Issuu on Google+

Eu consumidor...


ÍNDICE

Ÿ Teoria das cores Ÿ Disco de Newton Ÿ O que é cor? Ÿ Colorimetria Ÿ Cor luz Ÿ Cor pigmento Ÿ Cores primárias Ÿ Cores secundárias Ÿ Cores terciárias Ÿ Cores pasteis Ÿ Cores complementares Ÿ Cores análogas Ÿ Cores neutras Ÿ Luz e cor Ÿ Cores quentes Ÿ Cores frias Ÿ Importância da cor Ÿ Cromoterapia Ÿ Significado das cores Ÿ Estampas Ÿ Ambiências


TEORIA DAS CORES

A Teoria das Cores afirma que a cor é um fenômeno físico relacionado a existência da luz, ou seja, se a luz não existisse, não existiriam cores. O preto é percebido quando algo absorve praticamente toda a luz que o atinge. Já o branco é percebido em algo que reflete praticamente todas as faixas de luz. Pode-se dizer que o branco e o preto não são cores propriamente, e sim a presença ou ausência da luz. Isaac Newton foi o primeiro a associar que a luz do Sol tinha forte relação com a existência das cores, quando dissociou a luz solar nas cores do arco-íris através de um prisma. Vários estudiosos do passado se dedicaram a entender o fenômeno das cores. Os primeiros sistemas de cores foram os de Newton e de Goethe.


DISCO DE NEWTON

Disco de Newton é um dispositivo utilizado em demonstrações de composição de cores. Recebeu esse nome pelo fato do físico Isaac Newton ter descoberto que a luz branca do Sol é composta pelas cores do arco-íris. Ao entrar em movimento, cada cor do disco de Newton se sobrepõe em nossa retina, dando a sensação de mistura. Com velocidade suficiente as cores do disco dão a ilusão de ficar na cor branca.


O QUE É COR?

A cor não tem existência material. Ela é uma informação visual, uma sensação provocada pela ação da luz sobre o órgão da visão e decodificada pelo cérebro. A visão é o dom precioso que faz a ligação entre o mundo interior do homem e o mundo exterior que o rodeia, graças à luz, que traz para ele as cores do universo. Sem dúvida, se nos privassem da cor, perderíamos a mais eficiente dimensão de discriminação das coisas. O azul do céu, o amarelo do girassol e o verde das árvores: o império da cor.


COLORIMETRIA

A ciência que estuda a medida das cores é chamada de colorimetria. A colorimetria desenvolve métodos de quantificação da cor e estuda o tom, a saturação e a intensidade da cor. O tom da cor é que faz com que ela seja identificada como azul, verde, amarela etc. A saturação da cor mostra se a cor é natural ou pigmentada artificialmente. A intensidade caracteriza a força da cor. As cores são divididas em primárias, secundárias, terciárias e neutras.


COR LUZ

Ao incidir nas gotas de água da chuva os raios da luz solar se decompõem em várias cores, formando o arco-íris. São radiações coloridas. Semelhante a um arco-íris temos um prisma comum, onde a luz branca é dividida em um espectro de cores. Essas cores compõem o que é chamado de espectro visível da luz, que são frequências do espectro eletromagnético ("luz") que podemos ver a olho nu. O que nos dá um t o t a l d e 7 c o r e s . Porém, temos milhões de cores diferentes na transição de uma cor p a r a o u t r a . E s t u d o s n o s m o s t r a m a classificação das cores, são elas: primária, secundária e terciária. A qual gerará o círculo cromático e diante deste teremos também as cores complementares e análogas, além de muitos outros estudos e definições.


COR PIGMENTO

O pigmento é o que dá cor a tudo o que é material. Os homens primitivos descobriam as cores pela experiência. As pinturas rupestres eram feitas com os mais variados tipos de pigmentos naturais: plantas, terra, carvão, e até o sangue dos animais que caçavam. As técnicas de pintura se desenvolveram se industrializaram e a tecnologia criou os pigmentos sintéticos. Cores "artificiais", feitas em laboratório, mas tão intensas e belas como as cores naturais que tentam imitar.


