Page 1

CINCO

Jornal Escolar

ESTRELAS

CINCO ESTRELAS

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE AMARELEJA SÉRIE III

I EDIÇÃO III

JUNHO 2018

I 0,50 ESTRELAS

ATLETISMO Uma vez mais, a Escola Básica de Amareleja participou na Sessão Nacional do Parlamento dos Jovens, que se realizou nos dias 16 e 17 de abril, na Assembleia da República, em Lisboa. Os alunos Rúben Ferreira e Maria Clara Gonçalves, da turma A do 9.º ano de escolaridade, participaram na Sessão Nacional enquanto deputados efetivos. Parabéns! Págs. 4 a 6

Depois do encontro regional de atletismo, em Vendas Novas, 7 alunos do nosso agrupamento ficaram apurados para o encontro nacional, que se realizará em Braga, de 28 de junho a 1 de julho. Parabéns aos nossos atletas! Pág. 26 CONCURSO NACIONAL DE LEITURA

FASE NACIONAL I 2017/2018

O aluno Rafael Gala, da turma A do 5.º ano de escolaridade, passou à fase final. Parabéns! Estar concentrado e jogar muito são dois dos segredos do sucesso…

Págs. 7 e 8

De 8 a 12 de abril, três alunos do nosso agrupamento, acompanhados por duas professoras, apresentaram, em Roma, no Istituto Piero de Calamandrei, o seu brilhante projeto, realizado no âmbito do trabalho cooperativo, empreendedor e tecnologicamente inovador. Parabéns! Pág. 12

A fase nacional é constituída por uma prova dirigida a todos os vencedores da fase regional e aos vencedores das escolas portuguesas com ensino de português no estrangeiro. A aluna Marta Fernandes, da turma B do 9.º ano de escolaridade, ficou apurada para representar o nosso agrupamento nesta fase nacional! Parabéns! Pág. 21


CINCO

ESTRELAS

CINCO ESTRELAS I

N.º 3 junho 2018

Propriedade Agrupamento de Escolas de Amareleja Largo das Flores - 7885 Amareleja  285 980 100

Coordenação Manuela Patrícia Vieira manuelavieira@agvamareleja.drealentejo.pt

Colaboradores Francisco Pereira, equipa do Parlamento Estudantil, Alexandra Lopes, Lara Reais, Mariana Ferreira, Carla Reis, Rita Valério, Susana Balinha, Isabel Rosado, Elisabete Vogado, Inês Perloiro, Mª Augusta Rosário, Francisca Barradas, alunos das turmas 5.º A, 6.º A, 8.º C e 9.º A, equipa do projeto Eco-Escolas, David Fialho, Delfina Veladas, Alice Rocha, Lúcia Martins, Anabela Ramos, Fátima Baltazar, Mafalda Gaspar, Lara Ramos, Andreia Batista, Núria Cascalhais, Tiago Galhoz, Cláudio Santiago e José Ferreira.

Paginação e revisão Manuela Patrícia Vieira

Periodicidade Trimestral

Impressão Reprografia do Agrupamento de Escolas de Amareleja

SUMÁRIO Editorial

3

Parlamento Estudantil

4

Jogos Matemáticos

7

Visita de Estudo a Lisboa I 2.º ciclo

9

Segurança na Internet

10

Visita de Estudo a Évora

10

Visita de Estudo a Lisboa I 8.º ano

11

Erasmus+

12

Clube de Proteção Civil

13

Escola Promotora de Saúde

14

Comemorações do 25 de Abril

15

Semana da Europa

15

Semana das Línguas

16

Vamos Dar o Nosso Melhor

17

Reconhecimento do Esforço

17

Simbolismo do Prémio para os Alunos

17

Eco-Escolas

18

Dia do Encarregado de Educação

19

Formação Interna

19

Na Biblioteca Escolar...

20

Clube de Teatro

22

PIEF I Atividades

22

GAAF

23

Desporto Escolar

24

Jovens Escritores

29

Sabia que…

30

Passatempos

31

Ler é o melhor remédio!

32

2


CINCO

ESTRELAS

gados de educação; demos continuidade ao cantinho das ervas aromáticas da Unidade de Ensino Estruturado; o Júri Regional do Concurso de Ideias do Prémio Fundação Ilídio Pinho “Ciência na Escola” selecionou o projeto Aromas da Amareleja e decorrendo deste promovemos atividades de “Ciência e Arte” com a colaboração do LNEG (Laboratório Nacional de Energia e Geologia) e da Faculdade de Ciências de Lisboa; continuámos empenhados no projeto Vamos Dar o Nosso Melhor todos os dias e premiámos os nossos alunos; promovemos mais uma edição da FUTURAMA aqui na escola (feira das escolhas vocacionais para os alunos); marcámos a diferença com o Dia da Internet Mais Segura; trouxemos à escola Pessoas Exemplares para a Comunidade; realizámos mais uma Feira do Livro e dos Minerais; criámos arte no Clube das Artes; representámos o nosso agrupamento de escolas com um stand na XVI Feira da Vinha e do Vinho de Amareleja; do jardim de infância ao primeiro, segundo e terceiros ciclos e turma PIEF participámos em todas as datas e/ou eventos comemorativos; promovemos, para todos os grupos/turmas, visitas de estudo que acrescentam mundo às crianças e alunos; cumprimos cabalmente o nosso Plano de Formação Interna; dissemos sempre “presente” no Gabinete de Apoio ao Aluno e à Família; desenvolvemos atividades no âmbito do Plano Nacional de Ética no Desporto com a vinda da Fundação Benfica à nossa escola; mantivemos aceso este farol “Cinco Estrelas” (…) e o nosso Plano Anual de Atividades só termina com as atividades de encerramento do ano letivo! A nossa equipa do Observatório da Qualidade monitorizou os resultados e toda a ação desenvolvida no nosso agrupamento de escolas, para nos guiar na senda da melhoria constante. E é também desta forma que prestamos contas a toda a comunidade escolar. A escola é um espaço imprescindível como ponto de encontro entre o individual e o social, porque é aqui que as nossas crianças e alunos vivem e assimilam verdadeiros valores sociais, como a liberdade, a amizade, a autonomia, a cooperação, o diálogo, a solidariedade, o trabalho, a responsabilidade, a partilha. Tal como atesta o nosso hino, esta é a ESCOLA QUE QUEREMOS E TEM QUE TER FUTURO!

Mais um ano letivo chega ao fim! Para trás fica a azáfama diária que marcou mais uma etapa muito importante na vida de todos nós. Ao longo deste ano, a comunidade educativa participou e assistiu a muitos eventos que contribuíram para tornar a nossa escola mais viva, dinâmica e aberta. No Desporto Escolar, quer interna, quer externamente, honrámos o nome da nossa escola e fomos apurados para os nacionais em Atletismo; demos alento à alma alentejana através da continuidade do projeto Pequenos Cantores de Modas e Expressões Tradicionais; demos “música para todos”; acrescentámos valor ao projeto EcoEscolas e hasteámos mais uma bandeira verde; fomos a Torres Vedras com os Jogos Matemáticos; representámos o distrito de Beja no Parlamento dos Jovens, na Assembleia da República; mantivemos o espírito e a ação do “Kaxkadura”; demos asas à criatividade e à representação no Clube de Teatro; fomos à Letónia, Itália, Turquia com o Erasmus+; cumprimos o segundo aniversário do projeto Clil Me In; demos corpo a ações que visam a proteção da natureza, a biodiversidade, a sustentabilidade com os projetos Life Saramugo, Life Iberlince e com ações de sensibilização no Dia do Ambiente; no âmbito da Rede de Custódia para a conservação do saramugo e da águia-imperial-ibérica em Portugal fomos nomeados Guardiões do Saramugo e Guardiões da Águia-Imperial-Ibérica; promovemos intercâmbios transfronteiriços; colaborámos no Dia Nacional do Pijama, na campanha Dia do Nariz Vermelho e nas campanhas do Banco Alimentar Contra a Fome; mostrámos o que cá se faz nas várias exposições temáticas temporárias; fomos apurados para a fase nacional do Concurso Nacional de Leitura e vamos representar o distrito de Beja; o Clube de Proteção Civil mostrou e escrutinou os comportamentos a ter em situações de calamidade; demos continuidade à parceria com a Escola Segura que dinamizou ações de sensibilização sobre bullying, consumos nocivos e violência no namoro; mantivemos o nosso histórico da recolha de sangue destinado à ULSBA; reiterámos a capacidade cinegética do nosso concelho; promovemos atividades conjuntas com os pais e encarre-

