Page 1

Biografias da Fé Cristã por Agnaldo de Souza Gabriel A fé cristã se manifesta de várias formas. Cada qual em seu tempo e em diferentes locais, as 15 pessoas a seguir tiveram destaque pelas ações e pensamentos voltados ao bem maior, lembrando os ensinamentos de Jesus Cristo. Aqui são apresentados em ordem de data de nascimento: -

Santa Maria, mãe de Jesus (15 a.C.) São Francisco de Assis (1181) Santa Clara de Assis (1193) Santo Antônio (1195) Santa Teresa de Jesus (1515) Santo José de Anchieta (1534) São Vicente de Paulo (1581) Padre Bartolomeu de Gusmão (1685) Santo Antônio de Sant’Anna Galvão (Frei Galvão) (1739) Padre Bento Dias Pacheco (1819) Padre Cícero Romão Batista (1844) Santo Papa João XXIII (1881) Bem-Aventurada Dulce dos Pobres (Irmã Dulce) (1914) Santo Papa João Paulo II (1920) Papa Bento XVI (1927)

Emissão: 29/09/1970 - Dia de São Gabriel, padroeiro das telecomunicações: Tela “Anunciação a Maria” de Cássio M’Boy Postal: Tela “Anunciação a Maria” de Cássio M’Boy - Obliteração 1º dia: DR São Paulo - 29/09/1970 e comemorativas: São Paulo/SP - 29/09/1970 e Exposição Paulista de Filatelia Religiosa, São Paulo/SP - 20 a 29/09/1970

O Anjo Gabriel é comemorado como o Arcanjo da Esperança, da Anunciação, da Revelação, sendo comumente associado a uma trombeta - é a Voz de Deus, o transmissor das Boas Novas. É citado várias vezes na Bíblia. Foi ele que anunciou ao profeta Daniel a vinda do Messias e a Maria o nascimento de Jesus, o Filho de Deus. É o patrono das comunicações e também dos Correios. Biografias da Fé Cristã - Página 1


Santa Maria, mãe de Jesus

Emissão: 20/12/1987 - Visita ao Brasil da Imagem de N. Sra. de Fátima - Postal: Nossa Senhora de Fátima - Ed. Paulinas – Luz 24 - Obliteração 1º dia: Rio de Janeiro/RJ - 20/12/1987

Maria, mãe de Jesus de Nazaré (acredita-se que tenha nascido em Jerusalém ou em Nazaré a partir de 15 a.C.). É a principal figura feminina da Igreja Cristã, sendo venerada de diversas formas e nomes. Citada por 19 vezes no Novo Testamento, é também a padroeira do Brasil, através de Nossa Senhora Aparecida. A Mãe de Jesus e de todos nós é representada também pelos seguintes dogmas da Igreja: Maternidade Divina: proclamado pelo Concílio de Éfeso em 431, como sendo a “Mãe de Deus”; Virgindade Perpétua: virgem antes, durante e depois do parto; Santidade absoluta: cheia de graça por toda a sua existência; Imaculada Conceição: concebida sem a mancha do pecado original, definido pelo Papa Pio IX, em 8 de dezembro de 1854; Assunção aos Céus: refere-se à elevação de Maria em corpo e alma ao Céu, proclamado pelo Papa Pio XII em 1 de novembro de 1950. É como disse Isabel ao responder à saudação de Maria: “Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre!”.

Biografias da Fé Cristã - Página 2


São Francisco de Assis

Emissão: 24/07/1982 - 800 Anos do Nascimento de São Francisco de Assis - Postal: Imagem de São Francisco de Assis, trazida para o Brasil em 1503 - Ed. Ambrosiana 5601 - Obliteração 1º dia e comemorativa: São Paulo/SP - 24 a 30/07/1982

