Page 1

Edição especial: Operação Lágrimas do Sol II - SP Edição 01 | Ano I | Dezembro 2012

Review Airsoft SIG SG 551 by ICS MÉDIA final: 9

LÁGRIMAS DO SOL II COBERTURA COMPLETA Operação Lágrimas do Sol II realizada nos dias 16 e 17 de novembro pelo time B.I.R.D.S. em SP.

Dicas

25

CONDUTAS BÁSICAS segurança no airsoft As armas de Airsoft devem ser manuseadas apenas nos campos próprios para o esporte.

O Airsoft é um esporte EM QUE o principal valor é a honra.


ÍNDICE 03 Editorial O primeiro

04 Airsoft Online

O airsoft em tempo real

CONTEÚDO 08 1ª Missão bneficente Mais de 400kg de alimentos

10 Airsoft Feminino

Mulheres: Sim somos capazes

12 Lágrimas do Sol II

Cobertura completa do evento

CONHECIMENTO 22 Review SIG SG 551 By ICS

Comparação entre a real e réplica

26 25 Condutas Básicas

De segurança para o Airsoft

28 Review Missão Faça a missão Névoa Negra

30 Review Campo

Hotel Betim - MG

ENTRETENIMENTO 32 Projeto Airsoft Brasil

Team FEAR Real Action

36 Mundo dos Games

Lançamento do Black Ops II

41 Mulheres Bem Armadas

2 • Airsoft Online - Revista Digital • www.airsoftonline.com.br

Lindas mulheres portando armas


EDITORIAL Durante alguns jogos de airsoft, percebi que existia a carência de informação sobre o airsoft brasileiro, e daí surgiu a ideia de produzir uma revista digital com cobertura de eventos para mostrar os valores do esporte que cresce a cada instante no Brasil. Estou ciente da existência de trabalhos de boa qualidade, como criação de eventos, associações e grupos que não foram e não são divulgados até hoje. Quando isto ocorre todos perdem. Os que trabalharam perdem porque as suas ideias dificilmente se propagarão, uma vez que circularão apenas em círculos fechados. Os interessados, porque ficarão privados do acesso a informação. Associações ou eventos que não são divulgados são como sementes que não germinam, árvores que não crescem ou flores que não desabrocham. As ideias precisam ser materializadas, mas isso somente ocorrerá por meio da comunicação escrita. Mas onde publicá-las? No Brasil o

Editor-chefe

número de mídias especializadas em airsoft talvez não chegue a uma

Wesley Moura, wesley@airsoftonline.com.br

dezena, e é desconhecida a existência de alguma mídia impressa ou digital que possua circulação regular.

Diretor de redação

A Revista do Airsoft Online, cujo o primeiro número está sendo final-

Eduardo Cruz, redacao@airsoftonline.com.br

izado, deixa de ser sonho e ganha corpo. Os seus objetivos são: a) promover o intercâmbio de ideias entre os grupos/times; b) oferecer à comunidade brasileira textos voltados para a realidade do Airsoft; c) estimular a criação de associações e grupos; d) divulgar principalmente os eventos; e) propagar todo o acervo na internet; f) dinamizar e redimensionar os eventos regionais e as atividades práticas do esporte. O Comitê Editorial agradece a colaboração das autoridades ligadas às edições do Airsoft Online. Justiça deve ser feita aos colegas Iago Bagatini e Eduardo Cruz. O primeiro deu sua contribuição artística e técnica à consecução dos objetivos projetados. O segundo repórter e blogueiro, na qualidade de Diretor de Redação, contribuiu com a

Escritor contribuindo Marcio Takamatsu, Marcela Guglielmelli, Rodrigo Souza

Direção de arte F1 Digital - Agência Digital, fale@f1digital.com.br

Fotógrafos Flavio Costa, Isaac Fausto e Renatto Ataide

coordenação e supervisão dos trabalhos editoriais. Ao nosso primeiro patrocinador oficial Camuflagem Airsoft e todos os operadores e aman-

Diretor de tecnologia

tes são igualmente merecedores dos nossos agradecimentos. Destaque

Iago Bagatini, suporte@airsoftonline.com.br

deve ser dado também a Eduardo Perrone, pela oportunidade de fazer a cobertura da Operação Lágrimas do Sol II. É com muita alegria que vemos surgir o primeiro número da Revista Digital do Airsoft Online. Esperamos que os próximos números des-

Diretora de vendas Aline Pires, vendas@airsoftonline.com.br

pertem tanto interesse e expectativa quanto o primeiro. Foram muitos e-mails de pessoas das várias partes do Brasil pedindo informações acerca de como obter um exemplar, qual a periodicidade, como conseguir ser assinante e outros detalhes. Esse feedback funcionou como advertência para nós. Pudemos constatar, a partir dessa procura, como é grande a nossa responsabilidade, daqui pra frente de mantermos a periodicidade e a qualidade da Revista Digital. Estamos abertos às

QI 03 LOTE 380 SALA 18 ED. REAL CENTER BRASÍLIA-DF +55 61 3047-7799 fale@airsoftonline.com.br www.airsoftonline.com.br

sugestões, críticas e que venham novos desafios. O Editor

Airsoft Online - Revista Digital • www.airsoftonline.com.br • 3


WESLEY MOURA DIRETOR DO AIRSOFT ONLINE APRESENTA O PROJETO E AS MEDIDAS ADOTADAS

AIRSOFT ONLINE

O AIRSOFT EM TEMPO REAL “Com a missão de propiciar aos leitores informação com agilidade e credibilidade dentro de uma conduta ética e transparente, nasce o Airsoft Online que leva o slogan - O airsoft em tempo real”

O que é - Um portal que tem como suporte a revista digital, especializado em Airsoft, com conteúdos que se entrelaçam em técnicas, comportamento, preparação, coberturas e divulgação de eventos, e propõe uma abordagem de caráter global sobre o tema, sem perder de vista a inserção no universo local (Brasil). As publicações objetivam a visibilidade do Airsoft brasileiro, com qualidade, rapidez e imparcialidade. O diretor Wesley Moura apresenta o mais novo veículo a alguns praticantes do esporte e lojas credenciadas na venda de equipamentos e fala sobre o processo de criação do projeto Airsoft Online e a carência de um meio de comunicação oficial como referência totalmente aberto ao público. “A ideia é centralizar a informação no Airsoft Online com conteúdo que chegue a lin-

4 • Airsoft Online - Revista Digital • www.airsoftonline.com.br


Nossa meta é produzir conteúdo de qualidade e mostrar as potencialidades do esporte”. guagem de todos os internautas; cobrir

ficos, propiciaremos ao internauta o

na em projetos de ponta e de grupos

os maiores eventos e mostrar as diver-

aprofundamento nos assuntos abordados

especializados.

sas equipes existentes no Brasil, sempre

sem perder o ritmo, tendo a seu dispor

dando apoio às federações e associações

navegação leve e agradável.

Reviews de AEG de Airsoft, equipamentos,

que ajudam a manter o esporte nos tril-

dicas sobre a utilização dos materiais e

hos”, diz.

A Revista é dividida em três seções. As

suas respectivas manutenções, sempre

“Nossa meta é produzir conteúdo de

Reportagens Especiais exploram projetos

trazendo os lançamentos do mercado.

qualidade e mostrar as potencialidades

ou ideias de grande relevância no atual

do esporte, e, consequentemente, se tor-

momento do País. Entre os assuntos já

Os colunistas do Airsoft Online trazem

nar uma das maiores mídias especial-

abordados, está a cobertura da Operação

opiniões e análises originais para ajudá-

izada em Airsoft no país”, conclui.

Lágrimas do Sol II, seção que agrega

lo a interpretar temas atuais.

texto, entrevistas e galeria de fotos. A Revista Digital do Portal Airsoft Online

Fique por dentro de tudo que rola no

é um espaço para quem busca conhecer

As Reportagens são edições especial-

Airsoft do Brasil, espalhe essa ideia e

melhor aspectos do esporte, acompan-

mente desenvolvidas para a Revista

vamos juntos continuar construindo um

har a cobertura de eventos, divulgação

Digital, que também mostram o anda-

dos esportes mais envolventes da atuali-

e propagação do Airsoft no País. Com

mento do esporte em diversos estados

dade. Não deixe de acessar a nossa pági-

reportagens que utilizam recursos de

brasileiros com a opinião de autoridades

na oficial e venha interagir na primeira

vídeo, áudio, galerias de fotos e infográ-

sobre o assunto, que demonstram a roti-

rede social brasileira dedicada aos jogos.

Airsoft Online - Revista Digital • www.airsoftonline.com.br • 5


1ª MISSÃO

BENEFICENTE NA CIDADE DO PARANOÁ-DF, COM APOIO DA ABA Fotos: J. Rodrigues

E

vento beneficente promovido

descontraído, com a presença de famili-

pela Equipe Tsunami Airsoft e

ares dos participantes.

CR Eventos em prol da creche

Pela primeira vez, não houve uma equipe

Madalena Caputto, que cuida

vencedora, e sim, um inimigo derrotado.

de 180 crianças e adolescentes carentes.

