Page 1


Nosso colégio tem uma história... A história da Congregação de Santo André começa em Tournai, na Bélgica, em 1231, atendendo peregrinos, viajantes e cuidando de enfermos. Os bons resultados das ações repercutiram e a missão foi ampliada em todos os sentidos. Como parte dessa expansão, em 1914, a pedido do bispo de São Carlos, D. José Marcondes Homem de Mello, cinco religiosas (Madre Lúcia Maria Doyle e as Irmãs Francisca Peeters, Ana Schockaert, Alice Coradini e Lucy Chopinet) no dia 23 de janeiro de 1914, deixam o porto de Southampton, a bordo do navio Araguaya e chegam a Santos no dia 11 de fevereiro. No dia 16 de fevereiro, foram festivamente recebidas por grande número de pessoas na estação ferroviária e, em três pequenas casas, em frente ao Grupo Escolar Coronel Vaz, iniciaram corajosamente seu trabalho de educadoras em Jaboticabal (SP), que perpetua-se até hoje. Hoje as irmãs de Santo André têm missões na Bélgica, Brasil, Coreia do Sul, França, Inglaterra e República Democrática do Congo.


A espiritualidade das Irmãs de Santo André

‘’Quem quiser reformar o mundo comece por si mesmo’’

Inácio de Loyola Santo Inácio de Loyola, fundador da Companhia de Jesus, nasceu em Azpeitia, ao norte da Espanha, em 1491. Caçula e 13º filho de uma família muito católica, foi batizado com o nome de Iñigo. Só mais tarde é que passa assinar com o nome de Inácio. Com 15 anos aproximadamente, pôs-se a serviço do ministro do tesouro real (reinado de Fernando de Aragão), Juan Velázquez de Cuéllar. Dele recebeu sólida formação cultural e militar. Exímio cavaleiro e inclinado a aventuras militares até a idade de 26 anos vive “entregue às vaidades do mundo” (Autobiografia). Em 1517 seu protetor perde as graças do rei e Inácio passa a servir o duque de Nájera e vice-rei de Navara, Antônio Manrique. É quando passa, de fato, a participar de vários combates militares. Em 20 de maio de 1521, na batalha de Pamplona (capital de Navarra), contra os franceses, Inácio foi atingido por uma bala de canhão que feriu e fraturou a perna direita, lesionando também a esquerda. O longo período de convalescença no Castelo de Loyola foi muito importante para que ele começasse uma mudança radical em sua vida. Inácio gostava muito de ler, principalmente livros de Cavalarias, mas na biblioteca da residência não tinha este tipo de literatura, apenas uma coletânea da Vida dos Santos e a Vida de Cristo, de Ludolfo da Saxônia. O contato com estas obras trouxe a ele um novo sentido para a sua vida: pouco a pouco percebeu que suas pretensões ambiciosas de conquistar grandes riquezas, prazeres efêmeros e uma grande dama, que ele nunca revelou quem era, causavam-lhe uma alegria passageira e logo sentia um grande vazio. Mas quando pensava na vida dos grandes santos e em entregar-se a Jesus Cristo uma grande alegria e paz interior enchiam-lhe o coração e eram duradouras. Sentiu então que era um sinal de Deus para ele. “Tendo recebido bastante luz dessa leitura, começou a pensar com mais seriedade em sua vida passada e em quanta necessidade tinha de se penitenciar por casa dela” (Autobiografia, 9). Depois de curado, Inácio não retomou seu modo antigo de viver. Movido por um forte desejo de mudança decidiu que iria a Jerusalém. Partiu de Loyola como peregrino rumo a Montserrat. No caminho trocou suas roupas de cavaleiro nobre com as roupas rústicas de um pobre. No altar de Nossa Senhora de Montserrat, depois de uma noite inteira de oração, deixou sua espada. De Montserrat, Inácio foi para Manresa e passou a viver como eremita e, à noite, abrigava-se em uma gruta. Seu objetivo era ter a paz e a tranquilidade necessárias para rezar e fazer em seu caderno as anotações que lhe pareciam importantes sobre o que pensava e sentia. Este caderno, mais tarde, dará origem aos Exercícios Espirituais (EE) de Santo Inácio de Loyola, considerados até hoje como um grande legado para toda a Igreja.


