Page 1


12 DISCÍPULOS AISLAN DLANO


12 DISCÍPULOS AISLAN DLANO


12 DISCÍPULOS Copyright 2015 por Aislan Dlano EDITOR RESPONSÁVEL Aislan Dlano SUPERVISÃO EDITORIAL Aislan Dlano CAPA, PROJETO GRÁFICO E DIAGRAMAÇÃO Aislan Dlano Lima, Aislan, 2015. / 12 Discípulos. Aislan Dlano Lima, Camaçari– BA, 2015.

Todos os direitos reservados à Aislan Dlano Lima Rua Florino Peixoto, nº 51 – Arembepe Bahia – Camaçari – BA – CEP: 42.835-000 E-mail: dlanoaislan@outlook.com Facebook: Aislan Dlano


PALAVRAS DO AUTOR

Uma pergunta sempre me assombrou, muitas delas ainda me instigam, mas essa é algo que sempre quis entender a resposta,

isso

mesmo,

entender

a

resposta e não encontrar a resposta. Porque será que Jesus escolheu 12 de todos os discípulos que o seguia? O que estes homens tinham de tão especial? Eu entendi a reposta, busquei ela em 4 evangelhos que contam a vinda de Jesus para a terra.


Mateus, Marcos, Lucas e João, quatro visões diferentes que retratam quatro aspectos fundamentais do verbo que virou carne, dentre eles, o porquê de suas escolhas.


CONTEXTO

Observando a história de Jesus, sua constituição e o contexto histórico que o fez ser quem ele é, foi e permanecerá sendo encontra-se 4 fases essenciais que percebi na busca em entender a resposta. O

Evangelho

segundo

Mateus

corresponde ao livro da geração de Jesus Cristo. Ele retrata a árvore genealógica de Jesus. Assim, são 14 gerações de Abraão até Davi, de Davi até a deportação para


babilônia, 14 gerações, da deportação para a Babilônia até Cristo, 14 gerações. Assim,

Compreende-se

o

foco

do

Evangelho de Mateus: genealogia de Jesus e contexto histórico, refletindo quem foi Jesus: todos até o verbo. Este é o motivo para que o evangelho segundo Mateus tenha 24 capítulos, sendo maior que os demais, seus argumentos buscam a descrição dos fatos, a sensação ao lê seu livro foi a mesma que retirar uma foto. Todos os detalhes sem perder nenhuma característica, é claro em uma descrição

aponta-se

as

principais


características, não seria diferente em outros tempos. O que se difere no Evangelho segundo a Marcos, a preocupação maior de Marcos em sua visão sobre Jesus, é os princípios do Evangelho de Jesus Cristo, os mesmos princípios que escreveram o seu Santo nome: REI DOS REIS E SENHOR DOS SENHORES. Marcos retrata na essência que todas as maravilhas de Jesus tinham um princípio, sendo este, algo formidável, o batismo com o Espírito Santo.


O que de fato seria este princípio que marcos revela? O que seria ser batizado com o Espírito Santo? Entendendo que Deus fala de três formas diferentes: pai, filho e espírito santo. Significa que: a primeira pessoa é quem fala (Deus), a segunda com quem se fala (Jesus) e a terceira de quem se fala (Espírito Santo). E nós, onde está a nossa pessoa? É obvio no Batismo. Deus falou, Jesus escutou e conversou com Deus em busca de uma forma de consertar o que se perdeu, e a solução foi:


falar de alguém que fosse a solução (O Espírito Santo). Ser batizado com o Espírito Santo, significa que Deus é conosco. Imagine a perfeição, agora que imaginou, como ela é? Permaneceu sem resposta, sabe porquê? Não conseguimos enxergar a perfeição sem que ela nos batize. Pior seria imagina-la. Pode até ser frustrante para você, mas é a verdade. O livro de Marcos tem 16 capítulos,

é

o

menor

dos

quatros

evangelhos que esclarecem o nome de Jesus.


