__MAIN_TEXT__

Page 1

Jornal do

SANTU SANT UÁRIO

www. santuarioscj.com.br

Joinville, 01 de Janeiro de 2013 | Ano 01 | N° 01

01


Expediente CELEBRAÇÕES NO SANTUário

MENSAGEM DO PÁROCO • Segunda-feira - 19h30 (pelos falecidos) • Terça-feira - 16h (pelas intenções da rádio e internet) e 19h30 • Quarta-feira - 19h30 (pelas famílias) • Quinta-feira - 7h, 16h (pelos enfermos) e 19h30 • Sexta-feira - 7h, 12h30 e 19h30 • Sábado - 7h (devocional mariana) e 19h • Domingo - 6h30, 8h, 9h30, 11h30, 17h e 19h • 1ª sexta-feira do mês: 7h, 12h30, 16h, 19h30 e 23h • Missa com tradução em Libras: 4° domingo do mês - 19h • Missa dos Grupos Bíblicos de Reflexão: 2ª terça-feira do mês - 19h30 INFORMAÇÕES importantes • Atendimento de confissões, orientação espiritual e bênção de objetos Terça a sexta-feira - 8h30 às 11h | 14h30 às 17h Sábado - 8h30 às 11h • Adoração Eucarística Quinta-feira - 8h às 19h30 • Grupo de Oração RCC Quinta-feira - 20h30 • Santuário Jovem Sábado - 20h • Terço dos Homens Segunda-feira - 19h

Por Padre Sildo César da Costa, scj

Olá, queridos devotos do Sagrado Coração de Jesus! Neste mês de outubro quero chamar a atenção para as palavras de São Paulo: “Ai de mim se eu não anunciar o Evangelho!” (1Cor 9,16). Pregar o Evangelho não é para Paulo um motivo de glória, mas um dever. São Paulo se identifica com Cristo e O coloca como centro e ápice da sua vida. Assim deve ser conosco. Também devemos ser apaixonados pelo Evangelho, por Cristo. “Para mim viver é Cristo e morrer um lucro” (Fl 1,20); “eu vivo, mas já não sou eu que vivo: é Cristo que vive em mim” (Gl 2,20). Assumimos nossa identidade de cristão vivendo na Igreja, porque Cristo continua a viver na Igreja, presente numa comunidade de fé, de esperança e de amor. Se Cristo é o missionário do Pai, então a Igreja é a missionária de Cristo. Nascida da missão, ela é, por sua vez, enviada ao mundo por Jesus (cf. Exortação Apostólica Evangelii Nuntiandi do Papa Paulo 6º). Tocamos aqui a dimensão missionária da Igreja. “O mandato de evangelizar todos os homens constitui a sua dimensão essencial” (Sínodo dos Bispos de 1974, sobre a evangelização), “tarefa e missão”, repete Paulo 6º, “que as grandes e profundas mudanças da sociedade atual não tornaram menos urgente”. Evangelizar é, de fato, a graça e a vocação própria da Igreja, a sua identidade mais profunda. “Ela existe para evangelizar” (Evangelii Nuntiandi 14). Uma Igreja que não estivesse em contínua tensão missionária, não seria a verdadeira Igreja de Cristo. A primeira via para a missão e ação evangelizadora da Igreja é a própria vida pessoal, imbuída por uma relação vital e existencial com Cristo. A nossa palavra deve ser cada vez mais, dia após dia, uma pregação que não se limite à palavra, mas uma pregação credível, que passe antes de tudo pelo testemunho da vida, pelos sinais da cruz de Cristo impressos na realidade do nosso corpo. O Papa Francisco em sua Exortação Apostólica Evangelii Gaudium (Alegria do Evangelho) no número 264 diz: “A primeira motivação para evangelizar é o amor que recebemos de Jesus, aquela experiência de sermos salvos por Ele que nos impele a amá-Lo cada vez mais. Com efeito, um amor que não sentisse a necessidade de falar da pessoa amada, de apresentá-la, de torná-la conhecida, que amor seria? Se não sentimos o desejo intenso de comunicar Jesus, precisamos nos deter em oração para Lhe pedir que volte a cativar-nos. Precisamos implorá-lo cada dia, pedir a Sua graça para que abra o nosso coração frio e sacuda a nossa vida tíbia e superficial”. Enfim, a luz do pensamento Paulino, a Igreja missionária deve ser antes de tudo, uma verdadeira comunidade de irmãos, edificada no amor de Cristo e dos irmãos, animada pelo espírito das bem-aventuranças. Pensando nisso, vamos cumprir nossa missão de batizados e assim como Paulo, ser um apóstolo servidor do Senhor. Jesus, manso e humilde de Coração: fazei o nosso coração semelhante ao Vosso.

