Page 1

XV Festival Recifense de Literatura - A letra e a voz

AGO

2017

ANO 22  Nº 264 Prefeitura do Recife Secretaria de Cultura Fundação de Cultura


pprefeitura do recife Prefeito do Recife Geraldo Júlio Vice-prefeito do Recife Luciano Siqueira Secretária de Cultura Leda Alves Fundação de Cultura Cidade do Recife Presidente Diego Rocha Gerente Geral de Administração e Finanças: Edelaine Britto Gerente Geral de Ações Culturais e Infraestrutura Sílvio Sérgio Dantas Gerente de Desenvolvimento e Descentralização Cultural Iana Cláudia Marques Agenda Cultural Editor Manoel Constantino Repórteres Anax Botelho, Erika Fraga e Jaciana Sobrinho Equipe Gerencial Christina Simão e Jacqueline Moraes Versão online Jacqueline Moraes Projeto Gráfico Estúdio Vivo | Fernanda Lisboa e Matheus Barbosa Diagramação Lúcia Rodrigues Capa Lúcia Roddrigues, Adélia Collier | A Benção das Bandeiras da Revolução de 1817, obra de Antônio Parreiras

Cais do Apolo, 925, 15º andar, Bairro do Recife Recife-PE CEP 50030 230 Telefone 81 3355 8065 Fax 81 3355 8810 agendaculturaldorecife@gmail.com www.recife.pe.gov.br/agendacultural www.agendaculturaldorecife.blogspot.com Twitter @agendaculturall

Programação sujeita a alteração. Por favor, confirmar. Sugestões de pauta devem ser enviadas até o dia 15.


RECIFE PULSA CULTURA Recife, além de cidade lendária, oferece durante todos os meses inúmeras opções para quem gosta de cultura, de festa, de alegria. E em agosto não será diferente. Neste mês , de 3 a 12, os nossos palcos recebem a Mostra Brasileira de Dança (MBD) em sua 14° edição agregando a força da dança de Pernambuco e com uma programação que inclui a exposição O Corpo Fala e o lançamento do livro Sobre as Pontas dos Pés, da bailarina Juliana Siqueira. Além da participação de grupos em formação, a Mostra conta também com espetáculos de grupos profissionais do Estado, do Rio Grande do Norte e traz para a noite de estreia de apresentações a montagem LUB DUB, do Balé Teatro Castro Alves, da Bahia. Já a literatura ganha a 15ª edição do festival A letra e a Voz, numa realização da Prefeitura do Recife, Secretaria e Fundação de Cultura, comemorando os 200 anos da Revolução Pernambucana de 1817 e a inspiração literária que ela nos deu, reunindo no período de 24 a 27 na Avenida Alfredo Lisboa, no bairro do Recife Antigo, inúmeros escritores e artistas. Para encerrar A Letra e A Voz, será apresentado, n a Igreja Santa tereza D'Ávila, ao lado da Básilica do Carmo, no centro do Recife, o oratório dramático de Cláudio Aguiar, Suplício de Frei Caneca, numa encenação de José Francisco Filho, reunindo uma equipe de 18 artistas, numa homenagem também a Revolução de 1817. Enquanto isso o Clube Carnavalesco Misto Lenhadores, Fundado em 5 de março de 1897, com 120 anos de tradição e glórias, realiza a Matinê Branca, celebrando os 100 anos dessa tradição, numa festa especial, no dia 27, a partir do meio dia, animada pela Orquestra 100% Mulher, Orquestra Brilhante, a cantora Josiane e ainda muito forró pé de serra e chorinho. A festa será na sede do Clube, na Rua Moçambique, no bairro da Mustardinha. Em agosto, no dia 31, também comemoramos os 22 anos da Agenda Cultural do Recife, que nasceu para valorizar a vida cultural intensa do Recife, uma cidade que é e sempre será encantada. Manoel Constantino Editor

Por trás das Cortinas 4 Artes Cênicas 8 Música 16 Circulando 25 Artes Visuais 32 Cinema e Vídeo 40 Giro Literário 42 Cursos e Concursos 47 Serviços 52


POR TRÁS DAS C0RTINAS Naná Sodré interpreta Madalena Por Manoel Constantino Fotos Divulgação Acervo da atriz

Naná Sodré, uma atriz de e para a liberdade! Por trás de uma mulher de olhar forte há uma atriz e educadora que se revela para o mundo das artes cênicas como buscadora de espaços para a mulher negra, enquanto artista, sem perder a ternura. A busca de Naná Sodré não se restringe apenas no palco, mas além dele, com suas oficinas e pesquisas e mais ainda, nas salas de aula. No espaço O Poste, da sua companhia, junto aos seus companheiros, ela abre os braços para receber e fazer trocas que possibilitem falas que busquem afirmativas de visibilidade e beleza cênica. Um pouco do mundo de Naná Sodré, para vocês:

4  AGO 2017


Manoel Constantino - Sempre costumo perguntar aos artistas qual foi o momento do primeiro alumbramento. Então, Naná, qual foi a primeira faísca que foi acesa pelo teatro em você? E qual o momento que você percebeu que o teatro seria sua fala como artista de fato e de direito? Naná Sodré - As primeiras faíscas, ainda inconscientes, surgiram na escola, no ensino fundamental, sempre participava das encenações e lembro que gostava muito de improvisar, lembro que sempre inventava alguma coisa fora do combinado na hora da apresentação, a professora ficava no suspense, meus amigos entravam na onda e no final dava tudo certo! Eu adorava esse jogo/brinquedo, era muito divertido! E o momento que eu percebi que o teatro seria um dos caminhos da minha fala como artista de fato e de direito foi quando surgiu o desejo de montar e produzir um espetáculo e dessa vontade nasceu o processo do espetáculo Cordel do Amor Sem Fim. Com esse espetáculo pude revisitar práticas vivenciadas na universidade que me marcaram profundamente e as mesmas foram combinadas ao forte trabalho de direção de Samuel Santos apontando inclusive uma linha física e vocal expressiva e orgânica no caminho estético da obra. O Cordel me proporcionou a visibilidade enquanto atriz negra e produtora, assim como o exercício contínuo da cena. O Cordel completa 09 anos e faremos com ele mais uma circulação partindo agora para o Uruguai com o incentivo do Funcultura.

A Receita

POR TRÁS DAS CORTINAS

5


Naná Sodré interpretando D.Raimunda

Manoel Constantino - Os anos 1997 e 1999 são bem significativos pois consta que você atuou no programa TV Cidadania, como atriz e em 1999, estava no elenco de “Um mar de além...mar”, sob a direção de Carlos Bartolomeu. A partir de então você não parou mais, inclusive como educadora. Como foram as suas escolhas? Naná Sodré - Sim! Eu comecei fazendo Tv enquanto estudava na Federal, foi um bom momento de experimentações assim como as encenações vividas nas disciplinas, pois esse período foi o começo de tudo... erámos verdes, rsrsrsrs! E era o início dos trabalhos com Iluminação cênica também. Mas já na Tv os caminhos já apontavam para as questões sociais, movimento vivenciado também como arte educadora de crianças, jovens e adultos em ONGs e participante de projetos sociais no município do Recife e região metropolitana. Em 2004 surge o grupo O Poste antes voltado para iluminação cênica e a partir de 2009 o grupo se fortalece como grupo de teatro, após a montagem do espetáculo Cordel. Começamos (eu, Samuel e Agrinez) a perceber a ausência de negros em cena e dentro dos nossos estudos em Antropologia Teatral a matriz africana se fez presente. Outros espetáculos como “Anjo Negro”, “Ombela” e “A Receita” fortalecem mais e mais os caminhos das nossas pesquisas e a criação de ações afirmativas de visibilidade e empoderamento do artista na cena.

6  AGO 2017


Manoel Constantino - Como professora de arte, quais os sentimentos e caminhos que você costuma apontar para os seus alunos? Naná Sodré - O caminho da pesquisa/ estudo e da busca continuada, consigo ver o teatro como exercício, um processo, por isso as pesquisas não param... as leituras, as conexões... Manoel Constantino - Para você, quais os caminhos que a atriz iniciante deve percorrer aqui no Recife? Naná Sodré - O caminho que fortaleça a sua essência: a escola de teatro que alimente a sua busca, as leituras que possibilitem experiências teatrais em diversas culturas, realização de oficinas, atentar para os movimentos teatrais que acontecem, seus desdobramentos e discussões.

Naná interpreta Yemanja

Manoel Constantino - Como integrante de uma Cia que mantém um espaço, como é o dia-a-dia dessa batalha? Naná Sodré - Kkkkkkkkkkkkkkk! Olha é uma segunda casa! E quase um segundo filho. Bem a rotina doméstica muda, pois agora temos mais um espaço físico, com quatro paredes para manter e antes trabalhávamos só em casa dividindo tarefas de produção e ensaiávamos em espaços públicos ou privados. Mas é bem gratificante poder ter um espaço para exercitar as práticas, receber outros grupos, realizar intercâmbios e apresentar nossos espetáculos. E a possibilidade de criação de uma ponte com o poder público para auxiliar na manutenção do mesmo, muito nos interessa, pois estamos passando por períodos difíceis financeiramente e criando mais alternativas para a manutenção da casa. Manoel Constantino -Você tem esperança no teatro pernambucano? Por que? Naná Sodré - Eu acredito na busca e na essência do meu grupo, assim como em outros grupos que compõem o cenário teatral com continuidade, abordando temas relevantes, pertinentes e fortes nas suas estéticas e escolhas e isso também fortalecerá o discurso com o poder público. Por isso acredito no Teatro Pernambucano.

POR TRÁS DAS CORTINAS

7


ARTES CÊNICAS Lub Dub Foto Divulgação

Mostra Brasileira de Dança realiza exposição e traz Balé Teatro Castro Alves para abertura da 14° edição Em 2017 a Mostra Brasileira de Dança (MBD) realiza a sua 14° edição agregando a força da dança de Pernambuco em um festival que faz parte da história cultural local. Resistindo este ano - apesar das adversidades - e dando continuidade a este lugar já conquistado, a MBD acontece entre os dias 3 e 12 de agosto em seis equipamentos

8  AGO 2017


culturais do Recife e com uma programação que inclui a exposição O Corpo Fala e o lançamento do livro Sobre as Pontas dos Pés, da bailarina Juliana Siqueira. Além da participação de grupos em formação, a Mostra conta também com espetáculos de grupos profissionais do Estado, do Rio Grande do Norte e traz para a noite de estreia de apresentações a montagem LUB DUB, do Balé Teatro Castro Alves, da Bahia. A exposição O Corpo Fala será aberta ao público no dia 3 de agosto, às 19h, no Centro Cultural Correios, com as telas do artista plástico Sérgio Pires mostrando sua pesquisa em expressão corporal e artística. Avídeodança Dança Macabra, da Cia. ETC., lançada em janeiro deste ano, também faz parte da exposição e conta em 26 minutos a história de uma epidemia que atinge pessoas do Recife, levando-as a dançar por dias nas ruas da cidade. A cia. também realizará performance na abertura, em diálogo com as telas do artista. Em cartaz até o dia 30 de setembro, o público poderá conferir ainda como parte integrante da programação da Mostra no Centro Cultural as performances Entorpecer (Aneska França e Darilson Cassiano - PE) e Versus (Animatroonnicz - PE) nos dias 4 e 7 de agosto respectivamente. O espaço também recebe no dia 7 a Escuta da Dança, um encontro para debater a atualização do edital do Funcultura na área da dança.

