Issuu on Google+


Eco Decor | Consórcio PCJ | 2011

Presidente Angelo Perugini Prefeito Hortolândia

Secretário Executivo Francisco Carlos Castro Lahóz

Conselho Editorial Secretaria executiva do Consórcio PCJ

Textos e Edição Paulo San Martin e Veronique Hourcade Diagramação e Direção de Arte Sérgio Braidotti

Fotos Clodoaldo Santos e Dener Chimelli Impressão Gráfica Paineiras

Secretaria executiva Avenida São Jerônimo, 3100 - Morada do Sol - Americana - SP CEP 13470-310 Fone / Fax 19 3475.9400 www.agua.org.br agua@agua.org.br consorcio_pcj consórcio pcj

06

A CASA

O futuro de nossas cidades

10

FACHADA

UMÁRI

Consórcio Intermunicipal das Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiai (Consórcio PCJ)

Eco Decor | Consórcio PCJ | 2011

Um novo olhar para um novo modelo

IRÁMU

expediente

04

12

RECEPÇÃO

Uma passagem para o futuro

HALL E SALÃO

As boas vindas à casa modelo

16

MESANINO

Em busca da integração harmoniosa

ESCRITÓRIO

Um ambiente para mil ambientes

20

24

14 18

28

SALA DE TV

Ambiente para a família reunida

QUARTO INFANTIL

Alegria e aconchego para as crianças

COZINHA

BANHEIRO

Uso consciente é o destaque nesse ambiente

22

Responsabilidade ambiental para o dia a dia

26

JARDIM DOS FUNDOS Aromas, sabores e cores

GARAGEM | PERGOLADO

A construção de um novo modelo

32

30

RESERVATÓRIO DE ÁGUA A simplicidade genial

MINI ESTAÇÃO DE ÁGUA

Miniatura mostra o tratamento

36

CONSÓRCIO PCJ

entidade implusiona transformações

ENTREVISTA

Perugini

44

34

FORNECEDORES

39

05


06

Eco Decor | Consórcio PCJ | 2011

Eco Decor | Consórcio PCJ | 2011

a casa

A

O futuro

de nossas cidades

EcoDecor na Casa Modelo mostra as parcerias que garantem uma vida sustentável

Casa Modelo, construída em 2009, em Americana, é considerada uma importante iniciativa para a divulgação e popularização de modelos construtivos sustentáveis. Ela apresenta alternativas viáveis de construção que aliam conforto com a preservação ambiental. Ela foi viabilizada a partir de inúmeras parcerias e com o apoio de um grande número de profissionais das mais diversas áreas. Esta atuação conjunta permitiu a busca de soluções para diversos problemas comuns. E agora, com a Mostra EcoDecor, e com novas parcerias, o projeto avança ainda mais na sua proposta inicial. Ele mostra que é possível, sim, exercer um viver mais responsável, sem perder a qualidade e amenizando os impactos no meio ambiente. O projeto da Casa Modelo resulta da pesquisa desenvolvida pelo arquiteto e urbanista Antonio Carlos Giocondo Cesar. Pesquisador da Escola de Engenharia de São Carlos da Universidade de São Paulo (EESC-USP), Giocondo desenvolveu o tijolo produzido a partir da escória de aciaria, resíduo da produção de aço. O tijolo foi denominado Blocaço. O trabalho foi objeto da tese de doutorado e contou com a parceria da ArcelorMittal. “A Arcelor Mital é uma empresa consorciada do PCJ e, durante uma reunião na sede do Consórcio, na cidade de Americana, levantou-se a necessidade de construir uma área para educação ambiental. Foi então que se comentou da pesquisa desenvolvida na USP em parceria com a Arcelor, o que despertou bastante interesse por parte do departamento ambiental do Consórcio PCJ, que se empenhou na busca de parceiros para tornar o projeto do espaço de educação ambiental uma realidade”, conta Giocondo.

07


08

Eco Decor | Consórcio PCJ | 2011

Eco Decor | Consórcio PCJ | 2011

Vantagens do bloco

Ciclo completo

De acordo com ele, esse bloco estrutural oferece vantagens em relação ao bloco convencional. Uma delas é o baixo consumo de areia e de pedra na construção, bem como de argamassa, uma vez que segue o sistema de encaixe dos blocos. Giocondo ressalta que a questão da sustentabilidade também foi planejada nas demais etapas da construção, com a opção de uso de placas solares, coleta de água da chuva para reuso, questão do esgoto, telhas de tetra pak. “É uma construção viável. Os materiais utilizados estão disponíveis para consumo”, destaca Giocondo. Ele explica que um projeto de arquitetura sustentável não se resume a escolha de materiais sustentáveis. “O edifício tem que funcionar corretamente, para isso é preciso ter conhecimento de todas as características térmicas e ambientais de onde o edifício será implantado, entre outras questões. E a casa modelo atende a todas estas questões”, afirma. O formato da casa, por exemplo, é o resultado das características térmicas da latitude e longitude da cidade de Americana, onde foi implantada. A inclinação do telhado, aponta o arquiteto, tem o ângulo de melhor aproveitamento da luz do sol para as placas foto-voltaico, que geram energia elétrica, assim como para as placas de aquecimento de água. “Toda a lateral direita do telhado está voltada exatamente para o norte geográfico onde temos, no hemisfério sul, a maior insolação, ou seja, o melhor aproveitamento energético da luz do sol”, explica.

Para o controle da temperatura e refrigeração interna, comenta Giocondo, foi criada uma separação no telhado, resultando, na parte mais alta da casa, em um sistema de ventilação que controla a temperatura interna da casa, naturalmente, utilizando as correntes de ar existentes no local. Dessa forma, a utilização de aparelhos elétricos de refrigeração de ar se torna desnecessária. Também recebeu atenção especial a questão do reaproveitamento de água de chuva e todo ciclo da água dentro da casa, desde a captação até o tratamento para consumo e descarte da água utilizada, devolvendo-a limpa ao meio ambiente. “Todas estas questões fazem com que a Casa Modelo seja um exemplo do que há de mais moderno no conceito contemporâneo de edifícios auto-suficientes energeticamente, e isto só é possível quando se utiliza equipamentos internos de baixo consumo energético, como lâmpadas de LED, chuveiros híbridos, eletrodomésticos de baixo consumo, torneiras de baixo consumo, softwares de gerenciamento de energia elétrica. A Casa Modelo cria um novo conceito de arquitetura contemporânea que atende as necessidades estéticas, funcionais e ambientais das gerações futuras, servindo de exemplo para os edifícios do terceiro milênio, amenizando o impacto ambiental causado pelo desenvolvimento urbano”, avalia Giocondo.

EcoDecor: um avanço Com a EcoDecor, a intenção é mostrar justamente essas possibilidades na hora de decorar, mantendo a preocupação com o meio ambiente. Giocondo conta que foi enviado um convite para a Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Americana para verificar os profissionais com interesse em participar da Mostra. “Recebemos os projetos e selecionamos os que se enquadravam na proposta da Casa”. Para Giocondo, a questão da sustentabilidade é uma tendência geral, que preocupa o mundo todo. “A Casa Modelo é um marco e a Mostra EcoDecor será uma referência, não só para Americana. A preservação ambiental e o consumo consciente passaram a ser questões importantes para a população”.

09


10

Eco Decor | Consórcio PCJ | 2011

Eco Decor | Consórcio PCJ | 2011

fachada

Daniel Henrique Medalha Arquiteto

A

Um novo olhar

para um novo modelo

Projeto mantém características do prédio, mas aponta uma nova vida

recuperação da fachada da Casa Modelo é um dos principais cartões de visita da Ecodecor 2011. O projeto foi idealizado para manter todas as características originais do prédio, um princípio fundamental da sustentabilidade, porém moldando-o às cores e objetivos de sua nova utilização. “E esta mudança acontece justamente na escolha da nova paleta de cores, na concepção do jardim lateral e na reforma da cobertura de acesso a entrada”, diz o arquiteto Daniel Henrique Medalha, autor do projeto. Medalha conta que os tons de azul e suas nuances foram escolhidos na paleta de cores, pois nos remetem ao principal elemento presente em todos os pontos do conceito de projeto: a água, representada na porta de entrada da casa por uma imagem digital impressa em vinil jateado aplicado sobre o vidro.

Muitos olhares O pano de vidro da fachada recebe película adesiva perfurada com impressão digital, diminuindo os efeitos dos raios solares na absorção do calor. A ideia

aponta para um dos princípios da sustentabilidade na arquitetura moderna, a do equilíbrio no uso da luz e do calor natural. O jardim lateral de entrada tem fundamental destaque no paisagismo da mostra. Inspirado em paisagens áridas com predominância de cactáceas e suculentas além de solo arenoso coberto por pedras e pedriscos, possui enorme flexibilidade de personalização. “Pode ser temático, representando a caatinga, o cerrado, a natureza mexicana ou mesmo os jardins mediterrâneos. Também é ecológico por economizar água e dispensar o uso de agrotóxicos, resiste ao sol e a ventos fortes”, explica o autor.

Crianças O gazebo de Jardim é construído com pontaletes de eucalipto reflorestado e o mobiliário com pallets reutilizados. Os vasos de cerâmica pintados pelas crianças ganham mudinhas plantadas por elas, visitantes frequentes da Casa Modelo. “A intenção é as conscientizar, desde pequenas, na importância do respeito pela natureza”.

Autor e responsável técnico Arquiteto Daniel Henrique Medalha Email: medalha_dani@hotmail.com Telefone: (19) 3406.1370 Colaboradores Professores e alunos da EMEF Darcy Ribeiro de Americana/SP Fornecedores Vasos e mudas Marina Flores (19) 3462-2571 Viveiro Municipal de Americana (19) 3405-7700 Suporte dos vasos Serralheria Moreno (19) 3458-4663 Impressão digital Fastway Adesivos (19) 3406-1370 Suporte técnico e obras JW Francis Contrutora (19) 8808-5077 Tintas Sherwin Williams (19) 2122-8800 Hydronorth (43) 9918-8965

11


12

Eco Decor | Consórcio PCJ | 2011

Eco Decor | Consórcio PCJ | 2011

recepção

Uma passagem para o futuro

A entrada da Casa Modelo aponta para o caminho da arquitetura sustentável

Heliton Escorpeli arquiteto

Autores e responsáveis técnicos

A

Recepção da Casa Modelo foi projetada para ser uma continuidade do caminho já existente, que liga a rua de asfalto até a entrada da casa. A sua estrutura, auto portante, é também um elemento estético, valorizado pelo bem acabado tijolo de solo cimento fornecido pela Tijoleco. Heliton Escorpeli, um dos arquitetos responsáveis pelo projeto, lembra que o piso recebeu a aplicação de um revestimento cimentício fabricado com agregados naturais. “Estes produtos, em grande parte, são originários do reaproveitamento de resíduos e materiais descartados de pedras nobres, como mármore, granito, quartzo e quartzito, oferecendo resistência e qualidade estética ao ambiente”, relata.

