Page 1

Brazileños ARTES VISUAIS

-

CINEMA

-

DANÇA

-

LIVROS

-

MÚSICA

-

TEATRO

SETEMBRO 2015

LE PETIT PRINCE Pág. 10

BANDA UÓ, NARCOS E MTV BRASIL Pág. 34

SIMPSONS BAR E RESTAURANTE Pág. 40

TÃO JOVENS, POR QUE INFELIZES? Pág. 44

PARA COMEMORAR O DIA INTERNACIONAL DA FOTOGRAFIA, HOMENAGEAMOS DOIS FOTÓGRAFOS QUE FAZEM DO COTIDIANO UMA OBRA DE ARTE, DESENHANDO COM A LUZ E ETERNIZANDO HISTÓRIAS DE PESSOAS COMUNS

MÊS DA FOTOGRAFIA Brazileños | SETEMBRO 2015 | 1

pág. 14


facebook.com/agenciabrazilenos

Brazi ~

~

~ Brazilenos

Brazileños | SETEMBRO 2015 | 2

Agência de Comunicação


brazilenos.com.br brazilenos.com.br

~ ilenos Franca Vilarinho - Leonardo Farias - Pablo Luiz - Walkiria Zanatta Franca Vilarinho - Leonardo Farias - Pablo Luiz - Walkiria Zanatta

Brazile単os | SETEMBRO 2015 | 3


ÍNDICE

FACEBOOK.COM/AGENCIABRAZILENOS @AGENCIABRAZILENOS FLICKR.COM/AGENCIABRAZILENOS

PÁG. 14

VAMOS CELEBRAR A FOTOGRAFIA!

PARA COMEMORAR O DIA INTERNACIONAL DA FOTOGRAFIA, HOMENAGEAMOS DOIS FOTÓGRAFOS QUE FAZEM DO COTIDIANO UMA OBRA DE ARTE, DESENHANDO COM A LUZ E ETERNIZANDO HISTÓRIAS DE PESSOAS COMUNS.

LE PETIT PRINCE

PÁG. 10

FILME: SUCKER PUNCH

PÁG. 31

INDICAÇÕES

PÁG. 34

LOCAL

PÁG. 40

EVENTOS

PÁG. 42

TÃO JOVENS, POR QUE INFELIZES?

PÁG. 44

REGISTROS

PÁG. 45

BANDA UÓ NARCOS MTV, BOTA ESSA P#$* PRA FUNCIONAR

Brazileños | SETEMBRO 2015 | 4


FOTO: FRANCA VILARINHO

BRAZILENOS.COM.BR Brazile単os | SETEMBRO 2015 | 5


EDITORIAL Em primeiro lugar, a equipe da Brazileños pede desculpas aos leitores pelo atraso desta edição e também a alguns entrevistados, pois devido a empecilhos algumas matérias não foram concluídas. Mas não deixem de conferir o trabalho de Marcos Antônio Sampaio e Léo Neves, dois fotógrafos brasilienses, apaixonados pela arte que encanta o mundo desde 1839. Cada um com seu estilo, eternizam momentos, roubam a alma das pessoas, registram a história e desenham com a luz, lançando um olhar crítico para os problemas da sociedade. Nossa terceira edição te convida a mergulhar no mundo da fotografia, que é comemorado no dia 19 de agosto. Não esqueça de conferir o evento do mês. O Cine ao Ar Livre no CCBB exibiu filmes de renome do cinema internacional e nacional como Crepúsculo dos Deuses, A Invenção de Hugo Cabret, Terra de Ninguém, 2001: Uma Odisseia no Espaço e outros. Curta o som electrobrega da Banda Uó, dê uma passada pela Crônica, e o livro que indicamos a você é MTV: Bota Essa P#$* pra Funcionar, no qual Caetano Veloso soltou essa pérola no VMB 2004, depois do sistema de som falhar durante sua performance. A MTV e sua equipe contornaram a situação tirando sarro da própria cara. Zico Goes conta a história da MTV Brasil baseado em sua experiência. A série que comentamos nesta terceira edição é o novo sucesso de romance policial da Netflix protagonizada por Wagner Moura, Narcos. E mergulhe também no surrealismo criado por Zack Snyder no longa metragem Sucker Punch – Mundo Surreal. Mas, se você quer sair de casa e não sabe para onde ir, nós te indicamos o Simpsons, um boteco que serve cervejas e petiscos da culinária brasileira imerso ao famoso desenho animado. Está um pouco tarde, mas não perca mais tempo. Sente, relaxe e divirta-se.

