Issuu on Google+

VISITA DO MÊS

SETEMBRO MARECHAL DUQUE DE SALDANHA 19, 26 set, 3 e 15 out, 7 nov 9 jan, 25 fev, 6 mar, 5 jun Neto do Marquês de Pombal foi herói do liberalismo, estadista independente, político interventivo. Personagem épico, participou em inúmeras guerras e foi várias vezes ministro. Este itinerário segue a sua biografia entre a praça que leva o seu nome e o Rossio.

OUTUBRO A EXPOSIÇÃO DO MUNDO PORTUGUÊS 11 , 18, 22, 25 out, 3 nov | 7 mar, 27 abr, 6 jun A história da grande exposição organizada pelo governo português em plena II Guerra Mundial contada em Belém, o local onde se realizou em 1940.

NOVEMBRO A RAINHA D. AMÉLIA DE ORLEÃES 3, 10, 17, 19, 24 nov 26 jan, 16 mar, 4 mai, 29 jun A vida e a obra benemérita e cultural da última rainha portuguesa a partir de um itinerário no Bairro de São Paulo.

DEZEMBRO O RETÁBULO E A TALHA NAS IGREJAS DO CHIADO 6 e 13 dez | 10, 17, 21 jan, 14 mar, 2 mai, 20 jun Itinerário que segue a presença da talha dourada nos retábulos das igrejas do Chiado.

JANEIRO OS GALEGOS EM LISBOA 11, 18, 25, 28 jan, 19 abr, 10 mai A emigração dos Galegos para Lisboa cresceu a partir do século XVII, mas a sua presença na cidade remonta à formação da nacionalidade. Percurso que dá a conhecer esta comunidade e as marcas que deixou.

FEVEREIRO LISBOA ESCANDALOSA 2, 9, 11, 23 fev, 2 mar, 20 e 29 abr, 22 jun Neste itinerário contam-se traições, escândalos e assassinatos que envolveram reis e rainhas, fala-se da Inquisição e dos seus abusos, de publicações polémicas e dos acontecimentos que agitavam a vida nos bairros.

MARÇO TEATROS DE OUTROS TEMPOS 10, 11, 24, 31 mar, 23 jun A história do teatro em Portugal desde o século XVI num percurso por algumas das grandes salas de espetáculos de Lisboa.

ABRIL EDIFÍCIOS NOTÁVEIS DAS AVENIDAS NOVAS 3, 8, 10, 17 abr, 29 mai, 26 jun Rasgadas no início do século XX, as Avenidas Novas reúnem edifícios de diversas épocas e estilos, proporcionando uma viagem pela história da arquitetura, urbanismo e construção civil de Lisboa.

MAIO A HISTÓRIA DO LIVRO E OS PRIMEIROS LIVREIROS DE LISBOA 5, 12, 20, 26 mai, 14 jul A história do livro, as suas origens, os primeiros livreiros na cidade e as suas oficinas guiam este percurso pelo Bairro.

JUNHO A PRIMEIRA INVASÃO FRANCESA E A CIDADE DE JUNOT 7, 24, 28 jun, 5 e 12 jul Itinerário que retrata a vida dos lisboetas e da cidade durante a primeira invasão francesa em 1807.

LA BELLE ÉPOQUE E OS FRANCESISMOS ALFACINHAS 21 set, 12 out, 12 nov | 8 fev, 10 mar, 5 abr, 3 mai Retrato da cidade na viragem do século XIX para o século XX, onde a vontade de acompanhar o progresso europeu contrasta com a pobreza e iliteracia de grande parte da população.

O BAIRRO DA LAPA 29 set, 1 e 27 out | 23 mar, 18 mai, 13 jul A história do bairro, simultaneamente popular e aristocrata, para conhecer num itinerário que percorre as suas principais ruas, palácios e igrejas a começar na Basílica da Estrela.

A JUNQUEIRA PALACIANA 19 out, 2 e 16 nov | 22 fev, 27 mai Percurso pela rua da Junqueira que dá a conhecer os palácios aí erguidos ao longo dos séculos e a sua história, como o Palácio dos Condes da Ponte, o Palácio Burnay, o Palácio Pessanha ou o Palácio da Ega.

