Page 1

Dalmar de Sousa Miranda¹ ¹Engenheiro Agrônomo – Gerente Operacional – Grupo Vitória

Projeto Plano de Recomposição Florestal Arembepe Energia

Agosto de 2013 Camaçari- Bahia

1


Apresentação

Proponente Vitória Limpeza e Conservação LTDA ME – CNPJ 11.376.091/0001-80 End: Av Luiz Tarquínio Loteamento Belo Horizonte, sala 102B, 1821 Qd 5, Pitangueiras, Lauro de Freitas – Bahia Contato (71) 3508-1611

Autor do Projeto “Plano de Recomposição Florestal” Dalmar de Sousa Miranda – Engenheiro Agrônomo – Registro CREA BA 66891 Gerente Operacional - Vitória Limpeza e Conservação LTDA ME Contato (71) 8274-5067

“A semente tornou-se o lugar e o símbolo da liberdade nessa época de manipulação e monopólio de sua diversidade. Ela faz o papel da roda de fiar de Gandhi no período da recolonização pelo livre comércio. A roda de fiar tornou-se um importante símbolo de liberdade não por ser grande e poderosa, mas por ser pequena; ela podia adquirir vida como sinal de resistência e criatividade nas menores cabanas e nas mais humildes famílias. Seu poder reside na sua pequenez. A semente também é pequena. Ela incorpora a diversidade e a liberdade de continuarmos vivos... Na semente a diversidade cultural converge com a biológica. Questões ecológicas combinam-se com a justiça social, a paz e a democracia”.

Vandana Shiva

2


Sumário

1 Introdução................................................................................. 04 2 Justificativa................................................................................ 04 3 Objetivo Geral........................................................................... 05 4 Objetivos específicos................................................................. 05 5 Material e Metodos...................................................................05, 06 e 07 6 Resultados e Discurssões............................................................07 Anexo I - Espécies Florestais..........................................................08 Anexo II - Orçamento.....................................................................09 Anexo III - Cronograma de Atividades............................................10 Anexo IV - Mapa das Áreas A3, A4 e A5. Cerca viva......................11

3


Introdução A Petrobrás, a maior empresa brasileira em valor de mercado, entende que em um cenário cada vez mais competitivo, a imagem das empresas está relacionada à conscientização de seus empregados de que o aprimoramento da qualidade, a minimização de impactos ao meio ambiente, a segurança do homem e do patrimônio são fatores decisivos para o aumento da produtividade. Por isso, a Companhia dedica igual atenção ao seu desenvolvimento tecnológico e aos aspectos de proteção ao meio ambiente. A Vitória Limpeza e Conservação LTDA ME no presente contrato vigente com a Unidade da Petrobrás Arembepe Energia situada no município de Camaçari – Bahia. A proposta deste material é oferecer subsídios para a análise e execução de estudos, projetos e ações fundamentadas em conceitos desenvolvidos por especialistas e aceitos pela comunidade científica. Serão amplamente discutidas as normas fixadas pelo Código Florestal e as recentes resoluções da Secretaria do Meio Ambiente no tocante recuperação de áreas degradadas.

Justificativa No Plano de Restauração e Reflorestamento a diversidade de espécies a ser plantadas é alta. Daí a importância de um estudo prévio das espécies que habitavam a região a ser reflorestada e da manutenção adequada das mudas no campo, questões que serão tratadas em detalhes neste projeto agronômico. Outro fator a ser levado em conta, são as raízes das plantas. Muitas delas atingem o lençol freático, portanto as espécies escolhidas devem se desenvolver bem nessas situações. Algumas áreas estão sujeitas a pontos de alagamentos temporários, portanto é necessário um serviço de drenagem. Além disso, deve-se prestar atenção também na relação da vegetação com a fauna, que atuará como dispersora de sementes, contribuindo com a própria regeneração natural. Espécies regionais, com frutos comestíveis pela fauna, ajudarão a recuperar as funções ecológicas da floresta, inclusive na alimentação de aves e morcegos. Recomenda-se utilizar um grande número de espécies para gerar diversidade florística, imitando, assim, uma floresta com maior diversidade apresentam maior capacidade de recuperação de possíveis distúrbios, melhor ciclagem de nutrientes, maior atratividade à fauna, maior proteção ao solo de processos erosivos e maior resistência à pragas e doenças.

4


Objetivo geral Projetar a implantação do Plano de Recomposição Florestal com uso de plantas nativas da Mata Atlântica na Unidade da Petrobrás Arembepe Energia situada no município de Camaçari – Bahia, com procedimentos segundo código florestal.

