__MAIN_TEXT__

Page 1

S an t uá r i o S ag r a do Cor aç ão de Je sus | joinville | ou t u bro | 2 0 1 7 | di s t r i b u i ç ão g r at u i Ta


A missão no coração da fé cristã

eVeNTOS DO MÊS

eXPeDIeNTe

Por Pe. Léo Heck, scj

2

a mensagem para o dia Mundial das Missões, celebrado em 22 de outubro, concentra-se na “pessoa de Jesus, o primeiro e maior evangelizador”, que nos envia a anunciar, sem cessar, o evangelho do amor de deus Pai, com a força do espírito Santo. Esta data nos convida a refletir novamente sobre a missão no coração da fé cristã, pois, a Igreja é, por sua natureza, missionária; caso contrário, deixa de ser a Igreja de Cristo, passando a ser apenas uma associação como muitas outras. Por isso, somos convidados a interrogar-nos sobre algumas questões que tocam a própria identidade cristã e as nossas responsabilidades de fiéis, em um mundo ferido por grandes frustrações e dilacerado por guerras fratricidas, que envolvem, injustamente, sobretudo os inocentes. Neste sentido, cabe questionar: “Qual é o fundamento da missão? Qual é o coração da missão? Quais são as atitudes vitais da missão? E responder: “A missão da Igreja, destinada a todos os homens de boa vontade, funda-se sobre o poder transformador do evangelho”. esta boa nova é portadora de uma alegria contagiante, porque contém e oferece vida nova, em Cristo ressuscitado. Por conseguinte, a missão da Igreja não é propagar uma ideologia religiosa, mas Jesus Cristo, que continua a evangelizar e agir, que representa a boa nova, um tempo propício de salvação na história. Por meio da proclamação do Evangelho, Jesus se torna nosso contemporâneo, consentindo a quem o acolhe com fé e amor, experimentar a força transformadora do Seu espírito. a Sua ressurreição não é algo do passado, mas contém uma força de vida, que penetra o mundo. O evangelho é uma pessoa: Jesus Cristo. O mundo precisa do Evangelho de Cristo e a Igreja continua a sua missão, por meio de tantas testemunhas, que, com coragem deram a própria vida, contribuindo para superar os fechamentos, os conflitos, o racismo, o tribalismo e promovendo a reconciliação, a fraternidade e a partilha. Através de uma espiritualidade missionária profunda, vivida no dia a dia, e de um esforço constante de formação e animação missionária, pode-se envolver adolescentes, jovens, adultos, famílias, sacerdotes, religiosos e religiosas, bispos, suscitando neles a obra missionária. Padre Dehon, em seu tempo, esforçou-se ao máximo por despertar vocações para o ideal missionário. As nossas missões exigem muito pessoal, dizia: “Não queremos apenas números, mas sobretudo fervor e generosidade. Trabalhemos corajosamente pelas nossas missões e recrutemos muitos missionários”. Padre Dehon é missionário não por ter ido para as missões, mas porque demonstrou grande coragem no seu empenho pelas missões. de fato, tinha uma grande coragem e fé, pelas quais não hesitou em arriscar o futuro da Congregação investindo nas missões as suas maiores energias. Enfim, o Dia Mundial das Missões é uma ocasião propícia para que o coração missionário das comunidades cristãs possam dar resposta às graves e vastas necessidades da evangelização!

Oração das Mil ave-marias 7 de outubro, 8h assembleia paroquial 19 e 20 de outubro, 19h30 Missa de louvor 26 de outubro, 19h30 encontro de casais que convivem 28 de outubro, 13h30

MeMÓrIaS Pe. aloÍSio

“Em nossa fraternidade não há lugar para egoístas. Se alguém nos ofende, devemos perdoar. Perdoar não é fácil, devemos pedir, é uma graça. além de perdoar, amar a pessoa. todos nós pecamos e, mesmo assim, deus nos ama. Coisas importantes da Fraternidade: amor, reparação, misericórdia.

A população mundial é composta por aproximadamente 7,6 bilhões (junho de 2017) e não 2,180 bilhões de pessoas. Este dado, publicado na coluna Palavra do Pároco, da edição de setembro, refere-se ao número de cristãos no mundo.

