Issuu on Google+

Maceió, 18 a 24 de maio de 2014 l Ano II l Nº 056

alagoas expresso Distribuição Gratuita

E-mail: redacao@alagoasexpresso.com.br l Fone: 3034.1651

Desejo do PT: Judson Cabral aguarda definição sobre candidatura a vice

Deputado estadual disse que a princípio, vai tentar a reeleição, mas não descartou possibilidade no Chapão O presidente do PT em Alagoas, deputado federal Paulo Fernando dos Santos, o Paulão, espera um

consenso entre todos os integrantes do grupo acerca de Judson, visto que ainda não haveria nenhuma conversa

TRAPICHE

Moradores da Vila dos Pescadores reclamam de estrutura de prédios Outra reclamação diz respeito à falta de limpeza das caixas d’água, que há dois anos seguem sem manutenção. Quem mora nos últimos blocos também se preocupa com o consumo de drogas no local. Quando as unidades foram entregues, a Prefeitura de Maceió anunciou que o conjunto residencial contaria com 75 blocos, comportando seis apartamentos em cada um deles, totalizando 450 moradias. Um investimento total de R$ 14 milhões, dos quais R$ 10 milhões são do governo federal e R$ 4 milhões de contrapartida do Governo Municipal. pag.5

partidos PTB, PDT, PT, PCdoB, PRB, PSDC, PPL, PHS, PMN, PTC, PTdoB, PV e PSC e seus inte-

grantes deverão definir a participação do petista como vice na chapa. pag. 3

POLO

Pedra Fundamental marca início de obras em Palmeira dos Índios Foto: Assessoria

Os apartamentos estão com infiltrações e quando chove, a água escorre pelas paredes, provocando curtos-circuitos que acabam queimando os eletrodomésticos e eletrônicos. A esperança dos moradores é que a Secretaria de Habitação de Maceió contrate uma nova empresa para fazer os reparos necessários nos blocos. Segundo os moradores, após a Justiça determinar a reintegração de posse dos blocos que estavam sendo ocupados por invasores não cadastrados na Secretaria de Habitação, houve uma depredação dos apartamentos.

concretaquecondicionasseopartido à livre indicação de um nome. A Frente de Oposição reúne os

Com uma área total de 154 mil m², o Polo contará com 21 lotes para abrigar empresas do segmento têxtil, metal mecânico, agronegócio, moveleiro, alimentício, além de centrais de distribuição. Outra parte do complexo será destinada a uma área externa urbanizada, dotada de espaço para realização de eventos. Cerca de 3 mil empregos diretos e indiretos devem ser gerados após a instalação das empresas. pag. 7


2

Alagoas Expresso

POLÍTICA

Maceió, 18 a 24 de maio de 2014

Decisão contrária ao aumento do número de vereadores é questão de bom senso

Wilson Júnior afirmou que Câmara de Maceió não teria estrutura física e financeira para novos edis

Vereador disse que cidade tem outras prioridades

Emanuelle Oliveira Editora O vereador Wilson Júnior (PDT) afirmou que a decisão da 10ª Procuradoria de Justiça Cível do Ministério Público do Estado de Alagoas (MPE/AL) contrária ao aumento do número de vereadores da Câmara Municipal de Maceió, que subiria de 21 para 31, foi baseada no bom senso, visto que segundo ele, a Casa da Mário Guimarães não teria estrutura para abrigar mais dez parlamentares. A justificativa para o aumento do número de vereadores seria a quantidade de habitantes da capital, que se mantém entre 900 mil e 1.000.050. A posição do MPE/AL será encaminhada à 3ª Câmara Cível onde será julgado o agravo de instrumento com pedido de antecipação de tutela impetrado pelo suplente de vere-

ador Ottemberg Holanda, que recorreu contra a decisão da 14ª Vara Cível da Capital, negando a liminar que alteraria o quantitativo de parlamentares. Wilson Júnior afirmou que há outras prioridades na cidade, visto que o incremento de parlamentares teria como consequência o aumento das despesas. “Sempre fui a favor de que se mantenha os 21, até porque já estamos quase na metade da legislatura. Eu e a Heloísa Helena não temos nem gabinete, sem falar na situação do prédio da Câmara, com um telhada praticamente caindo e plenário pequeno. Na verdade, a proposta seria até 31. Poderiam ser 23, por exemplo, mas estipularam logo a quantidade máxima”, afirmou. Para o vereador, a questão deveria ter sido discutida internamente, mas a decisão do MPE, segundo ele, vai esclare-

cer os inúmeros pedidos para que a quantidade de vereadores aumente. “Resolveram judicializar a questão, por não querer comprar a briga nessa legislatura. Se fosse uma cidade rica, onde não faltasse nada, poderiam ser até 100 vereadores, mas Maceió tem inúmeros problemas”, afirmou. Para fundamentar a decisão, o procurador de Justiça Paulo Roberto Marques dos Anjos, destacou que o texto da Constituição Federal que fala da relação entre o número de vereadores e a quantidade de habitantes do município está sendo mal interpretado. “Não se tornará automática a inserção de vagas de vereadores toda vez que aumentar o número de habitantes, até porque a norma constitucional estipula o número máximo, e não o número mínimo, porquanto a criação de limites”, disse.

Segundo Paulo dos Anjos, o aumento do número de parlamentares precisa passar por nova emenda à Lei Orgânica do município, especificando a quantidade de representantes do Poder Legislativo em Maceió. “Da maneira como está insculpida, não se vislumbra a possibilidade de aumentar para 31 o número de vereadores, visto que não foi a Constituição Federal que aumentou sumariamente tal quantitativo”, explicou ele, acrescentando que ficaria à critério de cada Câmara Municipal aumentar ou não a quantidade de parlamentares, desde que dentro dos limites do texto constitucional. PEDIDO REJEITADO Em dezembro de 2013 a Seção Especializada Cível do Tribunal de Justiça de Alagoas, rejeitou, por maioria de votos,

o mandado de segurança impetrado por Arnaldo Fontan Silva, ex-vereador por Maceió, requerendo a suspensão de decisão do juízo da 14ª Vara Cível da Capital que derrubou a Emenda à Lei Orgânica Municipal nº 29/2009 e que alterava de 21 para 31 o número de vereadores em exercício. Durante o julgamento do mandado, a defesa de Arnaldo Fontan alegou que o aumento no número de vereadores estaria dentro do limite especificado de acordo com o quantitativo da população. Ainda, afirmou que as despesas do legislativo em nada seriam afetadas, pois o repasse financeiro à Câmara estaria relacionado ao quantitativo populacional, cabendo ao próprio órgão observar o orçamento vigente e fazer a devida repartição dos gastos entre os novos edis.


