Issuu on Google+

N o v e m b r o

d e

2 0 1 3

a

J u l h o

d e

2 0 1 4


Latitudes, 10 anos. Nós somos seres famintos. Buscamos, a cada momento, saciar nossa fome. Fome que não se traduz apenas no desejo pelo alimento, mas em querer algo que não possuímos.

Desde seu princípio a Latitudes acredita que férias, mais que tudo, são momentos e oportunidades de aprendizagem. Aprender é defrontar-se com o novo, é mover-se pela curiosidade, é poder receber as informações do ambiente (uma paisagem nova, uma cultura

O teólogo, escritor, educador Rubem Alves gosta de mencionar a “Fome” como metáfora em

diferente, uma comida inusitada, uma conversa com um habitante local, um concerto de

várias de suas crônicas. Cita Freud, Aristóteles, Adélia Prado onde cada qual, de um jeito bem

música, entre tantas experiências) e interpretá-la, apreendê-la, torná-la parte integrante de

particular, apresenta seu entendimento sobre a inquietude do homem, a importância exercida pelos

nós. Descobrimos também que a melhor forma de seguirmos à frente, de propiciar vivências

desejos ou mesmo a necessidade de despertá-los. Um sentimento real de sentir-se vivo por

culturalmente mais ricas e profundas seria integrar neste projeto pessoas que, alinhadas

não ter todas as respostas, de ser possuído por uma vontade insaciável de conhecer a vida.

aos nossos interesses e propósitos, interagissem com nossos grupos, propondo discussões, reflexões, vivências, experiências, ou seja, possibilidades de transformação. Estes protagonistas

Temos fome de conhecimento, sabemos onde queremos chegar. Aqui, não há dúvida, fomos iniciados. A Latitudes faz 10 anos e nasceu justamente desta “fome”.

de um saber, são os especialistas, a quem somos imensamente gratos, pois engrandecem tanto a Latitudes quanto a vida de nossos clientes e colaboradores.

Nos 10 anos de nossa história, de maneira apaixonada e intensa fomos motivados pela

“Conhece-te a ti mesmo”, uma das máximas de Delfos, estava inscrita no pronaos (pátio)

fome de conhecimento, e não pretendemos apaziguá-la. O motor disto é nossa vontade e nossa

do templo do deus Apolo em Delfos. O que sabemos é que nossa fome de conhecimento, além

curiosidade. Elas são as forças internas que geram a energia que nos move ao incógnito, ao

de infinita, orienta e inspira nossas ações. Na dimensão de nossa latitude queremos, juntos

desconhecido. Não nos satisfazemos em nos manter apenas no que, para nós, já é conhecido.

aos nossos clientes, especialistas, guia, anfitriões, colaboradores e parceiros, seguir viajando

Temos uma trajetória de descobertas contínuas, e de curiosidade sobre o mundo que não se

pelas próximas décadas.

esgota, ao contrário, se expande em diferentes, formatos, destinos e paisagens.

Alexandre Cymbalista e Dedé Ramos


3

2 11

14

6 12

16

Índice

7

23 21 10

18 4 8

02 06 10

VIAGENS DE CONHECIMENTO – INTERNACIONAL 1. México – Arte, Cultura e Religiosidade Mesoamericana 2. Bienais de Veneza e Lyon 3. Luzes do Inverno – Arte no Natal de São Petersburgo 4. Tailândia, Laos e Camboja – Jornada Interior

14 14 15

5. Índia – O sagrado sem fronteiras 6. O melhor da Arte na Espanha 7. Filosofias da Índia e do Nepal 8. Yoga na Tailândia – Simplicidade e Equilíbrio 9. Grupo Shanti – Rajastão 10. Índia – O caminho do chá 11. Jazz em Nova York 12. Grécia – Mitologia, Arte e História

15 16 16 17 17 20 20 22 22

GRANDES CIVILIZAÇÕES 13. Rajastão – Índia em alto estilo 14. Uzbequistão e Turquia – Caminhos pela Rota da Seda 15. Yunnan – A Colorida e Autêntica China 16. Odisseia no Marrocos

26 26 27 27

FESTIVAIS DO MUNDO & LUGARES NOTÁVEIS 17. Expedição Fotográfica na África do Sul 18. Reveillon em Myanmar – A magia da antiga Birmânia 19. Índia – Um Reveillon no deserto de Thar 20. Chile e Argentina – Deserto do Atacama e Salta 21. Butão – Festival Tsechu – Paro 22. Caxemira & Ladakh – Festival Hemis

19 5 13 9

1

Cronograma de Viagens 2013 / 2014 Bem-vindos à Bordo com Amyr Klink Nossos Especialistas

pelas terras do Sudeste Asiático

15 22 26

30 30 31 31 32 32

24

28 27 20 25

17

VIAGENS ATIVAS 23. Trekking ao Everest – Caminhando pelo Himalaia 24. Trekking no Kilimanjaro – O Ponto Mais Alto da África 25. Trekking ao Aconcágua – O ponto mais alto das Américas 26. Trekking ao Gokyo e Campo Base do Everest

36 36 37 37

VIAGENS DE CONHECIMENTO – BRASIL 27. Inhotim – Arte Contemporânea nas Minas Gerais 28. Serra da Capivara – A História do Homem Americano

40 41

VIAGENS APLICADAS Private Jet Expedition PERSONALIZE SUA VIAGEM

44 46 48

7


Cronograma Geral de Viagens N O V E M B R O

2 0 1 3

N O V E M B R O BIENAIS DE VENEZA E LYON Com Valéria Piccoli I Pinacoteca do Estado de S.Paulo I Casa do Saber

A

J U L H O

2 0 1 4

D E Z E M B R O BRASIL – SERRA DA CAPIVARA – A HISTÓRIA DO HOMEM AMERICANO Com a equipe da Arqueóloga Niéde Guidon

INHOTIM – ARTE CONTEMPORÂNEA

RÚSSIA – LUZES DO INVERNO –

EM MINAS GERAIS

ARTE NO NATAL DE SÃO PETERSBURGO E NO REVEILLON EM PARIS

Com Denise Gadelha I Casa do Saber

Com Hélio M. D. Ferreira

J A N E I R O

F E V E R E I R O

M A R Ç O

TAILÂNDIA, VIETNÃ E CAMBOJA – JORNADA INTERIOR PELAS TERRAS DO SUDESTE ASIÁTICO

ÍNDIA & NEPAL – FILOSOFIAS DA

CHILE E ARGENTINA – DESERTO

ÍNDIA E DO NEPAL – DA SABEDORIA HINDU AOS CAMINHOS DE BUDA

DO ATACAMA E SALTA

Com Lucia Brandão e Emilio Moufarrige

Com Lucia Brandão

ÍNDIA – O SAGRADO SEM FRONTEIRAS Com Marco Schultz

ESPANHA – O MELHOR DA ARTE

Com Anfitrião Latitudes

RAJASTÃO – ÍNDIA EM ALTO ESTILO Com guia local falando em português

NA ESPANHA

Com Hélio M. D. Ferreira Casa do Saber

ÁFRICA DO SUL – EXPEDIÇÃO

UZBEQUISTÃO E TURQUIA – CAMINHOS PELA ROTA DA SEDA

FOTOGRÁFICA

MYANMAR – REVEILLON EM MYANMAR –

Com Haroldo Castro

A MAGIA DA ANTIGA BIRMÂNIA

TAILÂNDIA – YOGA NA TAILÂNDIA –

Com Lucia Brandão

SIMPLICIDADE E EQUILÍBRIO

Com Emilio Moufarrige

Com Lygia Lima TREKKING AO EVEREST ÍNDIA – REVEILLON NO DESERTO DE THAR Com guia local Mr. Alok Bhatnagar

ÍNDIA – GRUPO SHANTI – RAJASTÃO Com Pedro Kupfer e Ângela Sudari

ÍNDIA – O CAMINHO DO CHÁ Com Sylvia Rodrigues


A B R I L CHINA – YUNNAN – A COLORIDA E AUTÊNTICA CHINA

M A I O USA – JAZZ EM NEW YORK Com Daniel Daibem I Casa do Saber

Com Mikael Gorostiaga

BUTÃO – FESTIVAL TSECHU – PARO Com guia local

GRÉCIA – MITOLOGIA, ARTE E HISTÓRIA Com Cristina R. Franciscato

J U N H O

J U L H O

CAXEMIRA & LADAKH –

ALEMANHA –

FESTIVAL HEMIS

CENÁRIO DAS ARTES

Com guia local

Com Hélio M. D. Ferreira Casa do Saber

. . . C O N S U LT E A S D A TA S : TANZÂNIA – TREKKING NO KILIMANJARO – O PONTO MAIS ALTO DA ÁFRICA

ARGENTINA – TREKKING AO MARROCOS – ODISSEIA NO MARROCOS Com Emilio Moufarrige

ACONCÁGUA – O PONTO MAIS ALTO DAS AMÉRICAS

A HISTÓRIA DO HOMEM AMERICANO

NEPAL – TREKKING AO CAMPO BASE DO EVEREST

Com a equipe da Arqueóloga Niéde Guidon

NEPAL – TREKKING AO GOKYO

BRASIL – SERRA DA CAPIVARA –

E CAMPO BASE DO EVEREST

MÉXICO – ARTE, CULTURA E RELIGIOSIDADE MESOAMERICANA

Com Márcia Arcuri I Pinacoteca do Estado de S.Paulo


4|

10 anos Latitudes

Zero é a latitude do Equador. Para cima ou para baixo, aumentamos o grau. Latitude é uma referência. Estes anos, viajando com a Latitudes,  tenho obtido referências no meu universo e estabelecido ângulos e visões novos. Meu grau aumenta: grau de conhecimento do mundo, conhecimento de pessoas, grau de descobertas em relação ao ponto inicial. Quanto mais percorro a esfera terrestre, mais vejo como é importante descobrir, olhar, perceber e perceber-se. Ter ao lado uma empresa ética e que se esforça muito para fazer esta descoberta maravilhosa é o plus da aliança com a Latitudes.  Tantos caminhos pela Ásia, Europa e América, meu mundo encolhe porque vejo que sou parte de um todo imensamente maior e meu espírito aumenta ao ter contato com este todo. Só me resta agradecer a Latitudes por esta década de descobertas e de trabalho. Hoje sou outro, latitudinalmente...

Leandro Karnal


Agradecimentos

Agradecimentos Nestes 10 anos de realizações a Latitudes não poderia deixar de agradecer à Casa do Saber, à Pinacoteca do Estado de São Paulo, ao Museu de Arte Moderna, à Livraria Cultura e ao Pão de Açúcar

pelas maravilhosas experiências que em parceria proporcionamos aos nossos clientes e associados. Esperamos estar sempre juntos nessa contínua e duradoura viagem ao conhecimento!

|5


6|

High Latitudes

Bem-vindos à bordo (Amyr Klink, em Paratii 2)

HIGH LATITUDES Como primeiro tripulante do Parati 2 e frequentador compulsivo de altas latitudes na procura de destinos novos ou pouco conhecidos descobri, ao longo dos últimos dez anos, uma discreta e profunda transformação no mundo dos viajantes: roteiros que há não muito tempo seriam considerados inviáveis ou épicos tornaram-se gradualmente frequentados por visitantes comuns que apenas buscavam experiências autênticas. Mais que a evolução dos meios de acesso a esses lugares, a grande transformação aconteceu nos próprios viajantes. Não mais a exuberância dos sítios, a riqueza histórica ou o conforto dos equipamentos são a razão para se viajar, e sim a experiência pessoal, a descoberta de atrativos não evidentes, o conhecimento adquirido. Há no Brasil e Sul da América, um vasto oceano de experiências de viagem a serem, deste modo, reveladas. Na Antártica todos os anos inauguramos novos atracadouros e novas maneiras de alcançá-los. E, muitas vezes, os já visitados tornam-se novos pela simples mudança de caminho. No Ártico as míticas passagens de Nordeste e Noroeste se abriram permitindo não apenas a circunavegação completa do Polo, mas o acesso a rotas históricas que estiveram por séculos fechadas. A intenção de compartilhar estas experiências de um modo diferente, onde o viajante torna-se agente protagonista, e não mero passageiro, nos levou a esta união com a Latitudes, que admiramos exatamente por ser cúmplice dessa transformação. Aos tripulantes que embarcarem a partir de agora desejo que, como os primeiros, façam portos se alternar e queiram sempre tornar a partir. Amyr Klink


High Latitudes

PROJETOS COM CHANCELA AMIR KLINK: EXPEDIÇÃO ANTÁRTICA A BORDO DO PARATII2 No Caminho das Grandes Navegações

NAVEGAÇÃO PELA COSTA ATLÂNTICA BRASILEIRA De Paraty à Baía de Paranaguá

|7


8|

10 anos Latitudes

Índia – país de muitas cores, formas, cheiros, contrastes e infinitos mistérios. Depois de várias experiências levando alunos para conhecer essa terra sagrada posso afirmar que ela pode ser amada ou detestada. Para amá-la é preciso ter a mente e o coração abertos, é preciso ter a visão direcionada para o novo e desconhecido. A melhor palavra seria uma vontade de aventurar-se em direção ao inusitado. País de costumes diferentes dos nossos e do outro lado do planeta - exige conhecimento profundo e jogo de cintura na organização de viagens. E é, exatamente por isso, que adoro – sim, simplesmente adoro viajar com a Latitudes. Sinto-me segura e protegida. Não é fácil para uma mulher liderar um grupo com responsabilidade nesse país. É preciso ter uma proteção ampla e sólida. Com essa equipe profissional não tem senão. Tudo é possível e existe solução para cada uma das situações que aparecem no nosso dia-a-dia. E aparecem muitas! Mas nenhuma que não seja solucionada com leveza. Afinal a vida é LEELA – palavra sânscrita que significa brincadeira divina! Experimente, você vai adorar.

