Page 1

CINCO

Jornal Escolar

ESTRELAS

CINCO ESTRELAS

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE AMARELEJA SÉRIE III │ EDIÇÃO II

SETE MBRO 2016 │0,50 ESTRELAS

VAMOS DAR O NOSSO MELHOR!

1 DE JUNHO DE 2016

PRÉMIO DA MELHOR TURMA 2014/2015 PASSEIO DE BARCO NO MAIOR LAGO ARTIFICIAL DA EUROPA OCIDENTAL

COMEMORAÇÃO NO NOSSO AGRUPAMENTO Pág. 9

DIA MUNDIAL DA CRIANÇA Pág. 15 Pág. 8

2 Alunas do Agrupamento de Escolas de Amareleja, acompanhadas por 2 professoras, participaram no 3º encontro Erasmus+, desta vez realizado na Letónia. Págs. 6 e 7

Crianças do pré-escolar do nosso agrupamento participaram numa color party em Moura! Pág. 10

Bom regresso às aulas! 2016/2017

Págs. 24 e 25


CINCO

ESTRELAS

CINCO ESTRELAS Nº 1│setembro 2016

Propriedade Agrupamento de Escolas de Amareleja Largo das Flores - 7885 Amareleja 285 980 100

Coordenação Manuela Patrícia Vieira manuelavieira@agvamareleja.drealentejo.pt

SUMÁRIO Editorial

3

Intercâmbio de Unidades

4

Intercâmbio em Cuba

5

Erasmus+

6

I’m not the same after Erasmus: opinião de duas das nossas alunas

7

“Vamos dar o nosso melhor!” - Prémio da melhor turma Colaboradores Francisco Pereira, Teresa Santana, Isabel Rosado, Alice Rocha, Filipa Robles, Marta Tola, Susana Balinha, David Fialho, Fátima Baltazar, Vera Oliveira, Célia Ramos, Lília Fernandes e José Ferreira.

Paginação e revisão Manuela Patrícia Vieira

Periodicidade Trimestral

2014/2015

8

Dia do Nariz Vermelho

9

Dia Mundial da Criança

10

Futurama

11

Desporto Escolar

12

Comemorando o Dia Mundial do Ambiente

...16

O futuro constrói-se hoje

...17

Exposição de Educação Visual

...18

Eco-Escolas

...19

Clube de Teatro

...20

“Vamos dar o nosso melhor!”, melhor turma 2015/2016 21 Uma forma simbólica de compensar os nossos alunos Impressão Reprografia do Agrupamento de Escolas de Amareleja

21

Encerramento do ano letivo

...22

Atividades de final de ano em imagens

...23

Bom regresso às aulas 2016/2017

24

Passatempos

...26

Ler é o melhor remédio

...28

2


CINCO

ESTRELAS

EDITORIAL Setembro chegou e trouxe com ele o início de mais um ano letivo. Finda a pausa das férias é tempo de recomeçar! É preciso respirar fundo e prepararmo-nos para mais um ano de trabalho e mais um ano das nossas vidas. Perseverança, ânimo, esperança, respeito, cordialidade e atitude positiva são palavras que devem nortear o nosso dia a dia para que possamos superar obstáculos e ir mais além porque os tempos são ainda de limitações e constrangimentos. Mas, como diz o poeta Sebastião da Gama, “pelo sonho é que vamos…” Devemos, então, sonhar e acreditar que juntos (pais/ mães, alunos/as, assistentes técnicos, assistentes operacionais, professores/as e educadores/educadoras) podemos fazer mais e melhor! Guie-nos, pois, o sonho porque, tal como diz outro poeta, António Gedeão, “sempre que o Homem sonha, o mundo pula e avança, como bola colorida, entre as mãos de uma criança”. A Direção do agrupamento deseja a toda a comunidade educativa (alunos/as, encarregados/as de educação, docentes e não docentes) um excelente ano letivo!

3

Francisco Pereira Diretor do Agrupamento de Escolas de Amareleja


CINCO

ESTRELAS

Intercâmbio de Unidades Por Teresa Santana, 6º B (2015/2016)

No passado dia 28 de abril, quinta-feira, fomos visitados pelos alunos do Agrupamento de Escolas de Cuba. Tratou-se de um intercâmbio de Unidades. Fui eu quem fez de repórter fotográfico. Cuba chegou à nossa escola eram 11h da manhã. Vieram dois auxiliares, uma psicóloga, três professoras e sete alunos. Eu e a professora Susana Conde fizemos bolachas e uma tarte de natas para os recebermos. Logo quando chegaram, foram conhecer a sala da Unidade de Ensino Estruturado, onde provaram as minhas bolachas. De seguida, fomos para o bar da escola onde pudemos assistir a um espetáculo de Cante Alentejano com o professor António Montemor e os alunos do 3º B cantaram muito bem! Seguidamente, almoçámos um arroz de pato delicioso. A sobremesa foi a tarte de natas feita por mim. Eles adoraram! Da parte da tarde, o professor Miguel Pica organizou uma atividade no ginásio que consistia em percorrer um circuito bastante divertido. Enquanto os meus colegas faziam esta aula, eu fotografava a atividade na varanda lá de cima do ginásio. Quando terminou a aula no ginásio, eles foram embora e eu fiquei muito chateada porque o Fernandinho de Cuba não se despediu de mim… Mas eu gostei muito de os ter por cá e diverti-me imenso…

4


CINCO

ESTRELAS

Intercâmbio em Cuba Por Teresa Santana, 6º B (2015/2016)

