Page 20

19

EDITORIAL 1. Coordenação e cooperação dos “Atores do Diálogo dos Cinco” como pré-requisito para a harmonia internacional Liviu Olteanu Em anos recentes, tem havido um aumento na discriminação, na perseguição religiosa e na limpeza étnica, na deslocação massiva de refugiados e na perpetração de crimes terríveis em várias situações ao redor do mundo, tanto com atores como o Estado, como com atores não sendo do Estado. Temos testemunhado, ao mesmo tempo, o espalhar do extremismo violento, o qual usa a Religião para justificar a violência brutal contra civis. Em paralelo, também vimos como estes fenómenos – que, em muitas situações, representam uma ameaça à paz e à segurança internacionais – podem ser facilmente manipulados para justificar limitações aos Direitos e às Liberdades fundamentais, incluindo os Direitos à Liberdade de Religião e Crença, e à Liberdade de expressão e opinião. Vivemos em tempos difíceis com insegurança e crise. Vejamos alguns exemplos. De acordo com António Guterres,1 “vemos como, em todo o mundo, a Religião está a ser manipulada para justificar a incitação à violência”, com um “aumento alarmante dos discursos de ódio tanto online como offline”; Adama Dieng2 salienta que há “o interesse próprio e a violência [que] puseram em risco a sobrevivência das gerações futuras”, e que a “religião é usada frequentemente pelos partidos ao promover divisões” e que o “espírito de intolerância que se alimenta do medo das pessoas pode eclipsar a razão humana e serve de combustível para os conflitos religiosos”; dando um exemplo concreto, Zeid Ra’ad Al Hussein3 descreve as operações no Norte do Estado de Rakhine, em Myanmar, como “um exemplo didático de limpeza étnica”, com uma “cruel operação de 1 Discurso do Secretário-Geral da ONU, António Guterres, apresentado em 14 de julho de 2017 na sede da ONU, no “lançamento do plano de ação para os líderes e atores religiosos...”. 2 Discurso do sub-Secretário-Geral, Conselheiro Especial do Secretário-Geral das Nações Unidas, proferido em 23 novembro de 2016 em Genebra, na Conferência Global sobre Religião, Paz e Segurança. 3 Zeid Ra’ad Al Hussein, Alto-Comissário para os Direitos Humanos, notícia publicada 17/77, a 5 de dezembro de 2017.

Profile for AIDLR AIDLR

Consciência & Liberdade 30 (2018)  

Consciência & Liberdade 30 (2018)  

Profile for aidlr
Advertisement