Page 1

ARMAS Meu pai sempre colecionou armas. Não os tipos mais modernos, mas variações de garruchas, cartucheiras, espadas, arcos e flechas. Até uma besta ele tinha. Besta é aquela mistura de espingarda com arco e flecha que os guardas do sherife de Robin Hood utilizavam. Eu me lembro de espadascomo a utilizada pelos toureiros; ela tem a empunhadura vermelha e sua lâmina é curva de modo a ir direto ao coração do touro quando o toureiro enfia-lhe o espeto pelo cangote. Tinha ainda uma arma que me impressionava pela potência que parecia ter. Era um revolver com dois canos grossos, quaseuma polegada de diâmetro cada, que acreditava ser uma arma para caçar elefantes. A minha frustração foi quando descobri que se tratava de uma sinaleira, daquelas utilizadas em alto mar para a localização de pessoasperdidas. Enfim, eram tantas e tão belas que seria de se esperar que nós, as crianças da casa, crescêssemos com fissura por armas. Contudo, não foi o que aconteceu, não comigo pelo menos. No meu caso não é difícil de explicar; vejamos três bons motivos para isso. 1o Motivo: Pimenta nas costas dos outros é refresco. Eu devia ter uns 8 anos ou menos e estava brincando numa antiga mesa de madeira que ficava embaixo da grande mangueira na chácara. Hoje esta mesa não existe mais. É incrível a saudadeque eu sinto da chácara daquela época. Pois então, tinha mais alguém brincando comigo, mas não me lembro quem era, só me lembro que estava do outro lado da mesa. De repente, ouço uma explosão. Foi o tempo de ouvir e sentir que algo diferente acontecera. Caí no chão e comecei a chorar. Não me lembro de mais nada; só da explicação que me foi dada posteriormente. Meu pai estava limpando uma cartucheira, que segundo ele estava descarregada. Hoje eu sei que não poderia estar. Mas tudo bem, não foi grave, pois não carrego nenhuma cicatriz do episódio.


2o Motivo: Furo na parede. Noutra limpeza de arma, estávamos eu, o Max e meu pai. Esta ele sabia que estava carregada e iniciou a limpeza por descarregá-la. Era uma espingarda Winchester (acho que é assim que se escreve), daquelas de filme de bang-bang. Para tirar as balas ele fazia três movimentos que expeliam os cartuchos sem detoná-los, fazendo um barulho mais ou menos assim: shink, plek, clim e ai foi: shink, plek, clim shink, plek, clim shink, plek, clim shink, plek, clim plek, shink, ... Bem dá para imaginar, não é? O furo deve estar em alguma parede da chácara até hoje. 3o Motivo: Me mandei... Quando somos pequenos, aproveitamos todas as oportunidades para nos exibir e mostrar a nossa superioridade sobre os outros. Não seria de forma diferente quando um filho da empregadafoi com ela para nossacasa. Logo que ele chegou, fomos eu, ele e o Axel brincar entre as árvores. Mas não demorou para que eu lembrasseda espingardinha de chumbo que tínhamos guardada no armário do quarto. Nessaépoca eu, o Axel e não me lembro se o Max também, dormíamos no quarto maior que fica colado à cozinha. O garoto ficou fora de casa na janela do quarto e eu e o Axel entramos para pegar a espingarda. Como a janela estava aberta, assim que eu a peguei, fui logo perguntando. - Você sabe como usar uma destas? Acho que ele respondeu que não. Não importa, fui logo mostrando. Empunhei a arma e comecei a apontar para diversos lugares, até que mirei nele... É, pode acreditar. Mirei e pressionei o gatilho. Só ouvi o estouro e o grito do garoto. Não parei para pensar, joguei a arma no chão e saí correndo feito um alucinado. Saí pela porta, pulei o muro, corri pela rua uns três quarteirões e me escondi no mato chorando e esperando pela surra que levaria. Incrível, me preocupei com a surra e não com o garoto.


Alguns minutos depois (pareceram horas), ouvi a Ligia gritando meu nome. Apesar do medo apavorante, tinha muita confiança na Ligia e saí do meu esconderijo. Se fosse outra pessoa, provavelmente não teria saído tão cedo. Ela me contou que o tiro havia acertado de raspão no braço e que não era grave. Levei um sabão pela imprudência e pela fuga. Hoje eu tremo com a possibilidade de na ocasião não ser uma espingardinha de chumbo ou de não ser o braço o alvo atingido.

É, não é difícil de explicar a minha falta de interessepelas armas! 

Armas  

História de como eu cresci em meio às armas do meu pai.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you