Alagoas Expresso

POLÍTICA

Maceió, 18 a 24 de maio de 2014

3

Deputado é o principal nome petista para estar ao lado de Renan Filho Presidênte do PT em Alagoas, Paulão, defendeu candidatura de Judson a vice-governador

Parlamentar pede que haja um projeto maior, com diretrizes concretas

Emanuelle Oliveira Editora As negociações para que o deputado estadual Judson Cabral (PT) seja o vice na Frente de Oposição, encabeçada pelo deputado federal Renan Filho (PMDB), pré-candidato ao Governo do Estado, têm avançado e dentro do partido o nome é visto com uma das melhores opções. O presidente do PT em Alagoas, deputado federal Paulo Fernando dos Santos, o Paulão espera que haja consenso entre todos os integrantes do grupo, visto que ainda não haveria nenhuma conversa concreta que condicionasse o partido à livre indicação de um nome. A Frente de Oposição reúne os partidos PTB, PDT, PT, PCdoB, PRB, PSDC, PPL,

PHS, PMN, PTC, PTdoB, PV e PSC e seus integrantes deverão definir a participação do petista como vice na chapa. Assim, a exemplo do que acontece em nível nacional, com a presidente Dilma Roussef (PT) que vai tentar a reeleição ao lado do vice, Michel Temer (PMDB), a dobradinha entre os partidos poderá se repetir em Alagoas. Mas, Judson ainda é comedido ao falar sobre o assunto e afirma que por enquanto, é candidato a deputado estadual. “A decisão ainda não foi tomada. O PT está estudando uma indicação. Existe todo um processo de composição. A Frente vai se reunir para montar as coligações e ver quem vai concorrer nas proporcionais. Tudo isso pesa”, avaliou. O petista confirmou que se reuniu com Renan Filho na segunda-feira (12), onde

foram debatidos temas políticos em geral e não seu nome como vice-governador e destacou que devehaver um projeto maior, com diretrizes concretas para nortear os caminhos do grupo. CPI A instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o contrato firmado entre o governo e a empresa baiana Reviver, que administra o Presídio do Agreste, parece estar cada vez mais difícil de acontecer. A CPI foi sugerida pelo também petista, Ronaldo Medeiros, mas, com a desistência de alguns deputados, a exemplo de Dudu Holanda (PSD) e Jeferson Morais o número de parlamentares suficientes para dar andamento ao

procedimento tende a diminuir. O documento foi apresentando na sessão do dia 6 e na ocasião, Medeiros havia conseguido as nove assinaturas necessárias para instaurar a CPI. No lugar de Morais, entrou o deputado João Henrique Caldas (SDD), alegando a preocupação com o funcionamento da comissão em pleno período eleitoral. Sobre o assunto, Cabral destacou a dificuldade de se instalar uma CPI em uma Casa onde a bancada governista é extensa. “Mais deputados desistiram, são 22 da base aliada. Aguardamos a participação de mais parlamentares”, disse. OUTRO NOME Um outro nome cotado

pelos Calheiros para ser vice de Renan Filho na Frente de Oposição é o da deputada federal, Rosinha da Adefal (PTdoB), visto que Judson Cabral havia declarado que não disputaria, por enquanto, uma eleição majoritária. Inicialmente, Cabral tentaria uma vaga na Câmara Federal, mas a direção local e nacional do PT não teria permitindo, recomendando que ele tentasse a reeleição. Já Rosinha conseguiu prestígio no Congresso Nacional e possui uma base eleitoral sólida, além de representar as mulheres e ser ficha limpa, atributos que teriam despertado o interesse do Chapão. Mas, ela também estaria buscando sua permanência na bancada federal alagoana, para futuramente, construir uma candidatura à Prefeitura da Maceió.


4

Alagoas Expresso

CIDADES

Maceió, 18 a 24 de maio de 2014

Novo sistema interativo vai desafogar atendimento nas delegacias do Estado Alagoanos e turistas poderão solicitar Boletins de Ocorrência e demais documentos pela internet

Foto: Agência Alagoas

Ferramenta está sendo desenvolvida pelo ITEC

Agência Alagoas Um novo sistema de Delegacia Interativa - que permite ao cidadão fazer o registro do Boletim de Ocorrência pela internet, sem a necessidade de ir a uma delegacia – começou a ser desenvolvido pelo Instituto de Tecnologia em Informática e Informação do Estado de Alagoas (Itec) a pedido da Polícia Civil. “Esse novo sistema irá desafogar bastante as delegacias, pois além dos registros de extravio e furto, irá contemplar o registro de roubo e outros crimes que ainda estamos definindo. O diferencial, em nível nacional, é que vai ser a primeira delegacia em quatro idiomas”, comenta o gerente de desenvolvimento de software da Polícia Civil, Alcimar Alváro Costa. Além do registro de roubo, que atualmente só pode ser feito na delegacia, o sistema irá apresen-

tar novidades como o cadastro de turistas estrangeiros pelo número de passaporte, e também a permissão do Boletim de Ocorrência por menores de idade, vinculados aos dados do responsável. “Estamos desenvolvendo um sistema do zero, com tecnologia diferente do atual, que havia sido desenvolvido pela Universidade Federal de Alagoas (Ufal). Além das novas funções, estamos melhorando o fluxo dos registros que constavam no sistema anterior, como o furto e extravio, para que se adequem à lei e estamos melhorando também a usabilidade do sistema”, comenta o analista de sistemas do Itec, Manfredi Melo. Segundo Alcimar Costa, a criação de um sistema novo é necessária para fins de padronização, tendo em vista que o atual não foi construído na mesma linguagem de programação utilizada no desenvolvimento dos sistemas da segu-

rança pública e também porque a Polícia Civil não possui acesso direto ao código fonte do sistema atual para possíveis melhorias e alterações. A equipe de desenvolvimento do Itec esteve reunida com a equipe da Polícia Civil na quarta-feira (13), quando foram discutidas as funcionalidades que devem constar na nova Delegacia Interativa. Estiveram presentes na reunião, o tenente coronel do Corpo de Bombeiros, Jackes Wolbeck Godoy e o gerente de desenvolvimento de software da Polícia Civil, Alcimar Alváro Costa. Participaram ainda do encontro o analista de software da Polícia Civil, Whellington Viana, o coordenador da Gerência de Sistemas da Informação do Itec, Milton Fábio, o gerente de Sistemas da Informação do Itec, Carlos Francisco Araújo, e os analistas de sistemas do Itec, Ricardo Carmo e Manfredi Melo.

DELEGACIA INTERATIVA A Delegacia Interativa já funciona no site da Polícia Civil e é um serviço criado numa parceria entre a Universidade Federal de Alagoas (UFAL), o ITEC e a Secretaria Coordenadora de Justiça e Defesa Social que engloba a Polícia Civil,Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros, visando alcançar maior agilidade e qualidade no atendimento ao cidadão, além de proporcionar uma diminuição do fluxo de pessoas nas delegacias convencionais para o registro de ocorrências, podendo o usuário comodamente, registrar extravio (perda) e o furto (subtração sem violência) de documentos pessoais e celulares. Projeto piloto da Comissão de Tecnologia da Informação (TI), a Delegacia Interativa é o marco

do processo de modernização no setor público alagoano. CENTRAL DE REGISTRO DE OCORRÊNCIAS A Central de Registro de Ocorrências Policiais, instalada no Maceió Shopping, em Mangabeiras, ampliou, desde quarta-feira (14) o horário de atendimento, passando a funcionar das 10h às 21h. Anteriormente, o atendimento era de 15h às 21h. De acordo com o delegado-geral Carlos Reis, a medida visa melhor atender ao público que procura o serviço que foi inaugurado no dia 6 deste mês, em solenidade que contou com as presenças do secretário da Defesa Social, Diógenes Tenório; diretor de Polícia Judiciária Metropolitana, delegado Denisson Albuquerque, e Robson Rodas, superintendente do Maceió Shopping.


