Page 1

NATAL-RN | QUINTA, 13 DE JULHO DE 2017 ANO 01 Nº 98 R$ 2,00

TJ entende que denúncia do MP contra Getúlio Rêgo não tem embasamento Política, PÁG. 2

José Aldenir / Agora Imagens

Carlos Eduardo descumpre acordo com os servidores

PREFEITO PROTELA COM INSTALAÇÃO DE MESA DE NEGOCIAÇÃO E REIVINDICAÇÕES DOS SERVIDORES NÃO SÃO ATENDIDAS; CATEGORIA AMEAÇA FAZER NOVA GREVE Grande Natal, PÁG. 4

Governo negocia recursos para instalação de parque tecnológico

Grande Natal, PÁG. 4 Fotos: Divulgação

REPERCUSSÃO

Condenação de Lula já era esperada por lideranças petistas Política, PÁG. 3

JUSTIÇA Sete membros alegam suspeição e TJ não vota afastamento de Motta

INDIGNAÇÃO Geraldo detona ato de Fátima: “Humilharam o Senado brasileiro”

DESCASO Moradores denunciam situação de abandono em Felipe Camarão

Afastado desde o dia 8 de junho de suas atividades na Assembleia Legislativa, o deputado estadual Ricardo Motta (PSB) não descobriu nesta quarta-feira, 12, se realmente vai continuar impedido de exercer funções.

O ex-governador e ex-senador potiguar Geraldo Melo utilizou sua conta no Facebook para criticar fortemente a postura adotada pela senadora Fátima Bezerra (PT), que ocupou Mesa do Senado em protesto na terça-feira, 11.

Um dos distritos mais populosos de Natal, o bairro de Felipe Camarão, situado na zona Oeste da capital potiguar, vem sofrendo com o descaso do Poder Público municipal.

Política, PÁG. 2

Política, PÁG. 3

Dia a Dia, PÁG. 5

>> Alex Viana MPF quer que Henrique continue preso

>> Mercado Agora Mercado digital não toma conhecimento da crise brasileira Política, PÁG. 2

>> Coluna do Agora Estado recebe verba extra para a área da saúde Política, PÁG. 3

>> Joaquim Pinheiro Dilema e incerteza na crise política brasileira

Geral, PÁG. 6

>> Liege Barbalho Academia Norte-riograndense de Letras celebra novos imortais Social, PÁG. 7

>> Tempo Extra LNB recebe inscrições de equipes para próxima edição do NBB Grande Natal, PÁG. 4

Esporte, PÁG. 8


Política

AGORA JORNAL

2 | NATAL QUINTA-FEIRA, 13 DE JULHO DE 2017

Alex

Viana

alexoviana@uol.com.br INTERINO: TIAGO REBOLO

MPF quer que Henrique continue preso

O

Ministério Público Federal emitiu um parecer contrário à concessão de habeas corpus ao ex-ministro Henrique Eduardo Alves, preso no dia 6 de junho nas operações Sépsis e Manus. Investigado na primeira pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro ou ocultação de bens, Henrique teria se associado a Eduardo Cunha, Fábio Ferreira Cleto, Lúcio Bolonha Funaro e Alexandre Rosa Margotto, com o objetivo de obter vantagens indevidas na concessão de recursos oriundos do FI-FGTS e das carteiras administradas do FGTS para diversas empresas. Para o MPF, é iminente o risco dele, se posto em liberdade, trabalhar diretamente para eliminação ou ocultação de provas, bem como orientar a conduta de terceiros ou familiares, o que causará dificuldades na tramitação do processo.

>> Otimismo. Na contramão de analistas que já calculam os estragos para o futuro político do ex-presidente Lula e do PT que a condenação de Sérgio Moro pode acarretar, membros da legenda afirmam que a sentença pode ter curiosamente o efeito inverso do esperado. Isso porque eles acreditam que a tese de que o ex-presidente foi injustiçado “pode pegar” no eleitorado.

torno de uma possível candidatura do diretor geral do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), Júlio César Câmara (PSD), a deputado estadual nas eleições de 2018. O governador Robinson Faria, inclusive, já teria dado o aval. Ex-vereador em Ceará-Mirim e candidato a prefeito daquele município nas eleições do ano passado – na qual foi derrotado por Marconni Barreto (PSDB).

>> Livre. Apesar da condenação, o ex-presidente ficará solto. Isso porque Moro preferiu não expedir mandado de prisão preventiva para evitar “certos traumas”. Prisão, só se a segunda instância confirmar a condenação. A expectativa agora é se isso acontecerá antes das eleições de 2018. Se o petista for condenado na segunda instância, ele se torna inelegível.

>> Disputa interna. O PSD deve ter, inclusive, uma disputa interna acirrada por vagas na Assembleia Legislativa no ano que vem. A legenda tem, atualmente, uma bancada de quatro deputados: Carlos Augusto Maia, Dison Lisboa, Galeno Torquato e Jacó Jácome. Além deles – pretensos candidatos à reeleição, nomes como o do ex-prefeito de Assu, Ivan Júnior, da primeira-dama Julianne Faria e do próprio Júlio César aparecem como fortes pré-candidatos.

>> Delicado. Forte opositor do PT, o senador José Agripino Maia (DEM) preferiu adotar um tom comedido ao comentar, nesta quarta-feira, 12, a sentença de Moro contra o ex-presidente Lula. Em nota à imprensa, o democrata afirmou que a decisão do juiz federal acontece após um longo processo onde houve a garantia ao “amplo contraditório”. >> Esclarecimento. Depois de escapar do tiroteio ao qual foi submetido na véspera, após o anúncio do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) entre Governo, Ministério Público e Ministério Público do Trabalho – em que foi definido um processo de “reordenamento” de unidades de saúde no Rio Grande do Norte, o governador Robinson Faria emitiu nota ontem na qual afirma “veementemente” que seu governo não fechará hospitais. >> Pretensões eleitorais. Cresce o zunzunzum em

>> “Constrangimento”. Depois de começar a cumprir pena no regime semiaberto, o deputado Dison Lisboa voltou a trabalhar na Assembleia Legislativa ontem. Com tornozeleira eletrônica, o líder do governo Robinson na Casa reconheceu o “constrangimento”. “Não vou negar, mas estou tranquilo e confiando na Justiça”, disse ele. >> Pesar. O ex-prefeito de São Miguel entre 1988 e 1992 Sebastião Fernandes, irmão do deputado estadual Raimundo Fernandes (PSDB), morreu nesta quarta-feira, 12, aos 80 anos. Em pronunciamento na Assembleia Legislativa ontem, o tucano expressou sua consternação e classificou Sebastião como “um dos homens mais importantes para a vida de São Miguel”.

www.agorarn.com.br VISITE NOSSO PORTAL DE NOTÍCIAS

A VERDADE TEM PRESSA!

JUSTIÇA. Sem quórum mínimo, votação foi adiada e TJRN decidiu convocar juiz para garantir decisão. Ricardo Motta (PSB) é denunciado pelo Ministério Público

Sete membros alegam suspeição e TJ não vota afastamento de Motta Afastado desde o dia 8 de junho de suas atividades na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, o deputado estadual Ricardo Motta (PSB) não descobriu nesta quarta-feira, 12, se realmente vai continuar impedido de exercer seu mandato na Casa Legislativa durante os próximos 150 dias. Isso porque o Pleno do Tribunal de Justiça do Estado convocou sessão para discutir a situação do parlamentar, mas não foi atingido o quórum mínimo para que o encontro fosse iniciado. Dos 15 desembargadores, sete deles alegaram suspeição para não participar da votação. O Tribunal precisa de metade mais um para dar início a uma sessão (no caso, de nove desembargadores). Com a situação registrada nesta quarta-feira, o Tribunal de Justiça informou que vai realizar um sorteio nesta quinta-feira, 13, para definir um juiz potiguar que vai compor a votação na próxima sessão colegiada, de modo a garantir o quórum mínimo para que ela

Divulgação

Parlamentar é acusado de liderar esquema de desvios no Idema seja iniciada. Até a definição da nova sessão, vale a decisão inicial contra o deputado, que o mantém afastado do seu mandato por 180 dias. Segundo a assessoria de comunicação do TJRN, os desembargadores que alegaram suspeição foram Expedito Ferreira, Amaury Moura, Judite Nunes, Claudio Santos, João Rebouças, Saraiva Sobrinho e Virgílio Macedo. Vale lembrar

que o desembargador que assinou a atual decisão sobre Motta, em caráter liminar, foi Glauber Rêgo. SOBRE O CASO Ricardo Motta foi denunciado pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) na operação Candeeiro por suposto envolvimento no esquema que desviou R$ 19 milhões do Instituto de Desen-

volvimento Sustentável e Meio Ambiente do Estado (IDEMA). A participação do deputado no caso foi relatada pelo delator Gutson Reinaldo, preso por ser um dos beneficiários da situação. Segundo Gutson, Motta foi o grande mentor dos desvios, ficando, inclusive, com maior parte dos recursos subtraídos do Estado. O Ministério Público fez o pedido pelo afastamento do parlamentar para garantir a “ordem pública” e para facilitar as investigações. Ele foi acatado pelo desembargador, que reforçou que isso não significa uma antecipação do julgamento do mérito. Além de afastado do cargo, Motta foi proibido de acessar a sede do Legislativo por 180 dias, bem como manter contato com testemunhas de acusação e com os colaboradores que firmaram acordo com o Ministério Público. O parlamentar também não pode deixar Natal por mais de 15 dias sem avisar à Justiça. Ele continua recebendo salário.

