Page 1

ÉConheça CARNAVAL a escola de samba carioca que está homenageando Caxambu

Edição nº 7 - Fevereiro 2013

DESTAQUE

MODA

MÚSICA

Guia dos melhores blocos de carnaval da região

Um editorial para você aproveitar o fim do verão

Oficina de música Erich Mathias completa 10 anos


3


EDITORIAL

EXPEDIENTE

Todo ano, aqui no Brasil, aguardamos ansiosamente os 4 dias de carnaval (5, se contarmos a sexta-feira que o antecede), seja para curtirmos a folia ou para descansar e desligar das pressões do dia a dia. Mas uma coisa é certa, independente de motivos: o carnaval é paixão nacional e neste ano, nós do Circuito das Águas temos razões de sobra para comemorar.

Publisher: Gabriela Real Gerente de Projeto: Marcella Real Jornalista Responsável: Martha Bacci MTB: 17123/MG Edição: João Carvalho Projeto Gráfico e diagramação: Agência Rauze Capa: Célio Miranda Tiragem: 4.000 exemplares Impressão: Gráfica MTO

Como a nossa capa revela, Caxambu é tema do carnaval 2013 na Império Serrano, uma das mais tradicionais escolas de samba carioca. Esse fato sozinho já nos deixaria muito felizes, por estarmos presenciando uma cidade vizinha sendo cantada, em verso e prosa, no “maior show da Terra”, mas não é só: a presença dessa cidade nesse grande palco, com enorme visibilidade e admiração internacional, o que pode dar um grande impulso no turismo para toda a nossa região Apesar de citar nominalmente apenas Caxambu, o enredo vai mais além e traz referências a Baependi, citando Nhá Chica, e outras cidades como Lambari, Poços de Caldas e até mesmo São Lourenço, aludindo à era dos cassinos e à presença de Getúlio Vargas. Além disso, a Beija-Flor, vai falar sobre os cavalos da Raça Mangalarga marchador, desenvolvida em Cruzília. Em nome de nossa região, nos sentimos muito honrados com tantas homenagens. Como a gente não vive só de Carnaval, temos também espaço para as artes e até mesmo para a gastronomia tradicional nesta edição da Vitrine: vamos apresentar o trabalho da jovem Varginhense Amanda Mol, que encanta a todos com suas linhas delicadas e já é uma empreendedora de sucesso, com apenas 22 anos; falaremos também de uma tradição que corre risco de ser esquecida, que é a fabricação artesanal de farinha de milho, em pesados monjolos movidos a água e torradas com muito cuidado em fogão de lenha. Voltando aos braços de Momo, pesar de ser uma festa tradicionalmente ligada aos exageros, não podemos deixar de lembrar que a melhor forma de se aproveitar o carnaval é com responsabilidade, bebendo com moderação, usando preservativos e evitando dirigir alcoolizados. É nessa pegada que vai o texto sobre medicina preventiva que escolhemos para a nossa seção de saúde.

Contato Vitrine contato@vitrinesuldeminas.com.br (35) 3331.3042 A Revista Vitrine é uma publicação da empresa Rauze, distribuída gratuitamente na cidade de São Lourenço e região. Todos os direitos reservados. É proibida sua reprodução total ou parcial, sem autorização prévia. As matérias assinadas são de responsabilidade de seus autores. Venda Proibida.

COLABORADORES

CY ANDRADE Pedagogo, ator, produtor e diretor artístico é também nosso colunista de cultura.

MÔNICA FERNANDES Jornalista responsável pela área de Comunicação da Unimed, escreve a coluna de Saúde nesta edição.

Um ótimo carnaval a todos e um forte abraço,

Equipe Revista Vitrine FERNANDA BACHA CÍNTIA SOUZA Estudante de moda na Universidade Anhembi Morumbi de São Paulo, produziu o editorial de moda.

4

Maquiadora profissional responsável pela make do editorial de moda desta edição.

DANIEL RAPOSO Fotógrafo profissional responsável pelas imagens do editorial de moda. www.flickr.com/ danisraposo


ÍNDICE

6 Entrevista

Amanda Mol

Destaque

Guia de Blocos Carnaval 2013. Pág. 8

12

Carnaval Império Serrano

14 Social Caxambu

Ensaio Império Serrano

16 Música

10 anos de shows e histórias

18 Moda

Editorial de Moda

Moda

Editorial de Moda. Todo verão tem seu fim. Pág. 20

23 Beleza

Maquiagem de Carnaval

24 Odontologia

Reconstruindo Sorrisos

Foto: Daniel Raposo

26 Saúde

Carnaval com Saúde

29 Social São Lourenço Tropical Night

30 Educação

Fantasy Circus em Caxambu. Pág. 22

Ensino de Idiomas

32 Empreendedorismo

Gomes Supermercados

34 Eventos

Calendário de eventos

36 Cultura

Tesouro em extinção

36 Colunista Convidado Leandro Haddad

Revista Vitrine nas Redes Sociais! facebook.com/vitrinesuldeminas

@vitrinesulminas

www.vitrinesuldeminas.com.br

Social

5


AMANDA MOL

Entrevista

Por João Carvalho

O que pode acontecer quando uma criança que adora desenhar, rabiscar e colorir percebe desde cedo seu talento e é incentivada pela família? Provavelmente ela se tornará uma pessoa criativa, ciente de seu potencial e pronta para encantar o mundo com seu trabalho. Essa é a base do roteiro da vida de Amanda Mol, uma jovem mineira da cidade de Varginha, que aos 22 anos cuida de seu próprio atelier criando ilustrações, acessórios, objetos de decoração e roupas. Como se não bastasse, já teve seu trabalho exposto em programas de TV, renomadas lojas e revistas de decoração e até mesmo numa ação realizada em Londres, durante os jogos olímpicos de 2012. Vitrine: Quando foi que percebeu que tinha talento para as artes/ilustrações?

6

Amanda: Para ser bem sincera, sempre amei tanto isso... traços, rabiscos e cores, que me achava uma menina talentosa já na infância e sempre contei com o apoio de meus pais para dar asas à minha criatividade. Depois que cresci, escolhi a ilustração como forma de vida ainda sem a certeza de que isso um iria funcionar de fato, ser minha profissão. Me formei em design de moda no ano de 2011, pela faculdade SENAI-CETIQT, no Rio de Janeiro, motivada por uma vontade gostosa de tentar o novo. Com o reconhecimento e as oportunidades que surgiram em meu primeiro ano de trabalho, em 2012, percebi e acreditei que deveria investir nesse meu talento e depois disso venci alguns concursos, consegui uma boa inserção em lojas de decoração e espaço

em algumas revisas especializadas nessa área. Agora estou curtindo o resultado dessa minha escolha. Vitrine: Quais são suas referências e o conceito por trás do seu estilo? Amanda: Me influencio por tudo aquilo que me emociona. Busco referências numa viagem, num cheiro, numa música ou poesia, em minhas memórias e sonhos. Também sempre mantenho um olhar atento para trabalhos de artistas que admiro, livros que marcaram minha vida, fotografias e até mesmo pessoas que encontro no dia a dia. O meu conceito é desenvolver objetos e peças que tenham um toque de arte, exclusividade e amor. Vitrine: Como surgiu a ideia do Atelier? Amanda: O meu sonho e objetivo de vida sempre foi materializar e vender minhas ideias num cantinho que pudesse reconhecer como “meu mundo”, onde tivesse a liberdade de trabalhar, experimentar, fazer minha bagunça e organizar do meu jeito. Durante o meu último ano de faculdade, onde os questionamentos são frequentes (“o que fazer?” “onde exercer?” e “por onde começar?”) só existia uma desejo em minha mente: ter um espaço para expressar a minha criatividade num lugar que o meu coração reconhecesse como ninho, como paz. E este lugar seria o


Entrevista

meu atelier. Então, vim buscar a paz e a felicidade no único lugar do mundo que poderia me proporcionar tudo isso, que é minha cidade natal. Desde então, eu e minha família colocamos este sonho em prática e o atelier foi inaugurado em dezembro de 2011.