Alagoas Expresso

POLÍTICA

Maceió, 18 a 24 de maio de 2014

5

Apartamentos da Vila dos Pescadores têm infiltrações e problemas elétricos

Moradores reuniram a imprensa para denunciar situação e cobrar providências dos responsáveis Foto: Izabelle Targino /Alagoas24Horas

Redação Moradores do conjunto habitacional Vila dos Pescadores, no Trapiche da Barra, inaugurado há dois anos reclama dos problemas na estrutura dos prédios que ficaram visíveis devido as chuvas. Na quinta-feira (15), eles reuniram a imprensa para denunciar a situaçao e pedir providências aos responsáveis. Os apartamentos estão com infiltrações e quando chove, a água escorre pelas paredes, provocando curtos-circuitos que acabam queimando os eletrodomésticos e eletrônicos. A esperança dos moradores é que a Secretaria de Habitação de Maceió contrate uma nova empresa para fazer os reparos necessários nos blocos. Segundo os moradores, após a Justiça determinar a reintegração de posse dos blocos que estavam

sendo ocupados por invasores não cadastrados na Secretaria de Habitação, houve uma depredação dos apartamentos. Outra reclamação dos moradores diz respeito à falta de limpeza das caixas d’água, que há dois anos seguem sem manutenção. Quem mora nos últimos blocos também se preocupa com o consumo de drogas no local. Quando foram entregues, a Prefeitura de Maceió anunciou que o conjunto residencial contaria com 75 blocos, comportando seis apartamentos em cada um deles, totalizando 450 moradias. Um investimento total de R$ 14 milhões, dos quais R$ 10 milhões são do governo federal e R$ 4 milhões de contrapartida da Prefeitura Municipal. FAVELA DE JARAGUÁ Os moradores também afir-

maram que o projeto de reurbanização da Favela de Jaraguá ainda não saiu do papel, prejudicando quem depende do local para trabalhar. Falta estrutura para a venda do pescado e para guardar os equipamentos utilizados pelos pescadores, que acabam sendo roubados. RECLAMAÇÕES Os moradores que continuaram na Favela de Jaraguá também enfrentam problemas. Em 2013, após visitas na comunidade da “Favela do Jaraguá”, o vereador Silvanio Barbosa apontou o resultado de uma pesquisa sobre as insatisfações dos moradores. De acordo com a pesquisa, 55% dos moradores reclamaram da falta de segurança, 25% do processo de favelização, 12% da falta de iluminação pública, 10% das deficiências na infraestrutura

e 5% das questões de trânsito. A retirada dos pescadores e a desativação de uma companhia da Polícia Militar teria aumentado os índices de violência. Os moradores restantes na favela não quiseram se transferir para os apartamento populares, no Sobral. “A violência impera no Jaraguá. Não concordo com a transferência; estamos propondo uma reforma no local, uma urbanização da favela. Os pescadores precisam ficar mais perto do seu local de trabalho”, disse, na época, a presidente, Maria Eunara Nascimento. A retirada das famílias do local estaria relacionada à continuação do projeto de urbanização da área para não ter que devolver os R$ 24 milhões destinados para a obra, dos quais R$ 14 mil foram gastos com a construção do conjunto habitacional.

O projeto da segunda etapa da Vila dos Pescadores contempla a construção de 24 novos apartamentos distribuídos em dois prédios, uma escola, um posto de salvamento e um centro comunitário no bairro do Trapiche. Já no local onde hoje estão os barracos da favela, será construído o setor pesqueiro, que conta com três estaleiros, uma fábrica de gelo, um mercado para venda do pescado e um estacionamento. O projeto também contempla a construção de uma praça com um palco para apresentações culturais e uma ciclovia. A prefeitura vai oferecer cursos de capacitação aos pescadores e marisqueiras para que eles saibam operar todos os equipamentos do setor pesqueiro e recebam orientações de como atender ao público.


6

Alagoas Expresso

OPINIÃO

VAI TER COPA: RESPOSTA À GRANDE ALIANÇA MARCO AURÉLIO GARCIA - ASSESSOR PRESIDÊNCIA Desde Berlim, onde reside há alguns anos, Flávio Aguiar nos escreve, em Carta Maior, sobre o recente apedrejamento da Embaixada brasileira na Alemanha em protesto contra a realização da Copa do Mundo no Brasil. O patético manifesto deixado pelos autores do atentado – misto de desinformação, má fé e de devaneio político – se insere, como explica Aguiar, em uma campanha cuidadosamente articulada pela mídia conservadora e pelo establishment financeiro europeus contra o Brasil e o Governo brasileiro. Baluartes importantes dessa mobilização têm sido o FINANCIAL TIMES e a ECONOMIST. Um exame mais detalhado da situação permitiria incorporar outros atores, dentre eles o SPIEGEL, na Alemanha, que há bem pouco vituperou contra o Mundial-2014 no Brasil. Até o conservador EL MERCURIO, do Chile, se somou à campanha. Não se trata, assim, de um movimento puramente europeu. Uma zapeada na maioria das televisões globais ou a leitura de jornais e revistas internacionais revelam a extensão e profundidade que esta campanha atingiu, reunindo paradoxalmente meios conservadores da City londrina, e adjacências, a grupos supostamente revolucionários que, na impossibilidade de reverter a tragédia econômica e social em que está mergulhada a Europa, decidiram pontificar lições além-mar. Deve incomodar muito, em um continente assolado pelo desemprego, que a Copa se realize em um país que apresenta hoje os mais altos índices de emprego no mundo e cujo salário mínimo aumentou 70% acima da inflação na última década. Da mesma forma, é constrangedor ver manifestações em uma Europa combalida pelo desmonte do Estado de Bem-Estar contra um país que tem dado passos importantes na construção de uma sociedade mais próspera, igualitária e democrática. O Brasil dispensa essas lições, sobretudo quando provenientes de uma aliança tão “heterogênea” como esta a que estamos assistindo. Conhecemos bem os ardis da História. Em fins dos anos 20 e início da década de 30, do século passado, ocorreu um trágico desencontro das esquerdas alemãs. Comunistas e Socialdemocratas se acusavam mutuamente, enquanto a extrema direita se apropriava de grande parte das classes trabalhadoras alemãs, mergulhadas que estavam no desalento e na perplexidade política. Quem pagou esta conta não foram somente os alemães, mas a humanidade inteira. Não se pode negar que ouvimos a voz das ruas no Brasil. Não somente durante as manifestações de 2013, mas nos quase 12 anos em que Lula e Dilma Rousseff governaram e governam o país. No Brasil, nesse período, iniciamos a construção de uma sociedade mais igualitária e democrática. Caminho difícil de ser percorrido, tendo em vista a pesada herança interna de décadas que nos foi legada, o difícil contexto internacional dos últimos anos e também – temos de reconhecer – nossos erros e deficiências. Sabemos que a transformação que o povo e o Governo brasileiros estão realizando não coincide com o roteiro previsto em muitos textos “clássicos”. Mas sabemos também que a mudança tem sido suficientemente importante para deixar profundamente preocupadas as classes dominantes locais e, sobretudo, internacionais. Vamos continuar neste caminho. E vai ter COPA.

