Issuu on Google+

Prêm

E m p E diçã o 20

13

io N

acio n

reen

al d e

ded

oris

mo

Ino vad o

r

Inovação | Tecnologia | Empreendedorismo

Modalidade PIT

Melhor Incubadora de Empresas Orientada para a Geração e Uso Intenso de Tecnologias


2

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013

ideias em empresas inovadoras Transformando


Temos a satisfação de apresentar o projeto da Incubadora de Empresas de Base Tecnológica de Itajubá (INCIT), visando concorrer ao Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador, na categoria “Melhor Incubadora de Empresas Orientadas para a Geração e Uso Intensivo de Tecnologias- PIT” edição 2013. Nesse documento está uma demonstração de como a INCIT vem cumprindo sua missão de apoiar empreendedores e seus projetos inovadores, com impactos econômicos e sociais para a região de Itajubá. Como um instrumento estratégico para o Parque Científico e Tecnológico de Itajubá, PCTI, a incubadora passou primeiro por uma fase de implantação e superação de desafios que impactaram em sua viabilidade. Após esse período, de 2005 aos dias atuais, a INCIT vem vivenciando uma fase de grande crescimento, com resultados expressivos que a tornaram referência no Estado de Minas Gerais. Devemos destacar que a atual condição que a incubadora atingiu foi por intermédio de um grande apoio dos parceiros: o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Ciências, Tecnologia e Ensino Superior (SECTES); a Prefeitura Municipal de Itajubá; a Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI); o SEBRAE; a Fundação e Apoio a Pesquisa e Ensino de Itajubá (FAPEPE); a Associação Comercial, Empresarial e Industrial de Itajubá (ACIEI); o Sindicado das Indústrias de Itajubá (SIMMMEI); a Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas de Itajubá (FACESM); a Fundação de Ensino e Pesquisa de Itajubá (FEPI) - todos acreditaram nos trabalhos propostos -, as nossas associações ANPROTEC e Rede Mineira de Inovação (RMI) que nos fortalece e, em especial, aos empreendedores que vêm confiando na nossa equipe.

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013

Prezados Senhores (as),

Cordialmente, Geanete Dias Morais Batista Gerente da INCIT / CEGEIT

3


Conteúdo Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013

1. IDENTIFICAÇÃO DO CANDIDATO.............................................................................. 6

4

2. INFORMAÇÕES SOBRE O PROCESSO DE INCUBAÇÃO................................. 8 Pré-incubação.................................................................................................................................. 8 Pré-Incubação da UNIFEI.................................................................................................................. 8 Pré-incubadora da FACESM.............................................................................................................. 8 Outros programas de estímulo ao empreendedorismo e à formação de Empresas de Base Tecnológica em parceria com a INCI............................................................... 9 Seleção............................................................................................................................................. 10 Programa de Acompanhamento e Avaliação das Incubadas.............................................................. 11 Critérios para a graduação das empresas......................................................................................... 13 Programa de preparação para a graduação e ações pós-incubação.................................................. 13 3. INFRAESTRUTURA E SERVIÇOS DE SUPORTE................................................. 15 Infraestrutura e serviços oferecidos.................................................................................................. 15 Vantagens que a incubadora oferece para as empresas incubadas................................................... 16 O papel da gerente da incubadora.................................................................................................... 17 4. GESTÃO DA INCUBADORA........................................................................................... 18 Imagem da incubadora perante as empresas e os parceiros............................................................. 18 Objetivos da Qualidade..................................................................................................................... 19 Programa de parcerias..................................................................................................................... 20 Clima organizacional........................................................................................................................ 21 Programa de estímulo à cooperação e à comunicação entre as empresas, pessoas e entre a equipe.................................................................................................................................. 22 Programa de sustentabilidade da incubadora................................................................................... 23 Compensação pós incubação........................................................................................................... 23 INCIT como IC&T............................................................................................................................... 23 Custo operacional anual da incubadora............................................................................................ 24 Receita própria................................................................................................................................. 24 Grau de sustentabilidade da Incubadora........................................................................................... 25 5. RESULTADOS E IMPACTOS DO PROGRAMA DE INCUBAÇÃO.................... 26 Avaliação dos resultados organizacionais junto à sociedade............................................................. 26 Empregos gerados pelo Programa de Incubação............................................................................... 27 Faturamento das empresas incubadas e graduadas......................................................................... 27 Taxa de crescimento do faturamento das empresas.......................................................................... 27 Impostos gerados pelas empresas incubadas e graduadas............................................................... 28 Empresas graduadas........................................................................................................................ 28 Produtos de novas tecnologias gerados e os seus resultados............................................................ 28 Registros de propriedade intelectual das empresas incubadas......................................................... 29 Reconhecimentos alcançados........................................................................................................... 30 Programas de sucesso oferecidos pela incubadora........................................................................... 30 Presença da incubadora nos programas de sustentabilidade local, estadual e nacional.................... 31 Ações do SIEI.................................................................................................................................... 31 Participação da incubadora na estruturação de polos, parques tecnológicos, APLs ou projetos de desenvolvimento regional............................................................................................... 32 Contribuições da incubadora para o desenvolvimento local/regional................................................. 33 Mecanismos de acompanhamento do impacto da incubadora na região........................................... 33 Interação e integração com parceiros e instituições.......................................................................... 34 Perspectivas futuras......................................................................................................................... 35 Fase Inicial 2000 a 2005.................................................................................................................. 35 Fase de relançamento e consolidação 2005 aos dias atuais............................................................. 35 6- PERFIL DE QUATRO EMPRESAS.............................................................................. 38 ANEXOS....................................................................................................................................... 53


Clima organizacional

Programa de estímulo à cooperação e à comunicação entre as empresas, pessoas e entre a equipe

22 Empresas graduadas

28 Reconhecimentos alcançados

30

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013

21

Interação e integração com parceiros e instituições

34

5


Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013

Identificação do candidato

6

Nome: Incubadora de Empresas de Base Tecnológica de Itajubá - INCIT Nome do responsável legal: Geanete Dias Morais Batista - Gerente Endereço: Av. BPS, 1303 - Campus José Joaquim Seabra Prédio Condomínio de Empresas - PCTI, Bairro Pinheirinho Cidade/Estado: Itajubá/Minas Gerais CEP: 37.500.903 Telefone/Fax: (35) 3629-1620 / (35) 9904-4836 Site: www.incit.com.br E-mail: geanete@incit.com.br Ano de abertura: 14/04/2000 CNPJ: 00.662.065/0001-00


Área total utilizada pela incubadora: 2.810 m2

Área disponível para as empresas: 2.390 m2

Capacidade de incubação: 25 empresas Percentual atual de ocupação: 88%

Foco de atuação da incubadora: A Incubadora de Empresas de Base Tecnológica de Itajubá (INCIT) é uma estrutura de apoio à geração e consolidação de empresas de excelência em tecnologia e tem como objetivos abrigar, apoiar e incentivar os projetos e empreendimentos inovadores de natureza tecnológica, bem como na geração de renda e de postos de trabalho; por fim, promover e fomentar as atividades de empreendedorismo no município e região.

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013

Principal entidade para qual a incubadora se reporta: FAPEPE (Fundação de Apoio ao Ensino, Pesquisa e Extensão de Itajubá) e ao Conselho Estratégico, formado pelos representantes das instituições de Ensino Superior e Pesquisa do Município e das Associações empresariais e da Prefeitura Municipal de Itajubá.

7


INFORMAÇÕES SOBRE O PROCESSO DE INCUBAÇÃO Pré-incubação O principal objetivo da incubadora INCIT é apoiar projetos inovadores com grande potencial de viabi-

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013

lidade de sucesso empresarial e que tragam crescimento econômico para o meio a que está inserida. Portanto deve ser vista como um elo importante de atração de empreendedores oriundos de ambientes onde a cultura empreendedora e a inovação são estimuladas Em Itajubá, esse ambiente é fortalecido pelos programas de pré-incubação das entidades parceiras da INCIT: Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI), Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas do Sul de Minas (FACESM) e instituições de ensino e pesquisa que vêm fomentando a cultura do empreendedorismo.

Alunos no Centro de Empreendedorismo da Unifei (Universidade Federal de Itajubá)

Pré-Incubação da UNIFEI:

www.unifei.edu.br/preincubacao

Um programa institucional inserida no Centro de Empreendedorismo da UNIFEI (CEU), onde ideias e projetos podem ser validados e testados, levando em consideração a viabilidade tecnológica e mercadológica. O CEU tem como público-alvo pesquisadores, professores, alunos de graduação e pósgraduação. Os objetivos do programa são: •

Estimular à formação empreendedora dos discentes e a capacitação dos docentes;

Testar a viabilidade mercadológica, econômica e social de ideias e projetos;

Possibilitar a aceleração da maturidade dos empreendimentos ante ao Programa de Incubação, reduzindo o risco mercadológico e tecnológico;

Valorizar as atividades desenvolvidas pelos docentes que atuam em diferentes programas de graduação e pós-graduação;

Contribuir para desenvolver o espírito empreendedor entre os discentes, docentes e servidores técnico-administrativos;

Fomentar o programa de incubação da INCIT.

Atualmente o programa possui aproximadamente 40 projetos inscritos e em desenvolvimento de estudo de viabilidade. Ao final de um ciclo, esses projetos estão aptos a participar no edital de seleção da INCIT – nas últimas edições, ao menos um projeto selecionado nasceu com o apoio desse programa.

Fachada da Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas do Sul de Minas

Pré-incubadora da FACESM:

www.facesm.br/preincubadora

8

Em consonância com a estrutura pedagógica dos cursos oferecidos pela instituição, a pré-incubadora oferece uma oportunidade de desenvolver as características empreendedoras, colocando em prática


Despertar e desenvolver o perfil empreendedor dos discentes;

Promover o amadurecimento dos projetos, tornando-os mais preparados para a etapa de incubação e para o mercado;

Testar a viabilidade mercadológica, econômica e social de ideias e projetos;

Reduzir o risco mercadológico e tecnológico dos projetos;

Contribuir com o desenvolvimento social e tecnológico do país;

Aumentar a qualidade dos projetos do Programa de Incubação da INCIT.

O programa de pré-incubação da FACESM abriga 20 projetos inovadores e com grande potencial de viabilidade mercadológica. Na oportunidade de seleção para o Programa de Incubação da INCIT, há o ingresso de ao menos um projeto.

Outros programas de estímulo ao empreendedorismo e a formação de Empresas de Base Tecnológica em parceria com a INCIT

Universitários durante o Seminário de Empreendedorismo do Sul de Minas (SEMPRE).

O Centro de Empreendedorismo da UNIFEI fomenta uma série de atividades, sendo uma delas o programa “Universitário Empreendedor” – um concurso de planos de negócios que oferece oportunidades de vivenciar uma experiência empreendedora intensa para alunos e professores interessados na área de criação de empresas e ideias de negócios. Ainda como proposta para debater temas relacionados ao empreendedorismo na região, é promovido anualmente pelos acadêmicos da UNIFEI, com a participação de sua Empresa Júnior, o Seminário de Empreendedorismo do Sul de Minas (SEMPRE). Esse seminário tem se fixado como uma referência ao propor discussões e palestras sobre criatividade, inovação, intra-empreendedorismo, cooperativismo, capital de risco e demais assuntos relacionados ao desenvolvimento da sociedade. Deve-se acrescentar nesse ambiente a Feira de Empreendedorismo e Negócio da FACESM (FENF), evento que tem como proposta incentivar seus alunos a expor suas ideias à comunidade. Um evento que congrega várias iniciativas que auxiliam o desenvolvimento da cultura empreendedora na cidade de Itajubá e região. Nesse espaço há exposição de projetos em fase de pré-incubação, projetos desenvolvidos na pré-incubadora de projetos sociais (INTECOOP), trabalhos de pesquisa na área de empreendedorismo, projetos de inclusão da pedagogia empreendedora no ensino público, consultas tecnológicas para iniciativas empreendedoras, economia popular solidária, entre outras iniciativas que direcionam ao caminho do desenvolvimento sustentável.

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013

todo o conhecimento teórico adquirido, transformando ideias em potenciais negócios. Espera-se na fase de pré-incubação:

Este evento que se transformou em uma tradição no calendário da cidade de Itajubá, está cada vez mais agregando universitários, familiares, empresários e instituições públicas e privadas que interessam pelo desenvolvimento da região. Após oito edições, já proporcionou que projetos fossem selecionados para pré-incubadora da FACESM e incubadora INCIT. A FENF acontece anualmente, sempre em outubro, e, na última edição, foram mais de 50 projetos apresentados. Esses programas e eventos estão integrados ao Sistema Municipal de Geração de Empreendimentos de Itajubá e, para a INCIT, estão alinhados com o Programa de Incubação, uma vez que amplia a atração de novos empreendimentos, resultando em ganho qualitativo desses projetos. Essa sinergia e integração dos recursos proporcionam melhores resultados na obtenção da missão de ambas as instituições.

9


Empreendedores da Fibraz (à esq.), selelecionadas no último edital da INCIT (à dir.)

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013

Seleção A procura pelo Programa de Incubação da INCIT é permanente e atingiu no último ano um vo-

lume aproximado de 60 empreendedores, capitaneados pelos programas de estímulo ao empreendedorismo existentes nas instituições de ensino e pesquisa de Itajubá, sobretudo, pelos programas de pré-incubação dessas instituições. Devem-se salientar as estratégias e ações previstas no sistema de sensibilização e prospecção, procedimentos com nível de maturidade definida, com a realização de A gerente Geanete Dias Morais Batista, palestras dirigidas ao público-alvo da incubadora – acompanhada por empreendedores da INCIT, com temas sobre a inovação e empreendedorismo, durante palestra na FACESM reuniões de aconselhamentos, presença de membros da INCIT em bancas de análise de Planos de Negócios promovidas pelas Universidades parceiras e, principalmente, pelo Banco de Ideias mantido pela incubadora. Em sua última edição, o processo de seleção de projetos (edital 01/2012), foram inscritos 17 Planos de Negócios para ocupar 3 vagas disponibilizadas. O critério de seleção para o programa está previsto no Sistema de Gestão da Qualidade da INCIT como sistema de seleção, procedimentos com nível de maturidade definida e que se inicia logo após o processo de sensibilização: é elaborado o edital de chamamento de projetos dos pesquisadores/ empreendedores que, dentre vários requisitos, solicita apresentação do Plano de Negócios, no qual se verifica a sua viabilidade técnica, econômica e mercadológica. Devemos destacar que, nesse procedimento, está previsto aos proponentes um curso sobre como elaborar um Plano de Negócios e a orientação de um consultor permanente da INCIT para orientar o desenvolvimento da ideia proposta formalizando-a num plano de negócios. Formalizado ainda pelo edital e seguindo o processo de avaliação, a banca examinadora, formada por especialistas das áreas dos projetos e pelo Conselho Diretor da INCIT, tem a responsabilidade de analisar as principais questões relativas ao grau de inovação da solução a ser desenvolvido, conhecimento de seu mercado potencial e as inúmeras variáveis de barreira ao sucesso do empreendimento, bem como, a viabilidade financeira do projeto/empreendimento. Procura-se, também, comprovar o domínio da tecnologia envolvida no desenvolvimento do produto e, através de entrevista, investigar o perfil empreendedor do interessado a uma vaga no Programa de Incubação.

Números da Incubadora * 23 é o número de Incubadas 21 é o número de Graduadas 04 é o número de Empresas Associadas 54 é o número de empresas atendidas de 2005 a 2012, sendo que, desse total houve, a descontinuidade de 6 empreendimentos do programa.

10

* Anexo, a lista dos nomes das empresas, contatos, telefones, e-mails e endereços.


lecionados, atinjam num período de até três anos a condição de crescimento sustentável e, sobretudo, a maturidade no que se refere aos cinco eixos – no qual a INCIT utiliza uma ferramenta para sistematização do processo de “Planejamento” “Acompanhamento, Orientação e Avaliação” da empresa incubada – propostos pela referência CERNE e adotada pela INCIT, assim entendidos: Perfil Empreendedor: com o planejamento do “Plano de Vida Pessoal” dos dirigentes das empresas incubadas, observando os aspectos familiares, a saúde, sobretudo as condições emocionais, a educação e a postura perante a sociedade. Desenvolvimento e Execução do Plano Tecnológico: no qual os empreendedores recebem a assessoria de especialista em desenvolvimento de produtos para aplicação das melhores técnicas e ferramentas de gestão da inovação como o objetivo de reduzir o risco tecnológico e as incertezas mercadológicas. Nessa oportunidade de acompanhamento também se busca observar o domínio da tecnologia e do desenvolvimento do produto proposto pela empresa. Capacidade de Sustentação Econômica: Nessa perspectiva busca-se observar e apoiar o empreen-

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013

Programa de Acompanhamento e Avaliação das Empresas Incubadas O objetivo do programa de incubação da INCIT é possibilitar que os empreendimentos, ao serem se-

11


dedor na alavancagem financeira do empreendimento, com assessoria permanente na procura de oportunidades de investimentos, com a atração de fundos de investimentos e na capacitação para submissão de projetos às agências de fomento a P&D&I no país. Maturidade em Gestão de Empreendimentos: Associado aos demais eixos, busca-se monitorar e apoiar o empreendedor na aplicação de métodos de gestão da empresa, como administração financeira, de recursos, implementação de políticas organizacional, planejamento e controle, dentre outras, com o objetivo de melhorar a governança da empresa.