Francisco Pereira 3


CINCO

ESTRELAS

aos candidatos relacionadas com o funcionamento da Sessão Distrital, dando-lhes oportunidade de comprovar o seu conhecimento a respeiPela equipa do Parlamento Estudantil to do Regimento do Parlamento dos Jovens. De seguida, realizou-se a eleição dos elementos da Mesa, tendo-se registado um empate na primeira volta entre a candidata pela EB 2,3 de Amareleja e o candidato pela EB 2,3 António vence a Vice-Presidência da Mesa da Francisco Colaço (Castro Verde) que foram os Sessão Distrital do Círculo de Beja, no mais votados. Após a segunda volta, a aluna Marâmbito do Parlamento dos Jovens garida Lúcio, com um ponto de diferença, foi eleita Vice-Presidente da Mesa da Sessão Distrital Realizou-se, no dia 28 de fevereiro, nas instala- do Círculo de Beja. ções do Instituto Português do Desporto e da Juventude, em Beja, a eleição da Mesa da Sessão Distrital do Círculo de Beja, no âmbito do Parlamento dos Jovens. A aluna Maria Margarida Lúcio, da turma A do 9.º ano, foi a candidata à Mesa da Sessão Distrital pela nossa escola, tendo sido eleita VicePresidente da Mesa. Esta sessão iniciou-se com uma breve apresentação dos candidatos em que estes tentaram demonstrar ter perfil para desempenhar a função a que se candidatavam. Após esta fase, foram apresentadas questões

Parlamento Estudantil

MARGARIDA LÚCIO

Lista B vence as eleições,

Já a lista C, apresentada pelas alunas Gabriela Gala, Jéssica Cruz, Beatriz Vitorino, Helena Fernandes e Maria Mendes do 8.º C, propunha a aquisição de novas mesas e cadeiras para a sala de Educação Visual. Em primeiro lugar, ficou a lista B, com 42 votos. Em segundo, ficou a lista C, com 41 votos e, em terceiro, a lista A, com 29 votos. A medida deverá ser executada até ao final de 2018.

no âmbito do Orçamento Participativo das Escolas

Realizaram-se, no dia 23 de março, as eleições no âmbito do Orçamento Participativo das Escolas, na Escola Básica de Amareleja, tendo a lista B sido a vencedora. A lista A, apresentada pelos alunos António Acabado, Francisco Santana e Diana Borralho do 7.º A, propunha a aquisição de materiais para Educação Física e de materiais para os balneários. A lista B, apresentada pelos alunos Francisco Garcia do 7.º C e Vasco Gonçalves e Rita Gonçalves do 7.º B, sugeria a aquisição de colunas de som para dinamizar a Rádio Escolar, de sofás/ pufes para a zona de convívio e de bancos para o jardim. 4


CINCO

ESTRELAS

Sessão Distrital do Círculo de Beja:

ESCOLA BÁSICA DE AMARELEJA

SOMA E SEGUE! A Escola Básica de Amareleja participou na Sessão Distrital do Círculo de Beja, no âmbito do Parlamento dos Jovens, que se realizou no dia 12 de março, na Escola Secundária Diogo de Gouveia, em Beja, tendo passado à próxima fase, ou seja, a Sessão Nacional que decorrerá nos dias 16 e 17 de abril, na Assembleia da República, em Lisboa. A aluna Margarida Lúcio participou nesta sessão na qualidade de Vice-Presidente da Mesa. Os alunos Rúben Ferreira, Maria Clara Gonçalves e Rita Mestre participaram enquanto deputados efetivos. Já a aluna Gabriela Gala participou como deputada suplente. Após a cerimónia de abertura, deu-se início à sessão com um período de perguntas ao senhor deputado da Assembleia da República João Dias. De seguida, passou-se à apresentação dos Projetos de Recomendação das escolas do Círculo de Beja, ao debate na generalidade e à votação na generalidade, tendo o Projeto de Recomendação da nossa escola sido eleito como projeto-base para o debate na especialidade. Após uma paragem para almoço e no decorrer do debate e da votação na especialidade, elaborouse o Projeto de Recomendação do Círculo de Beja. Passou-se depois à eleição das escolas e dos deputados que irão representar o Círculo de Beja na Sessão Nacional, tendo a nossa escola sido uma das três eleitas. Assim, os alunos Rúben Ferreira e Maria Clara Gonçalves irão representar a Escola Básica de Amareleja como deputados efetivos e a aluna Rita Mestre inscreveu-se na Sessão Nacional na qualidade de repórter. A Sessão Distrital terminou após a eleição do porta-voz e a votação do tema a propor para o próximo ano.

Intervenção do aluno Rúben Ferreira enquanto deputado efetivo

A Vice-Presidente da Mesa da Sessão Distrital do Círculo de Beja, aluna Margarida Lúcio

5


CINCO

ESTRELAS

ESCOLA BÁSICA DE AMARELEJA PARTICIPA NA SESSÃO NACIONAL DO PARLAMENTO DOS JOVENS A Escola Básica de Amareleja participou na Sessão Nacional do Parlamento dos Jovens, que se realizou nos dias 16 e 17 de abril, na Assembleia da República, em Lisboa. Os alunos Rúben Ferreira e Maria Clara Gonçalves da turma A do 9.º ano de escolaridade participaram na Sessão Nacional enquanto deputados efetivos. No primeiro dia, após a chegada das delegações, realizaramse as reuniões das comissões, onde se debateram, na generalidade e na especialidade, os Projetos de Recomendação aprovados nos diversos círculos eleitorais, sob orientação de deputados da Assembleia da República em representação dos Grupos Parlamentares. O Círculo de Beja foi integrado na 3.ª Comissão, coordenada pelas deputadas Isabel Pires, do Bloco de Esquerda, e Ana Sofia Bettencourt, do PSD. No final destas reuniões, foi ainda feita a redação final do Projeto de Recomendação de cada comissão bem como a seleção das perguntas a apresentar no Plenário. Os discentes foram depois convidados a assistir a um momento cultural com a atuação de um grupo coral ao que se seguiu o jantar na Assembleia da República. Os alunos foram depois conduzidos às instalações do INATEL de Oeiras onde pu-

deram passar a noite e preparar-se para o dia seguinte. O segundo dia da Sessão Nacional começou com a abertura solene do Plenário pelo VicePresidente da Assembleia da República, Jorge Lacão. Seguiu-se um período de apresentação de perguntas aos deputados da Assembleia da República. Entretanto, iniciou-se o debate da Recomendação à Assembleia da República sobre o tema deste ano, a Igualdade de Género. Ainda antes da pausa para o almoço, decorreu uma conferência de imprensa com o Presidente da Comissão de Educação e Ciência, Alexandre Quintanilha, destinada aos jornalistas das escolas. Após o almoço, concluiu-se o debate e procedeu-se à votação final global da Recomendação à Assembleia da República. Finalmente, deu-se o encerramento da Sessão Nacional do Parlamento dos Jovens pela coordenadora do grupo de trabalho Parlamento dos Jovens da Comissão de Educação e Ciência, Laura Monteiro Magalhães. De acordo com os alunos da nossa escola, esta foi uma experiência muito interessante, enriquecedora e divertida que ficará para sempre nas suas memórias. 6

Uma vez por ano, jovens do ensino básico e secundário ocupam os lugares dos deputados em São Bento.


CINCO

ESTRELAS

Por Alexandra Lopes

FINAL DE ESCOLA

sos e é não só pelos resultados obtidos mas também pela atitude demonstrada que os parabenizamos a todos. Neste clima de felicitações, salientamos a participação do aluno Rafael Gala que, depois de ter vencido vários jogos, chegou à final do campeonato. Esperamos que esta boa participação destes alunos deixe cada vez mais outros alunos interessados em participar nos jogos matemáticos. Estar concentrado e jogar muito são dois dos segredos do sucesso…

No dia 9 de março de 2018, na EB 2,3 de Amareleja, após a seleção dos representantes de cada turma em sala de aula, realizou-se a final de escola do 14.º Campeonato Nacional de Jogos Matemáticos para apuramento dos alunos de 2.º e 3.º ciclos a representar a escola na final nacional, tendo participado 29 alunos. No 1.º ciclo, a seleção ficou essencialmente a cargo dos professores titulares de turma.

No Externato de Penafirme

FINAL NACIONAL No dia 16 de março de 2018, realizou-se em Torres Vedras, no Externato de Penafirme, a final nacional do 14.º Campeonato de Jogos Matemáticos. Participaram neste campeonato alunos das escolas EB1 de Santo Aleixo (3 alunos), EB1 de Póvoa de São Miguel (2 alunos) e EB 2,3 de Amareleja (1.º ciclo - 3 alunos; 2.º ciclo – 3 alunos e 3.º ciclo – 2 alunos). Esta atividade permitiu uma articulação entre ciclos e entre polos deste agrupamento e revelou-se muito gratificante para os alunos envolvidos. O empenho e o comportamento manifestados pelos alunos foram bastante satisfatórios. Perante uma imensidão de outros alunos desconhecidos, dos quais não sabiam o que esperar, os nossos alunos não desistiram e deram sempre o seu melhor, mostrando grande nível de companheirismo e entreajuda, mesmo quando não eram os próprios a vencer na sua categoria. Todo este comportamento deixou quer os professores quer os restantes colegas muito orgulho-

Os alunos foram recebidos num espírito de grande animação e música, a evocar o Carnaval de Torres Vedras, e muitos risos marcaram a chegada ao colégio.