Assim, quando o Evangelho de Lucas é despertado, há espaço somente para duas coisas: certeza e testificação de Jesus. Não somente essas duas premissas, mas, por final, confirma do que você já foi informado. Em outras palavras, Mateus descreve, Marcos aponta os princípios e Lucas nos seus 24 capítulos, confirma tudo o quanto lhe foi dito e testifica a certeza de Jesus, porém com um toque especial: ele descreve João Batista, aquele que preparou para Jesus um povo bem-disposto para recebe-lo. Assim como cria uma retrospectiva genealógica de Jesus até Deus.


Você deve estar se perguntando: onde ele quer chegar com esta explicação toda? Em entender a resposta! Por final, o Evangelho segundo João que reflete o princípio de Jesus no céu em 21 capítulos, este livro ressalta o discípulo que Jesus mais amou, mas a sua humildade é tão grande que ele age como se não fosse, não por desprezo ao amor de Jesus por ele, mas por saber que: todo aquele que é digno de amor, repulsa a ira que adormecia em outros.


Não

sendo

este

seu

desejo,

mas

sobremaneira o oculto torna-se revelado, na hora e no momento certo. Resumidamente: Mateus (genealogia de Jesus e contexto histórico, refletindo quem foi Jesus: todos até o verbo); Marcos (os princípios do Evangelho de Jesus Cristo, os mesmos princípios que escreveram o seu Santo nome: REI DOS REIS E SENHOR DOS SENHORES e o Batismo com o Espírito Santo); Lucas (confirma tudo o quanto lhe foi dito e testifica a certeza de Jesus);


João (reflete o princípio de Jesus no céu). Este contexto, é para que você não esqueça de quatro pilares essenciais sobre

Jesus:

confirmação.

principio,

meio,

fim

e


PORQUE SERÁ QUE JESUS ESCOLHEU 12, DE TODOS OS DISCÍPULOS QUE O SEGUIA?


Se você fosse um líder perfeito, quais homens você escolheria para estar ao seu lado, vivenciando seus projetos? Eu, sendo este homem, escolheria os que fosse confiante em estar em minha presença. Estes homens, eu faria de líderes e os distinguiriam dos demais. Assim, foi feito por Jesus:

“E, chamando os seus doze discípulos, deu-lhes

poder

sobre

os

espíritos

imundos, para os expulsarem, e para curarem toda a enfermidade e todo o mal.


Ora, os nomes dos doze APÓSTOLOS são estes: O primeiro, Simão, chamado Pedro, e André, seu irmão; Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu irmão; Felipe e Bartolomeu; Tomé e Mateus, o publicano; Tiago, filho de Alfeu, e Lebeu, apelidado Tadeu; Simão, o Cananita, e Judas Iscariotes, aquele que o traiu”. Mateus 10: 1-4 Jesus escolheu estes homens e os colocou acima dos demais, pois ele ordenava e eles obedeciam, eles não


seriam mais pescadores de peixes, mas sim, de homens:

“E disse-lhes: Vinde após mim, e eu vos farei pescadores de homens”. Mateus 4: 19 “E Jesus lhes disse: Vinde após mim, e eu farei que sejais pescadores de homens”. Marcos 1:17 “E, de igual modo, também de Tiago e João, filhos de Zebedeu, que eram companheiros de Simão. E disse Jesus a Simão: Não temas; de agora em diante serás pescador de homens”. Lucas 5: 10


Está é a vocação dos discípulos de Deus, pescar homens. E se confirma em três evangelhos, mas, o que seria pescar homens? Como se pode pescar homens? Será que é possível pescar homens? Pois eu lhe digo, meu irmão Jesus, pescava homens perdidos, sim meu irmão Jesus e seu também, somos filhos do mesmo pai (Deus). A diferença que há entre nós está no nível de obediência e conhecimento que temos da palavra de Deus.

“Jesus enviou estes doze, e lhes ordenou, dizendo: Não ireis pelo caminho dos


gentios, nem entrareis em cidade de samaritanos; Mas ide antes às ovelhas perdidas da Casa de Israel; E, indo, pregai, dizendo: É chegado o reino dos Céus. Curai os enfermos, limpai os leprosos, ressuscitai os mortos, expulsai os demônios; de graça recebestes, de graça daí. Não possuais ouro, nem prata, nem cobre, em vossos cintos, nem alforjes para o caminho,

nem

duas

túnicas,

nem

sandálias, nem cajado; porque digno é o operário do seu alimento.


