Issuu on Google+

 

Júnior Empresas: empreendedorismo universitário Moção apresentada no Conselho Regional da JSD regional de Lisboa de 20 de janeiro de 2014 Nunca antes a necessidade da promoção do empreendedorismo se apresentou como tão óbvia. É notório que o meio universitário é dos locais de maior destaque para esta última, tendo em conta a sua envolvente social e académica, recurso facilitado a conhecimento bem como o espirito estudante de arriscar. Nesta linha, a forma mais dinâmica de desenvolvimento de empreendedores é a júnior empresa. Uma júnior empresa é uma associação sem fins lucrativos, não política e não religiosa, constituída por estudantes universitários com o objectivo colocar em prática os conhecimentos e competências adquiridos ao longo da formação dos seus membros integrantes. Estes jovens empreendedores desenvolvem projetos onde podem melhorar as suas soft skills fazendo a diferença no mercado de trabalho. (Fonte: JADE Portugal) Este Júnior Empresa surgiu em França, em 1967, com o objectivo de fornecer o espírito empreendedor nos estudantes universitários e aproximá-los da realidade empresarial. A rede espalhou-se muito rapidamente, surgindo em 1969 a primeira Confederação de Júnior Empresas neste país, e expandindo-se a vários países europeus e ao Brasil na década de 80. Portugal foi um pioneiro no movimento, tendo juntamente com a França, Itália, Holanda e Suíça fundado, em 1992, a JADE - European Confederation of Junior Enterprises. Hoje em Portugal, existem 26 júnior empresas no meio académico português, nas áreas da engenharia, gestão, direito, psicologia, entre outras. A recepção no mercado de trabalho dos seus membros tem sido considerável, sendo ainda mais provável que estes associados criem as suas próprias empresas do que numa situação académica comum.

Nesse sentido, a JSD Oeiras vem propor: 1. O reconhecimento da júnior empresa enquanto instrumento fundamental da promoção do empreendedorismo no meio académico; 2. O estabelecimento de um estatuto legal de júnior empresa, onde se permita o acesso a apoios de diversas ordens por parte destas entidades; 3. A promoção de uma estratégia de criação de júnior empresas, em colaboração com as universidades e o ministério da economia e inovação; 4. A promoção de iniciativas de formação em colaboração com as júnior empresas, nomeadamente em gestão e empreendedorismo; 5. O reconhecimento próprio do estatuto de júnior empreendedor ou associado de uma júnior empresa de modo a que seja equiparado a trabalhador estudante;

!    

 


Com esta moção a JSD Oeiras pretende reconhecer a iniciativa individual e o empreendedorismo com prioritários nas suas políticas de juventude, e revê-se na júnior

empresa

enquanto

instrumento

académico.

Autor David Alexandre da Silva Vice-Presidente da Concelhia da JSD Oeiras

20 de Janeiro de 2014

Alexandre Poço Presidente da Concelhia da JSD Oeiras

   

!    

 

de

promoção

do

empreendedorismo


Júnior empresas - Empreendedorismo universitário