CELEBRAÇÕES NO SANTUÁRIO • Segunda-feira - 19h30 (pelos falecidos) • Terça-feira - 19h30 (pelas intenções da rádio e internet) • Quarta-feira - 16h (pelos enfermos) e 19h30 (pelas famílias) • Quinta-feira - 7h e 19h30 • Sexta-feira - 7h, 12h30 e 19h30 • Sábado - 7h (devocional mariana) e 19h • Domingo - 6h30, 8h, 9h30, 11h30, 17h e 19h • 1ª sexta-feira do mês: 7h, 12h30, 16h, 19h30 e 23h • Missa com tradução em Libras: 4° domingo do mês - 19h

• Atendimento de confissões, orientação espiritual e bênção de objetos Terça a sexta-feira - 8h30 às 11h e das 14h30 às 17h Sábado - 8h30 às 11h • Terço dos Homens Segunda-feira - 18h50 • Adoração Eucarística Quinta-feira - 8h às 19h30 • Grupo de Oração RCC Quinta-feira - 20h30 • Santuário Jovem Sábado - 20h

O Jornal do Santuário é uma publicação do Santuário Sagrado Coração de Jesus, sob responsabilidade do padre Léo Heck, scj Rua Inácio Bastos, 308 - Bucarein - Joinville/SC 47 3455.2204 | www. santuarioscj.com.br

HORÁRIOS DAS RÁDIOS

INFORMAÇÕES IMPORTANTES

Produção

• Rádio Clube (AM 1590) Segunda a sexta-feira 6h55 - nos Caminhos da Palavra 12h55 - O Pão da Palavra Sábado 7h - A Voz do Santuário 7h30 - Direção Espiritual • Rádio Difusora Arca da Aliança (AM 1480) Domingo 8h - Santa Missa Segunda a sexta-feira 12h - Oração do Almoço • Rádio Cultura (AM 1250) Segunda semana de outubro (9 a 13): 11h30 - a Palavra de deus

SUgeSTÃO De CONTeÚDO: redacao@agenciaarcanjo.com.br www.agenciaarcanjo.com.br facebook/agenciaarcanjo 47 3227.6640

DIagraMaÇÃO Matheus José

JOrNalISTa reSPONSÁVel Rayana Borba DRT/SC 3809

reDaÇÃO Filipe natali

TIrageM: 2.500 exemplares

reVISÃO bruna brenneisen

IMPreSSÃO: Gráfica Volpato

www.santuarioscj.com.br


juventude Por Setor Juventude

Em outubro a juventude diocesana celebra mais uma edição do Dia Nacional da Juventude (DNJ), que neste ano acontece na Sociedade Recreativa de Barra Velha. O DNJ é uma celebração que movimenta toda a Diocese, um dia muito especial para reunir expressões juvenis e paróquias de todos os cantos e comarcas. Anote na sua agenda, espalhe para todos os amigos, e avise que em 8 de outubro todos os caminhos levam a Barra Velha! Programe-se! Mais informações com o Setor Juventude da Diocese de Joinville: facebook.com/juventudejlle ou no telefone (47) 3451-3728.

geral

Encontro marcado no DNJ

3

Quando? 8 de outubro Horário? 9h às 18h

Foto: Setor Juventude

Onde? Sociedade Recreativa de Barra Velha Valor? A entrada será 1kg de alimento não perecível

Por Marco Farias

Terço dos Homens O Jornal do Santuário entrevista José Basso, coordenador do Terço dos Homens que, em outubro, completa três anos de atividades no Santuário. (JS) Jornal do Santuário: Como surgiu o movimento no Santuário? (JB) José Basso: Em agosto de 2014, atendemos o apelo do então pároco-reitor, padre Sildo da Costa, scj, para criar um grupo de Terço dos Homens no Santuário. Marcamos uma data para o primeiro encontro e durante alguns domingos fizemos o convite nas missas. Nos encontramos pela primeira vez em 6 de outubro daquele ano, e desde então, oramos e meditamos o santo terço às segundas-feiras, às 18h50, na igreja. Atualmente, nosso movimento conta com a participação de 30 homens (foto). (JS): Como este movimento acontece na Igreja do mundo inteiro? (JB): A origem do Terço dos Homens é desconhecida. No exterior, há notícias de grupos pelo menos desde 1912. No Brasil, o Terço dos Homens foi fundado pelo Frei Peregrino, em 1936, no povoado Vila da Providência, em Itabi, Sergipe. Já no Movimento de Schoenstatt, o Terço dos Homens começou pela iniciativa de um pequeno grupo que rezava o terço na rua, enquanto suas esposas participavam das reuniões. Em 2008 começaram as romarias do Terço dos Homens ao Santuário Nacional de Aparecida, que deram um extraordinário impulso ao movimento, com muitas outras iniciativas pelo Brasil.

