Page 1

1

Ano 02 • Número 37 - Edição Quinzenal

19 de Setembro de 2015

GUARIBA • PRADÓPOLIS • 19 de Setembro de 2015


2

Recordando

19 de Setembro de 2015

Guariba, cidade Primavera! Fotos enviadas por: Rosita Atique

EXPEDIENTE Periódico de circulação quinzenal. Vanessa Evangelista de Souza Nome fantasia: Jornal A Imprensa CNPJ: 23.026.608/0001-90 Av. Joaquim Matheus Correa, 977 - Sala 9 - Centro Galeria Luigi - Guariba/SP Registrado na matrícula nº 004 do livro B - Registro de Jornais

de Pessoa Jurídica, junto ao Cartório de Registro de Títulos e Documentos e Registro Civil das Pessoas Jurídicas de Guariba/ SP Direção: Daniel Louzada, daniel.louzada@yahoo.com.br Jornalista e Editora: Vanessa Evangelista - MTB: 56.680, shownalista@gmail.com e vanessaevangelista4@hotmail.com

Diagramação: Jornal A Imprensa Colaboração de artes: Fernando Costa e Daruan Contato Comercial: 3251-3662 (somente após almoço) Impressão: 10.000 exemplares Distribuição Gratuíta Circulação: Guariba e Pradópolis/SP Textos assinados são de responsabilidades de seus autores e

não refletem necessariamente a opinião do jornal. As imagens constantes das publicidades são de responsabilidade dos anunciantes. Os subscritos das matérias e jornalistas deste periódico, não mantém vínculo empregatício com este jornal, mas sim colaboradores.


3

19 de Setembro de 2015

Você Sabia? - Nas décadas de 1940 e 1950, o cruzamento da Rua Nove de Julho com a Av. Dr. Sobral era ponto de encontro para os homens. O local era conhecido pela fofoca e novidades sobre assuntos diversos que alguns dos freqüentadores sempre traziam. Com isso, o lugar ficou famoso como “esquina do pecado”. - Guariba enviou um soldado para a II Guerra Mundial. Eduardo Bastos (Netinho), filho de Aparício Bastos e Catarina Frujuello Bastos, foi enviado para a Itália para defender o Brasil. Quando retornou, embora seus familiares não residissem mais em Guariba, fez questão de voltar à cidade para receber o cumprimento de todos. - Na década de 1960, a Igreja Matriz foi demolida e um novo templo com linhas modernas erguido. A nova edificação, com estilo arrojado, era uma clara influência da arquitetura de Brasília que Oscar Niemeyer consagrou.

- Em 1985, Guariba tinha uma Cadeia Pública instalada onde hoje é a Praça Silvio Vaz de Arruda. Por volta de 1915, foi construído um edifício específico, na esquina da Rua Sampaio Vidal com a Av. Matheus Correa, hoje o Departamento de Alimentação Escolar. - A antiga Igreja Matriz de São Mateus teve relógios em sua torre. Eles haviam sido instalados na época em que era tradição o defunto passar pela igreja para benção do corpo e partir para o enterro acompanhado pelo bater do sino. Era um triste barulho, que talvez por esse motivo, após os relógios pararem de funcionar, não foram consertados. Ninguém reclamou e eles acabaram sendo retirados da torre. FONTES: Memórias Guaribenses, de Gercino Grieco; Guariba 100 anos – 1895-1995, coordenação Ana Luiza Martins.


4

19 de Setembro de 2015

Guariba 120 Anos • Cidade Primavera

Cartão Postal de Guariba, antiga Estação Ferroviária representa o surgimento do município

Por Alexandre Rocha Fundamental para o desenvolvimento do mercado cafeeiro no interior do Estado, a antiga estação ferroviária de Guariba sempre teve a sua importância, seja ela comercial ou histórica, principalmente por ter sido o ponto de partida para o começo do povoado. Hoje, desativada, é considerada um cartão postal da cidade, abriga comércios e serve como depósito. A expectativa é que o local seja restaurado, mantendo viva a história do município. O local ainda pertence à Ferrovia Paulista S.A (FEPASA), mas é administrada pela Prefeitura do município. Entretanto, em julho, a Secretaria de Patrimônio da União notificou o que o Poder Executivo pleiteava para si: a doação do prédio. Agora, a documentação

está sendo providenciada para que o processo seja formalizado. Segundo o Prefeito de Guariba, Dr. Francisco Dias Mançano Junior, a intenção é que o local seja um espaço permanente para a realização de atividades esportivas e culturais, logo após ser realizada a restauração do prédio. A prefeitura usa o local desde o início da década de 1970, abrigando inicialmente a estação rodoviária, que já está em novo local desde 2011. Atualmente, um bar e a barbearia do popular Zezinho mantêm o local povoado. Além disso, muitas pessoas passam pelo local diariamente para aguardar os ônibus que passam por ali com destino a cidades da região como Jaboticabal e Ribeirão Preto.

Surgimento Segundo a Companhia Paulista de Estradas de Ferro, a estação ferroviária de Guariba foi inaugurada em 6 de junho de 1892. Ainda há informações que no dia 29 de junho daquele ano chegava o primeiro trem a Guariba, recebido com bandeiras de vários países. Com o crescente comércio de café na época, foram liberadas concessões para a criação de novas estradas de ferro. Segundo o livro Guariba 100 anos 1895-1995, coordenação: Ana Luiza Martins, em 1889, a The Rio Claro São Paulo Railway Company, com sede em Londres, obteve do governo brasileiro a concessão para construir o prolongamento do trecho entre Araraquara e Jaboticabal.

A partir deste traçado é que foi projetada a estação de Guariba. Em 1892, quando a construção da linha estava adiantada, os ingleses, que haviam comprado a Companhia Rio Claro, revenderam a empresa para a Companhia Paulista, que concluiu a obra no ano seguinte. Ainda segundo o livro, a região era propícia para servir como rota, garantindo o escoamento do produto, além de atrair a mão de obra necessária para a lavoura. A estação foi muito importante para os imigrantes, em sua maioria italianos, que buscavam reconstruir suas vidas.


