Page 1


Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” Papel Café Convites e personalizações

Relatório final apresentado como requisito parcial para a matéria de Trabalho de Conclusão de Curso de Desenho Industrial com habilitação em Design de Produto Orientadora: Profª Dra. Fernanda Henriques

Aila Maíra Sato dos Santos Bauru-SP 2012


Agradecimentos Obrigada a todos que me ouviram, deram conselhos, ajudaram a construir este projeto e tomaram xícaras de café comigo. Um abraço grande a minha família, a todos os companheiros e agregados de república e aos amigos da Gráfica M5.


Do papel se cria, pinta, dobra... e ainda te convida para tomar um cafĂŠ.


Resumo

O presente trabalho é o resultado de uma pesquisa sobre convites de casamento que culminou com a criação de uma nova empresa especializada em dobras, papéis especiais e técnicas digitais que tem como atividade desenvolver materiais gráficos para eventos comemorativos. Procurou-se, a princípio, solucionar o problema de mostruário dos convites em geral e investir na área de convites de casamento na empresa Gráfica M5 em Bauru-SP. A metodologia empregada foi uma pesquisa bibliográfica unida a de natureza exploratória, com visitas a empresas da área, entrevistas com profissionais e análise de materiais. Como resultado, foram desenvolvidos um catálogo versátil para abrigar diversas amostras e um conjunto de doze modelos de convites com soluções inovadoras de produção gráfica, principalmente em relação ao uso dos papéis com facas especiais e dobras. Também é apresentado um guia de uso da marca criada para a empresa. Palavras Chave: convite, produção gráfica, dobras, papel.


Índice de Figuras Figura 1: Tabela de Valores em: <http://g1.globo.com/noticias/brasil/o,,mul8056755598,00-pais+gastam+entre+r+mil+e+r+mil+em+festas+de+debutantes.html>

p.14

Figura 2: Gráfica Alphagraphics, em: <http://www.alphagraphics.com.br>

p.25

Figura 3: Gráfica M5, em: <http://www.grafcam5.com.br>

p.26

Figura 4: Variação da marca da Gráfica M5, em: <http://www.grafcam5.blogs.com.br>

p.27

Figura 5: Empresa Astter, em: <http://www.astter.com.br>

p.28

Figura 6: Modelos de convites simples, em: <http://www.astter.com.br>

p.29

Figura 7: Modelos de convites caixas, em: <http://www.astter.com.br>

p.30

Figura 8: Empresa Dom Bosco, em: <http://domboscofestas.blogspot.com.br>

p.31

Figura 9: Susana Fujita, em: <http://www.susanafujita.com.br>

p.32

Figura 10: selo FSC, em: <http://www.fsc.org.br/index.cfm>

p.36

Figura 11: VSP papéis especiais, em: <http://www.vsppapeis.com.br>

p.38

Figura 12: Exemplo de faca, em: <http://www.domboscofestas.com.br>

p.40

Figura 13: Exemplo de aplicação de relevo seco, em: <http://chocoladesign.com/acabamentos-graficos-1-refile-vinco-e-corte-especial>

p.42

Figura 14: Tabela de Formatos Gráficos

p.58


Sumário 1.Introdução 2.Briefing 2.1.Convites e personalizações 2.2.O design 2.3.O casamento 2.4.As empresas 2.5.Papel 2.6. Apresentação e acabamentos 3.O projeto 3.1.Descritivo 3.2.Mercado e público alvo 4.Identidade visual 4.1.Marca 4.2.Dimensões 4.3.Cores 4.4.Usos incorretos 4.5.Tipografia 4.6.Grafismo 5.Conclusão 6.Os Convites 6.1.Dobra envelope 6.2.Dobra zig zag 6.3.Dobra origami 6.4.Dobra detalhe 6.5.Dobra volume 7.Referências

p.11 p.18 p.21 p.22 p.24 p.35 p.39 p.45 p.47 p.51 p.52 p.53 p.54 p.55 p.56 p.57 p.60 p.62 p.64 p.69 p.70 p.72


1.Introdução


Durante nossa vida passamos por ocasiões marcantes, algumas delas servem como ritos para uma fase diferente a qual devemos nos adaptar. Para simbolizar estes ritos, diversos povos, ao longo do tempo e da história, elaboraram celebrações. Há, por exemplo, festas familiares e reuniões sociais para anunciar ou compartilhar um fato. Não há sociedade organizada sem tradições, construídas no decorrer de seu desenvolvimento e, por isso, particulares e características, mas há comemorações que são comuns a diversas culturas. No Ocidente, por exemplo, temos a herança do costume de comemorar o baile de debutante, que representa a passagem entre a adolescência e a vida adulta de uma mulher. Praticados desde a Idade Média pelas famílias nobres da Europa, os bailes de debutante serviam para apresentar à sociedade as jovens que estavam crescidas e prontas para o casamento. Naquele tempo, a grande maioria dos casamentos servia a interesses de influência e poder. Ao longo dos anos a comemoração sofreu mudanças e tornou-se mais popular. Hoje, festas de debutantes são comemoradas pelas mais diversas classes econômicas dos países ocidentais, sendo o grande desejo de consumo entre as préadolescentes se produzir num vestido longo, dançar a valsa com o pai á meia noite e ter a presença de 15 casais representando cada ano de sua vida. Por vezes as famílias aventuramse em dívidas para conseguirem proporcionar uma noite de glamour para suas filhas e seus convidados. No Brasil, para garantir a visibilidade de suas festas de debutante, algumas famílias chegam a gastar pequenas fortunas no esforço de trazer convidados célebres ou de conquistas um espaço de destaque em matérias de revista especializadas. Um evento personalizado eleva a auto-estima, agrega status, marca níveis de crescimento e delimita fases da vida. Um evento é como um ritual de passagem, traz a sensação de conquista ou de sonho realizado. 12


Além das festas de debutantes, os brasileiros têm o hábito de celebrar outras ocasiões de cunho social como os batizados de bebês, as festas de aniversário, os noivados, os casamentos e as bodas de casamento, entre outros. O custo médio de cada uma destas festas varia de família para família, mas, em geral, gasta-se uma boa quantia de dinheiro. Segundo uma matéria publicada no portal de notícias G1 (2008), para comemorar os 15 anos de maneira inesquecível, as debutantes e seus pais organizam festas com gastos elevados. Empresas que atuam na organização deste tipo de evento, estimam que custo para um baile de debutante varie de R$ 15 mil a R$ 90 mil. Os pais acabam construindo um sonho para as debutantes, que exigem inovação aliada à tradição, em todos os detalhes. De acordo com a cerimonialista Daniele Maio, da Struture Assessoria em Eventos, muitas preferem as opções de minicomidas de modo que o convidado não precisa se sentar para consumir, dispensando assim o jantar ou podendo também optar pelo buffet self-service (G1, 2008). Detalhes como o estilo de música do DJ, ter uma bateria de escola de samba ao vivo, a decoração com velas, coreografias para substituir a valsa, o “dia de princesa” (com cabeleireiro, massagem e maquiagem) e um carro para o transporte, são escolhas feitas pela aniversariante e influenciam muito no valor total da festa. Na opinião de Daniele, estas festas são feitas em alto estilo. "A classe média investe mais que em casamento, pois são os pais que bancam, enquanto o casamento é pago pelos noivos"(G1, 2008).

