Page 1

Alessandra de R. e A. Lodoli

teatro multieventos em brodowski


CENTRO UNIVERSITÁRIO MOURA LACERDA ARQUITETURA E URBANISMO: DIURNO

ALESSANDRA DE RIBEIRO E ALMEIDA LODOLI

EDIFÍCIO CULTURAL: TEATRO MULTIEVENTOS EM BRDOWSKI

RIBEIRÃO PRETO 2013


ALESSANDRA DE RIBEIRO E ALMEIDA LODOLI

EDIFÍCIO CULTURAL: TEATRO MULTIEVENTOS EM BRODOWSKI

Projeto de pesquisa apresentado ao Centro Universitário Moura Lacerda para cumprimento das exigências parciais para a obtenção do título de bacharel em Arquitetura e Urbanismo sob a orientação da prof. Ruth Montanheiro Paolino.

RIBEIRÃO PRETO 2013


Alessandra de Ribeiro e Alemida Lodoli

EDIFÍCIO CULTURAL: TEATRO MULTIEVENTOS EM BRODOWSKI

Orientador: Nome:

Examinador 1: Nome: Examinador 2: Nome:

Ribeirão Preto –SP

/

/2013


AGRADECIMENTO Agradeço a todos que contribuíram com minha

formação

acadêmica

em

Arquitetura

e

Urbanismo, em especial: Ao meu pai Alessandro Lodoli e minha mãe Lucy Ribeiro que contribuíram com a minha formação. Ao meu namorado Lucas Cuziol, que como mais que namorado um amigo que sempre esteve ao meu lado e me ajudando sempre que necessitei. À minha orientadora Ruth Paolino que se dedicou em me auxiliar no desenvolvimento do trabalho.


RESUMO O trabalho apresenta uma proposta de projeto de um teatro multieventos para a cidade de BrodowskiSP, uma vez que a cidade não apresenta espaços apropriados

para

eventos

artísticos

de

diversas

naturezas. O programa prevê além do espaço interno, um palco externo junto à uma esplanada e ambientes para ensaios, exposições, lazer e descanso. O projeto foi trabalhado através de objetivos como criar espaços de circulação e convivência, teatro com plateia em forma de arena semicircular, mudanças de cenários horizontais e palco móvel. A praça ao redor, cria mais um ponto de encontro para a cidade, completando o conjunto que se constituirá um marco para a cidade.

PALAVRAS-CHAVES: TEATRO – EVENTOS – LAZER – CULTURA


ABSTRACT This paper presents a proposal for a multievents theater for the city of Brodowski-SP, once that the city does not have appropriate spaces for art events of various natures. The program provides in addition of a internal space, an external arena next to a esplanade and spaces for rehearsals, exhibitions, leisure and rest. The project was developed through objectives such as creating

spaces

for

people’s

circulation

and

acquaintanceship, theater with a semicircle audience, horizontal changes of scenarios and a moving stage. The square creates another meeting point for the city, completing the set that will be a landmark for the city.

KEYWORDS: THEATER – EVENTS – LAISURE – CULTURE


SUMÁRIO I INTRODUÇÃO ... 13 I.1 Apresentação ... 15 I.2 Objetivos ... 19 I.3 Justificativa ... 20 I.4 Procedimentos metodológicos ... 22 II LEVANTAMENTOS DE BRODOWSKI ... 25 II.1 Dados de Brodowski ... 27 II.2 Acessos à cidade de Brodowski ... 32 II.3 Lista de eventos ocorrentes em Brodowski ... 33 II.4 Infraestrutura ... 36 II.5 Equipamentos urbanos ... 37 II.6 Dinâmica imobiliária ... 39 III TERRENO ... 41 III.1 Hierarquia viária ... 45 III.2 Uso e ocupação ... 46 III.3 O terreno e as vistas ... 47 III.4 O terreno e a carta solar ... 48 IV ANÁLISE TEÓRICA ... 49 IV.1Tipologia de teatro ... 51 IV.2 Projetos de referência ... 53 V PROJETO ... 65 V.1 Tecnologia ... 67 V.2 Programa e fluxograma ... 69 V.3 Plano de massas ... 71 V.4 Projeto ... 72 CONSIDERAÇÕES FINAIS ... 93 BIBLIOGRAFIA ... 97


MÚSICA

1 introdução


I INTRODUÇÃO I.1 APRESENTAÇÃO Edifícios

culturais

têm

importância

na

disseminação de cultura de maneira geral, sendo atividades específicas, como teatros, bibliotecas entre outras atividades realizadas em centro cultural, além de serem espaços de convivência social. Segnini (apud ZANETTINI, 2008, p.2) aponta que qualidade é adequação à cultura, aos usos e costumes de cada época, ao ambiente no qual a obra se insere, à evolução científica, tecnológica e estética, à satisfação das necessidades econômicas e fisiológicas e direcionada à razão e à emoção do homem.

Um edifício cultural influencia na rotina e na qualidade da cidade, sendo uma opção para a apreciação de novos conhecimentos e relação social. O teatro é um desses edifícios que proporcionam diversos tipos de espetáculo, como peças teatrais, óperas, orquestras,

encenações

entre

outros.

Nessa

perspectiva, este projeto tem o intuito de mostrar a elaboração de um teatro multieventos voltados para a abrangência de variados eventos. Este tipo de teatro será uma possibilidade de lazer, além de uma forma de aprendizagem e apreciação de diversos eventos culturais. Segundo Cazeloto (2003, p.3) “um teatro deve ser entendido como um espaço que busca fornecer

aos

espectadores

e

público

alvo,

a

informação, a caracterização e importância da cultura para a sociedade.”.

15


Nesse sentido, Cruz (2012, p.8) “a qualidade de vida de um lugar pode ser entendida como o conjunto de experiências que o território consegue oferecer”, portanto um edifício voltado para eventos culturais proporciona novos tipos de experiências, aprendizados, vivências. Brodowski não possui espaços teatrais ou adequados para a realização de eventos como peças teatrais, corais, montagens de óperas, shows de bandas. Bufelli (2012) explica a interferência da cultura artística para a população “os eventos culturais são de grande importância para a sociedade, pois podem contribuir para o amadurecimento do ser humano, além de fortalecer a identidade pessoal ou organizacional”. Brodowski é uma cidade que possui em torno de 16

21,0001 habitantes e a implantação de um teatro criará a possibilidade de socialização e de conhecimento de peças teatrais, óperas, estilos musicais através de apresentações que ocorrerão no edifício, tendo como principal acolher os artistas da cidade (Bandas de Brodowski, Coral municipal de Brodowski) e da região (OSRP, Grupo Ribeirão em Cena, Bandas) para que exponham seus trabalhos e incentive a formação de novos grupos artísticos na cidade. Devido à diversidade existente em um público, um teatro que abranja diversos tipos de obras poderá ajudar a atender essa heterogeneidade. Nesse sentido, Botelho (2012, p.2) afirma que

1

Dados do IBGE, censo de 2010. Disponível em

http://www.ibge.gov.br/cidadesat/painel/painel.php?codmun=350780#


aceitar a diversidade de padrões de cultura e, considerado o conjunto do que é produzido e colocado à disposição, observar de forma mais efetiva a existência de vários públicos. Ou seja, não existe o público, no singular, e um padrão de resposta a qualquer mudança que se promova na oferta. O que há é um conjunto de públicos diferentes, com respostas diferentes conforme localização espacial, faixa etária, condição de classe, história familiar, bagagem cultural.

No sentido de atender às necessidades do público, a secretaria da cultura e turismo de Brodwski realiza diversos eventos de entretenimento com característica cultural. Segundo a secretaria de cultura e turismo de Brodowski O Departamento de Cultura e Turismo tem como objetivo desenvolver projetos culturais e turísticos com a participação de crianças, adolescentes, adultos e profissionais da educação, estabelecendo um contato mais próximo com a realidade sócio/cultural da cidade e região. Envolvendo conhecimentos teóricos e práticos (cultura, educação e tecnologia), são baseados nos valores culturais da comunidade e visam desenvolver o exercício da cidadania e a preservação da cultura.