19 de Setembro de 2015

5

Guariba 120 Anos • Cidade Primavera

Famílias de Guariba

Família Bauab

Família Angelis

Cândida Botelho do Amaral. Foi esposa de José Bonifácio do Amaral, proprietários da Fazenda Santa Cândida, grande produtora de café, uma das maiores da região. Deixou grande descendência. Era filha do Conde do Pinhal, Antônio Carlos de Arruda Botelho.

Família Botelho do Amaral

Família Nogueira

Programa Festa Baile que era exibido pela TV Cultura aos sábados. Na ocasião o saudoso Professor Rodolpho Wik (que foi diretor da Escola Professor Barros e após sua aposentadoria exerceu o direito por muitos anos em nossa cidade) sendo entrevistado pelo cantor Agnaldo Rayol. Ao lado, sua esposa Professora Maria Godoi Teixeira Wik que também foi diretora do Barros e do outro lado a empresária Toninha Petrine.

Dr. Roberto Rodrigues, recebendo do saudoso Sr. José Brendolan o título de cidadão “ GUARIBENSE “ em 21 de Setembro 1984. foto gentilmente cedida pela Família Brendolan.


6

19 de Setembro de 2015

Guariba 120 Anos • Cidade Primavera

Linha do tempo:

acontecimentos históricos que influenciaram o desenvolvimento de Guariba A história de Guariba começa quando foi concedida à concessão de prolongamento da estrada de ferro entre Araraquara e Jaboticabal. Com isso, foram criadas as estações ferroviárias de Rincão, Timbira, Motuca, Joá, Hammond e a Estação Guariba, sendo instalada em 1892. Com a construção da estação ferroviária, mais colonos chegavam à procura de trabalho nas fazendas. Começa ali, a idéia de formar uma cidade. 17 de setembro de 1894

O Bispado de São Paulo autoriza a Capela de São Matheus de Guariba.

Em 21 de abril de 1895,

D. Nenzio Grecco, padre de Jaboticabal, lavra a ata de início de obra, sendo inaugurada cinco meses depois.

15 de outubro de 1900

É criada a Paróquia de São Matheus de Guariba.

Em 1895, seu ano de fundação,

Guariba possuía uma estação ferroviária, a capela, a hospedaria, uma casa comercial, cerca de 80 casas residenciais e um cemitério Dois anos após a fundação da cidade, em 12 de abril de 1897, foi criado o Distrito Policial de Guariba, e, imediatamente, começa a construção da Cadeia Pública, onde atualmente, é a Praça Sylvio Vaz de Arruda.

1904

Guariba conquista a independência, criando subprefeitura, representações sociais e econômicas, além de ruas e edificações. Em fase de fundação, Guariba era ligado a Jaboticabal administrativamente.

Em 6 de novembro de 1917

Guariba se tornava município, através de Lei n.° 1562.

10 de janeiro de 1926

É inaugurada a Casa de Misericórdia, o hospital da cidade. Os anos vão passando e a economia cafeeira que era forte desde a fundação de Guariba, dá espaço para o comércio e as indústrias locais.

1948

Começa a Era da cana-de-açúcar sendo o forte em toda a região e tornando Guariba uma cidade mais progressiva depois de sofrer estagnação pela era do café. As usinas chegam a Guariba: Usina Bonfim e São Martinho, sendo que em 1959, a Usina São Martinho passa a pertencer ao município de Pradópolis. A Usina Bonfim, hoje é denominada Raízen.

Em maio de 1961,

É inaugurado o Guaribinha Clube, com a apresentação da Orquestra Continental de Jaú.

15 de maio de 1984

Acontece A Greve dos Bóias Frias de Guariba, uma luta onde teve uma vítima fatal: Amaral Vaz de Melone, um recém-aposentado que estava observando o acontecimento, é morto por uma bala perdida. Dois dias depois, após sete horas de reunião, realizada no Sindicato Rural de Jaboticabal, o acordo foi assinado de forma apressada por alguns produtores, o primeiro a assinar foi Roberto Rodrigues, que na época era Diretor da Sociedade Rural Brasileira. As conquistas deste fato foram: transporte gratuito, segurança no transporte, fornecimento de ferramentas, pagamento por dias que não trabalhassem devido algum imprevisto (como por exemplo, a chuva), décimo terceiro salário e carteira assinada, fiscalização do pagamento, consequente aumento de salário. Fonte: Site Prefeitura Municipal de Guariba


7

19 de Setembro de 2015

Guariba 120 Anos • Cidade Primavera

De Antônio a Francisco: prefeitos que já governaram Guariba Antônio Sobral Netto Prefeito 1918-1927

Durante 120 anos de vida, Guariba foi comandada por 19 prefeitos diferentes. Com a responsabilidade de contribuir positivamente com o município, essas pessoas sentaram na principal cadeira do Executivo, uns por menos tempo, outros por mais tempo. Antonio Sobral Neto foi o primeiro a ocupar o cargo, em 1918. Juvenal de Campos e José Corrêa Filho, por exemplo, foram prefeitos interinos e pouco puderam fazer. Já Paulo Mangoline e Herminio de Laurentiz Neto são os que ficaram mais tempo. Governaram quatro mandatos cada um. Até hoje, Guariba teve apenas uma prefeita, Zilda Pedro Vitorino, na década de 1990. Fonte: Galeria de Prefeitos Prefeitura Municipal e site município. Confira a lista completa abaixo:

José Bonifácio do Amaral 01-10 de 1918 a novembro de 1918

Silvio Vaz de Arruda Prefeito 1927-1930 1933-1938

Victor Valentie de Oliveira Prefeito 04-11-1930 a 03-1931 / 16-07-1932 a 08-10-1932

