Page 1

Habitação social vertical Ante-projeto


TIPOLOGIAS + FLEXIBILIDADE

MEMORIAL JUSTIFICATIVO

As tipologias foram pensadas de forma a uniformizar as medidas usadas no seu perímetro e diferencia-las internamente, seguindo essa premissa foi feito apartamentos com 2 variações de área, uma com aproximadamente 70 m² e outro com 50 m². A variação de 70 m² há 4 tipologias diferentes e na variação de 50m² duas, essas tipologias já incluem as que são acessíveis. As tipologias acessíveis são no total de 30 e ocupam o térreo e o primeiro pavimento e em comparação as outras são 24% do total. As tipologias do 1ºao 6° pavimento são as mesmas quando se olha a sua disposição nos dois blocos, a diferença se dá no terreo onde há 6 apartamentos no bloco A e no bloco B não há apartamentos no terreo - As tipologias 1

4

2

O concepção do projeto tem como premissas principais a locação de habitações sociais de forma vertical em áreas centrais não edificadas. Podese perceber que as habitações sociais que são construídas hoje em dia, tem em sua maioria uma localização desfavorável em relação a cidade, ficando na periferia e em muitas vezes não se tem infra estrutura necessária para abrigar tantas famílias, falta de lazer, cultura a recursos extremamente necessários como hospitais, escolas e transporte público. A especulação que se tem na construção das habitações sociais também influenciam para que essas habitações sejam colocadas em localização desfavorável, custando ao dinheiro público muito mais para poder levar recursos a área. Além de todos esses fatores ainda se tem a má qualidade do espaço interno das habitações que colocam as famílias em condições precárias de moradia, com espaços reduzidos sem mobilidade e qualidade de materiais.

5

DESENVOLVIMENTO DO PROJETO Primeiramente pensamos em fazer um bloco único de apartamentos, ramificando-se, como no croqui ao lado, isso traria melhor comodidade para as pessoas transitarem entre as habitações, a entrada de pedestre seria feita na Rua Antônio Marciano de Ávila, e a entrada de carros também. O uso que escolhemos estaria no térreo, para a Av. João Naves. Prevemos uma proteção solar nas fachadas nordeste e noroeste, pois são as que mais sofrem com a insolação. No local do estacionamento também haveria uma caixa de escadas, assim, o morador não precisaria ir na portaria de pedestres para acessar o edifício. No entanto, tivemos uma grande dificuldade em dispor os apartamentos nesse modo enfileirado, pois algum cômodo, no mínimo um, ficaria sem aberturas. Assim, procuramos desenvolver o projeto a fim de dar maior flexibilidade nas plantas. Acima, pensamo em deslocar alguns apartamentos para permitir que os cômodos todos fossem bem ventilados, possuindo aberturas, porém havia uma grande dificuldade de organizá-los de modo que sobrava um espaço desnecessária entre as frentes dos apartamentos, formando lugares que não teriam uso.

Desse modo, pensamos em deslocar os apartamentos, formando vários blocos, ao invés de somente um ou dois maiores, desse modo seria mais fácil de prever circulações, acessos e plantas flexíveis.

Por fim, foi decidido fazer tipologias diferentes de plantas, cada bloco do conjunto com uma tipologia, sendo as do térreo acessíveis. No croqui ao lado percebe-se como pensamos a disposição desses blocos inserido no terreno.

O acesso para estacionamento, agora, mudamos para a Av. João Naves, também acrescentamos uma entrada de pedestre nessa avenida para os moradores e outro para a entrada de serviços. No meio aos dois blocos, colocamos equipamentos de lazer, tais quais: playground, churrasqueira, horta e também propomos para o espaço ao lado do estacionamento um salão de festas.

3

6

Mesa de jantar

Guarda Roupa/ Estocagem

A mesa de jantar funciona de forma a servir como balcão para a cozinha e também como mesa de jantar, os bancos da mesa ficam na parte inferior da mesa quando não estão sendo usados, possibilitando assim um mrior aproveitamento do espaço.

A estocagem funciona no projeto como delimitador de espaços, a fim de uma economia de material e para facilitar a modulação do apartamento.

