Page 18

meu estômago ante o profundo retumbar do seu peito. Meu pulso se acelerou enquanto o beijo se aprofundava, em algum momento minhas mãos terminaram em seus ombros e não era para afastá-lo. Meu primeiro beijo... e foi tudo o que eu imaginei que seria, com a exceção da audiência. Mas era difícil não reconhecê-los com seus gritos e exclamações. Chamas se ondularam em minha pele já quente. Os lábios de Dez se moviam contra os meus, trabalhando para abri-los. Dei um grito afogado e me perguntei em que lugar do mundo ele aprendeu a beijar assim, ciúmes se ascenderam como farol ante o pensamento, ok, não queria saber onde ele aprendeu. Alguém limpou a garganta sonoramente. — Mesmo que eu esteja encantado de ver o quão feliz você está de ver minha filha, acredito que você pode parar agora. Dez lentamente afastou sua boca, respirando pesadamente enquanto apoiava sua testa contra a minha. Um rápido olhar a seus olhos mostrou as pupilas dilatadas destacando sua íris de um azul profundo, antes de ele fechar os olhos, exalando pela falta de ar. — Jasmine. Ao som de sua profunda voz, tão diferente da que eu me lembrava, quebrei seu aperto e me afastei. Retrocedi colocando minhas mãos em minhas bochechas vermelhas e logo as baixei cruzando meus braços sobre meu peito, confusão seguindo a fila de emoções conflitantes. Felicidade, fúria, excitação. Muita luxuria e logo raiva pela sua reaparição tão repentina, eu não sabia o que pensar sobre tudo isso. Os olhos de Dez nunca deixaram meu rosto, nem por um segundo desde que nos separamos, seu olhar era tão intenso quanto a sensação de ser pressionada contra ele, ardente como seu beijo. As portas do jardim se destacavam atrás dele e tive a urgência de sair correndo por elas. Eu estava lenta para acompanhar a conversa ao meu redor, mas as palavras de meu pai me trouxeram a realidade. — Já que está tudo certo — ele disse, fazendo com que minha mandíbula caísse no chão. — A cerimônia será... — Espere! — me virei para meu pai. — Nada está acordado. — O que você disse? — perguntou Dez, dizendo mais de duas palavras pela primeira vez. Ignorei. — Nada está arranjado, eu não aceitei a reclamação.

18

Jennifer l armentrout dark elements #0 5 bitter sweet love [revisado]  
Jennifer l armentrout dark elements #0 5 bitter sweet love [revisado]  
Advertisement