Juvenal de Campos responsável interino 1933 a 1938

José Francisco da Silva 06/1938 - 07/1941 - 01/01/1948 - 31/12/1951

Bento Carlos Botelho do Amaral Prefeito 1941-1945 1945-1946

José Pacífico Prefeito 1946-1947

José Corrêa Filho Responsável Interino 1947-1947

Sebastião Duarte Varella 03/04/1947 - 31/12/1947 01/01/1956 - 31/12/1959

Antonio José Rodrigues Filho Prefeito 1952-1955 1964-1967

Paulo Mangolini Prefeito 1960-1963 1969-1973 1977-1982 1989-1992

Ernesto de Angelis Prefeito 1964-1965 1967-1969 11/1992-12/1992

Francisco Antonio Louzada Prefeito 1973-1977

Raul Bauab Prefeito 1982-1983

Evandro Vitorino Prefeito 1983-1988

Dario Pimenta 06/11/1992 - 31/12/1992

Zilda Pedro Vitorino Prefeita 1993-1996

Herminio de Laurentiz Neto Prefeito 1997-2000 2001-2004 2009-2012 2013-2014

Mario Sergio Cazeri Prefeito 2005-2008

Dr. Francisco Dias Mançano Junior Prefeito em exercício


8

19 de Setembro de 2015

Guariba 120 Anos • Cidade Primavera

Para entender melhor o desenvolvimento econômico de Guariba Formação da economia regional

Ao longo das três primeiras décadas do século XX o café foi a principal atividade econômica da região. Outras atividades, porém, tais como as lavouras de açúcar, milho e arroz, a pecuária e algumas atividades manufatureiras e de serviços foram lentamente se firmando. Neste contexto formaram-se vários municípios da região de Ribeirão Preto, inclusive o Município de Guariba. A década de 1920 representou importante salto para o surgimento das primeiras atividades de transformação industrial na região. O próprio crescimento do mercado cafeeiro, a maior disponibilidade de energia elétrica, o grande aumento da população na área e a diversificação dos mercados locais, que contavam ainda com a proteção adicional de custos diferenciais de transportes com relação às mercadorias produzidas em outras áreas do Estado, aumentavam as oportunidades de investimentos na região, tendo em vista, sempre, o bom desempenho e a eficiência da atividade cafeeira. Diversificavam-se, assim, mais ainda, as atividades industriais agora voltadas, não só aos mercados estritamente locais, mas abrangendo própria região como um todo. As atividades típicas dessa época foram as indústrias de beneficiamento de café e cereais, a fabricação do açúcar, a indústria de pasteurização do leite, a produção de óleo de caroço de algodão, fiação e tecelagem de algodão, a produção de seda, e ainda outras atividades de menor importância tais como peneiras, brinquedos, instrumentos musicais, vassouras, gelo, caixas de papelão, etc. O município de Guariba, embora de pequeno porte, também vivenciou essa fase do desenvolvimento do Estado de São Paulo, pois foi nessa época que surgiram as primeiras atividades comerciais e manufatureiras, algumas das quais sobrevivem até o presente, como a Fábrica Baldan, por exemplo. A crise cafeeira de 1929 e suas consequências ao longo dos anos 30 trouxeram forte impacto na região, não apenas para a lavoura de café, mas também para as outras atividades que vinham se formando até então. E, na medida em que a lavoura cafeeira foi perdendo sua hegemonia, outras atividades agrícolas foram se fortalecendo na região, tais como cana-de-açúcar, arroz, milho, feijão, principalmente. A principal característica da retomada do desenvolvimento na região de Ribeirão Preto, entre os anos de 1940 a 1960 foi a industrialização da agricultura que redefiniu o perfil produtivo da região e do município estudado. Três fatores explicam esse processo. Em primeiro lugar, a presença da agricultura da cana de açúcar na região e a expansão da agroindústria açucareira que, rapidamente se firma, no inicio dos anos de 1950, com a implantação de várias usinas. Em segundo lugar, a formação de outras agroindústrias regionais – a indústria de processamento e refino de óleos vegetais, a indústria de processamento de leite e derivados e o início da indústria de processamento de frutas cítricas. A expansão de cada um desses segmentos produtivos no âmbito da economia regional pode-se dizer assim, constituiu um capítulo essencial da integração da região no contexto da economia paulista. Em terceiro lugar, na esteira do crescimento das atividades agroindustriais, surgem empresas metalúrgicas para montagem, reparo e limpeza de equipamentos para usinas de açúcar e fábricas de equipamentos agrícolas. Fortalecese, também, a indústria mecânica, produzindo bens de capital para a agricultura – máquinas para moagem e torrefação de café, fábricas de máquinas para curtume e para a produção de óleo, principalmente. No município de Guariba, da perspectiva regional, concentraram-se atividades voltadas a agroindústria açucareira e o surgimento das usinas São Martinho e Usina Bonfim que marcaram definitivamente o caráter da produção agrícola do município. Modernização da agricultura paulista A partir da década 1960 as agroindústrias do açúcar e álcool e de processamento de cítricos tiveram extraordinário crescimento. Nesses anos, o conjunto da agricultura brasileira passou por intensa modernização produtiva, fundamentada na maior aplicação de insumos químicos, no aumento do uso de força mecânica, na melhoria de insumos biológicos, na integração técnica da agricultura à indústria e no forte amparo financeiro do governo com relação a créditos e subsídios. Destacam-se, nessa direção, os efeitos do programa Proálcool. A consolidação regional