Maceió, 18 a 24 de maio de 2014

A descoberta da nova Folha 108 Mais uma vez, o Ministério Público Estadual (MPE) deverá mostrar à sociedade alagoana o lado obscuro da Assembleia Legislativa Estadual (ALE), com a revelação de uma nova Folha 108, descoberta pelo procurador aposentado da Casa, Mendes de Barros e que ficou conhecida em 2008, com a deflagração da Operação Taturana, pela Polícia Federal. Em seu histórico, a Casa de Tavares Bastos tem inúmeros casos de corrupção, irregularidades na folha de pagamento, servidores fantasmas e outros ativos reclamando das condições de trabalho entre outras mazelas. Mas, será que todos que ali entram - leia-se pela vontade popular e não os que compram votos - se contaminam? Aos poucos, a verdade sobre o interesse de muitos deputados em reduzir o orçamento do MPE e retardar as investigações vai ficando claro. As lagartas-de-fogo devoradoras de folha atacam novamente, só que parecem preferir “abocanhar” uma folha de pagamento secreta. E o MPE não está sozinho, distribuiu informações aos órgãos de controle da esfera federal, como a Receita e Polícia Federal. Além da folha de pagamento oficial, elaborada pela Elógica, existiria uma outra, que é encaminhada para a Caixa Econômica Federal diretamente da ALE, o que poderia ser provado por meio de documentos. Com isso, as investigações buscam fundamentar condenações para os envolvidos. A justificativa usada pela ALE para recorrer da decisão do desembargador Tutmés Airan, que concedeu liminar para garantir o orçamento do MPE, de que o Legislativo estava tendo suas prerrogativas feridas não convenceu. E o receio é que toda essa sujeirada venha à tona. Em 2008 na Folha 108 estavam nomes de filhos, esposas, primos, irmãos, parentes e aderentes de deputados estaduais. Eram 128 funcionários e o montante pago mensalmente era de R$ 199.336,64. Já em ano eleitoral o valor era bem maior, pois o número de servidores quadruplicava. Na época da eleição de 2006, seriam aproximadamente 500 funcionários, com salários entre R$ 350 e R$ 5 mil. Os maiores valores eram destinados aos parentes dos deputados. Alguns nomes se encontravam lotados na 108 desde o final da década de 90, outros desde os anos 80. Logo, ficou difícil mensurar o tamanho do rombo nos cofres públicos. Outra coisa que chamava atenção eram as pessoas que receberiam pela folha 108 e que seriam absolutamente desconhecidas dentro do Legislativo Estadual, ou seja, laranjas. E na Folha 108 de 2014 o que será encontrado? Os políticos podem enganar os eleitores, se fazendo de desentendidos e inocentes, mas não enganam a imprensa e órgãos respeitados, como o Ministério Público Estadual.

alagoas expresso EXPEDIENTE Premissa Comunicação e Eventos Ltda CNPJ 17.259.098/0001-07

Bruno Uzeda Diretor-Geral

Emanuelle Oliveira Editora-Geral

Jornal do Commércio Impressão

Endereço: Avenida Deputado José Lages, 850 - Ponta Verde - Maceió - Alagoas E-mail: redacao@alagoasexpresso.com.br - Fone: 3034.1651


Alagoas Expresso

NEGÓCIOS

Maceió, 18 a 24 de maio de 2014

7

LiderançaCorporativa Construção do Polo de Palmeira dos Índios foi iniciada sexta-feira Marcelo Homci * - www.zettacoaching.com.br

Um dos maiores trunfos de qualquer líder é saber trabalhar bem em equipe liderando seu próprio time de colaboradores e também como membro de uma equipe de líderes. Um modelo proposto por Bruce Tuckman, diz que há quatro etapas necessárias para a construção de times de alto desempenho, que passam pela superação de desafios diversos e solução de problemas, até a entrega de resultados e o crescimento. Os estágios Formação (Forming), Tempestade (Storming), Normativo (Norming) e Desempenho (Performing) de desenvolvimento de equipes são detalhados a seguir: • Formação (Forming) – é o momento da criação de um grupo que ainda não pode ser considerado como uma equipe, pois, os participantes encontram-se na busca de entender com mais propriedade o seu papel e suas metas. O líder deve ser habilidoso e rápido no esclarecimento dos objetivos e na distribuição das funções aos participantes que dependem muito de sua orientação e apoio. • Tempestade (Storming) – ocorrem alguns conflitos e debates sobre prioridades, papéis, processos e propósitos. O líder deve ter experiência em resolução de conflitos e também ser flexível o bastante para mostrar a todos que as diferenças podem ser de grande valia para o crescimento do grupo. O líder pode ainda ser desafiado e deve aproveitar para esclarecer pontos não entendidos e ainda ser mais diretivo, apesar de acessível. • Normativo (Norming) – inicia-se de maneira mais clara a solidificação do time e o começo de mais segurança entre os participantes, juntamente com uma divisão mais objetiva do trabalho, além do entendimento de que as metas individuais devem, em determinados momentos, ser deixadas de lado em prol de metas coletivas mais importantes. O líder atua como um facilitador e cria um ambiente que favoreça a geração de novas lideranças no grupo. • Desempenho (Performing) – os membros estão agora mais engajados na ação e com foco no resultados do time. Muitas vezes essas equipes realizam um trabalho tão a contento que tomam decisões sem a necessidade de consultar o líder devido a maturidade e alto conhecimento do que se espera delas. Os membros possuem melhores relacionamentos e os atritos são resolvidos rapidamente visando o resultado. O líder foca mais no propósito que move o time. Entender todo este processo pode fazer com que você seja um líder ainda mais eficaz, afinal como diz o velho ditado, uma andorinha só não faz verão e você poderá sentir muita falta de uma equipe de alta performance quando chegar a hora do inverno... Marcelo Homci é palestrante, coach de executivos e instrutor de coaching.

Empreendimento terá 21 lotes distribuídos em uma área de 154 mil m², localizada na entrada do município Foto: Agencia Alagoas