ARTES CÊNICAS

9


PROGRAMAÇÃO

3

20h  LUB DUB Balé, do Balé Teatro Castro Alves (BA)

19h  Abertura da exposição O corpo fala + Performance e videodança Dança macabra, da Cia. Etc (PE)

7

Centro Cultural Correios Avenida Marquês de Olinda, s/n, Bairro do Recife

4 19h  Performance Entorpecer, de Aneska França e Darilson Cassiano (PE) Centro Cultural Correios Avenida Marquês de Olinda, s/n, Bairro do Recife

5 19h  Lançamento do livro Sobre as pontas dos pés, de Juliana Siqueira (PE)

Teatro de Santa Isabel Praça da República, s/n, Santo Antônio

16h às 19h  Escuta da dança - Debate para atualização do Funcultura na área da dança Centro Cultural Correios Avenida Marquês de Olinda, s/n, Bairro do Recife

19h  Performance Versus, do Grupo Animatroonicz (PE) Centro Cultural Correios Avenida Marquês de Olinda, s/n, Bairro do Recife

8

20h  LUB DUB Balé, do Balé Teatro Castro Alves (BA) Teatro de Santa Isabel Praça da República, s/n, Santo Antônio

6 19h  Espetáculo Cinzas ao solo, de Alexandre Américo (RN) Teatro Hermilo Borba Filho Cais do Apolo, s/n, Bairro do Recife

20h - Espetáculo ZOE, de Francini Barros (RJ/PE) Teatro Apolo - Rua do Apolo, 121, Bairro do Recife

19h  Ecos, de Luciana Freire D’Anunciação Teatro Arraial Ariano Suassuna Rua da Aurora, 469, Boa Vista

10  AGO 2017


9

A Bela e a Fera

18h30  Espetáculo Enchente, de Flávia Pinheiro

Estreia: 20/8  16h30 02, 03, 09 e 10/9 Teatro Barreto Júnior Rua Estudante Jeremias Bastos, s/n - Pina Ingressos:R$ 30 e R$15 Informações: (81)98850.6091 helenaeventos@yahoo.com.br

Teatro Hermilo Borba Filho Cais do Apolo, s/n, Bairro do Recife

20h Espetáculo Majhô Mahjobê Olubajé, da Cia. Pé-Nambuco de Dança (PE) Teatro de Santa Isabel Praça da República, s/n, Santo Antônio

10 19h  Tijolos do Esquecimento, do Acupe Grupo de Dança Teatro Apolo Rua do Apolo, 121, Bairro do Recife

11 20h  Mostra Grupos em formação (PE) Teatro Luiz Mendonça Parque Dona Lindu, s/n, Boa Viagem

12 20h  Espetáculo O silêncio e o caos, de Dielson Pessôa (PE) Teatro de Santa Isabel Praça da República, s/n, Santo Antônio

As crianças têm mais uma opção teatral. A Bela e A Fera, com direção de Ivaldo Cunha e produção de Helena Siqueira, seguirá temporada no Teatro Barreto Júnior. A história “ A Bela e a Fera”, como conto de fadas, é uma das mais conhecidas mundialmente. Moradora de uma pequena aldeia, Bela, apaixonada pela leitura, tem o pai capturado pela Fera e decide entregar sua vida ao estranho em troca da liberdade do pai. No castelo, ela conhece objetos mágicos e descobre que a Fera é, na verdade, um príncipe que precisa de amor para voltar a forma humana. Quem assina a trilha sonora é Allan Sales, enquanto Eddy Santos cria as coreografias. No elenco: Anderson Leite, Beatriz Siqueira, Faby Jordanne, Gracielle Miranda, Halberys Morais, Ivaldo Cunha, Leandro Cordeiro, Monique Nascimento, Nickolas Brandon, Synthya Martins, Thiago Augusto, Vinícius Coutinho e Vicente Simas.

ARTES CÊNICAS

11


Foto Edu Moraes

Maurício Meirelles: show de Stand Up e Webbullying 13  18h Teatro RioMar Av. República do Líbano, 251, 4º piso – RioMar Shopping Classificação: 14 anos | Duração: 90 minutos www.teatroriomarrecife.com.br Ingressos: Plateia Baixa: R$ 90 (inteira) e R$ 45 (meia) Plateia Alta: R$ 90 (inteira) e R$ 45 (meia) Balcão: R$ 80 (inteira) e R$ 40 (meia) À venda na bilheteria do Teatro, online: www.ingressorapido. com.br e televendas: 4003-1212

Sucesso no Youtube com 2 milhões de inscritos, humorista traz para o Recife seu novo espetáculo. Comemorando dez anos de carreira em 2017, Mauricio Meirelles estreia o seu solo de stand up e o tão aclamado quadro “webbullying”, sucesso no programa “Pânico na Band”. Durante a apresentação, o humorista passeia por assuntos diversos sem perder o ritmo e a desenvoltura que o caracterizaram como um dos grandes nomes do humor nacional. Em 90 minutos de apresentação, aborda temas polêmicos desde religião e corrupção até maus tratos aos animais, de forma madura e sem o menor pudor.


Os Melhores do Mundo - Um Tira Chamado Perigo 19  21h Teatro Guararapes Av. Prof. Andrade Bezerra, S/N Salgadinho, Olinda (81) 3182.8020 Ingressos: R$ 80 e R$40 (meia) Vendas pelo site: compreingressos.com Concessões de meia entrada: para estudantes, idosos, professores e clientes cartão Banco Itaú Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 14 anos

assim, significativas mudanças nos espetáculos que viriam por aí. O seNuma afiada sátira ao cinema, a Cia. gundo justificou seu humor já na de Comédia Os Melhores do Mundo idéia: assim como todos os princimostra o lado cômico do que há de pais filmes policiais americanos tammais freqüente nas nossas telinhas e bém têm suas implacáveis e risíveis telonas: o enlatado policial americacontinuações, Tira 2 trazia de volta o no. Tira – Codinome Perigo é um esdetetive durão e todos os tantos clipetáculo que reúne os melhores mochês que não couberam na primeira mentos de dois grandes sucessos da versão. Bem, aí estão eles, reescritos carreira do grupo: Tira – Adrenalina e condensados num tiroteio de jarem Combustão, de 1994 e Tira 2 – gões e humor. Uma oportunidade de McCoy is back, de 1995. rever as origens do grupo, que volO primeiro ficou marcado por dar tam ao palco com novas referências, uma reviravolta no estilo cênico as devidas atualizações e os tradicioda Cia., com novos textos, atores e, nais cacos.

ARTES CÊNICAS

13


#Hamlet?Fragmentado Sábados  20h Galpão CITTA Rua João Francisco Lisboa, 170 - Várzea (próximo ao CFCH\UFPE – parada final do ônibus CDU\Caxangá – Boa Viagem) Ingressos: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia) Classificação: 16 anos (81) 99214-1299 ou 98318-1191 producaoartemanha@gmail.com | www. trupeartemanha.art.br www.facebook.com/trupeartemanha/

Com um recorte atemporal, #Hamlet? Fragmentado desnuda-se perante nós em um cenário contemporâneo. Mas não se nega a caminhar em direção da clássica história de um príncipe que se depara com o fantasma de pai assassinado. E que passa a arquitetar a vingança contra o atual governo de seu tio. Além de questionar os caminhos escusos tomados pelo Rei, que transforma o reino verde e amarelo da Dinamarca em um mar podre de corrupção.

14  AGO 2017

Foto Divulgação

Foto Rogério Alves

“Como sugere o próprio título, nos inspiramos primeiramente em “Hamlet” de Shakespeare e consequentemente em “Hamlet Máquina” do dramaturgo alemão Heiner Mülller. Para nós, material suficiente para nos relacionarmos, debruçarmos, levando a forma intensa do experimento proposto junto ao conteúdo extraído de nossos corpos, mentes e de nossas inquietações como trabalhadores do teatro”, conta o coordenador do grupo Luciano Santiago.

Aqueles velhos de... 23 a 26 e 30 e 2/9 Qua a sáb  16h Dom  10h Caixa Cultural Av. Alfredo Lisboa, 505 – Bairro do Recife Ingressos: R$ 10 e R$ 5 (meia), à venda a partir das 10 horas das respectivas terças-feiras. Classificação: 16 Anos Informações: (81) 3425-1915 Gente Arteira: (81) 3425-1906 www.caixacultural.gov.br

“Aqueles Velhos de ...” é o último espetáculo de Sergio Mercurio “ El Titiritero de Banfield”. É o segundo


esgotados para as três sessões já divulgadas, a Art Rec Produções anuncia mais uma apresentação Depois do maravilhoso espetáculo extra. Será dia 1º de setembro, às “Velhos”, que já se apresentou em 19h. Escrita e encenada por Paulo todas as Caixas Culturais, Sergio traz Gustavo, na pele da querida e já coagora um novo olhar, com muita nhecida do público Dona Herminia, sensibilidade, sobre a esta idade tão a nova edição ganhou cenografia complexa. A velhice e a amizade são luxuosa assinada por Zé Carratu, os temas que atravessam esta obra, além de figurino contemporâneo na qual o artista, além de manipular para a cômica matriarca, idealizado o boneco gigante de um dos personapor Beka Koves. A iluminação é de gens (Juanito), faz as vezes de ator do Marcos Olivio, e a trilha, renovada, outro protagonista da obra (Juarez). fica sob a batuta de Zé Ricardo. A Paulo Gustavo abre direção continua com o talentosís4ª sessão de “Minha mãe simo João Fonseca, premiado direé uma peça” tor de inúmeros sucessos do teatro brasileiro, parceiro de longa data do 1º de setembro  19h Teatro Guararapes - Centro humorista em diversos trabalhos. espetáculo que trata sobre o tema da velhice.