Portas retrateis de ecoplaca

Divisões de espaços da lavanderia

A aplicação dela possibilita mudanças no layout assim proporciona mais flexibilidade ao ambiente, variando sua utlização de acordo com as necessidades do morador (vide Prancha Tipologias)

Pode ter varal de roupas embutido e também funcionar como porta da lavanderia quando não está em uso. Essa divisão também serve com estocagem para a lavanderia.

As tipologias nos Blocos

1 2 3 4 5

O PROJETO

6

FORMAÇÃO DOS BLOCOS DE APARTAMENTOS O projeto do conjunto habitacional é formado por 2 blocos que tem em cada um deles 3 núcleos de habitações com 4 habitações em cada andar por núcleo. A disposição das habitações se dá pelo núcleo de ventilação quadrado que atende em cada um dos seus lados uma tipologia formando um núcleo habitacional que se junta a outros três formando um bloco. A separação entre os núcleos habitacionais se dá ora por corredores de transição ora abriga espaços de convívio e as escadas.

NÚCLEO DE VENTILAÇÃO

1 + 4 = 1 núcleo de ventilação

Habitações

núcleo de habitação

As combinações de tipologias a fim de formar um bloco levaram a soluções que não eram adequadas quanto à ventilação dos ambientes já que em alguns casos alguns cômodos ficavam sem aberturas que propiciariam a ventilação necessária para o local, quando geminando os apartamentos para conseguir uma densidade maior. Foi visto como solução a criação de um núcleo de ventilação que seria útil para a ventilação de locais sem uma conexão direta (cozinha, lavanderia e banheiro), visando assim manter a privacidade dos moradores.

3 = 1

núcleos de habitação

2 =

perspectiva Conjunto de habitações verticais

Blocos

corte Núcleos de ventilação Ateliê de Projeto Integrado | Professores: Sandro Canavezzi, Simone Villa e Rita Saramago | Alunas: Alessandra e Luanny |09/2013 | 01/17


VEDAÇÕES EXTERNAS

MEMORIAL JUSTIFICATIVO

A vedação externa usada foi composta por dois tipos diferentes dispostos de três maneiras diferentes. A disposição dessas vedações externas foram feitas de forma a aliar a proteção solar das habitações com a privacidade necessária para cada habitação. As maneiras de disposição são a de faixas horizontais dispostas de forma se ter um guarda corpo, esse mesmo guarda corpo associado a placas de formicas de madeira deslizantes e a ultima é uma extensão de guarda corpo de forma a vedar todo o pé direito. Ainda vale lembrar que além de essas vedações que favorecerem a climatização do ambiente o recuo que forma a circulação horizontal em cada pavimento também ajuda nesse quesito.

EQUIPAMENTOS COLETIVOS + ÁREAS COMPLEMENTARES Para as áreas de lazer foram escolhidas duas áreas de lazer para crianças, uma com playground de areia e um de grama, já que na APO feita foi vista uma intensa reclamação de áreas de lazer para crianças que não atendiam as necessidades do conjunto habitacional, assim foram criados esses dois locais para atender essa necessidade. Também foi criado um salão de festas para atender as edificações, tipo de área de lazer que foi bastante solicitado nas entrevistas de APO, localiza no térreo do bloco b e é composto por deposito, banheiro feminino e masculino e uma cozinha. Para a privacidade de quem usa o salão foi colocada vedações, mas sem deixar de ser ventilado e iluminado colocando janelas grandes. Outra área de lazer, adjacente ao salão de férias é um salão de jogos com área de descanso e convívio, escolhida já que durante as pesquisas feitas observou-se que em habitações de interesse social há uma carência de equipamentos de lazer.

Vedação 1 - totalmente fechada A vedação acima é a que prolonga o guarda corpo, ela foi usada em áreas de maior insolação como norte e oeste e em áreas que requeriam maior nível de privacidade

Vedação 2 - Parcialmente fechada (painéis móveis) A vedação acima é a que associa o guarda corpo com as placas móveis elas foram colocadas em locais de insolação média e também em locais que necessitavam de um nível médio de privacidade.

Vedação 3 - Aberto ( apenas guarda-corpo) A vedação acima é basicamente o guarda-corpo ela foi usado em todas as outras fachadas que apenas necessitavam de proteção física.