Diante do que já foi exposto acima, o teatro se constrói à medida que existe o trabalho conjunto tendo o envolvimento e apoio da secretaria da cultura, artistas e população. Porém, uma figura é essencial para que o projeto se realize de modo a proporcionar as melhores experiências, que é a do arquiteto. É este profissional que irá articular todos os dispositivos e tecnologias existentes para que o teatro funcione como um espaço

17


cultural completo em sua estrutura. Segnini (2008, p.1) aponta que a profissão do arquiteto e, consequentemente, sua produção, possui um caráter transversal, no sentido de os serviços de arquitetura tocarem aspectos econômicos, culturais, sociais, técnicos e estéticos da sociedade. O resultado de seu trabalho é o meio ambiente construído que representa o patrimônio do amanhã, as edificações nas quais os cidadãos passam mais de 80% de seu tempo. Além disso, representa alto nível de investimento, e sua realização, gestão e manutenção geram grande impacto sobre o meio ambiente.

Devido à inexistência de um teatro na cidade de Brodowski com multifuncionalidade para recepcionar 18

variados

tipos

de

eventos

com

necessidades ambientais diferentes, faz-se necessária a proposta de montagem de um teatro voltado para shows, espetáculos músicas e de dança, peças teatrais, visto que este tem como intenção a difusão de cultura, além de ser um espaço apropriado com novas tecnologias e uma qualidade mais específica para ópera, orquestras, récitas e pequenos movimentos musicais.


I.2 OBJETIVO(S) O objetivo geral é desenvolver um projeto de edificação de um Teatro em Brodowski cujo partido será baseado no conceito de multifuncionalidade para proporcionar estrutura que recepciona variados tipos de eventos. Os objetivos específicos da pesquisa: · Propor versatilidade acústica de ambiente, com tempo de reverberação diferente, necessário para cada tipo de apresentação; · Sugerir palco com mudanças de cenários horizontais, para facilitar o trabalho daqueles que trabalham com a montagem e manutenção do cenário; · Apresentar espaço multifuncional com dois palcos possibilitando uma abrangência maior na recepção de eventos; · Estabelecer espaços abertos para circulação externa;

19


I.3 JUSTIFICATIVA A construção de um teatro em Brodowski poderá receber eventos que já ocorrem na cidade e trazer novas possibilidades de eventos e divertimentos, sendo um ponto de cultura e um marco arquitetônico na cidade. Brodowski

não

possui

espaços

para

apresentações teatrais, musicais, de dança entre outros fazendo com que os interessados em eventos dessas categorias procurem em cidades da região, e há aqueles que não têm contato com esses eventos por não ter a oportunidade em sua cidade por faltar um espaço adequado para a realização destes. O

teatro,

em

primeiro

lugar,

incentiva

a

dispersão de conhecimentos de bandas, corais, música 20

orquestral, óperas, dança, peças teatrais entre outros eventos de outros estilos que poderá ocorrer, além de motivar novos profissionais do meio artístico com um novo espaço de trabalho, além de espaços de ensaios. Em

segundo

lugar,

poderá

trazer

novas

expectativas para os músicos e atores existentes na região com um novo espaço para suas apresentações, sendo um projeto que terá duas possibilidades de palco, sendo um externo e outro interno, e, por último e não

menos

importante,

possibilitará

novos

conhecimentos relacionados à área musical e teatral, sendo um conhecimento para um profissional da área como também para um leigo, através dos espetáculos e eventos relacionados ao tema – palestras, mostras, encontros, grupos de discussão entre outros.


Além do que já foi exposto, um teatro deste tipo trará a possibilidade de convites a grandes músicos, artistas circenses, dançarinos e atores de outras cidades e países, incorporando novas experiências para a cidade de Brodowski no que diz respeito à conhecimento de dança, música e teatro, viabilizando um contato mais próximo com um profissional da área. Em âmbito social e econômico, um novo espaço cultural como este irá proporcionar à população novas oportunidades de emprego para músicos, atores, diretores e produtores de espetáculos, técnicos de som, administradores entre outros.

21


I.4 PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS Este projeto teve como base a pesquisa qualitativa e como métodos a pesquisa em campo para análise de local de implantação e pesquisa documental. Segundo Rodrigues (2007, p.9), a pesquisa qualitativa é “descritiva; as informações obtidas não podem ser quantificáveis;

os

dados

obtidos

são

analisados

indutivamente; a interpretação dos fenômenos e a atribuição de significados são básicas no processo de pesquisa qualitativa”. Segundo Lakatos (2003, p.174) “a característica da pesquisa documental é que a fonte de coleta de dados está restrita a documentos, escritos ou não, constituindo o que se denomina de fontes primárias. Estas podem ser feitas no momento em que o fato ou fenômeno ocorre, ou depois” e foi escolhida pelo fato de ser fundamental o conhecimento das leis 22

acerca da implementação de novos projetos de edifícios culturais além de normas técnicas para desenvolver ambientes acústicos. Já a pesquisa de campo é entendida por Rodrigues (2007, p.7) como “a observação dos fatos tal como ocorrem. Não permite isolar e controlar as variáveis, mas perceber e

estudar as relações

estabelecidas” e foi adotada devido à necessidade de se conhecer o local de implantação de um teatro baseado nos objetivos do mesmo. O local deve ser propício ao edifício tanto em aspectos urbanísticos quanto sociais, ou seja, quais as influências que este novo teatro pode influenciar culturalmente o ambiente em que ele se insere. Inicialmente, houve um estudo de levantamentos de eventos que ocorrem na cidade para definir a


característica do edifício e o espaço médio necessário, logo após foi feito um estudo de terreno, levando em consideração tamanho e localização, para a escolha de uma área para a proposta de implantação do objeto, no caso o teatro, e foi feito leitura do entorno dessa área, contendo nessa leitura história da cidade, pontos de ocorrência de eventos, topografia, mapa de gabarito da cidade,

mapa

de

uso

da

cidade,

climatologia,

Brodowski e os municípios vizinhos, como o terreno pode ser acessado, hierarquia viária, vegetação do entorno, equipamentos existentes, infraestrutura entre outros. Após um levantamento detalhado do entorno do terreno, foram feitas análises das informações, como exemplo, de como a insolação e vistas poderá influenciar na organização do programa do terreno, como o edifício interferir na vizinhança levando em consideração os usos do entorno e outras relações entre a proposta de teatro com os levantamentos apresentados. Feitas as análises dos levantamentos, foi feita uma busca bibliográfica para base de tipologias de teatros e projetos de referência, com prioridade em teatros de arena, teatros fechados, flexibilidade de palco, circulação e arquitetura contemporânea da a partir de planos. Após a análise de levantamento foi feito um programa de necessidades do edifício e plano de massas de distribuição do programa.

23


O projeto foi desenvolvido a partir da plateia em formato de arena, tendo ela como centro do projeto, além

de

seguir

uma

arquitetura

de

planos

e

continuidade usando referências de edifícios que seguem uma arquitetura contemporânea.

24


MĂšSICA

2 levantamentos de brodowski


II LEVANTAMENTOS DE BRODOWSKI II.1 DADOS DE BRODOWSKI Figura 1: Localização

Com base nos dados do IBGE2 censo 2010 a população da cidade é de 21.107 habitantes em uma área da unidade territorial de 278,458 km², possuindo uma densidade demográfica 75,51 habitantes por km² e seu bioma é o cerrado. De acordo com a db-city3 o clima de Brodowski é o clima tropical com estação seca. Embrapa4 explica que: Aw - Clima tropical, com inverno seco. Apresenta estação chuvosa no verão, de novembro a abril, e nítida estação seca no inverno, de maio a outubro (julho é o mês mais seco). A temperatura média do mês mais frio é superior a 18ºC. As precipitações são superiores a 750 mm anuais, atingindo 1800 mm. Este tipo de clima predomina principalmente no norte e noroeste do Estado de São 2

http://cidades.ibge.gov.br/xtras/perfil.php?lang=&codmun=350780 &search=sao-paulo|brodowski 3 http://pt.db-city.com/Brasil--S%C3%A3o-Paulo--Brodowski 4 http://www.cnpf.embrapa.br/pesquisa/efb/clima.htm

27


Paulo (Ventura, 1964); parte oeste do Triângulo Mineiro, praticamente toda a metade norte de Minas Gerais e no sudeste de Minas, na região de Muriaé – Cataguases – Leopoldina (Antunes, 1986); litoral e serras do Ceará (Fernandes, 1990); norte do Maranhão, oeste da Bahia, centro do Mato Grosso, Pantanal MatoGrossense, nordeste do Rio de Janeiro, oeste do Espírito Santo, serras do Rio Grande do Norte (Golfari et al., 1978). Ocorre ainda, na faixa amazônica deste o noroeste do Tocantins, até Roraima; oeste de Mato Grosso e sul de Rondônia.