São Francisco de Assis, nascido Francesco Bernardone, (Assis/Itália, 26 de setembro de 1181 - Assis/Itália, 3 de outubro de 1226) foi um frade católico, fundador da “Ordem dos Frades Menores” (Franciscanos). Foi canonizado em 16 de junho de 1228 pelo Papa Gregório IX. É o santo protetor dos animais. Em 1206, Francisco renunciou a todos os bens que o prendiam neste mundo, vestiu-se como eremita e começou a restaurar a Capela de São Damião e a cuidar dos leprosos. Sofreu e lutou da forma mais intensa; ele, que teve de tudo, abraçou a pobreza. Fundou em 16 de abril de 1209, com doze discípulos, a família dos doze irmãos menores, que viria a ser conhecida como a Ordem dos Frades Menores. Estes adotaram como trajes o vestuário dos humildes: uma túnica grossa de lã, amarrada por uma corda na cintura, e sandálias. Suas humildes túnicas amarradas por um simples cordão levam até hoje três nós que significam seus votos: Pobreza, Obediência e Castidade. São Francisco é respeitado por várias religiões pela sua mensagem: “Senhor, fazei-me instrumento de Vossa paz...”. Biografias da Fé Cristã - Página 3


Santa Clara de Assis

Emissão: 19/10/1994 - 800 Anos do Nascimento de Santa Clara de Assis - Postal: Santa Clara - Ed. Paulinas - Sol 22 Obliteração 1º dia: Brasília/DF - 19/10/1994

Santa Clara de Assis, nascida Chiara d’Offreducci (Assis/Itália, 11 de julho de 1193 - Assis/Itália, 11 de agosto de 1253) foi proclamada, pelo Papa Pio XII em 1958, padroeira da televisão. Santa Clara pertencia a uma nobre família e era dotada de grande beleza. Destacou-se desde cedo pela sua caridade e respeito para com os pequenos, tanto que ao deparar-se com a pobreza evangélica vivida por São Francisco de Assis, foi tomada pela irresistível tendência religiosa de segui-lo. Um ano antes de sua morte em 1253, Santa Clara assistiu a Celebração da Eucaristia sem precisar sair de seu leito. Neste sentido é que é aclamada como protetora da televisão. Em outra ocasião, no ano de 1240, quando da invasão de Assis pelos sarracenos, Santa Clara apanhou o cálice com hóstias consagradas e enfrentou o chefe deles, dizendo que Jesus Cristo era mais forte que eles. Os agressores, tomados de repente por inexplicável pânico, fugiram. Foi canonizada em 1255.

Biografias da Fé Cristã - Página 4


Santo Antônio

Emissão: 13/06/1195 - 800 Anos do Nascimento de Santo Antônio - Postal: Santo Antônio - Ed. Paulinas - Luz 18 Obliteração 1º dia: Salvador/BA - 13/06/1995

Santo Antônio de Pádua, nascido Fernando Martim de Bulhões e Taveira Azevedo (Lisboa/Portugal, 15 de agosto de 1195 - Pádua/Itália, 13 de junho de 1231), é padroeiro de Portugal, dos pobres, das mulheres grávidas e dos casais, entre outros. É conhecido como santo casamenteiro. Nascido e criado em Lisboa, aos quinze anos entrou para um convento de Cônegos Regrantes de Santo Agostinho e, em 1220, com vinte e cinco anos, impressionado pela pregação de alguns frades que conheceu em Coimbra enquanto estudava no Mosteiro de Santa Cruz, trocou o seu nome por Antônio e ingressou na Ordem dos Franciscanos. Era um pregador culto e apaixonado, conhecido pela sua devoção aos pobres e pela habilidade para converter heréticos. Muitas das suas estátuas e imagens representam-no envergando o traje dos frades menores, segurando o Menino Jesus sobre um livro. Lecionou ainda teologia em várias universidades européias, tendo passado os últimos meses da sua vida em Pádua, Itália, onde viria a falecer. Santo Antônio detém o recorde de canonização da Igreja Católica: foi declarado santo menos de um ano decorrido sobre a sua morte, em 30 de maio de 1232 (11 meses e 17 dias após a sua morte). Biografias da Fé Cristã - Página 5


Santa Teresa de Jesus

Emissão: 04/10/1982 - 400 Anos da Morte de Santa Teresa de Jesus - Postal: Lembrança do IV Centenário de Santa Teresa de Jesus - Ed. Igreja Matriz de Santa Teresa de Jesus S/N - Obliteração comemorativa: Rio de Janeiro/RJ - 04 a 10/10/1982