Amanda: O céu é muito amplo... ainda não tenho limites. A juventude e o amor pelo que faço me dão muita velocidade e motivação... minha cabeça é um turbilhão de ideias. Então, Então, vim buscar a paz e confesso, são muitos a felicidade no único lugar objetivos! do mundo que poderia me Quero trabalhar muito para ter as minhas proporcionar tudo isso, ilustrações e projetos que é minha cidade natal. gráficos manifestados em todas as superfícies que um dia sonhei: decoração, estampas, Chineses com intervenções de artistas impressos, identidades visuais, convidados pela Infinitta e a nova acessórios, publicidade, tatuagens... coleção da loja-atelier Celemnttina, para a qual criei peças inspiradas em Vitrine: Quais foram seus trabalhos Frida Kahlo. E não dá pra deixar de mais marcantes? lado o meu trabalho com tatuagem, Amanda: Algumas ilustrações que fiz ilustrando as ideias de minhas clientes e tiveram grande reconhecimento criando uma arte exclusiva e cheia de me marcaram muito, como é o caso delicadeza. de “Se Fez Flor”, que fez parte do cenário do programa Na Moral (Rede Vitrine: O que é arte pra você? Que Globo); “Mika”, que foi capa da revista mensagem pretende transmitir com Decorar Mais por Menos e “Julieta”, seu trabalho? que fez parte de uma ação em Londres durante as olimpíadas de 2012. Teve Amanda: Arte é uma válvula de outros projetos bacanas também, escape, uma forma de olharmos como a exposição de Cartazes pro mundo de uma forma mais

Fotos: Divulgação

Revista Vitrine

Vitrine: Quais são os seus objetivos para os próximos anos?

Atelier Amanda Mol, moda e arte

descontraída, colorida... é um jeito bom de se surpreender. Me divirto com comentários de amigos e pessoas que conheço: “Nossa você trabalha / vive mesmo de arte?” (risos) Com as minhas criações, sejam elas ilustrações, objetos ou projetos especiais, pretendo emocionar e conseguir refletir o que o coração do meu cliente merece ver. Quem aprecia, entende e consome o meu trabalho é especial, sensível e feliz. O meu cliente é o reflexo do que desejo transmitir com as minhas criações: Felicidade, amor e exclusividade... cada um tem o seu jeitinho cada um tem o seu “modo de fazer”. Vitrine: Como funciona sua estrutura de vendas e contato com seus clientes? Amanda: As vendas acontecem através do meu site (amandamol.com.br), nas lojas parceiras no Rio e em BH (infinita Decoração & Expressão, Atelier Clementtina e Closet 15) e diretamente no meu atelier, em Varginha. O contato com os clientes acontece basicamente por email e pela página no Facebook, então eu digo que as redes sociais têm um papel valioso para o meu trabalho. É através delas que dialogo com meus clientes, publico as novidades em primeira mão e tenho um feedback quase imediato de tudo que faço... principalmente porque eu tenho entre meus “fãs” muita gente querida... que aprecia meu trabalho e são pessoas muito gentis. Uma vez meu cliente, desejo sempre estreitar mais ainda esta comunicação, então também nos falamos por perfis pessoais e instagram. Viva a internet e a tecnologia!

7


GUIA DE BLOCOS CARNAVAL 2013 São Lourenço BLOCO DO PIJAMA

Destaques

Dia 08/02 Hora: 23:30 Abrindo o carnaval de São Lourenço na sexta-feira (08/02), o mais conhecido bloco da cidade sai às ruas com 2 trios elétricos e muita agitação. O Bloco do Pijama reúne foliões de diversas cidades da região, todos vestindo seus pijamas para dar o grito de carnaval, há 25 anos. Onde: Concentração na Praça da Federal, saída em direção às ruas do centro da cidade Abadás: Vista o seu pijama Informações: www.kadueventos.com.br

FAVA

Dia 08/02 Hora: 20:00 O Bloco Carnavalesco Fagundes Varela, que completa 41 anos em 2013, é formado por um grupo de Niterói – RJ. Apaixonados pela cidade de São Lourenço, trouxeram sua bateria para fazer parte do nosso carnaval. A festa do FAVA acontece durante os 4 dias de folia e é uma das mais esperadas atrações do carnaval em São Lourenço.

CARNACURVÃO Dia 08/02 Hora: Concentração 19:00

Criado por um grupo de amigos que se reunia na sexta-feira para fazer o chamado “esquenta” para o Bloco do Pijama, o Carnacurvão Onde: Calçadão 1 de São Lourenço cresceu e já está em sua quinta edição. Abadás: Vista sua melhor fantasia Anualmente vem renindo cerca de 250 pessoas Informações: Prefeitura de São Lourenço e possui uma infraestrutura capaz de receber (35) 3332-4040 confortavelmente aos foliões de São Lourenço e região, assim como aos turistas que Carnaval em São Lourenço desejam curtir o carnaval por aqui. O bloco é registrado e faz parte do calendário oficial do carnaval de São Lourenço, e sai às ruas no dia.

8

Fotos: Divulgação

Onde: R. José Costa Soares, 80 (Praça Dr. Humberto Sanches) Abadás e Informações: www.facebook.com/carnacurvao


BLOCO DUS TÚLIO Dia 09/02 Hora: 19:00 Em sua segunda edição, o bloco criado para homegear Tulião e Tulinho (pai e filho, que muito fizeram pela cidade de São Lourenço e deixam muita saudade), realizará sua concentração no Country Clube São Lourenço no sábado. A animação fica por conta do DJ Mamute e vai contar com Open Bar. Onde: Concentração no Country Clube São Lourenço, Rua. José Costa Soares, 400 Venda de abadás: Photoshop Informática (35) 3332-3562 Informações: André (35) 9113-1525

BLOCO CARNAVALESCO GUERREIRAS FILHAS DE JORGE Dia 09/02 Hora: 21:00 Letra do samba: Letra: Paula Di Lorenzo Musica: Marquinhos Vila Nova Interprete: Aline Paixão “Aruanda chamou e eu virei orixá Sou amazona guerreira de Oxalá Sou defensora guardiã do luar Sou filha de Jorge, Sou Ogum Sou Beira mar! E venho como descendente de Zulu e sou sincretizada em minha fé Sou uma soldada de Ogum e toda carregada de axé Vou à Igreja festejar meu protetor Vou ao terreiro para bater o meu tambor. Fica ao meu lado meu mensageiro de paz. Com tuas armas, minhas mãos hoje podem muito mais Guerreiro valente que cuida da gente Que vem lá de Aruanda Ele dá confiança a toda mulher E de repente ela vira um leão Com ar de anjo monta seu cavalo na luta do dia a dia. Ela mostra sua raça e desfila sua graça pega na lança e mata o dragão! Aruanda chamou e eu virei orixá Sou amazona guerreira de Oxalá Sou defensora guardiã do luar Sou filha de Jorge, Sou Ogum Sou Beira mar!”