EDITORA-CHEFE WALKIRIA ZANATTA

Brazileños | SETEMBRO 2015 | 6

Brazileños EDITORA-CHEFE WALKIRIA ZANATTA EDITORES FRANCA VILARINHO LEONARDO FARIAS PABLO LUIZ DIAGRAMAÇÃO LEONARDO FARIAS PABLO LUIZ DIREÇÃO DE ARTE LEONARDO FARIAS PABLO LUIZ REVISÃO WALKIRIA ZANATTA PESQUISA DE IMAGENS PABLO LUIZ DIRETOR DE REDAÇÃO WALKIRIA ZANATTA MARKETING E PUBLICIDADE LEONARDO FARIAS SUPERVISÃO GERAL WALKIRIA ZANATTA FOTOGRAFIAS FRANCA VILARINHO JORNALISTAS RESPONSÁVEIS FRANCA VILARINHO LEONARDO FARIAS PABLO LUIZ WALKIRIA ZANATTA

Br

~

CONTATO franca.vilarinho@gmail.com (+55) 61 8269-8884 leo.farias.siqueira@gmail.com (+55) 61 9367-7675 pabloluiz9308@gmail.com (+55) 61 81375399 walkzanatta@hotmail.com (+55) 61 8269-8884

~ Brazilenos

~

Agência de Comunicação

UMA PUBLICAÇÃO DA AGÊNCIA BRAZILEÑOS

BRAZILENOS.COM.BR FACEBOOK.COM/AGENCIABRAZILENOS TWITTER E INSTAGRAM: @AGENCIABRAZILENOS


FOTO: FRANCA VILARINHO

Brazile単os | SETEMBRO 2015 | 7


Brazile単os | SETEMBRO 2015 | 8


Brazile単os | SETEMBRO 2015 | 9


ESPECIAL

POR LEONARDO FARIAS

LE PETIT PRINCE

CAIR NO DESERTO DO SAARA E ENCONTRAR UM GAROTO QUE LHE PEDE QUE DESENHE UM CARNEIRO. CONHEÇA UMA DAS MAIS CLÁSSICAS HISTÓRIAS DA LITERATURA QUE CONQUISTOU CRIANÇAS E ADULTOS DE TODO O MUNDO FACEBOOK.COM/AGENCIABRAZILENOS

Brazileños | SETEMBRO 2015 | 10


IMAGEM: PARAMOUNT PICTURES

BRAZILENOS.COM.BR Brazile単os | SETEMBRO 2015 | 11


ESPECIAL

O

Pequeno Príncipe, de Antoine de SaintExupéry, foi publicado pela primeira vez em 1943, nos Estados Unidos, local onde o autor ficou exilado entre 1941 e 1943. Um mundo cheio de fantasia e questionamentos existenciais fizeram do livro um clássico entre crianças e adultos, apresentando um mundo imaginário comovente e cativante. Antoine nasceu em 29 de junho de 1900, em Lyon, França. Ingressou no Regimento de Aviação de Estrasburgo para cumprimento de seu serviço militar. A mãe financiou as aulas de Antoine para piloto. Sofreu alguns acidentes de avião, sendo que o mais grave foi durante uma missão de reconhecimento em solo francês, em que seu avião foi abatido cai próximo a cidade de Marselha. Morre em 31 de julho de 1944. O alemão Horst Rippert declarou ser o responsável pelos tiros ao avião de Exupéry. Curiosamente, trabalhou como publicitário na Air France, além de escrever textos jornalísticos para jornais. Entretanto, sempre juntou duas vocações extremamente diferentes com harmonia. Segundo Exupéry, ao jornal La Presse, em 1942, com a experiência em aviação, “a profissão delimitou meu dever de escritor”. O dom da escrita aliado ao ver o mundo de um ângulo restrito a poucos ampliou fronteiras em suas palavras e O Pequeno Príncipe demonstra isso da melhor forma possível. O livro conta a história de um aviador, que sofre uma pane no deserto do Saara, por problemas no motor. Lá encontra um garoto que dizia: “Por favor... desenha-me um carneiro”. Com o passar do tempo, o aviador vai descobrindo os mistérios