13


Os valores da festa dependem muito também da escolha do local. A tabela abaixo exemplifica três festas e seus valores: Festa Básica

Festa Sofisticada

Festa Top

Custo médio

R$ 15 mil

R$ 41 mil

R$ 90 mil

Empresa

Estúdio de Eventos

Struture

Estúdio de Eventos

Local

chácara

salão de eventos

salão de eventos

Convidados

300 pessoas

300 pessoas

300 pessoas

Cardápio

minisalgados,churrasco e doces tradicionais (brigadeiro, beijinho, cajuzinho)

coquetel, minicomidinhas (bobó de camarão, risotos) servidos em porções, doces e cascata de chocolate para fondue de frutas

coquetel, jantar (buffet americano ou á francesa) e doces sofisticados

Bebidas

Chope e refrigerante

Refrigerante e cerveja

Refrigerante, vinho e cerveja

Bolo

branco tradicional

personalizado

personalizado

Decoração

clean, com arranjos de flores nas mesas

arranjos sofisticados de flores, velas e iluminação arrojada

arranjos sofisticados de flores, pôster da debutante e iluminação arrojada

Atração

Grupo de animação e DJ

DJ

DJ

Atendimento

garçons

garçons e recepcionistas

garçons e recepcionistas

Foto e filmagem

não incluso

álbum com 60 fotos e DVD

não incluso

Mimos

bem-casado

para convidados: pão-de-mel e lembrancinha para debutante: dia de princesa e diária em hotel

lembrancinha e bem-casado

Figura 1: Tabela de valores 14


O processo de organização de um evento demanda investimentos em variados segmentos tais como locação de ambiente, contratação de buffet, contratação de banda e etc.. Ao passo em que torna-se um novo tipo de mercado. Abre-se portas para fornecedores especializados em organização e materiais específicos para esse tipo de mercado. Sites como “icasei” e “vestidadenoiva” são exemplos de prestadores de serviços para casamentos. Muitas pessoas optam pela realização da festa sem contratar organizadores profissionais. A solução pode ajudar a minimizar custos porém, aumenta-se o trabalho e o risco de problemas durante a realização do evento. Chegando então, à data especial, as pessoas programam a festa ou contratam uma empresa e formalizam um convite, podendo ser só comunicado verbal ou por escrito, desde um e-mail ou cartão simples até uma caixa decorada detalhadamente com características da data a ser comemorada, estabelecendo assim o primeiro contato com o convidado, demonstrando suas intenções e o estilo da reunião. Quem opta por um convite confeccionado exclusivamente para a ocasião busca empresas gráficas para reproduzir no papel a primeira impressão da comemoração desejada, mais comumente casamentos e aniversários, mas também batizados, chás de bebês, festas temáticas e bodas, que também pedem personalizações exclusivas desde o convite, que podem estar dentro da mesma unidade visual dos demais materiais como a lembrancinha e os itens impressos presentes na decoração.

15


Muitas empresas em Bauru oferecem o serviço de confecção de convites, mas só algumas na região são especializadas na produção e personalização de convites comemorativos. Nesse contexto temos, em geral, os seguintes fornecedores: as gráficas, as agências produtoras de eventos, as cerimonialistas e as especializadas em convites. As gráficas que oferecem a produção de modelos já produzidos – pertencentes a um catálogo ou também a partir de referências de concorrentes na internet. São personalizações rápidas e mecânicas, para todos os tipos de festa. $

A cerimonialista organiza todo o casamento, cuida de cada detalhe e faz tercerizações assim como a agência de eventos para festas empresariais, por exemplo. $

A empresa especializada em convites personalizados já tem um catálogo maior e um atendimento mais exclusivo. A empresa está focada em um tipo de produto e consegue uma gama maior de matéria-prima e ideias, porém pode tercerizar a produção. De acordo com o a grandeza do evento, é escolhido um tipo de empresa que atende as suas necessidades.

16


2.Briefing


2.1.Convites e personalizações O convite é o cartão de visita de seu evento, por meio dele os convidados têm as informações, o estilo, o traje, o nível de formalidade, além de gerar a expectativa do que podem esperar da festa e como se preparar para ela. Como um evento grandioso, que é o casamento, os noivos buscam dois tipos de convites: o dos padrinhos e pais, normalmente exclusivos para cada um em robustas caixas decoradas, e os tradicionais, com envelope para os convidados. Estes últimos costumam seguir tendências, hoje, os modelos estão mais estampados e buscam o máximo da personalização. Importante frisar que o modelo clássico continua sendo utilizado, ele sempre se mantém. Os convites são as principais peças gráficas, além deles, temos o cartãozinho individual de entrada para cada convidado ou para confirmação de presença, menu do buffet da festa, lembrancinhas e mensagem do bem-casado. Nem todas as empresas fazem todo esse material. No caso de festas infantis, há um conjunto de personalizações que empresas criativas e de eventos produzem quase que artesanalmente, usando como inspiração a tendência do scrapbooking.1 A mesa do bolo é decorada com uma mistura de cores e composta de vários tags e marcações diferentes, cada docinho, cupcake e brigadeiro de colher é personalizado.

1

Scrapbooking é uma tendência, feita artesanalmente em papel, e significa a arte de fazer a colagem em álbuns fotográficos utilizando papéis decorativos, etiquetas, entre outros itens. 18


Com o crescimento desse hobby 2, encontramos no mercado lojas especializadas em produtos para scrapbooking investindo cada vez mais em papéis de qualidade decorados dos dois lados, ilhós, ferramentas de encadernação, vinco, serrilha, corte e acabamentos gráficos que só achavamos em gráficas com maquinários pesados. Também encontramos nessas lojas máquinas com modelos de facas de recorte e relevo seco portáteis. Todo esse suporte de maquinário e matéria prima inspira a criação não só álbuns de fotografia afim de conservar e reviver as fotos como num diário, mas sim convites, agendas, marcadores de livro, caixas, lembrancinhas – muito mais trabalhadas e cheia de detalhes. Scrapbooking é uma atividade gratificante e criativa para todos, tanto para quem produz como para quem vê. E é justamente essa sensação de prazer e de satisfação que faz tantas pessoas a dedicar tempo para criar personalizações. É olhar para cada detalhe do evento, seja o convite ou as fotos, revivendo e revendo as boas memórias. Os modelos de convites são variados, tem tendências e podemos classificá-los em estilos clássico, moderno, ecológico, retrô, etc. O primeiro passo para produzir um convite é escolher um estilo ou tema da comemoração, como há muitos modelos na internet disponíveis para ter uma base, facilita a criação do modelo final.