Cobertura

A recepção é composta por dois ambientes: o escritório destinado aos trabalhos administrativos, contatos e pequenas reuniões; e a recepção propriamente dita. E os dois espaços recebem a mesma cobertura térmica. A recepção propriamente dita oferece cobertura sobre o passeio, permitindo uma pausa para atender os visitantes que estão a caminho da casa. “Utilizamos telhas termo acústicas pré pintadas, que oferecem conforto e acabamento na construção”, explica o arquiteto.

Tecnologia

Para demonstrar que o sistema de automação e eficiência energética que deverá equipar as construções do futuro já está disponível, os pontos de luz, tomadas e equipamentos da recepção, são controlados pelo sistema da Nova Tecnologia, que permite ligar/desligar cada ponto ou aparelho da casa, de qualquer parte do mundo, usando um smartphone ou tablet dotado de internet.

Arquiteto Heliton EscorpeliCREA 5062827060 Email: projetos@escorpeli.com.br Telefone: (19) 3645-2605 Colaboradores Rosa Figueroba Victor Chinaglia Daniela Morelli de Lima Marco Antonio A. Jorge (Vereador Kim) Fornecedores Iluminação HouseLuz (19) 3471-2808 Nova Tecnologia (11) 2601-1755 Cobertura Gruppo Telhas (19) 2114-9500 Telhado Fácil (19) 3466-4909 Piso EcoPietra (19) 3833-4000 Tijolos Tijoleco (19) 3481-5226 Equipamentos eletrônicos: American World: (19) 3405-2600

13


14

Eco Decor | Consórcio PCJ | 2011

hall e

Eco Decor | Consórcio PCJ | 2011

salão

As boas vindas à

Casa Modelo

Carmen Lúcia de M. Fagundes Cunha arquiteta

Pâmela Decenci arquiteta

Ambientes apresentam a proposta da Casa Modelo e da mostra aos visitantes

A

s arquitetas Carmen Lúcia de Moraes Fagundes Cunha e Pâmela Decenci trabalharam o hall de entrada e o salão principal com a proposta de deixar estes ambientes com a característica de dar as boas vindas à casa. Nestes espaços, descontraídos e didáticos, os visitantes terão a oportunidade de conhecer o projeto que envolveu a construção da Casa Modelo e a realização da mostra Ecodecor. “Sendo o hall o primeiro ambiente interno da casa, ele tem como função uma breve apresentação sobre a construção e o Consórcio PCJ”, explica Pâmela. Maquete, folhetos explicativos sobre o projeto e sobre o Consórcio estão dispostos em harmonia com o ambiente, fazendo parte da decoração. “Colocamos um pallet na parede que serve para a colocação de folderes”, ressalta Pâmela. Ela lembra que móveis e objetos foram confeccionados pelas próprias arquitetas responsáveis pelos dois espaços. Como é o caso das cortinas, confeccionadas com retalhos de linhas, malhas, fitas, restos de miçangas e flores com rolos de papel higiênico. “A ideia foi não fechar totalmente, permitindo a claridade natural e a ventilação”, argumenta Carmen. Completando o ambiente, piso em porcelanato imitando tábuas corridas de madeira de demolição uma mandala feita em jornal e uma escada metálica, que leva os visitantes ao mezanino.

Autores e responsáveis técnicos

A opção das arquitetas foi por deixar as vigas do mezanino aparentes e na cor original, preto, contrastando com o tom claro utilizado para pintar as paredes. “Assim, mantemos e valorizamos a luminosidade”, acrescenta Carmen. Levando em consideração a grande quantidade de estudantes que irá passar pela Casa, em visitas didáticas, duas mesas de pallets foram criadas, bem como puffs com fuxico de patchwork. A alegria e descontração do ambiente também se às tampas de barricas pintadas e coladas na parede e adesivos ecologicamente corretos recordados com formas geométricas e colados tanto na parede do hall quanto do salão prin-

Arquiteta Carmen Lúcia de Moraes Fagundes Cunha – CREA 5062298454 Arquiteta e Urbanista (19) 9120-2896 arquiteta@carmencunha.com.br Arquiteta Pâm ela Decenci – CREA 5062831285 Arquiteta e Urbanista (19) 7807-9222 / (19) 9269-9308 arquitetura@decenciarquitetura.com.br www.decenciarquitetura.com.br Fornecedores Pisos Via Rosa (19) 3429-7000 Tinta Sherwin Williams (19) 2122-8800 Iluminação HouseLuz (19) 3471-2808 Sun Lab (11) 4035-2500 Os móveis e objetos foram confeccionados pelas próprias arquitetas responsáveis pelo espaço.

15


16

Eco Decor | Consórcio PCJ | 2011

Eco Decor | Consórcio PCJ | 2011

Como uma onda

mezanino

Em busca da integração

Espaço é uma videoteca para os programas de educação ambiental infantil

harmoniosa

“No ponto de encontro com o piso do mezanino, fizemos as placas de forro se curvarem em forma de uma onda, dando aconchego e maior aproveitamento ao canto da sala”, justifica. E o ponto foi valorizado com uma faixa de luz LED, refletida na onda. O tema das ondas também se reproduz com o mesmo material do forro (placas de retalhos de tetra-pac reciclados) nas prateleiras e no forro central suspenso em forma de água corrente. Para completar a ambientação, móbiles de patchwork em forma de peixinhos coloridos e as esculturas naturais feitas com folhas secas de coqueiro jerivá e pintadas como se fossem peixes grandes. Na parede, três peixinhos de acrílico transparente foram colocados, recortados no formato do desenho infantil que fica por trás e foi baseado no desenho feito pelo filho do arquiteto, de dois anos de idade. No outro extremo do ambiente foi colocado um aparador e um suporte tubular para a TV, dando um sentido estético aos coletores de água da calha central da Casa Modelo que passam pelo mezanino.

Beto Rampazzo arquiteto

A

s crianças formam o público-alvo deste ambiente, que terá como finalidade abrigar uma videoteca para os programas de educação ambiental. Dessa forma, o arquiteto responsável, Beto Rampazzo, elaborou um projeto para atender a finalidade do espaço de forma lúdica, tendo como pano de fundo a temática Água. Mais especificamente, a água dos rios. A ambientação com o tema escolhido começa pelo piso. Um carpete todo colorido, com desenhos de ondas. “O carpete 100% feito de fios de garrafas PET recicladas permite que as crianças sentem e façam atividades no chão de forma despojada”, explica. Garrafas plásticas também podem ser transformadas em tecido e neste caso foi utilizado para revestir pufes e almofadas, feitos com design exclusivo. “Com essas peças buscamos proporcionar um envolvimento ainda maior das crianças com o ambiente”, ressalta Rampazzo, lembrando que foram confeccionadas em formatos diferentes, representando animais e plantas aquáticas. São carpas coloridas, sapo, vitória-régia e retalhos azuis.

AUTOR E RESPONSÁVEL TÉCNICO Arquiteto Roberto Rampazzo Gambarato CREA 5060321703 Email: projetos@portaldearquitetura.com.br Telefone: (19) 3406-2376 Fornecedores Carpete Styllo Decorações (19) 3406-5951 Pufes e almofadas EcoSimple (19) 3469-4951 Oficina Decorações (19) 3405-9555 Atelier de Costura Maria Isabel (19) 3037-8536 Madeira plástica HecoDesign (19) 3462-3882 PolyRio (21) 3691-2553 Mão de obra do forro Oliveira Decorações (19) 4106-0756

Tintas Sherwin Williams (19) 2122-8800 Hecodesign (19) 3462-3882 Solum (11) 3097-8716 Iluminação Império das Lâmpadas (19) 3478-4000 HouseLuz (19) 3471-2808 Móbiles de Patchwork: Cacilda Gambarato (19) 9233-5876 Suporte TV e prateleiras FerroBom (19) 3462-6234 Esculturas com folhas de coqueiro Diogo Gonzales (19) 3407-7433 Livros infantis Gostinho de Leitura (19) 3648-0188 Editora Adonis (19) 3471-5608

17


18

Eco Decor | Consórcio PCJ | 2011

Eco Decor | Consórcio PCJ | 2011

escritório

Um ambiente

para mil ambientes Modelo contemporâneo com um olhar no futuro

Um olhar nos detalhes Pisos – Porcelanato Portobello linha Ecollection/Canela de demolição retificada é uma alternativa à extração de madeira. Fabricado a partir do reaproveitamento de materiais reciclados, com tecnologia de redução de espessura indicada para sobreposição em reformas, reduzindo resíduos e economizando energia e recursos. Pastilhas – Miscelânea em tons de azul Porto Design: produzidas com material reciclado (vidro moído e reforjado). Daniela Morelli de Lima

Forro – Gesso acartonado Knauf. Além do custo-benefício, este tipo de construção seca proporciona menor emissão de poluentes, pois sua extração não gera resíduos tóxicos e requer pouca interferência na superfície, em geral de duração relativamente curta. Na obra, proporciona redução de material desperdiçado e, consequentemente, de energia. O gesso acartonado também atua como regulador do clima, mantendo o grau de umidade do ambiente em equilíbrio, além de ser um isolante térmico e acústico natural. Se tratado, este material pode ser reaproveitado no uso agrícola.

arquiteta

Iluminação – Luminárias de embutir com lâmpadas tipo LED e eletrônicas fluorescentes, de baixo consumo e recicláveis. Pintura – Tinta PVA azul para as paredes e branca para o teto. À base de água, dispensam o uso de solventes. As cores claras refletem a luz e reduzem o gasto energético.

O

ambiente do escritório foi projetado com um olhar especial em uma categoria de visitantes que é fundamental para a consolidação dos modelos sustentáveis apresentados pela Casa Modelo: as crianças que visitam o espaço, especialmente em grupos. “O uso de cores e texturas cria um ambiente lúdico que procura ser agradável à exploração e ao desfrute do espaço na forma de local de encontro”, explica a arquiteta Daniela Morelli de Lima, responsável pelo projeto. Mas o espaço terá, também, a função bastante prática de um escritório

funcional que será usado esporadicamente para pequenas reuniões do Consórcio PCJ. A idealizadora do projeto explica que o ambiente é flexível e oferece sustentabilidade aos diferentes modos contemporâneos de vida, pois reduz significativamente a necessidade de mobiliários específicos. “Proporcionamos ao usuário a possibilidade de rearranjo do ambiente, conforme o uso que queira fazer dele, utilizando dos mesmos equipamentos e móveis”, relata. No caso do escritório os módulos-mesa podem ser usados todos agrupados, for-

mando uma mesa de reunião, em grupos de três módulos, alinhados às paredes laterais, ou ainda individualmente. Da mesma, forma as banquetas são leves e facilmente reorganizáveis. A poltrona configura uma área de aconchego e leitura, servida pela estante-árvore. A iluminação distingue-se em três ambientes, podendo utilizar luz focada para leitura, iluminação dispersa, e iluminação de efeito. “E os elementos do conjunto podem ser usados separadamente”, afirma.

