Page 1

NR. 190 | MAIO

ÁGORA

JORNAL

NESTA EDIÇÃO 17 de Maio ‘15 Campeonato Solidário 11 - 21 de Maio ‘15 34º aniversário do Centro 21 de Maio ‘15 Conferência - Mário Cordeiro 11 - 15 de Maio ‘15 Formação de Empregadas Domésticas Inscrições ‘15 (a decorrer) Porta Aberta Rúbrica Voluntariado na 1ª Pessoa Receita (Novo) Com Letícia Salomoni

TELEFONE

21 457 89 52 E-MAIL

geral@centrocomunitario.net WEBSITE

www.centrocomunitario.net MORADA

Av. Loureiro, nr. 394, 2775-599, Carcavelos, Portugal


NR. 190 | MAIO

ÁGORA

JORNAL

NESTA EDIÇÃO

17 de Maio ‘15 Campeonato Solidário

11 - 21 de Maio ‘15 34º aniversário do Centro

21 de Maio ‘15 Conferência Mário Cordeiro

11 - 15 de Maio ‘15 FED

Inscrições ‘15 (a decorrer) Porta Aberta

Rúbrica Voluntariado na 1ª Pessoa

COORDENAÇÃO

Natércia Martins REDAÇÃO

Catarina Boavida & Vanda Maltez GRAFISMO

Catarina Boavida FOTOGRAFIA

Catarina B. & Vanda M.

Receita (Novo)

REVISÃO

Com Letícia Salomoni

Conceição Fernando


Aconteceu no Centro

MAIO '15 A abrir

Maio foi marcado pelo aniversário do Centro que completou 34 anos. Das comemorações do Aniversário constaram exposições, teatro e uma palestra com o Doutor Professor Pediatra Mário Cordeiro. A formação de Empregadas Domésticas - FED - é uma iniciativa que surgiu da necessidade de promover competências e conhecimentos na Área do Serviço Doméstico, para pessoas que já trabalham nesta área ou que pretendem iniciar esta actividade profissional. Da formação constam vários módulos. A 1ª "Copa Buffalo de Jiu-Jitsu" – um evento organizado pela Associação Vita Team promoveu uma recolha de alimentos para a Mercearia do Centro.

Na Rúbrica “Voluntariado na 1ª Pessoa” ficámos a conhecer a voluntária – Manuela Novaes.


Campeonato

SOLIDÁRIO 17 de Maio 15'

Decorreu no passado dia 17 de Maio, no Pavilhão dos Lombos em Carcavelos, a 1ª Copa Buffalo de Jiu-Jitsu.

Este evento foi organizado pela Associação Desportiva Vita Team (A.D.V.T.) que elegeu o Centro Comunitário da Paróquia de Carcavelos como instituição a apoiar. Participaram neste campeonato 410 atletas e assistiram ao espetáculo cerca de 1500 espectadores. Quisemos saber qual o balanço desta iniciativa e por isso fomos falar com a organização:

«O Jiu-Jitsu é um desporto que tem crescido significativamente. Há doze anos consecutivos que se realiza em Lisboa o Europeu de Jiu-Jitsu Brasileiro, pelo que tem sido notória a popularidade deste desporto em Portugal. Neste ano o mesmo contou com 3.500 competidores». «No âmbito da responsabilidade social, cada evento que organizamos apoia sempre pelo menos uma associação sem fins lucrativos. Este ano optámos pelo Centro Comunitário de Carcavelos e foi imperativa a entrega de 1 kg de alimento não perecível para entrar no pavilhão". Esta campanha, resultou em 1029 produtos alimentares recolhidos e ainda um donativo de 626,59€. "À semelhança do que tem sucedido nos nossos anteriores eventos, o Pavilhão dos Lombos foi palco de um excelente espetáculo desportivo. Pelo que Portugal chamou a atenção dos adeptos e curiosos da modalidade".

"Ficamos deveras contentes por termos conseguido fazer chegar a mensagem da responsabilidade social aos que participaram ou assistiram ao nosso evento. Acreditamos e defendemos que se todos dermos um bocadinho a vida de quem mais precisa pode melhorar consideravelmente, pois o que para uns é pouco para outros é o essencial".


Sumo de Maçã

COM BETERRABA com Letícia Salomoni

Igredientes: . 500g (4 unid.) de maçãs . 400mL de chá de lúcia-lima . 200g (2 unid.) de beterrabas cozidas peladas . 6 Comprimidos de adoçante

Confeção:

1. Lave, descasque e retire as sementes às maçãs.

2. Corte as maçãs e as beterrabas em pe-

daços pequenos.

