Issuu on Google+

Figurinos marcantes da hist贸ria do cinema


ModosNovembro exclusivo


Introdução Desde sua invenção em 1895, pelos irmãos Lumière, com a intenção de reproduzir fotografias com movimento até os dias de hoje, o cinema é parte integrante de nossas vidas. Capaz de mexer com emoções e sentimentos, podemos vê-lo como fonte constante de inspiração. Inspiração essa que vai desde mudar nossa visão de mundo até interferir na forma como nos vestimos. É por essas e outras inúmeras razões do porque o cinema ser tão fascinante, que nós, da equipe Modos, analisaremos nesta primeira edição importância dos figurinos cinematográficos. Tão essenciais quanto o roteiro, por exemplo, são os figurinos que dão vida e criam identidade ao personagem. Um figurino bem elaborado é capaz de marcar para sempre a cena de algum filme, deixando-a viva em nossas memórias geração após geração. É por acreditarmos que um figurino pode sim fazer toda a diferença, que neste almanaque ilustrado você verá um editorial temático inspirado em alguns dos figurinos mais marcantes do cinema. Jornal Modos.


O Pecado Mora ao Lado

O Pecado Mora ao Lado é uma comédia romântica de 1955 que conta a história de Richard Sherman que, após enviar a esposa para o interior durante o verão, conhece sua bela vizinha do andar de cima. Atentado a se tornar infiel por causa dela, a trama gira em torno de seus pesadelos e delírios sobre a sedução e infidelidade. 3


Você pode não conhecer o filme, mas com certeza já viu a cena da Marilyn Monroe no respiradouro do metrô, considerada um ícone da cinematografia mundial. 4


Desenvolvido pelo figurinista Willian Travilha, parceiro de Marilyn, o vestido branco frente-única e plissado consolidou a atriz como um símbolo sexual e virou moda, sendo usado até hoje por mulheres do mundo inteiro. Devido o grande sucesso, o figurino também é o mais caro da história do cinema; foi leiloado por mais de cinco milhões de dólares em 2011. É com esta referência que desenvolvemos o editorial com um vestido igualmente branco e frente-única.

Reproduzimos também a maquiagem típicas da década de 1950 que se tornou popular após Marilyn: delineador, sombra branca e batom vermelho

5


6


Uma Linda Mulher

7


Uma Linda Mulher, de 1990, é um filme sobre a prostituta Vivian Ward que conhece o magnata Edward Lewis em Hollywood Boulevard. Ele a contrata por uma semana para acompanhá-lo em seus compromissos sociais, mas a relação de patrão/empregada deles acaba se tornando em um relacionamento. 8


Este conto de fadas moderno foi produzido com figurinos feitos especialmente para ele por Marilyn Vance. A prova das singularidades deles Ê quando Vivian atinge o åpice da elegância, jamais imaginada uma semana atrås, usando um estonteante vestido vermelho.

9


Apesar do look marcante, se podemos definir apenas um neste filme, de Vivian como prostituta, ĂŠ com o vestido vermelho que ela passa definitivamente a ser uma socialite. E ĂŠ nele em que o editorial foi baseado, juntamente Ă s luvas brancas, o coque no cabelo, e a maquiagem composta pelo batom vermelho e sombra preta. 10


Grease

Passado no final da década de 1950, Grease é um musical dirigido por Randal Kleiser que conta a história de um jovem casal, Sandy e Danny, que se apaixonam nas férias de verão, mas se separam após Sandy voltar para a Austrália. Os planos de Sandy mudam e acaba se matriculando na mesma escola de Danny. 11


Influenciada pela rebeldia adolescente e a recente explosão do rock ‘n’ roll, a época ficou marcada pelo colorido, saias rodadas e roupas de couro. Foi pensando nisso que o figurinista Albert Wolsky soube reproduzir fielmente os looks da época, além de caracterizar o filme de forma jovial e alegre, a fim de acompanhar a narrativa. 12


Em questão de figurino, a parte de Grease que mais impacta é a transformação da personagem Sandy, meiga e comportada, para uma “Pink Girl”. Isso se deu ao visual, agora sexy, composto por calça justa preta, blusa com decote canoa, tamancos coloridos, brincos de argola, batom vermelho e olhos esfumaçados pretos.