Outra áreas coletiva é a horta, que foi proposta como forma de manter mesmo que em pequena parte a população do conjunto habitacional e também como forma de integração entre os moradores. Há ainda mais uma área de equipamento coletivo que é caracterizada pela presença de mesas em área aberta com churrasqueiras. Esse espaço foi uma das alternativas encontradas para suprir a necessidade que os moradores desse tipo de habitação para com equipamentos de lazer. Vedação 1 - totalmente fechada

Identificação dos equipamentos coletivos + áreas complementares

Vedação 2 - Parcialmente fechada (painéis móveis) Playground de areia

Vedação 3 - Aberto ( apenas guarda-corpo)

Playground de grama Horta Área de churrasqueiras Estacionamento Bicicletário Salão de festas Salão de jogos

BLOCO B

Os acessos internos do bloco são feitos por corredores entre as os núcleos de habitações. Circulação horizontal

ACESSOS

Circulação vertical

Ponto para renovação de passe de ônibus Área para serviços como emissão de identidade, carteira de trabalho e certidão de nascimento

ESCOLHA DOS SERVIÇOS Para os serviços escolhidos foram feitas análises do entorno do lote, é foi visto que o entorno tem bastante opções de serviços e comércios, em função disso foi escolhido tipos de serviços essenciais como um posto de renovação de passe de ônibus, que se faz importante já que normalmente em habitação social o meio de transporte mais utilizado é o ônibus e também pela localização favorecida pelos transporte público.

Os acessos principais são feitos por dois níveis, no térreo do bloco A pela Av. João Naves de Ávila e no 1º pavimento do Bloco B pela Rua Antônio Marciano Ávila, nesse segundo acesso se faz uso da topografia que se tem fora das delimitações do lote é apropriado para o acesso ao bloco. Acesso de pedestres no primeiro pavimento do bloco B. (apenas moradores)

Acesso e saída de carros

Acesso restrito de pedestres (moradores e não moradores)

vista

EDIFÍCIO

Área para emissão de carteiras dde motorista e serviços da DETRAN

Rua Antônio M

la

arciano de Ávi

Av. João Naves

Lanchonete

Ateliê de Projeto Integrado | Professores: Sandro Canavezzi, Simone Villa e Rita Saramago | Alunas: Alessandra e Luanny |09/2013 | 02/17


MEMORIAL DESCRITIVO lOCALIZAÇÃO A proposta do projeto que realizamos consiste em uma habitação social vertical. O terreno escolhido está localizado na Avenida João Naves de Ávila, ao lado do Bretas, bairro Santa Mônica, na cidade de Uberlândia. Totalizando em uma área de 5.000m², em um local próximo de escola pública, EMEI (Escola municipal de educação infantil), UAI (Unidade de a t e n d i m e n t o i n t e g r a d o ) , c o r r e i o s, supermercado com lojas, praça, hospital particular e um corredor de linha de ônibus.

ÁREA DE LAZER Ao realizar a APO foi observado que a maioria dos habitantes gostariam de ter um local para receber visitar e fazer festas, por isso foi proposto no projeto um salão de festas, uma sala de jogos, assim como uma área de churrasqueira, uma horta para os moradores e dois playgrounds, sendo um de area e um de gramado.

DIVISÓRIAS INTERNAS A placa hipermeabilizada e usada para o fechamento externo móvel se adaptando a necessidade do morador.

ESTACIONAMENTO Foram colocadas 40 vagas, que corresponde a 30% da quantidade de apartamentos (126 apartamentos).

Figura 1 - Localização do terreno

ACESSOS Há um acesso para a entrada e outro para a saída de carros, localizada na Avenida João Naves. Para a entrada de pedestre é feita duas entradas, uma na Av. João Naves, que serve tanto para atender aos serviços como também para as residências, e a outra na Rua Antônio Marciano de Ávila.

Figura 10 - Espaço interno descoberto

ESPAÇO INTERNO DESCOBERTO Para o dimensionamento desse espaço interno que será descoberto e será fechado em 4 partes foi observado a Seção IV Art. 48 1º do código de obras de Uberlândia, que diz que a área desse espaço é feita a partir da formula H/4, onde H é a altura do edifício dá área da abertura mais baixa até a cobertura, que é 17 metros aproximadamente. Com a formula foi conseguido um diâmetro de 4,2 metros que deve ser inscrito na abertura. Para fins de maior ventilação é adequação a modulação da edificação foi feito um quadrado de 4,8 metros por 4,8 metros.

