Page 1

Instituto Superior Politécnico de Viseu Escola Superior de Educação de Viseu

Língua Portuguesa para Fins Técnico-Empresariais I

“O no

único lugar onde o sucesso vem antes do trabalho é dicionário.” Albert Einstein

Trabalho realizado pelo aluno Alexandre Rodrigues 10897, sob a orientação da docente Susana Amante.

1ª Reflexão Na unidade curricular de Língua Portuguesa para Fins Técnico-Empresariais I, foi-nos solicitado, pela docente Susana Amante, a realização de um portefólio individual, sendo esse elaborado com base nas atividades mencionadas pela professora. Viseu, 29 de Dezembro de 2013


Instituto Superior Politécnico de Viseu Escola Superior de Educação de Viseu Na minha opinião, penso que esta unidade curricular será fundamental no nosso percurso, tanto a nível académico como a nível pessoal. Sinto que esta disciplina me enriquecerá bastante, influenciando positivamente o meu desempenho nas restantes unidades curriculares, sendo do meu ponto de vista a peça fundamental para o meu sucesso enquanto profissional da área em questão. A escrita tornou-se um refúgio na minha vida. Tenho por hábito escrever diversos tipos de texto, nomeadamente Textos Dissertativos, sendo o caso desta reflexão, e Textos Injuntivos sendo estes escritos por mim com menor frequência. Tenho como hobby escrever outras formas textuais, nomeadamente Poesia, sendo ela uma forma de lidar com determinados problemas da vida. Em relação à leitura, tenho por hábito ler frequentemente. Diariamente, folheio um jornal de desporto, notícias e ocasionalmente revistas. Também leio alguns tipos de livros esporadicamente, estando na minha lista livros maioritariamente de crimes, drama, etc… Esta unidade curricular será bastante benéfica para o meu futuro profissional, visto que estudo uma área ligada à comunicação. Será uma mais valia poder escrever e falar corretamente, sendo fulcral no meu futuro profissional. Para além destes benefícios, existe uma enorme lista; no entanto, penso que mais do que pessoalmente, o estudo desta unidade curricular será a chave do nosso sucesso no mercado de trabalho. Na minha opinião escrever é uma simplificação de ideias, pensamentos, conhecimento científico, entre outros. Escrever é demonstrar identidade, é colocar um pouco de nós numa folha, ou onde quer que escrevamos. Penso que existem alguns medos no que diz respeito a esta unidade curricular. Como aluno, sinto-me na obrigação de obter aproveitamento, não só pelo facto de ambicionar concluir um curso superior e futuramente fazer aquilo que gosto, mas também pelo facto de ser a minha língua materna o Português. A leitura por vezes torna-se incómoda. Apesar de ter consciência que sei ler, por vezes um engano torna-se na minha cabeça um crime gravíssimo. Penso que, na maioria das vezes, me sinto à vontade para ler em voz alta; no entanto, existem ocasiões que se tornam dificultosas, como, por exemplo, quando existe a necessidade de ler na presença de indivíduos desconhecidos. Penso que não sou uma pessoa tímida nem confiante, sou uma espécie de meio termo. Talvez perfecionista seja a palavra ideal para me definir. No contexto de sala de aula, penso que existe um excelente ambiente, tendo um bom relacionamento com a docente.

Penso que a turma se tornou sólida e unida, devendo um pouco ao relacionamento que temos com os professores, nomeadamente a professora Susana. Viseu, 29 de Dezembro de 2013


Instituto Superior Politécnico de Viseu Escola Superior de Educação de Viseu Gostaria de a congratular pelo excelente trabalho que tem vindo a desempenhar, tendo este contribuído para o meu sucesso escolar.