No dia 19 de maio, fomos a Cuba. Fomos fazer o intercâmbio com a Unidade de lá. A nossa visita a Cuba começou a ser preparada duas semanas antes de lá irmos. Eu decorei um jogo do galo, pus a minha mão com tinta amarela, desenhei uma flor com tinta e brilhantes, desenhei também duas carinhas a sorrir, que a professora Susana Conde disse que eram “smiles”. As peças do jogo eram em forma de círculos e em cruz e foram os meninos da Unidade que fizeram com massa de modelar. Quando chegámos, receberam-nos com um grande lanche na Unidade. Depois fomos ver os meninos às salas de aula, com as suas turmas. Começámos por ir ao ginásio ver o Henrique que é um menino autista e que nos apresentou toda a turma e a sua turma falou-nos das características dele. Seguidamente, fomos à turma da Marta que anda no 3º ano do 1º ciclo. Os seus colegas fizeram-lhe uma surpresa: falaram sobre ela e construíram-lhe o nome formado por cada um com uma letra do seu nome “MARTA SOFIA”. Os trabalhos e fichas da Marta são muito diferentes. A seguir, fomos à turma do 4º ano da Alexandra e fomos muito bem recebidos pelos colegas e professora. Depois fomos à turma do 2º ano, que é a turma do Vasquinho que cortou o cabelo e ficou sem caracóis. Na turma do Vasco, a professora e os colegas dele falaram sobre o que tinha o Vasco e o quanto gostavam dele. A seguir, fomos à turma da Íris que é do 1º ano, a sua turma também fez uma atividade sobre

ela. Descreveram-na com adjetivos e formaram um coração com palavras no quadro. Quando acabámos de fazer a visita às turmas, juntámo-nos na Unidade e estivemos a ver um trabalho feito sobre o Henrique, para um projeto “Escola Alerta”, e que venceu o segundo prémio (500 €). Quando eram 12h30, fomos todos para a salinha da cantina, onde almoçámos com os nossos colegas e com os professores de Amareleja e de Cuba. Eu sentei-me ao lado do Vasquinho e do Luís que são lindos. Eu, na altura, não me queria sentar na mesa dos alunos, queria sentar-me na outra mesa, mas até foi divertido comer com os meus colegas. A Marta portou-se muito mal ao almoço. Depois de almoçarmos, fomos para o bar para os professores tomarem café e eu estive a fazer a reportagem fotográfica para esta notícia. Fomos passear e brincar no recreio e fomos conhecer a biblioteca e foi nessa altura que oferecemos o nosso saquinho de “talego” com o jogo do galo, eles adoraram. De seguida, vimos um teatro sobre a fada madrinha. A peça de teatro foi exibida num palco e nós ficámos numa plateia a descer que se chama anfiteatro. Não se conseguia ouvir quase nada do que falavam as personagens, por isso, não percebi a história. No final, despedimo-nos de todos e viemos embora na carrinha da Guigas. Gostei muito porque todos foram muito simpáticos e divertidos e eu despedi-me do Fernandinho e do Henrique com dois beijinhos. 5


CINCO

ESTRELAS

Por Isabel Rosado e Alice Rocha

No âmbito do desenvolvimento do projeto Erasmus+, intitulado The school we like to learn in, as alunas Marta Tola, do 8º A, e Filipa Robles, do 9º A, acompanhadas pelas docentes Isabel Rosado e Alice Rocha, tiveram a oportunidade de participar, de 26 de maio a 1 de junho, no segundo encontro que se realizou em Malpils, na Letónia, onde estiveram presentes alunos e professores das escolas parceiras, designadamente, da Áustria, Croácia, Espanha, Itália e, claro, da Letónia. Desta vez foi na Escola Secundária de Malpils que decorreram todas as sessões de trabalho, as atividades de receção e alguns dos almoços, tendo os mesmos proporcionado momentos de convívio fundamentais para quebrar o gelo e permitir um ambiente propício ao intercâmbio pretendido. Para além da apresentação do trabalho desenvolvido por cada uma das escolas participantes e das sessões de trabalho dos coordenadores de modo a prepararem os próximos encontros e delinearem todas as tarefas a desenvolver até à próxima mobilidade em Roma, houve visitas à capital, Riga, a Jurmala, uma estância balnear na costa báltica, ao castelo e museu de Turaida que nos permitiu viajar no tempo e na história, a um Centro de Ciência em Sigulda, localidade nos arredores de Malpils e a um Centro de Arte onde alunos e professores participaram em ateliês criativos. Como não podia deixar de ser, neste país do norte da Europa conhecido pelas suas densas florestas e lagos, a natureza esteve muito presente quer nas visitas culturais quer nas atividades desportivas organizadas pelos alunos letões que culminaram com os jogos tradicionais interativos que cada grupo de alunos estrangeiros preparou para delícia das crianças de

um Jardim de Infância, cuja visita fazia parte do programa. Apesar de tantas diferenças culturais e linguísticas, o balanço foi muito positivo, pois as alunas participaram, com muito empenho e entusiasmo, nas diferentes atividades e visitas realizadas. Desde o momento que saíram de Amareleja até ao seu regresso, destacaram-se ao terem representado o agrupamento com grande mérito, por todos reconhecido, e por esse motivo aqui ficam os nossos parabéns! Mais uma vez, realçamos que encontros como este permitem o enriquecimento cultural, a melhoria da fluência na oralidade em língua inglesa e o crescimento pessoal, neste caso enriquecido com o reencontro dos colegas que tinham estado na nossa escola em fevereiro: a Vitória, o Roberts e o Kristers. Valeu a pena porque apesar do cansaço das viagens, da grande distância geográfica, das saudades de casa e das famílias, a Alma não é pequena e só se compreende verdadeiramente aquilo que se conhece. Talvez a incompreensão que grassa por esse mundo fora seja, de facto, motivada por falta de conhecimento o que leva à incapacidade de nos colocarmos no lugar do outro... Ao longo do primeiro período, que agora se inicia, vão ser apresentados à comunidade educativa os resultados deste encontro na Letónia. Por fim, resta dizer que a próxima mobilidade internacional integrada no projeto de dois anos The school we like to learn in realizar-se-á de 16 a 22 de outubro, na escola de Calamandrei, em Roma. Às alunas que vão participar no encontro fica aqui o conselho "Keep speeking in English because October is just round the corner". See you in Rome... 6


CINCO

ESTRELAS

:

OPINIÃO DE DUAS DAS NOSSAS ALUNAS Com o projeto Erasmus+, eu esperava aprender um pouco mais de outras culturas e fazer amigos de outras nacionalidades. Quando me inscrevi neste projeto, foi com o objetivo de receber alunos estrangeiros, da Letónia e de Espanha, em Amareleja, e de alojar um em minha casa. É claro que depois fiquei ainda mais contente quando soube que iria ter oportunidade de ir uma semana à Letónia com outra aluna da escola, a Marta Tola. Durante essa semana, fiz amigos de seis nacionalidades diferentes e aprendi que não temos de falar todos a mesma língua para sermos bons amigos. Além disso, na minha opinião, essa semana serviu ainda para alargar os meus horizontes, aprender um pouco mais de inglês e aproximar-me das professoras Isabel Rosado e Alice Rocha e da Marta. Filipa Robles Adorei a minha viagem à Letónia, foi uma experiência única. Conheci várias línguas estrangeiras e gastronomias diferentes, também convivi com colegas e professores estrangeiros. Fui muito bem recebida e todos foram muito simpáticos. Marta Tola

