Issuu on Google+

O bom do deserto O nome “deserto” por si só já traduz o seu supremo desconforto. É um lugar onde nada existe que possa trazer benefícios palpáveis ao ser humano. Na vida do cristão, embora muitos acreditem ser mil maravilhas, também existem momentos dificultosos e que em muitos casos o leva a sofrer com extrema profundidade. Este tipo de situação é o que chamamos de deserto. É neste mesmo instante cujo enfrenta-se as piores dificuldades, situações repentinas que nos deixa sem som e imagem. Mergulhamos numa densa e estarrecedora tempestade de dor que parece desejar nos afogar sem quaisquer benevolências. Por pior que pareça a circunstância e por mais longe que se encontre a solução, existe algo que envolve este tempo e que, em muitos casos, só conseguimos perceber no futuro: experiência. Os experimentos da vida sempre nos proporcionam uma chance de avançarmos em conhecimentos e, com isso, acontece o crescimento individual. São situações que determinam quem realmente somos ou até mesmo a pessoa que iremos ser, afinal a vida é somente feita de decisões e cada uma nos arremessa em caminhos distintos. Parece inacreditável, mas é a mais sincera e pura realidade, mas é quando enfrentamos alguma dificuldade é que nos agarramos a Deus como o único capaz de solucionar os fatos. Sim, Ele realmente é capaz de proporcionar saída aos nossos problemas, e isto o mesmo fará, contudo Ele deseja que o busquemos de total entrega em todos os momentos em nossa vida, não somente nas tribulações. Na consternação estamos tão vazios de nós mesmos e sentimos tanta necessidade de buscá-lo em espírito e verdade que fazemos isto com toda a nossa força. É quando nos derramamos em Sua doce presença e por isso ouvimos mais facilmente a voz do Altíssimo.


O BOM DO DESERTO