Márcia De Luca


Especialistas

NOSSOS


10 |

Alguns de Nossos Especialistas

Adriano Gambarini

Emilio Moufarrige

Fotógrafo desde 1992, autor de 10 livros fotográficos e poesia. Pela National Geographic Brasil documentou paisagens, bichos, plantas, montanhas e mares, ecossistemas, cavernas, vida selvagem, arquitetura e cultura de grupos étnicos de todos os continentes. Seu acervo conta mais de 100 mil fotos. Atuou em documentários na Discovery Channel no Brasil, França e Rússia e coberturas jornalísticas na Ásia. Editor fotográfico, articulista de guias de turismo e revistas especializadas em meio ambiente, ministra workshops e palestras e é colunista do Blog da National Geographic Brasil e da Agência Ambiental OECO.

Arquiteto, voltou-se para a filosofia desde 1975 e é pós-graduado em Gestão do Conhecimento e Capital Intelectual. Foi professor na faculdade de arquitetura da Universidade Mackenzie. Dedica-se aos estudos humanistas, proferindo palestras, seminários nas áreas de filosofia, história, religiões e mitos, tanto do Oriente como do Ocidente. Atua como consultor de desenvolvimento de projetos de conteúdo e viagens na Latitudes, acompanhando grupos pelo Sudeste Asiático, China, Marrocos, Israel, Jordânia, Egito e Uzbequistão, abordando: cultura, tradições religiosas e visões de mundo.

Agnaldo Farias

Gilson Pedro

Agnaldo Farias é professor da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP. Foi curador do MAM-RJ (1998/2000), curador adjunto da 23ª Bienal de São Paulo (1996), da 1ª Bienal de Johannesburgo (1995) e curador da representação brasileira da 25ª Bienal de São Paulo (2002). Atualmente, é consultor de curadoria do Instituto Tomie Ohtake. Publicou As Naturezas do Artifício - Amélia Toledo (Editora W11, 2004), Daniel Senise -The piano factory (Andréa Jacobsen, 2003) e Arte brasileira hoje (Publifolha, 2002), entre outros livros.

Professor da História da Cultura e pós-graduado em Sociologia da Arte pela Sorbonne, Paris. Trabalhou durante doze anos como professor de História da Arte no MASP, criador e professor do Departamento de Artes do Colégio Equipe e do Scriptorium de História da Arte em São Paulo.

Anderson Allegro

Possui mais de 30 anos de experiência profissional como fotógrafo, jornalista, produtor e diretor de documentários e estrategista de comunicação e conhece 163 países. Fundou o Viajologia (www.viajologia. com.br), que considera a viagem como uma escola dinâmica, onde o conhecimento é acumulado por meio do contato com outras culturas. Colabora com a revista Época, produziu dois documentários para SBT. Em 2010 realiza uma expedição jornalística Luzes da África – para documentar o lado positivo do continente. http://colunas.epoca.globo.com/viajologia/

Professor de Yoga há mais de 20 anos e biólogo. Tem estudado e ensinado essa disciplina desde os 18 anos e viajou à Índia várias vezes para aprimorar-se. Conduz palestras e práticas em encontros de professores e praticantes de Yoga em Florianópolis e São Paulo. Atualmente dirige o Aruna Yoga onde ministra o Curso Livre para Formação de Instrutores de Yoga há mais de 10 anos além de workshops sobre textos hindus, mitologia, Sistema Ayurvédico de Saúde, meditação, etc. É o criador e apresentador do DVD POWER YOGA. É diretor e um dos idealizadores da Aliança do Yoga.

Carlos Cabral Apaixonado e estudioso de vinhos desde 1969 é um dos grandes nomes da enologia brasileira. Escritor, palestrante, articulista e consultor de grandes empresas é fundador e idealizador da Sociedade Brasileira dos Amigos do Vinho além de diversas outras sociedades e confrarias no exterior. Realizou mais de 60 viagens pelasregiões vinícolas do mundo todo e conhece pessoalmente os principais produtores de vinho de Portugal e do Brasil. Autor de diversas obras, entre elas Presença do Vinho no Brasil – Um pouco de História, 2004.

Daniel Daibem

Formado em Rádio e TV pela FAAP e tendo estudado por oito anos na Groove Escola de Música, sob os cuidados do mestre Leyve Miranda, Daniel ficou conhecido em São Paulo por apresentar o programa Sala dos Professores, na Rádio Eldorado FM, durante 8 anos. A forma simples, didática e divertida de traduzir a linguagem do Jazz para o público é o que atrai dezenas de pessoas, todos os anos para esta viagem à Nova York. Hoje, Daniel Daibem atua como guitarrista do organ trio Hammond Grooves.

Dante M.C. Gallian

Haroldo Castro

Hélio Márcio Dias Ferreira Doutor em Educação (Faculdade de Educação da Universidade Federal Fluminense – UFF, com parte dos estudos realizados na Université Sorbonne – Paris, 3. Mestre em História da Arte e artista plástico (Escola de Belas Artes da UFRJ). Autor do livro Ivan Serpa: o “expressionista concreto” (EDUFF). Professor adjunto na Escola de Teatro da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – UNIRIO, palestrante habitual na Casa do Saber do Rio de Janeiro onde ministra módulos de História da Arte.

Leandro Karnal Doutor em História pela Universidade de São Paulo. É autor de artigos, livros e coletâneas na área e professor da Casa do Saber. Há vários anos acompanha grupos para a Europa e desenvolve cursos sobre arte e história europeia. Publicou Teatro da Fé. Representação religiosa no Brasil e no México do século XVI (Hucitec, 2008), História na sala de aula (Contexto, 2003) e História dos Estados Unidos – Das origens ao século XXI (Contexto, 2007).

Lucia Brandão

Doutor em História Social (USP-1996) e pós-doc pela École des Hautes Études en Sciences Sociales de Paris (2007) onde participa como professor e pesquisador visitante. Docente e diretor do Centro de História e Filosofia das Ciências da Saúde (CeHFi) da UNIFESP alem de participar como professor-orientador dos Programas de Pós-Graduação Ensino em Ciências da Saúde e Saúde Coletiva. Suas linhas de pesquisa são: Educação e História das Ciências da Saúde e da Medicina, Humanidades e História Oral.

Dedica-se ao estudo e à prática das Filosofias do Oriente e, em particular, do Hinduísmo e do Budismo. Participou de Seminários com o Dalai Lama em Dharamsala (Índia) e no Brasil; de vivências meditativas na Comunidade de Thich Nhat Hanh, na França. Ministra aulas de Prática Meditativa, Ética e Visões de Mundo, Filosofias da Índia e do Sudeste Asiático, Mitologia e Simbologias Orientais. Sua abordagem é alinhada à filosofia do viver bem e da cultura de paz. Como especialista acompanha grupos em viagens pela Índia, Nepal e países do Sudeste Asiático.

Denise Gadelha

Luiz Felipe Pondé

Mestre em Poéticas Visuais pelo Programa de Pós Graduação em Artes Visuais da UFRGS. Atua como artista e professora. Ministra cursos na Casa do Saber sobre Artes e Fotografia. Recentemente participou da exposição Histórias de Mapas, Piratas e Tesouros, realizada no Itaú Cultural, sob a curadoria de Edu Brandão e Cia de Foto (outubro/2010). Conduziu o ciclo de palestras na SP-Arte/Foto (setembro/2010). Desde 2005 integra a equipe do Dynamic Encounters International Workshops.

Luiz Felipe Pondé é filósofo e teólogo, professor na pós-graduação em Ciências da Religião da PUC-SP, professor na FAAP, professor convidado em Mística Medieval em algumas das principais universidades europeias; mestre pela Universidade de Paris 8, doutor pela USP, pós-doutor pela Universidade de Tel Aviv. Colunista na Folha de S. Paulo, professor da Casa do Saber e autor de, entre outros: Conhecimento na desgraça (Edusp, 2004), Do pensamento no deserto (Edusp, 2009), Contra um mundo melhor, ensaios do afeto (LeYa, 2010).


Alguns de Nossos Especialistas

| 11

Lygia Lima

Maria Cristina Rodrigues Franciscato

Nas últimas décadas tem sido uma Sádhaka (estudante, praticante) em todo o Mundo. Bailarina, estudou no Merce Cunnighan Studio de NYC. Formação em Hatha Yoga pelo Jivamukti Yoga School com Sharon Gannon e David Life. Seu conhecimento e criatividade vieram de Mestres como: Shri K Pathabi Jois e Eddy Stern de Ashtanga Vinyasa; Kaur Khalsa Gurmukh de Kundalini Yoga; Swami Dayananda Saraswati e Gloria Arieira de Vedanta; Bryan Kest de Power Yoga; Shiva Rea de Vinyasa Flow entre muitos. Entre EUA e Europa, Brasil, México e Chile, espalha suas sementes, como uma professora única, estrutural e orgânica, trazendo confiança e inspiração como facilitadora do Yoga. www.nacaoyoga.blogspot.com

Jornalista; mestre e doutora em Língua e Literatura Grega Antiga pela FFLCH-USP; tradutora da Tragédia Héracles, de Eurípides, do grego para o português (Editora Palas Athena, 2003). Membro da SBEC - Sociedade Brasileira de Estudos Clássicos. Membro Pesquisador do grupo “Estudos sobre Teatro Antigo” (USP/ CNPQ). Professora de Mitologia do Curso de Pós-Graduação em Psicologia Analítica Junguiana da UNICAMP e de Técnicas Terapêuticas Junguianas do Instituto Junguiano de Bauru e Região. Realiza viagens culturais à Grécia, atuando como guia e professora.

Manoel Morgado Com grande paixão pelas viagens, aventurou-se pelo mundo, primeiro pela América do Sul, depois Europa, Ásia e Oceania. Médico pediatra pela Escola Paulista de Medicina. Voltou-se para a Ásia e adquiriu grande experiência sobre estes países e culturas e passou a acompanhar grupos de viagem, atividade que desenvolve há mais de 16 anos. É estudioso das filosofias asiáticas e tem afinidade especial pelo Budismo. Tem escalado as mais altas montanhas da África, América do Norte, América do Sul, Oceania, Europa além de, em 2009, a sexta mais alta do planeta, Cho Oyu no Tibete com 8201 metros e em maio de 2010 alcançou o cume do Everest.

Marcelo Backes Escritor, professor e tradutor. Autor dos romances Três traidores e uns outros (Record, 2010) e O último minuto (Companhia das Letras, 2013), entre outras obras. Doutor em Germanística e Romanística pela Universidade de Freiburg, Backes verteu ao português mais de 30 obras da literatura alemã, entre clássicos e contemporâneos como Goethe, Schiller, Arthur Schnitzler, Franz Kafka, E.T.A Hoffmann e Ingo Schulze. Foto: Bel Pedrosa.

Marcia Arcuri – Pinacoteca do Estado de São Paulo Historiadora, mestre em artes pela University of Essex, Inglaterra e doutora em arqueologia pela USP. É professora credenciada do Museu de Arqueologia e Etnologia da USP e leciona na Casa do Saber. Foi curadora da exposição Por Ti América e assessorou cientificamente as exposições: Tesouros de Sipán – Esplendor da Cultura Mochica e Ouros de ‘Eldorado’: Arte Pré-Hispânica da Colômbia, ambas na Pinacoteca do Estado de São Paulo. Com vasta trajetória internacional, atualmente trabalha em parceria com pesquisadores e gestores de museus peruanos.

Márcia De Luca Márcia De Luca dedica-se àquela que escolheu como sua missão: inspirar as pessoas a encontrar a totalidade, ensinando-lhes caminhos para integrar corpo, mente e espírito. Márcia presta consultoria para empresas, dá palestras, workshops e cursos personalizados, e apresentou na Rádio Eldorado, os boletins diários Filosofia de Bem-Viver, nos quais focava o autoconhecimento e o desenvolvimento pessoal como ferramentas para uma maior qualidade de vida. É uma das idealizadoras do evento Yoga pela Paz.