Teresa de Ávila ou Teresa de Jesus (Gotarrendura/Espanha, 28 de março de 1515 - Alba de Tormes/Espanha, 4 de outubro de 1582) foi uma religiosa e escritora espanhola, famosa pela reforma que realizou no Carmelo e por suas obras. Em 1970 o Papa Paulo VI conferiu-lhe o título de Doutora da Igreja. Santa Teresa de Jesus é considerada um dos maiores gênios que a humanidade já produziu e uma das maiores personalidades da mística católica de todos os tempos. Suas obras, especialmente as mais conhecidas (Livro da Vida, Caminho de Perfeição, Moradas e Fundações), contém uma doutrina que abraça toda a vida da alma, desde os primeiros passos até a intimidade com Deus. Sua doutrina sobre a união da alma com Deus é bem firmada na trilha da espiritualidade carmelita, que ela tão notavelmente soube enriquecer e transmitir, não apenas a seus irmãos, filhos e filhas espirituais, mas a toda Igreja, à qual serviu fiel e generosamente. Morreu na noite de 4 de outubro de 1582. Exatamente no dia seguinte entrou em vigor a reforma gregoriana do calendário, que suprimiu dez dias, de modo que a festa da santa foi fixada em 15 de outubro. Foi canonizada em 1662.

Biografias da Fé Cristã - Página 6


São José de Anchieta

Emissão: 08/12/1980 - Beatificação do Padre José de Anchieta - Postal: Anchieta, por José Wasth Rodrigues - Ed. Gráfica Bradesco S/N - Obliteração 1º dia: Salvador/BA - 13/03/1993

José de Anchieta (San Cristóbal de La Laguna/Espanha, 19 de março de 1534 - Iriritiba/ES, 9 de junho de 1597) foi um padre jesuíta espanhol, um dos fundadores da cidade de São Paulo. Foi declarado beato pelo Papa João Paulo II em 1980 e santo pelo Papa Francisco, em 3 de abril de 2014. É cognominado de Apóstolo do Brasil. Tendo o padre Manuel da Nóbrega, Provincial dos Jesuítas no Brasil, solicitado mais braços para a atividade de Evangelização do Brasil, o Provincial da Ordem, Simão Rodrigues, indicou, entre outros, José de Anchieta. Anchieta chegou ao Brasil em 13 de junho de 1553, com menos de 20 anos de idade. No ano seguinte, participou da fundação, no planalto de Piratininga, do Colégio de São Paulo, do qual foi regente, junto com outros padres da Companhia, em 25 de janeiro de 1554. Cuidava não só de educar e catequizar os indígenas como também de defendê-los dos abusos dos colonizadores portugueses que os queriam não raro escravizá-los e tomar mulheres e filhos. No ano de 1569, Anchieta fundou a povoação de Iriritiba ou Reritiba, atual Anchieta, no Espírito Santo.

Biografias da Fé Cristã - Página 7


São Vicente de Paulo

Emissão: 24/04/1982 - 400 Anos do Nascimento de São Vicente de Paulo - Postal: IV Centenário de São Vicente de Paulo Ed. Ambrosiana 4318/R - Obliteração comemorativa: Rio de Janeiro/RJ - 24 a 30/04/1982

São Vicente de Paulo (Pouy/França, 24 de abril de 1581 - Paris/França, 27 de setembro de 1660) foi um dos grandes protagonistas da Reforma Católica na França do século XVII. A sua canonização ocorreu em 16 de junho de 1737, pelo Papa Clemente XII e em 12 de maio de 1885 foi declarado, pelo Papa Leão XIII, patrono de todas as obras de caridade da Igreja Católica. Capturado por piratas turcos em 1605, foi vendido como escravo. Depois de alguns donos, Vicente foi comprado por um francês de Nice, que renegara a fé católica para escapar do cativeiro, tornando-se muçulmano. Em 1607, a convivência com Vicente fez com que o renegado se arrependesse da apostasia e decidisse fugir para a França com Vicente. O fato atraiu a atenção do Papa Paulo V, dando início à sua vida dentro da Igreja. Em 1617 foi nomeado Capitão Geral das Galeras Reais, da Marinha Francesa. Sua missão principal seria o apostolado entre os camponeses e os trabalhadores das galeras, que viviam em condições subumanas. Nascia assim a Congregação da Missão. Biografias da Fé Cristã - Página 8