3. Junte os pedaços em um copo (liqui-

dificador ou varinha) com o chá de lúcia-lima.

4. Em um liquidificador ou com uma fari-

nha, acrescente o adoçante e triture tudo.

5. Sirva fresco podendo acrescentar uma

folha de hortelã.

Valor nutricional por porção (250 ml)

Kcal

75 Kcal

Proteína

0,8 g

H. Carbono

17,6 g

Açúcar

0g

Gordura

0,6 g

Gord. Saturada

0,1 g

Gord. Mono.

0g

Fibra Sal

2,5 g 0g

ÁG OR A

5


34º Aniversário

DO CENTRO 15 a 21 de Maio 15'

No âmbito das comemorações do Aniversário do Centro tivemos no dia 15 um baile intergeracional animado pela música do "Dj Beto".

Os séniores ofereceram como prenda de aniversário ao Centro as cortinas para as janelas do salão multiusos, resultado de uma empenhada campanha de angariação de fundos. A tarde terminou com um lanche, bolo de aniversário e actuação do grupo de folclore do CCPC com a interpretação de temas tradicionais.

Durante toda a semana decorreram atividades comemorativas das quais constaram a projeção de fotos do CCPC, a exposição de pinturas (dos utentes do AJAC) e de desenhos do ilustrador João Catarino, e a apresentação da peça “O Que Já Foi Feito” pelo grupo de teatro do Espaço Sénior.

ÁG OR A

7


´

Professor Doutor

MARIO CORDEIRO 25 de Maio 15'

CCPC: é filho do pediatra Mário Cordeiro, um dos fundadores da UNICEF; neto e bisneto de médicos. Seguir medicina pediátrica era inevitável? Dr. Mário Cordeiro: não se tratou de uma inevitabilidade, mas de vocação. Tratou-se de uma tradição, não de uma obrigação. Tive uma tendência natural para a Pediatria por o meu pai e as minhas irmãs mais velhas lidarem com crianças.

CCPC: é sobrinho do Pe. Aleixo Cordeiro, fundador do Centro Comunitário da Paróquia de Carcavelos. Que recordações guarda do seu tio?

Dr. Mário Cordeiro: o tio Aleixo era um fantástico contador de histórias! Um homem detentor de uma humildade desconcertante. Foi um visionário. O meu tio é, para mim, o “protótipo do Santo”.

CCPC: desde a fundação do Centro Comunitário, há 34 anos, até aos dias de hoje, houve muitas alterações na parentalidade e na forma de se educar?

Dr. Mário Cordeiro: hoje em dia os pais são melhores do que há algumas gerações atrás. Na minha opinião, a parentalidade hoje tem mais qualidade do que há 34 anos atrás. Hoje os pais têm muitas dúvidas e poucas certezas e eu prefiro as dúvidas de hoje do que as certezas de ontem porque revelam mais interesse pelas crianças. CCPC: é nesse sentido (o do esclarecimento das dúvidas de hoje) que o seu livro "Educar Com Amor" tenta orientar os pais e educadores?

Dr. Mário Cordeiro: pretendo que a Ciência (mais vagarosa) e que o bom senso (mais rápido) imperem quando de crianças se trata. Estamos cercados de desgraças (na televisão, nos jornais, na internet) e a repetição dessas desgraças, até quase à exaustão, faz com que se percecione que todas as crianças estão desprotegidas. Os filhos são o nosso prolongamento e pensar que algo de mau lhes possa acontecer é horrível; Apesar de


ÁG OR A

9


Professor Doutor

MARIO CORDEIRO Continuação

tudo, não devemos tornar-nos paranoicos ou hipocondríacos.

CCPC: educar com amor é também educar para a solidariedade?

Dr. Mário Cordeiro: sim. É dar o exemplo de respeito, de amor, de dignidade, de empatia. CCPC: como é que uma geração que foi educada para os direitos consegue educar para os deveres?

Dr. Mário Cordeiro: para cada direito, um dever; para cada autonomia, mais responsabilidade. O narcisismo é pouco coadjuvante com o respeito. É preciso não esquecer que o excesso de infomação não é o mesmo que conhecimento e sabedoria.

CCPC: a frase “o meu filho é irrequieto porque é hiperativo” trata-se de uma desculpa frequentemente usada para a falta de educação das crianças?