Atividade 1 Viseu, 29 de Dezembro de 2013


Instituto Superior Politécnico de Viseu Escola Superior de Educação de Viseu

Sou teimoso Medo de alturas

Estudante

Tenho 19 anos Perfecionista Sou criminoso Jogador de Giro 178 cm Futebol

Nasci em Viseu Respeitador

Heterossexual Quase noivo Odeio Hospitais

Benfiquista Atividade 2 Adjetivos para caracterizar línguas; Português- complexo, trabalhoso Espanhol- alegre, vivo Alemão- agressivo, frio Chinês- confuso, distante Inglês- simples, vagaroso Russo- eloquente, desordenado

Viseu, 29 de Dezembro de 2013


Instituto Superior Politécnico de Viseu Escola Superior de Educação de Viseu Irlandês- escasso, insípido Cree- raro, melodioso

Atividade 3 Adjetivos para caracterizar variedade e variação da língua portuguesa; Português do Brasil – caloroso, garganteado Português Africano – inquieto, limitado Português Europeu – cosmopolita, delicado Douro – carente, local Beiras – comum, articulado Madeira – escasso, desprovido

Viseu, 29 de Dezembro de 2013


Instituto Superior Politécnico de Viseu Escola Superior de Educação de Viseu Alentejo – vagaroso, fantasioso

Atividade 4 Felizmente, no mundo todos somos diferentes. Uns são brancos, outros são negros, uns falam português, outros falam inglês. Todos nós temos algo em comum, a diferença. Relativamente à língua que falamos, o Português, mesmo sendo a minha língua materna, dá-me tantas dores de cabeça. Estou constantemente a questionar-me, será assim que se escreve? É assim que se soletra? Porque és tão complexo e complicado Português?! Por vezes fazes sentir-me ignorante. Nem mesmo a minha própria língua sei falar, é o dilema com que me deparo imensas vezes. Já o vizinho Espanhol, é tão alegre e vivo. Uma língua parecida com o Português, mas ao mesmo tempo tão diferente. Sempre afinado e melódico, parece ser cantado. É curioso como podem ser os teus vizinhos tão diferentes de ti, Português. Um pouco mais distantes, estão os Alemães, frios e agressivos. Talvez seja das temperaturas baixas que se passam por aqueles lados. Bonito de se ouvir, mas difícil de se falar. Viseu, 29 de Dezembro de 2013


Instituto Superior Politécnico de Viseu Escola Superior de Educação de Viseu O Chinês, tão longínquo e confuso. Como podes tu ser tão difícil de entender? Esforço-me para te compreender, mas nem à milésima tentativa te compreendo. Ai o Inglês, a simplicidade torna-o tão charmoso. A sua calma a falar, a postura, faz dele a língua mundial. Tão suave e belo, um verdadeiro encanto. O gélido Russo desordena-me as ideias com a sua eloquência, uma mistura que não é música para os meus ouvidos. É estranho ouvi-lo, mais estranho ainda, falá-lo. É muito genuíno e impenetrante. Já no Reino Unido, temos o Irlandês. A sua escassez, e o seu notório desuso fazem dela uma língua insípida. Nem eu próprio sei bem quem tu és, Irlandês. O Cree, tão antigo e raro. Parece cantado ao invés de falado. Só de pensar nele, imagino penas e tintas no rosto. Tão querido e selvagem. Todos tão diferentes, fazem de vocês únicos e especiais.

Atividade 5 Meo: •

Advérbio - meocanicamente

Adjetivo - meoreno

Verbo – meotivar

Google: •

Advérbio - googlosamente

Adjetivo - googlástico

Verbo – googlorar

Viseu, 29 de Dezembro de 2013


Instituto Superior Politécnico de Viseu Escola Superior de Educação de Viseu

Frango: •

Advérbio – franguisadamente

Adjetivo - franganóide

Verbo – desfrangar

Metamorfose: •

Advérbio – metamorfosamente

Adjetivo - metamorfoscão

Verbo – metamorfofocar

Instinto: •

Advérbio – minstinticamente

Adjetivo – instintável

Verbo – instintorrar

2ª Reflexão Gostaria desde já partilhar a minha opinião em relação a este tipo de trabalhos. Em primeiro lugar, penso que as atividades que temos vindo a desenvolver são bastante benéficas para o nosso aproveitamento nesta unidade curricular, nomeadamente as reflexões, que como o nome indica fazem-nos refletir todo o nosso percurso até agora. Enganam-se aqueles que pensam que este curso é fácil. Sinto que tenho vindo a desempenhar um trabalho satisfatório ao longo deste semestre, não pela qualidade dos mesmos, mas sim pelo esforço que tenho vindo a dispor para a sua realização. Penso que este tipo de atividades nos faz pensar um pouco em relação aos nossos objetivos enquanto estudantes e futuros trabalhadores. Sinto que cada vez Viseu, 29 de Dezembro de 2013