da agroindústria da cana deu-se a partir dessa época. A expansão da produção agrícola regional, marcada pelo crescimento da produção agrícola da DIRA de Ribeirão Preto entre 1979/81, mostra que a lavoura de cana-de-açúcar representou em média anual, aproximadamente 70% da produção do Estado de São Paulo, enquanto que a produção de laranja representou 72%. Na região, a integração agricultura/indústria/ exportação levou a uma profunda especialização setorial, além de induzir ao surgimento de atividades integradas, como transportes, embalagens e muitos serviços complementares. Embora cana e a laranja continuassem a ser os principais produtos agrícolas da região, outros produtos, tais como algodão, soja e milho, tiveram presença significativa na produção regional. Na década de 80, a expansão das lavouras de cana de açúcar e da laranja foi ainda mais intensa, ocupando os espaços das demais culturas, que tenderam a migrar para outras regiões do Estado e mesmo do país. Como consequência desse novo desenho produtivo, Guariba, assim como o conjunto dos municípios da região, vivenciou um forte movimento de urbanização. Em 1970, 89,2 % da população do município já residiam no perímetro urbano, enquanto na região, a taxa média de urbanização era de 88,6 %. Esse processo engendrou grande aumento na demanda por serviços sociais e pela infraestrutura urbana nas cidades. Outro aspecto marcante do período na região foi a tendência para atração de populações em busca de trabalho na agricultura, principalmente, registrando um coeficiente migratório de 3,37% (muito próximo ao apresentado pelo Estado, 3,45%). Na década de 1980 o município, rotulado de cidade dormitório, foi palco de uma das mais violentas manifestações de trabalhadores rurais. O evento marcou o município forte e negativamente e, por muitos anos e até o presente, ainda se percebe vestígios daquele fato ou por meio de exemplos relacionados ao mundo sindical ou em situações exploradas pela imprensa. Características da economia regional a partir dos anos 90 A partir do início dos anos 90 a região de Ribeirão Preto e os municípios que a compõem, inclusive o município estudado, passaram por profundas transformações em sua estrutura econômica e social, em consequência tanto dos rumos mais gerais da evolução da economia brasileira, quanto da reestruturação empresarial enfrentada pelos principais segmentos produtivos aí localizados. Os sistemas agroindustriais do açúcar e do álcool, juntamente com os vários elos de suas cadeias produtivas continuam a ser as principais atividades agroindustriais regionais, predominantes na região. No município de Sertãozinho desenvolveram-se e concentraramse os principais segmentos da indústria metal mecânica e de serviços técnicos à industria, além de alguns segmentos de base tecnológica voltados aos sistemas agroindustriais regionais. Também em Guariba, como reflexo do desenvolvimento do pólo industrial de Sertãozinho, surgiram diversas empresas industriais e de serviços ligadas à agroindústria, mas não se constituíram em um conjunto tão complexo. Como se discutirá posteriormente essas empresas atendem a uma demanda mais diversificada e não estão ligadas apenas à região. As demais atividades industriais, comerciais e de serviços, presentes em diferentes intensidades e proporções na região, passam por um processo de adaptação a novos padrões de produtividade e competitividade, com fortes impactos econômicos e sociais, sobretudo na geração de emprego e renda regionais e nos impactos ambientais. A questão da sustentabilidade ambiental, no bojo desse processo de reestruturação produtiva, vem impondo novos desafios ao rearranjo regional como um todo. Mais recentemente, os afluxos de novos investimentos na área industrial, além de intensa expansão do comércio varejista e de serviços ocorridos na região, apontam para a constituição de novas vocações regionais e o fortalecimento da região como um polo comercial e tecnológico, com todas as consequências positivas e negativas daí decorrentes. Fonte: Diagnóstico Municipal e Plano de Ação para o Desenvolvimento, Prefeitura Municipal de Guariba, 2009.


9

19 de Setembro de 2015

Fique Sabendo

A Prefeitura

Por muitos anos, o prédio localizado na Rua Rui Barbosa, nº 481, atualmente sede do Museu Histórico de Guariba, abrigou a Prefeitura e a Câmara Municipal.

Construído pela família de Aristodemo Rossi, foi adquirida pela Câmara Municipal, em 1919, por meio do casal Francisco Frujuello e Anna Bruno Frujuello, sendo lavrada a escritura

O nascimento da praça

Em 1921, através de adesão popular, foi possível adquirir a Praça Central, hoje denominada Silvio Vaz de Arruda. Os habitantes de Guariba contribuíram com 7 contos de réis para aquisição do local, embora

de trânsito público, ainda era de propriedade de Hercílio Alves Bastos. Em 1922, Guariba liquidou uma dívida com Jaboticabal, o que coincidiu com os festejos do centenário da Independência,

em 15 de maio de 1928. Prezando pela história de Guariba, a Câmara Municipal, por meio da lei 1.336 de 29 de novembro de 1993, tombou o prédio como Patrimônio Histórico do Município.

O local deixou de ser sede da Prefeitura em 1972, quando foi inaugurada as novas instalações, na Rua Evaristo Vaz, nº 1.190. O projeto é do arquiteto Victor Lamparelli Junior.

quando em meio a festas, entregou-se ao povo o novo jardim, traçado com simetria na Praça Municipal, batizada em homenagem a data. Praça Silvio Vaz de Arruda: inaugurada em 07 de setembro de 1922, incluindo coreto

e jardins bem planejados. Sua conservação foi entregue aos cuidados de Marcello Vrignaud Rocha, enteado de Aprígio Rocha, fiscal municipal.


10

19 de Setembro de 2015

A Hora da Brotolândia A hora da Brotolândia

Por Alexandre Rocha José de Oliveira, popularmente conhecido como Zezinho barbeiro, recorda com carinho a década de 1960. Ele era um dos participantes da A Hora da Brotolândia, que reunia a juventude da época no Cine São José, aos domingos. O evento foi marcado pelas apresentações musicais e por ser uma das poucas alternativas para diversão na época. De início, Zezinho fazia dupla com Nelson Rosa, seu amigo, e ficaram conhecidos como “Os Tejétis”. Depois, ao lado de Silas Sgarbosa, Beto Tiago e Nelson formaram o grupo “Silas e seus Betboys”. Também passaram pela banda Márcio Pacífico e Adão Cambuí, segundo Zezinho. Músicas de grandes sucessos do momento eram reproduzidas como Renato e Seus Blue Caps, Golden Boys, Os Vips, entre outros. Zezinho lembra que o lugar lotava. A

Hora da Brotolândia realmente era um sucesso. Entretanto, o evento que acontecia, geralmente, no período da manhã, teve que passar para a tarde, após a matinê. “As mães reclamavam que as filhas não ajudavam em casa. O motivo da mudança de horário foi esse, assim as mães podiam contar com a ajuda das filhas para o almoço e elas podiam se divertir mais a tarde”, relata Zezinho aos risos. A Hora da Brotolândia carece de registros. Foi um período marcante para a juventude guaribense que buscava diversão. Há muitas histórias vividas por diversas pessoas que participaram do evento e que ainda podem e precisam ser contadas. Os relatos serão importantes para que fiquem marcados na memória de cada um que viveu aquele momento e enriqueça e estimule a imaginação daqueles que vieram depois.


19 de Setembro de 2015

11

Comportamento

Direito

Professor:

aumente sua aposentadoria!