Mais de 400kg de alimentos foram doa-

Foram convocados mais de 40 opera-

dos com o objetivo de saciar a fome de

dores de Airsoft de Brasília e entorno, no

pessoas carentes.

dia 03 de novembro de 2012, no Paranoá, cidade satélite de Brasília. O evento foi regido pelas regras da ABA - Associação Brasiliense de Airsoft. Um jogo em que muitas crianças foram beneficiadas, pela atitude positiva de vários operadores que pagaram as suas inscrições com alimentos não perecíveis. O local contou com um clima altamente

8 • Airsoft Online - Revista Digital • www.airsoftonline.com.br

40 OPERADORES 400KG DE ALIMENTOS 180 BENEFICIADOS INSTITUTO MADALENA CAPUTO - DF


MULHERES:

SIM, SOMOS CAPAZES! Por Marcela Guglielmelli mulheres@airsoftonline.com.br

S

empre vemos mulheres como heroínas do cin-

Para que a participação feminina seja expressiva, não existe

ema, em filmes como “Lara Croft: Tomb Raider”,

dificuldade, basta querer. Essa integração da mulher em um

“Resident Evil”, “As Panteras”. As personagens femi-

ambiente como o do airsoft, depende dela mesma, na disponibi-

ninas são guerreiras e capazes de acabar com

lidade de interagir com o meio.

qualquer homem, monstro ou zumbi, com atributos que somente

Não adianta nada se ela não gostar de armamentos, de ficar na

as mulheres têm de sobra.

lama, no meio do mato, pois são essas as situações que enfrenta-

Aos poucos o espírito guerreiro das mulheres vem sendo

mos em campo. Também não adianta ser uma pessoa que está

descoberto. Após muito tempo fazendo o papel de mocinhas

lá pura e simplesmente para acompanhar o marido/namorado/

vulneráveis, nós ganhamos espaço como heroínas fortes, inteli-

amigo, que não vai dar certo, não vai ser legal.

gentes, espertas, decididas e corajosas. Então, por que não ser-

Para que dê certo e para que ela se sinta a vontade, é necessário

mos como elas?

que a mulher goste daquilo, e acima de tudo, esteja disposta a

Minha missão aqui é clara, é a de mostrar que o airsoft também

entrar em combate de corpo e alma, sem medo de, ao fim do dia,

é um esporte para mulheres. Afinal, se observarmos os pratican-

ter as unhas quebradas, o cabelo despenteado e a roupa suja.

tes do esporte, notaremos que a sua grande maioria é do sexo

Sempre fui muito bem recebida pelas equipes e lugares por

masculino.

onde joguei. Além de ser tratada com respeito, recebi apoio

Nossa presença ainda é tímida, mas o número de mulheres

e incentivo em relações às táticas em campo, além de dicas

vem aumentando nos

de como progredir,

jogos e eventos em

agir em determinadas

todo o país. Contudo,

situações, entre out-

a presença das mul-

ros aspectos. Em geral,

heres em jogo não

sempre foram bem

deixa dúvida: “joga-

receptivos.

mos de igual para

Mas mesmo assim,

igual com os homens.”

ainda existe um olhar

Nos dias atuais, a

diferente em relação

integração

feminina

às mulheres pratican-

é muito mais fácil

tes de airsoft. Não

em qualquer aspecto,

chega a ser um olhar

pois percebemos sua

preconceito, mas uma

participação em dife-

diferença.

rentes áreas da socie-

homens,

dade. Estamos cada

mulheres,

Muitos e

mesmo ainda

vez mais desmistificando a figura da mulher como sexo frágil,

olham como se o airsoft fosse “coisa para macho”, que uma mul-

mostrando que, apesar de sensíveis, podemos ser fortes, habili-

her não vai ser tão boa quanto um homem em jogo, que não vai

dosas e firmes.

conseguir jogar direito, ou que vai achar ruim se for alvejada e

Dessa forma, por que não estarmos presentes também no air-

sentir dor.

soft? Mostrarmos que somos capazes de enfrentar qualquer

Convenhamos, isso é puro mito. Somos tão boas e tão capazes

obstáculo e de cumprir qualquer missão? Temos capacidade

quanto eles, basta estarmos dispostas a isso. Não é porque

para isso, sim.

somos mulheres que somos necessariamente frágeis. Podemos,

10 • Airsoft Online - Revista Digital • www.airsoftonline.com.br


O airsoft é um esporte para todos, indistintamente praticado por homens e mulheres, pois em campo, jogamos igualitariamente e as regras são as mesmas.” sim, cumprir qualquer missão e enfrentar qualquer desafio, além disso, podemos ser mais focadas, cuidadosas e disciplinadas que eles em alguns aspectos. Acredito que quem está em campo, sendo mulher ou não, gosta e pode ter potencial para executar qualquer objetivo, desde que se dedique. Somos capazes de escolher nosso próprio equipamento, dar opiniões e discutir preferências sobre os mesmos, elaborar táticas e técnicas de combate como qualquer praticante do sexo masculino. Nesses quesitos, nós mulheres, podemos competir

Marianne Araújo

Soraya Martins

Danielle Sppezapria

Renata Ferreira

em pé de igualdade com eles, sem dúvida. Ainda sim, a quantidade de mulheres praticantes é pequena, mas acredito que esse número tende a aumentar logo. Muito mais mulheres vão ao campo acompanhar seus maridos/namorados, e acabam se interessando pelo esporte, se entusiasmam e começam a jogá-lo. O airsoft é um esporte pra todos, indistintamente praticado por homens e mulheres, pois em campo, jogamos igualitariamente. As regras não são diferentes para um ou para o outro sexo, existe apenas um padrão de regra e um único jogo. A minha intenção aqui é acabar com a visão de que o airsoft é um esporte restrito aos nossos maridos, namorados e amigos. É de realmente mostrar que, assim como em qualquer outro lugar, somos tão capazes e tão boas quanto eles. Gostou deste artigo? Tem alguma história interessante para compartilhar? Envie-nos um e-mail e conte a sua história! Adoraremos compartilhá-la. Aseguir, conheça algumas heroínas do Airsoft brasileiro:

Kelly Fernandes

Mariana Bahia

Airsoft Online - Revista Digital • www.airsoftonline.com.br • 11


Operação Lágrimas do Sol II COBERTURA COMPLETA Fotos: flavio costa

O

airsoft é uma modalidade que vem crescendo bastante no território brasileiro. Atualmente, estima-se que tenha mais de 15 mil participantes do esporte em todo o Brasil, que se juntam durante

aos fins de semana para entre eles, com o objetivo único de simularem combates militares. Se a intenção básica do esporte é simular situações de combate, busca-se o realismo em todos os aspectos. Assim, os equipamentos e as vestimentas utilizadas são bem parecidos com os reais. Não há nenhuma vinculação política, paramilitar, separatista, revolucionária ou criminosa. São pessoas preocupadas em se divertir com os amigos, baseados na honra, segurança e respeito às leis. Em Novembro, a cidade de Araçariguama foi palco da maior batalha de airsoft já feita no país! Operação Lágrimas do Sol II, realizado pela equipe B.I.R.D.S. Jogadores de todo o Brasil fizeram parte deste embate. Conheça o briefing da operação Ano do combate: Julho de 2001 Situação I: Golfo da Guiné, Lt. A.K. Waters parte com seu esquadrão para localizar e resgatar Dra. Lena Kendricks. Situação II: Camarões, a 30 quilômetros da fronteira com a Nigéria, o 3º Regimento USMC junto com o 4º Grupamento SEAL se prepara para dar apoio ao Lt. Waters, sua missão principal e tomar de assalto o complexo militar nigeriano localizado nas proximidades de Calabar, removendo as ameaças ao resgate da doutora garantindo desta forma o sucesso da missão. Situação III: Duas nações, EUA e Nigéria, combatendo em um mesmo campo. Batalhas em territórios distintos, uma única missão. As nações se enfrentaram em uma área de mais de 20.000m2, com cenários rurais e urbanos. Sendo mais de 20 horas de jogo

12 • Airsoft Online - Revista Digital • www.airsoftonline.com.br


dividias em dois dias de jogo. E o que

amigos distantes.

mento, o time no geral investiu muitos

se pode ver foi muito fair-play entre os

recursos e tempo no local para poder

jogadores e uma organização com punho

Qual a razão do nome da operação?

propiciar um local seguro tanto para

de ferro em relação as regras e quais

A primeira edição do evento teve seu

acampamento quanto para jogo. A parte

quer situação que por ventura pudesse

enredo baseado no filme Lágrimas do

mais difícil com certeza foi a iluminação

atrapalhar o andamento do evento.

Sol (Tears of the Sun), estrelado por

do campo: no acampamento instalamos

Nossa equipe conversou com Eduardo

Bruce Willis. Na segunda edição, decidi-

postes e enfiação para mais de 20 lâm-

Perrone, membro da equipe B.I.R.D.S

mos manter o nome para dar uma con-

padas e na área em que ocorreu o jogo

e um dos organizadores da Operação

tinuidade e criamos um enredo que corre

noturno, instalamos postes e enfiação

Lágrimas do Sol, veja o resultado do bate

em paralelo ao enredo do filme.

para mais umas 20 lâmpadas também e

papo.

