Page 1

A8

A TARDI N HA

SALVADOR SÁBADO 26/8/2017

Som que faz bem Além do simples prazer de ouvir, a música auxilia no desenvolvimento ALESSANDRA OLIVEIRA

O instrumento que Hannah mais gosta de tocar é a guitarra

Arthur começou a estudar este ano e quer continuar

Não importa o ritmo, a duração e nem mesmo a língua, todo mundo tem músicas preferidas. O ser humano gosta tanto de música que, ainda na barriga da mãe, reage de forma diferente, a depender do ritmo que esteja tocando no ambiente, segundo explicou a pedagoga Karina Biasoli. “Há expressões que retratam este bem-estar, como ‘Quem canta seus males espanta’ ou ‘Isso soa como música aos meus ouvidos’, quando algo nos agrada”. AUDIÇÃO APURADA

sensibiliza o gosto musical, a criatividade, a percepção, a coordenação e o convívio social”, explicou a professora de iniciação musical Maria Lúcia Lopes. Isto acontece porque ouvir música estimula tanto o lado criativo (direito) do cérebro quanto o da lógica (esquerdo). Não existe ritmo melhor que outro, mas as músicas que só têm instrumentos, sem cantoria, Adilton Venegeroles / Ag. A TARDE/ 21.8.2017

Tainá, Judmilla, Taíssa Santos e Kelven: encanto com Villa-Lobos

“abrem as portas para a imaginação”, disse Karine. Arthur Arruda, 12, por exemplo, gosta das músicas dos jogos online com que brinca. Ele passou a se concentrar mais facilmente depois que entrou na escola de musicalização infantil Canela Fina. Para Hannah, saber os benefícios não importa tanto. “Tenho cem por cento de certeza de que estou me divertindo”.

Fotos Adilton Venegeroles / Ag. A TARDE

Hannah Sadijursky, 7, não consegue ficar muito tempo sem. “Passei um dia na casa da prima sem TV e sem ouvir nada e foi bem ruim”, lamentou. Há um ano, ela começou a escrever letras, além de cantar. O contato de Hannah com a arte começou cedo por conta do pai, que toca teclado e baixo. A irmã Nicole, 4, está aprendendo bateria. “O aprendizado da música desenvolve a audição, apura e

A música do maestro Tuhu Quando Judmilla Ribeiro, 9, assistiu ao concerto do Brasil de Tuhu na escola, lembrou logo das apresentações que fez tocando viola na orquestra para jovens Neojiba. “Queria tocar com eles”, imaginou. O Brasil de Tuhu é um projeto

carioca que se apresenta em escolas públicas de todo o país. Enquanto tocam, quatro músicos e uma atriz contam a história de Villa-Lobos, maestro e compositor brasileiro, cujo apelido era Tuhu. Taíssa Santos, 11, que gosta de funk, só tinha

ouvido música clássica pela TV. Ela achou o concerto “muito atrativo, muito legal”. OUÇA EM CASA

Se quiser conhecer músicas neste estilo, acesse o site brasildetuhu.com.br/radio-tuhu.

Como curar a cabeça

BRUNO AZIZ

Cecília foi dormir com a cabeça redonda. Ao acordar, no dia seguinte, tomou um susto. Sua cabeça estava quadrada! A mesma coisa aconteceu com várias crianças no mundo e ninguém sabia o porquê, nem mesmo o médico. A sorte da menina é que sua avó conhecia o motivo. Para ter a cabeça de volta, Cecília precisaria sair do sofá e se esforçar.

[ leia ] A Menina da Cabeça Quadrada Autora: Emília Nuñez Ilustradora: Bruna Assis Brasil Editora: Tibi Livros 32 páginas R$ 39,90

Som que faz bem  

Matéria sobre os efeitos da música na infância, publicada em A Tardinha, página infantil do jornal A Tarde

Som que faz bem  

Matéria sobre os efeitos da música na infância, publicada em A Tardinha, página infantil do jornal A Tarde

Advertisement