Após essas experiências, seguiu se primeiro intuito: ir à Jerusalém. Foi uma longa peregrinação até lá. Depois de algum tempo percorrendo os lugares em que Jesus esteve em Jerusalém, retornou à Europa. Seu novo modo de viver causou-lhe grandes incompreensões e foi perseguido. Estes fatos o levaram a perceber o quão era necessário estudar se, de fato quisesse ajudar os outros do melhor modo possível. Espiritualidade Inaciana Viver na dinâmica da espiritualidade inaciana: “O ser humano é criado para louvar, reverenciar e servir a Deus, nosso Senhor e, assim, salvar-se” (EE 23). Isto significa que os Exercícios Espirituais1 de Santo Inácio de Loyola estão na base da nossa maneira de agir. Um modo de agir atento às moções do Espírito a fim de progredir “no conhecimento interno do Senhor” para “mais amá-lo e segui-lo”. Por isso os EE constituem a base de um caminho a ser percorrido, um jeito próprio de libertar o coração dos desejos e dos afetos desordenados, “buscando e encontrando Deus” na vida cotidiana. Deste modo, os EE são uma ajuda – escola de oração e do coração – para descobrir Deus e seu Projeto no nosso projeto pessoal de vida; ajudam-nos a conhecer melhor nossas luzes e sombras e tudo aquilo que nos impede de viver intensamente. A pedagogia Inaciana A Pedagogia Inaciana não é apenas um método desenvolvido pelo fundador da Companhia de Jesus – Inácio de Loyola – a ser aprendido e desenvolvido somente por professores da Rede Inaciana. A Pedagogia Inaciana tem um papel preponderante, primeiramente, na capacitação de professores reflexivos, pois ela abrange o ser humano na sua totalidade: - Voltada para a vida, terreno propício onde os valores humanos e espirituais são construídos para proporcionar sentido a experiências múltiplas. - E na educação das crianças e da juventude, porque entende que estes não podem ficar à margem da cultura e da política: e sim devem ser capacitadas pessoas para o pensamento e a reflexão. Inspirada nos Exercícios Espirituais Educação pensada como desenvolvimento integral da pessoa, procura harmonizar inteligência, vontade e sensibilidade no contexto do aluno para que ele: - tome atitudes positivas e comprometidas socialmente; - coloque seus dons a serviço dos outros, ou seja, ser para os outros; - transforme a sociedade em um espaço mais igualitário; - respeite a pessoa na sua diferença intrínseca; - preserve, cuide e ajude a desenvolver o meio ambiente, nossa “Casa Comum” (EG). Inspirada nos EE busca tanto a excelência acadêmica quanto a humana, sem deixar de levar em conta, antes o supõe, o contexto no qual o aluno vive e estuda. Por isso a Pedagogia Inaciana leva em conta, e muito: - A experiência: “Sentir e saborear internamente” (EE, 5) o “que se estuda, usando a imaginação e os sentidos, ultrapassando assim apenas a compreensão puramente intelectual. É um resgate do coração e da capacidade de sentir em profundidade, derrubando a decoreba e abrindo a mente para a criatividade” (José Ramón La Cigoñia, SJ). Prioriza-se, assim, a razão tanto quanto os afetos experimentados. - A capacidade de refletir: Se os sentidos e os afetos são importantes na experiência de aprendizado, do mesmo modo o é a reflexão, pois aprofunda o sentido do que se estuda e, ao mesmo tempo, percebe-se as relações que este conhecimento adquire junto ao pensamento dos colegas de classe e com outras áreas científicas. “Refletimos e aprendemos quando percebemos algo com maior clareza e nos fazemos conscientes dos sentimentos experimentados. Ao penetrar a fundo no que se entende, construímos convicções pessoais e podemos tomar decisões mais livres e comprometidas” (Idem). 1

“Por Exercícios Espirituais se entende qualquer modo de examinar a consciência, de meditar, de contemplar, de orar vocal e mentalmente, e outras operações espirituais... Assim como passear, caminhar e correr são Exercícios corporais, chamam-se Exercícios espirituais diversos modos de a pessoa se preparar e dispor para tirar de si todas as afeições desordenadas. E, depois de tirá-las, buscar e encontrar a vontade divina na disposição da sua vida para a sua salvação” (EE, 1ª Adição)


- O agir: Experiência e ação, inacianamente pensadas, só têm sentido se “o amor se mostra mais com fatos do que com palavras” (EE), isto é, discernir cada ação e suas consequências tanto para si mesmo quanto no âmbito social. Ações desencarnadas do contexto acabam por se tornarem estéreis (cf. CIGOÑIA). - A avaliação: Para que se tome consciência da própria situação é de vital importância que se faça uma avaliação de todo o percurso pedagógico, “procure em particular o progresso de cada um de seus estudantes” (Ratio Studiorum), nunca de modo “excludente ou apavorante”, mas para que ele tome “consciência da própria situação” (cf. CIGOÑIA). Bibliografia CIGOÑIA, José Ramón la. Pedagogia Inaciana. In: http://www.terraboa.blog.br/2014/06/pedagogiainaciana.html (Acessado em: 04/fev/2019) KLEIN, Luiz Fernando. A formação do professor à luz da Pedagogia Inaciana (fonte em pdf) LOYOLA, Inácio. Exercícios Espirituais.

MISSÃO – VISÃO – VALORES (Unidades Jaboticabal e São José do Rio Preto) Missão: Com base nos valores éticos e cristãos, numa perspectiva andrelina e inaciana, nossa missão é a formação integral da pessoa propiciando a excelência acadêmica e a solidariedade radical com todo ser humano. Visão: Formar pessoas de caráter que, por sua competência acadêmica e postura existencial, sejam capazes de reinventar a si mesmas e a sociedade diante de contextos novos e desafiadores. Valores: No esteio do evangelho cultivamos: - o respeito incondicional por todo ser humano - o compromisso e o cuidado com a família humana e com a “Casa Comum” - o trabalho em prol da justiça e da dignidade humana - a preparação de lideranças que façam a diferença em suas relações e atuação na sociedade. - a esperança no ser humano e no mundo.

