Page 1


ÍNDICE

A Aberturas de acesso através de coroas, 239 avaliação radiográfica pré-operatória, 236 brocas, 238f e localização dos canais, 239-252, 413 morfologias dos canais, 236 princípios gerais, 236 realizadas em dentes extraídos, 432f-433f remoção de materiais restauradores, 237 uso de uma broca tronco-cônica estriada, 236-237 Abscesso apical agudo, 41f, 60-61, 82, 156f crônico, 61-62, 82 localizado flutuante, 154f periodontal, 150f Acesso em linha reta, 269f, 272f, 383, 419f Achados clínicos, com injúrias de luxação, 173t Acidentes com hipoclorito de sódio durante o tratamento, 265f durante os procedimentos, 89, 323-338, 360 Acidentes de preparo aspiração ou ingestão, 335 criação de um canal artificial, 331-332 extrusão de solução de irrigação, 335 formação de um degrau, 329-331 instrumentos fraturados, 334 perfurações radiculares, 333-334 Acidentes durante a limpeza aspiração ou ingestão, 335 criação de canal artificial, 331-332 extrusão da solução de irrigação, 335 formação de um degrau, 329-331 instrumentos fraturados, 334 perfurações radiculares, 333-334 Acidentes durante procedimentos, 89 como indicação para cirurgia perirradicular, 360 durante a instrumentação, 329-335 durante o preparo do espaço para pino, 337-338 durante obturação, 335-337 perfurações durante a abertura coronária, 323-329 Ácido etilenodiaminotetracético (EDTA), 266 Actinomicose, apical, 41f Adesão em dentes com estrutura inadequada, 233 em fraturas coroa-raiz, 169 Adesivo intraoral, 128-129 qualidade do cimento endodôntico, 306 Agente descalcificante MTAD, 266 Agregado trióxido mineral (MTA), 28, 31, 165, 168, 366, 374 Agulhas colocação no interior da abertura pulpar, 139f para irrigação efetiva, 264f precisão da, 131

Os números de página seguidos por f indicam figuras; t, tabelas;q, quadros.

de fino calibre, 129 inserção para injeção LPD, 136f Alargadores, 206 acionados a motor, 209 Peeso, 209 utilização intracanal, 209-211 Alargamento, 267-268 final, 273, 276f grau de, 261-262 Alça cervical, 3 Aldeídos, 279q Alteração de cor após tratamento de canal radicular, 314f causas da, 392-394 complicações do clareamento, 400 coroa, 174 devido a material obturador do canal radicular, 354f endodonticamente relacionada, 394-395 extrínseca, 401-403 intrínseca, 401 materiais de clareamento, 395-398 seguinte à injúria de subluxação, 180f técnicas de clareamento não vital, 398, 400 Alteração de cor por tetraciclina com início na idade adulta, 393 Alterações relacionadas à idade na formação de dentina, 219 na polpa e dentina, 17 na resposta pulpar, 407 Amálgama microinfiltração com, 27 pinos de retenção para, 25 Amputação, raiz, 369-374 Anacorese, 39-40 Analgesia, estratégia para a seleção da droga, 152f Anatomia em cortes transversais, 218f Anatomia interna alterações na, 218-220 componentes do sistema pulpar, 220-223 considerações gerais, 218 métodos para determinar a anatomia pulpar, 217 pacientes idosos, 413 variações na anatomia pulpar e radicular, 224-227 Anatomia pulpar alterações na, 218-220 componentes do sistema pulpar, 220-223 considerações gerais, 218 métodos de determinação, 217 variações na, 224-227 Anestesia convencional, 130 dificuldade com a, 84, 132-133 em pacientes idosos, 413 fatores influenciando a, 127-128 local. Ver Anestesia local para uma incisão de drenagem, 358 previamente mal sucedida, 128 profunda, em emergências, 150 quando anestesiar, 129-130 seletiva, 80 suplementar, 133-140

459


460

Índice

Anestesia dos dentes superiores, 131-132 para pulpite irreversível, 140 Anestesia intraóssea, 133-136 Anestesia local convencional, 130 dificuldades, 132-133 efeito sobre a polpa, 22-23 mandibular, 130-131 manejo da necrose pulpar assintomática, 141 necrose pulpar sintomática, 140-141 pulpite irreversível, 140 manejo inicial, 128-130 maxilar, 131-132 para procedimentos cirúrgicos, 141 suplementar, 133-140 Anestesia mandibular, 130-131 para pulpite irreversível, 140 Anestesia profunda, em emergências, 150 Anestesia pulpar, 130-131 Anestesia seletiva, 80 Anestesia suplementar injeção no LPD, 136-139 agentes anestésicos, 133 indicações, 133 injeção intrapulpar, 139-140 intraóssea, 133-136 Anestésico tópico, 128-129 cloreto de etila, 358 Angulação das radiografias, 187, 190f Ansiedade, 128 Ápice aberto. Ver Ápice aberto anatômico, 223-224 fechado, reimplantes, 175-178 localizador, 244f, 256-256 Ápice aberto apicificação, 32-34 apicogênese, 30-31 diagnóstico e avaliação do caso, 29 engenharia de tecidos, 33-34 plano de tratamento, 29, 30 reimplantes, 175-178 Ápice da raiz mesial, 223f Apicificação, 32-34 Apicogênese, 30-31 Aquecimento da solução anestésica, 129 Archaea, em infecções endodônticas, 42 Arteríolas, 11 do periodonto, 19 Articaína, 131-132, 137 Aspiração de instrumentos, 335 Ataque ácido da dentina, 25 Aumento de volume mandibular severo, 148f devido a abscesso apical, 61f disseminação progressiva, 156f espaço submentoniano, 151f evitar injeção no interior, 141 flutuante, 358f necrose pulpar com e sem, 152-155 Autotransplante, 384 Avaliação da cicatrização, 186 da limpeza, critério para, 279 da modelagem, critério para, 279 da obturação, 319-320 do esqueleto facial, 163

dos resultados do tratamento endodôntico, metodologia, 377-379 duração do período de acompanhamento, 377 pré-tratamento, 263 Avulsões, 162q descrição, 174 manejo, 183 tratamento, 174-179 Axônios, 15 B Bactérias correlação com a profundidade de penetração tubular, 262 em emergências dentárias, 147 em infecções endodônticas, 42f, 43f filotipos não cultivados até o momento, 42 gram-negativas, 41 gram-positivas, 41-42 minimização do número de, 383 padrões de colonização, 44 papel na patologia pulpar, 49 Bainha epitelial radicular de Hertwig, 3, 4f Bases, 28 Biópsia, 361 Bisfosfonados, 408-409 Bloqueio da segunda divisão, 132 Bloqueio de nervo incisivo, em forame mentoniano, 131 póstero-superior, 132 Bloqueio do nervo alveolar, 132 Bloqueio do nervo póstero-superior, 132 Bloqueio infraorbitário, 132 Bolinha de algodão seco, 151 Brocas acesso, 238f Gates-Glidden, 208-209, 349, 351f Lentulo, 208 na abertura de acesso, 248 na injeção intraóssea, 135f para remoção de osso, 365f relacionamento com o dente, 324-325 Brocas Mueller, 239f, 246f Bupivacaína, 131 C Calcificação(ões), 10-11 do canal, 85 e alterações na anatomia, 219 em molar, 247f pulpar, 54-55 relacionadas à idade, 407 remoção de, 345-346 tecido pulpar do canal palatino, 239f Cálculos, pulpares, 10-11, 12f-13f Calor dor devido ao, 53 produzido durante o preparo da cavidade/coroa, 23-24 quando da presa de agentes cimentantes, 26 teste com, 75 Camada de odontoblastos, 2f, 3 capilares no interior, 14f Camada hialina de Hopewell-Smith, 3-4 Câmara pulpar alterações no formato, 6f anatomia, 84 configuração em forma de disco (discóide), 219f, 407f formato em C, 226f formato, 220