E, em qualquer cidade ou aldeia em que entrardes, procurai saber quem nela seja digno, e hospedai-vos aí, até que vos retireis”. Mateus 10:5-14 O que esta palavra tem a dizer? Simples, em uma pescaria, nada é tão necessário quanto três fatores: o pescador, seu material de pesca e a isca, esta deve ser específica. Porém, é necessário aprender para depois pescar. Foi o que Jesus fez, determinou um pouco de seu tempo para doar partes de sua graça, entre homens específicos.


Mas, porque estes homens específicos? Simples, eles detinham algo chamado autoridade

e

estavam

dispostos

a

aprender tudo o que Jesus fazia, até Judas Iscariotes,

mesmo

dando

ouvido

a

Satanás.

“E ele disse: A vós é dado conhecer os mistérios do reino de Deus, mas aos outros por parábolas, para que vendo, não vejam, e ouvindo, não entendam”. Lucas 8: 10 Selecionar, é importante. E, de fato, tornase necessário. Jesus conhecia o reino de Deus, sabia de tudo o que estava por vim,


sabia de sua morte em cruz. Pois, esta decisão foi tomada nos Céus para depois se concretizar em terra. Essa era a sua missão especial, como agente secreto. Ligar os homens novamente com o reino de Deus, e fortificar a aliança que tinha sido perdida.

“Novamente o transportou o diabo a um monte muito alto; e mostrou-lhe todos os reinos do mundo, e a glória deles”. Mateus 4: 8 De fato, a glória deles e não a de Deus sobre eles. Esse é o segredo de Satanás,


matar a palavra de Deus dentro dos corações dos seus. Este é o motivo para o verbo ter virado carne, pois sem ele não haveria Deus com o restante:

“Este foi ter de noite com Jesus, e disselhe: Rabi, bem sabemos que és Mestre, vindo de Deus; porque ninguém pode fazer estes sinais que tu fazes, se Deus não for com ele”. João 3: 2 Por isto, a necessidade de entender que tudo só haverá permissão se Deus for com você.


Jesus é o Salvador, este foi o motivo de seu nascimento e também de sua morte de cruz:

“E o anjo lhes disse: não temais, porque eis aqui vos trago novas de grande alegria, que será para todo o povo: Pois, na cidade de Davi, vos nasceu hoje o Salvador, que é Cristo, o Senhor. ” Lucas 2:10-11 Jesus sentou-se a destra de Deus, mas a sua semente permaneceu em muitos, mas os mistérios de Deus, apenas em 12 para que o evangelho segundo o reino jamais morresse.


Mas, que fosse disseminado até o dia final. Assim, Jesus mostrou a muitos a força da autoridade que emanava de Deus sobre ele, quebrando muitos preceitos, fazendo a vontade do pai.

“Nestes

jazia

grande

multidão

de

enfermos, cegos, mancos e ressecados, esperando o movimento da água”. João 5: 3 Muitos homens não estão dispostos a verem a glória de Deus sobre outros, eles sabem que a iluminação de um produz sombra em outros, esta é a única certeza que

eles

conseguem

enxergar,

mas


porque não agir diferente: aproxime-se da luz e ela lhe iluminará também. 12 entenderam isso, a maioria não. Aqueles

que

compreendem,

tem

autoridade sobre os que não alcançaram a compreensão, dominando-os.

“Eis que chega a hora, e já se aproxima, em que vós sereis dispersos cada um para a sua parte, e me deixareis só; mas não estou só, porque o Pai está comigo”. João 16: 32 Deus está com você o tempo todo, ele jamais lhe abandonaria, o segredo é


conhece-lo e obedecer, pois, a sua graça já nos basta. Deus toma cada um em suas mãos lapidaos e usa-os para fortificar a sua palavra pregando o evangelho, para as ovelhas pedidas da Casa de Israel. O Evangelho de Deus, busca mostrar ao homem a verdadeira felicidade, e não a felicidade ao homem. A felicidade não vai até o homem sem a permissão de Deus. Da mesma forma, que a profecia vem ao homem, porém a adivinhação é o homem quem busca, estes não entrarão no reino de Deus.