2 holofotes. Tudo isso para propiciar um A Operação Lágrimas do Sol já é consid-

jogo noturno seguro e que atendesse as

Como surgiu a ideia de criar a Operação

erada um dos maiores eventos do Brasil

expectativas dos participantes.

Lágrimas do Sol?

de Airsoft. Como essa magnitude pode

Nossa intenção desde o começo foi criar

ser verificada?

Hoje o estado de São Paulo vive um

um evento para reunir e integrar os

A primeira edição do evento já foi um dos

caos com a segurança pública. Como a

times e jogadores de airsoft de todo o

maiores jogos realizados desde então.

organização se preparou para esse item?

Brasil. Hoje em dia, muitos jogadores

Para esta edição, tivemos bastante retor-

Já que armas são replicas de armas uti-

acabam se conhecendo através da inter-

no positivo tanto em nossa página do

lizadas nas forças militares, não teria

net. Alguns até se falam diariamente

Facebook quanto dos próprios jogadores.

problema com uma suposta rendição de

em fóruns, mas não se conhecem pes-

A quantidade de patrocinadores de peso,

bandidos?

soalmente. O Lágrimas do Sol ajuda

inclusive um internacional, também é

Avisamos as autoridades locais sobre a

a quebrar essa barreira da distância e

um indicador. Nossa meta era fazer com

realização do evento para facilitar o acio-

coloca estes jogadores no mesmo campo,

que fosse o evento com maior número

namento caso houvesse alguma ocor-

jogando lado a lado e acampando a

de participantes já realizado no país. A

rência. Além disso, não temos histórico

alguns metros de distân-

expectativa era de 200 operadores, mas

de acontecimentos deste tipo em nossa

cia. Acreditamos que

infelizmente não conseguimos chegar a

capital.

isso aumenta o rel-

este número por razões diversas.

acionamento dos

Quais as regras que a organização não

jogadores e for-

Como

talece o esporte!

Operação Lágrimas do Sol II?

foi

a

organização

da

A necessidade da apresentação de toda

Sem contar que

A idéia de fazer a segunda edição

documentação para comprovar a legali-

é uma oportuni-

do evento surgiu em Abril. Durante

dade das AEGs e GBBs utilizadas no

dade reencontrar

alguns meses, avaliamos todos

evento, bem como a comprovação de que

nossos

os pontos para tirar este evento

cada arma estivesse atirando com uma

do papel como local de jogo, infra

abriu mão?

velocidade segura para evitar acidentes.

necessária, custos diversos e afins. Com essas informações, montamos um

Qual foi a maior decepção neste evento?

plano de negócios com o custo

Esperávamos uma maior adesão dos

total da operação, a quantidade

jogadores, especialmente de São Paulo.

de jogadores e a quantidade

Além deste fato, a organização tem um

de patrocínios necessária para

certo limite de controle sobre o evento:

cobrir os custos. De lá, fomos

propiciamos local, regras e missões para

atrás dos nossos patrocinadores,

os jogos, mas quem faz o evento são os

já que sem

jogadores. Assim, o sucesso do evento em

eles

não

si depende da atitude de todos os joga-

poderíamos

dores e infelizmente sempre há os que

nem

não tem fairplay. Isso acaba prejudicando

dar

a n d a m e n to ao Além

o jogo e por fim, o evento em si.

projeto. desta

parte de planeja-

Teve novidades em relação à edição anterior? Quais?

Airsoft Online - Revista Digital • www.airsoftonline.com.br • 13


Tivemos sim. Além da mudança radical

Utilizamos a página do evento assim

possível e impossível de modo que todos

de local, que aumentou bastante, desta

como fóruns do meio e Facebook, além

que estiveram presentes tivessem suas

vez foram introduzidos os Rangers, mem-

do marketing boca-a-boca de jogadores

expectativas atendidas. O melhor de tudo

bros do BIRDS espalhados pelo campo

presentes no ano passado. A participação

foi sim rever os amigos e fazer novas

e responsáveis por manter o bom anda-

do BIRDS em outros eventos durante o

amizades.

mento do jogo. Utilizamos também uma

ano também foi essencial para a divulga-

maior quantidade de artigos pirotécnicos,

ção da Operação.

tivemos maior número de patrocinadores, inclusive com lojas no local. As missões

Como foi a resposta de empresas e mar-

contaram com mísseis com ogivas que

cas para ajudar a realizar este evento?

podiam ser removidas, detonadores para

Felizmente, nossos patrocinadores acred-

acionar fogose afins.

itaram na nossa idéia desde o começo e tivemos um apoio grande por parte dos

Qual o número de participantes nesta

mesmos. A quantidade de itens sorteados

competição e quais os estados aqui rep-

e a divulgação das empresas engra-

Então esse evento é só a ponta do ice-

resentados?

deceu muito o evento. Gostaríamos de

berg? Podemos esperar muito mais para

Tivemos em torno de 100 operadores dos

agradecer a Airstep, Brasil Equipamentos,

o ano que vem?

estados de SP, RJ, DF, MG, RS, SC, PR e CE,

V-Unit, Surefire, AirsoftPark, Stock Total

Para o BIRDS, é momento de avaliar os

que foram os que vieram mais de longe!

Telecomunicações, ASB, Kommandos

erros e acertos do evento e restabelecer

Infelizmente a escolha da data, por ser

e especialmente nosso patrocinador

a rotina do time. Iremos retomar nos-

um feriado prolongado, afetou o número

máster, a Camuflagem Airsoft pela força

sos treinos e nos preparar para eventos

de participantes: muitos gostariam de vir,

que deram neste evento.

de outros times. Ainda não sabemos se

mas não tinham como se ausentar por

teremos um LAIII em 2013. Agora o foco

tanto tempo. Isso diminuiu bastante o

é correr atrás das coisas que deixamos de

número de participantes.

fazer com o tempo investido no Lágrimas. Mas podem ter certeza que se houver um LAIII, teremos várias novidades com relação a edições anteriores.

E quais os desafios que vocês têm encontrado na organização do evento? Qual a importância de um evento

Com certeza o mais difícil foi conseguir

como este para a sociedade do airsoft

conciliar nossa vida pessoal e profission-

brasileiro?

al com o planejamento do evento. Foram

Ao nosso ver, é de extrema importância.

muitas reuniões, encontros e finais de

As pessoas devem abrir suas cabeças

semana gastos estruturando e avaliando

e viajar, conhecer outros times, outros

cada passo a ser dado. Não parece, mas

jogadores, jogar em locais novos, ver as

a quantidade de tempo necessária para

diferenças entre os estados. Estamos

tirar uma operação desta do papel é

deixando nossa marca no airsoft nacional

exorbitante! Foi difícil , porém recom-

e esperamos estar encorajando outras

pensador.

pessoas a organizar novos eventos. O airsoft é um esporte muito novo ainda em

Pessoalmente, como está sendo a

nosso país. A divulgação correta das suas

experiência para você?

práticas é de extrema importância para o

É uma experiência árdua e dura. São tan-

crescimento de forma correta do esporte.

tos detalhes, tantas coisas, que o tempo investido tem que ser muito grande.

De que forma está sendo feito o trabalho

Desenvolver um evento deste porte não

de divulgação?

é fácil, trabalhamos duro para fazer o

14 • Airsoft Online - Revista Digital • www.airsoftonline.com.br


review: SIG SG 551 by ICS Por Marcio Takamatsu armas@airsoftonline.com.br

Designer: 9 Ergonomia: 10 Desempenho: 9 Custo: 8 média final: 9

“Sua cronagem padrão fica na casa dos 350360 FPS, com uma precisão excelente, mesmo sem cano de precisão”.

1.

A arma real O SG 550 é um fuzil de assalto, em calibre 5,56x45mm, manufaturado pela Swiss Arms AG (Anteriormente Schweizerische Industrie Gesellschaft) de Neuhausen,

Suíça (SG é uma abreviatura para Sturmgewehr, ou “fuzil de assalto”). O fuzil é variante do SG 550, criado para substituir o Stgw 57, comercializado sob o nome SG 510, calçando o calibre 7,5x55mm Schmidt Rubin.

22 • Airsoft Online - Revista Digital • www.airsoftonline.com.br


História

polegar da mão de tiro,

Desenvolvimento

seguro,

contando com os modos

Em 1978 o exército suíço formulou requerimentos para o suces-

automático, sendo que o

sor do Stgw 57. A ênfase foi dada em modularidade: a família

modo automático pode

de armas deveria incluir diversas variantes do projeto básico,

ser mecanicamente des-

incluindo uma carabina compacta, que seria distribuída às tropas da retaguarda e suporte, equipes de comando, tripulações de veículos e paraquedistas. Outra meta era a redução de peso do fuzil, mantendo, no entanto, a acurácia comparável ou melhorada até 300m. A seleção reduziu-se a dois designs: o W+F C42, desenvolvido

semi-automáti-

co, burst de três tiros e

abilitado girando-se uma alavanca a fim de evitar o seu acionamento acidental. Os carregadores podem ser acoplados, sendo dotados de um sistema de conexão, sem necessidade de acessórios extras. O bloqueio de gás do sistema de recuperação integra um regula-

pela estatal Waffenfabrik Bern, calçando os calibres 6.45x48mm e 5.6x45mm e o SG 541, desenvolvido pela SIG e calçando o calibre 5.6x45mm, equivalente suíço ao 5.56x45mm NATO.