CORES PRIMÁRIAS

As cores primárias são: vermelho, azul e amarelo. Também conhecidas como cores puras, são consideradas as primeiras cores, pois não se formam por nenhuma mistura de outra cor.


CORES SECUNDÁRIAS

As cores secundárias são: verde, roxo e laranja. As cores secundárias são formadas pela mistura de duas cores primárias. O azul misturado com o amarelo origina o verde. O azul misturado com o vermelho origina o roxo. O vermelho misturado com o amarelo origina o laranja.


CORES TERCIรRIAS

As cores terciรกrias resultam da mistura de uma cor primรกria com uma cor secundรกria. Vermelho + Roxo = Vermelho arroxeado Vermelho + Laranja = Vermelho alaranjado Azul + Roxo = Azul arroxeado Vermelho + Roxo = Vermelho arroxeado Vermelho + Laranja = Vermelho alaranjado Azul + roxo = Azul arroxeado


CORES PASTEIS

O pastel que dá nome à paleta de cores é uma espécie de giz, que como o giz de lousa, não deixa uma cor lá muito forte. Então, as cores que conseguimos obter com o pastel ficam sempre fracas, "lavadas". E, quando usadas na decoração, dão um ar delicado, feminino e suave ao ambiente.


CORES COMPLEMENTARES

As cores complementares são as que estão posicionadas em lados opostos do círculo cromático. Elas criam altos contrastes quando usadas juntas e transmitem mensagens de informalidade, ousadia e criatividade. Essas coordenações são sempre impactantes e funcionam também em “tríade”(junção de três cores), com cores separadas pela mesma distância no círculo. Exemplo: verde e vermelho, azul e laranja, amarelo e roxo.


CORES ANÁLOGAS

Cores análogas são aquelas posicionadas um ao lado da outra círculo cromático e, por serem tão próximas, são muito parecidas, gerando pouco contraste quando usadas juntas. Essa combinação transmite uma mensagem elegante, mas bem mais jovial e original que as monocromáticas. Exemplo: amarelo e laranja, amarelo e verde, verde e azul.


CORES NEUTRAS

As cores neutras são usadas para complementar uma cor desejada, sendo que elas têm pouco reflexo. Entre as cores neutras podemos citar o branco, os tons cinza e preto. O branco é luz isento de cor, o preto é a ausência de cor e os tons cinza são a mistura do branco com o preto.


LUZ E COR

Quando se fala das cores, não se deve, em primeiro lugar, mencionar a luz? Na verdade, luz e cores se relacionam perfeitamente, embora devamos pensá-las como pertencendo à natureza em seu todo: é ela inteira que assim quer se revelar ao sentido da visão. O olho deve sua existência à luz. De órgãos animais a ela indiferentes, a luz produz um órgão que se torna seu semelhante. Assim o olho se forma na luz e para a luz, a fim de que a luz interna venha ao encontro da luz externa.


CORES QUENTES

As cores quentes, s達o associadas ao sol e ao fogo: amarelo, laranja e vermelho. S達o aquelas que nos transmitem a sensa巽達o de calor.


CORES FRIAS

As cores frias, são associadas à água, ao gelo, ao céu, e às arvores: violeta, azul e verde. São aquelas que nos transmitem a sensação de frio.


IMPORTÂNCIA DA COR

Estudos comprovam a influência direta das cores no centro psicológico dos seres humanos, portanto, mais do que o papel estético, elas também são importantes para a harmonia dos ambientes. Nunca interferem na ocupação de espaços, mas sim em sensações, como o aconchego, sobriedade ou neutralidade, incluindo as térmicas, quentes ou frias. As cores quentes, por exemplo, nos deixam alegres, passam energia, força, enquanto as cores frias acalmam e relaxam. Cada cor tem seu poder, sua influência na vida de cada ser humano.

“As cores são ações e paixões da luz.” Goethe


CROMOTERAPIA

A Cromoterapia é o uso da energia das cores para a harmonização, restauração e equilíbrio de cada indivíduo. Cada cor tem sua propriedade específica. A palavra “cromoterapia” vem do grego “kromos”, cor e “terapheia”, tratamento. As propriedades terapêuticas de cada cor vão agir nos campos energéticos que chamamos de Chakras, corrigindo e reativando o campo vibratório celular. Cada cor tem uma vibração específica, que atuará desde o nível físico até níveis mais sutis da Alma.


