__MAIN_TEXT__

Page 1


REALIZAÇÕES 2018

Um coração, um compromisso, uma vida! 3

35941_realizacoes - la salle - 2018 - miolo.indd 3

10/04/2019 13:46:21


Indicadores de atendimento PROJETOS SOCIAIS

AVALIAÇÃO EDUCACIONAL

CONCURSOS

INDICADORES PROJETOS SOCAIS

PESSOAS ATENDIDAS

Habitação Minha Casa Minha Vida Centro Prevenção às Violências Guajuviras Centro Prevenção às Violências Mathias Velho Sou Solidário – Voluntariado Rede La Salle Centro Atendimento Venezuelanos Projeto Educação de Jovens e Adultos NH Banda Municipal Nova Santa Rita Esporte Rendimento Esporte Participação Esporte Formação Projeto Musical Cachoeirinha Grupo Convivência Idosos

4.338 1.069 1.354 1.221 325 353 252 130 683 113 50 36

INDICADORES CONCURSOS

AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL

Editais publicados com provas executadas em 2018:

5.208 – Ensino Superior

Número de candidatos inscritos:

17.648 – Educação Básica

25 Editais

62.611

(respondentes)

(respondentes)

Número de candidatos inscritos homologados:

38.832

AVALIAÇÃO DE CONHECIMENTOS

2.290 5º Ano EF: 2.267 9º Ano EF: 2.071 3º Ano EM: 1.362 3º Ano EF:

9.924

Total

Indicadores de RH Total de funcionários Masculino 18 | Feminino 45

63

Total de funcionários no final do exercício

Cargo de chefia por gênero Masculino 05 | Feminino 05

Total de funcionários por faixa etária 18 a 35 anos 36 a 60 anos Acima de 60 anos

22 34 07

Qualificação Mestrados Pós-graduados

Aposentados

Estagiários

05

09

02 Total de trabalhadores autônomos: 08 Total de trabalhadores terceirizados:

Graduados Ensino Médio completo Ensino Fundamental Ensino Fundamental Incompleto

05 10 17 16 12 03

4

35941_realizacoes - la salle - 2018 - miolo.indd 4

10/04/2019 12:04:10


REALIZAÇÕES 2018

APRESENTAÇÃO

“Um coração, um compromisso, uma vida”. O ano de 2019 é marcado pela celebração da nossa missão. Estamos no Ano Jubilar Lassalista, data concedida pelo Papa Francisco pelo Tricentenário da morte de São João Batista de La Salle (1719-2019). Essa celebração é um convite para olhar para o passado com gratidão e perceber os 300 anos como continuidade de uma vida dedicada à educação transformadora, ao serviço dos e com os pobres. A Fundação La Salle, comprometida com obra lassalista, apresenta seu Relatório de 2018 reforçando essa história que se faz dia a dia em prol da transformação social e do atendimento de demandas de um serviço público de qualidade. Em nossas diferentes frentes de atuação, obtivemos resultados bem expressivos, como o atendimento direto a quase 10 mil pessoas em nossos projetos sociais e mais de 38 mil pessoas nos concursos públicos desenvolvidos. Entre os projetos desenvolvidos em parceria com a Rede La Salle, destacamos a Avaliação de Conhecimentos que atingiu quase oito mil

crianças e adolescentes de todas as Comunidades Educativas Lassalistas no Brasil. O Programa de Avaliação Institucional, por sua vez, envolveu 5.208 respondentes no Ensino Superior e 17.648 pessoas na Educação Básica. Na área social, o Projeto de Voluntariado Lassalista Sou Solidário ganha espaço e já integra a vida de várias instituições que passam a ter um olhar sobre a responsabilidade social que acontece em rede. O ano de 2018 teve bons resultados que inspiram e impulsionam a caminhada da Fundação La Salle daqui para frente. Aos colaboradores e parceiros, um agradecimento especial pela confiança em nosso trabalho e por ajudarem nessa construção, que é pessoal e coletiva. Minhas saudações fraternas a todos os Irmãos, Colaboradores e Parceiros. Somos todos associados na missão educativa lassalista. Viva Jesus em nossos corações. Para sempre! Ir. Marcelo Cesar Salami Diretor Presidente

5

35941_realizacoes - la salle - 2018 - miolo.indd 5

10/04/2019 12:04:12


“A principal finalidade da fé é fazer e praticar o que se crê. A fé sem obras está morta”. São João Batista de La Salle #300anos 35941_realizacoes - la salle - 2018 - miolo.indd 6

10/04/2019 12:04:12


PROJETOS SOCIAIS 35941_realizacoes - la salle - 2018 - miolo.indd 7

10/04/2019 12:04:15


PROJETOS SOCIAIS

Voluntariado: laços de cidadania em rede O Sou Solidário é o projeto de voluntariado da Rede La Salle que tem como principal objetivo a transformação social através de ações de solidariedade. Essa iniciativa começou sua caminhada no ano de 2016 com foco permanente nos laços de cidadania. Em 2018, a caminhada do Sou Solidário buscou maior aproximação com as Comunidades Educativas Lassalistas, a fim de ampliar parcerias e a atuação em rede. Com isto iniciou a criação de “Núcleos Sou Solidário”, que são formas de incentivar e apoiar as Comunidades Educativas em suas ações de voluntariado. Os Núcleos são formados por alunos, ex-alunos, familiares e colaboradores que desejam viver experiências solidárias e contribuir com o desenvolvimento da sociedade. No ano de 2018, foram realizados 24 encontros com os Núcleos, envolvendo mais de 120 voluntários vinculados à Rede La Salle. Os colégios La Salle Canoas, La Salle Niterói e La Salle Esteio foram os precursores nesta parceria. Além dos Núcleos Sou Solidário, no ano de 2018, ocorreu a “Missão Norte”, que deu continuidade às ações no município de Ananindeua, no Pará. Nesta ação de dois dias, a inspiração do grupo de voluntários lassalistas promoveu mais de 60 atividades comunitárias nas áreas da educação, dos direitos humanos, da arte, da cultura e da saúde. Oficinas de formação de lideranças com jovens da periferia de Ananindeua, oficinas sobre gênero e enfrentamento às violências com mulheres ribeirinhas e quilombolas da região, revitalização da biblioteca da Escola Celina Del Tetto, teatro para as crianças e oficinas de capoterapia com a comunidade local foram alguns destaques da Missão Norte. Para 2019, muitos passos estão por vir. O Sou Solidário quer potencializar o impacto da Rede La Salle no caminho da responsabilidade social e, para isso, busca fortalecer parcerias, formar agentes multiplicadores e estabelecer estratégias sustentáveis de atuação. Comunidades Educativas de outros estados estão se mobilizando para a criação de novos Núcleos Sou Solidário. Santa Catarina, Paraná, Rio de

Janeiro, Amazonas e o Distrito Federal já iniciaram a organização de seus grupos de voluntariado para 2019, além de outras Comunidades Educativas no Rio Grande do Sul. Além da expansão do Sou Solidário em outras regiões do Brasil, o ano que passou também contou com atuações internacionais, como o caso de Eider Luís Oliveira Damé e Beatriz Helena Oliveira que, por nove meses, realizaram ações solidárias em Beira – Moçambique. Uma experiência transformadora de muita aprendizagem, entrega e gratidão. “Os voluntários que foram não foram os mesmos que voltaram”, comentaram os voluntários sobre o tamanho do impacto que essa vivência promoveu em suas vidas. Outras possibilidades de voluntariado internacional também estão pautadas para um futuro próximo, através da parceria do Sou Solidário com De La Salle Solidarietà Internazionale – ONLUS. A proposta é transcender fronteiras e construir caminhos para o voluntariado lassalista a partir de uma perspectiva mais global. Por fim, o ano de 2018 marcou mais um capítulo da história do Sou Solidário, projeto que vem desempenhando a missão lassalista de fortalecer práticas de solidariedade. É por este caminho que o projeto pretende seguir em 2019, acreditando que, agindo juntos pelo bem, é possível alcançar a transformação que queremos no mundo.