A latitude de Brodowski é de 20º59’47.74”S. A longitude é de 47°39'53.96"O. A altitude é de 849m. Brodowski recebe os mesmos ventos que Ribeirão Preto, mas com influência diferente. É uma cidade com altitude maior que Ribeirão Preto, ventos passam pela cidade em uma velocidade maior fazendo 28

com que circule o ar da cidade, portanto é uma cidade com uma temperatura menos elevada. O vento sudeste é um vento adequado. A fachada noroeste possui vento quente, havendo a possibilidade de implantar espelhos d’água, cinturão verde para amenizar a temperatura decorrente do vento quente. O vento vindo do sul é frio. O

site

da

prefeitura

(http://www.brodowski.sp.gov.br/, acessado em: 20 de junho de 2013) disponibiliza a história de Brodowski: “A região tem sua origem histórica ligada aos bandeirantes que por aqui passaram em busca de novas terras, metais, pedras preciosas e captura de índios para suprirem a mão de obra destinada ao trabalho. No século XV, entre os anos de 1.594 e 1.599, os Afonso Sardinha (pai e filho) e João do Prado atingiram o Rio Jeticaí, hoje Rio Grande, atravessando a região,


provavelmente, habitada pelos índios Caiapós. Essa rota ficou conhecida como "Caminho dos Guaianazes" via para Goiás - onde começaram os primeiros povoados. A descoberta do ouro goiano por Bartolomeu Bueno da Silva, o famoso Anhanguera, provocou a vinda de muitos paulistas de São Paulo, Itu, Santos e São Vicente, bem como de mineiros do Sul de Minas Gerais. Essa movimentação provocou a expansão de fazendas concedidas em Sesmarias. Em 5 de Agosto de 1.728, foi doada uma Sesmaria a Pedro da Rocha Pimentel, que compreende a região onde se localiza Brodowski. Devido ao aumento da população e ao surgimento de novos núcleos, a Sesmaria foi elevada à Freguesia, consagrada ao Senhor Bom Jesus da Cana Verde, incorporada ao município de Moji Mirim, a qual veio a se tornar mais tarde a cidade de Batatais. No ano de 1.815, Dom João VI concedeu o alvará da nova Freguesia do Bom Jesus de Batatais, que compreendia os territórios entre os rios Pardo e Sapucaí, tendo sido anexada ao município de Franca segundo portaria de 21 de outubro de 1.821. O município de Batatais, com território desmembrado de Franca, foi criado em 14 de março de 1.839. Após 61anos da criação da Freguesia, em 8 de abril de 1.875, a sede municipal foi elevada à categoria de cidade. Pela divisão administrativa referente ao ano de 1.911, o município de Batatais compunha-se dos distritos de Batatais, propriamente dito, Mato Grosso de Batatais (hoje Altinópolis) e Brodowski. A existência da cidade de Brodowski está intimamente ligada à existência da Cia. Mogiana de Estradas de Ferro. Organizada em 1.872, sob a presidência do Dr. Antonio Queiroz Telles, Conde de Parnaíba, a velha ferrovia através da lei nº 18 de 21de março de 1.872, obteve do governo da Província

29


30

concessão para construir uma estrada férrea. Essa estrada ia de Campinas a Moji Mirim e de um ramal até Amparo, cujo prolongamento até as margens do Rio Grande, passando por Casa Branca e Franca, acabou dando origem entre outras, à cidade de Brodowski. A inauguração da estação de Batatais aconteceu em 3 de outubro de 1.886 com a presença do imperador D. Pedro II e sua esposa a imperatriz Tereza Cristina. Quando inaugurou a estação de Batatais, as terras da Fazenda Belo Monte - entre Visconde de Parnaíba e Batatais passaram a ser cortadas pelos trilhos da Mogiana. Alguns meses depois o coronel Lucio Enéas de Melo Fagundes, tendo adquirido o imóvel e, em companhia de outros fazendeiros da região, teve a idéia de oferecer à ferrovia por doação, uma área para a construção de uma estação em suas terras. A Cia. Mogiana recebeu a ideia com simpatia. Foi o inspetor geral, o engenheiro polonês, Dr. Alexandre Brodowski, que teve marcante participação na viabilização da proposta. Era um homem forte na Mogiana, técnico de renome, cuja vontade foi respeitada e, em 5 de setembro de 1.894 foi inaugurada a estação com armazém e pátio de manobras. A Cia. Mogiana de Estradas de Ferro, em homenagem ao seu ilustre inspetor geral, deu à estação o nome de Engenheiro Brodowski. Ao redor da estação nasceria uma progressista cidade. Gentílico: brodosquiano. Formação Administrativa: Distrito criado com a denominação de Brodosqui, pela Lei Estadual n.º 830, de 02-09-1902, subordinado ao município de Batatas. Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o distrito figura no município de Batatais. Elevado à categoria de município com a denominação de Brodosqui, pela Lei Estadual n.º 1.381, de 22-08-1913, desmembrado


do município de Batatais. Sede no antigo distrito de Brodosqui. Constituído do distrito sede. Instalado em 18-01-1914. Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município é constituído do distrito sede. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII1960. Pela Lei Municipal n.º 579, de 16-091980, altera a grafia de Brodosqui para Brodowski. Em divisão territorial datada de 1988, o município já denominado Brodowski é constituído do distrito sede.”

Figura 2: Frota de Veículos.

Legenda:

Brodowski possui grande frota de veículos com relação à população, ou seja, grande parte da Figura 3 :Produto Interno Bruto.

população possui meios de locomoção. A média dos veículos por habitante é de 0,45, levando

em

consideração

os

automóveis, 31

caminhonetas, motocicletas e motonetas. Por

ser

considerável Legenda:

uma

uso

de

cidade

pequena,

bicicletas

como

um

meio

de

transporte, fazendo então com que o edifício tenha a necessidade de implantar um bicicletário.

Figura 4: Estabelecimentos de saúde.

A cidade é composta em maior porcentagem pelo terceiro setor, comércios e serviços, sendo este setor o de maior influência no PIB da cidade. A cidade possui variados serviços alimentícios espelhados pele cidade e poderá atender aqueles que vêm de outras cidades para ver as apresentações. Os

Legenda:

demanda

estabelecimentos de da

cidade

para

saúde casos

suprem simples

a e

emergenciais, caso ocorra acidentes nas dependências do teatro a cidade terá locais atender os acidentados. Fonte: http://cidades.ibge.gov.br


II.2 ACESSOS A CIDADE DE BRODOWSKI A cidade pode ser acessada pela Rodovia Candido Portinari, que liga Ribeirão Preto à Brodowski e Batatais à Brodowski, através das marginais Av. João Paulo XXIII, sentido Batatais Brodowski e a Rua Dom Luíz do Amaral Mousinho, sentido Batatais Brodowski. Brodowski Também pode ser acessado pela

Estrada

Municipal,

que

liga

Brodowski

à

Jardinópolis. Os acessos possuem sinalização, e a cidade é de fácil acesso com boa visibilidade, tendo como seu marco referencial o Museu Casa de Portinari. Mapa 1: Brodowski ligação e distância entre os municípios vizinhos 32

Legenda: Brodowski - Batatais. Distância: 14,6 Km Brodowski -Jardinópolis. Distância: 14,1 Km Brodowski – Ribeirão Preto Distância: 39,9 Km Brodowski – Serrana Distância: 32 Km


II.3

LISTAS

DE

EVENTOS

OCORRENTES

EM

BRODOWSKI Brodowski recebe grandes números de eventos de música, teatro, dança, festivais, feiras culturais e oficinas culturais, ampla variação de eventos que ocorrem na cidade. A tabela abaixo expõe dados fornecidos pela prefeitura de Brodowski sobre os principais eventos da cidade. Tabela 1: Principais eventos de Brodowski. Evento