Móveis em madeira – Placas de MDF, com fibras de origem de madeira de reflorestamento, como o pinus e o eucalipto, poupando assim as árvores nativas. Serão usadas sobras de marcenaria, combinando vários tipos de acabamento de madeira. Mobiliário – Pufes com base em garrafas PET e almofadas revestidas com tecido de algodão reciclado. Poltrona de garrafas PET, com almofada em tecido de algodão.

Autor e responsável técnico Arquiteta Daniela Morelli de Lima CREA 5060539199 Teto Arquitetura e Engenharia Ltda CREA 0602958 – PMA 65.653 Email: contato@tetoarquitetura.com.br Telefone: (19) 3407-2779 Colaboradores: Arquiteta Nathália Faé Tenani Eng. Civil Marcelo Geraldi de Lima Fornecedores Pisos (porcelanato e pastilha) Comfer Tudo Para Construção Ltda (19) 3408-8000 Porto Design (47) 3248-6100 Portobello 0800-6482002

Decoração – Almofadas de tecidos de fibras naturais. Quadro de avisos com madeira de reflorestamento e cortiça.

Gesso acartonado Piragesso Comércio Ltda (19) 3424-2933

Persiana – Luxaflex Bambu, fabricadas com madeira de certificada.

Móveis em madeira Giberti Marcenaria Ltda (19) 3461-4555

Móveis em PET Caroline Vitti Kageyama (16) 9236-0789 Estofados Kayuá Móveis (19) 3462-3844 EcoSimple Tecidos (19) 3469-4951 Persiana e almofadas Fatti Lutti Decorações (19) 3461-5343 Luxaflex 0800-147148 Tintas Sherwin Williams (19) 2122-8800 Cofert (19) 3407-2779 Iluminação HouseLuz (19) 3471-2808 Sun Lab (11) 4035-2500 Império das Lâmpadas (19) 3478-4000 Soleira Marmoraria Paraíso das Pedras (19) 3407-7645

19


20

Eco Decor | Consórcio PCJ | 2011

Eco Decor | Consórcio PCJ | 2011

sala de tv

Ambiente para a

família reunida Responsabilidade ambiental também no momento de lazer

Tânia Di Moraes

designer de interiores

Autor e responsável técnico Designer de Interiores Tânia Di Moraes ABD 7331 Email: taniadimoraes_designer@ hotmail.com Telefone: (19) 9155-7653 Fornecedores Abajour Dolorez Dhiaz (19) 3407-3278 Tela Theka Olivia (19) 3469-4020 Almofadas e flores de tecido Atrezzi (19) 9730-4584 Piso e cortina Versato (19) 3253-0677

U

m dos ambientes de uma casa no qual a família se reúne é a sala de televisão. O momento de lazer é importante e, por isso, o ambiente deve ser cuidadosamente pensando, levando em consideração o bem-estar de todos. “A sala de TV foi planejada para atender as necessidades de uma família, sem esquecer a sustentabilidade ambiental”, comenta a designer de interiores Tânia Di Moraes, responsável pelo projeto do espaço. Ela explica que o piso vinílico utilizado tem como matéria-prima o reaproveitamento do PVC. “Ele dá um toque de classe, imitando perfeitamente a madeira, inclusive na sua textura”, ressalta Tânia. Para o sofá e o tapete, a escolha foi por um tecido natural e as cortinas foram fabricadas com palha de milho.

Sobras de tecido Sobras de tecidos foram reaproveitadas e deram formas a almofadas e flores. Todos os detalhes foram escolhidos para compor um ambiente harmonioso, como é o caso, inclusive, da moldura do televisor feita com madeira de demolição. O conjunto resulta em uma combinação perfeita com a parede de tijolos ecológicos à vista. A iluminação se encaixa na proposta. “Toda a iluminação do ambiente é de LED, tecnologia de ponta que permite grande economia de energia e alta durabilidade”, destaca Tânia. Ela confeccionou o lustre central do ambiente, com garrafas PET transparentes, conseguindo um efeito de vidro.

Painel da TV Criare (19) 3405-4262 Plantas e vasos Pizarro (19) 3306-8598 Iluminação Império das Lâmpadas (19) 3478-4000 Tintas Sherwin Williams (19) 2122-8800 Hydronorth (43) 9918-8965 Televisor Lojas Garcia (19) 3461-4074

21


22

Eco Decor | Consórcio PCJ | 2011

Eco Decor | Consórcio PCJ | 2011

quarto infantil

Alegria e aconchego

para as crianças Káritas Rossi arquiteta

A máxima é o aproveitamento do espaço disponível

I

nserir as crianças na questão do meio ambiente, sem perder conforto e bem-estar. Assim foi pensado o quarto infantil da Casa Modelo. Pintado com tinta à base de água, o quarto recebeu decoração feita com objetos ecológicos, como é o caso da colcha e almofadas confeccionadas por uma artesã local que utilizou tecido produzido com fios têxteis e garrafas do tipo PET. Os móveis brancos são para dar leveza e flexibilidade ao ambiente e contrastam com as cores utilizadas nas paredes e objetos de decoração. “O resultado é um ambiente alegre para a bancada de brincar, que também serve para os estudos, e aconchego na área de descanso”, comenta Káritas Rossi, arquiteta responsável pela criação do quarto.

Reaproveitamento A base para o mobiliário foi MDF revestido em laminado PET, produzido a partir do reaproveitamento das garrafas plásticas. E o piso recebeu revestimento com taco de eucalipto de reflorestamento. O ambiente também possui um painel com cabos de aço para pendurar bilhetinhos, revistas e gibis e a iluminação foi feita com lâmpadas LED, proporcionando maior economia de energia e durabilidade. O resultado é um ambiente alegre, colorido e aconchegante, mas com um apelo permanente ao cuidado com a preservação ambiental.

AUTOR E RESPONSÁVEL TÉCNICO Arquiteta Káritas Rossi – CREA 5062384210 Email: karitasrossi@gmail.com Telefone: (19) 3648-0300 FORNECEDORES Piso Piso Nobre (19) 3468-3491 Mobiliário Madcentro (19) 2109-7999 VA Marcenaria (19) 3468-5144 Persiana e gesso Oliveira Decorações (19) 3498-1889 Colchas e almofadas Toque da Casa (19) 9773-5250 Ecosimple (19) 3469-4951 Iluminação HouseLuz (19) 3471-2808 Sun Lab (11) 4035-2500 Império das Lâmpadas (19) 3478-4000 Tinta Sherwin Williams (19) 2122-8800 Soleira Marmoraria Paraíso das Pedras (19) 3407-7645 Cama box Jomara colchões (19) 3626-3999

23


24

Eco Decor | Consórcio PCJ | 2011

Eco Decor | Consórcio PCJ | 2011

Mobília

cozinha

Responsabilidade ambiental

Descarte de lixo e minhocário marcam a praticidade de uma atitude sustentável

no dia a dia A

cozinha é um ambiente de destaque na casa dos brasileiros e nesse espaço o respeito ao meio ambiente não pode ficar de fora. “O importante aqui é mostrar que podemos produzir modelos com menos impacto ao meio ambiente de forma prazerosa e envolvendo a todos, pois estamos juntos por um modo de vida sustentável”, comenta Heliton Escorpeli, o autor do projeto. O foco do trabalho foi o lixo, pensando em formas apropriadas de descarte e integradas ao dia-a-dia. “É importante que as atitudes responsáveis também sejam facilitadas no cotidiano. E, se pensarmos bem, a cozinha é um dos ambientes no qual mais se produz lixo em uma residência”, justifica. Pensando na praticidade, Escorpeli criou na bancada uma plataforma embutida, própria para o descarte seletivo de materiais recicláveis, como vidro,

papel, plástico e metal. “Para o lixo orgânico, como restos de comida, casca de ovos e legumes, criamos um nicho no qual acoplamos um minhocário”, aponta Escorpeli. O minhocário diminui significativamente a quantidade de lixo produzida. “De forma limpa e sem cheiro, se produz adubo orgânico, além de separar o chorume e o transformar em fertilizante de ótima qualidade”, destaca o arquiteto. Nesse cenário, o óleo de cozinha também recebe destino apropriado, longe das águas. “Esse é um ativo considerado cruel para o meio ambiente, pois é um grande agente contaminante de nossas águas. Por isso pensamos, também, no descarte adequado do óleo, tão amplamente utilizado na cozinha, como no preparo de frituras”. Tudo isso, de forma integrada e organizada, facilitando a coleta seletiva de forma ativa e diária.

O mobiliário também foi pensado de forma a manter a proposta da Casa Modelo. “Após solucionar aspectos do lixo, partimos na busca de material ecologicamente correto para composição do ambiente”. Com a ajuda da RA Movelaria o arquiteto conta que encontrou soluções inovadoras. “Armários com tecnologia de ponta e 100% de madeira de eucalipto, os painéis MDP (painéis de partículas de média densidade) de reflorestamento, o laminado na cor laranja proveniente de garrafas PET, a madeira da bancada em Teka, composta por estilhaços de madeiras de sobra. Todos com processos de fabricação limpos, respeitando o meio ambiente”, lembra. A pia da cozinha é industrializada composta de pó de mármore e cristais de vidro. O piso instalado é um destaque especial: 100% feito de materiais originários do reaproveitamento de resíduos e materiais descartados de pedras nobres, como mármore, granito, quartzo e quartzito, e de garrafas de vidro. O fabricante é de Paulínia, reforçando um dos conceitos da sustentabilidade: utilizar os recursos disponíveis na proximidade, diminuindo os efeitos ao meio ambiente provocados pelo transporte.