7


CINCO

ESTRELAS

VAMOS DAR O NOSSO MELHOR! PRÉMIO DA MELHOR TURMA 2014/2015 PASSEIO DE BARCO NO MAIOR LAGO ARTIFICIAL DA EUROPA OCIDENTAL

TRABALHO, EMPENHO E VITÓRIA! Melhorar a responsabilidade dos alunos, o seu comportamento e aproveitamento, individual e coletivamente, de forma a distinguir a melhor turma, eis o objetivo do projeto “Vamos dar o nosso melhor!”, implementado há três anos no nosso agrupamento para todas as turmas dos 2º e 3º ciclos. Nesta perspetiva, o empenho individual de cada aluno é fundamental para distinguir o trabalho coletivo da turma e a vitória surge quando todos rumam no mesmo sentido, otimizando esforços. Foi o que aconteceu no ano letivo de 2014/2015 com a turma A do 8º ano que venceu este concurso, tendo sido premiada no ano letivo seguinte 2015/2016 - com um passeio de barco no maior lago artificial da Europa ocidental, em Alqueva, patrocinado pela empresa Amper Central Solar, SA - Central Fotovoltaica de Amareleja. A manhã do dia 1 de junho de 2016 transformou-se, assim, num momento inesquecível para todos. Acompanhados pela diretora de turma e pela professora de Educação Física, professoras Patrícia Vieira e Fátima Baltazar, respetivamente, os alunos desfrutaram dos encantos de um passeio na albufeira do Alqueva, em dois barcos muito confortáveis, com paragem em sítios estratégicos e direito a explicações dos guias turísticos. A maior surpresa surgiu com a possibilidade dada aos alunos e às professoras de pilotarem os barcos onde seguiam. Claro que ninguém desperdiçou a oportunidade e, por breves minutos, seguindo as indicações dadas de modo a navegar em segurança, todos tiveram o seu momento de estreia. Os alunos sentiram que valeu realmente a pena ter dado o seu melhor e comentaram que as vitórias não surgem por acaso, elas são fruto de muito trabalho e empenho. Esta experiência foi única e as recordações guardadas serão eternas. 8


CINCO

ESTRELAS

DIA DO NARIZ VERMELHO Por Susana Balinha

Decorreu, no dia 1 de junho de 2016, a comemoração do Dia do Nariz Vermelho que tinha como objetivo primordial a sensibilização da população escolar para a importância da solidariedade social e assumiu a forma de uma angariação de fundos que reverteu a favor da Operação Nariz Vermelho. Concretizámos a comemoração deste dia com a apresentação de um miniconcerto desenvolvido pelos alunos do 2º ciclo, no âmbito da disciplina de Educação Musical, e com a partilha de brincadeiras “narigudas” entre alunos, terminando numa fotografia de grupo para mais tarde recordar. Agradecemos desde já a colaboração de todos os que participaram na concretização desta atividade. Conseguimos angariar 700€! Obrigada a todos!

9


CINCO

ESTRELAS

DIA MUNDIAL DA CRIANÇA 1 DE JUNHO DE 2016

AS CRIANÇAS APRENDEM

COMEMORAÇÃO EM MOURA

AQUILO QUE VIVEM Se uma criança vive criticada, aprende a condenar. Se uma criança vive com maus-tratos, aprende a brigar. Se uma criança vive humilhada, aprende a sentir-se culpada. Se uma criança é estimulada, aprende a confiar. Se uma criança é valorizada, aprende a valorizar.

Para celebrar o Dia Mundial da Criança, a Câmara Municipal de Moura organizou um megaconcerto infantil e uma color party, criando momentos mágicos de música, cor e muita alegria. As crianças do ensino pré-escolar do Agrupamento de Escolas de Amareleja, no dia 1 de junho de 2016, participaram nesse evento que decorreu em Moura, na praça Sacadura Cabral. A brincadeira foi muita e a diversão alegrou todos os que as viram e ouviram brincar. Foi uma festa em que todos acabaram coloridos e animados.

Se uma criança vive no equilíbrio, aprende a ser justa. Se uma criança vive em segurança, aprende a ter fé. Se uma criança é bem aceite, aprende a respeitar. Se uma criança vive na amizade, aprende a encontrar o amor no mundo. Dorothy Law Nolte

A propósito... O Dia Mundial da Criança não é só uma festa onde as crianças ganham presentes. É um dia em que se pensa nas centenas de crianças que continuam a sofrer de maus-tratos, doenças, fome e discriminações (discriminação significa ser-se posto de lado por ser diferente). Com a criação deste dia, os estados-membros das Nações Unidas reconheceram às crianças, independentemente da raça, cor, sexo, religião e origem nacional ou social, o direito a:

     

afeto, amor e compreensão;

www.junior.te.pt (texto adaptado)

alimentação adequada; cuidados médicos; educação gratuita; proteção contra todas as formas de exploração; crescer num clima de paz e fraternidade universais. 10


CINCO

ESTRELAS

FUTURAMA Por David Fialho

No dia 2 de junho, realizou-se, no nosso agrupamento, a 3ª edição da Futurama "Feira das Escolhas". Esta atividade, organizada pelo Serviço de Psicologia e Orientação, é realizada no âmbito da Orientação Escolar e Vocacional. Este pretendeu ser um momento em que escolas profissionais e secundárias apresentaram a respetiva oferta formativa quer através da divulgação de material informativo e de informação fornecida por professores, técnicos e alunos das diferentes instituições quer, quando possível, através da dinamização de atividades associadas às diferentes áreas de formação. Deste modo, este evento teve o objetivo de melhorar o conhecimento dos nossos alunos sobre a oferta formativa existente na nossa região, de modo a que as suas escolhas relativas ao ensino secundário fossem tomadas com o maior conhecimento possível. Este ano, a Futurama contou com a presença da Escola Secundária de Moura, com a Escola Profissional de Moura, com a Escola Profissional de Desenvolvimento Rural de Serpa, com a Escola Profissional Bento de Jesus Caraça de Beja, com a Escola Profissional de Cuba, com a Escola Profissional de Alvito e com a Escola Profissional Fialho de Almeida da Vidigueira. Nesta edição, como de costume, os alunos, sobretudo os do 9º ano de escolaridade, tiveram oportunidade de conhecer os diferentes cursos de cada escola, tendo este evento tido uma participação muito positiva destes jovens. 11