Duração

Ocorrência

Felibro Festa de Santo Reis Semana de Portinari

9 dias

Anual

3 dias

Anual

8 dias

Anual

Piazza Della Nonna Aniversário do Museus Casa de Portinari

4 dias

Anual

1 dia

Anual

Oficinas Culturais

5 dias

Anual

Oficinas Andantes

1 dia

Mensal

Festival de Inverno Semana Cultural Saulo Ramos

16 dias

Anual

7 dias

Anual

Carnabrodowski Brodowski Rock Fest Aniversário de Brodowski Festival de dança e teatro Cine vídeo festival de Brodowski

5 dias

Anual

1 dia

Anual

1 dia

Anual

1 dia

Anual

1 dia

Anual

Semana da criança

5 dias Variado ao decorrer do ano Variado ao decorrer do ano

Anual

Peças Teatrais Apresentações musicais

Variado ao decorrer do ano Variado ao decorrer do ano

Local Praça Martim Moreira Praça Martim Moreira Praça Candido Portinari Praça Candido Portinari Praça Candido Portinari Praça Candido Portinari

Local adaptado x x x x x x

Variado Pontos comerciais Câmara Municipal Praça Martim Moreira Praça Martim Moreira

x

Variado Praça Martim Moreira Praça Martim Moreira Praça Martim Moreira Praça Martim Moreira e Praça Candido Portinari Praça Martim Moreira e Praça Candido Portinari

x

x x x

x x x

x

x

33


Mapa 2: Localização dos principais pontos de ocorrência de eventos

Legenda: Praça Martim Moreira Praça Candido Portinari Figura 5: Situação Praça Martim Moreira

Fonte: Google Earth

Figura 6: Situação Praça Candido Portinari

34

Fonte: Google Earth

A Praça Martim Moreira recebe eventos como: Brodowski Rock Fest; Festa de Santo Reis; Trio Elétrico no Carnaval.

Figura 7: Praça Martim Moreira à esquerda, rodoviária e secretaria da cultura e turismo à direita.

O local possui algumas deficiências como: Cenários

montados

Limitação

de

temporariamente,

ocorrência

de

eventos;

provisórios; Adaptação

provisória com deficiência no cenário com relação a ambiente. A Praça Martim Moreira possui as seguintes

Fonte: Arquivo pessoal: Alessandra Lodoli

Figura 8: Coreto

condições para recepcionar os eventos: É um ponto de referência; Possui fácil acesso; Está localizada em frente à rodoviária e ao lado da Prefeitura da cidade.

Fonte: http://www.panoramio.com/ photo/71912511


Figura 9: Praça Candido Portinari

A Praça Candido Portinari recebe eventos como: Piazza Della Nonna; Corais; Semana de Portinari; Espetáculos de teatros em geral; Oficinas culturais. O local possui algumas deficiências como: cenários montados temporariamente; Limitação da ocorrência de

Fonte: Arquivo pessoal Alessandra Lodoli

Figura 10: Festival Piazza Della Nonna

eventos. A Praça Candido Portinari: Infraestrutura; Fácil acesso; É um ponto de referência na cidade; Visibilidade.

Fonte: http://lionsclubedebrodowski.blogsp ot.com.br/2012/08/lc-brodowski-na8a-piazza-della-nonna.html

35


II.4 INFRAESTRUTURA Mapa 3: Infraestrutura

A cidade de Brodowski possui abrangência total de serviços telefônicos, internet, abastecimento de água, luz, transporte urbano circular e suburbano tendo 36

Água: SAAEB (Serviço autônomo de água e esgoto de Brodowski)

Serviços telefônicos e internet: CTBC Transporte público: Possui um ônibus circular, a

prefeitura

Subestação da CPFL Destino do lixo antes de ser levado à Jardinópolis

Luz: CPFL (Companhia Paulista de Força e Luz)

qual

Estação de tratamento de esgoto Poços de captação de água

como responsáveis as seguintes empresas:

no

Legenda:

se

responsabiliza;

Ônibus

suburbano para Ribeirão Preto, Batatais, Jardinópolis através da empresa São Bento com ponto de desembarque na rodoviária de Brodowski; Ônibus gratuito fornecido pela prefeitura para alunos que estudam fora da cidade de Brodowski, como Ribeirão Preto e Franca, sendo contratados de acordo com a necessidade da população.


II.5 EQUIPAMENTOS URBANOS Figura 11: Rodoviária

Os pontos de referência de Brodowski possuem uma arquitetura similar entre elas, arquitetura esta que surgiu quando a cidade estava sendo implantada no ano de 1903, estando mantida até os dias atuais as suas edificações da época.

Fonte: Arquivo pessoal Alessandra Lodoli

Figura 12: Prefeitura

A cidade não possui nenhuma inovação arquitetônica atual, sendo seus marcos referências e até mesmo edificações residenciais limitado a sua semelhança no qual foram inseridos em um período aproximado.

Fonte: Arquivo pessoal Alessandra Lodoli

A construção de um novo edifício, com uma arquitetura atual, terá a importância em acrescentar um novo perfil arquitetônico para a cidade.

Figura 13: Câmara municipal

Fonte: Arquivo pessoal Alessandra Lodoli

Figura 14: Museu Casa de Portinari

Fonte: Arquivo pessoal Alessandra Lodoli

Figura 16: Praça de

alimentação

Fonte: Arquivo pessoal Alessandra Lodoli

As imagens ao lado são alguns dos equipamentos urbanos existentes em Brodowski, sendo exemplo da tipologia de arquitetura dos principais edifícios da cidade, tendo apenas a Camara Municipal e a Praça de alimentação construídos na primeira metade do século 21.

37


Mapa 4: Localização dos equipamentos urbanos

38

Legenda:


II.6 DINÂMICA IMOBILIÁRIA A partir do mapa abaixo, que expõe a valorização dos bairros, pode-se tirar conclusões sobre as divisões de classes sociais, sendo as áreas da parte central e do lado esquerdo da rodovia as mais valorizadas. Partes mais desvalorizadas são as que estão em periferias e do outro lado da Rodovia Candido Portinari, que corta a cidade. Mapa 5: Dinâmica imobiliária

Legenda: Bairros mais valorizados Bairros menos valorizados

39


MĂšSICA

3 terreno


III TERRENO O terreno escolhido possui 123,91 metros x 102,9 metros, média prevista necessária para a implantação do objeto, e possui benefícios como: Visibilidade, facilitando a identificação do edifício; Fácil acesso; Baixo fluxo de veículos; Localizado próximo ao centro da cidade e próximo ao Colégio Objetivo, que é um ponto de referência da cidade. O terreno está localizado nas vias Rua Messias da S. Passos Ferreira, Rua Lucinda F. de A. e Silva e Rua Franklin Machado Santana. Figura 17: Situação Legenda:

2

1: Colégio Objetivo 2: Praça Candido Portinari 3: Terreno ecolhido

43 3

1


Figura 18: DesnĂ­vel do terreno Figura 19: Fachada Rua: Messias Passos Ferreira

Arquivo Fonte: Alessandra Lodoli

pessoal

20: Fachada Figura cruzamento entre a Rua Machado com Flanklin Lucinda Silva

Arquivo Fonte: Alessandra Lodoli

44

A figura acima ilustra a topografia do terreno, tendo um declive total de 5 metros.

pessoal


III.1 HIERARQUIA VIÁRIA O entorno do terreno possui poucas vias coletoras, sendo a maioria vias locais. O fluxo viário do entorno é pequeno, tendo a Rua Floreano Peixoto (Rua principal da cidade, localizada

no

centro),

com

um

fluxo

intenso,

principalmente sexta e sábado à noite, pois é rua de encontro de moradores da cidade. A Avenida das Acácias, também, com fluxo não tão intenso de veículos, é uma via de acesso à cidade para aqueles que vêm do sentido da cidade de Ribeirão Preto e é acessada pela Rodovia Candido Portinari, possui ligação direta com a Avenida Rebouças, via arterial próxima ao terreno com fluxo médio. A

cidade

não

possui

semáforos,

apenas

sinalizações de PAREs espalhados pelos cruzamentos da cidade, seja em pinturas no asfalto como placas de trânsito, a suas são largas com média de 20 metros de largura. Mapa 6: Tipologia das vias