2

(Scrapbooking.com, 2010) A revista Scrapbooking.com fez uma pesquisa demonstrando o crescimento desde 1996, tendo potencial para crescer para $4 bilhões nos próximos 10 anos. 19


Com retoques, modificações e combinações de estilos, transforma-se num novo modelo de convite exclusivo que combine com a identidade visual da comemoração. Ou ao contrário, após o tema da festa já preparado, escolhe-se o caminho para se produzir o convite. Quando é uma empresa de Eventos, há a tercerização da parte impressa, por exemplo, mas a decoração, arte e organização é função da empresa. Pela gráfica, conseguimos só a papelaria, podendo haver a personalização de lembrancinhas também.

20


2.2.O design O convite é uma forma ou meio por onde exprimirmos o ato de convidar. Temos o designer para moldar e descobrir a matéria-prima e as características que irão compor essa idéia. Em relação ao cliente, o design possibilita que no convite esteja demonstrado o sonho e a personalidade dele perante o evento que vai realizar. As cores, formas, tamanhos e acabamentos são elementos que podem definir isto. No design possibilitamos a diferenciação e a criação de todos os tipos de produtos, elaborando esteticamente através da forma e da cor e também conceitualmente em relação ao usuário. Esse processo agrega valores ao produto e ao cliente. Por muitas vezes, um produto exprime uma personalidade que é agradável ao cliente que opta por ele.

21


2.3.O casamento Pessoas se casam no mundo todo, cada um com suas características culturais e religiosas tradicionais, inclusive, o número de casamentos realizados no Brasil há alguns anos vem crescendo. Uma sociedade moderna como a nossa ainda abre espaço para o tradicional casamento. Cibele La-Cava, organizadora e cerimonialista de eventos, acredita que o casamento não só está na moda como se modificou resultando num espetáculo cheio de glamour. Isso é apenas reflexo da economia, a quantidade de “novos ricos” no Brasil aumentou, e a “classe média” está muito presente, alterando o perfil desses eventos, que atualmente são “releituras clássicas”, embora os noivos queiram sempre pôr sua personalidade dentro do evento. Os noivos ainda almejam demonstrar o sentimento mais puro do casamento, reflexo do modelo social atual que busca acima de tudo qualidade de vida (TOKDEZ, 2012 , p.37). Os casais ficam noivos em média por 1 ano, planejam o evento com antecedência e não é por menos: são muitos os detalhes. Organizar a cerimônia e a festa requer planejamento e disposição. Para isso, temos no mercado empresas de eventos e cerimonialistas que estão preparadas para nada dar errado ou faltar. Contratar esse tipo de serviço depende do estilo do evento, da disponibiliade de tempo e do investimento financeiro que o casal está disposto a fazer. Há casamentos simples com a cerimônia realizada somente em cartório e um jantar familiar. E não é uma regra a cerimônia religiosa ser numa igreja, essa opção é em respeito à religião do casal. No geral começa-se pela dimensão do evento com a lista de convidados. A quantidade de pessoas ajuda na escolha do local para a festa, assim como a escolha da igreja.

22


Após os locais escolhidos muitas decisões, visitas a fornecedores e provas vêm a ser feitas, para todos os detalhes: alianças, agendamento de datas, decoração, buffet, bolo, docinhos, bebidas, menus, mesas, flores, buquê, seguranças, garçons, manobristas, vestido de noiva, trajes especiais, transporte, músicos, valsas, iluminação, fotos, filmagem, lembrancinhas, convites e lua de mel. Durante o planejamento do casamento, o convite é um dos últimos ítens a ser contratados, porem é o primeiro a chegar aos convidados, com um mês de antecedência. Ele traduz como será o casamento, avisando a todos como será o estilo da recepção. Como é um dos últimos ítens, muitos casais tendem a economizar no convite, imaginando que os convidados logo o jogarão no lixo, porém não é bem assim. O convite é um pedacinho da festa e da cerimônia religiosa, que os convidados recebem e se preparam para elas. As informações básicas de um convite são: nome dos pais, dos noivos, data e local da cerimônia religiosa e da festa. Para outras informações e detalhes podem ser criados anexos e colocados no mesmo envelope, como o mapa. Casais mais modernos optam por criarem sites e blogs, não só para as informações para antes do evento, mas também para colocar as fotos e os agradecimentos pós-evento.

23


2.4.As empresas As gráficas no geral produzem panfletos, cartões, cartazes, convites, embalagens e etc, mas dependendo do seu porte, podem produzir por meio de tecnologias, quantidades altas e em formatos diferentes. Podemos dividir em: digital e offset. Uma gráfica digital presta serviços mais rápidos com atendimento personalizado, cópias e impressões imediatas sem quantidade mínima, utilizando geralmente máquinas de pequeno porte a laser. A digital também oferece trabalhos manuais e acabamentos em poucas unidades. Já a gráfica offset tem o diferencial do custo baixo na impressão de grandes tiragens. Para menores volumes sua utilização não compensa pois o custo inicial da produção é alto. O processo de impressão é em máquinas de grande porte num sistema de maneira rotativa, à tinta, num período maior de tempo. Os noivos tem várias opções de onde buscar seus convites de casamento, de acordo com cada perfil.

24


Em São josé dos Campos - SP, conheci uma unidade da AlphaGraphics, uma rede global com mais de 260 unidades, com proprietários e operações independentes. O atendimento de noivos não é o foco, a criação do designer é cobrada por hora, portanto a procura maior é só pela impressão do convite, que já vai pronto em arquivo fechado, trazido pelos noivos. A AlphaGraphics3 oferece serviços de impressão, comunicação de marketing e negócios. Incluindo também em serviços que envolvem design, mailing, arquivamento digital, dados variáveis e soluções de marketing e comunicação visual.

Figura 2: Gráfica Alphagraphics

3

A AlphaGraphics foi fundada pelo empresário Rodger Ford em Tucson, Arizona, EUA, em 1970 e é a primeira franquia norte-americana de impressão a se expandir internacionalmente. 25


Figura 3: Gráfica M5

Na gráfica M5 em Bauru-SP, onde trabalhei por dois anos, o atendimento é mais personalizado, não é o principal foco da gráfica, mas é um dos serviços oferecidos, além de convites de formatura, provas e materiais finais para agencias e cartões de visita. O processo disponível engloba a idéia, criação, impressão até o acabamento do convite. Sendo combinado um valor antes da produção pelo serviço completo. A M5 é de médio porte, tendo 3 impressoras a laser de alta tecnologia e máquinas de acabamento, como a guilhotina, a lâminadora e a plastificadora. Alguns processos são tercerizados, mas ao longo do seus 5 anos de existência, com o crescimento da empresa, a quantidade desses processos diminuiu. O cliente por muitas vezes chega com uma característica marcante quer no convite, seja uma flor, um tipo de abertura, um aspecto clássico e simples ou um similar pesquisado da internet. O funcionário mostra ao cliente os modelos já confeccionados pela gráfica, tipos de papéis especiais que poderão ser encomendados exclusivamente para o

26


convite e a liberdade de variações que podem ser feitas. A partir das escolhas feitas, tamanho, quantidade, papel, acabamento, resultando também num briefing, fecha-se o orçamento dando o inicio à confecção do convite pelo próprio funcionário, que no caso da M5, é um estudante de design. Nesse processo são enviadas provas digitais da arte para o cliente e realizadas alterações até o modelo final ser impresso e aprovado. Há processos menos acessíveis, alguns deles tercerizados como o “relevo americano” ou o “hot stamp” são mais caros para poucas unidades fazendo com que na Gráfica M5 a escolha deles não seja vantajosa em relação a quantidade.