TORRES O projeto é constituído de 2 torres de edifício (nomeados A e B). Figura 3 - Acessos

QUADRO DE ÁREAS Segue abaixo o quadro de áreas totais do projeto.

Figura 11 - Espaço interno descoberto

Figura 2 - Blocos A e B

A torre residencial/de serviços A (térreo) possui: - Um serviço no térreo (4 salas de atendimento) - 3 apartamentos adequados para deficientes físicos (2 dormitórios, sendo um flexível; 1 sala; 1 cozinha; 1 lavanderia e 1 banheiro) - 3 apartamentos adequados para deficientes físicos (1 dormitório, 1 sala, 1 cozinha, 1 lavanderia e 1 banheiro) A torre residencial A (1º pavimento) possui: -4 apartamentos adequados para deficientes físicos (2 dormitórios, sendo um flexível; 1 sala; 1 cozinha; 1 lavanderia e 1 banheiro) -4 apartamentos adequados para deficientes físicos (2 dormitório, sendo um flexível; 1 sala; 1 cozinha; 1 lavanderia e 2 banheiros) -4 apartamentos adequados para deficientes físicos (1 dormitório, 1 sala, 1 cozinha, 1 lavanderia e 1 banheiro) A torre residencial A (2º ao 6º pavimento) possui: -4 apartamentos (3 dormitórios, sendo dois flexíveis; 1 sala; 1 cozinha; 1 lavanderia e 2 banheiros) -4 apartamentos (3 dormitórios, 1 sala, 1 cozinha, 1 lavanderia e 1 banheiro) -4 apartamentos (2 dormitórios, sendo um flexível; 1 sala; 1 cozinha; 1 lavanderia e 1 banheiro)

SISTEMA CONSTRUTIVO E MATERIAIS - Sistema de construção mista: foi utilizado pilares metálicos associados à concreto armado. A laje nervurada de concreto. -Vedação: placa cimentícia. - Perfis metálicos das placas: steel framing. - A telha usada para a cobertura foi a de fibrocimento.

ELEVADOR Elevador Otis Gen2Switch: é sustentável pois a energia gerada retorna diretamente para a bateria, pronta para ser usada novamente.

laje em concreto

placas no sistema steel framing

Figura 12 - Modo de funcionamento

Pilar de aço

Figura 4 - Estrutura

Figura 13 - Estrutura do elevador

Figura 5 - Telha de fibrocimento

- O guarda-corpo, assim como a placa vazada acima dela é de metal pintado de branco. - Os painéis de vedação de insolação são de madeira fórmica. - No jardim terraço existente em cima da guarita da R. Antônio Marciano de Ávila deve existir um impermeabilizante.

A torre de residencial/lazer B (térreo) possui: -Salão de festas -Área de jogos e descanso A torre residencial B (1º pavimento) possui: -4 apartamentos adequados para deficientes físicos (1 dormitório, 1 sala, 1 cozinha, 1 lavanderia e 1 banheiro) -4 apartamentos adequados para deficientes físicos (1 dormitório, 1 sala, 1 cozinha, 1 lavanderia e 1 banheiro) -4 apartamentos adequados para deficientes físicos (1 dormitório, 1 sala, 1 cozinha, 1 lavanderia e 1 banheiro)

DEPÓSITO DE LIXO No conjunto habitacional há dois depósitos de lixo, cada um localizado em uma entrada dos edifícios, isso foi feito para que cada bloco tenha um depósito de lixo próprio e não seja necessário que o morador atravesse o lote para jogar o lixo fora.

A torre residencial B (2º ao 6º pavimento) possui: -4 apartamentos (2 dormitórios, sendo um flexível; 1 sala; 1 cozinha; 1 lavanderia e 1 banheiro) -4 apartamentos (3 dormitórios, 1 sala, 1 cozinha, 1 lavanderia e 1 banheiro) -4 apartamentos (3 dormitórios, sendo dois flexíveis; 1 sala; 1 cozinha; 1 lavanderia e 2 banheiros)

SERVIÇOS A escolha para o uso de serviços foi uma espécie de UAI para retirada de documentos. Foi proposto uma sala para retirada de certidão de nascimento, uma sala de retirada de documento de identidade, um atendimento para colocar passe de ônibus e uma lanchonete.