Bloco estreante em nosso carnaval, reúne mulheres fortes e decididas a promoverem muita diversão seu próprio samba enredo e uma bateria animada para homenagear São Jorge, o santo guerreiro, também chamado de Ogum na mitologia afro-brasileira. As Filhas de Jorge atravessam a avenida no segundo dia de carnaval com todo seu charme vestido em vermelho e branco. Onde: Concentração no Teleférico de São Lourenço, Centro Abadás: Vista vermelho e branco Informações: Paula (35) 8818-6369

9


BLOCO MALACABADO

Revista Vitrine

Destaque

Dia 10/02 Hora: 20:00 Essa é a opção para o domingo de carnaval. Famosos por levar a turma a sambar no pé com sua própria bateria, o bloco está na sua 14ª edição e os foliões desfilam pelas ruas da cidade cantando e dançando sem parar. Não dá pra perder! Itens da festa: Abada e Open Bar. Onde: Concentração no Country Clube São Lourenço, Rua José Costa Soares, 400 Venda de abadás: Central Loterias (35) 3332-5458 Informações: Guidu (35) 3332-5458

BLOCO MAOMENO Dia 11/02 Hora: 20:00 Esquentando a segunda-feira e com um estilo bem mineiro, esse bloco também se tornou fixo do carnaval de São Lourenço e tem sua própria bateria que arrasa na avenida! Itens da festa: Abada e Open Bar. Onde: Concentração no Teleférico de São Lourenço Venda de abadás: Teleférico, Bar Toca do Murça e Central Loteria Informações: www.blocomaomeno.com.br

BLOCO INFESTAÇÃO Dia 11/02 Hora: 19:00 A Rádio Festa FM não perdeu o bonde e organizou seu próprio bloco, levando os fãs de um dos programas de maior audiência e mais divertido da região para curtir o carnaval. A animação conta com Bateria de Escola de Samba e DJs na segunda-feira. Itens da festa: Abadá e Open Bar. Onde: Concentração na Cantina Bertolaccini Venda de abadás: (35) 3331-1324 Informações: Rádio Festa FM (35) 3331-1324

Lambari

BLOCO DO AHHH HARD ROÇA e DIM TERIM BEBIM De 09 a 12/02 Hora: Abertura 20:30 Em 2013 os blocos se juntam para fazer um carnaval inesquecível em Lambari. Serão 4 noites de muita festa e animação. A folia vai rolar numa megaestrutura, com open bar total. Atrações: Banda Usmen, Latino, A Zorra, João Neto e Frederico Onde : Clube Águas Virtuosas - Rua Francisco de Castro Filho, 63 Centro - Lambari Venda de abadás: www.tkingressos.com.br Informações: www.dimterimbebim.com.br

Dia 09/02 Hora: Abertura 14:30 Em seu sétimo ano, a festa acontece no sábado à tarde, na Arena Bloco do Ahhh com open bar. Ao final do evento, um “arrastão” com trio elétrico levará os foliões pelas ruas do centro até a praça principal da cidade. Atrações: Ediana Maskaro (Axé) e Du e Michel (show versão elétrico sertanejo universitário) + Dj Onde : Rua Tiradentes, Centro - Lambari Venda de abadás: www.blueticket.com.br Informações: www.blocodoahhh.com.br

Hard Roça e Dim Terim Bebim (fotos de anos anteriores)

10

Fotos: Divulgação


Caxambu BLOCO DOS SUJOS Dia 10/02 Hora: 16:00 O tradicional bloco de Caxambu sai às ruas na tarde do domingo e não exige o uso de abadás. Para participar, basta usar a imaginação e criar sua fantasia. É muito comum ver homens e mulheres com os papeis trocados: eles com saias, maquiagens e roupas femininas, enquanto elas colocam barbas postiças e outros apetrechos associados ao universo masculino. Onde: Calçadão de Caxambu Abadá: Não tem. Use a criatividade e invente uma fantasia. Informações: Prefeitura de Caxambu (35) 3341-5701

BLOCO DO TUBÃO

Bloco do Tubão (Carnaval 2012)

Dia 10/02 Hora: 14:00 O bloco, que existe desde 2011 e atrai cerca de 200 foliões, vai agitar a tarde de domingo em Caxambu, com open bar e muito som. Neste ano, o modelo do abadá foi escolhido através de votação realizada entre o público. Onde: Em frente à Comercial Junqueira, na Rua João Pinheiro. Abadá: 40,00 ( ABADÁ + CANECA + OPEN BAR + SOM MECÂNICO ) Informações: www.facebook.com www.bondedotubao.bdt

CARNAVAL, BORA CAIR NA FOLIA!

Por Cy Andrade

Todo mês de fevereiro o Brasil se prepara para os dias de reinado de Momo. É quando se tira a mãe preta do congado e caímos na folia, comemorando uma das festas mais populares e apaixonantes deste país tropical, abençoado por Deus e bonito por natureza. Por aqui a agitação começa já na sexta-feira, com um dos mais famosos movimentos culturais da região, o “Bloco do Pijama”, que anualmente atrai milhares de foliões às ruas de São Lourenço. O bloco existe desde 1987, quando um grupo de amigos, que se reunia com frequência em frente à extinta “Chocarte”, teve a brilhante ideia de desfilar de pijamas em pleno carnaval. Convidaram então várias pessoas para sair pelas ruas junto a eles, formando um bloco de aproximadamente 20 pessoas. No ano seguinte o bloco já tomaria proporções maiores, atraindo em torno

de 200 participantes. Em 1991 o Bloco do Pijama teve seu primeiro trio elétrico e deixou de ser apenas uma boa ideia entre amigos e se transformou nesse fenômeno que é hoje e conquistou a fama de ser um dos maiores eventos carnavalescos de todo o estado, com aproximadamente 25 mil pessoas anualmente. Bacana, né? Só a iniciativa já é digna de nossos aplausos. Vale a pena lembrar a responsabilidade que cada cidadão tem para que a festa transcorra lindamente e sem perder o contexto principal: a alegria de brincar. Vamos todos na sexta-feira fazer um desembarque fascinante no maior show da terra!

11


CARNAVAL EM ÁGUAS VIRTUOSAS

Por João Carvalho

O Milagre das Águas na Fonte do Samba

Carnaval

O carnaval da cidade do Rio de Janeiro sempre nos enche os olhos com o espetáculo de luzes, cores e música promovido pelas escolas de samba mais conhecidas de nosso pais. Neste ano, pode-se dizer que um novo ingrediente será adicionado à mais brasileira de todas as festas: as virtuosas águas minerais de Caxambu. A responsável por transportar a história, a cultura e as águas da aconchegante cidade que faz parte do Circuito das Águas é a Império Serrano, pelas mãos do experiente carnavalesco Mauro Quintaes com quem conversamos para entender melhor o conceito do desfile e a relação entre Caxambu e a agremiação. Segundo Mauro, tudo começou quando a prefeitura de Caxambu procurou a Império para que ajudasse na organização de uma liga de escolas de samba na

“ 12

cidade. Durante um passeio pelo Parque das Águas da cidade, o presidente da escola avistou a Fonte Imperial e percebeu que a coroa que compõe a estrutura da fonte era idêntica à usada como símbolo por sua agremiação. Foi ali que teve o insight de que deveria investir em toda a bagagem histórica e geográfica oferecida pela cidade e transportar esses temas para a passarela do samba.

Princesa Isabel, Netuno e Pole Dancing Depois da escolha do tema, chega a hora da elaboração do enredo e da escolha dos assuntos a serem abordados durante o desfile. É aqui que começa o trabalho do carnavalesco. Mauro conta que ficou impressionado com a quantidade e qualidade do material que poderia trabalhar para montar o carnaval da Império Serrano: “As 12 fontes que podem ser usadas para tratamento de diversas doenças, a presença do Imperador D. Pedro II e da Princesa Isabel, os anos de Getúlio Vargas, a era dos cassinos e a passagem de celebridades como Ivon Cury, Noel Rosa e Vinícius de Moraes, o lado religioso personificado por Nhá Chica e a paz que a cidade transmite... eu fiquei realmente surpreso em saber que teria tanta coisa para falar sobre Caxambu”.

É nessa hora que uma tromba d’água vai varrer a Sapucaí. E é bom quem estiver na plateia estar vestindo uma capa de chuva, porque as águas vão transcender a avenida... e todos vão sentir a força e a frescor das águas de Caxambu.


As águas vão rolar Como não poderia deixar de ser numa homenagem feita a uma importante estância hidromineral, vai ter muita água no desfile da Império Serrano. Mauro Quintaes preparou um carro abre-alas gigante, que mostrará uma cena bucólica com os integrantes da velha guarda imperiana passeando pelas alamedas do parque das águas até o momento em que Poseidon (ou Netuno, ambos os nomes se referem à divindade greco-romana que comanda as águas do planeta) bate seu tridente. “É nessa hora que uma tromba d’água vai varrer a Sapucaí. E é bom quem estiver na plateia estar vestindo uma capa de chuva, porque as águas vão transcender a avenida... pra todo mundo sentir a força e a frescor das águas de Caxambu”, diz Mauro.