Índice

metamorfose calcífica, 86f reduzida, 243f Canais. Ver também Preparo apical do canal acessórios, 94, 221 alargamento excessivo dos, 384f anatomia, 218 artificiais, 331-332 identificação dos, 218 instrumentação, 209-212 laterais, 94 formação dos, 4 localização, 186, 239-252, 413 mésio-lingual, 247f morfologias, 236, 237f não detectados, 191, 193f número de, 85 obstrução, 89 obstruções, remoção das, 344 parede com e sem smear layer, 266f paredes lisas e polidas após limpeza, 260 raiz. Ver Canal radicular remoção de irritantes por desbridamento, 155 superpostos, 190 transporte, 266f Canais calcificados, 191, 193f Canais laterais comunicação via, 94 e comprimento de obturação, 300-301 formação de, 4 Canal com exsudato, 154 Canal mésio-lingual, 247f Canal radicular curvatura, 85 estágio de instrumentação, bactérias no, 45 materiais não removíveis do interior do, 360 regiões anatômicas do, 5f, 220-221 rotas de infecção, 38-40 Canino inferior com duas raízes, 431f Caninos com alteração de cor severa, 395f inferiores, 426f acesso em, 248 birradiculares, 431f superiores, 420f acesso em, 240 Caninos maxilares, 420f acesso aos, 240 Capacidade de selamento da guta-percha, 303 Capeamento da polpa vital, 28 Capeamento pulpar direto, 28 Características clínicas dente partido, 117 dente trincado, 111-112 fratura de cúspide, 109 fratura radicular vertical, 120 Carga oclusal, 288 Cáries extensas, 234f mesiais, acesso através das, 254f recorrentes, 343f remoção de, 28, 80, 236 Casos sintomáticos indicativos de cirurgia, 360, 361 Causas operatórias, para tratamentos de canal radicular com insucesso, 381-382 Causas pré-operatórias, para tratamentos mal sucedidos do canal radicular, 381-382 Cavidade do acesso de rotina, 281

461

oral, irritantes provenientes da, 299 preparo da, 23-25 retrocavidade, preparo e preenchimento, 365-366 teste de em pacientes idosos, 410 estimulação da dentina com, 75 toalete da, 236 Cavidade oral, irritantes provenientes da, 299 Cavidade pulpar, 5, 6f, 251f corte histológico da, 410f redução de tamanho relacionada à idade, 407 visibilidade da, 416f Cavidades de acesso com abertura excessiva, 383 perfurações durante a abertura coronária, 323-329 rotina, 281 Células dendríticas, 10, 52f Células gigantes, 59f Células-tronco, 8-9 Células-tronco embrionárias, 8-9 Celulite, 155 Cemento, 4f celular, 367f deposição de, pós-erupção, 5-6 tipos de, 17-18 Cemento acelular afibrilar, 17 Cemento fibras mistas, secundário acelular, 17 Cemento, fibras intrínsecas primário acelular, 17 secundário celular, 17 Cicatrização após cirurgia perirradicular, 368 após retratamento, prognóstico, 355 avaliação, 186 comprometida, 341 em pacientes idosos, 408, 415 falha, 89 lesões periapicais após tratamento do canal radicular, 62-63 Cimentação, 25 Cimento de fosfato de zinco (ZnOP), 27 Cimento de policarboxilato, 27 Cimentos, 26-27 Cimentos endodônticos extrusão de, 95f mistura e colocação, 307 propriedades desejáveis, 306 tipos, 307 Cirurgia amputação radicular, 369-374 condições indicativas de encaminhamento, 374 corretiva, 233-234, 369 endodôntica em pacientes idosos, 415 recentes avanços em, 363 términos, 373-374, 384 hemissecção, 369-374 incisão para drenagem, 357-359 instruções pós-operatórias, 156 periapical avanços recentes em, 363 cicatrização, 368 contraindicações, 362-363 indicações, 359-361 procedimentos, 363-368 perirradicular, 141 pré-molarização, 369-374 Cirurgia perirradicular avanços recentes em, 363


462

Índice

cicatrização, 368 conclusões, 373-374, 384 contraindicações, 362-363 em pacientes idosos, 415 indicações, 359-361 procedimentos, 363-368 Cisto apical, 58, 60f apical radicular, 84f colapso da parede cística, 373f periapical, 97f Citotoxicidade, 26 Clareamento instrumentos para, 213, 213f técnicas internas restauração final, 398, 400 recidiva futura da alteração de cor, 400 termocatalítica, 398 walking bleach, 398 materiais, 395-398 em pacientes idosos, 415-416 alteração de cor por tetraciclina, 393 dente vital, 27 quando fazer o clareamento, 400 Cloreto de etila, tópico, 358 Clorexidina, 265, 281 Clorofórmio, 349 Cocos em infecções endodônticas, 42t, 44f Código de cores para cabos de lima, 208 Colagem, de fragmento separado contendo esmalte-dentina, 164 Colágeno feixes, 5 pulpar, 10 Colapso coronário, extenso, 281 Colher de dentina, 204f Colocação de banda, 233 Colonização, bacteriana, 44 Compactação lateral, 308-311, 312f ultrassônica, 311 vertical, 314-318 Comprimento de trabalho determinação, 252-256 e prevenção de um degrau, 331 em pacientes idosos, 413-414 filmes, 188 perda do, 267 Comprimento dos instrumentos manuais, 207 Comunicação entre a polpa e o periodonto, 93-95 Concussão, injúria de luxação, 171 Condensação lateral, instrumentos para, 212-213 Condensação vertical, instrumentos para, 213 Condicionamento ácido da dentina, 25 Cone principal, guta-percha, 188, 308-310, 310f Cones alinhamento,na projeção vestibular, 197 de prata exposto, 351f remoção de, 350, 353f guta-percha, 303f cone principal, 188, 308-310, 310f padrão, amolecidos por solvente, 313, 314-314 Cones convencionais amolecidos por solvente, 313, 314 Cones padrão, amolecidos por solvente, 313, 314 Confiança do paciente, 128 Conservação de estrutura dentária, 289-290 Constrição apical, 6, 223

Contenção, dique de borracha, 231-233 Contraindicações médicas, para anestésicos, 136 para amputação radicular, 369q para cirurgia periapical, 362-363 para hemissecção, 369q para pré-molarização, 369q para retramento não cirúrgico, 343 Contraindicações médicas para anestésicos, 136 para cirurgia perirradicular, 362-363 Convergência, 16 Cornos pulpares, 5 altos, 224 anatomia, 220 expostos, 53f localização, 419f Coroa acesso através, 239 alongamento, 234, 412f alterações de cor com injúrias de luxação, 174 férulas, 294 formação da, 3 fraturas, 162q com exposição pulpar, 164-168, 181 sem exposição pulpar, 164, 181 pino provisório, 282 preparo da, 23-25 e aspiração odontoblástica, 50f provisória, 233 total, 291f Coroas provisórias com pino, 282 Corpo celular, odontoblasto, 7-8, 11f Corpúsculos de Rushton, 97f Correção de problemas de obturação, 313 Corticosteroides, 281 Criação de canal artificial, 331-332 Cuidados durante a proservação, 158 para retratamentos não cirúrgicos, 354 Cultura do conteúdo do canal, 302 Curetagem perirradicular, 365 Curvaturas. Ver também Instrumentação anticurvatura canal, 383 determinação de, 190 e prevenção de um degrau, 330 D Defeitos de desenvolvimento, como causa de alteração de cor, 393-394 em limas, 211f sulco lingual, 226f Defesa, papel da polpa na, 7 Deflexão de uma agulha, 131 Degrau formação, 329-331 remoção de, 346 Dens evaginatus, 224, 225f Dens invaginatus, 224 Densidade dos materiais obturadores, 320 Dente com estrutura coronária inadequada, isolamento do, 233 decíduo e injeção no LPD, 139 manejo da injúria traumática, 179-183 desenvolvimento inicial, 2f estrutura perda de, 288


