Page 1

Parabén�, Brasília! 54 ano� em 54 foto� �ensacionai� + Histórias e inspirações para noivas + Conheça os cortes mais pedidos + O resort de praia mais exclusivo do Brasil

Ano 2 | número 2 | abril de 2014


Carta ao leitor

Hugo Nakanishi

35 anos de conquistas

O

trabalho é importante, o sucesso é sempre bem vindo, a busca diária de conheci­mento é essencial, mas a maior conquista para um homem será sempre o caráter, a credibilidade. Sou parte da família e do time HELIO há 35 anos e, nesse tempo, a maior dificuldade que encontrei foi preparar pessoas que ainda não estavam capacitadas para o mercado. Saber que tive sucesso nessa missão é um grande privilégio, principalmente porque, em todos esses anos, tentei trabalhar sempre com muita humildade e bom humor.  Trabalhe com o que você ama e o sucesso será consequência. É assim que eu penso. Não vejo minha profissão como um negócio, mas como arte. Trabalhar com cabelo, diferentes, distintos, de todas as cores e formatos, habitando cabeças e gênios únicos todos os dias, é o que mais me traz prazer na vida. E eu quero que você, leitor, também tenha essa mesma sorte.

De escolher um trabalho que te alegre, amar o que você faz. E foi com amor que tivemos a ideia de fazer nascer esta revista. Fazer nascer, criar e ver os primeiros passos, já com esta segunda edição. E, como toda paixão, podemos nos enganar, errar aqui ou ali, sentir frio na barriga, medo e insegurança. Mas de que adianta tomar decisões na vida se não for com a proposta de se apaixonar? Nos 35 anos da minha carreira aprendi a me apaixonar cada vez mais. Despertei a automotivação, lutei avidamente, enfrentei desafios, mantive força e fé, abri mão de sonhos, busquei me aperfeiçoar e obter mais conhecimento, mantive a confiança e o foco e nunca duvidei que conseguiria vencer. E esta paixão pela arte, pelo criar, pelo vício delicioso de sempre reinventar a beleza está aqui também, como você poderá conferir nas próximas páginas. E não estou falando só de salão. Estou falando de vida. 

UNIDADES HELIO • Shopping Iguatemi Endereço: 1º Piso – Loja 117 A Telefone: (61) 3202–0070

• Pier 21 Endereço: Ao lado da Academia Companhia Athletica Telefone: (61) 3223–3232

• Lago Sul Endereço: SHIS QL 8, conjunto 1, casa 3 Telefone: (61) 3364–2000

• Sudoeste Excellence Endereço: CLSW 101, bloco B Telefone: (61) 3342–1033

• Liberty Mall Endereço: 2º Piso – Loja 184 Telefone: (61) 3327–2242

• Centro de Formação Profissional Endereço: SCS, quadra 2, bloco C, nº 180, sala 101 – Cedro ii Telefone: (61) 3223–4400

• Terraço Shopping Endereço: 2º Piso – Loja 263 Telefone: (61) 3362–7755

Contatos heliodiff.com.br www.facebook.com/heliodiff www.youtube.com/user/heliodiff twitter.com/HelioDiff

Expediente SUPERVISÃO GERAL Gustavo Nakanishi • EDITORA-CHEFE Marcela Heitor (61 9219-8985) • COORDENADOR Adriano Pereira (61 8127-9120) • REPORTAGEM Marcela Heitor • PROJETO GRÁFICO E DIAGRAMAÇÃO Alessandra Castro Konig (61 9993-6204) e Patrícia Weiss (61 8117-5212) • MARKETING E RELACIONAMENTO Marcela Heitor e Adriano Pereira • TIRAGEM 15 mil exemplares


Um shampoo a Guia de seco  pra compras chamar de seu

Prontas para o grande dia

6 12

13

Curta cabeleira

10 QUANDO OS CACHOS SÃO MAIS CACHOS

Conheça o Liss Unlimited

AMOR EM FORMA DE ALIANÇA

29

26

22

OS QUERIDINHOS DA REALEZA

PINTAR OU NÃO PINTAR? Eis a questão!

24

28

ELA DE PRESENTE

30

Inspirações para as próximas noivas

16

Beleza por menos

Os Desafios dos Empresários Brasileiros em um Mercado Global

58

60


Alimentos para a sua beleza e saúde

66 Tempo de discutir e pensar Brasília

Quem vem primeiro: aeróbico ou musculação?

62

68 Uma viagem romântica ao raro

Uma garrafa para cada mês

72 Novidades no avião

Carnes nobres com preparo de excelência

74

76

70

Segredos dentro e fora do quadradinho

77 Cliques incríveis pelo mundo

Dicas do leitor

82 81 Cuidado! Secador ligado

88


Guia de compras

Presentear é sempre bom. Você merece e as pessoas queridas ao seu redor também vão adorar. Cuidar-se e ser cuidado faz toda a diferença no turbilhão de tarefas que temos que cumprir diariamente. Por isso, o pro fissional Black Maurício Misuqui fez uma lista especial com produtos disponíveis no salão HELIO que com certeza vão fazer a sua cabeça e a das pessoas que te fazem bem.

PARA ELES

finalizador sebastian microweb fiber

R$ 77,00 finalizador sebastian molding mud

R$ 88,00 Shampoo loreal homme energic

R$ 42,50

finalizadores redken molding paste work hard

R$ 78,90

sHAMPoo loreal homme tonique

R$ 42,50 finalizador sebastian shine crafter

R$ 119,00

6 Rev�st�


Maurício Misuqui, profissional Black especialista em Corte

finalizador redken rewind

R$ 11,90

Finalizador LOreal sculpte 3

R$ 62,90

Shampoo Loreal homme grey

R$ 42,50

finalizador redken extreme gel stand tough

R$ 87,90

shampoo redken silver charge

R$ 59,90

shampoo redken mint clean

R$ 63,00

shampoo redken clean spice

R$ 59,90

shampoo go clean redken

R$ 63,00

finalizador loreal homme 4 mat

R$ 62,90

Rev�st�

7


Guia de compras

Para Elas Shampoo Redken Diamond Oil (LANçAMENTO)

R$ 82,90 Condicionador Redken Diamond Oil (lançamento)

R$ 99,90 Davines Authentic cleansing nectar shampoo

R$ 66,90

Davines Authentic moisturizing balm conditioner

R$ 66,90

davines natural tech nouring shampoo

R$ 52,90

Davines Authentic Replenishing butter mascara

R$ 90,90

davines natural tech nouring vegetarian miracle conditioner

R$ 142,90

Davines Oi Oil Absolute Beautifying potion – 50ml

R$ 81,90

8 Rev�st�


Esmaltes Revlon

R$ 12,89 valor promocional para a cliente que fizer a mão

Finalizador Loreal Liss Control

De R$ 79,90 Por R$ 59,90

Shampoo kerastase Specifique bain clarifiant

R$ 88,40 + 20% off

Kérastase Volumifique (LANçAMENTO) Shampoo

R$ 88,90 condicionador

R$ 110,90 leave in

R$ 128,90 + 20% off

Tigi Bed Head Small talk

De R$ 88,90 Por R$ 87,90

Todos os shampoos L'Oréal série expert

De R$ 57,80 Por R$ 45,90

Rev�st�

9


Cabelos

CURTA CABELEIRA C

urto, com base reta e fios desconectados. O cabelo moderno na altura do queixo continua sendo o corte mais pedido entre as mulheres. Até o segundo semestre, pelo menos, esse visual mais leve e geométrico vai ser o queridinho da maioria. Ah, e com um pouco de franja também. É mesmo o momento ideal para quem está doida para reduzir ainda mais as madeixas. Os super

curtos, com a proposta pixie cut, são a cara de 2014. O corte, inspirado na década de 60, vem com os fios desfiados, dando um ar moderno e sofisticado às mulheres. Mas, claro, quem não quiser entrar na onda não precisa ficar mal. “Tendência é o que faz a cliente feliz. Claro que a gente sugere um corte que combine com a pessoa e com a

textura do cabelo, há todo um estudo para personalizar o novo visual, mas o que faz o estilo é sempre a satisfação do cliente", conta Júlio Moroishi, profissional Black e especialista HELIO em corte e design. Já para os homens, o ano é de topete, com cabelos mais naturais. Ou então um corte que já vem

ganhando adeptos há algum tempo, principalmente aqueles de personalidade: cabelos mais curtos nas laterais e desconectados em cima. Mas, afinal, de quanto em quanto tempo é preciso cortar o cabelo? Para que o corte esteja sempre impecável, é importante passar no salão para dar uma "retocada" a cada 5 semanas.

10 Rev�st�


PERFIL JÚLIO MOROISHI

DICA DO JÚLIO Produtos para redução de frizz Liss Control – L’oreal

R$ 79,90 Straighten out – BED HEAD

R$ 127,90

Natural de Londrina, no Paraná, o profissional Black Júlio Moroishi já dedicou mais de 30 dos seus 46 anos às madeixas de centenas de clientes, sempre trabalhando nos salões HELIO, do qual também é sócio. Com tanta experiência, não é a toa que hoje ele é reconhecido como um dos melhores especialistas em design de corte do país. E, para Júlio, a mudança no visual é um estado de espírito, uma transformação de dentro para fora. “A gente sempre vai sugerir um corte novo para a cliente, mas é ela que vai decidir se está ou não naquele momento. É por isso que quando alguém quer começar uma nova fase, uma das primeiras coisas que faz é cortar o cabelo, mudar o visual”, conta.  Outro lema de Júlio é sempre pensar que cada dia é um dia diferente. Nada de mesmice. Desde que participou de um jantar no restaurante Unsicht-bar, estabelecimento em Berlim com uma equipe formada por profissionais deficientes visuais, ele tenta agradecer diariamente por cada oportunidade na vida. “Foi uma experiência única. Os garçons eram deficientes visuais, o chef também e o restaurante era completamente escuro. Por algumas horas eu aprendi a enxergar com o olfato, o tato, a audição e, principalmente, com o coração.” Desde então Júlio priorizou ainda mais a ideia de querer aprender algo novo todo dia, surpreender, não deixar o tédio e o comodismo tomar conta do trabalho. Por isso ele está sempre buscando posturas diferentes, seja no corte, no atendimento, no rol de conhecimento ou nas histórias de vida que ele escuta diariamente. E se ele é feliz assim? "Hoje eu posso dizer que faço o que gosto. É o que eu quero no momento e estou muito feliz", garante.  

