__MAIN_TEXT__

Page 1

S AN T UÁ R I O S AG R A DO COR AÇ ÃO DE JE SUS | JOINVILLE | OU T U BRO | 2 0 1 8 | DI ST R I B U I Ç ÃO G R AT U I TA


EXPEDIENTE

Uma Paróquia missionária

2

EVENTOS DO MÊS Missa de louvor

Por Pe. Léo Heck, scj

A Exortação Apostólica Evangelii Gaudium do papa Francisco, sobre o anúncio do Evangelho no mundo atual, continua inspirando novos projetos para uma Igreja toda missionária. É um convite a todos os cristãos, em qualquer lugar e situação em que se encontrem, a renovar hoje mesmo o seu encontro pessoal com Jesus Cristo. Graças a esse encontro – ou reencontro – com o amor de Deus, que se converte em amizade feliz, é que somos resgatados da nossa consciência isolada e da autorreferencialidade. Assim, a alegria do Evangelho enche de alegria o coração e a vida inteira daqueles que se encontram com Jesus, e os insere afetiva e efetivamente no seio da Igreja. O mandato missionário vem da Palavra de Deus. “Ide por todo mundo e anunciai a Boa Nova a toda criatura” (Mc 16,16). “Ide e fazei discípulos, batizando-os, [...] e ensinando-os a cumprir tudo o que vos tenho ordenado” (Mt 28,19). Esse anúncio renovado proporciona aos crentes, mesmo tíbios ou não praticantes, uma nova alegria na fé e uma fecundidade evangelizadora. Cresce, portanto, o esforço de renovação em nossa Paróquia-Santuário, que favoreça o encontro com o Cristo vivo. Isso significa passar de uma “pastoral de mera conservação para uma pastoral decididamente missionária”. “Uma verdadeira conversão pastoral deve estimular-nos e inspirar-nos atitudes e iniciativas de autoavaliação e coragem de mudar as estruturas pastorais em todos os níveis, serviços, movimentos e associações” (DGAE, 43); (DAp, 370). O papa Francisco insiste: “Sonho com uma opção missionária capaz de transformar tudo, para que as pastorais, os movimentos, a linguagem e toda a estrutura eclesial se tornem um canal proporcionado mais à evangelização do mundo atual que à autopreservação” (EG, 27). Numa Igreja “em saída” é a comunidade de discípulos missionários que “primeireiam”, que se envolvem, que acompanham, que frutificam e festejam. “Primeireiam”: tomam a iniciativa! A comunidade missionária sabe ir à frente, sabe tomar a iniciativa sem medo, ir ao encontro, procurar os afastados e chegar às encruzilhadas dos caminhos para convidar os excluídos (cf. EG, 46). Como Santuário Sagrado Coração de Jesus, queremos ser uma Igreja “em saída”, com as portas sempre abertas. Sair em direção aos outros para chegar às periferias humanas e existenciais, numa ação planejada e coordenada. Queremos atender, com solicitude, os comunitários, devotos e peregrinos, qual mãe que abraça a todos, acolhe e escuta quem ficou caído à beira do caminho. Como o pai do filho pródigo, nossa Igreja continua com as portas abertas para, quando ele voltar, poder entrar sem dificuldade.

• Segunda-feira: 19h30 (pelos falecidos) • Terça-feira: 19h30 (pelas intenções da rádio e internet) • Quarta-feira: 16h (pelos enfermos) e 19h30 (pelas famílias) • Quinta-feira: 7h e 19h30 • Sexta-feira: 7h, 12h30 e 19h30 • Sábado: 7h (devocional mariana) e 19h • Domingo: 6h30, 8h, 9h30, 11h30, 17h e 19h • 1ª sexta-feira do mês: 7h, 12h30, 16h, 19h30 e 23h (missa jovem) • Missa com tradução em Libras: 4° domingo do mês, às 19h