Brazileños | SETEMBRO 2015 | 12


IMAGEM: REPRODUÇÃO

daquele garoto, apenas pela observação de suas colocações. O pequeno príncipe, que vive em um asteroide decide explorar o universo e, após passar por vários locais, cai na Terra, onde encontra o aviador. Durante sua passagem pelo planeta, divaga sobre a vida, com questionamentos profundos sobre nós mesmos. “E o pequeno príncipe disse ao homem: Adultos nunca entendem e é cansativo para as crianças sempre terem que explicar as coisas a eles.” “Todas as pessoas grandes foram um dia crianças – mas poucas se lembram disso.” Mesmo por ser um livro infantil, os adultos também se encantaram pelo personagem elegante de charpe. Talvez seja pela simplicidade ou pela própria reflexão que cada um de nós, automaticamente, faz. A cada trecho lido e pelas aquarelas de traços leves, voltamos a ser crianças. O personagem, ao longo dos anos, saiu dos livros e ganhou variações, do cinema à televisão. O lançamento mais recente, é o filme homônimo, lançado no Brasil em 2015. Dirigido pelo mesmo diretor de “Ku Fu Panda”, Mark Osborne, leva a grande tela a história de uma garota de vida rígida e controlada por regras, que conhece um velho aviador, utilizando as histórias do Pequeno Príncipe para tentar mudar a vida da menina. Outro produto foi a versão em seriado de animação, transmitido no Brasil pelo canal pago Discovery Kids. Diferentemente do filme, que tenta capturar a essência do livro, a série segue o fluxo contrário. É somente baseado na história de Exupéry. Se você nunca teve contato com a história, não deixe de ler esse clássico. Ele com certeza levará você a ver o mundo de uma nova forma.

Brazileños | SETEMBRO 2015 | 13


CAPA

POR FRANCA VILARINHO

FOTOGRAFIA, A ARTE QUE DESENHA COM A LUZ

CONHEÇA O TRABALHO DE DOIS FOTÓGRAFOS BRASILIENSES, APAIXONADOS PELA ARTE QUE ENCANTA O MUNDO DESDE 1839. CADA UM COM SEU ESTILO, ELES ETERNIZAM MOMENTOS, ROUBAM A ALMA DAS PESSOAS, REGISTRAM A HISTÓRIA, TRADUZEM SENTIMENTOS EM IMAGENS E LANÇAM UM OLHAR CRÍTICO PARA OS PROBLEMAS DA SOCIEDADE. FACEBOOK.COM/AGENCIABRAZILENOS

Brazileños | SETEMBRO 2015 | 14


FOTO: MARCOS ANTテ年IO SAMPAIO

BRAZILENOS.COM.BR Brazileテアos | SETEMBRO 2015 | 15


CAPA

MARCOS ANTテ年IO SAMPAIO Brazileテアos | SETEMBRO 2015 | 16


FOTO: MARCOS ANTテ年IO SAMPAIO

Brazileテアos | SETEMBRO 2015 | 17


CAPA

D

ia 19 de agosto é comemorado o Dia Internacional da Fotografia e, para celebrar a data, a revista Brazileños apresenta o trabalho de dois fotógrafos da capital federal. O elo entre eles é a paixão por esta arte que desenha com a luz, que torna uma cena comum do cotidiano em obra de arte, ou nos fazem refletir, sonhar, rir ou nos deixam indignados. A fotografia encanta o mundo desde 1839, data oficial desta invenção do governo francês. Confira na entrevista o que pensam dois fotógrafos do século XXI, quais os desafios e qual a perspectiva para o futuro. Quem é Marcos Antônio Sampaio? Marcos Antônio é artista de artes visuais e sua fotografia é pautada pela linguagem autoral mesclado dos elementos do contemporâneo apresentado na globalização das ideias, assim como as nuances estabelecidas em memórias. Qual a sua vertente na fotografia e, porque optou por este caminho? A minha vertente está pautada na busca de um hibridismo que agrega as linhas já estabelecidas com elementos novos que estamos acostumados a sentir. Em relação a este caminho, sempre busquei o mais relevante que a cidade tinha como o cinema, as exposições, os museus, os livros, os workshops, oficinas etc. Não perdia nada, principalmente as oficinas e workshops, que tem caráter institucional que geralmente são de “graça”. Você tem liberdade na produção das suas imagens? Penso que tenho uma liberdade de criação, que acaba nas linhas dos editores, dos curadores, censores, críticos de tudo que compõe o staff do politicamente correto. Quais são os teus objetivos para o futuro? Criar um Coletivo que possa levar mais artes para as cidades que não tem, levar o ensinamento fotográfico para as escolas, criação de mecanismos coletivos para participar de editais para aqueles artistas que ainda não tem amizade com o curador e não tem sobrenome com dos LL ou SS coisas assim.