Todos que creram em Jesus como filho de Deus, estes já pertencem ao reino, mas para

muitos

ainda

é

necessárias

comprovações. Pessoas de pouca fé, conheceram apenas os milagres e verão eles acontecendo na vida dos outros. Muita fé equivale a muita autoridade. Jesus tem esta autoridade e ressuscitou dentre os mortos:

“Chegou, pois, Simão Pedro, que o seguia, e entrou no sepulcro, e viu no chão os lençóis, E que o lenço, que tinha estado


sobre a sua cabeça, não estava com os lençóis, mas enrolado num lugar à parte. João 20: 6-7 Se você crer em Deus sabe que não mais pertence a este mundo, mas que sua alma habita em um corpo. Equivalente a um vaso com água. A depender de nossas atitudes, transborda águas salgadas ou doces. Assim, eu escolhi os bem-aventurados e os ensinei, levantei 12 pilastras e as coloquei sobre as doze tribos de Israel, para que meus frutos não se perdessem. Eis aqui:


“Bem-aventurados os pobres em espírito, porque deles é o reino dos céus; Bemaventurados os que choram, porque eles serão consolados; Bem-aventurados os mansos, porque eles herdarão a terra; Bem-aventurados os que tem fome e sede de justiça, porque eles serão fartos; Bemaventurados os misericordiosos porque eles

alcançarão

misericórdia;

Bem-

aventurados os limpos de coração, porque eles verão a Deus; Bem-aventurados os pacificadores porque eles serão chamados filhos de Deus; Bem-aventurados os que sofrem perseguição por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus; Bem-


aventurados

sóis

vós,

quando

vos

injuriarem e perseguirem e, mentindo, disserem todo o mal contra vós por minha causa. Exultai e alegrai-vos, porque é grande o vosso galardão nos céus; porque assim perseguiram os profetas que foram antes de vós. Vós sois o sal da terra; e se o sal for insipido, com que há de salgar? Para nada mais presta senão para se lançar fora, e ser pisado pelos homens. Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um


monte; nem se acende a candeia e se coloca debaixo do alqueire, mas no velador, e da luz a todos que estão na casa. Assim, resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus. Não cuideis que vim destruir a lei ou os profetas: não vim destruir, mas cumprir. Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, nem um jota ou um útil jamais passará da lei, sem que tudo seja cumprido.


Qualquer, pois, que violar um destes mandamentos, por menor que seja, e assim ensinar aos homens, será chamado o menor no reino dos céus; aquele, porém, que os cumprir e ensinar será chamado grande no reino dos céus. Porque vos digo que, se a vossa justiça não exceder a dos escribas e fariseus, de modo nenhum entrareis no reino dos Céus”. João 5:3-20 Esta é a solução que responde à pergunta título, porque Jesus escolheu 12, entre todos os discípulos. Cumprir e ensinar!


12 estiveram lado a lado com ele, 11 permaneceram e aprenderam, um se perdeu,

mas

sua

presença

foi

tão

importante quanto a dos demais. Para que você não esqueça: Mateus (genealogia de Jesus e contexto histórico, refletindo quem foi Jesus: todos até o verbo); Marcos (os princípios do Evangelho de Jesus Cristo, os mesmos princípios que escreveram o seu Santo nome: REI DOS REIS E SENHOR DOS SENHORES e o Batismo com o Espírito Santo);


Lucas (confirma tudo o quanto lhe foi dito e testifica a certeza de Jesus); João (reflete o princípio de Jesus no céu). Este contexto, é para que você não esqueça de quatro pilares essenciais sobre

Jesus:

principio,

meio,

fim

e

confirmação. Agora que você já sabe a resposta que é cumprir e ensinar! Deixe Deus lhe usar e fazer de você um vaso novo!

Quando Deus lhe chamar, não diga não, diga: “eis-me aqui, seu servo lhe escuta”.