Produção Em fevereiro de 1983, a decisão de adotar o SG 541 foi publicamente anunciada (a designação do fuzil foi mudada em outubro do ano seguinte para SG 550, enquanto a versão carabina ficou conhecida como SG 551). O fuzil foi aceito em serviço em 1990, daí sua nomenclatura militar Stgw 90. Mais de 600.000 fuzis foram entregues desde então e sua produção para a militaria

dor ajustável (para situações mais extremas, como areia, lama ou

suíça interrompida.

neve), a massa de mira, com um ponto de mira noturno rebatível,

Detalhes do Designer

Um carregador de 20 tiros. Os carregadores são feitos de um

e um encaixe para baioneta, padrão proprietário. polímero transparente resistente, permitindo ao atirador monitorar a quantidade de munição disponív-

Funcionamento dos mecanismos

el visualmente. Esta arma é alimentada por default, por um carregador de 20 tiros, existindo variantes de 30, 10 e cinco tiros. A SG 550 possui uma coronha esqueletizada, rebatível à direita, que trava no corpo por meio de um pino na telha inferior, feita em polímero. Um puxão firme solta a coronha, que trava em posição por intermédio de um botão de trava,

*SG 550 desmontado em primeiro escalão. O SG 550 é um fuzil de assalto com fogo seletivo e disparo com ferrolho fechado, calçando o calibre 5.56x45mm NATO, valendose do sistema de recuperação a gás de longo curso para operação do sistema de ejeção e realimentação. O mecanismo de bloqueio do ferrolho rotativo é composto por dois terminais de bloqueio de aço, que engatam em recessos na culatra, idêntico ao utilizado no SG 540. Um extrator de mola é incorporado ao ferrolho, enquanto uma saliência fixa sobre um dos trilhos de guia do receptor ejeta as cápsulas deflagradas.

Características A ergonomia do fuzil provê o atirador com fácil acesso a

feito em aço. Coronha, cabo e telhas são todos feitos em um polímero de alta resistência, na cor preta e verde. O corpo e receptores, bem como vários outros componentes, são feitos pelo processo de estampa e solda.

Miras *Mira traseira, estilo dióptro rotativo. A abertura sobre o “3” (denotando 300m ) pode ser vista. *Mira noturna com tritium. Dioptro na posição “1” com a mira noturna frontal levantada.

vários controles. O seletor de tiro ambidestro é manipulado pelo

Airsoft Online - Revista Digital • www.airsoftonline.com.br • 23


A série de fuzis SG 550 é equipada com

Essa variante possui várias sub-variantes especializadas, pro-

miras mecânicas ajustáveis tanto em

jetadas para uso por forças de segurança e forças especiais.

elevação quanto em desvio lateral. Essas

Dentre elas, estão a SG 551-1P police carbine (projetada para

miras são semelhantes às utilizadas pela

engajar alvos até 300m, sendo dotada de mira telescópica

Heckler und Koch em várias de suas

6x42 BL da Hensoldt e uma almofada de coronha destacável),

armas, como a MP5. A mira consiste em

a carabina SIG 551 SWAT, dotada de 3 trilhos nas telhas, mais

um dióptro traseiro rotativo, soldado à culatra e uma massa de

um trilho destacável no topo da culatra, permitindo o uso de

mira encapuzada à frente, com ponto luminoso para tiro noturno

diversos acessórios táticos e a carabina SG 551LP, com um

rebatível instalado no bloqueio de gás. O dióptro contém aber-

cano estendido de 454mm que possibilita o uso de baionetas e

turas marcadas de 1 a 4, cada número equivalendo a seu valor

granadas de bocal.

em metros, multiplicado cem vezes (o valor). As miras do fuzil foram colocadas relativamente baixas sobre

A versão de Airsoft

o eixo longitudinal, para assegurar minimização da silhueta quando atirando na posição deitado, porém, alta o suficiente para providenciar conforto e velocidade de aquisição de alvo. O desenho da coronha também facilita o rápido alinhamento do olho diretor com a linha de visada do fuzil.

2.

A embalagem A ICS envia a arma em uma caixa de papelão rígido, com uma bela foto em fundo escuro, com o logotipo da ICS na parte superior esquerda. A caixa é dotada

*Um SG 550 equipado com uma mira telescópica Kern 4x24.

de uma alça plástica que atravessa a aba lateral da tampa, servindo como alça de transporte e com trava de segurança para que esta não se abra quando carregada. Seu interior é ocupado com uma bandeja modular de plástico, feita para acomodar a arma, vareta de limpeza e carregador, bem como uma garrafa pequena de Bbs com perfeição, havendo também a provisão para armazenamento de uma bateria tipo A culatra pode ser equipada com um trilho padrão STANAG 2324 (R.I.S.), consistindo em um orifício na base do dióptro e um ponto de montagem na parte frontal do receptáculo superior.

single stick.

A arma O modelo fabricado pela ICS é uma réplica fiel da original,

Accessórios

sendo feita em aço estampado e solda, com as telhas, pistol

*SG 550 com um lançador de granadas 40mm GL 5040.

grip e coronha feitos em polímero, não pesando tanto quanto o original, por razões óbvias (não tem culatra, percursor, cilindro de gás, pistão, mola de recuperação, etc) pesando cerca de 2,5kg sem a bateria. Como todas as armas de alto nível, ela não vem acompanhada de bateria e carregador, devendo esses ser adquiridos à parte. O sistema de mira é o mesmo utilizado nas armas reais, com

Toda a família aceita o lançador de granadas de 40mm GL

os mesmos ajustes, sendo extremamente eficientes. Por razões

5040/5140, que é montado sob o cano via um sistema excên-

óbvias, os pontos de mira noturno são simplesmente pintados de

trico de trava e substitui a telha inferior.

branco, não feitos de trítio.

A baioneta Stgw 90 pode ser montada no fuzil. Com um espigão

A ergonomia do projeto foi reproduzida à risca, possibilitando

de trava adequado, pode-se usar a baioneta KCB-77, padrão da

um rápido alinhamento do olho diretor com a linha e visada

OTAN ou a americana M9.

e consequente rápida aquisição de alvos. A chave seletora tem apenas três posições, safe, semi e full auto, não havendo pro-

Variants

visão para o burst fire nem para a desabilitação do automático pela alavanca de segurança adicional, encontrada na arma real.

SG 551 carbine

O ferrolho tem um retém funcional, localizado à esquerda do

A SG 551 carabina tem um cano de padrão curto, 363mm, se

corpo da arma, servindo para encobrir o hop up e seu sistema de

comparado com o SG 550. As telhas foram

regulagem. O trilho da alavanca do ferrolho é dotado de duas

modificadas e o bipé removido. A SG 551

peças de borracha grossa e rígida, servindo de lacre para impedir

padrão não pode ser utilizada com baioneta

entrada de poluentes ao interior da arma e à gearbox.

ou granada de bocal.

A Gearbox é uma V3 standard, full metal, com hop up propri-

24 • Airsoft Online - Revista Digital • www.airsoftonline.com.br


etário, em plástico, maior problema do projeto a meu ver. Seu

sem variação de trajetória.

cano interno padrão é de 363mm com calibre 6,08mm, que,

Durante testes de tiro em semi-automático, a 30m de distância,

apesar da grande tolerância, oferece boa potência e precisão.

utilizando BBs 0,25 da SRC obtive um agrupamento de cerca

O motor utilizado é o famoso Turbo 3000 standard da ICS, que

de 15cm, com brisa lateral fraca. Tiro automático aumentou a

oferece boa potência para puxada de mola e cadência de fogo

dispersão em cerca de 4 a 6cm.

excelente.

Sua cadência de fogo é de moderada para alta, em torno de 180

O carregador que acompanha a arma é um high cap de 450 tiros,

disparos por minuto.

feito nos mesmos moldes dos carregadores reais, com os pinos e

A troca rápida de magazines requer certa prática, visto que é do

guias de acoplagem em ambos os lados.

tipo que encaixa e gira para travar, como nas G36 e AK47. Nada

As telhas da arma servem como receptáculo para a bateria,

que incomode, mas certamente não tão prático quanto o encaixe

sendo dotados de trilhos padrão picatinni, dois laterais peque-

direto de armas como a M4, Masada ACR e Scar-x.

nos na telha superior e um longo na telha inferior, que possibilitam uma grande variação de equipagem tática anexada a arma.

Considerações finais

Seu receptáculo superior possui os mesmos pontos de monta-

Esta arma apresenta as qualidades associadas a armamentos

gem para um picatinni superior, devendo este ser adquirido à

de airsoft fabricados pela I Chih Shivan: robustez, simplicidade,

parte, porém, possibilitando o uso de instrumentos de auxílio de

durabilidade e precisão.

mira luminosos, vulgarmente conhecidos como red dots. É pos-

Seu peso é bastante reduzido, a despeito de ser um fuzil full

sível o uso de luneta, mas o anel de montagem deve ser bem

metal, em boa parte graças à aderência ao design original que

alto, ou corre-se o risco da luneta não encaixar devido à altura

faz uso extensivo de polímero nas peças que sofrem pouco

do dióptro de mira.

stress.