Dr. Mário Cordeiro: a irrequietude das crianças é normal, prende-se com a exploração do mundo. Os ritmos de vida dos pais são tão intensos que as crianças muito ativas são, geralmente, crianças muito estimuladas. Temos de parar e respirar fundo; temos de aprender a fruir o momento, a contemplar a vida, em vez de ocuparmos todo o tempo disponível dos nossos filhos com milhares de atividades.


ÁG OR A

11


Vem aí mais uma

PORTA ABERTA! Período de Inscrições

Desde a Década de 80 que o Centro Comunitário organiza actividades de ocupação dos tempos livres para as crianças entre os 6 e os 12 anos durante o período de férias escolares.

A “Porta Aberta” consta de um programa de actividades lúdicas, desportivas e expressivas que promovem o desenvolvimento saudável e integral da criança. Por outro lado, facilita também às famílias, a conciliação da vida profissional com a vida familiar.

“Algumas das crianças que por aqui passam tornam-se mais tarde em monitores. Ou melhor, este projecto funciona como uma espécie de “percurso”, pois muitos deles, anteriores utentes, passam a ser monitores, e o seu conhecimento das actividades e funcionamento deste projecto torna-se uma mais-valia para nós. Existem até mesmo o caso de alguns pais já antigos conhecedores deste “percurso”" conta-nos Agostinho Velez, o coordenador deste projecto. Na Porta Aberta as manhãs são dedicadas ao desporto que inclui hóquei, Basquete, Basebol, Futebol, Vólei, Expressão coporal, Dança e outras actividades lúdicas. As tardes são preenchidas com actividades Expressivas que vão desde a expressão plástica (com desenho e pintura incluídos), expressão músical e dramática, modelagem e até mesmo reciclagem. Entre as Actividades mais esperadas contam-se as Tardes de Mangueirada e Jogos de água.

O período de inscrições para as crianças decor-re até dia 15 de Junho para residentes na união de freguesias de Carcavelos/Parede e Cateque-

se da Paróquia de Carcavelos. Para os monitores seguem-se dois períodos de inscrição: até 15 de Junho (com começo em Julho - 1º turno) e até 30 de Junho para monitorização em Agosto (2º turno). Dia 29 de Junho cá esperamos muitas mais crianças e as equipas de animadores para mais um verão certamente inesquecível.


ÁG OR A

13


Formação Modular de

SERVIÇO DOMÉSTICO 11 a 15 de Maio '15

Há quase uma década que o Centro Comunitário da Paróquia de Carcavelos, através do Gabinete de Emprego promove, Formação Modular de Serviço Doméstico.

Esta formação decorre durante uma semana, em horário laboral e destina-se a quem já trabalha na área do Serviço Doméstico ou pretenda desempenhar funções nessa área.

Por essa razão, a divulgação dos módulos de formação é feita junto dos utentes do gabinete de emprego que procuram apoio na procura ativa de emprego, mas também junto das empresas em processo de seleção de novos colaboradores. De acordo com a Dra. Rita Almeida "a formação modular de serviço doméstico permite ser um espaço de partilha de conhecimentos, de aumento de competências e de aprendizagem de questões práticas, pois, esta formação prima por ser mais prática do que teórica, permitindo aferir as competências dos formandos e um melhor encaminhamento rumo ao emprego".

Atualmente, esta formação decorre em parceria com o Centro Comunitário da Paróquia da Parede e divide-se em 8 módulos: Higiene e limpeza habitacional; Higiene e desinfeção alimentar; Prestação de cuidados a idosos; Competências interpessoais; Lavandaria e engomadoria; Workshop de culinária; Cuidadores de crianças; e Etiqueta. Nas palavras da Coordenadora do Gabinete de Emprego do CCPC "esta formação só é possível com o apoio dos voluntários. Todos os formadores são voluntários que dão do seu tempo, da sua paixão,


do seu rigor enquanto profissionais e cujo objectivo é capacitar de maior conhecimento e competências as pessoas que queiram frequentar esta formação. Nada disto seria possível sem eles." Berta Figueiredo, professora reformada e formadora para a área da promoção de competências interpessoais, afirma que «do 1º para o último módulo notamos diferenças na relação entre os formandos e na sua postura perante a formação… As pessoas crescem na partilha …É importante perceber o que é que as formandas têm em comum entre si e potenciar isso, promovendo a entreajuda" acrescenta.