7


CINCO

ESTRELAS

Este foi um momento muito importante em que os alunos começaram a sentir o poder da responsabilidade de trazer bons resultados para casa, orgulhando as famílias e a escola.

Apesar do nervoso miudinho que ainda se fazia notar entre os nossos alunos, estes deixaram-se contagiar pelo ambiente divertido e muito acolhedor em que fomos recebidos.

Após a chegada ao pavilhão desportivo, os alunos foram entregues a monitores que os passaram a acompanhar na sua jornada, tendo sido distribuídos consoante o jogo que representavam.

Rafael Gala Momento de concentração, depois de saber que tinha passado à fase final.

CLASSIFICAÇÕES DO AGRUPAMENTO NOME

Miguel Machado Leonor Lopes Cátia Calhanas Gonçalo Santana Matilde Caeiro Salvador Ruivo Miguel Fachadas Martim Benigno Rafael Gala Carmo Fialho Leonardo Ferreira Gonçalo Marques Belén Tereno

ESCOLA

CICLO

EB1 de Santo Aleixo EB1 de Póvoa de S. Miguel

EB 2,3 de Amareleja

1.º

2.º 3.º 8

ANO/TURMA

JOGO

CLASSIFICAÇÃO NOS TORNEIOS

1.º Ano 4.º Ano 4.º Ano 4.º Ano 4.º Ano 3.º Ano 3.º Ano 4.º Ano 5.º A 5.º B 5.º B 9.º A 9.º A

Semáforo Gatos & Cães Rastros Semáforo Rastros Gatos & Cães Rastros Semáforo Produto Gatos & Cães Rastros Rastros Produto

12.º Lugar 7.º Lugar 9.º Lugar 9.º Lugar 11.º Lugar 12.º Lugar 5.º Lugar 3.º Lugar 1.º Lugar 4.º Lugar 8.º Lugar 2.º Lugar 7.º Lugar


CINCO

ESTRELAS

Visita de estudo a Lisboa I 2.º ciclo LISBON STORY CENTRE E CONCERTO NA AULA MAGNA Pelas alunas Lara Reais e Mariana Ferreira, 5.º B

No dia 19 de março de 2018, realizou-se a visita de estudo do 2.º ciclo a Lisboa. Fomos acompanhados pelos professores Helena Fava, Rui Gaspar, Fernando Estevens, Ilda Cotins e João Marecos. Partimos às 07h00 da escola de Amareleja em direção a Lisboa. Parámos 15 minutos na área de serviço de Vendas Novas, para lancharmos e irmos à casa de banho, e arrancámos logo de seguida. Durante o restante caminho, a senhora professora Helena Fava (professora de Música) ia fazendo um ensaio geral do concerto participado «A Quinta da Amizade». Chegámos ao nosso destino eram 10h15, dirigimo-nos à Praça do Comércio onde estava a PSP (Polícia de Segurança Pública - Departamento Escola Segura) à nossa espera e acompanhou-nos durante todo este dia. Fomos visitar a Rua Augusta, entretanto começou a chover muito e tivemos de nos abrigar, durante algum tempo, debaixo das arcadas da Praça do Comércio. De seguida, fomos visitar o Lisbon Story Centre. Dividimo-nos em grupos de 10 alunos e cada professor acompanhou um grupo. Este museu representa os vários períodos da história da cidade de Lisboa, foi muito interessente para a disciplina de História e Geografia de Portugal. Quando terminámos a visita ao Lisbon Story Centre, fomos almoçar ao ar livre, na Praça do Comércio. Depois do almoço, fomos para a Aula Magna. Graças à PSP, conseguimos chegar a horas ao concerto «A Quinta da Amizade», que foi muito divertido. Pudemos participar e aprender bastante. Quando o concerto terminou, regressámos à Amareleja, voltámos a fazer uma paragem na mesma área de serviço, para lancharmos e irmos à casa de banho. Chegámos à Amareleja por volta das 19h00. Gostámos muito da visita de estudo, foi um dia diferente e muito divertido. Agradecemos à PSP por nos ter acompanhado neste dia e nos ter oferecido umas lembranças. 9


CINCO

ESTRELAS

Visita de estudo ÉVORA

I 20 DE MARÇO de 2018

Por Susana Balinha

Por Carla Reis e Rita Valério

Recordamos algumas das regras e medidas de segurança a ter online:

 Nunca

reveles dados pessoais (nome, resi-

dência, número de telefone, escola que frequentas, etc.) na Internet;

Restringe as tuas informações online; Defende a tua privacidade;  Recusa trocar conteúdos (mensagens, fotos, vídeos, etc.) com quem não conheces;

Não aceites desafios que ponham em risco a tua integridade;

Respeita os outros.

NÃO te esqueças que:  Deves

usar na Internet as mesmas regras

que utilizas no teu dia a dia!

 Tudo

o que colocas na Internet permanece

online e torna-se a tua pegada digital, que poderá ser vista por qualquer pessoa se não tiveres qualquer tipo de cuidado!

Não deves deixar que a Internet ocupe todo o teu tempo livre! Aproveita para ler, ouvir música, passear e conviver com os teus amigos sempre que possível! 10

As turmas do 7.º ano participaram, no dia 20 de março, numa visita de estudo à cidade de Évora, que resultou da articulação realizada pelas docentes de História, Ciências Naturais e Geografia. Tivemos uma manhã rica em conhecimento e enquadramento histórico da cidade, promovido pelo arqueólogo da Câmara Municipal de Évora, e uma tarde preenchida com conhecimento geológico, promovido pelo Departamento de Geociências da Universidade de Évora.


CINCO

ESTRELAS

VISITA DE ESTUDO A LISBOA I 8.º ANO Igreja e Museu de S. Roque e ida ao teatro No dia 10 de abril, os alunos das turmas A, B e C do 8.º ano de escolaridade participaram numa visita de estudo a Lisboa, que contou com a articulação dos conteúdos curriculares das disciplinas de História, Geografia e Português. A parte da manhã foi passada no centro de Lisboa, no Bairro Alto, pois é lá que se encontra a monumental Igreja de S. Roque cuja fachada passou despercebida a quem não a conhecia, mas o seu interior esmagou com a riqueza aí ostentada: mármores, talha dourada, pinturas, esculturas, azulejos, tudo muito exuberante! A visita guiada contemplou também a ida ao Museu de São Roque, que fica ao lado da igreja, e lá todos puderam desfrutar de uma imponentíssima coleção de arte sacra. Os alunos passearam ainda pelas ruas estreitas e empedradas do centro de Lisboa, superando o desafio de não caírem nas calçadas desgastadas pelo tempo e particularmente escorregadias, nesse dia, por causa da chuva. Da parte da tarde, assistiram à representação da peça de teatro Aquilo que os olhos veem ou o Adamastor, encenada pela companhia de teatro O Sonho, com base no texto dramático com o mesmo nome, da autoria de Manuel António Pina. Foi grandiosa a aventura em que embarcaram, durante 60 minutos, naquela sala de espetáculos, à boleia das caravelas portuguesas, no tempo dos Descobrimentos, aquando da sua passagem pelo Cabo da Tormentas, vigiado pelo gigante Adamastor. Esta visita de estudo correu muito bem. Os alunos saíram da sua zona de conforto, mas, dada a motivação adicional e a contextualização/interconexão entre os diversos saberes, consolidaram conteúdos lecionados em sala de aula. 11

Pelas docentes dinamizadoras


CINCO

ESTRELAS

Por Isabel Rosado

Cooperative Learning and Digital Skills in Entrepreneurship Education Rúben, Inês e Belén (RIB) foram os alunos que de 8 a 12 de abril representaram o nosso agrupamento de escolas em Roma, Itália, mais propriamente no Istituto Piero de Calamandrei, acompanhados pelas professoras Isabel Rosado e Carla Reis, onde apresentaram o seu brilhante projeto, realizado no âmbito do trabalho cooperativo, empreendedor e tecnologicamente inovador, que lhes valeu o “passaporte” para Roma. Este novo projeto Erasmus+, que teve início em outubro de 2017, em Malpils, Letónia, e decorrerá até junho de 2019, tem como principais objetivos despertar e incentivar nos alunos o potencial empreendedor e cooperativo e simultaneamente motivar para a adoção de um novo espírito de iniciativa e dinamismo, características indispensáveis para a expansão de horizontes futuros que, com uma mudança de atitudes e comportamentos, lhes permitirá a médio/longo prazo potenciar a entrada no mercado de trabalho, não só interno mas também a nível europeu. Através de metodologias inovadoras, assentes no conceito “Learning by doing” (Aprender fazendo) e adaptadas ao perfil das novas gerações em constante adaptação e atualização, o tão desejado “Caminho do Sucesso” poderá ser percorrido pelos nossos alunos, desmistificando o erro, arriscando na tomada de decisões e aguçando a competitividade, partilhando experiências, ideias e soluções com conceitos empresariais aplicados à educação. Ao despertarmos nos nossos alunos a educação para o empreendedorismo, estamos ao mesmo tempo a potenciar-lhes um compromisso com a inovação, onde a autoconfiança, a capacidade de planear e de trabalhar em equipa surgem como sinónimo de empregabilidade. Ao criarem a sua própria empresa, ainda que virtual, os nossos três alunos tiveram a oportunidade de pôr em prática todas estas aprendizagens em contexto europeu e internacional, uma mais-valia à disposição de todos os alunos do 3.º ciclo do agrupamento que queiram fazer parte do projeto Erasmus+ e ir mais além... 12


CINCO

ESTRELAS

Clube de Proteção Civil Por Elisabete Vogado

Dia Internacional da Proteção Civil O Dia Mundial da Proteção Civil celebra-se anualmente a 1 de março. O Dia Mundial da Proteção Civil, ou Dia Internacional da Proteção Civil, é uma data global instituída pela Organização Internacional de Proteção Civil (OIPC). Foi escolhido o dia 1 de março já que foi neste dia que entrou em vigor a Constituição desta organização. O objetivo do dia é chamar a atenção dos vários países do mundo para a importância da Proteção Civil, nomeadamente para a prevenção e para a coordenação de esforços em caso de emergência e calamidade. Relembramos que a Proteção Civil é uma responsabilidade e um dever de todos!