A coronha é funcional, rebatendo da mesma forma que a original,

Seu tamanho, em escala 1:1, torna-o adequado a quaisquer

possibilitando seu uso com um fore grip improvisado. A coronha

papeis onde um fuzil de assalto seja esperado. É longa o sufi-

pode ser dotada da almofada de coronha, subindo a linha de

ciente para viabilizar combates a longas distâncias, mas não o

visada no caso de adoção de red dots e lunetas.

suficiente para inviabilizar seu uso em CQB.

É possível a conversão da 551 para a subvariante LB, com um

Sua potência torna-a apta ao uso com Bbs 0,25, sem detrimento

kit vendido pela ICS que, além do outer barrel, vem com um

ao alcance ou precisão.

inner barrel de 454mm com calibre 6,04. Porém, nesse caso, é

Sua facilidade de desmontagem facilita bastante a instalação

necessário a troca do cilindro por um com abertura na base, para

de upgrades.

canos de até 450mm, ou um cilindro fechado. Este kit também

Sua ergonomia espantosa torna o seu manuseio extremamente

vem com um pino para fixação de bipés versa-pod, para substi-

fácil, visto que, graças ao seu design, que faz com que aquisição

tuir o encaixe de baioneta.

de alvo seja automática, uma vez que a arma é elevada para a

Desmontagem

posição de tiro. Os únicos pontos negativos são os mags, que são proprietários,

A desmontagem para manutenção de primeiro escalão é

e a ausência de um trilho superior no corpo.

extremamente simples e rápida, consistindo na retirada do pino

Quanto aos carregadores, pode-se utilizar mags da G&P, mas

de retenção da telha, deslocamento da telha inferior para trás e

estes exigem modificação no retém de BBs para funcionarem

retirada das telhas superior e inferior. Neste estágio, é possível

adequadamente com SGs da ICS. O trilho pode ser adquirido

ver o parafuso que fixa o cano externo ao corpo da arma, sendo

à parte, o que infelizmente resulta em gasto adicional, mas na

possível sua substituição sem a necessidade de retirada de nen-

opinião do autor, é um gasto essencial, pois possibilita o uso de

huma peça a mais.

equipamentos de auxílio de mira, que tornam a aquisição de

Após a retirada das telhas, pressiona-se o botão de retenção da

alvos ainda mais rápida.

culatra, localizado logo atrás do dióptro de mira, e puxa-se o

Seu custo encontra-se dentro da média esperada para armas

cano para frente, liberando toda a parte de cima do corpo, o que

de alta qualidade, o que a torna um tanto inviável àqueles

permite retirada sem ferramentas do cano interno com o hop up.

operadores com orçamentário baixo, mas certamente vale cada

Desempenho

centavo gasto.

Sua cronagem padrão fica na casa dos 350-360 FPS, com excelente precisão, mesmo sem cano com essa finalidade específica. Seu alcance efetivo sem upgrades fica na casa dos 40-50m, com um agrupamento extremamente compacto. Teste de tiro noturno, com uma lanterna encaixada sob o cano para iluminar as BBs, mostra disparos sequenciais praticamente

Airsoft Online - Revista Digital • www.airsoftonline.com.br • 25


25

Condutas BÁSICAS

de segurança para a prática do airsoft

H

Há muita demonstração de curiosidade quando

4. Obrigatório o uso proteção ocular (óculos balísticos ou simil-

falamos sobre armas de airsoft, pois existe pouca

ares, mas sempre aprovados e testados para tal).

informação referente ao tema nos telejornais e

5. Em hipótese alguma entregue sua arma na mão de uma cri-

jornais impressos. Infelizmente, quando nos depa-

ança, nem mesmo deixe-a ao alcance dessa, mesmo estando sem

ramos com alguma informação, não é muito agradável, porque

magazine e bateria.

sempre mostram tragédias ou fatos isolados causadas por

6. Sempre que pegar uma arma, verifique se ela está carregada,

elementos que não têm o menor espírito do airsoft – Respeito,

não pergunte pra ninguém, cheque você mesmo.

Honra e Diversão. Algumas pessoas mal informadas associam

7. Se por acaso for entregar sua arma para outra pessoa, mesmo

armas de Airsoft com marcadores de paintball ou até mesmo

que essa tenha conhecimento do manejo, retire o carregador, só

com armas de fogo.

depois disso, entregue-a.

Armas de airsoft são réplicas de armas de fogo, porém, seu

8. Sempre que estiver manejando a sua arma na SAFE-ZONE,

mecanismo interno em nada se assemelha com as mesmas,

mantenha o cano voltado para o chão. NUNCA para outras pes-

sendo impossível qualquer conversão das armas de airsoft para

soas, NUNCA! Controle as suas emoções.

o uso com munição real.

9. O dedo deve estar sempre fora do gatilho, evitando, assim,

É aí que entra um assunto interessante. Para uma pessoa portar

disparos indesejados.

uma arma de airsoft, há uma série de restrições e conduta de

10. Jamais pegue uma arma sem que antes alguém lhe mostre o

segurança, e uma delas é a estar apto ao manejo. Então, se você

funcionamento e o manejo seguro.

tem uma arma de airsoft, atente-se às dicas a seguir detalhadas:

11. Compre a sua arma legalmente, certifique-se de que a loja é

1. Armas, drogas e álcool não combinam, não precisa nem

credenciada pelo Exército Brasileiro. Exija o CR da loja.

comentar o porquê, não é?

12. Mantenha a ponta da sua arma alaranjada ou vermelha. É lei.

2. As armas de Airsoft devem ser manuseadas apenas nos cam-

13. Jamais compre uma arma de Airsoft de lojas ou pessoas

pos próprios para o esporte.

sem a devida nota fiscal, pois é ela que vai mostrar a lisura da

3. Não retirar a proteção ocular. Podem ocorrer disparos aciden-

aquisição do seu equipamento, e se for pego sem tal documento,

tais numa zona onde nunca se deve disparar.

possivelmente você terá sua arma apreendida até provar a ido-

26 • Airsoft Online - Revista Digital • www.airsoftonline.com.br


neidade fiscal e legal.

1. Retirar o Mag.

14. Não ande com sua Airsoft à mostra

2. Disparar em local seguro a arma para

em vias publicas e transporte sempre

remover BB’s do seu interior.

com a nota fiscal.

3. Colocar o seletor de disparo em SAFE.

15. Tire cópia da portaria 002-Colog, de

4. Colocar o Tapa Chamas no Cano.

26 de fevereiro de 2010. Documento que

5. Retirar a bateria.

regulamenta o uso do Airsoft no Brasil.

6. Colocá-la fechada na mala de trans-

16. Se você for abordado por policiais,

porte.

mantenha a calma e respeite a autoridade. Avise ao policial que no veículo há

O não cumprimento dessas regras pode

uma arma de airsoft.

gerar lesões graves no jogador e/ou em

17. Nunca jogue em zonas públicas, ou

terceiros. Pode, também, ocorrer detenção

sem conhecimento das autoridades poli-

do jogador e apreensão das armas de

ciais. Obter sempre permissão do legí-

Airsoft pelas autoridades policiais.

timo proprietário e dar conhecimento às

Disparos acidentais e manuseamento

autoridades policiais da sua presença.

incorreto das armas de Airsoft podem

Mesmo que um local possa parecer aban-

causar lesões graves aos níveis ocular ou

donado, não quer dizer que não tenha

dérmico (pele).

dono. Pode mesmo ser o Estado e, seja como for, é invasão e isso é ilegal!

Abaixo alguns exemplos que devem ser

18. Ter postura e honra durante o jogo,

seguidos.

cumprir todas as regras do fair-play (Sair quando for acertado quer dizer “ter Honra”, quem não cumpre as regras tem curto ciclo de amizade entre os jogadores e fica passível de ser mal visto e perder o direto de participar dos eventos). 19. Estude o Airsoft, conheça pessoas, faça amigos, troque informações e alistese em uma equipe. 20. Evite atirar em outros operadores a uma distancia inferior a 5 metros. 21. Sempre avisar as autoridades policiais competentes da região onde você irá jogar. (Seja responsável, pois a polícia, quando desavisada, pode agir de uma forma muito indesejada). 22. Não ultrapasse o limite do FPS da categoria estabelecida para o jogo. 23. Sempre carregue um pano vermelho. Quando for atingido se acuse dizendo MORTO e balance o pano até o seu respal. 24. Carregue em seu veículo um kit de primeiro socorros. Você poderá ajudar alguém ou se ajudar. Imprevistos sempre acontecem. 25. Tenha bom senso! O procedimento para guardar uma arma de airsoft após o uso deverá sempre seguir essa ordem:

Airsoft Online - Revista Digital • www.airsoftonline.com.br • 27


review missão: Névoa Negra Por Rodrigo Souza “Feijão” missao@airsoftonline.com.br

O

intuito desse review é proporcionar aos leitores

segura.

da revista um enredo muito aproximado do real

É importante lembrar aos operadores que haverá uma distância

ou até uma história fictícia, porém, lembrando que

mínima e máxima de perímetro para a equipe cobrir, fazendo a

o objetivo é conduzir o operador para o clima da

defesa de forma válida.

missão, onde ele poderá viver cada situação nar-

Este jogo comporta o mínimo de 10 (dez) jogadores, sem limite

rada.

máximo, sendo que o número maior de operadores implicará

Então não perca tempo e faça essa missão com o seu grupo

aumento do número de pontos a serem defendidos.

de amigos. Adapte a sua realidade e localização, criatividade e imaginação. Com essas dicas você poderá organizar uma ótima

As equipes podem ser divididas tanto com faixas do braço como

diversão e se divertir bastante.

também fardamento. Por ser um jogo com locais em chamas, essa missão poderá ser realizada em período noturno.