Legenda: Via arterial Via local

r o d o w s k i

45


III.2 USO E OCUPAÇÃO O entorno do terreno possui uma predominância de usos habitacionais e áreas vazia, apenas um ponto de comercio/serviço (um salão de festas), e várias instituições entre elas o colégio objetivo, SAAEB (Serviço autônomo de água e esgoto de Brodowski), igrejas e quadras de esporte. O terreno escolhido está localizado em uma área com predominância habitacional, por ser um edifício que emite ruídos sonoros devido aos shows ou eventos que exijam a emissão som, os eventos abertos terão que seguir a Lei nº 220/97 que limita a ocorrência de elementos sonoros. A cidade dispõe de um gabarito baixo, não há 46

prédios e os edifícios habitacionais existentes possuem no máximo três pavimentos, comumente residindo uma família por habitação. Com

edifícios

mais

baixos

a

densidade

demográfica é menor por ser apenas uma unidade habitacional por terreno, quando há prédio a densidade demográfica é maior por ter uma concentração de pessoas em um único lote, como Brodowski não possui prédios ou edifícios altos, sua densidade é baixa. Mapa 7: Uso do solo

Legenda: Institucional Comércio/Serviço Residência Áreas vazias

S


III.3 O TERRENO E AS VISTAS A fachada da Rua Messias da S. Passos Ferreira possui ampla visibilidade por aquelas que passam por essa rua, nela está locada a fachada principal do edifício que será a entrada do teatro, bilheteria, escritório e circulação livre e coberta. A vista da esquina do cruzamento entre a Rua Lucinda F. de A. Silva e a Rua Flankin Machado Santana é privilegiada pela visibilidade, está na parte superior do terreno na topografia mais alta. Nessa fachada foi locada a doca/parte externa do palco, com o acesso mais fácil e rápido para caminhões de descarga, além da visão que poderá ser apreciada por aqueles que passam quando ocorrer determinado evento externo e tenham interesse em adentrar o espaço.

47


III.4 O TERRENO E A CARTA SOLAR A carta sola é um instrumento usado para indicar horários, estações e angulações dos raios solares, através dela podemos prever com o sol poderá atuar no edifício. A partir da carta solar de cada fachada, apresentada na figura 26, pode se ter as seguintes conclusões: Fachada Rua Messias da S. Passos Ferreira recebe insolação no período da tarde durante todo o ano havendo a necessidade de que proteja essa fachada da insolação constante, fachada no qual foi locado a entrado de teatro. Fachada Rua Lucinda F. de A. e Silva recebe insolação no período da manhã e da tarde onde o sol 48

está mais elevado, sua esquina com a Rua Franklin Machado Santana possui grande visibilidade, estão localizado nessa fachada as salas de ensaio. Fachada Rua Franklin Machado Santana recebe insolação no período da manhã durante todo o ano, havendo que proteger a fachada de um sol com uma angulação menor e ao mesmo tempo para angulações maiores, uma proteção flexível aos horários da manhã, fachada no qual está locada a doca/parte externa do palco que é voltado para apresentações de shows maiores que em sua maioria acontecem de tarde e/ou noite. Fachada sem rua recebe, estando voltada para o sudoeste, pouca insolação no período da tarde sendo interessante locar escritórios e ambientes de trabalho nessa fachada.


Figura 21: Terreno e a carta solar

49


MÚSICA

4 análise teórica


IV ANÁLISE TEÓRICA Figura 22: Exemplo – Teatro de arena Serra da Piedade; Teatro semicircular.

IV.1 TIPOLOGIA DE TEATROS O Centro Técnico de Artes Cênicas fornece explicações sobre tipologias de teatros primeiramente o tipo arena “Espaço teatral coberto ou não, com palco abaixo da plateia que o envolve totalmente: circular, semicircular, quadrado, 3/4 de círculo, defasado, triangular ou ovalado.”. A figura abaixo ilustra a

Fonte: http://www.panoramio.com/photo/ 14551075

variação do tipo arena: Figura 23: Teatro tipo arena

51

Fonte: http://www.ctac.gov.br/espaco/arena.htm


Em caso de grandes eventos e shows há duas possibilidades de utilização do palco, a parte interior do palco, seguindo a tipologia do teatro tipo arena semicircular, e a parte externa do palco, que também tem função de doca. Figura 24: Representação da parte interna e externa do palco Plateia

Brodowski

Interno

recepciona

Externo

muitos

eventos

em

espaços abertos utilizando como principais locais de ocorrência a Praça Martim Moreira e a Praça Candido Portinari, onde os eventos se apropriam de um espaço 52

aberto, assim o projeto abrange eventos internos e externos de diferentes objetivos. O

projeto

tem

como

objetivo

abranger

diferenciados tipos de eventos como teatro, shows, orquestras, corais, exposições, entre outros. A proposta de dois ambientes de apresentação amplia a variação dos espetáculos que poderão ser realizados. A parte exterior do palco sem plateia pode ser utilizados para shows, por ser um evento maior e no qual as pessoas ficam em pé já o palco com plateia é um ambiente fechado podendo realizar espetáculos com orquestras, corais, peças de teatros.


IV.1 PEOJETOS DE REFERÊNCIA O conceito arquitetônico de elaboração do projeto será seguir a arquitetura contemporânea atual que é dada a partir de planos. Os critérios de escolha do objeto de referência foram o conceito de planos, arquitetura contemporânea, a tipologia de palco. Os edifícios serão analisados por critério de leitura quanto à materiais, sistemas; geometria; conceitos; funcionalidade. IV.2.1 TEATRO DE ARENA RIBEIRÃO PRETO A Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto fornece a seguinte história do edifício:

Figura 25: Teatro de Arena Ribeirão Preto

Em 1969 foi inaugurado o Teatro de Arena, idealizado e construído por Jaime Zeiger. Construído numa meia-encosta, em uma área de aproximadamente 6 mil metros quadrados, Jaime Zeiger realizou pesquisas em vários países da Europa e Oriente Médio para a escolha do local ideal: topografia que favoreceria a qualidade acústica do teatro. Este teatro foi o primeiro teatro de arena construído no interior do Estado de São Paulo. A peça Antígona (de Sófacles) foi o primeiro espetáculo teatral apresentado no Teatro de Arena.

Fonte: http://www.turismopelobrasil.net/t urismo/turismo_desc.asp?cidade =Ribeir%E3o%20PretoSP&id=2989&tipo=City%20Tour& titulo=Teatro%20de%20Arena%2 0-%20Ribeir%E3o%20Preto-SP

Figura 26: Teatro de Arena Ribeirão Preto

Durante o ano de 1986 o teatro sofreu algumas reformas e foi reinaugurado em 1987.

http://buenocantor.blogspot.com. br/2012/03/teatro-de-arenaribeirao-preto.html ·

A Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto também fornece a seguinte ficha técnica do teatro: Auditório: Ao ar livre, com 15 lances de arquibancadas de cimento em forma de ferradura terminando na concha acústica.

·

53


·

Capacidade: 2.100 pessoas sentadas. Entre o auditório e os alambrados, amplos jardins com bancos de cimento.

·

Entrada: 01 Amplo portão lateral permite o acesso do público através das passarelas dos jardins, em forma de rampas, permitindo o acesso de paraplégicos; 01 Portão maior, que permite a entrada de viaturas pesadas para cargas e descargas (cenários, materiais de som e iluminação, etc).

·

Bilheteria:

3

Guichês

permitem

o

rápido

atendimento em grandes eventos. ·

Estacionamento: Além do estacionamento do Teatro Municipal, com capacidade para 70 veículos, as vias de acesso externas também se prestam para tal.

54

·

Segurança: Pelas facilidades de acesso, o escoamento de grandes públicos se dá com muita rapidez.

·

Acústica: Considerada perfeita ao ar livre. O sistema é formado por uma concha acústica de cimento com 17,20m de largura X 8,50m de altura; 01 Fosso circular (em volta da arena) com 1m de largura, permanece sempre cheio de água, para projetar o som.

·

Palco:

01

Palco

com

19,70m

com

02

comunicações laterais de 1,25m dando acesso aos camarins; 01 Arena com 10,05m de diâmetro,

formam

o

conjunto

onde

se

apresentam os espetáculos. ·

Camarins: 04 Camarins, 02 superiores e 02 inferiores com 2,25m X 2,25m cada, na parte posterior à concha acústica.