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013

Desenvolvimento do Mercado: Nessa perspectiva o foco é o monitoramento e o apoio ao Plano de Marketing da empresa, com suporte na execução das estratégias e ações que compõe o esforço mercadológico.

12

A metodologia é baseada no sistema de acompanhamento, orientação e avaliação. Esse sistema prevê as práticas-chave de “monitoramento dos cinco eixos” desenvolvidos para atender aos requisitos CERNE 1 e com nível de maturidade definida, porém, com o desenvolvimento de uma ferramenta via web, atingindo assim o nível sistematizado nesse ano. Esse sistema está associado aos sistemas de planejamento e suas práticas. Com periodicidade de três meses, no qual o empreendedor estabelece, juntamente com o Departamento de Consultoria Interna da INCIT (COI), um planejamento de trabalho do empreendimento a ser cumprido ao longo do período de incubação, baseado em seu plano de negócios e que será objeto de monitoramento e acompanhamento. Esse planejamento irá estabelecer objetivos, metas e atividades a serem cumpridas, sempre na perspectiva dos cinco eixos, mencionados anteriormente. Se a empresa for uma recém-incubada, o COI realiza um treinamento aos gestores sobre a metodologia do programa de incubação, seu desenvolvimento e o apoio oferecido pela incubadora. Essa análise deve ser realizada respeitando o tipo de negócio foco da empresa, produto, serviços ou desenvolvimento de softwares e a fase em que o empreendimento se encontra no programa. Após a reunião individual, é registrado em ata e estabelecido novo plano de trabalho para o próximo trimestre. Nessa oportunidade, registra-se a real situação da empresa, a evolução das tarefas estabelecidas no planejamento de trabalho, se seu desempenho é satisfatório ou não e se há necessidade de consultoria. Havendo necessidade, o planejamento é revisto, com o objetivo sempre de buscar o crescimento da empresa. Para as empresas com desempenho considerado não satisfatório, o COI deverá indicar consultoria/assessorias pertinentes à empresa, identificar restrições e propor soluções de apoio, conforme Sistema de Assessoria e Consultoria. Este sistema prevê as práticas-chave “Assessoria e Consultoria ao Empreendedor”, “Tecnológica”, “Financeira”, “Mercado”e “Gestão”, desenvolvidas para atender aos requisitos CERNE 1 e com nível de maturidade inicial. Nessa oportunidade abrese relatório de ação corretiva e preventiva ou relatório de produto não conformidade. O resumo das reuniões realizadas com as empresas incubadas é apresentado à gerência para que o resultado seja analisado, definido quais itens deverão ser trabalhados em cada fase de incubação,


sempre interagindo com os empreendedores para entender de forma correta suas demandas e intensificar o apoio para que o empreendimento atinja a maturidade esperada dentro do tempo de permanência na incubação.

Rodrigo Arqüeso ministra curso aos empresários da INCIT

Critérios para a Graduação das Empresas O principal critério de graduação de uma empresa do programa de incubação da INCIT é a maturidade desse empreendimento no que se refere aos cinco eixos conforme processo de monitoramento e acompanhamento. Essa maturidade permitirá a sustentabilidade dessa empresa e suportar seu crescimento no mercado. Previsto em regulamento da empresa incubada e no Sistema de Apoio à Graduação e Projetos Futuros, com nível de maturidade inicial conforme referência CERNE 1, que estabelece três fases para um período de três anos de incubação e referência para a gestão da incubadora observar a maturidade do empreendimento. Para análise as fases são assim definidas: Fase de Implantação: Fase em que as empresas incubadas deverão formar as equipes de trabalho, obter recursos financeiros e adquirir equipamentos e outros meios indispensáveis à execução das atividades previstas no Plano de Negócios e no planejamento estabelecido com a incubadora. Fase no qual os responsáveis pela empresa desenvolvem, em conjunto com a consultoria da incubadora, um plano de metas conforme metodologia apresentada pela incubadora e que será objeto de monitoramento, conforme procedimentos do Sistema de Acompanhamento, Orientação e Avaliação. Nesse período, os empreendimentos deverão atingir as metas de desempenho estabelecidas no Relatório de Indicadores. Para as Empresas de PRODUTO a duração dessa fase é de 18 meses e, para empresas de SOFTWARE ou SERVIÇOS, a duração é de 12 meses. Fase de Desenvolvimento: Fase em que a empresa incubada deverá produzir as primeiras unidades do produto, processo ou serviço destinados à comercialização. Nessa fase, a empresa deverá também ajustar os principais parâmetros de sua participação no mercado e atingir as metas de desempenho estabelecidas no planejamento. Para as Empresas de PRODUTO a duração da fase 2 é 12 meses e, para empresas de SOFTWARE ou SERVIÇOS, a duração é de 18 meses, contados a partir do término da Fase 1.

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013

Esse procedimento de acompanhamento tem facilitado a gestão da INCIT, refletindo no desenvolvimento das empresas, bem como nas assessorias oferecidas. Essa análise, ainda no fim do ciclo de um ano no programa, tem possibilitado determinar se a empresa deve ou não continuar no programa, identificando os fatores críticos que permeiam as fases de incubação.

Fase de Apoio à Graduação: Fase em que a empresa incubada deverá preparar-se para o processo de Graduação. A empresa deverá apresentar um bom índice de desempenho nos principais aspectos relacionados ao negócio: os empreendedores, os produtos e serviços, o capital, o mercado e a gestão. A duração da Fase 3 é de aproximadamente 06 meses, para todo tipo de empresa e tem sua prática previstas no sistema de apoio à graduação. O período de incubação é uma oportunidade para os empreendedores fortalecerem as competência necessárias à frente de um empreendimento, e, para isso, é oferecido cursos e consultorias, conforme Plano Anual de Treinamento e Assessoria previstos no Sistema de Qualificação. Esse sistema

13


prevê as práticas-chave “Qualificação Pessoal”, “Tecnológica”, “Financeira”, “Mercado” e “Gestão”, desenvolvidas para atender aos requisitos CERNE 1 e com nível de maturidade definida . Esse sistema está associado o “Plano Anual de Qualificação. Assim, é condição necessária, ante à graduação, a verificação de fatores como: a) complexidade de desenvolvimento tecnológico; b) variáveis externas de mercado; c) dificuldade em obtenção de recursos; d) questões societárias; entre outras, que dificultam a obtenção da maturidade prevista nas fases mencionadas anteriormente.

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013

O processo é finalizado com a apresentação da Gerência ao Conselho Diretor da incubadora sobre a condição do empreendimento, seus indicadores e exposição de motivos pela qual a empresa irá se graduar, ser desligada do programa ou estender seu período de incubaçã

14

Programa de Preparação para a Graduação e Ações Pós-incubação Os empreendedores participantes do programa de incubação estão permanentemente se capacitando e isso se reflete no crescimento das empresas, sobretudo, na maturidade desses empreendedores para as questões empresariais.

Previsto no Plano Anual de Qualificação, que oferece a esses empreendedores um amplo programa de treinamento com temas relacionados à gestão de empresas de base tecnológica, desenvolvimento de produtos e gestão da inovação, marketing e diversos cursos relacionados ao desenvolvimento empreendedor, como o Empretec promovido pelo SEBRAE. No último ciclo, que compreende o período entre julho de 2012 e junho de 2013, foram oferecidas aos empresários 579 horas de treinamentos, bem como 2.879 horas de consultorias em diversos temas relacionados à busca de maturidade dos cinco eixos mencionados anterirormente. Ainda faz parte da preparação desses empresários uma orientação permanente da gerência da incubadora e um acompanhamento pelo Departamento Técnico da INCIT, que fica responsável por fazer cumprir as metas previstas no planejamento da empresa e propondo soluções aos empreendedores frente aos desafios relacionados à gestão de seus negócios. No corpo de assessores permanente da INCIT existem profissionais das áreas Jurídica, Tributária, Administração Financeira, Recursos Humanos e mercadologia, além do atendimento da equipe de professores e pesquisadores do Núcleo de Desenvolvimento de Produtos, em parceira com a UNIFEI, uma assessoria específica que auxilia os empreendedores nas etapas de desenvolvimento de produtos. Deve-se destacar ainda que as inúmeras missões comerciais — como rodadas de negócios, feiras setoriais e consultorias de vendas — permitem aos empreendedores ampliar as possibilidades de firmar parcerias e, fundamentalmente, exercer a rede de relacionamento. Colaboram com essa questão os inúmeros eventos oferecidos pelos parceiros e pela INCIT que, como consequência, permite realizar negociações com futuros parceiros comerciais. Ao ser graduada, as empresas são estimuladas a permanecerem no ambiente do Parque Científico e Tecnológico de Itajubá (PCTI), no Condomínio de Empresas e, com isso, passam a contar com o apoio do grupo gestor do parque, do qual a Gerência da INCIT é integrante, e usufruir da política de apoio à fixação de empresas de base tecnológica que o parque e o município de Itajubá possibilitam.


Área de convivência da INCIT: muitas parcerias entre as empresas surgiram das conversas informais

Infraestrutura e serviços oferecidos A incubadora integra o Sistema Local, um instrumento do Sistema Municipal de Ciência e Tecnologia de Itajubá e entidades de ensino e pesquisa. O seu objetivo é estimular a inovação e o empreendedorismo, de forma a contribuir para a geração e consolidação de empreendimentos intensivos em conhecimento – EBT.

Instalada no Parque Científico e Tecnológico de Itajubá (PCTI), compartilhando a mesma estrutura do Condominio de Empresas, uma infraestrutura preparada para atender aos empreendedores, bem como a gestão da incubadora. O potencial desse prédio é de 45 salas individuais modulares, de 25 m2 cada (atualmente há empresas ocupando mais de um módulo, o que diminui a capacidade de incubação). Do total, 25 são para o Programa de Incubação e 15 para a Pós-incubação (Condomínio de Empresas) e 5 para gestão do PCTI. Todas são equipadas com linha telefônica VOIP e internet banda larga. Também fica à disposição dos empresários salas de reuniões, preparadas com aparelhos e equipamento multimídia; salas de desenvolvimento, equipada com instrumental para desenvolvimento de hardware e software, de uso intensivo das empresas que atuam no setor da saúde e desenvolvem equipamentos eletromédicos; auditório, com capacidade para cem pessoas; e quatro salas de reuniões, para uso exclusivo das empresas incubadas, equipadas com notebooks e datashow e vídeoconferência. A área destinada à gestão da INCIT possui cinco salas individuais, recepção, salas de reuniões e área de convivência. Além disso, as empresas incubadas têm disponível, na secretaria, equipamentos como impressoras laser, scanner, internet banda larga wireless, compatível com os serviços prestados. Nesse ambiente, fica à disposição de todos uma lanchonete do restaurante acadêmico. Além dessa infraestrutura, a INCIT atende às necessidades das empresas pelo Programa de Incubação, previstas nos sistemas de qualificação e assesoria, orientação empresarial, consultorias especializadas em negócios, técnica e jurídica, acompanhamento gerencial, suporte para registro de marcas e patentes, suporte para marketing e publicidade, desenvolvimento de projetos, entre outras atividades relacionadas à gestão de um empreendimento.

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013

INFRAESTRUTURA E SERVIÇOS DE SUPORTE

Desta forma, o programa de incubação está estruturado com salas ou áreas industriais para acomodação dos empreendimentos incubados, com toda infra-estrutura necessária, somado a um apoio logístico oferecido pelas instituições parceiras, que é de muita valia para a realização de eventos promocionais, como workshops e seminários realizados periodicamente.

15


Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013

Roberto Castro (à dir.) participa de curso sobre gestão mercadológica promovido pela incubadora

Vantagens que a incubadora oferece para as empresas incubadas A atratividade da incubadora está na sua capacidade de apoiar os empreendedores na transforma-

ção de uma ideia inovadora em um empreendimento sustentável, e esse apoio é centrado na orientação empresarial e no ambiente empresarial dentro de um parque tecnológico. Pode-se visualizar esse ambiente composto por áreas industriais para acomodação de empresas de base tecnológica e, principalmente, por atividades previstas nos sistemas que compõem o Programa de Incubação, como:

• • • • • • •

Estar atuando em um ambiente de parque tecnológico próximos as centros de investigações tecnológicas, centro de convivência e universidade tecnológica. A ampla rede de relacionamento dos parceiros e da incubadora, que está associada à ANPROTEC, possibilita interação com as demais incubadoras e empresas associadas no país. Também associada à Rede Mineira de Inovação (RMI), uma rede de incubadoras dentro do estado de Minas Gerais, que possui mais de 250 empresas em seu âmbito. Pode-se exemplicar dois fatos de relevância que exemplificam como estar incubado na INCIT gera impacto nos negócios das empresas:

16

Amplo programa de capacitação, consultorias de negócios, contábil, jurídica e acesso a mercados. Em parceria com o Núcleo de Inovação, Transferência Tecnológica e Empreendedorismo (NITTE), vinculado à UNIFEI, o apoio para certificações e proteções autorais. Subsídio para a participação em cursos específicos e para participação em feiras, congressos e viagens de negócios. Incentivo para o desenvolvimento de produtos em parceria com outras empresas, uma vez que o ambiente da incubadora é fértil para encontro de oportunidades. Incentivo e capacitação à busca de fundos de investidores como Venture Capital, Anjos e Seed Money. Incentivo e capacitação à busca de recursos de apoio ao P&D&I no país. Subsídios que reduz custos operacionais na fase inicial do empreendimento.

As empresas, após passarem pelo programa da INCIT, podem usufruir do benefício da Lei Municipal de Incentivo para custeio da locação dos espaços produtivos dessas empresas. Essa subvenção tem sido de grande impacto nos resultados dessas empresas. Devemos associar que essa política está sendo aperfeiçoada para ampliar o apoio e incentivar a fixação definitiva no ambiente do Parque Científico e Tecnológica de Itajubá em Condomínio de Empresas ou em áreas disponíveis para construção. Como oportunidade e de grande impacto para as empresas incubadas é a visibilidade e credibilidade que uma incubadora pode ser para suas empresas. A empresa graduada Safe Trace deu um salto em seu crescimento com a aproximação, através da incubadora e de seus parceiros, de um fundo de investimentos, que se associou à empresa e aportou um montante significativo no capital da empresa, tornando-a referencia em seu setor. Atualmente a empresa está graduada e em pleno crescimento.

Podemos mencionar ainda, o caso de sucesso da empresa incubada “Web de Resultado” que foi adquirida pela empresa “Peixe Urbano”, acelerando seu desenvolvimento e ampliando sua presença no país.


De outra forma, podemos destar a condição estratégica da incubadora e sua fundação de apoio, com a capacitação em desenvolvimento de projetos de P&D&I para submissão às agência de fomento do país, com um histórico de já ter aprovado aproximadamente mais de vinte milhões de recursos não reembolsáveis, e as possibilidades de negócios que as empresas incubadas de TIC podem usufruir no âmbito da lei de informática, para desenvolvimento em parceria, uma vez que a INCIT é credenciada junto ao CATI/MCT como uma Instituição de Ciência e Tecnologia.

A gerente da INCIT, Geanete Dias Morais Batista

OA gerente papel da gerente da incubadora do programa dedica uma carga horária de 40 horas semanais nas atividades da incubadora, dividindo seu tempo entre orientar e incentivar os pesquisadores/empreendedores e fornecer uma consultoria efetiva para formatar suas empresas nas principais questões que envolvem o seu desenvolvimento. Essa consultoria tem auxiliado os empresários em diversas e importantes atividades, tais como: a) orientaçãoe incentivo para buscar novos mercados; b) apresentar parcerias com outras empresas do setor e gestores de fundo de investimentos.

A Gerência também tem sido fundamental, principalmente para as novas empresa, nas visitas relacionadas a vendas das empresas, como em rodadas de negócios, missões e feiras setoriais. A Gerência também participa na formatação de acordos comerciais, na indução de parcerias que envolvem a fundação de apoio da INCIT, sobretudo, no que se refere às relacionadas com as agências de fomento nos projetos de P&D&I. Essas atividades consomem grande parte da dedicação da Gerência, que complementa esse tempo com os trabalhos relacionados às atividades de gestão da incubadora, referenciado pelo planejamento anual, como: atividades estratégicas de atração de recursos, no estabelecimento de parcerias e divulgação da INCIT em seu público com o objetivo de elevar o número de proponentes a ocupar uma vaga na incubadora e, por fim, também participa de atividades externas demandadas pelos parceiros e associações que apoiam a incubadora.

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013

Assim, o empreendedor terá na INCIT um espaço privilegiado e estratégico onde a orientação é capacitar sempre e estar preparado para as oportunidade que o mercado oferece.