O BAIRRO ALTO 20 out | 19 jan, 30 mar, 11 mai, 6 e 8 jul Nascido no século XVI com o crescimento da cidade, o Bairro Alto teve várias vidas: foi aristocrata, popular, marginal, intelectual. Neste itinerário percorrem-se as principais ruas, visitam-se igrejas e contam-se histórias dos personagens que o marcaram.

PERCURSOS REGULARES

LISBOA HEBRAICA 28 jul, 26 out, 30 nov | 4 fev, 3 e 29 mar Ao redor da rua da Judiaria, em Alfama, evoca-se a presença hebraica e a sua importância no desenvolvimento da cidade.

NO RASTO DE UM ATENTADO 8 out, 23 nov | 15 mar, 26 abr, 17 mai A história do atentado sofrido por D. José I na noite de 3 de setembro de 1758 e das suas terríveis consequências, num percurso entre Belém e a Ajuda.

O TERRAMOTO DE 1755 E A RECONSTRUÇÃO POMBALINA 22 set, 6 out | 12 jan,18 mar, 6 abr, 25 mai Itinerário que recorda o momento do Terramoto, as medidas tomadas, o plano de reconstrução, os engenheiros e arquitetos envolvidos, e a revolução social, política e económica provocada pela catástrofe.

A MÃE DE ÁGUA E OS CHAFARIZES DE LISBOA 15 set, 13 out | 9 mar, 27 abr, 20 mai Num percurso entre a Mãe de Água das Amoreiras e o Chafariz da Esperança evoca-se o problema da escassez de água em Lisboa ao longo dos séculos e a construção do Aqueduto das Águas Livres, decretada por D. João V.

LISBOA MAÇÓNICA 20 set, 5 out, 8 nov | 21 mar, 9 mai, 27 jun A história desta ordem iniciática é contada num percurso conduzido pela simbologia maçónica presente nas ruas e edifícios da cidade que, apesar de vísivel, nem sempre é reconhecida.

CAMPO DE OURIQUE 4 out, 25 nov | 7 fev, 3 mar, 4 e 22 abr, 23 mai, 11 jul Partindo da Igreja do Santo Condestável mostra-se o património, as ruas, as lojas e os jardins de Campo de Ourique, bairro nascido no século XIX sob o impulso do desenvolvimento económico da Regeneração.

LISBOA ROMANA 27 set, 15 nov | 31 jan, 22 e 28 mar, 16 mai, 4 jul Com o Imperador Augusto, Lisboa adquire um novo estatuto e importância. Torna-se um município de cidadãos romanos e é dotada de edifícios públicos, como as Termas e o Teatro Romano. Este percurso propõe a descoberta dos monumentos e vestígios que chegaram aos nossos dias.

LISBOA NO TEMPO DA GRANDE GUERRA 29 nov | 21 fev, 11 abr, 30 mai, 3 jun Em março de 1916 a Alemanha declarou guerra a Portugal. Lisboa vivia, nessa época, os tempos conturbados da I República. A par da agitação social, política e económica, surgem os primeiros clubes de diversão noturna que se descobrem neste percurso entre o Monumento dos Combatentes da Grande Guerra e o Terreiro do Paço.

LOJAS DE TRADIÇÃO DA BAIXA 24 out | 14 jan A Baixa é, desde tempos remotos, o centro mercantil de Lisboa. Neste percurso, visitam-se as mais antigas e tradicionais lojas que evocam as muitas atividades comerciais que aqui existiram e as que se mantêm.

LOJAS DE TRADIÇÃO DO CHIADO 28 nov | 6 mai Sinónimo de cosmopolitismo e novidade desde o século XIX, o Chiado, apesar das muitas transformações sofridas, conserva a memória de alguns dos mais notáveis e elegantes espaços comerciais de Lisboa que são lembrados neste percurso.


EFEMÉRIDES

(Cont)

DE XABREGAS AO BEATO 14 nov | 21 jan, 13 fev, 4 mar, 15 mai, 19 jun, 3 jul A zona oriental de Lisboa teve quintas, hortas e pomares. Teve conventos, igrejas, palácios de reis e nobres. E, no século XIX, fábricas, armazéns e vilas operárias. Neste percurso descobrem-se as marcas desse passado e os desafios do futuro.