·

Sanitários:

Os

sanitários

são

subterrâneos

e

completamente separados o masculino do feminino, sendo um em cada ponta da ferradura. ·

Lanchonete: 01 completa, sendo aberta somente nas apresentações. O Teatro de Arena de Ribeirão Preto foi construído por Jaime Zeiger em 1969 e reformado em 1986 a 1987. Está Localizado no município de Ribeirão Preto, SP. O programa é composto por: Auditório ao ar livre com 15 lances de arquibancadas; Bilheteria; Sanitários públicos; Estacionamento com capacidade para 70 veículos; Palco; Quatro camarins; Sanitários; Lanchonete. Critérios de leitura: Técnicos: Materiais: A plateia é uma arquibancada feita de cimento em degraus; bancos de cimento entre o auditório e o alambrado. Sistemas: A acústica foi trabalhada através de um sistema formado por uma concha acústica de cimento com 17,20m de largura por 8,50m de altura com um fosso circular, em volta da arena, para permanecer sempre cheio de água com o objetivo de projetar o som. A iluminação é feita por holofotes que se encontram no topo da parede atrás do palco. Geometria: É um palco semicircular, sendo uma arena. Possui um fosso onde deve colocar água para ajudar na acústica do ambiente. É um teatro aberto. Sua arquibanda segue desnível do terreno. Possui a tipologia de teatro de arena semicircular, com palco abaixo da plateia sendo envolvido totalmente por esta.

55


Conceituais: Partido: Palco semicircular, podendo ser divido por um eixo de simetria. Acústica se dá através da forma e com a implantação de elementos para a melhoria da mesma.

Funcionais: Circulação: A circulação é feita através de escadas que estão integradas com a arquibancada, sendo feitos de concreto. Rampas de cimento podem ser encontradas nas extremidades da arquibancada.

IV.2.2 TEATRO DO ENGENHO 56

A revista AU possui disponibiliza informações sobre o Teatro do Engenho: “De armazém a teatro. A mudança de uso foi trabalhada cuidadosamente pelos arquitetos da Brasil Arquitetura e resultou em uma obra radical que, mesmo mantendo boa parte da feição original do prédio, não deixa dúvida do caráter cultural que o complexo do Engenho ganha nos últimos anos. O Engenho Central está próximo ao Centro e às margens do rio Piracicaba, que dá nome à cidade do interior paulista. Inaugurado em 1882, é marcado por edifícios cuja linguagem industrial e fechamentos em blocos de alvenaria aparente dão certa coesão ao conjunto de chaminés, galpões e linhas de trem que é cartão postal e ponto de referência aos habitantes da cidade. O complexo deixou de funcionar em meados dos anos de 1970, quando foi reconhecido como patrimônio histórico e se tornou ponto informal de atividades públicas. Até 2002 o local era um parque em meio às ruínas dos edifícios - apropriação que reflete a boa localização do complexo e a intensa vida


cultural piracicabana, que conta com companhias próprias de teatro e dança, orquestra sinfônica e é sede há quase 40 anos de um salão de humor. Os tons de vermelho marcam presença também pelos painéis geométricos do artista plástico Edmar de Almeida, que reforçam a palheta da intervenção. No interior da sala, a metálica nova é em tom grafite, camuflando- se com as paredes de concreto. As cores carregadas, no entanto, limitam-se às novas intervenções. A estrutura metálica original teve tratamento distinto, reforçando o jogo de contrastes. Os delgados pilares, vigas e tesouras do armazém recebem pintura de um tom claro de verde, marcando a sua diferença com os vermelhos maciços da nova metálica: escadas e palco são volumes competindo com o laranja dos tijolos de vedação, enquanto a estrutura existente são linhas finas, contornos arrematando a elaborada composição de cores e materiais.” Figura 27: Engenho

Teatro

do

Critérios de leitura:

Fonte: Projeto Design N390

Figura 28: Engenho

Teatro

O Teatro do Engenho requalificado por Marcelo Ferraz, Francisco Ferrucci, Gabriel Grinspum em 2009 e inaugurado em 2012. Está localizado em Piracicaba, SP Ponta. O programa é composto por: Foyer; Bilheteria; Restaurante – Cozinha; Teatro: Palco, plateia central, plateia superior, frisas; Camarim; Sala de ensaio; Área técnica; Geradores.

do

Técnicos: Materiais: Fachada de tijolos a vista, elementos metálicos pitados de vermelho onde estão localizadas as escadas, palco de madeira.

Fonte: Projeto Design N390

Sistemas: Palco flexível com a possibilidade de abertura para o exterior; Iluminação do interior se dá através de lustres; A adaptação acústica é feita por placas suspensas por fios amarrados em grades

57


posicionas no teto, as placas são viradas com os lados ligeiramente convexos para baixo tendo cada placa

Figura 29: Fachada com palco aberto para o exterior

uma posição. Geometria: A plateia central possui a forma quadrada e a plateia superir junto com as frisas se abrem ligeiramente formando um trapézio quase imperceptível. O espaço do palco e plateia tem o

Fonte: Projeto Design N390

Figura 30: Plateia do Teatro do Engenho

formato de uma caixa, para melhorar a acústica do teatro foram colocados placas. Tem como tipologia o teatro Italiano retangular sendo ele fechado nos três lados, com uma quarta parede visível ao público frontal. Conceituais: Fonte: Projeto Design N390

Partido: Palco flexível com aberturas para fora. Plateia com formato quadrado podendo ser dividido simetricamente por um eixo central. 58

Funcionais: Circulação: A circulação está disposta em eixos verticais, o que possibilitou a introdução de um programa denso. O acesso da plateia central se dá através do foyer, e a plateia superior é acessada por escadas localizadas nas laterais da plateia central. O restaurante pode ser acessado pelo exterior ou através do foyer. O foyer, também, da acesso aos sanitários. O palco pode ser acessado pelo exterior e pelos camarins onde há escadas de transição entre o ambiente interno e externo.


IV.2.3 TEATRO OLÍMPICO O site do Teatro Olímpico de Vicenza expõe informações sobre o teatro: O Teatro Olimpico é o primeiro teatro em alvenaria coberta do mundo, com interiores feitas de estuque, madeira e gesso. Foi construído pelo arquiteto Andrea Palladio, entre 1580 e 1585, quando foi inaugurada. O Teatro Olimpico está localizado na Piazza Matteotti 11, em Vicenza, cidade localizada entre Milão e Veneza, no nordeste da Itália Ele está incluído na Lista de Património Mundial da UNESCO O Teatro está aberto 9h00 - 17:00 (última entrada: 04:30) de terça a domingo (fechado às segundas-feiras). O custo do bilhete de entrada é de € 8,50, descontos para famílias e grupos (grátis até 14 anos, com exclusão de escolas). No Teatro Olimpico, que tem 400 lugares, são realizadas produções de teatro e música: o "settimane musicali al Teatro Olimpico" (semana musicais de Teatro Olimpico), o Festival "Omaggio a Palladio, András Schiff ei Suoi Amici" ("Hommage à Palladio, András Schiff e seus amigos ")," Il suono dell'Olimpico "(" o som do Olímpico ") e os shows clássicos. As figuras a seguir são do Teatro Olímpico:

Figura 31: Teatro Olímpico

Fonte: Palladio: Obra arquitetônica completa

59


Figura 32: Cenário fixo

Fonte: Palladio: Obra arquitetônica completa

O Teatro Olímpico foi construído por Andréa Palladio entre 1580 e 1585. Está Localizado em Piazza Matteotti, Vicenza. O programa é composto por: Corredores com intenção de criar ilusão; Camarins; Teatro; A sala principal do Teatro é subdividida em três espaços: a cávea, degraus em madeira destinados à 60

plateia; contor, nada pela galeria e uma colunata de ordem coríntia com estátuas; o Proscênio, área destinada ao desenvolvimento da ação cênica; o scaenae frons, o cenário fixo construído em madeira e estuque com as três portas clássicas. Critérios de leitura: Técnicos: Materiais: Alvenaria coberta. Interior feito de estuque, madeira e gesso. Parede do palco e o palco são de madeira. Estatuas de estuque. Os materiais usados

como

mármore,

estuque

e

madeira

proporcionam uma excelente acústica. O teto é de madeira com pintura em afresco representando o céu.