Lisete Fradique, outra das formadoras voluntárias, docente e profissional de enfermagem de reabilitação, com a responsabilidade do módulo de prestação de cuidados a idosos, enfatiza que "o aumento da esperança de vida e o envelhecimento da população leva a que muitas famílias procurem auxílio na prestação de cuidados aos seus idosos, pelo que é muito importante que se possam formar cuidadores qualificados a prestar esse apoio".

da muito complicadas e custa não conseguir ajudar toda a gente". Após um interregno de alguns meses, a Formação Modular de Serviço Doméstico regressará em Setembro. Se precisa de Empregada Doméstica:

. Temos uma bolsa de Empregadas Domésticas . Damos formação para profissionais desta área . Fazemos a pré-seleção tendo em conta o perfil pretendido . Facilitamos o espaço para entrevistas . Prestamos informação sobre a legislação

Quando questionada sobre como tem decorrido a formação este ano, Rita Almeida refere que o saldo é positivo. "Realizámos até à data duas formações e participaram dela 18 formandas". Como resultado desta iniciativa já foram colocadas 8 pessoas. Na opinião de Margarida Graça, outra das voluntárias envolvidas nesta formação, responsável pelos módulos de higiene habitacional e de lavandaria e engomadoria "há realidades de vi-

ÁG OR A

15


Coesão e Inclusão

"APANHA A ONDA" 28 e 29 de Maio 15'

Nos dias 28 e 29 de Maio, o Centro Comunitário esteve representado na Conferência organizada pela União Distrital das Instituições Particulares de Solidariedade Social - IPSS - em parceria com a CMC - Câmara Municipal de Cascais - sob o tema “Coesão e Inclusão – Apanha a Onda”.

Nestes dois dias foram abordados vários temas dentro do campo da saúde, participação social e cívica, emprego, habitação, transportes e espaços públicos. A partilha de boas práticas esteve também integrada no programa. O Centro Comunitário da Paróquia de Carcavelos apresentou o trabalho desenvolvido, na Casa Esperança/Esperança de Recomeçar, Mercearia do Centro, Vizinhos com Alma, Oficina de Restauro e Linha Sénior de Cascais.

ÁG OR A

17


Rúbrica

VOLUNTARIADO NA 1ª PESSOA com Manuela Novaes

"Maria Manuela Novaes tem 64 anos, está reformada há cerca de dois e é avó a tempo inteiro. Porém, ainda consegue estudar na Academia Sénior e ser voluntária no Centro Comunitário e na Cruz Vermelha. Pedimos-lhe que nos dedicasse alguns minutos para uma breve conversa e, com uma simpatia contagiante, disponibilizou-se de imediato". CCPC: É voluntária há quanto tempo? Mª. Manuela: Desde que me reformei, há mais ou menos dois anos.

CCPC: Como surgiu o desejo de se tornar voluntária?

Mª. Manuela: Na Secretaria, dou apoio administrativo às Apresentações Quinzenais; e no Intervir, colaboro na triagem dos atendimentos. CCPC: Qual é a sua motivação para continuar a ser voluntária?

Mª. Manuela: Acima de tudo, são as pessoas. Eu gosto muito de me sentir útil, ajudando as pessoas. De alguma maneira, é quase uma terapia para mim. CCPC: O que é para si ser voluntária?

Mª: Manuela: É ser generosa sendo egoísta e vice-versa.

Mª. Manuela: Sempre tive vontade de fazer voluntariado, mas nunca tive tempo. Depois da reforma, tornou-se possível, apesar de ser avó a tempo inteiro. CCPC: Qual a razão que a levou a escolher o Centro Comunitário de Carcavelos para ser voluntária? Mª. Manuela: Uma amiga minha, que foi voluntária na Creche, recomendou-me o Centro. Eu já fazia voluntariado na Cruz Vermelha, mas consegui conjugar tudo. CCPC: Em que área de intervenção do Centro faz voluntariado?

ÁG OR A

19


NR. 190 | MAIO

PRÓXIMOS EVENTOS VISITA “Museu da Música Portuguesa” Tema | Passeio Sénior Data | 12 de Junho ‘15 PORTA ABERTA - Inscrições e Abertura Tema | Inscrições para crianças Data | Início a 29 de Junho ARRAIAL DO CENTRO Tema | Santos Populares Data | 19 e 20 de Junho ‘15 1 ANO “Mercearia do Centro” Tema | Aniversário Data | 30 de Junho ‘15

Ágora 190  
Ágora 190  

O Centro em notícia.

Advertisement