Objetivos específicos a) Estudo dos remanescentes florestais dos locais a serem reflorestados, para levantamento das espécies presentes e do tipo de vegetação. É importante cruzar os dados coletados com mapas de tipos de vegetação. Se não houver remanescentes próximos ao local do plantio, a escolha das espécies deve se basear apenas em mapas de fertilidade do solo; b) Levantamento das condições físicas (declividade e drenagem), ambientais (plantas espontâneas, pragas, insetos) e químicas do solo baseado nas análises de solo visando análise de acidez e ausência de nutrientes para eventuais correções, caso seja necessário; c) Escolha do modelo de recomposição, de acordo com o critério de implantação do projeto Plano de Recomposição Florestal intencionado na formação de bosques; d) Escolha das espécies a serem plantadas, tendo como base as características da vegetação original, no modelo de reflorestamento escolhido e nas áreas sujeitas a alagamentos;

Material e Métodos O primeiro passo é a visita de levantamento das características da vegetação, solo e do ambiente físico para recomposição da vegetação com utilização de árvores nativas da Mata Atlântica, das áreas a serem trabalhadas A3, A4, A5 e A6 (anexo 4). Para o cálculo do número de mudas a serem plantadas as áreas foram estimadas conforme tabela abaixo, assim como o espaçamento sugerido e o número de mudas a serem plantadas. Considerou-se que a A3 possui a Lagoa e deve manter a função de laser para os colaboradores, sendo assim a intenção é a formação de bosques. A A4, apesar de ter recebido hidro-semeadura, encontra-se degradada sendo necessária a introdução de um maior número de mudas. Entre esta área e a A5 sugere-se a implantação de uma cerca viva de Pitangas, para limitar a visão das construções ao redor da Arembepe Energia.

5


MEDIDA Área estimada

Espaçamento sugerido

A3

6.000 m2

4X4

375

A4

10.500 m2

3X2

1.750

A5

2.500 m2

3X2

416

A6

2.400 m2

3X2

400

200 m

0,50

Nº de mudas

ÁREA

CERCA VIVA TOTAL

21.400 m2 + 200m

400 3.341

Certificar se as espécies escolhidas (anexo 1) são mesmo adaptadas às condições ecológicas do ecossistema, uso de GPS na medição, espaçamentos de locação das mudas, capina e roçagem do mato, análise de mapas (anexo 4) de plantio à reflorestar, e criação de uma planilha em soft Excel da fertilidade e manejo das áreas. Pesquisa de mercado e formação do orçamento (anexo 2). O solo deverá ser preparado em consonância com a estratégia de recuperação adotada, atentando para as recomendações técnicas de conservação de solo: de calagem, adubação, cobertura morta e aplicação de matéria orgânica, com destaque para análise físico-química do solo; drenagem do solo, retirada ou revolvimento periódico do solo, capinas e outros serviços necessários serão executados através da contratação de um jardineiro com dedicação ao cronograma de atividades (anexo 3) treinamento de práticas silviculturais pelo Engenheiro Agrônomo em registro no CREA-BA, inicio do serviço (ART). 1. Segurança no uso de ferramentas e cuidados com mudas florestais. 2. Quando observada a regeneração natural de espécies nativas, no pré-plantio e pósplantio, esta deverá ser aproveitada na recuperação da área, estimulando e conduzindo os indivíduos regenerantes através de anotações e cuidados. 3. Ocorrem formigas cortadeiras (saúvas e quenquéns) por isso será indispensável adotar medidas de controle antes, durante e após o plantio com uso de formicidas e iscas. 4. As mudas deverão ser manuseadas sempre pela embalagem e nunca pelos ramos superiores. 5. Durante o transporte prolongado, as mudas deverão ser irrigadas e protegidas contra o vento. 6. No caso de plantio manual de mudas grandes, as covas deverão ser abertas com cavadores em dimensões mínimas de 40 x 40 x 40 cm. No caso de plantio com tubetes, as dimensões podem ser de 30 x 30 x 30 cm. 7. A terra resultante da abertura da cova deverá ser misturada com 75 g/cova de esterco de gado curtido + 33 g/cova de NPK 04-14-08 + 75 g/cova de terra vegetal. 8. As embalagens das mudas (saquinhos ou tubetes) precisam ser retiradas antes do plantio, tomando o cuidado para não desmanchar o torrão (pedaço de terra que envolve as raízes). Saquinhos podem ser cortados com canivete ou faca, removendo totalmente e deixando a embalagem fora da cova. No caso de tubetes, a retirada das mudas é feita colocando-os de cabeça para baixo e batendo suavemente na borda. 9. Se a extremidade da raiz principal da muda estiver torcida, ela deverá ser podada, bem como as raízes laterais, 10. No centro da cova preenchida pela mistura, abre-se uma coveta com as mesmas dimensões do torrão. Coloca-se a muda nessa coveta, completando-se os espaços vazios ao seu redor com o restante da mistura. 6