Foto Divulgação

de Convenções de Pernambuco Informações: (81) 3182.8020 Classificação: 10 anos Duração: 70 min Plateia especial: R$ 144 (inteira) e R$ 72 (meia). Plateia baixa: R$ 124 (inteira) e R$ 62 (meia). Balcão: R$ 94 (inteira) e R$ 47 (meia) * À venda na bilheteria do teatro (segunda a sexta, das 9h às 17h; sábado, das 9h às 13h), loja da Ticketfolia e www. eventim.com.br

Quase sete mil pessoas já garantiram os ingressos para assistir “Minha Mãe É Uma Peça”, no Teatro Guararapes. Com todos os bilhetes

ARTES CÊNICAS

15


MÚSICA Foto Divulgação

Um século: Matinê Branca mantém a tradição desde 1917 Fundado em 5 de março de 1897, com 120 anos de tradição e glórias, como seus associados, diretores, beneméritos, e conselheiros, fazem questão de frisar, o Clube Carnavalesco Misto Lenhadores, realiza sempre no ultimo domingo de cada mês, exceto o Baile das Serpentinas, que acontece 15 dias antes do carnaval, quatro festas tradicionais: baile das serpentinas, aniversario do clube, Baile das Rosas, Matinê Branca, e a festa em homenagem a sua padroeira, Nossa Senhora Santana, “sendo a mais antiga manifestação social entre todas

16  AGO 2017


as agremiações do Recife, como explica o advogado Edvaldo Ramos, conselheiro e sócio benemérito do Clube. “Lembram os que frequentavam a antiga sede da Rua da Glória, que a tradição começou ainda no tempo da repressão religiosa e que a Festa Branca representaria uma reverência a Orixalá, tendo em vista que a oferenda ao orixá africano não poderia ser prestada de maneira explícita. As danças de salão complementavam a louvação ao orixá/maior, prestadas reservadamente pelos sócios, beneméritos conselheiros, diretores e simpatizantes da agremiação”, conta Edvaldo. Desde então, a Matinê Branca segue perpetuando as tradições e crendices, além de promover a confraternização entre sócios e visitantes do Clube. Para celebrar os 100 anos dessa tradição, a próxima edição da Matinê será especial. A festa será animada pela Orquestra 100% Mulher, Orquestra Brilhante, a cantora Josiane e ainda muito forró pé de serra e chorinho. A programação comemorativa inclui ainda uma missa em ação de graças, no dia 23 de agosto, às 19h, na Paróquia Nossa Senhora da Pompeia, na Rua Joaquina de Conceição Azevedo, 70 Mustardinha. A diretoria do clube convida o público a participar e lembra que é importante manter a tradição também nos trajes: Cavalheiros – terno branco, camisa de mangas compridas branca, gravata borboleta preta, sapato e cinto pretos. Damas: blusa branca, saia branca, vestido branco, abaixo do joelho, ou longo branco, sapato, sandália social, e bolsa pretos. Serviço: 100ª edição da Matinê Branca do Clube Carnavalesco Misto Lenhadores 27  12h Palácio do Frevo João Paulo Sede do Clube Rua Moçambique, 160 - Mustardinha Informações: (81) 3422-6214, (81) 9603-6410 e (81) 999723051

MÚSICA

17


Foto Divulgação

5  20h Teatro IMIP R$ 30 (meia) R$40 (social) R$60 (inteira)

Após 28 de carreira, os irmãos Kim e Julio Mota, integrantes da Banda Catedral, lançan a dupla KJ. A banda Catedral chegou ao fim em novembro de 2015, quando realizou seu último show em Belém, no La Musique. “Fizemos muita coisa legal, muita música bonita, já ganhamos prêmios e vendemos mais de 3 milhões de DVDs e CDs com a Catedral. Este novo projeto vem com uma proposta bem diferente. As músicas não envolverão religião. Queremos ser reconhecidos pelo sucesso dos nossos hits. Começar um trabalho do zero, com uma proposta inovadora, faz com que fiquemos bem animados”, comenta Kim Motta.

Ivan Ferraz e seus convidados 6  11h às 16h AABB Rua Dr. Malaquias, 204 – Jaqueira Ingressos: R$20 e R$10 (sócios) Informações e Reservas: (81) 3117-6062

Ivan Ferraz recebe Genival Lacerda, João Lacerda, Ari de Arimatéa, Raphael Queiroz e Genildo Sousa.

Foto Divulgação

KJ (Kim e Julio Mota)

Vila Mix 5  19h Centro de Convençaões (área externa) Av. Prof. Andrade Bezerra, S/N - Salgadinho, Olinda R$40 a R$210 – à venda nos sites www. ingressosrecife.com e www.ticmix.com

A festa é uma das mais badaladas para quem curte a música sertane-

18  AGO 2017


ja. Mais uma vez grandes atrações nacionais foram escaladas, entre elas, Jorge e Mateus, Alok, Matheus e Kauan, Aviões do Forró, Jonas Esticado e Israel Novaes.

O novo show traz as 11 canções inéditas de “Coração” e alguns dos sucessos do disco anterior. Desta vez o espírito da narrativa contada no palco é combativo e intenso, destoando da entrega dolorosa do show anterior. “Se o “Macumba” eram as águas profundas do abandono, “Coração” é sobre sobreviver e resistir. É mais solar e afirmativo. Como colocar a cabeça para fora d’água depois de um período turbulento, conta Hooker”

Foto Divulgacão

Jorge Vercilo e Roberta Campos

Johnny Hooker - Show de lançamento de “Coração” 6  17h Teatro Luiz Mendonça – Parque Dona Lindu Av.Boa Viagem – Boa Viagem Gratuito

Depois de despontar como um dos maiores nomes do cenário musical brasileiro contemporâneo com seu primeiro álbum “Eu Vou Fazer uma Macumba pra Te Amarrar, Maldito!”, Johnny Hooker lança seu novo trabalho de inéditas e a turnê de mesmo nome “Coração” com shows no Recife, Rio de Janeiro, e São Paulo. O projeto tem patrocínio da Natura Musical e conta com participações (no disco) de Liniker e Gaby Amarantos.

12 Cabanga Iate Clube Av. Eng. José Estelita, s/n – Cabanga R$ 50 (meia), R$ 100 (inteira), R$ 60 (social), R$ 350 (mesa) – à venda no site www.ticketfolia.com/ingresso/moonlight Informações: 3428.4277

Jorge Vercillo e Roberta Campos se encontram no Cabanga Iate Clube em Recife, dia 12 de Agosto. Os dois são as atrações do evento Moonlight. Na apresentação, Vercillo deve cantar faixas do mais recente álbum, Vida é arte (2016), como Pra valer, Talismã sem par, Noite dos jangadeiros, Luzes que se movem pelo céu e O silêncio da favela. Além disso, deve relembrar sucessos como ‘Ela Une Todas as Coisas’, ‘Final Feliz’ e ‘Monalisa’. A paulista Roberta Campos canta os sucessos do álbum ‘Todo Caminho é Sorte’, de parcerias com Marcelo Jeneci e Marcelo Camelo (ex-Los Hermanos). MÚSICA

19


Foto Divulgação

Baile Tropical Dona Onete (PA), Orquestra Contemporânea de Olinda (PE) e Patricktor4 (BA) 12  22h Baile Perfumado R. Carlos Gomes, 390 - Prado Ingressos: R$ 40 (antecipado) - à venda nas loja Redley (Shopping Recife), Disco de ouro (centro) e Passadisco (Galeria Hora Center)

A paraense Dona Onete, ícone do carimbó paraense, é a convidada especial da festa Baile Tropical. A programação conta ainda com show da Orquestra Contemporânea de Olinda e com o Dj Patricktor4. Dona Onete gravou seu primeiro disco em 2012, aos 72 anos. Hoje aos 77 está no auge da sua carreira, colhendo os frutos de Banzeiro, seu mais novo álbum, repleto de boleros, carimbós e bangüês. Atualmente, Dona Onete está em turnê pela Europa e comemorando a faixa “Boto Namorador” na trilha sonora da novela “A Força do Querer”. A paraense também é a dona do hit “Jamburana”, que compôs a trilha do folhetim global “Sol Nascente”. Ela chega direto da

20  AGO 2017

Europa para o palco do Baile Perfumado, com a promessa de colocar todo mundo para tremer. Comandado por PatrickTor4, o Baile Tropical começou em Belém do Pará em 2010 e circulou pelas principais capitais do mundo (passando pela Argentina, Uruguai, Estados Unidos, Portugal, Espanha, França, Alemanha, Inglaterra, Áustria, Eslováquia e Coréia), apresentando ao público as novas tendências da música tropical, africana, latina, brasileira e mundial no repertório de DJs e bandas de vários países. O evento busca reconectar antigas sonoridades tradicionais a novas texturas urbanas com misturas de batidas e timbres eletrônicos a ritmos populares periféricos como cúmbia, zouk, brega e samba.

Bafro 13  16h às 22h Miami Pub Rua Manoel Borba, 693 – Boa Vista R$10 (antecipado) e R$15 (na dia do evento) - à venda no site Sympla *Drags e pessoas trans tem entrada gratuita (ingressos limitados e com lista de inscrição) Informações: 98168.3734

Uma festa incrível está preparada com tudo que faz da Bafro o que é no Brasil. O Miami Pub estará preparado pra receber toda a explosão de atitude e cultura. Haverá uma exposição valorizando a arte negra, além da feirinha com produtos e obras de artesãos e artistas negros. A área


externa da casa estará aberto para promover a interação do público e, claro, haverá bastante música com: Gael, Iuty Andrew, Lucas Estevão e Manu Liera.

Projeto No Texas

Foto Divulgação

Texas Café e Bar Rua Rosário da Boa Vista Gratuito - Ingressos distribuídos 2h antes da apresentação Lotação: 50 pessoas

Vista. Voltado para a divulgação e difusão da atual cena independente de Pernambuco, cada show vai render um EP ao vivo e um programa de música e entrevistas, que serão lançados mensalmente nos nossos canais. A realização do evento conta com incentivo do Funcultura.

Assustado - Especial Anos 80 19  22h Mansão do Amor Rua Madre de Deus, 268 - Recife Antigo Grátis até 22h59, a partir desse horário o ingresso custará R$10 Entrada permitida para maiores de 18 anos, mediante apresentação do RG ou documento oficial com foto.

Mais uma edição do Assustado. Para soltar as bruxas em agosto - o mês do cachorro louco - essa festa será com terá especial: Anos 80. A noite será comandada pela DJ Mulher de Branco (Synth Pop, New Wave), DJ Mozaum (Eletronic Pop, “No-Wave” 17  21h  Juliano Holanda Nacional), DJ Zeca Viana (Darkwave, 31  21h  Desalma Brasil O projeto No Texas está de volta. Shoegaze, Post-punk) e o VJ ChewDepois de 2 anos do episódio piloto bacca que comanda as projeções gravado com a Cosmo Grão, a casa com trechos de filmes (Goonies, Caça vai oferecer mais seis edições para Fantasmas, etc.), desenhos (Caverna o terceiro andar do edifício. Os in- do Dragão, He-Man, etc.), seriados gressos são distribuídos 2h antes (Changeman, Lionman, etc.) comerno balcão do Texas Café Bar e, para ciais de TV e videoclipes da época. quem não for subir, há a projeção ao A entrada será gratuita até a meiavivo dos shows na Rosário da Boa -noite.

MÚSICA

21


Forró das Antigas

Milton Nascimento - Show Semente da Terra 24  21h Teatro Guararapes Centro de Convenções de Pernambuco Av. Prof. Andrade Bezerra, S/N - Salgadinho, Olinda De R$ 90 a R$ 180 - à venda na Loja Noha (Shopping RioMar e Plaza Shopping) ou pelo site www.lojadeingresso. com/miltonnascimento Informações: (81) 3182-8020

Foto Divulgacão

Foto João Couto

Kaiowá, numa cerimônia realizada em 2010. Semente da Terra mais 19  22h do que tudo, significa comunhão. Clube internacional Comunhão entre público, músicos, R. Benfica, 505, bairro da Madalena. técnicos e equipe em torno de um só R$30 e R$50 objetivo: esperança, acima de tudo. http://ingressos.confiramais.com.br/ forro-das-antigas-recife Esse é o tema do novo show que Mais uma edição do Forró das Anti- traz Milton Nascimento de volta aos gas chega ao Recife. A festa é uma palcos e ao Recife. O repertório deve ótima opção para quem gosta do incluir sucessos da Música Popular ritmo forró. Os shows que fazem Brasileira, como “Caçador de Mim”, parte da programação são de Batista “O Cio da Terra”, “San Vicente” e Lima, Limão com Mel, Cavalo de Pau “Terceira Margem do Rio”. e Mastruz Com Leite.

