Page 98

Abraçando uma Visão que Honra a Dignidade Humana

a liberdade de religião ou de crença para todos só podem ser concretizados em ambientes que encarnam valores universais. É preciso haver um compromisso por parte de todos os atores para com a LRC e para com outros Direitos Humanos. Agora não é um momento sensato para nos afastarmos das normas e dos valores universais. 5. Há necessidade de uma abordagem inclusiva e imparcial ao trabalho com os Estados e com os atores não-estatais. Isto tem de ser genuíno e exige respeito pelo pluralismo emergente ou evidente, incluindo a diversidade intrarreligiosa. Além disso, vozes dissidentes e adeptos de interpretações conservadoras e tradicionais, bem como críticos liberais dentro das comunidades religiosas, têm direitos que merecem ser respeitados. 6. As normas internacionais e regionais sobre Liberdade Religiosa ou de Crença precisam de ser digeridas de maneira a fazerem sentido e as pessoas precisam de as tornar suas. A consulta é uma forma importante de tentar incutir valores nos bairros e nas sociedades, e devemos aprender qual a melhor forma de facilitar e de apoiar este processo. Algumas questões-chave que devem ser abordadas no contexto da LRC: A situação atual, e as crescentes pluralidade e diversidade religiosas e de crenças nas nossas sociedades obrigam-nos a desenvolver uma compreensão mais robusta do nosso bem-estar individual e coletivo, e, neste contexto, a pensar mais profundamente sobre uma série de questões importantes, tais como: 1) A categoria da religião, e a capacidade de distingui-la do extremismo violento e da ideologia política. 2) Como o direito individual à LRC pode dar origem ao avanço da sociedade, que, por sua vez, implica uma reconsideração da nossa compreensão da relação entre a pessoa individual e o coletivo. 3) Como pode a Liberdade Religiosa ou de Crença ser exercida num espírito de fraternidade, segundo as palavras do artigo 1º da Declaração Universal dos Direitos Humanos, e como podemos encontrar a coragem e a dignidade para a dar aos outros? 4) Convida-nos a pensar mais sobre a Liberdade Religiosa ou de Crença como um meio que pode desbloquear outras liberdades; sobre como podemos construir sinergias entre as opiniões e expressões que parecem ser fundamentalmente opostas a ela nas nossas visões estreitas e tendo em conta as agendas da igualdade e da não-discriminação. 5) Também nos desafia a deliberarmos sobre o conceito de justiça e como ele é compreendido e aplicado à liberdade de religião ou de crença.

97

Profile for AIDLR AIDLR

Consciência & Liberdade 30 (2018)  

Consciência & Liberdade 30 (2018)  

Profile for aidlr
Advertisement