13


É com essa transformação de Sandy, decisiva no filme, e o aspecto inconfundível dos Anos Dourados que o editorial de Grease foi inspirado. 14


Bonequinha de Luxo

Estrelado por Audrey Hepburn, Bonequinha de Luxo, de 1961, é um filme sobre a acompanhante de luxo Holly que se muda para Nova Iorque com a intenção de se casar com um homem rico e se tornar atriz de Hollywood. 15


A cena que marca o filme é a de Holly tomando café na frente da loja Tiffany’s após uma de suas noitadas. Além de ser inspirada no nome original do filme, Breakfast at Tiffany's, o vestido tubinho preto usado pela atriz nessa cena fez um enorme sucesso, tanto que mudou a visão feminina da época para os padrões de moda.

16


17


Apesar do look já existir, foi por causa do filme que o “pretinho básico” tomou proporções mundiais, sendo usado até hoje em qualquer situação, e consagrou Audrey como um ícone de elegância.

18


Laranja Mecânica

Provocativo, atemporal, conturbador. Laranja Mecânica, de 1971, é uma das obras-primas do conceituado diretor Stanley Kubick. O filme conta a história de Alex, líder de uma gangue de delinquentes que gostam de cometer atrocidades ultraviolentas. Preso por suas atitudes, Alex acaba fazendo parte de um tratamento de reeducação. Aparentemente curado, deixa de praticar violência, porém acaba sendo vítima dela pelas pessoas fizera mal anteriormente. 19


Neste cenário polêmico e contraditório, cheio de reviravoltas, a composição do figurino não poderia ser diferente. Criado pela italiana Milena Canonero, ganhadora de três Oscars, os looks dos personagens sofrem diversas influências. Enquanto alguns são coloridos, e um tanto psicodélicos, inspirados pela Pop Art; outros indicam o pioneirismo de Milena ao que anos mais tarde viria ser denominado Punk. 20


É com essa inspiração Pré-Punk, a mais marcante do filme e bastante reproduzida até hoje, que o editorial de Laranja Mecânica foi produzido. O inesquecível cílio postiço em apenas um olho, camisa e calça branca, suspensórios e o coturno preto (um dos principais símbolos da cultura Punk) compõem o look.

21


22


Mágico de Oz

Mágico de Oz é uma produção de 1939, época de ouro dos estúdios MGM. O filme conta história da menina Dorothy e seu cachorro Totó que vão parar no Mundo de Oz, onde encontrar três novos amigos: o Espantalho, o Homem de Lata e o Leão. Neste mundo encantado eles começam uma busca pelo Mágico de Oz, o qual promete ajudá-los a realizar seus desejos. 23


Foram criadas mais de 1000 peças para os figurinos de 600 atores na produção de O Mágico de Oz. Entre eles, algumas réplicas do vestidinho azul de Dorothy e quatro sapatos de rubi. Inicialmente, o emblemático sapatinho seria prata, porém Adrian Greenberg, figurinista chefe do MGM na época, decidiu mudá-lo para a cor vermelha para fazer contraste com o caminho de ladrilhos amarelos. Com o filme sendo um dos pioneiros na técnica technocolor, Adrian não poderia ter feito uma escolha melhor, o sapatinho vermelho de Dorothy virou um ícone cinematográfico.

24


O famoso vestido de Dorothy, um dos mais conservados pela produção do MGM, foi a leilão e arrecadou mais de 400 mil dólares. 25


Inspirado na marca inesquecĂ­vel de um vestido azul, cabelos de maria chiquinha e sapatos vermelhos que o look do editorial do MĂĄgico de Oz foi composto. 26


Flashdance

Dirigido por Adrian Lyne, Flashdance, de 1983, conta a histรณria da operรกria diurna e danรงarina noturna Alexandra Owens, que sonha em entrar em uma conceituada escola de danรงa. 27


Assinado pelo estilista Michael Kaplan, os figurinos do filme simbolizou a moda esportiva dos anos 80 usada atĂŠ hoje: polainas, moletom de gola cortada e leggings. 28


29


Em meio ao exagero típico da década de 80, a despretensão e simplicidade na forma de se vestir, a protagonista ensinou a uma geração inteira como ser sexy com peças comuns encontradas em qualquer guarda-roupa.

É com um moletom de gola cortada e polainas pretas que o editorial de Flashdance foi inspirado.

30


Modelo Convidada

Letícia Aoki Fotografia

Jessica Pizani Produção

Tamara Baldassari Camyle Cosentino Beatriz Avanso Carolina Forin Vinícius Guidini Edição

Jessica Pizani Modos 2012® Todos os direitos reservados


Modos


Almanaque Figurinos Marcantes da História do Cinema