Padre Bartolomeu de Gusmão

Emissão: 19/12/1985 - 300 Anos do Nascimento do Padre Bartolomeu de Gusmão - Postal: Bartolomeu de Gusmão - Sem Editora - Obliteração 1º dia: Santos/SP - 19/12/1985

Bartholomeu Lourenço de Gusmão, (Santos/SP, 19 de dezembro de 1685 - Toledo/Espanha, 18 de novembro de 1724) foi um sacerdote jesuíta, cientista e inventor luso-brasileiro, famoso por ter inventado o primeiro aeróstato operacional. Como tal, é uma das maiores figuras da história da aeronáutica mundial. Alguns autores revelam que em 5 de agosto de 1709, o padre jesuíta Gusmão realizou, perante a corte portuguesa, no pátio da Casa da Índia, em Lisboa, a primeira demonstração da Passarola, uma espécie de balão que havia concebido e construído. O balão pegou fogo sem sair do solo, mas, numa segunda demonstração, elevou-se a 4 metros de altura. Na terceira tentativa, a Passarola, movida a ar quente, teria voado diante do rei e da rainha, na Casa da Índia, e descido no Terreiro do Paço, em 8 de agosto de 1709. A partir de então, famoso, o religioso português passou a ser chamado de "padre voador”. Em 2004, em ocasião dos 280 anos de sua morte, seu corpo foi transladado para o Brasil, e está atualmente na cripta da Catedral Metropolitana de São Paulo. Biografias da Fé Cristã - Página 9


Santo Antônio de Sant’Anna Galvão (Frei Galvão)

Emissão: 25/10/1998 - Série Paz e Fraternidade: Frei Galvão - Postal: Beato Galvão - Ed. Paulus - Luz 67 - Obliteração 1º dia: Rio de Janeiro/RJ - 25/10/1998

Santo Antônio de Sant’Anna Galvão, anteriormente conhecido como Frei Galvão (Guaratinguetá/SP, 1739 - São Paulo/SP, 23 de dezembro de 1822) foi um frade católico e é o primeiro santo nascido no Brasil. Em 8 de abril de 1997, foi beatificado pelo Papa João Paulo II, tendo sido canonizado pelo Papa Bento XVI durante sua visita ao Brasil em 11 de maio de 2007. Frei Galvão, além da construção do Mosteiro da Luz e dos encargos especiais dentro e fora da Ordem Franciscana, deu toda a atenção e o melhor de suas forças à formação das Recolhidas. Era para elas verdadeiro pai e mestre. Para elas escreveu um estatuto, excelente guia de disciplina religiosa. Era também procurado para a cura, em tempos em que não havia recursos como hoje. Numa dessas ocasiões, escreveu num pedaço de papel uma frase em latim do Ofício de Nossa Senhora. Enrolou o papel em forma de pílula e deu a um jovem que estava quase morrendo por fortes cólicas renais. Imediatamente cessaram as dores e ele expeliu um grande cálculo. Nasciam assim as pílulas de Frei Galvão. Biografias da Fé Cristã - Página 10


Padre Bento Dias Pacheco

Emissão: 22/11/1954 - Selo de sobretaxa obrigatória - Semana de Combate à Hanseníase: Padre Bento Dias Pacheco - Postal: Padre Bento Dias Pacheco - Ed. Círculo Filatélico São Gabriel S/N - Obliteração ordinária: Itu/SP - 22/11/1954

Bento Dias Pacheco (Itu/SP, 17 de setembro de 1819 - Itu/SP, 6 de março de 1911) foi capelão do Hospital dos Lázaros, em Itu, cuidando dos enfermos por 42 anos. Ordenado sacerdote, Bento pouco trabalhou em paróquias. Acontecimentos familiares exigiram sua presença à testa da propriedade agrícola de sua mãe, viúva. Ali, a convivência mais direta com os escravos deu-lhe bem a medida do amor ao próximo, e preparou-lhe o caminho para novas escaladas em busca do irmão necessitado. Convidado duas vezes, pela Câmara de Itu, para Capelão do Hospital dos Lázaros, aceitou depois de alguma relutância, devido ao temor que sentia pela terrível moléstia. Vendeu tudo o que tinha, distribuiu o dinheiro aos pobres, despediu-se de parentes e amigos. Fez uma última visita a sua padroeira e madrinha, Nossa Senhora da Candelária, e rumou para a Chácara da Piedade, a fim de viver definitivamente junto àqueles que não tinham ninguém por si, despojados até mesmo do direito de viver entre os seus semelhantes. Apesar de seu contato permanente com os enfermos, nesse longo espaço de tempo, morreu sem contrair a moléstia.