Marco Schultz Professor de yoga e meditação, coordena o Simplesmente Yoga, programa de estudo e aprofundamento dedicado ao autoconhecimento. Viaja extensivamente ministrando cursos e retiros, além de satsangs encontros caracterizados por ensinamentos e pelo canto de mantras. Viveu vários anos no exterior, estudando diferentes áreas relacionadas ao desenvolvimento integral e espiritual do ser humano. Há mais de 12 anos lidera grupos de estudos em viagens a importantes centros de peregrinação espiritual.

Marlei Caroli Dedica-se ao estudo das Filosofias do Oriente, em particular ao Yoga, Hinduísmo e Budismo. Formada Instrutora de Yoga no curso de pós-graduação da FMU-SP e Kaivalyadhama Yoga Institute – Lonavla (Índia), participou de vivências meditativas e yógicas em Ashrams e Monastérios (Índia, Tibete, Nepal, Butão, Indonésia, Sri Lanka). Essas influências resultam em uma linguagem afinada com o corpo, mente e espírito, em um olhar amoroso onde os opostos se complementam, criando uma proposta de estilo de vida que traduz seu ideal: liberdade!

Mikael Mikael Gorostiaga Gorostiaga Formado no Instituto Nacional de Língua e Civilizações Orientais em Paris, tornou–se especialista em Cultura Chinesa. Viveu seis anos na China estudando Taijiquan, Qi Gong, caligrafia, Teoria Fundamental da Medicina Tradicional e o Taoismo. Com grande experiência no turismo, atua como guia, intérprete e criador de viagens personalizadas nas províncias do sudoeste chinês, entre o Tibete e o Vietnã. Fala português, inglês, mandarim e francês, sua língua nativa. Desde pequeno mantém contato com diversas culturas e viajar sempre foi algo muito natural na sua vida.

Pedro Kupfer e Ângela Sundari Pedro nasceu no Uruguai há 46 anos. Descobriu o Yoga aos 16 e pratica, aprende, estuda e ensina desde então. Considera o Yoga mais como uma forma de vida do que uma atividade restrita a uma sala. Pedro escreveu e traduziu vários livros sobre Yoga, além de ser editor das revistas Yoga Journal, Cadernos de Yoga e do website - www.yoga.pro.br. Fez várias viagens de estudos à Índia e a outros países do Oriente e, atualmente, mora na praia de Mariscal, em Santa Catarina. Quando não está viajando, ensinando ou praticando, gosta de cantar, surfar e cozinhar. Ângela Sundari é yogini por nascimento e vocação. Pratica Yoga e estuda Vedanta há 14 anos. Ela e Pedro, seu marido, moram na praia de Mariscal, em Santa Catarina. Viajam juntos, de sete a oito meses por ano, pela Índia e o Oriente, onde o casal estuda, pratica, pesquisa, surfa e aperfeiçoa seus conhecimentos. Ângela coordena as atividades de Yoga de nossas viagens de estudos.

Sylvia Rodrigues Farmacêutica homeopata antroposófica, fitoterapeuta certificada pela IBD, faz parte do Conselho de Farmácia - SECOL. Atua como Tea Sommelier desde 2006; formada em Paris no Palais du The; faz parte do Clube du The de Buenos Ayres; participa dos congressos de chá pelo mundo; pesquisadora da história da porcelana ligada a história do chá; administra cursos de chá e harmonizações. É proprietária da Teakettle - Casa de Chá em São Paulo, empresa que há 6 anos faz blends e estuda chás dos jardins do mundo.

Valéria Piccoli Doutora pela FAU-USP, Curadora Chefe da Pinacoteca do Estado de São Paulo e professora na Casa do Saber. Desenvolve pesquisas sobre arte brasileira dos séculos 19 e 20. Coordenou o projeto da mostra Arte no Brasil: Uma História na Pinacoteca de São Paulo. Fez curadorias de exposições no Brasil e no exterior, como: Les peintres voyageurs romantiques au Brésil (1820-1870), Paris (2005), parte do Ano do Brasil na França; Terra Brasilis, que integrou o festival Europalia (2011) em Bruxelas e Facchinetti, (2004) no Centro Cultural Banco do Brasil do Rio de Janeiro.

Para conhecer todos os especialistas da Latitudes, visite nosso site: www.latitudes.com.br


12 |

10 anos Latitudes

Nesse decênio da Latitudes, tenho muito orgulho de ter participado, como especialista, dos últimos 3 anos ininterruptos! Desde então, realizamos lindas viagens culturais para Berlim, Munique, Moscou, São Peterburgo, Paris, Normandia, Provence, Sudoeste e Sul da França, Viena, Chicago, Escandinávia, entre muitos outros locais, sempre sob meu acompanhamento e a batuta de Alexandre Cymbalista, aliado à sua equipe competente. Uma viagem cultural traz o sabor a mais de visitar museus, palácios, cidades, monumentos, sempre com um olhar diferenciado e com maior profundidade. Nos nossos grupos, também fazemos amigos que carregaremos, com ‘passaporte carimbado’, para uma longa amizade. Parabéns para a família Latitudes da qual tenho a honra de fazer parte!

Hélio Márcio Dias Ferreira


INTERNACIONAL

Conhecimento

VIAGENS DE

Sabedoria, legados culturais, espetáculos da natureza, manifestações de arte, vivências interiores são partes da matéria prima de cada uma destas Viagens de Conhecimento. Na seleção dos temas criados, promove aprendizado e profunda vivência na própria fonte do saber. Busca estabelecer um forte processo de interação e contato com as culturas, costumes e povos de cada região visitada, sempre na companhia de especialistas ou de guias Latitudes, profissionais altamente capacitados em cada assunto.


14 |

Viagens de Conhecimento

México

Bienais de Veneza e Lyon

Arte, Cultura e Religiosidade Mesoamericana

Pinacoteca & Casa do Saber

Com Márcia Arcuri | Projeto 2014

Com Valéria Piccoli | 08 a 16 de Novembro, 2013

A Mesoamérica distingue-se por ter sido a primeira região da América em que se desenvolveram civilizações complexas, sendo a dos Olmecas a primeira destas civilizações que, a partir de 1300 aC, se espalhou pela região do golfo do México. As cidades, vilas, monumentos e sítios arqueológicos que visitaremos na companhia da historiadora e arqueóloga Márcia Arcuri, com a chancela da Pinacoteca de São Paulo, nos darão uma visão extremamente rica dos aspectos antropológicos e diversidade linguística. Os povos indígenas da Mesoamérica moderna mantêm muitas das tradições dos seus antepassados, como as cerimônias do Dia de Los Muertos em Oaxaca e Puebla, uma mistura de elementos do catolicismo popular com rituais de civilizações antigas, nos dias que antecedem a data de 2 de novembro as famílias preparam comidas especiais, montam altares, adornam suas casas e túmulos com flores e reproduções de caveiras, fazem oferendas e comemoram a morte de seus entes queridos.

A Bienal de Veneza, a maior e mais antiga das bienais, tem como título em 55ª edição Il Palazzo Enciclopedico. Sugestão do seu curador Massimiliano Gioni, o tema evoca o artista autodidata ítalo–americano Marino Auriti, que, em 1955 desenvolveu, com o escritório US Patent, um projeto em que retratava seu “Palácio Enciclopédico”: um museu imaginário que pudesse abrigar as maiores descobertas da humanidade, desde a roda até o satélite. O plano de Auriti nunca foi concretizado, mas artistas, escritores, cientistas e profetas tentaram, em vão, criar uma imagem do mundo que capturasse sua infinita variedade e riqueza. Meanwhile... Suddenly and Then é o tema da 12ª edição da Bienal de Lyon, onde 70 artistas de 21 países têm suas obras apresentadas em cinco espaços de Lyon: a igreja Saint-Just, a Chaufferie de l’Antiquaille, a Fundação Bullukian, a Sucrière e o Museu de Arte Contemporânea.

Viagem Latitudes e Pinacoteca

Itinerário Resumido

Itinerário Resumido

Dia 1 Dia 2 Dia 3 Dia 4

Dia 1 - São Paulo – Veneza Dia 2 - Chegada a Veneza Dia 3 - Veneza

- São Paulo – Cidade do México - Cidade do México - Cidade do México - Cidade do México – Villahermosa – Palenque Dia 5 - Palenque Dia 6 - Palenque – Villahermosa – Cidade do México – Oaxaca Dia 7 - Oaxaca Dia 8 - Oaxaca Dia 9 - Oaxaca – Puebla Dia 10 - Puebla – Cidade do México – São Paulo Dia 11 - Chegada a São Paulo

ESTES ROTEIROS PODERÃO SOFRER ALTERAÇÕES SEM PRÉVIO AVISO.

Dia 4 - Veneza Dia 5 - Veneza Dia 6 - Veneza – Lyon

Viagem Latitudes, Pinacoteca e Casa do Saber

Dia 7 - Lyon Dia 8 - Lyon Dia 9 - Lyon – São Paulo


Viagens de Conhecimento

| 15

Luzes do Inverno

Tailândia, Vietnã e Camboja

Com Extensão opcional Reveillon em Paris

Com Extensão opcional Laos

Arte no Natal de São Petersburgo

Jornada Interior pelas terras do Sudeste Asiático

Com Hélio Márcio Dias Ferreira | 21 a 29 de Dezembro, 2013

Com Lucia Brandão e Emilio Moufarrige | 13 a 29 de Janeiro, 2014

São Petersburgo é frequentemente descrita como a maior cidade do Oeste Europeu Russo. Seu centro histórico e o grupo de monumentos constituem patrimônio mundial da UNESCO. Centro político e cultural russo por 200 anos, é muitas vezes referida na Rússia como a capital do norte. Sua arte há muito tempo tem sido elemento exportador e expansionista da cultura Russa para o mundo. Da longa tradição e notável complexidade dos bordados, xilogravuras, pintura de bonecas de madeira as artes clássicas como a música e a dança, principalmente representada pelo balé, são ícones mundiais. Seus personagens literários parecem saltar dos livros e salientam a força criativa que fundamenta e justifica grande parte da experiência humana. O maior museu do país, o Hermitage, rivaliza em quantidade, qualidade e enormidade artística com o próprio Louvre de Paris, fará parte deste roteiro. Recomendamos estar em Paris, nossa extensão, e comemorarmos a entrada de 2014.

Alguns dias em um lugar novo como o Sudeste Asiático, gera uma experiência e um saber que anos de estudo e leituras não têm como propiciar. Ainda é possível sentir o pulsar de uma filosofia de vida que tem sua origem no hinduísmo e no budismo, além do taoísmo, do confucionismo e do animismo, e onde a ação de conciliar essas filosofias no dia-a-dia é um desafio. Em Bangkok conheceremos maravilhas, como o Grand Palace. No Vietnã iniciaremos pela capital Hanói cheia de tradição e história; as belezas marinhas de Halong Bay, “a Cidade das Lanternas de Seda” Hoi An, tombada pela UNESCO e a pujante e moderna Saigon. Completando o roteiro, vamos imergir no impressionante Complexo de Angkor, no Camboja, que abriga a memória arquitetônica, cultural e religiosa do antigo e majestoso Império Khmer. O Laos é o país de extensão e, em Luang Prabang, poderemos nos deliciar com este patrimônio da humanidade. Seu fabuloso e bem preservado conjunto arte e arquitetura budista estão presentes numa da atmosfera de paz e tranquilidade.

Itinerário Resumido

Itinerário Resumido

Dia 1 - SP ou RJ – São Petersburgo Dias 2 a 9 - São Petersburgo Dia 9 - São Petersburgo – SP ou RJ

Dia 10 - Chegada ao Brasil EXTENSÃO PARIS Dia 9 - São Petersburgo – Paris

Dias 10 a 14 - Paris Dia 14 - Paris – SP ou RJ Dia 15 - Chegada ao Brasil

Dia 1 Dia 2 Dia 3 Dia 4 Dia 5 Dia 6 Dia 7 Dia 8

- SP ou RJ – Dubai - Chegada em Bangkok - Bangkok - Bangkok – Ayuthaya – Bangkok - Bangkok – Hanói - Hanói - Hanói – Halong Bay - Halong Bay – Hanói – Danang – Hoi An Dia 9 - Hoi An Dia 10 - Hoi An – Danang – Ho Chi Minh City Dia 11 - Ho Chi Minh City

Dia 12 - Ho Chi Minh City Dia 13 - Ho Chi Minh City – Siem Reap Dia 14 - Siem Reap Dia 15 - Siem Reap Dia 16 - Siem Reap – Bangkok Dia 17 - Bangkok - Dubai – SP ou RJ Para saber mais sobre a Extensão Laos, consulte: www.latitudes.com.br


16 |

Viagens de Conhecimento

Índia - O Sagrado sem Fronteiras

O Melhor da Arte

Peregrinação e Autoconhecimento na Índia

na Espanha

Com Marco Schultz | 15 a 29 de Janeiro, 2014

Com Hélio Márcio Dias Ferreira | 09 a 21 de Fevereiro, 2014

Junte-se a Marco Schultz para uma inesquecível jornada de peregrinação e autoconhecimento em um dos lugares mais fascinantes do mundo. Conhecida por sua pluralidade espiritual, a Índia nos convida a uma intrigante investigação para além da diversidade aparentemente contraditória das várias manifestações religiosas que lá existem.