1. Inscrição de dadores

2. Triagem clínica

Recolha de Sangue Decorreu, no dia 19 de abril de 2018, na escola-sede do agrupamento, mais uma sessão de recolha de sangue, promovida pelo Serviço de Imunoemoterapia do Hospital do Baixo Alentejo e organizada pela docente Elisabete Vogado. Toda a comunidade escolar foi convidada a participar, tendo o feedback sido muito bom: houve 36 doações de sangue de docentes, não docentes, pais e encarregados de educação, entre outros cidadãos benevolentes. Parabéns a quem ajudou a salvar vidas!

3. Colheita de sangue

4. Pequena refeição 13


CINCO

ESTRELAS

ESCOLA PROMOTORA DE SAÚDE Por Inês Perloiro

ALEITAMENTO MATERNO EXPOSIÇÃO E DEBATE

PROJETO SORRISO BRILHANTE As medidas de promoção da saúde oral estão largamente difundidas, mas nem sempre a informação basta para que haja adesão das crianças/alunos a uma correta higienização da boca ou para evitar o consumo de alimentos cariogénicos. É necessário um modelo de intervenção educativa especificamente dirigido à faixa etária dos 3 aos 12 anos. Assim sendo, ao longo dos 1.º , 2.º e 3.º períodos, deste ano letivo, realizou-se, no nosso agrupamento de escolas, com o apoio da equipa de saúde pública de Moura, especificamente apoiados pela higienista oral Micaela Martins, o projeto Sorriso Brilhante. Este projeto proporcionou a reflexão sobre os comportamentos de higienização da boca, prevenção de doenças e promoção da escovagem diária. As sessões realizadas, com grande alegria, por todos, foram as seguintes: - Ações de sensibilização sobre saúde oral para encarregados de educação; - Aplicação de verniz de flúor às crianças do ensino préescolar; - Aplicação do bochecho fluoreto, quinzenalmente, aos alunos do 1.º ciclo; - Rastreio oral aos alunos de 6 e 12 anos; - Entrega do cheque-dentista a alunos nascidos em 2004, 2007 e 2010.

Não mande os seus filhos escovar os dentes, vá escovar os dentes com eles!

14

No dia 23 de abril, iniciou, na nossa escola, uma exposição sobre aleitamento materno. Frases e imagens maravilhosas, cheias de ternura, abraçaram o átrio da entrada principal da nossa escola. Além disso, os alunos do 9.º ano tiveram uma conversa com a enfermeira Maria de Jesus da equipa de saúde pública de Moura, sobre a importância do aleitamento materno, onde colocaram muitas questões e surgiram algumas dúvidas. Das diversas questões importantes abordadas, foi realçado o valor da afetividade e da grande responsabilidade que é ser mãe. Cada aluna/aluno ficou de conversar com a sua mãe sobre este tema. A aluna Selma Reis, da turma PIEF, que já é mãe, testemunhou com grande alegria a persistência, a força e a vontade que teve para conseguir amamentar a sua filha que nasceu prematura. Com grande coragem e algum sofrimento, amamentou a Ivana até aos seis meses! Parabéns Selma pelo teu exemplo como mãe!

O aleitamento materno diminui o risco de infeções gastrointestinais, diminui o risco de obesidade nas crianças e adolescentes, melhora o desempenho escolar e reduz o risco de cancro da mama e do ovário na mãe, segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde) e a UNICEF (Fundo das Nações Unidas para a Infância).


CINCO

ESTRELAS

SEMANA da EUROPA

COMEMORAÇÕES Por Mª Augusta Rosário

De 23 de abril a 3 de maio, na Escola Básica de Amareleja, decorreram várias atividades no âmbito das Comemorações do 25 de Abril, dinamizadas pelas docentes de História, Geografia e História e Geografia de Portugal, designadamente Maria Augusta Rosário, Alice Rocha, Cláudia Teixeira, Sandra Rafael, Anabela Ramos e Marina Constantino, em conjunto com a biblioteca escolar. As atividades consistiram em exposições de trabalhos realizados pelos alunos do 9.º ano de escolaridade, uma exposição de banda desenhada, aerogramas e fotografias inéditas do dia 25 de Abril de 1974, de Victor Valente. Para além disso, realizaram-se na biblioteca escolar duas palestras, uma com o professor doutor Rui Junqueira Lopes e outra com o professor Francisco Cantanhede. A primeira palestra contou com a participação dos alunos do Clube de Teatro e do Clube de Dança. Ao longo da semana, os intervalos tiveram um apontamento musical protagonizado pelos alunos do segundo ciclo que, acompanhados pelas docentes Helena Fava e Maria Augusta Rosário, cantaram músicas de intervenção.

Por Mª Augusta Rosário

Entre os dias 7 e 19 de maio comemorou-se o Dia da Europa com uma exposição de trabalhos feitos pelos alunos do 7.º ano, na disciplina de Geografia, bem como com informações sobre os vários países da Europa e postais de cidades europeias que contribuíram para o jogo "Passaporte Europeu", que contou com a participação de alunos dos 1.º e 3.º ciclos. Estas atividades foram dinamizadas pelas docentes do departamento de Ciências Sociais e Humanas, em articulação com a biblioteca escolar. VENCEDORES DO JOGO “PASSAPORTE EUROPEU”

15

1.º CICLO

3.º CICLO

Carlota Tiago Eva Martins Leonor Mendes Maria Monteiro Miguel Fachadas

Ana Grilo Marta Fernandes Rui Guerra


CINCO

ESTRELAS

Por Francisca Barradas

Com o objetivo de levar os alunos a compreender a importância que o conhecimento da língua materna e das línguas estrangeiras tem no seu quotidiano, no seu percurso académico e no seu futuro profissional, num mundo cada vez mais global, o departamento de Línguas organizou, mais uma vez, a Semana das Línguas. De 7 a 11 de maio, os alunos puderam pôr à prova e expandir os seus conhecimentos linguísticos e culturais, participando nas várias atividades dinamizadas. Na biblioteca, realizou-se a final dos concursos de ortografia e de gramática. Alguns alunos do 3.º ciclo e a professora Luísa Mantas contaram a história Os Três Porquinhos em várias línguas aos alunos dos 1.º e 2.º ciclos. No átrio principal, os alunos das turmas do 9.º ano prepararam e serviram a todos refeições típicas de cada país: Portugal, Espanha, França e Inglaterra. Nas aulas de língua estrangeira, foram passados filmes em inglês, francês e espanhol. Este ano, os professores realizaram um tea-break durante o qual puderam degustar algumas iguarias de países diferentes. No próximo ano, contamos voltar com mais atividades. 16


CINCO

ESTRELAS

VAMOS DAR O NOSSO MELHOR!! É com grande orgulho que se faz a divulgação dos resultados das três turmas que se destacaram, durante o segundo período letivo, pela sua assiduidade, comportamento e aproveitamento. 1.º Lugar: 6.º A (45,48 pontos) 2.º Lugar: 9.º A (42,84 pontos)

3.º Lugar: 5.º A (42,61 pontos)

Parabéns aos alunos destas turmas e continuem a dar o vosso melhor!