“SEM EMBASAMENTO”

Justiça não acata denúncia do MP contra Getúlio Rêgo A denúncia do Ministério Público Estadual contra o deputado estadual Getúlio Rêgo (DEM) foi rejeitada por maioria de votos no Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte nesta quarta-feira, 12. Denunciado por crime de peculato, Rêgo teria sugerido a nomeação, segundo o MP, de um servidor “fantasma” na Assembleia Legislativa. Ou seja, o funcionário recebia salário normalmente, mas não dava expediente na Casa. Segundo as informações apuradas pelo Ministério Público, o servidor Sandoval Martins de Paiva Neto era lotado na Assembleia, mas morava em São Paulo. Rêgo esclareceu que, na verdade, o pai do “servidor”, Sandoval Paiva, prestava serviço no lugar do filho.

Divulgação

Deputado do DEM é acusado de nomear servidor fantasma na AL Votaram contra o recebimento da denúncia os desembargadores Zeneide

Bezerra, Dilermando Motta, Saraiva Sobrinho, Cláudio Santos, Vivaldo Pinheiro e

Cornélio Alves. O relator do processo, Ibanez Monteiro, votou a favor do recebimento da denúncia em conjunto com Gilson Barbosa e Judite Nunes. Para rejeitar a denúncia, Cornélio argumentou que a denúncia “não tem embasamento”. “Não resta dúvida que, para recebimento da denúncia, tem que estar comprovado que ele recebeu o dinheiro supostamente desviado”, afirmou o desembargador, que teve a opinião compartilhada pelos pares que votaram pela rejeição à acusação do MP. O procurador-geral de Justiça, Eudo Leite, participou da sessão e declarou o Ministério Público que vai recorrer da decisão do Tribunal de Justiça.

w w w . a g o r a r n . c o m . b r Diretor-Geral Alex Viana

Gerente de Marketing Gabriela Binderli

Redação redacao@agorarn.com.br

Gerente administrativo Edilson Viana

Gerente Comercial Daniel Paiva

Pauta pauta@agorarn.com.br

Gerente financeiro Lissandra Viana

Editor geral Tiago Rebolo

Comercial comercial@agorarn.com.br

Está na Constituição Brasileira, em seu artigo 5º: É livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato. Textos assinados por colaboradores são de inteira responsabilidade destes, e não deste veículo.

RUA SERIDÓ, N° 747 - PETRÓPOLIS, NATAL/RN - CEP: 59020-010 | REDAÇÃO: (84) 3027-1690


Política|

AGORA JORNAL

Coluna do

Agora

redacao@agorarn.com.br

Estado recebe verba extra para a área da saúde

O

Ministério da Saúde realizou o pagamento da primeira parcela – de R$ 56 milhões – do repasse total de R$ 150 milhões que serão feitos para a Secretaria de Saúde do Rio Grande do Norte em caráter excepcional devido ao estado de calamidade no setor. “Os recursos chegam para atender a população dos 167 municípios, já que serão aplicados em hospitais da rede estadual como o Walfredo Gurgel, Giselda Trigueiro e Santa Catarina”, afirma Fábio Faria, deputado que buscou em Brasília a liberação dos recursos junto à equipe do Governo. sive majoritário. Dos 21 prefeitos que são considerados aliados leais de José Adécio, estão 6 são do PMDB, 5, do DEM, 4, do PSD, 2, do PR, 1, do PSDB, outro do PP e 1 do PRB.

>> Consequências. O gesto da senadora Fátima Bezerra (PT) de ocupar a Mesa Diretora do Senado e interromper o andamento dos trabalhos durante boa parte do dia na última terça-feira, 11, revoltou um grupo de 14 senadores que, liderados por José Medeiros (PSD-MT), protocolaram uma ação no Conselho de Ética na Casa por quebra de decoro parlamentar. Se punida, Fátima pode receber advertência ou censura. >> Sermão. O ato de Fátima rendeu, inclusive, uma “puxada de orelha” do presidente da Casa, Eunício Oliveira (PMDB-CE). O cearense reclamou que a petista “passou de todos os limites”. >> Comparação. Ao protagonizar a confusão de anteontem no Senado durante a votação da reforma trabalhista, Fátima ganhou destaque nacional. Outro parlamentar potiguar, Rogério Marinho, também se destacou em todo o país pelo envolvimento no assunto, mas por outra razão: ele relatou a proposta na Câmara e defendeu a medida com unhas e dentes. Uma liderança local comparou o desempenho dos dois: “Um orgulhou o RN; a outra envergonhou o estado”. >> Boa fase. O deputado estadual José Adécio Costa (DEM) vive o melhor momento político e eleitoral da sua carreira. 21 prefeitos aliados fiéis do parlamentar têm confessado rotineiramente aos líderes Robinson Faria (PSD), José Agripino (DEM) e Garibaldi Filho (PMDB) que votam em Adécio em 2018 para qualquer cargo, inclu-

>> A postos. José Adécio tem dito que, em 2018, será candidato à reeleição, mas que “não fugirá à convocação partidária”. O próprio governador Robinson Faria tem dito que Adécio “tem como compor a chapa, até como candidato ao Senado”. Adécio, aliás, está muito próximo do governador, com quem mantém conversas constantes. Sobre essa possibilidade, o presidente do DEM, senador José Agripino, diz que Adécio poderá, sim, ser um nome de convergência que poderá ser sugerido. >> Confirmado. O deputado estadual Gustavo Carvalho (PSDB) assegura que será candidato à reeleição em 2018, mas não descarta se candidatar a deputado federal, caso seja este o anseio do partido. >> Esperada. A delação do empresário Fred Queiroz, preso na Operação Manus e solto em seguida em decorrência do acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal, comprometeria muita gente boa. No caso dos senadores José Agripino e Garibaldi Filho, ambos poderão sequer ser candidatos, se forem confirmadas as informações do delator. >> Premiados. Segundo relatos de políticos, Fred “entrou muito duro” contra Henrique Alves e o prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves (PDT). Além deles, três deputados estaduais também teriam sido delatados. >> Peixe grande. No caso de Carlos Eduardo, a fonte lembra que Fred foi durante muitos anos secretário da Prefeitura de Natal. “Tem coisas que um secretário só faz se passar pela cadeia de comando. Secretário pequeno faz coisas pequenas. Já secretários grandes, indicados por figuras como presidente da Câmara e ministro do Turismo, só pode fazer coisas grandes”.