Instituto Superior Politécnico de Viseu Escola Superior de Educação de Viseu mais, estou disposto a dar tudo o que tenho para concluir esta licenciatura, em três anos e sem dúvida alguma, são pessoas como a professora Susana que nos fazem acreditar que o trabalho compensa e vale realmente a pena. Em relação ao decorrer das aulas, penso que como já referi na reflexão anterior, existe um ambiente fantástico entre alunos e professora, e é uma pena no próximo semestre não ter o prazer da unidade curricular ser lecionada pela professora Susana. Sinto que estou totalmente à vontade nas aulas em esclarecer as minhas dúvidas, em participar de forma ordenada e ocasionalmente dizer umas piadas. Todas estas atividades têm-me vindo a surpreender, na medida em que o grau de dificuldade não tem sido elevado, mas sim muito trabalhoso. Todo este trabalho tem-me vindo a ajudar a criar hábitos de estudo, não só nesta unidade curricular, contribuindo assim para todas elas. Todo este diverso tipo de atividades, vem reforçar a polivalência que necessitamos de obter, apreendendo diversas informações fundamentais para o nosso futuro. Sinto-me neste momento mais preparado, para a realização de atividades semelhantes, tendo tirado partido de todos os ensinamentos que a docente transmitiu. Sinto-me mais confortável a trabalhar em grupo, tendo em consideração que duas cabeças pensam melhor que uma. Não só por isso, mas também devido a desenvolver espírito de equipa, entreajuda e outras capacidades que nos irão favorecer ao longo do curso e futuramente.

Atividade 6 Estamos perante, um “sketch” dos “Gato Fedorento”, com enorme sentido de humor, em que naturalmente afirmo, a existência de uma situação comunicativa. O ato comunicativo, iniciou-se com o dono da empresa (emissor) a dirigir-se aos dois recetores (funcionários). Como podemos observar, existe uma mensagem transmitida do emissor para os recetores, em que é feita uma repreensão pela ausência de reposição do stock de papel (mensagem), que terá sido realizada. Toda esta transmissão terá sido enviada e recebida através de códigos, que serão descodificados posteriormente. Para esta mensagem ter sido enviada, existiu um

Viseu, 29 de Dezembro de 2013


Instituto Superior Politécnico de Viseu Escola Superior de Educação de Viseu suporte ao qual denominamos “canal/meio”. Toda esta envolvente tem como objetivo reprimir os funcionários de forma exagerada, de modo a comediar a situação. No que diz respeito às funções da linguagem, estão presentes na mensagem a função apelativa, fática e metalinguística. Perante os aspetos cinestésicos, estão presentes quando o chefe comunica aos funcionários verbalmente, auxiliado de gestos e sinais. Em relação aos aspetos paralinguísticos observei a sua boa definição, pois a mensagem foi eficaz, diferenciando as vozes e as suas intensidades, dando origem a um discurso coerente. À medida que o emissor descrevia a sua mensagem, o recetor distorcia as palavras, dificultando a sua compreensão. Os elementos proxémicos demonstram a proximidade que existe entre o chefe e os funcionários com o seu local de trabalho.

Atividade 7 Exmo. Senhor Augusto Inácio: Venho por este meio informá-lo da criação da campanha de aniversário do AKI, realizada por mim. Resolvi dar-lhe o nome de “AKIVERSÁRIO”, com a finalidade de atrair os nossos clientes através de excelentes promoções e preços baixos que irão ser realizadas no aniversário da marca.