Os alunos da turma A do 5.º ano orgulham-se de ter conquistado, com o seu trabalho e empenho, a visita ao Centro de Ciência do Café, no âmbito do projeto Vamos Dar o Nosso Melhor. A referida visita funcionou ainda como um incentivo para melhorar o seu aproveitamento escolar. A união e a amizade foram a maior ajuda para que a nossa turma fosse recompensada com esta viagem. Todo o nosso esforço valeu a pena, por isso, vamos continuar a dar o nosso melhor. (6.º A) Este prémio significou para nós o reconhecimento do nosso trabalho ao longo do período. Ficámos contentes com esta recompensa, pois foi preciso muito esforço coletivo e dedicação para chegarmos até aqui. (8.º C)

Reconhecimento do esforço Como reconhecimento do esforço dos alunos, no dia 7 de maio, as turmas que estiveram nos três primeiros lugares do projeto Vamos Dar o Nosso Melhor, durante os primeiro e segundo períodos (6.º A, 9.º A, 8.º C e 5.º A), foram premiadas com uma visita guiada ao Centro de Ciência do Café, pertença da empresa Delta, em Campo Maior. Esta visita, integrada no âmbito das comemorações da Semana da Europa, deu a conhecer aos alunos, de forma lúdica e pedagógica, os apoios do Fundo da União Europeia que fazem parte do nosso dia a dia. No museu, único da Península Ibérica e o maior da Europa dentro da sua temática, todos puderam observar o fabuloso mundo hi-tech ao serviço desta tão antiga bebida cuja história data do século IX. Foi uma tarde muito divertida, carregada de grande simbolismo. Por isso, a mensagem que aqui fica é que vale a pena darmos o nosso melhor, pois o esforço é sempre recompensado.

A turma do 9.º A reconhece, com grande gratidão, o valor do prémio que lhe foi atribuído. A visita ao Museu da Ciência do Café, no Dia da Europa, permitiu aprender sobre a origem do café, um pouco mais sobre a nossa história, um pouco mais sobre a União Europeia e sobre o que é ser português, cidadão europeu e do mundo.

17


CINCO

ESTRELAS

Pela equipa do projeto Eco-Escolas

DIA ECO-ESCOLAS/CIÊNCIA NA ESCOLA Decorreu, no dia 10 de maio, o Dia EcoEscolas/Ciência na Escola, este ano com a temática da floresta. Pela manhã, tivemos a colaboração do grupo de teatro da escola, dos pequenos cantores de modas (4.º ano), dos alunos do jardim de infância e dos alunos do primeiro ciclo. As atividades resultaram numa venda de legumes da horta biológica, na apresentação da peça de teatro A Terra está em perigo, na pintura de vários murais temáticos com os nossos alunos mais novos, na construção da nossa Árvore dos Compromissos (com belas mensagens para a nossa natureza) e na apresentação de várias músicas alusivas aos temas Eco-Escolas pelos jovens cantores do 4.º ano. A parte da tarde foi preenchida com as atividades desenvolvidas pela equipa do projeto Ciência na Escola com os convidados engenheiro David Loureiro e a engenheira Lucélia Pombeiro do Laboratório Nacional de Energia e Geologia. Foram promovidas para todas as turmas do 3.º ciclo experiências de degustação associadas à ciência: espuma de groselha e vinho, groselha com sumos, cubos de groselha, uvas com pele de vinho, azeites aromatizados e manteiga de azeite. Ainda decorreu a venda de bálsamos labiais com óleos essenciais e a exposição dos sabonetes e cremes hidratantes, criados nos nossos laboratórios e com a ajuda dos nossos alunos. Na componente da energia, tivemos a demonstração de fornos solares e dos quais saíram deliciosas maçãs assadas com canela e umas pizas muito saborosas. 18


CINCO

ESTRELAS

Formação Interna

DIA DO ENCARREGADO DE EDUCAÇÃO

COMEMORAÇÃO NO AGRUPAMENTO

Por David Fialho

Para assinalar a importância do trabalho cooperativo entre a escola e a família com vista ao sucesso dos alunos, de 14 a 18 de maio alguns pais/encarregados de educação dos 2.º e 3.º ciclos vieram à escola, a convite dos diretores de turma, para partilharem, na aula de Educação para a Cidadania, o seu percurso e história de vida com os alunos. Somos todos feitos de histórias e cada um tem a sua própria história de vida. As experiências relatadas cativaram quem as ouviu, suscitando curiosidade nos alunos dado o interesse do conteúdo narrado. Parabéns a todos os pais/encarregados de educação que participaram nesta atividade. Os diretores de turma agradecem o enorme contributo prestado numa iniciativa que permitiu fortalecer vínculos.

Em termos de formação interna do agrupamento, foram realizadas várias ações de formação e sensibilização, em função do público-alvo a que se destinavam. Para os pais e encarregados de educação:  Sono vs TV, Jogos, Internet e C&A, dinamizada pela professora Luísa Mantas e pelo psicólogo David Fialho. Para os assistentes operacionais:  Animação e Ocupação de Tempos Livres, realizada pelo professor Nélson Bartolo e pela educadora Magda Simões da Câmara Municipal de Moura;  Motivação*, desenvolvida pelo psicólogo Luís Fernandes. Para o pessoal docente:  Trabalho Colaborativo, dinamizada pelos professores doutores Luís Murta e Cesário de Almeida;  Avaliação Formativa, realizada pelas docentes Carla Reis e Luísa Mantas;  Agentes Extintores, organizada pelo Clube de Proteção Civil da nossa escola e dinamizada pela Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Moura e os Serviços Municipais da Proteção Civil;  Motivação*, desenvolvida pelo psicólogo Luís Fernandes;  História e Cultura Cigana, realizada pelas docentes Alice Rocha e Anabela Ramos;  Flexibilidade Curricular, dinamizada pelo professor Nuno Mantas, diretor do Agrupamento de Escolas da Boa Água, em Sesimbra. *As ações sobre motivação foram promovidas pelo projeto Erasmus+, no âmbito das atividades a desenvolver com os alunos no que respeita ao projeto Cooperative Learning and Digital Skills in Entrepreneurship Education. Esta ação foi realizada em parceria com o Contrato Local de Desenvolvimento Social de Moura. 19


CINCO

ESTRELAS

Na Biblioteca Escolar... Por Delfina Veladas

No nosso agrupamento, realizámos diversas atividades, no âmbito da leitura, que passamos a descrever.

LEITURA EM VÁRIAS LÍNGUAS Os professores Luísa Mantas, Ricardo Lemos, Joana Pereira e Ana Pica deslocaram-se à Escola Básica de Barrancos, acompanhados pela professora bibliotecária e pelo diretor, para a realização de uma atividade denominada “Leitura de uma história em várias línguas”. Esta atividade destinou-se aos alunos dos 1.º e 2.º ciclos e consistiu na leitura da história Os Três Porquinhos, em várias línguas. Terminada a atividade, os alunos do 2.º ciclo responderam a um questionário sobre a história, utilizando a plataforma Kahoot, aplicada nos tablets.

PONTES NAS PONTAS DOS DEDOS A educadora Joana Pereira realizou uma atividade de leitura, em todas as escolas do agrupamento, onde contou a história O Monstro das Cores aos alunos do 1.º ciclo e crianças do jardim de infância. Esta história teve como objetivo a identificação e controlo das emoções. Os alunos gostaram da história, participaram com entusiasmo e conseguiram exteriorizar algumas das suas emoções.

DIETA DE LEITURA Nesta atividade, os alunos dos 1.º, 2.º e 3.º ciclos decoraram com frases alusivas à importância da leitura as toalhas individuais para colocar nos tabuleiros do refeitório. Estas toalhas foram colocadas durante esta semana. Ficaram muito engraçadas e convidaram a uma refeição mais saborosa. 20

Decorreu, de 5 a 9 de março, a Semana da Leitura. Este ano o lema foi “Liberta o leitor que há em ti“. Como todos sabemos, muitos são os benefícios que a leitura proporciona: desenvolvimento da imaginação, da criatividade, da comunicação bem como o aumento do vocabulário, dos conhecimentos gerais e do senso crítico. Além desses benefícios, com a leitura exercitamos nosso cérebro, o que facilita a interpretação de textos e leva a maior competência (habilidade) na escrita.


CINCO

ESTRELAS

É HORA DE LER No dia 9 de março, pelas 11h15, toda a comunidade da escola-sede se dedicou à leitura. Os alunos de todos os graus de ensino leram uma lenda tradicional portuguesa, em sala de aula, durante esse período. Alguns alunos do 1.º ciclo deslocaram-se a diversos espaços: direção, sala de professores, bar e sala dos assistentes operacionais para lerem também algumas lendas. Foi uma atividade muito interessante, pois envolveu toda a escola e incentivou todos à leitura.

Os livros encantam-nos até à medula, falamnos, dão-nos conselhos e ficam unidos a nós por uma espécie de familiaridade viva e harmoniosa. Francesco Petrarca ENCONTRO COM A ESCRITORA ÁGATA PEREIRA

XIU. ESTAMOS A LER. A professora Sandra Rafael, da equipa da biblioteca, deslocou-se a todas as turmas dos 2.º e 3.º ciclos, durante a hora de Educação para a Cidadania, para que os alunos durante esse tempo letivo iniciassem a leitura de um livro. Esta atividade foi muito frutífera, pois além de os alunos lerem ininterruptamente durante esse tempo ainda requisitaram o livro para terminarem a sua leitura em casa. Consideramos uma boa atividade para ser realizada com mais frequência. Agradecemos a colaboração dos docentes envolvidos.