Rev�st�

11


Must have

Um shampoo a seco pra chamar de seu U

m convite inesperado, um programa de última hora, uma saída não planejada. Se não der tempo para lavar o cabelo, certamente o resultado vai ser desastroso, principalmente para quem tem cabelos oleosos. Mas as mulheres não precisam mais se preocupar: em breve todos os salões HELIO estarão vendendo o shampoo a seco da Kérastase Powder Bluff. Com fórmula à base de micropolímeros de última geração e agentes protetores, como Vitamina E e filtros UV, ele elimina o excesso de oleosidade, protege a cor e proporciona corpo e textura aos fios. Versátil, é ideal para levar na bolsa, ficando à mão para dar um up no visual a qualquer momento e em qualquer lugar. E o melhor: o Powder Bluff pode ser utilizado em todos os tipos de cabelo e não deixa resíduos.  A aplicação também é bastante simples. O spray deve ser passado no cabelo seco, principalmente sobre as raízes. Depois é só espalhar o produto até as pontas com os dedos através do comprimento. O lançamento da Kérastase também mantém a escova por mais tempo, prolonga a duração das colorações e evita as agressões dos detergentes à fibra capilar. Não é a toa que o shampoo a seco é o novo queridinho das mulheres.

12 Rev�st�

Mil e uma utilidades »» Dá corpo e textura ao cabelo »» Garante maior durabilidade ao penteado/escova »» Elimina o excesso de oleosidade »» Não deixa resíduo

Saiba como usar o Powder Bluff Cabelos com escova progressiva Os fios submetidos a alisamentos tendem a ficar com as raízes oleosas. Passe o produto para eliminar o excesso de oleosidade na raiz ao longo do dia. Cabelos com franjas Uma franja bem desenhada dá movimento e realça o rosto. Mas é difícil mantê-la limpa durante todo o dia, porque retém mais óleo que o restante do cabelo. Aplique o produto para eliminar a oleosidade e deixar os fios mais soltos.  Cabelos coloridos Se a ideia é evitar o desbotamento da cor provocado por lavagens sucessivas, o produto também ajuda. Use o Powder Bluff entre as lavagens com água. Isso auxilia a manter os cabelos sem oleosidade e com mais movimento.


Noivas

Prontas para o grande dia Duas noiva� contam tudo sobre � preparação no dia do casament�

Rev�st�

13


Noivas

Q

uando o grande dia chegou, Raquel não teve dúvidas: Tian, que cuida dos seus cabelos desde os cinco anos de idade, iria participar de mais esse momento marcante. A analista do Tribunal de Justiça do DF casou-se no dia 7 de dezembro. Raquel de Alcântara Segura fez questão de curtir seu dia de noiva com tudo que tinha direito: a família por perto, um espaço exclusivo para ela e o trabalho de profissionais que ela já conhecia. “A Tian e a Vera trabalham no Liberty Mall mas, assim que eu entrei em contato, elas e o próprio Helio Nakanishi se prontificaram a organizar tudo para mim na unidade do Lago Sul. Eles me deram toda a estrutura, me acolheram muito bem, tive toda a atenção do mundo. Fiquei lá de 11h às 20h30 e foi tudo maravilhoso, até mais do que eu esperava”, lembra Raquel.  Deu tudo certo no casamento, mas Raquel confessa: ficou bastante ansiosa. Mas nada que uma massagem não ajudasse. “Planejar também foi importante para diminuir o nervosismo. Eu sabia o que eu queria, confiava nos profissionais e tudo isso me ajudou a aproveitar bem o dia de noiva. De qualquer forma, é importante estar aberta a imprevistos, para não deixar que eles estraguem a festa”, recomenda. 

VAI SER TENDÊNCIA

Fotos: Alexander Muradas

Depois da fase de semipresos, as noivas agora estão de olho nos cabelos presos, com grinaldas menores e com menos brilho. “São penteados mais românticos e delicados”, conta Vera. E a maquiagem volta a ser mais leve e nude, depois de uma temporada de noivas mais ousadas apostando em cores fortes, principalmente nos olhos.

14 Rev�st�


Maíra Pedrosa Guttemberg Valverde também contou com toda a atenção das profissionais HELIO. A preparação para o casamento, no dia 5 de outubro de 2013, foi no hotel onde ela estava hospedada. “Preferi me arrumar em um local onde pudesse curtir minha mãe e ficar bem tranquila. As profissionais Vera e Gley toparam nos acompanhar e levaram todo material necessário para nos arrumar, o que foi ótimo! A Gley começou a preparar meu cabelo e em seguida a Verinha fez o penteado e nossa maquiagem. Ficou tudo sensacional! Elas, além de super profissionais, fizeram da nossa tarde mais alegre e tranquila”, conta Maíra. Cliente HELIO há mais de dez anos, Maíra fez a prévia do cabelo e da maquiagem uma semana antes do grande dia. Mas o resultado foi um estudo de vários meses de fotos de penteados e makes de outras noivas que a Vera já havia preparado. Certeza desde o começo, só que o cabelo seria preso e a maquiagem, marcante. “A Verinha é uma artista. Captou meus anseios, concretizou e garantiu resultado perfeito. E a equipe também me acompanhou do início ao fim da festa, retocando cabelo e maquiagem, tudo. Isso fez muita diferença!”, lembra com saudades.  Para a especialista em maquiagem e penteado Vera Santos, profissional Black HELIO há 20 anos, o dia da prévia é importante justamente por isso: para que as ideias comecem a se materializar. E tanto o penteado quanto o cabelo são pensados de acordo com o modelo do vestido de cada noiva. O ideal é marcar a prévia para até, no máximo, 15 dias antes da cerimônia. “Quando a noiva pensa em algo com muita antecedência, a chance dela mudar de ideia no dia é muito maior”, avalia Vera. 

Fotos: Bruno Stuckert

Rev�st�

15


Editorial

Inspirações para as próximas noivas

16 Rev�st�

Davines Shampoo Volu

Sebastian Shine Define

Tigi After Party

R$ 86,90

R$ 73,00

R$ 127,90


Para ajudar as mulheres que já estão sonhando com o véu e a grinalda, a equipe HELIO elaborou cinco produções para o grande dia. É uma síntese dos cabelos e makes mais pedidos pelas noivas do salão. Inspire-se com os looks elaborados pelos nossos profissionais. Cabelo e Make Vera Oliveira e equipe Produção de moda Paulo Fonte Fotografia Rebecca Lopes Modelos (Unique) Natália Buntano Luana Borsatto Annalisa Bapstistello

Shampoo Redken Clear Moisture

Sebastian Volupt Spray

Sebastian Shaper Fierce

R$ 90,00

R$ 94,00

R$ 135,00

Rev�st�

17


Editorial

18 Rev�st�

Davines Shampoo Love

Forme Fatale Kérastase

Headrush Tigi

R$ 47,90

R$ 146,90

R$ 119,90


Sebastian Molding Mud R$ 88,00

Shampoo Sebastian Trilliance R$ 77,00

Rev�st�

19


Editorial

20 Rev�st�

Shampoo Brilliance Wella

Shaper Fierce

R$ 54,85

R$ 135,00


Rev�st�

21


Casamento

Amor em forma de E

las sintetizam tudo. A escolha, o elo, a vitória do amor. Não há nada que represente melhor a força de uma relação do que as alianças. E se elas forem exclusivas, então, a história ganha um charme a mais. Já pensou nisso? Hoje a joalheria Vânia Ladeira, na Asa Norte, oferece este serviço personalizado para os casais, que podem participar pessoalmente da confecção das alianças no ateliê, desde a fundição do metal até o polimento, com toda a assessoria dos ourives da loja. A mediadora de conflito Samira Iasbeck foi uma das clientes que experimentaram o serviço. Já estava casada e decidiu renovar os votos de uma forma simples, significativa e forte. “Fizemos 14 anos de casados no dia 14 de janeiro de 2014 e queríamos algo exclusivo, nosso, que marcasse essa data. Mais ainda, que demonstrasse como nossa relação evoluiu”, conta. A experiência foi marcante. Desde a escolha do modelo até a transformação e modelagem do metal a partir do fogo, o casal participou de todo o processo, que dura em média três horas. E a nova aliança foi feita com parte do ouro da primeira. “O fogo derreteu os maus momentos, transformando-os em lembranças e aprendizagem”, lembra com carinho Samira. Maria Helena Martins também resolveu comemorar os 25 anos de casamento com uma aliança exclusiva, representando o momento único que estava vivendo com o marido. Os dois acompanharam cada fase do processo, da transformação da folha de ouro até a aliança pronta, desenhada pelo próprio casal com a ajuda da artista plástica e designer Vânia Ladeira, dona da loja. “Foi emocionante, mágico e muito especial. Nossa aliança representa nossa relação, que 22 Rev�st�


aliança

o : D ên Crédit

is S oar

“Fizemos da nossa primeira aliança parte da segunda e o fogo derreteu os maus momentos, transformando-os em lembranças e aprendizagem” é unica e construída por nós. Por isto não optamos por alianças padronizadas”, conta Maria Helena. Responsável por todas estas histórias, Vânia Ladeira não esconde que o serviço é um dos seus xodós dentro do ateliê. Mesmo vendendo apenas joias exclusivas em sua loja, na comercial da 213 Norte, ela admite que é impossível não se contagiar com a empolgação dos casais vendo aquele metal ser transformado na aliança do jeitinho que eles imaginaram. “É uma responsabilidade grande, porque sei que ali não estou trabalhando em um anel, mas em uma história – e uma história de amor. Mas a satisfação em ver que cada casal sai dali se sentindo único, com alianças que só eles têm, é muito maior. Vale cada segundo”, reforça a designer. Materializar sonhos, concretizar promessas. Um trabalho artesanal, que leva tempo e cuidado, como as relações. Uma experiência única que Samira soube definir muito bem: “Fazer a nossa própria aliança é um símbolo marcante de que somos capazes de construir e reconstruir, fazer e refazer o nosso casamento, o nosso amor, todos os dias de nossas vidas”. 

VÂNIA LADEIRA JOALHERIA (61) 3349-0188 | CLN 213, Bloco A, loja 19, www.vanialadeira.com.br

Rev�st�

23

es


Tira-dúvidas

Pintar ou não pintar? Eis a questão! 24 Rev�st�


B

rasileira não fica velha, fica loira. A teoria popular, criada sabe-se lá quando, sabe-se lá por quem, tem um bom quê de verdade. Quem habita os salões que o diga! Cada vez mais adolescentes, adultas e senhoras querem um fiozinho que seja de loiro nas madeixas. Mas nada de platinar tudo. Há tempos que os cabeleireiros e especialistas em coloração escutam basicamente os mesmos pedidos: ombré hair, reflexos, mechas e mudanças de cor (entenda melhor a diferença de cada um no box ao lado).  Fazendo parte da equipe HELIO há mais de 30 anos, Hugo Nakanishi é especialista em corte e em loiras. Ou seja: é uma das principais referências nacionais hoje na área de coloração, com cursos como Pivot Point, Wella, Tony Guy, Vidal Sassoon. E é baseado nessa longa experiência que ele responde o nosso tira-dúvidas sobre novos tons no cabelo. Confira:  Para começar, a pergunta que a maioria das mulheres quer saber: qual tom vai reinar mais esse ano? 

