Coral”, torcida organizada que se refere à cobra coral, mascote do time, não é difícil. “Tudo para o Santa é mais difícil. As conquistas são mais sofridas e isso faz a torcida enaltecer ainda mais o amor pelo clube, apoiar o time”, explica o administrador Bruno Menezes, 36. A fidelidade pelo clube é tão grande que a camisa tricolor (nas cores preta, branca e vermelha) não foi esquecida nem no dia do casamento. Menezes usou o uniforme dos jogos desse ano embaixo do terno. “Tanto eu como minha esposa torcemos pelo Santa e levamos essa paixão para esse dia especial”, conta.

42

Bruno Menezes e sua esposa não seguraram a emoção e a paixnao pelo Santa Cruz e, na cerimõmia utilizaram peças de roupa nas cores do time. Ela com meia tricolor, ele com a camisa por baixo


esporte

“Comecei a ir aos jogos do Santa quando ainda tinha oito anos de idade, desde então não parei” Jerônimo França, torcedor do Santa Cruz

Hoje conselheiro do time, o administrador cresceu influenciado pelo pai e guarda na memória uma partida de 1983, que deu ao Santa o título de Tri-Super. Em comum, grande parte dos tricolores tem a tradição familiar. O aposentado Jerônimo França, 58, cresceu numa família de fiéis ao “Mais Querido”. “Comecei a ir aos jogos com oito anos ao lado do meu pai e meus irmãos. Nunca mais deixei de ir”, diz ele que, hoje, vai ao campo acompanhado da filha e do neto. Figura conhecida nos treinos e jogos, França fez história ao fazer um transplante e só aceitar um novo coração tricolor. “Santa sempre no coração.”

A participação do time na Série D, por quase mil dias, foi responsável por mais de 50% de toda a renda contabilizada na categoria, uma arrecadação maior que a da Série C. Segundo pesquisas realizadas pelo Santa Cruz, o número de torcedores cresceu nos últimos seis anos, período em que o time amargou seus piores momentos. “Desde que o caímos de Série, vou a todos os jogos com a mesma camisa. Só troco no nosso primeiro jogo na C”, prometeu Bruno Menezes. Muitas promessas feitas, desejo atendido. O Santa Cruz fechou o Campeonato com sucesso e promete levar a mesma sorte para o novo desafio na Série C.

PRÊMIOS São 25 títulos estaduais, uma taça Norte-Nordeste e também o prêmio de Fita Azul do Brasil em 1980. O Santa Cruz ostenta títulos de todos os lados e já foi semifinalista do Campeonato Brasileiro na década de 1970, sua fase áurea. O time, em Pernambuco, possui vários rivais históricos, como o Sport Club do Recife, com o qual protagoniza o que é chamado de Clássico das Multidões. Já com o Clube Náutico Capibaribe, disputa, anualmente, o Clássico das Emoções. Outro time que figura na lista dos principais rivais é o América, contra quem joga o Clássico da Amizade.

MUDE A DIREÇÃO 43 Fone: (81) 3476.8824 Fax: 3476.8810

www.renault.com.br

FINANCEIRA RENAULT


fotos: Leandro Lima

cultura Sede da Fundação

Relembrando Gilberto Freyre Com obras publicadas em diversos países e que mudaram a sociologia e antropologia brasileira, Gilberto Freyre, homenageado da Fliporto 2011, sempre defendeu a miscigenação. Sua filha, Sônia Freyre, relembra dos fortes idealismos do pai Por Valentine Herold

A Festa Literária Internacional de Pernambuco completou sua sétima edição no último mês de novembro. O evento, que ocupou pela segunda vez a cidade de Olinda, prestou uma justa homenagem ao sociólogo pernambucano Gilberto Freyre e a nossa herança literária vinda do Oriente. Muitos podem se questionar o que Freyre, falecido em 1987, tem a ver com o Oriente. Para além do

Gilberto Freyre

lusotropicalismo tão apregoado por ele, o sociólogo deixou registrado em "Viagem e Rotina", título publicado na década de 50, um verdadeiro compêndio do Oriente em nossas raízes mais profundas.

irrupção do islamismo". É possível encontrar traços orientais em títulos como "Sobrados e Mocambos", de 1936, que em trechos que elencam uma forte aproximação entre Oriente e Ocidente no Brasil.

"É preciso redescobrir o orientalismo de Freyre", diz Mario Helio, escritor e curador literário do evento, "não só o lusotropicalismo, e sim o que escreveu de modo pioneiro sobre China e Índia, além dos textos em que aponta para a

Quem melhor rememora o ideário de Freyre é sua filha e também pesquisadora, Sônia Freyre. Presidente da fundação que leva o nome do pai, ela destaca a ética, generosidade, carinho, educação e sedução pelas suas ideias e seu