Proposta Pedagógica O Colégio Santo André trabalha à luz de pressupostos teóricos baseados em Vygotsky, Piaget e Morin, e inspira-se na Pedagogia Inaciana, tendo principal eixo de sustentação a formação integral de seus estudantes e, como pilares, a integração entre educação e vida, conhecimento e ética, reflexão e ação. Isso significa uma união saudável e equilibrada de excelência acadêmica, coerência de atitudes, equidade de juízo e de sensibilidade, senso estético, consciência e compromisso social. O nosso trabalho prioriza a formação de uma comunidade educativa, num permanente trabalho coletivo, cuidando dos valores humano-cristãos e éticos, parceira da sociedade global, solidária e participativa, com olhos voltados para a sustentabilidade do nosso planeta e para o diálogo intercultural. O material didático adotado pelo colégio é um dos recursos usados no dia a dia para o favorecimento da aprendizagem, colocando o aluno no centro do processo e o professor como mediador e facilitador. Educação Infantil: Projeto Presente – Editora Moderna Fundamental I: 1 ao 3º ano – Projeto Presente – Editora Moderna 4ºs e 5ºs anos – Coleção Buriti - Editora Moderna


Fundamental II: Araribá Plus Ensino Médio: Sistema de Ensino FTD

Estrutura dos setores Direção Geral

Marcia Viviane Dal Molin Moraes Diretor Administrativo

Eidenir Brendolan Coordenação Pedagógica (Educação Infantil e 1ºs aos 4ºs anos)

Symone Angélica Cezar da Silva Augusto


Auxiliar de Coordenação (Educação Infantil e 1ºs aos 4ºs anos)

Lucilene Marina Ribeiro da Silva Coordenação Pedagógica (5º ao 8º ano)

Maria Aparecida Carboni Coordenação Pedagógica (9º ano e Ensino Médio)

Eduardo Chioda Orientação Pedagógica (Educação Infantil, Fundamental e Ensino Médio)

Simone Souza Bedim


Assistência Social

Thalita Geraldo Fernandes Secretaria

Inês Aparecida Jorge Tesouraria

Gilberto Sartori Recursos Humanos

Maurício Poli Arré


Recepção

Camila Maruci e Odália Resende Biblioteca

Mariana Amâncio e Bruna Falchetti Centro de Memória

Irmã Neuza Rodrigues Comunicação

Natália Marques de Mello e Alexandre Ignacio Florio


Assistentes de Setor

JosĂŠ Afonso Alves Ferreira

Camila Aparecida Maia

Rosilene Azeveo Barros da Silva

Yvana Maria Daloia Rodrigues

Berenice Pereira da Silva

Caroline Herminia Cavagna

Dulcineia Amelia Kronka

Silvana Aparecida Rodrigues Modesto Bolonhezi


Regras e acordos A Escola é um espaço coletivo chamado a viabilizar a convivência de pessoas diferentes. Essa é a razão das regras e dos acordos que criam o clima favorável ao estudo. Entrada e saída dos alunos Educação Infantil: pelo portão da Av. General Glicério (aberto das 6h30 às 7h30; das 11h50 às 13h15 e das 17h15 às 18h). Os alunos matriculados no “Intermediário” deverão usar o interfone para que a funcionária abra o portão em horários diferentes dos citados acima, pois, por medida de segurança, o portão fica fechado, sendo aberto apenas se solicitado e autorizado pela assistente do setor. Ensino Fundamental I, Ensino Fundamental II e Ensino Médio: pelo portão da Av. Marechal Deodoro (aberto das 6h30 às 7h05 e das 11h50 às 13h) e pelo portão da Rua Monteiro Lobato (Ginásio Poliesportivo), somente para a entrada (6h30 às 7h05). Para as atividades do período da tarde, a entrada será pelo portão principal, à rua Floriano Peixoto. Uniforme O uso do uniforme em sua forma original (sem modificações como recortes, barras desfeitas etc.) é obrigatório e visa facilitar a identificação dos alunos e garantir a segurança de todos. O uso é obrigatório também nas atividades do contraturno, sendo que neste período a obrigatoriedade restringe-se à camiseta. Educação Infantil  Camiseta amarela feminina e masculina (manga curta, longa ou cavada);  Masculino: bermuda ou calça de tactel azul royal;  Feminino: short saia azul royal, calça legging azul royal, calça ou bermuda de tactel azul royal;  Calçado: tênis. Ensino Fundamental I  Camiseta alaranjada feminina e masculina (manga curta, longa ou cavada);  Masculino: bermuda ou calça de tactel azul royal;  Feminino: short saia azul royal, calça legging ou bailarina azul royal, calça ou bermuda de tactel azul royal;  Calçado: tênis. Ensino Fundamental II  Camiseta azul feminina e masculina (manga curta);  Masculino: bermuda ou calça de tactel azul royal;  Feminino: bermuda ciclista feminina, calça legging ou bailarina azul royal, calça ou bermuda de tactel azul royal;  Calçado: tênis ou sandália (sem salto). Ensino Médio  Camiseta branca feminina e masculina (manga curta);  Masculino: bermuda ou calça de tactel azul royal;  Feminino: bermuda ciclista feminina, calça legging ou bailarina azul, calça ou bermuda de tactel azul royal;  Calçado: tênis ou sandália (sem salto). Por medida de segurança, não será permitido o uso de chinelos comuns e/ou de dedo ou rasteiras. Faltas dos alunos Pontualidade e assiduidade são princípios de respeito a si mesmo e aos demais. A Lei de Diretrizes e Bases determina um mínimo de 75% de frequência do total de dias letivos. Cabe exclusivamente aos responsáveis pelo aluno o controle da frequência. Quando for necessário faltar, avisar o