Figura 4: Variação da marca Gráfica M5

Esse atendimento personalizado é mais específico ainda em empresas que somente produzem convites comemorativos. Como é o caso da Astter em Bauru, a Dom Bosco em Ribeirão Preto, a Susana Fujita em São Paulo e a Impressonhos em São José dos Campos, que foram empresas que tive contato ao longo do meu projeto. 27


Em uma visita a Astter em Bauru, conheci um pouco do processo de criação deles. É uma empresa especializada em convites de casamento e de debutantes, além de bolos decorativos e convites de luxo para padrinhos e madrinhas de casamento.

Figura 5: Empresa Astter, especializada em convites.

A Astter nasceu do encantamento de Araceli, formada em design gráfico na Unesp, em trabalhar com o papel. Ao longo do período em que fez faculdade, vendia cartões comemorativos para os colegas, com base em colagens e acabamentos artesanais. Acabou criando a empresa e aperfeiçoando no seu Trabalho de Conclusão de Curso, com um catálogo de novos convites. Hoje a Astter tem seus 15 anos de experiência no mercado de Bauru e região. Sua estrutura foi crescendo naturalmente, a publicidade desse ramo é particularmente de uma noiva a outra noiva, ou de uma mãe a outra mãe de debutante. Assim foi conquistando o mercado e hoje é a maior empresa de convites personalizados de Bauru.

28


Os clientes chegam na Astter por recomenda e são recebidos com um catálogo com inúmeras opções de convites, tanto de festa de 15 anos como de casamento. O brienfing acontece ali mesmo, numa conversa de 1 a 2 horas, ajustando os mínimos detalhes do convite e fechando o orçamento. Depois, é repassado para os designers e produzido um modelo para aprovação e só aí é feito os convites finais. Alem do catálogo de convites, o cliente tem a liberdade de trazer idéias dos concorrentes e também diferentes, que serão adaptadas de acordo com os limites na produção. As matérias primas se restringem a papéis especiais (importados, artesanais, italianos, etc) já em estoque. O trabalho da Astter tem como diferencial a especialização em convites, então investem em papéis diferentes como o acetato e materiais de acabamento como strass, fitas de cetim, rendas, colas com relevo e pingentes. Figura 6: Convites da Astter 29


Costumam aproveitar pequenas sobras de papel de um modelo para ser utilizado no acabamento de outro. Também utilizam outros acabamentos como relevo americano, hot stamp, relevo seco e verniz localizado, tercerizando dobra, vinco e faca. Fazem encadernação caixas especiais para convites de padrinhos e madrinhas e menus também. A demanda pede lembrancinhas e todo o resto do material gráfico da festa mas eles não abrangem muito por falta de mão de obra. Interessante que alguns clientes chegam com ideias diferentes, porém muitas não se adequam ao orçamento que o mesmo espera e a Astter consegue adaptar a ideia diferente do cliente para que fique ainda melhor de acordo com o orçamento esperado.

Figura 7: Convites diferenciados 30


Posso citar também a Dom Bosco em Ribeirão Preto, São Paulo, fundada em 1966 que oferece além de uma ampla linha de convites tradicionais e modernos, uma série de complementos personalizados exclusivamente para eventos, como sandálias, mini espumantes, tags de despedida, mini gloss, passando por rótulos para água, leques, espelhos para bolsas, enfim, muitos outros produtos que personalizam ainda mais o evento. Em seu site existem alguns modelos com valores para facilitar a encomenda do produto, mas seu atendimento pode ser personalizado na empresa e também por telefone.

Figura 8: Empresa Dom Bosco

31


Uma outra empresa com um diferencial é a Susana Fujita que foca na arte dos seus convites criando decorações exclusivas dentro de um design padrão. Sua linha de convites é caracterizada por desenhos suaves e delicados.

Figura 9: Empresa Susana Fujita e modelos de convites.

Susana se formou em publicidade e ama o que faz, com 27 anos abriu sua empresa de Design, e atende atualmente clientes de vários países. O processo de cada projeto é exclusivo e especial, seu atendimento é diretamente no atelier, por telefone ou via internet pela loja virtual. Tanto seu site quanto seu blog demonstram o carinho e dedicação ao seu trabalho. Portanto, dependendo do que o casal procura, há um tipo de profissional com características específicas, especializações, recursos e preços diferentes.

32


Uma outra forma de compra de convites é por meio dos sites que não tem necessariamente uma unidade de empresa que recebe o cliente para o atendimento por um funcionário. Existem muitos sites internacionais e nacionais que, pelo sistema chamado web-to-print, vendem todos os tipos de materiais gráficos como cartões de visita, photobooks, calendários e livros. Alguns vendem exclusivamente convites comemorativos. O sistema web-to-print é a criação de de vários tipos de materiais gráficos por meio de um serviço online. O cliente pode ter acesso ao sistema em qualquer horário em um computador utilizando um browser de web. Assim, para criar a peça gráfica, é conduzido pelo sistema a escolher a partir de um modelo todas as características que estiverem disponíveis, como linguagem, cores e fontes, em áreas específicas. Também pode incluir imagens e textos. Assim que customizado o modelo, o cliente conclui o pedido e finaliza a compra por meio de pagamento via boleto ou cartão de crédito e a entrega do material é pelo correio com prazo variado de acordo com cada empresa. (TECNOLOGIA GRÁFICA, 2007) Nesses sites de compra são oferecidos além do convite com envelope (em quantidade mínima), também kits de personalização contendo um conjunto de materiais sugeridos para caracterizar o evento, como adesivos, bandeirolas, lembrancinhas, rótulos e tags com quantidades especificadas e na mesma linha de características do convite.

33


Podemos buscar referências e propagandas de todas estas empresas em revistas relacionadas aos tipos de eventos e também quando se reúnem com outras fornecedoras de serviços para a realização de feiras expositivas específicas. A Feira da Noiva e a Expo Noivas em São Paulo são feiras famosas que atraem noivos para a pesquisa e o fechamento de contratos de todos os serviços que precisam: iluminação, lembrancinhas, músicos, decoração, maquiagem, viagens, buffet, etc. Pude participar da 10ª Expo Desfile da Noiva em São José dos Campos, onde conheci empresas da região. A venda dos convites na feira é um pouco superficial e corrida de início, mas são acordados muitos contatos e pacotes promocionais. A recepção e o atendimento do cliente é fundamental para estabelecer as características que ele espera do evento e assim transformar todos os detalhes em materiais gráficos, e isso se espera de qualquer tipo de empresa, seja por meio da organização visual em um site ou atelier. Todas as empresas tem seu diferenciado público alvo, de acordo com os seus limites. Uma pesquisa mais profunda das empresas e pedidos de orçamento antes de acertar o contrato é recomendado, para combinar o estilo do material gráfico que a empresa pode lhe proporcionar e a quantidade financeira a ser investida.