17


GESTÃO DA INCUBADORA Imagem da Incubadora Perante as Empresas e os Parceiros Na estrutura organizacional da INCIT estão os Conselhos Estratégico e Diretor que têm as funções

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013

de verificar a eficácia do programa por meio da apresentação dos resultados e os impactos que a incubadora vem atingindo em seu meio, como quantidade de empresas incubadas, quantidade de empresas graduadas, número de empregos gerados, faturamento anual das empresas e impostos gerados após um ciclo de um ano de atividades. Nessa oportunidade, os parceiros (lideranças das principais entidades como secretário de Ciência, Tecnologia, Indústria e Comércio do município, reitor e diretores das universidades, diretores dos sindicados e associações) expõem suas opiniões e propõem direções para a Gerência da incubadora.

18

A gestão da INCIT é orientada pelo seu Sistema de Gestão da Qualidade (SGQ), certificado e referenciado pela norma ISO-9001, bem como seus processos pertinentes ao Programa de Incubação e práticas preparados pela referência CERNE 1.


A importância de possuir um Sistema de Qualidade é garantir o interesse da incubadora em tornar seus processos padronizados e aperfeiçoados continuamente em relação à satisfação de seus colaboradores, fornecedores e clientes e, principalmente, fortalecendo sua governança corporativa, na transparência, equidade, prestação de contas e responsabilidade corporativa.

No SGQ da incubadora é de muita valia a pesquisa de Satisfação dos Clientes, realizada tanto com empresários incubados quanto com parceiros locais. O objetivo dessa pesquisa é verificar o nível de satisfação com o suporte e a infraestrutura oferecida pela incubadora e, dessa forma, possibilitar melhorias. Já com os parceiros, os quais aportam recursos financeiros, busca-se realizar uma prestação de contas para que estejam cientes do direcionamento que a incubadora tem dado com seu auxílio. No Planejamento Estratégico da Qualidade, é interessante ressaltar sua política e objetivos:

Oferecer serviços para transformação de ideias inovadoras em empreendimentos sustentáveis e atender às expectativas dos clientes através dos princípios da governança corporativa e busca da melhoria contínua com a eficácia do sistema de gestão da qualidade.

Objetivos da Qualidade • • • • •

Apoiar a transformação de Idéias em Negócios a uma taxa de 90% de empresas graduadas no final do período de incubação. Treinar/capacitar os funcionários da INCIT com a taxa de eficácia de treinamento superior a 80%. Atingir um índice de satisfação de clientes superior a 90% Melhorar continuamente a eficácia do nosso SGQ a uma taxa anual superior a 5% em relação à taxa do período anterior. Atingir os 4 princípios da Governança Corporativa: • Transparência; • Eqüidade; • Prestação de contas • Responsabilidade Corporativa

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013

As boas práticas de governança têm a finalidade de aumentar o valor percebido da incubadora e contribuir para a sua perenidade. Trata-se de uma ação inovadora e de grande importância por refletir uma prática da gestão da incubadora para a gestão das empresas incubadas, contribuindo para disciplinar as relações entre ambas.

Aliado a esses mecanismos de gestão e de avaliação da incubadora, existem outros mecanismos de Análise do Desempenho da Incubadora como:

• No âmbito da Rede Mineira de Inovação, Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Minas Gerais e SEBRAE-MG, é realizada uma pesquisa trimestral, de resultados de todas as incubadoras, denominada, WEB-ADI – Sistema Web de Acompanhamento de Desempenho de Incubadoras. É uma ferramenta de acompanhamento de indicadores das incubadoras e suas empresas incubadas, que fornece informações para tomada de decisões estratégicas. • Ainda pode-se destacar que todos os parceiros participam da pesquisa periódica de satisfação, prevista no Sistema de Gestão da Qualidade, como mais um processo formal de avaliação do desempenho da atual administração e dos impactos que a incubadora vem ocasionando no município. • De muita relevância é a pesquisa de posicionamento das incubadoras Mineiras, de desempenho x esforço, realizado pela Secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior – SECTES, onde a INCIT se apresenta como destaque no Estado.

19


Por fim, a INCIT, como está previsto em seus documentos de governança, disponibiliza todas as pesquisas realizadas no endereço www.incit.com.br, o que possibilita acesso aos resultados dos trabalhos desenvolvidos pela incubadora.

Programas de Parcerias As parceiras da INCIT e que compõem sua estrutura organizacional são entidades no âmbito local,

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013

como: a) Prefeitura Municipal de Itajubá; b) Universidade Federal de Itajubá; c) Associação Comercial, Empresarial e Industrial de Itajubá; d) Sindicados das Indústrias (SIMMMEI); e) Faculdade de Ciências Aplicadas do Sul de Minas (FACESM); f) Fundação de Apoio ao Ensino e Pesquisa de Itajubá (FAPEPE). No âmbito estadual, estão o Governo de Minas, através da Secretaria de Ensino Superior e Ciência e Tecnologia, e SEBRAE – que também apoio a incubadora no âmbito Nacional.

20

De muito valia e apoio as demais agências de fomento, como FINEP, FAPEMIG e CNPq, que entendemas demandas da incubadora e oferecem editais de apoio para o programa de incubação no país.

Empresários que fazem parte do Grupo de Tecnologia da Informação e Comunicação, nascido na INCIT

Externamente a INCIT possui diversas parceria e em destaque:

• Através do Sindicato das Indústrias do Setor Eletroeletrônico (SINDVEL) e Metal Mecânico (SIMMMEI), que promovem feiras e missões nacionais e internacionais, com o objetivo de avalancar as vendas das empresas. • Com as empresas instaladas no município, de médio e grande porte, que buscam a INCIT para realizar parcerias em P&D. • A INCIT, junto com sua fundação de apoio, é uma instituição cadastradas ao Ministério de Ciência e Tecnologia – CATI/MCT, o que possibilita as empresas incubadas do setor de TIC, estabeleçerem contratos de P&D no âmbito da Lei de Informática. Esse benefício é de grande interesse por exemplo para a empresa incubada Minas IC, única design house do Estado de Minas Gerais, uma empresa desenvolvedora de projetos de circuitos integrados. Em âmbito local, a INCIT vêm buscando diversas parcerias para o fortaleceimento de seu programa e com impacto direto nas empresas:

• Na criação de grupos de empresas que atuam no mesmo setor, como o Grupo de Empresas de Produtos e Serviços para a Saúde (GEPSS - www. gepss.com.br), que compõem as empresas desenvolvedoras de soluções eletromédicas e atualmente contam com 23 empresas. O grupo de empresas do setor de energia, que constituiram o Centro Brasileiro de Empresas de Energia (CB2E - www.cb2e.com.br) com a participação de 12 empresas e o grupo de empresas de TIC. Essas iniciativas trazem sinergia as essas empresas e estabelecem um ambiente de cooperação, com impacto nas vantagens comepetitivas perante o mercado. Devemos destacar que esses grupos são apoiados pelos SEBRAE e, neste ano, o SEBRAE Microregião Sul de Minas está apoiando um projeto junto com o GEEPS para certificações, capacitação, desenvolvimento de produtos, missões, exposição na HOSPITALAR, rodada de negócios do setor. • Destaque nesse ano para a participação da INCIT e suas empresas no 1ª Feira de Inovação Aberta de Itajubá e o 1º Encontro Mineiro de Inovação Aberta, espaços dedicados à apresentação em painéis de pesquisas acadêmicas originais. Esses eventos visam pomover a cidade de Itajubá como um habitat de inovação para o Brasil e mundo e propor dicussões, partilhar boas práticas com o propósito de desenvolver uma rede internacional sustentável de parceiros para desenvolvimento de negócios, incubadoras de empresas e agências de desenvolvimento econômico para apoiar e promover a inovação aberta. • A parceria com a Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI), que, além do apoio


Empresários do Grupo de Empresas de Produtos e Serviços para a Saúde durante encontro no SIMMMEI, parceiro da INCIT

Dessa parceria com a universidade foi possível a criação do Núcleo de Desenvolvimento de Produtos, que tem como objetivo, auxiliar as empresas incubadas em seu Processo de Desenvolvimento de Produtos (PDP) em todas as fases de incubação – pré-incubação, incubação e graduação e, assim, aumentar a taxa de sucesso dos produtos lançados ao mercado. A parceria vem possibilitado acesso ao laboratório de prototipagem da universidade para realização de peças de amostras que possam ser encaminhadas aos fornecedores e, desta maneira, facilitar a visualização do produto ao invés de recursos eletrônicos de computador. Além disso, o NDP tem estudado a metodologia e as ferramentas mais adequadas para o desenvolvimento de produtos das empresas, de forma que atendam às necessidades dos empresários e, desta forma, possibilitar maior sucesso de seus empreendimentos orientados pela demanda de mercado.

• Em parceria com o Núcleo de Inovação, Transferência de Tecnologia e Empreendedorismo (NITTE), associado à UNIFEI vem promovendo treinamento à inovação e propriedade intelectual. Ministrado pelo coordenador, conta com a participação de empresários e empreendedores de Itajubá, que fazem parte do programa de incubação da INCIT. • A INCIT é parte integrante do Parque Científico e Tecnológico de Itajubá (PCTI), um ambiente diferenciado de desenvolvimento socioeconômico proporcionado pela sociedade do conhecimento, que visa promover a estruturação e gestão sustentável de negócios capaz de potencializar as atividades de pesquisa, bem como, a introdução de inovações e transferência tecnológica.

Clima Organizacional O ambiente da INCIT é composto por pessoas oriundas da academia, das ICT’s, das empresas de base tecnológica, das agências de fomento, de clientes, de fornecedores, de concorrentess, que facilitam o processo criativo e forma o sistema de empreendedorismo e de inovação.

A orientação é promover a integração e premiar méritos, e podemos exemplificar o evento “Empresa do Ano”, uma premiação em dinheiro à empresa que se destaca dentre as demais incubadas. O vencedor é selecionado segundo critérios objetivos orientados pelos mesmos indicadores de desempenho coletados periodicamente pela incubadora, somando fatos que demonstram um saldo de qualidade e crescimento da empresa no período. Esse prêmio é oportuno por representar para o vencedor a coroação de um esforço exercido durante um ano de trabalho à frente de seu empreendimento.

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013

financeiro, tem disponibilizando espaço físico, laboratórios e material operacional para a INCIT. Também exerce um papel importante ao estimular seus acadêmicos com cursos e programas voltados ao empreendedorismo – isso permite o estabelecimento de uma fonte qualitativa de bons projetos para ingressarem no programa de incubação.

Nesse corrente ano, a INCIT promove periodicamente o INCITÃO, uma competição de futsal entre equipes formadas pelas empresas incubadas. Pelo benefício obtido por esse evento, onde há uma grande aproximação dos empreendedores e de interação fora do ambiente empresarial. Podemos exemplificar ainda a participação de empresários de Itajubá e da INCIT para discutir empreendedorismo, inovação e estratégias de negócios durante as edições do “Startup Meetup” no município, e na última edição houve a participação simultânea em mais de 300 locais no mundo.

21


Para este ano haverá a participação expressiva dos empresários incubados na 1ª Feira Itajubense de Inovação Aberta, visando mais a troca de experiências.

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013

Por fim destacar que esses mesmos empreendedores são constantemente convidados para expor seus casos de sucesso em eventos sobre inovação, empreendedorismo pelo país.

Momento de festa e confraternização: INCIT promove a graduação de empresas (à dir.) e anuncia a vencedora do prêmio “Empresa do Ano (à esq.)

Programa de Estímulo à Cooperação e à Comunicação entre as Empresas, Pessoas e Equipe

Com o intuito de fortalecer as empresas, a incubadora participa e promove a formação de grupos de empresas setoriais visando o aumento da competitividade e a sinergia, como exemplo, o grupo de empresas de Produtos e Serviços para o Setor de Saúde (GEPSS - www.gepss.com.br), gerido por representante das empresas. Atualmente esse grupo conta com 23 empresas incubadas, sendo 9 empresas de Itajubá, 12 de Santa Rita do Sapucaí e 2 de Varginha. Dessa iniciativa foi formado o grupo de empresas do setor de energia, denominado Centro Brasileiro de Empresas de Energia (CB2E - www.cb2e.com.br), inicialmente composto por 11 empresas em sua maioria incubadas na INCIT e o grupo de empresas do setor de TIC. Como desdobramento dessa iniciativa, acontece periodicamente o Encontro das Empresas Eletromédicas do Sul de Minas. O objetivo do evento é discutir estratégias e ações que promovam essas empresas no mercado. Ainda no âmbito desses grupos, a INCIT estimula e participa da Feira Industrial do Vale da Eletrônica (FIVEL) que acontece Santa Rita do Sapucaí-MG. As empresas, ao se aliar a esses grupos, participam e promovem a cooperação e já colhem frutos como: realização de seminários, missões comerciais, contratação em conjunto de assessoria e consultoria específica do setor, ações de marketing cooperado, o que reduz custos e fortalece a empresa no setor de atuação. Associado a seu escopo de atuação e com reflexos diretos ao desenvolvimento das empresas, o programa da INCIT participa e vem promovendo a presença dos empreendedores em diversos eventos, relevantes no país ao longo de 2012/13, e dentre eles, destacam-se:

• • • • • •

22

Empresas incubadas da INCIT participam da rodada de negócios, organizado pelo SEBRAE MG, que aconteceu em agosto de 2012, em Belo Horizonte, que propiciou oportunidades de parcerias e divulgação. Empresas da INCIT, do grupo CB2E participam em São Paulo da EXPO Geração Hídrica, que fez parte da VIII Conferência de Centrais Hidroelétrica - Mercado e Meio Ambiente. Empresa incubada na INCIT, Ventrix, é a única a participar do Seed Forum Finep/Anprotec, realizado em Foz do Iguaçu, durante o XXII Seminário Nacional de Parque Tecnológicos Incubadoras de Empresas. Empresas da INCIT participam do VII Job Shop como expositoras. O objetivo é aproximar universitários com empresas ofertantes de oportunidades de desenvolvimenro da carreira. Empresas do grupo CB2E participam do HidroVision Brasil, na cidade do Rio de Janeiro. Feira 100% dedicada à indústria hidroelétrica brasileira. INCIT apoia a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia 2012, promovida pelo Ministério de Ciência e Tecnologia. Empresas da INCIT promovem maior evento web do Sul de Minas – we web conf, voltado para pesquisadores e universitários com interesse em desenvolvimento de aplicações web.


• • • • •

Empresas do grupo GEEPS/INCIT participam da II Rodada de Negócios do setor eletromédicos do Sul de Minas. Empresas do grupo CB2E/INCIT visiam empresas FURNAS e PEROBRAS para estabeceler parcerias e negócios. Grupo de empresas CB2E/INCIT promovem seminário “Novas Tecnologias para Área de Energia”, em São Paulo, em 2012. Grupo de empresas GEEPS é destaque na mídia nacional, no jornal Estado de São Paulo, sob o títluo “Muncípios mineiros se transformam em polo para pequenas empresas criarem produtos hospitalares”, em fevereiro de 2013. As empresas Ventrix e IE Tecnologia foram selecionadas para consultoria em design estratégico no POLI.Design (Instituto Politécnico de Milão, Itália). Seleção realizada pela equipe da instituição Italiana e profissionais do ITA/CCM. De Minas Gerais, apenas tres empresas foram selecionadas, sendo duas da INCIT.

Gestores da IE Tecnologia durante visita a Furnas e empresários da INCIT no Job Shop, da Unifei

Programa de Sustentabilidade da Incubadora Até presente data já demonstram a sua sustentabilidade com a promoção permanente do empreendedorismo em todos as entidades educacionais, em todos os níveis, como universidades em seus centros de empreendedorismos, Centro Vocacionais, cursos técnicos, profissionalizantes, uma vocação de histórica de Itajubá em pesquisa tecnológica e geração de conhecimento. Assim, a atração de projetos e empreendedores é crescente, é torna o programa de INCIT atrativo e concorrido.

Entretanto, há uma clara posição para que o programa se auto- sustente, e atualmente já se visualiza a autosustentabilidade da incubadora com uma estrutura com capacidade de até 30 empresas em incubação e com uma taxa de inserção de 3 novas empresas de base tecnológica sustentáveis ao ano operando a partir das instalações do condomínio de empresas do parque científico e tecnológico de Itajubá. No médio prazo visando a auto-sustentabilidade está em implementação, de forma definitiva, programas que possam aumentar a participação da geração própria da receita da incubadora, tais como: Compensação pós incubação

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013

Devemos destacar ainda a presença de um representante das empresas incubadas no Conselho Diretor, previsto em regimento interno, condição que garante aos empresários incubados tomar conhecimento e contribuir com os principais assuntos relacionados as estrategias e ações da incubadora.

Previsto no regulamento das empresas incubadas REEIN - 01/07, que dispõe sobre as regras de incubação, em seu CAP. VIII, Art. 31: “Os empreendimentos incubados, após a graduação, deverão compensar a INCIT pelo apoio prestado durante o período de incubação, respeitando - se uma carência de até 6 meses para o início do pagamento, da seguinte maneira: I. Pagamento, após a carência, de 0,5% (meio por cento) do faturamento bruto no primeiro semestre; de 1% (um por cento) do faturamento bruto no segundo semestre; e de 2 % (dois por cento) do faturamento bruto no ano seguinte, até o limite de 2 (dois) anos ou pelo período igual em que a empresa permaneceu incubada. Essa contrapartida das empresas está associada à taxa de sucesso das empresas, o que exige um fortalecimento do apoio às empresas durante o programa de incubação.