Foto: Alan de Souza

Para celebrar a parceria, diversos eventos da Império Serrano foram realizados em Caxambu, como algumas das tradicionais feijoadas que normalmente ocorrem na quadra da agremiação e ensaios gerais.

Carnaval IMPÉRIO SERRANO A escola é uma das mais tradicionais e grande vencedora de carnavais do Rio de Janeiro. Já foi campeã do grupo especial por 9 vezes. Fundada no ano de 1947, sua história se confunde com a da comunidade onde se originou, a Serrinha, que é um dos berços do jongo na capital fluminense. Esse festejo folclórico é outro elo que une a escola e a cidade de Caxambu, também conhecida por dar bastante espaço para as manifestações populares mais tradicionais, sendo inclusive uma nomenclatura popular dada ao jongo em algumas regiões.

Revista Vitrine

Entre as formas que encontrou para narrar esses e outros temas estão: a junção da mitologia grega ao associar o nascimento das fontes hidrominerais ao momento em que Poseidon (deus grego das águas) teria batido seu tridente, fazendo brotar águas borbulhantes sob as montanhas da Serra da Mantiqueira; a construção da igreja dedicada à Santa Isabel de Hungria, patrocinada pela princesa Isabel em agradecimento à sua fertilidade que foi restabelecida após o tratamento com as águas de Caxambu; e a era dos cassinos, que vai ser representada pelo carro que contém um carrossel, mas no lugar dos cavalos estarão 8 dançarinas da modalidade acrobática de Pole Dancing.

Fantasias para quem quiser participar do desfile também foram disponibilizadas para serem comercializadas na cidade, com grande aceitação do público segundo informações obtidas com a direção da escola. Mauro Quintaes está confiante de que as águas de Caxambu levarão a agremiação localizada no Morro da Serrinha, no bairro de Madureira, ao título da Série A do carnaval carioca e, por consequência, de volta à série especial, onde a Império Serrano já brilhou em anos anteriores. E caso isso aconteça o agradecimento virá na forma de um desfile completo da escola nas ruas de Caxambu, botando toda a cidade para sambar.

O presidente da escola avistou a Fonte Imperial e percebeu que a coroa que adorna a fonte é idêntica à usada por sua agremiação. Foi ali que teve o insight de escolher a cidade como tema.

Mauro Quintaes está envolvido profissionalmente com o carnaval há 28 anos. Iniciou sua carreira como assistente de Max Lopes na Vila Isabel, onde permaneceu por 3 anos. Depois disso passou por União da Ilha, Imperatriz Leopoldinense e Viradouro, onde trabalhou com o renomado Joãozinho Trinta, a quem se refere como um mentor e mestre em carnavais. Em 1995 iniciou sua trajetória como carnavalesco principal de escolas de samba, na Caprichosos de Pilares e Porto da Pedra, de São Gonçalo. Posteriormente, passou também pelas escolas Salgueiro, São Clemente, Rocinha, Mocidade Independente de Padre Miguel e Mangueira. Atuou também como carnavalesco de agremiações de outras cidades como a Gaviões da Fiel, da capital paulista. 13


ENSAIO IMPÉRIO SERRANO Ensaio em Caxambu dia 20 de janeiro de 2013

Caxambu em Vitrine

Entre em contato

conosco!

Fotos Revista Vitrine

Pablo Chirstian

Bethani e Tatiana Almeida

Fernando e Laís Megda

Diller Campos, Carol e Marcos Loesch


15


10 ANOS DE SHOWS E HISTÓRIAS Oficina de Música Erich Mathias comemora seus 10 anos de estrada, com muito sucesso

Música

Erich Mathias, músico e professor, vem escrevendo sua história a passos largos. Desde pequeno sempre conviveu com muitas melodias e harmonias em seu cotidiano, e não poderia ser diferente: seus pais, José Manuel e Sueli fizeram parte da banda “Os Coiotes”, o primeiro grupo de rock de São Lourenço, ainda nos anos 60. Sendo assim, dificilmente Erich poderia evitar que a música passasse a guiar – e de forma definitiva – sua vida. Aos 10 anos de idade começou a estudar música e seus professores, na época, perceberam que ele demonstrava muito potencial e o incentivaram a sempre buscar ampliar seus conhecimentos. Suas primeiras apresentações aconteceram ao lado do irmão Jacques Mathias, que hoje em dia também é músico e produtor musical. Aos 25 anos de idade, no ano de 2002, ainda dava aulas particulares para poucos alunos em sua casa. Foi quando surgiu o sonho de ter uma escola de música que fosse pioneira na região, preenchendo uma enorme lacuna no cenário cultural local. Pouco tempo depois, a hoje

Erich Mathias

16

reconhecida Oficina de Música Erich Mathias foi fundada e passou a ser referência no ensino de música em todo o Sul de Minas, atraindo alunos de diversas cidades.

É show! Muito dedicado, o jovem professor, agora também empresário, percebeu que faltava mostrar aos pais de seus alunos a evolução individual de cada um deles ao longo de um ano de estudos. Assim, colocou a mão na massa e planejou um evento, o Oficina in Concert, que em sua primeira edição contou com 13 bandas e um público de 300 pessoas no auditório da antiga Faculdade Santa Marta, hoje Faculdade São Lourenço. No ano seguinte, devido à repercussão das apresentações e ao aumento na procura pelas aulas, Erich buscou apoio de um número maior de professores e decidiu repensar o modelo das apresentações, que já não poderia mais ser voltado somente para os alunos e seus familiares, mas aberto a comunidade como forma de promover a música e a cultura locais, além de atrair o interesse de possíveis novos alunos. O local escolhido para sediar esse renovado “Oficina in Concert” foi o Espaço Vogue, que comportava um público de aproximadamente mil pessoas. Em 2005, porém, seria preciso um pouco mais de esforço para alcançar o êxito dos dois anos anteriores: o espaço Vogue havia sido interditado por conta de reclamações quanto ao barulho de outros eventos e, para viabilizar a realização do concerto foi necessário realizar um abaixo assinado com 5 mil assinaturas, uma missão nada simples. Para coroar o trabalho, Milton Nascimento foi convidado – compareceu – para prestigiar os shows das 50 bandas, marcando a história da escola para sempre em São Lourenço.


Nos três anos seguintes os repertórios escolhidos para as apresentações seriam de músicas que marcaram época nas décadas de 70, 80 e 90 respectivamente. Em 2010 o Oficina in Concert voltaria a dar liberdade de escolha para os alunosartistas e isso se repetiria em 2011.

Presente e futuro Chega, enfim o ano de comemorar o décimo aniversário de sua empreitada: 2012. E a forma encontrada por Erich foi convidar ex-alunos para fazerem uma participação especial. De quebra, ele preparou uma performance em homenagem a um dos maiores Frontmen da história do rock, Freddie Mercury. E

Hoje a Oficina de Música Erich Matias, com mais de 200 aspirantes a músicos matriculados, continua em crescimento, sendo reconhecida pela Lei Estadual de Incentivo à Cultura (ICMS Cultural), por conta de seu projeto voltado para crianças e adolescentes carentes da cidade de São Lourenço. Além disso, a escola está prestes a ser reconhecida pelo Ministério da Educação como uma instituição apta a certificar seus alunos.

Música

Um ano depois Erich decidiu que era hora de reformular seu evento, que passou a ser regido por um tema. Naquele ano, o Oficina in Concert homenageou compositores e intérpretes nascidos em Minas Gerais e passou a ser realizado no Centro de Convenções do Hotel Guanabara.

ele arrasou como cover do vocalista do Queen, animando a plateia como nunca.

Revista Vitrine

Tudo novo de novo

Saiba mais sobre ICMS CULTURAL em: www.cultura.mg.gov.br

O Oficina In Concert é mágico, é a possibilidade dos alunos tocarem em um ambiente com som profissional, para mostrar seu talento.