Brazileños | SETEMBRO 2015 | 18


FOTO: MARCOS ANTテ年IO SAMPAIO

Brazileテアos | SETEMBRO 2015 | 19


CAPA

Brazile単os | SETEMBRO 2015 | 20


FOTO: MARCOS ANTテ年IO SAMPAIO

Brazileテアos | SETEMBRO 2015 | 21


CAPA

LÉO NEVES Brazileños | SETEMBRO 2015 | 22


FOTO: LÉO NEVES

Brazileños | SETEMBRO 2015 | 23


CAPA

Brazile単os | SETEMBRO 2015 | 24


FOTO: LÉO NEVES

Sou apaixonado por essa arte incrível que é fotografar e por todas as histórias por trás de cada registro. Viver da fotografia é uma realização e poder sentir a felicidade das pessoas ao olhar imagens de momentos tão importantes para elas sabendo que foram criadas através do meu olhar é muito gratificante. Qual a sua vertente na fotografia e porque optou por este caminho? Eu conto histórias de pessoas apaixonadas, mostro a felicidade nas festas de aniversários, sou abençoado por estar com as pessoas nos momentos mais felizes da vida delas. Quando comecei a trabalhar na fotografia foi atrás do balcão, era atendente numa loja de fotografia, isso no final de 96. Comecei como empacotador passei a vendedor, subgerente e gerente e assim me apaixonei pela fotografia, atendia muitos fotógrafos de eventos sociais e comecei a me interessar por cobertura de festas, comecei fazendo festas infantis, depois veio o desafio de fotografar meu primeiro casamento, isso em 1997, ainda em equipamento analógico, fotografava com máquina que tinha apenas foco e avanço manual de filme, muitas vezes tive que trocar o filme rebobinando, na hora da entrada da noiva, posicionando ele na máquina e fazendo o foco, tudo manualmente, isso era tão intuitivo que a máquina já era parte do meu corpo, depois veio o digital, no começo relutei até que tivesse uma máquina que a qualidade se aproximasse da que tinha a película, depois da inovação digital demorei cinco anos até migrar de vez, nessa época as máquinas digitais já tinham uma qualidade muito boa. Hoje, depois de todos esses anos percebo que o digital alavancou o mercado de eventos sociais. Antes tínhamos que fotografar no fim de semana e esperar até segunda feira para revelar os filmes e ver como ficou o trabalho. Com o digital, ficamos com a possibilidade de fotografar e visualizar na hora o resultado, isso fez com que a fotografia social ficasse mais criativa e ganhamos a possibilidade de arriscar mais trazendo uma linguagem totalmente diferente da época que comecei e isso é incrível. Quando descobri o mercado fotográfico de eventos me apaixonei, muitas pessoas me perguntam se não é chato fazer a mesma coisa todo fim de semana, pelo contrário, fazer fotos de casamentos e festas é diferente a cada fim de semana e isso me levou a optar por fotografar eventos sociais, cada dia, cada semana, conto uma história diferente, de uma pessoa diferente. Até hoje, quando a porta da igreja se abre e escuto a marcha nupcial sinto o frio na barriga do trabalho que vai começar e essa emoção me faz continuar. Brazileños | SETEMBRO 2015 | 25