8

35941_realizacoes - la salle - 2018 - miolo.indd 8

10/04/2019 12:04:16


REALIZAÇÕES REALIZAÇÕES 2018 2018

Atendimentos

Ação

Nº de ações

Voluntários

Missão Norte

67

17

848

291

Núcleos

24

110

373

765

90

Total

127

(Total de presenças nas ações)

1.221

Beneficiários

1056

Depoimentos sobre a Missão Norte Tudo o que vivi em Ananindeua tem uma importância imensa, cada momento que estive com as crianças, os vínculos criados com os voluntários, a forma como a comunidade nos recebeu, as partilhas, os momentos de reflexão, tudo de uma forma linda, agregou para o meu crescimento. Brenda Gabrielle de Moura Fouletto Estudante de Psicologia - Unilasalle Canoas/RS O quanto é encantador e gratificante se abrir para o diferente, para o novo, estar disposta a vivenciar isso e se deixar envolver por isso sem medos, sem barreiras. Que missão não é levar, mas compartilhar e aprender muito. Joana Paloschi Jornalista - Canoas/RS

Nossas diferenças, como brasileiros de outros estados, promoveram a curiosidade, tolerância para alguns, instigaram a troca de experiências vividas. Gabriel Lummertz Graduado em Publicidade e Propaganda - Manaus/AM Acredito que todos deveriam vivenciar o que vivenciei, conhecer a realidade paralela de cada um, para se dedicarem a ajudar quem precisa, além do crescimento pessoal, que é importante pra nosso projeto de vida. Letícia Giacoia Gripp Estudante de Gastronomia Ex-aluna La Salle Abel - Niterói/RJ

É uma experiência ímpar que é impactante na vida das pessoas, que transforma vidas. Muita aprendizagem, sem dúvida.

Uma experiência única, onde aprendemos e ensinamos ao mesmo tempo em que refletimos sobre o modo como levamos a vida.

Marcos Ferreira Souto Pré Postulante Lassalista - Ananindeua/PA

Vicente Gomes Pinheiro Pré Postulante Lassalista - Ananindeua/PA

9

35941_realizacoes - la salle - 2018 - miolo.indd 9

10/04/2019 12:04:17


PROJETOS SOCIAIS

Trabalho Social em prol da organização comunitária Entre os meses de janeiro a agosto de 2018, a Fundação La Salle executou os Projetos de Trabalho Técnico Social em cinco Empreendimentos do Programa Minha Casa Minha Vida, em Canoas. Através da parceria entre a Instituição e a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação de Canoas, consolidou um trabalho de grande impacto na organização das comunidades ao propor ações nos Empreendimentos Guajuviras I (300 Apartamentos), Guajuviras II (300 Apartamentos), MQ4 (426 Casas), MQ3C (300 Apartamentos) e República (120 Apartamentos). No total, foram 1.446 famílias que tiveram disponíveis em seus locais de moradia o trabalho social realizado por equipes multidisciplinares compostas por Assistentes Sociais, Biólogas, Psicólogas, Sociólogas e uma Pedagoga. O Trabalho Técnico Social visa promover e fortalecer a organização comunitária, bem como fomentar a participação social na busca por melhores condições de vida, efetivação dos direitos sociais e pela sustentabilidade dos empreendimentos. Cada projeto teve duração de 12 meses no atendimento às famílias beneficiadas pelo Programa Habitacional, sendo as ações divididas em pré-morar e pós-morar.

ETAPA PRÉ–MORAR A etapa pré-morar foi caracterizada por ações organizativas e de acesso ao direito à moradia, passando pelos primeiros contatos com as famílias, apresentação do empreendimento e dos critérios do programa, sorteio das unidades habitacionais, vistorias, assinatura de contratos, entrega das chaves, acompanhamento das mudanças e plantão social. Nessa etapa, as equipes de Trabalho Técnico Social promoveram ações no Loteamento MQ4, contribuindo na organização dos eventos e no esclarecimento de dúvidas junto aos beneficiários. Em 2018, foram entregues, em diferentes etapas, as últimas casas e sobrados previstos para reassentamento de famílias em situação de vulnerabilidade e de risco social de Canoas. Como destaque, a equipe aponta os eventos de assinatura dos contratos e entrega das chaves, tendo em vista que são nesses momentos que o acesso à moradia se materializa e os beneficiários se emocionam ao alcançar o sonho da casa própria e ter condições dignas de vida para a família.

10

35941_realizacoes - la salle - 2018 - miolo.indd 10

10/04/2019 12:04:17


REALIZAÇÕES REALIZAÇÕES 2018 2018

ETAPA PÓS-MORAR

Nas ações pós-morar são trabalhadas, através de oficinas temáticas e do plantão social, ações de organização e fortalecimento social como formação de lideranças, mediação de conflitos, grupos de convivência, cuidados com o imóvel e com o condomínio, educação ambiental; geração de trabalho, renda, cidadania, cultura, lazer, entre outros. No período pós-morar, as ações são planejadas de acordo com a realidade de cada empreendimento, a partir das vivências e das necessidades observadas pelas equipes de trabalho social. Os desafios são muitos, cabe ressaltar que, diferente da etapa pré-morar, nesta não é obrigatória a participação dos moradores nas atividades do trabalho social, o que reflete na redução da participação dos moradores nas atividades. Este fato prejudica o convívio coletivo, tendo em vista que a organização e a gestão dos empreendimentos dependem da participação e da contribuição individual dos moradores, tanto na proposição de ações quanto na resolução de problemas. É neste contexto que o trabalho social tem fundamental importância, pois são nas oficinas temáticas que, além de promover acesso à informação, é possível criar e/ou fortalecer grupos que permanecem na organização do condomínio após o término do projeto. A sustentabilidade dos empreendimentos requer o compromisso das famílias no cuidado com o patrimônio e no pagamento em dia das parcelas do condomínio. São estas duas vias que os mantém em pleno funcionamento e contribui com a manutenção da qualidade de vida dos beneficiários na nova moradia. Acerca dessas questões, os grupos de convivência, as reuniões coletivas e os plantões sociais despertam a gestão democrática e participativa dos processos implantados, momentos onde as equipes de Trabalho Social podem informar sobre os direitos e deveres condominiais, favorecendo a correta apropriação e uso dos imóveis. Em suma, o conjunto das ações deve

promover a autonomia e o protagonismo social dos beneficiários no acesso à moradia.