Sistemas: Cenário fixo; Corredores com fim e teto com pintura de céu intencionando uma ilusão óptica. Teatro coberto Geometria: Palco abaixo da plateia com formato semicircular. Sua tipologia é um teatro de arena semicircular sem ele coberto com palco abaixo da plateia que o envolve totalmente. Conceituais: Partido: Teatro de arena com plateia semicircular com cenário fixo, onde há um eixo central que divide geometricamente em duas partes iguais. Funcionais: Circulação: A circulação da plateia se dá através degraus integrados com a arquibancada, há uma circulação entre o fosso do palco e a plateia, a arquibancada semicircular é contornada por colunas separando a arquibancada da circulação que a contorna, atrás dessa circulação existem escadas que levam até um auditório. Figura 33: Planta do Teatro Olímpico

Fonte: Palladio: Obra arquitetônica completa

61


IV.2.4 BLUE JAY AWAY RESIDENCE O site http://www.freshpalace.com disponibiliza informações sobre a residência Blue Jay Away A impressionante residência Blue Jay Way está localizada em Los Angeles, Califórnia, EUA. O projeto foi concluído em 2008, o projeto era pelo Design McClean e construção por Corr Contemporary Homes. O cliente fez uma breve afirmação de que a piscina é o mais importante, e a casa deve ser construída em torno desta característica central. A piscina está em balanço sobre a encosta, descendo para o ponto de vista mágico. A casa é de 2.073 metros quadrados e tem uma espectacular vista panorâmica sobre Los Angeles, Santa Monica, no Pacífico e Catalina Island. 62

As figuras abaixo expoe a utilização dos planos para configurar a edificação:

Figura 34: Blue Jay Away Residence

Fonte: http://www.freshpalace.com/

Figura 35: Blue Jay Away Residence

Fonte: http://www.freshpalace.com


Figura 36: Blue Jay Away Residence – Piscina e arquitetura ao seu entorno.

Fonte: http://www.freshpalace.com

Critérios de leitura: Técnicos: Materiais: Tem como principais matérias o concreto armado, como estrutura e fechamento, e vidro, como fechamento. Geometria: Formas retangulares dispostas em planos. Conceituais:

Arquitetura

contemporânea

disposta em planos. Partido: Arquitetura é construída a partir da piscina da localização da piscina. IV.2.5 CONCLUSÃO DAS REFERÊNCIAS O teatro Olímpico faz uso de um teatro de arena, porém, coberta. A proposta de teatro que este trabalho apresentará terá uma plateia em arena, aproveitando o declive do terreno, e terá uma cobertura, constituindo um espaço de apresentação fechado. O teatro de engenho possui um programa amplo e possui vários acessos do exterior para o interior,

63


como o Camarim que possui acesso independente da do foyer e do palco. O palco tem a flexibilidade de ser aberto para o exterior, uma área aberta onde o público fica em pé, e fechado ao interior, onde o palco se encontra em frente a uma plateia, sendo ambos o mesmo palco. A proposta que este projeto de graduação apresentará se baseia no conceito de flexibilidade de um palco interno com uma plateia em arena e um palco externo onde o publico ficará em pé assistindo ao espetáculo. O teatro de arena de Ribeirão Preto, assim como o teatro Olímpico, é um teatro de arena com plateia semicircular, com arquibancada de concreto que aproveita o desnível para construir sua arquibancada em

degraus

de

acordo

com

o

declive.

O

aproveitamento de desnível será usado de base para a 64

construção

da

proposta

que

este

trabalho

de

graduação apresentará de um teatro cujo terreno escolhido para a implantação possui desnível no qual será aproveitado para a introdução da plateia. A residência Blue Jay Away possui uma arquitetura contemporânea onde à residência é dada a partir de planos, forma arquitetônica referencial que se integrará a um teatro de arena.


MÚSICA

5 projeto


V PROJETO O projeto do teatro multieventos se dará a parti do conceito de multifuncionalidade no que diz respeito à recepção de eventos culturais. O partido é a arquitetura contemporânea tendo como principal elemento o trabalho com planos. V.1 TECNOLOGIA Figura 36: Obra sendo concretada

A estrutura do edifício será de concreto armado, já que as maiorias das referências encontradas são de estruturas de concreto além de ter facilidade de encontro de mão de obra para trabalho com o material. Luíz Fernando Kaefer (1998, p.3) explica a forma natural do concreto com sendo um “Material plástico, que é moldado de maneira a adquirir a forma desejada antes que desenvolva um processo de endurecimento, adquirindo 67

Fonte: http://fsindicalrs.org.br/

resistência suficiente para resistir sozinho aos esforços que o solicitam.”.

Figura 37: Estrutura de concreto armado

Figura 38: Elementos básicos da estrutura de concreto

Fonte: http://dennysfs.blogspot.com .br/2010/12/estrutura-deconcreto-armado.html

Fonte: http://dennysfs.blogspot.com.br/2010/12/estrutura-deconcreto-armado.html


Em alguns locais serão utilizados taludes devido ao desnível do terreno. Figura 39: Talude

Fonte:taludesgrelha.asp&Menu=menugeot ecnica.asp

Haverá uso de brises nas fachadas norte, leste e oeste Figura 39: Edificação com uso de brises

68

http://www.rmrforros.com.br/images/rmrdrywall_forros_forros _e_divisorias_brises_image_26.jpg


V.2 PROGRAMA E FLUXOGRAMA O Teatro será composto pelo seguinte programa e seus equipamentos: · Plateia: Arquibancada para 500 pessoas; · Palco: cortina, iluminação própria para teatro. · Sala de luz e som: mesa, cadeira, equipamentos de controle de iluminação e som. · Bilheteria: balcão, cadeira, computador, telefone e impressora para ingressos. · Escritório: 2 mesas, 2 computadores, 2 cadeiras, impressora, telefone, armário de arquivo. · Camarins: mesas, espelhos, cadeiras, banheiro. · Foyer · Café: Balcão, maquina de café, geladeira, estufa para alimentos, microforno. · Doca/Palco: Iluminação para shows, equipamentos de sons. · Banheiro interno para publico. · Banheiro externo para publico. · Banheiro para funcionários. Dimensionamento da área externa: · Doca/Palco: 18,50m x 6,00m · Plateia /Estacionamento: 22,00m x 18,50m = 407m²; 2 pessoas por m² = 814 pessoas Dimensionamento do espaço interno: · Palco: 18 m x 9 m · Boca de Cena: 18 m x 1,9 m · Camarim estrela Masculino: 25 m² · Camarim estrela Feminino: 25 m² · Camarim conjunto: 35,00 m²

69


· Plateia: arquibancada 1295 m² · Foyer: 262,5 m² · Bilheteria: 2 x 3 = 6 m² · Escritório: 36 m² · Café: 12 m² · Sala de Iluminação: 3 x 2 = 6 m² Banheiros Públicos: · Femininos 3 cabines: 18 m² · Masculino 2 cabines 3 mictórios: 18 m² Banheiros Semiparticulares: · Feminino 5 cabines: 25 m² · Masculino 1 cabine e 1 mictório: 20m² · Banheiro Particular do Escritório: 6 m²

O teatro se dará a partir do seguinte fluxograma: 70


V.3 PLANO DE MASSAS Legenda:

Figura 1: Plano de massas

Camarim Doca /Palco externo Teatro de arena interno Escritório Café Bilheteria Sala de ensaios Foyer

O foyer está localizado onde possui uma ampla visão do entorno do teatro. O escritório está localizado na fachada no meio do edifício onde não há incidência direta de luz solar. A parte externa do palco está localizada em uma fachada visível, assim quem passa pelo quarteirão vê o que acontece de eventos externos. Os camarins estão localizados externamente ao teatro, com ligação direta para o palco e o fosso, há uma entrada externa lateral para que não haja necessidade de entrar no teatro. As salas de ensaio se encontram no segundo andar por lá possui um café e um centro de convívio e espaço para socialização.

71


V.4 PROJETO As imagens a seguir ilustram a topografia do terreno em uma maquete eletrônica tridimensional: Figura 40: Maquete topográfica

Figura 41: Maquete topográfica

72

A partir da maquete física de estudo foi concebido uma pré forma do teatro. As imagens a seguir são do estudo de forma a partir da maquete física. Figura 42: Maquete de estudo.

Figura 42: Maquete de estudo.


Figura 43: Maquete de estudo.

Figura 43: Maquete de estudo.