Heliton Escorpeli arquiteto

Autor e responsável técnico Arquiteto Heliton Escorpeli – CREA 5062827060 Email: projetos@escorpeli.com.br Telefone: (19) 3645-2605 Fornecedores Móveis RA Movelaria (19) 3468-7638 Pia e soleira American Pedras (19) 3468-2600 Marmoraria Paraíso das Pedras (19) 3407-7645 Tinta Sherwin Williams (19) 2122-8800 Piso EcoPietra (19) 3833-4000 Metais Docol (47) 3451-1089 Refrigerador Móveis Campagnolo (19) 3458-1434 Utensílios domésticos Zanini (19) 3462-1940 Fogão Julinel Móveis e Presentes (19) 3458-2569

25


26

Eco Decor | Consórcio PCJ | 2011

Eco Decor | Consórcio PCJ | 2011

banheiros

Uso consciente

é o destaque

nesse ambiente Projeto envolve sanitários feminino, masculino e didático

A

s arquitetas Amábille Almeida e Luciana Galoccio garantem que, quase sempre, é no banheiro que ocorrem os maiores descuidos com a atitude ecológica responsável. E estes descuidos resultam em significativos desperdícios de água e energia elétrica. E elas alertam ainda que a busca por sustentabilidade envolve também a escolha de materiais e não apenas o uso racional dos recursos. “O projeto, como um todo, demonstra que a arquitetura, além da funcionalidade e da estética, pode contribuir para que o ambiente produza um baixo impacto ambiental, com a mesma qualidade, ou até mesmo melhor, do que uma construção convencional”, afirmam. As arquitetas apontam cinco questões que nortearam as escolhas e a definição do projeto e que podem ser usadas sempre na construção de banheiros confortáveis e sustentáveis.

Otimização energética – A eficiência energética foi um dos critérios primordiais na busca da redução do consumo de energia. A escolha de lâmpadas mais eficientes, como também de luminárias adequadas, proporciona aos ambientes uma maior economia, segurança e durabilidade. Sistema hidráulico – “A água como um recurso natural finito, tanto na sua quantidade quanto na sua qualidade, é indispensável à vida. Portanto, tendo um controle da diminuição de seu consumo através de sistemas economizadores, conseguimos colaborar com o meio ambiente. Torneiras, vasos sanitários e chuveiros, possuem características diferenciadas, porém todos voltados para a economia, evitando o desperdício”, apontam. Revestimentos – Numa área considerada molhada, o ideal são pisos e revestimentos cerâmicos. Uma característica

muito importante é a espessura, que deve ser fina, pois, além de consumir pouca matéria prima e energia em sua queima, diminui a emissão de CO2, facilita o manuseio, o corte, o armazenamento e o transporte. “Tanto quanto a cerâmica, o vidro também pode ser utilizado, já que é um material 100% reciclável”, sugerem. Divisórias – Reaproveitamento de materiais e reciclagem. Nesse conceito, a proposta do fechamento das divisórias é fundamental. Jornais são transformados em fibras e entrelaçados, pintados e envernizados com produtos naturais. As estruturas ficam por conta da madeira certificada.

Amábille de Almeida e Luciana Galoccio arquiteta

arquiteta

Lavatório – Nos sanitários masculino, feminino e didático os lavatórios são feitos com um composto: aglostone, um material que reaproveita partículas de mármore, normalmente dispensadas no meio ambiente. Juntamente com uma composição mínima de resina poliéster, as partículas são prensadas e transformadas em placas rígidas Vidro – A principal vantagem do vidro está no fato de ser 100% reciclável e o vidro reciclado mantém todas as características do vidro comum. Ele pode ser usado e posteriormente utilizado como matéria-prima na fabricação de novos vidros, infinitas vezes sem perda de qualidade ou pureza do produto.

Autores e responsáveis técnicos Arquiteta Amábille de Almeida – CREA 5062086224 Email: amabillealmeida@uol.com.br Site: www.ateliepieta.blogspot.com Arquiteta Luciana Galoccio – CREA 5062244465 Email: lucianagaloccio@hotmail.com Telefone: (19) 3462-5442 Fornecedores Luminárias e chuveiro híbrido automatizado Enerfocus - Eficiência Energética (41) 3288-6677 Energias - Eficiência Energética (11) 3333-5693 Pisos e cerâmicas Arte Viva (19) 3368-2319 Blocos estruturais Ecobuilt (19) 3407-8271 Espelhos e vidros Stefanini Vidros e Esquadrias (19) 4122-3085

Vidraçaria Colla (19) 3408-1073 Vidraçaria Paineiras (19) 3461-0535 Divisórias Roseane Artes (19) 3645-2173 Pias e soleiras Marmoraria Paraíso das Pedras (19) 3407-7645 Metais Docol (47) 3451-1089 Pastilhas de vidro Glass Line (19) 3037-1195 Paisagismo Floricultura Cheiro Verde (19) 3457-8052 Tintas e Pintura Sherwin Williams (19) 2122-8800 Lucas Pinturas (19) 9149-8847 Acabamento Gesso Nova Odessa (19) 3466-3769 3C - Construsan Comercial e Construtora (19) 3462-5443

27


28

Eco Decor | Consórcio PCJ | 2011

Eco Decor | Consórcio PCJ | 2011

jardim dos fundos

Aromas, sabores

e cores

Victor Chinaglia arquiteto

Autores e responsáveis técnicos Arquiteto Victor Chinaglia – CREA 0600129786 Email: victor@acia.com.br; Telefone: (19) 3461.4505 Paulo Matos Jr. e Guilherme A. Valarini – CREA 5062385960 Telefone: (19) 3475-9400

Espaço voltado a atividades ambientais desperta o gosto pelo cultivo no bosque urbano

E

stimular o contato com a terra, plantar mudas, montar uma horta, cuidar de um jardim. Foi com essa proposta que a área externa dos fundos da Casa Modelo foi planejada e preparada. Os responsáveis pelo projeto – Victor Chinaglia, Paulo Matos Jr. e Guilherme Valarini – afirmam que o cultivo de plantas aromáticas, condimentares e medicinais tem sido usado pelos seres humanos desde a sua origem. “Desde as mais remotas culturas, a humanidade aproveitando os sabores, os odores e as fontes de propriedades curativas das plantas”, afirmam. Os canteiros da Casa Modelo foram for-

Colaboradores Rosa Figueroba Rita Wanderico Carlos Andrade Fornecedores

mados com tijolos de solo cimento e, para incrementar o bosque, foram cultivadas mudas de espécies arbóreas que são atrativas aos pássaros.

Mil atrativos De acordo com o arquiteto Victor Chinaglia, a opção foi por ir além de um projeto de arquitetura, mas sim formar um bosque urbano e um jardim de ervas, tornando o local um ambiente propício e atrativo para as atividades de educação ambiental. O projeto também foi concebido com a intenção de incentivar visitantes a criarem bosques urbanos e jardins de ervas

e hortaliças orgânicas em suas casas, espalhando áreas verdes pelas cidades. Para isso, são oferecidas soluções simples e que podem ser utilizadas em todos os espaços. “Quem tiver vontade de se dedicar ao cultivo de plantas e dispor de um espaço, mesmo que este seja pequeno, pode formar sua horta ou um jardim de ervas, que além de criar um ambiente diferenciado estará sendo contemplado com os aromas da natureza”. O arquiteto aponta que esses espaços interligados por um paisagismo contemplativo e sensitivo buscam induzir e não dirigir o aluno nesse roteiro educativo.

Mudas e terra adubada Viveiro Municipal de Limeira (19) 3441-1178 Viveiro Municipal de Piracicaba (19) 3424-1692 Tijolos Tijoleco (19) 3481-5226 Pedriscos e areia Solos - Reciclagem da Construção (19) 3405-5521 Iluminação HouseLuz (19) 3471-2808 Vasos Ateliê de Cerâmica Patrícia Freitas (19) 3478-3526

29


30

Eco Decor | Consórcio PCJ | 2011

Eco Decor | Consórcio PCJ | 2011

garagem pergolado

A construção de um

novo modelo

Projeto busca os modelos de ponta da moderna arquitetura sustentável

A

escolha de materiais, métodos e modelos construtivos sustentáveis é uma das principais buscas da arquitetura contemporânea. O setor da construção civil consome matéria prima em abundância, além de gerar uma grande quantidade de resíduos, interferindo diretamente no ambiente. Para mudar essa situação, a arquitetura sustentável busca desenvolver projetos que reduzam a geração de resíduos e estimulem o uso racional de recursos naturais, como a energia e a água. Esta busca envolve também a utilização de materiais ambientalmente corretos. “Acreditamos que podemos e devemos promover um modo de vida mais sustentável através de uma arquitetura de qualidade, que utilize tecnologias e materiais adequados, e estimule a ação ambiental adequada no maior número possível de pessoas. Foi com esta visão que desenvolvemos o projeto da garagem/pergolado para a Casa Modelo do Ecodecor 2011”, explicam as arquitetas Amábille Almeida e Luciana Galoccio, autoras do projeto. Elas lembram que, para se adequar aos padrões sustentáveis, os materiais devem ser reavaliados a partir de diversos aspectos. “Os principais são os seguintes: funcionalidade e estética, desempenho e durabilidade, custos e benefícios, prazos de entrega e execução, manutenção e reposição de materiais. Em nosso projeto para a Casa Modelo ficamos rigorosamente atentas em cada um destes detalhes”, afirmam.

Pergolado e Paisagismo “Equilíbrio, bem estar, natureza, sustentabilidade e preservação. Estas são algumas das palavras-chave da nossa proposta”, contam as arquitetas. Elas dizem que a busca dos elementos da própria natureza, como a madeira e as plantas, cria um ambiente equilibrado e ao mesmo tempo aconchegante. “O ambiente se torna mais saudável para a revitalização mental e corporal”. Além da composição dos elementos naturais, materiais de construções convencionais foram selecionados, moídos ou triturados, para o reaproveitamento, realizando uma perfeita combinação entre estética, funcionalidade e durabilidade. “E com o uso de material totalmente reciclado”. O mobiliário também faz parte dessa composição ambiental, com mesas e, cadeiras e construídas com madeira de demolição.