TRABALHO TÉCNICO SOCIAL HABITAÇÃO

Dados das atividades realizadas nos Empreendimentos em etapa Pós-Morar: GI, GII, MQ4, MQ3C e República. PROJETO

AÇÕES

Visitas Domiciliares/ Plantão Social Reuniões de Planejamento e Articulação Reuniões de Organização Comunitária e Comissão de moradores Ações de Educação Ambiental Ações Educativas e Culturais Eventos Comunitários

1.104

PARTICIPAÇÕES 1.104

68

816

32

384

139

1.668

104

1.248

06

129

Ações para qualificação do trabalho e renda Total de ações

54

648

1.507

5.997

Dados das atividades realizadas nos condomínios em etapa Pré-Morar: MQ4 e MQ3C PROJETO

AÇÕES

Reuniões de Organização 08 Comunitária e Comissão de moradores

PARTICIPAÇÕES

1082

Depoimento O trabalho social trouxe uma consciência. Eu gosto das atividades, gostaria que tivesse mais vezes. Gosto muito das dinâmicas sobre o racismo, receitas, passeios...sobre os diálogos que a gente têm. Bem legal, eu gosto! Acredito que o trabalho social pode fazer a gente pensar coisas diferentes, correr atrás dos nossos direitos! Suelen do Nascimento Rosa Dona de casa, 24 anos, Moradora do MQ4

11

35941_realizacoes - la salle - 2018 - miolo.indd 11

10/04/2019 12:04:18


PROJETOS SOCIAIS

Diagnósticos sociais para a prevenção às violências O Centro de Prevenção às Violências (CPV) é um serviço da Secretaria Municipal de Segurança Pública e Cidadania (SMSPC) da Prefeitura de Canoas, executado pela Fundação La Salle desde março de 2017. Os CPVs estão situados nos bairros Mathias Velho e Guajuviras. O serviço atua a partir de três programas intersetoriais de prevenção às violências, especialmente voltados aos perfis mais vulneráveis ou mais expostos à violência. A organização, desenho e objetivos específicos de cada programa estão orientados por diagnósticos sociais e territoriais previamente levantados e estabelecidos. Os CPVs oferecem também acolhimento e orientação jurídica, atendimento de PROCON e realização de mediação de conflitos comunitários, especialmente através das experiências das Agentes de Ação Social que compõem a equipe do serviço. As agentes são lideranças comunitárias capacitadas como multiplicadoras de direitos, responsáveis por acolhimentos, acompanhamentos e suportes nos programas intersetoriais executados pela equipe técnica. Nos atendimentos por demanda espontânea, também são realizados encaminhamentos para outros serviços da rede e outros serviços socioassistenciais dos territórios. Os programas intersetoriais estão divididos de acordo com seu público-alvo. São eles: jovens em rota de evasão; jovens evadidos do sistema formal de ensino e/ou em conflito com a lei e egressos do sistema prisional. Cada um corresponde respectivamente aos programas, Cuidando Trajetórias, Todo Jovem Importa e Reconstruindo Vidas.

Dentro dos programas executados, cada profissional da equipe técnica dos CPVs é responsável pela coordenação local, acompanhamento, atendimento e monitoramento de uma microrrede intersetorial em seus respectivos territórios. Cada CPV conta com uma equipe de onze Agentes Sociais de Ação, duas estagiárias capacitadas no PROCON Municipal, três técnicos responsáveis pelos Programas intersetoriais e um coordenador. O PROCON central de Canoas também dispõe de uma assessora jurídica, uma Agente de Ação Social e dois estagiários. No início do ano de 2018, tivemos a ampliação da cobertura do Programa Cuidando Trajetórias em ambos os territórios. No bairro Mathias Velho o atendimento ocorria entre as Escolas Municipais de Ensino Fundamentais Thiago Würth, Ministro Rubens Lüdwig e Odette Freitas. A partir do início do ano letivo, constituímos o Comitê Territorial Harmonia e passamos a atender também as EMEFs João Paulo I, Gonçalves Dias e David Canabarro. Desta forma, o núcleo do Comitê Harmonia é composto pelas três escolas, pelo CRAS Harmonia, pelo Conselho Tutelar da Microrregião 4 e por quatro UBS: Harmonia, Natal, Santo Operário e Cerne. No bairro Guajuviras, as escolas Estaduais foram incorporadas ao Programa e o trabalho no território foi reorganizado com a equipe técnica, partir da abrangência das Unidades Básicas de Saúde. Formou-se o Comitê 1, inserido na região da UBS CAIC, que compreende as EMEFs Erna Wurth e Guajuviras acrescido do Colégio Estadual Jussara Polidoro. O Comitê 2, por sua vez, atende

12

35941_realizacoes - la salle - 2018 - miolo.indd 12

10/04/2019 12:04:19


REALIZAÇÕES 2018

as EMEFs Paulo Freire, Nancy Pansera, Carlos Drummond de Andrade, ampliando sua atuação para a EEEM Cônego Leão Hartmann - referenciadas pela UBS Guajuviras. A Secretaria Municipal de Educação foi representada nas reuniões do programa “Cuidando Trajetórias”, em ambos os territórios, através da sua assessora pedagógica, - conforme organização da gestão -, o que, sem dúvida, comprovou a relevância do Programa. As Agentes de Ação Social dos CPVs passaram a integrar os Comitês Territoriais ao longo desse ano, a partir da formulação de microequipes para acompanhamento de casos. Suas participações acrescentaram muita qualidade nas discussões e nos encaminhamentos possíveis, pois agora mecanismos como a visita domiciliar, por exemplo, deixam de ser exclusividade dos serviços da saúde ou da assistência social - ainda mais considerando o escasso número de trabalhadores neste equipamento. A não ser a proposta do projeto “Cuidando Trajetórias”, em que o jovem não deve ter ciência de que está inserido em um Programa de prevenção à evasão escolar, as intervenções diretas das Agentes de Ação Social demonstraram um resultado muito positivo e um recurso ágil e dinâmico, sendo utilizado sempre em casos específicos. A abertura do projeto a possibilidades de estágio também trouxe ganhos em relação às atividades desenvolvidas. Através de uma parceria com o Departamento de Psicologia da Universidade La Salle os estágios básicos e curriculares proporcionaram a oferta de atendimentos individuais para casos e famílias inseridas nos programas. Ademais, a parceria foi enriquecedora, no sentido de agregar positivamente às atividades e oficinas, especialmente àquelas referentes ao cumprimento das Medidas Socioeducativas que são realizadas no serviço.

Ao longo de 2018, tivemos vários avanços em relação a articulações institucionais, principalmente com a Secretaria de Desenvolvimento Social, responsável pelo Centro de Referência Especializado de Assistência Social - CREAS -, especialmente no tocante à execução de Medidas Socioeducativas em meio aberto. Dessa maneira, afinando a parceria com o CREAS, em ambos os territórios, os CPVs, sob a responsabilidade do programa “Todo Jovem Importa”, começou a executar MSE. O nosso maior desafio foi e segue sendo a execução do Programa “Reconstruindo Vidas”, visto que temos bastante dificuldade em acessar o público-alvo: egressos do sistema prisional. A distribuição de informativos e a divulgação de materiais explicativos sobre o Programa na rede e em espaços institucionais de circulação de presos e egressos tem sido uma das estratégias utilizadas para viabilizar a inclusão destes no programa. Centro de Prevenção às Violências

Mathias Velho

Casos acompanhados Programas

pelos

208

Atendimentos / Acolhimentos no CPV 384 Encaminhamentos do CPV para a Rede 201 PROCON

561

Total de Atendimentos / Casos acompanhados em 2018 1354 Média de Atendimentos / Acompanhados por mês 112 Centro de Prevenção às Violências

Guajuviras

Casos acompanhados pelos Programas Atendimentos / Acolhimentos no CPV Encaminhamentos do CPV para a Rede PROCON Total de Atendimentos / Casos acompanhados Média de Atendimentos / Acompanhados por mês