A arte espanhola é, historicamente, uma das mais brilhantes da Europa. A contribuição árabe é marcante até o século 15, principalmente na arquitetura. O renascimento espanhol trouxe algumas das lendas da pintura clássica, como El Greco (1541-1614), Diego Velásquez (1599-1660) e Francisco de Goya (1734-1828). O Surrealismo recebeu imensa contribuição de Salvador Dalí (1904-1989), Joan Miró (1893-1983) e do cineasta Luis Buñuel (1900-1983) e do cineasta Luis Buñuel (1900-1983). Pablo Picasso (1881-1973), com seu cubismo, transformou-se no artista plástico mais lembrado do século 20. Nessa viagem seremos conduzidos não apenas pelo rico e maravilhoso acervo dos principais museus e coleções de arte da Espanha, mas também guiados para uma experiência plástica e sensível da arquitetura de dois grandes mestres da arquitetura mundial: Gaudí e Santiago Calatrava.

Esta viagem tem como propósito compartilhar a busca e a compreensão do Sagrado no seu aspecto mais puro e essencial, percorrendo alguns dos centros de peregrinação mais importantes da Índia. Além de Marco Schultz, contamos com a presença do professor de filosofia e sacerdote brâmane Loka Saksi Dasa.

Itinerário Resumido Dia 1 Dia 2 Dia 3 Dia 4 Dia 5 Dia 6 Dia 7 Dia 8 Dia 9

- SP ou RJ – Dubai - Dubai – Delhi - Delhi – Varanasi - Varanasi - Varanasi - Varanasi – Delhi - Delhi - Delhi – Amritsar - Amritsar

Viagem Latitudes e Casa do Saber Dia 10 - Amritsar – Rishikesh Dia 11 - Rishikesh Dia 12 - Rishikesh Dia 13 - Rishikesh Dia 14 - Rishikesh – Delhi (day-use) Dia 15 - Delhi – Dubai – SP ou RJ

Itinerário Resumido Dia 1 - Saída Brasil Dia 2 - Chegada Barcelona Dia 3 - Barcelona Dia 4 - Barcelona Dia 5 - Barcelona Dia 6 - Barcelona Dia 7 - Barcelona Dia 8 - Barcelona – Figueres – Girona Dia 9 - Girona – Valencia Dia 10 - Valencia – Madri Dia 11 - Madri Dia 12 - Madri Dia 13 - Madri – Brasil


Viagens de Conhecimento

| 17

Filosofias da Índia e do Nepal

Yoga na Tailândia

Da sabedoria Hindu aos caminhos de Buda

Simplicidade e Equilíbrio

Com Lucia Brandão | 10 de Fevereiro a 2 de Março, 2014

Com Lygia Lima | 21 de Fevereiro a 6 de Março, 2014

Este ano a tradicional viagem Filosofias da Índia e do Nepal se apresenta integrando a sabedoria hindu com os caminhos trilhados por Sidharta Gautama, o Buda. Ela permitirá uma experiência vívida dos conhecimentos que tanto na Índia como no Nepal foram gestados e se espalharam influenciando o mundo todo. É inegável reconhecer como continua inspirando filósofos, poetas, místicos, religiosos, cientistas, escritores de todas as modalidades, artistas em todas as expressões sejam elas a dança, a arquitetura, a música, as artes plásticas em geral, para citar algumas. Das antigas e milenares tradições à Índia e ao Nepal contemporâneos, uma longa, constante e substanciosa trajetória se construiu. Este roteiro será uma incrível oportunidade de fazer seus participantes testemunharem este Oriente que se transforma e nos transforma.

Junte-se a Lygia Lima e Latitudes para uma viagem inesquecível e inspiradora: 3 dias de Bangkok e 9 dias em que estaremos visitando uma das ilhas menos conhecidas da Tailândia – Koh Lanta. Usaremos as energias milenares do Budismo para um auto-estudo e introspecção, seguindo para o distrito de Krabi - “Espada”. A 70 km dali encontra-se um arquipélago com 5 ilhas, onde vivem as comunidades mais antigas da Tailândia, que datam do período pré-histórico. Ficaremos instalados em charmosos bangalôs na Ilha de Koh Lanta Yai, com 6.720 km2 e uma população com cerca de 27 mil habitantes. Um verdadeiro paraíso para nossas práticas de Yoga e Meditação, cercados de muito silêncio e tempo livre para explorar todas as atividades junto à Natureza desta encantadora ilha:Snorkling, trekking, scuba-diving, aulas sobre culinária tailandesa, passeios de elefante, massagens, spa...

Itinerário Resumido Dia 1 Dia 2 Dia 3 Dia 4 Dia 5

- SP ou RJ – Dubai - Dubai – Delhi - Delhi - Delhi – Agra - Agra – Jhansi – Khajuraho Dia 6 - Khajuraho Dia 7 - Khajuraho – Varanasi Dia 8 - Varanasi Dia 9 - Varanasi – Bodhgaya Dia 10 - Bodhgaya

Viagem carregada Dia 11 - Bodhgaya Dia 12 - Bodhgaya – Rajgir Dia 13 - Rajgir Dia 14 - Rajgir – Kushinagar Dia 15 - Kushinagar Dia 16 - Kushinagar – Lumbini Dia 17 - Lumbini – Kathmandu Dia 18 - Kathmandu Dia 19 - Kathmandu Dia 20 - Kathmandu – Delhi Dia 21 - Delhi – Dubai – SP ou RJ

Itinerário Resumido

de momentos de inspiração, descobertas e insights na companhia da experiente profª. Lucia Brandão, que há mais de 10 anos tem levado centenas de pessoas nesta jornada de conhecimento e autoconhecimento.

Dia 1 Dia 2 Dia 3 Dia 4

- SP ou RJ – Dubai - Dubai – Bangkok - Bangkok - Bangkok

Dia 5 Dia 6 Dia 7 Dia 8

- Bangkok – Kolanta - Kolanta - Kolanta - Kolanta

Dia 9 - Kolanta Dia 10 - Kolanta Dia 11 - Kolanta Dia 12 - Kolanta

ESTES ROTEIROS PODERÃO SOFRER ALTERAÇÕES SEM PRÉVIO AVISO.

Dia 13 - Kolanta – Bangkok Dia 14 - Bangkok – Dubai – SP ou RJ


18 |

10 anos Latitudes

Latitudes, um sonho belo que se revela Um dos maiores bens da vida é sonhar. No nosso caso, do Emilio Moufarrige e de mim, sonhamos encontrar ao vivo povos cujas filosofias de vida trilham a rota em busca de felicidade e realização. E também levar aos cantos especiais da Terra pessoas que buscam, ao mesmo tempo, profundidade e alegria em se aventurar em uma experiência transformadora do viver. Tudo isso se tornou possível quando encontramos pessoas que também tinham sonhos semelhantes e queriam torná-los realidade. Primeiro foi o Manoel Morgado, na mítica passagem do ano 1999 para o ano 2000, e depois em 2003 o Alexandre Cymbalista e o Dede Ramos, que tornaram a Latitudes mais real ainda. A Latitudes e sua equipe super profissional se tornou referência nestes 10 anos de um trabalho íntegro, sério, igualmente divertido e bem humorado, em que associa nas viagens e a seus clientes sonhos reais e interiormente transformadores. Sem dúvida uma escolha de vida feliz. Agradeço de coração à Latitudes por compartilharmos momentos sempre especiais, nada menos que isso.

Lucia Brandão


10 anos Latitudes

A Latitudes nasceu em 2003. Pessoalmente, tenho o privilégio de trabalhar junto a ela desde 2005, acompanhando grupos de viagem à Índia e ao Nepal, as terras do Yoga e o budismo, que ostentam uma fascinante cultura milenar. Estes oito anos de parceria foram de muitas descobertas, crescimento, aventuras e alegrias compartilhadas. Fico muito feliz e realizado ao ver o quanto essa década de trabalho incessante e honesto da Latitudes deu belos frutos: viagens transformadoras, vidas tocadas, corações comovidos, visões abertas e o contato único de  cada viajante com os mais diversos povos e fascinantes lugares.

Tudo isso sempre do jeito Latitudes: aliando muito profissionalismo ao potencial transformador das jornadas de conhecimento, com gratas experiências e encontros com genuínos representantes de cada cultura. Congratulo o staff pela conquista desta primeira década de vida e faço votos para que as Viagens de Conhecimento continuem por muitos e muitos anos! Namaste!

Pedro Kupfer e Ângela Sundari

| 19


20 |

Viagens de Conhecimento

Grupo Shanti

Índia

Rajastão – Extensão Kathmandu

O caminho do chá

com Pedro Kupfer e Ângela Sundari | 22 de Fevereiro a 7 de Março, 2014

com Sylvia Rodrigues | 23 de Fevereiro a 7 de Março, 2014

Esta proposta de viagem foge às convencionais, centradas no turismo, no lazer e nas compras. Visitaremos cidades sagradas e históricas, escolas de Yoga e ashrams, rurais e urbanos. Visitaremos as multicoloridas feiras indianas, conheceremos a excepcional cultura deste país, sua história e seu passado. Travaremos contato com a riquíssima mitologia hindu pela narração dos diferentes mitos desta tradição, que serão contados conforme visitarmos os lugares associados a esses mitos. Faremos práticas diárias na terra que viu nascer o Yoga. Conheceremos o esplendor e a vigência da cultura védica por meio de suas ciências, literatura e legado espiritual. Esta viagem possibilita uma extensão ao Nepal, com o acompanhamento de Pedro Kupfer e Angela Sundari. Para aqueles que pretendem se aprofundar numa vivência prática da filosofia Vedanta, Pedro e Ângela sugerem uma experiência de vida, estudo e meditação no Ashram de Swami Dayananda, em Rishikesh, acompanhando um Vedanta Camp. O evento acontecerá em março, 2014. Para mais detalhes, visite o site www.dayananda.org.

Essa é uma viagem que juntamos o tradicional da Índia com a experiência da Rota do Chá na parte oriental da Índia. A combinação da viagem principal e extensão comprende três das mais visitadas e famosas cidades históricas – Delhi (capital da Índia), Jaipur a “Cidade Rosa”, e Agra, com o mais famoso monumento, o Taj Mahal. E também a tranquilidade das plantações de chá em Darjeeling e Glenburn. A propriedade denominada Glenburn Tea State fundada em 1860 é uma companhia de chá escocesa, passando mais tarde, para as mãos da família indiana que ao longo dos anos ficou conhecida como “a família de Chaiwala”, o que literalmente significa: “os plantadores de chá.”O chá Darjeeling é bastante exclusivo pois está localizado na parte norte de West Bengala, Índia, no sopé da cordilheira do Himalaia. O Chá é plantado em altitudes que variam de 600 a 2.000 metros. O sabor único e o requintado buquê de chá Darjeeling se originam devido ao clima frio e úmido, um solo fértil e a abundância de chuvas. O Chá Darjeeling tem a reputação do “Champagne dos chás”.

Itinerário Resumido

Extensão Kathmandu

Dia 1 Dia 2 Dia 3 Dia 4 Dia 5 Dia 6 Dia 7

Dia 14 - Delhi – Kathmandu Dia 15 - Kathmandu Dia 16 - Kathmandu Dia 17 - Kathmandu Dia 18 - Kathmandu – Delhi (day-use) Dia 19 - Delhi – Dubai – SP ou RJ

- SP ou RJ – Dubai - Dubai – Delhi - Delhi - Delhi – Pushkar - Pushkar - Pushkar - Pushkar – Khimsar

Dia 8 - Khimsar – Jaisalmer Dia 9 - Jaisalmer Dia 10 - Jaisalmer – Manwar Dia 11 - Manwar – Jodhpur Dia 12 - Jodhpur Dia 13 - Jodhpur – Delhi Dia 14 - Delhi – Dubai – SP ou RJ

(Pedro e Ângela acompanham o grupo)

Itinerário Resumido Dia 1 Dia 2 Dia 3 Dia 4 Dia 5 Dia 6 Dia 7

- SP ou RJ – Dubai - Dubai – Delhi - Delhi - Delhi – Agra - Agra – Jaipur - Jaipur - Jaipur – Delhi – Bagdogra – Glenburn

Dia 8 - Glenburn Dia 9 - Glenburn Dia 10 - Glenburn - Darjeeling Dia 11 - Darjeeling Dia 12 - Darjeeling – Bagdogra – Delhi (Day-use) Dia 13 - Delhi – Dubai – SP ou RJ Dia 14 - Chegada a SP ou RJ

ESTES ROTEIROS PODERÃO SOFRER ALTERAÇÕES SEM PRÉVIO AVISO.