NATAL QUINTA-FEIRA, 13 DE JULHO DE 2017 | 3

INDIGNAÇÃO. Senadora potiguar do PT ocupou durante todo o dia a cadeira que pertence ao presidente da Casa; ela foi apoiada por outros oposicionistas

Geraldo Melo detona ato de Fátima: “Humilharam o Senado brasileiro”

O ex-governador e ex-senador potiguar Geraldo Melo utilizou sua conta no Facebook para criticar fortemente a postura adotada pela senadora Fátima Bezerra (PT) na última terça-feira, 11. Ao lado de demais parlamentares da oposição, a petista impediu o início da votação no Senado da reforma trabalhista, que mais tarde viria a ser aprovada por 50 votos favoráveis e 26 contra. Em suma, Geraldo disse acreditar que o Senado brasileiro viveu na última terça o momento mais humilhante de sua história. Além de fazer um protesto pessoal, o ex-governador ainda “convocou” o movimento feminista a protestar contra a atitude das senadoras, que na visão dele “utilizaram do fato de serem mulheres para receberem tratamento diferente numa eventual necessidade de força para retirá-las da Mesa”. “Eu protesto (...) contra a cafajestada daquelas senadoras impedindo o funcionamento do Senado Federal (...). Elas fizeram o Senado do Brasil viver o que talvez tenha sido o seu mais degradante, vergonhoso, desmoralizante, humilhante momento, rivalizando com a

REPERCUSSÃO

José Aldenir/Agora Imagens

Ex-governador criticou senadora petista, que prejudicou funcionamento do Senado na tentativa de barrar votação desmoralização que a presença, o cheiro, a repugnância da corrupção provocam em nosso país”, disparou Geraldo no texto. Ainda de acordo com o ex-governador do Rio Grande do Norte, o ato de Fátima e suas aliadas foi “antidemocrático”. “Não há nada mais antidemocrático do que qualquer minoria valer-se da força para impedir a maioria de realizar o seu trabalho. O que aconteceu

no Senado foi isto – uma casa de 81 senadores (...) foi proibida de dar andamento ao seu trabalho por três de seus membros (...)”, completou. Geraldo finalizou a manifestação acusando um estado de “bagunça e desordem” no país. “Basta desse caos, dessa bagunça, dessa desordem, dessa irresponsabilidade que se incorporaram à rotina, a vida diária do nosso país e de que o triste e vergonhoso momento

vivido pelo Senado nesse infausto dia 11 de julho é mais uma escandalosa demonstração”, declarou depois de clamar aos senadores por uma atitude contra o ato promovido pelas oposicionistas. “Os outros senadores sabem que não têm o direito de agir como aquelas senhoras agiram. E precisam, em nome da ética e do decoro do Parlamento, tomar uma atitude imediatamente”, concluiu.

Lideranças do PT no RN repudiam sentença de Moro imposta a Lula

A condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a 9 anos e seis meses de prisão no caso do tríplex do Guarujá, proferida nesta quarta-feira, 12, pelo juiz federal Sérgio Moro, foi comentada por dirigentes do Partido dos Trabalhadores em Natal e no Rio Grande do Norte. O Agora Jornal conversou com Raoni Fernandes e Júnior Santos, presidentes dos diretórios do partido em Natal e no estado, e a opinião de ambos foi bem parecida: eles não compactuaram com a decisão por considerarem não haver provas contra o ex-presidente. O deputado Fernando Mineiro também se posicionou oficialmente, mas por meio de nota. Segundo Raoni, o fato da condenação ter sido em primeira instância não preocupa muito a direção do partido, haja vista que há a possibilidade de reversão em um segundo momento. O diretório natalense da sigla está aguardando a recomendação nacional do PT para saber quais ações serão tomadas de hoje em diante, no sentido de mobilização. “Foi uma condenação sem provas e sem nenhum fato novo. Trata-se de uma decisão que é reflexo da pressão que o juiz Sergio Moro vem sofrendo da direita. Ficaria difícil para ele não condenar o ex-presidente. Ademais, foi apenas na primeira instância, então há a possibilidade de se reverter. Vamos aguardar a orientação do PT nacional para ver quais medidas tomaremos. De início, posso garantir que haverá muita pressão popular”, declarou Fernandes. O presidente estadual da si-

Divulgação

José Aldenir / Agora Imagens

Mineiro acha que condenação não é surpresa gla, Júnior Santos, afirmou não ter ficado muito surpreso ao ler a notícia da condenação. Para ele, o fato de ter havido “seletividade” e “caráter persecutório” nas investigações fizeram com que a condenação conhecida ontem não se tornasse uma surpresa para o diretório do partido, muito embora trate-se de uma situação ruim para as pretensões políticas do ex-presidente. “Diante do modo de como a Operação Lava Jato funcionou, com recorrentes procedimentos de seletividade e caráter persecutório por parte do juiz Sergio Moro, creio que havia uma expectativa de que o desfecho dado ao processo fosse esse. Compreendo que essa condenação nada mais é do que a continuidade do processo de desconstrução que a direita vem tentando fazer sobre qualquer alternativa popular, visando o impedimento da inclusão de Lula na disputa eleitoral do ano que vem”, completou. O deputado estadual Fernando Mineiro, que no ano

Júnior Souto diz que há “seletividade” na Lava Jato

passado recebeu o ex-presidente Lula em sua campanha à Prefeitura do Natal, também se posicionou em defesa do líder petista. A opinião dele foi mais parecida com a de Júnior Santos: disse que, por tudo que já vinha sendo feito, a condenação de Luiz Inácio acabou que não foi uma surpresa para todos que foram o partido no país. “Era uma ação era esperada por uma razão muito simples: é sabidamente uma condenação política, sem nenhum fato concreto que a ampare, sem nenhuma prova digna desse nome. Seu objetivo é tentar impedir a candidatura de Lula a presidente da República em 2018, com o apoio de grande parte do povo brasileiro, como revelam todas as pesquisas feitas nos últimos meses”, destacou, completando em seguida: “Os procuradores da Lava-Jato e o juiz Sérgio Moro deram muitas mostras de considerar a condenação de Lula uma espécie de troféu de ouro da operação. Durante todo o processo, desviaram-se dos limites

legais, cometendo abusos como a desnecessária condução coercitiva e forçando delatores a construírem versões fantasiosas que resultassem no prêmio máximo”, concluiu o deputado. Além do ex-presidente, também foram condenados os executivos José Adelmário Pinheiro, o Léo Pinheiro – corrupção e lavagem a 10 anos e oito meses -, e Agenor Franklin Medeiros – corrupção ativa a seis anos, ambos da OAS. O juiz da Lava Jato absolveu outros executivos da OAS, Paulo Roberto Valente Gordilho, Fábio Hori Yonamine e Roberto Moreira Ferreira, e o presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto, do crime de lavagem de dinheiro. A denúncia do Ministério Público Federal sustentava que Lula havia recebido R$ 3,7 milhões em benefício próprio – de um valor de R$ 87 milhões de corrupção – da empreiteira OAS, entre 2006 e 2012. Moro considerou existirem provas para condenação do petista pelo recebimento de R$ 2,2 milhões de propinas.


|Grande Natal

AGORA JORNAL

Joaquim Pinheiro

POTYPARK. Investimento será sediado no município de Extremoz, na Grande Natal; Flávio Azevedo viaja a Brasília para assegurar recursos do Banco Mundial

4 | NATAL QUINTA-FEIRA, 13 DE JULHO DE 2017

jtpinheirojh@gmail.com

A

Dilema e incerteza

população brasileira vive uma incerteza e o presidente Michel Temer um dilema. A primeira hipótese é resultado da segunda, já que não se sabe se o presidente da República permanece ou não no cargo. A situação de Michel Temer está lhe deixando constrangido e de certa forma impedido de exercer o governo na sua plenitude, o que não é bom pra o País. O Brasil precisa urgentemente das Reformas Estruturantes para se adequar à nova realidade. O presidente tem se mostrado disposto a enfrentar essa empreitada. Mas, para que isso ocorra é fundamental que o Congresso Nacional assuma essa responsabilidade e vote as matérias, mesmo diante da crise política. Enquanto isso, Michel Temer está perdendo tempo defendendo-se de acusações e tentando unir a base aliada para impedi-lo de um possível pedido de impeachment, o que não seria bom para o Brasil nesse momento. “ Enquanto isso, deputados e senadores digladiam-se, e até protagonizam cenas de truculência como se viu na última terça-feira quando petistas comandados pela paraibana Fátima Bezerra sentaram-se à Mesa do Senado, praticamente expulsando o cearense Eunício Oliveira, presidente da Casa. Foi uma demonstração de falta de decoro parlamentar que deverá ser examinado, tendo como resultando punições para a trupe de Lula da Silva. Foi uma falta de preparo das senadoras para o exercício do mandato ou má-fé. Foi como se estivessem sentados em tamboretes de sindicatos. Uma cena que envergonhou o Rio Grande do Norte e os demais Estados que as senadoras rebeldes representam. Espera-se que fatos desse tipo não se repitam, pois constituem-se no inverso da democracia pregada por essa gente. >> LEITURA RÁPIDA >> Reflexões do senador Cristovam Buarque, do PPS, um dos mais lúcidos, competentes e éticos do atual parlamento brasileiro, externadas durante entrevista ao programa Roda Viva, da TV Cultura: “temos que blindar a economia e fazer as reformas”; “José Serra é o mais preparado para governar o Brasil, mas foi contaminado pelas delações”; “Aécio Neves deveria ter pedido para ser julgado pelo Conselho de Ética, para se possível provar sua inocência”; “quem se diz apolítico não deveria disputar eleição”; “partidos deveriam ser casas de ideias”; “se meu partido achar conveniente serei candidato a presidente da República”; “defendo a extinção do Fundo Partidário”. >> Mais: “temos que acabar com gastos na TV durante as campanhas eleitorais”; “a homofobia é um crime brutal”; “defendo a escola em tempo integral”; “falta de qualificação é uma das causas do desemprego”; “o PT asfixiou a esquerda”; “o Brasil sofre de asma sem falta de ar”; “defendo uma educação de qualidade pra todos”; “admito ser candidato a presidente, mas poderei disputar a reeleição para impedir que outros sejam candidatos a senador”; “saí do PT quando o partido perdeu sua bandeira transformadora”. >> O Banco do Brasil tem protagonizado cenas explícitas de desrespeito a quem precisa dos seus serviços. Existem casos de pessoas ficarem a tarde