263 244 204 358 1069 89 13

35941_realizacoes - la salle - 2018 - miolo.indd 13

10/04/2019 12:04:19


PROJETOS SOCIAIS

Construção do conhecimento na EJA A Fundação La Salle realiza o projeto de Apoio à Educação de Jovens e Adultos – PAEJA, em duas escolas na rede municipal de ensino de Novo Hamburgo, em parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento, BID. Após análise do diagnóstico da realidade realizado nas duas escolas pela equipe técnica PAEJA, observou-se a necessidade do projeto contribuir para repensar a práxis escolar e desenvolver ações e mecanismos que pensassem o estudante como sujeito na construção do próprio conhecimento, envolvendo os trabalhadores da educação, os professores e a equipe diretiva. Neste sentido, foram planejadas ações de formação permanente e de integração, levando em consideração a interdisciplinaridade entre as diversas áreas do conhecimento, favorecendo a participação e cooperação entre educandos, educadores e equipe diretiva, tornando assim, o processo de aprendizagem mais dinâmico e significativo, valorizando o protagonismo e a autonomia do sujeito na construção do conhecimento, do desenvolvimento das habilidades, potencialidades e pensamento crítico. No período de realização do projeto, no ano de 2018, foram desenvolvidas as seguintes ações: Projetos de Pesquisa dos Eixos Temáticos: Saídas de Campo, Formação de Líderes, Oficinas de Empregabilidade, Formação Docente, Articulação de Rede, Reuniões de Equipes, Acompanhamento de Frequência e Busca Ativa. Nos projetos citados, os professores problematizaram com os educandos os temas que seriam pesquisados, sendo realizadas as oficinas por eixo: Eixo Cultura: Grafite, Serigrafia, Mandala e Instrumento Musical Indígena; Eixo Audiovisual e Tecnologia: Fotografia, Robótica, Conhecendo a Máquina e Criação de um Blog e Vlog; Eixo Sustentabilidade: Compostagem, Sabão Ecológico, Horta na Escola, Biomassa, Descarte Correto do Lixo Doméstico e Educação Ambiental; Eixo Corpo e Movimento: Dança Gaúcha e Dança Urbana. Com o objetivo de potencializar as relações de aprendizagens, foi possível planejar saídas pedagógicas que dialogassem com as temáticas que estavam sendo trabalhadas em aula, levando em consideração o interesse dos estudantes

partir do levantamento feito nas sondagens realizadas, onde eles escolheram os locais que gostariam de conhecer. A escolha dos locais a serem visitados foi pensada em conjunto com as equipes diretivas, professores e equipe PAEJA. Foram realizadas saídas de campo culturais e de integração: Visita ao Museu Egípcio/Porto Alegre, Visita ao Planetário/Porto Alegre, Conhecendo Minha Cidade #PartiuNh, Visita ao SENAI NH, Conhecimento do Curta Diversidade e Inclusão/FEEVALE, Visita Cultural Natal Luz de Gramado, Ida ao Cinema Assistir o Filme Jurassic World/Cinespaço NH, Visita ao Museu de Ciência e Tecnologia da PUCRS, Visita à Feira do Livro de Porto Alegre e Visita Cultural Natal dos Anjos de Dois Irmãos. A Formação de Líderes teve o objetivo de desenvolver a autonomia e o sentimento de pertencimento nos educandos, por meio de planejamento de ações que possibilitassem a interação entre a comunidade escolar e o desenvolvimento de competências de liderança, tais como: empatia, comunicação, trabalho em equipe, autopercepção, entre outras. Os encontros ocorreram regularmente, com mediação realizada pelas educadoras sociais para a discussão de interesses e demandas da escola e da comunidade. Na EMEF Senador Salgado Filho, foram desenvolvidas as seguintes ações: “Café Beneficente”, com a finalidade de ajudar pessoas em situação vulnerabilidade social do centro POP de Novo Hamburgo, “Educação com Consciência”, com divulgação de cartazes para conscientização de atitudes positivas no espaço escolar, “Comemoração da Semana Farroupilha”, com objetivo de promover uma atividade de cultura e lazer através da música gaúcha tradicional, “Outubro Rosa”, para a conscientização dos educandos da EJA sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama e de colo do útero, “Educação Ambiental”, com o objetivo de despertar o sentimento de apropriação do espaço escolar e das proximidades do bairro Canudos. Na EMEF João Baptista Jaeger, a campanha “EJA Corações Quentes: aqueça outros corações” foi a grande ação do primeiro semestre realizada pelo grupo de líderes. Essa ação alcan-

14

35941_realizacoes - la salle - 2018 - miolo.indd 14

10/04/2019 12:04:19


REALIZAÇÕES 2018 çou as famílias dos educandos na arrecadação e na distribuição dos agasalhos. No segundo semestre, a partir de uma pesquisa realizada com os colegas, o grupo de líderes escolheu realizar ações que fortalecessem os vínculos e diminuíssem as faltas, como a “Festa de Halloween” e a “Organização das assembleias escolares”. Em preparação para o mercado de trabalho foram realizadas palestras e oficinas de empregabilidade, com o objetivo de potencializar a formação continuada de jovens e adultos, assegurando conexões com o mundo do trabalho e articulando os currículos da escolarização e da formação ao longo da vida. Foram desenvolvidas oficinas de apoio à construção de currículo, “Como Elaborar Seu Currículo”,; “Entrevista de Emprego” e Palestra da AME (Agência Municipal de Emprego de Novo Hamburgo), A formação docente foi coordenada pela assessora pedagógica do PAEJA e teve por objetivo promover um espaço de escuta, debate e reflexão da práxis pedagógica no processo ensino/aprendizagem, visando contribuir para a construção coletiva de novas práticas na Educação de Jovens e Adultos. Foram trabalhadas temáticas relacionadas à metodologia dialética, planejamento, trabalho com projetos, avaliação e o papel do educador na educação de jovens e adultos. Com a proposta de promover a integração entre o Projeto PAEJA e a Rede de Apoio ao Edu-

cando do Município de Novo Hamburgo, as reuniões de articulação tiveram o objetivo de trocar informações. O objetivo era articular as ações do projeto com as demais ações previstas na Política de Segurança Cidadã e na Prevenção às Violências, aumentando o potencial de coesão social e possibilitando uma maior adesão e permanência dos estudantes no EJA. No período, foram realizadas diversas reuniões de articulação com a Rede de Proteção Social e Afetiva e outras organizações, tais como: UGPPV BID, SMED, PAEJA/Fundação La Salle, Comunicação Cidadã e Audiovisual/FEEVALE, Esporte, Lazer e Cultura/FEEVALE, Justiça Comunitária/FEEVALE, Projeto de Fortalecimento/FEEVALE, CRAS, CREAS, ASBEM, Observatório – SEG, SECULT, Agência da Boa Notícia, Praça da Juventude, Unidade de Saúde da Família, AME, Pronatec, Dinc, SMEL, CAPS, PRONASCI, Rede de Apoio dos bairros Santo Afonso e Canudos além das famílias dos educandos. DEPOIMENTO Meu nome é Cleverson Foliatti, tenho 28 anos. Após alguns anos longe das salas de aula tive o privilégio de retornar aos estudos na escola João Baptista Jaeger. Pensava eu que as aulas seriam tediosas, cansativas, mas foi bem diferente do que eu tinha imaginado. Através do projeto de apoio à Educação de Jovens e Adultos #decolar, descobri que tinha muito mais do que caneta e papel, tinha corpo e movimento. Sustentabilidade, audiovisual, arte e grafite sem contar com eventos que alavancam a cultura, como a nossa semana farroupilha. Acabei conhecendo profissionais maravilhosos que atuam na área da educação. (Estudante da etapa V).