10 anos Latitudes

Durante muito tempo, a literatura foi a melhor forma

Nas minhas viagens pela Latitudes a proposta

de viajar ao universo distante de algumas das cidades

é viajar através dos grandes autores e conhecer os

mais importantes do planeta, tanto aos países

lugares em que nasceram suas obras mais decisivas,

mais conhecidos quanto às regiões mais inóspitas do

as ruas e vielas descritas em seus romances, todos

mundo. Hoje em dia, felizmente, podemos conhecer

eles cheios de um mundo filosófica, histórica e

in loco e com todo o conforto universos como o

psicologicamente profundo. A literatura é, pois,

de Tolstói e Dostoiévski, como o de Kafka, Musil e

uma viagem...

Schnitzler, como o de Proust, como o de James Joyce e o de Shakespeare e até como o de Guimarães Rosa.

Marcelo Backes

| 21


22 |

Viagens de Conhecimento

Jazz em Nova York

Grécia – Mitologia, Arte e História

O ritmo da liberdade

Extensão Norte da Grécia & Ilhas de Ionina e Corfu

Com Daniel Daibem | 15 a 24 de Maio, 2014

Com Cristina Rodrigues Franciscato | 22 de Maio a 1° de Junho, 2014

Ao contrário do que muitos pensam, esta viagem é principalmente indicada àqueles que não são músicos e tem vontade de aprender a ouvir o Jazz, com mais consciência sobre esta linguagem, suas regras e peculiaridades. Jazz é sinônimo de cultura viva, daquilo que se reinventa de tempos em tempos. É uma das expressões máximas do universo cultural americano, refletindo a diversidade étnica e cultural de sua população. Sua trajetória passa por New Orleans e Chicago, mas é em Nova York que encontra sua explosão criativa e sua vocação de musica universal. É lá que se surge as diversas “Fusions” do Jazz com outros ritmos, introduzindo novas tendências, novos estilos, novos instrumentos. É neste palco de criatividade, e no compasso da sensibilidade musical de Daniel Daibem que, por meio de aulas especialmente preparadas para o grupo, tour no Harlen e espetáculos em Jazz Clubs, seremos iniciados no aprendizado dessa arte sofisticada e repleta de ritmos, improvisos e liberdade.

Esta não é uma simples excursão à Grécia. É a viagem ideal para quem se atrai pelos fascinantes caminhos da história grega, de seus mitos e manifestações artísticas. Elaborado com cuidado e carinho, o roteiro proporciona aos participantes uma compreensão do mundo grego antigo: sua história, arte, literatura, poetas e filósofos. Aventuras de deuses e heróis, façanhas históricas de homens reais, incomparáveis obras de arte e o sublime legado dos poetas: belas histórias contadas “in loco”! A Grécia também encanta pelas belezas naturais, por suas músicas e danças, além da ótima culinária. Lá, presenciaremos a têmpera desse povo forte e expressivo que, mesmo diante das dificuldades atuais, não perde a alegria de viver e é tão bem representado por “Zorba o grego”, personagem literário de Kazantzakis. A viagem terá a especialista em temas gregos, Cristina R. Franciscato e a guia local, dedicada e parceira, Angélika Batavas fluente em espanhol.

Highlights

Itinerário Resumido

Acompanhamento no compasso da sensibilidade musical de Daniel Daibem

Dia 1 - São Paulo – Atenas Dia 2 - Chegada Atenas Dia 3 - Atenas Dia 4 - Atenas Dia 5 - Atenas – Nauplia Dia 6 - Nauplia Dia 7 - Nauplia – Olímpia Dia 8 - Olímpia – Delfos Dia 9 - Delfos Dia 10 - Delfos – Atenas – São Paulo Dia 11 - Chegada a São Paulo

Aulas práticas de apreciação musical do Jazz, especialmente preparadas para o grupo Tour privativo no Harlem com Live Session Programação noturna nos Jazz Clubs especialmente selecionados para este roteiro

EXTENSÃO NORTE DA GRÉCIA & ILHAS DE IONINA E CORFU Dia 10 - Delfos – Kalambaka Dia 11 - Kalambaka – Ioanina Dia 12 - Ioanina Dia 13 - Ionina – Corfu Dia 14 - Corfu Dia 15 - Corfu – Atenas – São Paulo Dia 16 - Chegada a São Paulo

ESTES ROTEIROS PODERÃO SOFRER ALTERAÇÕES SEM PRÉVIO AVISO.


10 anos Latitudes

Comecei a minha parceria com a Latitudes em 2004, ano da nossa primeira viagem à Grécia. Aliás, primeiro destino não asiático da então “Ásia Online”. E a Grécia, como todos que já viajaram comigo sabem, é a pátria da minha alma. Na verdade, é também, em alguma medida, pátria da alma de todos nós, ocidentais. Esses nove anos em que tenho tido o prazer de acompanhar grupos por “terras gregas” – e aqui incluo parte da Turquia e da Sicília, onde também floresceu a cultura helênica – muito me ensinaram. Viajar não é apenas conhecer lugares, mas conhecer pessoas e lados inusitados de nós mesmos. Sou grata à Latitudes por todas as experiências enriquecedoras que essas viagens me proporcionaram. Parabéns, Alexandre! Parabéns, Dedé! Parabéns a toda equipe! Que as Musas continuem próximas e inspiradoras, para que possamos continuar sonhando e realizando belos roteiros e fazendo bons amigos!

Cristina Rodrigues Franciscato

| 23


24 |

10 anos Latitudes

Minha parceria com a Latitudes vem desde o início de sua estória. Já realizamos dezenas de viagens juntos e temos hoje uma relação muito bacana, no nível profissional, e também fraternal. No meu trabalho, trago uma proposta desafiadora e um tanto quanto ousada de peregrinação espiritual para as viagens. E a Latitudes sempre me apoiou, oferecendo uma estrutura de produção, atendimento e logística, para que meu foco esteja sempre direcionado ao propósito principal destas viagens: o autoconhecimento. Parabéns a todos vocês pelos 10 anos! Que a Latitudes possa continuar trazendo sua contribuição de viagens temáticas diferenciadas, enriquecendo a vida das pessoas com conhecimento, cultura e espiritualidade.

Marco Schultz


Civilizações

GRANDES

Nestes roteiros, os grupos são acompanhados por guias e/ou anfitriões Latitudes, juntamente com guias locais. Nosso objetivo é propiciar o conhecimento não apenas da cultura de diferentes civilizações, representada pelo acervo de suas características sociais, científicas, políticas, econômicas, religiosas e artísticas, como também as transformações históricas vividas por estes povos e observadas hoje, fruto de constante evolução sociocultural.


26 |

Grandes Civilizações

Rajastão – Índia em Alto Estilo

Uzbequistão e Turquia

Com guia local falando português - Mr Rohit Mittar

Caminhos pela Rota da Seda

8 a 21 de Março, 2014

Com Emilio Moufarrige | 30 de Março a 12 de Abril, 2014

Criamos uma viagem excepcional. Vamos apresentar a Índia que nos maravilha a partir de seus exuberantes hotéis, alguns deles palácios dos antigos maharajas e maharanis. Poderemos apreciar o requinte da arte, o refinamento arquitetura externa de suas edificações, o deslumbramento de seus salões ricamente decorados, exóticas jóias e tapeçarias que fascinam os olhos mais exigentes. Muitos destes locais fazem parte de nosso imaginário e poderão tornar-se uma realidade. De Delhi, capital da Índia e palco de grandes acontecimentos históricos, além de sede de uma das maiores democracias do mundo, nos dirigiremos para o Rajastão, pólo da sofisticada arte e cultura Mughal. De suas cidades, famosos e lendários príncipes guerreiros comandavam seus rajanatos a partir de grandiosos fortes-palácios. A visita ao Taj Mahal, na cidade de Agra, uma das mais belas obras arquitetônicas idealizadas pelo gênio humano, celebra a força do amor e coroa nossa viagem dos sonhos.

A Rota da Seda, elo que integrou as civilizações antigas da Ásia, Europa e África, contribuiu para o intercâmbio intercontinental. Ao longo de seu caminho um grande número de relíquias transmitem até hoje uma sinfonia colorida ultrapassando as fronteiras e a diferença entre as distintas etnias, religiões, culturas e tradições. As primeiras civilizações existentes no Uzbequistão foram as Sogdiana, Bactriana e Khwarezm. Os territórios destes estados foram integrados no império persa dos Aquemênidas no século IV a.C., e dele fizeram parte durante vários séculos. A partir do século VIII ocorre a expansão islâmica e o território foi submetido aos califados árabes. O conquistador turco Tamerlane invade a região no século XIV. Durante os séculos XVIII e XIX, o Uzbequistão fica dividido entre os canatos (reinos) de Bukhara, Samarkand e Kokanda.

Itinerário Resumido Dia 1 Dia 2 Dia 3 Dia 4 Dia 5 Dia 6 Dia 7

- São Paulo – Abu Dhabi - Abu Dhabi – Delhi - Delhi - Delhi – Agra - Agra – Jaipur - Jaipur - Jaipur

Dia 8 - Jaipur – Jodhpur Dia 9 - Jodhpur Dia 10 - Jodhpur – Ranakpur – Udaipur Dia 11 - Udaipur Dia 12 - Udaipur – Delhi Dia 13 - Delhi Dia 14 - Delhi – Abu Dhabi – São Paulo

Itinerário Resumido Dia 1 Dia 2 Dia 3 Dia 4 Dia 5 Dia 6 Dia 7

- São Paulo – Istambul - Istambul – Tashkent - Tashkent - Tashkent – Urgench – Khiva - Khiva – Kalas – Khiva - Khiva – Kyzyl Kum Desert – Bukhara - Bukhara

Dia 8 - Bukhara – Shakhrisabz – Samarkand Dia 9 - Samarkand Dia 10 - Samarkand Dia 11 - Samarkand – Tashkent Dia 12 - Tashkent – Istambul Dia 13 - Istambul Dia 14 - Istambul – São Paulo


Grandes Civilizações

| 27

Yunnan

Odisseia no Marrocos

A colorida e autêntica China

Com Emilio Moufarrige

Com Mikael Gorostiaga | 12 a 28 de Abril, 2014

16 a 30 de Maio, 2014

Essa será uma viagem atípica, que revelará uma China de grandes contrastes: Xian, capital histórica do Império do Meio, a China autêntica e colorida de Yunnan, assim como a modernidade exuberante de Shanghai serão visitadas pelo grupo. Percorreremos Pequim para redescobrir seu patrimônio excepcional e a história das gloriosas dinastias. Em Xian visitaremos um patrimônio da Humanidade – os Guerreiros de Terracota. Haverá uma imersão na Ásia preservada do Yunnan, por meio de um encontro com as minorias étnicas e visitas às belas e bem preservadas cidades históricas de Dali, Lijiang e Zhongdian. Na companhia de Mikael Gorostiaga será possível apreciar fantásticas paisagens junto à diversidade e riqueza cultural chinesa. Vamos aproveitar esse mergulho no tradicional mundo chinês para conhecer os mistérios do taoismo, do budismo e do confucionismo. Shanghai, a capital econômica, se desenvolveu como a vitrine de uma nova China aberta ao mundo. A cidade aproveitou a estrutura criada para a Expo Shanghai 2010 para se tornar ainda mais moderna e exuberante.

Marrocos não é um anexo da Europa. É África e Oriente Médio num mesmo território e traz recompensas e desafios para aqueles que entendem sua identidade múltipla. É dono de uma geografia variada: das extensas praias no Atlântico e no Mediterrâneo, passando pelo estreito de Gibraltar, às cachoeiras nas montanhas, oásis no deserto cheio de palmeiras, tamareiras e kasbahs (antigas cidadelas), passando pelos picos nevados das Montanhas do Atlas e o Deserto do Saara. Uma associação incomum. As medinas e souks – parte antiga das cidades e seus mercados no Marrocos, como na mítica Fez e da tradicional Marrakesh, são deleites de sensações a serem experimentadas. Marrocos é fundamentalmente montanhoso: ao norte levanta–se o Rif e o Atlas, dividido em Médio Atlas, Grande Atlas e Anti Atlas. As zonas mais férteis encontram–se entre o Atlântico e os Atlas. Os povos berberes, que formam a maioria da população deste país, e com os quais teremos muito contato, impressionam por sua cultura e suas kasbahs ou cidadelas e habitam predominantemente estas regiões.