23


INCIT como IC&T De acordo com a resolução CATI número 018 de 10 de agosto de 2005 e portaria para o credenciamento de que tratam a Lei nº 8.248, de 23 de outubro de 1991, e o decreto nº 3.800, de 20 de abril de 2001, foi possível submeter projeto pleiteando cadastramento da INCIT como uma instituição credenciada no Minsitério de Ciência e Tecnologia, possibilitando que empresas incubadas em seus programas estabeleçam contratos de P&D no âmbito da Lei de Informática. Essa condição, totalmente viável pela capacidade e interesse das empresas incubadas, juntamente com o interesse das grande empresas em usufrir da legislação incentivadora para desenvlvimento de projetos de P&D no país.

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013

A INCIT, ao ser co-gestora, é remunerada com um percentual desses contratos. Podemos exemplificar ao analisar esse potencial com os seguintes dados: Atualmente são 23 empresas, em sua maiorira no setor de TIC, com potencial de estabelecer contratos de P&D via Lei de Informática. Atualmente o percentual de sustentabilidade da incubadora está em torno de 23% e com perspectivas de ampliar com a concretização das ações aqui previstas. Dentre vários desafios que a incubadora vem enfrentando, certamente identificar fontes de financiamentos que garantam a sua autosustentabilidade é um dos mais relevantes, porém, com essas iniciativas, e outras que a incubadora poderá executar, respeitando sempre o propósito primário da incubadora que é apoiar empreendedores e seus projetos, haverá sempre a contribuição dos parceiros uma vez que os valores investidos são retornados ao município com impactos da arrecadação e na geração de postos de trabalhos.

Hall da INCIT: infraestrutura adequada para abrigar projetos e ideias inovadoras

Custo operacional anual da incubadora Os custos da INCIT são distribuidos em “Operacional” e “Programa de Incubação”, totalizando

R$1.057.539,10. Entende-se como “Custo Operacional” a absorção de recursos para manter a maioria da equipe gestora com salários e encargos, parte da manutenção predial, marketing, capacitação da equipe, deslocamento e eventos dentro do país e parte dos investimentos na infraestrutura da incubadora. No se refere ao “Programa de Incubação”, os custos são relacionados aos sistemas previstos para o atendimento das empresas, desde os processos de sensibilização até a graduação, para consultoria e assessoria aos empreendedores, capacitação, promoção de vendas das empresas dentre outros, previstos para o fortalecimento dessas empresas durante o período de incubação.

Receita Própria Para o período de julho de 2012 a julho de 2013, a totalidade dos recursos financeiros e econômicos

necessários para a operação da INCIT e de seu Programa de Incubação é de R$ 1.057.539,10, aportada pelos recursos próprios – obtida, principalmente, pela cobrança da taxa de incubação –, pelas entidades locais parceiras e denomindas gestora da incubadora e pelas agências de fomento.

24


Fontes de Recursos/Receitas da Incubadora e o percentual de cada uma sobre as receitas totais: • • •

Próprios: 13% Instituição Parceiras: 64% Agências de Fomento: 23% (SEBRAE, FAPEMIG e CNPq)

nicipais recolhidos (ISS) pelas empresas incubadas e graduadas, supera os recursos financeiros aportados pela Prefeitura Municipal no programa Atualmente os recursos auto gerados estão concentrados em sua maioria pela cobrança da taxa de incubação de 23 empresas, o que representa 13% do total das receitas – o que representa o índice de sustentabilidade da incubadora. Esse percentual tende a aumentar com as inciativas em curso como o estabelecimento de contratos de P&D via incentivo da Lei de Informática como co-gestora, somado a contribuição das empresas pós-incubação e o aumento do número de empresas incubadas, uma vez que a capacidade de atendimento da INCIT pode ser ampliada em 35%, com a disponibilização de mais módulos pelo Condomínio de Empresas do Parque Científico e Tecnológico de Itajubá (PCTI). Atualmente o prédio onde funciona da INCIT também abriga o Condomínio de Empresas do PCTI. Com a construção das novas instalações do PCTI, haverá mais disponibilidade para o Programa de Incubação, podendo atender até 25 empresas incubadas com potencial de ampliar para 2014/15. Com isso haverá a possibilidade de atingir um índice de pelo menos 70% de sustentabilidade.

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013

Grau de Sustentabilidade da Incubadora Fórmula = recursos próprios/custo total (diretos e indiretos). Deve-se considerar que o total de impostos mu-

25


Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013

RESULTADOS E IMPACTOS DO PROGRAMA DE INCUBAÇÃO

26

A união dos empreendedores para levar alegria às crianças durante ação do “Natal Solidário”

Avaliação dos resultados organizacionais junto à sociedade A geração de emprego, renda e arrecadação impostos é somente consequência da ação mais abrangente da INCIT como instrumento catalizador do processo de desenvolvimento local e regional que lhe cabe. Isso porque há a preocupação constante em preservar as condições da boa convivência e a indução de políticas de responsabilidade social, envolvendo as incubadas e graduadas, sempre em parceria com a UNIFEI e Prefeitura de Itajubá. Pode-se citar o “Natal Solidário”, no qual a união dos esforços de empresários e gestores das empresas que se participam do projeto torna mais feliz o “Natal das Crianças” e adultos atendidos por instituições sociais do município. Também estão presentes na campanha “Papai Noel dos Correios”, organizado pela Empresa Brasileira de Correios – ECT. A INCIT participa ainda da campanha “Faça um idoso Feliz no Natal”, evento que já está em sua sexta edição e beneficiou, no ano passado, 63 idosos do Lar da Providencia e 56 da Vila São Vicente de Paulo (Vila Vicentina), com a participação expressiva da empresa B2ML e demais empreendedores. De forma muito atuante, a INCIT participa na Semana Global de Empreendedorismo, com a realização de um “Talk Show com Empreendedores” e o concurso “Melhor Plano de Negócios”, que reúne escolas públicas e particulares de Itajubá. A Semana é um evento realizado anualmente em mais de cem países, incluindo o Brasil, e visa estimular ideias inovadoras e uma nova geração de jovens empreendedores. Em Itajubá, a organização ficou a cargo da Prefeitura e da INCIT, com o apoio de outras entidades e instituições do município. Por fim, e de grande impacto para a sociedade, tem sido a oferta do Curso de Formação Empreendedora – “Programa de Educação Empreendedora para Todos”, com o objetivo de apresentar aos participantes novos modelos de desenvolvimento e os conceitos e práticas sobre o mundo dos negócios, com disciplinas de empreendedorismo, plano de negócios, orientação e acompanhamento pós-curso, com assessoria e consultoria.


As informações abaixo referem-se ao período de junho de 2009 a junho de 2013 e são compostos pelos dados das empresas incubadas, graduadas, associadas e pela equipe gestora da INCIT. Essas informações são enviadas para o ambiente Web-ADI - Sistema Web de Acompanhamento de Desempenho de Incubadoras, da Rede Mineira de Inovação, SECTES MG e SEBRAE MG. Os dados são distribuídos periodicamente entre todos os parceiros que apoiam as incubadoras de Itajubá.

Taxa de crescimento do faturamento/Incubadas Impostos gerados pelas empresas incubadas e graduadas no último ano fiscal

• •

Empresas Incubadas: Considerando o período jun/2012 a jun/2013, e o regime Simples para todas as empresas, teremos 2% para os impostos municipais; 1,25% para o Estadual e 3,25% para o federal, totalizando R$ 545.312,70. Empresas Graduadas: Considerando o período jun/2012 a jun/2013, e o regime Simples para todas as empresas, teremos 2% para os impostos municipais; 1,25% para o Estadual e 3,25% para o federal, totalizando R$ 878.228,08.

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013

Empregos gerados pelo Programa de Incubação

27


Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013

Empresas graduadas O histórico da INCIT se divide em dois períodos. Do ano de 2000 até 2005, o programa passou por

uma fase de preparação e consolidação junto à comunidade sobre a viabilidade da incubadora. Na fase seguinte, até os dias atuais, o programa vivenciou e vencia uma fase de pleno crescimento com a graduação de 21 empresas de base tecnológica, com a oferta de 106 produtos/serviços, inúmeras parcerias e em pleno crescimento em seus mercados.

Bernardo Vasconcelos de Carvalho, da B2ML, empresa graduada: vencedora do prêmio “Empreender é Show”

A taxa média de graduação é de 3 empresas por ano desde 2005. Assim, temos 8 empresas com mais de 4,5 anos de graduação e em pleno crescimento no mercado. Como exemplo: a) empresa B2ML, vencedora do premio “Empreender é Show” edição 2007, promovido pela ANPROTEC, e vencedora do prêmio MPE Brasil edição 2009, etapa estadual; b) empresa Tirante A, atualmente instalada no parque tecnológico de São José dos Campos (SP); c) empresa Massafácil; d) empresa Core Networks; e) empresa DDS, entre outras. Com 2,5 anos de graduação estão 4 empresas, com destaque para as empresas Safe Trace, Sonne Energy e a EMX. Por fim, com pouco mais de um ano de graduação estão as empresas: AMTK; Mútuos, vencedora do prêmio MPE Brasil etapa estadual; e a empresa O Entregador, recentemente adquirida pelo empresa Peixe Urbano. E as demais empresas Safe Trace Café, M&K e Keeplay. Recém-graduadas, estão a DDMX, IE Tecnologia e Rennossonic, todas essas empresas estão instaladas na região de Itajubá e no Condomínio de Empresas no Parque Científico e Tecnológico de Itajubá.

Produtos de novas tecnologias gerados e os seus resultados As atuais empresas incubadas, somadas às graduadas, já lançaram 106 produtos e serviços especializados.

Atuante no setor da saúde, a empresa INOVACARE, desenvolvedora de equipamentos de Litotripsia - Ondas de choque extracorpórea, balísticos, LASER e Ultrassom e equipamentos de terapia de ondas de choque para aplicações em ortopedia.

28

A VENTRIX, soluções médicas e veterinárias, com os produtos: Sistema Cardiofit – ECG e Teste Ergométrico Digital via Internet, o Sistema Cardiofit VET – Monitor de ECG, ECG e Tes-


te Ergométrico Veterinário Digital via Internet, o Regulador Vx 200 – Válvula Reguladora para Curativo a Vácuo - Método USP e o iECG – Eletrocardiograma móvel via celular e Internet. A empresa 3E Gestão Energética, por exemplo, conquistou o 2º lugar durante o Meetclub do Brasil: Start Up & Angel Summit Rio, evento que recebe investidores do mundo para discutir investimentos em start up.

O sistema de segurança alimentar desenvolvido pela Safe Trace, denominado “Sistema de Rastreabilidade Total Safe Trace”, que garante a rastreabilidade total da carne bovina, desde o corte até o consumidor final, adotada pelo Carrefour Brasil; A solução da empresa DDMX, que oferece um novo conceito em gestão inteligente de frotas, com uma equipe altamente qualificada a oferecer soluções eficientes, sob medida e em tempo integral para a empresa cliente. As soluções da CVS Sistemas, uma empresa especializada no desenvolvimento de sistemas para coletores, tratamento e integração de dados. O produto inovador da ABS Entere, filtro para Caixa de Contenção de Óleo em subestações de energia elétrica, uma solução ambiental correta. Os produtos da Keeplay, que atua no segmento de desenvolvimento de softwares, domínio na criação de jogos, desde o game design até a finalização, incluindo o concept art, o tratamento de imagens e a programação. A empresa possui know-how em linguagem de programação e desenvolvimento de jogos em rede. O foco de negócio está em Jogos Eletrônicos Educacionais e de Entretenimento. Atualmente disponibiliza para o mercado dois produtos: Divine Crystals – Entretenimento e Fantastic English – Educacional.

Destaque para as soluções e produtos, baseados em T.I.C., da empresa Minas IC, uma Design House que atua no desenvolvimento de projetos de circuitos integrados (CIs) e sistemas embarcados. Merece registro a empresa Zertico, que oferece soluções em cloud computer. As soluções das empresas do grupo de energia – , como a TR Soluções, IE Tencologia, HVEX, 3E, S.O.ESCO, DAC Engenharia – que fornecem soluções para a redução e geração de energia. Essas empresas vêm aplicando recursos próprios (algumas com apoio de fomento) para finalizar esses produtos. Todos esses vêm apresentando crescimento nas vendas.

Registros de propriedade intelectual das empresas incubadas

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013

As soluções da INCLUIR Tecnologia, uma empresa que desenvolve equipamentos para portadores de necessidades especiais e lhes proporcionar melhor qualidade de vida. Seu principal produto é um equipamento que tem o intuito de monitorar os sons relevantes de uma residência e assim promover uma maior independência para os surdos e deficientes auditivos.

Até a presente data, as empresas que passaram pela incubadora realizam registros de propriedade industrial em Marcas, Softwares, Processos, Eletrônica, Desenho Industrial e Modelos de Utilidades. Em resumo, verifica-se:

Patentes Requeridas: Marcas Registradas: Desenho Industrial: Registro de Software:

19 publicadas. 44 publicadas. 2 publicações. 2 em análise.

29


A INCIT, em parceria com o Núcleo de Transferência Tecnológica, Inovação e Empreendedorismo (NITTE) da UNIFEI, vêm atendendo os empreendores nas possibilidades e viabilidades de registro, bem como na orientação da importância da propriedade industrial, execução dos processos de depósitos e acompanhamentos da tramitação das petições.

Reconhecimentos alcançados A INCIT foi apontada com uma das melhores incubadoras de empresas de base tecnologica do país, Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013

em artigo publicado no site Brasilian Start Up – http://brasilianstartup.com.br.

O empresário Leandro Morais, da B2ML: empresa graduada pela incubadora

Atualmente a INCIT faz parte do grupo de incubadoras âncoras para implementação do modelo de referência CERNE em Minas Gerais e, no âmbito da Rede Mineira de Inovação (RMI), é considerada referência no Estado. Para os parceiros locais – como Prefeitura Municipal, Câmara Municipal e entidade de classes –, a INCIT é reconhecida como instituição estratégica e vem contribuindo para o desenvolvimento do município de Itajubá. Atestando a excelencia em gestão e elevado nível de governança, a INCIT possui o seu Sistema de Gestão da Qualidade cerfificado pela ABNT. Salientamos que esse SGQ possui seus procedimentos e práticas, também conforme modelo de referencia CERNE 1.

Programas de sucesso oferecidos pela incubadora A incubadora de Itajubá, tem sido a principal catalizadora da cultura empreededora no município e, de grande sucesso, têm sido as duas iniciativas coordenadas pela INCIT, descritas abaixo:

30

Em parceria com a Prefeitura Municipal de Itajubá, foi possível lançar o Prêmio Escola Empreendedora no âmbito das escolas municipais, cujo objetivo é incentivar as professoras a despertar e valorizar o espírito empreendedor nas crianças e adolescentes. Esse evento premia as escolas municipais que melhor promovem o empreendedorismo no ensino fundamental. Com etapas de sensibilização, capacitação as professoras apresentam seus projetos, e as melhores propostas dentro de tema, são premiados como “Escola Empreendedora”. Através desse prêmio, há a oportunidade de preparar os alunos para que possam ter iniciativa, superar obstáculos, exercitar a imaginação, abrir novas perspectivas e estabelecer metas. Além disso, as professoras se beneficiam por meio de um fortalecimento e estruturação de seu sistema pedagógico, já que sua gama de atuação será ampliada para outros tipos de metodologia de ensino e formação. Em parceria com a UNIFEI e funcionando nas instalações da INCIT, o Núcleo de Desenvolvimento de Produtos que vem auxiliando as empresas incubadas em seu processo de desenvolvimento de produtos (PDP) e os projetos em fase pré-incubação. A parceria vem possibilitado acesso ao laboratório de prototipagem da universidade, para realização de peças de amostras que possam ser encaminhadas aos fornecedores e, desta maneira, facilitar a visualização do produto ao invés de recursos eletrônicos de computador. Além disso, o NDP tem estudado a metodologia e a ferramenta mais adequadas para o desenvolvimento de produtos das empresas, de acordo com as técnicas de vários autores reconhecidos na literatura, de forma que atendam às necessidades dos empresários e, dessa forma, possibilitar maior sucesso de seus empreendimentos orientados para a sua demanda de mercado. Os principais resultados para a INCIT têm sido compartilhar as lições aprendidas em PDP e consolidar as empresas em gestão, mercado, pesquisa e desenvolvimento. Para a UNIFEI, os resultados são as publicações científicas, pesquisas de iniciação cientifica e dissertações de mestrado, contribuindo para o projeto de doutorado em Engenharia de Produção,


o primeiro de Minas Gerais. Já para a sociedade, os resultados são compartilhar com as demais incubadoras de Minas e do Brasil e até do exterior a aplicação de abordagens e técnicas inerentes ao PDP, além de contribuir para o fomento e criação de empresas tecnológicas sustentáveis. Podemos destacar ainda a parceria da INCIT com uma das empresas Júnior da UNIFEI, responsável pelo restaurante acadêmico – a RA Júnior. Essa parceria, tornou o restaurante um

Presença da incubadora nos programas de sustentabilidade local, estadual e nacional

A atual administração ratificou o apoio ao Sistema de Inovação e Empreendedorismo de Itajubá (SIEI), uma proposta de integração de todas as ações de estímulo à inovação e à cultura empreendedora no município. Nesse âmbito, há uma clara direção em manter o apoio às micros e pequenas empresas: é um fator estabilizador do mercado e, sendo elas tão diversificadas, é necessário garantir esse apoio para ampliar a oferta de trabalho no município. Com o apoio à incubação e preparação de empresas, Itajubá prioriza o desenvolvimento saudável, oferecendo assistência às iniciativas dos empreendedores. Particularmente a incubação de empresas tem sido ferramenta inerente ao Sistema de Inovação e Empreendedorismo de Itajubá (SIEI). São ações de incentivo para que elas sejam direcionadas ao Parque Científico e Tecnológico. Nesse sentido, e de estimulo às MPEs, mantém-se os programas de capacitação com o objetivo de orientar nossos cidadãos para uma postura empreendedora e que resulte na criação de novas pequenas empresas; a sala do empreendedor (para orientação e acompanhamento desses empreendimentos); a Lei Geral da Microempresa e Empresa de Pequeno Porte no Município de Itajubá (Lei nº 2712); reativação do Conselho Municipal de Ciência, Tecnologia, Inovação e Empreendedorismo de Itajubá (COMCITIE).