15

35941_realizacoes - la salle - 2018 - miolo.indd 15

10/04/2019 12:04:20


PROJETOS SOCIAIS

Educação musical para o desenvolvimento da cidade O projeto da Banda Municipal de Nova Santa Rita teve continuidade em 2018 através de diferentes atividades voltadas para o ensino da música e da arte na cidade. A Fundação La Salle executou o projeto ao longo de todo o ano por meio da contratação dos profissionais, especialmente. No período, o Laboratório de Música contou com 170 estudantes matriculados nos turnos da manhã, tarde e noite, trabalhando conceitos da Educação Musical, Formação de Músicos Instrumentistas e Formação de Público apreciador de

música. Um Seminário de Música contou com 82 inscritos entre regentes, músicos, instrutores de música e estudantes de música. Ao mesmo tempo, as atividades do projeto envolveram visitações orientadas ao acervo da Biblioteca Municipal de Música, que conta com 750 arranjos musicais em diversos formatos como vídeoaulas, áudios, livros e outras publicações. A Orquestra de Flautas Doce tem como base filosófica a Música como Arte e Ciência. A atividade preconiza o estímulo à formação integral do ser humano, como veículo de transformação

16

35941_realizacoes - la salle - 2018 - miolo.indd 16

10/04/2019 12:04:22


REALIZAÇÕES 2018 e facilitação dos processos de ensino e aprendizagem. A formação dos musicistas da orquestra consiste no aprendizado de disciplinas teóricas e práticas, tais como Leitura Musical, Percepção Musical, Iniciação à Historia da Música, Flauta Doce, aulas práticas individuais e em grupo e Prática de Orquestra. Compõem a formação instrumental da orquestra as Flautas Doce Sopranino, Soprano, Contralto e Tenor. A Orquestra de flautas doce integrou estudantes da rede pública municipal, com um projeto permanente contando com a realização de oito recitais e 40 horas/aula em ensaios e apresentações, atendendo um público de mais de 750 espectadores. Os Projeto Cantando o Hino Nacional e o Projeto Música e Comunicação atingiram nove escolas municipais e 750 estudantes ao longo do ano. As palestras de caráter formativo são atividades realizadas pela Coordenação Pedagógica, responsável pelo Laboratório de Música e pela interlocução da proposta de ensino com a comunidade. Foram desenvolvidas temáticas que tiveram como público os alunos, pais de alunos, professores e comunidade em geral.

Temas abordados nas palestras: - A Filosofia da música na sociedade contemporânea - Metodologia para estudos diários de instrumentos - Técnica para instrumentos de metais - Ritmos brasileiros - Arranjos e repertórios para bandas - Bandas e fanfarras no Brasil - Manutenção preventiva de instrumentos musicais - Ordem dos músicos do Brasil A Banda Municipal realizou 16 concertos nas diversas modalidades de apresentação, incluindo Concertos Oficiais Concertos Didáticos e Concertos Comunitários que atraíram um público estimado de sete mil espectadores. Público das apresentações da Orquestra e dos projetos nas escolas: 750 por apresentação Público dos recitais da Banda Municipal: 7.000 pessoas por apresentação Alunos matriculados: 252

17

35941_realizacoes - la salle - 2018 - miolo.indd 17

10/04/2019 12:04:22


PROJETOS SOCIAIS

Práticas esportivas sistemáticas aos cidadãos O projeto ‘‘Em Canoas o esporte participação é para todos’’ ocorreu no mês de janeiro de 2018 através de parceria da Fundação La Salle com a Secretaria Municipal de Esporte e Lazer. A iniciativa teve como objetivo principal fortalecer as ações sistemáticas e oferecer novos espaços para práticas esportivas na cidade, como uma política pública que viabilize, amplie e garanta o acesso dos cidadãos a partir dos 15 anos de idade. O projeto foi patrocinado pelas empresas Moinho Estrela e Gedore e contou com atividades voltadas para a ginástica para adultos, yoga para adultos, academia ao ar livre, alongamento, zumba e atividade física na terceira idade, caminhada orientada, pilates, atividade orientada para obe-

sos, hipertensos e diabéticos. Número de Beneficiados: 1023

Múltiplas formações a crianças e adolescentes Em Canoas o esporte formação é para todos foi desenvolvido através da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer executado pela Fundação La Salle em janeiro de 2018. O programa também foi patrocinado pelas empresas Moinho Estrela e Gedore e teve como objetivo atender crianças e adolescentes entre

7 e 15 anos de idade em atividades sistemáticas de Futsal, de Handebol, de Futebol de Campo, de Dança, de Mini Tênis, de Voleibol, de Basquete, de Atletismo, de Taekwondo e àquelas específicas do projeto Gurizada em Movimento (Iniciação Esportiva). Número de Beneficiados: 759

18

35941_realizacoes - la salle - 2018 - miolo.indd 18

10/04/2019 12:04:24


REALIZAÇÕES 2018

Suporte para qualificação do esporte paralímpico O projeto “Em Canoas o esporte rendimento é para todos II” teve como objetivos principais: Fortalecer o projeto de equipes de rendimento paralímpico e responder às necessidades desse campo da vida social, ofertando para Canoas uma infraestrutura e espaços de qualidade para o desenvolvimento do desporto e o apoio às equipes representativas do município. A iniciativa contemplou a formação de equipes representativas do município nas modalidades de Goalball, Basquete para cadeirante, Futebol 5 para cegos, Atletismo e Natação para pessoas com deficiência, atendendo a um público de pessoas a partir dos 15 anos de idade. O esporte rendimento foi realizado entre os meses de janeiro e agosto, contando com o patrocínio das Lojas Lebes. Número de Beneficiados: 90

Nova Academia da Universidade La Salle é inaugurada O projeto da nova Academia do Poliesportivo foi organizado com recursos da Lei de Incentivo ao Esporte da Secretaria de Estado da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer do Rio Grande do Sul, através do projeto ‘‘Em Canoas o esporte rendimento é para todos’’, que é coordenado pela Fundação La Salle e contou com patrocínio das Lojas Lebes e parceria com a Prefeitura de Canoas e a Universidade. Com os investimentos, a partir de junho de 2018 a academia do Poliesportivo se credenciou como um local de acessibilidade, que fomenta ainda mais a inserção e a participação social da pessoa com deficiência. O treinamento em academia é importante para os atletas paralímpicos, pois é realizado como complemento da modalidade paradesportiva praticada. Seu objetivo é tra-

balhar a melhora da performance e as limitações do próprio gesto técnico utilizado no esporte. Devido a isso, ocorre um processo de reabilitação, ocasionando melhorias nas condições de saúde e qualidade de vida da pessoa com deficiência. 19

35941_realizacoes - la salle - 2018 - miolo.indd 19

10/04/2019 12:04:26


PROJETOS SOCIAIS

Fortalecimento de vínculos na assistência social O Programa de Convivência e Fortalecimento de Vínculos da Fundação La Salle teve o início de suas atividades em agosto de 2018, com a finalidade de atender idosos em situação de vulnerabilidade social, através do desenvolvimento de grupos de convivência. O objetivo das ações desenvolvidas nessa área de assistência social é fortalecer os vínculos familiares e comunitários das pessoas idosas, promovendo o bem estar no seu direito de envelhecer com cidadania. Os encontros periódicos do grupo acontecem no Centro de Pastoral La Salle, no bairro Niterói, em Canoas. Ao longo do segundo semestre do ano, foram realizados 20 encontros semanais, com duração de aproximadamente uma hora e trinta minutos cada. Para esses momentos, foram construídos percursos com temáticas no âmbito dos direitos e deveres da pessoa idosa, das relações sociais, da família e de questões que dialogam com o envelhecimento ativo e saudável. A cada encontro os participantes chegavam repletos de expectativas, trazendo em seus relatos o quanto se sentem parte desse coletivo, e da importância de saberem que podem contar com as pessoas que ali conheceram e com as quais estão estabelecendo vínculos. O processo do grupo levou a algumas saídas especiais, que proporcionaram momentos de integração e lazer entre o grupo, tais como, a participação dos idosos no Baile Municipal do Idoso (Canoas) e no Encontro da Idade de Ouro (Novo Hamburgo). O passeio de encerramento do ano ao Cinema foi outro momento ímpar vivenciado pelos idosos, uma vez que muitos relataram nunca ter ido ao cinema, e outros que haviam feito isso pela ultima vez há mais de 50 anos atrás. O momento trouxe muitas recordações para uns e novas vivências para outros. O programa também compreende que o idoso precisa ser visto a partir da sua individualidade. Para isso é ofertado por a eles um espaço

de escuta individualizada, por uma Assistente social e uma Psicóloga, possibilitando o acolhimento das situações não trazidas no coletivo. Dessa forma, o atendimento psicossocial visa conhecer as situações vivenciadas pelo idoso, que demandam atenção e encaminhamentos de acordo com suas especificidades. Para 2019 a intenção é de alcançar mais idosos e poder contribuir para a efetivação dos direitos dessas pessoas, assim como oportunizar um espaço que estimule um processo de envelhecimento saudável

para todos.