CINCO

ESTRELAS

DESPORTO ESCOLAR Por Fátima Baltazar

CAMPEONATOS NACIONAIS - BADMINTON Os alunos Gonçalo Ramos e Tamára Martins, atleta e árbitro, respetivamente, representaram o CAE do Alentejo, na modalidade de badminton, nos Campeonatos Nacionais do Desporto Escolar, em Aveiro, de 19 a 22 de maio de 2016. Participaram, nestes campeonatos, cerca de 2500 alunos, entre atletas, árbitros e voluntários de vários cantos do país, representando cerca de 17 modalidades, distribuídas por 23 locais, e mais 400 professores. Foram quatro dias intensos, com viagem de comboio, Évora-Lisboa-Aveiro, competição na modalidade de badminton na EB de Aradas e várias atividades/convívio no Cais da Fonte Nova (Aveiro) e nas cidades de Ílhavo, Vagos e Oliveira do Bairro. O encontro nacional decorreu de forma satisfatória, embora os jogos tivessem sido um pouco desequilibrados, atendendo a que a grande maioria dos alunos participantes era federada e muitos dos alunos do topo do ranking nacional. A maior parte dos alunos da comitiva do Alentejo ficou pela fase de grupos. Nesta modalidade, o fosso existente entre federados e alunos de escola era enorme, tornando a competição bastante desigual. Todos os alunos representantes da comitiva do Alentejo estão de parabéns. Voltámos para casa com o nosso dever cumprido e a satisfação de ter levado, mais uma vez, a nossa escola ao top máximo do Desporto Escolar. É um orgulho compartilhar estes momentos com alunos cinco estrelas, que representam a sua escola com bastante empenho e dedicação, demostrando todo o seu valor, trabalho e dedica-

ção ao desporto. Por último, de referir que no regresso tivemos a excelente e divertida companhia da equipa de voleibol masculina de Moura, acompanhada pelo professor Carlos Fialho, ficando assim a “comitiva” de atletas do concelho de Moura (EB Amareleja e ES Moura) toda junta.

12


CINCO

ESTRELAS

FUTSAL FINAL DISTRITAL DE INFANTIS MASCULINOS Realizou-se, no dia 25 de maio, a Final Distrital de Infantis Masculinos de Futsal, tendo sido apurados para esta final os dois primeiros de cada série. No primeiro jogo, defrontámos a escola de Ferreira do Alentejo. O jogo foi bastante equilibrado até ao 4º período, mas, na fase final, Ferreira do Alentejo levou a melhor por 7-3. Fomos então disputar os 3º e 4º lugares, tendo como adversária a escola de Castro Verde. Tal como no jogo anterior, recuperámos de um resultado negativo ao intervalo, pois estávamos a perder por 2-0. No final do tempo regulamentar, como o resultado era um empate a 2 golos, foi necessário recorrer a prolongamento. No fim do prolongamento, o empate persistiu e foi necessário recorrer à sorte das grandes penalidades... A vitória caiu para o lado da escola de Castro Verde, depois de 12 grandes penalidades!

Encontro Nacional Os alunos Álvaro Simões e Gonçalo Ramos participaram, de forma bastante satisfatória, no Encontro Nacional de Gira-Volei, realizado em Macedo de Cavaleiros, nos dias 28 e 29 de maio de 2016. Estes alunos fizeram parte da comitiva do Algarve e Alentejo, sendo acompanhados na viagem por vários professores. No local da prova, o professor José Ramos da nossa escola acompanhou o desenrolar das atividades. O mau tempo esteve presente neste encontro nacional, o que fez com que os jogos previstos para o primeiro dia de competição fossem adiados para o dia seguinte. A viagem foi bastante longa e o regresso foi no dia 29, já tardiamente. Os alunos estão de parabéns pelo seu empenho e bom desportivismo e, mais uma vez, representaram a nossa escola e o concelho de Moura da melhor maneira possível.

13


CINCO

ESTRELAS

Atividades Desportivas no centro náutico da estrela — alunos do 9º ano Na tarde do dia 1 de junho, as turmas A e B do 9º ano do Agrupamento de Escolas de Amareleja, juntamente com alunos dos grupos-equipa de Multiatividades do Desporto Escolar do Agrupamento de Escolas de Barrancos e da Escola Profissional de Moura, participaram em várias atividades desportivas, na barragem do Alqueva, no Centro Náutico da Estrela. Esta iniciativa permitiu o intercâmbio entre os alunos das escolas envolvidas através da prática de vários desportos náuticos, como: paddle, canoagem, windsurf e natação. O bom tempo e o bom ambiente criado entre alunos e professores proporcionaram a todos uma tarde de excelente convívio e diversão, contribuindo para aumentar a vontade de prolongar o convívio e a prática desportiva por mais tempo. Um especial agradecimento ao professor João Félix, da Escola Profissional de Moura, pelo convite e à junta de Freguesia de Amareleja, pela disponibilidade de transporte para as duas turmas envolvidas. Foi uma tarde memorável para todos os alunos!

14


CINCO

ESTRELAS

II Encontro Regional de Desporto Escolar - 1º Ciclo O II Encontro Regional de Desporto Escolar no 1º Ciclo decorreu no dia 3 de junho, em Ponte de Sor, e foi organizado pela DGEstE, Coordenação Regional do Desporto Escolar Alentejo, CLDE Alto Alentejo e Agrupamento de Escolas de Ponte de Sor. No Estádio Municipal de Ponte de Sor e noutros pavilhões desportivos, foram apresentadas várias atividades desportivas, divididas pelos três grupos principais do Desporto Escolar no 1º ciclo: jogos desportivos coletivos, modalidades individuais, expressões e gímnicas. Participaram 12 agrupamentos de escolas de todo o Alentejo, incluindo o Agrupamento de Escolas de Amareleja, com 43 alunos (das turmas 3º A, 3º B e 4º A) e 6 professores (José Ramos, Marcos Valente, Fátima Baltazar, Fátima Aleixo, Helena Azul e Lígia Cardeno). O encontro terminou com um almoço volante (piquenique) na Zona Ribeirinha, em Ponte de Sor. Parabéns à organização por proporcionar a todos os participantes atividades e momentos fantásticos e de enorme prazer. Viva o Desporto Escolar!