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013

laboratório de práticas do curso de Administração da universidade, o que vem possibilitando aos gestores-alunos um grande aprendizado e formação empreendedora. Totalmente gerido por alunos dos diversos cursos, é acompanhado pela equipe técnica da INCIT, que o tem como uma “empresa incubada”. Esse modelo tem sido referência para as demais universidades da região.

Ações do SIEI

• • • • • • • •

Capacitação empreendedora em todos os níveis sociais em parceria com as instituições de ensino; Orientação e acompanhamento a empreendedores e empresários; Capacitação profissionalizante; Oferta de áreas a título de permissão de uso, para instalação e ampliação de empresas oriundas das incubadoras; Desburocratização na abertura de empresas, estímulo para empreendedor e apoio às empresas nascentes de base tecnológica e/ou tradicionais; Incentivo à formação de cooperativas; Formalização de profissionais autônomos; Diagnóstico da oferta de empregos, serviços e produtos do município.

31


Dentro desse sistema, a INCIT participa das iniciativas de capacitação ofertando o curso de formação empreendedora, com uma carga horária 80 horas, com o tema “Capacitar para uma oportunidade”; é uma metodologia pautada na utilização de recursos capazes de envolver os participantes e apresentar as mudanças e novos modelos de desenvolvimento e os conceitos e práticas sobre o mundo dos negócios, com disciplinas de empreendedorismo, plano de negócios, orientação e acompanhamento pós curso, com cursos profissionalizantes, assessoria e consultoria. O objetivo fim é despertar interesses e ensinar aos participantes como se adaptar as novas condições para uma vida profissional, por meio do desenvolvimento das características do comportamento empreendedor. Em destaque, esse curso vêm possibilitando:

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013

• • • • • • •

Capacitar trabalhadores que perderam o emprego em função da crise econômica para novas oportunidades de trabalho e geração de renda; Disseminar a cultura empreendedora no município; Estimular a mudança de comportamento do cidadão de mero trabalhador para trabalhador empreendedor; Orientar e acompanhar o empreendedor na criação e desenvolvimento de micros e pequenas empresas; Uma oportunidade de curso para os servidores públicos municipais, em especial das Secretarias Municipais de Administração e Assistência Social; Complementar os serviços de atendimento da Sala do Empreendedor; Promoção da interação entre as ações do Sistema Integrado de Empreendedorismo e Inovação (SIEI) como um programa permanente de estímulo à geração de trabalho e renda;

Atualmente, é aberto a todos os cidadãos e aos que buscam o Sistema Nacional de Emprego, e ou a qualquer cidadão que queira se capacitar para explorar uma oportunidade que possa melhorar sua condição de renda.

Participação da incubadora na estruturação de polos, parques tecnológicos, APLs ou projetos de desenvolvimento regional Principal instrumento dos programas de incentivo à formação de empresas no município, a INCIT vêm graduando pelo menos três empresas de base tecnológica por ano, que oferecem pelo menos 50 postos de trabalhos diretos cada uma. Inauguração do PCTI reuniu autoridades em Itajubá (à esq.) e projeto urbanístico do parque (à dir.)

Conforme mencionado anteriormente, o grupo de empresas de TIC, denominado RETIC, e a INCIT estão promovendo discussões com entidades representativas – SEBRAE e governo – para finalizar estudos para a criação do APL de TIC em Itajubá e região. Ainda como instrumento estratégico para atração e fixação de empresas de base tecnológica, o maior empreendimento em construção no município e região que é o Parque Científico e Tecnológico (PCTI), um projeto concebido para abrigar empresas, mas um novo conceito de ocupação urbana. A INCIT tem sua participação como membro permanente do comitê gestor e principalmente graduando empresas para seu povoamento.

• •

32

• •

O PCTI está em pleno funcionamento, onde já foram investidos R$ 30 milhões pelos governos Federal e Estadual, através de suas agências, e Municipal. Algumas etapas já foram concluídas, a saber: Finalização da Fase I com as instalações totalmente equipados dos Centro de Estudos, Investigações e Inovação (CEII), de Eficiência Energética; Qualidade de Energia, Compatibilidade Elétrica e Redes Inteligentes; Biomaterias, e Condomíno de Empresas e incubadora INCIT; Aquisição de área, 2,8 milhões de metros quadrados e projeto de viabilidade, ubanização e projetos dos primeiros edifícios da Fase II; Estudos para implantação do Centro de Tecnológico de Helicópteros (CTH),


um empreendimento patrocinados pelas entidades MDIC, ABDI, UNIFEI, HELIBRAS, SECTES, SEDE, SDR, FAPEMIG, MCT, MEC, MD, SAE, FINEP, BNDES. Esse projeto prevê o funcionamento de três CEII,s relacionados à tecnologia aeronáutica, núcleos de formações e núcleos de pré-incubação e incubação de empresas pela INCIT.

Principais contribuições da incubadora para o desenvolvimento local/regional Está no escopo de atuação da INCIT, e é o seu propósito, a geração de renda e de postos de tra-

balho, e por fim, promover e fomentar as atividades de empreendedorismo no município e região – nos últimos anos, essa missão vem sendo cumprida com o apoio para a transformação de Planos

de Negócios em empresas em pleno crescimento.

Os resultados obtidos até a presente data estão impactando econômica e socialmente no município, e que podem ser enumeradas como: • Na geração de postos de trabalho, com geração de renda da população local; • No fomento de Empresas de Base Tecnológica (EBT) que apresenta em seu quadro, profissionais com renda elevada e atividade intensiva em tecnologia; • Na formação de cadeias de alto valor agregado, com a inserção de produtos inovadores; • Na absorção de serviços de terceiros especializados; • Empresas de base tecnológica comumente atraem potenciais investidores e investimentos; • Geração de novas empresas está abrindo perspectivas para a comunidade acadêmica do município; • Empresas incubadas estão absorvendo profissionais especialistas sendo, em sua maioria, engenheiros mestres e doutores; • Ações da INCIT fizeram com que outras empresas busquem Itajubá para fazer negócios e a instalarem no município. Ainda gerando impacto na sociedade, alguns resultados obtidos a frente desse projeto como:

• • • • • • •

Prestação de serviços à comunidade, com curso de capacitação, e formatação de Plano de Negócios e estudos de viabilidade; Incubadoras e empresas contempladas em diversos editais de fomento (FINEP, FAPEMIG, CNPq e SEBRAE), com recursos não reembolsáveis da ordem de R$ 28 milhões, somado aos recursos de fundos de investimentos de aproximadamente R$ 5 milhões; Atração de fundos de investimentos, com recursos para alavancar nossas empresas; 23 Empresas incubadas e 21 graduadas, gerando aproximadamente 400 postos de trabalhos; Impostos gerados; Elemento catalisador do Parque Científico e Tecnológico de Itajubá, um dos três empreendimentos incentivados como política de desenvolvimento do Estado de Minas Gerais; Neste período ainda foram desenvolvidos mais de 106 produtos/serviços inovadores, em sua maioria com proteção intelectual depositada.

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013

As atuais empresas já estão demandando espaço para seu crescimento, a ser ocupado na segunda fase do PCTI. De outra forma, as empresas incubadas e graduadas fazem parte de uma ampla cadeia tecnológica, que demandam serviços e insumos de diversas outras empresa da região, como o APL eletro-eletrônico do Sul de Minas.

Verifica-se, então, que a INCIT contribui para o desenvolvimento local e a geração de emprego, renda e arrecadação impostos é somente consequência da ação mais abrangente da incubadora como instrumento catalisador do processo de desenvolvimento local e regional que lhe cabe.

Mecanismos de acompanhamento do impacto da incubadora na região Gerida por dois conselhos, um Estratégico e um Diretor, que são compostos por representantes das

instituições do município, parceiras do programa, que dentre outras funções, apoiam a gerência nas questões operacionais e estratégicas e relacionadas à boa condução da incubadora. Nessa oportunidade são apresentados os resultados alcançados através de indicadores, como: quantidade de empresas incubadas; quantidade de empresas graduadas; número de empregos gerados; faturamento anual das empresas e impostos gerados. Ainda se discute os impactos que a incubadora vem atingindo em seu meio, bem como se verifica a eficácia do programa, além de conhecer o planejamento das ações futuras a serem realizadas.

33


Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013

Gestores das incubadoras do Estado durante encontro da Rede Mineira de Inovação

De outra forma, a incubadora está presente e contribui para que o ambiente de empreendedorismo e inovação seja fortalecido e com impactos diretos na região. Podemos destacar que a participação da incubadora faz parte do ambiente de Inovação e Empreendedorismo de Itajubá, fazendo parte do grupo gestor de implantação do Parque Científico e Tecnológico de Itajubá, contribuindo ainda com empresas graduadas, atendimento a empreendedores candidatos à instalação na PCTI, atração de investidores, incluindo empresas de capital empreendedor. Ainda pode-se destacar que todos os parceiros participam da pesquisa periódica de satisfação prevista no Sistema de Gestão da Qualidade, como mais um processo formal de avaliação do desempenho da atual gestão. Por fim, a divulgação permanente dos resultados e impactos que a incubadora gera no município, através de um programa de divulgação e marketing – com informativos, artigos de jornais e entrevistas – visitas de instituições e palestras proferidas.

Interação e integração com parceiros e instituições Trabalhos em conjunto com outras incubadoras: Desde o início das discussões promovidas

pela ANPROTEC/SEBRAE de implantar o modelo de referência CERNE, a INCIT vem participando dos workshops e, juntamente com as demais incubadoras afiliadas à Rede Mineira de Inovação, o SEBRAE-MG e Secretaria de Ensino Superior, Ciência e Tecnologia do Estado de Minas Gerais (SECTES) anteciparam os trabalhos e formaram um grupo de trabalho para revisar e propor e difundir, os melhores sistemas e práticas de gestão de incubadoras. Essa iniciativa formulou um manual com as melhores práticas e está contribuindo para que todas as incubadoras afiliadas à RMI possam adequar seus modelos e processos e estejam preparadas para obter a certificação CERNE 1 como nível de maturidade.

Geanete Dias recebe visita de representante da CITeB – Centro de Inovação e Tecnologia de Biguaçu, de Santa Catarina (à dir.)

Interação com outras incubadoras: Por meio do edital SEBRAE/ANPROTEC 01/2011 – Aplicação do Modelo CERNE, a INCIT, como NUCLEADORA, será referência para implementação do modelo e dará apoio estratégico às incubadoras nucleadas ORIGEM, da cidade de Itabira (MG) e INDETEC, de São João Del Rei (MG). Devemos destacar ainda que o modelo de gestão da INCIT ainda tem sido modelo para as incubadoras: INCEVS, de Pouso Alegre (MG); Incubadora da UFLA, de Lavras (MG); incubadora em formação na cidade de Alfenas, em parceria com a Universidade de Alfenas (UFAL); incubadora em formação SENAC, de Poços de Caldas (MG); incubadora de Biguaçu, na grande Florianópolis (SC). Recentemente a INCIT foi visitada pelos gestores e líderes à frente de programas CITeb, da cidade de Biguaçu. O objetivo da visita foi trocar experiências sobre os processos de gestão das incubadoras.

34

Interações para troca de experiências e transferência de conhecimento: em agosto de 2012, a INCIT recebeu a delegação da UFOP (Universidade federal de Ouro Preto), da cidade de São Gonçalo do Rio Abaixo, visando conhecer o programa de incubação e suas práticas de gestão. Nesse período a INCIT foi visitada pelos executivos da empresa americana Boeing, que vieram identificar futuras parcerias e negócios com as empresas incubadas. Ainda é oportuno destacar que a


INCIT desenvolve seus trabalhos com apoio do SEBRAE Estadual e Nacional, disponibilizando sua estrutura consultiva para as empresas incubadas e incentivando a participação dessas empresas em seus programas de Clínica Tecnológica e Rodadas de Negócios. Desde sua criação, a INCIT vem participando ativamente do movimento de incubadora, sendo afiliada à ANPROTEC por intermédio de sua parceria UNIFEI. No âmbito estadual, a incubadora é afiliada à Rede Mineira de Inovação (RMI) desde sua criação e vem contribuindo ativamente nas discussões estratégicas para o crescimento dessa rede e contribuindo com as demais incubadoras afiliadas, repassando metodologia e replicando casos de sucesso.

vessem vocação e capacidade de contribuir para a política de interiorização do desenvolvimento socioeconômico, com a estratégia de atração de empresas intensivas em conhecimento e de centro de pesquisas, com a potencialização da região do Sul de Minas como rota tecnológica e arranjo produtivo em tecnologias e, sobretudo, com a geração de trabalho e riqueza. Desta forma foram estabelecidas, pelas entidades, ações que compõem o Sistema Local e Regional de Ensino e Pesquisa, onde se situam as escolas de nível superior e as universidades instaladas no município, o Sistema Municipal de C&T, capitaneado pelo SIEI, o Sistema de Formação de Empreendedores com a formação empreendedora em todos os níveis, prevista nas grades curriculares das instituições de ensino, juntamente com os programas de pré-incubação, do Programa de Geração de Empreendimento, no qual a INCIT é instrumento estratégico, e do sistema estadual de C&T&I, com o Parque Científico e Tecnológico de Itajubá (PCTI). Dando ênfase à incubadora, devemos dividir sua existência em duas fases: Fase Inicial 2000 a 2005 Criação da incubadora de empresas de base tecnológica como elo estratégico no programa de geração de empreendimento Fundada em 14 de abril de 2000, por entidades do governo federal, estadual e municipal, as instituições de ensino da cidade de Itajubá e associações de classe como um instrumento que muito iria contribuir como o programa de geração de empreendimento. Durante o período de 2000 a 2005, a incubadora passou por diversos desafios, principalmente no que se refere à sua formatação de um modelo gerencial para dar suporte como uma “empresa” geradora de empresas de base tecnológica. Outro desafio foi manter sua credibilidade perante os parceiros financiadores, uma vez que os resultados eram insuficientes e pouca relevância para contribuir para o programa de geração de empreendimento previsto. Também havia uma desintegração dos demais sistemas e com poucas ações como: a) nenhuma participação e promoção de programas de empreendedorismo no município; b) poucas ações de sensibilização e prospecção de projetos e empreendedores; c) processo de seleção de projetos inadequado; d) poucas empresas incubadas, com grande potencial de serem desligadas; e) equipe gestora reduzida, dentre outras.

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013

Perspectivas Futuras O ambiente de inovação e empreendedorismo de Itajubá se formou ao integrar elementos que ti-

Essa condição não só não contribuía com o programa de geração de empreendimentos, como colocava em dúvidas os demais, por exemplo, a viabilidade de um parque tecnológico e os sistemas de formação empreendedora. Fase de relançamento e consolidação – de 2005 aos dias atuais Revisão do modelo organizacional e referência no Estado de Minas Nesse período houve efetivamente sua alavancagem com uma nova fase de crescimento e consolidação. A mudança da equipe gestora, com apoio irrestrito dos atuais parceiros, pode efeti vamente conduzir o programa e fazer cumprir sua missão. Já no primeiro ano, realizou-se uma grande reestruturação visando, sobretudo, conduzir a incubadora de forma profissionalizada.

35


Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013

Novo prédio da INCIT (à esq.) e fachada da antiga sede da incubadora (à dir.)