inteira na agência para ser atendidas, a exemplo do que está ocorrendo diariamente na agência de Ponta Negra. Um leitor relata que chegou no banco às 13 horas e só foi atendido no final da tarde. O que é um absurdo. >> As pessoas perderam a paciência e por pouco agressões pessoais e quebradeira da estrutura bancária. A direção do Banco do Brasil tem que tomar uma atitude. Até pouco tempo a instituição era considerada modelo dentro do sistema bancário. Um leitor lembra que enquanto isso uma equipe do Bradesco da Prudente de Morais está recepcionando os clientes na entrada do banco. >> Oportuna a iniciativa do deputado Ezequiel Ferreira de Souza, presidente da Assembleia Legislativa ao promover Audiência Pública para debater o problema de doações de órgãos. “Doe órgão, salve vidas”, é o slogan da campanha. O parlamentar entende que o assunto deve ser debatido a exaustão para beneficiar o maior número possível de pessoas. >>Vereador Sueldo Medeiros, do PHS, assumiu a presidência da Câmara Municipal de Natal em substituição ao titular Raniere Barbosa, do PDT e do primeiro vice, Ney Júnior, do PSD, que viajaram. Período da interinidade: 5 dias. >>Cursinho gratuito para o ENEM (Júlio Protásio): matrículas abertas através do telefone 32328828.

Governo negocia verba para parque tecnológico O secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Flávio Azevedo, viajou nesta quarta-feira, 12, a Brasília para fechar um acordo com o Banco Mundial. O contrato a ser firmado com a entidade prevê a liberação de recursos para a construção de um parque tecnológico no município de Extremoz, na Grande Natal. Flávio Azevedo preferiu não adiantar informações sobre o projeto atualizado e fez segredo sobre as negociações, que, segundo ele, seguem em caráter de confidencialidade. “Estou indo a Brasília conversar com o Banco Mundial para poder fechar o assunto. Só terei informações após fechar esse contrato, o que deve acontecer até está sexta-feira, 14. Por enquanto, não posso falar nada sobre isso”, resumiu. Nesta terça-feira, 11, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa aprovou um projeto que autoriza o Estado a receber a doação de um terreno, em Pitangui, para a implantação do parque. Na reunião, Flávio prestou esclarecimentos sobre a documentação que já havia sido entregue à presidente da CCJ, deputada Márcia Maia (PSDB), solicitada em diligência baixada pelo relator da matéria, deputado Carlos Augusto Maia (PSD). Para a tucana, que se disse satisfeita com os esclarecimentos prestados, o projeto será extremamente importante para o estado. “Nós en-

José Aldenir / Agora Imagens

Titular do Desenvolvimento Econômico, Flávio Azevedo articula projeto cerramos os nossos trabalhos ordinários fazendo a parte da Assembleia Legislativa, aprovando a matéria que estava tramitando em regime de urgência. A implantação do Parque Tecnológico vai impulsionar, com a participação do setor acadêmico, o desenvolvimento econômico aliado ao social e ao turismo”, destacou Márcia. Em sua explanação na CCJ, Flávio Azevedo lembrou que o Rio Grande do Norte é atualmente o maior produtor de energias renováveis do país, com destaque para a energia eólica, mas não dispõe de nenhuma indústria que produza equipamentos para o setor. “Para se ter uma ideia da importância do setor eólico, o Rio Grande do Norte produz três giga watts, o que representa duas vezes o que o estado consome. No entanto, os aerogeradores e as hélices vêm de Pernambuco e do Ceará. Não

contamos aqui com nenhuma fábrica desses equipamentos. A ausência de infraestrutura faz com que o Estado não seja atrativo”, frisou o secretário, dando pistas do que será a vocação do parque a ser instalado na Grande Natal. PLANEJAMENTO O projeto de instalação de um parque tecnológico em Extremoz foi apresentado em junho de 2016 durante a visita do ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, ao Rio Grande do Norte. Na oportunidade, foi anunciado que o espaço – batizado de PotyPark – deve ter as obras iniciadas em setembro deste ano. “Assumo o compromisso de colaborar com o desenvolvimento do projeto e incentivar o potencial econômico do estado em diversas áreas, com ênfase no biodiesel, energia eólica e mineração. Vamos

trabalhar em parceria com o governo, instituições públicas e iniciativas privadas para tornar o PotyPark em uma referência na região Nordeste”, explicou Kassab à época. O governador Robinson Faria também destacou o potencial econômico do projeto. “Vamos transformar grandes ideias em negócios de sucesso, gerando riquezas para o estado. Além disso, o espaço vai dar suporte tecnológico a cadeias produtivas como as energias renováveis, pesca oceânica, fruticultura e carcinicultura. É um legado de mais de R$ 90 milhões que vai garantir o futuro das próximas gerações. Nossa meta é entregar o parque em 2018”, afirmou o chefe do executivo potiguar. A Reitora da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Ângela Paiva, garantiu a contribuição da instituição com a pesquisa e capacitação de profissionais. “Temos projetos acadêmicos que podem ser colocados em prática e trazer benefícios econômicos e sociais para população”, disse a reitora. Segundo levantamento realizado no ano passado, o PotyPark contará com investimentos da ordem de R$ 90 milhões, provenientes do programa “Governo Cidadão”, que opera recursos do Banco Mundial. O parte tecnológico deverá ficar localizado em uma área de 120 hectares em Pitangui, Extremoz, litoral norte do estado.

NATAL

Carlos Eduardo descumpre acordo e servidores ameaçam nova greve De acordo com a representante dos funcionários da Prefeitura de Natal, o Poder Executivo descumpriu um acordo estabelecido com a classe trabalhadora na última greve, ocorrida em janeiro deste ano. Soraya conta que o prefeito Carlos Eduardo Alves (PDT) garantiu à época que, se os servidores encerrassem o movimento, uma mesa permanente de negociações seria instalada para discutir as principais reivindicações do grupo de servidores. Segundo a presidente do Sinsenat, uma reunião entre os servidores e representantes da prefeitura até chegou a ser realizada em março. Na oportunidade, o prefeito pediu um prazo de 30 dias para avaliar os pontos discutidos. Depois disso, contudo, nenhuma providência foi tomada. “Em abril, ficamos esperando uma reunião de retorno com o prefeito para darmos encaminhamento na pauta de reivindicações. No entanto, de lá até agora, essa reunião já foi remarcada três vezes e nenhuma resposta nos foi dada”, relata. Sem outra alternativa, os servidores decidiram acam-

José Aldenir / Agora Imagens

Funcionários protestaram em frente à Prefeitura nesta quarta-feira par em frente ao Palácio Felipe Camarão, sede da Prefeitura de Natal, na manhã desta quarta-feira, 12. Durante todo o dia, categorias ligadas à saúde, segurança e educação cobraram respostas do prefeito. Além disso, segundo informações de Soraya Godeiro, ainda esta semana os servidores irão se reunir em uma nova assembleia para deliberar sobre os próximos atos. A possibilidade de uma nova paralisação das atividades não está descartada. “Confiamos na palavra do

prefeito e ele nos enganou mais uma vez. Vamos discutir com a categoria e, se for de comum acordo, vamos parar novamente até que nossas reivindicações sejam atendidas”, declarou. Além do cumprimento da Lei da Data-Base, fazem parte da pauta de reivindicações dos servidores o fim do pagamento do abono salarial, mudança de nível, quinquênio, promoções e a criação das carreiras específicas. “Nós, servidores públicos, tivemos a sensibilidade de

ouvir as dificuldades apresentadas pela gestão e nos comprometemos a suspender a greve, desde que a categoria fosse recebida logo após o período. Porém, a Prefeitura Municipal de Natal mais uma vez se omitiu e, após vários dias de suspensão, nos deixou somente o silêncio”, declarou Soraya. ATRASO IMORAL A vereadora Natália Bonavides (PT) participou do ato elaborado pelos servidores ontem e classificou como “imoral” o descumprimento do acordo proposto pelo Executivo como contrapartida para o encerramento da greve no início do ano. Segundo a petista, o prefeito Carlos Eduardo está promovendo um desmonte dos direitos dos trabalhadores de Natal, com mudança de níveis congeladas. Salários atrasados e a data-base desrespeitada. “Esses atrasos são imorais e descumprem a Lei Orgânica do Município. O Executivo age como se nada estivesse acontecendo. Estamos juntos nessa luta e nessa denúncia, na oposição a esse desmantelo”, concluiu.