34


2.5.Papel Quando pensamos em gráfica, logo imaginamos muito papel, tinta e máquinas grandes. Praticamente é essa minha visão carinhosa, enfatizando o papel. Sem ele a produção na gráfica é seriamente comprometida. Os papéis mais utilizados são o Couchê e o Offset. O Offset é um papel encorpado, de textura fosca e macroporoso, que possibilita a penetração da tinta dando um aspecto opaco e sem vida ao impresso, principalmente em crômia. É bastante usado no setor editorial em impressos a uma cor como livros, e predomina em outros produtos, como cadernos escolares, envelope, agenda telefônica, blocos para anotações, papel carta, comandas, etc, contribuindo muito para utilização desses pois adere muito bem a escrita manual. Ele é resistente na medida do possível a ação da umidade, pois recebe um preparo com amido, cola, e outros produtos importantes na impressão pelo sistema off-set (pois utiliza água em seu processo, como demonstra no site “portaldasartesgraficas”). Além da vantagem de baixo custo, possui boa qualidade. Sua gramatura varia de 50 gramas a 240 gramas. Com essas mesmas características, há o Reciclato, que comercializado pela Suzano, ele é o primeiro papel offset brasileiro 100% reciclado produzido em escala industrial lançado pela Suzano em 2001, a partir de aparas pré-consumo (75% da composição, correspondendo ao material reciclado dentro da fábrica) e pós-consumo (25% de material vindo de coleta de lixo urbano) (SUZANO, 2011). Pode ser utilizado para imprimir quase todos os produtos que normalmente são impressos em off-set, embora seja particularmente indicado para trabalhos que requer um toque de elegância e nobreza, com forte apelo ecológico, como folhetos promocionais, livros, agendas, cartões etc, tendo na variedade de 55g/m até 300g/m². 35


Inclusive, o papel Reciclato possui o selo FSC (Forest Stewardship Council, em português Conselho de Manejo Florestal) que garante a origem e a credibilidade. As empresas que tem o certificado são avaliadas e monitoradas anualmente pelo FSC Internacional. (FSC, 2003)

Figura 10: Selo FSC No site da Agência Atua: “É comum também um tipo de papel reciclado artesanal, mas por ser feito de material 100% descartado (vindo de coleta de lixo urbano), tem aparência rústica para o ramo publicitário. Já o Reciclato pode ser utilizado em qualquer material promocional, sendo capaz de substituir o couchê, o papel mais popular no meio promocional. É importante lembrar que o Reciclato não é somente uma marca e sim, um tipo específico de papel, comercializado por várias empresas”. (ATUA, Agência, Conheça a diferença entre o papel reciclado e o papel reciclato, em: <blog.atuaagencia.com.br>) 36


Encontramos a informação sobre o papel couchê no blog sobre a indústria gráfica de Silas Oliveira, que relata: “O papel couchê é um tipo de papel especial, próprio para uso na industria gráfica. Consiste basicamente de um papel base offset, que recebe uma camada de revestimento: carbonato de cálcio, caulim, látex e outros aditivos, com a finalidade de tornar a sua superfície muito lisa, uniforme. Consequentemente é o papel de melhor qualidade de impressão. É muito usado na impressão de folhetos, revistas, cartazes, livros de arte , livros infantis e outros impressos que exijam boa reprodução de retículas e traços. Esse revestimento permite que a tinta permaneça depositada na superfície do papel, deixando as cores e mais vivas e definidas”. O papel couchê é encontrado nas gramaturas de 75 a 300 g/m², com o revestimento brilhante ou fosco.

37


Para impressos diferenciados, na indústria gráfica podemos trabalhar com outros tipos de papeis especiais encomendados em outros fornecedores.

Figura 11: Empresa VSP, papeis especiais.

A VSP é uma empresa fornecedora de diversas linhas de papéis especiais, nacionais e importados em resmas, folhas avulsas e pacotes formatados para impressão, escrita, papelaria corporativa, embalagem, encadernação, revestimento e criações artísticas, além de uma ampla gama de envelopes e pastas. São três unidades em São Paulo capital, uma em São José dos Campos, muitos representantes pelo Brasil. Os papéis especiais são muito utilizados na inovação em cartões de visita e na personalização de convites comemorativos e seus envelopes.

38


2.6.Apresentação e acabamentos O primeiro contato que o cliente tem com a empresa para a venda de serviços é o próprio produto, demonstrando o que pode ser realizado e a qualidade do material produzido por ela. Assim, o catálogo ou o mostruário exige um maior cuidado na sua escolha e organização. Na maioria das empresas de convites, além de ter um site com os principais modelos expostos, tem a amostra impressa dos modelos já confeccionados por elas. As amostras da Astter, empresa especializada em convites de Bauru-SP, são expostas em um catálogo que foi criado pela proprietária da empresa em seu trabalho de conclusão de curso da faculdade (conforme dito anteriormente). Seu catálogo comporta muitos convites sem danificá-los. Com o catálogo em mãos, o funcionário pode vender o produto com as diferentes especificações exemplificando combinações de cores com papéis especiais, formas modernas e materiais e técnicas de acabamento já utilizadas. Junto com o cliente escolhe-se um modelo do catálogo e passam a discutir as características variáveis. São muitas as possibilidades com as tecnologias que existem no mercado hoje, que facilitam e criam técnicas para agilizar o trabalho manual, elevando para uma maior escala de produção. Há as máquinas de furo, de vinco e de refile. Vincar é um sinal ou sulco que é necessário no local da dobra. Um papel de gramatura alta, se não vincado, pode vir a rachar na aresta, além da dificuldade de precisão ao dobrar.# 39


O refile é o acabamento mais simples para materiais impressos. São os cortes finais nas bordas ou nas marcas de corte do impresso, já que a impressão é feita em um papel maior que o tamanho final do trabalho. A quantidade de papel que é refilada ao mesmo tempo, é relativa ao porte da guilhotina. Os cortes da Guilhotina, contudo, só podem ser cortes "retos". Quando a peça necessita um corte diferenciado, circular, curvo ou de qualquer outra forma para montar uma caixa ou envelope, utiliza-se uma faca de corte especial. # Uma faca de corte ​ e vinco é basicamente uma ferramenta, constituída de aço, madeira e borracha, utilizada para cortar, vincar, riscar e perfurar materiais impressos, especialmente embalagens, em diferentes formatos. A grosso modo, uma chapa de madeira é cortada respeitando exatamente o desenho do produto e nesses sulcos são inseridas as lâminas de aço. Ao redor das lâminas são colados pedaços de borracha, que evitarão que o papel fique aderido às lâminas no momento em que a faca “bater” no papel para fazer o corte. Podemos utilizar esse mesmo método para produzir o vinco juntamente com o refile na mesma faca, Figura 12: Exemplo de faca. e também o meio-corte em adesivos para facilitar o destaque deles. A faca de corte e vinco é utilizada em máquinas de corte e vinco, que hoje, além do corte e do vinco propriamente ditos, podem fazer a separação das aparas e o destaque da embalagem. Algumas gráficas ainda produzem internamente suas facas, mas a maioria terceiriza essa tarefa. 40