Fernando Anitelli: Teatro Mágico - voz e violão 24  21h Teatro Boa Vista Rua Dom Bosco, 551 Informações:(81) 4101-3910 Vendas antecipadas: https://www.sympla.com.br/fernando-anitelli-apresenta-o-teatro-magico---voz-e-violao__155758 R$ 80 e R$ 40 (meia)

Semente da Terra é o nome que Mil- Após 13 anos de estrada, a trupe do ton Nascimento recebeu de 37 lide- Teatro Mágico anunciou uma pauranças espirituais da Nação Guarani sa nos espetáculos no fim do ano

22  AGO 2017


passado. Com sete álbuns autorais e mais de 2 milhões de cópias vendidas, Anitelli conta que o grupo já viveu muitas fases e experimentou muita coisa, enveredando inclusive para o eletrônico. Agora volta aos palcos com toda sua bagagem, mas com foco na sua essência, o formato voz e violão, querendo chegar a mais lugares e reencontrar o público.

Orquestra Criança Cidadã Meninos do Coque - Grupo Jovem 8  19h30 Caixa Cultural Recife Av. Alfredo Lisboa, 505 – Recife Antigo Informações: (81) 3425-1915 www.caixacultural.gov.br Entrada gratuita – senhas distribuídas uma hora antes do concerto.

Foto Divulgação

Atividade mensal, realizada na Caixa Cultural Recife com crianças e adolescentes, todos participantes do projeto Criança Cidadã, patrocinado desde 2009 pela CAIXA. Este será um concerto especial com a participação do Grupo Jovem da OCC.

Los Sebosos Postizos, Céu e Seu Chico 26  22h Baile Perfumado Rua Carlos Gomes, 390, Prado R$ 40 (meia) | R$ 50 + 1kg de alimento não perecível (social) R$80 (inteira) – à venda na loja Avesso, Haus Bar, Redley (shopping Recife), Passadisco e pelo site www.sympla.com.br/ losebosos_ceu

Elba Ramalho em: “Canções de Dominguinhos” 10 a 12  20h R$ 20,00 e R$ 10,00 (meia) - à venda a partir das 10 horas de quarta-feira, 09/08.

Espetáculo musical de umas das grandes artistas da música brasileira, representante da cultura nordestina: Elba Ramalho. Nesse projeto, ela homenageia um dos maiores compositores do cenário musical brasileiro de todos os tempos, Dominguinhos. A paulistana Céu segue em turnê No repertório, serão apresentadas com seu show Tropix. Já os per- canções eternizadas no público branambucanos Los Postizos Sebosos sileiro como: De volta ao aconchego, trazem o repertório de Jorge Ben, e Só quero um xodó, Gostoso demais, Seu Chico faz releituras das canções entre outros. A artista paraibana será de Chico Buarque. acompanhado por: Marcos Arcanjo, Cezar do Acordeon, Anjo Caldas e Durval.

MÚSICA

23


“Três Amazônias” com Patricia Bastos, David Assayag e Silvan 17 a 19 Qui e Sex  20h e Sáb  17h e 20h R$ 20,00 e R$ 10,00 (meia), à venda a partir das 10 horas de quarta-feira, 16/08.

Espetáculo musical reúne no mesmo palco o cantor David Assayag, a cantora Patricia Bastos, e o cantor, compositor e percussionista Silvan. Neste projeto, as águas do Pará, Amapá e Amazonas se encontram num espetáculo que explora a sonoridade da região amazônica, a partir de um recorte de seu múltiplo universos de timbres, toques e cantos. A cantora de Macapá (AP), Patricia Bastos destaca-se pela voz marcante, de timbre suave, e afinação contundente. Patricia recebeu o Prêmio da Música Brasileira 2014 como Melhor Cantora Regional, e seu disco “Zuluza”, foi premiado como Melhor Disco, além de ter sido indicada na categoria Revelação. David Assayag, de Parintis-AM, é considerado “a voz” do Festival de Parintins, a maior festa folclórica do Brasil, ícone da cultura amazônica. Silvan, o mais novo do trio, é cantor, compositor e percussionista de Santarém-PA, e vem desde 2015 apresentando um trabalho autoral que envolve o universo dos ritmos regionais amazônicos, compondo toadas de boi, batuques, marabaixos,

24  AGO 2017

lundus, guitarradas e principalmente carimbós, com arranjos que garantem a esse trabalho uma roupagem universal.

Samba de Bamba – Jussara Silveira 22  20h R$ 20,00 e R$ 10,00 (meia), à venda a partir das 10h do dia da apresentação

Segunda edição do projeto musical Samba de Bamba no Recife. A sexta sessão desta edição trará a cantora Jussara Silveira, que cantará sambas de sua memória afetiva. Durante nove meses, de março a dezembro, a Caixa Cultural Recife apresentará dez shows diferentes, com os expoentes da chamada nova geração do samba brasileiro, artistas ainda não consagrados pela grande mídia. As apresentações acontecem mensalmente, sempre às terças-feiras.

Grupo de Percussão da Orquestra Criança Cidadã Meninos do Coque 30  19h30 Entrada gratuita, senhas distribuídas com uma hora de antecedência.

Atividade mensal, realizada na CAIXA Cultural Recife com crianças e adolescentes da comunidade do Coque, todos participantes do projeto Criança Cidadã, patrocinado desde 2009 pela CAIXA. Este será uma apresentação do Grupo de Percussão da associação.


CIRCULANDO Foto Divulgação

Confraria do Vinil movimenta bairro do Espinheiro A Ev Store recebe mais uma edição da Confraria do Vinil. A feira contará com cinco expositores oferecendo álbuns e compactos de artistas nacionais e internacionais, de diferentes estilos e épocas. A entrada é gratuita. “Esta é a terceira edição que recebemos na Evstore e é sempre um clima maravilhoso. A ideia é oferecer uma feira compacta para quem curte o som de vinil pode aumentar a sua coleção e trocar títulos”, comenta Luciene Vilhena que, ao lado da empresaria Fernanda Branco, comanda a EvStore. Para esta edição, a Confraria do Vinil convidou o Dj Pós (melodia de budega) para tocar o som ao lado dos Djs residentes Setenta Polegadas e Plutão. Cerveja artesanal e

CIRCULANDO

25


quitutes especiais estão confirmados para reforçar a programação.

foto Divulgação

Foto Divulgação

Serviço: Confraria do Vinil na Ev Store 12  15h Entrada gratuita

Com o mais completo acervo sobre o período Brasil-Holanda do mundo, o IRB, na Várzea, propõe-se a ser uma extensão da sala de aula. Lá os estudantes têm acesso ao castelo de armas, à biblioteca, à pinacoteca, entre outros espaços. O IRB abre semanalmente, de terça a domingo.

Visitas monitoradas ao Instituto Ricardo Brennand Engenho São João, s/n – Várzea (Alameda Antônio Brennand) Ter a Dom R$ 7 (para escolas agendadas) | R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia) Crianças com até sete anos não pagam 21210352 O Instituto Ricardo Brennand oferece visitas monitoradas para grupos escolares de instituições privadas e públicas. O intercâmbio entre o museu e as instituições de ensino acontece de terça a domingo, mediante agendamento. Realizadas por monitores capacitados, o atendimento serve para prestar maior assistência aos visitantes. Escolas públicas têm entrada gratuita. Para escolas privadas, o bilhete custa R$7, ambas, porém, precisam de agendamento prévio. Além das instituições de ensino, grupos particulares, empresas e turistas também podem agendar a visitação.

26  AGO 2017

Espaço Ciência Complexo de Salgadinho - Olinda Parque Memorial Arcoverde, Parque 2, sem número Agendamento: (81) 3241-3226 Visitação: Seg a Sex  8h às 12h e 13h às 17h Sáb e Dom  13h30 às 17h Hora limite para a entrada de grupos: 16h30 Entrada gratuita O Espaço Ciência dispõe da Trilha ecológica, que conduz o visitante a um passeio com passagem por uma casa de vegetação, um formigueiro gigante, o memorial Chico Science e o píer do manguezal, de onde se pode ter uma bela visão do parque. Completam a trilha o passeio de barco, movido a energia solar; e o observatório de aves onde, com o uso de binóculos, é possí-


Foto Andréa Rêgo Barros PCR.

vel observar canários da terra, socós, garças e falcões peregrinos, entre algumas das 65 espécies já identificadas no ecossistema. O Manguezal Chico Science foi batizado assim em homenagem ao artista, morto em 1997. Com 20 mil m², é o que restou do aterro promovido na região. Lá, pode-se conhecer um pouco do ecossistema do mangue, com peixes, caranguejos, aves, entre outras espécies.

Visita guiada ao Teatro de Santa Isabel Educação Patrimonial: Terças-feiras (programação sujeita a alteração quando houver espetáculos) Agendamento para grupos de até 40 pessoas pelo e-mail: teatrodesantaisabel. educativo@gmail.com Visita: Domingos (programação sujeita a alteração quando houver espetáculos) Horários: 14h, 15h e 16h | Grupos de até 25 pessoas A entrada é gratuita e não precisa agendar

lizados pela administração do teatro, para grupos de, no máximo, 25 pessoas: 14h, 15h e 16h. O outro modelo de visita é chamado Educação Patrimonial e destina-se a estudantes, grupos artísticos, centros comunitários e ONGs. Disponível nas terças-feiras à tarde, precisa de agendamento prévio pelo e-mail teatrodesantaisabel.educativo@ gmail.com. Os dois formatos de visitas contemplam todos os espaços do teatro, desde o saguão de entrada ao salão nobre, cômodos que receberam importantes nomes da política e das artes do Brasil, tais como o imperador Dom Pedro II, Castro Alves e Tobias Barreto. O Teatro de Santa Isabel - cujo nome é uma homenagem à Princesa Isabel, foi inaugurado em 18 de maio de 1850, inserindo a então província de Pernambuco numa nova fase cultural. Idealizado pelo Barão da Boa Vista, teve o projeto dirigido pelo engenheiro francês Louis Léger Vauthier, que inovou na época, não utilizando o trabalho escravo na construção de arquitetura neoclássica. Tombado pelo Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) em 31 de outubro de 1949, o equipamento foi mais tarde eleito um dos 14 teatros-monumentos do país. Com as visitas guiadas, toda essa história pode ser conferida de perto pelos recifenses e turistas.

As Visitas Guiadas são oferecidas aos domingos e não exigem agendamento prévio. São três os horários disponibi-

CIRCULANDO

27


Vivência “Toca Frevo”

FOTO Rafael Bandeira

Por meio de jogos musicais (dinâmicas com uso da voz e do corpo), a vivência permite que o visitante ative uma audição consciente, reconhecendo o compasso binário do frevo e as variações de orquestração (frevo de rua, frevo canção e frevo de bloco). Professor Reuel Gomes Qua e sex  9 às 12h | 14 às 17h

Paço do Frevo Foto Kassá Reprodução

Praça do Arsenal, s/n – Bairro do Recife 3355-9500

Hora do Frevo

Apresentações musicais no espaço do Evoé Frevo Café. Toda sextas às 12h. Gratuito, sujeito à lotação

Visita Mediada

Visita a todos os pavimentos do Museu, mediada por nossos educadores, voltada ao público espontâneo em passeio ao Paço do Frevo. Sáb e dom, sessões às 15h, 16h e 17h Grupos acima de 20 pessoas, agendar pelo telefone 3355-9527 Acesso incluso no ingresso, sujeito à lotação.