Fotos: Daniel Raposo

17


TODO VERÃO TEM SEU FIM Looks para acertar na produção nesses dias em que o calorão domina, mas vai abrindo espaço para um friozinho que vem de repente

Moda

Para entrar no clima desse fim de verão, vamos jogar a alegria lá em cima, reunindo tons mais clarinhos das cores básicas, também chamados de tons sorvete... tudo para dar um ar romântico, bem feminino e ao mesmo tempo divertido, delicado e cheio de frescor. Na hora de combinar as cores, devemos tomar alguns cuidados. Mulheres de pele morena têm o contraste jogando a seu favor: todas as tonalidades dão vida às composições. As de pele clara ficam muito bem com rosa, azul e verde claro; outra dica importante é fugir da combinação desses tons com o preto e mesclar cores neutras, da família do branco, nude, perolado e até mesmo o clássico jeans numa lavagem bem clarinha... é sucesso garantido! Para agregar ainda mais charme à essa cartela de tons bem suaves, que tal adotar o Cropeed top ou, em bom português, barriguinha de fora? Nessa versão atualizada, ela surge com mais elegância e junto de saias e calças bem altas, deixando apenas uma pequena faixa de pele à mostra, seduzindo e encantando pela sugestão, não pela exibição. Apesar do calor que ainda predomina, é preciso lembrar que o outono já está a caminho e quando o clima balançar, é preciso estar pronta para continuar arrasando, com looks mais adornados, cores mais fechadas e acessórios metalizados, em montagens bastante provocantes. Para ilustrar, escolhemos peças com a tendência queridinha da estação: Spikes. Vindas diretamente do universo Rock’n’roll, essas pecinhas pontiagudas de metal chegaram invadindo todas as produções de diferentes estilos com sua pegada rebelde e ao mesmo tempo delicada, transmitindo uma linguagem bastante moderna e ousada. Confira algumas de nossas produções e aposte nessas dicas sem medo de ser feliz!

Styling Fernanda Bacha Fotos Daniel Raposo Modelo / Atriz Priscila Uba Make-up Cíntia Souza (35) 8845-5335 Locação Trem das Águas / São Lourenço

18


Calça floral (Antix), camisa cropeed branca (Antix), bolsa de plástico pink (Carmen Steffens) e rasteira dourada com pérolas (Carmen Steffens).

“ Casual, elegante e delicado. Este foi o mix de cropeed, tons claros e fortes, cintura alta, bolsa de plástico e uma confortável rasteirinha de pérolas.

19


“ A famosa estampa de lenço traz um ar mais sofisticado para o look. Para dar um toque de alegria, acrescente um sapato em tom “sorvete”. A elegância fica por conta das tachas no decote!

20

Vestido estampa de lenço (Sim Angelita) e sapato de salto turquesa (Carmen Steffens).


Camisa de seda (Mamô), saia branca com spikes (Loft) e sapato de salto turquesa (Carmen Steffens).

Vestido de couro (Antix) e sapato de salto com detalhe em estampa animal print (Carmen Steffens).

ONDE ENCONTRAR As roupas deste editorial você encontra com exclusividade na boutique Amore em São Lourenço.

AMORE

Av. Dom Pedro II 530 Centro (35)3331-8919

Os sapatos e a bolsa são da Loja Arsenal, também em São Lourenço.

Arsenal Rua Wenceslau Bras 174 Centro (35) 9226-6558

21


FANTASY CIRCUS SĂ­tio Morro Velho em 26 de janeiro de 2013

Caxambu em Vitrine

Entre em contato

conosco!

Fotos Roni Maciel


MAQUIAGEM DE CARNAVAL Caia no samba com o make perfeito É carnaval! Na festa mais popular de todo o país, as mulheres, que sempre gostam de caprichar no visual, devem aproveitar essa época para abusar de toda aquela produção “proibida” para o restante do ano. Quando o assunto é maquiagem para o Carnaval, tudo é permitido. O make tem que causar impacto. Podendo ser ousado, colorido, divertido ou até temático. Tire da gaveta todos aqueles itens que você sempre teve vontade de usar, mas nunca teve coragem e seja feliz.

PELE Nada é mais importante para um make impecável que preparar bem a pele. Comece lavando seu rosto e hidratando. Depois, aplique o Primer Facial por todo o rosto para disfarçar os poros dilatados e as imperfeições. Ele também ajuda a segurar a oleosidade da pele e fixar melhor a maquiagem, aumentando seu tempo de duração. O próximo passo é usar um corretivo para disfarçar imperfeições que a base não cobriria perfeitamente, como manchas mais escuras, olheiras e espinhas. Finalize a preparação com a aplicação uniforme da base por todo o rosto, para que a sombra e o batom se destaquem e fixem melhor.

Comece usando uma cor clara no canto dos olhos para “abrir” e iluminar o olhar, passe para um tom intermediário, mesmo que de outra cor, e finalize com uma tonalidade escura para definir e levantar o olhar. Para as menos ousadas, a dica é usar apenas duas cores de sombra sendo que uma delas deve ser preta para dar mais sobriedade ao look. Você pode investir sem medo em cílios postiços, mesmo aqueles coloridos ou com efeitos porque nessa época vale tudo, para destacar ainda mais o seu olhar. Há ainda a possiblidade de usar maquiagens 3D com cores vibrantes ou Glitter. Uma alternativa é usar delineadores em conjunto com máscaras de cílios colorida.

BLUSH E BATOM A dica para a escolha do blush é optar por tons terrosos, proporcionando aquele ar saudável de uma pele naturalmente bronzeada, e não se esqueça de investir naquele seu batom super vibrante para completar a maquiagem.

Recomendo os produtos da Mary Kay, que proporcionam limpeza, hidratação e cuidados específicos para cada tipo de pele. Além da base com acabamento matte, que dispensa o uso de pó compacto, permitindo uma pele muito mais natural.Use sua criatividade e liberte-se de certos mitos: o carnaval pede cores e brilhos.

O importante é se sentir confortável e se divertir o máximo que puder!

CÍNTIA SOUZA Maquiadora Profissional e consultora de Beleza Mary Kay Contato: (35) 8845-5335 (35) 9201-0572

Beleza

OLHOS


RECONSTRUINDO SORRISOS

Por João Carvalho

Odontologia

Conhecimento, acessibilidade e companheirismo são os pilares de uma clínica especializada em trazer de volta a alegria de sorrir sem medo de ser feliz Há aproximadamente 3 anos, os dentistas Walter Rodrigues Jr, Fábio Pires Junqueira e Eduardo Ferraz Villela criaram uma clínica dentária que hoje é referência em toda a região, principalmente quando o assunto é implantodontia e reabilitação oral - a Imploodonto. O trio já atuava na região e se sentiam um tanto quanto sobrecarregados com a demanda que precisavam, individualmente, atender. Depois de muito conversarem sobre como enxergavam as necessidades locais e o volume de trabalho que recebiam, chegaram à conclusão de que era necessário abrir uma clínica dentária inovadora, pronta para oferecer toda a estrutura que um dentista precisa para realizar um bom trabalho e para atender a todas as expectativas dos pacientes. Um diferencial ainda maior joga a favor da Imploodonto: a acessibilidade. Numa cidade que possui elevado índice de habitantes da melhor idade e recebe grande número de visitantes da mesma faixa etária, nada mais apropriado

que possuir uma estrutura que facilite o acesso deste público, ainda mais quando se trata de uma especialidade odontológica que está atrelada à reparação da perda de dentes, que é tão comum em indivíduos com idade mais avançada. São rampas de acesso, apoios para facilitar a locomoção em todos os ambientes e uma equipe treinada para cuidar com toda a dedicação daqueles que procuram a clínica em busca de reconstruir seus sorrisos.

