Page 1

Publicação semanal produzida pelos estagiários da Agência Experimental do curso de Comunicação Social da Ulbra/Canoas. Julie Moresco da Silva, Tatiani Maciak (textos) e Pedro Henrique Freitas (fotografia).

ANO 6 - NÚMERO 74 l

24 DE FEVEREIRO A 3 DE MARÇO DE 2014

Aluno da ULBRA faz doutorado na Inglaterra Tawni Oyarzabal (foto) tem 24 anos e é o primeiro aluno da ULBRA a fazer doutorado e a cursar parte da graduação fora do país através do programa Ciência sem Fronteiras. O programa foi lançado pelo governo federal em 2011 com o objetivo de estimular o intercâmbio de universitários brasileiros em estudos e pesquisas em outros países. Em 2012, Tawni foi para a Austrália, onde passou um ano e, segundo ele, foi onde aprendeu a estudar. “Tive que me desdobrar para compensar o meu desnivelamento, e isso foi muito produtivo no final. Fiquei muito satisfeito e orgulhoso por ter conseguido aprovação em todas as disciplinas, foi possível me nivelar com estudantes de outros países mais desenvolvidos”, afirma. Assim que voltou da Austrália, em fevereiro de 2013, ingressou como bolsista de Iniciação Científica no laboratório de Genética Humana da ULBRA. Em março, mês em que receberá o diploma de bacharel, ele embarca para a Inglaterra em busca da realização de mais um sonho, o doutorado na Universidade de Manchester. Tawni ficará por quatro anos na Inglaterra, país que escolheu devido a excelência no ensino. Lá, ele vai desenvolver seu projeto de doutorado em Expressão Gênica, que estuda os mecanismos de regulação gênica em leveduras, para eventual aplicação biotecnológica. Tawni passou por um processo de seleção durante três meses. “Para doutorado é

necessário ter um projeto definido e encontrar um orientador disponível para a execução. Passei por muitas entrevistas via skype e também todo meu histórico acadêmico foi avaliado”, conta. Depois que foi aceito, teve de correr atrás de uma bolsa de estudo aqui no Brasil. O mesmo projeto foi reescrito em português acompanhado de uma justificativa sobre o porque de ser executado no exterior e entregue a comissão especializada da área da Biotecnologia que avalia a prioridade da realização. Tawni foi aprovado e a partir de abril começa a desenvolvê-lo.

Tawni conseguiu a bolsa do doutorado também pelo Ciência sem Fronteiras, programa que ele define como “uma ideia excepcional, promover a imersão de alunos brasileiros no sistema educacional em países mais desenvolvidos é trazer novos conhecimentos científicos para o país, ramo que o Brasil ainda é incipiente”. De julho de 2011 a setembro de 2013, o governo federal concedeu mais de 53 mil bolsas de estudos para estudantes brasileiros. Segundo a coordenação do curso de Relações Internacionais, 18 estudantes da ULBRA devem realizar intercâmbio no primeiro semestre de 2014. Tawni é um deles e já tem planos para quando voltar: “meu objetivo inicial é retornar ao Brasil com duas possibilidades, uma é ir para área técnica de uma empresa e trabalhar como microbiologista ou biólogo e, assim, aplicar as habilidades adquiridas no doutorado, a outra é implementar linhas da minha pesquisa em um pós doutorado no Brasil”, garante.

Últimos dias para garantir o passe livre estudantil Estudantes tem prazo até o dia 7 de março para encaminhar a documentação e solicitar o passe livre estudantil. A lei 14.307/2013, aprovada em novembro do ano passado, beneficia estudantes que moram em uma cidade e se deslocam para outra para frequentar uma universidade. Mais de trezentas cidades do Estado aderiram à lei. Para ter acesso ao benefício, os estudantes que residem nos municípios atendidos pela Metroplan utilizarão a Carteira de Identificação Estudantil, expedida pela União Estadual dos Estudantes, com sede no segundo andar do Mercado Público de Porto Alegre. O horário de funcionamento é das 10h às 18h, sem fechar ao meio dia. O valor da inscrição é R$ 17,30. As prefeituras das cidades que não aderiram ao Programa Passe Livre deverão apresentar a relação dos estudantes que utilizarão o benefício, além do comprovante de matrícula em instituição regular de ensino, detalhando os dias de aula, e o comprovante de residência e renda de todos os membros do grupo familiar. Podem se cadastrar estudantes com renda média per capita de 1,5 salários mínimos. O passe livre estudantil foi uma das propostas apresentada pelos movimentos sociais durante as manifestações de junho de 2013.

O que é preciso para a inscrição Ficha de inscrição preenchida - link: http://www.ueers.org.br/fib/fib_passe_livre_interior.pdf

Comprovante de matrícula Cópia RG e CPF Cópia comprovante de residência Comprovante de renda dos últimos três meses Foto 3x4 Comparecer na UEE - 2º andar do Mercado Público de Porto Alegre Telefone: 3094.0187

Info 74  

Publicação semanal produzida pelos estagiários da Agência Experimental de Comunicação Integrada do curso de Comunicação Social da ULBRA Cano...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you