Biografias da Fé Cristã - Página 11


Padre Cícero Romão Batista

Emissão: 24/03/1994 - 150 Anos do Nascimento do Padre Cícero Romão Batista - Postal: Estátua de Padre Cícero em Juazeiro do Norte/CE - Ed. Correios (1994) - Obliteração 1º dia: Juazeiro do Norte/CE - 24/03/1994

Cícero Romão Batista (Crato/CE, 24 de março de 1844 - Juazeiro do Norte/CE, 20 de julho de 1934) foi um sacerdote católico brasileiro. Na devoção popular é conhecido como Padre Cícero ou Padim Ciço. Cícero foi ordenado padre em 1870 e mudou-se para Juazeiro em 1872, onde foi o primeiro prefeito da cidade, em 1911. Em 1912, foi eleito vice-presidente do Estado e em 1914 participou da chamada Sedição de Juazeiro, quando entrou para a história como revolucionário. O fato mais marcante na vida do “santo padre” ocorreu em 1889, na primeira sexta-feira do mês de março, quando uma hóstia transformou-se em sangue na boca da beata Maria de Araújo, durante a missa celebrada por ele. O povo proclamou o milagre e, por conta disso, o padre foi suspenso de Ordens, passando a sofrer toda sorte de humilhações, por acreditar na veracidade do fenômeno. Atualmente o bispo Dom Fernando Panico conduz o processo de reabilitação do padre Cícero junto ao Vaticano.

Biografias da Fé Cristã - Página 12


Santo Papa João XXIII

Emissão: 29/06/1964 - In Memoriam ao Papa João XXIII - Postal: S. S. Papa João XXII - Sem Editora - Obliteração comemorativa: Rio de Janeiro/RJ - 29/06 a 05/07/1964

Papa João XXIII, nascido Angelo Giuseppe Roncalli (Sotto Il Monte/Itália, 25 de novembro de 1881 Vaticano, 3 de junho de 1963) foi papa de 28 de outubro de 1958 até a data da sua morte. Convocou o Concílio Vaticano II, que visava pastoralmente explicar os dogmas da Igreja ao mundo moderno. Foi proclamado beato pelo Papa João Paulo II em 3 de setembro de 2000 e santo pelo Papa Francisco, em 27 de abril de 2014. O Papa João XXIII convocou o Concílio do Vaticano II menos de 90 anos após o último concílio (Concílio do Vaticano I, convocado por Pio IX para afirmar o dogma da infalibilidade papal). A partir do Concílio Vaticano II houve mudanças significativas no Catolicismo: uma revisão da Missa (simplificação do rito romano), novos rumos para o ecumenismo e uma nova abordagem aos problemas do mundo. A centralização do poder no Vaticano, iniciada no final do século XIX, foi revista, sendo a Igreja vista como uma comunidade de cristãos em todo o mundo. O Concílio, todavia, não firmou dogmas, e sim serviu de orientação pastoral à comunidade Católica. Depois de João XIII, todos os papas que o sucederam até Bento XVI, inclusive, participaram do Concílio Vaticano II ou como padres conciliares ou consultores. Biografias da Fé Cristã - Página 13


Bem-Aventurada Dulce dos Pobres (Irmã Dulce)

Emissão: 13/03/1993 - Homenagem à Irmã Dulce - Postal: Irmã Dulce - Ed. Correios - Obliteração 1º dia: Salvador/BA 13/03/1993

