Page 1


Impulsionar a inovação e a competitividade no sector naval

Filipe Duarte AI NAVAIS 23 de Maio de 2011


Estrutura da Apresentação Especialistas de I+D+i Iniciativas – AIN & Empresas SI Inovação vs Indústria Naval Projectos Europeus Conclusões


A

indústria

complexidade,

naval

fornece

produtos

de

elevada

que exigem uma grande variedade de

competências, um alto nível de conhecimentos científicos e tecnologias de produção evoluídas.


Especialistas de I+D+i

1º Curso de especialização em promoção e dinamização da I+D+i no sector naval teve lugar em Outubro de 2010. Classificação e tipologias de Inovação.

A inovação como um processo empresarial.

Gestão das ideias

Filme sobre inovação

Protecção da Inovação: Propriedade Intelectual.

Criatividade individual.

Sistemas de gestão da I + D + i.

Vigilância Tecnológica.

Política comunitária de inovação para a internacionalização

O papel dos sistemas de informação no suporte à gestão da inovação.

Contextos criativos.

Programas de Apoio à I + D + i: Portugal e União Europeia.

Apresentação dos trabalhos


Especialistas de I+D+i

Foi criado um grupo Transnacional no linkedin com os especialistas de I+D+i formados nos cursos


Iniciativas – AIN & Empresas


Iniciativas – AIN & Empresas

1ª Reunião 13 de Outubro 1

AIN Ship Design Work Group – ISPET Task Allocation

2

Offshore Wind Accelerator

3

Access Systems: State of the Art

4

Wind Farm Maintenance Requirements

5

Integrated System for Personnel and Equipment Transfer

6

Seakeeping Performance of Swath Ship

7

Intact Stability

8

Resistance and Propulsion

9

Qualitative Risk assessment

10

Building and Operating Costs

11

Conclusions

Entrega da Proposta 26 de Novembro


QREN vs Indústria Naval

SI&DT Laser Scanner 3d

Início do Qren

Projecto Conjunto

(Resolução do Conselho de Ministros n.º 86/2007, publicada no DR n.º 126, I série, de 3 de Julho de 2007

Cand. Cluster do NORTE e do CENTRO Oceanos XXI

400 320

Milhões de Euros

Cluster do Conhecimento e Economia do Mar

306 259 211

240 152

233

244 202

176

155

155

GE Construção e Reparação

160 80 7

21

19

21

15

24

33

34

32

39

0 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010

PME Construção e Reparação


QREN vs IndĂşstria Naval


QREN vs Indústria Naval Projecto de Inovação e Modernização da Construção e Reparação Naval Designação do Projecto

Inovação e Modernização das Indústrias Marítimas

Investimento previsto

Outro financiamento privado

PO

início

fim

2010

2012

2010

2012

2010

2012

79.486.054,00 €

57.306.229,75 €

13.264.657,00 €

7.530.000,00 €

1.800.000,00 €

1.080.000,00 €

10.000.000,00 €

6.000.000,00 €

1.000.000,00 €

450.000,00 €

Projecto DORNA

268.685,00 €

94.039,75 €

Espaço Atlântico

2009

2011

Projecto AUX-Navalia

195.972,00 €

82.269,00 €

Espaço Atlântico

2009

2011

2. Acções de reestruturação dos Estaleiros de Construção e Reparação Naval:

45.188.400,00 €

32.473.980,75 €

2009

2012

Estaleiros Navais do Mondego

10.299.450,00 €

7.223.080,75 €

SI Inovação

2009

2012

9.065.950,00 €

6.065.950,00 €

SI Inovação

2009

2012

950.000,00 €

617.500,00 €

SI Inovação

2010

2012

Menaval

6.867.000,00 €

4.463.550,00 €

SI Inovação

2010

2012

Nautiber

2.500.000,00 €

1.625.000,00 €

SI Inovação

2010

2012

86.000,00 €

55.900,00 €

SI Inovação

2010

2012

3.420.000,00 €

2.223.000,00 €

SI Inovação

2010

2012

Estaleiros Navais de Viana do Castelo

12.000.000,00 €

10.200.000,00 €

SI Inovação

2010

2012

3. Acções de investigação e desenvolvimento de protótipos para aplicação industrial

21.032.997,00 €

17.302.249,00 €

Hidrocat

812.997,00 €

203.249,00 €

SI I&DT

2010

2012

OCE Projecto

220.000,00 €

99.000,00 €

SI I&DT

2010

2012

20.000.000,00 €

17.000.000,00 €

SI I&DT

2010

2012

REgMAR

250.000,00 €

100.000,00 €

SI I&DT

2010

2012

BIOREM

84.000,00 €

33.600,00 €

SI I&DT

2010

2012

1. Acções de Qualificação e Internacionalização: Projecto Conjunto Inovação e Modernização das Indústrias Marítimas Projecto Conjunto de Qualificação-Apoio à cadeia de valor na construção naval Projecto Conjunto de Internacionalização da Indústria Naval