Equipes de Alta Performance

Agência Alagoas O lançamento da pedra fundamental do Polo Multissetorial de Palmeira dos Índios aconteceu na sexta-feira (16), marcando o início das obras do complexo, localizado às margens da Rodovia BR-316, na área do antigo Campo da Aviação do município. O empreendimento é uma iniciativa do Governo de Alagoas, por meio da Secretaria de Estado do Planejamento e do Desenvolvimento Econômico (Seplande), em parceria com a Prefeitura de Palmeira dos Índios. Com uma área total de 154 mil m², o Polo contará com 21 lotes para abrigar empresas do segmento têxtil, metal mecânico, agronegócio, moveleiro, alimentício, além de centrais de distribuição. Outra parte do complexo será destinada a uma área externa urbanizada, dotada de espaço para realização de eventos. Cerca de 3 mil empregos diretos e indiretos devem ser gerados após a instalação das empresas. A secretária de Estado do Planejamento e do Desenvolvimento Econômico, Poliana Santana, lembrou que o complexo

será localizado em área privilegiada para os negócios. “O Polo será construído na entrada da cidade, fator relevante para a logística do empreendimento, uma vez que contribuirá para maior circulação de mercadorias e de pessoas”, destacou. Ainda segundo a secretária, o polo vai alavancar o empreendedorismo na região. “Esse é mais um resultado dos esforços do governo de Alagoas em promover o desenvolvimento econômico do estado, por meio do incentivo à descentralização de investimento, criando e mantendo negócios e gerando de renda”, avalia. Para melhor acomodar empresários e clientes, o projeto urbanístico do Polo de Palmeira dos Índios foi planejado com toda infraestrutura necessária, contando com serviços de iluminação, drenagem, pavimentação, saneamento, além de um restaurante, espaço multiuso, auditório, posto médico e policial. O Polo de Palmeira dos Índios é mais uma entrega realizada pela Seplande dentro do Programa Alagoas Tem Pressa. De acordo com o prefeito James Ribeiro, a obra é a mais

importante na gestão do município e representa um grande avanço socioeconômico, visto que a construção está atrelada à política de governo para atração de novos investidores industriais para Alagoas, aumentando a renda e oportunidades de trabalho para a população. “Após anos em planejamento e de papel em papel, pulando de gestão para gestão, o Polo finalmente começa a existir. Já investimos cerca de R$ 100 mil e estamos doando o terreno onde o complexo será construído, cujo valor da área ultrapassa R$ 10 milhões. A construção é um marco em caracteriza o início de um novo tempo, que vem acompanhado de retorno financeiro ao município e ao Estado, geração de renda às famílias e milhares de oportunidades de emprego. Definitivamente a economia e história de Palmeira dos Índios estarão marcadas”, destacou o prefeito. Conforme explica James Ribeiro, o planejamento do Polo foi desenvolvido ao longo de dois anos, incluindo cinco meses do período burocrático para conclusão dos processos licitatórios e envolvimento 40 profissionais.


8

PUBLICIDADE

Alagoas Expresso Macei贸, 18 a 24 de maio de 2014


Alagoas Expresso

NACIONAL

Maceió, 18 a 24 de maio de 2014

9

DaRedação redação - redacao@alagoasexpresso.com.br

NOVA FOLHA 108 O Ministério Público Estadual (MPE) pode ter descoberto uma nova Folha 108 na Assembleia Legislativa, que teria servidores fantasmas. As investigações podem ter motivado o corte de R$ 16,5 milhões do MPE feito pelos deputados estaduais. A fúria dos membros da Mesa Diretora também resultou no fato da Procuradoria da Casa de Tavares Bastos ter recorrido da decisão monocrática do vice-presidente do Tribunal de Justiça (TJ), desembargador Tutmés Airan que restabeleceu os repasses orçamentários. MORTE DE JUIZ

Ministro diz que Copa não é foco das manifestações no país Aldo Rebelo disse que população faz outras reivindicações Brasil247

O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, disse na quinta-feira (15) que não há como caracterizar as manifestações que estão acontecendo pelo país como sendo contra a Copa do Mundo. Rebelo participou de audiência pública da Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado, para apresentar as diretrizes do ministério para 2014. Segundo o ministro, as manifestações trazem reivindicações específicas de determinadas categorias. “Geralmente as manifestações são mais a favor de alguma coisa, da moradia, do ensino público, da segurança, do transporte. Não sei porque transformar manifestações de reivindicações em manifestação contra a Copa e o governo”, disse, acrescentando que aquelas que se tornarem violentas serão coibidas. Movimentos sociais e ativistas convocaram o Dia Internacional de Lutas contra Copa, intitulado 15M. Eles apontam violações de direitos humanos ocorridas durante a preparação das cidades-sede do Mundial e cobram medidas como o reassentamento de famílias que foram removidas, a

garantia de moradia digna, medidas contra a exploração sexual de crianças e adolescentes. Durante a preparação da Copa, também a Fifa e parte da mídia internacional criticaram a organização do evento. O ministro afirmou, entretanto, que esses questionamentos são “normais” e que eles têm sido respondidos por meio de notas de esclarecimentos. “Em determinados momentos o país é alvo de críticas, principalmente quando há coisas importantes em disputa. Eu lembrei o caso do Código Florestal, quando o país, o Congresso, o governo, todos os que queriam uma legislação que protegesse o meio ambiente e a agricultura, todos foram alvo de pressões internas e externas. Acho que o Brasil, naturalmente como a sétima economia do planeta, em um mundo que vive dificuldades econômicas, o Brasil incomoda e, às vezes, acho que isso exacerba os rumores sobre ao país”, disse Rebelo. Para Rebelo, os grandes eventos esportivos são uma oportunidade para o país que os realiza, não só na área econômica, mas também na projeção da imagem, influência e poder do país. Rebelo argumen-

tou que a Alemanha e a África do Sul também usaram a Copa para se desfazer das imagens de eventos históricos, como o nazismo e o apartheid. Segundo ele, a Fifa e a Organização das Nações Unidas (ONU) também querem usar o alcance e a dimensão do mundial na luta pela paz e contra o racismo. MANIFESTAÇÕES Mais de 12 mil pessoas confirmaram presença pelas redes sociais nas manifestações que ocorreram no último dia 15, em pelo menos sete cidades-sede da Copa do Mundo, além de Vitória, no Espírito Santo e Santiago, no Chile. O 15M, Dia Internacional de lutas contra a Copa reuniu movimentos sociais, entidades civis, partidos políticos, pessoas atingidas pelas obras e outros manifestantes. No ano passado, uma série de manifestações mobilizou milhares de brasileiros. Com a projeção midiática da Copa do Mundo, os movimentos sociais planejam tomar novamente as ruas.

O Judiciário Alagoano está de luto com a morte do juiz Helder Costa Loureiro, na última quinta-feira (15). Ele estava internado em um hospital de Recife, tratando um tumor no fígado. Helder era titular da 4ª Vara Criminal e ficou conhecido na década de 90 pela condenação dos membros da Gangue Fardada, entre eles o ex-tenente coronel Manoel Cavalcante. GREVE DA PF O Sindicado dos Policiais Federais de Alagoas (Sinpofal) afirmou que os servidores lotados em Alagoas irão aderir ao movimento nacional de mobilizações, mesmo com a decisão do Supremo Tribunal de Justiça, que expediu uma liminar proibindo greve da categoria durante o período da Copa do Mundo. No entanto, as manifestações devem acontecer antes e durante a Copa, com a perspectiva de uma paralisação geral, entre os 26 de maio a 11 de junho. ENTREGA DE ARMAS A Corregedoria-Geral da Justiça de Alagoas entregou ao 59° Batalhão de Infantaria Motorizada, na quinta-feira (15), 139 armas de fogo, vinculadas a processos criminais e que estavam guardadas no Centro de Custódia de Armas e Munições (CCAM). O armamento será encaminhado para Recife para destruição. A expectativa é que até o final do ano o Judiciário encaminhe, por meio da CCAM, 1800 armas de fogo para serem destruídas pelo Exército. PROGRAMA DA RECONSTRUÇÃO O deputado João Henrique Caldas (JHC), presidente da Comissão das Enchentes na Casa, fez denúncias acerca do Programa da Reconstrução, destinado às vítimas das enchentes no interior de Alagoas, em 2010. Quatro anos após a tragédia, as obras ainda não estão concluídas e algumas casas já entregues em conjuntos habitacionais na Zona da Mata apresentam vários defeitos, inclusive alagamentos. O parlamentar afirmou que que as residências foram feitas para fins eleitoreiros, loteadas por vereadores, secretários e políticos e cobrou investigação.