Índice

remoção excessiva de, 252 exame do, 72, 163-164 formação, defeitos no, 394 fragmentos aprisionados no lábio, 163f unidos temporariamente, 170f implante dentário unitário, 385 localização, e encaminhamento de casos, 85 microbiota em, canal radicular tratado, 44-45 movimento ortodôntico dentário, 27 perda, causas de, 287-288 teste da compressão, 149 trincado, 108t, 111-116 Dentes anteriores, sistemas de retenção e núcleos, 294 Dentes posteriores, sistemas de retenção e núcleo, 294-295 Dentição. Ver Dente Dentina alterações estruturais em, 288 alterações relacionadas à idade na, 17 colágeno tipo I em, 10 condicionamento ácido da, 25 desenvolvimento, 4f estimulação do teste de cavidade, 75 formação, 3, 7, 219, 406f hipersensibilidade, 16-17 nervos, 15 ponte de, 8f primária e secundária, 6f reacional, 8f regeneração, 33-34 rubor, 23 Dentina do manto, 3 Dentina reparadora, 8f Desbridamento canal, 155 completo e incompleto, 157 inadequado, 301f Descompressão, 373f Desenho da ponta, 207 Desidratação, por higroscopia, 26 Design, das lâminas 349f Desinfecção campo operatório, 236 instrumentos endodônticos, 214 Deslocamento, 163 Desvantagens da compactação lateral, 308 da compactação vertical, 314-316 da imagem radiográfica com mudança na angulação do cone, 191-194 das pastas, 305 Determinação do fluxo sanguíneo, 77 Diagnóstico com radiografia, 185 dente fraturado, 117-118 dente trincado, 112-115 diferencial. Ver Diagnóstico diferencial difícil, 80 e encaminhamento de casos, 83-84 em pacientes idosos, 409-410 estado da polpa em ápice aberto, 29 exame objetivo, 72-77 exame radiográfico, 77-79 fenômeno da dor referida, 71-72 flare-ups, 157 fratura de cúspide, 109-110 fratura radicular vertical, 121-122 histórico de saúde, 67-70

463

injúrias de luxação, 173-174 injúrias traumáticas, 161-164 para emergências, 148-150 queixa principal, 67 transiluminação, 80 Diagnóstico diferencial com radiografia, 194-196 doença endodôntica primária, 96-98 doença periodontal primária, 98-99 doenças combinadas, 99-101, 100f-101f em pacientes idosos, 411 Diferenças entre os gêneros, relacionadas à dor, 129 Dificuldades anatômicas como indicação para cirurgia perirradicular, 359-360 contraindicando a cirurgia periarradicular362 e encaminhamento de casos, 88f Dilaceração, 225 no terço apical, 87f Diques de borracha aplicação, 231 colocação, 235 infiltração, 235 preparo para a colocação, 233 retentores, 231-233 uso de, 324-325 Discrasia, sangue, 394 Discrasias sanguíneas, 394 Dispositivo de injeção controlado por computador, 129f Dispositivo de posicionamento, 255f Dispositivo de termoplastificação, 317f Dispositivos de paralelismo, para radiografias de trabalho, 196 Doença endodôntica primária, 96-98 com envolvimento periodontal secundário, 99, 100f-101f Doença endodôntica diagnóstico diferencial, 410 efeito sobre o periodonto, 95 primária, 96-98 Doença periodontal primária, 98-99 com envolvimento endodôntico secundário, 99-101, 101f Doença periodontal, 39 efeito sobre a polpa, 95-96 primária, 98-99 Doenças pulpares alterações de tecido duro causadas por inflamação pulpar, 54-55 necrose pulpar, 55 polpa previamente tratada, 55 pulpite irreversível, 53-54 pulpite reversível, 53 Dor com injeção intrapulpar, 139 como indicação para retratamento, 342 da pulpite irreversível, 53 dentinária, 16-17 diferenças entre gêneros, 129 fatores causais, 52 fenômeno da alodinia, 128 o que é isso, 70q percepção da, 148 persistente, 89, 360, 362 proveniente de inflamação, 147 psicogênica, 85q pulpar, 7 referida, 67, 70q, 71-72, 71q Drenagem após remoção de debris necróticos, 151f formatos de drenos de borracha, 155f incisão para, 141, 153f, 357-359


464

Índice

Drogas anti-inflamatórias não esteroidais (AINEs), 152 Drogas, como causas de alteração de cor, 393, 401 E Ecologia da microbiota endodôntica, 43 Ectomesênquima, 2f Efeito isolante das bases, 28 Efeitos iatrogênicos sobre a polpa amálgama, 27 anestesia local, 22-23 cimento de policarbonato, 27 cimentos de ionômero de vidro, 27 materiais odontológicos, 26 preparo de cavidade/coroa, 23-25 profundidade do preparo, 26 resinas para restauração, 27 ZnOE, 26 ZnOP, 27 Eletrodos, 76f-79f Embriologia da polpa dental desenvolvimento inicial da polpa, 2-3 formação radicular, 3-4 formação de canais laterais e forame apical, 4-5 periodonto, 5 Emergência entre consultas, 147, 156-158 Emergência pós-obturação, 147, 158 Emergência pré-tratamento, 147 anestesia profunda, 150 instruções pós-operatórias, 155 manejo da necrose pulpar com patologia apical, 152-155 pulpite dolorosa irreversível, 150-152 Emergências diagnóstico, 148-150 diferenciação de uma urgência, 147-148 e encaminhamento de casos, 89 entre as consultas, 156-158 instrumentos necessários para, 204 percepção da dor e reação à dor, 148 planejamento do tratamento, 150 pós-obturação, 158 pré-tratamento, 150-156 Encaminhamento de casos, 82-90 acidentes durante procedimentos, 89 condições que indicam, 374 considerações sobre o plano de tratamento, 83-84 determinando a dificuldade do caso, 83 dificuldades durante procedimentos, 84-85 na metade do tratamento, 89 para clareamento, 403 para doenças combinadas, 104 razões gerais para, 85-89 Endodontia geriátrica achados radiográficos, 410 casos de difícil reabilitação, 406f cicatrização, 408 cirurgia perirradicular, 415 clareamento, 415-416 diagnóstico diferencial, 410-411 impacto da restauração, 414-415 pacientes comprometidos sistemicamente, 408-409 plano de tratamento e seleção de casos, 411-412 procedimento de diagnóstico, 409-410 resposta perirradicular, 408 resposta pulpar, 407-408 retratamento, 415 selamento coronário, 416

tratamento do canal radicular, 412-414 traumatismo, 417 Endodontia geriátrica. Ver Endodontia geriátrica importância da radiografia na, 185-186 não cirúrgica, desfechos, 383-388 questões relacionadas à dor em, 71q Endodontista, 89-90 Engenharia de tecidos, 33-34 Enostose, 195f Eosinófilos, 59f Epinefrina, 130-131, 133, 135 Epóxi, 307 Equimose, pós-cirúrgica, 416f Erros durante procedimentos, 266-267, 368 no acesso preparo inadequado, 252 remoção excessiva de estrutura dentária, 252 resultando em perfurações laterais por desgaste, 269f Erros durante a abertura coronária preparo inadequado, 252 remoção excessiva de estrutura dentária, 252 resultando em perfurações laterais por desgaste, 269f Esmalte em formação, hipoplasia do, 402 fratura, 162q, 164 Espaçadores, 212-213, 279f digital versus manual, 309f pré-curvados, 309f Espaçadores digitais, 310f Espirais de Lentulo, 208, 209f Esplintagem injúrias de luxação, 174 para fratura radicular, 171f-172f Estabilização, fratura radicular, 171f, 171 Estágio de botão, 2f Estágio de campânula, 2f-3f Estágio de capuz, 2f-3f Esterilização, instrumentos endodônticos, 213-214 Esterilização por calor seco, 214 Esterilização por pressão, 214 Esterilizadores, de dentina, 51 Esteroides, 279q Estímulo pelo frio dor devido ao, 53 teste com, 75, 173-174 Estoma, fístula, 62f, 74f Estrutura coronária, substituição da, 233 Estruturas superpostas, em imagem radiográfica com mudança na angulação do cone, 189, 193-194 Etidocaína, 131 Etiologia dente partido, 117 dente trincado, 112 eliminação da, 262-263 fratura de cúspide, 109 fratura radicular vertical, 120-121 sobreinstrumentação, 337 subinstrumentação, 335 Eugenol, no ZnOE, 26, 304, 307 Exame clínico, 377 em emergências, 149-150 histológico, 379 injúrias de luxação, 173-174 injúrias traumáticas, 161-164 instrumentos para, 203-204