Nelson Rodrigues - 74 anos- “O que vocês fazem aqui é qualidade de vida para o idoso! As palavras que nos trazem entram nos nossos ouvidos e vão direto para o coração”. Janete Terezinha Carvalho Rodrigues - 62 anos -“Eu gosto desse grupo, porque aqui a gente sempre adquire algum conhecimento, aprende algo novo!” Ana Maria Moraes - 72 anos - “Desde que eu comecei a participar desses encontros, eu ganhei um grande presente, eu ganhei amigas. Agora a gente se visita e fica ansiosa esperando pelo dia do grupo”.

20

35941_realizacoes - la salle - 2018 - miolo.indd 20

10/04/2019 12:04:26


REALIZAÇÕES 2018 Indicadores do projeto Idosos inscritos

36

Número de atividades grupais

20

Atendimentos realizados

213

Centro de Pastoral sedia Centro de Convivência do Idoso de Canoas Desde 18 de junho de 2018, o Centro de Pastoral La Salle Niterói, em Canoas, sedia o Centro de Convivência para o Idoso. A Fundação La Salle é parceira da Prefeitura Municipal na cedência do espaço, uma vez que a sede municipal atual precisava de reformas.

21

35941_realizacoes - la salle - 2018 - miolo.indd 21

10/04/2019 12:04:28


PROJETOS SOCIAIS

Plano de Ação Humanitária ao Fluxo Migratório de Venezuelanos A Fundação La Salle juntamente com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social do município de Canoas, a partir do mês de novembro de 2018, iniciou o trabalho de atendimento a 93 famílias venezuelanas que chegaram ao município gaúcho. Um trabalho que já estava em andamento em dois Centros Temporários de Acolhimento (CTAs) e que, a partir da parceria com a Fundação La Salle, conseguiu ser fortalecido. As frentes de atuação das equipes interdisciplinares foram direcionadas aos atendimentos psicossociais, às oficinas de cidadania e de convivência e às ações voltadas para geração de trabalho e renda.

Durante o trabalho realizado com os mais de 300 migrantes venezuelanos o objetivo comum em todas as atividades foi o fortalecimento dos vínculos sociais, familiares e culturais. As dificuldades enfrentadas cotidianamente pelos migrantes são muitas como: o encaminhamento de documentação, o acesso às políticas públicas, o aprendizado da língua portuguesa, o desemprego, a saudade da família que ficou na Venezuela, entre outras. Contudo, o empenho em reescrever uma nova história de vida vem se sobrepondo às dificuldades, e a motivação em recomeçar tem protagonizado a autonomia destes migrantes.

22

35941_realizacoes - la salle - 2018 - miolo.indd 22

10/04/2019 12:04:29


REALIZAÇÕES 2018

No decorrer do trabalho que foi desenvolvido durante dois meses em 2018 e que seguirá em 2019, muitos avanços já podem ser identificados, como a inserção de venezuelanos no mercado de trabalho e em novas moradias, crianças e jovens inseridos na rede de educação, a aproximação e familiarização com a cultura brasileira e a língua portuguesa, além de estarem conseguindo reconstruir seus sonhos em uma nova realidade. A perspectiva é que este trabalho seja ampliado, tendo em vista o contingente de demandas que são próprias do fluxo migratório, e que a atuação em rede seja fortalecida já que esta pauta envolve muitos atores, fomentando diálogos e promovendo novos desafios. Nº de atividades: 95 Nº de atendimentos/presenças em atividades: 4.040 N° de atendidos/beneficiados: 309 23

35941_realizacoes - la salle - 2018 - miolo.indd 23

10/04/2019 12:04:29


PROJETOS SOCIAIS

Parceria com o Lance de Craque pelo 5º ano consecutivo A Fundação La Salle, pelo quinto ano consecutivo, fará a auditoria dos recursos que serão repassados às entidades beneficiadas com o evento Lance de Craque. O jogo beneficente, idealizado pelo jogador D’Alessandro, ocorreu no dia 16 de dezembro de 2018, no Estádio Beira Rio em Porto Alegre, reunindo amigos do atleta e amigos do jogador Lúcio nos times Esperança e Solidariedade. A partida reuniu 18.868 pessoas e totalizou uma renda de R$ 412.575,00. O valor arrecadado será revertido para quatro instituições beneficentes: Hospital Materno-Infantil Presidente Vargas, Aldeia da Fraternidade, Fundação de Atendimento de Deficiência Múltipla (FADEM) e APAE. Ao longo de 2019, a Fundação La Salle irá acompanhar a aplicação dos recursos em cada instituição beneficiada pelo evento.

24

35941_realizacoes - la salle - 2018 - miolo.indd 24

10/04/2019 12:04:29


REALIZAÇÕES 2018

Formação linguística e sociointeracional O Projeto Pedagógico de Formação em Língua Portuguesa é destinado ao aprimoramento e ao nivelamento de habilidades linguísticas e sociointeracionais dos Noviços, Postulantes e Aspirantes vindos das Casas de Formação Lassalistas de diferentes lugares do país. Trata-se de uma iniciativa da Fundação La Salle que, baseada no Trajeto Formativo do Noviciado e Postulantes 2017/2018 desenvolvido pela Província La Salle Brasil-Chile, propõe a formação integral e continuada de seus participantes a partir de uma abordagem interdisciplinar voltada ao desenvolvimento dos integrantes, dentro da perspectiva ética/sustentável e humanitário-cristã, norteadoras de todas as ações lassalistas. O ano de 2018 contou com atividades intensas e chegou ao final com um grupo mais coeso e entrosado em que foi possível observar o amadurecimento dos processos comunicacionais da turma. Amadurecimento que pode ser constatado na observação das demandas. Outrora, maiores na parte da ortografia, as demandas passaram a ser de ordem semântica e

estilística, o que comprova a preocupação não apenas em comunicar, mas também em controlar o impacto dos seus comunicados. A evolução do trabalho acontece na medida em que os participantes sofisticam seus discursos e buscam apoio crítico uns nos outros, criando efetivamente um espaço sociocolaborativo e emancipador de reflexão e evolução acadêmica e pessoal para todos. As aulas contaram com o reforço pontual de questões gramaticais em que os participantes foram desafiados a expressar seus posicionamentos, nos mais diversos gêneros discursivos, trabalhando questões como regionalismo, preconceito linguístico e adequação linguística. Nas propostas de construção, revisão e reescritura dos textos foi abordada a relação entre a linguagem verbal e não verbal, bem como o papel da leitura na formação dos repertórios argumentativos. Além do trabalho coletivo, disponibilizamos aos alunos também o atendimento individualizado. Foi um ano de muitas alegrias e realizações com o grupo de estudantes!