setor. As faltas justificadas são aquelas com atestado médico, que deve ser entregue no 1º dia útil de retorno do aluno no colégio. Obs.: É importante ressaltar que atestados não retiram faltas, apenas justificam-nas. Medicamentos Toda medicação ministrada na escola deve ser acompanhada de receita médica atualizada com horários e dosagem claramente descritos, bem como da autorização, por escrito, dos pais. Os medicamentos de uso controlado e/ou contínuo deverão acompanhar o relatório médico e autorização, por escrito, dos pais. É vetado à escola ministrar e/ou fornecer qualquer tipo de medicamento. Atenção! Remédios não devem vir na mochila do (a) aluno (a), para evitar riscos de consumo ou manipulação indevida. Entregue-os diretamente para a professora ou assistente de setor. Atrasos e saídas antecipadas Os horários de entrada e saída devem ser respeitados para o bom desenvolvimento da aprendizagem dos alunos. Em caso de atraso, a tolerância é de 05 minutos. Se o atraso exceder esse limite, o aluno deverá aguardar a segunda aula. A comunicação para a família deste ocorrido irá pelo aplicativo e o (a) aluno (a) deverá justificar por escrito o motivo de seu atraso. Situações especiais demandam comunicação com a escola. Em caso de urgência, comunicar a saída antecipada do aluno. Por medida de segurança, evitar a solicitação por telefone das saídas dos alunos, usando sempre a agenda como meio de comunicação. A saída dos mesmos será pelo portão central, da Av. Floriano Peixoto (exceto os alunos da Ed. Infantil). Caso a pessoa que vem habitualmente buscar a criança deva ser substituída por outra, favor comunicar a escola através da agenda. Se a pessoa que vier buscar não for conhecida dos assistentes de setor um documento será solicitado para comprovação da identidade. Essa é uma medida de segurança para todos.

Cursos oferecidos  Educação Infantil: Berçário, Minimaternal, Maternal, Jardim I e II  Ensino Fundamental (1º ao 9º ano)  Ensino Médio Intensivo  Integra Mais

Horário de aulas Berçário e Minimaternal

Educação Infantil (Maternal, Jardim I e II)

Ensino Fundamental I (6 horas /aula diária)

Ensino Fundamental II (7 horas/aula diária)

Manhã 7h às 12h30

7h às 12h

7h às 12h

7h às 12h35

Tarde 12h30 às 18h

13h às 18h

INTEGRA MAIS Meio período: sem almoço, das 13h às 16h com almoço, das 12h às 16h Período completo: sem almoço, das 13h às 18h com almoço, das 12h às 18h.

7h às 18h (integral)

7h às 17h30 (integral)

Intermediário de 8 horas* *A combinar com a coordenação pedagógica

Ensino Médio (7 horas/aula diária) 7h às 12h45

14h às 16h15


Formas de comunicação Reuniões e atendimentos São momentos para compartilhar os resultados do trabalho pedagógico e refletir sobre ações didáticas desenvolvidas em sala de aula. As datas das reuniões, por setor, estão na agenda escolar e serão confirmadas através de circulares e/ ou aplicativo escolar. As reuniões individuais ocorrem de acordo com a necessidade do professor, da coordenação pedagógica, orientação educacional ou da família, com o objetivo de realizar um acompanhamento mais individualizado do desenvolvimento do aluno. Agenda escolar É importante meio de comunicação entre família/escola/aluno sendo utilizada diariamente para bilhetes, recados e circulares. Por isso, deverá ser enviada todos os dias para a escola. Solicitamos que informem por escrito qualquer alteração da rotina escolar como: saída, remédios e cuidados necessários, bem como alteração de contato. Aplicativo escolar O aplicativo escolar é uma ferramenta de comunicação que permite aos pais e alunos acesso aos eventos escolares, agenda, comunicados, atividades diárias, material didático, ocorrências, relatórios, entre outros recursos. É um um canal de comunicação ágil e eficaz para se comunicar com a escola. Para ter acesso ao aplicativo: 1- Faça o download do aplicativo nas lojas Google Play ou App Store, buscando por Colégio Santo André. 2- Pais e responsáveis deverão utilizar o mesmo login e senha já utilizado no sistema SAF: - Pais/Responsáveis devem acessar utilizando (CPF com ponto e traço) - Alunos devem acessar utilizando o número de matrícula Caso tenha esquecido a senha, basta preencher o CPF (com ponto e traço), deixando o campo senha vazio e em seguida clicar no botão entrar. Ao aguardar alguns segundos o sistema exibirá uma tela dizendo que a senha foi enviada para o e-mail cadastrado. O aplicativo também pode ser consultado via web, basta acessar https://csajaboticabal.escolaemmovimento.com.br. É importante que todos tenham os e-mails atualizados no cadastro do Colégio. Caso os e-mails estejam desatualizados, incorretos ou inexistentes, pais e responsáveis deverão dirigir-se pessoalmente à secretaria da escola. Em caso de dúvidas ou esclarecimentos, por favor, entre em contato pelo telefone 3202-0177. Site e redes sociais Por meio do site: www.colegiosantoandre.org.br e das redes sociais (Facebook, Instagram e Youtube), o Colégio disponibiliza fotos e notícias e divulga o calendário e os próximos eventos que serão promovidos. Acompanhem e curtam o andamento das nossas atividades! Cartas circulares São correspondências enviadas pela escola via correio, por meio do aluno ou por e-mail, para comunicar eventos, reuniões de pais, qualquer alteração de calendário e horários, entre outras coisas. Os pais que necessitarem comunicar-se com a escola poderão fazê-lo pelo e-mail: colegio@j.csa.org.br. Telefone É necessário que os pais mantenham os seus contatos telefônicos atualizados para uma possível ligação da escola.


