Page 27

raiva, mas eu queria que Dez me olhasse assim. Uma estranha plenitude se expandiu em meu peito e de repente fazia muito calor no quarto. Um canto de sua boca se levantou. — Eu poderia me acostumar a... isso toda manhã. Expirei uma grande quantidade de ar quando seus cílios se moveram rapidamente para cima. Agarrando a manta, o fulminei com olhar. — Vá sonhando, amigo. Riu entre os dentes enquanto se esticava e apoiava o rosto em seu punho. — Você tem aulas nesta manhã? — Não. Eu terminei. Para sempre. — Todos os Guardiões eram ensinados em casa e, como acontece com os seres humanos, a maioria de nós concluía nossos estudos aos dezoito anos de idade. Era feito com um monte de livros especiais, mas muitos de nós, especialmente as mulheres, não tinha noção real do mundo. Olhei para ele. — Por quê? — Bem. Podemos começar agora com as condições que você mencionou. — Agora? — Me esticando, olhei o relógio despertador. — Nem são sete horas ainda! Sorriu abertamente. — Você tem muitas condições e não vou poder perder nem um momento. Bem. De certo modo, eu mesma procurei isso. — Eu também tenho uma condição — agregou. — O que? Endireitei-me, estreitando os olhos. — Não pode fazer isso agora. Já acertamos... — Não firmamos nenhum contrato, Jas — ele disse secamente enquanto se levantava. Tão grande como era, ocupava toda a cama. — Qual sua condição? Meu interior se enrolou com força ante o sorriso lento que se apoderou do seu rosto. — Que quando completarmos cada condição, você me dará um beijo. O olhei boquiaberta. — Você está falando sério? — Sério — murmurou. — Você está tirando um benefício disso, eu também deveria. — Bem, isso é realmente agradável de escutar. Encolheu seus grandes ombros.

27

Jennifer l armentrout dark elements #0 5 bitter sweet love [revisado]  
Jennifer l armentrout dark elements #0 5 bitter sweet love [revisado]  
Advertisement