Amábille de Almeida e Luciana Galoccio arquiteta

arquiteta

Autores e responsáveis técnicos Arquiteta Amábille de Almeida Email: amabillealmeida@uol.com.br Site: www.ateliepieta.blogspot.com Arquiteta Luciana Galoccio Email: lucianagaloccio@hotmail.com Telefone: (19) 3462-5442 Fornecedores Luminárias Enerfocus - Eficiência Energética (41) 3288-6677 Energias - Eficiência Energética (11) 3333-5693 Pedriscos e areia Solos - Reciclagem da Construção (19) 3405-5521 Madeira Madeireira Mato Grosso (19) 3458-2211 Móveis Espaço Rústico Ateliê (19) 3601-0073 Paisagismo Floricultura Cheiro Verde (19) 3457-8052 Viveiro de Americana (19) 3405-7700

31


32

Eco Decor | Consórcio PCJ | 2011

Eco Decor | Consórcio PCJ | 2011

Combate a enchentes

reservatório de água da chuva

A simplicidade

Genial A

caixa d´água vertical, utilizada para coleta e aproveitamento da água da chuva, inventada pelo arquiteto e vereador Marco Antônio Alves Jorge, o Kim, pode ser vista logo na entrada da Casa Modelo. Ela recolhe a água da chuva das calhas e permite o seu aproveitamento para lavar pisos, regar plantas e descarga sanitária, entre inúmeras outras finalidades não nobres. O projeto do Kim, que já recebeu o Prêmio Philips de Simplicidade, disputado por concorrentes de todo o Brasil, é considerado um verdadeiro “ovo-de-colombo”. A ampliação, em larga escala, do uso da água da chuva é uma das grandes metas ambientais nas cidades e metrópoles do mundo inteiro. Mas ela

Equipamento premiado é grande alternativa para um de nossos maiores problemas ambientais

esbarra, sempre, no alto custo dos equipamentos hoje disponíveis no mercado para este fim, pois a maioria deles utilizam bombas que consomem energia e exigem obras e instalações especiais. O equipamento de Kim muda completamente este quadro, podendo ser facilmente instalado inclusive nas edificações já existentes.

A caixa em pé O que Kim fez foi colocar a caixa d´água em pé e, com isso, inventou um equipamento genial para o uso da água da chuva. O segredo do equipamento é exatamente a simplicidade, que baixa radicalmente os custos e permite a po-

pularização do sistema. Ao contrário dos sistemas tradicionais, nos quais a água que cai do telhado e é carreada para um reservatório subterrâneo, no projeto de Kim a água é drenada pelas calhas para um tubo de PVC, de 300 milímetros, fixado na parede ou muro da casa por abraçadeiras de aço. “No caso dos sistemas tradicionais, a água tem que ser retirada do reservatório através de bombas. No nosso caso, a própria gravidade se encarrega disso, sem custo adicional”, relata ele. Para isso Kim idealizou um sistema de redutores que ampliam a pressão de saída da água e permitem que ela jorre com facilidade pelas torneiras instaladas na base dos

Além de permitir o aproveitamento da água de chuva, a utilização em larga escala do equipamento pode se transformar também em um instrumento de combate às enchentes. Kim alimenta o sonho de disseminar não só o sistema de aproveitamento de água de chuva desenvolvido por ele, mas todos os outros sistemas já testados e aprovados, com um objetivo que vai além da economia de água. Para ele, reservatórios de água da chuva disseminados pelas residências poderão funcionar como um “mega piscinão”, formado por milhares de células individuais, para conter as enchentes nas cidades. De acordo com Kim, os principais pontos críticos de enchentes, em praticamente todos os municípios da Bacia do PCJ, estão cercados por bairros urbanizados e ocupados.“A água armazenada em milhares de construções, com certeza diminuiria drasticamente a força das enchentes”.

Marcos A. Alves Jorge (Kim) arquiteto

Autor do projeto Arquiteto Marco Antonio Alves Jorge (vereador Kim) – CREA 0600839955 Email: kimamericana@uol.com.br Telefone: (19) 3461-4932 Fornecedores Amanco (19) 3883-8042 Ponto Brasil Soluções Sustentáveis (19) 3461-4932 Gruppo Telhas (19) 2114-9500 Calhas União (19) 3462-5111

33


34

Eco Decor | Consórcio PCJ | 2011

Eco Decor | Consórcio PCJ | 2011

Container

mini estação de água

Miniatura mostra

o tratamento

Projeto auxilia o programa de educação ambiental

A

Casa Modelo propõe alternativas na construção civil, levando em consideração o respeito à natureza e a busca pela redução de impactos ambientais. Este também é o objetivo da EcoDecor, mas com enfoque na questão da decoração, com a utilização de objetos e móveis criados a partir do reaproveita-

mento de materiais e madeira de reflorestamento. Outro foco importante é o consumo consciente de energia elétrica e a diminuição da quantidade de lixo gerado, entre outros. E nessa proposta não poderia ficar de fora um espaço que mostrasse aos visitantes como funciona uma estação

de tratamento de água. A mini estação é uma simulação de tratamento de água para fins didáticos do programa de educação ambiental do Consórcio PCJ. O projeto foi desenvolvido pelo arquiteto Roberto Rampazzo Gambarato pelo engenheiro Waldemar Luchiari Junior.

Em forma de container, que é acessado por uma passarela de madeira, a mini estação se torna uma galeria, onde foi instalado o inédito expositor do processo de tratamento em miniatura desenvolvido pela Multiágua. No fim do túnel, aberturas em círculo permitem a visualização do pomar ao fundo. O container foi construído em wood-frame, um sistema construtivo a seco e que resulta em economia de água na construção. De acordo com os profissionais responsáveis pelo projeto, ele é leve, rápido e de baixo impacto ambiental, uma vez que utiliza a estrutura de madeira de eucalipto de reflorestamento e painéis de OSB. A passarela e as bases de apoio foram executadas com toras de eucalipto e revestidas com tábuas de pinus reaproveitadas de obras de construção. Todo o revestimento externo foi feito com telhas metálicas e chapas galvanizadas.

Waldemar Luchiari Jr. engenheiro

Beto Rampazzo arquiteto

Autores e responsáveis técnicos Arquiteto Roberto Rampazzo Gambarato – CREA 5060321703 Email: projetos@portaldearquitetura.com.br Telefone: (19) 3406-2376/9141-5794 Engenheiro Waldemar Luchiari Junior – CREA 0605014101 Email: waldemarluchiarijr@hotmail.com Telefone: (19) 9256-7578 Fornecedores Processo de tratamento Multiágua (19) 3462-2004 Construção do container em “wood-frame” EngMax (19) 3478-7179 GK Construtor (19) 3405-6409 Madeira eucalipto de reflorestamento e Painéis de OSB Torina (19) 3468-2090 Toras de eucalipto Elevada (19) 3469-5178 Telhas e montagem do revestimento externo Maferaço (19) 3468-3974 Master Calhas (19) 8286-7000 Letreiros e painéis informativos PlanetColor (19) 3468-4888

35


36

Eco Decor | Consórcio PCJ | 2011

Eco Decor | Consórcio PCJ | 2011

PCJ

Casa Modelo

Consórcio PCJ

E agora, o Consórcio inova mais uma vez ao apresentar para a sociedade uma mostra de decoração que tem como lema a reutilização de materiais, o consumo consciente e a responsabilidade ambiental. “A Casa Modelo é um exemplo de que o reciclado, o reaproveitado é bonito e resistente. É fato que cientistas atestam que a ocorrência de eventos extremos, com fortes chuvas, tempestades, furacões, será muito mais rotineira nos próximos anos e temos de nos antecipar a isso. Porque não ser resistente e sustentável? A Casa Modelo prova isso" comenta Andréa. A casa dá uma aula de consumo racional e eficiente de água e energia elétrica, atrelando a tudo isso a beleza da decoração. "As pessoas podem perguntar se é caro construir uma casa assim. Pode até ser, mas se não é possível fazer uma casa inteira nova, ao menos, a cada vez que for trocar um piso, um vaso sanitário, uma torneira, por que não procurar produtos sustentáveis? Você vai ver que, com o passar dos anos, a sua casa se transformará em uma casa modelo, com respeito ao meio ambiente. Portanto, o primeiro passo é mudar nossa postura, nosso modo de ser”, comenta Francisco Lahóz, secretário executivo do Consórcio PCJ.

Entidade intermunicipal impulsiona transformações na região

E

m 1989, um grupo de pessoas, preocupado com a situação hídrica da região, criou o Consórcio Intermunicipal das Bacias dos Rios Piracicaba e Capivari. Inspirado no modelo francês, o Consórcio tinha como principal programa a Semana da Água. Passados 22 anos, esse programa, junto com diversas outras iniciativas desenvolvidas pela entidade, hoje denominada Consórcio PCJ (com a incorporação da bacia do rio Jundiaí), apresentam resultados importantes e o que se vê é uma região em franca transformação. “Temos ainda muito no que avançar, mas, sem dúvida, houve mudanças significativas”, afirma Dalto Favero Brochi, da Secretaria Executiva do Consórcio. “Esses avanços contaram com a participação do Consórcio. Mas, sem o envolvimento de todos os segmentos da sociedade, não teria sido possível”, ressalta. Um dos grandes avanços é no tratamento de esgoto. Quando o Consórcio iniciou suas atividades, o índice de tratamento de esgoto doméstico era de 3% na região de abrangência da entidade. Atualmente, o índice gira em torno de 50%. “Com a perspectiva de chegar a 70% em um curto prazo de tempo”, acrescenta Brochi. A transformação que isso representa é a melhora das condições dos rios. Fato visível, por exemplo, no retorno dos peixes às águas da região. “Voltamos a ter a piracema”, destaca Brochi.

Amadurecimento Uma das principais bandeiras do Consórcio PCJ é a gestão dos recursos hídricos, outro importante destaque no processo de transformação da região. O atual secretário executivo da entidade, Francisco Lahóz, avalia que o amadurecimento da sociedade em relação à importância da preservação ambiental tem sido fundamental para garantir a gestão. Ele recorda a implantação da taxa de R$ 0,01 por metro cúbico de água e, posteriormente, a cobrança pelo uso da água. Os recursos são revertidos em projetos de recuperação e melhoria na própria bacia. O Comitê PCJ atua de forma integrada com os sistemas nacionais e estaduais de gestão de recursos hídricos, defendendo os interesses e benefícios regionais. “A criação da Agência Nacional de Águas, do próprio Comitê PCJ e do Banco de Águas foram conquistas importantes, realizadas ao longo do tempo, e que viabilizam esta gestão”, enumera Lahóz.

Educação e Sensibilização Ambiental

Conheça alguns programas do Consórcio PCJ Andréa Borges | Coordenadora de projetos do Consórcio PCJ Francisco Lahóz | Secretário Executivo Consórcio PCJ

Os programas do Consórcio PCJ têm o objetivo de desenvolver atividades e ações de recuperação e preservação, além de atender as necessidades de empresas e municípios consorciados.