AGORA JORNAL

NATAL QUINTA-FEIRA, 13 DE JULHO DE 2017 | 5

Dia a Dia

www.agorarn.com.br VISITE NOSSO PORTAL DE NOTÍCIAS

A VERDADE TEM PRESSA!

Fotos: Cedidas

Buracos nas ruas do bairro prejudica tráfego de veículos e oferece risco a condutores e pedestres

Calçadas mal preservadas prejudicam a mobilidade, sobretudo de pessoas com deficiência física

DESCASO. Presidente do Centro Social Comunitário José Félix Damasceno denuncia falta de atenção da Prefeitura do Natal com a região, que têm problemas em diversas áreas, como saúde, educação, esporte, lazer e segurança

Moradores denunciam situação de abandono em Felipe Camarão

Um dos distritos mais populosos de Natal, o bairro de Felipe Camarão, situado na zona Oeste da capital potiguar, vem sofrendo com o descaso do Poder Público municipal. Ao menos é isso que está sendo relatado pelo presidente do Centro Social Comunitário José Félix Damasceno, Marcos Raimundo dos Santos, uma das lideranças comunitárias daquela região. Em entrevista concedida ao Portal Agora RN/Agora Jornal, Marcos Raimundo relatou problemas em diversas áreas de Felipe Camarão. Segundo ele, existem situações insustentáveis nos setores de cidadania, infraestrutura, esporte, saúde, lazer, educação e segurança pública. E o pior: todas elas já foram formalmente

encaminhadas ao Poder Executivo, que ainda não tomou providências. De acordo o presidente do CSC/JFD, a comunidade aguarda há pelo menos um ano a reforma do campo de futebol, que havia sido prometida pela Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (SEL), mas até então não foi cumprida. Hoje, a situação do equipamento é de abandono, assim como a quadra de esportes do bairro que não possui tela de proteção. “Estamos desde o ano passado cobrando a Prefeitura do Natal. Essa demora vem gerando muitos transtornos para toda a população, até porque no caso das quadras as bolas de futebol sempre acabam indo parar no telhado da vizinhança

e quebrando peças importantes da estrutura das residências, gerando problema financeiro aos moradores”, relatou Marcos. No tocante à área da saúde, o líder comunitário denunciou a falta de médicos na Unidade Básica de Saúde do bairro, situada na Rua Santa Catarina. Segundo Dos Santos, o ideal é que haja seis médicos trabalhando no local para atender a população de mais de 50 mil habitantes. Todavia, apenas três estão executando os serviços. “Existe um déficit de 50% no número de médicos que deveriam estar trabalhando na nossa Unidade Básica de Saúde e isso acaba aumentando o transtorno no centro médico que acumula pacientes em bus-

Esgotamento sanitário também é um problema, principalmente com chegada da época das chuvas

Palavra Arthur Dutra

Livre

arthurdutra96@gmail.com

Entre um presidente e outro

D

errubar presidentes da República não é coisa que se faça todo dia. Acontece, nas nações civilizadas, com espaço de tempo razoável para não banalizar o negócio. Não sei se é uma lei da História, mas é algo que se pode verificar na prática. Em 1992 derrubamos Collor, e só 24 anos depois, em 2016, achamos que era boa ideia derrubar mais um presidente, a srª. Dilma Rousseff. Entre eles, tivemos Lula metido no mensalão em 2005, que escapou da degola. Hoje, meados de 2017, já há quem queira derrubar mais um presidente e a bola da vez é Michel Temer.

>> As quedas. Collor caiu com certa facilidade, mas também pudera: foram tantas lambanças cometidas em um curto espaço de tempo que a presença atlética do alagoano cansou a vista do brasileiro. Um FIAT Elba foi o suficiente para dar-lhe a carta de demissão. Já com Dilma, não, a coisa foi mais difícil. Quase dois anos de manifestações, fases da operação Lava Jato, reprovação de contas no TCU, economia cavando o fundo do poço, desemprego, inflação, termos de posse fajutos, STF metendo o bedelho, Câmara e Senado arrastando um processo enfadonho, para só depois chegarmos ao “Tchau, querida” definitivo.

ca de atendimento. Já notificamos a Secretaria Municipal de Saúde sobre o caso, mas assim como as demais não estamos recebendo retorno”, lamentou. O presidente do Centro Social Comunitário José Félix Damasceno também apontou problemas com buracos e crateras que surgem a todo momento nas ruas e avenidas de Felipe Camarão. Ainda de acordo com Marcos, estes problemas já estão acontecendo há cerca de dois meses e nenhuma providência foi tomada. Isso, inclusive, evita a Prefeitura de colocar a culpa nas chuvas. “Faz dois meses que os buracos aparecem em todas as ruas do nosso bairro. Hoje é difícil você encontrar uma rua ou avenida que não tenha pelo

menos um buraco e/ou cratera. Agora com as chuvas os problemas têm ficado ainda mais evidentes, porque a água faz com eles aumentem de tamanho e tragam diversos transtornos aos moradores”, apontou. Neste último caso, a Prefeitura Municipal do Natal divulgou ontem que a Operação Tapa Buraco realizou intervenções nesta quarta-feira, 12, no bairro de Felipe Camarão, mas a Secretaria Municipal de Obras Públicas e Infraestrutura (Semov), responsável pela área, não especificou quais as ruas e avenidas que foram atendidas no distrito. Além de todas as situações já relatadas, Marcos Raimundo frisou que o bairro também sofre com a alta incidência de

esgotos clandestinos, escolas sucateadas e sem professores, falta de fiscalização por câmeras de videomonitoramento que sejam interligadas ao Ciosp, ausência de eventos culturais e socioeducativos e abandono de equipamentos de ginástica na única praça que atende a localidade. “Estamos em situação de total descaso. São muitos os pontos questionados pelos moradores e que chegam até nós de uma forma ou de outra. Enquanto liderança comunitária, faço tudo que é possível para tentar corrigir os problemas, como encaminhar os ofícios às secretárias relatando dos casos, mas infelizmente não estamos sendo atendidos. Nos restou pedir socorro”, concluiu.

Comunidade aguarda reforma do campo de futebol há pelo menos um ano; lugar está cheio de mato >> O estado cresce, os maus permanecem. Mas perguntará o leitor: porque um caiu fácil e outra aguentou tanto tempo mesmo em estado de putrefação em pleno Palácio do Planalto? É que Collor não soube ou não teve tempo para criar um monstro burocrático para defendê-lo. Já a ex-presidente Dilma e seu grupo político alimentaram o monstrinho e fizeram-no grande, imenso e cheio de argumentos. E que argumentos são esses? As mamadeiras estatais, claro. Sempre cheias, sempre disponíveis a quem for dócil com elas. E elas se multiplicaram nos anos de governos petistas. O aparato estatal inflou de tal forma que o poder de um Presidente da

República, que já era grande, passou a ser descomunal. Resultado: a sociedade hoje pode muito pouco em face do Estado, mesmo quando está coberta da mais absoluta razão. >> Mais uma via crusis. Voltando ao quase ex-presidente Temer, temos a seguinte situação: muito embora existam diversos motivos para fazê-lo sair de lá, não será tarefa fácil, já que ele dispõe de meios suficientes para dificultar ao máximo a sua queda. E por dificultar entenda-se esticar seu tempo de permanência na cadeira presidencial esgrimindo com habilidade os imensos recursos estatais disponíveis

ao toque uma canetada. Não é difícil e ele sabe fazer. Por isso deve levar sua mesoclítica figura até o fim do mandato. >> Ou mata ou morre. Assim, com poderes estatais imensos nas mãos de quadrilhas inteiras, pode-se até derrubar mais um presidente, mas os poderes serão usurpados por um outro qualquer, que fará a mesmíssima coisa com eles: usá-los para se manter no poder. E a sociedade? Acreditará que venceu, mas, cedo ou tarde, se defrontará com o mesmo problema, até que um dia nada mais poderá fazer contra um poderio que só cresce e se volta contra a própria sociedade: o do Estado.