CONCURSO OS 3 + CERTOS Este concurso destina-se a alunos de todos os ciclos de ensino e consiste na resposta a uma questão de cultura geral. Semanalmente, é colocada uma questão e para a resolverem os alunos podem consultar os documentos existentes na biblioteca ou fazerem uma pesquisa na Internet. Este concurso teve início no final do 1.º período. No início do 3.º período, apurámos os vencedores. No final do ano, serão apurados os vencedores do 3.º período. É de realçar a elevada participação de alunos neste concurso.

VENCEDORES DO 2º PERÍODO: 1º Lugar - Inês Agostinho, 9.º A 2º Lugar - Sandra Piçarra, 8.º A 3º Lugar - Érica Gorrão, 8.º A Parabéns aos alunos mais certos da nossa escola! 21

A escritora Ágata Pereira visitou as Escolas Básicas de Amareleja e de Safara no dia 11 de maio. A atividade por ela dinamizada consistiu na apresentação do seu livro intitulado Adelaide. Os destinatários foram os alunos do 1.º ciclo. Na apresentação, a escritora contou a história da princesa Adelaide e os alunos fizeram uma dramatização da mesma. Seguiu-se uma sessão de autógrafos nos livros adquiridos pelos alunos e encarregados de educação. Os alunos gostaram muito desta atividade.

MARTA FERNANDES apurada para a fase final do Concurso Nacional de Leitura! Decorreu, no passado dia 24 de maio, em Almodôvar, a 2.ª fase da 12.ª edição do Concurso Nacional de Leitura, na qual estiveram presentes todos os alunos vencedores da 1.ª fase do concurso dos agrupamentos de escolas de 12 concelhos do distrito de Beja. Neste concurso (a nível distrital) ficou apurada, com um honroso 2.º lugar, a aluna Marta Fernandes do 9.º B do nosso agrupamento. A Marta está de parabéns por ter chegado até aqui e irá representar este agrupamento, desta vez a nível nacional, no próximo dia 10 de junho, em Pombal.


CINCO

ESTRELAS

PIEF I ATIVIDADES Por Lúcia Martins

O Dia Internacional da Mulher é celebrado a 8 de março com o objetivo de relembrar as conquistas das mulheres e a luta contra o preconceito. Os alunos efetuaram uma pesquisa sobre poemas relacionados com este dia, selecionaram o poema Mulher do autor Joaquim Pessoa e elaboraram pequenos postais, onde colocaram o poema escolhido, oferecendo-os de forma a homenagearem todas as MULHERES! Os alunos colaboraram de forma ativa com o GAAF (Gabinete de Apoio ao Aluno e Família) na comemoração do Dia do Pai e do Dia da Mãe, a 19 de março e a 7 de maio, respetivamente. Nas duas atividades, estes alunos tiveram um papel fundamental. Assim, orientaram e apoiaram os alunos dos 1.º e 2.º ciclos, que aceitaram o desafio proposto pelo GAAF: concurso de ilustração de gravatas e de marcadores de livros, cujo objetivo era destacar estes dois importantes dias para todos, em especial para as crianças! Os alunos realizaram um “laço azul”, no âmbito do mês da Prevenção dos Maus-Tratos Infantis, que decorreu durante o mês de abril. Para a construção deste laço, os alunos em conjunto com a Prof.ª Anabela Ramos e com a TIL, Lúcia Martins, acharam importante utilizar materiais da região. O laço foi afixado na entrada do agrupamento, no sentido de informar e sensibilizar toda a comunidade educativa para esta temática. No dia 15 de maio, os alunos organizaram, no âmbito da celebração do Dia da Família, a Feira do Brinquedo. Efetuou-se uma recolha de brinquedos em segunda mão, que foram expostos no decorrer do evento. Sendo que os alunos e toda a comunidade tiveram oportunidade de os obter através de trocas simbólicas. Com esta iniciativa pretendeu-se sensibilizar para a reutilização de brinquedos, pois estes podem ter perdido o interesse para as crianças que os deram, mas ganharam um novo significado na vida de outras, proporcionando-lhes alegria e divertimento.

Por Alice Rocha

Apesar de contar com um número reduzido de alunos, o Clube de Teatro continua muito ativo graças ao empenho e dedicação das alunas Beatriz Ferreira, Beatriz Santana, Filipa Honrado, Laura Figueira e Rita Martins, todas da turma B do 5.º ano. Pontualmente, outros alunos têm participado no clube como é o caso da aluna Lara Reais, do 5.º B, e Pedro Cachopo, do 8.º A. Durante o 3.º período, o clube apresentou três peças. A primeira, Lutar pela liberdade, foi apresentada aos alunos do 9.º ano e aos alunos do 1.º ciclo de Safara, Santo Aleixo da Restauração e Póvoa de S. Miguel, nos dias 23 e 24 de abril, e integrou-se nas comemorações do 25 de Abril. A segunda peça, Desfile Europeu, foi apresentada no âmbito das comemorações do Dia da Europa aos alunos do 1.º ciclo da escola-sede, no dia 9 de maio. Por fim, a terceira peça, A Terra está em perigo, foi apresentada a todos os alunos do 2.º ciclo e à turma PIEF, no dia 10 de maio, dia escolhido para a comemoração do Dia Eco-Escolas. Todas as peças tiveram um balanço positivo pelo que os alunos do Clube de Teatro estão de parabéns! Boas férias e até setembro! Para os alunos do 9.º que fizeram parte deste clube, de forma regular, designadamente Ana Modesto, Cátia Azevedo, Gonçalo Marques, Luciana Mendes, Maria Clara Gonçalves, Rui Guerra e Tânia Lampreia, aqui fica o agradecimento por todo o empenho e dedicação, por todas as horas (de ensaio, em cima do palco e nos bastidores) e por todos os momentos de boa disposição e cumplicidade. E que os “raspanetes” tenham contribuído para o vosso crescimento pessoal. Para vós aqui fica um até sempre com os votos das maiores felicidades a nível pessoal, académico e profissional! Sejam felizes! 22


CINCO

ESTRELAS

Gabinete de Apoio ao Aluno e à Família Por Anabela Ramos

DIA DA MULHER O dia 8 de março – Dia da Mulher – foi lembrado com uma ação de sensibilização sobre o tema “Igualdade de género”, para encarregados de educação, em articulação com o Conselho de Diretores de Turma e com a colaboração da Associação de Mulheres do Concelho de Moura - Moura Salúquia. Durante a semana, de 9 a 13 de março, decorreu uma exposição, no átrio da nossa escola, de mulheres que se destacaram no seu tempo.

ticipar na construção de um laço humano azul, com todas as crianças/alunos/ comunidade educativa que quisessem vestir a sua camisola azul e participar nesta causa, no dia 27 de abril, às 12h00, na nossa escola. No âmbito desta campanha, algumas montras de Amareleja foram enfeitadas com "laços azuis" ilustrados pelos alunos da nossa escola. Obrigada a todos pela colaboração!

DIA DO PAI Para lembrar o Dia do Pai, o GAAF convidou todos os alunos dos 1.º e 2.º ciclos a participar no concurso de Gravatas Ilustradas, que decorreu entre os dias 19 e 20 de março, no átrio da escola, onde estiveram à sua disposição gravatas, lápis de cor e outros materiais para as ilustrarem. Foram dois dias muito divertidos, com os intervalos preenchidos de sorrisos! Foram premiadas as três gravatas mais criativas, originais e tudo mais: 1.º Lugar - Catarina Ramalho, 2.º ano 2.º Lugar - Selma Reis, PIEF 3.º Lugar - Margarida Fialho, 3.º ano

DIA INTERNACIONAL DO CIGANO Para assinalar o Dia Internacional do Cigano - dia 8 de abril - esteve patente no átrio da nossa escola, entre os dias 9 e 20 de abril, uma exposição fotográfica, gentilmente cedida pela ADCMoura (Associação para o Desenvolvimento do Concelho de Moura). CUIDAR E PROTEGER AJUDA-NOS A CRESCER Este ano, a campanha nacional teve como tema “Cuidar e proteger ajuda-nos a crescer”. Assim, realizaram-se diversas atividades que envolveram crianças/alunos/comunidade educativa, com o objetivo de prevenir maus-tratos, sensibilizados internacionalmente por um laço azul. O Agrupamento de Escola de Amareleja, através do GAAF, aceitou a proposta da CPCJ de Moura em par23

DIA DA MÃE O GAAF desafiou todos os alunos dos 1.º e 2.º ciclos a participar no concurso de Marcadores de Livros, alusivos ao Dia da Mãe, que decorreu no dia 7 de maio. No átrio da escola estiveram à sua disposição marcadores (em branco), lápis de cor e outros materiais para darem asas à sua criatividade! Mais um dia animado! Foram premiados os três marcadores mais criativos, originais e tudo mais: 1.º Lugar - Margarida Fialho, 3.º ano 2.º Lugar - Miguel Ramos, 4.º ano 3.º Lugar - João Torres 3.º ano

DIA DA FAMÍLIA No Dia da Família, 15 de maio, preparámos um conjunto de atividades para as nossas crianças/alunos e respetivas famílias. Para o jardim de infância, contámos com pinturas faciais, atividades lúdico-desportivas, feira do brinquedo e lanche-convívio e para o 1.º ciclo, oferecemos a oportunidade de todos participarem numa oficina de bombons de chocolate, feita em colaboração com o projeto Terra Gente – CLDS 3G de Moura. Um dia recheado de emoções, brincadeira, aprendizagem e muito mais. A presença da família foi de muito valor!