Figura 14 - Depósitos de lixo Figura 6 - Guarda-corpo de metal branco

Figura 7 - Madeira fórmica de cor clara

Figura 8 - Impermeabilizante betume

ESQUADRIAS A maioria das esquadrias utilizadas são comum, com exceção da janela das residências, que é do tipo sanfonada, para proporcionar maior ventilação e entrada de raios solares.

PLACA SOLAR Para economia de água quente no edifício, foram colocadas placas solares, todas viradas para o norte, melhor orientação, uma vez que durante o dia e o ano é a fachada que recebe maior insolação. Figura 9 - Placa solar

Figura 15 - Porta sanfonada

Ateliê de Projeto Integrado | Professores: Sandro Canavezzi, Simone Villa e Rita Saramago | Alunas: Alessandra e Luanny |09/2013 | 03/17


Fachada noroeste

65.20 4.09

7.82

38.03

11.59

3.44

2.98

2.00

3.00

Lixo X X X

10.20

898

X

ESTACIONAMENTO

X

17.37

X X

X

X

X X

X

ENTRADA PARA PEDESTRES

X

X

X

X

X

X

X

X

X

X

X

X

X

X

X

X

X

X

X

X

X

2.84

X

X

X

X

X

2.08

X

X

X

X

X

X

X

X

BLOCO B

X

8.69 X

32.52 CHURRASQUEIRA

13.09

Fachada sudoeste

Fachada nordeste

897

HORTA

PLAYGROUND

77.10

78.10

8.37 PLAYGROUND DE AREIA

33.82 896

BLOCO A

21.71

N

4.36 Lixo

9.05 2.51

2.51

ENTRADA PARA PEDESTRES

GARAGEM

ENTRADA GARAGEM

3.91

65.20

4.10

53.16

7.93 65.10

3.91

4.99 4.99

894

Uso Residencial Lazer

Fachada sudeste

Estacionamento


DET. 1 Parafuso

Fachada noroeste

0.03

0.22

Detalhe do perfil Esc. 1/10

0.03

0.30 65.20

Detalhe do pilar Esc. 1/10

Calha

ESTACIONAMENTO

10.20

i=9% Calha

Revestimento

Calha

0.05

ENTRADA PARA PEDESTRES

Telha de fibrocimento ondulada

Laje nervurada

0.30

Calha

BLOCO B i=9%

1,0x1,0

7.16

0.05

i=9%

Revestimento

Calha

Escada para acesso

i=9% Calha

Detalhe da laje Esc. 1/20

Calha

3.90

i=9%

Calha

7.50

i=9%

5.51

i=9%

i=1%

Calha

Calha

Janela sanfonada

1.00 7.20

i=9%

com pintura branca

i=9% CHURRASQUEIRA

Calha

0.20 Calha

0.10 i=9%

0.10

0.10

0.10 i=9%

0.20 Calha

Calha

Fachada nordeste

0.96

PLAYGROUND

i=9%

Fachada sudoeste

78.10

i=9% Calha

Calha

i=9%

Detalhe da janela sanfonada Esc. 1/20 Detalhe do guarda-corpo Esc. 1/20

i=9%

PLAYGROUND DE AREIA

Calha

Calha

3.90

i=9% Calha

i=9%

Calha

Calha

5.51

1.48

Calha

i=1%

i=9%

i=9%

0.94

Calha

i=9% Calha

Calha

i=9%

BLOCO A i=9%

i=9% Calha

0.47

i=9%

1.47

1.00 N

3.50

GARAGEM

ENTRADA PARA PEDESTRES

Fachada sudeste Planta de cobertura Esc. 1/200