PRETO

SIGNIFICADO DAS CORES

O preto é a cor do mistério e está associado à ideia de morte, de luto e de terror. Do latim pressus, “apertado, denso, comprimido”, de premere, “apertar, espremer” expressava a noção de que se tratava de uma cor onde existiam muitos pigmentos. O preto transmite introspecção, favorece a auto-análise e significa também dignidade. Uma cor com valor de uma certa sofisticação e luxo. O uso em excesso estimula a melancolia, depressão, tristeza, confusão, perdas e medo.


SIGNIFICADO DAS CORES

BRANCO

O branco transmite paz, de calma, de pureza. Também está associado ao frio e à limpeza. Significa inocência e pureza. O nome branco deriva do franco blank, “claro, branco, brilhante”. Substituiu o latim albus, de mesmo significado, que nos deixou palavras como alvo e alvejante. O branco revela pureza, sinceridade e verdade; repele energias negativas e eleva as vibrações espirituais. Equilibra a aura e facilita o contato com os guias espirituais, promovendo o equilíbrio interior, a sensação de proteção.


CINZA

SIGNIFICADO DAS CORES

Cinza deriva do Latim cinis, “material sobrado de um processo de combustão, cinzas”. O cinza pode simbolizar estabilidade, sucesso e qualidade, mas em excesso pode transmitir falta de vida. Porém se bem utilizado, o cinza oferece equilíbrio e flexibilidade por ser o equilíbrio entre o preto e o branco. Cinza é a expressão de neutralidade. Símbolo da indecisão e da ausência de energia. Quanto mais sombrio, mais expressa desânimo e monotonia.


SIGNIFICADO DAS CORES

PRATEADO

O prateado ou cor prata é uma cor associada ao moderno, às novas tecnologias, à novidade, à inovação. Prateado atribui valores relacionados ao metal, como brilho, solidez e valor. Transmite estabilidade, sucesso, qualidade e distinção, principalmente quando associado ao preto. A cor prata em excesso promove a sensação de frieza e distância.


DOURADO

SIGNIFICADO DAS CORES

O dourado ou cor de ouro está simbolicamente associado ao ouro, à riqueza, a algo majestoso. Dourado simboliza vibração elevada, vigor, inteligência superior e nobreza. É a cor da opulência, da luz e da prosperidade. Traz charme e constrói confiança, dá poder, persuasão, energia e inteligência.


SIGNIFICADO DAS CORES

AMARELO

Amarelo é uma palavra que se origina do baixo-Latim hispânico amarellus, diminutivo do Latim amarus, “amargo”. O amarelo é uma cor que desperta, que expressa leveza, descontração, otimismo. Simboliza criatividade, jovialidade e alegria. O amarelo também transmite calor, ilumina e descontrai. Como é a cor base do dourado, simboliza opulência e prosperidade. É também uma cor que carrega grande energia.


MARROM

SIGNIFICADO DAS CORES

O marrom traz esse nome como uma referência natural e precisa à cor da casca da castanha. Sua tonalidade é uma mistura de cor de terra e cor de madeira. O marrom é a cor da terra por excelência. Significa maturidade, consciência e responsabilidade. Está ainda associada ao conforto, à estabilidade, à resistência e simplicidade. Conecta a pessoa à natureza e à terra. Usado em excesso traz autocrítica exagerada, dependência afetiva e isolamento.


SIGNIFICADO DAS CORES

BEGE

O bege é uma cor que transmite calma e passividade. Está associada à melancolia e ao clássico. A cor bege é muito utilizada em ambientes, cortinas, tapetes, porque apesar de um tanto inerte, o bege promove a sensação de aconchego e conforto. O bege desperta e aquece.