15


CINCO

ESTRELAS

Comemorando o Dia Mundial do Ambiente │ 5 de junho de 2016 Por Vera Oliveira

A Geografia é uma disciplina de charneira e está presente diariamente na vida de todos nós. Esta ciência é muito importante para a compreensão do mundo em que vivemos, o qual está em constante transformação. Assim sendo, ao longo do ano letivo, a docente tentou fomentar nos alunos o interesse e gosto pela disciplina, proporcionando experiências de aprendizagem que os levassem a refletir e a desenvolver o espírito crítico sobre variadas temáticas. Um dos principais desafios passou pelo facto de os alunos compreenderem o espaço e desenvolverem a capacidade de observação para que possam atuar na sociedade, exercendo a sua cidadania. Neste sentido, foram realizados trabalhos de cariz mais prático que pretenderam desenvolver nos alunos várias competências, entre as quais se destacam a criatividade, a responsabilidade, a solidariedade, o respeito pela diferença e a capacidade de valorizar o ordenamento do território e explorar/conservar os recursos naturais de forma sustentável. É de salientar que, na temática relacionada com o “Ambiente”, os alunos apresentaram muito interesse e motivação nas tarefas propostas, realizando trabalhos muito criativos, os quais integraram uma exposição no âmbito da comemoração do Dia Mundial do Ambiente – 5 de junho. Todos os alunos estão de parabéns, quer pelo seu empenho quer pela qualidade dos trabalhos realizados!

MOMENTOS DIGNOS DE REGISTO

16


CINCO

ESTRELAS

O futuro constrói-se hoje Com o objetivo de promover a educação para a diferença, adequada à maturidade dos nossos alunos, no âmbito do projeto Parlamento dos Jovens, foi realizada uma exposição, subordinada ao tema "Racismo, Preconceito e Discriminação", na última semana de aulas, com trabalhos elaborados pelas turmas dos 2º e 3º ciclos, nas aulas de Educação para a Cidadania. Da reflexão feita, surgiram mensagens incríveis. O poema que a seguir se publica foi feito pelos alunos do 9º A (2015/2016).

E SE FOSSE CONTIGO? Ninguém pode escolher aquilo que quer ser apenas temos de aceitar e saber conviver

Se acredito no meu Deus deixo os outros louvar os seus a Alá e a todos amém e vejamos mais além

Somos todos diferentes mas somos todos iguais e se assim nos aceitarmos nunca haverá rivais

Porque afinal judeu ou cristão ou de qualquer outra religião todos têm o mesmo coração não julguemos pela opção

Não devemos julgar pois ninguém é perfeito e a sociedade pode mudar se aprendermos esse conceito

Optar pela discriminação, não e para com ela acabar basta abrir o coração deixando-o livre para amar

Seremos bem mais felizes se deixarmos de julgar afinal somos todos aprendizes por isso devemos é ajudar

A felicidade é uma opção numa sociedade sem discriminação a homofobia devemos combater para o respeito prevalecer

Se o racismo queremos evitar o respeito é o caminho os preconceitos devemos ultrapassar para uma sociedade de carinho

Pensa, não devemos julgar pois um dia ao acordar podes estar nesse lugar e se fosse contigo, irias gostar?

17


CINCO

ESTRELAS

Exposição de Educação Visual Por Célia Ramos

Realizou-se, no final do ano letivo 2015/2016, uma exposição de trabalhos da disciplina de Educação Visual - 3º ciclo. Estes trabalhos são o resultado de um grande empenho por parte de alguns alunos dos 7º, 8º e 9º anos, aquando da abordagem dos diferentes conteúdos. A professora confessa-se orgulhosa com o resultado final, constatando que com esforço e dedicação tudo se consegue. Parabéns!

18


CINCO

ESTRELAS

DIA ECO-ESCOLAS

Por Lília Fernandes

Mais uma vez, a nossa escola candidatou-se ao galardão Eco-Escolas pelo trabalho desenvolvido no ano letivo 2015/2016. As ações desenvolvidas continuam a sensibilizar a comunidade escolar para a necessidade de preservar o meio ambiente e como é importante o papel a desempenhar na luta contra a poluição, protegendo e conservando o nosso planeta. Este programa possibilitou também estimular a criatividade, fortalecer a interação entre a escola e a sociedade e consciencializar para questões relacionadas com a recolha seletiva, triagem de resíduos, reciclagem e reutilização de materiais de forma a reduzir o seu impacto no meio ambiente. De todas as atividades constantes do Plano de Ação, podemos salientar quatro com maior impacto na comunidade escolar: representação da escola com um stand na Feira da Vinha e do Vinho, em Amareleja; Dia do Nariz Vermelho; realização de “talegos” térmicos como resposta ao projeto "Escola Sem Plástico!" e comemoração do Dia Eco­Escolas.

No dia 9 de junho, foi comemorado o Dia Eco-Escolas, o qual contou com ações que continuam a sensibilizar a comunidade escolar para a necessidade de preservar o meio ambiente e como é importante o papel a desempenhar na luta contra a poluição, protegendo e conservando o nosso planeta. Os alunos visionaram filmes, visitaram uma exposição onde constavam trabalhos elaborados com base na política dos 3 R’s e cartazes com o Eco-Código da escola, realizados por colegas do 9º ano, e tiveram ainda à sua disposição jogos temáticos, sopas de letras, crucigramas, entre outros.

19


CINCO

ESTRELAS

zação da atividade permitiu-lhes ter consciência de que desempenham um papel ativo na comunidade escolar, o qual implicou a transmissão de mensagens de cariz ambiental adequadas às especificidades da comunidade. Os alunos tiveram assim oportunidade de verificar que as suas sugestões e perceções podem ser normas de conduta para os colegas mais jovens. No cartaz eleito, o aluno procurou conjugar as diversas mensagens escritas com alguns aspetos característicos da problemática que envolve toda a questão ambiental. As frases surgem de forma a fazerem parte integrante do cartaz. O cartaz selecionado para representar a nossa escola foi concebido pelo aluno João Neves do 9ºA (2015/2016), tendo sido enviado para concurso, a nível nacional.