• Gestão de Recursos Hídricos • Educação e Sensibilização Ambiental • Cooperação Institucional • Integração Regional • Apoio aos Municípios • Resíduos Sólidos • Proteção aos Mananciais • Saneamento Básico e Racionalização

• Sistemas de Monitoramento das Águas

• Programa Especial das Empresas • Planejamento e Sustentabilidade • Agência de Água e Cobrança dos Recursos Hídricos

• Parcerias e Captação de Recursos

O Consórcio PCJ já capacitou cerca de 4 milhões de pessoas, de forma direta e indireta, em seus programas de treinamento e palestras, sobre a importância do uso racional da água, principalmente através do Projeto Semana da Água, considerado referência na área. Além disso, este Programa desenvolve diversos materiais didáticos para apoio aos educadores dos municípios e empresas consorciadas, como jogos, apostilas, vídeos, cartazes, cartilhas, entre outros.

Resíduos Sólidos O Programa auxilia municípios e empresas na gestão dos resíduos sólidos, por meio da elaboração de diagnósticos, incentivo à criação de consórcios públicos específicos para o tema, elaboração de planos de gerenciamento, estudo de destinação com destaque aos lodos de Estações de Tratamento de Água e Esgoto. A entidade presta assessoria na implantação dos instrumentos previstos pela Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei federal nº 12.305/2010), com destaque à logística reversa e à coleta seletiva.

37


38

Eco Decor | Consórcio PCJ | 2011

PCJ Proteção aos Mananciais Cerca de 3,5 milhões de mudas de espécies nativas foram plantadas através deste programa, que busca capacitar produtores rurais sobre a importância do reflorestamento, auxilia na elaboração de projeto, plantio, assessoramento e manutenção aos proprietários rurais, empresas e municípios interessados em projetos de reflorestamento.

Saneamento Básico e Racionalização O Programa presta apoio a municípios e empresas na captação de recursos e gerenciamento de projetos em atendimento a Política Nacional de Saneamento Básico. Outra linha de atuação de destaque do Programa é no combate às perdas hídricas, auxilio na busca por recursos, além de fornecer termos de referência para os municípios. No inicio das atividades do consórcio a perda hídrica nas bacias do PCJ era de 51%, atualmente está em 37%.

Programa Especial das Empresas O Programa Especial das Empresas busca a integração do segmento privado com as atividades do Consórcio PCJ por meio de encontros técnicos, discussões, intercâmbio de experiências e, principalmente, posicionamento em conjunto diante dos desafios do setor. Com foco na responsabilidade socioambiental corporativa, a entidade realiza assessoria técnica nas áreas de gestão em recursos hídricos, reflorestamento, gestão de resíduos sólidos, educação ambiental e captação de recursos. As empresas associadas ao Consórcio PCJ atualmente representam 90% dos volumes de água captada para uso industrial nas bacias PCJ, demonstrando a importância da participação do setor privado nas tomadas de decisões relacionado às áreas de recursos hídricos e meio ambiente.

Agência de Água e Cobrança dos Recursos Hídricos Durante cinco anos o Consórcio atuou como Agência de Água PCJ, sendo muito bem avaliado pelos Comitês PCJ, pela Agência Nacional de Águas (ANA) e pelos usuários de águas. Atualmente, atua como Agência de Bacias para o Comitê PJ, na porção mineira de nossa região. Foi pioneiro em aplicar o exercício de cobrança pelo uso da água, utilizando esse dinheiro em projetos de educação ambiental.

Eco Decor | Consórcio PCJ | 2011

entrevista

Angelo Perugini Prefeito de Hortolândia e presidente do Consórcio PCJ, faz um balanço dos 22 anos de atuação da entidade em busca da recuperação e proteção das águas na região. Para ele, a aposta continua sendo investimento na educação ambiental para promover mudanças.

As casas ecológicas são alternativas que garantem economia de energia elétrica, água e apresentam soluções para tratamento de esgoto a baixo custo. Prefeito, qual a importância hoje, no Brasil e no mundo, do desenvolvimento e implantação de construções sustentáveis como esta Casa Modelo, apresentada pelo Consórcio PCJ? A preservação do meio ambiente se torna cada vez mais indispensável. As casas ecológicas são alternativas que garantem economia de energia elétrica, água e apresentam soluções para tratamento de esgoto a baixo custo. Outro fator importante da Casa Modelo é a função educativa. Quem visita o local aprende lições importantíssimas sobre o consumo consciente de água e energia por meio do uso de equipamentos como aquecedores solares e cisternas. Nesta edição, a Casa Modelo vai conscientizar ainda sobre como aproveitar na decoração do lar materiais que normalmente vão para o lixo. Então, a EcoDecor tem uma função que vai além da arquitetura. É um chamado para mudança de atitude de todos nós em relação ao meio ambiente. Cada cidadão pode, no dia a dia, colocar em prática o princípio básico da sustentabilidade: reduzir, reutilizar e reciclar. Além da divulgação destas tecnologias junto ao público,

39


40

Eco Decor | Consórcio PCJ | 2011

entrevista arquitetos e construtores, o senhor acredita que são necessárias ações efetivas do poder público para ampliar a sua utilização em larga escala? Quais ações poderiam ser tomadas neste sentido? As construções ecológicas têm que se tornar mais viáveis do ponto de vista financeiro. Esse tipo de obra é mais cara que as comuns porque os materiais ecológicos são produzidos em pequena escala. Acredito que a educação ambiental é o principal instrumento do poder público para aumentar a consciência ecológica nas pessoas e, consequentemente, ampliar a demanda por esse tipo de construção. Mas a Casa Modelo mostra que cada um de nós pode fazer pequenas mudanças na moradia para reduzir o impacto ambiental dela. Seja na reutilização de materiais na hora da decoração ou ao investir no sistema de aquecimento solar, que é compensado pela economia de energia elétrica. Em Hortolândia, entregamos 500 moradias populares com sistema de aquecimento solar, uma parceria com a CPFL (Companhia Paulista de Força e Luz). Os moradores também receberam lâmpadas ecologicamente corretas que consomem menos energia. Então, o próprio poder público pode utilizar soluções ecologicamente corretas em suas construções para educar a população a agir da mesma forma. Prefeito, o Consórcio PCJ completa 22 anos. Faça um balanço dos avanços conquistados neste período, principalmente ao longo de suas duas gestões. O PCJ é uma ferramenta de transformação ambiental importantíssima na luta pela água com avanços importantes nesses 22 anos. Sua origem é de um tempo em que a região tinha um olhar pequeno para a questão da água. Pouco ou quase nada se falava sobre recuperação e preservação dos recursos hídricos. O Consórcio envolveu a sociedade na luta pela preservação da água, exportando essa preocupação para todo o Estado. É o surgimento do PCJ que despertou

Acredito que a educação ambiental é o principal instrumento do poder público para aumentar a consciência ecológica nas pessoas

os empresários da região para a necessidade de ações urgentes para reduzir o impacto da produção industrial nos rios, sob pena de arruinar o desenvolvimento econômico da região, com a escassez dos recursos hídricos, reflexo da poluição.

Hoje há uma nova consciência sobre isso em nossa região? A união de esforços de todos os presidentes que passaram pela entidade, técnicos, prefeituras, empresas consorciadas e sociedade em geral, nessas duas décadas, mudou esse cenário de acomodação para uma luta constante e cheia de vitórias em defesa da água, o que faz do Consórcio PCJ uma entidade de renome internacional. Fale um pouco sobre os avanços e conquistas do Consórcio, desde o seu surgimento. Entre os avanços do Consórcio destaco a discussão sobre a importância da coleta e tratamento de esgoto e recuperação de matas ciliares, saindo da discussão única sobre a água como era inicialmente. Outra conquista importante é o direito de cobrança pelo uso da água, um sucesso. Não podemos esquecer que a participação das empresas públicas e privadas no quadro de associados, a partir de 1996, foi um marco muito positivo para a entidade, pois ao agregar esses grandes usuários, deu maior credibilidade, fortalecimento e maior poder de articulação à nossa instituição. A entidade participou ativamente das discussões dos projetos de lei que resultaram nas políticas estaduais e nacionais de recursos hídricos e no projeto de lei que criou a Agência Nacional de Águas (ANA). Também teve posicionamento e participação importantes nas negociações da renovação da outorga do Sistema Cantareira, em 2004. A criação de instrumentos de educação ambiental como a Semana da Água e a própria Casa Modelo são atitudes importantes que precisam ser ampliadas.

Eco Decor | Consórcio PCJ | 2011

41


42

Eco Decor | Consórcio PCJ | 2011

Eco Decor | Consórcio PCJ | 2011

entrevista Qual o principal foco da sua gestão à frente do Consórcio e quais os projetos que ainda pretende executar? Em nossa gestão priorizamos o auxilio aos municípios na busca de recursos financeiros para o saneamento básico, através de programas de governo como o PAC 2, o Reágua, o Água Limpa, entre outros. Também apoiamos na captação de recursos do Fehidro e da Cobrança pelo Uso da Água, aplicados pelos Comitês PCJ, além de outras fontes de financiamento para projetos e ações. Como está a situação do tratamento de esgoto na região do PCJ? Há 22 anos, as bacias PCJ tratavam cerca de 3% dos esgotos domésticos e hoje tratam mais de 55%. Esse índice tende a crescer no curto prazo, com a entrada em funcionamento de várias estações de tratamento de esgoto em nossa região. Temos também ações em combate às perdas de água em sistemas de abastecimento público, em educação e sensibilização ambiental, proteção aos mananciais, resíduos sólidos, gestão dos recursos hídricos, entre outras. Em função das alterações climáticas e principalmente, pelas fortes chuvas ocorridas nos últimos dois anos, o Consórcio PCJ está desenvolvendo um projeto de ações quanto a eventos extremos, com capacitação de agentes multiplicadores, com apoio e parceria dos municípios, serviços de água e esgoto, empresas, defesa civil, escolas, enfim instituições públicas e privadas. Prefeito, fale um pouco sobre as próximas metas. Quanto aos projetos que pretendemos executar, o Consórcio PCJ tem várias propostas, principalmente quanto à revitalização das bacias hidrográficas, como por exemplo, na região das cabeceiras dos rios Jaguari e Atibaia, localizadas desde o Sul de Minas Gerais, e o entorno do Sistema Cantareira. Esse