6 | NATAL QUINTA-FEIRA, 13 DE JULHO DE 2017

Geral

AGORA JORNAL

REFORMA APROVADA. Superintendente regional do Sebrae comemora aprovação de reforma no Senado e projeta melhora na economia com nova lei; de acordo com ele, setor produtivo já tem dado sinais de recuperação desde o início deste ano

Lideranças enxergam “avanço” em nova legislação trabalhista

Fotos: Divulgação

O superintendente regional do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Rio Grande do Norte (Sebrae), Zeca Melo, comemorou nesta quarta-feira, 12, a aprovação, no Senado Federal, após tramitação conturbada no Congresso, de mudanças na legislação trabalhista. O texto-base passou com 50 votos favoráveis, 26 contrários e apenas 1 abstenção. A reforma traz, entre outras questões, novas definições sobre férias e jornada de trabalho. Agora, a medida, cuja aprovação é o principal mote do governo Michel Temer (PMDB), irá à sanção presidencial. Para Zeca, a nova lei trabalhista é “um grande avanço”, sobretudo no atual momento de dificuldades, em que o país atravessa uma crise econômica considerada sem precedentes. “O Rio Grande do Norte perdeu, nos últimos trinta meses, mais de 32 mil vagas de emprego. São ‘três Guararapes’. Se a gente não tiver uma facilidade nas relações de trabalho, vamos complicar ainda mais. Então, a nova legislação é um grande avanço, a minha avaliação é ótima. As pequenas empresas do RN estão a comemorar”, pontua. Otimista com a aprovação da reforma trabalhista, Zeca relata que, desde o início do ano – até pela expectativa com as medidas adotadas e propostas pelo governo federal –, a economia potiguar já dá sinais de recuperação, com índices melhores (ou menos piores) dos que os registrados em 2016. “Os dados de 2017 são muito bons porque o ano de 2016 foi muito ruim. O nosso movimento agora é muito melhor. A própria queda do desemprego mostra isso. No ano passado, neste mesmo

Superintendente do Sebrae, Zeca Melo pontua lei dá “alento” a empresários período, tivemos a queda de 15 mil postos de trabalho. Neste ano, são só 5 mil – que é muito, mas é menos do que 15 mil. Então, o que parece que está acontecendo em todos os segmentos econômicos é que batemos no fundo e estamos submergindo”, frisa. Neste sentido, Zeca Melo pontua que a nova legislação trabalhista dá um “alento” aos empreendedores potiguares e entusiasma ainda mais o setor produtivo. Ele acredita que, com as novas regras, haverá mais facilidade de contratação. “A minha aposta é que haverá mais facilidade sobretudo para os microempreendedores. Isso porque, se a gente for analisar as empresas com mais de dez funcionários, o resultado tem sido positivo”, compara. Antes de ser apreciada no Senado, a reforma trabalhista foi discutida na Câmara,

Mercado Agora Daniel Paiva dpmoraes@yahoo.com.br

Mercado digital não toma conhecimento da crise brasileira Você já comprou um infoproduto? Ou melhor, você sabe o que é um infoproduto? Pode até não ter notado, mas, com certeza, já consome ou consumiu alguns infoprodutos, ainda que não seja usuário ativo da internet, de um smartphone. Sabe-se que nas crises econômicas muitas empresas fecham suas portas, enxugam custos ao extremo, se reinventam buscando novos mercados, novos produtos, novas formas de trabalhar e atender clientes. Ano passado houve, especialmente nos primeiros quatro meses, um número ex-

pressivo de abertura de novas empresas, a grande maioria delas MEIs (microempreendedor individual). Isso pode ser creditado à necessidade das famílias brasileiras de ter uma fonte de renda extra, além do emprego formal com carteira assinada, ou mesmo ao movimento empreendedor por necessidade de sobrevivência, ou seja, pessoas que antes tinham seus empregos, agora desempregadas, buscaram no empreendedorismo não apenas materializar seus sonhos e suas ideias, mas um combo de Oportunidade x Necessidade x Falta de Alternativas, explicado

Itamar Manso Maciel, presidente da ACRN, diz que reforma “valoriza o Brasil”

onde o deputado federal potiguar Rogério Marinho (PSDB) relatou o projeto. Na opinião de Zeca, “com um desempenho notável”. “Eu acho que o deputado Rogério Marinho tirou nota 10. Ele defendeu brilhantemente [a reforma trabalhista]. Fiquei orgulhoso de ver um conterrâneo se sair tão bem ao defender o projeto. Até quem não concorda tem que reconhecer que ele pessoalmente teve um desempenho notável”, elogia. Na contramão da análise da performance de Rogério, Zeca Melo classificou como “lamentável” a postura da senadora Fátima Bezerra (PT) no julgamento da reforma. Junto com outros oposicionistas, a parlamentar ocupou a Mesa Diretora da Casa, tentou impedir o andamento dos trabalhos e atrasou em mais de seis horas o início da votação na terça-

-feira, 11. “Como cidadão, eu achei lamentável. Se a gente não respeita o direito da maioria, não respeitamos também a democracia. Inclusive, o almoço, que foi terrível”, criticou, em alusão ao fato de a senadora petista ter almoçado sobre a mesa do Senado, ocupando a cadeira do presidente da Casa, Eunício Oliveira (PMDB).

pela famosa frase “a fome com a vontade de comer” (a fome de empreender em algum momento da vida com a necessidade real de trazerem, dentre outros itens, o alimento para si e para seus dependentes). Em Natal-RN foi visível o aparecimento de muitos pequenos negócios no segmento de gastronomia e moda (segmento que já foi tema de uma de nossas colunas, aqui no Agora Jornal). São cafeterias, docerias, padarias, lojas de acessórios para mulheres e homens, roupas, etc. (Como militante há mais de 18 anos pelo empreendedorismo verdadeiro – aquele que não é alimentado por esquemas com o setor público – vibro com esta ascensão empreendedora em nosso estado!). Estes segmentos citados aqui e muitos outros foram alavancados pela internet, onde os empreendedores usando redes sociais, promoveram seus pequenos negócios, com investimento

consideravelmente menor, obtendo resultados satisfatórios, alguns até mesmo mudando de patamar, ampliando e crescendo em pouquíssimo tempo de existência. A internet tem muita participação no pequeno (para não dizer inexistente) crescimento da economia brasileira nos últimos 3 anos. Não apenas por alavancar a venda de produtos físicos, tangíveis, mas por promover os infoprodutos, aqueles produtos que não podemos tocar com as mãos, mas que têm igual ou maior volume que os produtos tradicionais, como bolsas, sapatos, móveis e outros. Os infoprodutos aos quais refere-se este artigo não são computadores ou smartphones, ou mesmo HDs e similares. São os conteúdos. Oferecidos aos montes, gratuitamente ou não, os conteúdos sobre praticamente todos os temas de interesse profissionais ou não, associados à carreira profissional, à vida

LEI CADUCA Quem também celebrou a aprovação da reforma trabalhista no Senado Federal foi o presidente da Associação Comercial do Rio Grande do Norte (ACRN), Itamar Manso Maciel Júnior. Na avaliação dele, a legislação atualmente em vigor está “caduca”. “Eu acho que [a reforma] é um avanço para o setor produtivo, pois a lei caducava, era da década de 1940,

quando o Brasil era outro. O Brasil era da máquina de escrever, hoje somos da internet”, opina, se referindo ao fato de que a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) – que dita as atuais regras – foi criada em 1943, ainda durante o governo de Getúlio Vargas. Segundo Itamar, assim como Zeca acredita, “o Brasil avança” com as novas normas. “[Quando a lei foi criada], havia uma indústria diferente, o comércio era incipiente. O Brasil avança, e o setor produtivo tem que criar condições de ter negociação entre patrão e empregado. E que tenha valor. Havia a negociação, mas o TRT derrubava”, reclama, se referindo ao fato de que a Justiça do Trabalho muitas vezes não reconhece acordos celebrados entre patrões e trabalhadores. “Hoje estamos avan-

acadêmica, ao desejo de estudar fora do Brasil, a como ser um criador de infoprodutos, enfim, todos estes temas possuem inúmeros vendedores de conteúdos/infoprodutos. Um livro digital é um infoproduto. Um vídeo que você acessa por um site ou blog de empresa ou pessoa física é um infoproduto. Treinamentos, palestras, apresentações, filmes (aqueles da Netflix também!), todos estes conteúdos são, na verdade, produtos, infoprodutos. Eles estão em todos os locais e plataformas da internet, nos PCs e na sua mão, através dos celulares tipo smartphones (aliás, smartphone já pode ser considerado o novo, ou melhor, o atual nome do aparelho apresentando ao mundo como telefone celular). O mercado digital não tomou conhecimento da crise econômica brasileira, e vem crescendo como nunca. A cada dia vemos em nossa timeline mais e mais posts patrocina-

