Page 10

18

GINKGO

GREVÍLEA 19

Ginkgo biloba

Grevillea robusta

ORIGEM

ORIGEM

China

Norte da Queenslândia Austrália

FAMÍLIA

Ginkgoáceas

FAMÍLIA

Proteáceas FOLHAGEM

Caduca

FOLHAGEM

Persistente

FOLHA

TRONCO

FOLHA

Copa A ramificação é aberta, sendo a copa piramidal nos exemplares masculinos e mais horizontal nos femininos. Pode alcançar os 35 metros de altura. Tronco É largo, com a casca espessa e cinzenta, lisa nas árvores jovens e fendilhando com a idade. Folhas São únicas entre as plantas de semente, tendo forma de leque com nervuras radiais. Têm entre 5 e 10 cm, por vezes divididas em dois lóbulos. No outono a folhagem adquire uma vistosa e forte coloração amarela. Flores É uma espécie dióica. Nas árvores masculinas as flores são amarelas, em cachos com 6-8 centímetros de comprimento. Nas femininas, as flores são também amarelas, mas solitárias e em forma de bolsa. A floração ocorre, usualmente, em abril. Frutos É uma drupa, ou seja, carnudo com apenas uma semente sendo esta aderente ao endocarpo. Tem

TRONCO

cerca de 2-3 cm de diâmetro. A polpa é comestível. Frutifica por volta do mês de outubro. Onde podemos vê-lo em Cascais? A maioria das árvores existentes no concelho de Cascais são jovens como os exemplares que se podem encontrar junto ao Tribunal de Cascais e no Parque Urbano de Outeiro de Polima (São Domingos de Rana). Curiosidades É considerada um “fóssil vivo”, pois é a única espécie ainda viva representante de uma antiga ordem de gimnospérmicas já extintas. Já existia há mais de 150 milhões de anos. As suas folhas possuem uma variedade de propriedades medicinais, nomeadamente as relacionadas com o funcionamento cerebral. Esta espécie ganhou grande notoriedade por ter sido um dos poucos seres vivos a sobreviver ao bombardeamento atómico em Hiroshima, sinal da sua elevada resistência à poluição e a doenças. Nas cidades deve preferir-se a plantação de exemplares masculinos, pois o fruto, que apenas é produzido pelos exemplares femininos, tem um cheiro muito desagradável.

Copa Têm copas em forma de cone ou de pirâmides, que podem chegar aos 37 metros de altura. Tronco É reto, com casca cinzenta-clara que pode tornarse escura. A casca é áspera e tem muitas fissuras. Folhas Tem folhas com muitas fendas, parecendo-se com a forma de um feto. Têm geralmente 15 a 30 centímetros de comprimento, com o lado inferior branco-acinzentado. As suas folhas são perenes (mantêm-se na árvore todo o ano). Flores São de cor laranja-ouro, e têm entre 8 e 15 centímetros de comprimento. O formato faz lembrar cachos. O período de floração é entre maio e junho. Frutos São cápsulas achatadas, de cor negra quando amadurecem. Têm uma ponta recurvada na extremida-

de. Cada fruto tem geralmente duas sementes. O período de frutificação é entre setembro e janeiro. Onde podemos vê-la em Cascais? Todo o concelho de Cascais está coberto de grevíleas nos seus arruamentos, principalmente nas novas urbanizações. Podemos encontrar esta árvore no centro de Cascais, nomeadamente na Av. 25 de Abril, na Av. Infante Dom Henrique, no Alto de Bicesse e em diversas urbanizações recentes, como a do Pau Gordo (Estoril). Curiosidades É uma árvore de rápido crescimento, resistente ao frio e ao calor. Apesar de ter uma madeira de boa qualidade, é plantada principalmente pelo seu interesse ornamental, por causa das suas flores e folhas. A grevílea é muito usada como quebra-vento em plantações de café por todo o mundo.

Guia de espécies - Árvores do Concelho de Cascais.  

Saiba mais sobre as árvores do concelho de Cascais, os locias onde as podemos encontrar, principais características e onde as podemos encont...

Guia de espécies - Árvores do Concelho de Cascais.  

Saiba mais sobre as árvores do concelho de Cascais, os locias onde as podemos encontrar, principais características e onde as podemos encont...

Advertisement