O Colégio não autoriza a comunicação do aluno, via celular, com a família durante o período de aula. Diante de qualquer imprevisto o aluno deverá reportar-se à Coordenação Pedagógica e/ou assistentes de setor. Caso isso ocorra será considerada falta grave, e o aluno estará sujeito às normas do Regimento Escolar. SAF: (Sistema Acadêmico Financeiro) O sistema SAF (Sistema Acadêmico Financeiro) permite aos pais, alunos ou responsáveis, o acesso, via ambiente seguro, ao conteúdo pedagógico e financeiro da escola. Para localizá-lo acesse o Menu Família, localizado na parte superior do site e em seguida selecione a opção Acadêmico Financeiro. Em seguida, pais ou responsáveis devem preencher os campos: login com o seu CPF (contendo ponto e traço) e a senha (seis primeiros números do CPF, só que desta vez sem os pontos, caso a senha não tenha sido alterada). Os alunos devem utilizar o login e senha como anteriormente: login (número de matrícula, que está disponível no boletim) e a senha (data de nascimento com as barras, ex: 01/01/2001). Importante: O sistema SAF disponibiliza a agenda de classe diária (registro de falta, conteúdos trabalhados, tarefas, ocorrências) Em caso de esquecimento ou perda da senha: Digite o seu ID (conforme descrito anteriormente) e clique no botão obter senha. Aguarde alguns instantes e leia atentamente a mensagem, que lhe mostrará para qual e-mail sua senha foi enviada. É muito simples! Mas se mesmo assim você ainda tiver dúvidas, entre em contato com a gente pelo telefone (16) 32020177. Peça para falar com a Secretaria do Colégio.

Sistema de avaliação A avaliação escolar não acontece em momentos isolados do trabalho pedagógico: ela o inicia, permeia todo o processo e o conclui. É um meio de obter informações sobre os avanços e as dificuldades de cada aluno, constituindo-se em um procedimento permanente de suporte ao processo ensino-aprendizagem, de orientação para o professor planejar suas ações, a fim de ajudar o aluno a prosseguir, com êxito, seu processo de aprendizagem. Para isso, vários instrumentos são utilizados, como provas, trabalhos, leituras, tarefas, pesquisas, elaboração de diário de estudos, seminários. Obs.: Diário de estudos: consiste na revisão e registro diário dos conteúdos ou atividades (pode ser caderno, fichário, pasta).

Critérios de avaliação Educação Infantil A avaliação é feita com base no acompanhamento diário, observação e registro do educador em relação ao desenvolvimento e progresso dos alunos. No final de cada semestre, durante as reuniões de pais, são entregues os registros de observação do desenvolvimento das crianças. Ensino Fundamental I – 1º ao 5º Ano O sistema de avaliação garante a qualidade do processo de aprendizagem. Os processos referentes ao desenvolvimento escolar do aluno são comunicados à família em reuniões pedagógicas trimestrais ou sempre que houver necessidade. As datas das avaliações previstas são disponibilizadas no início de cada trimestre pela professora da classe. Obs.: Os boletins serão disponibilizados no sistema SAF ou na secretaria da escola. Prova substitutiva: Agendado pela coordenação, a taxa para a realização dessa avaliação é de R$ 35,00 e deve ser paga na tesouraria do Colégio (exceto com apresentação de atestado médico).