#

A laminação BOPP é uma aplicação de um filme plástico nos impressos que deixa mais resistente, espesso e rígido, protege de arranhões, estouros e quebra de fibras do papel, resultando em um melhor acabamento ao impresso. O método de laminação pode ser utilizado com vários tipos de matéria prima com características diferentes: brilhante, fosca, aveludada ou com texturas, por meio de adesivos, calor e pressão. # Verniz UV total é um acabamento gráfico muito requisitado e que apresenta uma aplicabilidade muito grande. Este acabamento valoriza o material com brilho e lisura, dando um aspecto mais sofisticado, sendo ousado e discreto ao mesmo tempo. Verniz UV total pode ser aplicado em toda arte, desde que nos papéis couchê ou cartão. Ele é chamado de verniz UV pois seu método de secagem é através de exposição à radiação ultravioleta. Para o Verniz UV localizado a diferença é a aplicação que se limita em pontos da arte que devem ser destacados. É comum o seu uso em logomarcas ou outros detalhes importantes do produto. A aplicação do verniz parcial pode ser feita em qualquer papel, mas em alguns é necessário que se tenha uma laminação. #

Hot Stamping é utilizado quando se quer "estampar" a peça gráfica. Se resume em um sistema parecido com a tipografia, porém o clichê (espécie de carimbo) não recebe tinta, ele é aquecido e pressionado contra uma fita de material sintético coberto com uma fina camada de metal de forma a derreter o material sintético, fazendo com que a camada metalizada se fixe ao papel ou embalagem. Sua utilização é em pequenos detalhes ou logomarcas que requerem uma valorização com o efeito metalizado proporcionado pelo Hot Stamping, garantido assim um toque de classe ao material impresso.

41


$

Figura 13: Relevo seco.

Também usando um clichê sem utilização de tinta, podemos produzir o relevo seco que pode ser “alto” ou “baixo”. Tem efeito inconfundível e, como o próprio nome diz, tem textura de relevo. O papel é pressionado com a utilização do clichê, com o objetivo de ressaltar a logo ou imagem, deixando-a sobreposta no material impresso. Pode ser utilizada em papéis com gramatura acima de 180g. Em menor gramatura o acabamento final perde profundidade e durabilidade.

Já o relevo americano é um tipo de impressão de imagens e textos em relevo com o uso de calor. Seu princípio básico consiste na cobertura de uma fina camada de tinta úmida com um pó termoplástico que quando aquecido se expande e se torna-se um líquido homogêneo. Quando resfriado, esse líquido se solidifica e mantém o acabamento em relevo sobre a área impressa. Este acabamento aumenta o impacto de imagens impressas, podendo ser aplicado até mesmo em detalhes finos com alta definição, utilizando pó neutro, metálico, não-metálico, perolado, cintilante ou com glitter. As impressoras de relevo americano antigamente eram maquinas manuais, onde o operador aplicava o pó e alimentava a estufa com as folhas de papel, hoje existem máquinas automáticas que acopladas na saida da própria máquina gráfica possibilitando uma produção contínua, sem necessidade de um operador somene para esse acabamento. O relevo seco e o relevo americano são acabamentos muito executados em convites de casamento. Eles proporcionam sofisticação e exclusividade.

42


No mercado temos também opções artesanais como colagens de rendas, carimbos e montagens de laços com fitas variadas e ornamentos como pingentes, pedras, strass, miçangas, cordões, flores e adesivos que constituem um acabamento diferenciado. O detalhes do convite podem ser expressos na própria arte, fazendo com que o designer crie imagens digitais em dimensão que se destaquem como a imagem de um carimbo medieval ou aplicar a textura na arte sem necessitar de um papel texturizado como por exemplo imprimir no convite a mesma estampa de tecido que irá compor a decoração da festa. A arte digital e a artesanal também podem juntas compor um mesmo convite harmônicamente, sem criar uma visão exagerada. A experiência no ramo leva a harmonia e ao aperfeiçoamento de técnicas, tanto na criação e produção como também no atendimento ao cliente.

43


3.O projeto


3.1.O início Papel Café é o resultado de duas paixões: colecionar todos os tipos de papéis, e sair para tomar um café. Além de ser a matéria-prima base para um convite, o papel participa da minha vida de forma marcante. Ele apareceu de um modo inusitado substituindo os bebês de plástico por bonecas de papel, da minha coleção foi o tipo de boneca que mais teve roupas! O papel se tornou mais criativo nas cartinhas que escrevia declarando minhas amizades, dobras, formatos diferentes, cor e adesivos impressionavam. A busca pelo diferente, fez iniciar uma coleção de papeis de carta, de embalagens, de cartões postais, e finalmente de convites. Tomar café não é somente um ato de beber um copo ou uma xícara de café, é quando reservamos um tempo para estimular as idéias: chamar alguém no meio da tarde para conversar ou refletir sozinho, adicionando um café que vai bem com tudo, e tem uma diversidade de opções e combinações de sabores para experimentar. Convidar uma pessoa para tomar um café é querer contar sua vida, saber da dela, sobre o que ela pensa, como ela está e aproximar. Atribuo uma grande importância, pois em várias ocasiões da minha vida compartilhei momentos produtivos e marcantes com pessoas especiais tomando um café, em cafeterias, na padaria ou na cozinha de casa. Fazer um convite a alguém para uma festa comemorativa é muito significante, como para mim é para tomar um café, e o papel com sua versatilidade é o meio perfeito para se expressar o que deseja. Da vontade de passar aos outros esse sentimento bom e proporcionar diversidade e inovação as formas de convidar que se refletem nas festas em si, me dediquei ao Papel Café. 45


A empresa Papel Café tem como objetivo inovar na comunicação visual de eventos comemorativos com conceitos que, além de atenderem as necessidades do cliente e de seus convidados, fujam de padrões e clichês. A partir do perfil, das preferências e das condições de cada cliente, pretende-se criar projetos gráficos exclusivos, com diferenciais que envolvem desde a exploração de técnicas digitais como artesanais (dobras, formatos e texturizações). A empresa tem intenção de ser indispensável por sua quase inesgotável gama de produtos e serviços, uma vez que tem a intenção de inovar, investindo e renovando máquinas, demonstrando disposição em, e transformar tanto os processos quanto os produtos e serviços para os clientes, buscando soluções mais completas e diferenciação para agregar valor ao negócio. A oportunidade é de continuar uma tendência neste segmento, que, apesar de haver diversas empresas atuando, pelo tamanho do mercado podemos dizer que ainda é pouco explorada.