Índice

objetivo extra e intraoral, 72 para fratura radicular vertical, 121 periodontal, 77 testes clínicos, 72-77 radiográfico. Ver Exame radiográfico Exame do tecido de suporte, 163 Exame extraoral, 72 Exame histológico, 379 Exame intraoral dentição, 72 tecido mole, 72 Exame objetivo extraoral, 72 intraoral, 72 para fratura radicular vertical, 121 periodontal, 77 testes clínicos, 72-77 Exame periodontal, 77, 149 Exame radiográfico e avaliação do desfecho do caso, 377, 379 em pacientes idosos, 410 em uma emergência, 150 fratura radicular, 170, 171f lesões periapicais, 77-78 lesões pulpares, 78-79 na avaliação pré-tratamento, 263 na injúria traumática, 164 para fratura radicular vertical, 121 para injúrias de luxação, 174 para um dente fraturado, 117 para um dente trincado, 113 Exposição da polpa direta, 39 fraturas coronárias com, 164-168, 181 fraturas coronárias sem, 164, 181 radiográfica, 189 Extensão da obturação, 299-300, 320 Extirpa-nervos, 208, 209 Extração alvéolo, 137f como alternativa, 82 sem reabilitação, 385 Extrusão da solução irrigadora, 335 ortodôntica 235 F Fabricação de instrumentos, 205 Fadiga por torção, 267, 267f Falha da cicatrização, 89 da endodontia não cirúrgica, 383-388 definição de, 376-377 infiltração coronária e, 378f preditores de, 380-381 relacionada a deficiências na obturação, 299-301 Fatores causais para alterações de cor, 392-394 para dor, 52 para emergência pós-obturação, 158 para falha no tratamento do canal radicular, 381-382 para flare-ups, 157 Febre alta, e alteração de cor dentária, 394 Feixe neurovascular, 373 Fenóis, 279q Férulas, 294

Fibras de Sharpey, 5 Fibras extrínsecas, cemento, primário acelular, 17 Fibras nociceptivas, 70 Fibroblastos, 107 Filme F, 188 Filotipos, bacterianos, não cultivados até o momento, 42 Fisiologia vascular, pulpar, 12-15 Fístula abertura, 342f extraoral, 73f Flare-ups entre consultas, 156-158 pós-tratamento, 354-354 Flexibilidade da instrumentação, 206 Fluorose endêmica, 393 Folículo dentário, 2f, 5 Forame apical anatomia, 223 comunicação via, 95 formação do, 4-5 tamanho e localização do, 5 variabilidade no, 414f Forame mentoniano, 63f Forma de contorno, para acesso, 236, 242f-246f Forma de conveniência, para acesso, 236 Formação de Zip, 267 Formulação de Grossman, 307 Formulário para avaliação da dificuldade do caso, 81f Forradores, 27 Fragmentos de dente aprisionados no lábio, 163f unidos temporariamente, 170f instrumentos, remoção de, 346-348 separados esmalte-dentina, colagem de, 164 Fratura coronária, e alteração de cor, 400 Fratura de cúspide, 108t, 109-111 Fratura do processo alveolar, 162q, 179, 181 Fratura em galho verde, 112f Fratura radicular vertical, 108t, 120-124, 301, 337, 382f Fratura tipo cinzel, 169f Fraturas apicais horizontais, 361 coroa-raiz, 162q, 168-170, 181, 240, 288f coronárias, 162q, 164-168 coronárias, e alteração de cor, 400 cúspide, 108t de instrumento, 267, 267f de processo alveolar, 162q, 179 durante o tratamento do canal radicular, 289f e encaminhamento de casos, 87, 88 esmalte, 162q, 164 longitudinais. Ver Fraturas Longitudinais originárias da oclusão, 107f raiz, 162q, 170-171 verticais de raiz, 108t, 301, 337, 382f características de, 122 Fraturas coronorradiculares, 162q, 168-170, 181, 242f, 288f Fraturas longitudinais categorias, 107, 108t cúspide fraturada, 109-111 dente fraturado, 116-120 dente trincado, 111-116 fratura radicular vertical, 120-124 incidência, 106-107 Fraturas radiculares horizontais, 171f, 361 Freses Gates-Glidden, 208-209, 269, 269, 272f

465


466

Índice

Fundições, desorientadas, 411f Fungos, em infecções endodônticas, 42 G Gengivectomia, 234 Glick Nº 1, 204f Grampos colocação, 235 desenhos, 232-233 Grampos com asa, 232 Grampos tipo borboleta, 232 Granuloma, periapical, 58 Guta-percha capacidade de selamento, 303 compactação lateral, 308-311 compactação vertical, 314-318 composição e formatos, 303 cones padrão, amolecidos por solvente, 313-314 métodos de colocação, 303-304 novas técnicas e materiais, 318-319 radiografia do cone principal, 188 remoção da, 292, 348-350 seleção da técnica, 308 vantagens da, 303 Guta-percha fluida, 318 H Haletos, 279q Hastes com guta-percha aderida, 317f, 349-350 Hemissecção, 368-374, 371f Hemorragia, 325-326 intrapulpar, como causa da alteração de cor, 392 Hidróxido de cálcio, 279q cimentos endodônticos, 307 colocação, 280f em pulpotomia, 168 Higroscopia, desidratação por, 26 Hipersensibilidade dentinária, 16-17 pós-restauração, 25 Hipoclorito de sódio, 153, 264-265, 337f, 397-398 Hipoplasia cronológica, 394 História da doença atual, 69-70, 162 História dentária, 69, 149 pacientes idosos, 409 para fratura radicular vertical, 121 História médica, 67-69, 149, 162, 409 Histórico de saúde dentária, 69 história da queixa atual, 69-70 saúde, médica, 67-69 I Idade, alteração de cor e, 392-393 Imagem radiográfica com mudança da angulação do cone, 186 desvantagens, 191-194 indicações e desvantagens, 190-191 mudança na imagem, 189 regra SLOV, 189 Implantes intraósseos, 387f dente unitário, 385 questão do sucesso dos, 388 taxas de sucesso, 381t Imunocomplexos em lesões periapicais, 57f Imunoglobulinas em lesões periapicais inflamadas, 57 IgE, 51

IgM, 52f Incidência dente fraturado, 116-117 dente trincado, 111 emergência entre consultas, 156 fratura de cúspide, 109 fratura dentária longitudinal, 106-107 fratura radicular vertical, 120 Incisão e rebatimento, 364 para drenagem, 141, 153f, 357-359 Incisão vertical para drenagem, 358-359 Incisivos aberturas de acesso e localização de canais, 239-240 central e lateral inferior, 241-248, 426f com ápices incompletos, traumatismo em, 162f com polpa necrótica, 31f fratura de coroa-raiz, 170f fraturados, com exposição pulpar, 166f superiores, 420f Incisivos centrais superiores, 420f aberturas de acesso e localização do canal, 239-240 Incisivos laterais, 420f aberturas de acesso e localização do canal, 239-240 Indicações. Ver também Contraindicações para amputação radicular, 369q para anestesia suplementar, 133 para cirurgia perirradicular, 359-361 para hemissecção, 369q para mudança da angulação da tomada radiográfica, 190-191 para pré-molarização, 369q para retratamento não cirúrgico, 342-343 Índices de sucesso de implantes dentários, 381t Inervação acessória, 131 periodontal, 19 pulpar, 15-17 Inervação cruzada, 131 Infecção canal radicular, 38-40 endodôntica secundária/persistente, 44 extrarradicular, 40, 45-46 intrarradicular, 40 primária intrarradicular, 41-44 reabsorção relacionada à, 176 Infecções endodônticas secundárias/persistentes, 44 Infecções endodônticas sintomáticas, 42-43 Infiltração coronária, 378f dique de borracha, 235 restauração defeituosa, 394f Inflamação alterações vasculares durante, 12-13, 15 dor resultante de, 147 induzida por irritantes, 49f localizada, 23f perirradicular, 50f processo de, 51 pulpar, 22f, 54-55 tecidual, 128 Ingestão de instrumentos, 335 Injeção de pastas obturadoras, 305 indolor, 128-129 intraóssea, 133-136 lenta, 129, 358 localizações alternativas, 131