O professor tem uma atividade diferente e por isso tem que ter uma aposentadoria calculada de forma diferente. Preparar as aulas, corrigir os trabalhos da classe, fazer e corrigir as provas e orientar os pais dos alunos em reunião de pais e mestres e ainda, quando todo mundo entra em férias, eles tem que dar aulas de reforço. Essa carga de trabalho é bem superior aquelas horas que o professor passa dentro da escola. Não é justo que a sua aposentadoria seja calculada de forma igual a dos demais trabalhadores. Tem que ser diferente mesmo. Aposentadoria integral Essa situação foi corrigida na semana passada. Um Tribunal de Brasília decidiu que em razão do grande desgaste físico e mental, o professor é protegido pela Constituição Federal com regras de aposentadoria diferenciada, que garante para ele o beneficio integral. Acontece que este direito previsto na Constituição não foi colocado na lei da forma que a Constituição mandou e isso prejudicou os professores que estão aposentados e ainda vai prejudicar aqueles que ainda vão se aposentar. Fim do fator previdenciário O Fator previdenciário é aquele cálculo que utiliza a idade e a expectativa de vida para reduzir o valor da aposentadoria. Para tratar corrigir tudo isso o Tribunal retirou a aplicação do fator previdenciário no cálculo dos professores do ensino básico, medido e fundamental.

Essa regra também se aplica às pessoas que não exerceram a atividade de professor, mas trabalharam na coordenação, assessoramento e direção escolar. Como corrigir o valor da aposentadoria? As espécies de aposentadorias pagas pelo INSS são representadas por um número. A espécie do professor é a do número 57. Os professores que se aposentaram com a espécie 57 podem pedir a correção do valor do benefício, excluindo o fator previdenciário. Isso deve ser feito no INSS, mas já vou adiantando: Ele vai negar, mas esta negativa é essencial para depois entrar com o processo na Justiça. Na Justiça, o INSS vai recorrer e processo vai para o Tribunal, logo precisará de um advogado, ainda que o pedido seja feito no Juizado Especial Federal, então desde o começo consulte um advogado para depois não chorar pelo tempo perdido. E quem ainda vai se aposentar? Ao requerer o benefício no INSS o professor deve fazer uma petição diferente daquela que o INSS oferece. Nela deve conter todos os fundamentos jurídicos que permitam a discussão judicial para exclusão do fator previdenciário. Parabéns aos professores, vocês merecem. ESPECIALISTAS EM DIREITO PREVIDENCIÁRIO DR. HILÁRIO BOCCHI JÚNIOR DRA. DANIELI MARIA CAMPANHÃO OLIVEIRA

Eu tenho um sonho! Quero começar parabenizando nossa cidade de Guariba pelos 120 anos. Guariba terra querida... Guariba sempre florida Abençoada por Deus. Guariba “Cidade Primavera” PARABÉNS!!! Gostaria de aproveitar este espaço para compartilhar um sonho. Dia 02 de Setembro aconteceu um fato triste. Furtaram minha bicicleta no meu trabalho. Quem já passou por esta experiência sabe muito bem como fica o coração da gente. Sabe qual o meu sonho? Não é poder recuperar a bicicleta. Mas, ver nossos adolescentes e jovens recuperados. Não se envolvendo mais com a criminalidade e não sendo mais escravos das drogas. Sonho com o dia que os pais serão mais presentes na vida dos filhos. Sonho com o dia em que todos vivam em harmonia sem preconceitos, discriminação, inveja e egoísmo. Sonho com o dia que nossos adolescentes e jovens usarão o potencial que têm para as coisas boas e que promovam o

bem.

Talvez seja só uma utopia, mas, oro para Deus toque no coração dos que levaram minha bike. Dou graças a Deus por viver na prática o texto que diz: Todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus. Até nosso próximo encontro!

Oswaldo Chiquitelli é pastor, professor e assessor parlamentar. É casado com Luciana e pai de dois filhos.


12

Crônica

19 de Setembro de 2015

“As fotografias e a chave do tempo” Uma crônica de Pedro Sgarbosa Não temos a capacidade de se lembrar de todas as coisas. Todos os dias recebemos novas informações e imagens. Como um bom administrador nosso cérebro vai arquivando e selecionando imagens, músicas, lembranças, etc. Após anos de vida, temos a impressão de que alguns momentos foram apagados de nossa memória. Neste momento o registro fotográfico cumpre um de seus mais importantes papéis. O papel de chave mágica que abre e descortina aquilo que estava esquecido em algum canto de nossa alma. Nem todos têm o privilégio de ter a sua vida documentada em imagens, restando apenas vagas lembranças em suas mentes. Quando acessamos o portal que uma fotografia antiga nos proporciona, um mundo de emoções vem à tona. Quase que instantaneamente somos transportados pelo tempo e revivemos os sentimentos que estavam contidos naquela imagem. Pode ser um sentimento de alegria, de tristeza, de saudades, de culpa, de remorso entre tantos outros. Uma coisa é certa: não há como ficar indiferente à uma lembrança. Sempre nos despertará uma sensação vivida. Ali nos encontramos com amigos que já se foram, com pais, padrinhos, antigos professores, colegas de trabalho, irmãos, animais de estimação, ruas e casas antigas impregnadas de recordações. Certamente muitos já não se encontram mais em nosso meio, mas suas marcas estão por todo o lado. Desbravaram o caminho para que pudéssemos estar aqui hoje. Que bom ter uma vida. Que bom ter experimentado todos os sentimentos que nos faz humanos. Que bom trazer à vida pessoas que há muito nos deixaram e seus lugares estão à mesa até hoje. Não foram ocupados por ninguém. Sua lembrança se faz sentida. Um povo que não conhece e não valoriza o seu passado certamente não compreende o seu presente, tampouco construirá um futuro que seja lembrado por alguém. As fotografias antigas são um verdadeiro tesouro para aqueles que não tem medo e nem vergonha de seu passado. São as chaves para entendermos melhor o que já fomos um dia e avaliarmos em quem

temos nos transformado hoje. Claro, não posso deixar de registrar aqui que sou apaixonado por fotografias, afinal tive o privilégio de ser sobrinho do fotógrafo Richiero Boffi, ou simplesmente Ari. Este que imortalizou com as suas lentes e sensibilidade a vida de muitas famílias desta cidade de Guariba. Seu lugar, hoje também está vazio à mesa. Não foi ocupado por ninguém. Pedro Antonio Sgarbosa Inverno de 2015.