CINCO

ESTRELAS

DESPORTO ESCOLAR Por Fátima Baltazar

IV Encontro de Badmínton

I Série A

Encontro Distrital de Badmínton No CAE BAAL Desporto Escolar, existem 6 séries de badmínton, cada uma com 5 escolas, sendo que apenas os 1.º e 2.º classificados de cada escalão/género, de cada série, foram apurados para participar no encontro distrital de badmínton, realizado em Santiago do Cacém, no dia 21 de março de 2018. Da nossa escola, ficaram apurados os seguintes alunos pelos resultados então obtidos: - Cátia Azevedo, do 9.º B: 1.º lugar no escalão de Iniciadas (série A) – Individual e Pares Femininos (com a colega Maria Clara Gonçalves); - Pedro Tiago, do 9.º B: 2.º lugar no escalão de Juvenis (série A) - Individual; - Maria Clara Gonçalves, do 9.º A: 2.º lugar no escalão de Iniciadas (série A) - Individual e Pares Femininos (com a colega Cátia Azevedo). Infelizmente, a aluna Cátia Azevedo não pôde estar presente nesta competição, tendo participado apenas o Pedro Tiago e a Maria Clara Gonçalves que ficaram pela fase de grupos na competição individual. As alunas Bruna Tito, do 8.º C, e Carolina Caeiro, do 9.º B, estiveram presentes na qualidade de árbitro. Parabéns a todos pela dedicação, responsabilidade e perseverança neste encontro.

Realizou-se, no dia 7 de março, na Escola Básica de Pias, o quarto e último encontro de badmínton – série A, tendo participado 70 alunos das várias escolas envolvidas. Da nossa escola, estiveram presentes 20 alunos: 11 do grupo-equipa 1 - Infantil A Mistos e 9 do grupo-equipa 2 - Vários Mistos. Este encontro destinou-se apenas à competição de pares e equipas e aos alunos do escalão de Infantil A, tendo decorrido de forma bastante satisfatória.

24


CINCO

TORNEIO

ESTRELAS

Decorreu, no dia 22 de março, na nossa escola, o torneio Gira Volei, que contou com a participação de 58 alunos. Durante todo o período da manhã, os participantes praticaram voleibol, em duplas 2x2, num ambiente muito animado, e receberam uma t-shirt do Gira Volei. Um especial agradecimento à AVAL (Associação Voleibol Alentejo/Algarve), nomeadamente ao Rúben Lança e à Telma Perdigão, que contribuíram de forma espetacular para o sucesso desta atividade.

TORNEIO DE ANDEBOL No dia 23 de março, realizou-se um torneio de andebol 5x5 para os alunos de 2.º e 3.º ciclos. Participaram 15 equipas de diferentes escalões de idade/género, envolvendo um total de 89 alunos. O empenho e participação de todos foi considerado bastante satisfatório. A equipa vencedora de cada escalão recebeu medalhas e, na possibilidade de realização de um torneio concelhio de andebol, no âmbito da promoção/desenvolvimento desta modalidade, promovido pela Câmara Municipal de Moura e pela Federação Portuguesa de Andebol, as equipas vencedoras representarão a nossa escola.

25


CINCO

ESTRELAS

No dia 13 de abril, 17 alunos da nossa escola participaram no encontro de basquetebol 3x3 - fase local, que se realizou em Beja, na EB 2,3 de Santa Maria. Neste encontro, participaram 17 escolas, com cerca de 70 equipas, num total de 300 alunos. Os nossos alunos participaram de forma bastante satisfatória, com empenho, responsabilidade e motivação, por isso, estão de parabéns! De salientar que duas equipas obtiveram o 2.º lugar na fase de grupos, mas apenas o 1.º classificado de cada grupo passou para os ¼ de final (Juvenis e Iniciados Masculinos).

Gala, Jéssica Cruz e Sílvia Agulhas) foram apuradas como equipa para a próxima fase, que será o nacional em Braga de 28 de junho a 1 de julho. O aluno Filipe Branco foi também um dos apurados para o nacional na qualificação individual com dois terceiros lugares nas provas de salto em comprimento e salto em altura.

ENCONTRO REGIONAL DE ATLETISMO Nos dias 27 e 28 de abril, decorreu o encontro regional de atletismo, em Vendas Novas, no qual participaram os alunos do grupo-equipa de atletismo da região do Alentejo. Da escola de Amareleja, foram 11 alunos apurados para este encontro após os três encontros realizados em Castro Verde e Beja (fase distrital). A prova regional decorreu dentro da normalidade, tendo os nossos alunos demonstrado grande entusiasmo, esforço e empenho nas provas, sempre dando o seu melhor. Algumas alunas destacaram-se nas provas individuais: - Rita Mestre com um 2.º lugar no salto em comprimento e um 3.º lugar na corrida dos 1500 metros; - Belén Tereno com um 2.º lugar no salto em altura; - Maria Mendes com um 2.º lugar no lançamento do peso. Assim sendo, estas alunas e as restantes (Gabriela 26

V Dia do Atletismo I 1.º Ciclo Realizou-se, no dia 27 de abril, no campo das Cancelinhas, mais uma atividade desportiva destinada aos alunos do 1.º ciclo da escola-sede. O Dia do Atletismo é uma atividade que pelo quinto ano consecutivo faz parte do PAA (Plano Anual de Atividades) do nosso agrupamento e é desenvolvida em parceria com a Associação de Atletismo de Beja. Cerca de 80 alunos, divididos por escalões etários, participaram em várias provas de resistência e velocidade (estafeta turbo). Mais uma vez a participação, o entusiasmo e o empenho dos alunos estiveram sempre presentes, contribuindo para o sucesso da


CINCO

ESTRELAS

mente a motivação para a prática do Tag Rugby. “O rugby é um desporto que, para além de alegria e prazer que dá a quem o pratica, favorece o desenvolvimento de valores educativos e sociais importantes, como a solidariedade, a disciplina, a camaradagem, o rigor, o espírito de equipa, facilitando a inclusão e a realização pessoal.” Para uma segunda participação da nossa escola, o balanço foi bastante positivo. O convívio foi muito agradável, foram praticados jogos bastante equilibrados. A nossa escola participou no escalão de iniciados, ficou em 2.º lugar do seu grupo e obteve o 5.º lugar no total das 15 equipas participantes deste escalão. Este tipo de convívio promove o conhecimento e gosto pela prática da modalidade. O feedback dos alunos foi muito bom. Foi, sem dúvida, uma experiência positiva, a repetir no próximo ano letivo. Estão todos de parabéns!

mesma. Um especial agradecimento à Junta de Freguesia de Amareleja, pela contribuição de águas para todos os participantes; ao GDA (Grupo Desportivo Amarelejense) e Tiago Floreano pela disponibilidade e apoio no desenrolar da atividade; a todos os alunos das turmas dos 1.º, 2.º, 3.º e 4.º anos; aos seus professores e aos assistentes operacionais. "Quando era criança sonhava. Mas parei de sonhar e comecei a fazer, porque o poder de fazer torna os sonhos em realidade." Usain Bolt

TAG RUGBY NAS ESCOLAS Encontro da Fase Regional No dia 2 de maio, realizou-se o TAG RUGBY nas ESCOLAS – fase regional Alentejo, em Borba. Pretendeu-se, com a nossa participação nesta atividade, incentivar os alunos à prática de uma modalidade em grande crescimento, tendo também como objetivo melhorar as aprendizagens nesta área, promovendo simultânea27


CINCO

ESTRELAS

ENCONTRO REGIONAL

Atividades de desportos náuticos na aldeia da Estrela

Realizou-se, no dia 9 de maio, o encontro regional de Gira-Volei, tendo as 11 duplas da nossa escola (em diversos escalões, desde o escalão 10-12 ao escalão 16-18) participado com um desempenho bastante satisfatório. Para além da escola de Amareleja, participaram outras escolas do distrito e ainda dois clubes de voleibol. No total, houve cerca de 160 participantes, constituindo 80 duplas. A escola de Amareleja destacou-se com o 1.º lugar no escalão 13-15 masculino (nível II), apurando a dupla composta por Rúben Modesto e Francisco Vale para o encontro nacional! Esta foi a única dupla apurada, pois só os primeiros classificados de cada escalão obtiveram o “passaporte” para o honroso encontro nacional. Destacou-se ainda a dupla Soraia Fontes e Mafalda Gaspar com um meritório 4.º lugar, tendo ainda arrecadado o prémio fair-play no escalão 10-12 feminino (nível I). Todos os alunos participantes que representaram a nossa escola demonstraram atitude competitiva, fairplay e respeito pelos colegas, estando, por isso, todos de parabéns!