46


3.2.Mercado e público-alvo A indústria gráfica encontra-se disseminada por todos os estados do país e seus produtos e serviços, de tão extensos e diversificados, se tornaram indispensáveis para o cotidiano das pessoas, das empresas e das instituições. Nesse mercado, as barreiras econômicas e tecnológicas são baixas, tornando-o um setor aberto à entrada de novos competidores. (ABIGRAF, 2009 ) Segundo a Abigraf Nacional (Associação Brasileira da Indústria Gráfica), essas micro e pequenas empresas compõem 88% das indústrias do setor, por meio de sua criatividade e prestação de serviços customizados aos clientes, conseguem participar de 21% das receitas geradas pelo setor e ocupar 32% da mão de obra nele empregada. A Abigraf realiza pesquisas sobre a evolução deste setor ao longo dos anos. “O mundo gráfico, como todos os segmentos, vive em profundas e rápidas mudanças, em resposta ás demandas dos clientes, ás exigências e ás possibilidades infinitas abertas pela tecnologia. Cada vez mais, as gráficas convertem-se em provedoras de soluções completas para seus clientes, mesclando a impressão convencional com a digital, num portfólio de serviços, diversificado e substantivo. O estudo promovido pela Abigraf Nacional contribui muito para melhor compreensão desse processo, da realidade do setor, de suas perspectivas para o presente e o futuro, e das tarefas a ser executadas para a constante busca do sucesso.” (Presidente da Abigraf, Alfried Karl Plöger) O mercado para este serviço em Bauru e região tem ainda muito para expandir e se desenvolver. A Astter, a Dom Bosco e algumas gráficas digitais são as principais concorrentes na região.

47


De acordo com a pesquisa da Abigraf de 2009 se encontra na região sudeste 58% das gráficas em atividade no país. A Indústria gráfica vem apresentando fortes aportes em sua modernização e capacitação. No período de 2006 a 2008, os investimentos realizados pelas industrias do setor cresceram 2,6 vezes, por causa da expansão da demanda interna. Segundo a pesquisa, em 2006 a evolução do valor de investimentos realizados foi de 100%, em 2007 foi de 167,5%, já em 2008 aumentou atingindo 264,6%. As empresas investem principalmente em máquinas e equipamentos e em recursos humanos, a cada ano da pesquisa a quantidade investida é maior. O faturamento na industria gráfica também foi crescente, atingiu R$23,1 bilhões em 2008, um crescimento nominal de 3,9% sobre o ano de 2007. A utilização de técnicas como o scrapbooking contribui para este faturamento. Utilizar essa técnica não só na criação de convites mas também em outras vertentes do design e decoração é uma tendência. As maiores ações, na opinião dos empresários consultados para a pesquisa da Abigraf de 2009, que aumentam a participação da empresa no consumo de serviços gráficos de seus clientes e na conquista de novos clientes, são: aumentar a qualidade do atendimento, do produto e oferecer serviços diferenciados que pudessem aumentar a rentabilidade e o sucesso do próprio cliente, dando soluções em pequenos prazos. Os chamados clientes diretos respondem por 82% das receitas obtidas com vendas pelas industrias gráficas brasileiras, com destaque para as empresas industriais (35%) e o comércio varejista (26%). Os clientes indiretos, como agências de propaganda, editoras, agencias de eventos, designers, etc. Respondem juntos por 17,5% das receitas geradas. 48


O serviço de uma empresa gráfica especializada em convites e personalizações é destinado principalmente ao sexo feminino de classe média. Geralmente mulheres entre 25 e 50 anos de idade. Mesmo que seja um casamento, a noiva sempre decide os detalhes finais. E em festas de debutantes, os pais deixam para as aniversariantes a maioria das escolhas. Por muitas vezes os clientes se informam de orçamentos e modelos em outros prestadores de serviço e já tem um repertório de materiais gráficos que se interessam mais, mas não deixam de buscar exclusividade, criatividade e um bom atendimento. O desafio mais importante em se impor ao mercado conquistando clientes é a concorrência das gráficas informais. A facilidade com que novas empresas entram no mercado, garante ao setor um elevado grau de concorrência para a maioria dos seus nichos de mercado. Por isso o investimentos nos diferenciais tem atenção especial. As recomendações e as críticas são fundamentais para se criar um espaço no mercado e demonstrar confiança e imagem para novos clientes, já que a publicidade nesse ramo se dá de cliente para cliente. As tendências aqui observadas mostram um futuro no qual as empresas gráficas, munidas de melhor capacidade gerencial e soluções tecnológicas muito mais flexíveis e completas, tenderão a atuar cada vez mais próximas dos clientes, oferecendo produtos e serviços inovadores, que possam agregar qualidade e eficiência ao negocio, alem de prover as oportunidades para satisfazer os clientes de seus clientes.

49


4.Identidade visual


4.1.Marca A marca possibilita diversas formas de apresentação, que podem ser customizados de acordo com a intenção e proposta da comunicação. Porem todas as versões da marca deverão seguir formatos orgânicos. Muitas marcas tem essa dinâmica, como a empresa de telefonia Oi.

Exemplo de aplicação no fundo claro e no fundo escuro com.

51


4.2.Dimensões Dimensão mínima (2,5 x 4,3 cm)

Área de não interferência (1 cm de cada lado)

52


4.3.Cores Cores principais c:0 m:50 y:20 k:5

r:223 g:132 b:145

c:50 m:95 y:95 k:15

r:111 g:45 b:43

Cores secundรกrias c:0 m:0 y:0 k:20

r:194 g:193 b:193

c:0 m:0 y:0 k:30

r:170 g:169 b:179

c:0 m:8 y:4 k:0

r:238 g:219 b:221

53


4.4.Usos incorretos

54


4.5.Tipografia Fontes principais Neutra Text abcdefghijklmnopqrstuvxywz ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVXYWZ 1234567890 Neutra Text Light abcdefghijklmnopqrstuvxywz ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVXYWZ 1234567890 Fonte secundรกria Rage Italic abcdefghijklmnopqrstuvxywz ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVXYWZ 1234567890

55


4.6.Grafismo Grafismo

56


5.Conclus達o


Com base na pesquisa realizada, na experiência adquirida na Universidade e no trabalho desenvolvido na Gráfica M5, foi possível confeccionar e finalizar o catálogo bem como os doze modelos impressos de convites de casamento, com técnicas específicas de produção gráfica. Para tanto, foi preciso adaptar os modelos primários aos formatos gráficos existentes (figura 14) para o melhor aproveitamento do papel especial no processo de confecção, uma vez que o suporte é um dos grandes encarecedores dos convites. Também foi possível conferir que, a despeito do grande incremento tecnológico na área gráfica, boa parte do trabalho realizado para materiais diferenciados é feito de maneira quase artesanal, seguindo a mesma metodologia desenvolvida para este projeto: elaboração de mockup, testes de formatos, testes de impressão e acabamentos utilizando facas especiais e finalização manual. 58

Figura 14: Tabela de Formatos Gráficos.