Com certeza os cabelos tom sobre tom, estilo ombré hair.  E quais tons de cabelo combinam mais com o ombré hair? 

Cabelos naturais ou tonalidades com fundos naturais são os que mais combinam nesse caso, mas fios coloridos também podem se adaptar muito bem a essa tendência. Quem tem cabelo muito preto também pode clarear os fios?  

Nestes casos sugiro uma leve mudança, com tons sutis de marrons acobreados e avermelhados. Ok, pintei. E agora? Como faço o tratamento em casa para o cabelo não ressecar e nem perder a vitalidade?

É preciso incluir na rotina produtos como shampoos com ativos antioxidantes e máscaras para cabelos coloridos, além de leavin e proteção solar.

E há uma lista de cuidados básicos para mulheres de cabelos tingidos seguirem?

Antes de qualquer coisa, o profissional precisa fazer um diagnóstico preciso daquele tipo de cabelo. Só assim ele poderá indicar uma linha com a manutenção correta para cada caso. De quanto em quanto tempo é preciso retocar? Ou, em outras palavras, como a mulher percebe que está na hora de voltar ao salão?

Depende do procedimento feito no cabelo. Geralmente a coloração tem uma média de 30 dias para manutenção. Já os reflexos devem ser refeitos a cada três meses. No caso do ombre hair, de quatro a seis meses, dependendo do crescimento do cabelo. A partir de quantos anos você indica coloração para as meninas?

A partir dos 15. Hoje até tem sido mais precoce, com casos de meninas de 13 anos já começando a fazer mudanças sutis, mas não é aconselhável.

ENTENDA AS DIFERENÇAS CALIFORNIANAS: Mechas apenas nas pontas para dar um efeito de “produzidas pelo sol”. MECHAS: Fios mais destacados. MECHAS 3D: Mechas feitas com três tons de cores diferentes. MECHAS INVERTIDAS: Usadas em loiras, são mechas escuras para amenizar o efeito do tom muito claro ou desbotado dos fios. OMBRE HAIR: Degrade sutil a partir do meio do comprimento, preservando a cor natural dos cabelos tanto na base quanto na raiz. REFLEXO: Clareamento em um número maior de fios por toda a cabeça.

Rev�st�

25


Vem aí

Conheça o Liss Unlimited U

m olhar mais atento nas ruas, uma visita a alguns salões ou uma simples espiadinha nas cenas de novelas comprovam: o cabelo liso está na cabeça da maioria das brasileiras. Alguns pesquisadores já chegaram a mensurar essa percepção e concluíram que 63% das mulheres no Brasil desejam o cabelo liso, 55% usam cabelos lisos e, entre estas, 25% têm os fios naturalmente retinhos. Por essas e outras que a L’Oréal Professionnel decidiu ir atrás da fórmula do liso perfeito. Sabe qual foi o resultado? O tratamento Liss Unlimited, desenvolvido com a exclusiva tecnologia Keratinoil Complex para garantir o efeito liso por quatro dias, mesmo com 80% de umidade. O resultado só é possível porque o complexo de Keratinoil tem alta performance e é fruto da união de quatro elementos fundamentais para a saúde

Conheça mais do primeiro serviço para um liso perfeito com efeito prolongado Passo 1: Aplicar o Shampoo Efeito Liso em todo o cabelo. Enxaguar. Passo 2: Misturar a Máscara de Tratamento Intensivo Efeito Liso com 5 ml do Double Serum SOS Smooth (2 pumps). Pausar por 5 minutos e enxaguar. Passo 3: Aplicar o Creme Disciplinante Efeito Liso ou Double Serum SOS Smooth e proceder a escova. Finalizar com Steam Pod ou pisatra padrão.

26 Rev�st�

do cabelo. O primeiro é a pro-keratin, conjunto de aminoácidos composto por ácido glutâmico, arginina e serina que proporciona restauração imediata da fibra. A xylose,  um ativo derivado da glicose, é outro componente, garantindo a termo-proteção. Há ainda dois óleos importantíssimos: o kukui nut, rico em ômegas 6 e 3, atuando como uma barreira contra a umidade, e o óleo de prímula, rico em ômega 6, para dar força e maciez aos fios. Composta por seis produtos (shampoo, condicionador, máscara, creme disciplinante, óleo e sérum duplo), a linha estará disponível em breve em todas as unidades dos salões HELIO.


Unhas

Os queridinhos da realeza A marca de esmaltes americana Essie começa a ganhar cada vez mais fãs no Brasil

D

e que cor você vai pintar suas unhas hoje? Quer ir de rosa pálido Ballet Slippers, único esmalte que a rainha Elizabeth usa, ou de Allure, o mesmo que a princesa Kate Middleton passou para subir ao altar? Os dois e outras dezenas de cores mais da marca Essie desembarcaram finalmente no Brasil. E sabe onde você pode comprá-los? Em todos os salões HELIO, primeiro lugar no país a vender a marca em território nacional. Os esmaltes americanos são os queridinhos da realeza britânica e de várias celebridades internacionais, como Rihanna, Kate Perry e Selena Gomez. Desde a primeira coleção da Essie, em 1981, centenas de vidrinhos já viraram alvo de cobiça das mulheres. E a fundadora da marca, Essie Weingarten, sabe disso. “Brasileiras são excelentes clientes, sempre ouvimos que quando elas vêm aos EUA voltam com a mala cheia dos nossos esmaltes”, disse uma vez.  A paixão pelos esmaltes começou na infância. Com US$ 10 mil, a idealizadora da marca produziu 12 cores e foi até Las Vegas bater nas portas de salões. Pouco mais de 30 anos e 300 tons diferentes depois, a Essie é considerada um verdadeiro império das unhas, com esmaltes distribuídos em 100 mil salões pelo mundo. Vale lembrar que, há quatro anos, a marca foi adquirida pela L’Oréal, mas todas as cores continuam sendo criadas e batizadas pela sua fundadora, inclusive uma das coleções mais recentes, a Braziliant, com tons fortes e radiantes inspirados no nosso país.   Além dos esmaltes, vendidos por R$ 29,90 nas uni-

28 Rev�st�

Ballet Slippers

dades HELIO, quem preza por uma boa esmaltação também pode investir nos produtos de tratamento e acabamento da Essie, que custam a partir de R$ 35,90 cada nos salões. E aí a lista inclui mais dois produtos: base coat, com opções variadas que vão desde o fortalecimento das unhas até a retirada do amarelado, e o top coat, para que o esmalte seque rápido, aumente a duração ou ganhe mais brilho.

“Quando você aplica um batom ou sombra, não consegue aproveitá-lo você mesma, a não ser que tenha um espelho por perto. O esmalte está nas suas mãos, sempre à vista, é gratificação instantânea!” Essie Weingarten, fundadora da marca Essie. 


Como usar?

Quando os cachos são mais cachos A especialista Gold Cilene Gomes Amorim faz um raio-x da linha Redken Curvaceous, voltada para quem tem cabelos cacheados

Q

uem estava à procura de uma família completa de produtos para dar mais brilho, hidratação e selagem ao cabelo cacheado e ondulado, achou. A Redken Curvaceous é uma das linhas mais indicadas pelos profissionais HELIO. “Os finalizadores trazem ótimo resultado, para cabelos com ondas ou aqueles com cachos mais fechados. E os produtos contam com agentes que ajudam a modelar melhor o fio”, recomenda a especialista Gold Cilene Gomes Amorim, profissional da unidade HELIO Terraço Shopping. O tratamento completo conta com shampoo, condicionador (que pode ser usado com ou sem enxague), máscara e leave in. E nenhum destes produtos perde as propriedades se você usar o secador depois. A dica da Cilene é aplicar a máscara duas vezes na semana e o leave in no cabelo ainda úmido. “O resultado é imediato: cachos mais definidos, volume controlado e fios visivelmente nutridos, selados e com brilho já no primeiro dia. Mas a frequência de uso deve ser definida caso a caso, de acordo com o estado do fio”, explica.  Rev�st�

29


Bsb 54 anos

Ela de presente Não é só pelo céu. É pelo céu, pela terra, pelo Lago. É por concentrar um pouco do muito de tudo e de todos. É pelo Cerrado. Pelos espaços, pela lógica, pelo parque. É pela arquitetura, pela desenvoltura, por ser uma cidade diferente de todas as outras. É por ser Brasília. A cidade do coração de gente nascida, crescida, transferida ou convencida de que aqui é um ótimo lugar para se viver completa 54 anos. E está mais viva do que nunca. Foi para homenagear essa terra candanga que encanta gente no mundo inteiro que escolhemos 54 cliques de fotógrafos renomados da Casa da Luz Vermelha, primeira galeria na capital voltada para fotografia. Imagens de quem vive, ama e vê Brasília como ela é. Encante-se neste 21 de abril!

30 Rev�st�


Beto Rocha

Rev�st�

31


Bsb 54 anos

João Paulo Barbosa

Beto Rocha

32 Rev�st�

Olivier Boëls


“Era reto e projetado como as linhas de Brasília”

Coisas de Brasília Oswaldo Montenegro

Jorge Diehl

André Dusek

Débora Amorim

Rev�st�

33


Bsb 54 anos

Sérgio Jorge

Salomon Cytrynowicz

João Paulo Barbosa

Sérgio Jorge

34 Rev�st�


“Nada existe como o azul sem manchas do céu do Planalto Central” Céu de Brasília Toninho Horta / Fernando Brant

Anderson Schneider

Rev�st�

35


Bsb 54 anos

“O planalto é tão lindo Que a gente tem a impressão Que vê ali bem pertinho O céu encostar no chão” Brasília Jackson do Pandeiro

Kazuo Okubo

36 Rev�st�


Rev�st�

37


Bsb 54 anos

Kazuo Okubo

Patrick Grosner

João Paulo Barbosa

“Agora conheço Sua geografia A pele macia Cidade morena

Teu sexo, teu Lago Tua simetria Até qualquer dia Te amo, Brasília” Te amo, Brasília Alceu Valença

38 Rev�st�


Kazuo Okubo

Kazuo Okubo

Salomon Cytrynowicz

Rev�st�

39


Bsb 54 anos

Kazuo Okubo

40 Rev�st�


“Dizia ele: – Estou indo pra Brasília, neste país lugar melhor não há”

Faroeste Caboclo Renato Russo

Dudu Schnaider

Salomon Cytrynowicz

Rev�st�

41


Bsb 54 anos

Arthur Monteiro

André Dusek

Isabela Lyrio

“Um telefone é muito pouco Pra quem ama como louco E mora no Plano Piloto”