ENTRADA GARAGEM


57.50

14.10

21.60

13.00

7.50

1.30

4.80

4.80

DET. 1

2.40

2.40

4.80

7.40

4.80

2.20

2.40

2.40

38.60

38.60

9.80

9.80

2.40

4.80

2.40

N 4.80

4.80

9.90

10.90

2.50

4.40

9.90

57.50

9.90

1.00

4.50

4.50


57.50

8.50

1.80

9.90

21.90

4.50

10.90

4.80 6.10

1.30 DET. 2 J5

J5

2.40

7.20

4.91

P3

P3

4.80

38.60

38.60

11.89 3.70

P1

J6

J2

J2

J6

9.60

4.80 J6

J2

J2

J6

J6

J6

P1

J6

8.50 7.20

J6

N

J6

7.50

1.00

8.80

4.50

20.30

57.50

Bloco B

4.50

10.90


57.50

4.60

12.10

19.10

1.20

3.30

1.20

7.19

1.31

6.20

1.30

3.58

7.20

1.30

4.80

7.19

1.31

7.20

5.90

37.38 38.60

2.40

9.80

7.20

3.50

1.30

1.30

5.90

3.50

N 1.30

1.30

1.30

8.60

26.40

12.20

57.50

4.50

4.50


61.70

4.50

4.50

12.20

40.50

7.20

J4

P2

4.90 J3

P1

9.70

16.80

38.60

2.40

33.80

4.80

9.80

4.80

7.20

4.80

7.50

1.30

7.20

1.30

3.20

1.30

19.00

61.70

Bloco B - tipologias 1, 2 e 3

12.20

4.50

4.20

N


57.50

4.50

12.20

19.00

4.50

9.80

7.50

1.30

4.80

12.00

9.80

4.80

38.60

2.40

38.60 1.10

16.80

0.11

4.80

7.20

N

1.30

1.30

24.00

2.40

9.30

57.50

Bloco A - tipologias 5, 4 e 6

14.70

1.30

1.30


57.50

5.80

7.20

7.50

0.70

8.60

6.90

9.60

1.30

9.90

4.80

7.20

4.80

9.80

16.80

1.10 38.60

38.60

2.40

9.60

9.80

7.20

4.80

7.50

9.80

4.50

19.00

57.50

Bloco B - tipologias 5, 4 e 6

12.20

4.50

N


9.60 0.11

1.09

0.79

0.50 0.110.40

1.00

3.28

2.32

9.60 3.68

0.11 0.41

J1

J2

1.08

2.93

7.20

2.99

DET. 1

0.11

3.39

0.11

J2

1.40

2.30

0.11

0.11

Lavanderia

0.79

Lavanderia J1

0.11

1.81

P2

Banheiro 2 Banheiro 1

0.89

J2

2.11

Cozinha Banheiro

PA 1

3.37

J1

J1

2.31

3.90

P2

1.79

P4 P2

7.20

7.20 PA 1

3.31 7.20

7.20

7.20

7.20

Lavanderia

Sala 1.42

P4

Cozinha

4.90

0.99

P4

Sala

3.69

J1

1.00

J1

1.00

P2

3.30

J1

Sala Sala Lavandeira Cozinha Banheiro 1 Banheiro 2 Apartamento

J1

0.11

P4

Banheiro

1.97

Cozinha Sala Lavandeira Cozinha Banheiro Apartamento

1.30 J2

J1 P4

0.11

2.49

3.18

0.11

3.60

J1 P4

0.11

9.60

1.31

1.00

1.40

0.11

0.98

1.11

2.38

0.80

0.400.11

3.60

9.60

Tipologia 1

0.99 7.20

Tipologia 2 Tipologia 3

9.60 1.20

0.79

0.61

3.00

1.68

2.32

9.60 3.65

2.96

1.69

1.30

ESQUADRIAS Tipo Largura Altura P1 0,8m 2,1m P2 1,0m 2,1m P3 1,8m 2,1m P4 0,9m 2,1m J1 1,0m 1,15m J2 0,8m 0,4m J3 2,5m 1,0m J4 1,5m 1,0m J5 2,0m 1,0m J6 2,3m 2,0m PA 1 1,0m 2,8m