POSTER ECO-CÓDIGO 2016

O Eco-Código visa a sensibilização para a adoção e reforço de comportamentos e atitudes que evidenciem consciencialização ecolóJoão Neves - 9º A (2015/2016) gica e práticas sustentáveis. A tarefa de construção de cartazes para participação no concurso Poster Eco-Código 2016 ficou a cargo dos alunos do 9º ano de escolaridade por serem os que já conhecem a estrutura e a dinâmica da comunidade escolar. A concreti-

No dia 9 de junho, durante as atividades de final de ano letivo, o Clube de Teatro apresentou a peça “A Terra está em perigo”, a propósito da comemoração do Dia do Ambiente, que se celePor Alice Rocha

bra no dia 5 de junho. Apesar de não termos fotografias da representação, aqui fica o registo

Era uma vez uma ideia...

do acontecimento.

Que encontrou outra ideia! E a ideia queria formar um Clube... Um Clube onde tu pudesses ser diferente... Onde pudesses dar vida a personagens inventadas...

Onde pudesses fazer rir... fazer sonhar... fazer sentir... fazer pensar... E a ideia teve apoios.... Outras ideias deram-lhe uma mãozinha... E a ideia cresceu! E nasceu o Clube de Teatro! Um Clube para ti… Então, aparece! Inscrever-se no Clube é muito fácil! Fazer teatro também não é muito difícil... Basta que gostes e queiras! Experimenta! Aparece! Vem! 20


CINCO

ESTRELAS

VAMOS DAR O NOSSO MELHOR! MELHOR TURMA 2015/2016

UMA FORMA SIMBÓLICA DE COMPENSAR OS NOSSOS ALUNOS

2015/2016

QUADRO DE EXCELÊNCIA Carlos Duarte Martins Fialho

2º A

Margarida Dias Agulhas

2º A

Miguel Monteiro Ramos

2º A

Santiago Gonçalves Fradinho

2º A

PRÉMIO DE MÉRITO - CÂMARA MUNICIPAL DE MOURA -

Lara Godinho Gonçalves

2º Ano/Safara

Luís Ricardo Amador Camacho

2º Ano/Safara

Afonso Indago Leandro

3º B

Raquel Quitéria Patrício

3º Ano/Safara

Tiago Filipe dos Santos

3º Ano/Safara

Domingos Alexandre Pais Lucas Carolina Godinho Gonçalves

4º A 4º Ano/Safara

Francisco Miguel R. F. V. Santana

5º A

Gabriela Ramos Rodrigues Gala

6º A

Belén Toscano Tereno

7º C

Carolina Alexandra B. Carneirinho

8º A

Catarina Calero Caro

9º A

QUADRO DE VALOR Henrique de Jesus da C. A. Prazeres

5º A

Francisco Miguel R. F. V. Santana

5º A

Sílvia Dias Agulhas

6º B

Carolina Caçador Grilo

6º A

Ana Sofia Barradas Grilo

7º B

Gabriela Ramos Rodrigues Gala

6º A

Catarina Pereira Tiago

7º B

Ana Sofia Barradas Grilo

7º B

Margarida Pereira Tiago

7º B

Maria Helena Marques dos Santos

7º B

Rui Jorge Guerra

Belén Toscano Tereno

7º C

7º B

Belén Toscano Tereno

7º C

Rita Isabel Torrado Mestre

7º C

Maria Margarida Gaspar Lúcio

7º C

Filipa Isabel Calhanas Robles

9º A

Rita Isabel Torrado Mestre

7º C

Maria João Pacheco Ramalho

9º A

Catarina Calero Caro

9º A

Tamára Sousa Martins

9º A

21


CINCO

ESTRELAS

Encerramento do ano letivo - Torneios de voleibol e badminton; - Peddy Paper das línguas; - Jogos e diversões matemáticos e atividades de cariz prático-experimental; - Apresentação da peça de teatro “Catrapumpum-pum” para todos os alunos do ensino préescolar e do 1º ciclo do agrupamento; - Concurso “Caça Talentos”, organizado pelos diretores de turma que agradecem à Associação de Pais a colaboração na oferta dos prémios a atribuir aos vencedores; - Atuação do grupo Pequenos Cantores de Modas; - Atuação dos professores que asseguram o desenvolvimento das atividades de enriquecimento curricular (AEC) com a canção "Mamma Mia"; - Apresentação da peça de teatro “Vem aí o Zé das Moscas”, baseada no livro de António Torrado, pelos alunos do 4º A; - Atuação dos alunos do 1º ciclo para cantar canções em inglês; - Apresentação da peça de teatro “Pastor” pelos alunos do 3º ano; - Atuação dos alunos do 1º ciclo com cantares alentejanos; - Projeção de um PPT no âmbito do projeto “Lancheira Sorriso em Movimento”; - Espetáculo de Zumba pelos alunos do 1º ciclo. De salientar que, paralelamente ao programa apresentado, decorreram ainda workshops gratuitos, exposições temáticas, atividades de informática e jogos tradicionais. A Associação de Pais marcou presença com as habituais barraquinhas de “Comes e Bebes”. Foi notável o ambiente de alegria vivido por todos aqueles que tornaram estes dias inesquecíveis: alunos, docentes, não docentes e restante comunidade educativa. Parabéns a todos!

Nos dias 8 e 9 de junho, para assinalar o fim de mais um ano letivo, foram realizadas inúmeras atividades de encerramento do ano com o objetivo de promover o convívio e articulação entre toda a comunidade educativa e finalizar, de uma forma festiva, mais um ano letivo de sucesso. A Festa da Família foi celebrada no dia 8 e ficará, certamente, na memória de todos pelos momentos especiais que incluiu, a saber: - Piquenique dos alunos do 6º ano e da Unidade de Ensino Estruturado; - Passeio de BTT por trilhos e paisagens da rota das albufeiras; - Inauguração do espaço “Reutiliz’Arte”, dinamizado pelo Gabinete de Apoio ao Aluno e à Família (GAAF); - Visionamento, em sala de aula, de curtasmetragens para alunos do 1º ciclo e respetivos encarregados de educação; - Canção de primavera e a coreografia “O Panda manda” para os alunos do pré-escolar; - Atuação do grupo Pequenos Cantores de Modas; - Apresentação de canções e melodias pelos alunos do Clube de Música; - Apresentação da peça de teatro “Memórias da apanha da azeitona” pelo grupo de teatro do GAAF; - Exposição “Arca das Memórias”, organizada pelo GAAF, que contou com a visita de ex-alunos do agrupamento; - Atuação da banda “Los 3 colores”, dinamizada pelo GAAF; - Espetáculo de dança apresentado por alunos do 9º ano. No dia seguinte, festejou-se o Dia Eco-Escolas, marcado por várias horas de animação, música, convívio e boa disposição, nomeadamente: 22