10

Alagoas Expresso

DECOR

Maceió, 18 a 24 de maio de 2014

DECOR Laura Amaral - amarallaura@ig.com.br

Mickey Safari Essa foi a festa que fiz para o meu afilhado, como ele está amando tudo da Disney resolvemos fazer um Safari do Mickey pois além dos personagens da Disney entra também os animais que ele adora. Para este tema usei muita variedade de plantas e folhagens na mesa principal o que deu o clima de selva. Doces em forma de bichinhos, pirulitos de biscoito e o bolo complementavam o cenário. No painel de fundo, a cabeça do Mickey com bolas ressaltava o personagem principal. Para as mesas dos convidados os arranjos de mesa foram uns coqueiros com balão de gás de bichos e as toalhas de zebra. As crianças amaram este clima de floresta. Até a próxima semana, Laura.


Alagoas Expresso

SAÚDE

Maceió, 18 a 24 de maio de 2014

SAÚDE

11

Dra. Lisiane Torres - CRO-2779

Check-up Scan Digital, avanços tecnológicos a serviço da saúde

E

squeça o “espelhinho” e todos os métodos antigos. A odontologia moderna utiliza ferramentas que facilitam a comunicação entre o dentista e o paciente e leva aos consultórios um novo conceito em prevenção. A revolução tecnológica trazida pela Estética Odontológica destaca-se pela agilidade e confiabilidade nos diagnósticos que, a partir de agora, passam a ser 100% digitais. Você já imaginou nunca mais ter dor de dente, ou saber que seus filhos nunca terão? O Check-up Scan Digital foi desenvolvido para prever futuras doenças nos dentes, antes mesmo de radiografias ou a olho nu. A cultura de prevenção em saúde tanto na área Médica,

quanto na área Odontológica está a caminho. Para isso, a população mais infor mada deste país está entendendo através da consciência dos profissionais de saúde e da mídia ( televisão, revistas, matérias de jornais, websites, etc.) que a busca do saudável é fundamental para a longevidade e qualidade de vida. Se perguntar mos quem neste país tem costume de fazer check-up anualmente, tanto da boca quanto do restante de seu corpo, apenas 10% da população responderiam que tem por hábito se prevenirem às doenças e tratá-las em estágio inicial. Apenas aqueles que investem em saúde e além disso tenham a consciência para detectar problemas futuros precocemente. Se 30% deste país é doente, restaram 60% da população

que acreditam ser saudáveis apenas pelo fato de não estar com algum sintoma ou sinal de dor ou desconforto. Este é o equívoco para não se investir em saúde e prevenção. O fato de você não estar sentindo nada não quer dizer que esteja saudável, pois pode ter colesterol altíssimo, estar no limite para o diabetes, pode estar vivendo uma sobrecarga em estresse e pra piorar não ter em um primeiro momento nenhum sintoma. Tudo isso faz parte de uma situação muito comum entre a população, assim sendo, nunca deixarão a zona de risco. Mas existe uma nova filosofia que é contemplada na Odontologia Moderna, pois através do Check-up Scan Digital as pessoas podem descobrir que estão com alguma doença em estágio inicial e terão a garan-

tia que essa doença poderá ser tratada rapidamente evitando grandes sofrimentos, perda de tempo e altos custos. A prevenção é o futuro para área da saúde como um todo, é o start para um novo cenário, de modo a agregar valores à cultura das pessoas, proporcionar uma vida mais saudável, com mais qualidade e conseqüentemente longevidade. Para que isso ocor ra, é fundamental uma nova mentalidade da classe odontológica, aliando tecnologia de ponta e ciência, tecnologia essa que proporciona ir muito mais além do que qualquer olho clínico profissional poderia detectar num primeiro instante. Para obtermos um resultado mais abrangente, a mídia e os artistas também estão fazendo a sua parte, pois constante-

mente o assunto da prevenção odontológica é abordado. Faça parte dessa mudança. C ui d e d a sua sa úd e e d a saúde de sua família, divulgue a idéia, converse com todos aqueles que são realmente importantes pra você. Agende seu Check-up Scan Digital agora mesmo e tenha a odontologia do futuro hoje! D r a . L i s i a n e To r r e s Alves Odontologia Estética e Reabilitadora. Norcon Empresarial – Av. Gustavo Paiva, 2789, Mangabeiras. Sala: 1008. Telefone: 3031-5017 / 3317-4464


12

SOCIAL

Alagoas Expresso Maceió, 18 a 24 de maio de 2014

ZOOM elzlane@espalhai.com

A jornalista pernambucana Flávia Jordão comemora idade nova nesta segunda (19). Nosso desejo? Boas Notícias!

Lisiane Torres, Mariana Raposo e Patrícia Albuquerque, da Clínica Dentali, receberam o Oscar Alagoano By S.Mag, como a melhor clínica odontológica de Maceió.

A empresáriaAna Loureiro e o colunista BrunoAstuto se encontraram em São Paulo durante o evento de lançamento da coleção verão SCHUTZ 2015.

Anderson e Ana Rachel em visita ao Santuário de Fátima em Portugal. O casal está curtindo merecidas férias antes da chegada da primeira filha, Ana Beatriz, que está a caminho. A querida jornalista Zenita Almeida está curtindo a temporada de frio no Uruguai. Em breve estará de volta cheia de histórias e dicas para contar.

O fotógrafo Felipe Brasil prestigiou o evento de lançamento da Substation Collection Freaks, assinada pelo publicitário e DJAdriano Suares.

Trio de queridos da Banda Cannibal que vai animar, pela décima terceira vez, o Forró FashionArezzo, no próximo dia 31 de maio, na Musique.

Aninha Monteiro começa a semana em alto estilo. A colunista participa nesta segunda (19) da festa de aniversário do badalado designer de sapatos, Fernando Pires, em São Paulo.


Alagoas Expresso

CULTURA

Maceió, 18 a 24 de maio de 2014

13

Espetáculo 220 Volts ganha versão para o teatro e será apresentado em Maceió Criado por Paulo Gustavo, peça retrata universo feminino atual, com vários personagens populares e divertidos

Teatro Deodoro mostrará recital de Mario Marochi na próxima quinta Assessoria Após quatro temporadas de sucesso na TV paga, o programa de humor 220 Volts ganha versão para o teatro, só com as personagens femininas de maior destaque. 220 Volts é o terceiro espetáculo criado por Paulo Gustavo. No palco PG conta com a participação especial de Marcus Majella. Integram o elenco Gil Coelho, Christian Monassa e 7 bailarinos. Texto e direção são do próprio PG, a iluminação é do Maneco Quinderé, os cenários são assinados por Abel Gomes e os figurinos são de Fause Haten. Antes de estrear grande temporada no Rio de Janeiro, 220 Volts será apresentado em várias capitais do Brasil. A primeira cidade será Niterói, no dia 17 de maio. Logo depois PG e sua trupe dão início á turnê nacional e fazem apresentações nos dias 24 e 25 de maio, no Teatro Gustavo Leite – Centro de Convenções de Maceió.