VERDE

SIGNIFICADO DAS CORES

O verde significa vigor, frescor, esperança e calma. Deriva do Latim viridis, “verde”. O verde é uma cor calmante que harmoniza e equilibra. Representa as energias da natureza, da vida, esperança e perseverança. Simboliza a renovação, fertilidade, crescimento e saúde. Em excesso estimula orgulho, a presunção e a arrogância. Cor universal da natureza, atualmente está muito associado a temas ecológicos. É a cor da sustentabilidade e da ecologia.


SIGNIFICADO DAS CORES

AZUL CLARO

O azul claro significa tranquilidade, compreensão e frescor. O azul é a cor do céu iluminado, das alturas, do espírito e do pensamento. Simboliza a lealdade, a fidelidade, a personalidade e subtileza. Simboliza também o ideal e o sonho. É a mais fria das cores frias. O azul claro provoca uma sensação de frescura e higiene, principalmente combinado com o branco.


AZUL

SIGNIFICADO DAS CORES

O termo azul vem do persa lazward, “azul, lápis-lazuli” o que é uma clara referência à cor da pedra lápis-lazuli. A cor azul ajuda a baixar a pressão arterial, acalma e traz clareza mental. Produz tranquilidade, ternura, afetuosidade, paz de espírito e segurança. Reduz o stress e a ansiedade, promovendo a saúde emocional. Favorece as atividades intelectuais e a meditação. Simboliza devoção, fé, aspirações elevadas, sinceridade e confiança. O azul transmite a compreensão. É a cor do bem estar e do raciocínio lógico. É a única que tem poder de desintegrar energias negativas, favorecendo a paciência, a amabilidade e a serenidade.


SIGNIFICADO DAS CORES

ANIL

O anil é um roxo pendendo mais para o azul. Significa espiritualidade e intuição, portanto, uma cor metafísica. É a cor da alquimia e da magia. Ela é vista como a cor da energia cósmica e da inspiração espiritual. Anil simboliza respeito, dignidade, devoção, piedade, sinceridade, espiritualidade, purificação e transformação.


LILÁS

SIGNIFICADO DAS CORES

A cor lilás é, segundo místicos, excelente para purificação e cura dos níveis físico, emocional e mental. Ajuda a encontrar novos caminhos para a espiritualidade e a elevar nossa intuição espiritual. O lilás representa o mistério, expressa sensação de individualidade e de personalidade, associada à intuição e ao contato com o todo espiritual. É aconselhável para locais de meditação.


SIGNIFICADO DAS CORES

VIOLETA

O nome violeta vem por comparação com a cor das pétalas da flor violeta. O nome dela em latim era viola, daí a palavra atual. A cor violeta é, segundo místicos, excelente para purificação e cura dos níveis físico, emocional e mental. Ajuda a encontrar novos caminhos para a espiritualidade e a elevar nossa intuição espiritual.


ROXO

SIGNIFICADO DAS CORES

O roxo deriva do Latim russeus, “vermelho-escuro” e transmite a sensação de prosperidade, nobreza e respeito. Roxo equivale a um pensamento reflexivo e místico. O profundo mistério que a cor evoca pode promover sensações de tristeza e melancolia caso a pessoa conviva demais com o roxo. Assim como o preto, o roxo remete a nobreza e poder.


SIGNIFICADO DAS CORES

PÚRPURA

Púrpura deriva do latim purpura, molusco do qual se extraía o corante vermelho pendendo para o roxo, chamado em grego porphyros. Esse pigmento era tão caro que se reservava inicialmente apenas às vestes imperiais e depois a algumas eclesiásticas. Daí vem o significado nobre, clerical e portanto, místico da cor.


MAGENTA

SIGNIFICADO DAS CORES

O magenta é como um púrpura mais claro e intenso. Este vermelho aprofundado com traços de azul recebeu o nome de uma cidade italiana. Em Magenta no ano de 1859 os austríacos foram batidos pela França e Sardenha; o pigmento anilínico dessa cor foi descoberto no ano seguinte. Esta cor também é referenciada com o termo carmim, do árabe kermes, um pequeno inseto do qual se extraía o corante.