Ao assumir a nova gestora, buscou-se ampliar a visibilidade da incubadora com uma ampla reforma geral de todas as formas de comunicação com seu público, desde revitalização da logomarca institucional, passando pela atualização das mídias impressas e sites e aproximação de seu público com intensa exposição do programa. Essas ações trouxeram um ganho expressivo na procura pela incubadora, atingindo um índice de 400% de crescimento no atendimento aos pesquisadores/empreendedores em relação ao período anterior. Com o objetivo de dar mais credibilidade ao programa, tornando-os mais atrativos, e melhorar seu posicionamento junto a seu público e parceiros, investiu-se em reforma estrutural, reforma do prédio, aquisição de novos equipamentos e, principalmente, na ampliação no quadro de colaboradores, com a contratação de assessorias técnicas dedicadas às empresas e a gestão da incubadora. Com isso foi possível estabelecer metas crescentes quantificadas como:

• • • • •

• •

Ampliar a capacidade de incubação de 6 para 12 empresas incubadas. Posteriormente, para 20 nas novas instalações dentro do PCTI. Atualmente são 23 empresas incubadas, com aproximadamente 180 pessoas trabalhando. A meta é de 25 empresas incubadas ao final de 2013; O número médio de projetos por vaga tem sido de 6 Planos de Negócios por vaga, considerando um edital para seleção de projetos por ano. A INCIT tem sido ponto de referência para orientação e assessoramento para o desenvolvimento de ideias em estudo de viabilidade e plano de negócios. Dentro do sistema de sensibilização, a equipe da INCIT está presente em todas as inciativas relacionadas ao empreendedorismo e à inovação como: concursos de plano de negócios; Meu Primeiro Emprego; seminários, empresas júniores, minicursos, workshops, palestras, Semana Global de Empreendedorismo etc. Fortalecimento do programa de incubação com a intensificação das assessorias e consultorias aos pesquisadores/empreendedores incubados. Meta atingida com a renovação dos convênios de fomento que auxilia nesse apoio e com a determinação dos parceiros em ampliar a equipe de assessores que atuam com dedicação parcial em dedicação permanente. As empresas incubadas vêm obtendo êxito na captação de recursos não reembolsáveis, via editais de fomento, de aproximadamente R$ 17 milhões. Recursos importantes para viabilizar o desenvolvimento dos produtos/soluções dessas empresas nascentes, o que vem reduzido risco tecnológico e, sobretudo, se viabilizando no mercado. Atualmente existem dois casos de sucesso de fundos de investimentos associando a empresas da INCIT – e está em processo de finalização mais dois casos. Ampliação do atendimento para desenvolvimento de Planos de Negócios, dos proponentes a uma vaga na incubadora. Objetivo alcançado, e inserido no sistema de sensibilização, qualificação e seleção.

Os empreendedores são permanentemente convidados e premiados em eventos nacionais de relevência, o que vem contribuindo para fortalecer a incubadora perante seus parceiros e, sobretudo, atraindo novos empreendedores. Em destaque os principais:

• •

36

Empresa 3E estabeleceu parceria com a BG Group, segunda maior petroleira privada no país, para pesquisa e desenvolvimento no programa de eficiência energética. A TR Soluções teve artigo científico vencedor no X Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica (SENDI), no Rio de Janeiro, em outubro de 2012. Essa mesma empresa foi contratada pelo Conselho dos Consumidores da Cosern (Companhia Energética do Rio Grande do Norte) e apontou a possibilidade de a tarifa de energia daquele estado uma redução média de 11,06% este ano.


A empresa B2ML, graduada da INCIT, vem mantendo contato com o governo francês para realizar parcerias comerciais com empresas francesas. Também teve aprovado preliminarmente um projeto de inovação tecnológica junto à FINEP, angariando recursos não reembolsáveis de mais de R$ 700 mil. O objetivo é criar uma solução de realidade virtual para o treinamento de atletas paralímpicos e promover a inclusão social das pessoas com deficiência. Destaque para a empresa Keeplay, que fornece o programa Academon pra diversas escolas da região de Sul de Minas. Desenvolvido para melhorar o desepenho de alunos da rede estadual de ensino na prova PROEB, já possui cerca de 6 mil usuários. Com o Academon, os alunos passam a se interessar mais pelas matérias, uma vez que, para poder jogar, eles devem acumular pontos através de simulados da prova PROEB. O programa oferece ainda economia financeira e ambiental a longo prazo, além de um estudo dinâmico, com estatísticas e tabelas interativas para acompanhar o desempenho dos alunos ao longo das provas. A empresa Safe Trace, finalista do Prêmio Socioambiental Chico Mendes, procura focar em práticas que, em sua essência, promovam o bem-estar social com respeito ao meio ambiente. Assim, divulga ações pautado em critérios como solucionática, criatividade, eficácia, viabilidade e replicabilidade, assim, revelar ao país, através de um evento de grande porte e requinte, exemplos de solução de conflitos entre desenvolvimento, justiça social e equilíbrio ambiental. Este evento de grande repercussão já é considerado o maior evento socioambiental

brasileiro.

Há ainda outros destaques, como a atração de fundos de investimentos, com a participação de empresas incubadas no Invest Vale e no Invest Minas, e na efetiva participação para o sucesso do no SEED FORUM Inovar FINEP. Esfoços também no assessoramente às empresas incubadas na elaboração de planos de comercialização e prospecção de mercado. Ainda diretamente para apoiar as empresas a aquisição de equipamentos e suporte e na construção de um laboratório de desenvolvimentode hardware em eletrônica e um laboratório de sofware, esses com apoio fundamental do CNPq, via edital. Constante tem sido esses esforços para prospecção de novos negócios e parcerias com empresas da região e entidades de classe, as ações de marketing para as empresas incubadas, com maior veiculação na mídia e missões externas nacionais e internacionais. Visando adequação do programa com vistas à sustentabilidade, a submissão de projeto junto ao MCTI, caracterizando a INCIT como uma ICT, podendo as empresas incubadas usufruirem dos benefícios da Lei de Informática. Podemos citar ainda ariação do curso Educação Empreendedora para Todos, implantação do Prêmio Empresa do Ano; participação ativa da incubadora e das empresas incubadas em eventos de empreendedorismo, parceria ativa com as pré-incubadoras existentes nas instituições de ensino de Itajubá. O que torna a INCIT merecedora do Prêmio de Incubadora do Ano de 2013 é pelos resultados alcançados e impactos que vem promovendo no município e região:

• • • •

Nos últimos três anos, foram criados aproximadamente 400 postos de trabalho, com um faturamento das empresas incubadas e graduadas, nos últimos três anos, de aproximadamente R$ 60 milhões, com geração de impostos. Mais de 106 novos produtos e serviços lançados. Atração de recursos de fomento e venture capital de aproximadamente R$ 28 milhões diretamente às empresas. Investimentos de aproximadamente R$ 30 milhões por parte dos governos, Federal, Estadual e Municipal para viabilizar a incubadora, o Condomínio de Empresas, laboratórios na Fase I e dos projetos, estudos de viabilidade, aquisição de áreas do PCTI.

Por fim, a INCIT tem hoje um sistema de gestão consolidado, o que garante sua sustentabilidade para o futuro e, principalmente, por contribuir efetivamente para que o ambiente de inovação e empreendedorismo de Itajubá seja hoje uma realidade e destaque no Estado de Minas.

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013

Projeto do Condomínio de Empresas, previsto para a Fase II do PCTI

37


PERFIL DE QUATRO EMPRESAS

2 incubadas e 2 graduadas

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013

Empresa Incubada 1

Ventrix Roberto Castro Júnior Razão Social: Ventrix Indústria e Comércio Ltda. - EPP Nome Fantasia: Ventrix Health Innovation Data de constituição: 10/02/2010 Endereço: Av. BPS, 1303 - PCE - Sala 01/02 - Pinheirinho Itajubá - MG - CEP: 37500-903 Composição societária: Roberto Castro Júnior - 100% CNPJ: 11.538.633/0001-74 Empreendedores e contatos: Roberto Castro Júnior - roberto@ventrix.com.br/(35) 3629-1621 Data de entrada na incubadora: 14/06/2010 Data de saída ou data prevista de saída: junho/2015 Área/Setor de atuação: Equipamentos Eletromédicos - humanos e veterinários

Dados Gerais • Número total de empregos gerados (nos últimos 3 anos) • 2010 – 04 • 2011 – 06 • 2012 – 14 • Faturamento total no ano anterior (nos últimos 3 anos) • 2010 – R$ 290.323,83 • 2011 – R$ 414.483,96 • 2012 – R$ 443.061,28 • Estimativa do faturamento total para este ano: R$ 1.000.000,00 • Valor total recolhido de impostos (nos últimos 3 anos) • 2010 – R$ 18.871,05 • 2011 – R$ 26.941,46 • 2012 – R$ 30.677,59 • Investimentos totais nos últimos doze meses: R$ 182.325,00

38

Percentual do faturamento Investido em P&D no último ano fiscal • 2010 – 32% • 2011 – 52% • 2012 – 56%


• Participação da empresa no mercado (percentual que detém do mercado em que atua, diferencial em relação aos concorrentes, estratégias comerciais, etc) O formato de comercialização de venda e/ou aluguel é também um diferencial na maneira de comercialização dos produtos da Ventrix. Além disto, a Ventrix pode fornecer também laudos de ECG, Teste Ergométrico e segunda opinião para tratamento de feridas, por meio de centrais médicas contratadas, como por exemplo, o Instituto de Coração de São Paulo - INCOR. Os concorrentes da Ventrix são empresas tradicionais fornecedoras de equipamentos médicos e prestadores de serviço em telemedicina. Um diferencial da Ventrix é sua atuação nesses dois segmentos, sendo a única empresa nacional a atuar desta maneira. O Cardiofit concorre mais diretamente com duas empresas nacionais, fornecedoras de eletrocardiógrafos (Micromed e TEB), com o diferencial de que o Cardiofit possui ECG de Repouso e Teste Ergométrico em um único produto, preço mais acessível e opção de emissão de laudos, se necessário. O Curavac é a única opção financeiramente acessível no mercado nacional para tratamento de feridas complexas com vácuo. O desenvolvimento de rede de distribuição e revenda terceirizada para a comercialização dos produtos destinados ao uso médico-hospitalar é fundamental para a entrega de produtos nesse mercado, no qual a visita e o contato pessoal é relevante para o fechamento de negócios. A participação em processos licitatórios e pregão eletrônico dever ser realizada diretamente ou com intermediários, uma vez que este canal tenha sido inicialmente trabalhado. A característica de prestação de serviços de laudos do Cardiofit, bem como das outras iniciativas de prestação de serviços em telemedicina, apresenta bons resultados com anúncios patrocinados na Internet (Google Adwords) por atingir em especial empresas de medicina ocupacional e outros clientes em potencial para este tipo de serviço. A comercialização do Curavac requer a contratação de representantes próprios da empresa, com conhecimento e experiência na comercialização de produtos para estomaterapia e tratamento de feridas em geral e, preferencialmente, com conhecimento no produto concorrente importado. Devido ao alto preço do concorrente, o curativo a vácuo, apesar de sua eficácia, é pouco utilizado e conhecido no mercado nacional, o que requer um investimento maior no convencimento do uso da solução e cadastramento da solução junto a hospitais, empresas de home-care e administradoras de plano de saúde. • Relação com a Universidade e/ou instituição de pesquisa A Ventrix mantém uma sólida relação com Universidades e/ou instituições de pesquisa. A Ventrix participa atualmente de um projeto financiado pelo FINEP/SEBRAE tendo como convenente a Universidade de São Paulo (USP) e executora a Escola Politécnica da USP. O Convênio destina-se à execução do Projeto intitulado “Sistema de Monitorização Médica Remota 24 horas de ECG de 12 derivações por meio de eletrocardiógrafo miniaturizado via Dispositivo Celular Digital”, comercialmente denominado iECG. O projeto encontra-se em fase de conclusão e, na sequência, será submetido para avaliação clínica, com aprovação em

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013

• Principais produtos, serviços ou processos da empresa No início, a Ventrix dedicou-se ao desenvolvimento de uma solução de telemedicina denominada Cardiofit, destinada à realização de eletrocardiogramas e testes ergométricos com transmissão de exames e laudos por meio de servidor dedicado de Internet. A seguir, a Ventrix lançou uma versão veterinária desta solução denominada Cardiofit VET. Atualmente essas duas soluções e um licenciamento exclusivo da Universidade de São Paulo (USP), batizado de Curavac, adquirido em 2010, para tratamento de feridas complexas e segunda opinião à distância, são os principais produtos comercializados pela empresa. • Caráter inovador do produto, processo ou serviço O Cardiofit é um sistema para realização de eletrocardiograma e teste ergométrico digital com transmissão automática de exames e laudos por meio da Internet. O sistema está concebido para trabalhar em servidores em nuvens e, atualmente, é o único que atende integralmente o Código de Ética Médico, com a segurança necessária para preservação dos dados do paciente. Esse sistema pode ser instalado de maneira totalmente distribuída, com 18 módulos de software em nuvem. Também pode ser instalado em uma rede interna ou em um único computador. Com este produto, é possível atender localidades em que não existem médicos cardiologistas disponíveis para laudar exames, fornecendo um laudo à distância em menos de 5 minutos, melhorando a qualidade de vida da população e evitando deslocamentos desnecessários. O Curavac é um sistema para tratamento de feridas complexas e segunda opinião à distância que utiliza o vácuo hospitalar. Apesar desta tecnologia já ser conhecida internacionalmente, a Ventrix foi a primeira empresa nacional a disponibilizar o método. Além disto, o kit de curativo internacional custa em média R$ 6 mil por semana, enquanto que o kit nacional, fornecida pela Ventrix custa R$ 250,00 no mesmo período. Isto permite que este sistema seja utilizado na saúde pública, beneficiando milhares de pacientes em todo o país. Como trata-se de uma tecnologia relativamente nova, a Ventrix incorporou um sistema de segunda opinião ao método, via WEB, para conseguir orientar os locais mais distantes no uso desse sistema.

39


Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013

comissão de ética, junto ao Hospital do Coração de São Paulo - HCOR. A Ventrix também é a única licenciada pela Universidade de São Paulo para comercialização do CURAVAC, já descrito acima. Ainda cabe aqui acrescentar que a Ventrix encontra-se em fase de assinatura de convênio com a UNIFEI (Universidade Federal de Itajubá) e UNIFESP (Universidade Federal de São Paulo) para desenvolvimento de solução para avaliação e análise de Articulações Temporomandibulares (ATM). A Ventrix também mantém relação de prestação de serviços com a Universidade de Marília. • Principais parcerias (comercias, tecnológicas, etc.) Hoje a Ventrix mantém parcerias tecnológicas com o INCOR-SP, Universidade de São Paulo (USP), Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI), Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), Instituto Runner, Instituto Kencis de Medicina e MedSigns. A Ventrix mantém também parcerias de serviço e comerciais com a KardioVet, INCOR-SP, MedSigns, Universidade de Marília, distribuidores e revendas autorizadas.

40

• Outros dados importantes Seu único executivo, Roberto Castro Júnior, é um profissional experiente nas áreas de desenvolvimento tecnológico e administração. Sempre atuou fortemente em pesquisa e desenvolvimento de produtos inovadores. Em sua antiga empresa desenvolveu diversos equipamentos, além de liderar dois convênios com a Escola Politécnica da USP, um deles gerando uma patente conjunta entre as entidades. Ele tem especialização em Administração e mestrado e doutorado em Engenharia Biomédica. É também secretário da Comissão de Estudo ABNT / CB-26 / CE 26:020.01 - Comitê Odonto-Médico-Hospitalar - Aspectos comuns para segurança de equipamento eletromédico e participante ativo da CE 26:020.02 Equipamento eletromédico, responsáveis pela participação ativa na elaboração de Normas Internacionais da IEC e também pela publicação da família de Normas NBR IEC 60601 no Brasil. É “expert” brasileiro de três grupos de trabalho da IEC, o IEC/SC 62A/MT 26 (Medical electrical systems), o IEC/SC 62A-ISO/TC 121/SC 3 - JWG 2 (Joint working group on alarms) e o IEC/SC 62D-ISO/TC 121/SC 3 - JWG5 (Pulse Oximeters), sendo o SC 62A o comitê técnico da IEC responsável pela elaboração e publicação da Norma Geral IEC 60601-1 e suas colaterais e o SC 62D o comitê técnico responsável pela elaboração e publicação das Normas Particulares IEC 60601-2-xx. Também recentemente foi convidado para participar do grupo de revisores da revista Transactions on Biomedical Engineering, do IEEE, a mais importante revista de artigos técnicos da área. A Ventrix já nasceu voltada ao desenvolvimento de novas tecnologias para o mercado, e desde o seu primeiro produto lançado, fruto de intensa pesquisa, já solicitou pedido de patente. Hoje a Ventrix já conta com 5 pedidos de patente de invenção e modelo de utilidade junto ao INPI (PI1001332-6, PI0605409-9, PI0603234-6, MU8502531-3 e MU8502386-8), sendo uma delas em conjunto com a Universidade de São Paulo - USP. A Ventrix também tem hoje o registro de 5 (cinco) marcas junto ao INPI para comercialização segura de suas marcas. Atualmente a Ventrix também está investindo no desenvolvimento de uma solução com previsão de alto volume de venda residencial e hospitalar destinado a prevenção de morte súbitado lactante (SMLS), batizado pela Ventrix por Baby Assist.