POÇO DO BISPO E MARVILA ANTIGA 17 out, 30 jan, 20 fev, 20 e 25 mar, 17 jun, 10 jul Num território ainda em transformação, emergem vestígios do passado rural e industrial de Lisboa, evocados neste percurso.

PERCURSOS LITERÁRIOS

LISBOA DE CESÁRIO VERDE 7 out, 25 e 26 nov | 10 fev, 28 abr Apesar das escassas três décadas de vida, Cesário Verde é tido como o principal representante da poesia realista em Portugal. Este percurso segue os principais momentos da história portuguesa da época em que viveu (segunda metade do século XIX) e percorre os locais da Baixa lisboeta que frequentou.

O NATAL EM LISBOA 15 dez Com início no largo do Chiado e término na praça da Figueira, retrata a vivência das tradições natalícias em Lisboa.

JORNADAS EUROPEIAS DO PATRIMÓNIO SETEMBRO Promovidas anualmente pelo Conselho da Europa e da União Europeia, as Jornadas têm como objetivo sensibilizar os cidadãos para a importância da salvaguarda do Património. Comunidades e Culturas é o tema proposto para 2016. PRODAC, UM BAIRRO DE AUTOCONSTRUÇÃO EM MARVILA 24 e 25 set, 5 nov Visita guiada a um bairro construído pelos próprios moradores nos anos 1970.

JOSÉ SARAMAGO E O MEMORIAL DO CONVENTO 21 out, 4 nov | 20 jan, 3 fev, 21 abr Memorial do Convento é uma das mais aclamadas obras de José Saramago que evoca no título e na narrativa a grande empreitada da construção do Convento de Mafra (séc. XVIII). A Lisboa aí descrita e os inesquecíveis Baltazar e Blimunda são os guias deste percurso literário entre o largo de São Domingos e a Casa dos Bicos.

O PRESÉPIO DOS BARBADINHOS 12 dez De autor desconhecido, é um presépio popular, em terracota, datado do século XVIII.

MADRAGOA 24 set Visita a um dos mais típicos e genuínos bairros de Lisboa, cuja origem remonta ao século XVI.

LISBOA DE CAMILO CASTELO BRANCO 23 set, 28 e 29 out, 18 nov, 28 dez | 7 jul Nascido em Lisboa em 1825, Camilo Castelo Branco é um dos mais importantes escritores portugueses. A sua vida, tão intensa como a de muitos personagens dos seus romances, teve um desfecho trágico: doente, cego e sem esperança de recuperação, suicida-se no dia 1 de junho de 1890.

O AMOR POR LISBOA 15 fev Entre o Rossio e os Paços do Concelho, evocam-se memórias, personagens, edifícios e ruas que têm como denominador comum o amor pela cidade. A FLOR DA MURTA E D. JOÃO V 16 fev Guiado pela figura de Luísa Clara de Portugal, também conhecida por Flor da Murta, este itinerário dá a conhecer a vida social, amorosa, palaciana e cortesã na Lisboa do século XVIII.

LISBOA DE CAMÕES 30 set, 11 nov | 27 jan, 7 e 8 abr Luís de Camões terá nascido em Lisboa em data incerta (1524 ou 1525). Aqui frequentou a corte, viveu uma vida boémia e, muito provavelmente, iniciou a escrita d‘ Os Lusíadas. Neste percurso, entre a praça Luís de Camões e o pátio do Tronco, visitam-se alguns locais associados à sua vida e obra. LISBOA DE RAFAEL BORDALO PINHEIRO 14 out | 13 jan, 24 fev, 30 jun, 1 jul Bordalo Pinheiro deixou um vasto legado artístico como desenhador, ilustrador, caricaturista e ceramista. No ano em que se celebram os 100 anos do Museu que leva o seu nome, recria-se a Lisboa onde viveu.

LISBOA DOS AMORES 18 fev Os miradouros da cidade são o cenário perfeito para contar histórias de alguns casais famosos do passado.

