Issuu on Google+

ANIVERSÁRIOS!

EDITORIAL

Datas importantes

01/01 - Joana Rôla Pereira (Dirigente);

14/01 - Janeiras (Agrupamento);

05/01 - Manuel Monteiro (Explorador);

Ano Novo, Vida Nova?

Mais um ano passou, iniciamos agora 2017. O período de Natal e de Passagem de Ano propicia alguma reflexão acerca do ano que passou e convida à tomada de decisões para o novo ano. “Ano novo, vida nova”, diz-se! A mudança é, sempre foi e será importante, tanto para os jovens como para os adultos que os guiam. No entanto, nem sempre mudar é bom! Deste modo, deixo aqui um pequeno texto para que nos lembremos dos motivos pelos quais ano após ano, continuamos a orgulhosamente a ser chamados escuteiros:

14/01 - Animação do Terço (Iª);

05/01 - Carmo Agostinho (Explorador);

21/01 - São Paulo (IVª);

06/01 - Bryan Godinho (Lobito);

28 e 29/01 - ACAPAIS (Agrupamento)

10/01 - Sofia Manana (Lobita); 12/01 - Simão Diogo (Lobito); 20/01 - Telmo Pina (Caminheiro); 26/01 - Tiago Ettlin (Pioneiro); 29/01 - Márcia Rodrigues (Caminheira)

“Ser Escuteiro é trocar a cama por um saco-cama, o quarto por uma tenda, os ténis giros do dia-a-dia por umas botas de campo… Ás vezes até descombinar coisas com os amigos para ir a uma atividade. Ser Escuteiro é levar a casa dentro de uma mochila quando vamos acampar e quando volta para casa não caber tudo lá dentro.É deixar cair o jantar e voltar a por tudo na panela, passar fome e frio mas lembrar-nos sempre desses momentos como os melhores da nossa caminhada escutista. Escuteiro que é Escuteiro dá valor ás bolachas Maria. Escuteiro que é Escuteiro não se suja, ganha uma camada protetora. Quando somos Escuteiros sabemos que a qualquer lado que vamos fardados somos bem recebidos. O Escutismo é a nossa segunda família, que nos acolhe e nos vê crescer.”

ficha técnica // Edição nº8 - Janeiro 2016 Redatores: Catarina Manta Pereira; Tigre e Suricata; Frederico Santos e Rodrigo Batista; Constança e Carolina; Andrea Pérez;

Directora: Catarina Manta Pereira Sub-Directoras: Andrea Pérez Mónica Marques Supervisor: Luís Pape

excerto retirado de: http://www.ela-e-ele.com/ser-escuteiro-e/

Catarina Manta Pereira

Acampamento de Natal

Acampamento de Natal O acampamento foi realizado no natal e o imaginário foi a Caça às Estrelas. Ganhamos tendas novas, fizemos um jogo nocturno e também ganhámos estrelas! No último dia nós comemos wraps e depois das 16h da tarde formamos para os chefes dizerem quem ganhou o acampamento. Quem ganhou foi o banco Ruivo! Tigre (Simão Diogo) e Suricata (Zoe Teixeira)

O acampamento da expedição começou na alfândega do Cais Sodré. Onde fomos até ao nosso destino, o Seixal. De seguida formámos e os chefes deram-nos os objetivos do acampamento, e indicaram-nos o caminho para o sitio onde iriamos passar o resto dos dois dias. E depois de uma pequena caminhada chegámos ao campo. Não nos pareceu lá grande coisa, mas quando entrámos parecia o céu. Os chefes disseram-nos que iria ser um "Guerra de sexos" em que seria Rapazes contra Raparigas. Estávamos felizes e contentes, o que não sabíamos era que aquele acampamento ia ser marcante mas na pior das razões. Montámos as tendas e de seguida os chefes deram-nos autorização para ir dormir. De manhã os chefes deram a alvorada e deram-nos as tarefas do dia que seguiu por esta ordem: 1º Vestir e fazer higiene; 2º Tomar o pequeno-almoço; 3º Realizar as construções de campo ; 4º Fazer o almoço que era Frango à cervejeira. A seguir fomos para um campo de futebol e jogámos futebol-humano. As coisas não correram como era esperado então começamos a treinar as peças de fogo de conselho. Regressamos ao campo e os chefes deixaram-nos treinar mais um bocado as peças. Enquanto uns apanhavam ramos outros faziam o Jantar que era alho francês à Brás. O fogo de conselho foi lindo e um dos melhores que já tivemos ouve as peças cómicas que foram excecionais e nas peças séria, ambas as equipas fizeram uma reflexão e essa reflexão foi ótima. A parte que mais nos surpreendeu foi um texto que a guia da patrulha tubarão, a Mariana fez. Era lindo falava de todas as características de cada um. De seguida fomos dormir. Até aqui o acampamento estava a ser per feito até nós estragarmos tudo. Parecíamos baratas tontas não dávamos pelo sofrimento que os chefes têm ao ver-nos assim sabendo que nós somos muito melhores. Mesmo com toda a porcaria que fizemos os chefes tentaram-nos proporcionar uma celebração da palavra que nós não conseguimos fazer com que acontecesse então os preços foram pagos. Acho que a única coisa que podemos dizer por nos abrirem os olhos e nos fazerem seguir outro caminho é Obrigado equipa de animação!