25

35941_realizacoes - la salle - 2018 - miolo.indd 25

10/04/2019 12:04:30


PROJETOS SOCIAIS

“Deveis dispor os vossos corações para que se encham de zelo...” São João Batista de La Salle #300anos

26

35941_realizacoes - la salle - 2018 - miolo.indd 26

10/04/2019 12:04:30


PROJETOS TÉCNICOS

REALIZAÇÕES 2018

27

35941_realizacoes - la salle - 2018 - miolo.indd 27

10/04/2019 12:04:31


PROJETOS TÉCNICOS

Indicadores para a tomada de decisão no setor público A Fundação La Salle, em parceria com a Secretaria de Segurança Pública e Cidadania de Canoas, acompanhou o trabalho do Observatório de Segurança no primeiro semestre de 2018. O Observatório foi concebido para atuar como uma ferramenta estratégica do Gabinete de Gestão Integrada Municipal – GGI-M, realizando periodicamente diagnósticos e estudos locais para subsidiar a tomada de decisão dos gestores públicos. Entre os principais indicadores criminais monitorados pelo Observatório, no período,

estavam: coleta de dados de roubo e furto de veículos na Delegacia de Furto e Roubo de Veículos; coleta de dados em relação aos jovens em cumprimento de medidas socioeducativas junto ao CREAS; análise crítica dos dados de óbitos por causas externas; alimentação e crítica do banco de dados de mortes violentas, de furto e roubo de veículos e de registros online de violência escolar; análise crítica dos dados referentes às atividades da Guarda Municipal; análise crítica dos dados referentes ao abandono escolar.

28

35941_realizacoes - la salle - 2018 - miolo.indd 28

10/04/2019 12:04:31


REALIZAÇÕES 2018

O Observatório ainda acompanhou os projetos de prevenção à violência desenvolvidos no âmbito da Secretaria Municipal de Segurança Pública e da Guarda Municipal. O projeto também foi responsável pela construção gradativa dos mapas do georreferenciamento de mortes violentas em 2018, do georreferenciamento de furto e roubo de veículos em 2018 e da inserção das escolas estaduais em mapa de manchas criminais.

Registro Online de Violência Escolar O ROVE, Registro Online de Violência Escolar, tem por objetivo mensurar quantitativamente as características das violências junto às escolas de ensino fundamental. O acompanhamento,feito pelo Observatório, visa subsidiar as políticas de prevenção a partir do registro eletrônico e do acompanhamento das ocorrências que possam representar a violência no e para o ambiente escolar. O registro é preenchido por um servidor autorizado de cada escola da rede municipal de ensino. 29

35941_realizacoes - la salle - 2018 - miolo.indd 29

10/04/2019 12:04:31


PROJETOS TÉCNICOS

Assessorias estratégicas Desenvolvimento urbano e mobilidade A Fundação La Salle desenvolve diferentes projetos técnicos nas áreas de planejamento, gestão, captação de recursos e, com isso, apoia organizações públicas e privadas no desenvolvimento de processos estratégicos e ferramentas específicas para obter melhores resultados. Em 2018 teve continuidade a assessoria para a elaboração do Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano da Prefeitura de Nova Santa Rita. No mesmo município

foi concluído o processo de construção do Plano de Mobilidade, que possibilitou ao município, pela primeira vez, a organização do transporte coletivo urbano municipal.

Criação do Banco de Projetos Uma parceria da Fundação La Salle com a Prefeitura Municipal de Cachoeirinha possibilitou a continuidade do desenvolvimento do Banco de Projetos da cidade. Assim, a instituição prestou assessoria técnica para elaboração de projetos e captação de recursos. O principal objetivo dessa iniciativa é o recebimento de recursos federais via emendas parlamentares do orçamento impositivo, apontando as principais áreas onde o município necessita recursos dessa origem. 30

35941_realizacoes - la salle - 2018 - miolo.indd 30

10/04/2019 12:04:33


REALIZAÇÕES 2018 Apoio às obras lassalistas do Norte do Brasil As obras lassalistas no norte do país tiveram apoio da Fundação La Salle em áreas voltadas à sustentabilidade das ações desenvolvidas. Assim, a instituição colaborou na elaboração de projetos e na análise das possibilidades de captação de recursos em órgãos nacionais e internacionais.

Além disso, foram realizados investimentos financeiros diretos em melhorias na Escola Celina Del Tetto, localizada em Ananindeua/PA. Na mesma localidade, foi realizada a Missão Norte, em julho de 2018, que levou voluntários do Projeto ‘‘Sou Solidário’’ para conhecer a realidade e realizar trabalhos diretos com a comunidade que vive em situação de extrema vulnerabilidade social.

31

35941_realizacoes - la salle - 2018 - miolo.indd 31

10/04/2019 12:04:33


PROJETOS SOCIAIS

“Como S. João, também vós sois anjos enviados por Deus, para lhe preparar o caminho...” São João Batista de La Salle #300anos

32

35941_realizacoes - la salle - 2018 - miolo.indd 32

10/04/2019 12:04:34


CONCUROS PÚBLICOS

REALIZAÇÕES 2018

33

35941_realizacoes - la salle - 2018 - miolo.indd 33

10/04/2019 12:04:40


CONCURSOS PÚBLICOS

Gestão dos concursos públicos envolve diferentes etapas de seleção Os concursos públicos são um dos negócios da Fundação La Salle desde 2009. Através deles, a instituição alia competência e segurança no desenvolvimento dos processos seletivos a uma trajetória da congregação lassalista, que é reconhecida pela gestão de processos de qualidade. A estrutura de trabalho assegura todas as exigências da regulamentação dos quadros funcionais públicos, entendendo a elaboração do concurso ou do processo seletivo como parte de um projeto maior, incluindo planejamento de pessoal, assistência e orientação com programa de capacitações pós a realização das provas. Em 2018, a Fundação La Salle trabalhou com a execução de 25 editais publicados com provas executadas ao longo do mesmo ano. Foram 62.611 candidatos inscritos e 38.832 candidatos homologados.

Foram atendidas 13 instituições, entre elas: Município de Não-Me-Toque/RS Município de Taquara/RS Fundação Hospitalar Getúlio Vargas Município de Nova Santa Rita/RS Instituto Municipal de Assistência ao Servidor de Nova Santa Rita Fundação de Saúde Pública de Novo Hamburgo Porto Alegre/RS Município de Bento Gonçalves/RS Câmara Municipal de Cachoeirinha Município de Saldanha Marinho/RS FENAC Município de Estrela/RS Município de Taquari/RS

34

35941_realizacoes - la salle - 2018 - miolo.indd 34

10/04/2019 12:04:40


REALIZAÇÕES 2018

O site www.fundacaolasalle.org.br congrega todas as informações de interesse dos candidatos.