Enredo:

Um jogo como esse deve ter uma duração mínima de uma hora

Depois de longos dias de batalha e uma chuva de artilharia,

e máxima de três horas, dependendo da quantidade de opera-

vários postos de petróleo foram atingidos, gerando uma densa

dores e quantidade de refinarias/postos a serem protegidos.

névoa negra em todo o campo de batalha por causa do petróleo queimado.

Você possui algum review de missão interessante e acha que

No primeiro momento, nada conseguia ficar próximo das usinas

vale a pena compartilhar? Envie um e-mail narrando os detalhes

por causa do intenso calor, mas esse período já acabou, a tem-

sobre a missão para missao@airsoftonline.com.br. Divulgaremos

peratura baixou e as chamas nos postos cessaram.

com muito prazer. Compartilhe essa ideia e vamos tornar os nossos jogos muito mais interessantes.

Sua Missão: Defender os pontos representativos de petrolíferas em chamas

ANTES DE SAIR DE CASA LEMBRE-SE:

pelo maior tempo possível de jogo. Terminar o jogo com domi-

- Posso me machucar, mas vou aceitar as desculpas.

nação total de uma equipe de todos os postos, ou ainda, por um

- Vou machucar alguém e vou pedir desculpas.

tempo determinado, o maior número possível de postos.

- Respeitarei os colegas que estarão ralando igual a mim.

Duas equipes devem entrar em campo com o objetivo de encon-

- Gastei muita grana no meu equipamento, então vou tentar

trar e defender os pontos que estão pegando fogo “soltando

aproveitá-lo me DIVERTINDO.

fumaça”.

- Vou seguir as regras, pois são para o meu bem.

Material Utilizado: Para os postos e refinarias, dois ou mais tambores, cupinzeiros, valas, buracos ou qualquer meio que possa atear fogo de forma

28 • Airsoft Online - Revista Digital • www.airsoftonline.com.br

- São todos meus colegas, que podem virar grandes amigos. - Honrar o jogo e conhecimento dos outros.

Bom Jogo!


Área: 55mil m² Cenário: Mata e C.Q.B. Capacidade: 300 Operadores Estado: Minas Gerais Cidade: Betim/BH

REVIEW Campo: HOTEL BETIM-MG Por Paulo Aganetti campo@airsoftonline.com.br

O Hotel Betim fica na cidade de Betim/

Os campos onde jogamos são voltados

distâncias, adentramento C.Q.B., utiliza-

MG, região metropolitana de Belo

para a prática de airsoft em o espaço se

ção de Snipers, entre outras opções.

Horizonte, na Rua José Balbino da Costa,

parece com um campo de guerra.

Priorizamos a segurança acima de tudo.

próximo à BR262.

O Grand Hotel Betim é uma obra ina-

No C.Q.B., estabelecemos o uso de armas

cabada localizada na região metropoli-

curtas (pistolas) para evitar que algum

Tamanho da área: O complexo possui

tana de Belo Horizonte – MG, propícia à

operador se machuque. As AEGs mantêm

uma área de 55mil m² e uma área de

prática do esporte.

um limite máximo de 400 FPS e Snipers

mata de 57.500 m².

É um cenário misto, tanto “wood” (mata)

com 550 FPS, podendo ser usadas na

quanto C.Q.B., que abre um leque de

área externa do hotel.

Cenário: Mata e C.Q.B.

opções de missões e regras. Trata-se

O campo também possui uma área de

Capacidade de operadores: 300 opera-

de uma área extensa, que proporciona

estacionamento em local coberto para

dores.

cenários urbanos, abertos e fechados,

briefing de missões, bem como área de

com quartos e chalés inacabados, mes-

teste para disparos e “Safe Zone”.

Uniforme adequado: Multicam, A-tacs,

clando em seus arredores trechos de

O Hotel Betim é, sem dúvida alguma, um

A-tacs FG, entre outros.

mata fechada e vegetação rasteira.

dos melhores campos da região, em vir-

O campo possui no complexo: um hotel

tude das diversas possibilidades de jogos

Armamento apropriado: Sniper, DMR,

inacabado de 03 (três) andares, 02 (dois)

e estratégias que podem ser elaboradas

Assault, Pistolas e Suporte, pois o local

subsolos e mais 46 (quarenta e seis)

no local.

comporta todos os tipos de armamento.

chalés (31 com telhado e 15 sem telhado). O campo também conta com uma

Gostou desse review? Quer disponibilizar

Melhor turno para jogo: 24 horas, capa-

área de mata densa ao fundo do terreno

o seu? Mande um e-mail para campo@

cidade para games em todos os turnos.

e tem capacidade para 300 operadores. O

airsoftonline.com.br

Hotel comporta combates a curta e longa

30 • Airsoft Online - Revista Digital • www.airsoftonline.com.br


Airsoft Online - Revista Digital • www.airsoftonline.com.br • 31


EQUIPE: Team FEAR Real Action

O Projeto Airsoft Brasil tem como obje-

tam na realização de combates reais.

Quantos operadores estão ativos no momento?

tivo reunir em uma única plataforma web todas as equipes de airsoft do país,

Como surgiu o nome?

Atualmente temos 17 operadores, com

possibilitando a comunicação entre os

Durante a formação, a equipe procurou

mais um em processo de avaliação.

grupos focados em entretenimento e for-

por um nome que não fosse parecido com

necer informações sobre as equipes, que

forças especiais existentes, e ao mesmo

Estado e Cidade?:

serão compartilhadas no mapa do portal,

tempo, que fosse um acrônimo cuja a

Vila Velha - ES.

apresentando a localização de acordo

pronúncia em si tivesse um significado. O

com o estado. Também serão dis-

Vocês possuem campo próprio

ponibilizadas as histórias de uma

para treino e jogos oficiais?

equipe a cada edição.

Sim, possuímos uma área que, apesar de não ser de nossa pro-

*Não fique de fora, faça já o seu

priedade, temos livre acesso para

cadastro! Coloque a sua equipe no

uso em treinos e jogos.

maior portal de airsoft do Brasil Onde encontrar? Nesta edição apresentamos a

Através de nosso site www.team-

Team FEAR Real Action, que é

fear.com.br que é um redirecio-

um grupo de pessoas com pos-

namento para a nossa página no

turas e atitudes voltadas para

facebook, e também pelo telefone

a prática recreativa da modali-

(27) 3062-2121 Paiva (Henrique)

dade Real Action/Milsim.

ou paiva@teamfear.com.br.

Esse

foi, desde o inicio e formação da equipe, o foco principal. Mesmo sabendo

nome FEAR, também usado por um jogo,

Como e quando o FEAR foi formado?

das dificuldades e resistência por parte

foi escolhido por atender a esses requi-

O grupo se iniciou em Janeiro de 2010,

daqueles que não são adeptos, a busca

sitos. Sabemos da existência de outras

como uma equipe de paintball. Mesmo

pela harmonia - sempre por meio do

equipes com o mesmo nome, ou similar,

já existindo outras equipes na época, um

esforço incansável na realização de com-

mas devido à história e tempo de vida da

grupo com interesses em comum, que

bates simulados -, em que especialistas

equipe, não achamos que seja necessário

é o real action/milsim, achou melhor

fazem uso de munição controlada, resul-

mudar.

a formação da equipe do que simples-

32 • Airsoft Online - Revista Digital • www.airsoftonline.com.br


mente entrar em alguma já existente.

bem em todos eles, alguns preferem

pre-definidas de cada membro (as mes-

Posteriormente, alguns membros con-

ambiente de mata, e outros M.O.U.T ou

mas citadas anteriormente), de acordo

heceram o Airsoft, e aos poucos foram

C.Q.B. Nós inclusive nos esforçamos, sem-

com afinidade, exercício da especialidade,

ingressando e convertendo o restante do

pre que possível, em alternar combates

e o mais importante: a observação e

pessoal.

em diferentes ambientes como forma de

debriefing, relatando erros e acertos da

treinamento sempre buscando a essência

estratégia e movimentos táticos de cada

do REAL ACTION.

GC.

interna, que é utilizada basicamente em

Qual o padrão de uniforme?