çando. A proposta atende aos anseios dos empresários, dos trabalhadores e do Brasil. O país acorda com a aprovação de uma lei que valoriza o Brasil”, finaliza. O principal aspecto da nova legislação trabalhista diz justamente respeito à segurança jurídica em firmação de acordos entre patrões e empregados. Pela nova proposta, convenções e acordos coletivos poderão prevalecer sobre a legislação. Assim, sindicatos e empresas poderão negociar condições de trabalho diferentes das previstas em lei, mas não necessariamente num patamar melhor para os trabalhadores. Além disso, a reforma trabalhista dá novas redações a mais de 100 itens da CLT, como férias, descanso, remuneração, planos de cargos e salários, trabalho intermitente e trabalho remoto, entre outros.

dos, com pessoas querendo vender seus conteúdos, apresentando-nos formas de adquirirmos isso ou aquilo, de conseguirmos alcançar metas pessoas, de como vendermos mais, de como seria a melhor maneira de aprendermos outro idioma, e tantas outras formas e maneiras para tantas coisas. Isso é maravilho, porque as pessoas estão compartilhando seus conhecimentos, adquiridos com anos de vivência em suas profissões, robustecidos pela rodagem que só a vida pode dar a um profissional, a uma pessoa. Existe muito conteúdo útil na internet, hoje em dia. Faça bom proveito do seu infoproduto, e cresça com ele. Ah! E depois, quem sabe, compartilha com a gente através da própria internet. Já pensou? Será muito bom para todos, e ainda pode te gerar uma grana, quem sabe até uma nova empresa, um novo negócio. Boa sorte!


Social

AGORA JORNAL

Social

NATAL QUINTA-FEIRA, 13 DE JULHO DE 2017 | 7

Liege Barbalho liegebarbalho@uol.com.br

Imortais da ANL

A Academia Norte-riograndense de Letras celebrando a chegada de novos imortais neste segundo semestre. Em agosto, acontecerão as cerimônias de posse do jornalista Wolden Madruga e do professor e escritor Roberto Lima. Já em setembro, será a vez do professor e médico Daladier da Cunha Lima. Em outubro, o agraciado com o título será o professor e escritor Humberto Hermenegildo.

Feijão Society

Terá realização neste sábado o nosso “Feijão Society”. Com início às 12h30, o evento acontecerá no hotel Holiday Inn Natal, na Av. Salgado Filho, Lagoa Nova. Nosso encontro promete reunir expressivos nomes da sociedade potiguar em ocasião elegante e de boas energias. *** O acesso ao Feijão Society é uma pulseira, que está à venda na banca do Tota, na avenida Afonso Pena, em Petrópolis. No cardápio, feijoada completa, sobremesa, cerveja, caipifrutas, refrigerantes, água e os deliciosos doces da Caffech. O espaço terá ambientação assinada pela arquiteta Danielle Canuto e o comando musical de Rubinho, que apresentará o melhor da MPB.

A deputada Cristiane Dantas com o marido, o vice-governador Fábio Dantas, pelas lentes de João Neto

Obras inacabadas

As obras paralisadas e inacabadas no Rio Grande do Norte foram alvo de um levantamento feito pelo Tribunal de Contas do Estado. A questão será o foco do I Seminário Integrado de Controle Externo, que acontecerá no próximo dia 19, no auditório do TCE/RN. O objetivo é abrir espaço para discussão e busca de solução para um problema que resulta em prejuízo para a sociedade. ***Em todo Estado, foram encontrados 313 empreendimentos nesta condição, o que representa um dano em torno de R$ 308 milhões para os cofres públicos. O encontro reunirá diversas instituições que vão apresentar seu posicionamento sobre a situação, além de discutir estratégias que apontem soluções.

Voos cancelados

O anestesiologista Flávio Melo Júnior e a bela Priscila Mendes, em evento predominante o traje branco

Charme da empresária Renata Telles: bom gosto e sofisticação dão o tom a loja que leva seu nome

A companhia aérea LATAM Airlines Brasil anunciou que vai cancelar 94 voos e alterar os horários de outros 67 com origem ou destino ao aeroporto de São Gonçalo do Amarante, entre 11 de setembro e 10 de outubro deste ano. Neste período, a pista do terminal estará em obras. *** A empresa informa que os clientes que adquiriram passagens para os voos remanejados já estão sendo informados sobre as mudanças. A companhia recomenda ainda que os passageiros utilizem o serviço “Status do Voo”, disponível no www.latam.com, para verificar a situação das operações.

Voo comercial

A cidade de Mossoró deverá ganhar, em breve, um voo comercial da Azul Linhas Aéreas. A afirmação foi feita pelo diretor da companhia, Marcelo Bento, ao governador Robinson Faria e ao secretário de Turismo, Ruy Gaspar, durante reunião em São Paulo. As atividades deverão ter início assim que o aeroporto Dix-Sept Rosado for liberado pela Agência Nacional de Aviação Civil.

Do Instagram: em dia de #TBT, o vereador Franklin Capistrano com suas filhas

*** Ainda em audiência na capital paulistana, o governador solicitou a redução no preço das passagens aéreas para Natal ao presidente da Latam Airlines, Jerome Cadier, e diretoria da empresa. O trecho é, atualmente, um dos mais caros da região Nordeste.

Simpatia em dose dupla das arquitetas Carla Cantídio e Kristine Shelman

Meio ambiente

Defensores dativos

O projeto Logisverde da Cosern colhe seus bons frutos. Em oito anos de atividades, a iniciativa já preservou 13.954 árvores, sendo 1.584 no último mês de junho. A atividade consiste na reutilização das bobinas, aquelas estruturas de madeira que transportam os fios, colocando-as novamente na cadeia produtiva com o auxílio da chamada logística reversa. Após o uso, os carretéis são desmontados, reciclados e revendidos aos fornecedores. Um detalhe importante: para produzir cada bobina é necessária a derrubada de 03 árvores com média de vida de 20 anos.

O juiz Rainel Batista, da comarca de Nísia Floresta, abriu cadastro para atuação de advogados dativos. Em ofício enviado ao presidente da Ordem dos Advogados RN, Paulo Coutinho, o magistrado informa que a comarca não tem defensor público designado, embora conte atualmente com aproximadamente 1.200 processos criminais em tramitação. Assim, destaca a necessidade de defensores dativos para agilizar os feitos criminais existentes. ***Os profissionais interessados devem enviar e-mail para advdativo.nisia@gmail.com contendo os seguintes dados: nome completo, número de inscrição na OAB, endereço e telefone para contato. Os advogados serão remunerados com honorários advocatícios custeados pelo Estado, segundo tabela fixada no Código de Normas da Corregedoria Geral de Justiça do TJRN.

Carlos Liberato e Sylvia Sá, em dia de festa do Marista, clicados por João Neto

Minha Mãe É Uma Peça

Onze anos após sua estreia, o espetáculo “Minha Mãe É Uma Peça” volta aos palcos e promete arrancar gargalhadas da plateia com suas novas histórias. A apresentação acontecerá nos dias 09 e 10 de setembro, no Teatro Riachuelo. A nova turnê celebra o sucesso da trajetória de Dona Hermínia, personagem interpretada pelo ator Paulo Gustavo, que conquistou todo o país e que já levou mais de 2 milhões de espectadores aos teatros e 15 milhões aos cinemas de todo o Brasil.