• Rádio Arca da Aliança (AM 1480) Domingo 8h - Santa Missa Segunda a sexta-feira 12h - Oração do Almoço

O Jornal do Santuário é uma publicação do Santuário Sagrado Coração de Jesus, sob responsabilidade do padre Léo Heck, scj Rua Inácio Bastos, 308 - Bucarein - Joinville/SC 47 3455-2204 | www. santuarioscj.com.br

Produção

30 de outubro 19h30 - missa 20h30 - encontro

@santuarioscj MEMÓRIAS PE. ALOÍSIO, SERVO DE DEUS

"O demônio tem medo de Nossa Senhora. Ele sabe onde está o maior perigo, por isso tem ódio da eficácia do poder e da proteção dela. Procuremos ajudar os nossos irmãos a confiarem em sua mãe e façamos nós o mesmo".

• Confissões, orientação espiritual e bênção de objetos Terça a sexta-feira: 8h30 às 11h e 14h30 às 17h Sábado: 8h30 às 11h

• Rádio Clube (AM 1590) Segunda a sexta-feira 6h55 - Nos Caminhos da Palavra 12h55 - O Pão da Palavra Sábado 8h - A Voz do Santuário

• Rádio Cultura (AM 1250) De 8 a 12/10 e de 29/10 a 2/11 11h30 - A Palavra de Deus

Pastoral do Empreendedor

INFORMAÇÕES IMPORTANTES

HORÁRIOS DAS RÁDIOS

CELEBRAÇÕES NO SANTUÁRIO

24 de outubro, às 19h30

• Terço dos Homens Segunda-feira, às 18h50 • Adoração Eucarística Quinta-feira, das 8h às 19h30 • Grupo de Oração (RCC) Quinta-feira, às 20h30 • Santuário Jovem Sábado, às 20h

SUGESTÃO DE CONTEÚDO: redacao@agenciaarcanjo.com.br www.agenciaarcanjo.com.br facebook/agenciaarcanjo 47 3227-6640

DIAGRAMAÇÃO: Gabriel Bodnar

JORNALISTA RESPONSÁVEL: Rayana Borba (DRT/SC 3809)

REDAÇÃO: Marco Farias

TIRAGEM: 2.600 exemplares

REVISÃO: Fernanda Felicio

IMPRESSÃO: Gráfica Volpato

www.santuarioscj.com.br


FORMAÇÃO Por Marco Farias

3 Foto: Jacqueline Freudenborg

Lançado em 21 de setembro pela Diocese de Joinville, o Diretório Litúrgico visa aprimorar as celebrações eucarísticas. O documento contempla desde a origem e a natureza da liturgia, considerações gerais sobre o espaço celebrativo, sobre o canto e a música litúrgica, dos objetos e das vestes sagradas, entre outras orientações. Com o objetivo de apresentar e implantar as mudanças, o Santuário promoveu, em 21 e 22 de setembro, uma formação paroquial para o estudo do documento, que contém aproximadamente 150 páginas. Contando com a assessoria dos padres Helton Iomes e Anísio José, o encontro reuniu mais de 200 pessoas no Auditório, que nos dois dias puderam entender um pouco melhor o significado da Santa Missa e de cada parte específica da celebração.