Irmã Dulce, nascida Maria Rita de Sousa Brito Lopes Pontes (Salvador/BA, 26 de maio de 1914 Salvador/BA, 13 de março de 1992), o “Anjo bom da Bahia”, foi beatificada em 22 de maio de 2011. Ela notabilizou-se por suas obras de caridade e de assistência aos pobres e aos necessitados. “Quando nenhum hospital quiser aceitar mais algum paciente, nós o aceitaremos. Esta é a última porta e eu não posso fechá-la.”. Esta frase resume a importância da irmã Dulce para o povo brasileiro, em especial aqueles mais necessitados. Nascida em Salvador, adotou o nome de Dulce em homenagem a sua mãe e lutou a vida inteira por um mundo melhor. Cuidando de pessoas doentes, transformou o galinheiro do convento num albergue para pobres. Queria morrer junto a eles, e assim o fez, em 1992. Hoje a instituição fundada por ela, a Obras Sociais Irmã Dulce é o maior hospital filantrópico do Brasil que atende 100% SUS, é responsável pelo maior volume de atendimentos na Bahia e a maior unidade filantrópica de saúde do Norte e Nordeste. Biografias da Fé Cristã - Página 14


Santo Papa João Paulo II

Emissão: 06/10/1991 - XII Congresso Eucarístico Nacional, Natal/RN - Visita do Papa João Paulo II ao Brasil - Postal: Papa João Paulo II - Ed. Souvenir Brasília 05 - Obliteração 1º dia: Natal/RN - 06/10/1991

Papa João Paulo II, nascido Karol Józef Wojtyla (Wadowice/Polônia, 18 de maio de 1920 - Vaticano, 2 de abril de 2005), foi papa de 16 de outubro de 1978 até a data da sua morte. Teve o terceiro papado mais longo da história do catolicismo, com 26 anos de pontificado. Foi proclamado beato pelo Papa Bento XVI em 1º de maio de 2011 e santo pelo Papa Francisco, em 27 de abril de 2014. João Paulo II foi o papa cuja ação foi mais decisiva no século XX: as suas viagens ultrapassaram em número e extensão as de todos os seus antecessores juntos, reunindo sempre multidões. Alguns números que se destacam são o de viagens pastorais fora da Itália (mais de 100, visitando 129 países e mais de 1000 localidades), cerimônias de beatificação (147) e canonizações (51), nas quais foram proclamados 1338 beatos e 482 santos. Combateu o comunismo, defendeu Cuba contra os Estados Unidos, pediu perdão pelos erros e crimes cometidos aos judeus, foi o primeiro a pregar numa sinagoga e a entrar numa mesquita. Visitou o Brasil por três vezes, em 1980.1991 e 1997. É considerado o papa mais popular da História. Biografias da Fé Cristã - Página 15


Papa Bento XVI

Emissão: 09/05/2007 - Visita do Papa Bento XVI ao Brasil: o Papa e o Santuário Nacional de Aparecida - Postal: Papa Bento XVI - Ed. Paulinas - Sol 69 - Obliteração 1º dia: Aparecida/SP - 09/05/2007

Papa Bento XVI, nascido Joseph Alois Ratzinger, (Marktl am Inn/Alemanha, 16 de abril de 1927) foi o 265º papa, de 19 de abril de 2005 a 28 de fevereiro de 2013, quando renunciou. Foi substituído pelo Papa Francisco. O bispo-cardeal Ratzinger foi durante o período do Papa João Paulo II um dos influentes integrantes da Cúria Romana. Durante vinte e três anos (no período do Papa João Paulo II), foi prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé (como o Tribunal da Santa Inquisição passou a ser chamado a partir de 1908). Considerado conservador, acabou por renunciar em 2013, devido a sua saúde frágil, fato que surpreendeu a todos. Bento XVI visitou o Brasil entre os dias 9 e 13 de maio de 2007, para presidir a abertura da V Conferência Geral do Episcopado Latino-americano, no Santuário de Nossa Senhora da Conceição Aparecida, em Aparecida/SP, ocasião na qual o Santuário recebeu pela segunda vez a Rosa de Ouro, uma das mais antigas condecorações papais (a primeira vez foi em 1967, ofertada pelo Papa Paulo VI). Biografias da Fé Cristã - Página 16

Biografias da Fé Cristã (Maximafilia, Filatelia)  

Coleção de máximos postais não competitiva. A fé cristã se manifesta de várias formas. Cada qual em seu tempo e em diferentes locais, as 15...

Biografias da Fé Cristã (Maximafilia, Filatelia)  

Coleção de máximos postais não competitiva. A fé cristã se manifesta de várias formas. Cada qual em seu tempo e em diferentes locais, as 15...

Advertisement