Um telefone é muito pouco Leo Jaime

42 Rev�st�


Dorival Moreira

Sérgio Jorge

André Dusek

Rev�st�

43


Bsb 54 anos

Brasília, Sinfonia da Alvorada Vinicius de Moraes

Sérgio Jorge

Kazuo Okubo

44 Rev�st�

Sérgio Jorge


“No princípio era o ermo Eram antigas solidões sem mágoa. O altiplano, o infinito descampado”

Rev�st�

45


Bsb 54 anos

Isabela Lyrio

Patrick Grosner

46 Rev�st�

Zuleika de Souza


“Céu de Brasília Traço do arquiteto Gosto tanto dela assim”

Linha do Equador Djavan

Kazuo Okubo

Olivier Boëls

Isabela Lyrio

Rev�st�

47


Bsb 54 anos

“A ponte simboliza união, no nosso caso Brasília e sertão”

Eu e Lenine (A ponte) GOG

Oliver Boëls

Marri Nogueira

48 Rev�st�

Sérgio Jorge


Rev�st�

49


Bsb 54 anos

Salomon Cytrynowicz

“Loucos profetas previram a tua existência milênio atrás e nos seus mapas marcaram o centro do mundo e nele tu estás” 50 Rev�st�

Brasília Guilherme Arantes


Sérgio Jorge

Sérgio Jorge

Rev�st�

51


Bsb 54 anos

Isabela Lyrio

Patrick Grosner

52 Rev�st�

André Dusek


“É a cidade que vai avançar, e não o mar, você não vê Mas da próxima vez que eu for a Brasília Eu trago uma flor do cerrado pra você” Flor do Cerrado Gal Costa / Caetano Veloso

Isabela Lyrio

Rev�st�

53


Bsb 54 anos

“Como se não fosse tão longe Brasília de Belém do Pará Como castelos nascem dos sonhos Pra no real achar seu lugar” Léo e Bia Oswaldo Montenegro

Monique Renne

54 Rev�st�


Rev�st�

55


Bsb 54 anos

Patrick Grosner

Kazuo Okubo

Isabela Lyrio

“Eu sei que o Havaí não é aqui, que o mar está longe daqui Mas pra quê que eu quero o mar se tenho o Lago pra mim” 56 Rev�st�

Surfista do Lago Paranoá Natiruts


Patrick Grosner

João Paulo Barbosa

Débora Amorim

Todas estas fotos estão à venda na Casa da Luz Vermelha, galeria de fotografia de arte localizada na Asbac (Setor de Clubes Sul). Para saber mais, entre em contato pelo telefone (61) 3878-9111

Rev�st�

57


BsB Mix

Beleza por menos F

icar bonita por menos. Quem não quer? Há 15 anos, dezenas de profissionais HELIO das áreas de cabelo, maquiagem e estética contribuem para alegrar aqueles que adoram quando um serviço de qualidade é oferecido com desconto. E é assim pelo menos uma vez por mês no BsB Mix, onde o público pode cortar cabelo por R$ 34,90, fazer modelagem por R$ 24,90 ou a sobrancelha por R$ 29,90. A presença da equipe HELIO no evento brasiliense começou em 1999. De lá pra cá, a ação cresceu, ganhou diferentes lideranças e sempre se renova com novos talentos que saem do

58 Rev�st�

Centro de Formação Profissional. “É legal ver que hoje somos uma das grandes expectativas do Bsb Mix. Todos os clientes saem satisfeitos com os serviços e o ambiente descontraído do evento e acabam fidelizados", explica Edsongleson Gomes, que ficou à frente do projeto no ano de 2013. Para ele, assumir a liderança do Bsb Mix foi um desafio como profissional e um voto de confiança da empresa. “Supervisionar e orientar os colegas que compunham as equipes me trouxe amadurecimento e desenvolvimento de uma visão mais abrangente, voltada para todas as etapas do evento, desde a montagem do espaço, recepção e atendimento


Há 15 anos a equipe HELIO participa do Bsb Mix, oferecendo corte de cabelo, sobrancelha e modelagem a preços especiais inicial dos clientes, execução do serviço, fechamento do atendimento até a desmontagem”, avalia Edson. E, como os profissionais são super talentosos, os clientes sempre aparecem e ficam. Com isso, o trabalho dos profissionais fica evidente e o boca a boca acaba sendo uma consequência natural. “Há um retorno publicitário direto e indireto. O Bsb Mix atrai muitos curiosos, clientes novos e o público em geral que acaba conhecendo e divulgando nosso trabalho”, conta Rogério Nakanishi, profissional Platinum. Gustavo Nakanishi, diretor executivo HELIO, também já passou pelo Bsb Mix. Nesse tempo,

aproveitou a oportunidade para tornar-se um líder melhor e um verdadeiro empreendedor. “Os clientes MIX possuem a atitude e a confiança que os novos talentos precisam para despertar o seu potencial. Este fato parece ser simples, mas é uma grande oportunidade para que uma pessoa possa se tornar um grande profissional”, avalia. Toda renda arrecadada no Bsb Mix é reinvestida no Centro de Formação Profissional HELIO, com sede no Setor Comercial Sul. O calendário com as datas e os locais dos próximos eventos pode ser acompanhado no site www.bsbmix.com

Rev�st�

59


Os desafios dos empresários brasileiros em um mercado global T

odos os dias os empresários brasileiros enfrentam as dificuldades impostas pelas leis trabalhistas e tributárias, retardando a desenvoltura da produção e do próprio desenvolvimento. O ardor arrecadatório é incrivelmente forte e torna a busca por maior produção e maior qualificação de produtos uma prática cada vez mais cara e mais difícil para o empresariado brasileiro. A cada dia pesam mais os impostos e os encargos sociais e trabalhistas a onerar os gastos para poder ser mantida uma linha de produção e permitir uma margem razoável de ganho do investidor. Persiste a necessidade de haver por parte do empreendedor um ritual diário de atualização e horas a fio de trabalho para poder acompanhar a necessidade de uma maior e melhor produção. Não adianta fazer essa busca sem parceria. Sempre é necessário juntar forças e o velho conceito de exploração da força humana precisa ser repensado. Será mesmo que ainda estamos utilizando a força da produção humana como antes? Por outro lado, será que ainda persistem os conceitos anteriores de arrecadação de impostos para beneficiar toda a população? Realmente há benefício para toda a população com a enormidade de impostos recolhidos em nosso país hoje? Claro que não. Não há a retribuição razoável. Não estão bem asfaltadas as ruas. Não há sistema elétrico compatível com nossas necessidades. Não existe uma segurança pública adequada. Não existe saúde pública pertinente. Além disso, ainda persiste a velha indicação de que a exploração do homem pelo homem é maléfica e ainda se dá como se fosse antigamente. Não é mais assim. Hoje quem é empreendedor trabalha tanto ou mais do que aquele que é seu colaborador. Esse tem a nítida consciência de que está colaborando para formar um bem maior de forma conjunta e ganhar de forma conjunta, ainda que não seja o lucro, mas o salário de forma mais justa e mais equilibrada. Não

60 Rev�st�

por Robinson Neves Filho

Artigo

precisa ser explorado como se fosse uma exploração sem volta, sem retorno daquilo despendido por sua força de trabalho. Os valores do empreendedor e do trabalhador precisam estar mais próximos e visarem o mesmo rumo, sob pena de um enfrentamento sem fim e uma enormidade de previsões legais a onerar a relação trabalhista a ponto de torná-la, como é no Brasil, caríssima e insuportável para qualquer empresário. Hoje, realmente, é preciso mudar a mentalidade e buscar novos caminhos, novas relações entre quem está empreendendo e quem ajuda a quem empreende e recebe em troca por isso. Essa relação de exploração precisa ser considerada de outra forma, olhada de outra maneira, vivida de outra maneira. Não se explora mais o homem pelo homem como antigamente e, se algum abuso ou desvio houver, claro, a proteção do Estado deve atuar. Mas, sem isso, não há necessidade alguma de prever uma enormidade de direitos sociais e trabalhistas a encarecer e inviabilizar uma relação rica como essa. Da mesma maneira, não há mais como pagar tanto imposto para não se ter retorno. Há necessidade, sim, de acabar com a sonegação fiscal e insistir que apenas o afã insaciável de arrecadação seja o meio pelo qual os bons paguem pelos não pagantes de impostos sem ter a reciprocidade de bons serviços públicos, o que ninguém aguenta mais. Por isso, é necessário também mudar aqui, diminuir a quantidade de tributos e tornar mais efetiva a aplicação para a população do que foi arrecadado. Isso mudaria os rumos do Brasil e de toda sua população. E o empresariado poderia cumprir mais adequadamente seu papel no desenvolvimento do país e do crescimento de toda a sociedade. Robinson Neves Filho é advogado e sócio fundador da Gontijo Neves Advogados Associados, atuando em Brasília há mais de 28 anos.


Inovação

Tempo de discutir e pensar I

magine um grupo de pesquisadores, professores, executivos, empresários, funcionários públicos e estudantes propondo soluções por uma cidade melhor. Agora pense em todos eles juntos fazendo a ponte entre os anseios da comunidade e os gestores públicos, mas sem viés partidário e financeiro. Visualizou? Pois esta entidade, sem fins lucrativos, já existe em Brasília. É o instituto Illuminante, que nasceu para promover debates sobre os problemas urbanos e ajudar a implementar ideias inovadoras que possam colaborar na solução. Mas essa ideia de estimular o empreendedorismo e a cultura da inovação no Distrito Federal não fica só na conversa. O instituto já tem vários projetos em prática (veja quadro nas próximas páginas) e uma equipe disposta a proporcionar apoio técnico, busca de patrocinadores, divulgação de ideias, formatação de projetos e ajuda na obtenção de recursos para as empresas. “A gente brinca que aqui tem um corredor polonês: a pessoa vem com a ideia e é assessorada por um profissional da área de produto, outro de marketing, outro de economia até que o projeto seja validado e se transforme em Foto: Ana Rayssa/Esp.CB/D.A Press. Brasil. Brasília-DF

“Eu realmente acho que a tecnologia é a única saída que Brasília tem para, economicamente, evitar que as empresas locais dependam só do governo” um plano de negócio pronto”, explica o presidente do instituto Illuminante, Marcos Nascimento.  A proposta faz todo o sentido, já que o Brasil é hoje o segundo país mais empreendedor do mundo, segundo pesquisa realizada em 2012 na União Europeia e mais 13 países. Até setembro do ano passado, havia mais de 16 milhões de empresas ativas no país. A média é de um novo empreendimento brasileiro aberto a cada cinco minutos, segundo o “empresômetro” do Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT). Mas nem todo mundo sabe por onde começar.”Existem pessoas com propostas inovadoras que podem resolver problemas sociais mas não sabem o que fazer com elas. Queremos identificar boas ideias, que estejam alinhadas com as demandas do mercado de Brasília, para que depois o modelo possa ser aplicado em outras cidades”, conta Paulo Foina, vice-presidente do instituto. A ideia de criar um grupo de debates e incentivos como o Illuminante ganhou ainda mais força quando os integrantes perceberam que Brasília ainda não está preparada para receber as novas tecnologias. A inovaDa esquerda para a direita: George, Marcos Nascimento, Gilberto Lima, Ronaldo Clay e Anderson Arruda. Abaixo: Rafael Gurgel e Paulo Foina.