Índice

primária, em pacientes idosos, 413 termoplastificada, 317 Injeção em dois estágios, 129 Injeção intrapulpar, 139-140 Injeções infiltrativas, 131, 358 Injeções sem dor, 128 Injúrias classificação das, 162q resposta pulpar às, 407-408 traumáticas. Ver Injúrias traumáticas Injúrias de impacto, 49-50 e encaminhamento de casos, 87 Injúrias de luxação, 162q, 171-174, 181-183 Injúrias traumáticas avulsões, 174-179 como causa de alteração de cor, 392f e encaminhamento de casos, 87 em pacientes idosos, 417 exame e diagnóstico, 161-164 fratura de esmalte, 164 fraturas alveolares, 179 fraturas coroa-raiz, 168-170 fraturas coronárias com exposição pulpar, 164-168 sem exposição pulpar, 164 fraturas radiculares, 170-171 luxação, 171-174 manejo na dentição decídua, 179-183 Instruções ao paciente após injúrias traumáticas, 183 pós-operatórias, 366-368 Instruções e cuidados pós-operatórios, 366-368 Instrumentação anticurvatura, 269, 269, 271f confinada ao sistema de canais radicular, 153f e eliminação da etiologia, 262-263 Instrumentação circunferencial, 268 Instrumentação, retrocavidade, 365-366 Instrumentos acionados a motor, 208-209 esterilização e desinfecção de, 213-214 fabricação, 205 fragmentos, remoção de, 346-348 fratura de, 267 fraturados conclusão do tratamento e, 383 não recuperados, 343 obstrução por, 89 prevenção de, 211 prevenção e prognóstico, 334 nomenclatura para, 204-205 operados manualmente, 205-206 padronização, 207-208 para clareamento, 213 para emergências, 204 para exame, 203-204 para limpeza e modelagem, 204 para obturação, 212-213 propriedades físicas, 206-207 ultrassônicos. Ver instrumentos ultrassônicos utilização intracanal de instrumentos manuais, 209-211 instrumentos rotatórios, 211 variações, 208 Instrumentos acionados a motor, 204 Gates-Glidden, 208-209 limas de niquel-titânio, 209

467

Peeso, 209 rotatórios, 208 Instrumentos de mordida, 110f Instrumentos de níquel-titânio, 205-207 e eliminação da etiologia, 262-263 forças de torção, 264 limas de níquel-titânio acionadas a motor, 209 limas rotatórias, 276 preparo rotatório, 272 Instrumentos fabricados por torção, 206f Instrumentos fraturados bloqueio por, 89 não removidos 343 prevenção de, 211 prevenção e prognóstico, 334 resultado do tratamento e, 383 Instrumentos Lightspeed, 208, 210f Instrumentos manuais, 204, 205f fabricados por torção, 205 manufaturados, 205 na remoção do cone de prata, 351f uso clínico, 206 uso intracanal, 209-211 Instrumentos rotatórios para alargamento cervical, 210t diâmetro de, 273t Instrumentos rotatórios, 208 prevenção da fratura de instrumentos, 211-212 Instrumentos sônicos, 205, 349 Instrumentos ultrassônicos, 205 para remoção de guta-percha, 349 de pastas duras, 354 pontas para preparo de retrocavidades, 366f utilizados para instrumentaçãom dos canais radiculares, 264 Interpretação da radiografia, 194 Ionômero de vidro cimentos, 27 cimentos endodônticos, 307 guta-percha impregnada com, 318-319 Irrigação com clorexidina, 265 com hipoclorito de sódio, 153, 264-265 e grau de alargamento apical, 262-263 Irritantes e alterações na anatomia, 219 mecânicos, 49-50 microbianos, 48-49 químicos, 51 e alteração de cor, 401 remanescentes do selamento apical no canal, 299 remoção por desbridamento do canal, 155 Irritantes mecânicos, 49-50 Irritantes microbianos, 48-49 Irritantes químicos, 51 e alteração de cor, 400 Isolamento cirurgia corretiva, 234 com diques de borracha, 231-233, 235 de dentes com estrutura coronária inadequada, 233 desinfecção do campo operatório, 236 em pacientes idosos, 413 substituição da estrutura coronária, 233 J Junção cemento-esmalte, 18 Junção cementodentinária, 6, 93-94 Junções desmossômicas, 8 Junções intercelulares, 8


468

Índice

L Lâmina dentária, 2f Lasers, calor gerado por, 23-24 Leito capilar, 12, 13f Lesões caracterizadas por reabsorção óssea, 222f e biópsia, 361 periapicais cicatrização após tratamento do canal radicular, 62-63 classificação das, 57-62 exame radiográfico, 77-78 mediadores das, 56-57 remoção das, 344f persistentes, 89 progressão de, 52 radiolúcidas características distintivas, 194-195 necrose pulpar com, 300f periapicais, 63f-64f radiopacas, 195f verdadeira combinada endo-perio, 102f Lesões periapicais, 49f cicatrização após o tratamento do canal radicular, 62-63 classificação das, 57-62 exame radiográfico, 77-78 mediadores das, 56-57 remoção das, 344f Lesões radiolúcidas características distintivas, 194-195 necrose pulpar com, 300f periapicais, 63f-64f resolução de, 385f-386f Leucócitos polimorfonucleares (PMNs), 48, 59f Lidocaína, 130-133, 135 Ligação, 233 Ligamento periodontal (LPD), 4f, 18-19 espessamento do espaço do LPD, 58f injeção, 136-139 perfuração para o interior do, 325-326 Limas apical inicial, 275-276 defeitos em, 211f Hedstrom, 206f, 348f inspecionadas para avaliar a distorções das espirais 334f níquel-titânio, 206-207 acionadas a motor, 209 no espaço apical do canal, 261f no preparo step-back, 270f-271f posicionadas além do ápice radiográfico, 263f recobertas com cimento endodôntico, 308f uso intracanal, 209-211 Limas tipo K, 206f, 207-208 Limitações físicas, 84 Limites de torção, 207-208 instrumentos de níquel-titânio, 264 Limpeza canal apical, 261-262, 273, 276 critério para avaliação, 279-281 em pacientes idosos, 414 instrumentos para, 204 princípios de, 260 Limpeza da cavidade, 24-25 Linfáticos, 11-12, 14f Linfócitos T, 10, 57f Linfócitos, 59f Localizador apical por impedância, 256f Localizadores apicais eletrônicos, 256-256