8 | NATAL QUINTA-FEIRA, 13 DE JULHO DE 2017

Tempo Rodrigo Ferreira

Esporte

Extra

rodrigo@agorarn.com.br

LNB recebe inscrições de 17 equipes para próxima edição do NBB

A

Assembleia Geral da Liga Nacional de Basquete foi realizada nesta terça-feira, em São Paulo, com os representantes de todos os clubes que disputam o NBB. Ao todo, 17 equipes manifestaram o desejo de participar da próxima edição. Além das 15 equipes que estiveram na temporada 2016-2017 da competição, Botafogo e Joinville, campeão e vice da Liga Ouro, respectivamente, se inscreveram. Para terem suas inscrições confirmadas, os times precisarão agora comprovar toda a documentação exigida pela LNB para a disputa da décima edição do NBB. A data limite é dia 21 de julho. Até lá, os clubes terão de apresentar comprovações financeiras e estruturais para que o departamento técnico da LNB possa avaliar as condições de cada time. O início da competição está previsto para 4 de novembro. As equipes que querem participar da próxima edição do NBB são: Solar Cearense (CE), Gocil/Bauru Basket (SP), Botafogo (RJ), Brasília (DF), Campo Mourão Basquete (PR), Banrisul/Caxias Basquete (RS), Flamengo (RJ), Sesi Franca Basquete (SP), Joinville (SC), Liga Sorocabana (SP), Macaé Basquete (SP), Minas Tênis Clube (MG), Mogi das Cruzes/Helbor (SP), Paulistano/Corpore (SP), Pinheiros (SP), Vasco (RJ) e Universo/Vitória (BA). Durante a Assembleia também foram aprovados, por unanimidade, a prestação de contas da temporada 2016/2017 e o balanço financeiro do ano de 2016. >> Jejum incômodo. Depois da nova derrota sofrida nesta terça-feira 11 para o Londrina-PR pela Série B do Campeonato Brasileiro, o ABC chegou ao seu quinto revés consecutivo dentro do Campeonato Brasileiro. Antes do time paranaense, o Alvinegro já havia sido derrotado por CRB-AL, Boa Esporte-MG, Guarani-SP e Náutico-PE na competição. No próximo sábado, vai jogar fora de casa diante do Luverdense-MT, no dia 15 de julho, e se não vencer, completará um mês inteiro sem vitórias. O último triunfo abecedista dentro do torneio foi no dia 16 de junho, contra o Goiás-GO em Goiânia, no Estádio Serra Dourada. O resultado disso? O time já é vice-lanterna do Brasileiro, com apenas 12 pontos ganhos. >> Matemática. Acompanhando os números do estatístico paulista Marcelo Leme de Arruda, do renomado site Chance de Gol, vejo que o ABC já está com 79% de chances de ser rebaixado para a Série C do Campeonato Brasileiro do ano que vem. O número é três vezes superior ao dado publicado quando do início do torneio, onde o próprio Marcelo apontava o Alvinegro de Natal com probabilidade de rebaixamento de 23,1%. As chances de acesso, que no começo eram de 3,7%, agora são de apenas 0,05%, enquanto as chances de título são quase 0%. Em situação pior que o ABC, apenas o lanterna Náutico, que é apontado com 89,6% de chances de ser rebaixado. >> Foi bem. Considerei boa a estreia do atacante Lucas Coelho no ABC. Não apenas pelo fato de ter marcado o gol do Alvinegro na partida, mas

pude perceber uma movimentação boa no atleta (algo que não existe em Nando e Caio Mancha, seus concorrentes), além de um oportunismo interessante dentro da área. Quase marcou outro gol no primeiro tempo em uma cabeçada venenosa. Torçamos para que não tenha sido apenas uma boa impressão de estreia e que ele faça jus ao clube que foi formado e começou como profissional. Afinal, jogar no Grêmio não é coisa fácil... >> Treinos puxados. Pensando no duelo deste sábado contra a Aparecidense-GO na Arena das Dunas pela partida de volta da segunda fase da Série D, o América está intensificando os treinamentos no CT Abílio Medeiros em Parnamirim e trabalhando forte em dois períodos. Com o 0 a 0 na ida, o clube Alvirrubro precisa de uma vitória simples para se classificar à terceira fase. No entanto, empate com gols dá a classificação ao clube goiano. Todo cuidado é pouco neste duelo perigoso. >> Liberado. Após vistoria realizada pela equipe do Serviço Técnico do Corpo de Bombeiros, o Estádio Leonardo Nogueira, em Mossoró, foi liberado para uso até julho do ano que vem, com capacidade para receber até 4.372 torcedores. No segundo semestre deste ano, o local deverá receber diversas movimentações esportivas, como os jogos do Campeonato Estadual Sub-19, do Campeonato Estadual de Profissionais da 2ª Divisão, das competições de base da Liga Desportiva Mossoroense (LDM), além da Liga Nordeste de Futebol Americano, onde o Ufersa Petroleiros representa Mossoró na competição.

AGORA JORNAL

PREPARAÇÃO. Jogadores falam da responsabilidade que terão no duelo de sábado em Natal; Alvirrubro precisa de vitória simples contra goianos para assegurar vaga

América trabalha forte pensando em “jogo de detalhes” na Série D

Depois do empate sem gols registrado no último sábado contra a Aparecidense-GO pela primeira partida da segunda fase da Série D do Campeonato Brasileiro, o América voltou a Natal e está treinando desde a última segunda-feira 10 em ritmo intenso visando a partida da volta, agendada para o próximo sábado 15 na Arena das Dunas, a partir das 19h. Para o elenco, o jogo deste fim de semana será marcado por ‘detalhes’ e a intenção dos atletas é que eles sejam favoráveis ao time da Rodrigues Alves. Neste momento, o América é o líder isolado na classificação geral da quarta divisão com 16 pontos conquistados, um a mais que os vice-líderes Globo e Operário-MT. Em entrevistas concedidas a assessoria de imprensa do clube, os volantes Jonathas e Robson falaram em nome de todo elenco americano. Assim como em campo, os dois demonstraram estar bem entrosados nas palavras e o discurso, em tese, foi o mesmo. Primeiramente, ambos destacaram a importância do América não ter sido derrotado no fim de semana passado. “Foi um jogo muito difícil. A gente sabia que a equipe deles era muito forte e tivemos muita atenção. Sabíamos, principalmente, que tomando um gol ficaria muito difícil para a gente. Graças a Deus conseguimos manter o placar no zero a zero. Lógico que queríamos ter feito gol fora de casa e saído de lá com a vitória, mas o gol não veio e o importante era não perder”,

Canindé Pereira / América FC

Equipe alvirrubra está treinando em ritmo intenso antes de confronto diante de Aparecidense-GO destacou Robson. Partilhando do pensamento do companheiro, Jonathas se encarregou de falar sobre as expectativas criadas para o jogo deste final de semana, na Arena das Dunas. Segundo ele, a equipe menos errar sairá vitoriosa de Natal e, consequentemente, com a classificação assegurada à terceira fase do torneio nacional. “A gente sabe que um jogo de decisão fica sempre marcado pelos detalhes. Não podemos errar de forma alguma.

Trata-se de um jogo que quem errar menos vai sair vitorioso e a gente, como obrigação por jogar dentro de casa e com o apoio do nosso torcedor, temos que conquistar o resultado positivo que vai nos dar a classificação”, frisou o defensor, reforçando o foco do elenco no duelo. “Estamos todos focados, sempre cobrando um do outro e muito interessados no acesso para a Série C. Porém, sabemos que é necessário dar um passo de cada vez. Agora,

o nosso pensamento é na Aparecidense-GO. Precisamos ganhar deles para garantir essa vaga na terceira fase e dar mais um passo rumo ao acesso, que é o objetivo principal do clube”, encerrou. No jogo deste sábado, o América precisa de uma vitória simples para se classificar à próxima fase. Um novo 0 a 0 levará a decisão para os pênaltis, enquanto que qualquer outro empate com gols dará a vaga para o time da Aparecidense.

COMPETIÇÃO

SEEL abre inscrições para VI Jogos Paradesportivos Escolares do RN

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Esporte e Lazer (SEEL), vai promover no período de 22 de julho a 13 de agosto os VI Jogos Paradesportivos Escolares do Rio Grande do Norte, evento que vale como seletiva para as Paralimpíadas Escolares. As inscrições estão abertas e podem ser realizadas através do envio das fichas de inscrições via e-mail até o dia 20 de julho. Poderão participar dos jogos de 2017 os alunos regularmente matriculados e frequentando escolas do ensino fundamental, médio ou especial da rede pública ou privada do Estado com deficiência física, visual e intelectual, e idade mínima de 12 anos (nascidos em 2005) e máxima de 17 anos (nascidos em 2000), nas modalidades de atletismo, bocha, goalball, judô e natação. De acordo com o coordenador do Paradesporto da SEEL, professor Tiberio Maribondo, a indicação da classificação esportiva é obrigatória no preenchimento da ficha de inscrição. O regulamento geral e as fichas de inscrições estão no site da SEEL e devem

Divulgação / SEEL

Regulamento geral e as fichas de inscrições estão no site da SEEL e devem ser enviadas até 20 de julho ser enviadas para o email seeleventosrn@gmail.com até o dia 20 de julho. Os Jogos Paradesportivos Escolares do Rio Grande do Norte são promovidos pela Secretaria Estadual do Es-

porte e do Lazer em parceria com a Secretaria Estadual de Educação, entidades de prática do Paradesporto e Federação Norte-riograndense do Desporto Escolar (FNDE). A competição vai selecionar os

atletas que representarão Rio Grande do Norte nas Paralimpíadas Escolares, evento nacional promovido pelo Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), no mês de novembro, em São Paulo.

AGORA JORNAL - EDIÇÃO 98  

Versão Flip

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you