Brasília ção, na verdade, não é regra nem na capital, nem no Brasil: 98,9% dos empreendimentos iniciais no país lida com conhecimentos que ninguém considera novo, de acordo com dados do estudo Global Entrepreunership Monitor, de 2012. E a inovação tecnológica é um gráfico exponencial em relação ao retorno do tempo, com cada ciclo revolucionário demorando menos. Por isso, quanto mais tempo você leva para avançar, mais para trás você fica. “É muito rápido mesmo. Hoje um subnutrido na África tem o mesmo poder de tecnologia e informação que o presidente dos Estados Unidos tinha há 25 anos. Essa força de processamento de dados e acesso ao conhecimento está mudando como a gente se comunica e se comporta. Mas o processo de inovação no Brasil ainda está em fase de aprendizado. Temos dificuldade em tomar riscos e pagar o preço dos erros que uma nova forma de fazer pode trazer”, avalia o presidente do Illuminante.  Por ter morado muito tempo em Nova York e viajar muito a trabalho para São Paulo, atendendo apenas o mercado privado, não foi difícil para Marcos perceber que Brasília tem muita oportunidade, mas poucas soluções, principalmente porque a maioria delas é voltada para o governo. “E aqui o governo desenvolve uma tecnologia e não compartilha com o país, guarda pra ele. Isso está diretamente relacionado ao fato do mercado privado brasiliense ser muito pouco explorado. Hoje mais de 50% da renda do DF é oriunda do governo. Precisamos começar a mudar essa percepção”, planeja Marcos.  E de que forma ele imagina Brasília com 100 anos? Como o DF tem uma área limitada para o desenvolvimento de indústrias, Marcos vê um potencial para cinturões de tecnologia de alto impacto, como a cyber segurança. Mas tudo vai depender das mudanças e escolhas que forem feitas agora. “Daqui para trás não tem muito o que fazer, mas

EMPRESÔMETRO BRASILEIRO »» Em setembro de 2013, havia 16.002.893 empresas ativas no Brasil »» A cada cinco minutos é aberta uma nova empresa »» O DF tem 292.251 empresas ativas »» As regiões Sudeste e Sul somam mais de 68% de todas as empresas brasileiras »» O setor de serviços tem o maior número de empresas, somando mais de 7,2 milhões dos estabelecimentos, ou 45,19% do total »» O valor médio do Capital Social de todas as empresas brasileiras é de R$ 13.425,63 »» Os empreendimentos brasileiros têm idade média de 8,8 anos »» Menos de 2% dos empreendimentos têm mais de 40 anos de existência

Fonte: IBPT – Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário

Rev�st�

63


Inovação daqui para frente sim. A capital pode ser o que a gente quiser, o que, em coletivo, a gente conseguir desenhar, mentalizar e fazer. Mas eu realmente acho que a tecnologia é a única saída que Brasília tem para, economicamente, evitar que as empresas locais dependam só do governo”. Por mais desafiador que este sonho possa ser, ele e a equipe do Illuminante estão otimistas com o momento. Com as primeiras gerações brasilienses chegando a 25, 30 anos de carreira no funcionalismo público, os filhos destes servidores, hoje também com os seus 25, 30 anos, estão na idade de empreender e têm mais segurança para arriscar porque seus pais lhes garantem estabilidade. É a hora e a vez daquela geração que pensa: ah, se tudo der errado, estudo pra concurso. “Eles tem aquela garantia financeira que em São Paulo, por exemplo, os jovens empreendedores não têm. Lá,

se seu pai é comerciante e o negócio que você sonhou não der certo, ele não poderá te ajudar, porque depende da economia do país. Brasília te permite parar para pensar, escolher o melhor caminho e se preparar para isso. A gente na verdade tem um poder absurdo aqui e pouco explora”.

“Hoje um subnutrido na África tem o mesmo poder de tecnologia e informação que o presidente dos Estados Unidos tinha há 25 anos. Essa força de processamento de dados e acesso ao conhecimento está mudando como a gente se comunica e se comporta”

PROJETOS YOUNG CODERS

ACELERAÇÃO DE EMPRESAS

Voltado para a capacitação de jovens de escolas públicas, o projeto está sendo realizado primeiramente no Paranoá. Com o apoio de diversas instituições e empresas, os alunos recebem, no turno em que não estão na escola, aulas de lógica e linguagem de programação. No fim do curso, todos apresentam um produto final e saem capacitados para trabalhar na área.

Empresas novas com projetos de aplicação social podem contar com a ajuda do Illuminante na busca por investidores. O instituto identifica os empreendimentos com potencial de crescimento e ajuda na montagem dos planos de negócio. Há encontros periódicos entre empreendedores inovadores e investidores para que as propostas sejam apresentadas em um ambiente descontraído. Depois do negócio fechado, o Illuminante continua a apoiar as empresas com consultorias e mentoring.

TERÇA DA INOVAÇÃO Com encontros gratuitos e mensais, a Terça da Inovação traz sempre um convidado de renome nacional para refletir e debater com o público assuntos relacionados à inovação e melhorias na sociedade moderna. Já passaram pela agenda do evento nomes como Lourenço Bustani, CEO global da consultoria de inovação consciente Mandalah e considerado uma das 100 pessoas mais criativas no mundo dos negócios pela revista norte-americana Fast Company. Os próximos encontros da Terça da Inovação estão previstos para os dias 29 de abril e 20 de maio. Para participar basta se inscrever pelo site do Illuminante.

Para saber mais: www.illuminante.org.br

64 Rev�st�


Saúde e bem estar

Alimentos para a sua beleza e saúde Deixar os cabelos mais brilhosos, melhorar a pele, dar mais disposição, melhorar a vista e até dar uma ajudinha para curar aquela ressaca. A alimentação está diretamente relacionada ao seu corpo e bem estar. Por isso, reunimos aqui os principais aliados nutricionais para o seu dia a dia. As dicas são do nutricionista esportivo Júlio Aquino e são mais simples do que você imagina. Anote!

EVITAR QUEDA DE CABELO A queda de cabelo pode estar relacionada a vários fatores, como problemas na tiroide, falta das vitaminas biotina e B5 ou dos minerais iodo, cobre e zinco. Por isso, invista em alimentos como peixes do mar, produtos integrais, banana e água de coco.

MELHORAR A VISTA As folhas verde escura, ricas em luteína, podem ajudar.

TER MAIS DISPOSIÇÃO Nesse caso é preciso investir em alimentos que ajudam na produção de dopamina, neurotransmissor que nos deixa em estado de alerta. Aposte em frutas fontes de vitamina C, como laranja, acerola, limão e tangerina, em pães integrais que tem vitamina B1 e em alimentos ricos em potássio, como água de coco.

CURAR RESSACA Para quem exagerou na bebida no dia anterior, a dica para curar a ressaca são os alimentos ricos em enxofre, que detoxificam o corpo, e os que promovem a digestão. Entram na lista: mamão, abacaxi, suco de laranja, aipo, clara de ovo, tomate, água de coco e todos os alimentos verdes escuros.

66 Rev�st�


SUCOS DETOX Receitas simples para você limpar e desintoxicar o corpo.

DAR MAIS BRILHO AOS CABELOS Os aliados neste caso são os alimentos ricos em zinco e arginina, como aveia, cacau, pães integrais, castanha de caju e castanha do pará. 

DORMIR BEM Cacau, clara de ovo, banana, leite e alface são alimentos que liberam serotonina ou relaxam a musculatura. Podem ajudar.

Super na moda, o suco detox é muitas vezes associado à perda de peso, mas vai muito além disso. Ele contém ingredientes funcionais ricos em fibras, vitaminas e minerais com propriedades antioxidantes, que são essenciais para o organismo. Ajuda a eliminar toxinas, melhorar o intestino, ativar o sistema imunológico e aumentar a hidratação do corpo. Beber 500ml por dia é suficiente. E o ideal é tomar o suco detox todos os dias, por 40 dias, sempre 15 minutos antes do café ou do almoço.  Selecionamos três receitas recomendadas por nutricionistas para você incluir no cardápio diário. É só bater no liquidificador e beber logo após o preparo. Coar ou não vai depender do gosto de cada um, mas a opção sem coar sempre terá mais fibras e nutrientes.   

SUCO DETOX 1 • 1 rodela de abacaxi • 1 chumaço de acelga • 1 talo de salsão (4cm) • suco de acerola

MELHORAR A PELE Os alimentos que deixam a pele mais macia são os ricos em colágeno, como tutano de boi, em vitamina C, como laranja e kiwi, e os que têm bastante vitamina A, como abóbora, cenoura e mamão.

EVITAR MAU HÁLITO O mau hálito pode estar associado a problemas estomacais, no dente ou na amídala. Seria importante ir a um otorrino e verificar se existe algum tipo de hipertrofia da amídala. Mas é possível melhorar com chá de gengibre, chá verde, abacaxi e mamão.

SUCO DETOX 2 • 1 folha de alface americana • 100ml de água de coco • chá frio da casca do abacaxi (1 fatia da casca em 200ml de água) • chá de carqueja frio (1 pacote em 200ml de água) • 1 limão (meia unidade)

SUCO DETOX 3 • 1 chumaço de folha verde • 1 laranja lima • 1 cenoura de 4 cm • 1 chumaço de broto de alfafa • água com 1 colher de café de bicarbonato de sódio

Rev�st�

67


Quem vem primeiro: aeróbico ou musculação? O

exercício aeróbio, como a caminhada ou a corrida, e o exercício de musculação são as escolhas mais comuns para o condicionamento físico de quem treina em uma academia. Cada atividade tem sua vantagem. Os exercícios aeróbios são efetivos na melhora da capacidade cardiorrespiratória e no gasto energético diário, assim como na perda de gordura corporal. Já os exercícios de força, como a musculação, servem como potentes estímulos para o sistema músculo esquelético, fazendo com que haja aumento do volume da musculatura, definição muscular, força e potência. Os mais sérios órgãos e institutos que estudam a prática desportiva recomendam a combinação dos dois tipos de treinamento para que o risco à saúde seja amenizado e os sintomas associados à inatividade física desapareçam. A grande dificuldade é balancear os treinos aeróbios com os treinos de musculação para conseguir maximizar os resultados desejados e obter os benefícios das duas modalidades.