Caso o aluno não atinja a média mínima no trimestre (6,0), participará da Recuperação Paralela (R.P.). Se a nota, mesmo após a recuperação dos três trimestres, não atingir a média mínima trimestral (6,0), o aluno automaticamente participará da Recuperação Intensiva no final do ano. Ensino Fundamental II – 6º ao 9º Ano A Composição de 8,0 pontos fica a critério dos processos avaliativos de cada professor. Simulados e provas de habilidade de leitura e interpretação somam 2,0 pontos à média do trimestre. Os processos referentes ao desenvolvimento escolar do aluno são comunicados à família em reuniões pedagógicas trimestrais ou sempre que houver necessidade. As avaliações estão previstas no calendário escolar anual, bem como as 2ªs chamadas de provas e as recuperações. Obs.: Os boletins serão disponibilizados no sistema SAF ou na secretaria da escola. Prova substitutiva: Agendado pela coordenação a taxa para a realização dessa avaliação é de R$ 35,00 e deve ser paga na tesouraria do Colégio (exceto com apresentação de atestado médico) Será considerado aprovado o aluno que obtiver, ao final das três unidades do ano letivo, em cada componente curricular, média igual ou superior a 6,0 (seis) pontos. Se a nota, mesmo após as recuperações paralelas, persistir inferior à média mínima (6,0), o aluno automaticamente participará da Recuperação Intensiva no final do ano. Ensino Médio As avaliações para os alunos do Ensino Médio são organizadas da seguinte forma: - Avaliações Semanais (1,0 ponto) - Avaliações Mensais/Trimestrais/Trabalhos/Apresentações (8,0 pontos) - Simulados (1,0 ponto) As avaliações estão previstas no calendário escolar anual, bem como as 2ªs chamadas de provas e as recuperações. Caso o aluno não atinja a nota mínima no trimestre (6,0), participará da Recuperação Paralela (RP). Será considerado aprovado o aluno que obtiver, ao final dos três trimestres letivos e em cada componente curricular, média anual igual ou superior a 6,0 (seis) pontos. Se a nota, mesmo após as recuperações paralelas, permanecer inferior à nota mínima (6,0), o aluno automaticamente participará da Recuperação Intensiva, também prevista no calendário escolar. Os processos referentes ao desenvolvimento escolar do aluno são comunicados à família em reuniões pedagógicas trimestrais. Obs.: Os boletins serão disponibilizados no sistema SAF ou na secretaria da escola. Prova substitutiva: Agendado pela coordenação, a taxa para a realização dessa avaliação é de R$ 35,00 e deve ser paga na tesouraria do Colégio (exceto com apresentação de atestado médico).

Recuperação Intensiva (RI) Se a nota, mesmo após a recuperação paralela, persistir inferior à nota mínima (6,0), o aluno automaticamente participará da Recuperação Intensiva no final do ano. Plano para Recuperação Intensiva: O conteúdo a ser estudado e o calendário serão divulgados com antecedência pela equipe pedagógica. Segue abaixo o calendário previsto para as provas: Período de provas trimestrais (Ensino Fundamental I, II e Ensino Médio): 1º trimestre Fund. I Fund. II Período de atividades avaliativas Provas finais 1º trimestre 1º Conselho de classe Recuperação paralela 2º Conselho de classe Reunião de pais

Conforme circular enviada Conforme circular enviada Conforme circular enviada Conforme circular enviada Conforme circular enviada 18/05

Ens. Médio

27/02 a 15/03

11 a 15/03

04 a 23/04 23/04 26/04 a 08/05 14/05 18/05

04 a 10/04 23/04 29/04 a 03/05 14/05 18/05


2º trimestre Período de atividades avaliativas Provas finais 2º trimestre 1º Conselho de classe Recuperação paralela 2º Conselho de classe Reunião de pais

Fund. I Conforme circular enviada

Ens. Médio

Conforme circular enviada Conforme circular enviada Conforme circular enviada 21/09

Fund. II 08/05 a 21/05 12/06 a 28/06 14 a 26/08 27/08 02 a 10/09 10/09 21/09

3º trimestre

Fund. I

Fund. II

Ens. Médio

Período de atividades avaliativas Provas finais do 3º trimestre 1º Conselho de classe

11 a 25/11 02/12 (suspensão das aulas)

07 a 12/11 27/11

02/12

Reunião de Pais

03/12

03/12

Recuperação paralela

03/12 a 06/12 06/12 (resultado à tarde)

03/12 a 06/12

09 a 13/12 13/12 16/12

17 a 23/10

18 a 29/11

Divulgação do resultado

Recuperação final Conselho final e resultado Início das férias

15 a 21/08 27/08 02 a 05/09 17/09 21/09

11 a 20/09 08/10 a 25/10 18/11 a 29/11

02/12 (suspensão das aulas) 02/12

2º Conselho de classe

24 a 28/06

06/12 (resultado à tarde) 09 a 13/12 13/12 16/12

28/11 Atendimento individual 02/12 a 05/12 06/12 (resultado à tarde) 09 a 12/12 13/12 16/12

Caso haja necessidade, as datas poderão ser alteradas, sendo previamente comunicadas.

Frequência As faltas às aulas prejudicam o próprio aluno. Os senhores pais e responsáveis serão contatados, no caso de faltas e atrasos consecutivos (02 dias ou mais). O aluno deverá ter, no mínimo, 75% de frequência para ser avaliado. Atestados médicos poderão ser aceitos para possíveis justificativas de faltas, desde que apresentados à coordenação no retorno do aluno. Lembramos que os mesmos não tiram as faltas, justificam-nas apenas. Recomendamos que todas as ausências sejam justificadas pelos pais/responsáveis.