FOTOS E REGISTROS CAPA Você tem liberdade na produção das suas imagens? Antes ficava com aquela ideia de ter que fotografar um casamento mostrando o que o cliente queria ver, hoje tento vender o meu olhar fotográfico, assim meu trabalho fica mais autoral e artístico. Mas não é fácil, muitos clientes ainda chegam com conceitos pré-determinados, mas meu objetivo é mostrar que fotografia é uma expressão artística e que o cliente deve contratar o profissional que ele sinta afinidade, e se apaixone pelo trabalho, seja eu ou qualquer colega. Antes de tudo tem que existir essa química. Quais são os teus objetivos para o futuro? Quero continuar vivendo da fotografia, ser uma marca na vida de cada cliente através do meu trabalho, estilo e olhar, trazer realização com meus registros, o restante vai acontecendo. Profissão de fotógrafo é regulamentado pelo Senado A Comissão de Assuntos Sociais (CAS), do Senado Federal, aprovou no último dia 26/08/2015, projeto de lei que regulamenta a profissão de fotógrafo. A proposta segue agora para análise no plenário. De acordo com o texto, estão aptos ao exercício da profissão de fotógrafo, os diplomados em ensino superior ou no ensino técnico, e ainda os que comprovem o exercício da profissão por no mínimo dois anos. A comprovação poderá ser feita por meio de recibo de pagamento de serviços prestados, declaração da respectiva entidade de classe ou declaração da empresa empregadora, com firma reconhecida em cartório. A profissão de fotógrafo já é reconhecida e regularizada em vários países, com cursos em nível técnico e superior. No Brasil, a profissão de fotógrafo é discriminada e marginalizada. Eles convivem com a escassez de faculdades de fotografia no país, que nem são reconhecidas pelo Ministério da Educação. A regulamentação é considerada uma vitória importante, porque garante leis específicas. Além de garantir aposentadoria, trará vantagens e outros benefícios, como a do INSS.

Brazileños | SETEMBRO 2015 | 26


FOTO: LÉO NEVES

Brazileños | SETEMBRO 2015 | 27


CAPA

Brazile単os | SETEMBRO 2015 | 28


FOTO: LÉO NEVES

Brazileños | SETEMBRO 2015 | 29


Brazile単os | SETEMBRO 2015 | 30


FILME

POR WALKIRIA ZANATTA

MERGULHE NO MUNDO DE ZACK SNYDER COM UM LONGA DIFERENTE E VOLTADO PARA A CULTURA POP E O SURREALISMO

A REALIDADE É UMA PRISÃO

Brazileños | SETEMBRO 2015 | 31


L

ançado em 2011, sob a direção de Zack Snyder, responsável por filmes como 300 e Watchmen, Sucker Punch – Mundo Surreal leva o espectador aos devaneios de Baby Doll, interpretada pela atriz Emily Browning, que depois de ser vítima de uma tragédia é levada para um sanatório e em cinco dias sofrerá lobotomia. Das cores frias e sem vida apresentados na realidade, a garota entra num mundo de fantasia e cores quentes e o local vira um bordel, no qual suas danças conduzem a outro nível de ilusões enquanto a protagonista junto a outras quatro colegas desenvolvem um plano de fuga. Como símbolo da dissociação da realidade aparece várias vezes o coelho que remete a obra de Lewis Carroll, Alice no País das Maravilhas. O nome da protagonista significa bonequinha, o que faz alusão ao controle mental, pois bonecas não agem e servem para a diversão de quem as controla. O objetivo de Baby Doll é sair e ser livre, o que no final não significa fugir, mas dissociar-se da realidade. A lobotomia vira uma cena erótica de teatro protagonizada pela personagem Sweet, a atriz Abbie Cornish, que diz “Eu sou a estrela do show”, referindo-se que ela é protagonista, o que só se pode entender ao final do filme. Das cinco garotas, Baby Doll e Sweet Pea

Brazileños | SETEMBRO 2015 | 32

são as que realmente existem no mundo real, as outras três são parte da personalidade de Baby. Rocket é divertida e infantil, Amber tímida e insegura; e Blondie lúdica e atraente. Aos poucos, as garotas que representam a personalidade da garota são assassinadas uma referência da perda de personalidade durante os testes e experimentos aos quais está sendo submetida na instituição. “Sua luta pela sobrevivência começa agora mesmo. Está com medo? Não fique. Você tem todas as armas que precisa. Agora, lute!” O longa traz uma mistura da cultura pop, games, HQs, fetichismo, steampunk, guerra, fantasia, orcs, zumbis, robôs, dragões e ficção científica. São tomadas de tirar o fôlego e cair o queixo. A direção de arte e design de produção resultaram em cenas extremamente inusitadas, lindas, eficientes e sem perder o contexto da trama, atrelado a fantástica trilha sonora com músicas de bandas como Björk, Emiliana Torrini, Queen e até algumas cantadas pela Emily Browning. Tudo resultou num filme extasiante, profundo, criativo, que vai além da imaginação, trazendo ainda a ideia de Alan Moore nos quadrinhos A Piada Mortal, “quando o mundo se torna insuportável, as fantasias e a insanidade são a única válvula de escape”.