CINCO

ESTRELAS

ATIVIDADES DE FINAL DE ANO

em imagens

23


CINCO

ESTRELAS

Bom regresso às aulas! 2016/2017

 Programa os períodos de tempo para

 Escolhe um local (biblioteca, quarto, sala de estudo, etc.) com

 Instala-te confortavelmente, mas lembra-te de que a postura (o modo estás sentado) é muito importante, pois para além de um cansaço mais rápido, eventuais dores são motivo de distração e de menor r

desconhecidos nem com pessoas que não conheces. Além disso, nunca envies fotografias, infor pessoal ou familiar a pessoas desconhecidas

 Evita qualquer tipo de distração, desligando o telemóvel, a televisão ou outros equipamentos (

 Estuda com regularidade e com a devida

Separa as disciplinas e matérias, agrupan-

antecedência, pois se assim o fizeres, ainda terás tempo para esclarecer dúvidas com colegas e professores, sem a pressão da proximidade das datas dos testes.

do as que dizem respeito ao mesmo assunto.

Faz resumos e/ou pequenos tópicos das matérias estudadas para melhor

eensão.

 Se tiveres de memorizar determinada ma-

O

téria, sublinha-a com um mar fluorescente e experimenta ler em voz alta se es.

TE ESQUEÇAS DE E DE

 Quando utilizares a Internet, não te esqueças que o desconhecido pode trazer perigos sérios. Não faças downloads de conteúdos (textos, fotos, filmes, vídeos, etc.) cuja origem desconheces ou que estejam protegidos direitos de autor. Nunca respondas a e-mails

(Texto adaptado) 24

O


CINCO

ESTRELAS

Sugestões para os pais e/ou encarregados de educação acompanharem os seus filhos/educandos Ajudar o seu filho/educando a crescer de forma harmoniosa, estando atento e apoiando-o, é a maior riqueza que lhe pode dar… Como fazê-lo?

EM CASA:

NA ESCOLA:

- Reconheça a importância da escola;

- Incentive-o a ser assíduo e pontual;

- Valorize o trabalho dinamizado pelos professores e restante comunidade educativa;

- Verifique se traz sempre o material escolar necessário para as aulas;

- Pergunte diariamente ao seu filho/educando como lhe correu dia na escola e ajude-o a organizar o seu tempo de estudo diário;

- Sensibilize-o para estar atento nas aulas;

- Mostre-se disponível para ouvi-lo e ajudá-lo na resolução de qualquer tipo de problema;

- Sensibilize-o para participar nas aulas de forma correta, organizada e construtiva;

- Contribua para o desenvolvimento da sua autoestima e autoconfiança;

- Faça com que respeite os professores, os assistentes operacionais e os colegas;

- Promova o espírito de trabalho, persistência e esforço e faça com que o seu educando seja autónomo e responsável;

- Zele para que preserve todos os materiais e espaços da escola;

- Explique-lhe que quando tiver dúvidas, deve colocá-las ao professor;

- Encoraje-o a realizar todas as tarefas propostas pelos professores, na escola ou em casa;

- Peça-lhe que relembre as técnicas de estudo e que as aplique nas aulas e em casa; - Crie hábitos de leitura;

- Aconselhe-o a frequentar regularmente a biblioteca escolar;

- Verifique regularmente os seus cadernos e a sua caderneta;

- Incentive-o a frequentar atividades de enriquecimento curricular;

- Cuide da sua alimentação, que deve ser variada e equilibrada;

- Venha regularmente à escola.

- Zele para que durma diariamente entre 8 a 10 horas;

1º PERÍODO:

- Acompanhe-o na utilização das novas tecnologias;

De 15 de setembro a 16 de dezembro de 2016.

- Valorize-o sempre que tiver atitudes corretas.

2º PERÍODO:

De 3 de janeiro a 4 de abril de 2017. INTERRUPÇÕES LETIVAS

3º PERÍODO:

De 19 de abril a: - 6 de junho de 2017 (9º ano); - 16 de junho de 2017 (5º, 6º, 7º e 8º anos); - 23 de junho de 2017 (1º ciclo).

Natal: 19 de dezembro de 2016 a 2 de janeiro de 2017; Carnaval: 27 de fevereiro a 1 de março de 2017; PáscoA: 5 de abril a 18 de abril de 2017.

25


CINCO

ESTRELAS

Passatempos A VÍRGULA É TALVEZ DOS SINAIS DE PONTUAÇÃO MAIS DIFÍCEIS DE DOMINAR! 1. Seleciona, em cada conjunto de frases, a que apresenta erros no uso da vírgula. Conjunto 1 A. O João, o José e a Isabel fizeram uma grande viagem nas férias. B. A aluna que encontrei nas férias disse que tinha tido boas notas. C. Quem teve férias, ficou feliz.

2. Associa algumas regras do uso da vírgula abaixo apresentadas a cada um dos conjuntos de palavras do exercício anterior. I REGRA A vírgula usa-se para isolar os modificadores apositivos e os modificadores frásicos e verbais antepostos. II REGRA A vírgula usa-se para separar as orações subordinadas adverbiais quando ocorrem antes da oração subordinante.

Conjunto 2 A. João, quando vais estudar? B. Ajuda-me João a pôr a mesa para o jantar! C. Os teus amigos já vieram, João?

III REGRA A vírgula usa-se para isolar o vocativo.

Conjunto 3 A. Se estudares, terás bons resultados. B. Quando regressar de férias voltarei ao trabalho. C. Como estive de férias, recuperei energias.

Conjunto 4 A. Os alunos, quando a professora chegou, calaram-se logo. B. É melhor prevenir, como habitualmente se diz, do que remediar. C. Irei de férias espero eu mal termine este trabalho.

IV REGRA A vírgula usa-se para isolar orações intercaladas. V REGRA O sujeito e o predicado nunca podem ser separados por vírgula, assim como o verbo e os seus complementos, sejam eles direto, indireto, oblíquo, agente da passiva ou predicativo do complemento direto. O verbo e o predicativo do sujeito também não se separam por vírgula.