11. O colo da muda (zona que separa o caule da raiz) deverá ficar no nível da superfície do terreno, evitando-se amontoar terra sobre o caule (tipo vulcão). 12. A terra restante após o plantio deverá ser disposta em coroa ao redor da muda com um raio mínimo de 20 cm (um palmo), propiciando um melhor armazenamento da água de chuva. 13. Quando terminar a jornada de trabalho, deverão ser recolhidos tubetes, sacos plásticos e outros resíduos. As mudas que sobrarem deverão retornar ao viveiro. 14. A adubação nitrogenada após 3 meses com 30 gramas de Ureia; a primeira adubação de cobertura 30 g/planta de Ureia + 30 g/planta de NPK 04-14-08; a segunda adubação de cobertura de 12 meses com 75 g/planta de terra vegetal + 30 g/planta de NPK 10-10-10 que deverão se prolongar pelo prazo mínimo de 18 meses após o plantio e a ultima adubação com 30 g/planta de NPK 10-10-10 + 75 g/planta de esterco de gado, são fundamentais para o desenvolvimento das mudas. São indispensáveis o combate a formigas, a execução de capinas periódicas num raio mínimo de 60 centímetros ao redor das mudas (coroamento) e roçadas frequentes para evitar a concorrência de outras plantas. 15. Medidas de prevenção contra incêndios, irrigar em caso de estiagem e realizar adubações de cobertura periodicamente com reciclagem de matéria orgânica. 16. O sistema de drenagem será com abertura de canais no solo cm 40 cm de profundidade variando a inclinação entre 2 e 6 % com para escoamento das águas de chuvas e irrigações, necessário transporte para locação de pedras recicláveis de um carro pick-up.

Resultados Esperados Certamente espera-se um resultado positivo na recomposição florestal das áreas situadas na Arembepe Energia porque o cronograma agronômico e de jardinagem é baseado no manejo da silvicultura. Espera-se a reposição mínima de plantas viabilizando o tempo do jardineiro com treinamento explicativo de manejo integrado de pragas resultando baixo índice de insetos e pragas por consequência rápido crescimento das plantas disponibilizando sombra e lazer para visitantes e funcionários desta unidade industrial, visando à obtenção de maior eficiência e menor custo para implantação do Plano de Recomposição Florestal. Qualificação do jardineiro que presta serviço na unidade Arembepe Energia. Registrar no CREA-BA a finalização do serviço (ART) com satisfação da Petrobrás em ser cliente do Grupo Vitória pelo reflorestamento bem desenvolvido, ecossistema equilibrado e ecologicamente sustentável.

7


Anexo 1 – Espécies Florestais. Espécies selecionadas possíveis para recomposição da área: Aderno=emmotum affine; Amanoa=amanoa guianensis; Amescla-da-Mata=protium heptaphyllum; Angelim=andira nítida; Araticum-do-Rio=annona glabra; Araticum-verdadeiro =annona salzmannii; Aroeira=Schinus terebinthifolius; Barbatimão=abarema filamentosa; Bilreiro=Guarea guidonea; Biriba= eschweilera ovata; Caboatã =cupania sp; Caboatã Branco=cupania sp; Cajá=spondias lutea; Cajueiro =Anacardium occidentale; Camaçari=campomanesia dichotoma; Canudeiro; Catuaba Rosa; Cipó-deFonte=philodendron imbe; Coração-de-Negro =poecilanthe itapuana; Corindiba=trema micranta; Embabaçu; Embaúba =cecropia pachystachia; Embiruçu; Flor-de-São João=senna sp; Gameleira=ficus organensis; Jenipapo= genipa americana; Guabiraba=campomanesia dichotoma; Guanandi; Ingá Pau; Ingá-da-Restinga=inga laurina; Ingá-de-Macaco=inga sp; Ingá-do-Rio=inga capitata; Ipe Amarelo; Ipê Felpudo=tabebuia sp.; Ipê-Branco=tabebuia elliptica; Jacarandá; Janauba=himatanthus phagaedenicus; Juá Pagão; Landirana= symphonia globulifera; Landirana cf.=symphonia globulifera; Laranjeira do Mato; Louro; Massaranduba=manilkara subsericea; Miroró =bauhinia sp; Moedeiro= chamaecrista cytisoides var. brachystachya; Murta Vermelha=eugenia sp; Murta-Branca=eugenia sp; Murta-da-Praia=eugenia sp; Murta-Redonda=eugenia sp; Oiti=licania tomentosa; Olho-deBoi=myrcia sp; Pau Sangue; Pau-de-Coco; Pau-Pombo=tapirira guianensis; Pindaíba=xylopia sp; Pirunga=calyptranthes sp; Pitanga=eugenia uniflora; Sete Cascos; Sibipiruna =caealpinia pluviosa; Sophora=sophora tomentosa; Sucupira; Tambaipe =stryphnodendron pulcherrimum; Tapororoca; Vaza-Matéria=kielmeyera neglecta.