Estrutura completa Apesar de a implantodontia ser responsável até pelo batismo da Imploodonto, não é a única atividade praticada pelos doutores que ali atendem. Dentística, ortodontia, prótese, periodontia, cirurgia , endodontia, fonoaudiologia e tratamento de halitose ... enfim, todos os ramos da odontologia estão contemplados pelos sete dentistas e uma fonoaudióloga que compõem a equipe. Além disso, há estrutura para que profissionais da área recebam treinamentos, cursos e workshops ministrados por Walter, que é doutorado em Implantodontia pelo Centro de Pesquisa Odontológica São Leopoldo Mandic, de Campinas-SP, além de ter cursado uma pós-graduação na Universidade de Gotemburgo (Suécia).

Dr. Walter Rodrigues Jr é doutor em implantodontia, com pós-graduação realizada na Universidade de Gotemburgo (Suécia). É também professor do curso de Implantodontia da Imploodonto e especialista em cirugia buco-maxilo-facial e dentística.

24


Todo o trabalho realizado na Imploodonto é baseado na cooperação e no compartilhamento de conhecimentos e informações. Não há competição entre os membros da equipe e é muito comum que, durante a realização de seu tratamento, um paciente seja atendido por mais de um dos profissionais que ali trabalham.

Motivos para sorrir

Segundo Walter, uma das coisas mais importantes, tanto para ele quanto para a equipe, é o retorno recebido dos pacientes e de outros dentistas que fizeram parte Nada pode ser melhor que a dos cursos e sensação de poder voltar a demais atividades acadêmicas sorrir com vontade e saúde, de extensão sem medo de ser feliz. e atualização profissional organizadas por ele e ministradas na clínica ou em instituições de ensino.

Quanto aos pacientes, imagina-se que nada possa ser melhor que a sensação de poder voltar a sorrir com vontade e saúde, sem medo de ser feliz.

Fotos: Divulgação

Quanto aos resultados de seu trabalho em implantodontia, Walter deixa claro que se sente muito satisfeito por fazer parte de uma equipe que não mede esforços para devolver a autoestima e aumentar a qualidade de vida para seus pacientes.

25


CARNAVAL COM SAÚDE Saiba como curtir o carnaval com muita saúde!

Saúde

Falar em carnaval é falar em folia, alegria e muito agito. Afinal, quem gosta da festa não abre mão de ir pra rua atrás dos blocos e dos shows, pulando, dançando, bebendo, namorando e se divertindo, dia e noite, sem parar. Mas é preciso lembrar que alguns cuidados são necessários para garantir a saúde do folião durante todo o carnaval, pois o feriado acontece em pleno verão e nossa região atrai multidões, formadas não só por moradores locais, mas por turistas de toda parte.

Por Mônica Fernandes

Brincar o carnaval debaixo de sol forte torna indispensável o uso do protetor solar, que deve estar sempre à mão, assim como uma garrafa d’água para hidratar quem perde líquidos e calorias em meio a tanta folia, evitando assim riscos de insolação ou desidratação. Outro cuidado importante é não abusar das bebidas alcoólicas e nunca dirigir após ingeri-las. Lembre-se que a Polícia Militar normalmente monta operações especiais durante o carnaval para oferecer maior segurança aos cidadãos. Mas há casos em que somente o próprio indivíduo pode garantir sua segurança e saúde. Evitar as Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST), por exemplo, depende de conhecimento e atitudes corretas. Quando se fala em DST, as principais são: AIDS, Hepatites, Gonorreia, Sífilis, Herpes, HPV, Cancro Mole, Candidíase e outras, que são causadas por bactérias, vírus, fungos ou parasitas, e que se adquirem ao ter contato sexual (seja vaginal, oral ou anal) com alguém contaminado,

26

podendo afetar a saúde física, emocional e a qualidade de vida da pessoa. Segundo o Dr. Fabrício Gomes Dionello, Nefrologista e Médico responsável pelo SAE DST/AIDS (Serviço de Assistência Especializada em HIV, AIDS e Hepatites virais de São Lourenço) entre 2007 e 2011, é importante, após o diagnóstico médico, evitar a transmissibilidade, realizar o tratamento correto e o controle de cura, isto é, a reavaliação clínica e laboratorial após o término do tratamento. “Algumas doenças podem persistir apesar da sensação de melhora relatada pelo paciente. Existem também os riscos da automedicação, pois o controle de cura adequado deve ser feito por um médico com vivência nesta área”, afirma Dr. Fabrício. Na automedicação, além dos riscos de ingerir um medicamento inadequado e sem o conhecimento dos seus potenciais efeitos colaterais, corre-se o risco de camuflar ou mascarar a doença, sem determinar a sua cura definitiva. O SAE DST/AIDS é ligado à Secretaria Municipal de Saúde, mas atende toda a microrregião. Segundo a atual Coordenadora do SAE DST/AIDS, Marisa Pereira Viana, existem cerca de 400 pessoas cadastradas como soropositivo do HIV, das quais 200 são pacientes em tratamento medicamentoso (TARV: terapia antiretroviral), mas não necessariamente com a doença ativa. Em 2012 houve também o acompanhamento de cinco gestantes soropositivas, com a profilaxia gestacional. Os recém-nascidos também são acompanhados durante


27


um ano para confirmar ou descartar a presença do vírus da AIDS. O Serviço oferece testes gratuitos para HIV, Sífilis e Hepatites B e C, uma vez por semana. Em média são realizados 12 testes por semana. “Estamos percebendo um aumento nos casos de soropositivos na região. Passávamos meses sem ter um resultado soropositivo e só nos últimos dois meses registramos seis novos casos”, afirma Marisa Viana. Para a Coordenadora do Serviço, o aumento se deve ao relaxamento das pessoas quanto à prevenção e ao preconceito em fazer os testes. O resultado positivo para o HIV está relacionado principalmente à multiplicidade de parceiros (quanto mais parceiros, maior a vulnerabilidade) e à coinfecção com outras Doenças Sexualmente Transmissíveis. Para prevenir as DSTs, o sexo seguro é fundamental. Esta segurança pode ser atingida através do sexo monogâmico com parceiro(a) sabido(a) e

comprovadamente sadio(a) ou quando o sexo é realizado sem o contato ou troca de fluidos corpóreos, como esperma, secreção vaginal e sangue. O sexo seguro também é obtido através do uso da camisinha, camisa-devênus, condom (do latim condare, que significa “proteger”) ou preservativo. A camisinha é um objeto de material elástico, derivado da borracha (látex), relativamente resistente, que envolve os genitais masculinos (mais usado) ou femininos durante o coito, impedindo o contato entre os fluidos corpóreos das pessoas que estão praticando o relacionamento íntimo, sendo proteção contra as DSTs e um método anticoncepcional seguro, quando usados adequadamente. O mercado diversificou muito a industrialização dos preservativos. Hoje encontramos camisinhas texturizadas, com formatos especiais, coloridas, lubrificadas, com perfume, sabor, etc.

Dr. Fabrício

Por tudo isto, a proteção é o melhor caminho, e não constitui em algo muito difícil, basta o conhecimento e a quebra de alguns mitos para a difusão destas práticas.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que no Brasil o número de infecções de transmissão sexual a cada ano são: • Sífilis: 937.000 • Gonorreia: 1.541.800 • Clamídia: 1.967.200 • Herpes genital: 640.900 • HPV: 685.400 Foto: Monica Fernandes

28

Já a AIDS teve 34.218 novos casos da doença em 2010 e a faixa etária em que a AIDS é mais incidente é a de 25 a 49 anos de idade, em ambos os sexos. Chama atenção o fato de que a faixa etária de 13 a 19 anos é a única em que o número de casos de AIDS é maior entre as mulheres. Em um período de 10 anos, 2000 a 2010, a taxa de incidência caiu no Sudeste de 24,5 para 17,6 casos por 100 mil habitantes, mas cresceu nas outras regiões: 27,1 para 28,8 no Sul; 7,0 para 20,6 no Norte; 13,9 para 15,7 no Centro-Oeste; e 7,1 para 12,6 no Nordeste. Vale lembrar que o maior número de casos acumulados está concentrado na região Sudeste (56%). Fonte: Ministério da Saúde


TROPICAL NIGHT

Porão da Quinta em 26 de Janeiro de 2013

Lu Candal, Fábio e Marina

Frederico e Andressa Karla e Flávio Dutra

Cíntia e Armando

Estevam Jardim e amigo Gustavo e Karen

Rodrigo e Bianca Nayara Real e amiga

Entre em contato

conosco!