Viseu, 29 de Dezembro de 2013


Instituto Superior Politécnico de Viseu Escola Superior de Educação de Viseu Esta campanha foi realizada a pensar no benefício dos clientes e na satisfação das suas necessidades, fazendo com que estes se dirijam aos estabelecimentos e aproveitem esta mega oportunidade. Agradeço desde já a sua atenção, estando disponível para qualquer tipo de esclarecimento de dúvidas. Atenciosamente, Alexandre Rodrigues.

Atividade 8 Não só pela reduzida taxa de natalidade se fala de bebés. Atualmente é um tema bastante comum na sociedade em que vivemos, por diversos fatores. Como todos temos a oportunidade de constatar, os bebés hoje em dia estão cada vez mais sujeitos a influências, provenientes do contacto direto ou indireto com o exterior. Sendo elas, um dos fatores para que sejam utilizadas as expressões, “eles já nascem ensinados”, “ele é tão esperto”, etc. Qual o porquê destas afirmações?! Existe uma brusca evolução de mentalidades e de hábitos por parte das sociedades atuais. Derivado deste fenómeno, os antigos hábitos têm-se vindo a perder intensamente. Viseu, 29 de Dezembro de 2013


Instituto Superior Politécnico de Viseu Escola Superior de Educação de Viseu Lembro-me perfeitamente, que não tive acesso a equipamentos informáticos, durante muito tempo na minha infância. Felizmente ou não, isto não acontece nos tempos que correm. Os bebés ainda nem falar sabem e já lhe são oferecidos equipamentos para jogarem ou brincarem. Estamos perante uma revolução de hábitos e costumes. No que diz respeito à imagem, observamos um recém-nascido perante imensas influências, neste caso, as marcas. A mensagem que está a ser transmitida, é simples e direta. A partir do momento em que estamos perante contato com o mundo, somos bombardeados com informação. Será esta informação que nos irá moldar, que nos tornará recetores e produtores de cultura, mesmo que não propositadamente. As influências são exercidas indiretamente, sem que nos apercebamos e são elas que nos “transformam”.

Atividade 9

Viseu, 29 de Dezembro de 2013


Instituto Superior Politécnico de Viseu Escola Superior de Educação de Viseu Temos dois exemplos de intertextualidade e palimpsesto nestas duas publicidades, que consiste na criação de um texto proveniente de outro já existente. Na primeira imagem “Nachos e Fêmeas vão adorar a novidade”, temos uma alteração da palavra “machos”, que é substituída por “Nachos”. Na segunda imagem “ A escolha Celta”, existe uma pequena mudança na palavra. Apenas altera a letra “r” por “l”, o que origina a mudança total do sentido da palavra. A palavra alterada foi “certa” por “celta”.

Atividade 10 Convite O Aki tem o enorme prazer de convidar V. Exmo, para o 10º aniversário do Aki, que terá lugar no Inatel de Viseu, no dia 2 de Março, pelas 20:30.

Aguardamos a sua resposta, até ao dia 20 de Abril para o correio eletrónico akiviseu@hotmail.com.

Viseu, 29 de Dezembro de 2013


Instituto Superior Politécnico de Viseu Escola Superior de Educação de Viseu

Atividade 11 1É deveras impensável olhar para esta imagem e não parar para a ver ao pormenor. Nela há algo que nos cativa ao primeiro piscar de olhos, Caraterísticas únicas e inexplicáveis. Com ar jovem e rosto alongado, a primeira impressão que esta imagem nos dá é a aparente tristeza desta jovem adolescente. Os seus olhos verdes extremamente expressivos, lindos cabelos castanhos, nariz alongado, e uns lábios bem delicados, fazem com que esta jovem não passe despercebida. A sua expressão marcada pelo evidente sofrimento, transporta-nos para um ambiente indefinido. O manto avermelhado e roto envolve o seu corpo e tapa-lhe os seus cabelos castanhos e os seus ombros. É uma imagem que não nos mostra muito. Contudo, o pouco que exibe, dá para perceber o sofrimento, a tristeza, a melancolia do seu rosto, uma jovem de tenra idade. Os seus olhos verdes como pérolas, possuidores de um olhar extremamente fortes e contagiantes, brilham de uma forma única e peculiar.