Na sequencia 200 Volts cumpre a vasta agenda com sessões marcadas para teatros de Recife, Natal, Aracaju, Goiânia, Porto Alegre, Novo Hamburgo. A estreia no Rio de Janeiro ocorrerá dia 25 de julho, no Teatro Oi Casa Grande e ficará em cartaz até outubro. Na peça “220 volts”, assistimos a um recorte do que rola no variado universo feminino atual. São seis esquetes (cenas curtas) com as mais divertidas e populares personagens. Entre elas, Ivonete, Mulher Feia, Senhora dos Absurdos, Maria Alice e A Famosa. Através delas identificamos todo tipo de mulher que passeia pelo mundo moderno, desde a bonitinha carente, passando pela gostosa liberada, a preconceituosa antiquada e machista, a feia com autocrítica, a apresentadora de um programa para mulheres na TV, e a popularíssima mulata classe C. Com tantas mulheres diferentes interpretadas pelo inigualável Paulo Gustavo – e

mais o apoio de atores e bailarinos – o mínimo que se pode esperar de “220 volts”, além de humor ágil e inteligente, são risadas em altíssima voltagem. SERVIÇO: Teatro Gustavo Leite – Centro de Convenções de Maceió Data: 24 e 25 de maio de 2014 Hora: Dia 24 às 21h30 / Dia 25 às 18h Ingressos: Plateia: R$ 120,00 (inteira) / R$ 60,00 (meia) Mezanino: R$ 100,00 (inteira) / R$ 50,00 (meia) Mezanino Promo: R$ 50,00 (inteira) / R$ 25,00 (meia) Vendas: lojas A Fórmula – Maceió Shopping / Parque Shopping Maceió, Farol (Praça Centenário) e Ponta Verde (Rua Mário de Gusmão, 440) Vendas on line pelo site www. ingressorapido.com.br Informações: (82) 9928-8675 / 9925-7310 / info@suechamusca.com.br

O Teatro Deodoro será palco do Recital de Piano do professor Mario Marochi, da Escola Técnica de Artes da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), na próxima quinta-feira (22), a partir das 19h30. No recital serão executadas as peças Partita nº2, do alemão Johann Sebastian Bach; Prelúdio Coral e Fuga, de César Franck; Choros n5 (Alma Brasileira), Impressões Seresteiras, Lenda do Caboclo e Bachianas brasileiras nº 4 para piano, do compositor brasileiro Heitor Villa-Lobos. “É importante observar neste recital a influência que o compositor Johann Sebastian Bach exerce sobre os outros dois compositores, tanto na questão instrumental e formal, como em relação aos temas e a estrutura em Villa-Lobos e em Franck”, ressaltou Marochi. O repertório consta de apresentação de peças dos compositores Bach, Frank e Villa-Lobos. Os ingressos podem ser adquiridos na bilheteria do teatro, de terça à sexta-feira, das 14h às 18h, nos valores de R$10 e R$5, este apenas para estudantes. SOBRE MARIO MAROCHI

Mario Marochi é licenciado em Música e bacharel em piano pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná, pós-graduado em performance e análise musical pela mesma instituição e mestre em Música (performance) pela Universidade Federal de Minas Gerais. Radicado em Maceió desde 2010, Marochi é professor da Escola Técnica de Artes da Ufal e, atualmente, exerce atividade pedagógica e didática tanto no ensino, quanto na performance. Um dos pontos principais do seu trabalho é a criação de uma escola de piano em Alagoas e também a divulgação do repertório pianístico, não só para piano solo, como também para música de câmara e orquestra. SERVIÇO O que: Recital de Piano Quando: 22 de maio Onde: Teatro Deodoro Horário: 19h30 Ingressos: R$10 e R$ 5 (estudantes) Informações: 3315- 5656/ 9655-3123


14

Alagoas Expresso

TURISMO

Maceió, 18 a 24 de maio de 2014

Turistas são cada vez mais atraídos por belezas naturais da Chapada Diamantina Localizado na Bahia, destino é procurado por suas incríveis cachoeiras e trilhas de aventura

A Chapada Diamantina é uma região de serras, protegida pelo Parque Nacional da Chapada Diamantina, situada no centro do estado brasileiro da Bahia, onde nascem quase todos os rios das bacias do Paraguaçu, do Jacuípe e do Rio de Contas. Essas correntes de águas brotam nos cumes e deslizam pelo relevo em belos regatos, despencam em borbulhantes cachoeiras e formam transparentes piscinas naturais. O parque nacional é administrado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).1 A vegetação é exuberante, composta de espécies da caatinga semi-árida e da flora serrana, com destaque para as bromélias, orquídeas e sempre-vivas. A Chapada Diamantina é composta por 27 municípios: Abaíra e seu distrito Ouro Verde e Catolés, Andaraí,Barra

da Estiva, Dom Basílio, Ibitiara, Itaetê, Livramento de Nossa Senhora, Marcionílio Souza, Mor ro do Chapéu, Novo Horizonte, Palmeiras, Rio de Contas e seus distritos Arapiranga e Marcolino Moura, Ruy Barbosa,Seabra, Souto Soares, Tapiramutá, Utinga, Wagner, Boninal, Bonito, Ibicoara e seu distrito Cascavel, Iraquara,Jussiape e seu distrito Caraguataí, Lençóis, Mucugê, Nova Redenção e Piatã e seus distritos Cabrália e Inúbia. As rochas da Chapada Diamantina fazem parte da unidade geológica conhecida como Supergrupo Espinhaço, que tomou este nome por ocorrer na serra do Espinhaço, no estado de Minas Gerais. Apresenta-se em geral como um altiplano extenso, com altitude média entre 800 e 1.200m acima do nível do mar. As serras que compõem a Chapada Diamantina abrangem uma área apro-

ximada de 38.000 km² e são as divisoras de águas entre a bacia do rio São Francisco (rios S. Onofre, Paramirim) e os rios que deságuam diretamente no oceano Atlântico, como o Rio de Contas e o Rio Paraguaçu. As montanhas mais altas do Nordeste brasileiro estão na Chapada Diamantina: o Pico do Barbadocom 2.033 metros, o Pico do Itobira com 1.970 metros e o Pico das Almas com 1.958 metros. A Chapada Diamantina nem sempre foi uma imponente cadeia de serras. Há cerca de um bilhão e setecentos milhões de anos, iniciou-se a formação da bacia sedimentar do Espinhaço, a partir de uma série de extensas depressões que foram preenchidas com materiais expelidos de vulcões, areias sopradas pelo vento e cascalhos caídos de suas bordas. Sobre essas depressões depositaram-se sedimentos em uma região em forma de bacia,