28

Decorreu, no dia 16 de maio, uma atividade do Clube Kaxkadura, envolvendo alunos da Escola Básica de Amareleja. A atividade realizou-se na aldeia da Estrela e contou também com a participação de alunos da Escola Profissional de Moura e da EB 2,3 de Barrancos. Os participantes tiveram oportunidade de realizar atividades aquáticas, designadamente canoagem, stand up paddle e windsurf. Esta atividade só foi possível graças ao apoio das Juntas de Freguesia de Amareleja e Póvoa de São Miguel que asseguraram o transporte dos 23 alunos inscritos.


CINCO

ESTRELAS

Jovens Escritores A FELICIDADE

O MUNDO SEM COR

Por Mafalda Gaspar, 6.º A

Por Lara Ramos, 6.º A

A felicidade é algo que qualquer pessoa deseja ter. Para ser feliz não é preciso ter todas as coisas que estão na moda ou que têm grande qualidade, como, por exemplo: telemóveis, computadores, tablets, casas apalaçadas, roupa, calçado… Para mim, ser feliz é ter alguém que goste de nós, carinho, beijinhos e abraços dos familiares e amigos e dar, todos os dias, um sorriso ao mundo. Isso sim, é a verdadeira felicidade.

O mundo sem cor Era uma tristeza Não se via o amarelo do sol Nem o verde da natureza.

MAIO Por Mariana Ferreira, 5.º B

O meu mês O mês das flores O mês da mãe O mês dos amores

Por Andreia Batista e Núria Cascalhais, 8.º B

O mês de Maria O mês do trabalhador O mês da espiga O mês encantador

Amor é uma dor de cabeça Que nos dá muita emoção Embora não pareça Aperta-nos o coração

O mês dos nubentes O mês da alegria O mês dos presentes O mês da euforia

DEFINIR O AMOR

Num mundo sem cor Não havia alegria Nem o sorriso das crianças Nem as lindas cores do dia. O mundo sem cor Não era mundo Era apenas um mar de tristeza E o mar não tinha fundo.

À MINHA AMADA Por Tiago Galhoz e Cláudio Santiago, 8.º B

Amor é uma dor de cabeça Que dói sem se sentir Não é nenhuma doença Mas eu sinto-me partir

Ninguém tem noção Do quanto nos magoa Mas deixa a sensação De um pássaro que voa

É sentimento que cresce Sem me diminuir É sentimento que floresce Sem me deixar agir

Amor é perdoar Amor é recomeçar Amor é crescer

É gostar de ti como és Sem te mudar nada, Minha querida amada

É um querer sem querer Que nos faz adormecer De olhos a brilhar

Mas onde andas tu? Eu estou aqui De braços abertos para ti! 29


CINCO

ESTRELAS

Sabia que…

nota um potencial de aprendizagem adequado que, por diferentes razões, não resulta em aquisições consistentes. Outra questão importante é o caso de as crianças que revelam maiores dificuldades comportamentais e de aprendizagem receberem críticas frequentes de pares e adultos que não resultam em mudanças positivas e que prejudicam a sua autoestima. Inclusive, muitos dos comportamentos negativos têm uma função de chamada de atenção, sendo que quando as crianças recebem, nestes momentos, atenção negativa, estes estão a ser reforçados e mantidos. A verdade é que muitas das nossas crianças estão carentes de elogios e de reforço positivo. Por último, importa referir que o nosso foco, de pais, educadores e professores, deve incidir, sobretudo, na promoção de comportamentos adequados que com a sua presença resultam na extinção de condutas e atitudes desadequadas. Só depois de promovermos comportamentos desejados de modo consistente é que devemos, quando necessário, aplicar estratégias mais punitivas e de eliminação de comportamentos negativos. Tendo presente o exposto, recomendamos que elogie o seu educando. Para o efeito é importante: - Ser específico, de modo a que a criança perceba o que está a ser enaltecido; - Ser entusiasta; - Elogiar o esforço e o trabalho e não só os resultados; - Elogiar diferentes competências e comportamentos, não nos restringindo aos resultados escolares; - Não associar elogios a críticas; - Selecionar os comportamentos a elogiar, tendo presente o que queremos promover. Lembre-se que a crítica frequente nada ajuda, apenas serve para desmotivar e para patrocinar comportamentos desadequados e de chamada de atenção. Vá pelo outro lado, promova a autoestima do seu filho, dando-lhe atenção positiva, e elogiando os seus feitos e conquistas.

Por David Fialho

Sabia que a autoestima, a confiança e a segurança pessoal são muito importantes para o trabalho e sucesso das nossas crianças e que, paralelamente, são cruciais para o seu bem-estar? É verdade! Cada um de nós vai, desde cedo, construindo uma "imagem" pessoal própria de si, das suas características, qualidades e dificuldades. Esse autoconceito é influenciado pelo nosso temperamento, pela informação que percebemos dos outros, pelos afetos recebidos, por nos entendermos estimados e queridos pelos outros e pela nossa noção de autoeficácia, ou seja, por percebermos que temos competências e capacidades que nos permitem chegar ao sucesso. Neste tema, importa a realização de algumas considerações. Antes de mais, importa referir o caso de a autoestima, a segurança e confiança da criança serem influenciadas pela qualidade da relação com as suas figuras de referência, por norma, os pais. Por outro lado, importa referir que na educação pré-escolar e, sobretudo, no primeiro ciclo, as crianças são muito competitivas, sendo o sucesso fundamental para que estas se sintam confiantes e motivadas. Quando existem dificuldades na realização das aprendizagens iniciais, estas têm, normalmente e infelizmente, um reflexo negativo em todo o seu percurso escolar, prejudicando a sua confiança, a sua motivação e o seu empenho para as atividades escolares. A maioria destas crianças, apesar de não revelar um aproveitamento positivo, de30


CINCO

ESTRELAS

Passatempos UM DIA SEM RIR

É UM DIA DESPERDIÇADO!

A professora de Português deu a seguinte indicação: – Joãozinho, conjuga o verbo andar no presente do indicativo. O Joãozinho, hesitante, começou: – Eu ando..., tu andas..., ele anda… A professora ordenou: – Mais depressa, Joãozinho! – Nós corremos, vós correis, eles correm.

Prepara-te para umas adivinhas muito originais.

Um jovem polícia manda parar um carro que tinha passado um sinal vermelho. A senhora que ia a conduzir diz-lhe: – Mas… Não se lembra de mim? Eu fui sua professora no primeiro ciclo! – Ah, pois… Lembro, lembro… – Não me vai autuar, pois não? – Claro que não… Pode pegar num papel e numa caneta e começar a escrever quinhentas vezes: “Não tornarei a passar um sinal vermelho!”

Por Martim Pereira, 6.º A

1

Charlie Chaplin

Plof! Plof! Plof! Encho como um balão, tenho veneno nos meus picos. Se alguém me tocar, terá de fugir. Sou um animal que provoca grandes correrias a toda a gente.

Por Lia Tito, 6.º A

2

Tenho patinhas pretas. Pertenço a uma grande família. Sou muito trabalhadora, ando de casa em casa procurando alimento, coisas pequeninas. Mas, no inverno, vou de férias.

Na escola, o professor pede ao Manelinho para dar um exemplo de uma palavra começada pela letra C e ele responde: – Vassoura. – E onde entra a letra C em vassoura? – No cabo.

Por Guilherme Valente, 6.º A

Uh! Uh! Uh! Ao luar observo tudo com os meus grandes olhos. Sou inteligente e ágil, por isso ninguém me encontra.

3. Mocho 2. Formiga 1. Peixe-balão SOLUÇÕES

3

31


CINCO

ESTRELAS

Ler é o melhor remédio!

OS PESCADORES E AS PEDRAS Depois de uma noite no mar, uns pescadores começaram a puxar as redes e sentiram-nas muito pesadas. Pensando que tinham feito uma boa pesca, desataram a cantar e a dançar dentro do barco. Arrastaram as redes para a praia a apenas encontraram pedras e lixo. Os pescadores ficaram muito desalentados, não pela falta de peixes, mas por se terem enganado. Um dos pescadores, o mais velho de todos, disse aos companheiros. — Ânimo, rapazes. Se a alegria tem como irmã a tristeza, depois de nos termos alegrado antes do tempo era natural que tropeçássemos em alguma contrariedade. Na vida, aos bons tempos sucedem os maus, e assim sucessivamente. Devemos estar preparados para estas mudanças inesperadas. Fábulas de Esopo - Recontadas por António Mota

O MÉDICO E O PACIENTE Um médico andou a tratar um doente, durante muito tempo, sem nenhum sucesso, e o paciente acabou por morrer. No dia do funeral, o médico justificou-se: — Se o agora defunto tivesse deixado de beber vinho e tivesse tomado todos os remédios que lhe receitei, não teria este fim. Deves fazer as correções no tempo certo; não deves falar delas quando já é tarde. Fábulas de Esopo - Recontadas por António Mota 32

Profile for Carla Reis

Jornal 5 estrelas jun2018  

Jornal do Agrupamento de Escolas de Amareleja

Jornal 5 estrelas jun2018  

Jornal do Agrupamento de Escolas de Amareleja

Advertisement