Page 94

Conselho Europeu – Um Convite a Repensar a Abordagem à Diversidade Cultural e Religiosa

sidade cultural, étnica, linguística e religiosa. Um grande diálogo intercultural, também lançado pelo Conselho Europeu, tem encontrado o seu lugar em cada vez mais convenções, recomendações e declarações internacionais e, desde 2005, após a terceira Cimeira dos Chefes de Estado e de Governo do Conselho Europeu em Varsóvia, a Cimeira confirmou formalmente a missão da organização como sendo incentivar sistematicamente o diálogo intercultural. Há um fórum específico no Conselho Europeu na sequência deste apelo dos Chefes de Estado, que foi chamado “Troca de Ideias sobre a Dimensão Religiosa do Diálogo Intercultural”, estabelecido em 2007. Em maio de 2008, o Livro Branco sobre o diálogo intercultural, Vivendo Juntos como Iguais em Dignidade, realçou a contribuição tanto dos grupos religiosos como dos seculares para o património cultural europeu e é hoje amplamente reconhecido como um documento de referência sobre a gestão da diversidade. Muito recentemente, no início de novembro de 2017, teve lugar em Estrasburgo a 9ª edição desta troca numa dimensão religiosa do diálogo intercultural. Nessa altura, foi intitulada: “O papel da educação na prevenção da radicalização que conduz ao terrorismo e ao extremismo violento”, um tema que está próximo do programa desta conferência. Os meus temas foram: “Educação para a cidadania democrática no contexto da diversidade cultural e religiosa” e “Fortalecer as mulheres e o papel da família na luta contra a radicalização e o extremismo violento”, que teve um eco no discurso de Madame Sidibe esta manhã, sobre o papel das mulheres. Esta troca é feita com delegados que são os representantes principais de comunidades religiosas como Cristãos, Budistas, Judeus e Muçulmanos. O papel da educação na prevenção da radicalização que conduz ao terrorismo e ao extremismo violento é salientado num plano de ação relativamente recente, na luta contra o extremismo violento e a radicalização que leva ao terrorismo, adotado pelo Conselho de Ministros do Conselho Europeu em maio de 2015. Ao mesmo tempo, em maio do ano passado, foi adotada uma resolução específica da Assembleia Parlamentar, uma resolução denominada: “Liberdade Religiosa e Viver Juntos numa Sociedade Democrática”, que atualizou definitivamente a posição do Conselho Europeu em relação à nova ameaça ao modelo político, social e institucional da Europa. Podemos ver que todos estes assim chamados novos desafios estão, pelo menos em certa medida, ligados a estes três domínios que acabo de vos apresentar: minorias, línguas, discriminação, e, em cada caso, à dimensão religiosa destas atividades. Fico grato pela vossa atenção.

93

Profile for AIDLR AIDLR

Consciência & Liberdade 30 (2018)  

Consciência & Liberdade 30 (2018)  

Profile for aidlr
Advertisement