Longevidade de dentes com tratamento endodôntico, 287-288 Lubrificantes, 265, 331 Luxação extrusiva, 173 Luxação intrusiva, 173, 182-183 Luxação lateral, 173-174, 182 M Macrófagos, 10, 59f Mandíbula posicionamento filme-cone, 199f radiolucidez, 196 Manejo da anestesia local, 128-130 da necrose, 140-141 de avulsões, 183 de canal artificial, 331-332 de injúrias traumáticas, 179-183 de um degrau, 331 em uma emergência pré-tratamento, 150-155 Manipulação dos cimentos endodônticos, 307 Mastócitos, 51f, 57 Materiais para vedamento marginal, 235f Material de cimentação, liberação de calor durante presa, 26 Matriz não colagenosa, 10 Maxila posicionamento filme-cone, 199f radiografias, 196 Mediadores de lesões periapicais, 56-57 Mediadores específicos de lesões periapicais, 57 Mediadores inespecíficos de lesões periapicais, 56-57 Medicamentos intracanais, 279-281 alteração de cor e, 395 para pacientes idosos, 414 Mepivacaína, 132, 135 Metamorfose calcífica, 54f, 79f, 86f como causa da alteração de cor, 392, 393f em pacientes idosos, 410f, 412f Métodos de remoção de microtúbulos, 348 Microabrasão com ácido hidroclorídrico e pedra-pomes, 401-403 Microbiologia endodôntica causa microbiana da periodontite apical, 38 infecção extrarradicular, 40 infecção intrarradicular, 40 rotas de infecção do canal radicular, 38-40 Microbiota em dentes com tratamento endodôntico, 45t endodôntica, 40-46 Microbiota endodôntica, 40-46 infecções endodônticas persistentes/secundárias, 44 infecções extrarradiculares, 45-46 infecções intrarradiculares primárias, 41-44 Microinfiltração, 25, 27 Microtomografia computadorizada, 200 Molares inferiores, 429f-431f acesso aos, 248-252 com três raízes, 227f, 431f não restauráveis, 386f restaurados, 387f vista proximal, 253f sistemas de retenção e núcleo, 294-295 superiores, 423f-425f acesso aos, 240, 241 com quatro raízes, 431f Molares inferiores acesso aos, 248-252 com três raízes, 227f, 431f


Índice

não restauráveis, 386f restaurados, 38 7f vista proximal, 253f Molares superiores com quatro raízes, 431f Moldagens, 25 Momento ideal para obturação, 301-302 para restauração, 289 Morfologia canais, 236, 23 7f dentina e polpa, 7 “pino de boliche apical”, 262f N Necrose pulpar após a restauração, 295f com lesões radiolúcidas, 300f com patologia apical, 152-155 como causa de alteração de cor, 392 condição prévia de, com e sem aumento de volume, 158 devido a irritantes, 48-49 e momento apropriado para obturação, 301-302 e periodontite apical, 60f incisivo com, 30f, 241f sintomas e tratamento, 55 sintomática e assintomática, 140-141 tratamento de canal radicular para, 82 Negatoscópio, 200f Nervo trigêmeo, 15 Nervos arborização dos, 16f na região central da polpa, 15f Neuroanatomia, nervos pulpares e dentinários, 15 Neurônios de segunda ordem, 16, 70 Nitidez da imagem obtida pela mudança da angulação do cone, 191-193 Nomenclatura para instrumentos, 204-205 Núcleo materiais obturadores pastas, 304-305 sólido, 302-304 remoção de, 345 sistemas, retenção e, 294-295 Número de consultas para pacientes idosos, 412 plano de tratamento e, 81 Número de radiografias, 187 Nutrição, fornecida pela polpa à dentina, 7 Nutrientes disponíveis para bactérias, 44 O Obstrução, como um acidente durante os procedimentos, 89 Obstruções, canal, remoção de, 344 Obturação avaliação da, 319-320 causas de insucesso, 299-301 cimentos endodônticos, 305-307 com guta-percha, 307-319, 349-350 em pacientes idosos, 414 instrumentos para, 212-213 materiais e alteração de cor, 394 haste obturadora 302-305 momento para a, 301-302 objetivos da, 298-299 radiografias, 188 Obturação seccional, 317 Obturações ,com pasta à base de resorcinol 354f

Odontoblastos aspiração de, 50f características dos, 7-8 corpo celular, 11f deslocamento de, 24f, 25 papel mediador na dor, 17f papel na formação de dentina, 7 Onda contínua de condensação, 316 Onlay de ouro fundido, 291f Organização periférica da polpa, 9f Orifícios do canal localização dos, 218q, 253f MB2, 241, 248-252 Osso alveolar, 4f, 19 Osso esclerótico, 195f Osteíte, condensante, 60, 61-62, 78f, 82, 195f Osteoporose, 408 Osteotomia, 364-365 Overdenture, 416, 417f Óxido de zinco-eugenol (ZnOE), 26, 304, 307 P Pacientes idosos comprometidos sistemicamente 408-409 Padronização, de instrumentos manuais, 207 Palpação, 72, 149 Papila dentária, 2f-3f Parestesia de lábio, 130-131 Partículas de pigmento, 137f Parúlide. Ver Estoma Passos na obturação com cones convencionais amolecidos por solvente, 314 com guta-percha, 309-311 Passos na técnica combinada, 275q Pastas macias e duras, remoção de, 350, 354 técnicas de colocação, 305 tipos, 304-305 vantagens e desvantagens, 305 Patência apical, 263 Patogênese dente fraturado, 117 dente trincado, 111 fratura de cúspide, 109 fratura radicular vertical, 120 Patógenos, no interior da polpa comprometida, 96 Patologia periapical, 55-57 Patologia perirradicular não endodôntica, 63-64 Peeso,alargadores, 209, 273t Peptídeo relacionado ao gene da calcitonina, 51-52 Perfurador na injeção intraóssea, 135f Perborato de sódio, 397 Percepção da dor, 148 Percussão, 72 na identificação da injúria periodontal, 163 sensibilidade, 152 Perda óssea,78f amputação radicular e, 371f no dente fraturado, 118f Perfuração apical, 267, 333, 337f coronária, 89 durante o preparo do acesso, 323-329 em preparo de pino, 192f lateral por desgaste, 95f radicular, 89, 333-334 relacionada à reabsorção, 368 seleção da área, 134-135 Perfuração de furca, 326, 327f

469


470

Índice

Perfuração lateral de raiz, 326, 338 Perfurações apicais, 267, 333, 337f Perfurações laterais, 333 Perfurações laterais por desgaste, 267, 269f, 326, 328f Perfurações no terço médio da raiz, 333 Perfurações radiculares no terço cervical, 333-334 Periodontite apical assintomática, 58-60, 82 etiologia microbiana da, 38, 39f persistente, 45t sintomática, 57-58, 150-152 Periodonto comunicação com a polpa dental, 93-95 formação do, 5 segurança, com injeção no LPD, 138-139 vasculatura do, 19 Peroxiborato mono-hidratado de sódio, 397 Peróxido de carbamida, 397 Peróxido de hidrogênio, 397 Pigmentação externa e interna, 416 por cimentos endodônticos, 306 Pinça hemostática para apreensão do filme 197f Pinçamento da gengiva, 233 Pino cimentado, 342f coroas provisórias com, 282 fibra de carbono, 291, 292f perfuração, 192f pré-fabricado, 294-295 preparo do espaço para, 294 acidentes durante, 338 seleção de, 291 sistema de remoção, 345f-346f Pino metálico fundido, 294 Pinos de fibra de carbono, 291, 292f Pinos dentinários efeitos sobre a polpa, 25 retentivos, 295 Plano de tratamento ápice aberto, 29, 30 após o diagnóstico, 80 e encaminhamento de pacientes, 83-84 fraturas coroa-raiz, 169-170 número de consultas, 81 para condições específicas, 82 para emergências, 150 para pacientes idosos, 411-412 Plano vestíbulo-lingual 191 Plásticos, 304-305, 307 Plexo capilar subodontoblástico, 14f Plexo subodontoblástico de Raschkow, 15, 16f Polimento de restaurações, 25 Pólipo pulpar, 54f Polpa alterações relacionadas à idade na, 17 cálculos, 10-11, 12f-13f, 79, 219 capeamento, 22 cavidade, 221f células da, 7-10 componentes extracelulares, 10-11 comunicação via periodonto, 93-95 efeito da doença periodontal na, 95-96 efeitos iatrogênicos sobre, 22-27 embriologia da, 2-5 exposição, 39, 164-168, 181 função e morfologia, 7 inervação, 15-17