Falando para o mundo

Com microfone aberto na Praça do Frevo (3º andar), os visitantes serão convidados a cantar, recitar poesias, contar causos e histórias que evocam a poesia e a memória do frevo, do carnaval. Sáb e dom, 14 às 18h Acesso gratuito, mediante apresentação do ingresso.

Vivência “Vamos Cair no Passo”

Utilizando-se do binário do frevo, ao término da visita, o/a visitante experimenta 10 passos básicos e encerra com um jogo de improvisos. Professores Junior Viégas Ter  9 às 12h | 14 às 17h e Sáb e dom  14h às 17h Praça do Frevo (3º andar) Acesso incluso no ingresso.

28  AGO 2017

Torre Malakoff – Visita mediada e Observatório Astronômico Praça do Arsenal da Marinha, s/n, Recife Antigo | (81) 3184-3180 Ter a sex  0h às 18h | Sáb  15h às 18h | Dom 15h às 19h Gratuito A Visita Mediada é voltada para grupos de estudantes desde o ensino fundamental I até universitários, grupos de projetos sociais e ONGs, turistas, etc. Os mediadores contam a história da Torre Malakoff (Educação Patrimonial) e apresentam as exposições temporárias em cartaz no local. Deve ser agendada com antecedência. Já o acesso ao Observatório Astronômico acontece aos domingos, das 16h às 19h30 podendo ter alterações do horário devido a alterações climáticas. É


necessário deixar o nome na recepção para reservar o horário pretendido e comparecer no hall ou jardins da Torre pelo menos 5 minutos antes para chamada do grupo para a visita.

preocupa em oferecer aos passageiros informações sobre as histórias reais que deram origem às lendas, enriquecendo bastante a experiência, que vai muito além de sustos vazios.

Foto Divulgação

O roteiro do tour, que tem como base a programação feita pela Prefeitura do Recife para o passeio assombrado do projeto Olha Recife por catamaran, foi inspirado no livro “Assombrações do Recife Velho”, de Gilberto Freyre, e adaptado por Roberto Beltrão, André Balaio – criadores do Recife Assombrado –, Cláudia Heráclio, do Catamaran Tours, Niil Martins e Fabiano Barbosa. No tour, o percurso segue por baixo das pontes do Rio Capibaribe, passando por recantos históricos da capital pernambucana e retorna passando pela Cruz do Patrão, um dos lugares mais assombrados do Recife.

Restaurante Catamaran Cais das Cinco Pontas, S/N - São José Sáb  18h e 20h R$ 60 e R$ 30,00 crianças de 10 a 12 anos Censura: 10 anos | Duração: 1h30min Vendas: www.catamarantours.com.br/. Informações: (81) 3424.2845 www.facebook.com/catamarantiourspe Estacionamento gratuito O passeio, que faz do Recife palco e cenário para as lendas que habitam o imaginário da cidade há anos, surgiu como uma forma de misturar turismo, história e cultura em um único programa. Além de divertimento, o tour se

Foto Rodrigo Cavalcanti

Catamaran Assombrado

Show Folclórico Ter  21h Restaurante Catamaran Cais das Cinco Pontas, s/n 34242845 / 999734077 R$ 40 Todas as terças, o restaurante Catamaran oferece um grande show com um balé que apresenta ao público a diversidade e beleza dos ritmos da

CIRCULANDO

29


(Pontes 12 de Setembro, Maurício de Nassau, Manuel Buarque de Macedo, Princesa Isabel e Duarte Coelho). Durante o city tour aquático, os visitantes apreciam belas paisagens de vários pontos turísticos, tais como o Parque de Esculturas de Francisco Brennand, a Praça do Marco Zero, o Paço Alfândega, o Ginásio Pernambucano, a Assembleia Legislativa, o Teatro de Santa Isabel e o casario da Rua da Aurora. A bordo, os visitantes contam com a presença de um guia que relata histórias e curiosidades sobre o Recife.

Tour Rio Capibaribe e suas Pontes

Tour Recife e seus Bairros

Foto Divulgação

cultura nordestina: xaxado, maracatu, coco, ciranda, caboclinho, frevo e forró. O espetáculo tem duração de aproximadamente duas horas.

Restaurante Catamaran Cais das Cinco Pontas, s/n 34242845 / 999734077 Seg a Sex  16h e 20h (reserva prévia) Sáb  11h | 14h30 | 16h | 17h30 | 20h Dom  11h | 14h30 | 16h | 17h30 Adulto: R$ 50 6 a 10 anos: R$ 25 e 0 a 05 anos: gratuito Nesse tour, a Cidade do Recife pode ser observada por um ângulo diferente, ou seja, das águas do rio Capibaribe, ao longo do qual o observador percorre as três ilhas do Centro do Recife (Santo Antônio, Bairro do Recife e Boa Vista) e passa por baixo de cinco pontes

30  AGO 2017

Restaurante Catamaran Cais das Cinco Pontas | 34242845 / 999734077 Dom  10h (reserva prévia) – Passeio com duração de aproximadamente duas horas. Adulto: R$ 60 6 a 10 anos: R$ 30 | 0 a 05 anos: gratuito O passeio contempla as paisagens urbana e natural da cidade, passando por 14 bairros do Recife, entre eles, os contemporâneos e outros bem antigos que, erguidos durante o período colonial, mostram-se ainda belas edificações, hoje tombadas, que mantêm conservada a paisagem secular do Recife.


Feira de Boa Viagem – Pracinha de Boa Viagem – Boa Viagem Diariamente  14h às 22h Foto Inaldo Lins

Feira Prodarte na Rua - Bairro do Recife (Avenida Barbosa Lima) Dom  13h às 20h

Feiras do Prodarte O Programa de Desenvolvimento do Artesanato (Prodarte) promove feiras de artesanato em diversos pontos da capital pernambucana. A iniciativa, realizada desde 1987, tem como objetivos de apoiar os artesãos cadastrados no programa; fortalecer a geração de renda e divulgar a cultura da cidade. Fibras, tecidos, madeira e couro são alguns dos materiais selecionados pelos artesãos que dão vida à grande diversidade de peças.

Feira Lagoa do Araçá – Lagoa do Araçá, Imbiribeira 1º e 3º Sábados  13h às 21h

Feira Casa Forte – Praça de Casa Forte 2º e 4º Sábados  15h às 20h

Feira do Capibaribe – Sede da Prefeitura do Recife Última semana do mês  8h às 15h

Feira Parque Dona Lindu – Av. Boa Viagem, s/n, Boa Viagem Sáb e Dom  13h às 21h

Foto Divulgação

3355.8755

Centro de Artesanato de Pernambuco no Recife Avenida Alfredo Lisboa, s/n, Armazém 11 – Bairro do Recife | 3181 3150 Seg a sab  8h às 19h | Dom  8h às 16h Com criatividade de sobra e uma grande diversidade de referências, a produção artesanal de Pernambuco se revela através das mais variadas expressões. Seja no barro, na madeira, nas fibras e palhas ou no couro, o fazer artesanal é um dos grandes patrimônios do povo pernambucano. O Centro de Artesanato proporciona um espaço de 2.511m² onde funciona uma loja, um espaço gastronômico, assim como uma galeria para exposição, auditório e o setor administrativo da unidade. Com foco na arte popular e no artesanato tradicional, são comercializadas peças artesanais de todas as regiões de Pernambuco.

CIRCULANDO

31


ARTES VISUAIS

As Meninas do Quarto 28 A exposição relata o dia-a-dia de cerca de 50 meninas que viveram por dois anos no campo de concentração de Theresienstadt, na República Tcheca, durante a 2ª Guerra Mundial. São 50 desenhos e uma réplica de 18m² do quarto em que as meninas judias ficaram aprisionadas, além de painéis com detalhes históricos da época. Das mais de 15 mil crianças, entre 12 e 14 anos, que viveram no campo de concentração, de 1942 a 1944, somente 93 sobreviveram – 15 delas sobreviventes do Quarto 28 De 11 até 29/10 Galeria Janete Costa – Parque Dona Lindu Avenida Boa Viagem, s/n - Boa Viagem

32  AGO 2017


foto Jaime Acioli

de arte brasileiras: o acervo dos Museus Castro Maya e a coleção João Maurício de Araújo Pinho, ambas do Rio de Janeiro.

Ukioye – A magia da gravura japonesa Até 17/09 Caixa Cultural Recife Avenida Alfredo Lisboa, 505 – Bairro do Recife

imersão na cultura tradicional japonesa. Sob a curadoria de Anna Paola Baptista, a mostra traz um conjunto de 74 gravuras realizadas no Japão entre os séculos XVII e XIX, 14 volumes de livro precursor dos mangás, 9 máscaras e 110 obras apresentadas virtualmente. Os trabalhos são de autoria dos maiores mestres dos séculos XVII ao XIX – Harunobu, Utamaro, Kuniyoshi, Hokusai, Hiroshige, Yoshitoshi – e através delas pode-se acompanhar o desenvolvimento da técnica da xilogravura colorida e apreciar as principais temáticas desenvolvidas pelos artistas. As máscaras são oriundas das tradições culturais das danças dramáticas, as procissões religiosas e representam personagens mitológicos como gênios e dragões. As obras pertencem a duas das mais importantes coleções

Voragem Até 03/09 Galeria Amparo 60 Rua Artur Muniz, 82. Primeiro andar, salas 13/14 - Boa Viagem (Edifício Califórnia)

Exposição coletiva com os artistas (Bárbara Wagner e Benjamin de Búrca, Gilvan Barreto, José Paulo, Lourival Cuquinha, Paulo Bruscky e Isabella Stampanoni e os convidados André Hauck, Ivan Grilo, Jonathas de Andrade.

Nosso Seu Wilton Mamam – Museu de Arte Moderna Aloísio Magalhães Rua da Aurora, 265 – Boa Vista Até 13

A arte moderna do artista Wilton de Souza se confunde com a história cultural do Recife. A partir de suas obras, é possível construir uma teia de relações que inclui intelectuais,

ARTES VISUAIS

33


instituições culturais, arte, música e literatura. Nos mais de sessenta anos de atividade, Wilton produziu pinturas, gravuras, esculturas, centenas de capas de livros e discos

Quinze

Daniel Santiago em dois tempos Até 13 Mamam – Museu de Arte Moderna Aloísio Magalhães Rua da Aurora, 265 – Boa Vista

Composta por cerca de 30 obras, muitas inéditas, selecionadas pela curadora Joana D´Arc Lima. A curadora vê essa mostra como uma espécie de celebração e reconhecimento da trajetória do artista de 78 anos que começou sua carreira na década de 1960 e, hoje, 50 anos depois, segue atuando com uma enorme potência criativa.

34  AGO 2017

Até 13 Casato Café.Bistrô Avenida Rui Barbosa, 1503 - Graças

Clovis Fazio, Daniel Dobbin, Daniel Samico, Edson Menezes, Emerson Pontes, Fábio Rafael, Heron Martins, Juliano da Hora, Marcelo Figueiredo, Marcello La Greca Marroquim, Nicola, Peregrino, Rinaldo Carvalho, Sergio Esteban e Zilton Antunes, que promovem uma imersão pelas nuances do gênero masculino e desconstroem estereótipos do ser “feito à imagem e semelhança divina”, por meio das mais variadas modalidades artísticas como pintura, escultura, xilogravura e fotografia.