SIGNIFICADO DAS CORES

ROSA

Já o termo rosa deriva do latim rosa, que por vez derivou do grego rhodon, “rosa”. A cor rosa é o vermelho suavizado com o branco. É a cor da beleza, do romantismo, do amor terno e carinhoso. Transmite fragilidade e delicadeza, sugerindo feminilidade e afeição. O rosa claro está associado ao feminino. Está ainda associado à compaixão. O rosa escuro, intenso, também chamado rosa choque ou ainda simplesmente pink é uma cor íntima, de doçura melosa e romântica.


VERMELHO

SIGNIFICADO DAS CORES

Vermelho deriva do latim vermis, “verme, pequeno animal”. O Vermelho é a cor da paixão e do sentimento. Simboliza o amor, o desejo, mas também simboliza o orgulho, a violência, a agressividade ou o poder. O vermelho é a cor mais quente, ativa e estimulante. Fortalece o corpo e dá mais energia física, impulso sexual, força de vontade, conquista, liderança e senso de auto-estima. Simboliza: perigo, fogo, sangue, paixão, destruição, raiva, guerra, combate e conquista; cor de aproximação e encontro.


SIGNIFICADO DAS CORES

LARANJA

O nome laranja vem de narang, o nome da fruta em sânscrito. O laranja é a mistura exata entre o amarelo e o vermelho. É uma cor ativa que significa movimento e espontaneidade. O laranja é a cor do sucesso, da agilidade mental, e da prosperidade. Simboliza encorajamento, estimulo, robustez, atração, gentileza, cordialidade, tolerância e prosperidade. É também a cor da comunicação, do calor efetivo, do equilíbrio, da segurança, da confiança.


ARABESCOS

ESTAMPAS

Os arabescos são elementos da arte islâmica e são compostos por figuras geométricas que se repetem. Na maioria das vezes essas figuras são parecidas com formas de plantas. Para os muçulmanos a união dessas formas constitui um padrão infinito, que vai além do mundo visível e material.


ESTAMPAS

CASHMERE

Originalmente uma lã macia feita a partir do pêlo de cabras da região de Caxemira na Índia, o termo cashmere passou a ser associado no século 19 à estampa de folhas estilizadas e curvadas que eram aplicadas nos xales e túnicas indianas. As cores predominantes na época eram o preto e o vermelho. Com a descoberta do caminho marítimo para a Índia, os tecidos com estampa cashmere passaram a ser exportados para países europeus e principalmente para a GrãBretanha.


COMIC

ESTAMPAS

Comic Print, que são estampas relacionadas a historias em quadrinhos, com onomatopeias que representam sons de lutas, explosões ou falas, geralmente com cores chamativas. A estampa tem como referência o Pop Art dos anos 50/60 e os heróis e heroínas que amamos desde a infância.


ESTAMPAS

ÉTNICAS

A Estampa Étnica é uma estampa com várias formas geométricas e cores inspirada nos indíos americanos, asiáticos, astecas, nas tribos africanas entre outras nacionalidades.


GAUDÍ

ESTAMPAS

Antoni Gaudí foi um arquiteto catalão, um dos símbolos da cidade de Barcelona, onde se educou e passou grande parte da vida. Aparece como um arquiteto de novas concepções plásticas ligado ao modernismo catalão. Também se utilizou da técnica catalã tradicional do trencadis, que consiste de usar peças cerâmicas e azulejos quebrados para compor superfícies. Sua arte inspirou a estampa Gaudí, um mosaico listrado super colorido.


ESTAMPAS

GEOMÉTRICO

Os traçados, retos ou curvos, compõem desenhos que intrigam e estimulam o olhar. As estampas remetem ao contemporâneo e ao urbano e podem ser incorporadas com cores vibrantes ou tons neutros e pastéis. Além de tecidos de almofadas e mantas, as formas estão presentes também em azulejos, cúpulas de abajur, revestimentos, utensílios de cozinha, papéis de parede e itens como quadros e móveis.


GRÁFICAS

ESTAMPAS

Estampas gráficas, que remetem aos anos 60 e 70 e ao Op Art. As estampas gráficas, em versões coloridas e principalmente em preto e branco, invadiram as passarelas do verão 2013 no Hemisfério Norte e ainda devem dar o que falar por um bom tempo.