GERAL

Diretório Litúrgico

MÊS MISSIONÁRIO Por dom Francisco Carlos Bach

Muita gente precisa de mim Em 21 de outubro celebramos o Dia Mundial das Missões. E, como de costume, somos agraciados com uma mensagem do papa Francisco para este dia. O papa dirige-se especialmente aos jovens, mas não só a eles, e sim a todos os cristãos que vivem na Igreja a aventura da sua existência como filhos de Deus. Francisco afirma que a vida de cada um é uma missão, que esta é a razão pela qual vivemos na Terra. Sem dúvida, viver com alegria a própria responsabilidade neste mundo é um grande desafio. Não estamos aqui por vontade própria, não foi nossa decisão estar aqui. Tal fato leva-nos “a intuir que há uma iniciativa que nos antecede e faz existir. Cada um de nós é chamado a refletir sobre esta realidade”, afirmada na exortação apostólica Alegria do Evangelho: “Eu sou uma missão nesta terra, e para isso estou neste mundo”. O Santo Padre afirma aos jovens e a nós que a Igreja anuncia o que gratuitamente recebeu, ou seja, o caminho e a verdade que conduzem ao sentido do viver nesta Terra. A propagação da fé por atração requer corações abertos, dilatados pelo amor. Ao amor, não se pode colocar limites. E tal expansão gera o encontro, o testemunho, o anúncio; gera a partilha na caridade com todos aqueles que, longe da fé, se mostram indiferentes e, às vezes, impugnadores e contrários à mesma. Ambientes humanos, culturais e religiosos ainda alheios ao Evangelho de Jesus e à presença sacramental da Igreja constituem as periferias extremas a serem evangelizadas. Atrevo-me a dizer que, para um jovem que quer seguir Cristo, o essencial é a busca e a adesão à sua vocação. Ninguém é tão pobre que não possa dar o que tem e, ainda antes, o que é. Cada um de vós pense nisto no seu coração: muita gente precisa de mim!

Foto: Reprodução/Internet

www.santuarioscj.com.br


Por Agência Arcanjo Somos reflexo do amor de Deus, pois fomos criados "à Sua imagem e semelhança” (conf. Gn 1,27). As crianças, por sua vez, refletem esse amor de forma mais intensa. No evangelho de São Marcos, Jesus afirma que o Reino de Deus é das crianças e daqueles que se assemelham a elas. Quais são as qualidades que Ele vê de especial nas crianças? Basta olharmos para a essência das crianças. Ao fazermos isso, logo pensamos na humildade: elas não se acham melhores que os outros, não discriminam e não julgam. Em uma sala de aula, por exemplo, elas entram, conversam, brincam com todos sem fazer qualquer distinção. Estão sempre abertas para o novo e para novas descobertas, sempre querendo aprender. Para elas, o importante é o agora. Por causa da sua idade, pouco têm a dizer sobre o passado e muito menos sobre o futuro, por isso não se importam com o amanhã! O agora é vivido com intensidade, com vigor e entusiasmo, reflexo da plenitude e da graça provenientes do amor verdadeiro que vem do Criador. As crianças nos recordam uma outra coisa bela; recordam que somos sempre filhos: mesmo se a pessoa se torna adulta, ou idosa, mesmo se tornando pai ou mãe, se ocupa um lugar de responsabilidade, abaixo de

{

tudo isso permanece a identidade de filho. Todos somos filhos. E isso nos reporta sempre ao fato de que não fomos nós que demos a vida, mas a recebemos. O grande dom da vida é o primeiro presente que recebemos. Às vezes arriscamos viver esquecendo-nos disso, como se fôssemos nós os patrões da nossa existência, e em vez disso somos radicalmente dependentes. Na realidade, é motivo de grande alegria sentir que em cada idade da vida, em cada situação, em cada condição social, somos e permanecemos filhos. Esta é a principal mensagem que as crianças nos dão, com sua própria presença: somente com sua presença nos recordam que todos nós e cada um de nós somos filhos. Jesus nos ensina que é preciso receber a graça do Reino de forma gratuita, como se fosse um presente, ou seja, não achando que o merecemos por nossas boas obras. Ele nos mostra que o Reino não é para os arrogantes, para os que se acham merecedores: “Bemaventurados os pobres de espírito, porque deles é o reino dos céus” (Mt 5,3). Só entrarão no Reino de Deus aqueles que tiverem um coração sensível e acolhedor da justiça e do amor, semelhante ao das crianças.