injúria à, 164 irritantes para a, 48-51 lesões, exame radiográfico, 78-79 patologia, 51-52 manejo anestésico da, 140-141 proteção da, 21 dos efeitos dos materiais, 28 regeneração, 33-34 regiões anatômicas, 5-7 segurança, com injeção no LPD, 139 seleção do teste apropriado, 72-75 testes de vitalidade, 72 vasculatura, 13f vasos sanguíneos, 11-15 vital, prévio desbridamento, 157 Polpa coronária cálculos na, 12f remoção da, 151f Polpa necrótica anos após a restauração, 295f com e sem aumento de volume, 152-155 como causa de alteração de cor, 392 devido a irritantes, 48-49 e momento adequado para a obturação, 301-302 e periodontite apical, 60f incisivos com, 30f, 241f previamente, sem aumento de volume, 158 sintomas e tratamento, 55 sintomática, 140-141 tratamento endodôntico para, 82 Pontes de dentina, 8f taxas de sucesso, 381t Posicionamento filme-cone, 196-197 Potencial redox, 43 Pré-dentina, 3, 11f Preditores de sucesso e falha, 380-381 Pré-molar inferior com múltiplos canais, 431f Pré-molar superior com três raízes, 431f Pré-molares com três canais, 226f-227f inferiores, 427f-428f acesso aos, 248 com múltiplos canais, 431f redução do espaço da cavidade pulpar, 251f superiores, 421f-422f acesso aos, 240 com três raízes, 431f Pré-molarização, 369-374, 372f Pré-odontoblastos, 8 Preparo apical, do canal 261-262 critério para avaliação, 279-281 instrumentos para, 204 para pacientes idosos, 414 princípios de, 260-261 Preparo apical do canal eliminação da etiologia, 262-263 grau de alargamento apical, 262 patência apical, 263 término da limpeza e modelagem, 261-262 Preparo de cavidade profunda, 24f Preparo do canal mésio-vestibular, 274f Preparo do espaço do canal, 292-294 Preparo inadequado do acesso, 252 Preparo padronizado, 268 Preparo raso de cavidade, 24f Preparo Step-back, 276


Índice

Pressão contrária, com injeção intrapulpar, 139 Prevenção de flare-ups, 157 de fratura de cúspide, 111 de fratura radicular vertical, 124 de instrumentos fraturados, 334 de perfurações durante a abertura coronária, 324-325 de um degrau, 330-331 de um dente fraturado, 120 de um dente trincado, 116 Prilocaína, 132 Primeiros socorros para dentes avulsionados, 175q Processamento rápido, radiografias de trabalho, 197 Profilaxia antibiótica, 69, 279q para necrose pulpar com aumento de volume difuso, 155 uso inapropriado de, 150-152 Profilaxia. Ver Profilaxia antibiótica Profundidade de acesso cálculo, 249f, 251f medição, 236 Prognóstico criação de canal artificial, 332 dente fraturado, 119-120 dente trincado, 116q dentes após reparo de perfuração, 328-329 doença endodôntica primária, 98 com envolvimento periodontal secundário, 99 doença periodontal primária com envolvimento endodôntico, 101 doenças combinadas verdadeiras, 101 fratura de cúspide, 111 fratura radicular vertical, 124, 338 para amputação radicular, 370-373 para cicatrização após retratamento, 354-355 para formação de um degrau, 331 para hemissecção, 370-373 para instrumentos fraturados, 334 para pré-molarização, 370-373 tratamento em pacientes idosos, 411-412 Projeção distal, 197 Projeção mesial, 192f, 197, 217 Projeção vestibular, 217 alinhamento do cone, 197 Projeções tipo bitewing, 196 Propriedades bacteriostáticas dos cimentos endodônticos, 306 Proteção com diques de borracha, 231 da estrutura dentária remanescente, 290 da polpa, 21, 22t Proteína óssea morfogenética, 34 Prótese parcial fixa, 385 Pulpite hiperplásica, 54f irreversível, 53-54, 140 reversível, 53 tratamentos para, 82 Pulpotomia, 22t, 28, 151f, 167f rasa, 168f Q Queixa principal, 67, 162 em pacientes idosos, 409 história da, 69-70 R Radiografia anatomia radiográfica, 194, 217 considerações sobre exposição, 189

471

determinação do comprimento de trabalho, 252, 255-256 diagnóstico diferencial, 194-196 digital, 185, 200 imagem radiográfica com mudança na angulação, 189-194 importância na endodontia, 185-186 microtomografia computadorizada, 200 pré- e pós-operatória, 359f radiografia de verificação da obturação, 311, 320 sequência radiográfica, 187-189 técnicas especiais, 196-200 Radiografia digital, 185, 200 Radiografia durante a consulta de revisão, 186, 187f, 188-189 Radiografia pré-operatória, paralela, 255f Radiografias anguladas, 252, 255-256 Radiografias de trabalho, 187-188 Radiografias diagnósticas, 187 Radiografias paralelas, 252 Radiolucidez lateral, 338f Radiolucidez mesial, 86f Radiopacidade do cimento endodôntico, 306 Rafe mediana, 199f, 256f Raiz amputação, 369-374 anatomia, 218 variações na, 224-227 após instrumentação, 260f desenvolvimento após pulpotomia, 29f distolingual extra, 88f extrusão, 98f formação, 3-4 fratura, 162q, 170-171, 181, 301, 382f identificação da, 218 mésio-vestibular, 87f perfurações, 333-334 primeiro pré-molar maxilar, 221f reabsorção, externa, 400 Reabsorção cervical externa, 406f de superfície, 84, 176 de tecido duro, 55f e encaminhamento de casos, 84 em injúrias de luxação, 174 interna, 55, 220f, 318f radicular externa, 400 relacionada à anquilose, 176-178, 178f tratamento complicado por, 263 Reabsorção inflamatória, 84 em avulsões, 176, 178f Reabsorção intracanal, 55 Reabsorção óssea, 56f em fratura vertical radicular, 122f-123f Reabsorção por substituição, 84, 176-178, 178f Reabsorção radicular externa, 400 Reabsorção relacionada à anquilose, 176-178, 178f Rebatimento, incisão e, 364 Recapitulação, 273 Recidiva futura de alteração de cor, 400 Reimplante em avulsões, 175-178 intencional, 384 Remanescentes de tecido pulpar, e alteração de cor, 395, 397f Remoção de cáries, gradual, 28 Remoção de smear layer, 25, 265-266 Remoção excessiva de estrutura dentária, 252 Reposicionamento, em fratura radicular, 170, 171 Resinas núcleos, 304 restauradoras, 27


472

Índice

Resposta à injúria, 15 pulpar, 79f Resposta pulpar à injúria, 407-408 alterações com a idade, 407 Ressecção, apical, 365, 366f Restauração coronária alteração de cor e, 395 final, 354 Restauração direta, 290 Restauração final, e clareamento interno, 398,400 Restauração, preparação para considerações estruturais e biomecânicas, 288-289 longevidade de dentes com tratamento endodôntico, 287-288 momento adequado para restauração, 289 planejamento da restauração, 289-291 preparo do dente e do espaço do canal, 292-294 restaurando o acesso através de uma restauração existente, 295 selamento coronário, 289 sistemas de retenção e núcleo, 294-295 Restaurações final e clareamento interno, 398, 400 adequadas, requisitos para, 289 após apicificação, 32-34 associadas à fratura de cúspide, 110f coronárias alteração de cor e, 395 final, 354 dente trincado, 116 e retratamento não cirúrgico, 343 existentes e encaminhamento de casos, 85-87 restaurando acesso através de, 295 final coronária, 354 impacto em pacientes idosos, 414-415 planejamento das, 289-291 polimento, 25 remoção de materiais restauradores, 237, 239, 343-344 temporárias. Ver Restaurações temporárias Restaurações coronárias, 233 Restaurações de resina, alteração de cor e, 395 Restaurações indiretas, 290-291 Restaurações metálicas antigas, remoção 25 Restaurações metálicas, alteração de cor e, 395 Restaurações temporárias ou provisórias, 279-282 cavidades de acesso de rotina, 281 colapso coronário extenso, 281 coroas provisórias com pinos, 282 coroas, 25 longo prazo, 282 objetivos do ajuste oclusal com provisórias, 281 para estrutura dentária ausente, 233 Restos celulares epiteliais de Malassez, 4, 19f Resultados causas de fracasso no tratamento do canal radicular, 381-383 cirurgia endodôntica, 373-374 de tratamentos, após fracasso do tratamento endodontico não cirúrgico, 383-388 índices de sucesso, 379-380 metodologia de avaliação, 377-379 quando avaliar, 377 sucesso e fracasso definição de, 376-377 preditores do, 380-381 Retalho planejamento retalho mucoperiosteal de espessura total, 364