www.santuarioscj.com.br

(JS): Por que os homens têm um movimento/momento específico com Maria? (JB): Maria é nossa mãe. Cada vez mais os homens são atraídos para as igrejas e para uma vida de oração com devoção e fé. Vale recordar que o santo rosário foi revelado pela Virgem Maria a um homem: São Domingos de Gusmão, o grande propagador desta devoção mariana na Igreja. O homem vê que existe um espaço para ele e então começa a se envolver com as coisas de Deus, primeiramente participando da oração do terço. Nós precisamos de oração, precisamos de Deus. Nossa Senhora irá fazer muito no coração e na alma de todos os homens assim que eles começarem a rezar o terço. Convidamos você, homem, de qualquer idade a ter esse encontro semanal com Maria, no Terço dos Homens.

Foto: Jacqueline Freudenborg

ENTREVISTA

Terço dos Homens Toda segunda-feira, às 18h50, na igreja


Outubro é um mês bastante esperado para a Igreja no Brasil, porque o dia 12 marca a celebração dos 300 anos de Nossa Senhora da Conceição Aparecida. Desde 2014, uma réplica da imagem da Padroeira foi enviada a diversas Arqui(Dioceses), a qual proporcionou aos devotos receberem uma visita especial da Padroeira do Brasil. Também durante este Ano Mariano, em especial, o Santuário buscou viver um tempo de ação de graças à Maria, apoiados, sobretudo, em Nossa Senhora Aparecida. Desde quando foi encontrada pelos pescadores no rio Paraíba, em 1717, Nossa Senhora Aparecida se tornou uma devoção popular muito conhecida, até mesmo internacionalmente. Nos dias atuais é raro conhecer um católico que não tenha ouvido falar da Padroeira do Brasil. Mas a aparição de Maria no Brasil traz um diferencial, porque ela não aparece a um, dois ou três videntes que transmitem uma mensagem. A aparição de Nossa Senhora traz uma mensagem rica de fé e devoção. Conheça algumas curiosidades sobre a imagem de Nossa Senhora Aparecida:

A imagem original de Aparecida tem 36cm e foi feita com material de terracota (argila)

Ela possui uma iconografia que revela traços mais enxutos de Maria grávida, a mulher do Apocalipse: “uma mulher grávida e que gritava de dores, sentindo as angústias de dar à luz (cf. Ap 12,1-2)

As mãos postas de Maria sob o peito e em cima do ventre representam um triângulo, porque ela é a filha predileta do Pai, esposa do Espírito e mãe do Filho: ela representa a pessoa mais íntima da Santíssima Trindade

Em 1887 a princesa Isabel, por não conseguir gerar filhos, foi até Nossa Senhora e pediu essa graça. Num período de quatro anos teve três filhos. Em promessa à graça recebida, ela mandou bordar um manto com as próprias joias e fazer uma coroa para a imagem Em 15 de maio de 1978, Rogério Marcos de Oliveira, um rapaz com problemas mentais, entrou na Basílica e destruiu a imagem de Nossa Senhora Aparecida. Os 165 pedacinhos foram cuidadosamente recolhidos. A artista plástica Maria Helena Chartuni, do Museu de Arte de São Paulo, levou dois meses para restaurar a imagem

www.santuarioscj.com.br


Nos últimos 12 meses, foram promovidas várias ações para celebrar o Ano Mariano, que permitiram uma maior proximidade dos devotos do Coração com a Mãe Aparecida. Confira alguns destes momentos:

Missa mariana com bênção de N. Sra. Aparecida

Formação com o Pe. Mariano Novena do Sagrado Coração de Jesus

Visita da imagem peregrina Oração do Terço na Gruta

www.santuarioscj.com.br


SaNTUÁrIO

uma Igreja em saída!