13

Recordando

19 de Setembro de 2015


14

19 de Setembro de 2015

Memórias

As serestas

FALANDO DE GUARIBA Rosa Maria Atique

Cidade de todas as raças, cidade cheia de graça, De belezas e tradição. Onde viver vale a pena, Recanto de inspiração. Guariba altaneira, cidade primavera, hospitaleira, De um povo acolhedor. De uma extrema beleza ,onde a mãe natureza, Nos mostra seu esplendor. Uma cidade pujante, que aos seus filhos garante, Paz, beleza e harmonia. Guariba é majestosa, cidade maravilhosa, Santuário de magia. Um celeiro cultural, de contrastes sem igual, De histórias fascinantes. Uma cidade de paz, de flores e canaviais, De beleza exuberante.

Por Alexandre Rocha Quem viveu a época das serestas guarda grandes histórias. Período que músicos saíam às ruas para fazer uma grande festa. Eram madrugadas que passavam num piscar de olhos. Muitas casas abriam suas janelas, outras suas portas, para compartilhar a boa música tocada pelos seresteiros. No livro Memórias Guaribenses, Gercino Grieco dedica um capítulo para relembrar as saudosas serenatas e seus participantes. Aos finais de ano, entre o período do Natal e Ano Novo, era comum as serestas no centro de Guariba. Muitas famílias amigas já esperavam para receber a turma com comidas e bebidas, como uma forma de agrado. A alegria era tanta que Grieco conta da época em que até o Papai Noel participava, representado por Alexandre Pacífico, o Santim, figura muito conhecida na cidade. José de Oliveira, o Zezinho Barbeiro, que sempre esteve envolvido com a música, participou de várias serestas. Ele lembra que durante o ano havia guardas na região central de Guariba que não permitiam que houvesse serenatas pelas ruas, a não ser que o destino já tinha sido definido, por exemplo, dentro da casa de alguma família conhecida. Com isso, Zezinho e os demais partiam para as vilas e região periférica, segundo ele. Foram momentos marcantes. Muitas serestas feitas com sucesso, outras nem tanto. Segundo Zezinho devido a fatos pitorescos, como por exemplo, parar em casas que a família já havia se mudado ou que os moradores estavam ausentes. Eles só descobriam após um bom tempo tocando e cantando. Essas histórias arrancam muitas risadas até hoje e desperta saudade da época.

Guariba tem encantos, espalhados pelos cantos, Pelas ruas e avenidas. Um pôr-do-sol majestoso, lindo e maravilhoso, Guariba inspira vida. Um povo forte e vibrante, mulheres apaixonantes, É feliz quem vive aqui. Um lugar abençoado, que me deixa êxtasiado, Como nunca me senti. Guariba com certeza, é onde a natureza e a beleza de suas primaveras se encontram. Onde poetas se inspiram, onde a paz reina tranquila, Onde a magia desponta. Salve, salve, Guariba, sua gente e sua história, Salve sua trajetória que os meus versos inspira. Salve cidade primavera, recanto de amor e paz,

Mas como disse Gercino Grieco, os tempos mudaram, os hábitos também. Tudo é diferente. Várias coisas foram substituídas. Portanto, restam apenas lembranças de fatos como as serestas que fazem parte da história de Guariba.

Jornal A Imprensa agradece

a da Rosita Atique, Mário de Oliveira e Pedro Sgarbosa na colaboração no acervo de fotos desta edição.


15

Inauguração

19 de Setembro de 2015

Portal Cosméticos inaugura loja em Guariba Na contramão da crise que preocupa empresários e comerciantes em todo País, o comércio de Guariba está com uma loja nova de portas abertas. Com produtos essenciais para o dia a dia do homem e da mulher, a Portal Cosméticos comercializa itens para higiene pessoal, beleza e estética e deve cair rápido no gosto do guaribense. A loja foi inaugurada dia 10 de agosto com uma grande festa. O casal Alex e Fernanda Candido está à frente do negócio e aposta no sucesso da loja. Ambos possuem histórico empreendedor e enxergaram em Guariba a oportunidade para dar início no segmento tão carente na cidade. “Realizamos pesquisas, estudamos o mercado e vimos que era possível viabilizar o negócio”, revela Alex. A Portal Cosméticos oferece uma variedade de produtos, entre eles, fraldas, perfumes, materiais para estética e esmaltes, ponto alto da loja. Cabeleireiros, manicures, maquiadores e esteticistas encontram produtos exclusivos para seu negócio, o que ressalta o comprometimento da Portal Cosméticos em suprir as necessidades do cliente comum e do profissional.. A variedade de produtos conta com preços acessíveis, além de facilidades para pagar. A loja aceita cartão de crédito e débito e ainda parcela sem juros. O cliente ainda concorre a prêmios semanais, um atrativo a mais para conhecer o local. A Portal Cosméticos está localizada na Rua Rui Barbosa, nº 942, Centro.

O telefone para contato é o 3251-2127. Conheça a loja e saia ganhando!


16

Hino de Guariba - SP

Guariba terra querida Guariba dos encantos meus Guariba sempre florida Abençoada por Deus Guariba com teus canaviais Que é despertada pelos pardais Que sobrevoam teu céu colorido Trazendo uma esperança novos ideais Guariba berço de luz Presente que Deus nos deu No braço da tua cruz Uma raça floresceu Bela terra de pioneiros Que nacionais e estrangeiros

Cantam no mesmo destino feliz Buscando o futuro Do nosso Brasil

Guariba “Cidade Primavera” Com escolas e seus mestres Com seu trabalho viril São viveiros plenos de amor e luz Para a glória de uma raça E do civismo verenil Guariba teus encantos estão nos campos Tuas lavouras sempre vivas E teu povo tão gentil Estes versos que cantando aqui estamos Serão sempre relembrados Às gerações que hão de vir.