Viseu, 29 de Dezembro de 2013


Instituto Superior Politécnico de Viseu Escola Superior de Educação de Viseu

2-

EuropassCurriculum Vitae Informação pessoal Apelido(s) próprio(s)

/

Nome(s)

Sharbat Gula

Morada(s)

Rua das Fontes sem água, nº 60, 5020-108 Évora, Portugal

Telefone(s)

292563879

Fax(es) Correio(s) electrónico(s)

Nacionalidade

Afeganistão

Data de nascimento

10/8/1972

Sexo

Feminino

Emprego pretendido / Área funcional

Diretora de Marketing

Viseu, 29 de Dezembro de 2013

Telemóvel:

952834569


Instituto Superior Politécnico de Viseu Escola Superior de Educação de Viseu Experiência profissional Datas

Desde 1996 até 2014

Função ou cargo ocupado

Diretora de Marketing na empresa Nestle

Principais actividades responsabilidades

e

Responsável pela gestão de estratégias de Marketing

Nome e morada do empregador

Rua Almirante Reis nº68

Tipo de empresa ou sector

Empresa de alimentação

Educação e formação Datas Designação atribuída

De 1978 a 1995 da

qualificação

Licenciada em Comunicacão e Marketing

Principais disciplinas/competências profissionais

Língua Inglesa, Afegã, Espanhola.

Nome e tipo da organização de ensino ou formação

Universidade de Letras de Cabul

Nível segundo a classificação nacional ou internacional

Mestrado

Aptidões e competências pessoais Língua(s) materna(s)

Afegã e Inglesa

Outra(s) língua(s) Auto-avaliação

Compreensão

Nível europeu (*)

Compreensão oral

Conversação Leitura

Interacção oral

Escrita Produção oral

Português

A2

A2

A1

A1

C2

Espanhol

C1

A1

C2

C1

C2

(*) Nível do Quadro Europeu Comum de Referência (CECR)

Viseu, 29 de Dezembro de 2013


Instituto Superior Politécnico de Viseu Escola Superior de Educação de Viseu Aptidões sociais

e

competências

Aptidões e competências de organização Aptidões técnicas

ONU

Espírito de Liderança; Espírito de Equipa; Adaptabilidade;

e

competências

Aptidões e informáticas

competências

Domíno de Word, Excel, Power Point

Aptidões artísticas

competências

Guitarra

e

Outras aptidões competências Carta de condução

e

Medium

Carro

Viseu, 29 de Dezembro de 2013


Instituto Superior Politécnico de Viseu Escola Superior de Educação de Viseu

3a) Inicialmente, vou fazer uma descrição dos meus atributos físicos. Ora bem,

b)

c)

d) e)

meço sensivelmente 1,60. Sou pequenina, mas sempre me disseram que a mulher se quer pequena como a sardinha. Tenho o cabelo castanho claro, tenho os olhos castanhos esverdeados e um sorriso que não deixa ninguém indiferente. Gosto do meu corpo, mas não gosto dos meus pés nem das minhas mãos, vá-se lá saber porquê. Ora, das mil e uma revistas que já me passaram pelas mãos, todas elas têm como tema a descrição e a definição de nomes. Esta que vou referir, foi talvez a que descreve melhor o meu nome, e diz o seguinte: Nasci em Viseu, uma cidade da Beira Alta. Foi por terras de Viriato que cresci, vendo as mudanças da minha cidade. A fotografia é uma paixão recente que despontou há alguns anos. A fotografia origina em mim bem-estar que me permite alargar os horizontes. Caracterizo este meu gosto pela felicidade que me proporciona. Sempre me considerei uma leitora assídua, e a minha leitura passa pelas revistas ou pelo jornal da semana para me manter atualizada. Quanto á minha relação com a escrita, tenho por hábito escrever diariamente, mais que não seja durante a semana, quando tenho tempo para refletir. Sempre adorei escrever poesia sobre os mais variados temas. Contudo, tenho uma relação mais assídua com a leitura. Leio obras e revistas, principalmente desportivas e informativas.