Compromisso do aluno Apontamos algumas normas simples que colaboram com a proteção e bem-estar dos alunos e garantem um ambiente tranquilo que favorece a aprendizagem: • Tratar com respeito os colegas, professores e funcionários; • Usar o uniforme nas atividades escolares; no contraturno a obrigatoriedade é apenas pela camiseta; • Ser assíduo com os trabalhos escolares, comparecendo pontualmente às aulas e a todas as atividades da escola; • Vir para a escola portando todos os materiais pertinentes às aulas, cuidando e responsabilizando-se pelos mesmos, sendo proibido o uso de telefone celular dentro da sala de aula sem a solicitação do professor, fone de ouvido, qualquer material ou equipamento que não seja da aula;


• Colocar nome nos seus pertences; • Colaborar na conservação do prédio, mobiliários escolares e todo material de uso coletivo, contribuindo com o asseio no ambiente escolar; • Respeitar o horário de retorno do(s) intervalo(s); • Acatar a proibição do uso de jogos de baralho no ambiente escolar; • Estar atento às explicações do (a) professor (a), estudando sempre com os livros/apostilas necessários, não realizando atividades de outra disciplina em aula; • Preservar a imagem das pessoas no ambiente escolar, o que implica não fotografá-las ou filmá-las. O descumprimento dessa norma implicará em advertência grave de acordo com o Regimento da escola. • Manter vocabulário adequado ao ambiente escolar; • Solicitamos a compreensão dos pais à norma de não entrar na sala de aula de seu/sua filho (a). O não cumprimento das normas de convivência implica em atitudes por parte da escola, procurando sempre o diálogo e a investigação dos motivos que levaram o (a) aluno (a) a descumpri-las. A coordenação pedagógica, orientação educacional e a direção da escola adotarão qualquer dos seguintes encaminhamentos, independentemente da ordem: 1. Atendimento individual; 2. Advertência oral por parte do professor, coordenação pedagógica ou orientação educacional, e registro da situação, nas ocorrências diárias e ficha individual do (a) aluno (a); 3. Advertência por escrito, encaminhada aos pais; 4. Solicitação à família da procura de ajuda de profissionais que possam realizar intervenções e tratamentos, visando à melhoria da conduta do aluno (a), formalizado em documento escrito quando necessário; 5. Suspensão de até 3 dias; 6. Solicitação de transferência para outra instituição.

Transporte escolar O Colégio não possui nenhum vínculo com os transportadores, mas oferece um Gui de Transporte Escolar com os principais prestadores de serviço da região. Entre em contato com a recepção do colégio ou acesse nosso site(www.colegiosantoandre.org.br), clique Comunicados Gerais na aba Família, para maiores informações.

Serviços oferecidos Secretaria Responsável pelo atendimento, orientação e emissão de toda documentação escolar do aluno. Documentos expedidos pela secretaria: - Declaração de escolaridade (para alunos que se encontram com toda documentação em ordem); - Histórico escolar ou certificado; - 2ª Via do Histórico Escolar; - 2ª Via do Certificado; - Solicitação de avaliação da 2ª chamada (prova substitutiva), após o pagamento junto à tesouraria. Horário de funcionamento: 7h30 às 12h30. Departamento financeiro Responsável por todos os assuntos relacionados a mensalidades, semestralidades e anuidades, como: negociação de mensalidades em atraso, recebimento de taxas e emissão de recibos para reembolso, entre outros. Os boletos serão enviados pelo correio e por e-mail. Caso o aluno não o receba até o 1º dia útil do mês, deve imprimir a 2ª via no SAF ou solicitá-la ao departamento financeiro. O pagamento da mensalidade deverá ser efetuado nas agências bancárias ou lotéricas. Horário de funcionamento: Manhã: 7h30 às 12h, Tarde: 13h30 às 18h.


Biblioteca Com grande acervo de livros, periódicos e outros materiais informativos, a biblioteca está à disposição do corpo docente, discente e administrativo para consultas, empréstimos, orientações de leituras e pesquisas. Para uso das salas de estudos da Biblioteca no período da tarde, os alunos do Fundamental II e Ensino Médio necessitam agendar o horário/espaço na Biblioteca durante o período da manhã. Horário de funcionamento: Manhã: 7h às 13h, Tarde: 14h às 17h. Centro de Memória Mais do que um lugar de conservação de documentos, é um espaço de reconstituição do percurso histórico, uma referência para a elaboração de diagnósticos e uma inspiração para a tomada de decisões importantes. O núcleo documental é formado por regimentos, projetos pedagógicos, fichas de matrícula, diários de classe, históricos escolares, atas de resultados finais, prontuários funcionais, relatórios, balanços financeiros etc. e remonta à data de fundação da escola até os dias de hoje, numa linha de continuidade. Cantina A Cantina do colégio, que é terceirizada, é uma opção para o lanche no horário do recreio e refeição para o almoço. Nela é oferecida uma alimentação saudável e nutritiva, composta de saladas de frutas, salgados, sucos, lanches naturais e frutas. O uso da cantina é incentivado a partir do Jardim II, que faz uso da mesma uma vez por semana, sempre com a orientação da professora para que tenham autonomia e aprendam a fazer uso de dinheiro. No horário do almoço a Cantina é aberta para alunos, pais e funcionários. A compra da ficha do almoço deverá ser adquirida das 6h30 às 8h, diretamente na Cantina. O cardápio da semana subseqüente será disponibilizado toda sexta-feira na própria Cantina e via aplicativo do colégio. A Cantina funcionará de segunda a sexta-feira, das 6h30 às 14h. O aluno tem a opção de trazer o lanche de casa, caso queira. Pastoral Jovem Temos uma grande preocupação com a formação humana dos nossos alunos, e atuamos para o favorecimento de seu desenvolvimento integral, buscando formar cidadãos responsáveis e atuantes na sociedade, sempre a luz dos valores éticos e cristãos. Com essa missão criamos a Pastoral Jovem do Colégio. São encontros e momentos que envolvem reflexão, partilha, crescimento, solidariedade, oração, cultura, aprendizagem, enfim, tudo aquilo que nos move enquanto ser humano, social e espiritual. Horário: reuniões semanais às segundas feiras, das 14h às 17h.