Foto Alexandre Berzin

Doc(e) Recife

Exposição Fernando Duarte

Ter a dom  9h às 17h Museu da Cidade do Recife Forte das Cinco Pontas, Bairro de São José

A duas décadas da comemoração dos 500 anos da capital pernambucana, o Museu da Cidade do Recife inicia sua mais nova exposição anual, que remonta a trajetória do município Ao longo do último ano, depois de a partir do açúcar. Doc(e) Recife um período de pesquisa nas gravu- destaca a influência do produto no ras, aquarelas e sumiês, o artista desenvolvimento urbano e nas relaplástico Fernando Duarte voltou a ções sociais, além de estimular nos se dedicar à pintura. As 60 obras visitantes proposições sobre o futuro abordam quadros da série ‘Drones’, da metrópole. onde é possível ver objetos e máquiCampina do Taborba nas quase vivos - a relação entre humanos e tecnologia é uma temática Museu Militar do Forte do Brum Praça da Comunidade Luso-Brasileira, antiga de Fernando - e um conjunto s/n, Bairro do Recife de pinturas em tecido que fazem Seg a qui  13h às 18h referências a técnicas de pinturas Sex  8h às 12h chinesas e japonesas. A Insurreição Pernambucana é o ponto de partida para a exposição no Museu Militar do Forte do Brum. Até 11 Galeria Via Della Fontana Avenida Conselheiro Aguiar, 1552, lojas 1 e 2 - Boa Viagem

ARTES VISUAIS

35


A mostra apresenta obras dos vendedores do concurso de 2015, os artistas plásticos Ricardo da Cunha Melo e José Elias Júnior. Dentro da exposição, quadros premiadas dos concursos anteriores mostram a característica que reflete a criatividade dos trabalhos sobre o tema, a ideia, clara nos detalhes, não é só de lembrar aquele momento da nossa história, mas provocar uma reflexão, apresentando novos artistas. O evento marca o aniversário de 362 anos da Restauração Pernambucana.

O Tempo da Torre Torre Malakoff Praça do Arsenal, S/N – Bairro do Recife 3184 3180

A mostra conta a história do monumento desde a sua construção como Arsenal da Marinha, em 1853, até passar a ser gerido pela Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco. A exposição é formada por um acervo mostrado há 15 anos na exposição ‘Por que Malakoff?’, composta por fotografias do Museu do Estado, da Fundação Joaquim Nabuco e do Museu da Cidade do Recife, datados do final do século XIX e início do século XX, pesquisados por Betânia Correa de Araújo. Já o século XXI foi retratado por estudantes da rede estadual de ensino, durante a oficina de Foto e Vídeo Celular ‘Um Olhar Sobre Recife’, ministrada pela Malakoff em 2013.

36  AGO 2017

Através de narrativa cronológica e histórica, a exposição aborda a memória dos primeiros habitantes do território (anteriores a 1537), que hoje se faz presente em muitos nomes de ruas, de bairros e nos adornos escultóricos de praças e prédios; a cultura do açúcar trazida pela colonização portuguesa, forte influência na gastronomia, no comportamento, na arquitetura e urbanismo; e o desenvolvimento da cidade que se construiu a partir da junção das terras dos engenhos de açúcar com um porto exportador de mercadorias.

Frevo Experimental Trânsitos e Experiências Criativas Paço do Frevo Praça do Arsenal da Marinha, s/n, Bairro do Recife Ter a sex  9h às 17h Sáb e dom  14h às 18h

O frevo e seu processo contínuo de transformações, seu poder de reinvenção, de elasticidade e de improviso servem de argumento para a mostra “Frevo Experimental: entre


trânsitos e experiências criativas”, com concepção do antropólogo Eduardo Sarmento, em parceria com a cineasta Renata Pinheiro e a arquiteta Cátia Avelar - com estas duas dividindo a curadoria. Abordar o tema “experimental” reafirma sua identidade sociocultural, sua essência e sua renovação contínua. O Frevo, resultante de um sistema de relações e internalização, nos permite pensar num “sentimento frevo”, “Ser e Estar Frevo”, nesse processo de luta constante de ocupar espaço, viver, preservar e ser realimentado. É também confrontar com aqueles que o concebem como - circulo fechado -, provocando nesse embate, reações e resistências que proporcionarão um estimulante debate.

ComeMorar Olinda Casa do Patrimônio – Iphan Rua do Amparo, 59, Carmo – Olinda 3429 2862 Ter a sex  09h às 12h / 14h às 17h Gratuito

A exposição, sob a curadoria do museólogo e historiador Aluizio Câmara, é um convite à reflexão sobre as particularidades que transformaram a cidade em Patrimônio da Humanidade. Mas com um diferencial: voltar o olhar não às construções mais emblemáticas do Sítio Histórico, e sim à casa do cidadão comum, elemento central da expressão cultural olindense. Partindo da indagação “como é morar em Olinda?”, a exposição procura explorar o universo desconhecido da moradia olindense, busA Casa dos Bonecos cando evidenciar as especificidades Gigantes de Olinda do modo de vida local, sua relação Estação Quatro Cantos Galeria & Café com o patrimônio, as virtudes e as Rua Prudente de Moraes, 440, Carmo – Olinda dificuldades de se viver em Olinda. São 44 calungas do mais famoso ar- A mostra conta com vários formatos tista plástico de bonecos de Olinda, de mídia, entre fotografias, vídeos, Sílvio Botelho, considerado Pai dos textos, narrações de histórias e debonecos gigantes, em permanente poimentos sobre a vida em Olinda, a partir da visão dos moradores, exposição no local.

ARTES VISUAIS

37


proporcionando, assim, ao visitante, uma leitura dinâmica de como seria morar em Olinda.

Preservar Igarassu Sobrado do Imperador Rua Barbosa Lima, nº 122, Sítio Histórico, Igarassu | 3545.0537 | 3545.0307 Seg a sex  9h às 12h, e 13h às 17h Gratuito

A exposição marca a inauguração oficial da Casa do Patrimônio/Iphan na cidade. E pretende promover o patrimônio histórico, cultural e paisagístico do município por meio de painéis expositivos, exibição de vídeo / documentário, peças representativas do seu patrimônio imaterial e apresentação de importantes expressões culturais da cidade. Durante a permanência da Exposição serão realizadas diversas atividades culturais e de cunho educativo a serem desenvolvidas em conjunto com a sociedade e a Rede de Parceiros da Casa do Patrimônio/Iphan em Igarassu

38  AGO 2017

Retratos, desenhos de Leonardo da Vinci Instituto de Cultura Brasil-Itália Rua Marques Amorim, 46 – Boa Vista Ter a sex  9 às 21h Sáb  9h às 13h Gratuito

A exposição é composta por diversos desenhos do famoso artista italiano Leonardo da Vinci. Durante a visita, é possível ver um documentário sobre o artista e sua produção e fazer consulta a livros e publicações a respeito do mestre renascentista.

Roma Instituto de Cultura Brasil-Itália

A exposição é composta de imagens de Roma, seus monumentos, sua beleza, seus encantos milenares. Durante a exposição é possível assistir documentários sobre Roma e consultar livros e revistas sobre aquela cidade.


Fotografia em Branco e Preto Instituto de Cultura Brasil-Itália

Composta de fotografias originais de fotógrafos italianos, retratando o cotidiano da Itália e dos italianos. Fotógrafos italianos participantes: Sergio Cipriani, Aurelio Spinelli, Renato Pennuti, Rosangela Betti, Nicola Frangione, Carlo Manzano, Donato Prosdocimo, Virgilio Carnisio, Luigi Sarallo, Simone Bellagamba, Rino Di Maio, Carlo Fiorentino, Leopoldo Banchi, Maristella Campolunghi, Nando Chiappetta e Renato D’Aleo.

Exposição: Imigração Italiana no Brasil

Andes Venezuelanos Consulado Geral da República Bolivariana da Venezuela em Recife Av. Conselheiro Aguiar, 597, Boa Viagem 3131 8150 ( agendamentos para grupos e escolas) Seg a sex  9h às 12h e das 14h às 16h Gratuito

Entre as diversas maravilhas e atrativos turísticos que a República BolivaInstituto de Cultura Brasil-Itália riana da Venezuela possui, destacaA exposição contém reproduções de -se uma região montanhosa 5.000 documentos e imagens dos italianos metros acima do nível do mar. Esta no Basil, a contribuição do povo ita- região conformada por três estados venezuelanos: Mérida, Táchira e Truliano no contexto nacional. jillo se revela pela sua geografia, seu Exposição: Indios do Brasil clima temperado, suas fauna e flora, Instituto de Cultura Brasil-Itália suas paisagens, seu povo e sua hisA exposição é composta de gráficas e tória, conformando assim, os Andes objetos do mundo indígena do Brasil. Venezuelanos. É possível consultar livros e material sobre os índios e o Brasil.

ARTES VISUAIS

39


CINEMA E VÍDEO

Sempre aos domingos CINEMA DA FUNDAÇÃO JOAQUIM NABUCO A Fundação Joaquim Nabuco iniciou mais um projeto para os cinéfilos. Com o nome ‘Sempre aos domingos’, sempre às 10h30, o Cinema apresenta filmes inesquecíveis, verdadeiros clássicos da sétima arte. Tarifa única de apenas R$ 2. A programação é publicada durante as semanas que antecedem os domingos pelas redes sociais do Cinema.

jogadas no mar da Grécia. Entre os passageiros estão diversos artistas e nobres, de vários países. Durante a viagem o navio acolhe refugiados sérvios, o que traz problemas quando ele é abordado por uma embarcação do Império Austro-Húngaro, que tinha declarado guerra à Sérvia recentemente.

CINE CLUBE BRASIL-ITÁLIA ICBI - Instituto de Cultura Brasil-Itália Rua Marques Amorim, 46 - Boa Vista 3221 4112

Vítimas da Tormenta

E la Nave va 04  9h, 15h, 17h, 19h Junho de 1914. O navio Gloria N. deixa Nápoles levando as cinzas da cantora lírica grega Edmea Tutea, que serão

40  AGO 2017

11  9h, 15h, 17h, 19h Um retrato das crianças de rua na Itália pós-guerra. Giuseppe e Pasquale são duas das crianças, dois grandes amigos que vivem de lustrar os sapatos de soldados americanos. Eles dividem suas esperanças e seus sonhos inocentes de um futuro melhor, mas acabam presos em uma terrível instituição para menores.


Os Girassóis da Rússia 18  9h, 15h, 17h, 19h Uma das mais belas histórias de amor do cinema. Dirigido pelo mestre Vittorio De Sica, este clássico romântico tornou-se um dos maiores sucessos da dupla Sophia Loren e Marcello Mastroianni. A obra é a história de um casal separado pela Segunda Guerra. Após anos sem notícias, ela viaja para a Rússia em busca do marido, atravessando cidades e campos de girassóis. Quando enfim ela o encontra, percebe que algo mudou entre eles. Com linda fotografia do grande Giuseppe Rotunno e música inesquecível de Henry Mancini, Os Girassóis da Rússia é um filme indispensável.

O Colosso de Roma 25  9h, 15h, 17h, 19h Um peso pesado dos clássicos dos anos 60, dirigido por Girogi Ferroni, conta a história de Roma, uma nova república após a queda de seu Rei Tarquinius Superbus (Massimo Serato), que após várias batalhas tenta recuperar seu trono com a ajuda de Porsenna (Roldano Lupi). Com o povo romano passando fome, o forte e bravo soldado Mucius (Gordon Scott) decide matar Porsenna que se revelara um traidor, porém, nesta batalha Mucius mata o homem errado e resolve queimar sua própria mão para provar seu arrependimento e lealdade. Tempos depois após o acordo de trégua mal sucedido, Mucius terá que superar todas as dificuldades para levar o império romano outra vez à vitória.