4a)Variação Diacrónica b)”Palavrar” Renovação Morfológica: “Palavrar“= palavrar + -ar =verbo Valor semântico das criações lexicais: a palavra “palavrar” tem como verdadeiro significado conversar. A palavra “palavrar” advém da junção do vocábulo “palavra” com o sufixo da primeira conjugação, “ar”. Tem como verdadeiro significado conversar. c) Bernardo Santos dá uma grande importância á ortografia, ao contrário de Sérgio Niza que vê a ortografia como a “toilette” da língua. Sérgio Niza dá importância á Planificação. Textualização e revisão.

Viseu, 29 de Dezembro de 2013


Instituto Superior Politécnico de Viseu Escola Superior de Educação de Viseu

55.1) “lhe”; “lá”; 5.2) “conversar” / “bate-papo” / “murmúrios” 5.3) b)casa: holonímia; Porta: meronímia

Viseu, 29 de Dezembro de 2013


Instituto Superior Politécnico de Viseu Escola Superior de Educação de Viseu

Atividade 12 Ata segunda. No segundo dia do mês de Janeiro de dois mil e catorze, pelas oito horas, realizou-se, na Aula Magna do Instituto Politécnico de Viseu, uma reunião do Conselho Administrativo da universidade. A reunião foi dirigida pelo Diretor Executivo Fernando Santos, e contou com a presença da docente Susana Amante. Não estiverem presentes os docentes Pedro Barroso e Manuel Duarte, por motivos familiares. A ordem de trabalhos da reunião era constituída pelos seguintes pontos: 1. Informações 2. Análise de propinas

Iniciou-se a reunião pela leitura da ata da reunião anterior. Posteriormente o Diretor deu cumprimento ao ponto um da ordem de trabalhos, dialogando com os docentes todas as informações disponíveis a tratar. Entre elas destacam-se as seguintes: o preço das propinas terá de ser baixado, caso contrário levará ao encerramento de inúmeros cursos. Os restantes membros da Direção Administrativa concordaram. Relativamente ao ponto dois, foi pedida a opinião a todos os presentes. Após o tratamento de todos os assuntos em causa, deu-se por encerrada a reunião, que após ser lida e aprovada, será assinada pelo presidente e por mim que a secretariei. O Presidente da Universidade:______________________ O Secretário da reunião:_______________________

Viseu, 29 de Dezembro de 2013


Instituto Superior Politécnico de Viseu Escola Superior de Educação de Viseu

3ª Reflexão O semestre está prestes a terminar e todas as minhas expectativas foram superadas. Sinto que falta muito pouco para terminar esta pequena etapa do meu percurso, a unidade curricular de Língua Portuguesa para Fins Técnico Empresariais I. Tem sido sem dúvida, uma mais-valia, todo o trabalho que temos vindo a desenvolver ao longo deste período de tempo. É gratificante trabalhar com os meus colegas e com a professora Susana. Tem sido uma aventura, tanto a nível académico como a nível pessoal. Sinto que tenho superado os meus limites, estando a superar-me a mim mesmo, cada vez mais. Sensação de dever quase cumprido é o meu pensamento. No entanto, sinto que vou trabalhar ao máximo para a reta final, a frequência. Penso que o meu portefólio está num nível positivo, sendo o principal motivo a minha melhoria a nível da escrita. Na minha opinião, s professora soube tirar partido das suas capacidades cognitivas, de modo a presentear-nos com o excelente ensinamento que desempenhou. Espero obter uma nota positiva na frequência, não vá todo o meu esforço em elaborar o portefólio pelos ares. Sei que o conhecimento não ocupa espaço, mas sinto que após todo este trabalho deve existir reconhecimento do meu mérito, quanto mais não seja pelo meu esforço, dedicação e persistência. Quanto às melhorias do funcionamento da disciplina, penso que não existe nada em concreto a alterar. Talvez mais trabalhos em grupo, nomeadamente trabalhos do portefólio, realizados nas aulas de modo a atenuar um pouco o esforço necessário a ser feito em casa. Gostava de agradecer à professora, a postura que tem perante os alunos, sabendo criar uma ligação de proximidade e confiança entre ambos.

Viseu, 29 de Dezembro de 2013

Portefólio completo  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you