Highlights Pequim: Palácio de Verão, Muralha da China, os tradicionais bairros Hutong, Tienanmen Square ou Praça da Paz Celestial e a Cidade Proibida Xian: os Guerreiros de Terracota Kunming: parque do Lago Verde Cuihu Dali: antiga capital do Reino Nanzhao e o templo The Three Pagoda A cidade de Weishan e a montanha sagrada Taoísta de WeiBaoShan, ou do Imenso Tesouro Lijiang ou Beautiful River: majestoso patrimônio cultural e histórico mundial – UNESCO O desfiladeiro Tiger Leaping Zhongdian ou Shangrila: o Songzanlin Monastery ou Pequeno Potala (séc.17) Shanghai: o Mandarin Yu Garden, o mais celebrado jardim de Shanghai, The Bund e o fantástico Museu de Shanghai

Itinerário Resumido Dia 1 Dia 2 Dia 3 Dia 4 Dia 5 Dia 6 Dia 7

- São Paulo – Paris - Paris – Rabat - Rabat – Fes - Fes - Fes – Meknes – Volubilis – Fes - Fes – Erfoud - Erfoud – Merzouga - Erfoud

ESTES ROTEIROS PODERÃO SOFRER ALTERAÇÕES SEM PRÉVIO AVISO.

Dia 8 - Erfoud – Ouarzazate Dia 9 - Ouarzazate Dia 10 - Ouarzazate – Marrakech Dia 11 - Marrakech Dia 12 - Marrakech Dia 13 - Marrakech – Paris – São Paulo Dia 14 - Chegada a São Paulo


28 |

10 anos Latitudes

Latitudes, parabéns pelo trabalho! Na minha experiência pelo mundo do turismo, tive a chance de desenvolver roteiros na China com agências francesas, suíças e asiáticas, mas foi ao chegar ao Brasil que encontrei Alegria! Colaborando com a Latitudes eu reconheci nela uma produtora de viagens que trabalha verdadeiramente com valores, com integridade a serviço de uma visão holística do turismo. As viagens têm a capacidade de criar novas memórias e, às vezes, interferem em nossos hábitos e preconceitos. Estabelecem pontes entre países, povos e culturas, revelando e reverenciando as belezas de cada um, criando caminhos

de união. Num processo de colaboração criativa com a equipe da Latitudes, pudemos dar nascimento a uma série de viagens à região de Yunnan, no sudoeste da China. Além disso, o trabalho de logística sempre foi impecável e eficiente, levando em conta o bem estar de todos. Sou muito grato à Latitudes por participar desse trabalho e de viajar com grupos excepcionais que permitem, na intimidade da experiência, momentos belíssimos e a construção de muitas amizades. Com gratidão, merci.

Mikael Gorostiaga


Notáveis

FESTIVAIS DO MUNDO & LUGARES

Viagens sofisticadas e produzidas com o objetivo de surpreender os viajantes com uma experiência autêntica e verdadeira em festivais selecionados do mundo. São roteiros elaborados a partir de pesquisas históricas e antropológicas desenvolvidas pelos consultores da Latitudes onde se busca combinar a vivência de raízes e experiências culturais bem preservadas, regiões notáveis de diferentes países e a época do ano mais propícia para realizá-la.


30 |

Festivais e Lugares Notáveis

Expedição Fotográfica

Reveillon em Myanmar

na África do Sul

A magia da antiga Birmânia

Com Haroldo Castro | 15 a 25 de Novembro, 2013

Com Lucia Brandão | 26 de Dezembro, 2013 a 8 de Janeiro, 2014

Nosso safári fotográfico na África do Sul, uma vivência singular do que existe de melhor na ponta do continente africano, será dividido em duas partes. Buscamos neste roteiro um equilíbrio impecável entre cidade e natureza, paisagens urbanas e naturais ou entre atrativos turísticos imperdíveis e a descoberta do inusitado. Nosso enfoque fotográfico será a flora. Na Cidade do Cabo, serão privilegiados dias de primavera rodeados por montanhas majestosas, seus famosos vinhedos e uma costa de incrível beleza. A segunda parte da viagem será de dias inesquecíveis na Reserva Natural Kapama, hospedados no requintado Kapama Buffalo. Este local favorece a observação dos grandes mamíferos africanos com a intimidade requerida pelos fotógrafos de natureza. Durante o safári fotográfico, com 2 saídas ao dia, cada instrutor estará em um veículo orientando seu grupo. As pausas para os almoços serão aproveitadas também para troca de experiências fotográficas e análise dos resultados obtidos.

Myanmar (ex-Birmânia) permanece sendo um dos países mais misteriosos e desconhecidos do mundo. Enquanto este país luta para forjar uma nova identidade, sua história e passado colonial são confrontados com um presente difícil e um futuro incerto. Apesar disso, seu povo e cultura estão entre os mais charmosos e autênticos da região. Myanmar oferece a oportunidade de uma viagem rica e variada, que fará você se sentir em uma imersão no passado. Normalmente conhecida como “Terra do Ouro”, Myanmar é um país onde o budismo está profundamente enraizado. Ao lado da magia de suas paisagens, vemos um povo sereno, trabalhador, profundamente dedicado à prática do budismo, e que demonstra como viver com dignidade e sabedoria, em meio às dificuldades do dia-a-dia.

Itinerário Resumido Dia 1 - São Paulo – Johanesburgo Dia 2 - Chegada em Johanesburgo – Karongwe River Lodge Dia 3 - Karongwe River Lodge Dia 4 - Karongwe River Lodge Dia 5 - Karongwe River Lodge – Johanesburgo – Cidade do Cabo

Itinerário Resumido Dia 6 Dia 7 Dia 8 Dia 9

- Cidade do Cabo - Cidade do Cabo - Cidade do Cabo - Cidade do Cabo – Johanesburgo Dia 10 - Johanesburgo – São Paulo

Dia 1 Dia 2 Dia 3 Dia 4 Dia 5 Dia 6 Dia 7 Dia 8

- São Paulo/Rio de Janeiro – Dubai - Dubai – Bangkok - Bangkok - Bangkok – Yangon - Yangon – Bagan - Bagan - Bagan – Mount Popa – Bagan - Bagan

Dia 9 - Bagan – Mandalay Dia 10 - Mandalay – Inwa – Sagaing – Mandalay Dia 11 - Mandalay – Heho – Inle Lake Dia 12 - Inle Lake Dia 13 - Inle Lake Dia 14 - Inle Lake – Heho – Yangon – Bangkok Dia 15 - Bangkok Dia 16 - Bangkok – Dubai – São Paulo/Rio de Janeiro


Fetivais e Lugares Notáveis

| 31

Índia – Um Reveillon no Deserto de Thar

Chile e Argentina

Com guia local falando português – Mr. Alok Bhatnagar

Deserto do Atacama e Salta

26 de Dezembro, 2013 a 8 de Janeiro, 2014

Com Anfitrião Latitudes | 28 de Fevereiro a 9 de Março, 2014

A Latitudes criou a oportunidade de um Réveillon que foge de todos os lugares comuns. Convidamos você a participar de uma experiência fascinante neste Reveillon: passar essa noite no Deserto de Thar sob as estrelas. Um oásis de rara exclusividade o Manvar Desert Camp é composto por 30 tendas ricamente decoradas com todas as amenidades, num estilo safári. Vamos explorar um dos fascinantes estados da Índia, o Rajastão, de onde vem a maior parte das imagens que temos da Índia: camelos e elefantes, desertos, palácios e fortes, além de mulheres com seus coloridos sáris e jóias. Percorreremos por terra cidades e vilarejos e, como um grand finale, faremos uma visita magnífica ao Taj Mahal, uma das Sete Maravilhas do Mundo Moderno.

O deserto do Atacama situa–se no norte do Chile, entre os rios Loa e Copiapó e é delimitado a oeste pelo Pacífico e a leste pelos Andes. É o deserto mais árido e seco do mundo com até 4000 anos sem chuvas em algumas áreas. Visita a seus fascinantes vales, salar em meio a uma paisagem estupenda. A cidade de Salta, na Argentina, é conhecida como “la linda” pelas grandes áreas verdes preservadas e um estilo colonial na arquitetura de suas casas e ruas. Centro de geografias muito diferentes: de um lado você pode conhecer os cumes andinos e do outro, planícies com clima quente e úmido. Apesar de pequena, Salta tem 8 museus que contam a história da cidade e apresentam os trabalhos dos artistas argentinos.

Itinerário Resumido Dia 1 Dia 2 Dia 3 Dia 4 Dia 5

- São Paulo/Rio – Dubai - Dubai – Delhi - Delhi - Delhi – Jodhpur - Jodhpur

Itinerário Resumido Dia 6 - Jodhpur – Manvar Dia 7 - Manvar – Pushkar Dia 8 - Pushkar – Jaipur Dia 9 - Jaipur Dia 10 - Jaipur

Dia 11 - Jaipur – Agra Dia 12 - Agra – Delhi Dia 13 - Delhi Dia 14 - Delhi – Dubai – São Paulo/Rio Dia 15 - Chegada a São Paulo/Rio de Janeiro

Dia 1 - São Paulo – Santiago – San Pedro de Atacama Dia 2 - San Pedro de Atacama Dia 3 - San Pedro de Atacama Dia 4 - San Pedro de Atacama Dia 5 - San Pedro de Atacama – Purmamarca Dia 6 - Purmamarca – Salta Dia 7 - Salta Dia 8 - Salta – Cafayate Dia 9 - Cafayate Dia 10 - Cafayate – Salta – Buenos Aires – São Paulo

ESTES ROTEIROS PODERÃO SOFRER ALTERAÇÕES SEM PRÉVIO AVISO.


32 |

Festivais e Lugares Notáveis

Butão

Caxemira & Ladakh

Festival Tsechu – Paro

Festival Hemis

Com guia local | 5 a 14 de Abril, 2014

Com guia local | 27 de Junho a 9 de Julho, 2014

O Festival Tsechu que acontece em Paro (Butão), se realiza em homenagem a GURU PADMASAMBHAVE - nascido da flor de lótus e popularmente conhecido como Guru Rinpoche. Por volta de 800 d.C., ele foi um dos responsáveis pela expansão do budismo tântrico na região do Tibete, Nepal e Butão e um dos fundadores da tradição Nyingmapa. A sua biografia tem como pontos principais os 12 episódios que remontam à vida do Buda Shakyamuni. Cada episódio é comemorado perto do décimo dia de cada mês do calendário Butanês através de um festival denominado TSECHU. As danças, que presenciaremos nesta viagem durante os Tsechus, são apresentadas por monges ou laicos, onde encarnam personagens importantes da cosmogonia budista, como deuses sinistros, deusas da compaixão, heróis, demônios e animais míticos. Segundo a tradição, mais do que simples artistas, estes dançarinos têm o poder de distribuir bênçãos àqueles que assistem ao espetáculo, assim como protegê-los do mau agouro e exorcizar influências maléficas.

Nesta maravilhosa viagem de 13 dias, conheceremos uma Índia diferente, com ligações culturais com os países islâmicos e com o Tibete: a Caxemira e o Ladakh respectivamente, acompanhados de um guia local, falando em Português. A Caxemira, depois de anos fora do alcance dos turistas por seus problemas políticos torna-se novamente acessível. O Ladakh, também conhecido como Pequeno Tibete por suas semelhanças culturais e geográficas, nos mostra uma região totalmente budista com paisagens deslumbrantes do Himalaia Indiano. Voaremos de Delhi a Srinagar, capital da Caxemira, e após 2 noites em uma das confortáveis e pitorescas “house boats” , seguiremos por terra até Leh, capital do Ladakh e no final voaremos para Delhi. Esta viagem terrestre nos levará do árido platô trans Himalaia com seus verdes oásis de plantações de cevada e seus antiqüíssimos monastérios no alto de imponentes colinas até os férteis vales da Caxemira.

Teremos também a oportunidade de uma amostra da Índia - um desses países mágicos, vivenciando seus profundos contrastes; a influência budista; sua maravilhosa paisagem montanhosa e, além disso, buscaremos entender porque o conceito de felicidade é o princípio que dá apoio às suas crenças, rituais e a religião.

Itinerário Resumido Dia 1 Dia 2 Dia 3 Dia 4 Dia 5 Dia 6 Dia 7

- Chegada em Delhi - Delhi - Delhi – Agra – Delhi - Delhi – Paro - Paro – Thimphu - Thimphu - Thimphu – Punakha – Thimphu Dia 8 - Thimphu – Paro Dia 9 - Paro Dia 10 - Paro – Delhi (day-use) Dia 11 - Delhi – Europa Dia 12 - Chegada ao Brasil

ESTES ROTEIROS PODERÃO SOFRER ALTERAÇÕES SEM PRÉVIO AVISO.

Itinerário Resumido Dia 1 - São Paulo – Abu Dhabi Dia 2 - Abu Dhabi – Delhi Dia 3 - Delhi Dia 4 - Delhi – Agra – Delhi Dia 5 - Delhi – Srinagar Dia 6 - Srinagar Dia 7 - Srinagar - Kargil Dia 8 - Kargil – Lamayuru - Alchi Dia 9 - Alchi – Leh Dia 10 - Leh Dia 11 - Leh Dia 12 - Leh – Delhi Dia 13 - Delhi – Abu Dhabi – São Paulo


10 anos Latitudes

Partir em uma viagem de conhecimento com a Latitudes e experimentar o outro lado da vida. No meu caso, que vou sempre ao mundo dos vinhos, tenho a grata oportunidade de passar aos que acompanham a adorável experiência de viver momentos felizes que vão da visita a um parreiral repleto de uvas, a uma mesa farta, saboreando iguarias e degustando vinhos espetaculares, juntamente com o “pai do Vinho”, ou seja, o proprietário da vinícola ou o Enólogo que criou aquela obra de arte!