PAStORAIS

Nova coordenação do CPP O Conselho Paroquial de Pastoral (CPP) do Santuário conta com nova coordenação, composta por três casais: Fabiano e Elaine Espindola (coordenadores); Ney e Rosiani Westrupp (vice-coordenadores); e Luís e Andréia Sussenbach (secretários). A nova equipe conta com a orientação do pároco-reitor Pe. Léo, e já estará à frente da Assembleia Paroquial, que será realizada em 19 e 20 de outubro. Desejamos sucesso à nova coordenação! Cabe também, deixar registrado nosso agradecimento ao trio que vinha coordenando as atividades do Conselho desde 2014: Sidinei thomas, Maria da graça Silvy e enriete Stolf. Nosso muito obrigado pela disponibilidade e dedicação!

6

A primeira Exortação Apostólica do papa Francisco, a Evangelii Gaudium, reforça a direção e o sentido da nossa presença na comunidade. Na “Alegria do evangelho”, como o próprio nome do documento nos orienta, devemos buscar as periferias existenciais cheios de entusiasmo e numa postura de ação missionária. É o sair de si e ir ao encontro do outro. A força desse convite da mãe Igreja, aliada ao sentido do Santuário que é local de acolhida ao peregrino, não nos deixa outra cativante alternativa, senão, nos colocar a caminho anunciando Jesus Cristo, nosso Senhor e Salvador! Para chegar ao irmão é preciso quem anuncie a Palavra. Por isso, durante as férias de julho, promovemos novamente um Retiro Querigmático, num desejo de levar cada participante ao encontro individual com a pessoa de Jesus. Com a adesão livre ao projeto de Deus e renovados na Sua fé, esses paroquianos agora se preparam pela catequese chamada de “Perseverai”, para durante outubro realizar as missões na região geográfica do Santuário. No mês missionário, motivados pelo encontro com Cristo, sairemos em Seu nome anunciando Seu reino de amor nas residências do bairro anita Garibaldi, querendo que outros irmãos também sintam a “Alegria do Evangelho”. É o Santuário em saída, é a Igreja em missão!

Foto: Jacqueline Freudenborg

Fique atento: em 7 e 21 de outubro, nossos missionários, devidamente identificados, estarão visitando as residências localizadas no setor a (amarelo)

Ney e Rosiani (vice-coordenadores); Fabiano e Elaine (coordenadores); e Luís e Andréia (secretários)

Aniversários em outubro, celebramos o dom da vida de dois membros do clero do Santuário. No dia 6, o diácono Osvaldo da Rosa completa mais um ano de vida. Já no dia 26, será a vez de nosso pároco-reitor, Pe. Léo Heck, assoprar as velinhas! Com a intercessão da Senhora de aparecida, neste mês dedicado a ela, rezamos a deus pedindo que o Sagrado Coração de Jesus continue a cumular de bênçãos suas vidas e vocações, para que continuem sendo testemunhas do amor infinito e incondicional de Deus Pai. Parabéns, diácono Osvaldo! Felicidades, Pe. Léo!

deus de misericórdia, que enviaste o teu Filho, Jesus Cristo, caminho certo a seguir, verdade que liberta e vida que salva. derrama teu espírito sobre os evangelizadores e sobre as famílias a serem visitadas. Que esta missão, seja um tempo de graça e conversão. Que a exemplo de Maria, nossa Mãe Aparecida, sejamos em toda parte, testemunhas proféticas da alegria do Evangelho para uma Igreja em saída. Amém! (Reze um Pai-nosso, uma Ave-Maria e um Glória ao Pai)

