Page 1

Publicação semanal produzida pelos estagiários da Agência Experimental do curso de Comunicação Social da Ulbra/Canoas. Julie Moresco da Silva e Raul Fernandes (textos), Marcelo Campos (fotografia).

ANO 4 - NÚMERO 32 l 25 DE NOVEMBRO A 3 DE DEZEMBRO DE 2012

Debate “NegrasGrafias’’ questiona leis de igualdade social A ULBRA, no dia 19 de novembro, às 21h, sediou o debate ‘’NegrasGrafias’’. O evento foi uma comemoração ao Dia da Consciência Negra, e também uma forma de inspirar a reflexão sobre a data. Através da observação do curta-metragem “Vista minha pele” foi possível iniciar uma discussão sobre a verdadeira realidade do negro, ao contrário da ideia sugerida pelas leis Roberto Santos: a realidade do negro é diferente da lei de de igualdade social. O curta é uma sátira igualdade social que retrata um mundo invertido, em que os negros são a classe dominante, e os brancos, escravos. A história acompanha uma menina branca em busca de seus direitos. Fizeram parte da mesa os debatedores Roberto dos Santos (coordenador do curso de História), Deivison Campos (coordenador do curso de Jornalismo), Guilherme Corso da Silva (aluno do curso de Geografia) e Roberta Dias Fagundes (aluna do curso de Artes Visuais).

Madrugadão: 20 equipes participam de campanha para a RedBull Horas de trabalho e criatividade foram a tônica do 6º Madrugadão Feevale, nos dias 09 e 10 de novembro, em Novo Hamburgo. A competição foi vencida pela equipe Eureka, da UniRitter. A campanha publicitária vencedora consistia na reprodução de desenhos que brilham no escuro. As equipes deveriam construir um evento criativo, de baixo custo e fácil aplicabilidade. O cliente do Madrugadão foi a RedBull. Nesta edição, participaram 20 equipes de 16 universidades do Estado. A equipe do Curso de Comunicação Social da Ulbra, Mad Team, organizou uma competição chamada “Atilho ao Alvo”, na qual se arremessaria anéis de lata para derrubar latinhas de RedBull, em diferentes níveis de dificuldade. A divulgação dos resultados e a premiação ocorreram às 11h30, do dia 10. FOTO MARCELO CAMPOS

Rádio Pop Rock inaugura estúdio A Rádio Pop Rock FM inaugurou seu novo estúdio no campus da Universidade. O reitor Marcos Ziemer, diretores e coordenadores da ULBRA estiveram presentes na cerimônia. Mauro Borba, diretor da rádio, relatou que a estrutura “é a melhor de todos os tempos”, garantindo também inovações na programação de 2013.

Exposição mostra o início da telenovela brasileira FOTOS RAUL FERNANDES

Desde o dia 18 de novembro, a RBS TV realiza no Bourbon Shopping Country (Avenida Túlio de Rose, 80) a exposição “60 anos da telenovela brasileira”. O evento, que tem entrada franca, reúne painéis com a cronologia das novelas da televisão brasileira, além de equipamentos antigos, fotos e figurinos utilizados em gravações de folhetins clássicos da Rede Globo. A mostra faz parte das comemorações dos 50 anos da RBS TV e fica aberta até o dia 2 de dezembro das 10 às 22 horas. O evento de lançamento contou com um coquetel e com a presença de artistas consagrados da dramaturgia brasileira como Eva Wilma e Vida Alves. Segundo esta, a exposição “é uma oportunidade para que os jovens conheçam o tesouro que é a história das novelas brasileiras”. Ela é presidente da ONG Pró-TV, que busca a preservação da memória da televisão nacional. A entidade, em parceria com a Rede Globo e

Equipamentos que fizeram parte do início das transmissões no país, como a câmera, a mesa de corte e o refletor que pertenceu a Rede Tupi

a RBS TV, cedeu equipamentos e documentos para a mostra. São, ao todo, 273 peças entre objetos de época, fotos e vídeos. Aparelhos televisores antigos completam a decoração do espaço. A exposição fotográfica conta com o registro de momentos inesquecíveis como o do primeiro beijo da televisão brasileira, que causou alvoroço em São Paulo, em 1951. A cena foi protagonizada por Vida Alves e Walter Forster na novela “Sua Vida Me Pertence”, pela TV Tupi de São Paulo. O momento exato do beijo não foi fotografado e também não há vídeo com a gravação (não havia videotape na época; tudo era feito ao vivo). Há apenas o registro de uma fotografia minutos antes do beijo acontecer diante das câmeras. “O fotógrafo disse ‘não vou fotografar algo que ninguém vai querer publicar’ e não tirou a foto”, relata Vida Alves.

Informativo Agex nº 32  

Publicação produzida pelos estagiários da Agência Experimental de Comunicação Integrada.