As artes e a história não passam ao largo, vinho e história sempre se fundem, e todos nós vamos ao encontro desse tesouro que é um passado vivido sempre com bons goles. Trata-se de uma experiência única, somos sempre recebidos pela porta da frente, com todo carinho e distinção. O sucesso das viagens é medido pela quantidade de sorrisos felizes na hora do desembarque e nos quilos  a mais que cada um traz dentro de si. Saúde!

Carlos Cabral

| 33


34 |

10 anos Latitudes

A viagem sempre foi um elemento essencial na minha vida, motivo vital que definiu as diferentes atividades que empreendi. Em 1986, ao lançar uma exposição fotográfica sobre os Andes em São Paulo, concebi o conceito da Viajologia – a arte e a ciência de viajar; tratar a viagem como uma escola dinâmica que nos ensina, ao vivo, o que precisamos saber sobre geografia, história, economia, religiões ou ecologia. Quando descobri que a filosofia da Latitudes também considerava a viagem como uma fonte pródiga de conhecimentos, nossas sinergias afinaram-se. Assim, decidimos adicionar um novo componente ao trabalho da Latitudes, a Fotografia. Um bom número de viajantes gosta de documentar suas jornadas. A ideia é aproveitar este momento singular para melhorar as habilidades fotográficas dos interessados, conduzindo um workshop a céu aberto em lugares exóticos e fotogênicos. Tudo sem teorias cansativas, mas exercícios bem práticos e dicas preciosas de luz e enquadramento. Afinal, a Viajologia é uma arte divertida!

Haroldo Castro


Ativas VIAGENS

São viagens para os amantes da natureza que gostam de explorar as mais remotas e espetaculares regiões do planeta. Além de desfrutar de lugares únicos, as Viagens de Aventura oferecem também excelentes oportunidades de auto-conhecimento. Guiadas por nossos especialistas de montanha, as viagens são elaborados de maneira a fornecer toda a infra-estrutura e logística necessária, bem como a maior segurança possível para seus participantes.


36 |

Viagens Ativas

Trekking ao Everest

Escalada do Kilimanjaro

Caminhando no Himalaia

O ponto mais alto da África

Novembro de 2013 | Com Manoel Morgado

Dezembro de 2013 | Com Manoel Morgado

Everest para os ocidentais, Sagarmatha, a deusa mãe da Terra, para os nepaleses ou Qomolongma para os tibetanos; a mais alta montanha da Terra vem, por décadas, povoando os sonhos de alpinistas e aventureiros e, mais recentemente, de pessoas de todas as partes do mundo, de várias idades, profissões e interesses, que têm uma coisa em comum: o amor pelas montanhas e por culturas pouco influenciadas pelo Ocidente. Nessa viagem caminharemos por trilhas usadas há centenas de anos pela população local, pois caminhar é o único meio de locomoção no acidentado relevo das montanhas do Nepal. Por 18 dias conheceremos vilarejos e monastérios rodeados pela mais linda paisagem deste planeta, além de cinco dias em Kathmandu e em pequenas cidades do Vale de Kathmandu explorando seus magníficos templos e rica cultura. Este trekking seguirá uma rota alternativa para chegar ao campo base do Everest visitando os lindos lagos turquesa de Gokyo, um vale paralelo ao vale principal da região do Everest e cruzando o passo Cho La a 5300m de altitude.

A ideia de estar no cume mais alto de um continente é fascinante. Quando este continente é a África esta ideia fica ainda mais atraente. A subida nos leva desde a floresta tropical da base até a vegetação alpina do cume a 5895 metros de altitude. Existem várias rotas para se chegar ao cume do Kilimanjaro e em nossa expedição usaremos a rota Rongai. O custo de cada uma dessas rotas varia, sendo que as mais baratas são, sem dúvida, as mais populares. A escolha da rota Rongai se baseia na variedade da paisagem encontrada, na beleza do caminho e, mais do que tudo, pelo fato de ela ser muito menos usada do que as outras por ter um custo um pouco maior. Assim, dividiremos os acampamentos com menos grupos e teremos também muito menos gente nas trilhas.

Itinerário Resumido Dia 1 - Chegada a Kathmandu Dias 2 e 3 - Kathmandu Dia 3 - Kathmandu Dia 4 - Vôo de Kathmandu a Lukla e caminhada a Monjo Dia 5 - Monjo – Namche Bazaar Dia 6 - Namche Bazaar – Thamo Dia 7 - Thamo – Kunde Dia 8 - Kunde – Dole Dia 9 - Dole – Machermo Dia 10 - Machermo – Gokyo Dia 11 - Gokyo – Gokyo Ri – Gokyo – Tagnag

Itinerário Resumido Dia 12 - Tagnag – Travessia do Cho La – Dzongla Dia 13 - Dzongla – Lobuche Dia 14 - Lobuche – Kala Patar – Gorak Shep Dia 15 - Gorak Shep – Campo Base – Gorak Shep Dia 16 - Gorak Shep – Dimboche Dia 17 - Dimboche – Deboche Dia 18 - Deboche – Monjo Dia 19 - Monjo – Lukla Dia 20 - Vôo para Kathmandu Dia 21 - Vôo de retorno ao Brasil

Dia 1 Dia 2 Dia 3 Dia 4 Dia 5 Dia 6 Dia 7 Dia 8

- Chegada ao aeroporto de Kilimanjaro e traslado a Moshi - Moshi – Snow Cap Cottages, na entrada do Parque Nacional - Trek ao acampamento Sekimba - Acampamento Sekimba – Caverna Kikelewa - Caverna Kikelewa – Mawenzi Tarn Hut - Aclimatação no Mawenzi Tarn Hut - Mawenzi Tarn Hut – School Hut - School Hut – Cume – Horombo Hut Dia 9 - Horombo Hut – Moshi Dia 10 - Vôo internacional


Viagens Ativas

| 37

Trekking ao Aconcágua Trekking ao Campo Base O ponto mais alto das Américas do Everest Janeiro de 2014 | Com Manoel Morgado

O Aconcágua é a mais alta montanha do planeta fora da Ásia. Por milhares de quilômetros não existe nenhum cume tão alto quanto ela e a emoção de chegar a este lugar tão especial é difícil de descrever. Nesta viagem de 10 dias oferecemos a possibilidade de fazer um lindo trekking de seis dias de duração chegando ao campo base do Aconcagua, a Plaza de Mulas onde teremos a possibilidade de ver um campo base muito ativo com expedições se preparando para a escalada. Também visitaremos a agradabilíssima Mendoza com suas calmas praças e suas excelentes vinícolas.

Itinerário Resumido Dia 1 Dia 2 Dia 3 Dia 4 Dia 5 Dia 6 Dia 7 Dia 8

- Chegada a Mendoza - Mendoza - Mendoza – Confluencia - Confluencia - Confluencia - Confluencia – Plaza de Mulas - Plaza de Mulas - Plaza de Mulas – Confluencia – Mendoza Dia 9 - Vôo Internacional

Março de 2014 | Com Manoel Morgado Everest para os ocidentais, Sagarmatha, a deusa mãe da Terra, para os nepaleses ou Qomolongma para os tibetanos. A mais alta montanha da Terra vem, por décadas, povoando os sonhos de alpinistas e aventureiros e, mais recentemente, de pessoas de todas as partes do mundo, de várias idades, profissões e interesses, que têm uma coisa em comum: o amor pelas montanhas e por culturas pouco influenciadas pelo Ocidente. Nessa viagem caminharemos por trilhas usadas há centenas de anos pela população local, pois caminhar é o único meio de locomoção no acidentado relevo das montanhas do Nepal. Por 15 dias, conheceremos vilarejos e monastérios rodeados pela mais linda paisagem deste planeta, além de 5 dias em Kathmandu e em pequenas cidades do Vale de Kathmandu, explorando seus magníficos templos e rica cultura.

Itinerário Resumido Dia 1 Dia 2 Dia 3 Dia 4

- Chegada a Kathmandu - Kathmandu - Kathmandu - Vôo de Kathmandu a Lukla e caminhada a Monjo Dia 4 - Monjo – Namche Bazaar Dia 6 - Namche Bazaar – Thamo Dia 7 - Thamo – Kunde Dia 8 - Kunde – Deboche Dia 9 - Deboche – Dimboche Dia 10 - Dimboche – Dugla Dia 11 - Dugla – Lobuche

Dia 12 - Lobuche – Gorak Shep – Kala Patar – Gorak Shep Dia 13 - Gorak Shep – Campo Base do Everest – Gorak Shep Dia 14 - Gorak Shep – Dimboche Dia 15 - Dimboche – Deboche Dia 16 - Deboche – Monjo Dia 17 - Monjo – Lukla Dia 18 - Vôo de Lukla – Kathmandu Dia 19 - Kathmandu Dia 20 - Vôo de retorno ao Brasil

ESTES ROTEIROS PODERÃO SOFRER ALTERAÇÕES SEM PRÉVIO AVISO.


38 |

10 anos Latitudes

Um sonho transformado em realidade: Latitudes. Em 1992, junto com mais três sócios, abria a empresa Altas Viagens e começava

ideia de um “porto seguro”, de um lugar para voltar. A constante mudança

minha carreira de empresário de turismo e guia. A ideia posta em prática era dar

ensina desapego e o estilo de vida corresponde ao que minha alma anseia.

às pessoas o mesmo tipo de experiência de viagens que já tinha tido. Às viagens

Em 2003, junto com Alexandre Cymbalista e Dedé Ramos, ampliamos nosso

culturais e de aventura se seguiram viagens temáticas de budismo, filosofias e Yoga.

conceito de viagens para outros destinos além da Ásia. Nascia assim a Latitudes.

Em 2000 decidi retornar ao Brasil e ver se estava pronto para voltar a viver

Olhando para trás não posso deixar de ver que as decisões que tomei ao

de maneira mais convencional. A experiência durou 4 anos, ao final dos

direcionar minha vida foram difíceis, mas não permiti que o medo da incerteza

quais resolvi reeditar meu estilo de vida anterior. Mais uma vez abandonei a

me imobilizasse em um destino que não era o meu...

Manoel Morgado


BRASIL

Conhecimento

VIAGENS DE

Um país de proporções continentais, um vasto terreno para explorarmos suas múltiplas faces. Através de nossas Viagens de Conhecimento, proporcionaremos um mergulho em sua indelével memória colonial, diversidade cultural e artística. Um olhar sobre o Brasil como você nunca viu antes.


40 |

V. de Conhecimento | Brasil

Inhotim Arte Contemporânea em Minas Gerais Com diferentes especialistas - consulte | Roteiros: sexta – sábado - domingo Conhecer o Instituto Inhotim é uma experiência única e obrigatória. Maior museu de arte contemporânea a céu aberto da América Latina, o espaço compõe uma paisagem ideal para o florescimento do fenômeno artístico, onde mais de 450 obras de arte dividem o espaço com um imenso jardim botânico, criando um ambiente propício para a fruição estética das obras contemporâneas, entre o natural e o arte-fato. Sob a orientação da artista e professora Denise Gadelha, a incursão neste universo promete ao viajante o contato com novas perspectivas para a percepção da arte e da natureza.

ALGUMAS GALERIAS Penetrável Magic Square (1977), de Hélio Oiticica. Obra realizada após sua morte, seguiu fielmente as detalhadas instruções que ele deixou, chegando a especificar o sentido das pinceladas. Sonic Pavilion (2009), do americano Doug Aitken. Somos convidados a escutar os sons captados a centenas de metros abaixo da superfície. Forty part motet (2001) da canadense Janet Cardiff. Instalação Sonora, inspirada numa gravura de Goya, reproduz individualmente as vozes de oito corais por 40 microfones. True Rouge (1997) de Tunga. Redes, madeiras, vidro, bolas de sinuca, tinta vermelha – teve a inspiração de um teatro de marionetes.

Parque – abriga a arte e é palco de pesquisas, educação ambiental e preservação de espécies. Por isso mereceu o título de Jardim Botânico. Imensa (2002) do carioca Cildo Meireles. Obra ao ar livre com cadeiras em aço de dimensões impressionantes, recebendo os impactos do tempo. Pavilhão, da carioca Adriana Varejão, projetado pelo arquiteto Rodrigo Cerviño Lopez e inaugurado em 2008. Com 477m2, ganhou o prêmio Rino Levi do IAB. Beam Drop Inhotim (2008) do americano Chris Burden. Escultura de bronze de Edgard de Souza (2002 a 2005), reproduz o corpo do artista. Narcissus Garden Inhotim (2009) da japonesa Yayoi Kusama. São 500 esferas de aço inox flutuando num espelho d’água no terraço do centro educacional.