Quais as AEG’s que a equipe possui hoje?

combates. Fora dos combates, todos pos-

Uma vez que não é permitido o uso de

Possuímos uma vasta gama de armamen-

suem a mesma voz, e tudo é resolvido

fardamento de forças nacionais, optamos

tos hoje. Entre eles estão: M4A1, M16A1,

sempre que possível de forma democráti-

no início da equipe pelo ACU/UCP, do

M16A3, M203, FAL, Para FAL, L96, M4

ca. A hierarquia não faz o uso de pat-

Exército Americano. Mas esse padrão foi

CQB-R, HK416, SVD Dragunov, FNC, Scar-L,

entes usadas por nossas forças militares

posteriormente substituído pelo ATACS,

Shotguns, M14, M14 EBR, Sig 556, Sig 551,

Qual a atual estruturação da equipe? A equipe hoje possui uma hierarquia

e policiais (sabendo

M249 Para e M249

que não são permi-

Mk2, além de algu-

tidas), e sim de ter-

mas pistolas.

mos diferentes que tendem a ser auto-

Alguém do grupo

explicativos quanto

possui CR ou CII?

a posição hierárqui-

Sim, temos membros

ca (Comando Geral >

que

Oficial > Sub-oficial

mas ainda não usu-

> Corporal > Efetivo

fruímos com eficiên-

> Recruta). O recru-

cia disso. Mas de

tamento é possível

qualquer forma, eles

através de diversos

estão

processos, atenden-

úteis ao apresentar o

do a determinados

caminho das pedras

requisitos, e é final-

para a solicitação de

izado com a vota-

CR para outros mem-

ção quando se dá a

bros do grupo.

possuem

sendo

CR,

bem

entrada do novo membro. A hierarquia é

devido à superioridade e modernidade

revisada a cada 6 (seis) meses.

desse modelo. Possuímos, ainda, como

Sobre a aquisição de GBB’s somente com

A equipe também está estruturada

padrão secundário, para ambiente de

o CR, qual é a visão do grupo quanto a

na classificação da posição tática de

mata, o Woodland M81.

isso?

cada combatente, onde cada um possui

Para nós, é bem claro que essa restrição

denominações às quais possuem maior

Qual é a freqüência atual de treinos?

não tem fundamento. Sabemos que é mais

afinidade. São elas: Comando, Assalto,

Fazemos treinamentos, porém, sem uma

fácil comprar uma arma real do que uma

Recon, Ghost Flanker e Suporte.

frequência definida. Apenas procuramos

GBB, ao mesmo tempo que entendemos

Possuímos, também, devido à caracter-

fazer quando não existe outro evento

o ponto de vista da lei em não restrin-

ística do Real Action, a atuação dos espe-

agendado, para que, assim, não possamos

gir quanto a potência ou capacidade de

cialistas: Médico, ETEC (armeiro, ainda

prejudicar o contingente desses even-

danos do projétil, e sim, quanto a natureza

a ser implementado), Sniper/DMR, SAW

tos. Normalmente, o treinamento mais

química do gás utilizado. Entendemos que

e Engenheiro de Combate. Dessa forma

frequentemente realizado é aquele que

essa associação é errônea, mas indepen-

cada combatente possui uma classifi-

chamo de treino de coesão, e condiz

dente do que a gente acha, seguir o que

cação hierárquica, um posicionamento

em montarmos dois grupamentos de

diz a lei não é uma opção, e sim um dever.

tático e uma especialidade.

combate FEAR vs FEAR, normalmente

De qualquer forma, com o andamento da

usando fardamento primário num GC e

PL 4546/2012, de “autoria” do Alexandre

Em qual terreno a equipe melhor se

secundário em outro GC, sempre usando

Leite, que visa regulamentar o paintball e

adapta?

o mínimo possível de munição. E, dessa

o airsoft, deve facilitar esse processo.

Não temos restrição quanto ao terreno.

forma, colocamos em prática o rodízio de

Temos jogadores que se adaptam muito

comando, exercício de posições táticas

Outro assunto polêmico é a aquisição de

Airsoft Online - Revista Digital • www.airsoftonline.com.br • 33


AEGs sem a nota fiscal, ou seja, produto

Todo projeto onde há a proposta sincera

adquirido por vias ilegais.

de unificar o relacionamento de joga-

O contrabando de AEGs pode forçar gov-

dores e equipes deve ser aplaudido de pé.

erno e órgãos fiscalizadores a agirem de forma mais energética contra o “esporte”.

Deixe um recado para todos que curtem e

Definitivamente isso não é bom. É uma

gostam do estilo dos FEARs:

situação delicada a questão de definir até

Obrigado a todos. Seriedade e fairplay

que ponto podemos atuar como fiscaliza-

sempre.

dores do equipamento de terceiros. Mas a partir do momento que alguém for abordado com equipamento ilegal, isso pode se tornar um problema coletivo e deixará de ser uma questão pessoal, e sim do grupo como um todo. Particularmente, no caso do Team FEAR, exigimos que sejam usados em jogos apenas equipamentos legalizados, além de

possuirmos um

catálogo unificado das notas fiscais dos membros da equipe. Alguém do grupo de vocês já foi abordado por autoridades policiais? Ainda não houve uma ocorrência do tipo em trânsito para eventos. Mas sim, em cada evento, informamos a policia local a realização do mesmo, e frequentemente eles nos visitam para conhecer os equipamentos, e o feedback tem sido sempre positivo. Na equipe tem algum militar? Isso pode ser considerado uma vantagem? Temos militares e ex-militares no grupo, e obviamente eles têm sempre algo a mais para acrescentar, o que é realmente muito bom. Porém, muito do que é aprendido por eles é de sigilo das forças armadas, e não possuem permissão para repassar alguns detalhes. Quais os planos da equipe para 2013? O plano é intensificar os trabalhos de coesão da equipe, melhorar o domínio das especialidades, comunicação, e dar andamento a um projeto de treinamento paralelo a ser implementado. Alem disso, temos forte interesse em participar em eventos fora do estado, e internacionais. O que acharam do projeto Airsoft Brasil – Onde estão sendo reunidos todos os times de airsoft Brasil?

34 • Airsoft Online - Revista Digital • www.airsoftonline.com.br


ANÁLISE: Call of Duty: Black Ops II Por Pablo Raphael - Do UOL, em São Paulo

PONTOS POSITIVOS: • Multiplayer excelente • Diversão imediata • Em busca de inovação • Pacote completo • Versão brasileira • A volta dos mortos-vivos

CONSIDERAÇÕES:

PONTOS NEGATIVOS: • Campanha irregular • Não saia do roteiro!

PLATAFORMAS: Playstation 3 | Xbox 360 | Nitendo Wii | PC

PONTOS POSITIVOS:

Ao levar “Call of Duty” para o futuro próximo, “Black Ops II” busca

Multiplayer excelente

oferecer direções para o futuro da principal franquia de video-

O modo multiplayer é, disparado, o principal atrativo de “Call of

game da atualidade. Seja com um sistema de escolhas, finais

Duty: Black Ops II”. A Treyarch fez um excelente trabalho refi-

alternativos ou o refinamento do popular multiplayer, a Treyarch

nando os sistemas e modalidades conhecidos pelos veteranos

mostra que “Call of Duty” pode sim mudar e evoluir, ainda que,

da série, com novas armas e equipamentos e um sistema de

muitas vezes, na base da tentativa e erro.

personalização que permite explorar e construir uma classe adequada ao estilo de cada jogador.

INTRODUÇÃO:

“Black Ops II” adota um sistema de pontos, ganhos conforme você sobe de nível, para habilitar novas armas, vantagens e séries de pontuação. O jogador pode escolher dez desses itens

“Call of Duty: Black Ops II” se passa em um futuro próximo,

para construir seu soldado, respeitando algumas regras e limi-

durante uma Guerra Fria futurista, em que um carismático vilão

tações, é claro.

ameaça a paz mundial. Para dar um fim ao terrorista, o jogador controla David Mason, um super agente especial – e filho de

Sobre o arsenal e os equipamentos, embora adote uma temática

um dos protagonistas do primeiro “Black Ops” – em uma grande

‘futurista’, não se preocupe: nada de raio laser ou tecnologias de

aventura ao redor do mundo, ao mesmo tempo em que um vet-

“Guerra nas Estrelas”. “Black Ops II” traz armas bem conhecidas

erano da primeira Guerra Fria relembra os eventos que criaram

dos jogos mais recentes. A ficção-científica fica por conta de

o vilão Menendez.

algumas máquinas de guerra, como os drones – ou vants, no

O jogo também traz de volta o popular modo Zumbi criado pela

Brasil - e outros robôs de combate, que podem causar um belo

Treyarch em “World at War” - agora em uma versão expandida -

estrago quando bem utilizados.

e, é claro, o modo multiplayer competitivo, com novas armas e equipamentos, sistemas de personalização e modalidades para

Já os mapas são caprichados e oferecem vários níveis de camin-

novatos e veteranos.

hos e opções. Claro que alguns se adequam melhor para deter-

36 • Airsoft Online - Revista Digital • www.airsoftonline.com.br


minados tipos de jogo ou quantidade de jogadores. Leva um

os jogadores na ação, ideal para torneios e outros eventos de

tempo até aprender as rotas e os pontos estratégicos de cada

comunidade.

arena, mas isso é parte da diversão. Em pouco tempo, você terá os seus mapas favoritos e aqueles que não vai querer ver nunca

O multiplayer é acompanhado por uma bela ferramenta ‘social’,

pela frente.

o CODCasting, que permite gravar partidas e transferir diretamente para o YouTube, tão popular entre os jogadores de hoje

Diversão imediata

em dia.