CINEMA E VÍDEO

41


GIRO LITERÁRIO

POESIA VIVA DO RECIFE Homenagem aos 480 anos da Cidade MANGUE Cynthia Cisneiros

Para além das pontes O rumor do mangue Morde a cidade. Garças Águas e baronesas sedentas Dançam Caranguejos. Corre o rio Pintado de prata (soa o meio-dia) No Capibaribe A lama Adormece Cintilante De poesia.

(Da antologia POESIA VIVA DO RECIFE, organizada por Juareiz Correya) ________________________________________________________________________________________ CYNTHIA CISNEIROS – Olindense, cursou o Ensino Médio no Colégio Bairro Novo (Olinda, PE). É economista, formada pela UNICAP, Recife, em 1982. Poesia publicada : Sementes, em parceria com Ricardo Costa (in memoriam), Edições Pirata, Recife, 1979, e Além da Palavra (Edições Pirata, 1981), em parceria com a sua mãe, a poetisa Carmelo Cisneiros, sua grande incentivadora. Esteve afastada da Literatura por mais de 20 anos e, em 2012, voltou a escrever. Publica os seus escritos no portal “Recanto das Letras” (www. recantodasletras.com.br) e na rede social Facebook.

42  AGO 2017


LIVROS:

leira. Ao encerrar em uma mesma narrativa as formas míticas e as formas da tradição e das vanguardas literárias, Hermilo plasma em sua obra novelesca, por meio da matéria fabulatória e dos procedimentos formais (as sucessões do tempo e os limites espaciais), as dualidades entre o sagrado (o tempo mítico) e o mundano (o nosso tempo presente): seja ao tratar dos Pecados Capitais e das Virtudes Cristãs, seja quando aborda as grandes alegrias, dores e misérias da humanidade. Editado pela Editora Cepe e custa R$ 50.

Os Ambulantes de Deus

Contos Reunião, em um só volume, de três livros de contos também há muito tempo esgotados: O general está pintando, Sete dias a cavalo e As meninas do sobrado. Passeando e transitando entre as formas míticas do Romanceiro Popular do Nordeste, das vanguardas literárias, das tipologias e dos modos da literatura regionalista, mas também a literatura de língua portuguesa. No entanto, a sua poética foi muito além desse redimensionar de uma tradição cultural e literária que, ao seu modo, produziu frutos maduros que foram e são definidores para delinear o que entendemos hoje por cultura brasi-

Um romance de Hermilo Borba Filho impregnado do sol e do sal da humanidade nas naves dos insensatos ou nas jangadas dos pobres - que Hermilo prefere acompanhar, junto do povo que ele sempre enxergou na face gretada de um “Capitão” Antônio Pereira, mestre de oito, dez horas de bumba meu boi da noite e da vida. A obra traz a assinatura final do escritor que sabia o nome da sua barca derradeira, que reconhecia os seus passageiros descalços, as suas mulheres sem esperança e, ainda assim, belas no desvalimento. São todos belos, aliás, os seis feios personagens que navegam dentro e fora de si mesmos, nesta narrativa conduzida com elegância e tristeza. Editado pela Editora Cepe e custa R$ 30.

GIRO LITERÁRIO

43


Harry Birthday Livraria Cultura - Paço Alfândega Rua Madre de Deus, s/n - Bairro do Recife 05 14h

Comemoração do aniversário fictício de 37 anos do Harry Potter e dos 52 anos da escritora J.K. Rowling. O evento conta com bate-papo, exibição de vídeos, jogos, quiz e sorteio de brindes da Editora Rocco.

1817 Amor e Revolução Baseado em importante episódio da história pernambucana e brasileira, o álbum de quadrinhos narra, paralelamente aos emocionantes fatos que compuseram a Revolução de 1817, o ardente e dramático amor entre Domingos Martins, um dos líderes da insurreição, e Maria Teodora, filha de um rico comerciante português. A obra resulta de ampla pesquisa sobre a realidade política, Lançamento do livro social e urbana do Estado no início Barbazul do século 19. Editado pela Editora Livraria Cultura - Paço Alfândega Cepe e custa R$ 40.

Rua Madre de Deus, s/n - Bairro do Recife 05 16h

Barba Azul é um conto clássico recontado pelo francês Charles Perrault e publicado pela primeira vez

44  AGO 2017


sob o título “La barbe-bleue”, no livro “Les Contes de ma mère l’Oye” (Contos da Mamãe Gansa), em 1697. Nesta edição da Aletria, a autora e ilustradora argentina Anabella López faz uma releitura da obra de Perrault.

Lançamento do livro Em busca do circo das sombras Livraria Cultura - Shopping RioMar Avenida República do Líbano, 251 - Pina 05 17h

a vida dos circenses que conviviam com ela. Por isso, buscando respostas para o que ocorreu, Benjamin resolve organizar uma jornada em busca do Circo das Sombras.

Lançamento do livro O Onironauta Livraria Cultura - Shopping RioMar Avenida República do Líbano, 251 - Pina 12 16h

Dotado de mundos e seres incríveis, heróis improváveis e poderosas forÉdipo Santos lança a ficção “Em Busças em plena guerra deflagrada, essa ca do Circo das Sombras” sobre a combinação explosiva promete dar vida circense. Na obra, Benjamin é ao leitor uma experiência única a um jovem que vive em um circo e ser vivida num só fôlego! Junto com sempre teve um sonho: conhecer a Aziz Mandral, um jovem jornalista sua mãe. Ela faleceu momentos defrustrado e falido, a obra revela os pois de seu parto, o que abalou toda GIRO LITERÁRIO

45


segredos oníricos de uma realidade que só pode ser vista de olhos fechados. Nos ‘sonhos lúcidos’ regados a muito rock n’roll, confusões e autodescobertas, tudo isso mesclado a uma dose de humor franco que irá lhe cativar do início ao fim, o livro se desenvolve.

Clube Mundo Invertido: Abominação Livraria Cultura - Shopping RioMar Avenida República do Líbano, 251 - Pina 19  14h

O primeiro romance de Gary Whitta, também autor do aclamado “Star Wars: Rogue One”, é uma aventura para os leitores mais valentes. Whitta transforma o gore em momentos de grande beleza. Abominação é uma mistura épica entre fantasia histórica, ficção científica e a magia da cultura nórdica

46  AGO 2017

Lançamento do livro Um olhar no retrovisor e outro na estrada Livraria Cultura - Paço Alfândega Rua Madre de Deus, s/n - Bairro do Recife 24  18h

Iêda Lima conta sua trajetória durante os anos de chumbo. Desde a sua participação, ainda durante a adolescência na Juventude Estudantil Católica em sua cidade natal, a mudança para Recife na busca de oportunidades e seu envolvimento com a esquerda do país. Detida, interrogada, empreende uma fuga para salvar a sua vida e da filha que ainda gestava, viajou sozinha do norte ao sul do país.


Evento é aberto para violinistas de todo o Brasil e vai homenagear o compositor, arranjador e maestro Clóvis Pereira. A Orquestra Criança Cidadã (OCC) irá promover seu I Concurso de Jovens Solistas, aberto a intérpretes de violino de todo o país, divididos em duas categorias: A - até 15 anos, e B - de 16 a 21 anos. O total em prêmios é de R$ 9.500,00. As inscrições iniciaram no dia 26 de julho e seguem até 15 de outubro, conforme edital disponível no site www.orquestracriancacidada.org.br/concurso. A iniciativa tem patrocínio exclusivo da Caixa Econômica Federal. Para concorrer, cada candidato deverá gravar duas peças e enviá-las em arquivo(s) de vídeo, em link(s) para download ou para exibição no YouTube ou no Vimeo. A avaliação dos vídeos inscritos será feita pela banca examinadora presidida pelo regente e diretor musical da OCC, Nilson Galvão Jr. Os selecionados de cada categoria serão convidados para a etapa final, nos dias 29 e 30 de novembro, na sede da Orquestra Criança Cidadã, no Recife. Além da premiação para ambas as categorias, cujos primeiros colocados participarão do concerto dos vencedores,

haverá um prêmio especial para o melhor executante do “Concertino para violino e orquestra de cordas em lá menor” de Clóvis Pereira.

HOMENAGEADO Na primeira edição, o concurso vai homenagear o maestro, compositor e arranjador caruaruense Clóvis Pereira, que completou 85 anos de vida no último dia 14 de maio e possui um catálogo de cerca de 50 obras, incluindo a Grande Missa Nordestina (1977) e seus dois concertinos, um para violino (1996-2001) e outro para violoncelo (2003). A escolha se deu por seu nome ser uma referência para a nova geração de compositores locais.

CURSOS E CONCURSOS

Orquestra Criança Cidadã lança 1º Concurso de Jovens Solistas

Serviço: 1º Concurso de Jovens Solistas da Orquestra Criança Cidadã – Prêmio Clóvis Pereira Inscrições: até 15 de outubro | Divulgação dos selecionados: 21 de outubro Divulgação das obras escolhidas para a etapa final: 27 de outubro Etapa final: 29 e 30 de novembro Premiação e concerto dos vencedores: 01 de dezembro Premiação: Prêmio Clóvis Pereira – Categoria A 1º lugar: R$ 1.500 2º lugar: R$ 1.000 3º lugar: R$ 500 Prêmio Clóvis Pereira – Categoria B 1º lugar: R$ 2.500 2º lugar: R$ 2.000 3º lugar: R$ 1.500

CURSOS E CONCURSOS

47


Prêmio Especial Clóvis Pereira (para melhor intérprete do Concertino para violino e orquestra de cordas em lá menor) Prêmio único: R$ 500

Escola de Ilustradores Rua Jáder de Andrade, 160 - Casa Forte Inscrições por e-mail: usina.cursos@ gmail.com Informações: (81) 99633.1395 / 97907.4135 www.facebook.com/usinadimagens

A Usina de Imagens, uma escola de formação de ilustradores, abre agora em agosto novos módulos, com turmas nas sextas-feiras e aos sábados: A partir de Sex 4/8 16h às 18h  Morfologia 19h às 21h  Narrativa A partir de Sáb 5/8 10h às 12h  Tipografia na Ilustração 14h às 16h  Ilustração Digital - Técnica

Combinada

Edital de Ocupação do Galpão 3 da Funarte Inscrições: até 24 de agosto Formulário online que está disponível no site da Funarte: http://www.funarte. gov.br/edital/edital-de-ocupacao-do-galpao-3-da-funarte-mg2017/. Valor limite por projeto: R$ 56.250

A Fundação Nacional de Artes (Funarte) está com inscrições abertas para o Edital de Ocupação do Galpão 3 da Funarte - MG, que tem como objetivo estimular a reflexão e a experiência do público com uma programação variada de artes cênicas.

48  AGO 2017

As propostas dos candidatos devem valorizar a diversidade da cultura brasileira, as novas linguagens, a transversalidade das artes e a acessibilidade da cultura. Serão selecionados 2 projetos relacionados a dança, teatro para adulto e teatro para a infância e juventude e circo, além de outras atividades relacionadas às artes cênicas. Podem inscrever-se pessoas jurídicas de direito privado, com ou sem fins lucrativos, de natureza cultural, tais como empresas de produções artísticas, companhias ou grupos de todo o Brasil. As inscrições devem ser feitas até o dia 24 de agosto, por meio do formulário online que está disponível no site da Funarte.