projeto é ousado e, além da recuperação exemplo da microbacia da Região Brados mananciais, propõe um novo vetor gantina. Tudo isso depende do esforço econômico para aquela região, voltado de todos. O comprometimento da sopara o ecoturismo e ações preservacio- ciedade em geral é um desafio. Afinal, nistas, como o PSA (Pagamento por a garantia de água hoje e no futuro deServiços Ambientais). A demanda na pende de uma série de ações integradas. região é grande e o Consórcio PCJ busca atender os projetos e atividades con- E qual a missão das cidades da região tidas em seu Plano de Atuação, que é para atingirmos estas metas? analisado e aprovado por todos os conCada município tem sorciados a cada que fazer sua lição de dois anos. Outra Para haver o uso casa. Em Hortolândia, questão que estaracional da água, por exemplo, mais de mos evidenciando as pessoas precisam 50% da cidade já conneste momento é ser educadas ta com coleta e trataquanto à renovamento de esgoto. Nosção da outorga do a utilizar sa meta, junto com a Sistema Cantareira, os recursos hídricos Sabesp, é a de garantir que deverá ocorrer da maneira o serviço em 100% do somente em agosto correta município até o final de 2014, porém a do ano que vem. Outra nossa região já iniciou discussões em torno desse tema ação ambiental importante em nossa e o Consórcio PCJ já promove essas cidade é a construção da usina de rediscussões com diferentes setores, vi- síduos sólidos que abrigará a usina de sando ampliar a oferta de água para as reciclagem de resíduos da construção civil, em fase de instalação, além de bacias PCJ. usina de processamento dos resíduos Qual a situação hoje de nossas águas, urbanos (lixo doméstico), cooperativa nas bacias PCJ, e qual seria a condição de reciclagem, usina de processamento ideal, ou seja, as metas que devería- de biodiesel e pneus, viveiro municipal, mos lutar para atingir nos próximos centro de atendimento comunitário, central de caçambas e um ecoponto. anos? O programa terá capacidade para proNosso desafio continua sendo a educa- cessar todo o resíduo produzido pelo ção ambiental para promover a mudan- município. A instalação da usina é reça de comportamento das pessoas em alizada por meio de convênio entre a relação ao uso dos recursos hídricos. Prefeitura de Hortolândia e o Inac (InsO consumo de água na região do PCJ tituto Nova Agora de Cidadania). O continua elevado. O índice de perdas investimento está estimado em R$ 2,5 de água nos sistemas de abastecimento milhões, por meio de recursos provetambém preocupa. Para haver o uso ranientes do Banco do Brasil, parceiro do cional da água, as pessoas precisam ser Instituto Inac. Os municípios da região educadas a utilizar os recursos hídricos da maneira correta, precisam aprender poderão utilizar o espaço. O destino que a simples ação de jogar um papel incorreto do lixo é um dos principais de bala na rua vai comprometer a vida vilões do meio ambiente. E os nossos dos mananciais. Então, esse é um gran- municípios têm que agir para equaciode desafio. O outro é a conquista de re- nar estes problemas. Têm que colocar a cursos para viabilizar a recuperação de questão ambiental e de saneamento enmananciais da região que agonizam, a tre suas grandes prioridades.

43


44

Eco Decor | Consórcio PCJ | 2011

Eco Decor | Consórcio PCJ | 2011

CACILDA GAMBARATO (Patchwork e Artesanato) Telefone: (19) 9233-5876 Email: cgambarato@yahoo.com.br

fornecedores Ecodecor ECOSIMPLE IND. COM. TECIDO SUSTENTÁVEL Site: www.ecosimple.com.br Email: comercial@ecosimple.com.br Telefone: (19) 3469.4951 Endereço: Rua da Seda Natural, 559, Distrito Industrial Abdo Najar, Americana-SP AMANCO INOVAÇÕES EM TUBOS E CONEXÕES – GRUPO MEXICHEM Site: www.amanco.com.br ESPAÇO RÚSTICO ATELIÊ (móveis de madeira reaproveitada) Contato: João Libório Telefone: (19) 3601-0073 Endereço: Rua Major Rehder, 178, Centro, Americana-SP ROSEANE ARTES (Trabalhos em jornal) Email: roseaneartes@hotmail.com Telefone: (19) 3645-2173 MARMORARIA PARAÍSO DAS PEDRAS (lavatórios e soleiras de aglostone e technistone) Site: www.marmorariaparaisodaspedras.com.br Telefone: (19) 34077645 Endereço: Rua Igaratá, 605, Americana-SP COMFER TUDO PARA CONSTRUÇÃO (Porcelanato Ecollection da Portobello e Pastilha de vidro Ezarri da Porto Design) Telefone: (19) 3408-8000 Endereço: Av. Cillos, nº 880 a 892, Jd. São Paulo, Americana-SP PIRAGESSO COMERCIO (gesso acartonado Knauf) Site: www.piragesso.com.br Telefone: (19) 3424-2933 Endereço: Av. Dois Córregos, 2998, Piracicaba-SP GIBERTI MARCENARIA (chapas de MDF) Telefone: 3461-4555 Endereço: Rua Icaraí, 472, Jd Ipiranga, Americana-SP

FATTI LUTTI DECORAÇÕES (revestimento de tecido) Site: www.fattilutti.com.br Telefone: (19) 3461-5343 / 3407-4202 Endereço: Avenida Campos Salles, 227, Bairro Girassol - Americana/SP LUXAFLEX (persiana de madeira) Site: www.luxaflex.com.br Telefone: 0800-147148 GLASSLINE SOLUÇÕES EM PASTILHAS DE VIDRO Site: www.glasslinepastilhas.com.br Tel efone: (19) 3037.1195 Endereço: Rua do Centeio, 4, Lot. Jd. São Fernando, Santa Bárbara d’Oeste-SP POLYRIO POLÍMEROS (madeira plástica) Site: www.polyrio.com.br/ Telefone: (21) 3691-2553/3691-1419 Endereço: Av. Presidente Tancredo Neves, 3503, Distrito de Engº Pedreira - RJ TINTA SOLUM Site: www.tintasolum.com.br Telefone: (11) 3097 -8716 HECODESIGN REVESTIMENTOS Site: www.hecodesign.com.br E-mail: contato@hecodesign.com.br Telefone: (19) 3462-3882 Endereço: Av. São Jerônimo, 780, Jd Bela Vista, Americana-SP ECOBUILT - SOLUÇÕES INOVADORAS PARA A SUA OBRA Site: www.ecobuilt.com.br |Email:ecobuilt@ecobuilt.com.br STEFANINI VIDROS E ESQUADRIAS Site: www.stefaninividros.com.br Email: comercial@stefaninividros.com.br Telefone: (19) 4122-3085 / 3407-1354 Endereço: Av. Paulista, 191, Colina – Americana/SP

CAROLINE VITTI KAGEYAMA - Arquiteta e Urbanista (pufes de garrafa PET) Site: www.carolkageyama.com.br Email: carolkageyama@uol.com.br Telefone: (16) 9236-0789

TIJOLECO TIJOLOS ECOLÓGICOS POPULARES Site:www.tijol-eco.com.br|Email:comercial@tijol-eco.com.br Telefone: (19) 3481-5226 / 3483-1054 / 9345-7637 Endereço: Av. São Pedro, 204, Nova Aurora, São Pedro/SP

KAYUÁ MÓVEIS (revestimento de tecido) Telefone: (19) 3462-3844 Endereço: Rua Ary Meireles, 303, Vila Galo - Americana-SP

FERRO BOM Serralheria Telefone: (19) 3462-6234 / 9151-4128 Site: www.serralheriaferrobom.com.br Endereço: Rua dos Imigrantes, 435, Jd. Ipiranga, Americana/SP

OFICINA DECOR (estofados, cortinas, almofadas e papel de parede) Telefone: (19) 3405-9555 Email: adrianaoficinadecor@hotmail.com Endereço: Rua Hermínio Sacilotto, 905, Vila Sta. Catarina, Americana/SP OLIVEIRA DECORAÇÕES Telefone: (19) 4106-0756 / 9233-6857 / 7813 9535 / 3498-1889 Email: decoracoes.oliveira@gmail.com Endereço: Rua Silvio de Paula, 957A, N.S. de Fátima, Nova Odessa/SP ARTE VIVA Telefone: (19) 3368-2319 / 3368-2321 Site: www.artevivacampinas.com.br Endereço: Rua Coronel Quirino, 2196, Cambuí, Campinas/SP MADEIREIRA MATO GROSSO Telefone: (19) 3458-2211 Site: www.madeireiramatogrosso.com.br Endereço: Rua da Agricultura, 1900, Jardim Pérola, Santa Bárbara d'Oeste/SP

Moreno Perfilados e Ferros LTDA Site: www.morenoperfilados.com.br Email: vendas@morenoperfilados.com.br Telefone: (19) 3458.4663 Endereço: Rua da Agricultura, 76, J ardim Pérola, Santa Bárbara D'Oeste/SP Fastway Impressão Digital Site: www.fwplacas.com.br Email: placas@fwplacas.com.br Telefone: (19) 3406.1370 Endereço: Rua Quintino Bocaiúva, 452, Centro, Americana/SP J.W. Francis Construtora Email: construtorajwfrancis@gmail.com Telefone: (19) 8808.5077 Marina Flores Site: www.marinaflores.com.br Email: contato@marinaflores.com.br Telefone: (19) 3462.2571 Endereço: Rua Florindo Cibim, 331, Jardim São Paulo, Americana/SP Vidraçaria Colla Site: www.vidracariacolla.com.br Email: vidracariacolla@hotmail.com Telefone: (19) 3408.1073 / 9634.1616 Endereço: Avenida da Amizade, 1795, Jd. Europa, Santa Bárbara d'Oeste/SP

45


46

Eco Decor | Consórcio PCJ | 2011

Eco Decor | Consórcio PCJ | 2011

Vidraçaria Paineiras Site: www.vidracariapaineiras.com.br Email: vidracariapaineiras@ig.com.br Telefone: (19) 3461.0535 / 3405.8845 Endereço: Rua das Paineiras, 150, Jd. São Paulo, Americana/SP

ELEVADA Madeiras Site: www.elevadamadeiras.com.br Email: contato@elevadamadeiras.com.br Telefone: (19) 3469-5178 | Endereço: Av. Affonso Pansan, 1161, Vila Bertini, Americana/SP

VERSATO ACABAMENTO DE INTERIORES Site: www.versatodecor.com.br Telefone: (19) 3253-0677 Endereço: Rua Carlos Guimarães, 340, Cambuí, Campinas/SP

Portobello Site: www.portobello.com.br Telefone: 0800 648 2002

VIVEIRO MUNICIPAL DE AMERICANA Telefone: (19) 3405-7700 (Resp. setor - Eng. agrônomo Edison Silvio Evangelista) Endereço: Rua Izolina Geminiane Rosa, 1550, Res. Horto Florestal Jacyra, Americana/SP

PIZARRO MÓVEIS E DECORAÇÃO Site: www.pizarromoveis.com.br Telefone: (19) 3306-8598/3883-6598 Endereço: Rua João Francisco Ramos, 396, Sumaré/SP