8


Anexo 2 - Orçamento Planilha de lançamento de valores básicos para recomposição florestal – Período 18 meses. Natureza da Despesa Calagem Abertura de covas Adubação das covas Plantio Cobertura Morta Roçagem e limpa de matos Replantio Coroamento Capina Roçagem das ruas Adubação cobertura Análise de Solo Transporte interno de insumos Combustível ART Pedágios Subtotal Plantas Cavadores Terra Vegetal Adubo de Gado Casca de Pinus Gesso Agrícola Ureia NPK 10-10-10 NPK 04-14-08 Transporte externo de insumos Combustível Subtotal Projeto 10% da Receita Total Receita Total

9

Unidade Quantidade 1.     Serviços H/Dia 5 H/Dia 10 H/Dia 10 H/Dia 10 H/Dia 5 H/Dia 10 H/Dia 5 H/Dia 10 H/Dia 20 H/Dia 10 H/Dia 20 Un 4 Dia 20 L/dia 20 Um 2 Un 40

Um Kg Kg Kg Kg Kg Kg Kg Kg Dia L/dia

2. Insumos 3341 2 500 500 500 500 200 200 200 20 10

Unitário (R$)

Total (R$)

R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$

40,00 40,00 40,00 40,00 40,00 40,00 40,00 40,00 40,00 40,00 40,00 75,00 100,00 100,00 45,00 4,60

R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$

200,00 400,00 400,00 400,00 200,00 400,00 200,00 400,00 800,00 400,00 800,00 300,00 2.000,00 2.000,00 90,00 184,00 9.174,00

R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$

10,00 89,00 15,60 12,60 1,50 1,50 22,80 24,97 24,97 50,00 100,00

R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$

33.410,00 178,00 7.800,00 6.300,00 750,00 750,00 4.560,00 4.994,00 4.994,00 1.000,00 1.000,00 65.736,00 6.573,60 81.483,60


Anexo 3 – Cronograma de Atividades

1

CRONOGRAMA PLANO DE RECOMPOSÇÃ FLORESTAL JUL AGO SET J OUT NOV DEZ JAN AGO JAN Proposta Arembepe Energia x 2014 2014 2015

2

Levantamento bibliográfico

3

Coleta de dados

4

Visita de Campo

5

9

Coleta e analise das amostras do solo Elaboração do projeto e registro CREA -BA Roçagem do Mato: A3,A4,A5, A6 Combate a formigas e insetos Compra de insumos

10

Treinamento Jardinagem

11

Abertura de covas

12

Adubação Covas N-P-K,

13

Plantio das mudas

14

Capinas e coroamento

15

Irrigação e drenagem

16

Adubação Esterco de Gado

17

Adubação NPK

18

Adubação Ureia

19

Adubação terra vegetal

20

Controle de pragas

21

Replantio

6 7 8

10

x x

x

x

x

x

x

x

x

x

x

x

x x

x x

x x

x x

x

x x x x

x x

x

x x x x

x

x

x

x x x x x x x x x

x x x x x

x

x

x

x

x x

x x x

x x x

x x

x x

x x

x x

x


22

Finalização do projeto e registro CREA -BA

Anexo 4 – Mapa das Áreas A3, A4 e A5. Cerca viva

11

x

Plano de restauração florestal  

Projetar a implantação do Plano de Recomposição Florestal com uso de plantas nativas da Mata Atlântica na Unidade da Petrobrás Arembepe Ener...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you