Page 23

21

Fernando Ramalho e Bernardino Aranda fundaram a Tigre de Papel há cerca de seis meses. Inicialmente focaram-se nos manuais escolares e na venda de material didático e de papelaria, mas é sobretudo com uma programação cultural que procuram fidelizar a vizinhança. Mensalmente escolhem um autor como destaque e têm também a iniciativa Autor do Bairro, em que convidam um escritor residente para conversas sobre a sua obra. O catálogo foge ao mainstream e concentra-se nas pequenas edições e editoras independentes. A oferta inclui livros usados e um programa de compra e venda de manuais escolares.

Agenda Cultural Lisboa | janeiro '17  

Em 2017, Lisboa será a Capital Ibero-americana de Cultura, um evento que trará a cerca de 40 equipamentos culturais e às ruas de Lisboa, exp...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you