Aeróbio antes do treino de musculação O Jornal Britânico de Medicina do Esporte diz em um estudo que, com o treino aeróbio antes do treino de musculação, o indivíduo tem um maior benefício ligado ao condicionamento cardiorrespiratório, apesar da ordem inversa também beneficiar a pessoa em uma escala menor. Uma outra pesquisa observou que fazer primeiro o exercício aeróbio ajuda na recuperação da musculatura depois da quarta semana de treino. Contudo, o efeito colateral para quem faz primeiramente os exercícios aeróbios é que um treino muito intenso pode prejudicar o exercício que vem na sequência, ou seja, a musculação, atenuando a força e a potência deste treino. 68 Rev�st�

por Júlio Aquino

Vida saudável

Musculação antes do treino aeróbio Parece que o treino de musculação antes do treino aeróbio favorece o ganho de massa muscular, a potência e o volume muscular, pois, como a musculatura está mais descansada, o indivíduo praticante dessa modalidade faz mais força por não existir uma pré-fadiga muscular. Esta sequência pode ser de maior interesse para quem quer ganhar mais massa muscular, ou seja, realizar a famosa hipertrofia muscular. Um estudo europeu observou que o exercício de musculação antes afeta o metabolismo como um todo e, assim, pode melhorar a atividade aeróbia. Diante dessas pesquisas, a conclusão que a gente chega é que cada treino tem seu benefício e a sequência deles favorece diferentemente o objetivo da pessoa que o pratica. Quem deseja melhorar a capacidade cardiorrespiratória deve iniciar seu treino com exercícios aeróbios e quem deseja ganhar volume e força deve iniciar sua sessão de treino com o treino de musculação. O mais importante é ter sempre a orientação de um profissional da área de educação física para que não haja lesão e para que os resultados venham mais rápidos. Nunca se esquecendo da necessidade de se adequar a alimentação, seja para o treino de musculação, seja para o treino aeróbio. Os benefícios dos dois treinos com os benefícios de uma alimentação equilibrada e calculada por um nutricionista é a base de uma longevidade bem sucedida. Júlio Aquino é nutricionista brasiliense especializado em nutrição esportiva, membro da ISSN (International Society of Sport Nutrition) e do ACSN (American College of Sport Nutrition). julioaquino@julioaquino.com.br


Destinos

PRIVATE CELEBRATION O hotel Ponta dos Ganchos oferece um momento a dois inesquecível para os apaixonados. É um jantar em uma pequena ilha, um lugar paradisíaco e aconchegante, com velas, luar e cada detalhe feito exclusivamente para os dois. Mas apenas um casal por dia pode ter esse privilégio, então é preciso reservar com antecedência pelo e-mail reservas@ pontadosganchos.com.br 

COMO CHEGAR O resort está localizado a 50 minutos do aeroporto de Florianópolis, a 1h20 de Navegantes e a 2h de Joinville. É possível chegar de carro, helicóptero ou barco.

Consulte seu agente de viagens.

Uma viagem romântica ao raro

Conheça o resort de praia mais exclusivo do Brasil


U

m refúgio romântico e exclusivo. Quem não quer? Parece um destino distante, mas fica a apenas 40 km de Florianópolis, em Santa Catarina. O Ponta dos Ganchos é hoje o resort de praia mais exclusivo do país, um achado que poucos brasileiros conhecem. Localizado na cidade de Governador Celso Ramos, um pedaço de um Brasil antigo com suas pequenas vilas de pescadores, o resort conta com uma península particular rodeada pelo exuberante mar da Costa Esmeralda, garantindo toda a privacidade aos seus hóspedes. A palavra de ordem ali é relaxar, mas com muito, muito conforto e glamour. Para começar, o resort não aceita menores de 18 anos. Mas o diferencial vai muito além da faixa etária dos hóspedes. São quase 120 funcionários para oferecer aos sortudos que desfrutam dos 25 bangalôs um serviço totalmente personalizado e despretensioso. E se é para o hóspede se sentir especial, os próprios donos do resort revelam seu queridinho: o bangalô Especial Vila Esmeralda, com 300 m2, uma piscina privativa de 10 metros, sauna com vista para o mar, jacuzzi com cromoterapia, banheiro duplo, academia privativa e uma vista espetacular do mar da Costa Esmeralda. Não dá nem vontade de sair do quarto, né? Mas, se a ideia é aproveitar toda a estrutura do resort, é preciso sair do aconchegante bangalô, por mais difícil que seja. O hotel possui uma piscina coberta e aquecida, quadra de tênis, sala de jogos, bilhar, fitness center, restaurante, bar, business center e até mesmo um cinema privativo, além da praia. Massagens, trilhas ecológicas, snorkeling, mergulho, canoagem, SUP e passeios de barco também são oferecidos. Além disso, nas proximidades do resort encontra-se o melhor ponto de mergulho do sul do Brasil, a ilha do Arvoredo, assim como excelentes lugares para passeios de barco, como a ilha de Anhatomirim e a Baía dos Golfinhos. 

GASTRONOMIA SURPREENDENTE No resort, os menus alteram-se todos os dias. Afinal, há algo mais incômodo do que um cardápio que é sempre o mesmo e que você sabe antecipadamente o que encontrar? E no hotel é você quem escolhe o que deseja comer, quando e onde: na ilha, na praia, no cantinho especial da Veleza ou no próprio restaurante. E nenhuma das refeições tem horário pré-definido, deixando os hóspedes à vontade e sem compromissos. Mas as diárias incluem apenas café da manhã. Já se convenceu de que você tem que passar pelo menos um fim de semana neste resort? Então aqui vai mais uma boa notícia: é um lugar mágico para ir a qualquer época do ano. O hotel oferece uma programação especial para cada estação. No verão, por exemplo, além da praia paradisíaca é possível fazer trilhas ecológicas, yoga ao por do sol e várias atividades aquáticas. Já no inverno o clima de romance domina, com lareira, sauna e jacuzzi exclusiva nos bangalôs. “E os casais que cansarem de namorar podem escolher entre curso de culinária, piscina aquecida, cinema e um café da tarde delicioso, a combinação perfeita para curtir o friozinho”, conta Virgina K. Peluffo, diretora de vendas e marketing do Ponta dos Ganchos.

PONTA DOS GANCHOS EXCLUSIVE RESORT Telefone: (48) 3953 7000 Site: www.pontadosganchos.com.br E-mail: contato@pontadosganchos.com.br

Rev�st�

71


Vinhos

Uma garrafa para cada mês Avulisi (Italiano) R$ 145,00

O

s amantes de um bom vinho sabem: toda indicação é bem vinda. Para uma noite romântica, para acompanhar um bom prato, para reunir os amigos ou só para saborear. Vinho é qualidade de vida. Por isso, a Vintage Vinhos, a pedido da Revista H., fez uma lista com 12 garrafas que compensam o investimento. Uma para cada mês do ano, por que não?

Gran Lurton (Argentino) R$ 96,00 Croix Figeac (Bordeaux) R$ 175,00

Croix de Beaucaillou (Bordeaux) R$ 398,00 Gran Cru Classe Chateau Soutard (Bordeaux) R$ 375,00

72 Rev�st�


Tours de Charmail (Bordeaux) R$ 105,00

El Albar Excelência (Espanhol) R$ 260,00 Fleur Cardinale (Bordeaux) R$ 390,00

Nivuro (Italiano) R$ 89,00 Primitivo Virtuoso (Italiano) R$ 115,00

Pavell de Luze (Bordeaux) R$ 200,00

Tour Baladoz (Bordeaux) R$ 199,00 Rev�st�

73


Gastronomia

Novidades no avião SABORES DO SUL

A

vida gastronômica de Brasília está em um dos seus melhores momentos. São tantas opções e novidades que fica até difícil conhecer todas as delícias dos restaurantes, cafés, bares e bistrôs da capital. Claro que isso não chega a ser um problema, mas não custa nada dar uma ajudinha para quem quer se guiar pelos achados gastronômicos brasilienses, né? Entendam essa pequena amostra como um convite para vocês explorarem tudo que nossa cidade tem de melhor.

Os amantes de carne ganharam um novo queridinho na 104 Sul: o restaurante Toro. Especializado em parrilla, o espaço é a realização de um sonho do restauranter Fábio Gregol, natural de Porto Alegre, reunindo o que há de melhor na culinária do Rio Grande do Sul, Argentina e Uruguai. No cardápio há opções suculentas como ancho, chorizo, picanha, asado de tira, vacio (fraldinha) e costela larga, além de uma bela carne de sol com mandioca, pra não deixar de fora a tradição nordestina brasileira. A casa, além de super charmosa, tem ainda uma área vip exclusiva para reuniões e eventos privados no andar superior. 

MENOS DE 300 CALORIAS PARA OS AMANTES DE BROWNIES A tentação foi instalada este ano na frente do cinema do shopping Pier 21. Há mais de 12 anos no mercado, a marca carioca Brownieria se destaca por produzir brownies de forma artesanal, sem a adição de gordura “trans”, conservantes ou qualquer outro aditivo que possa alterar o sabor verdadeiro do chocolate. Sem falar nas opções sem lactose e sem glúten que eles tem também. Vale a pena experimentar.

Quem disse que dieta é sinônimo só de salada precisa conhecer a novidade do Lake’s. Em parceria com a clínica de emagrecimento Ravenna, o restaurante criou um cardápio completo que tem entre 250 e 300 calorias. As opções são variadas e o cliente pode montar a sua refeição que traz um caldo para entrada, um tipo de salada, uma proteína entre galeto desossado, truta, baby beef ou salmão e uma guarnição (cuscuz de quinoa, soufle de couve flor com queijo, cebola recheada com chuchu e shimeji ou lasanha de berinjela).  E ainda tem bebida e várias opções de sobremesa, como olho de sogra diet, creme de papaya com calda de groselha, gelatina de morango com calda de frutas vermelhas ou abacaxi grelhado na brasa com canela. Tudo isso a partir de R$ 55 (individual), disponível todos os dias no almoço e no jantar. 

 

74 Rev�st�


QUARTA ROCKDOG Uma cozinha criativa, com dias temáticos, drinks surpresas e um cardápio eclético que muda a cada seis meses. Nome e endereço? Cookers, na 412 Norte. O bar, café e bistrô criado pelos chefs Fernando Abdalla e Thaíza Pachêco é uma delícia. Toda quarta acontece por lá o RockDog, com um hot dog gourmet diferente no cardápio para surpreender o paladar dos clientes e uma trilha musical caprichada com o melhor do rock nacional e internacional. Já na sexta é dia de drink surpresa, com criações especiais toda semana. E no domingo, a partir das 9h, tem kit café da manhã por R$ 35 para duas pessoas.