Empresa Incubada 2

TR Soluções Nome Fantasia: TR Soluções Data de constituição: 28/04/2011 Endereço: Av. PBS, 1303, Bairro Pinheirinho, Prédio do Condomínio de Empresas do PCTI, Sl 24 e 26 - CEP 37.5002-903 – Itajubá – MG Composição societária: 64% - Paulo Eduardo Steel Santos (Diretor Executivo) 5% - Rodrigo Luiz Mendes Mota (Diretor de TI) 10% - Leandro de Lima Galvão (Diretor) 10% - Rafael Coradi Leme ( sem participação executiva – sócio cotista) 1% - Joana Marins de Andrade Coutinho (Administrativo) CNPJ: 13.567.012/0001-44 Empreendedores e contatos: Joana Marins de Andrade Coutinho joana.marins@trsoluções.com/ (35) 36291-1624 / (35) 4104-0805 Data de entrada na incubadora: 01/09/2011 Data prevista de saída: 01/09/2014 Área/Setor(es) de atuação: Serviços/Setor de TIC e Energia.

Dados Gerais • Número total de empregos gerados (nos últimos 3 anos) • 2011 – 6 • 2012 – 11

• Faturamento total no ano anterior (nos últimos 3 anos) • 2011 – R$ 96.000,00 • 2012 – R$ 518.000,00 • Estimativa do faturamento total para este ano: R$ 750.000,00 • Valor total recolhido de impostos (nos últimos 3 anos) • 2011 – R$ 13.474,17 • 2012 – R$ 69.450,27 • Investimentos totais nos últimos doze meses: R$156.000,00

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013

Os empreendedores Paulo Eduardo e Joana Marins

• Percentual do faturamento Investido em P&D no último ano fiscal: 30% do faturamento investido em P&D e Aporte de sócios em P&D – R$ 40.000,00 • Principais produtos, serviços ou processos da empresa A TR Soluções, empresa de base tecnológica, surgiu da necessidade do desenvolvimento de sistemas de informação que agreguem dados dos setores de energia elétrica e sejam adaptáveis às necessidades específicas dos nossos clientes, além de poderem ser acessados por diferentes tecnologias de comunicação. Os sócios envolvidos no projeto da TR Soluções atuam há mais de 13 anos em pesquisas sobre estrutura tarifária, tratando da consolidação, aperfeiçoamento e o teste das metodologias de cálculo de tarifas de energia elétrica.

41


Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013

42

A TR Soluções desenvolveu para o setor de energia elétrica um SaaS (Software as a Service) denominado Sistema Integrado de Tarifas (SIT). O SIT é composto de quatro módulos, contemplando a estimativa de Reajustes, Revisões, previsões de Fatura e cálculo das Tarifas de energia elétrica. Este sistema é destinado a Grandes Consumidores de Energia Elétrica, Comercializadoras e Distribuidores de Energia Elétrica.

A ideia de estender esse conhecimento aos pequenos consumidores a partir da disponibilização de um aplicativo para rede social surgiu como uma ação para conscientização da população quanto ao uso racional de um bem escasso, a energia elétrica. Com foco no consumidor residencial de energia elétrica foi criado o Oráculuz, um aplicativo gratuito, para uso na rede social do Facebook, que simula e analisa a fatura de energia elétrica dos consumidores residenciais. Com o aplicativo Oráculuz o usuário é capaz de projetar suas despesas com energia elétrica, identificar como o uso dos eletrodomésticos pode explicar a conta de luz, assim como comparar seu consumo de energia elétrica com demais usuários do aplicativo que sejam seus amigos na rede social. O aplicativo ainda sugere dicas de economia de energia (uso eficiente), assim como estima quanto de economia, ou despesa, a troca de algum equipamento poderá acarretar, além de outras funcionalidades, como o cálculo do custo-benefício de se investir na implantação de um sistema de micro geração distribuída (placas fotovoltaicas). • Caráter inovador do produto, processo ou serviço: Caráter Inovador dos Aplicativos

SIT – Sistema Integrado de Tarifas: A solução comercial idealizada para o Sistema Integrado de Tarifas via aplicativo web atualmente é única no mercado. Usualmente os con-


Oráculuz: O Oráculuz é aplicativo gratuito, para uso através da rede social Facebook, que simula e analisa a fatura de energia elétrica dos consumidores residenciais. Com o aplicativo Oráculuz o usuário é capaz de projetar suas despesas com energia elétrica para os próximos 12 meses, identificar como o uso dos principais eletrodomésticos pode explicar sua conta de energia, assim como comparar seu consumo de energia elétrica com demais usuários do aplicativo. O aplicativo também sugere dicas de economia de energia (uso eficiente), assim como estima quanto de economia, ou despesa, a troca de algum eletrodoméstico poderá acarretar, além de outras funcionalidades, como o cálculo do custo-benefício de se investir na implantação de um sistema de micro geração distribuída (placas fotovoltaicas).

Alinhamento com os ecossistemas digitais do programa TI Maior Os produtos desenvolvidos pela TR Soluções estão diretamente ligados ao Ecossistema Digital 5 do

Programa TI Maior, que voltado para Mercado de Software para Energia, que contempla o desenvolvimento de sistemas para auxílio na gestão do negócio, conforme descrito no site do programa TI Maior:

“Os agentes ou as empresas do setor elétrico utilizam pesadamente as empresas de TIC para suporte de sua operação. Similarmente ao que acontece com o setor de telecomunicações, o uso de software é intenso, tanto na gestão operacional (sistemas de operação), na gestão do negócio (ERP- Enterprise Resource Planning) quanto no desenvolvimento de software embarcado nos equipamentos que compõem o primeiro nível de medição, controle e proteção dos sistemas elétricos. Esse uso é intensificado com a onda de modernização do setor elétrico que se anuncia com a denominação de Smart Grid (Redes Inteligentes). Também destacamos que tais sistemas são adaptáveis à geração, transmissão e distribuição de energias provenientes de outras fontes energéticas, tais como eólica, biomassa, etc.” (http:// timaior.mcti.gov.br/interna6.php)

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013

correntes apresentam em relatórios impressos suas projeções de forma determinística e, eventualmente, associam incertezas às suas projeções. No entanto, seus resultados sofrem influências de fenômenos atípicos e/ou modificações de regras regulatórias associadas ao tema. A solução apresentada pela TR Soluções, por ser dinâmica, incorpora rapidamente eventuais atipicidades não previstas. Outro diferencial da solução é a possibilidade do próprio usuário poder inserir suas expectativas de mercado, além de medir o impacto de possíveis alterações da política setorial segundo formulação de hipóteses do próprio cliente. Com isso, é possível que o usuário faça todo planejamento estratégico da empresa, considerando diversos cenários de evolução das tarifas de energia elétrica.

Tecnologias Empregadas nos Desenvolvimentos Pela indiscutível variedade de opções de frameworks, eficiência, escalabilidade e qualidade com-

provada pelo mercado, o sistema foi desenvolvido com um conjunto de ferramentas de código livre baseadas na linguagem Java: • Java Server Faces (JSF) é uma tecnologia desenvolvida na comunidade Java com o objetivo de estabelecer um padrão para a construção de interfaces de usuário para aplicações que executem em um servidor e simplificar o seu desenvolvimento; • PrimeFaces é um conjunto de ferramentas open source desenvolvido para atuar em conjunto com a tecnologia JSF que possui como finalidade ampliar seu conjunto de componentes visuais com novas técnicas e componentes, apresentando integração com Ajax e tornando mais simples o desenvolvimento de interfaces ricas e mais interativas para o usuário final;

43


• •

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013

Para a modelagem e persistência dos dados, foi utilizado o framework Hibernate, que é uma coleção de bibliotecas cuja função é realizar a tradução dos objetos definidos em código para as tabelas do banco de dados relacional; EJB ou Enterprise JavaBeans é uma arquitetura de componentes da linguagem Java do tipo servidor que executa no container do servidor de aplicação. Seu principal objetivo é prover um rápido e simplificado desenvolvimento de aplicações distribuídas, escaláveis, seguras e orientadas a objeto; O PostgreSQL é um poderoso sistema gerenciador de banco de dados objeto-relacional de código aberto. Tem mais de 15 anos de desenvolvimento ativo e uma arquitetura que ganhou com o tempo forte reputação de confiabilidade, integridade de dados e conformidade a padrões. É altamente escalável, tanto na quantidade de dados que pode gerenciar quanto no número de usuários concorrentes que pode acomodar.

Diferenciais• Competitivos do aplicativo Oráculuz O aplicativo explora as relações sociais dos usuários; • • • • •

Demanda o mínimo de informações técnicas relativas aos equipamentos elétricos, explicando a conta de energia do usuário; Fundamenta-se nos hábitos de uso e posse de equipamentos regionais obtidos por um estudo do PROCEL realizado em 2007; Estima despesas futuras com a conta de luz a partir da sazonalização do consumo e de projeções das tarifas de energia elétrica; Permite simular o impacto energético e financeiro da aquisição, substituição e desuso de equipamentos na conta de luz; Em sua segunda fase, o Oráculuz também calculará a emissão de carbono de acordo com o consumo de energia elétrica em sua residência, estimando em quantas árvores o usuário deverá plantar para poder neutralizar essa emissão, entre outras funcionalidades previstas.

Diferenciais• Competitivos do aplicativo SIT Minimização do tempo para cálculo e analise das tarifas de energia elétrica; • • • •

O aplicativo dispõe de um banco de dados com informações a partir de 1999 sobre o mercado brasileiro de energia elétrica; O Banco de dados é atualizado continuamente com informações financeiras e econômicas dos elementos de custo que explicam as revisões e os reajustes tarifários; O usuário pode inserir suas expectativas de mercado, além de medir o impacto de possíveis alterações da política setorial segundo formulação de hipóteses do próprio cliente.; O SIT é desenvolvido por especialistas no mercado de energia que atuam há mais de 13 anos no setor elétrico.

Mercado do Aplicativo Oráculuz O aplicativo Oráculuz é destinado a todas as pessoas conectadas em baixa tensão que tem interesse

em conhecer seu consumo residencial de energia elétrica. Hoje o acesso ao aplicativo é restrito a usuários da rede social Facebook, no entanto, está sendo desenvolvido o acesso para usuários que não sejam integrantes da rede. Com a criação de uma versão do aplicativo para smartphones, espera-se uma ampliação ainda mais do público interessado neste tipo de informação.

Mercado do Aplicativo SIT O público-alvo do Sistema Integrado de Tarifas são os grandes consumidores de energia elétrica,

comercializadoras de Energia, agentes de geração e distribuição de energia elétrica. O sistema também pode ser utilizado também pelas instituições públicas como Ministério de Minas e Energia para estimar o impacto comercial de proposição de novos produtos tarifários. Atualmente no Brasil existem:

44

• • • • • •

641 – Consumidores Livres; 1109 – Consumidores Especiais; 153 – Comercializadores de Energia (CCEE 2010); 534 – Geradores de Energia; 47 – Concessões de Distribuição (ANEEL 2008); 30 – Associações Setoriais (Canal Energia 2011);

Todos estes agentes são clientes potenciais de um sistema voltado para projeção tarifária.


A meta inicial é atender 10,0% do mercado potencial em até quatro anos.

Oráculuz • Internet – através do web site: www.oraculuz.com.br ; • Sistema Web – Utilizando qualquer plataforma móvel o usuário tem acesso à ferramenta, desde que possua uma conta no Facebook. Basta entrar na página do Oráculuz, informar os dados de acesso, que o site direcionará para o aplicativo da rede social; • Futuramente o aplicativo não será restrito apenas a usuários do Facebook, porém usuários fora da rede social não terão o benefício de se comparar com seus amigos. Relacionamento com o Cliente do SIT • O relacionamento com o cliente pré e pós-venda é feito diretamente por especialistas do setor de Energia Elétrica e TI; • A TR Soluções oferece um treinamento básico anual para os usuários do Sistema. Neste treinamento que pode variar de 04 a 08 horas o usuário será capacitado acerca das funcionalidades do SIT (Sistema Integrado de Tarifas), a fim de torna-los aptos a opera-lo. Este treinamento é oferecido após a assinatura do contrato; • O site onde o usuário acessa o Sistema possui um tutorial de perguntas e respostas para auxiliar o usuário na sua utilização; • O contato com a TR Soluções pode ser feito através de e-mail ou telefone em horário comercial. • Relação com a Universidade e/ou instituição de pesquisa: A TR Soluções, empresa incubada, está localizada na fase I do Parque Científico e Tecnológico de Itajubá, dentro da Universidade Federal de Itajubá. O Parque Científico e Tecnológico de Itajubá, PCTI, é um empreendimento liderado pela Universidade Federal de Itajubá, em parceria com Prefeitura Municipal de Itajubá e Secretária de Estado de Ciência e Tecnologia e Ensino Superior de Minas Gerais, tendo sido realizado inicialmente com recursos da Fundação de Amparo à Pesquisa de Minas Gerais, dentro do Programa “Apoio à Implantação de Parques Tecnológicos” do Governo do Estado de Minas Gerais. O Parque Científico-Tecnológico de Itajubá é um projeto estratégico para o Estado no que tange a: • Reforço Científico-Tecnológico da Fronteira Sul do Estado • Estado Líder da Economia do Conhecimento • Modernização do Parque Industrial Mineiro • Interiorização do Desenvolvimento

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013

SIT – Sistema Integrado de Tarifas • Internet – Através do web site: www.trsolucoes.com – o site dá uma visão geral do serviço que é oferecido para o cliente. Através do site o usuário pode fazer simulações de propostas para contratação dos serviços; • Vendas Diretas – Os consultores especializados nas áreas de tarifas e regulação fazem visitas aos clientes para apresentar as funcionalidades e vantagens em adquirir os serviços oferecidos; • Sistema Web – Qualquer plataforma móvel o usuário tem acesso ao SIT (Sistema Integrado de Tarifas) utilizando um login e senha pré-definidos.

A proposta de implementação do PCTI é desenvolver-se sobre os domínios tecnológicos da energia, da eletroeletrônica, tecnologia da informação, software e bioengenharia.

45


Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013

• Principais parcerias (comerciais, tecnológicas, etc.): Comerciais: • ABRACEE – Associação Brasileira de Grandes Consumidores Industriais de Energia, contato Eng. Helder Sousa, http://www.abrace.org.br/; • Renova Energia, contato Eng. Erick Marquardt de Araujo, http://www.renovaenergia.com.br/;

46

Tecnológicas: • INCIT – Incubadora de Empresas de Itajubá; • UNIFEI – Universidade Federal de Itajubá – parceria para P&D da Empresa ; • Sebrae MG ; • Fumsoft – Parceria na implementação do MPS; • SIMMMEI – Sindicato da Indústria de Itajubá e Região; • RETIC – Rede de Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação; • CB2E – Centro Brasileiro de Empresas de Energia ; • Outros dados importantes A TR Soluções iniciou a certificação em Gerenciamento do Processo de Desenvolvimento de Software MPS.Br, Nível G, em junho de 2012 junto a Fumsoft (Sociedade Mineira de Software), tendo previsão de certificação para o final de 2013. Parte dos recursos investidos na Certificação MPS.BR Nível G foram obtidos através do Edital 001/2012 Sebraetec MG.

“A qualificação de processos tem reflexos internos e externos para as empresas. Adotar práticas de engenharia de software alinhadas aos padrões internacionais de produção gera ganhos em produtividade, com a redução do tempo e do investimento nos projetos. Para o mercado, a certificação é um diferencial competitivo, visto pelos clientes como garantia de qualidade dos produtos e serviços oferecidos pelas empresas.” (www.fumsoft.org.br/qualidade/modelo_mpsbr)

A TR Soluções está trabalhando em um projeto de Pesquisa & Desenvolvimento apoiado CNPq através da Chamada N° 17/2012 - RHAE Pesquisador na Empresa / FAIXA A - Projetos Iniciais (Projeto: Impacto das Incertezas nos Elementos de Custos na Formação das Tarifas de Energia Elétrica - 456160/2012-4) no qual tem sido investigado o impacto de cada elemento de custo na formação de preço da tarifa para elaborar um modelo que considere incertezas de previsão. Valor total do projeto: R$ 180.000,00 – Período de Execução 24 meses. A TR Soluções também atua na área de consultoria através de acompanhamento de todas as etapas do processo de revisão tarifária das distribuidoras de energia elétrica e gás natural, desde a definição das metodologias aplicadas até as revisões tarifárias específicas de cada distribuidora. Participação no grupo Gestor da RETIC (Rede de Empresas de Tecnologia de Informação e Comunicação) e APL de TIC de Itajubá. A partir do grande potencial de crescimento do setor de TIC e do apoio de parceiros como o Governo Estadual e Municipal, SEBRAE, SIMMMEI, INCIT, Universidades, RMI e setor privado; empresas de Tecnologia da Informação uniram-se para um trabalho coletivo, reconhecendo a necessidade da cooperação e da colaboração para o avanço e a potencialização da força das empresas do setor. A perspectiva do setor de TIC como agente de transformação social e econômico, além de sua contribuição para o desenvolvimento do País aliados ao potencial de crescimento das empresas do setor são fatores fundamentais para a boa acolhida de seus pleitos junto ao poder público e a sociedade organizada.