44


cultura Gilberto Freyre e família

carisma, os principais aspectos do sociólogo. “Ele era assim com todos, não só com a família. Claro que ele tinha um carinho especial com os filhos e familiares. Apesar das viagens que fazia, ele era um pai muito presente. Para mim, não importava a quantidade, mas sim a qualidade de sua presença”, diz a filha ao lembrar com carinho dos momentos passados com o sociólogo. A ousadia de Gilberto Freyre abriu os olhos de quem tinha vergonha da miscigenação brasileira e mostrou que a maior importância dessa mistura era cultural, e não racial. O encontro dos vários povos que participaram da colonização tornou a sociedade brasileira mais forte e rica nas suas diversas culturas, tradições e costumes. “Freyre viu a matriz oriental no Brasil, anteviu a ressurgência do islamismo no mundo atual e anteviu um novo Brasil que está vindo aí. (...) Gilberto viu ainda uma luta de racionais (ocidentais) versus mágicos ou intuitivos (orientais), que marca o imaginário do embate entre o Oriente e o

”Ele era assim com todos, não só com a família. Claro que ele tinha um carinho especial com os filhos e familiares. Apesar das viagens que fazia, ele era um pai muito presente. Para mim não importava a quantidade, mas sim a qualidade de sua presença” Sônia Freyre, Presidente da Fundação Gilberto Freyre

Ocidente”, relata o coordenador geral da Fliporto, Antônio Campos. Se há um aspecto em que Gilberto Freyre se diferencia mais ainda dos sociólogos e antropólogos da época, é o seu envolvimento com o objeto de estudo. As indiferenças humanas não eram criticadas de forma imparcial por Freyre. Em um trecho do prefácio de “Aventura e Rotina”, o escritor diz que “as expansões autobiográficas de que peço perdão aos sociólogos que às vezes me supõem preso a eles por votos, que nunca fiz, de castidade sociológica”. Talvez venha dessa tão marcante característica a importância que Gilberto tem para o Brasil e,

45

principalmente para Pernambuco. Mas não foi sempre assim. Sônia lembra que a importância de Freyre se deu “de fora para dentro”. Isto é, ele foi primeiro homenageado e admirado em países com a França, Venezuela e Estados Unidos para, depois, o povo pernambucano e brasileiro dar-lhe sua devida atenção. Entretanto, o escritor não se deixou levar pela falta de atenção local. Ele era um pernambucano acima de tudo, um “cidadão de Apipucos”, como era chamado. “Professores americanos com quem ele tinha tido aula o chamavam para morar lá, mas meu pai acreditava que tínhamos que valorizar e prestigiar o lugar de onde viemos. E foi isso que ele fez”.


cultura

Lugares Fotos: DIVULGAÇÃO

e livros

O mestre da arquitetura Pouco conhecido, o arquiteto e urbanista Affonso Eduardo Reidy (19091964) ganha sua história recontada no documentário “Reidy - A construção da utopia”. Ele é um dos responsáveis por marcos da paisagem brasileira como o MAM carioca, o Aterro e o Parque do Flamengo. Sem recorrer ao didatismo tão marcante nos docs, a diretora Ana Maria Magalhães oferece uma visão panorâmica das ideias de Reidy com depoimentos de colegas do arquiteto como Lúcio Costa, Paulo Mendes da Rocha, e também de textos do próprio arquiteto. ANA MARIA MAGALHÃES | Reidy - A construção da utopia | [Brasil, 2010]

“O Palhaço” é líder O longa-metragem, “O Palhaço”, dirigido e protagonizado por Selton Melo, lidera as bilheterias brasileiras e soma mais 600 mil espectadores e renda bruta de R$ 2 milhões. O longa entrou no circuito comercial em outubro e atraiu mais de 180 mil pessoas no primeiro dia. Este é o segundo filme dirigido por Melo, que estreou com “Feliz Natal”, de 2008.

Sucesso natalino

O terceiro álbum do fenômeno Justin Beiber, já está nas lojas. Trata-se do disco Under the Mistletoe, que apresenta uma voz mais amadurecida do rapaz de 17 anos. Nesse álbum, ele realiza duetos. Um deles com Mariah Carey, em “All I Want For Chrismas Is You”, clássico natalino de autoria da cantora. O disco conta com a canção “Silent Night”, que no Brasil é conhecida como “Noite Feliz”. JUSTIN BIEBER Under the Mistletoe [Island, 2011] Preço médio: R$ 40

Tropa de Elite 2 está na corrida ao Oscar Visto por mais de 11 milhões de brasileiros, “Tropa de elite 2” tenta conquistar os norte-americanos. Dirigido por José Padilha, o filme retrata a vida nem um pouco convencional dos policiais do BOPE. A temporada começou por Nova York, segue para Los Angeles e passa por mais sete cidades. Estão sendo organizadas seções especiais com a expectativa de atrair mais de seis mil espectadores e fazer o filme ser indicado à categoria de Melhor Filme Estrangeiro no próximo Oscar.

46

Viajar requer leitura não só dos chatos guias de viagens, muito pelo contrário. Levar a experiências de seus protagonistas prediletos para a vida real é tarefa que muita gente encara com seriedade, percorrendo a trilha dos personagens prediletos. Veja dicas de livros e cidades. BUENOS AIRES, ARGENTINA “The Buenos Aires affair” de Manuel Puig, José Olympio, R$ 32,90.

NOVA YORK, EUA “Aqui está Nova York” de Elwyn Brooks White, José Olympio, R$ 24.

TEERÃ, IRÃ “Persépolis” de Marjane Satrapi, Companhia das Letras, R$ 37,90.

PAMPLONA, ESPANHA “O Sol Também se Levanta”de Ernest Hemingway, Bertrand Brasil, R$ 40.



Revista Rent - ed. 9