BIOGRAFIA Aislan Dlano (08-09-1991) é um escritor brasileiro, evangélico, filho da Casa da Bênção- Vilas de Abrantes. Autor da Trilogia ARMAGEDOM, sua obra de maior destaque. Soberano pela autenticidade e pelo caráter Nacional e Social de suas obras, trabalha com um universo de sua escrita que perpassa entre o evangélico, o organizacional, o acadêmico, a ficção, a realidade, etc. Dlano nasceu no Hospital Geral de Camaçari, Salvador - BA, no dia 09 de Setembro de 1991. Filho de Erisvaldo


Ferreira de Lima e Joselita de Jesus Silva, irmão de seis. Em sua juventude toma gosto pelos estudos e na terceira unidade já

estava

aprovado

em

todas

as

disciplinas, melhor aluno em sua escola da rede pública, Lídia Coelho Pinto, escola situada no Vilarejo de Arembepe, onde concluiu o ensino médio em 2008. Filho de uma família simples e humilde, tinha um grande sonho, cursar uma Faculdade e crescer na vida. Então, decide estudar e se preparar para o vestibular. Fez pré-vestibular, através do programa Universidade Para Todos e começou

a

tentar

a

entrada

nas


Universidades Públicas, do Estado, foi aprovado na UFBA, mas a distância e as dificuldades

o

impediram

de

cursar.

Entretanto, ele não desistiu e tentou o ENEM, com a nota do ENEM, tentou o PROUNI. Jovem inteligente, com aptidão para exatas

ou

Comunicação

humanas, Social.

decide

cursar

Aprovado

no

PROUNI, com uma bolsa de 100% adentra na UNIBAHIA, Faculdade próxima de sua casa.

Tudo

coincidiu

para

seu

crescimento, e em 2010 Dlano começa a sua Graduação aos 19 anos, logo toma gosto pela escrita e pelos gêneros


variados. Apesar de cursar Comunicação, Dlano lia muitos livros de outras áreas, como

administração,

psicologia,

matemática, designer, jornalismo, biologia, política, economia dentre outros.

Sua

estimativa de leitura por semana, muitas vezes, ultrapassava quatro a cinco livro. Em seus quatro anos de Faculdade, adquiriu

experiência

de

mercado

e

desenvolveu muitas habilidades, aos 23 anos já tinha passado por 10 empresas, incluindo estágio e prestações de serviço, dentre elas, IBGE, JORNAL A TARDE, ECT-BA, MIDIACLIP LTDA, UNIBAHIA, TRAVELLIN

HOTEIS,

TECNHUM


CONSULTORIA, dentre outras, além dos estágios voluntários. Paralelo a sua Graduação, ele fez diversos cursos, como: marketing pessoal e social, marketing para redes sociais, designer gráfico, programação mobile, plano de negócios, eventos, escrita e oratória, marketing

para

levantamento

de

web,

pesquisa

dados,

e

reuniões,

cerimonial e protocolo, dentre outros. Em 2013 conclui a Graduação e no início de 2014 começa a desenvolver a atividade de

Monitoramento

de

Veículos

de

Comunicação Locais e Nacionais na


MIDIACLIP, empresa baiana, número um em monitoramento e clipping da Bahia e 5º em Nível Nacional. Aislan Dlano, é apenas seu pseudônimo, muito orgulhoso de seu nome, ele é Erisnaldo Silva de Lima. AISLAN em hebraico significa “leão” e DLANO é apenas um anagrama para seu apelido: “NALDO”, a forma como os mais próximos a ele chamam. Dlano, além de muitas histórias para contar é um jovem maduro e decidido, atualmente continua a sonhar, hoje com sua pós-graduação, amanhã com as suas empresas e projetos sociais.


“O Homem tem que devolver a sociedade o que a de melhor nele, pois sem ela este não sobreviverá. ” AISLAN DLANO

12 Discípulos - Aislan Dlano  

Uma pergunta sempre me assombrou, muitas delas ainda me instigam, mas essa é algo que sempre quis entender a resposta, isso mesmo, entender...

12 Discípulos - Aislan Dlano  

Uma pergunta sempre me assombrou, muitas delas ainda me instigam, mas essa é algo que sempre quis entender a resposta, isso mesmo, entender...

Advertisement