São Lourenço em Vitrine

Fotos Karen Safadi


MUITO ALÉM DE “THE BOOK IS ON THE TABLE” Colégio Laser e Suffolk English Language School: parceria começa a dar resultados

Educação

Num mercado de trabalho cada vez mais competitivo, conhecer bem o idioma inglês e ter um certificado de proficiência emitido por um órgão com prestígio internacional deveria estar entre as prioridades de todos os jovens. Em 2011, o Colégio Laser Solar dos Lagos passou a aplicar os exames Cambridge Young Learner, voltado para certificar a fluência em inglês para jovens e adolescentes. Com o sucesso obtido, a escola começou a oferecer também a realização do exame FCE – First Certificate in English, que atesta a proficiência no idioma para adultos, no último mês de dezembro. Esses importantes exames, elaborados pelo Departamento de Inglês para Estrangeiros da Universidade de Cambridge, são aceitos pelas melhores faculdades e empresas em todo mundo como fator determinante na hora da admissão. Sua realização é fruto da

30

parceria entre a Suffolk English Language School e o Colégio Laser Solar dos Lagos, que vem transformando São Lourenço numa referência em ensino de idiomas no Sul de Minas. Para se ter uma ideia da importância que esses certificados têm, é preciso entender um pouco mais sobre a relevância da Universidade de Cambridge no meio acadêmico. Fundada no ano de 1209, é a segunda instituição de ensino mais antiga do Reino Unido. Foram alunos de Cambridge 82 vencedores do prêmio Nobel, além de personalidades que mudaram o mundo, como Isaac Newton, Charles Darwin e John Maynard Keynes. Para obter mais informações sobre datas ou como realizar esses exames em São Lourenço basta entrar em contato com Thomas Ashton, da Suffolk English Language School, ou Fabíola, do Colégio Laser Solar dos Lagos.

A realização destes exames, uma parceria entre a Suffolk English Language School e o Colégio Laser Solar dos Lagos, faz de São Lourenço uma referência no ensino de idiomas no Sul de Minas.

Thomas Ashton é educador desde 1992. Possui o diploma (DELTA) da faculdade de Cambridge em ensino de inglês para estrangeiros, e é Pós Graduado em Gerenciamento de Educação com International House de Londres. É examinador oral da Universidade de Cambridge para as provas do Sul de Minas.


31


MEIO SÉCULO DE SUCESSO

Por João Carvalho

Fotos antigas do Gomes Supermercados

Há 50 anos uma das mais tradicionais e conhecidas empresas de São Lourenço abria suas portas pela primeira vez. Conhecida naquela época como Pegue-pague, a Empresa Gomes é hoje um exemplo de empresa bem administrada, que respeita seus clientes e colaboradores. Desde seu primeiro ano até os dias atuais, a empresa é administrada pelo grupo familiar fundado por Maria Aparecida Carvalhal Gomes. Passaram pelo comando desta equipe vários membros da família. Atualmente, apenas Luís Antônio, Daniel e Mariano, como integrantes do clã, seguem no comando do negócio. Para celebrar este meio século de vida, a loja matriz passou por uma grande reforma nos últimos meses de 2012, ficando mais moderna, confortável e ampla, ganhando espaço para a criação de uma lanchonete repleta de opções. Esta é uma clara aposta num dos grandes diferenciais que o Gomes sempre teve em relação a seus concorrentes: a produção de pães de alta qualidade e variados sabores.

Um olhar de dentro Ninguém melhor para falar sobre uma empresa com história tão sólida que alguém que está há muitos anos dentro da equipe. Quem cumpre esse papel, para esta matéria é Cleuza, que trabalha há 28 anos na Gomes Supermercados. Ela conta que, incialmente, trabalhava na Eletromeg, loja que pertencia ao grupo e foi fechada em 2004, até ser convidada para assumir a função que realiza até os Nova lanchonete

32

dias de hoje no escritório administrativo do empreendimento. Segundo ela, o crescimento da empresa nos últimos 15 anos foi muito acelerado. Foi então que o Gomes Supermercados rompeu com o perfil da época em que ainda era chamado carinhosamente de “pegue-pague” pela população local e começou a tomar corpo, se aproximando da estrutura atual. As lojas começaram a ficar maiores e mais confortáveis, o escritório precisou ser ampliado, mais funcionários contratados e o depósito transferido mais de uma vez, para dar conta de abastecer a matriz e suas duas filiais. Cleuza afirma ainda que as melhores coisas que viu acontecer desde que passou a integrar a equipe ocorreram há aproximadamente 3 anos. Foi quando os funcionários passaram a contar com os serviços de uma psicóloga contratada para melhorar questões como comunicação interna, rotinas de trabalho e criação de espírito de equipe. Na mesma época também foi criado o do cargo de Chefe de Setor, que facilitou a conclusão de diversos processos rotineiros.

Os próximos anos A Empresa Gomes se orgulha de cada um dos 50 anos de sua história e, com base em estudos da atual situação, está otimista com relação aos próximos anos. O fortalecimento da marca e seu posicionamento entre os principais e mais completos supermercados de São Lourenço e região são metas de curto prazo e bastante factíveis.

Fotos: Arquivo Pessoal

Empreendedorismo

Aos 50 anos, Gomes Supermercados relembra sua história e se prepara para uma nova fase

No fim de 2012 a loja matriz passou por reforma e ampliação, abrindo espaço para uma lanchonete que aposta no diferencial: padaria variada e de alta qualidade.


33


PELA REGIÃO

Eventos

* Os eventos podem sofrer alterações de acordo com o calendário oficial de cada cidade.

34

Data/Hora

Evento

Local

Realização / Info

08/02

Gravação DVD da banda Movimento Axé

São Lourenço Kadu Eventos Ilha Antônio Dutra kadueventos.com.br

08 a 12/02 23:00

Banda Fruto Proibido

Caxambu Calçadão

Prefeitura de Caxambu

08 a 12/02 17:00

João Lucca e Banda

Caxambu Calçadão

Prefeitura de Caxambu

09/02

Banda Usmen

Lambari

Kadu Eventos kadueventos.com.br

09/02 23:30

Tempero Baiano

São Lourenço Kadu Eventos Ilha Antônio Dutra kadueventos.com.br

09 e 11/02 16:00

Roda de Samba com Alex e Banda

São Lourenço Cervejaria Antonieta

Cervejaria Antonieta (35) 3332-1123

10/02

Latino

Lambari

Kadu Eventos kadueventos.com.br

10/02 23:30

Zulubaba

São Lourenço Kadu Eventos Ilha Antônio Dutra kadueventos.com.br

10 e 12/02 16:00

Pagode com Thiago e Banda

São Lourenço Cervejaria Antonieta

Cervejaria Antonieta (35) 3332-1123

11/02

Desfile das escolas de samba

Caxambu

Kadu Eventos kadueventos.com.br

11/02

Banda A Zorra

Lambari

Prefeitura de Caxambu

11/02 23:30

Banda Usmen

São Lourenço Kadu Eventos Ilha Antônio Dutra kadueventos.com.br

12/02

João Neto & Frederico

Lambari

12/02 23:30

Monobloco

São Lourenço Kadu Eventos Ilha Antônio Dutra kadueventos.com.br

24 a 26/05

II Raid da Mantiqueira

A largada será realizada em Taubaté-SP, Porto Real-RJ e Tiradentes-MG

Kadu Eventos kadueventos.com.br

www.serraverde. com.br


35


TESOURO EM EXTINÇÃO Por João Carvalho

O preparo da farinha de milho de forma tradicional está prestes a se tornar apenas parte da memória. Antes que isso aconteça, conheça a história de quem ainda segue essa receita

Cultura

Há 48 anos as mãos, já cansadas, de Berenice Vitória de Morais seguem realizando uma atividade que hoje não desperta o interesse dos mais jovens para que siga existindo. Uma vez por mês, depois de ter deixado o milho descansando por 8 dias em água, ela levanta às 3h da madrugada e sai para sua lida, que leva de 6 a 7 horas ininterruptas para ser concluída.