E isto não é só nosso, é de todos. Frederico Santos e Rodrigo Batista


Bem-Vindo!

Farol Azul Nos passados dias 19 e 20 de Novembro, na escola Salesianos do Estoril, decorreu o Farol Azul, que é uma atividade anual da III°Secção, de guias e sub-guias. Quando chegámos ao local de encontro, não sabíamos bem o que esperar. Passados uns minutos damos o típico abraço de núcleo e dizem-nos que temos 15minutos para encontrarmos o papel com o nosso nome para podermos formar as equipas. Com as equipas formadas e apresentadas com grito e lema, fazemos um primeiro jogo "quebra-gelo", muito giro, e cada um parte para a sua primeira formação. Ao todo tivemos 5 formações, Socorrismo, Fogo de Concelho, Preparação de Empreendimentos, Gestão de Tempo/Conflitos e Perigos na Internet. Entre todas as formações fazíamos um jogo nos quais pescámos, corremos, tirámos sapatos e muito mais. Achamos que todos os presentes podem concluir que realmente foi uma experiência muito divertida. Aprendemos coisas que podíamos não saber ou não nos lembrar, conhecemos pessoas novas, maneiras como diferentes agrupamentos resolvem certos assuntos e acima de tudo passámos um bom bocado com a grande família que é o CNE.

No dia 18 de novembro, o Clã 131 S. Pedro recebeu um novo integrante na tribo, chamado João Silva. Ele veio connosco à nossa atividade do fim de semana 18 e 19 de novembro. Começamos a atividade à meia noite com um raide até Sintra e por isso tivemos tempo para conhecer o mais recente membro e quebrar o gelo. A chegada a Sintra foi um sucesso! Ficamos numa pequena gruta e montamos um abrigo para passar a noite… Fizemos um fogo para nos aquecer e assamos uns petiscos para encher o estômago. Tivemos um momento de reflexão e partilhámos uns com os outros um pouco do que é a IVª secção. Tivemos o Ângelo Tavares e a Catarina Martins a fazer o papel de irmãos mais velhos e deram-nos uma palavra do que foi viver a IVª secção para eles. Ao fim da noite (já quase de manhã), dormimos um bocadinho para repor as energias. No dia seguinte, o nosso caminheiro João Silva ensinou-nos a fazer arcos! Com muita paciência e força de vontade, cada um de nós procurou uma vara e com ajuda do João, criou uma lança. Foi divertido, dinâmico e trabalhoso… Aprendemos mais uma coisinha para a nossa vida. Todos os dias estamos a aprender coisas novas, até sem darmos conta disso, mas só deve-

Constança e Carolina

mos prestar atenção às coisas realmente importantes, coisas que nos ajudem a crescer como pessoas e como caminheiros. Estou sempre a aprender nesta secção, de facto é uma secção que te ensina a crescer da melhor maneira. Em nome do Clã 131, dou as Boas-Vindas ao João Silva! Andrea Pérez

ACAPAIS No fim de semana de 28 e 29 de Janeiro, decorrerá em Fátima uma actividade que pretende juntar pais, amigos, familiares e escuteiros com o objectivo de estreitar relações e realizar uma actividade escutista no âmbito do imaginário do ano “Confiar”. Desta forma a actividade será composta por diferentes momentos como uma caminhada, um jogo de vila, uma Via Sacra e uma Eucaristia. A dormida nesta actividade será feita em regime de acatonamento sendo para isso necessário que todos os participante levem saco cama e colchonete. Pedimos também que todos os participantes levem almoço frio para Iº Instaleader sábado,

calçado confortável e cantil. Todos os elementos do agrupamento deverão utilizar

Investiduras de Guias

durante toda a actividade o uniforme escutista. A actividade iniciar-se-á na Igreja pelas 8h de sábado e terminará no mesmo local pelas 15h de domingo. O custo desta actividade serão 20 euros por participante. Para famílias que inscrevam 4 ou mais participantes faremos um desconto no total da inscrição no valor de 10 euros. As inscrições deverão ser feitas até dia 21 Janeiro na tesouraria do agrupamento, através do site ou ainda atarvés do mail tesouraria@agrupamento1246.pt. Qualquer dúvida relativa a esta actividade estamos disponiveis através dos canais habituais das secções. Promessas

Procissão à Igreja Jubilar da Vigararia

“Corredor da Morte”


Impeesa#8