É motivo de grande alegria sentir que em cada idade da vida, em cada situação, em cada condição social, somos e permanecemos filhos. Esta é a principal mensagem que as crianças nos dão, com a sua própria presença Papa Francisco

} www.santuarioscj.com.br


Perguntamos às crianças da Catequese de 1ª Eucaristia do Santuário se elas sentiam ou percebiam a presença de Deus em suas vidas e se gostavam de ir à igreja. Confira algumas respostas:

Eu sinto Deus presente em minha vida quando estou triste com um o colega, daí faço uma oração, e log depois fazemos as pazes e vamos brincar juntos.

Eu percebo Deus quando eu oro para as crianças doentes e amigos para melhorarem, e pela minha vida.

Natália gastaldi de Freitas, 9 anos

João Vítor Medeiros da Cunha, 9 ano s

ha vida quando Eu sinto Deus em min coisas difíceis, pois estou passando por incentiva a fazer eu sinto algo que me tudo direito.

s, 9 anos Caio Madel Fernande

Eu gosto de vir à aqui me igreja, p sinto be ois m, abenç oada e protegid a. Yasmin B ragato, 10 anos

então é porque e, es u q te ca a n u to es Eu lo nome. Jesus me chamou pe 8 anos Nathalia Krambeck,

Eu perc ebo Deu s quand cansado o estou depois d o l a nche, de bastante , e nos mo correr mentos d e tensão. Arth ur Floria no de oliv eira, 9 an os

Aparelho Auditivo O Lyric é o aparelho auditivo totalmente invisível e resistente a água. Você não precisa trocar pilhas, não requer manutenção e você o utiliza 24 horas por dia. Rua Anita Garibaldi, 164 - Joinville/SC 0800.052.9191 | 47 9 9966.2034 www.digsom.com.br /clinicadigsom

www.santuarioscj.com.br

@clinicadigsom

Conheça o Lyric na DigSom


PASTORAL

A trajetória de quem administra seu próprio empreendimento com sucesso serve de inspiração para muitas pessoas. Mas, muitas vezes, há tantas coisas para se preocupar no mundo dos negócios que a vida pessoal do empreendedor acaba ficando um pouco de lado, como sua saúde, relação com família e amigos e, principalmente, espiritualidade. Foi pensando no bem desse público que foi lançada, em 25 de setembro, a Pastoral do Empreendedor do Santuário. “Nem sempre quem tem sucesso em um empreendimento consegue conciliar o equilíbrio pessoal e a espiritualidade. A Igreja tem um pensamento muito bonito sobre a Doutrina Social, na qual contempla o lucro justo e o cuidado da Criação”, explica Pe. Anísio Schwirkowski, scj, vigário responsável pela pastoral. O objetivo da Pastoral do Empreendedor é ser um espaço onde os empreendedores se sintam acolhidos e compreendidos, proporcionando um ambiente favorável ao seu desenvolvimento espiritual utilizando uma linguagem e dinâmica próprias do mundo do empreendedorismo e baseando-se em valores como gratidão, humildade e compaixão. As reflexões são geradas principalmente por meio do estudo e da interpretação da Palavra de Deus de forma direcionada, de modo que os textos sagrados possam iluminar o dia a dia dos negócios, auxiliando o empreendedor em momentos de decisão e ensinando-o a ter uma postura de fé diante dos obstáculos. Os encontros dos empreendedores católicos são realizados sempre na última terça-feira do mês, iniciando com a missa das 19h30 e finalizando com uma reunião após a celebração.

Fotos: Fabiano Espindola

6

Negócios e espiritualidade caminhando juntos

Missa Jovem Por Marco Farias

O Santuário conta com uma missa especialmente dedicada aos jovens, sempre na primeira sexta-feira do mês – Dia Devocional ao Sagrado Coração de Jesus. Os jovens se reúnem a partir das 22h para a Adoração Eucarística. Já a missa, que conta com atendimento de confissões, é celebrada às 23h. Convide os jovens que você conhece e participe!