6.Os convites


6.1.Dobra envelope Convite 1 Convite com objetivo de demonstrar o detalhe que pode ser feito com impressão só frente através da dobra. Inspiração: Envelope Papel: Reciclato 240g Formato gráfico utilizado: Formato 8 (24x33cm) Impressão: 4x0 cores Tamanho aberto: 31x22cm Tamanho final fechado: 14x15,5cm

60


Convite 2 Convite com objetivo de demonstrar a não utilização de envelope. Inspiração: Envelope Papel: Merkatto Concetto Bianco 170g/² Formato gráfico utilizado: Formato 8 (24x33cm) Impressão: 4x4 cores Tamanho aberto: 31x22cm Tamanho final fechado: 14x14cm

61


6.2.Dobra zig zag Convite 3 Convite demonstra a dobra em zig zag, que apesar de simples, pode ser bem criativa no design. Inspiração: Zig zag Papel: Aspen 250g/m² Formato gráfico utilizado: Formato 8 (24x33cm) Impressão: 4x0 cores Tamanho aberto: 22x31cm Tamanho final fechado: 13,5x22cm

62


Convite 4 Convite em zig zag com utilização da transparência que o papel vegetal proporciona. Inspiração: Zig zag Papel: Clear Plus 140g/m² Formato gráfico utilizado: 24x66cm Impressão: 4x0 cores Tamanho aberto: 22x64cm Tamanho final fechado: 16x22cm

63


6.3.Dobra origami Convite 5 Convite inspirado em uma das formas básicas do Origami. Inspiração: Origami Papel: Aspen Linear 250g/m² Formato gráfico utilizado: Formato 6 (32x33cm) Impressão: 4x0 cores Tamanho aberto: 30x30cm Tamanho final fechado: 16,5x16,5cm

64


Convite 6 Convite demonstrando variações inspirados em uma das formas básicas do Origami. Inspiração: Origami Papel: Markatto Concetto Bianco 170g/m² Formato gráfico utilizado: Formato 6(2) (24x42cm) Impressão: 1x0 cor Tamanho aberto: 20x40cm Tamanho final fechado: 14,5x14,5cm

65


Convite 7 Convite com relação com a forma básica do Origami. Inspiração: Origami Papel: Aspen 250g Formato gráfico utilizado: Formato 6 (32x33cm) Impressão: 1x0 cores Tamanho aberto: 30x30cm Tamanho final fechado: 15x15cm

66


Convite 8 Convite com as dobras mais complexas, e com utilização de uma faixa no fechamento. Inspiração: Origami Papel: Constellation Jade Lizard 210g Formato gráfico utilizado: Formato 6 (32x33cm) Impressão: 1x0 cores Tamanho aberto: 30x30cm Tamanho final fechado: 15x15cm

67


Convite 9 Convite complexo com dobras especiais para fechar com encaixe. Inspiração: Origami Papel: Pergamenata Bianco 110g/m² Formato gráfico utilizado: Formato 8 (24x33cm) Impressão: 4x0 cores Tamanho aberto: 22x22cm Tamanho final fechado: 7,5x11,5cm

68


6.4.Dobra detalhe Convite 10 Convite com objetivo de demonstrar o detalhe que pode ser feito com impressão só frente através da dobra. Inspiração: Detalhe Papel: Constellation Jade onda 215g/m² Formato gráfico utilizado: Formato 4 (33x48cm) Impressão: 4x0 cores Tamanho aberto: 31x46cm Tamanho final fechado: 17x20,5cm

69


6.5.Dobra volume Convite 11 Convite com objetivo de demonstrar o a mudança no volume que pode ser feito através da dobra. Inspiração: Volume Papel: Trigo Telado 180g/m² Formato gráfico utilizado: Formato 9 (22x32cm) Impressão: 4x4 cores Tamanho aberto: 20x30cm Tamanho final fechado: 15x18,5cm

70


Convite 12 Convite também com objetivo de demonstrar o a mudança no volume que pode ser feito através da dobra tendo foco no centro. Inspiração: Volume Papel: Giz Telado 180g/m² Formato gráfico utilizado: Formato 9 (22x32cm) Impressão: 4x4 cores Tamanho aberto: 20x30cm Tamanho final fechado: 15x18,5cm

71


7.ReferĂŞncias


Referências digitais: ALPHAGRAPHICS. Disponível em <http://http://www.alphagraphics.com> Acesso em 07/12/11. ANDERSRUFF. Disponível em <http://www.andersruff.com> Acesso em 20/10/11. ARTES GRÁFICAS. Disponível em <http://portaldasartesgraficas.com/impressao/impressao_offset.htm> Acesso em 14/05/12. ASTTER. Disponível em: <http://www.astter.com.br> Acesso em 21/10/11 ATUAL. Conheça a diferença entre o papel reciclado e o papel reciclato. Disponível em <http://blog.atuaagencia.com.br/conheca-a-diferenca-entre-o-papel-reciclado-e-o-papelreciclato/> Acesso em 14/05/12. DOM BOSCO BLOG. Disponível em <http://> Acesso em 20/10/11. DOM BOSCO. Disponível em <http://http://www.dombosco.com> Acesso em 20/10/11. FSC. Certificações. Disponível em <http://www.fsc.org.br> Acesso em 14/05/12. G1. Pais gastam entre R$15 mil e R$ 90 mil reais em festas de debutantes. Disponível em: http://g1.globo.com/Noticias/Brasil/0,,MUL805675-5598,00PAIS+GASTAM+ENTRE+R+MIL+E+R+MIL+EM+FESTAS+DE+DEBUTANTES.html Acesso em 20/10/11. 73


GEMINIARTE. Disponível em http://www.geminiarte.com.br> Acesso em 20/10/11. HWTM. Disponível em <http://www.hwtm.com> Acesso em 20/10/11. ICASEI. Disponível em <http://www.icasei.com.br> Acesso em 17/02/12. INDUSTRIA GRÁFICA. Papel Couchê. Disponível em <http://indgrafica.blogspot.com.br/2012/01/papel-couche.html> Acesso em 26/04/12. LADY PROJECTS. Disponível em <http://http://ladyprojects.blogspot.com.br> Acesso em 26/04/12. SCRAPBOOKING. Disponível em <http://scrapbooking.com/sales/files/MagazineProfile.pdf> Acesso em 26/04/12. SUSANA FUIJITA BLOG. Disponível em <http://http://susanafujita.blogspot.com.br> Acesso em 20/10/11. SUSANA FUJITA. Disponível em <http://http://www.susanafujita.com.br> Acesso em 20/10/11. SUSANO. História. Disponível em <http://suzano.com.br/portal/suzano-papel-ecelulose/historia.htm> Acesso em 14/05/12. VESTIDA DE NOIVA. Disponível em: <http://www.vestidadenoiva.com> Acesso em17/02/12. 74


Referências impressas: Revista Tok Dez Agenda da Noiva, Ed. 2012; Tok Dez Editora Revista Tecnologia Gráfica, Ano XI, Nº 57, São Paulo, 2007 ABIGRAF. Estudo Setorial da Indústria Gráfica no Brasil 2009, Edição 1ª. São Paulo, 2009. GENOVA, Carlos. Origami: Darwin e os triângulos mágicos, Escrituras Editora, São PauloSP, 2011 TONDREAU, Beth. Criar Grids: 100 Fundamentos de Layout, Editora Blucher, São Paulo-SP, 2009

75


Projeto Papel Café  

Projeto de Conclusão de Curso Design de Produto 2012

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you