IMAGENS: DIVULGAÇÃO

“Cada um de nós que tem o poder sobre o mundo que criamos.”

Brazileños | SETEMBRO 2015 | 33


INDICAÇÕES POR PABLO LUIZ

MÚSICA

ELES ESTÃO DE VOLTA

Brazileños | SETEMBRO 2015 | 34


FOTO: DIVULGAÇÃO

D

esde que venceu o MTV Video Music Brasil na categoria Webclipe do ano em 2011, a banda Uó, formada pelos goianos Candy Mel, Davi Sabbag e Mateus Carrilho não parou mais. Com composições que mesclam o tecnobrega e pop de uma forma bem inusitada, as batidas frenéticas e letras chicletes vêm conquistando todo o país. O grupo que tem o single “Catraca” na trilha sonora da novela “I Love Paraisópolis”, da TV Globo, lançou neste mês o seu segundo álbum de estúdio intitulado “Veneno”. Com uma pegada mais pop, o disco criou grande expectativa desde que foi liberado, no mês passado. O single “É da Rádio?”, que apresenta uma pegada dos anos 90 sem deixar a irreverência que já se tornou marca registrada do trio. Mateus Carrilho, disse em entrevista que o novo álbum da banda teria mais novidades, com uma pegada menos brega e mais pop, atingindo públicos maiores, saíndo mais da internet e partindo principalmente para o rádio. Ele ainda afirmou que o novo trabalho era diferente de qualquer outro feito pelo trio. O disco conta com a produção de grandes nomes como Boss in Drama, Rodrigo Gorky (do Bonde do Rolê), Pedrowl e Bernardo Martins e ainda tem participação das cantoras Karol Conká (Dá1Like) e Vanessa Jackson (X-Bancon). Está disponível, na íntegra, na Apple Music, no Spotify e para compra na iTunes Store.

Brazileños | SETEMBRO 2015 | 35


INDICAÇÕES POR PABLO LUIZ

SÉRIES

A NOVA SÉRIE DO NETFLIX CONTA COM WAGNER MOURA INTERPRETANDO O MAIOR TRAFICANTE DE DROGAS DE TODOS OS TEMPOS

EM NARCOS, O ÚNICO ERRO FOI O ESPANHOL Brazileños | SETEMBRO 2015 | 36


FOTO: NETFLIX/REPRODUÇÃO

E

streou no finalzinho do último mês a mais nova superprodução da Netflix, a série Narcos. Com direção do brilhante Jóse Padilha (Robocop e Tropa de Elite), a série narra a história de Pablo Escobar, grande empresário colombiano que ficou conhecido como o senhor da droga colombiano, tornando-se um dos homens mais ricos do mundo graças ao tráfico de cocaína nos Estados Unidos e outros países. A série é narrada pelo agente Steve Murphy (Boyd Holbrook), um policial que trabalha no departamento antidrogas norte-americano que se muda para a Colômbia com intuito de combater o nascente tráfico internacional. A série que explica como a Colômbia se tornou, nos anos 70, a maior fonte do narcotráfico do mundo e a ascenção ao poder do amado e odiado Pablo Escobar como empresário, político e chefão do trafico. A produção apresenta vários pontos fortes que faz com que o telespectador fique grudado na frente da telinha. Fortemente ligada à fatos reais, a atração trás personagens como o sanguinário ditador Pinochet e o traficante colombiano Jorge Luís Ochoa. Quanto à atuação de Wagner Moura, é um verdadeiro show a parte. O ator que é um dos grandes talentos de nossa geração se entrega de corpo e alma para o personagem. Mesmo com as dificuldades visíveis com o idioma o ator não se deixa abater. Ficando mundialmente famoso com seu personagem Capitão Nascimento, também parceria com o diretor Padilha, mostra a versatilidade ao mostrar as nuances de chefe do tráfico e pai de família, apresentando o qual violento Escobar podia ser. A série em geral nós trás um elenco talentoso no qual Padilha dirige com maestria essa história envolvente.