73


RUA: FRANKLIN MACHADO SANTANA

R: LUCINDA F. DE A. E SILVA

RUA: MESSIAS DA S. PASSOS FERREIRA


Memorial Descritivo O piso do 1º e do 3º pavimento será de concreto, assim como a arquibancada , a a circulação do teatro e a varanda. As portas das varanda serão de madeira com dimensão de 1.00m x 4.00 m O piso do 2º pavimento, do escritório e dos camarins será de porcelanato. Os banheiros terão piso cerâmico e azulejos nas paredes dos chuveiros dos camarins, o banheiros públicos terão parede com pintura látex pérola com detalhes em madeira em frente a pia. A pintura da parede externa do 3º pavimento será de tinta látex cinza. A laje será nervurada aparente com pintura látex branca para o 1º e o 2º pavimento. As portas internas serão de madeira, tamanho 0.90 m x 2.10 m A porta de acesso ao camarim será de correr e de alumínio, tamanho 2.00 m x 2.10 m. As portas dos banheiros de deficiente internos serão de madeira e de alumínio para os banheiros externos com dimensão de 0.80 m x 2.10 m As pias dos banheiros serão cubas ovais apoiadas em um tampo de madeira. O escritório terá janela de alumínio 1,50 m x 2,00 m A porta da circulação será de duas folhas, a do 2º e do 3º pavimento será vai-e-vem a do primeiro pavimento abrirá apenas para fora. As portas das escadas se abrirão em direção à saída. O palco e o fosso serão de madeira, sendo o fosso móvel com possibilidade de chegar a altura do palco.

89


Figura 44: Maquete.

Figura 45: Maquete

90

Figura 46: Maquete


Figura 47: Maquete

Figura 48: Maquete

Figura 49: Maquete 91

Figura 50: Maquete


92


MÚSICA

considerações finais


CONSIDERAÇÕES FINAIS O trabalho se iniciou pelas buscas de locais onde não haviam equipamentos de cultura para que possa ser implantado. Brodowski é uma cidade pequena perto de Ribeirão Preto-SP com 21.000 habitantes, lá ocorre diversos eventos sem ter locais apropriados. A partida de buscas e dados levantados para entender melhor o funcionamento da cidade e dos seus eventos ocorrentes, foi buscado um terreno com proporção para implantar um equipamento de recepção de eventos. O terreno possui ampla topografia, o que incialmente era interessante para a implantação da plateia tipo arena, mas após a implantação da plateia, foi visto que a topografia não estava interferindo na configura da mesma. O projeto teve sua forma rotacinada para melhor preenchimento do terreno com uma qualidade topográfica mais influente. O projeto foi desenvolvido através de busca e referência de teatros e edifícios contemporâneos, tanto que a forma do edifício foi dada através da mistura do contemporâneo com o teatro palladiano. Os ambientes internos seguem a geometria circular e fatiada, que foi criada a partir da forma da plateia. Os brises foram implantados para que não houvesse incidência direta de luz solar nas fachadas norte, oeste e leste. O primeiro pavimento é uma praça que passa por debaixo do edifício e dá acesso direto à ele, não há contato direto entre a circulação de entrada do edifício e a bilheteria.

95


MĂšSICA

bibliografia


BIBLIOGRAFIA ATRATIVOS

CULTURAIS:

SCAR.

CENTRO

CULTURAL

Disponível

em:

<http://turismo.jaraguadosul.com.br/modules/mastop_p ublish/?tac=Atrativos_Culturais>

Acesso em: abril

2013. ABBUD, B. Criando paisagens: Guia de trabalho em arquitetura paisagística. 4ª Ed. São Paulo, 2006. BOTELHO, I. Os equipamentos culturais na cidade de São Paulo: um desafio para a gestão pública. Disponível

em:

<http://www.centrodametropole.org.br/pdf/espaco_deba tes.pdf> Acesso em: 17 set. 2012. BRODOWSKI.

Disponível

em:

<http://pt.db-

city.com/Brasil--S%C3%A3o-Paulo--Brodowski>

97

Acesso em: abril 2013. Brodowski (SP). Prefeitura. 2013. Disponível em: www.brodowski.sp.gov.br. Acesso em: abr. 2013. CAZELOTO, Akrópolis,

K.

Acústica

set.

2003.

para

teatro.

Paraná:

Disponível

em:

<http://revistas.unipar.br/akropolis/article/viewFile/369/3 35> Acesso em: 1 nov. 2012. CRUZ,

A.

Políticas

de

Criatividade

para

o

Desenvolvimento Regional: A Importância do Setor Cultural e Criativo em Portugal. Faro, 2012 Disponível em: <http://www.chaourbano.com.br/visualizarArtigo.php?id =41> Acessado em: 13 set.


DADOS

CLIMÁTICOS.

Disponível

em:

<http://www.cnpf.embrapa.br/pesquisa/efb/clima.htm> Acesso em: abril 2013. DADOS

IBGE.

Disponível

em:

<http://www.ibge.gov.br/cidadesat/xtras/perfil.php?cod mun=350780&r=#> Acesso em: abril 2013. CHING, F. D. K. Dicionário visual de arquitetura. 2ªEd. São Paulo: Martins Fontes, 2010. FRANJNDLICH R. U. Brasil Arquitetura transforma antigo armazém no Teatro do Engenho, na cidade de Piracicaba, SP. AU. São Paulo, agosto 2012 Disponível em:

<http://www.revistaau.com.br/arquitetura-

urbanismo/221/artigo264515-1.asp> Acesso em: abril 2013. GURGEL, 98

M.

Projetando

espaços:

Guia

de

arquitetura de interiores para áreas residenciais. 4ªEd. São Paulo: Senac, 2002. GURGEL,

M.

Projetando

espaços:

Guia

de

arquitetura de interiores para áreas comerciais. 2ªEd. São Paulo: Senac, 2005. LAKATOS, E. M. Fundamentos de metodologia científica. São Paulo: Editora Atlas, 2003. MOTTA, F. L. Roberto Burle Marx e a nova visão da paisagem. São Paulo: Nobel, 1983. NEUFERT, E. A Arte de projetar em Arquitetura. São Paulo: Editora Gustavo Gili do Brasil, 1976. OLIVEIRA, L. V. Estudo da acústica ajustável da Sala São Paulo e sua relação com aspectos musicais. Rio de Janeiro: Universidade Federal do Rio


de Janeiro, 2005 Disponível em: <http://teses.ufrj.br/COPPE_M/ LenineVasconcellosDeOliveira. pdf>. Acesso em: 1 nov. 2012. PRADO, L. C. Acústica arquitetônica. São Paulo, USP, 1962. PROJETO DESIGN. São Paulo: Ed. Arco. N390, agosto de 2012. RODRIGUES, FAETEC/IST.

C.

R.

Metodologia

Paracambi,

2007.

Científica.

Disponível

em:

<http://professor.ucg.br/SiteDocente/admin/arquivosUpl oad/3922/material/Willian%20Costa%20Rodrigues_met odologia_cientifica.pdf>. Acesso em: 25 nov. 2012. SEGNINI, F. O projeto arquitetônico e qualidade da edificação. São Paulo Pós. Ver. Programa PósGraduação

Arquitetura

e

Urbanismo.

FAUUSP n.24 São Paulo dez. 2008. TEATRO

DE

ARENA.

Disponível

em:

<http://www.ribeiraopreto.sp.gov.br/scultura/tarena/i14principal.php> Acesso em: abril 2013. TEATRO

MICHAELENSE.

Disponível

em:

<http://www.geocaching.com/seek/cache_details.aspx? guid=38be5337-c9f7-43d3-ac20-3c0f7581db9d> Acessado em: abril 2013. TEATRO

MICHAELENSE.

Disponível

em:

<http://www.teatromicaelense.pt/> Acesso em: abril 2013.

97


TEATRO

OLÍMPICO

VINCENZA

Disponível

em:

<http://www.teatrolimpicovicenza.it/> Acesso em: abril 2013. TIPOLOGIA

DE

TEATROS.

Disponível

em:

<http://www.ctac.gov.br> Acesso em: abril 2013. WUNDRAM,

M.

Palladio:

completa.1ª.Ed. Taschen, 1994.

98

Obra

arquitetônica


Teatro multieventos em brodowski  

Trabalho Final de Graduação