Empresa Graduada 1

Amantykir Razão Social: AMTK SOLUÇÕES TECNOLÓGICAS LTDA Nome Fantasia: AMTK Data de constituição: 13/11/2007 Endereço: Av. Padre Lourenço da Costa, 2100, Bairro Santa Rita de Cássia, CEP 37.502-489 – Itajubá – MG Composição societária: Carlos Augusto Silva de Almeida, Diretor Executivo (90%) e Maria de Nazaré Silva de Almeida, sem participação executiva (10%) CNPJ: 09.277.813/0001-79 Empreendedores e contatos: Carlos A. S. de Almeida: carlos@amtk.com.br/(35) 9141-3300/(35)3692-1010 Data de entrada na incubadora: 03/05/2007 Data de saída: 15/02/2011 Área/setor de atuação: Indústria/ Setor de Saneamento Ambiental Indústria/ Setor de Engenharia Civil Indústria/ Setor de Máquinas e Equipamentos

Dados Gerais • Número total de empregos gerados (nos últimos 3 anos)

• 2010 – 4 funcionários registrados, 13 estagiários e 4 terceirizados • 2011 – 6 funcionários registrados, 3 estagiários e 3 terceirizados. • 2012 – 6 funcionários registrados, 2 estagiários e 2 terceirizados.

• Faturamento total no ano anterior (nos últimos 3 anos) • 2010 – R$ 1.088.502,41 • 2011 – R$ 722.216,38 • 2012 – R$ 1.090.906,84 TOTAL – 2.901.625,63 • Estimativa do faturamento total para este ano • Até Junho (Real) – R$ 598.163,71 • Julho – R$ 267.070,50 • Agosto – R$ 323.000,00 • Setembro – R$ 195.500,00 • Outubro – R$ 263.500,00 • Novembro – R$ 263.500,00 • Dezembro – R$ 170.000,00 TOTAL – 2.080.735,00 • Valor total recolhido de impostos, nos últimos 3 anos: • 2010 – R$ 40.905,48 • 2011 – R$ 118.942,80 • 2012 – R$ 115.156,05 TOTAL – R$ 275.004,33

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013

A gerente da INCIT, Geanete Dias, com equipe da Amantykir

47


• Investimentos totais nos últimos doze meses: R$ 71.515,77 • Percentual do faturamento Investido em P&D no último ano fiscal: • 2010 - 8% • 2011 – 16% • 2012 – 15% • Principais produtos, serviços ou processos da empresa

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013

Queimador de Biogás: O Sistema Queimador de Gás fabricado pela Amantykir é projetado para realizar a queima do gás metano (CH4), proveniente dos digestores anaeróbicos de Estações de Tratamento de Esgoto. Possui modelos de 1, 2 ou 3 torres (chaminés), que variam de acordo com a vazão de esgoto da Estação de Tratamento onde ocorre a queima de gases. Cobertura de Leito de Secagem: A Cobertura é uma solução tecnológica para o leito de secagem, que é uma estrutura física utilizada para a desidratação do lodo gerado no processo de tratamento de esgoto. O processo de secagem ocorre através da exposição do material ao sol, antes de sua destinação final. O modelo básico é padronizado, mas a fabricação/instalação é customizada, em função das dimensões dos leitos, da localização geográfica da ETE e de outros fatores específicos. Máquina de Asfalto Pré Misturada a Frio: Equipamento compacto, de fácil manuseio, projetado para atender Prefeituras, Empreiteiras e Construtoras, em reparos de piso asfáltico. Seu uso pode ser estacionário ou móvel, pois permite adaptação à carroceria de um caminhão. Máquinas Balanceadoras Verticais (Linha VBM): Apropriadas para o balanceamento de rotores, em um ou dois planos, em formato de disco, tais como embreagens, tambores de freio, volantes, polias, pneus, entre outros. Possibilitam a medição e correção de peças de maiores diâmetros com pequenos comprimentos sem eixo próprio com capacidade de 10 kg a 300 kg. Máquinas Balanceadoras Horizontais (Linha HBM): Voltadas para o balanceamento de rotores cilíndricos em dois planos, tais como: bombas centrífugas, exaustores; motores elétricos, turbinas, etc. Possibilitam a medição e correção em 2 planos de otores que possuam eixo próprio com capacidade de 200 g a 40.000 kg. Serviços de Retrofitting de Máquinas Balanceadoras: Consiste na restauração de máquinas de balanceamento industriais obsoletas que normalmente operam com capacidade produtiva entre 30% e 50%, apresentam: baixa qualidade de medição, com paradas frequentes e longas para manutenção. A linha VBM representa uma solução para máquinas antigas que apresentam padrão de construção mecânica com boa estrutura. Efetua-se a restauração completa da máquina por meio da atualização tecnológica mecânica, eletrônica, elétrica, pneumática, software, automação e acabamento. Modernização de Máquinas Balanceadoras: Substituição de unidades eletrônicas analógicas antigas e/ou obsoletas por uma nova Unidade Eletrônica de Medição Digital com software embarcado, denominada Unibalance 250. A Unidade eletrônica é composta por um software de tratamento de dados e é compatível com qualquer tipo de balanceadora, de qualquer porte e fornecedor. Apresenta também resultados gráficos e numéricos em uma tela de LCD, demonstrando o desbalanceamento do rotor por meio de valores de ângulo e massa, permitindo fácil percepção e posterior correção pelo operador. Projetos e Serviços de Engenharia: Projetos customizados que visam proporcionar versatilidade para as máquinas de balanceamento, fabricados conforme especificação do cliente. • Caráter inovador do produto, processo ou serviço Queimador de Biogás: A grande inovação deste produto reside na automatização. Assim, a intervenção humana no processo é drasticamente reduzida, garantindo dessa maneira a segurança ao operador.

48

Cobertura de Leito de Secagem: A Cobertura de Leito de Secagem se destaca através do design aerodinâmico (aproveitamento eólico). Dessa maneira, o processo de secagem se torna mais rápido e eficiente. Este produto conta também com um material diferenciado e mais resistente, fato que garante melhor qualidade do produto.


Máquina de Asfalto Pré Misturada a Frio: Compactes e simplicidade são os diferenciais deste produto. Atualmente é inexistente uma máquina de asfalto que trabalha com uma produção tão reduzida. Isto favorece a recomposição do asfalto de pequenas obras executadas por Prefeituras, Empreiteiras e Construtoras.

Retrofitting: Agrega valor aos processos de balanceamento das empresas, sobretudo as de médio e grande porte, pois constituem uma alternativa à aquisição de novas máquinas. Melhorias são alcançadas a partir da adição de tecnologia em mecânica fina, elétrica, eletrônica, pneumática e automação, gerando soluções customizadas e adaptadas às necessidades específicas do cliente. Modernização de Máquinas Balanceadoras: Representa uma solução inovadora e acessível para indústrias de pequeno e médio porte, que normalmente apresentam dificuldades de acesso às novas tecnologias, devido a investimentos limitados. Parcela considerável dessas empresas apresenta unidades eletrônicas de desbalanceamento obsoletas ou de baixa qualidade e produtividade, com tratamento de dados de forma analógica. A modernização ocorre com a substituição direta dessas unidades eletrônicas, independentemente do fabricante da balanceadora, pela Unidade Eletrônica Digital Unibalance 250, proporcionando ganhos de qualidade de medição. • Participação da empresa no mercado (percentual que detém do mercado em que atua, diferencial em relação aos concorrentes, estratégias comerciais, etc): Atualmente o Queimador de Biogás e Cobertura de Leito de Secagem são vendidos para um único cliente, a COPASA – Companhia de Saneamento de Minas Gerais. Devido à ascensão das normas regulamentadoras de meio ambiente, a demanda por produtos que ajudam na conservação do ecossistema está em alta. Devido aos ótimos trabalhos executados pela empresa Amantykir, os referidos produtos estão muito bem posicionados neste mercado, de modo que há uma preferência do cliente em adquiri-los frente à oferta dos outros concorrentes. Já os principais fabricantes de Máquinas e equipamentos de balanceamento industrial que atuam no Brasil são predominantemente de origem estrangeira, e não possuem unidades fabris, atuando através de representações comerciais. Estas empresas internacionais de grande porte fornecem opções de produtos pouco flexíveis, além de incorporar altos custos de importação. A principal concorrente, de nacionalidade alemã, domina cerca de 80% do mercado mundial. Da parcela de concorrentes nacionais, a maioria está voltada para o mercado de pequenas e médias empresas, com pequena participação no mercado, e apresentam dificuldades em atender as exigências das grandes empresas, em especial, aquelas relacionadas à qualidade. Em outros termos, vale dizer que os concorrentes nacionais pouco atuam em mercados que requerem soluções que envolvam maior intensidade tecnológica. A AMANTYKIR utiliza uma estratégia de nicho de mercado, o que significa que a empresa se concentra em determinados segmentos do mercado industrial que apresentam potencial para serem explorados, em virtude de suas necessidades não serem bem atendidas pelas empresas atuais. Atualmente, a empresa participa com menos de 5% do mercado nacional de balanceamento industrial, concentrando seus esforços no setor automotivo de pneus (grandes empresas) e pequenas e médias empresas do ramo industrial.

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013

Linha de Máquinas Balanceadoras do Tipo Vertical e Horizontal: Representa uma opção de alta confiabilidade, visando substituir a importação de máquinas, pois são de fabricação 100% nacional, eliminando a necessidade de estoque de peças e componentes importados especiais. As máquinas de balanceamento são projetadas de forma bastante customizada, permitindo flexibilidade para adaptação de acordo com a gama de rotores a serem utilizados, por exemplo, a fabricação de dispositivos de fixação das peças que se ajustem aos diversos tipos de peças do cliente.

Planeja-se a execução de pesquisas primárias de mercado para prospecção tecnológica e mercadológica, a qual abrange um estudo de campo com finalidade de identificar necessidades dos clientes e demandas dos produtos. Acredita-se que os equipamentos de balanceamento da AMANTYKIR TECNOLOGIA possam constituir uma opção de alta confiabilidade de fabricação nacional capaz de substituir a importação de máquinas, prezando pela customização, robustez e facilidade de uso. A AMANTYKIR procura desenvolver uma vantagem competitiva em relação a esses concorrentes, com os diferenciais de atendimento pré e pós-venda, customização do produto,

49


flexibilidade e preço. As soluções da AMANTYKIR são projetadas tendo em vista as necessidades específicas de cliente, que consideram as diferenciações por porte e segmento da empresa, processo de balanceamento, níveis de automação, etc.

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013

Assim, a estratégia de comercialização da empresa leva em conta as especificidades de cada mercado, prezando por um atendimento personalizado de modo a criar um relacionamento de parceria de longo-prazo com os clientes.

50

• Relação com a Universidade e/ou instituição de pesquisa A comunicação e a construção de relacionamento com instituições de ensino são visualizadas como fator de suma importância para a empresa, tanto para dar suporte à Pesquisa & Desenvolvimento, com aplicação de metodologias, teorias e conceitos, como para a contratação de estagiários de diversas áreas, tais como Engenharia Mecânica, Elétrica, Computação, Automação e Administração. Considerando o caráter multidisciplinar e as especificidades que envolvem os produtos da empresa, a participação da universidade representa um papel crucial como agente de apoio e desenvolvimento no processo de adensamento tecnológico dos Queimadores de Biogás, Cobertura de Leiro de Secagem, Máquinas Balanceadoras e Projetos de Engenharia. Neste sentido, a empresa conta com a colaboração de profissionais com título de mestrado e doutorado, na condução de pesquisas tecnológicas e mercadológicas. • Principais parcerias (comercias, tecnológicas, etc.) A AMANTYKIR mantém parceria com a Incubadora de Base Tecnológica de Itajubá – INCIT, a qual tem concedido suporte no desenvolvimento empresarial através da transferência de conhecimentos empreendedores e de inovação por meio de treinamentos, palestras e consultorias que auxiliam e complementam a formação técnica inicial dos sócios e da equipe gestora. Além disso, há mais de quatro anos, a INCIT fornece o espaço físico e a infraestrutura de apoio para as atividades da empresa. A AMANTYKIR também concentra seus esforços na realização de parcerias com empresas de base tecnológica da região e instituições de ensino, tais como Unifei, Facesm, Universitas e Inatel. Conta também com a colaboração de prestadores de serviço altamente capacitados nas áreas técnicas. O Sebrae, juntamente com o Senai, são parceiros estratégicos da AMANTYKIR, contribuindo através de suas linhas de apoio e financiamento para a execução de serviços de aperfeiçoamento tecnológico e projetos de inovação, além de consultorias, cursos e treinamento.


Empresa Graduada 2

Safe Trace

Razão Social: S afe Trace Indústria e Comécio de Sistemas de Rastreabilidade S/A Nome Fantasia: Safe Trace S/A Data de constituição: 20/01/2006 Endereço: Av. PBS, 1303, Bairro Pinheirinho, Prédio do Condomínio de Empresas do PCTI, Sl 24 e 26 - CEP 37.5002-903 – Itajubá – MG Composição societária: Vasco Varanda Picchi, Francisco Biasoto Neto, Rodrigo Oscar Argueso Gomes de Almeida, Virgílio Paculdino Ferreira e FUNDOTEC II CNPJ: 07.897.701/0001-14 Empreendedores e contatos: Vasco Varanda Picchi - (35) 8431-0709; Francisco Biasoto Neto - (35) 8401-1802 Data de entrada na incubadora: 10/11/2005 Data de saída: 23/12/2010 Área/setor de atuação: Tecnologia de Informação Aplicada no Agronegócio

Dados Gerais • Número total de empregos gerados (nos últimos 3 anos)

Aproximadamente 35 colaboradores prestaram serviços nos últimos 3 anos. Destes, 14 estão atualmente na empresa como empregos diretos, estagiários e indiretos, além de 4 sócios ativos.

Faturamento total no ano anterior (nos últimos 3 anos) • 2010 – Não houve • 2011 – R$ 300.000,00 • 2012 – R$ 500.000,00

Estimativa do faturamento total para este ano: Faturamento de 1 a 3 milhões de reais, somando a Safe Trace S.A e a Safe Trace Café Ltda.

Valor total recolhido de impostos (nos últimos 3 anos): O total pago em impostos municipais, estaduais e federais nos últimos 3 anos foi de R$ 85.172,36.

Investimentos totais nos últimos doze meses: Temos como investimentos no Serviço prestado R$ 38.531,58.

Percentual do faturamento Investido em P&D no último ano fiscal • Projeto Fapemig – R$ 421.653,00 • Projeto Finep – R$ 800.000,00

Principais produtos, serviços ou processos da empresa A Safe Trace é uma empresa dedicada à maximização do valor agregado aos alimentos, através da garantia de procedência e comunicação dos principais atributos aos consumidores, que atua ao longo dos diferentes elos da cadeia de produção de maneira eficaz e auditável.

Caráter inovador do produto, processo ou serviço A Safe Trace é pioneira no processo de Rastreabilidade e domina grande parte do mercado de Garantia de Procedência dos produtos Alimentícios. O serviço prestado pela empresa permite o acompanhamento de toda a cadeia produtiva dos alimentos, pela

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013

O empresário Vasco Varanda Picchi

51


Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013

aplicação da tecnologia de informação, de modo a viabilizar a execução de seu plano de negócios e a melhoria contínua de seus produtos.

52

Relação com a Universidade e/ou instituição de pesquisa A Safe Trace tem o apoio da universidade e instituições de pesquisa, somando parcerias que alavancam seu desenvolvimento e estrutura.

Principais parcerias (comercias, tecnológicas, etc.) Temos como principais parceiros comerciais e tecnológicos o Grupo Carrefour, INCIT (Incubadora de Empresas de base Tecnológica), FAPEMIG (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais), Banco do Brasil Investimentos, FINEP (Financiadora Nacional de Estudos e Pesquisas), FUNCEF (Fundo de Previdência da Caixa Econômica Federal), PETROS (Fundo de Previdência dos funcionários da Petrobrás) e PREVI (Fundo de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil).

Outros dados importantes Em 2008 a empresa alterou sua estrutura de capital para a entrada de novo sócio, passando a ser denominada Safe Trace Indústria e Comércio de Sistemas de Rastreabilidade S/A e se tornando a primeira empresa investida pelo Fundotec II – Fundo de Investimento em Empresas Emergentes Inovadoras - da gestora Fir Capital.


53

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013


54

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013


55

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013


56

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013


57

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013


58

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013


59

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013


60

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013


61

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013


62

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013


63

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013


64

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013


65

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013


66

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013


67

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013


68

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013


Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013

Ações de Comunicação e Marketing

69


70

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013


71

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013


72

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013


73

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013


74

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013


75

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013


76

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013


77

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013


78

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013


79

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013


80

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013


81

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013


Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013

Cartas de Apresentação

82


83

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013


84

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013


85

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013


86

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013


87

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013


88

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013


89

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013


90

Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador - Edição 2013


Itajubรก - Minas Gerais www.incit.com.br


Relatório INCIT