ESTAMPAS

LÚDICOS

As implicações da necessidade lúdica ultrapassaram as demarcações do brincar espontâneo, passando a fazer parte das necessidades básicas da personalidade, do corpo e da mente. Refere-se à abstração de uma situação sob a forma de um jogo ou brincadeira, caracterizando-se por ser espontâneo, funcional e satisfatório. A ludicidade não pode ser encontrado em prazeres estereotipados, pois estes não possuem a marca da singularidade do sujeito que as vivência. É, portanto, algo subjetivo, passível de interpretações pessoais.


MANCHADAS

ESTAMPAS

Estampas manchadas e aquareladas, com efeitos desbotados; com visual delicado e refinado, padronagens abstratas e de impressões nebulosas; névoas e transparências; tons arejados e florais esboçados.


ESTAMPAS

MINIMALISMO

A palavra minimalismo se refere a uma série de movimentos artísticos, culturais e científicos que percorreram diversos momentos do século XX e preocuparam-se em fazer uso de poucos elementos fundamentais como base de expressão. Os movimentos minimalistas tiveram grande influência nas artes visuais, no design, na música e na própria tecnologia.


MIRÓ

ESTAMPAS

Joan Miró, que foi um importante escultor e pintor surrealista catalão. Quando jovem frequentou a Escola de Belas Artes da capital catalã e a Academia de Gali. Em 1919, depois de completar os seus estudos, visitou Paris, onde entrou em contato com as tendências modernistas como os fauvismo e dadaísmo. Suas obras incríveis podem ser vistas nos melhores museus do mundo, assim como as de Picasso. A estampa Miró não só faz homenagem ao artista, mas também faz uma releitura de suas obras em um mix multi-colorido.


ESTAMPAS

PICASSO

Pablo Picasso, que foi um pintor, escultor e desenhista espanhol, tendo também desenvolvido a poesia. Ele foi reconhecidamente um dos mestres da arte do século XX. É considerado um dos artistas mais famosos e versáteis de todo o mundo, tendo criado milhares de trabalhos, não somente pinturas, mas também esculturas e cerâmica, usando, enfim, todos os tipos de materiais. Ele também é conhecido como sendo o co-fundador do Cubismo, junto com George Braque. Para retratar essa arte cubista, surgiu a estampa Picasso, com suas formas geométricas em degradê.


PET POÁ

ESTAMPAS

As estampas PETIT POIS (chamadas também de bolinhas ou polka dots) tem seu significado oriundo do Francês, e POIS (se lê Poá) também é sinônimo de “ervilha”. É uma série de pontinhos que não precisam ter necessariamente mesmo espaçamento, cor e tamanho. Teve seu apogeu no auge do Modernismo, quando as composições geométricas estavam em alta e os contrastes entre claro e escuro estavam na moda.


ESTAMPAS

RENASCENTISTAS

Os desenhos inspirados nesse estilo que marcou época aparecem em diversas peças e remetem ao período característico por transformações em muitas áreas da vida humana, que assinalam o final da Idade Média e o início da Idade Moderna. Cores fortes, visual bem marcante e muito luxo são características desta moda que valoriza nossa história. Além disso, trazendo um apelo religioso, as estampas trazem anjos, florais, inspirações na arquitetura, mosaicos em traços bem marcados.


TARTÃ

ESTAMPAS

Também conhecido como xadrez escocês porque originou-se na Escócia, com a estampa em um tecido leve de lã. É composto por listras e barras de tamanhos e cores idênticas que, misturados, resultam em um efeito xadrez com diferentes tonalidades.


ESTAMPAS

TRIBAL

Uma tendência com origem mexicana e influência de outras tribos latinas e africanas. Oscila entre as cores neutras e mais chamativas e também das mais variadas formas geométricas, o estilo tribal se adéqua perfeitamente nos looks românticos, retrôs, streets e futuristas.


O QUE É RAPORT?

É um termo de origem francesa que significa harmonia e define a criação de estampas por repetição.


RAPORT


RAPORT


RAPORT


ESTAMPA

Estampa escolhida.


APLICAÇÃO DA ESTAMPA


APLICAÇÃO DA ESTAMPA


APLICAÇÃO DA ESTAMPA



Eu consumidor