PRESÉPIO DA BASÍLICA DA ESTRELA 6 dez Um dos mais impressionantes presépios setecentistas portugueses, moldado por Joaquim Machado de Castro. O PRESÉPIO NO MUSEU NACIONAL DO AZULEJO 7 e 14 dez Obra-prima da escultura barroca portuguesa da autoria de Dionísio Ferreira e António Ferreira, artistas que trabalhavam o barro entre o final do século XVII e início do século XVIII. O PRESÉPIO DA SÉ DE LISBOA 7 e 16 dez Único conjunto assinado e datado por Machado de Castro. Terá sido encomendado para a Basílica Patriarcal e é uma peça fundamental para o conhecimento do estilo artístico do escultor. O PRESÉPIO DA IGREJA DE NOSSA SENHORA DO MONTE 5 dez O presépio original, da 1ª metade do século XVIII, é atribuído a António Ferreira. Inclui figuras realizadas em diferentes épocas.

25 DE ABRIL 1 e 18 abr, 2 mai Percurso que lembra os principais momentos do golpe militar da madrugada do dia 25 de Abril de 1974.

DIA DOS NAMORADOS FEVEREIRO

O AMOR EM PESSOA 17 fev A relação discreta de Fernando Pessoa e Ophélia Queiroz é o mote deste percurso pela Baixa. NATAL DEZEMBRO PRESÉPIOS DE LISBOA O culto do presépio difundiu-se em Portugal nos séculos XVII e XVIII. Este ciclo de visitas mostra alguns dos mais deslumbrantes conjuntos existentes nas igrejas de Lisboa.

ITINERÁRIOS

DIA INTERNACIONAL DOS MONUMENTOS E SÍTIOS ABRIL Celebrado anualmente a nível internacional a 18 de abril, sob um tema proposto pelo ICOMOS – Conselho Internacional dos Monumentos e Sítios. Programa a divulgar em www.agendalx.pt

LISBOA EM FESTA JUNHO LISBOA DE SANTO ANTÓNIO 8 jun Fernando Martins de Bulhões foi um dos homens mais influentes do seu tempo e é hoje um dos santos mais adorados do mundo cristão. Neste percurso lembra-se a sua vida e os milagres que lhe são atribuídos. OS CAFÉS ALFACINHAS 2, 3 , 9 jun A história dos cafés em Lisboa e a sua importância na vida política, social, cultural e intelectual conduzem esta visita por alguns dos mais antigos estabelecimentos da cidade. LISBOA DO FADO NA MADRAGOA E NA MOURARIA 1 e 15 jun Elevado a Património Imaterial da Humanidade, o Fado é agora uma canção do mundo, que fala de Portugal, da sua cultura, da sua língua, dos seus poetas. Um percurso pelas ruas dos bairros populares que viram nascer o Fado.

LISBOA SET´16 A JUL´17

PERCURSOS REGULARES

PARTICIPAR NOS ITINERÁRIOS DE LISBOA Os Itinerários de Lisboa realizam-se de segunda a sábado (segunda a sexta, 10h; sábado, 10h30), têm uma duração média de 2 horas e realizam-se com um mínimo de 10 pessoas e um máximo de 30. É necessária marcação prévia. COMO MARCAR As marcações podem ser feitas: Presencialmente: Nas instalações da Direção Municipal de Cultura, no Palácio do Machadinho, Rua do Machadinho, 20. No primeiro dia útil de cada mês​​das 10h30 às 12h30 e das 14h30 às 16h30. Por telefone e email: 218 170 742 / lisboa.cultural@cm-lisboa.pt TABELA DE PREÇOS Bilhete individual | € 3.69 Bilhete duplo | € 6.15 Voucher 10 Itinerários | € 24.60 IVA incluído COMO EFETUAR O PAGAMENTO Presencialmente: Nas instalações da Direção Municipal de Cultura, no Palácio do Machadinho, Rua do Machadinho, 20. De segunda a sexta-feira, das 10h30 às 12h30, das 14h30 às 16h30 Por transferência bancária: Solicitando NIB pelo telefone 218 170 742 ou por email (lisboa.cultural@cm-lisboa.pt).

O programa pode sofrer alterações


Itinerários de Lisboa 2016/2017