Entre as melhorias adotadas no processo dos concursos públicos, no ano de 2018, está a adoção do DIGISELO, tecnologia que visa colher e guardar a impressão digital de candidatos, para legitimar identidades. Trata-se de um produto gráfico, autoadesivo, elaborado com técnicas inovadoras, possuindo em sua estrutura diversas camadas de BOPP (polipropileno biorientado), PSA (adesivos sensíveis à pressão) intercaladas por franjas de silicone. A mudança no processo

de identificação se alia aos outros mecanismos de segurança que já integram os processos de seleção da Fundação La Salle. No ano de 2018, a instituição se credenciou também por atender concursos públicos com uma diversidade de demandas, como ocorreu no Município de Bento Gonçalves/RS. A seleção contou com 8.639 candidatos inscritos e um processo seletivo que passou por provas objetivas, práticas, títulos, físicas e avaliação psicológica. 35

35941_realizacoes - la salle - 2018 - miolo.indd 35

10/04/2019 12:04:44


PROJETOS SOCIAIS

“É necessário, como diz São Paulo, que o homem interior se renove dia a dia em vós.” São João Batista de La Salle #300anos

36

35941_realizacoes - la salle - 2018 - miolo.indd 36

10/04/2019 12:04:44


AVALIAÇÃO EDUCACIONAL

REALIZAÇÕES 2018

37

35941_realizacoes - la salle - 2018 - miolo.indd 37

10/04/2019 12:04:45


AVALIAÇÃO EDUCACIONAL

Avaliação de Conhecimentos:

competências para avaliar conhecimentos, valores e emoções A Rede La Salle de Educação realiza todos os anos a Avaliação de Conhecimentos por níveis de ensino, a fim de aprimorar constantemente o processo de ensino e de aprendizagem. Através dessa Avaliação é possível coletar e sistematizar informações, visando diagnosticar o nível de desempenho dos estudantes em determinados componentes curriculares. Em 2018, a proposta da Avaliação esteve alinhada com a Matriz Curricular para Competências da Rede La Salle – um documento norteador que visa operacionalizar o horizonte da Proposta Educativa da Rede La Salle –, que contou com dois objetivos principais: desenvolver competências, habilidades e atitudes, mobilizando e articulando conhecimentos, valores e emoções; e assegurar aprendizagens essenciais para a formação integral e integradora de cidadãos autônomos, colaborativos, protagonistas, comprometidos e capazes de atuar com ética, competência, dignidade e responsabilidade na sociedade em que vivem. A prova foi aplicada simultaneamente, em todas as Comunidades Educativas Lassalistas,

nos dias 26 e 27 de setembro, para os estudantes do 3º, 5º e 9º anos do Ensino Fundamental e para as turmas de 3º ano do Ensino Médio. A Avaliação de Conhecimentos é elaborada há 4 anos por uma equipe de profissionais orientados pela área pedagógica da Fundação La Salle. Em 2018, o processo chegou a 30 escolas, todas receberam o feedback com os resultados do processo em cada nível de ensino, a fim de aprimorar o planejamento pedagógico anual destinado a esses estudantes e colaborar com a organização da escola como um todo para o novo ano letivo. Número de estudantes que participaram da Avaliação: 2.290 3º Ano EF 5º Ano EF

2.267

9º Ano EF

2.071

3º Ano EM

1.362

38

35941_realizacoes - la salle - 2018 - miolo.indd 38

10/04/2019 12:04:45


REALIZAÇÕES 2018

Avaliação Institucional via mobile O Programa de Avaliação Institucional, PROAVI, surgiu com o intuito de aperfeiçoar a qualidade da educação das Comunidades Educativas que integram a Rede La Salle de Educação. Em 2018 o processo continuou sendo executado pela Fundação La Salle e contou com uma novidade no processo de pesquisa: a criação de um aplicativo para possibilitar as respostas via mobile (tablets e celulares). No ensino superior, o Programa de Avaliação Institucional contou com a participação de cinco Instituições lassalistas, 45 itens avaliados, 48 cursos participantes e 5208 respondentes. Como destaque positivo neste processo, é importante mencionar o envolvimento dos gestores durante o período de aplicação da pesquisa. O acompanhamento do número de respondentes em tempo real foi fundamental para a mobilização dos demais profissionais em incentivar os estudantes a responderem o questionário, obtendo resultados de adesão que superaram as expectativas.

Principais melhorias do PROAVI 2018 Layout Responsivo - Permitindo a adequação do layout da avaliação de acordo com o dispositivo pelo qual é executada (ex. celulares, tablets,computadores...) Declaração de privacidade – utilizada para dar ciência sobre a segurança dos dados que serão utilizados e do anonimato do respondente. Comparativo de dados com o ano anterior análise dos dados da atual pesquisa comparados com a última edição. Perfil Coordenador IES – Perfil que permite ao Coordenador das Instituições de Ensino Superior acompanhar o número de respondentes de sua Comunidade através de gráfico, comparando com o percentual de respondentes do ano anterior. Perfil Coordenador de Cursos – Perfil que permite ao Coordenador do curso acompanhar o número de respondentes em seu curso na Comunidade, comparando com o percentual do ano anterior. Na educação básica, o PROAVI foi voltado para obter dados sobre a satisfação de estudantes e professores. O processo contou com a participação de 31 Comunidades Educativas Lassalistas em um total de 17.648 respondentes. O quadro geral de professores foi convidado a integrar a pesquisa e também os estudantes a partir do 4º ano do Ensino Fundamental. A pesquisa dos estudantes atingiu 90% do público previsto e a dos professores 73%. Foram avaliados 30 itens, divididos em três categorias: Instituição, Acolhimento e Serviços.

39

35941_realizacoes - la salle - 2018 - miolo.indd 39

10/04/2019 12:04:45


PROJETOS SOCIAIS

40

35941_realizacoes - la salle - 2018 - miolo.indd 40

10/04/2019 12:04:49


REALIZAÇÕES 2018

41

35941_realizacoes - la salle - 2018 - miolo.indd 41

16/04/2019 13:10:14


PROJETOS SOCIAIS

42

35941_realizacoes - la salle - 2018 - miolo.indd 42

10/04/2019 12:04:51


REALIZAÇÕES 2018

43

35941_realizacoes - la salle - 2018 - miolo.indd 43

10/04/2019 12:04:53


44

35941_realizacoes - la salle - 2018 - miolo.indd 44

10/04/2019 12:04:54


REALIZAÇÕES 2018

45

35941_realizacoes - la salle - 2018 - miolo.indd 45

10/04/2019 12:04:56


Fundação La Salle recebe medalha de Responsabilidade Social 2018 A Fundação La Salle foi agraciada com a Medalha de Responsabilidade Social, dentre as entidades sem fins econômicos, no Prêmio de Responsabilidade Social 2018, da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul. O reconhecimento é feito aos projetos que estão entre os 20% melhores pontuados na avaliação dos balanços sociais apresentados. Em 2017 a Fundação La Salle ganhou o Troféu de melhor resultado em sua categoria e também o Destaque pelo Tema Norteador Equidade de Gênero, categoria que contou com mais de 100 trabalhos inscritos. A Assembleia Legislativa objetiva, com este prêmio, incentivar no âmbito das organizações

rio-grandenses, a realização de projetos voltados para o bem-estar social e para a preservação do meio ambiente, sempre na busca por uma sociedade melhor. A premiação obedece a critérios estabelecidos em Edital pela Comissão Mista, responsável também pela avaliação dos participantes. Em dezembro, o Jornal do Comércio divulgou um caderno especial sobre as instituições destacadas na premiação. Saiba mais sobre a reportagem do Jornal do Comércio no link abaixo: https://www.jornaldocomercio.com/_conteudo/ especiais/responsabilidade_social_2018/2018/12/ 6 6 0 6 5 8 - re c o n h e c i m e n t o - a o s - p ro j e t o s - q u e -fazem-a-diferenca-no-rio-grande-do-sul.html

Agentes de Ação Social em entrevista à TV Assembleia sobre o Prêmio Destaque na área de equidade de gênero.

46

35941_realizacoes - la salle - 2018 - miolo.indd 46

10/04/2019 12:04:57


Profile for algomais2

Revista La Salle  

48 páginas

Revista La Salle  

48 páginas

Profile for algomais2
Advertisement