CUPCAKE E CHEESECAKES

POLENTA À NEYMAR Pensando nos mais patriotas e fanáticos por futebol, o restaurante Oliver incluiu este ano no seu cardápio o prato Polenta à Neymar, uma celebração direta ao principal craque da nossa seleção. Composto por polenta, mousseline de mandioca, carne de sol desfiada com cebola roxa e crispy de alho poró, a novidade sai por R$ 69 e, junto com o pedido, o cliente ganha o prato da Boa Lembrança, louça exclusiva pintada à mão no atelier Cerâmica Van Erven, em Petrópolis (RJ).  Para acompanhar a saborosa novidade, o restaurante também oferece um espumante especial com o rótulo da Boa Lembrança, fabricado na vinícola Casa Valduga. A garrafa sai por R$ 79, mas quem preferir degustar uma taça, paga o preço de R$ 16. 

Uma viagem animada entre três irmãs e pronto: nascia ali a ideia de abrir o Chá das Três. Especializada em cheesecakes e cupcakes, a casa já tem um ano de endereço fixo na 412 Norte, sob o comando de Maria Sylvia Figueiredo. Destaque para os cheesecakes com caldas caseiras de framboesa e amora, os mais pedidos. Os doces são servidos em tamanho mini (R$ 4,50) ou individual (R$ 12).  Já os cupcakes tem cada um uma massa diferente, com coberturas a base de butter cream ou cream cheese. Os mais disputados são os de chocolate, limão, cosmopolitan (sim, inspirado no drink) e red velvet, além de um muito brasileiro: o de caipirinha. O mini sai por R$ 4,40 e o tradicional por R$ 7,30. Mas é preciso acompanhar o cardápio pelo site chadastres.com.br porque os sabores disponíveis mudam semanalmente. 

Rev�st�

75


C

omer carne, seja no churrasco ou no bom bife acebolado de casa, é uma das atividades preferidas do brasileiro. Nos restaurantes, entretanto, não basta servir o simples. As casas especializadas em carnes, para se diferenciarem, precisam inovar nas receitas e terem fornecedores que garantam a procedência do alimento oferecido. Isto porque, se mal preparada ou de má qualidade, a carne pode adquirir gosto e textura desagradáveis ao paladar e até mesmo transmitir doenças.

Quem gosta de carne sabe diferenciar as peças por sua qualidade e processo de cozimento. As diferenças no preparo podem ser notadas em tudo. A começar pela procedência das carnes. A Angus Black, proveniente da raça homônima, é considerada uma das carnes mais consumidas no mundo – e pelos públicos mais exigentes. Sua principal característica é a carne marmorizada de fina textura sem a necessidade de aparas excessivas, o que garante à mesma sabor, suculência e maciez. Já a carne da Beef Passion, empresa brasileira sob o comando de Ricardo Sechis, que também fornece para renomados restaurantes do Brasil 76 Rev�st�

Foto: Rômulo Juracy

Carnes nobres com preparo de excelência

por Rodrigo Freire

Dicas gourmet

como o D.O.M. de Alex Atala, passa por um processo bastante minucioso. Começa na genética, que é importada da Austrália e do Japão e misturada em um processo de inseminação artificial. Daí pra frente tudo é levado em conta: do bem-estar dos animais à dieta, que deve ser balanceada e com a quantidade certa de fibras, culminando na projeção da idade de abate do animal, que é realizada por ultrassonografia e garante o ponto ideal das fibras da carne. A soma da dieta com a criação em pastos menores, fato que evita que os animais andem muito, garante que a carne fique macia, de sabor agradável, além de manter cor, textura e fibra no ponto certo. Outra grande diferença é que as carnes são preparadas na Parrilla. Nesse processo, a madeira ou o carvão são queimados separadamente, diferentemente das churrasqueiras convencionais. Isso evita que a queima do carbono interfira no gosto do alimento, ou seja, as carnes não ficam com aquela aparência de queimadas antes mesmo de estarem assadas. Assim, a carne não fica defumada e mantém seu sabor característico, com menos interferências que alterem o sabor. Outra vantagem é que a carne não é furada por espetos, e, por isso, não perde o sangue, fator que garante sua suculência. Com carnes de fornecedores certificados e assadas na parrilla e acompanhamentos preparados na hora e servidos frescos, o restaurante pode oferecer aos clientes maior diversidade com a segurança de estar comendo produtos de qualidade. Rodrigo Freire é empresário, idealizador do Restaurante Oliver, diretor regional da Associação da Boa Lembrança e apaixonado pela arte das cozinhas. rod.freire@gmail.com


Descobertas

Poço Azul

Segredos dentro e fora do quadradinho A

os 54 anos, ela já é mãe de mais de 200 milhões de brasileiros. Quem diria que alguém colocaria em prática o sonho de Dom Bosco em 1883 de uma civilização muito próspera, com um grande lago entre os paralelos 15º e 20º Sul? Melhor que isso: no plano físico a ideia saiu ainda melhor. Ganhou formas inovadoras e uma arquitetura diferente de tudo no mundo, com um impressionante conjunto arquitetônico e urbanístico a céu aberto. Em 1987, tornou-se Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade e agora vai ser uma das cidades sede da Copa do Mundo. Possui um dos melhores Índices de Qualidade de Vida (IDH) do país e um passeio pelas largas avenidas da capital permite contemplar preciosidades com o paisagismo de Burle Marx, a arquitetura de Athos Bulcão, os vitrais de Marianne Peretti e as esculturas de Alfredo Ceschiatti e Bruno Giorgi. Mas há muito mais dentro e fora do quadradinho. Você já aproveitou todas as belezas do nosso Planalto Central?

Situada a 35 km de Brasília, esta cachoeira é uma boa pedida para os fins de semana, com piscinas naturais e várias quedas d’água, além de um poço para mergulho com 5 metros de profundidade. Fica dentro do Águas Correntes Park, com boa estrutura turística. Endereço: BR 040, sentido Brasília Valparaíso. Na altura do km 5, entrar à esquerda e seguir por 6 km pela estrada de terra. Horário: diariamente, das 8h às 16h Quanto: entre R$ 15 e R$ 30, dependendo do dia e idade Telefone: (61) 3627-0064 Telefone: (61) 3627-0064  Rev�st�

77


Apesar de estar localizado em propriedade particular, é um dos destinos vizinhos mais conhecidos pelos brasilienses. O grande poço de águas límpidas e azuladas surgiu depois do rompimento de uma rocha de quartzo e tem ainda cascatas, corredeiras e uma caverna inundada pela água. Endereço: Saindo de Brazlândia, acesso pela DF-180 e DF-220, km 22 Horário: diariamente, de 7h às 18h Quanto: R$ 8 por pessoa Telefone: (61) 9902-9928

Construído em homenagem ao padroeiro de Brasília, São João Bosco, tem um lustre de 3,5 metros de altura no centro da nave, formado por 7.400 peças de murano, que simboliza Jesus, a Luz do mundo. Foi eleito uma das sete maravilhas da capital. Onde: W3 Sul, quadra 702 Quando: diariamente, das 7h às 20h Quanto: de graça Telefone: (61) 3223-6542

As

A pirâmide de sete lados e 21 metros de altura atrai muitos visitantes principalmente pelo grande cristal no salão principal. Com 21 quilos e 40 centímetros de altura, ele ilumina os visitantes que caminham em espiral pelo templo em busca de renovação das energias. Endereço: SGAS 915, W5, Lote 75/6 Horário: aberto 24 horas Quanto: de graça Telefone: (61) 3114-1070

78 Rev�st�

7

Maravilhas de Brasília*

1. Catedral Metropolitana 2. Congresso Nacional  3. Palácio da Alvorada  4. Palácio do Planalto  5. Templo da Boa Vontade  6. Santuário Dom Bosco  7. Ponte JK  *eleitas em 2008, por votação popular


Descobertas

COPA DO MUNDO

H

Cate dra l M

etrop olita

na

Ponte JK

CONHEÇA BRASÍLIA A marca Conheça Brasília foi criada pelos diretores da Opium Marketing e Editora, Cynthia Mazeto Rezio e Frank Rezio. Desde 2002, são eles os responsáveis por publicações exclusivas sobre a capital, como mapas, guias gastronômicos e turísticos, além do site www.conhecabrasilia.com.br. Em 2014 a empresa lançou uma edição do guia turístico em espanhol, além das versões atualizadas em português e inglês. Durante a Copa, todos eles serão distribuídos em locais estratégicos e também disponibilizados nas melhores livra-

á pelo menos dois anos, só se fala disso por aqui: Copa do Mundo. E agora ela chegou. Como uma das cidades sede, Brasília também vive este momento de muito verde amarelo e, claro, uma expectativa muito grande com a chegada de mais turistas – brasileiros e estrangeiros – para movimentar hotéis, restaurantes, pontos turísticos, comércio e os corações canarinhos da capital. E foi para saber mais sobre a passagem do evento esportivo de maior audiência do mundo por aqui que conversamos com o diretor da Opium Marketing e Editora, Frank Rezio, responsável pelo guia Conheça Brasília. Confira. Revista H:  Como está a expectativa para Brasília sediar a Copa do Mundo? Acha que sairá tudo bem e tranquilo no atendimento aos turistas?  Frank Rezio: Brasília tem potencial para sediar grandes eventos nacionais e internacionais e está se preparando bem para sediar alguns jogos da Copa do Mundo de 2014. Acho que é uma ótima oportunidade para mostrarmos o que temos de melhor em todas as áreas e apresentar novidades a um número ainda maior de turistas nesse período, seja na área gastronômica, seja na parte de lazer. Só que é importante que os turistas não fiquem perdidos durante o evento. Eles precisam se orientar bem na hora de conhecer a capital federal, por isso a ideia de oferecer edições especiais do Mapa Conheça Brasília, Guia Conheça Brasília Gourmet e Guia Turístico Conheça Brasília, todos com distribuição gratuita e em português, inglês e espanhol, além do site www.conhecabrasília.com.br. H: Na sua opinião, vai valer a pena ficar em Brasília na Copa ou é melhor sair da cidade nos dias de jogo? FZ: Brasília atrairá ainda mais atenção nessa época e será uma experiência muito prazerosa e interessante presenciar esse momento histórico na capital. Acho que, quem puder, não deve perder a oportunidade de participar desse grande e espetacular evento mundial. H: O que você acha que vai atrair mais os turistas para cá? FZ: A capital brasileira tem grande potencial para atrair visitantes nacionais e internacionais, especialmente por possuir arquitetura única no mundo, praticamente uma obra de arte a céu aberto. Brasília é considerada um Patrimônio Cultural da Humanidade e isso chama a atenção de quem vem de fora. Mas eu também apostaria nas inúmeras opções de lazer da cidade:  H: Quais restaurantes você indica para as pessoas que querem aproveitar a gastronomia brasiliense durante a Copa? FZ: Dudu Camargo Bar e Restaurante (303 Sul), Santa Pizza (207 Sul) e Universal Dinner (210 Sul). H: E quais bares animados para assistir aos jogos estão na sua lista? FZ: Outback (no ParkShopping ou no Iguatemi), Carpe Diem (104 Sul), Bsb Grill (na 413 Sul ou na 304 Norte) e o Bier Fass (Pontão do Lago Sul).

rias da cidade. Rev�st�

79


Dicas do leitor

Qual seu restaurante, drink, música e livro favoritos? E lugar – em Brasília e fora daqui? Cinco clientes HELIO elegeram seus preferidos. Confira! BERNADETE FIDELIS professora de filosofia

FERNANDO NAKAMURA médico cirurgião plástico

SUZANA VIEGAS advogada 

Livro: A viúva Clicquot Filme: O discurso do rei Música: qualquer uma que me faça dançar, em especial Madonna. Para relaxar, Dario Marianelli Destino: Nova Iorque Restaurante: New Koto Bebida: suco de tomate Lugar preferido em Brasília: minha casa e o Brasília Palace Hotel, por sua história e arquitetura espetacular.