Fotos: unica Foto Film

Oração pelas missões

www.santuarioscj.com.br


Foto: Pastoral Carcerária

violência, uma antivocação humana

Pastoral Carcerária em ação no Presídio Regional de Joinville Quando deus criou o mundo, viu que tudo era bom (gn 1), mas o homem desobedecendo a Deus deixou que o mal entrasse em seu coração, desde Caim e abel (gn 4,8). Sabemos como a violência deixa marcas nas nossas famílias, convivemos com situações de violência de várias formas, injustiças sociais, corrupção na política e em vários setores da sociedade, falta da saúde, drogas em nossas casas licitas e ilícitas, guerras e divisões entres nações, intolerância de toda forma, preconceito, indiferença, falta de diálogo principalmente entre membros das famílias, violência do trânsito, que afetam a nossa vivência familiar e social, enfim, de várias maneiras podemos ver e sentir a violência no mundo atual. O Brasil já possui a terceira maior população carcerária do mundo. São mais de 700 mil pessoas presas. nas cadeias brasileiras imperam todos os tipos de violação de direitos, maus-tratos e torturas contra as pessoas presas. A superlotação é regra, havendo casos de celas projetadas para 12 pessoas amontoarem mais de 50 (infelizmente, há casos piores). O sofrimento e as dificuldades encontradas pelos familiares das pessoas presas são inúmeros, pois a família acaba pagando a pena junto com a pessoa presa. Muitas delas ficam desamparadas financeiramente, filhos crescem com a ausência dos pais e muitas mães e esposas saem com corações despedaçados após visitas ao cárcere. Também aqueles que trabalham no sistema carcerário, como os agentes prisionais, administradores e policiais, que a cada dia de trabalho carregam pesados fardos de tensão, pressões e medos que acarretam suas funções. A Pastoral Carcerária que atua em Joinville há 26 anos, visitando as unidades prisionais de nossa diocese, convive com essa realidade semanalmente, sendo o olhar e a misericórdia de deus, levando uma palavra amiga, um gesto de fraternidade, seja por um aperto de mão ou de um sorriso, levando o evangelho e o amor de Jesus, sem deixar de mostrar a verdade, também com Maria, mãe de Jesus e nossa, somos a presença da Igreja nesses locais. encerro com as palavras do papa Francisco: “Cada vez que entro numa cadeia, pergunto-me: por que eles e não eu? Todos temos a possibilidade de errar”. Que a paz de Cristo, que liberta de todas as prisões, esteja em cada coração!

www.santuarioscj.com.br

eSPIrITUalIDaDe

Por Marcus da Costa | Pastoral Carcerária

MÊS DAS CRIANÇAS Por Janaina Soares | Infância Missionária

Crianças: um chamado de reconstrução da Igreja Em todo o Brasil, existem centenas de grupos de Infância e Adolescência Missionária (IAM). Isso é significativo, porque faz a nossa Igreja cada vez mais missionária, nestes 174 anos de existência da IAM. A Palavra de deus ilumina a nossa vida, para que a exemplo destes pequenos missionários, outros também se coloquem no caminho da missão. É o que as nossas crianças da Infância Missionária do Santuário Sagrado Coração de Jesus fazem, respondendo ao chamado de Deus para a reconstrução da Igreja. Segundo o papa Francisco, todos somos convidados a sair do nosso pequeno mundo e ir às periferias geográficas e existenciais, para estarmos próximos das pessoas. Nossas crianças sempre estão em missão: visitando lares de idosos, arrecadando brinquedos e roupas para crianças carentes, campanha do lacre, e o cofrinho missionário, para arrecadar a moedinha do sacrifício e ajudar em 2017 as crianças da Oceania que ainda não conhecem Jesus. Nossos pequenos também são incentivados sempre a rezarem uma ave-maria pelas crianças do mundo inteiro. A missão das crianças da Infância Missionária é cultivar a sensibilidade de olhar para a vida e ser capaz de perceber nela os sinais de deus. essa é uma graça concedida aos que se educaram a parar, contemplar e escutar o chamado de Deus para a missão. De todas as crianças do mundo: sempre amigos!

7

Foto: Jacqueline Freudenborg

SOCIEDADE

Os encontros da Infância Missionária, para crianças de 4 a 9 anos, acontecem aos sábados, às 9h, no Santuário. Traga seus filhos e netos!


outubro é sinônimo de felicidade para muitos, por representar o Mês das Crianças e de nossa Senhora aparecida. na Igreja, as crianças têm seu espaço garantido na construção da obra de deus pelas pastorais e movimentos, especialmente no Santuário. Nesta atividade vamos descobrir mais sobre as atividades que as crianças podem exercer dentro de sua comunidade. basta apenas responder as perguntas e preencher o acróstico abaixo. Vamos lá?

Profile for Agência Arcanjo

Jornal do Santuário - Edição outubro 2017  

Jornal do Santuário - Edição outubro 2017  

Advertisement