retalho submarginal curvo, 363-364 retalho submarginal triangular e retangular, 364 rebatimento, 123f, 141, 347f reposicionamento e sutura, 366 Retalho submarginal curvo, 363-364 triangular e retangular, 364 Retalho sulcular, 364 Retalho triangular, submarginal, 364 Retenção da restauração coronária, 290 de materiais restauradores, 343-344 e sistemas de núcleo, 294-295 Retração da guta-percha, 303 do cimento endodôntico, 306 Retratamento de um dente tratado, 87 devido à periodontite, 315f em pacientes idosos, 415 não cirúrgico considerações pós-tratamento, 354-355 contraindicações, 343 indicações para, 342-343 opções de tratamento, 341-342 procedimentos para, 343-354 resultados, 383-384 riscos e benefícios, 343 técnicas melhoradas de, 96 Retratamento não cirúrgico considerações pós-tratamento, 354-355 contraindicações, 343 indicações para, 342-343 opções de tratamento, 341-342 procedimentos para, 343-354 riscos e benefícios, 343 término, 383-384 Riscos e benefícios, do retratamento não cirúrgico, 343 S Secagem da cavidade, 24-25 Segmentos de um dente fraturado, 118-119 separação dos, 114, 115f Segurança da microabrasão, 403 do clareamento, 400 Selamento apical, 299 Selamento coronário, 289, 299 em pacientes idosos, 416 falta de, 383, 384f Selamento lateral, 299 Seleção de casos árvore de decisão, 31t fraturas coronárias, 165 para pacientes idosos, 411-412 sistema de, 83f Semissólidos, 304-305 Sensibilização central, 70q Sequelas de fraturas radiculares, 171 do reimplante, 176-179 Sequência de diagnóstico em emergências, 149q Seringa, para injeção no LPD, 138f Sintomas do paciente, e momento da obturação, 301 Sistema de guta-percha termoinjetável, 318f Sistema imune células do, 10 respostas às patologias pulpares, 51-52


Índice

Sistemas descartáveis de diques de borracha, 231f Sites da internet com informações sobre drogas, 152q Sobre-extensão, 299-300 etiologia, 337 Solubilidade do cimento endodôntico, 306 Solução reveladora de placa, 114f Soluções de irrigação extrusão de, 335 ideais, propriedades das, 264q Solventes, para remoção de guta-percha, 349 Sonda exploradora, 204f Sondagem em doença endodôntica primária, 96-98 para um dente trincado, 115 periodontal, 74f, 77 Spirilla nas infecções endodônticas, 42t Subluxação, 171-173 Subobturação, 300 etiologia, 335 Substância P, 51 Sucesso definição de, 376-377 lesão periodontal, 378f preditores de, 380-381 taxas, 379-380 Sulco lingual, 224-225 defeito, 226f Sutura, retalho, 366, 368f T Taça de borracha, 76f Tecido de granulação, 167f Tecido duro alterações, causadas por inflamação pulpar, 54-55 cicatrização, após cirurgia perirradicular, 368 Tecido mole exame, 72, 163 cicatrização, após cirurgia periarradicular, 368 Tecidos perirradiculares cemento, 17-18 junção cemento-esmalte, 18 ligamento periodontal, 18-19 osso alveolar, 19 Técnica combinada, 273-276 Técnica crown-down, 274f Técnica da força balanceada, 269-273 Técnica radiográfica extraoral, 200f Técnica step-back passiva, 269, 271f, 331 Técnica Step-back, 268-269, 270f Técnica Step-down, 269 Técnica Walking bleach, 213, 396f, 398, 399q Técnicas amputação de raiz, 370 de preparo, 266-279 guta-percha, 308 hemissecção, 370 para apicificação, 32 para apicogênese, 30-31 para cirurgia de correção, 369 para colocação de cimentos endodônticos, 307 material temporário, 282f pastas, 305 para compactação vertical, 316 pré-molarização, 370 Técnicas de clareamento interno quando realizar o clareamento, 400 recidiva futura da alteração de cor, 400

473

restauração final, 398, 400 termocatalítica, 398 walking bleach, 398 Técnicas de preparo, 266-279 alargamento, 267 alargamento apical final e limpeza, 273 considerações gerais, 277-279 instrumentação anticurvatura, 269, 269 instrumentação circunferencial, 268 instrumentação, 268 para retrocavidades, 365-366 preparo padronizado, 268 preparo rotatório niquel-titânio, 272-273 recapitulação, 273 técnica combinada, 273-277 técnica da força balanceada, 269-273 técnica passiva step-back, 269 técnica step-back, 268-269 técnica step-down, 269 Tempo de presa de cimentos endodônticos, 306 Tensão de oxigênio, 43 Teoria do núcleo central, 132f Terapia para polpa vital, 21-22, 22t, 28 para fraturas coronárias, 165 Terapia pulpar. Ver Terapia para polpa vital Término do tratamento endodôntico causas de insucesso nos tratamentos dos canais radiculares 381-383 de tratamentos após insucesso do tratamento endodôntico não cirúrgico, 383-388 índices de sucesso, 379-380 metodologia de avaliação, 377-379 quando avaliar, 377 sucesso e falha definição de, 376-377 preditores de, 380-381 Terminologia diagnóstica, 68t Teste de cavidade em pacientes idosos, 410 estimulação dentinária com, 75 Teste de mobilidade, 77 Teste da mordida, 74f Teste dos dentes-controle, 72-75 Teste pelo frio, 75f para injúrias de luxação, 173-174 Teste pulpar com calor, 75 com frio, 75, 173-174 elétrico, 75-77, 164, 173-174 em paciente idoso, 409-410 Testes clínicos dentes-controle, 72-75 determinação do fluxo sanguíneo, 77 significado dos testes térmicos,77 teste pulpar elétrico, 75-77, 164, 173-174 testes com frio e calor, 75 Testes de vitalidade pulpar, 63, 149 Testes objetivos dente trincado, 113 fratura de cúspide, 110 Testes térmicos, 75, 77 Tetraciclina, e alteração de cor, 393, 401f Toalete da cavidade, 236 Tolerância tecidual, aos cimentos endodônticos, 306 Transiluminação, 80 para um dente trincado, 113 Transporte, apical, 266 Tratamento. Ver também Retratamento


474

Índice

canal radicular. Ver Tratamento do canal radicular emergência pós-obturação, 158 flare-ups, 157 fratura de cúspide, 111 fratura radicular vertical, 122, 124, 338 injúrias de luxação, 174 opções para retratamento não cirúrgico, 341-342 papel da radiografia no, 185-186 para um dente partido, 118-119 para um dente trincado, 115-116 perfuração de furca, 328 Tratamento do canal radicular após reimplante, 178-179 em pacientes idosos, 412-414 índices de sucesso, 381t mal sucedido, 361f causas, 381-383 para fratura radicular, 171 para fraturas coronárias, 168 ressecção apical, 365, 366f Tratamento endodôntico parcial 55 Tubérculo, fraturado, 225f Túbulos dentinários, 24-25 aspiração de odontoblastos para o interior, 50f cocos em, 44f comunicação via, 93-94 rota de infecção do canal radicular, 39

U Urgência, diferenciação da emergência, 147-148 V Vantagens da compactação lateral, 308 da compactação vertical, 314-316 da mudança na angulação da tomada radiográfica, 190-191 das pastas, 305 Vasos sanguíneos aferentes, 11 eferentes, 11 fisiologia vascular, 12-15 linfáticos, 11-12 Vernizes, 27 Vias de transmissão, polpa ao SNC, 16 Vírus correlação com patologias apicais, 49 em infecções endodônticas, 42 Visualização da anatomia interna, 237 Volumes de soluções anestésicas, 132 Z Zigoma maxilar, processo malar do, 191f Zona de Weil, 7

Ed12cap25  

aosinoa,aosinfa