Navalria Socrenaval

Réplica Fiel Cecílio e Carlos Sanfins

Centro de competência para o projecto naval

SI Qualificação e Internacionalização SI Qualificação e Internacionalização SI Qualificação e Internacionalização


QREN vs Indústria Naval

SI QREN, 03.MAI.11 Investimento Elegível

Incentivo

TOTAL

6.563.094.836,20 €

2.467.167.530,60 €

Outros

6.557.766.508,10 €

2.464.667.787,43 €

Nº projectos % Ind. Naval

4990 99,92%

99,90%

5.328.328 €

2.499.743 €

Nº projectos %

4 0,08%

0,10


Projectos Europeus

Fundación Calidade

Projectos AIN Parceiros

ACLUNAGA

AUX-NAVÁLIA

AIN

BIC-MINHO SSA

Strathclyde Deputação Provincial da Coruña GALGAEL

DORNA

AIN

OARSOALDEA COAG Consellería do Mar IST

MARC

AIN

Universidade Cork + La Rochelle + Vigo Universidade FCSH Universidade Cardiff

PO Espaço Atlântico

UNIVERSIDAD DE SANTIAGO DE COMPOSTELA (USC) ACLUNAGA

COREnergy

AIN

AIMEN Shipbuilders and Shiprepairers Association Sustainable Energy Authority of Ireland FUNDACIÓN ACLUNAGA

AUX -NAVÁLIA II

AIN

NEOPOLIA SSA


LeaderSHIP 2015 Definição do futuro do sector europeu da construção e da reparação naval “Competitividade através da excelência” Relatório do Grupo Consultivo de Alto Nível LeaderSHIP 2015 (21.11.2003) 1. Introdução 2. Estabelecimento de condições de concorrência equitativas a nível mundial na construção naval 3. Aperfeiçoamento do investimento em investigação, desenvolvimento e inovação 4. Desenvolvimento de sistemas avançados de financiamento e garantia 5. Promoção de navios mais seguros e ecológicos 6. Uma abordagem europeia das necessidades da construção naval militar 7. Protecção dos direitos de propriedade intelectual (DPI) 8. Garantia do acesso a uma mão-de-obra especializada 9. Construção de uma estrutura industrial sustentável 10. Conclusões


Projectos Europeus

Projectos

AIN

Parceiros UoS Atkins Babcock DM EMEC GESAD GICAN HSVA IPPT

EUROVIP

AIN

KSTP MARIN PIAP S@S SMI SSPA Wartsila ZUT

7 PQ

VD AMS MSD ANEK ACL SAS Tecnoveritas CSME

REFRESH

AIN

FC NTUA SSRC ENI HRS LCS ST SGDP ABS NAV


7PQ

FP7/5th call - TRANSPORT call

PME

GE

Univ. / Centros

Topic

Green vessels for efficient logistics chain

AIN+4

Veranavis

Safety of ships in extreme conditions

AIN+4

Veranavis

The human element factors in shipping safety

AIN+4

2- ENVC

E-guided vessels: the 'autonomous' ship

AIN+4

3- ENVC AA

Innovative structural and outfitting materials for ships including inland ships

AIN+4 Uniao Naval

Assessment and mitigation of noise impacts of the maritime transport on the AIN+4 marine environment (Coordinated call within the framework of the Ocean of Tomorrow)

Veranavis

Euroshide

One ocean

Tecnoveritas 1- ENVC AA

One ocean

Nautiber

ENP

One ocean

IST

IST

Navalria

Tecnoveritas 4- ENVC


Internacionalização

O método de penetração de mercados estabelecido pela indústria naval pode e deve ser renovado.

A AIN encontra-se neste momento a estudar um mecanismo de cooperação com a SINAVAL (Congénere Brasileira).


CONCLUSÕES

306 259 211 52

7

244 202

176

155

21

233

19

21

155

15

24

33

34

32

39

001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010

1 INOVAÇÃO, MODERNIZAÇAO E REQUALIFICAÇÃO 2 COOPERAÇÂO 3 INTERNACIONALIZAÇÂO


Muito obrigado pela atenção filipe.duarte@ain.pt www.ain.pt

AIN-FD  

no sector naval Filipe Duarte AI NAVAIS 23 de Maio de 2011 Conclusões Especialistas de I+D+i SI Inovação vsIndústria Naval Iniciativas –AIN...

Advertisement