Orientações gerais • Festas de aniversário são permitidas na Educação Infantil. O agendamento deverá ser feito com a coordenação, e a comemoração será somente para a sala do aniversariante, com duração máxima de 45 minutos. A mesma deve acontecer com a presença da professora, dos alunos e dos pais. O Colégio disponibiliza de uma sala para as festas e se encarrega de uma decoração simples, não sendo permitido, portanto, decoração por parte das famílias ou Buffet. Os pais deverão trazer o que será servido de acordo com a preferência da criança. As festas de aniversário não são permitidas nos demais setores. • A entrega de convite para festas fora do Colégio é permitida somente com autorização da coordenação, deve ser para todos os alunos da sala, sem nenhuma exceção. De acordo com os princípios humanos e cristão que norteiam o Colégio Santo André, nenhuma forma de exclusão é permitida, assim o não cumprimento dessa norma acarretará em ocorrência grave de acordo com o Regimento escolar.  É da competência do Colégio apenas a organização da Celebração Eucarística por ocasião da conclusão do Jardim II, 5° ano, 9° ano e 3ª série do Ensino Médio e também a entrega do certificado da 3ª série do EM.


 A participação da 3ª série do Ensino Médio e do 9° ano na Festa Junina e a venda de bolo, no recreio, são permitidas, pois tratam- se de práticas empreendedoras.  Todo objeto e material pessoal é de total responsabilidade do aluno. O colégio não se responsabiliza por danos e extravios, assim como por itens não pedagógicos (celular, etc.)  Na saída dos alunos da Educação Infantil, os pais devem esperar pela criança no pátio. Caso a criança tenha que sair mais cedo, devem mandar um recado na agenda para que o aluno seja encaminhado até o portão.  No Ensino Fundamental I, a criança deverá aguardar pelo horário da entrada no pátio coberto. No horário de saída, estando alguém da família presente no pátio, os cuidados passam a ser da responsabilidade do mesmo. Somente será autorizada a permanência da criança (no pátio do EF I) além do horário da saída, quando a mesma aguardar o horário de saída de irmão/irmã de outro setor. • A partir do 6º ano, os alunos são liberados ao término das aulas e, se autorizados, podem ir para casa sozinhos. • Os pais não devem abordar o professor na porta da sala de aula, nem por telefone celular ou redes sociais. Sempre que necessário, devem agendar um horário com a coordenação pedagógica. • Os pais devem esperar pelos filhos no pátio, evitando entrar nas salas de aula. • O colégio não se responsabiliza pela utilização inadequada de redes sociais, por parte dos alunos e/ou outros. • O aluno poderá frequentar as dependências do colégio em turno oposto, até às 17h, mediante autorização prévia da coordenação. A autorização é concedida exclusivamente para o desenvolvimento de atividades, de pesquisa, de monitoria e outros trabalhos relacionados ao aproveitamento escolar. Caso o aluno necessite usar a biblioteca no contraturno e não solicitou autorização prévia, deverá deixar seu nome na portaria do colégio antes de encaminhar-se à biblioteca. • É permitido aos pais fotografar somente os (as) próprios (as) filhos (as), nas dependências da escola. Todas as demais fotos de pessoas não são permitidas. • Caso o aluno esqueça, excepcionalmente, de trazer para a escola algum material necessário à aula, o mesmo deverá ser entregue na recepção, sendo que a entrega ao aluno não poderá ser imediata, uma vez que a aula não pode ser interrompida. Essa não é uma prática educativa, sendo que a organização cotidiana é um hábito necessário à formação da responsabilidade. • O uso do Bosque Santo André é permitido aos alunos do Ensino Fundamental e Ensino Médio, sempre acompanhados do (s) professor (s), para atividades pedagógicas e de lazer. Os pais deverão, no início do ano, preencher a “Autorização do Uso do Bosque”. • Os “trotes” dos alunos do 9° ano e 3ª série Ensino Médio acontecerão duas vezes por ano, com autorização prévia da coordenação pedagógica, nas seguintes datas: 28/06 3 11/10


Profile for Alexandre Ignacio Florio

Manual da Família  

Manual da Família

Manual da Família  

Manual da Família

Advertisement