Edital de Ocupação do Teatro Cacilda Becker Inscrições: até 24 de agosto Formulário no site: www.funarte.gov.br Valor limite por projeto: R$ 37,5 mil

Estão abertas as inscrições para o Edital de Ocupação do Teatro Cacilda Becker, promovido pelo Fundo Nacional das Artes (Funarte). O objetivo da iniciativa é fomentar e incentivar projetos culturais em território nacional. Podem participar pessoas jurídicas de direito privado, com ou sem fins lucrativos, de natureza cultural, tais como empresas de produções artísticas, companhias ou grupos de todo o Brasil, a partir de agora identificados como “proponentes”. O edital vai selecionar três


projetos de ocupação com espetáculos de dança para adultos, para a infância e juventude e/ou outras atividades relacionadas a dança (como oficinas, debates, conferências, etc.). Cada proposta contemplada receberá R$ 37,5 mil e ocupará o espaço no segundo semestre de 2017. As inscrições deverão ser feitas de forma online, via portal da funarte (www.funarte.gov.br), no link edital de ocupação dos espaços culturais – artes cênicas 2017, até o dia 24 de agosto.

1º Festival Nacional de Cenas Curtas ao Ar Livre Inscrições: até 10 de agosto Email:fenccear.ro@gmail.com Taxa de inscrição: R$45

Estão abertas as inscrições para o 1º Festival Nacional de Cenas Curtas ao Ar Livre, que acontecerá na cidade de Rio das Ostras, com o objetivo de incentivar a produção artística e teatral na região, além de mobilizar públicos em torno de iniciativas culturais. Estão aptos a participar grupos amadores e profissionais de no máximo 15 integrantes cada. As companhias poderão se inscrever com até 2 (duas) esquetes cada. Os grupos selecionados receberão alimentação completa para os três dias de festival, 60% de desconto por pessoa em hospedagem no Obelix Hotel, transportes e locomoções. As inscrições, que tem como limite o dia 10 de agosto, podem ser feitas

mediante envio dos documentos solicitados para o e-mail fenccear.ro@ gmail.com. Documentos Solicitados • Nome do grupo, nome da esquete, nome completo do elenco e demais integrantes da produção, tempo de duração da cena; • Comprovante de pagamento da taxa de inscrição; • Texto completo do espetáculo; • Concepção de direção da esquete; • Sinopse completa da esquete; • Concepção cenográfica do espetáculo; • Link da apresentação ou a mesma em anexo; • Autorização dos direitos autorais (caso haja necessidade).

Curso de Gaita Rua do José de Alencar 44, bloco B, Ed. Ambassador - Boa Vista Informações: 9.9827.7803 (Tim/Whatsapp) / 3088.5419 (fixo)

Um curso para quem deseja aprender a tocar gaita tocando. Exatamente como você aprendemos a falar: falando. Nas aulas ministradas pelo professor Guto Santana, os alunos aprendem teoria musical e conhecimentos para se fazer a manutenção do instrumento. Turmas reduzidas e horários semi-flexíveis. O curso funciona na Boa Vista ao lado do Shopping Boa Vista em local de fácil acesso. Também há opção de aulas online via Skype/Hangouts. Quem quiser conhecer, pode agendar uma aula experimental. Levar o próprio

CURSOS E CONCURSOS

49


instrumento é indicado, mas não obrigatório. Para conhecer um pouco do trabalho de Guto Santana, basta cessar este vídeo no youtube.

Oficina de Montagem Teatral Muafro - Museu de Artes Afro-Brasil Rolando Toro Rua Mariz e Barros, 328, 4º Andar - Sala 42 - Recife Antigo (Próximo ao Banco do Brasil da Av. Rio Branco) Público alvo: Adultos - Iniciados e iniciantes Informações e inscrições: 99528.2750 engenhodecriacao@gmail.com Investimento mensal: R$120

A Cia. de Teatro Engenho de Criação irá ministrar uma Oficina de Montagem Teatral. Todo o percurso tem duração de quatro meses e vai de agosto até dezembro. No final do processo, haverá uma demonstração de trabalho com todos os participantes. Nele, princípios da antropologia teatral, aliados a outras técnicas que dialogam com o teatro físico (morfologia dos animais e dos 4 elementos) são aplicados no processo de montagem. A oficina será ministrada pelo diretor de teatro Ivan Ferreira. Turma 1 Quintas-feiras  18h30 às 21h30 De 17 de agosto a 14 de dezembro Turma 2 Sábados  9h às 12h De 19 de agosto a 16 de dezembro

50  AGO 2017

Oficina de crochê Terças  15h às 17h Agosto e Setembro Espaço Cobogó R. Afonso Batista, 245 - Espinheiro Turmas com 10 pessoas Investimento sob consulta Informações pelo telefone: 99186.8467 Inscrições neste link: Oficina de Crochê 15  Introdução, pontos e costuras 22  Gráficos, pontos e motivos 29  Anéis, círculos e pétalas 5/9  Projetos e crochê livre

Um curso para iniciantes, com quatro módulos, que irá ensinar de forma simples e descontraída o passo a passo dos pontos básicos do crochê e executar peças simples bem como dar continuidade ao que aprendeu acompanhando tutoriais, receitas exercitar e criar projetos. Outro objetivo do curso é formar um grupo de crocheteiras (os) para a troca de informações, criar projetos, parcerias e intervenções artísticas e beneficentes. As aulas serão ministradas por Mabel Melo (Magnólias Crocheteiras) combinam conteúdos teóricos e práticos.


Oficina de Gravuras em relevo - Linóleo e borracha Caixa Cultural Recife Av. Alfredo Lisboa, 505 – Bairro do Recife Antigo Inscrições gratuitas: Até 8/8 Solicitar ficha de inscrição através do e-mail gentearteirape@gmail.com Aulas: 15 a 19  14h às 18h Classificação Indicativa: 14 anos

A Caixa Cultural Recife iniciou as inscrições para a Oficina de Gravuras em Relevo – Linóleo e Borracha Escolar. O curso será ministrado de 15 a 19 de agosto pela premiada artista e arte-educadora pernambucana Bia Melo e realizada pela Casa Mecane. A atividade é gratuita e tem como proposta fazer uma introdução ao universo da gravura e trabalhar a técnica de gravura em relevo e as diversas possibilidades de impressão. A aula é direcionada a artistas visuais, estudantes de artes, professoras e professores do ensino regular e pessoas interessadas em artes visuais/Design/Gravura. As inscrições podem ser feitas até 8 de agosto pelo email gentearteirape@ gmail.com. São 25 vagas e a idade mínima é de 14 anos.

A linoleogravura é um processo semelhante ao da xilogravura, porém, permite uma gravação mais rápida e sumária do que a madeira. O que não impede que seja usada de modo refinado. Já a gravura em borrachas escolares (carimbos) permite se chegar rapidamente a um resultado gráfico, devido ao tamanho da matriz e ao processo de impressão. Bia Melo - nasceu em Recife-PE, Brasil, em 1985. Sua formação acadêmica é em arquitetura e urbanismo, pela UFPE. Porém, atua profissionalmente como artista visual desde 2010. Em sua trajetória, vem explorando várias técnicas e suportes, desde colagens físicas, pinturas e gravuras a instalações (intervenções) artísticas espaciais. Atualmente, faz parte do coletivo de gravuras Gráfica Lenta e desenvolve um trabalho de pequenos formatos, chamado carimbos gravados. No qual explora as repetições de uma mesma imagem, criando estampas manuais exclusivas. Periodicamente, ministra oficinas de gravuras e carimbos.

CURSOS E CONCURSOS

51


TELEFONES ÚTEIS

POSTOS DE DISTRIBUIÇÃO

3322 4188

Aeroporto

3322 4180 102

Auxílio à lista

Hospital da Restauração 3181 5400

3355 0128 190

Porto do Recife

3183 1949

Procon Estadual

3181 7000 / 0800 280 21 512 3452 1211

Rodoviária

192

Samu Grande

Recife

Transporte

Consórcio

de

0800 081 0158

3182 5552 / 3182 5554

EMPRESAS DE TÁXI Coopetáxi

3424 8944

Copseta

3462 1584

DiskTáxi

3419 9595

Ourotáxi

3423 7777

Teletáxi

3493 8383 2121 4242

2126

3424 1935

Biblioteca da Universidade Católica

Empetur - Casa da Cultura 3182 8296

de Pernambuco 2119 4122

Espaço IPHAN 3228 3011 /3228 3496

/ 2119 4252

Espaço Pasárgada – Casa Manuel

Biblioteca da Faculdade de Filosofia 2122 3500

Biblioteca da Faculdade Maurício de Nassau

3413 4611

Biblioteca Pública do Estado de Pernambuco

3181 2647 / 3181 2642

Bandeira

3184 3165

Escola Profissional de Artes João Pernambuco 3355 4092 / 3355 4093 Fundação Joaquim Nabuco – Casa Forte

3073 6363

Fundação Joaquim Nabuco – Derby

Biblioteca da Faculdade

3073 6767

Metropolitana da Grande Recife

Instituto Cervantes de Recife - Derby

2128 0500

3334 0450

Biblioteca Popular de Afogados

Mercado da Boa Vista 3355 3042

3355 3122 / 3355 3123

Mercado da Madalena 3445 1170

Biblioteca Popular de Casa Amarela

Museu da Abolição

3355 3130

Museu da Cidade do Recife - Forte

Casa da Cultura Luiz Gonzaga 3184

das 5 pontas 3355 3107 / 3355 3108

3151 / 3184 3152

Museu de Arte Aloísio Magalhães

Casa do Carnaval (Pátio de São

(MAMAM) 3355 6870 /3355 6871 /

Pedro) 3355 3302 / 3355 3303

3355 6872

Centro Apolo – Hermilo (Cine e

Museu do Estado de Pernambuco

Teatro) 3355 3311 / 33554331

3184 3170 / 3184 3174

Centro de Atendimento Turístico do

Museu Murillo La Greca 3355 3126 /

3182 8299

Aeroporto

3228 3248

3355 3127 /3355 3129

Centro de Atendimento Turístico do

Teatro Barreto Júnior 3355 6398 /

Arsenal – PCR 3355 3402

3355 6399

Centro de Atendimento Turístico do

Teatro de Santa Isabel 3355 3322 /

Mercado São José

3355 3022

Centro de Atendimento Turístico do Pátio de São Pedro

3355 3310

Centro de Atendimento Turístico do TIP – PCR

3182 8298

3355 3323 /3355 3324 Centro de Atendimento Turístico do Parque Dona Lindu 33559844 Centro de Atendimento Turístico do Shopping Center Recife

Centro de Atendimento Turístico da

34677486

Praça de Boa Viagem 3182 8297

Centro de Atendimento Turístico

Centro de Artesanato de Pernambuco

do Shopping Rio Mar 31828293

3181 3451

52  AGO 2017

Centro Cultural Correios 3224 5739 /

8090

do Recife – FAFIRE

Informações Turísticas 24h

Polícia Militar

Biblioteca Central da UFPE


Agenda Cultural do Recife - agosto 2017  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you