Brazileños | SETEMBRO 2015 | 37


INDICAÇÕES POR LEONARDO FARIAS

LIVROS

EM 2013, A MTV BRASIL DESLIGOU OS SEUS TRANSMISSORES, DESPEDINDO-SE COM O SEU JEITO JOVEM E IRREVERENTE DE SER

BOTA ESSA P#$* PRA FUNCIONAR Brazileños | SETEMBRO 2015 | 38


FOTO: REPRODUÇÃO

Z

ico Goes foi diretor de programação da emissora por quase todos os vinte e três anos de existência da MTV no país e conta parte de sua experiência dentro do ex-canal musical em um livro. Intitulado “MTV Bota Essa P#$* Pra Funcionar” (2014, Panda Books) - da frase oriunda de Caetano Veloso, no VMB 2004, após problemas no áudio durante a sua apresentação ao vivo - conta memórias do diretor e o fim decretado do canal voltado ao público jovem. Controlado pela editora Abril, a filial brasileira foi lançada em 1990, com o clipe “Garota de Ipanema”, produzida pela própria emissora na voz de Marina Lima. No decorrer dos anos, a emissora ganhou seguidores, principalmente do rock e alternativo, isso durante os primeiros anos, tornando-se referência musical, assim como a matriz americana com o famoso “I Want My MTV” (“Eu Quero a Minha MTV”). Trilhado por um caminho de acertos e vários erros, a MTV Brasil sempre levou com espontaneidade e humor os seus próprios problemas, coisa inimaginável em outras empresas. O livro também cita os principais programas da emissora como o Teleguiado, Barraco MTV, Top Top, Beija Sapo, Rockgol, Piores Clipes do Mundo etc., além dos seus principais VJs como Cazé, Cuca Lazarotto, João Gordo, Marcos Mion etc. O livro leva o leitor a viajar por entre os corredores de seu famoso prédio no Sumaré, SP, onde já foi espaço para a primeira emissora do Brasil, a TV Tupi. Curto, porém com texto envolvente e nostálgico, suas páginas deixam o leitor curioso e com o gostinho de quero mais. Quem sabe outra edição, muito maior que essa, seja lançada um dia. Assim espero.

Brazileños | SETEMBRO 2015 | 39


LOCAL POR PABLO LUIZ

IMAGINE ENTRAR NO UNIVERSO DE UM DOS SERIADOS MAIS ASSISTIDOS DO MUNDO? ELE ESTÁ LOCALIZADO NA 307 SUL

SIMPSONS BAR & RESTAURANTE Brazileños | SETEMBRO 2015 | 40


FOTO: FACEBOOK SIMPSONS BAR E RESTAURANTE

D

esde que mudou de direção, o ponto que era conhecido como Pizzaria Fornalha renovou e começou a executar o serviço de bar, algo que deu muito certo. O local funciona de segunda a domingo de 11 às 15 horas como restaurante, ideal para toda família, principalmente as crianças, que vão adorar a decoração. Os preços das refeições são bem em conta, com um cardápio que oferece variadas opções. A partir das 15h, a casa encerra o serviço de almoço e se transforma em bar, onde é vendido um dos litrões mais baratos de Brasília. O local já virou figurinha registrada para os jogos de quarta-feira e os happy hours de sexta. Então, já deixo avisado, é bom chegar cedo. Prós e Contras A cerveja é super em conta, porém, o atendimento é um pouco demorado tendo em vista que o local está sempre lotado. Entretanto, os garçons são muito educados e prestativos. É bem difícil encontrar locais para estacionar, tem que chegar um pouco mais cedo para conseguir mesa (avisando novamente), os banheiros são de difícil acesso, pois são localizados no andar superior, o que torna impossível o acesso por cadeirantes e a escada é uma verdadeira armadilha para quem já passou do ponto. Todavia, ele está sempre limpo, o cardápio é bem variado, a decoração por si só é um destaque. Perfeito para uma cervejinha com os amigos.