Livro: Steve Jobs Filme: Quase Deuses (Something The Lord Made) Música: Hotel Califórnia  Destino: Kyoto, Japão  Restaurante: Trattoria da Rosario Bebida: vinho tinto Lugar preferido em Brasília: Jardim Botânico 

Livro: Crime e Castigo (Dostoievski) Filme: Em Nome de Deus (vida de Abelardo e Heloisa) Música: Super Homem (...e todas de Gilberto Gil) Destino: Grécia Restaurante: Haná Bebida: cerveja escura Lugar preferido em Brasília: onde família e amigos estiverem

ROGÉRIO ZAMBONATO cirurgião dentista

Livro: Pai Rico Pai Pobre Filme: O lobo de Wall Street Música: Música Popular Brasileira Destino: São Miguel dos Milagres, no Maranhão Restaurante: Taypá Bebida: vinho tinto Lugar preferido em Brasília: parque da península do Lago Sul

PATRÍCIA SALERNO administradora de empresas

Livro: “Uma burca por Amor” e “Agassi – Autobiografia”  Filme: À procura da felicidade  Música: Don’t Stop Believin’ Destino: Maui (Havaí), melhor praia que conheci Restaurante: Taypá Bebida: sucos de frutas naturais  Lugar preferido em Brasília: Pontão Rev�st�

81


Fotografia

Cliques incríveis A

arte de colocar na mesma linha de mira a cabeça, o olho e o coração, como já sintetizou Henri Cartier Bresson. Ou, como definiu Peter Urmenyl, a poesia da imobilidade, quando os instantes deixam-se ver como são. Sebastião Salgado já dizia que suas fotografias eram um vetor entre o que acontece no mundo e as pessoas que não têm como presenciar o que acontece. E essa máxima está bem viva aqui. Captadas por fotógrafos que moram em Brasília mas viajam o mundo atrás da eternização de momentos, estas seis imagens são a prova maior de que todas estas definições fazem muito, muito sentido. Fotos dos quatro cantos do planeta pra gente perder o fôlego, começar sonhos e acalmar o coração. Porque, como Jefferson Luiz Maleski sabiamente concluiu, o escritor e o fotógrafo utilizam as mesmas ferramentas, mas enquanto um descreve uma imagem com mil palavras, o outro descreve mil palavras com uma imagem.

KAZUO OKUBO Nascido em Brasília, Kazuo Okubo começou sua carreira como fotógrafo em 1989 e a partir de 2004 passou a ampliar sua produção com obras autorais e retratos do nu. Em novembro de 2009, inaugurou a primeira galeria de fotografia de arte em Brasília, com acervo permanente de fotógrafos de renome local e nacional. A Casa da Luz Vermelha, uma alusão às câmaras escuras onde são revelados os filmes fotográficos, tem um acervo com trabalhos de 36 fotógrafos. Em agosto de 2013, o espaço participou do SP-Arte/ Foto em São Paulo – a maior exposição de galerias de fotografia da América Latina. Kazuo Okubo 82 Rev�st�

Série: Paisagem Formal Local: Praga, República Tcheca Ano: 2008


pelo mundo

Rev�st�

83


Fotografia

JOÃO PAULO BARBOSA

Kazuo Okubo

Série: Paisagem Formal Local: Amsterdã, Holanda Ano: 2008

Formado em História pela Universidade de Brasília, o brasiliense João Paulo Barbosa tem hoje no currículo um prêmio da National Geographic e 48 exposições em 11 países, como Angola, Coréia do Sul, Estados Unidos, Timor Leste, índia, Espanha, Equador e Indonésia. Fotografou a Amazônia para o Smithsonian Institution/National Geographic, publicou sete livros como Ecos de la Mitad del Mundo (Ed. Odebrecht) e A Visual Journey (Itamaraty), além de dezenas de reportagens sobre os 33 países que visitou. Participa de várias coleções, dentre elas a do Museu Nacional do Índio Americano, em Washington DC. João Paulo Barbosa Título: Janela da Caverna Local: Ulleung Do, Coreia do Sul Ano: 2012

84 Rev�st�


João Paulo Barbosa

Título: Rio de Monges Local: McLeod Ganj, Himalaia, Índia Ano: 2008

*Premiada em concurso da National Geographic de 2012

Rev�st�

85


Fotografia

Jorge Diehl

JORGE DIEHL Jornalista de formação e fotógrafo há mais de 20 anos, Jorge Diehl detém mais de 50 prêmios em concursos e salões fotográficos nacionais e internacionais. Seu trabalho já foi publicado em importantes revistas de fotografia, como Photo Magazine, Fotografe Melhor e Photo (francesa). Realiza trabalho de fotografia documental sobre as manifestações culturais e populares da região Centro-Oeste do Brasil. Tem fotos no acervo da galeria de arte A Casa da Luz Vermelha e é integrante do Candango Fotoclube de Brasília.

86 Rev�st�

Título: Árvore de Pedra Local: Deserto Siloli, Bolívia Ano: 2008

OLIVIER BOËLS Cofundador do coletivo Etnofoco, Olivier Boëls é detentor de um prestigiado prêmio internacional, o World Press Photo 2000. Também foi finalista do prêmio Smithsonian 2011 e 2013, nos Estados Unidos, e do prêmio Memorial Maria Luisa 2011, na Espanha. No Brasil, ganhou o 1° Foto Arte 2004, na categoria Política e Social, e o Pierre Verger 2002, com a antropóloga Lena Tosta. Participou de 33 exposições em países como França, Canadá, Índia e Coréia do Sul, além de ser representado pela galeria Zone Zero, no México, e pela galeria A Casa da Luz Vermelha, em Brasília.  


Olivier Boëls

Título: Rapa Nui Local: Ilha de Páscoa, Chile Ano: 2007 Todas estas fotos estão à venda na Casa da Luz Vermelha, galeria de fotografia de arte localizada na Asbac (Setor de Clubes Sul). Para saber mais, entre em contato pelo telefone (61) 3878-9111

Rev�st�

87


Cuidado! Secador ligado C

abeleireiros são quase terapeutas. Não é verdade? A gente acaba o namoro, corta o cabelo. Muda de emprego, corta o cabelo. Emagrece, corta o cabelo. Engorda, pinta o cabelo. Afinal cabelo comprido emagrece. E quando chegamos ao salão, é pra contar a novidade pro cabeleireiro incrível que escolhemos pra fazer parte das nossas mudanças mais importantes. Acontece que, obviamente, não somos as únicas clientes do dia do nosso querido terapeuta, ops... hair stylist. Ele tem que cortar o nosso cabelo no tempo certo e passar para a próxima problemática ou felizarda do dia. Chegou uma cliente cativa querendo uma mudança radical. Entrou no salão quietinha. Demorou para começar a falar, estava se tornando um enigma. Sentou na cadeira com um sorriso no rosto. Tinha o cabelo na cintura e então proferiu a frase que entregou: quero cortar curtinho e platinar. Estava na cara que era ou uma felizarda ou uma pobre coitada de marca maior. Mais hora, menos hora ela ia soltar o verbo. Era só esperar. Cortou o cabelo em silêncio. Pintou em silêncio. Foi só quando meu amigo cabeleireiro ligou o secador para finalizar que ela teve coragem de começar a falar. Abriu um sorriso lindo. Falou horas a fio. E com o secador ligado o terapeuta-cabeleireiro não ouvia nada. Acontece que ele desenvolveu uma técnica: a técnica-para-interação-com-clientes-queprecisam-falar-enquanto-ele-seca-seus-cabelos.  Funciona da seguinte maneira: ele desiste de tentar entender o que elas estão falando, em prol da pontualidade da sua agenda, e responde coisas 88 Rev�st�

por Ana Paula Grand�

Humor de salão

genéricas a partir da expressão facial da sua cliente. Se ela está sorrindo, ela está falando de uma conquista incrível. Se ela está com a cara fechada, obviamente é o contrário. E a técnica funciona. Ou funcionou sempre até este dia. Até que ele encontrou esta cliente. Ela falou durante todo o tempo em que o secador estava ligado com um sorriso feliz no rosto. Quando o secador foi desligado, veio a pergunta fatídica: E então, o que você acha? Meu amigo confiante respondeu: Acho ótimo. Ela retrucou um pouco mais séria: Acha ótimo? Ele prosseguiu com menos certeza: É. Acho bom para você. Ela se levantou irada, vestindo capa protetora e chinelinhos de E.V.A., com bochechas vermelhas, possuída, certamente num surto histérico, virou o carrinho de escovas no chão e gritou: Eu descubro que meu marido engravidou minha melhor amiga na festa de despedida de solteiro e você acha ótimo? Acha bom pra mim? Nunca mais eu volto no seu salão. Nunca mais eu quero te ver. Sabe o que eu vou fazer? Eu vou passar o seu telefone para ele. Ou para ela (...) e nunca mais parou de falar até entrar no seu carro trazido pelo manobrista na rua ainda vestindo a capa protetora e o chinelinho de E.V.A. Ana Paula Grande é comunicóloga, produtora de cinema e atriz em São Paulo. anapaulagrande@gmail.com


Parabén�, Brasília! 54 ano� em 54 foto� �ensacionai� + Histórias e inspirações para noivas + Conheça os cortes mais pedidos + O resort de praia mais exclusivo do Brasil

Ano 2 | número 2 | abril de 2014

Revista H.  
Advertisement