Foto: Fabiano Espindola

SANTUÁRIO

Por Eva Croll

www.santuarioscj.com.br


ESPIRITUALIDADE

DEVOÇÃO

Por Pe. Francisco Sehnem, scj

Santa Margarida Maria Santa Margarida Maria Alacoque nasceu em 22 de agosto de 1647 na Diocese de Autun, na França. Ela ainda não tinha completado oito anos quando perdeu o pai e, logo em seguida, a irmã. A mãe e os irmãos eram vítimas das perseguições diárias das tias que moravam com eles. Sua mãe, sofrendo de longa e dolorosa doença, foi carinhosamente amparada pela pequena Margarida. Ainda jovem, foi enviada para o Convento das Irmãs Clarissas, que cuidariam dela e de seu aprimoramento religioso.

7

No último ano da sua vida, Santa Margarida teve a oportunidade de ver a propagação da devoção ao Sagrado Coração de Jesus. Ela também viu um grande número de críticos e opositores tornarem-se propagadores desta devoção. A mensagem misericordiosa de Cristo, que aos poucos foi se impondo no Convento da Visitação, acabou espalhando-se rapidamente entre as nações e, em seguida, foi instituída pela sua prática em toda a Igreja, estendendo-se por todo o mundo cristão. Santa Maria Margarida Alacoque morreu aos 43 anos, no dia 17 de outubro de 1690, e foi canonizada em 1920, pelo papa Bento 15, sendo sua festa litúrgica celebrada em 16 de outubro.

Foto: Jacqueline Freudenborg

Este já era o início de uma vida dedicada à propagação do Coração de Jesus. Mais tarde, Santa Margarida foi para o convento das Irmãs da Visitação de Paray-le-Monial e o Senhor aparecia em revelações numerosas vezes, e deu a conhecer que ela seria o instrumento para conquistar um grande número de pessoas ao Seu amor paterno.

FAMÍLIA

Adaptado do portal Canção Nova

Semana da Vida

O propósito do Hora da Vida, subsídio para a ocasião, é ser um instrumento de estudo, reflexão e oração para despertar nas pessoas a beleza e a grandeza deste dom concedido por Deus, proporcionando momentos de conscientização e mobilização em defesa da vida. A exortação apostólica Amoris Laetitia, publicada pelo papa Francisco em abril de 2016, é a grande fonte de inspiração das páginas do subsídio. Como forma de motivar as pessoas a participarem da Semana Nacional da Vida, a CNPF propõe algumas iniciativas: trabalhar, em escolas e comunidades, a realidade e os valores da vida e da família; intensificar a oração pela vida e pelas famílias; testemunhos de casais, de famílias, jovens e religiosos; celebração eucarística, entre outros.

www.santuarioscj.com.br

Foto: Reprodução/Internet

A Igreja no Brasil celebra, de 1º a 7 de outubro, a Semana Nacional da Vida 2018 e no dia 8 de outubro, o Dia do Nascituro. Para isso, a Comissão Nacional da Pastoral Familiar (CNPF) lançou a 8ª edição do subsídio Hora da Vida. Nesta Semana, a CNPF convida toda a Igreja a refletir e aprofundar na defesa e valorização da vida, desde a sua concepção até o seu declínio natural.


Sabia que nós temos um anjo da guarda que cuida de nós em todos os momentos da nossa vida? Sim, os anjos da guarda protegem e cuidam de cada um dos filhos de Deus! Por isso, sua missão nessa atividade é rezar a Oração do Santo Anjo e depois encontrar as palavras destacadas no caça-palavras. Vamos lá?

Santo Anjo do Senhor, meu zeloso guardador, se a ti me confiou a piedade divina, sempre me rege, me guarda, me governa, me ilumina. Amém.

7

erros

Quando vamos à Igreja, temos um encontro com Jesus e deixamos Ele muito feliz! Seu desafio nessa atividade é encontrar as sete diferenças entre as duas imagens:

Profile for Agência Arcanjo

Jornal do Santuário - outubro de 2018  

Jornal do Santuário - outubro de 2018  

Advertisement