19 de Setembro de 2015


17

Guariba Country Festa

19 de Setembro de 2015

Guariba Country Fest 2015 compensa ausência de montarias com maior número de shows Por Alexandre Rocha O público parece não se importar com o formato diferente do Guariba Country Fest 2015. Prova disso, a venda de ingressos tem sido maior que em anos anteriores, segundo o organizador Jaci Pimenta. Este ano, o evento não contará com montarias e aposta em duas atrações por noite para atrair um bom público. A estrutura para o evento mudará bastante. Para o organizador, o que pesou na decisão de não realizar montarias foi a falta de alojamento para peões e boiadas, além das despesas médicas, caso acontecesse algum incidente, serem um pouco elevadas. “A desvantagem de não termos montarias nesta edição é que os apaixonados por ela sentem falta e cobram a gente. Entretanto, a possibilidade de trazer mais atrações agrada bastante e até estimula a entrada das pessoas no recinto mais cedo”, conta Pimenta. O camarote está sendo montado por uma empresa experiente no ramo, responsável pela estrutura de eventos de grande porte,

como Ribeirão Rodeo Music, Rodeio Show de Sertãozinho, Carnabeirão, entre outros. O público também poderá contar com a volta do baile na barraca, o que incentiva a aproveitar a festa ainda mais. Jaci Pimenta afirma que será a última vez que realiza o Guariba Country Fest. Ele já vinha “ensaiando” há alguns anos sua despedida, mas agora parece ter tomado a decisão. “Confesso que fiquei receoso com a retirada das montarias. Mas a venda é maior que nos outros anos. Isso deixa minha despedida um pouco mais feliz. Espero que esta edição tenha o maior público de todos os tempos, assim me despeço num evento grandioso, digno de nossa cidade”, finalizou. O Guariba Country Fest 2015 acontece entre 17 e 20 de setembro. Entre as atrações estão nomes conhecidos como Guilherme e Santiago e Cristian e Ralf, além de duplas que começam a despontar no cenário musical como Bruno e Barreto e Edson e Vinicius.


18

19 de Setembro de 2015

Responsável técnico: Dr. José Carlos Lucheti Barcelos CRM nº 81.223

Todo mundo bem de saúde para fazer desta cidade um lugar especial e cada dia melhor para se viver.

Parabéns, Guariba, pelos seus 120 anos.

0800 777 90 70

www.saofrancisco.com.br


19 de Setembro de 2015

19

Recordando Fotos e colaboração: Cabo José Barboza

Polícia Militar de Guariba

Em meio a formação Edgar Pontieri

Arnaldo

1º Tenente PM Braz 1º oficial – Comandante

Lima

Moacir

A foto mostra um grupo de voluntários da revolução de 1932

Marques

Cadeia e Posto Policial

Em pé à esquerda Cabo Félix, outro policial e um amigo da turma e o Policial Guedes, agachados: Pedro Sgarbosa e Oscar Louzada.

Benedito

Guedes

Viatura da Polícia

Destacamento de Policia Militar, anos 90

José Bianchesi, graduou-se a Cabo PM

Atual Destacamento de Policia Militar.


20

19 de Setembro de 2015

Gratidão

GRATIDÃO GUARIBA!!!!!!!

Nasci em Muzambinho, uma cidadezinha do interior de MG, onde passei minha infância e pre-adolescencia.Com 17 anos fui para Ribeirão Preto onde fiz a faculdade de Biomedicina.

Por OPÇÃO vim pra Guariba, por OPÇÂO decidi morar nesta cidade que me acolheu de braços abertos, aqui tive meus filhos, aqui os eduquei, aqui fiz amigos que serão para eternamente... por tudo isso sou só gratidão por esta cidade! Como eu, tenho certeza que muitas pessoas tiveram a mesma oportunidade de construir suas vidas aqui e por isso são gratas também, talvez, apenas não tenham a oportunidade de expressar seu amor por Guariba. Para o futuro eu desejo ver o progresso dessa cidade, com novas empresas,faculdades,mais apoio ao comercio, lazer para os jovens... porque acredito que precisamos ter FÈ no futuro ! Parabéns Dr. Francisco Dias Mançano, competente médico, com quem tive a honra de trabalhar no Hospital Regional de Guariba, exemplo de caráter, honestidade e competência! Grande HOMEM que também escolheu Guariba para viver e

construir laços, que ama Guariba e por opção quiz ser o Prefeito desta cidade, visto ser o GRANDE médico que é, reconhecido não só em Guariba, mas em toda a região.Parabéns PREFEITO , pela sua administração!!! Sigo ao pé da letra, um conselho de meu avô...e é este conselho que gostaria de deixar hoje : “ O que quer que a vida te traga, jamais mude o que você é. Permaneça bom e generoso. Seja sempre grato à vida e as pessoas. Não deixe jamais que seu ego te domine. Não deixe que nada modifique as melhores qualidades que você possui! ” Esta é a cidade que eu escolhi para morar, onde de alguma forma contribuo para o seu crescimento empregando pessoas, e, acima de tudo, sempre mostrando o quanto amo esta cidade, que não é a minha cidade natal, mas a minha cidade do coração! Felicidades GUARIBA, parabéns pelos seus 120 anos!!!!!!! Rosângela Bueno ( RÔ MODAS)


21

19 de Setembro de 2015


22

19 de Setembro de 2015

Dicas e Truques

Facas

Para afiar facas e tesouras corte algumas folhas de papel alumínio.

Clarear panelas

Muitas vezes os fundos das panelas ou bocas do fogão ficam escuros por conta do contato direto com o fogo. Para clareá-los, ferva rodelas de limão na água e aplique nos utensílios.

Lustrar móveis

Misture um copo de azeite ou óleo vegetal com ½ copo de suco de limão. Aplique com uma flanela sobre toda a superfície. Vire o pano do lado seco e lustre.

Como tirar mau cheiro e ácaros do colchão:

Quer um truque fácil e rápido para acabar com o mau cheiro e os ácaros do seu colchão? Basta misturar água, álcool, vinagre branco e desinfetante e borrifar o líquido no colchão.