Preço: até R$ 25 Endereço: CLS 307 BL D lj 35 - Asa Sul, 70354-540, Brasília Horário de funcionamento: seg - dom, de 11h00 às 02h00

BIOGRAFIA

Brazileños | SETEMBRO 2015 | 41


EVENTOS POR PABLO LUIZ

CINEMA AO AR LIVRE NO CCBB Brazile単os | SETEMBRO 2015 | 42


IMAGEM: REPRODUÇÃO

Entre 29 de julho a 16 de agosto, Brasília virou palco da mostra Cinema ao Ar Livre no Centro Cultural Banco do Brasil. O público pode conferir, gratuitamente, 34 filmes de diretores consagrados, entre eles Alan Resnais, Charles Chaplin, David Lynch, Win Enders e os irmãos Joel e Ethan Coen As obras foram escolhidas pelo produtor José da Mata, o jornalista e crítico de cinema Sérgio Moriconi, o produtor e artista plástico Eduardo Cabral, o documentarista Vladimir Carvalho e o poeta Nicolas Behr. Ao escolher os títulos, a equipe optou por grandes clássicos do cinema que dificilmente podem ser vistos nos cinemas tradicionais e na televisão. As exibições ocorreram na área externa e no cinema do CCBB e ainda contou com uma área reservada com DJ e food trucks.

Brazileños | SETEMBRO 2015 | 43


CRÔNICA POR LEONARDO FARIAS

TÃO JOVENS, POR QUE INFELIZES?

COBRAMOS DEMAIS DE NÓS MESMOS. QUANDO A SUPERAÇÃO DE NOSSOS PROBLEMAS IRÁ CHEGAR, SEM QUE TENHAMOS VONTADE DE MUDAR? Estamos em um mar negro, onde os problemas tornam-se prioridades da mente e acontecimentos nostálgicos retornam com força para atormentar todos os seus projetos presentes e futuros. Não deixamos tempo disponível para apreciar o que há ao nosso redor, lamentando por assuntos encerrados. Sádicos por uma tortura sufocante, entramos em regresso, vivenciando momentos, repetindo dores e reações que ao fim deveriam estar enterradas no passado de nossa história de vida. O que leva alguém a fazer isso? Tentar ver possíveis soluções para aquele problema persistente. O problema está aí, não há solução, caso encerrado. O que nos resta? Viver o presente, construindo bases para o futuro. Superação é uma palavra muito utilizada como motivação, entretanto, tudo parece normal quando está preso ao “looping” nostálgico. Precisamos esquecer o passado? Não. Mas, utilizá-lo como trampolim para os melhores momentos de sua vida. Acontecimentos positivos passam por você a todo momento, mas, ignora-os, argumentando que sua vida não tem graça e ninguém gosta de você. Não é verdade. Todos nós temos pessoas que tentam nos ajudar e se preocupam conosco. Olhe em volta, alguém que quer, unicamente,

Brazileños | SETEMBRO 2015 | 44

sem nada em troca, fazer você feliz, simplesmente pelo fato de gostar do seu jeito. Estamos cegos, deprimidos, negativos. Poucos anos de vida, preenchidos por tristeza e rancor. O que levou a você ser tão defensivo, mesmo com quem vê algo bom em suas ações? Cuidado com suas escolhas. Em uma época de redes sociais e aplicativos de mensagens instantâneas, os jovens perdem, a cada dia, o seu amor próprio e ao próximo, em detrimento, infelizmente, da ignorância e ao ataque sem justificativa. Vamos ser mais sarcásticos, mais infantis? Sim, isso não é ruim. Onde estão nossos amigos imaginários? Onde estão nossas brincadeiras favoritas. Faça alguém feliz, mesmo que você não esteja. Porém, terá uma certeza: essa felicidade voltará a você. A realidade, por mais pesada que seja, sempre será complementada pela leveza de um sorriso de alguém. Que as próximas lágrimas sejam de realizações. Abaixe as armas e levante autoestimas. Alguém precisa disso. E pode ser você o fator determinante. Aprenda com os erros, transforme em benefício para alguém. Chegou o momento de buscar em você, os momentos bons de sua vida. Deixe o passado onde ele deve estar.


FOTO: FRANCA VILARINHO

REGISTROS POR FRANCA VILARINHO

Brasília, reconhecida pela sua arquitetura deslumbrante, é o cenário perfeito para fotógrafos de todos os cantos, que aproveitam os espaços e a luz difusa dos dias frios ou a luz quente na época da seca para registrar as belas paisagens de concreto e verde da capital federal. Nesta foto, a Catedral Metropolitana, localizada na Esplanada dos Ministérios.

Brazileños | SETEMBRO 2015 | 45


Brazile単os | SETEMBRO 2015 | 46

Revista Brazileños - Terceira Edição  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you