Porto Design Site: www.portodesign.com.br Telefone: (47) 3248-6100 ENERFOCUS EFICIÊNCIA ENERGÉTICA Site: www.enerfocus.com.br Email: contato@enerfocus.com.br Telefone: (41) 3288-6677 / 3274-3355 Endereço: Rua Jornalista Caio Machado, 678, Santa Quitéria, Curitiba/PR ENERGIAS EFICIÊNCIA ENERGÉTICA Site: www.energias.com.br Telefone: (11) 3333-5693 Endereço: Rua 24 de Maio, 255, São Paulo/SP SOLOS - RECICLAGEM DA CONSTRUÇÃO Site: www.solosreciclagem.com.br Telefone: (19) 3405-5521 Endereço: Av. São Jerônimo, 3086, Morada do Sol, Americana/SP PISO NOBRE Site: www.pisonobre.com.br Telefone: (19) 3468-3491 / 7803-6555 Endereço: Av. Nossa Sra. de Fátima, 1427, Americana/SP MADCENTRO Site: www.madcentro.com.br Telefone: (19) 2109-7999 Endereço: Av. Henrique Roberto G. A. Brechmacher, 1601, Jd. Brasil, Americana/SP TOQUE DA CASA Site: http://toquedacasa.blogspot.com Email: toquedacasapatchwork@gmail.com Telefone: (19) 9773-5250 VA MARCENARIA Site: www.vamarcenaria.com.br Telefone: (19)3468-5144 Endereço: Avenida Paschoal Ardito, 1821, Americana/SP Via Rosa Site: www.viarosa.com.br|Telefone: (19) 3429-7000 MAFERAÇO Produtos Siderúrgicos Telefone: (19) 3468-3974 End: R. do Funileiro, 53, Cond. Ind. Werner Plaas, Americana/SP

Cheiro Verde Site: www.floriculturacheiroverde.com.br Telefone: (19) 3457.8052 | Endereço: Rua Gabriel Pereira de Brito, 191, Dona Regina, Santa Bárbara d’Oeste/SP MULTIÁGUA Site: www.multiagua.com.br Email: leandro_zanini@multiagua.com.br Telefone: (19) 3462-2004 | Endereço: Rua dos Jequitibás, 850, Jd. Planalto, Americana/SP IMPÉRIO DAS LÂMPADAS Site: www.imperiolampadas.com.br Telefone: (19) 3478-4000 Endereço: Av. Geraldo Gobbo, 453, Boa Vista, Americana/SP STYLLO HOME DECOR Email: styllo_decor@hotmail.com Telefone: (19) 3407-7844 Endereço: Rua das Acácias, 54, Jd. São Paulo, Americana/SP TORINA MADEIRAS Email: compras@torinamadeiras.com.br Telefone: (19) 3468-2090 Endereço: Rua dos Metalúrgicos, 135, Jd. Industrial Werner Plaas, Americana/SP ENGMAX CONSTRUÇÕES MÁXIMAS LTDA Telefone: (19) 3478-7179/3478-7178 Email: engmax@engmax.com.br Endereço: Rua do Tecelão, 105, Jd. Ind. Werner Plaas, Americana/SP CRIARE MÓVEIS PLANEJADOS Email: criareamericana@gmail.com Telefone: (19) 3405-4262 End.: Av. Campos Salles, 1458, Vila Jones, Americana/SP ATREZZI CAMA, MESA & BANHO Site: www.atrezzi.com.br Email: atrezzi@atrezzi.com.br Telefone: (19) 9730-4584/9811-5084

THEKA OLIVIA – Artista Plástica Email: theka.olivia@bol.com.br Telefone: (19) 3469-4020/9279-8063 DOLOREZ DHIAZ – Artista Plástica Email: dolorezdhiaz@ig.com.br Telefone: (19) 3407-3278/9149-8412 COFERT TINTAS Site: www.cofert.com.br Email: falecom@cofert.com.br Telefone: (19) 3461-3441 SERRALHERIA FERRO BOM Site: www.serralheriaferrobom.com.br Telefone: (19) 3462-6234/9151-4128 Endereço: Rua dos Imigrantes, 435, Jd. Ipiranga, Americana/ SP DIOGO GONZALES ARTISTA PLÁSTICO Email: diogo.gonzales@hotmail.com Telefone: (19) 8114-1468/9427-8448/3407-7433 GOSTINHO DE LEITURA Telefone: (19) 3648-0188 Email: www.gostinhodeleitura.com.br End.: Rua Florindo Cibin, 329, Vila Medon, Americana/SP GK CONSTRUTOR Telefone: (19) 3405-6409/3601-5409 8118-0203/8843-7952 ROBERTO MONTANARI CARPINTEIRO Telefone: (19) 9148-7656 PLANET COLOR Site: www.planetcolorvisual.com.br Email: contato@planetcolorovisual.com.br Telefone: (19) 3468-4888/3468-4884 End.: Rua Tamoio, 323, Jd. Sta. Catarina, Americana/SP AMERICAN PEDRAS Site: www.americanpedras.com.br Email: americanpedras@americanpedras. com.br | Telefone: (19) 3468-2600 Endereço: Rua Celinda Antonia Quaino St. Rosa, 40, Jd. Luciene, Americana/SP

47


48

Eco Decor | Consórcio PCJ | 2011

RA MOVELARIA Site: www.ramovelaria.com.br Email: ramovelaria@yahoo.com.br Telefone: (19) 3468-7638 Endereço: Rua São Judas Tadeu, 40, São Vito, Americana/SP ECOPIETRA Site: www.ecopietra.com.br Email: falecom@ecopietra.com.br Telefone: (19) 3833-4000 Endereço: Rua Joaquim Árico, 95, Cond. Nossa Sra de Fátima, Betel - Paulínia/SP JOMARA COLCHÕES Telefone: (19) 3626-3999 Endereço: Rua Joaquim de Oliveira, 584, Centro, Santa Bárbara d’Oeste/SP

Eco Decor | Consórcio PCJ | 2011

3C - CONSTRUSAN COMERCIAL E CONSTRUTORA Site: www.3cconstrutora.com.br Email: construsan@acia.com.br Telefone: (19) 3462-5443/3462-5442 End: Rua João Belotti, 525, Vila Dainese, Americana/SP

TELHADO FÁCIL Site: www.telhadofacil.com.br Email: contato@telhadofacil.com.br Telefone: (19) 3466-4909/ 3476-6537 Endereço: Estrada Americana/Nova Odessa, km 04, Av. B, 22, Pq. Ind. Harmonia, Nova Odessa/SP

NOVA TECNOLOGIA Site: www.pensenova.com Email: comercial@pensenova.com Telefone: (11) 2601-1755 Endereço: Rua Barão de Monte Santo, 500, Mooca, São Paulo/SP

PONTO BRASIL SOLUÇÕES SUSTENTÁVEIS Email: kimamericana@uol.com.br Telefone: (19) 3461-4932

ATELIER DE COSTURA MARIA ISABEL Telefone: (19) 3037-8536 End.: Rua Cabo Oswaldo de Moraes, 266, Americana/SP

LOJAS GARCIA Site: www.lojasgarcia.com.br Telefone: (19) 3461-4074 Endereço: Avenida São Jerônimo, 1549, Jd. São Domingos, Americana/SP

GESSO NOVA ODESSA Site: www.gessonovaodessa.com.br Email: contato@gessonovaodessa.com.br Telefone: (19) 3466-3769 Endereço: Rua José de Paiva, 368, Nova Odessa/SP

GRUPO TELHAS Site: www.gruppotelhas.com.br Telefone: (19) 2114-9500 Endereço: Rodovia SP 306, km 34, s/nº, Bairro do Porto, Limeira/SP

DOCOL METAIS SANITÁRIOS Site: www.docol.com.br Email: dresponde@docol.com.br Telefone: (47) 3451-1363 Endereço: Av. Edmundo Doubrawa, 1001, Zona Industrial Norte, Joinville/SC

SUNLAB Site: www.sunlab.com.br Email: sunlab@sunlab.com.br Telefone: (11) 4035-2500 Endereço: Av. Francisca de Paula Pereira, 450, Distrito Industrial III, São João Del Rey, Bairro Uberaba, Bragança Paulista/SP

HYDRONORTH Site: www.hydronorth.com.br Telefone: (43) 2101-2000 Endereço: Rod. Melo Peixoto, 656, Cambé/PR SHERWIN WILLIAMS Site: www.sherwin-williams.com.br Telefone: 0800-7024037 HOUSELUZ Site: www.houseluz.com.br Telefone: (19) 3471-2808 Endereço: Rua Dr. Cicero Jones, 305, Vila Rehder, Americana/SP

LUCAS PINTURAS Telefone: (19) 9149-8847 MÓVEIS CAMPAGNOLO Telefone: (19) 3458-1434 Endereço: Rua do Alumínio 930, Jardim Pântano, Santa Bárbara D'Oeste/SP ZANINI Site: www.zanini.com.br Telefone: (19) 3462-1940 Endereço: Avenida Antonio Lobo, Centro, Americana/SP

VIVEIRO MUNICIPAL DE LIMEIRA Telefone: (19) 3441-1178

ATELIÊ DE CERÂMICA PATRÍCIA FREITAS Site: www.patriciafreitas.com.br Email: patriciaf.ceramica@hotmail.com Telefone: (19) 3478-3526/9151-4154 End. Ruas São Jorge, 125, Jd. São Manoel, Americana/SP

CALHAS UNIÃO Site: www.calhasuniao.com.br Email: calhasuniao@calhasuniao.com.br Telefone: (19) 3462-5111/3604-1679/9156-4390 Endereço: Rua das Castanheiras, 652, Jd. São Paulo, Americana/SP

EDITORA ADONIS Site: www.editoraadonis.com.br Telefone: (19) 3471-5608 Endereço: Rua do Acetato, 189, Distrito Ind. Abdo Najar, Americana/SP

VIVEIRO MUNICIPAL DE PIRACICABA Telefone: (19) 3424-1692

MASTER CALHAS Site: www.mastercalhas.com Telefone: (19) 8286-7000 JULINEL MÓVEIS E PRESENTES Email: c.campagnolo@ig.com.br Telefone: (19) 3458-2569/3458-1453 Endereço: Av. da Amizade, 3.167, Jd. Santa Rosa II, Santa Bárbara d’Oeste/SP CEREJA COMUNICAÇÃO Site: www.cerejacomunicacao.com.br Email: atendimento@ cerejacomunicacao.com.br Telefone: (19) 3272-4947 PMK3 PROPAGANDA E MARKETING Site: www.pmk3.com.br Email: contato@pmk3.com.br Telefone: (19) 3402-5774

49


50

Eco Decor | Cons贸rcio PCJ | 2011

Eco Decor | Cons贸rcio PCJ | 2011

51



Revista Casa Modelo EcoDecor