sob a influencia de rios, ventos e mares. Posteriormente, aconteceu um fenômeno chamado soerguimento, que elevou as camadas de sedimentos acima do nível do mar, pressionada pela força epirogenética, tendo aos pouco um sofrível erguimento ao longo de milhões de anos. As inúmeras camadas de arenitos, conglomerados, e calcários, hoje expostas na Chapada Diamantina, representam os depósitos sedimentares primitivos; a paisagem atual é o produto das atividades daqueles agentes ao longo do tempo geológico. Nas ruas e calçadas das cidades da Chapada, lajes de superfícies onduladas revelam a ação dos ventos e das águas que passavam sobre areais antigos. Alguns atrativos naturais causam espanto e êxtase, como a Cachoeira da Fumaça e seus 380 metros de queda livre ou o deslumbrante Poço Encantado. Mas são tantas as atrações que se

pode optar entre visitar grutas, tomar banho de cachoeira, fazer trekking em antigas trilhas de garimpeiros, montar a cavalo ou praticar esportes e aventuras. A Chapada abriga, em seus vales e cumes, comunidades esotéricas e alternativas como no Vale do Capão. Caminhar respirando o ar puro e admirando a paisagem é a principal opção dos turistas de todas as partes que visitam a Chapada. Os lugares verdejantes guardam sempre uma surpresa com águas cristalinas ou areias coloridas, belos morros, flores e hortaliças que encantam pela beleza e viço. Em Igatu, a curiosidade se aguça em meio às ruínas da cidade fantasma, construída com pedras que formam as paredes de pequenas grutas. Em Capão da Volta o “morro da igrejinha” é um dos lugares mais visitados, por católicos e todos que apreciam a beleza da Chapada.


Acesse:

achadao.com.br ano II | edição 056

cursos & empregos imóveis automóveis variados concursos

AUTOMÓVEIS CHEVROLET Agile LTZ 2010 1.4, verde, 4 portas, flex, completo. Tel. 32028023 Astra Hatch ADV 2.0 2009 2.0, prata, 4 portas, flex, completo. Tel. 3202-8027 Celta 2004 1.0, braco, gasolina, 4 portas, Ar. Tel. 3324-1304 Celta 2004 1.0, prata, gasolina, 4 portas, Ar, TE e Alarme. Tel. 3311-7160 Celta 2010 1.0, cinza, 4 portas, flex, ar, te. Tel. 3202-8027 Celta 2010 1.0, prata, 4 portas, flex, ar e te. Tel. 3202-7939 Celta 2010 1.0, prata, flex, 4 portas, Ar, TE e Alarme. Tel. 33117160 Celta 2010 1.0, preto, flex, 4 portas, completo. Tel. 32027930 Celta 2011 1.0, prata, 4 prata, 4 portas, flex, completo. Tel. 32315110 Celta 2011 1.0, preto, flex, 4 portas, Ar, TE

e Alarme. Tel. 32027930 Celta 2012 1.0, cinza, flex, 4 portas, completo. Tel. 30314806 Celta Life 2002 1.0, prata, gasolina, 2 portas. Tel. 3202-8051 Celta Life 2008 1.0, preto, flex, 2 portas, Ar. Tel. 3202-7930 Celta Life 2008 1.0, vermelho, 4 portas, flex, ar. Tel. 3202-7939 Celta Life 2010 1.0, prata, flex, 2 portas, TE e Alarme. Tel. 3311-7160 Celta Spirit 2010 1.0, prata, 4 portas, flex, completo. Tel. 32315110 Celta Spirit 2010 1.0, preto, flex, 4 portas, completo. Tel. 32027949 Classic 2004 1.0, bege, gasolina, 4 portas, Ar, DH, TE e Alarme. Tel. 3031-4806 Classic 2012 1.0, cinza, flex, 4 portas, completo – VE. Tel. 3031-4806 Corsa 2009 1.0, cinza, flex, 4 portas, Ar, TE e Alarme. Tel. 3202-

7930

VOLKSWAGEN Baby Buggy 1600 1986, branco pérola, gasolina - novissimo. Tel. 9616-0536

MOTOS BMW BMW GS 1200 R, 2011, Preta. R$ 58.000,00. Tel. 3216-8000

HONDA Cargo 125 KS, 2009, Branca. R$ 4.500,00. Tel. 3202-3656 | 93268320 CB 1000 R, 2013, Ve r m e l h r a . R $ 4 3 . 6 9 0 , 0 0 . Te l . 3216-8000 CB 1000, 2013, Branca. R$ 47.290,00. Tel. 3216-8000 CB 300 STD, 2011, Preta, R$ 9.500,00. Tel. 3202-3656 | 9326-8320 CBR 1000 FireBlade, 2009, Preta. R$ 46.000,00. Tel .32168000 CBR 1000 FireBlade, 2012, Vermelha. R$ 60.000,00. Tel .32168000 CBR 1000, 2007, Ve r m e l h r a . R $

37.000,00. Tel. 32168000 CBR 250 R, 2012, Preta, R$ 14.500,00. Tel. 3202-3656 | 93268320 CBR 250, 2012, Azul. R$ 17.620,00. Tel. 3216-8000 CBR 600 F, 2013, Azul. R$ 36.910,00. Tel .3216-8000 Crosstourer VFR X 1200, 2013, Vermelha. R$ 83.000,00. Tel. 3216-8000 Fan 125 KS, 2009, Preta. R$ 4.000,00. Tel. 3202-3656 | 9326-8320 Hornet 600, 2011, Preta. R$ 27.500,00. Tel .3216-8000 NC 700 X, 2013, Branca. R$ 31.800,00. Tel. 3216-8000 Pop 100, 2012, Preta. R$ 4.200,00. Tel. 32023656 | 9326-8320 Shadow 750, 2011, Preta. R$ 25.000,00. Tel. 3216-8000 Titan 150 ESD Flex, 2011, Vermelhra. R$ 6.000,00. Tel. 32023656 | 9326-8320 Titan 150 EX Flex, 2012, Azul, R$ 7.000,00. Tel. 3202-

Maceió, 18 a 24 de maio de 2014

3656 | 9326-8320 Titan 150 EX Flex, 2012, Cinza, R$ 6.000,00. Tel. 32023656 | 9326-8320 Transalp XL STD, 2013, Branca. R$ 33.000,00. Tel. 32168000 V F R 1 2 0 0 , 2011,Vermelhra. R$ 68.500,00. Tel. 32168000 V F R Au t o m a t i c a 1200, 2011, Preta. R$ 55.000,00. Tel. 32168000 XR 250 Tornado, 2008, Laranja. R$ 7.500,00. Tel. 32023656 | 9326-8320 XRE 300, 2011, Preta, R$ 10.500,00. Tel. 3202-3656 | 9326-8320

SUZUKI

Boulevard 800, 2007, Preta. R$ 19.000,00. Tel. 3216-8000 Boulevard 800, 2009, Preta. R$ 23.000,00. Tel. 3216-8000 GSX-R 1000, 2005, Amarela. R$ 30.000,00. Tel. 32168000 V-Storm 1000, 2009, Preta. R$ 30.000,00. Tel. 3216-8000

DEDETIZAÇÃO Nossos Serviços:

*Controle de pragas *Limpeza de caixa d`agua *Descupinização *Desrratização Trabalhamos com produtos sem cheiro

Contato: (82) 8844-2452 (82) 9127-5302

WALDIR


16

PUBLICIDADE

Alagoas Expresso Macei贸, 18 a 24 de maio de 2014


Alagoas Expresso