É preciso aceitar que “Black Ops II” não é um jogo de guerra, como “Battlefield 3” ou “Ghost Recon”. É um jogo de tiro com uma

Em busca de inovação

roupagem militar, um descendente direto de “Counter Strike” e

Em “Black Ops II” a Treyarch tentou um feito raro na série “Call of

de outros tiroteios ‘arcade’ do passado. O trabalho em equipe e a

Duty”: inovar. A última vez em que a franquia passou por mudan-

comunicação rendem sim, alguma vantagem, principalmente em

ças dignas de nota foi no primeiro “Modern Warfare”, da Infinity

modalidades como Captura a Bandeira, Dominação, Demolição

Ward, quando se tornou o fenômeno comercial que é hoje.

e a excelente Baixa Confirmada, mas você pode partir para um mata-mata desenfreado e se divertir tanto quanto um time bem

Ao levar “Call of Duty” para o futuro, a Treyarch não realiza

organizado.

uma mudança tão drástica. Em vez de se apoiar na ambientação, a produtora tenta introduzir novos ingredientes, como os

Há categorias diferentes que valem ser exploradas, conforme seu

múltiplos finais e ocasionais escolhas para o jogador. Também

nível de habilidade e interesse em se aprofundar no multiplayer

há missões paralelas na campanha, cujo desfecho afeta, mini-

competitivo. Novatos e jogadores ‘casuais’ vão encontrar boas

mamente, o desenrolar da aventura de Mason e sua turma de

partidas no Campo de Treinamento, onde ganham experiência

super-soldados.

e conhecem os mapas e modos de jogo, mas não completam os Desafios de seu armamento.

Pacote completo “Call of Duty: Black Ops II” oferece um pacote sólido de entre-

A maior parte dos jogadores vai se enfrentar no Núcleo, que é o

tenimento, com uma campanha solo divertida e cheia de ação,

multiplayer padrão de “Call of Duty”. Lá você pode escolher entre

o excepcional multiplayer competitivo e partidas cooperativas,

diversas modalidades de jogo, evoluir suas armas, liberar novos

na forma de seu modo Zumbi. Há alguma coisa em “Back Ops II”

equipamentos e vantagens e assim por diante.

para todo fã de jogos de tiro.

Há também o modo Extremo, que deixa as coisas um boca-

Versão brasileira

do mais desafiadoras: são partidas sem indicações na tela,

“Black Ops II” é o primeiro “Call of Duty” totalmente localizado

com munição mais letal e, principalmente, sem regeneração

para o Brasil, ao menos no PS3 e Xbox 360. Menus e legendas

automática.

são bem traduzidos e, após se acostumar com alguns termos, como ‘cesta básica’, você não terá dificuldades com o idioma.

Para completar, os Jogos de Liga são o ponto de encontro dos verdadeiros aficionados por “Call of Duty”. Após algumas parti-

A dublagem, por sua vez, pode não agradar a todos, por soar

das iniciais, o jogo calcula seu nível de habilidade e o coloca

um pouco forçada em alguns personagens – como Salazar, que

em uma divisão com oponentes aproximadamente do mesmo

fala com um sotaque espanhol carregado demais ou as milícias

nível. Você ganha e perde posições conforme sua performance

afegãs e paquistanesas. Tudo parece um pouco ‘Sessão da Tarde’

nas partidas da liga e, de tempos em tempos, o game avalia o

demais - e talvez essa fosse justamente a intenção.

desempenho e move os jogadores para outras categorias. Quem prefere jogar com o idioma original, pode optar por ele Mais importante, nos Jogos de Liga todo o arsenal, vantagens,

no PS3 – basta mudar a linguagem do console. Já no Xbox 360,

equipamentos e Séries de Pontuação (que substituem as famig-

o disco vendido oficialmente no Brasil só possui a versão em

eradas ‘killstreaks’) são liberados desde o começo. Você cria seu

português. PC e Wii U não possuem localização para o Brasil.

soldado da maneira que achar melhor e entra em jogo em pé de igualdade com todos os competidores.

A volta dos mortos-vivos O modo Zumbi, introduzido pela Treyarch em “World at War” e

Em contrapartida, você não ganha experiência por desafios nos

que marcou presença também no “Black Ops” original, está de

Jogos de Liga, apenas uma pontuação determinada no fim da

volta. Mais robusta, a modalidade é o terceiro pilar sobre o qual

partida. Pode soar estranho para quem entrou na série em “Call

este “Call of Duty” se sustenta. Além das partidas de sobrevivên-

of Duty 4: Modern Warfare”, mas é uma forma de concentrar

cia, há uma pequena campanha, TranZit, em que até 4 jogadores

Airsoft Online - Revista Digital • www.airsoftonline.com.br • 37


cooperam para sobreviver enquanto viajam de ônibus pela

Há também trechos em que você sente que poderia tentar várias

América pós-apocalíptica infestada de mortos-vivos.

abordagens. Em um deles, você se depara com um paiol com várias armas diferentes – um fuzil, um rifle de precisão, armadil-

Como manda a tradição, no modo Zumbi a jogatina traz elemen-

has de urso – e em seguida, precisa chegar até um rádio, em

tos ‘arcade’, como a compra de armas e vantagens com os pontos

uma cabana vigiada por soldados inimigos. Protegido por uma

ganhos abatendo zumbis. É preciso montar geringonças para

vegetação densa, você observa a cena e percebe a janela aberta

abrir portas e buscar peças para fortalecer o ônibus. Acima de

por onde deve saltar. Mas também percebe várias outras formas

tudo, é preciso ficar esperto para não ser deixado para trás – cor-

de eliminar a oposição. Afinal, o game acabou de te dar um arse-

rer a pé pela estrada é morte certa.

nal bem diversificado, certo? Errado. A única forma de avançar é pulando a janela e assistindo a cena – toda em primeira pes-

Depois de finalizar TranZit, você habilita uma nova opção de

soa - instantes depois. Qualquer outra abordagem e você morre

jogo, Grief. Nela, duas equipes de 4 jogadores cooperam inicial-

rapidamente, sem maiores explicações.

mente para sobreviver para, em seguida, mandarem balas uns nos outros.

“Você só precisa sentar aí e o computador vai fazer o resto”, diz Harper para Mason antes do herói embarcar em um jato de

PONTOS NEGATIVOS: • Campanha irregular Com “Black Ops II” a Treyarch tenta renovar a grife “Call of Duty”,

guerra futurista durante a campanha. A frase, infelizmente, pode ser aplicada para mais situações da campanha do que deveria. Fica a impressão que a campanha solo é o pilar menos importante para “Call of Duty” atualmente.

introduzindo vários novos elementos tanto ao multiplayer quanto na campanha solo. E por mais que tenha seus bons momentos, essa deve ser a aventura mais fraca da série desde “World at War”. Você constantemente vai se deparar com falhas na Inteligência Artificial, seja nos seus colegas de esquadrão ou nos inimigos. É comum, em alguns estágios, ver inimigos parados, esperando você se aproximar – mesmo quando você já está do lado deles. Há trechos de furtividade que são simplesmente mal feitos – um mal da maioria dos jogos de ação que tentam essa abordagem em um momento ou outro. Ao menos uma vez, fui obrigado a reiniciar a missão quando, após passar por uma fase dessas, meu companheiro decidiu ficar parado atrás de uma caixa e não continuar, impossibilitando o avanço. Um detalhe visível é que o jogo parece ser muito mais caprichado e cheio de detalhes nas fases que se passam em 2025 ou, mais exatamente, naquelas que são, também, mapas do multiplayer. Há um certo descaso com as fases dos anos 1980, com florestas pobres, cavalos mal desenhados e uma falta de atenção aos detalhes que não se vê nos cenários ‘do futuro’.

• Não saia do roteiro! Por fim, durante a campanha, “Black Ops II” tira você do controle vezes demais em alguns dos momentos que deveriam ser os mais empolgantes. Todo “Call of Duty” tem uma ou mais cenas em câmera lenta, em que você só precisa apontar e atirar no alvo. Em “Black Ops II”, você só precisa assistir algumas dessa sequências, em primeira pessoa mesmo, o que é muito frustrante para o jogador.

38 • Airsoft AirsoftOnline Online--Revista RevistaDigital Digital •• www.airsoftonline.com.br www.airsoftonline.com.br

Confira algumas imagens do jogo:


GAROTAS BEM ARMADAS

*Todas as fotos aqui apresentadas são material de divulgação das marcas. Imagens de internet. O conteúdo é onaprppriado para menor de 16 anos.

Airsoft Online - Revista Digital • www.airsoftonline.com.br • 41


Revista Airsoft Online - Novembro 2012  

Airsoft online a sua revista do airsoft!

Revista Airsoft Online - Novembro 2012  

Airsoft online a sua revista do airsoft!

Advertisement