Conjunto 5 A. Felizmente o avião chegou a horas.

I Regra-C5; II Regra-C3; III Regra-C2; IV RegraC4; V Regra-C1.

B. No domingo, visitei um local paradisíaco.

C1-C; C2-B; C3-B; C4-C; C5-A.

C. O João, rapaz inteligente, lê muito.

Soluções:

26


CINCO

ESTRELAS

Regresso às aulas!

APRENDER A ESTUDAR

Estudar é muito importante, mas pode-se estudar de várias maneiras… Muitas vezes estudar não é só aprender o que vem nos livros. Estudar não é só ler nos livros que há nas escolas. É também aprender a ser livres, sem ideias tolas. Ler um livro é muito importante, às vezes, urgente. Mas os livros não são o bastante para a gente ser gente. É preciso aprender a escrever, mas também a viver, mas também a sonhar. É preciso aprender a crescer, aprender a estudar. Aprender a crescer quer dizer: aprender a estudar, Completa com as letras que faltam. a conhecer os outros, a ajudar os outros, a viver com os outros. E quem aprende a viver com os outros aprende sempre a viver bem consigo próprio. Não merecer um castigo é estudar. Estar contente consigo é estudar. A SIMPATIA CONQUISTA CORAÇÕES! Aprender a terra, aprender o trigo e ter um amigo também é estudar. Estudar também é repartir, também é saber dar o que a gente souber dividir DESCULPA! para multiplicar. SE FAZ FAVOR! Estudar é escrever um ditado sem ninguém nos ditar; e se um erro nos for apontado é sabê-lo emendar. É preciso, em vez de um tinteiro, ter uma cabeça que saiba pensar, pois, COM LICENÇA! na escola da vida, primeiro está saber estudar. OBRIGAD0(A)! Contar todas as papoilas de um trigal é a mais linda conta que se pode fazer. Dizer apenas música, quando se ouve um pássaro, pode ser a mais bela redação do mundo… Estudar é muito, mas pensar é tudo!

Pinta os corações de acordo com a legenda:

José Carlos Ary dos Santos

- SE FAZ FAVOR: AZUL - COM LICENÇA: AMARELO

27

- DESCULPA: COR-DE-ROSA - OBRIGADO(A): VERDE


CINCO

ESTRELAS

Ler é o melhor remédio! UMA LIÇÃO SEMPRE OPORTUNA Um certo matrimónio abastado mimava excessivamente o único filho que tinha – garoto moreno, de olhos grandes, expressivos. A mãe e o pai, todas as tardes, minutos antes da merenda, ensinavam-lhe as primeiras letras. Depois vieram professores estrangeiros, para que o menino aprendesse a falar várias línguas e pudesse um dia mostrar uma sólida instrução. No entanto choramingava: trocar os tambores, os cavalinhos, as bolas, pelas letras do abecedário era para ele uma maçada. – Se eu já soubesse ler e escrever poderia ficar aqui a brincar todo o tempo que quisesse! E as lágrimas apareciam nos seus belos olhos verdes. Uma tarde em que ele, tristonho e enfurecido, se lamentava, um anjo apareceu-lhe e falou-lhe desta maneira: – Toma lá este novelo de fio que é o fio da tua vida. Quando quiseres alcançar rapidamente qualquer coisa que desejares, desenrola um pouco de fio. Compreendeste? E nesta breve interrogação, beijou-o e desapareceu. O menino guardou o novelo no bolso e não disse nada a ninguém. No dia seguinte, momentos antes de o chamarem para a lição, desenrolou um bocadinho de fio e nesse instante viu-se mais crescido e sentiu que podia ler qualquer livro. Entrou em casa, maravilhou os pais, os mestres, os criados… Conquistou certos direitos. – Saber ler e escrever é um grande bem, contudo devemos dar-lhe um curso superior; prepará-lo para uma rendosa e alta profissão é o nosso dever, dizia a mãe. – Livre! Quem me dera ser livre!, exclamou ele, a desenrolar mais um bocadinho de fio. Transformado em jovem de uns vinte anos, principiou a namorar e encontrou a sua noiva. Deu novo puxão ao novelo e viu-se casado na doce ilusão de que era feliz. Mas uma coisa faltava: a existência de um filho. Foi-se ao novelo, puxou mais um

bocadinho, e um garotinho nasceu. Na manhã do dia seguinte apeteceu-lhe ter mais do que um. Puxou de novo pelo fio, tirou-lhe mais um pedaço, e duas crianças apareceram; um casalinho encantador. Entretanto pôs-se a pensar: os filhos são o equilíbrio do amor, mas dão-nos muitos cuidados. Se perdem o apetite, se adoecem ou se morrem, que sobressaltos e amarguras! Se têm saúde e são desinquietos, mexem em tudo, empoleiram-se nas cadeiras e nas mesas, estragam os tapetes, partem a cabeça e não há maneira possível de conseguir o contrário. É também necessário pensar no futuro deles! Se eu lhes faltar, e pela ordem natural das coisas isso tem de suceder, não deixo fortuna, porque tudo quanto ganho apenas dá, e graças a Deus!, para as despesas do dia a dia. Recorreu ao novelo e viu os seus filhos na situação que desejava. Só um netinho me falta, dizia melancolicamente. E, puxando pelo fio, arrancou-lhe mais um pedaço. – Avô! Avô!, ouviu-se numa voz fresca. Exausto de pedir à vida tudo quanto desejava, olhou, então, atentamente, para os restos do novelo: umas duas ou três voltas, apenas. Surpreendido e assustado, ia guardar num cofre essa pequena porção de fio, quando ela por si se desenrolou no momento em que a vida do homem se acabava. Sabem quantos anos viveu? Quatro semanas incompletas. A todos nós isto mesmo acontecia se os nossos desejos e ambições, em vez de virem com o tempo e como fruto natural do trabalho, do estudo, da luta, e da experiência, viessem rapidamente! António Botto, «Uma lição sempre oportuna», in Os Contos de António Botto 28

Profile for Carla Reis

Jornal 5 estrelas set2016  

Jornal do Agrupamento de Escolas de Amareleja

Jornal 5 estrelas set2016  

Jornal do Agrupamento de Escolas de Amareleja

Advertisement