V. de Conhecimento | Brasil

Serra da Capivara A História do Homem Americano Com Equipe Arqueóloga Niéde Guidon | Roteiro 6 dias e 5 noites | Dezembro 2013 e Abril 2014 Desconhecido por muitos e idolatrado por poucos, o Parque Nacional da Serra da Capivara, localizado no Piauí, abriga uma das maiores concentrações de sítios arqueológicos pré-históricos do continente americano e uma das maiores quantidades de pinturas primitivas sobre rocha do mundo. Entre belíssimas formações rochosas e mais de 700 sítios catalogados, o parque nacional é um espetacular museu a céu aberto e um convite a reviver a história da humanidade. Nesta magnífica viagem, exploraremos as mais importantes áreas, visitaremos escavações exclusivas, vivenciaremos o modo de vida local e aprenderemos mais sobre a importância desta região para a história das civilizações americanas. Serão 6 dias ao lado da experiente equipe da Arqueóloga Niéde Guidon, formada por renomados arqueólogos e paleontólogos ligados às mais diversas universidades do mundo, tais como a Universidade de Lyon, Universidade do Texas e Universidade de São Paulo. Certamente a experiência de explorar um dos mais belos Patrimônios Culturais da UNESCO será singular!

“A Serra da Capivara é um local especial. É uma realidade brasileira bem diferente do que vemos nas grandes cidades. Sob o aspecto de conhecimentos em arqueologia, paleontologia, biologia e até botânica, com

certeza fiquei impressionada. O conhecimento passado pela guia nos passeios e trilhas, a quantidade de desenhos e a vegetação tão única da região trouxe bastante conhecimentos novos para mim. A visita à FUMDHAM - Fundação Museu do Homem Americano - foi uma aula preciosa. Fomos extremamente bem recebidos e conversar com a Dra Niéde Guidon, tão responsável por todo o valor dos parques e desenvolvimento daquela região, foi um dos pontos altos da viagem. Também fiquei impressionada com as instalações do Museu. As trilhas foram ótimas. O contato com a natureza sempre renova as energias e leva o stress embora. As paisagens são de tirar o fôlego, principalmente as dos canyons.” Depoimento de Adriana Kazan – Viajou com a Latitudes em Agosto, 2012 ESTES ROTEIROS PODERÃO SOFRER ALTERAÇÕES SEM PRÉVIO AVISO.

| 41


42 |

10 anos Latitudes

Se Yoga traduzimos por “união, reunião” meu encontro com a Latitudes foi guiado por esta urgência. Eu precisava de um acréscimo de entrega, entender as  leis mais definidoras da vida e por isso viajei pela Índia. Um privilégio foi receber o convite para me perder pelo mundo, buscar novos caminhos, pessoas maravilhosas, situações incríveis e impossíveis de arquitetá-los.  Ver o mundo.  Em alguns momentos eu não entendia como não parar o coração frente tamanha força, beleza e diversidade. Mesmo sem convicções na transcendência vivi com olhos sem filtros, administrando com compaixão e leveza dias e noites onde tudo parecia mais que um sonho. O resultado destes dedicados dez anos, foi completar uma lista com trinta países, muita arte, cultura, gastronomia, literatura, mestres iluminados,  clientes que voltaram como amigos e gratidão por todas as oportunidades que enriquecem meu viver. Acredito na Latitudes, no seu apoio e dedicação. Acredito também na preocupação com o lado humano de viajar e encantar. E viajando eu me perdi e me perdendo eu me encontrei.

Marlei Caroli


10 anos Latitudes

| 43

Organizo meus grupos para a Índia com a Latitudes, antes mesmo dela existir como Latitudes. Explico: fazia minhas viagens com aqueles que seriam os futuros sócios. Quando viajamos para lugares exóticos como a Índia, onde a infra-estruturar turística nem sempre é muito desenvolvida, é fundamental contar com o apoio de uma produtora de viagens eficiente, pois um pequeno detalhe pode se tornar uma grande dor de cabeça e encobrir a rica experiência que é viajar.  Como especialista em índia e Nepal, ter o apoio da Latitudes em minhas viagens faz com que eu possa me dedicar a fazer meu trabalho de iniciar os viajantes na cultura indiana, falar sobre mitologia, Yoga, Ayurveda, costumes e inspirá-los com histórias e reflexões, pois viajar para a Índia é viajar para dentro de si mesmo.  Mas isso só é possível tendo o apoio da Latitudes para lidar com a logística e os imprevistos que podem surgir numa viagem como essa.  Por isso não abro mão de viajar com a Latitudes.

Anderson Allegro


Aplicadas

VIAGENS

Nestes 10 anos a Latitudes elaborou, solidificou e disseminou seu conceito de Viagens de Conhecimento. A partir da experiência vivida por nossos clientes, muitos deles começaram a nos consultar trazendo-nos um desafio imenso e criativo: desenvolver produtos para nichos empresariais sem perder o conceito de Viagens de Conhecimento. A Latitudes aceitou o desafio e criou as Viagens Aplicadas, uma nova categoria de viagem que possibilita ao participante não apenas usufruir das experiências de lazer como elaborar internamente, por meio de vivências, reflexões e debates, uma sólida base de conhecimento que gera integração, renovação e transformação.

Fazem parte das Viagens Aplicadas: missões empresariais, viagens de premiação, viagens de incentivo, benchmarking entre outras, focadas em empresas, instituições e organizações.

Ventura Holding

Viagem: Cidades Históricas de Minas Gerais: Ouro Preto, Mariana e Congonhas Grupo: Diretores e colaboradores da empresa Proposta: Produzir uma viagem de premiação com foco em História da Arte com o objetivo de gerar mais conhecimento cultural aos participantes Realizado: • Planejamento minucioso e atento a todos os detalhes da viagem junto à Ventura Holding • Participação do Professor Marcus Hill, um dos mais conceituados especialistas em Arte Barroca e Rococó no Brasil • Desenvolvimento de brindes exclusivos e associado a cada dia da viagem • Jantar de encerramento produzido especialmente para o grupo com um show exclusivo de um dos mais conhecidos músicos da noite mineira, Kadu Vianna • Equipe de anfitriões da Latitudes com experiência técnica e teórica sobre os pontos visitados Resultado: Foi uma das viagens mais ricas e que me remeteu à infância. Parecia que eu estava nestes três dias em uma sala de aula, vivenciando e relembrando histórias da Inconfidência Mineira e do Ciclo do Ouro e ainda tive a oportunidade de apreciar as imagens do Barroco Mineiro tão de perto. José Aparecido de Oliveira


Viagens Aplicadas

Ajinomoto

FIABCI Brasil

Viagem: Gigantes Ajinomoto no Leste Europeu

Viagem: 64º Congresso e Missão Empresarial FIABCI 2013 – Hong Kong, Taiwan, Coreia do Sul e Emirados Árabes Unidos Grupo: Membros da FIABCI Brasil e acompanhantes Proposta: Produzir uma viagem com excelência em padrão de atendimento e serviços, considerando o relevante interesse profissional dos 42 participantes e as diferenças culturais presente no oriente;

Grupo: Distribuidores, acompanhantes e colaboradores Proposta: Produzir uma viagem personalizada para um grupo de 87 pessoas com uma programação cheia de atrativos culturais e jantares comemorativos Realizado: • Dedicado processo de planejamento da viagem junto a Ajinomoto; • Escolha de uma programação cultural rica • Jantar exclusivo no Parlamento Alemão • Participação de guias locais em português em países onde raramente se encontra este tipo de serviço • Livro de fotografias exclusivo para o grupo • Tratamento personalizado para cada um dos 87 participantes • Em função das cheias no Rio Danúbio a programação sofreu alterações com menos de 48 horas de antecedência com muito sucesso • Concerto exclusivo de música clássica seguido de jantar em um dos belos palácios de Viena • Desenvolvimento de menus exclusivos para o grupo; • Voo de balão exclusivo pelos arredores de Praga • Jantar de encerramento na Houfbrau Haus de Berlim • Participação de um dos diretores da Latitudes na viagem Resultado: Ficamos bem impressionados com toda organização e preocupação que a operadora Latitudes teve com a Ajinomoto e com todos os nossos clientes que participaram da viagem “Campanha de incentivo de vendas Ajinomoto”, desde o check-in até o desembarque, ao término da viagem. Somado a toda preocupação em satisfazer as expectativas de cada viajante, gostaríamos de ressaltar todo conhecimento técnico da viagem, o domínio de todos os lugares programados para visita assim como também assertividade, pró-atividade e segurança em propor rotas/passeios alternativos nos momentos onde o plano original não pode ser executado. Normando Rodrigues de Souza Filho

Realizado: • Ativa participação dos organizadores da viagem durante a fase de planejamento da viagem • Visitas técnicas em Hong Kong, Taipé, Seul e Dubai a diversos empreendimentos com foco no intercâmbio de experiências e boas práticas • Programação cultural rica, incluindo visitas exclusivas • Desenvolvimento de brinde personalizado • Jantar típico coreano em um dos mais belos palácios de Seul, palco de diversos jantares de chefes de estados • Participação de uma dissidente norte-coreana durante a visita à Zona Desmilitarizada da Coreia (DMZ), algo que reforçou a compreensão das diferenças entre os dois países • Tour pelo circuito de Yas Marina, percorrendo um longo trecho da pista • Desenvolvimento de menus personalizados para o grupo • Serviço de porters nos aeroportos e hotéis • Transporte exclusivo para bagagens • Participação de guias locais em português em países onde raramente se encontra este tipo de serviço • Uso de headsets durante os tours para favorecer a comunicação entre o guia local e os participantes • Seminário preparatório organizado na Casa do Saber com professores da Fundação Getúlio Vargas Resultado: Viajar com a Latitudes tem sido uma experiência enriquecedora e também muito agradável, pois agregamos conhecimento e aprendizado, na companhia de um grupo inteligente e interessado, sob a liderança de profissionais responsáveis e atenciosos. José Roberto Bernasconi

| 45


P R I V A T E

J E T

E X P E D I T I O N S

apresenta:

A Origem do Homem e seus Deuses

| Volta ao mundo atravĂŠs da Cultura, ReligiĂŁo e Ancestralidade


· Volta ao mundo em um roteiro de 25 dias · Grupo exclusivo voando em Private Jet convertido para este fim, todos em primeira classe · 11 pontos de destino, incluindo alguns patrimônios culturais e históricos da UNESCO, maravilhas do mundo antigo, lugares surpreendentes de difícil acesso · Acompanhamento de Especialista em Cultura, Arte e História, especialmente convidado pela Latitudes · Fotógrafo da National Geografic Society dando palestras e registrando a viagem · All-Inclusive a bordo, com selecionado menu de vinhos e drinks · Tripulação exclusiva e alta gastronomia com chef a bordo · Médico a bordo · O melhor dos hotéis e culinária de cada região, incluindo café, almoço e jantar especialmente preparados para o grupo Mais informações: www.latitudes.com.br/privatejet


48 |

10 anos Latitudes

Tem mais chão nos meus olhos do que cansaço nas minhas pernas,

mais esperança nos meus passos do que tristeza nos meus ombros,

mais estrada no meu coração do que medo na minha cabeça.

Cora Coralina


Roteiros Sugeridos

Islândia

Escandinávia

| 49

Rússia

Inglaterra

Ucrânia

Cazaquistão

França Portugal

Turquia Grécia

Marrocos

Líbano

Kirgistão

Turcomenistão

Síria

Tibet

Egito

Cuba Parte da criação e desenvolvimento deste catálogo comemorativo foi feito durante a viagem Latitudes – Trem Transiberiano, entre Beijing e Moscou, em agosto de 2013.

Uzbequistão

Itália Espanha

Mongólia

Índia Dubai

Japão Myanmar

Butão

Vietnã

Nepal

México

Israel Jordânia

Galápagos

Tailândia

Quênia Tanzânia

Brasil

Camboja

Papua Nova Guiné

Sri Lanka

Equador

China Laos

Malásia

Indonésia

Peru Namíbia Botswana Chile

Moçambique África do Sul

Uruguai

Personalize sua viagem. Com expertise em Ásia, Oriente Médio, África e Antártica, a Latitudes está preparada para personalizar suas viagens. Nossas

Argentina

viagens personalizadas transformam-se em escolhas claras para

Antártida

aqueles que preferem idealizar e sonhar com seu próprio roteiro, com a certeza de estar muitíssimo bem assessorado em todas as etapas.


Rua Clodomiro Amazonas, 1158 | Cj. 62/63 | Vila OlĂ­mpia | CEP 04537-901 | SĂŁo Paulo | 55 11 3045-7740 | latitudes@latitudes.com.br | www.latitudes.com.br


Latitudes Catalogo