J1

J2

0.41 1.30

J2

Lavanderia

1.30

J1

Lavanderia P2

1.00

Banheiro 2 Cozinha

Banheiro 1

0.40 3.48

1.49

Sala

J1

2.10

PA 1

2.17 PA 1 P2

7.20

7.20

7.20

7.20

Cozinha P4

1.14

P4

4.41

Sala

3.80

3.72

J1

J1

P2

J1

Sala Lavandeira Cozinha Banheiro 1 Banheiro 2 Apartamento

Banheiro

2.08

J2

J1

P4 P4

3.70 Tipologia 1

0.87

1.20

3.82

Sala Lavandeira Cozinha Banheiro Apartamento

1.20

1.31

1.00

1.51

0.98

1.00 9.60

9.60 Tipologia 2

3.80

Sala Lavandeira Cozinha Banheiro Apartamento

Peitoril 1,0m 1,7m 1,0m 1,0m 1,2m 0,5m -

1.20

1.00

0.41


9.60 9.60 1.19

1.30

0.40

1.00

0.41

3.60 2.72

2.47

7.20

2.73

1.86

1.41

3.39

0.11

1.31

2.50

0.11 0.52 1.00

J1

1.21

0.62

Banheiro

1.31

P2

0.79

J2

J2 P2

0.80

Banheiro 2

J2

Lavanderia

J1

J2

Banheiro

Cozinha 3.59

P2

1.40

1.00

J1

P2

P2

1.08

1.20

Banheiro 1

1.83

Lavanderia

0.11 0.31 1.39 1.00

J1 P1 P1

7.20

7.20

7.20

2.19 7.20

2.40

7.20

7.20

P1

Sala

P4

1.20

J1

P1

Cozinha

1.58

P1 PA 1

Cozinha Sala

1.00

3.60

J1

Sala

J1

1.00

4.06

PA 1 J1

2.50

Lavanderia

1.30 Sala Lavandeira Cozinha Banheiro 1 Banheiro 2 Apartamento

1.30 P1

J1 P4

2.49

1.29

0.80

3.51

1.00

Sala Lavandeira Cozinha Banheiro Apartamento

1.80

J1

J1

J1

P1

2.62

1.20

0.98

1.53

Sala Lavandeira Cozinha Banheiro Apartamento

P4

0.89

0.80

1.00

2.48

0.58

1.12

0.99

1.20

1.00

0.41

7.20

0.51

9.60

Tipologia 6

Tipologia 5

9.60 Tipologia 4

9.60 2.60

1.70

1.99

0.84

1.25

1.22 9.60

J1

3.60

1.31

P2

1.53

Lavanderia

0.42

0.89

2.50

1.35

Banheiro 2

J2

1.31

Banheiro

Cozinha 1.00

P2

Banheiro 1

0.97

3.39

0.91

J2 P2

7.20 1.53

4.47

J1

J2

J2

Banheiro

1.31

P2

J1

1.05

P2

3.86 1.64

Lavanderia 1.81

P1

P4

7.20

J1

2.08 7.20

0.76 7.20

2.31

P1

J1

7.20

7.20

7.20

P1

Sala

Cozinha

PA 1 PA 1

P1

Cozinha

4.70

Sala

P1

0.59 J1

3.48

J1

3.34

2.50

P1

J1

P2 P4

Sala Lavandeira Cozinha Banheiro 1 Banheiro 2 Apartamento

1.78

2.02

3.49

Sala

1.90

Lavanderia

Sala Lavandeira Cozinha Banheiro Apartamento

J1

J1 P1

2.49

J1

3.31

9.60

2.72

Tipologia 4

3.68

0.92

0.97

J1

P4

1.30

3.60

9.60 Tipologia 5

Sala Lavandeira Cozinha Banheiro Apartamento

0.99 7.20

Tipologia 6

1.20

1.00

0.41


19.20 0.66

0.70

0.71

0.40 1.14

2.80 2.09

com pintura branca

1.70

1.00 Laje nervurada + revestimento Forro de gesso

0.65 1.15 2.80

0.70

0.70

2.80 2.10

0.70

2.80 2.10

2.10 1.70

1.00 0.40 Pilar misto totalmente revestido:

0.70 1.80 3.20 2.10 1.00

Corte AB

0.40 0.70 3.20 2.10

0.70 1.80 2.80 2.10

2.80 1.00

0.65 1.15 2.80 1.00

Corte CD


Fachada sudoeste

corpo de metal branco

+ guarda corpo de metal branco

Fechamento 1: guarda corpo de metal branco

Fachada sudeste


Fachada nordeste

Fachada noroeste


Ateliê de projeto Integrado - Habitação Social Vertical Professores: Sandro Canavezzi, Simone Villa e Rita Saramago Conteudo Perspectivas

Alessandra e Luanny -----09/2013

17/17 01

Ante-projeto Habitação social vertical  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you