23

Laurentiz & Corrêa realiza o sonho da casa própria pelo Programa Minha Casa Minha Vida

Sem sorteio e taxa de inscrição, imobiliária faz parceria para venda de casas

Sair do aluguel para morar na própria casa pagando parcelas baixas por mês. Esse é o sonho de muita gente e que a Imobiliária Laurentiz & Corrêa está prestes a realizar em Guariba. Por meio de uma parceria com o Programa Minha Casa Minha Vida, do Governo Federal, e a Mello Engenharia, a imobiliária pretende entregar, aproximadamente, 180 casas em 14 meses, com estrutura completa, no Residencial Planalto Verde. A procura tem sido grande e a Laurentiz & Corrêa já está realizando o cadastro e análise dos interessados. As facilidades para pagamento e a pouca burocracia chamam atenção. A exigência principal é estar empregado e com a Carteira de Trabalho registrada, além de remuneração mínima de R$ 1.500,00. Aprovada a transação, o comprador poderá pagar mensais decrescentes a partir de R$ 450,00 em até 30 anos. Outra vantagem do negócio é poder utilizar o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) como entrada e facilitar ainda

mais as condições de pagamento. O Residencial Planalto Verde está localizado em uma área de fácil acesso em Guariba. É só entrar em contato com Laurentiz & Corrêa na Rua Rui Barbosa, 891, Centro, ou pelo telefone (16) 3231-3786 para combinar uma visita e conhecer o local. Informações sobre as casas: Dois dormitórios, sala, cozinha, banheiro, área de serviço coberta e fácil ampliação. Documentos para cadastro: RG, CPF, Certidão de Estado Civil, comprovante de residência atualizado, comprovante de renda, Carteira de Trabalho e Imposto de Renda (se declarou) O que impede de fazer o negócio Restrição cadastral, ter um imóvel no nome, comprometimento de renda (que será analisada) e estar com o nome de casado (se for o caso) atualizado nos documentos pessoais. Para mais informações e realizar inscrições, entre em contato com a Laurentiz & Corrêa na Rua Rui Barbosa, 891, Centro. Telefone: (16) 3231-3786.

19 de Setembro de 2015


24

Receita

Datas Comemorativas

ROCAMBOLE DE CARNE MOIDA Ingredientes: • 1kg de carne moída • 1 envelope de creme de cebola • 6 fatias de bacon semi frito • 100 gramas de mussarela • 100 gramas de presunto • 200 gramas de azeitonas sem caroço • 1 copo de requeijão • 1/2 cebola ralada • Sal e tempero a gosto • Azeite • Plástico filme Modo de Preparo: • Lave a carne moída e escorra a água • Em um recipiente coloque a carne já escorrida junto com o creme de cebola, a cebola ralada, o sal e os temperos a gosto.

Charge

19 de Setembro de 2015

• Misture bem ate ficar bem consistente, na mesa estique o plástico filme e coloque a carne em cima do plástico. Abra bem a carne (tome cuidado para não deixar muito fina para não quebrar) e depois recheie com a mussarela, presunto, o bacon, as azeitonas e um pouco de azeite. • Com a ajuda do plástico filme enrole a carne como um rocambole,do tamanho da sua forma ou marinex,cuidadosamente. • Coloque a carne enrola em uma forma ou marinex untada o fundo com azeite com a emenda para baixo • Depois espalhe o requeijão por cima da carne com algumas fatias de mussarela e leve para assar por aproximadamente 1 hora ou ate a carne não estiver mais crua.

01 Dia do Caixeiro Viajante Dia do Professor de Educação Física 02 Dia do Florista - Dia do Repórter Fotográfico 03 Dia do Biólogo* Dia do Guarda Civil* - Dia da Polícia Militar Dia das Organizações Populares* 04 Dia do Serventuário Dia Nacional das Artes 05 Dia da Amazônia* Dia do Oficial de Farmácia 06 Dia do Alfaiate* Dia do Barbeiro* - Dia do Veterinário Dia do Hino Nacional - Dia da Juventude Brasileira 07 Dia da Pátria Brasileira* Dia do Alcoólatra Recuperado 08 Dia da Dedicação Dia Internacional da Alfabetização* Dia Nacional de Luta por Medicamentos* 09 Dia do Veterinário* Dia do Administrador de Empresas* 10 Dia da Imprensa - Dia do Jornalista Dia Nacional da Seresta 11 Dia do Jornalista Paulista 12 Dia da Seresta - Dia Nacional da Recreação 13 Dia do Perdão - Dia do Agrônomo 14 Dia do Frevo* 15 Dia do Musicoterapeuta 16 Dia Internacional da Paz Dia Internacional para a Preservação da Camada de Ozônio* - Dia Internacional para a Prevenção contra os Desastres Naturais 17 Dia Nacional do Cego - Dia da Compreensão Mundial - Dia do Transportador Rodoviário de Carga* 18 Dia do Perdão - Dia dos Símbolos Nacionais* 19 Dia do Comprador - Dia da Escola Bíblica

20 Dia do Gaúcho Dia do Funcionário Público Municipal 21 Dia do Rádio* Dia da Árvore* - Dia do Radialista* - Dia do Fazendeiro* - Dia da Agricultura Dia Nacional de Luta dos Portadores de Deficiência* 22 Dia das Aves - Dia da Banana* - Dia do Contador - Dia da Defesa da Fauna Dia do Início da Primavera - Dia Mundial Sem Carro 2007 - Dia Nacional da Juventude Dia do Técnico Agropecuário* 23 Dia Internacional da Memória do Comércio de Escravos e sua Abolição 24 Dia do Soldador* - Dia Mundial do Coração 25 Dia da Tia Solteirona Dia Nacional do Trânsito* - Dia Nacional da Radiofusão* 26 Dia Nacional do Surdo Dia Internacional das Relações Públicas* 27 Dia do Cantor - Dia da Caridade* - Dia do Encanador* - Dia do Turismólogo - Dia Mundial do Turismo - Dia Internacional do Idoso* Dia da Música Popular Brasileira 28 Dia do Agricultor - Dia da Mãe Preta Dia da Lei do Ventre Livre Dia da Lei dos Sexagenários (1885) 29 Dia da Bíblia* - Dia do Policial - Dia do Petróleo* - Dia do Hidrógrafo - Dia do Anunciante - Dia do Professor de Educação Física - Dia Internacional da Preguiça e contra a Inércia 30 Dia do Tradutor* - Dia do Jornaleiro Dia do Ferroviário - Dia da Secretária* Dia do Tuberculoso - Dia do Diário Oficial Dia Internacional da Navegação*

Jornal A Imprensa  

Número 37

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you