Fotos: João Carvalho

Berenice é uma das poucas que ainda produzem a farinha de milho de forma artesanal, seguindo a receita que aprendeu com seus pais, que por sua vez absorveram através das experiências práticas da vivência com seus avós e assim se seguindo até não podermos mais mensurar precisamente a origem desse afazer.

36

Casa de Farinha “A gente pega o milho e deixa descansando de um dia para o outro na água, aí ele fica limpinho igual canjica e a gente abana na peneira pra tirar toda impureza fora, tira o farelo e volta para a bacia com água. Lá ele vai ficar por 8 dias até ficar macio e curtido. Aí a gente põe no sol pra secar e depois vem pra cá, pra moer no pilão”. Esse é o roteiro que antecede a moagem e a torra da farinha, narrado por Berenice. Depois disso, são horas e horas de moagem até que os grânulos do milho atinjam o a espessura desejada para que possam formar bijus após umedecidos. Esses bijus são então peneirados diretamente na chapa de ferro colocada sobre um fogão a lenha, onde serão torrados. Aqui acaba o processo, mas engana-se quem pensa ser simples o trabalho. O monjolo que tritura os grãos é uma grande estrutura de madeira e ferro, movido a água. Por conta de seu grande peso, a velocidade com que golpeia os grãos do milho é bastante lenta e durante todo esse período o fogão precisa estar aceso para que a chapa tenha sempre a temperatura ideal para torrar rapidamente a farinha, deixando o local extremamente abafado e lotado de fumaça. Como se não bastasse, quem começa a preparar a farinha não pode terminar até que o processo esteja completo, pois como o milho foi umedecido por muito tempo, as chances de se perder todo o trabalho devido ao aparecimento de fungos é grande. Sendo assim, lá se vão horas a fio moendo, controlando a espessura dos grãos, torrando e cuidando para não queimar. “Ah, aqui na chapa é muito rápido. Não pode bobear. Sempre queima um pouquinho que a gente tem que jogar


Berenice conta ainda que já está ficando cansada, pois a idade vem chegando e ela também precisa cuidar das tarefas de casa. “Faço isso desde os 14 anos. Depois que me casei parei um pouco, pra cuidar da roça, mas depois voltei a fazer num ritmo um pouco menos intenso, e é sempre essa dureza aqui, não tem como ser diferente”. Antes disso, no entanto, a farinha por ela produzida já rodou o Brasil e foi consumida por muito tempo por personalidades como Sérgio Reis e pelo cantor e compositor Tunai, irmão de um dos grandes nomes da MPB – João Bosco. Ela diz ainda que sempre vinha muitos turistas que estavam a passeio pela região para encomendar. Mais recentemente, sua farinha de milho foi estrela de TV, aparecendo numa edição do programa Mais Você de Ana Maria Braga, levada por uma sobrinha que hoje reside em São José dos Campos.

Uma tradição que chega ao fim Esta tradição que antes era passada através das gerações, devido à sua importância para a alimentação da população local numa época em que o acesso a mercados era mais complicado, está com os dias contados.

fazer sua farinha e eles são escassos atualmente. Nos dias de hoje, apenas o milho amarelo é comercializado em larga escala, e segundo ela o pessoal costuma não gostar muito da farinha feita com esses grãos. É uma pena ver uma atividade tão rica em histórias sendo abandonada, apesar de serem compreensíveis os motivos que levam ao desinteresse dos mais jovens por essa rotina árdua de trabalho. Muito em breve, a farinha de milho de dona Berenice vai ser mais uma das tradições culturais e gastronômicas populares a existir apenas na memória de quem um dia teve a sorte de conhecer.

Cultura

O peso da idade

Hoje, Berenice Morais diz que pretende moer o milho apenas para familiares, amigos e conhecidos da família. “Chega uma hora que o corpo pede pra gente parar... não dá mais pra levar como antes. Agora só venho pra cá uma vez por mês mesmo e faço por demanda, só quando os filhos, sobrinhos e amigos nossos ou da família pedem. O monjolo, que é da minha irmã, na verdade, vai acabar ficando só para o pessoal limpar café”.

Revista Vitrine

fora por descuido. É num piscar de olhos... se eu vou ali olhar como tá a moagem e demoro um pouquinho mais, pronto. Queimou”.

Incialmente porque não há mais pessoas interessadas em aprender as técnicas e os segredos que resultam num produto artesanal de grande qualidade como essa farinha de milho, mas também porque a própria matéria prima já não é mais tão facilmente encontrada. Berenice usa os grãos do milho branco para

37


INOVAÇÃO:

MODA OU NECESSIDADE?

Geralmente o que vemos na prática é uma situação bastante diferente dessa. Lembro-me do repentino sucesso das primeiras lojas de 1,99 na cidade onde morava, que tinham grande fluxo de clientes e vendas em praticamente todos os dias. Além de chamar a atenção dos clientes, os concorrentes também foram atraídos pelo perfil de negócio. Em poucos meses, dezenas de lojinhas foram abertas. O problema era que os empresários compravam seus estoques nos mesmos fornecedores e, logicamente, tinham produtos similares e com os mesmos valores.

O caso do 1,99

Para o cliente, passou a ser indiferente em qual “1,99” comprar. Quando isso acontece, as empresas estão simplesmente dividindo o mercado, com poucas chances de real crescimento financeiro. Abrir um negócio com produtos (ou serviços) tradicionais num mercado também já conhecido, provavelmente demandará mais esforço por parte do empresário, com resultado mais demorado e, talvez, até menor.

Se você é um empreendedor e deseja abrir o seu próprio negócio, talvez a primeira pergunta que deva ser respondida é: por que o cliente comprará aquilo que ofereço e não o que a concorrência tem?

Leandro Haddad Instrutor Lider do Programa Empretec ONU/SEBRAE Consultor da KLN Negócios

38

Se você é um empreendedor e deseja abrir o seu próprio negócio, talvez a primeira pergunta que deva ser respondida é: por que o cliente comprará aquilo que ofereço e não o que a concorrência tem?

Preço baixo conta? Conheço muitos empresários que buscam se diferenciar pelo preço mais baixo. É uma estratégia interessante em determinados momentos, mas pode ser perigosa no longo prazo. Principalmente quando essa nova empresa ainda está engatinhando e seu concorrente (com mais tempo de funcionamento e, consequentemente, mais capitalizado) pode bancar preços ainda mais baixos e por maior período. Empresas que têm sucesso com essa estratégia precisam ter alta eficiência em seus processos internos, para que seus custos sejam sempre menores que os de seus concorrentes, justificando financeiramente os baixos preços de venda.

Inovar é preciso Um empreendedor pouco mais ousado deve buscar um produto ou serviço único, bem diferente do que é oferecido pelo mercado em que se encontra. Esse diferencial deve também ser importante para o cliente e difícil de ser imitado. Outra saída é buscar mercados ainda não explorados, onde ser pioneiro fará a diferença, mesmo que seja para oferecer seus produtos convencionais. Abrir um negócio convencional pode ser um pouco menos trabalhoso do que iniciar uma empresa inovadora. Mas será que compensa? Essa é a reflexão que se deve fazer quando se pensa em iniciar uma nova empresa. Segundo dados do SEBRAE, mais da metade dos novos negócios no Brasil não sobrevivem aos 3 primeiros anos de atividade. Para que seu negócio perdure, é necessário manter a casa arrumada, com as contas em dia, e pensar a frente. Quanto mais diferenciado for o seu produto ou serviço, maiores as suas chances de ver seu negócio prosperar.

Foto: Arquivo Pessoal

Colunista Convidado

Muito se fala na importância da inovação na atividade empresarial. Essa ideia sugere que negócios e produtos diferenciados têm maiores chances de chamar a atenção de potenciais clientes.


39


7ª Edição 2013  

7ª Edição Ano 2013

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you