Cronograma mensal hORÁRIOS DAS RÁDIOS Rádio Clube (AM 1590) Segunda a sexta 7h55 - Nos Caminhos da Palavra 11h25 - O Pão da Palavra

Encontro de Pais e Padrinhos 29 de outubro - 14h | Inscrições na Secretaria

Encontro de Noivos 5 de novembro - 8h | Inscrições na Secretaria

Sábado 7h - A Voz do Santuário 7h30 - Direção Espiritual Rádio Difusora Arca da Aliança (AM 1480) Domingo 8h - Transmissão da missa Rádio Cultura (AM 1250) 1ª semana do mês (segunda a sexta-feira) 11h - Refletindo a Palavra

2

www.santuarioscj.com.br


Geral ANO SANTO

Por Arcanjo Comunicaçao Católica

PEREGRINAÇÃO

Por Marco Farias

Aproxima-se o encerramento do Jubileu Extraordinário da Misericórdia, proclamado pelo papa Francisco, que acontecerá na Solenidade de Cristo Rei do Universo em 20 de novembro, com o fechamento da Porta Santa da Basílica de São Pedro em Roma. Fechar a Porta Santa não representa o fim da misericórdia de Deus, mas o início de uma geração portadora da misericórdia, que a obteve por meio de confissões, peregrinações e tantas atividades exercidas, fruto de um encontro com a misericórdia do Pai. Papa Francisco exprimiu bem sua expectativa para as comemorações deste Ano Santo: “Naquele dia, ao fechar a Porta Santa, animar-nos-ão, antes de tudo, sentimentos de gratidão e agradecimento à Santíssima Trindade por nos ter concedido este tempo extraordinário de graça. Confiaremos a vida da Igreja, a humanidade inteira e o universo imenso à Realeza de Cristo, para que derrame a Sua misericórdia, como o orvalho da manhã, para a construção duma história fecunda com o compromisso de todos no futuro próximo. [...] A todos, crentes e afastados, possa chegar o bálsamo da misericórdia como sinal do Reino de Deus já presente no meio de nós.” (Misericordiae Vultus 5). No Santuário, o fechamento da Porta Santa será em 4 de novembro, na missa das 19h30. Após a celebração eucarística, haverá a inauguração de uma imagem do Sagrado Coração de Jesus no pátio do estacionamento. Participe!

Ano Mariano

Foto: Jacqueline Freudenborg

Fechamento da Porta Santa

Aconteceu em 17 de setembro uma peregrinação à Paróquia Nossa Senhora do Rosário em Nereu Ramos, Jaraguá do Sul, igreja onde o servo de Deus, Pe. Aloísio Boeing, scj, dedicou os últimos 13 anos de sua vida. Na ocasião, os peregrinos do Santuário participaram da Adoração Eucarística e da missa presidida pelo padre Sildo, bem como, puderam passar pela Porta Santa e rezar pelo processo de beatificação do sacerdote.

Por Arcanjo Comunicação Católica

Outubro é especial, porque é o mês em que a Igreja celebra Nossa Senhora Aparecida. Proclamada Padroeira do Brasil em 1930, pelo Papa Pio 11, a Mãe Aparecida carrega consigo um número expressivo de devotos e fiéis consagrados a sua docilidade e presença materna. Como mulher venerável e amada, Nossa Senhora é um berço de derradeiras graças para o coração do povo brasileiro. Em 2017 completará 300 anos que sua imagem foi encontrada no rio Paraíba, pelos pescadores, origem da devoção. E como se não bastasse, o Brasil recebe um grande presente por meio das mãos da Mãe: um ano mariano. O ano consagrado à Nossa Senhora foi decretado pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), iniciando em 12 de outubro, com a inauguração do novo Campanário do Santuário Nacional. Por ocasião da celebração do tricentenário da Mãe Aparecida, é aguardada a presença do papa Francisco. Ele mesmo pronunciou que retornaria ao Brasil quando aqui esteve em 2013, na Jornada Mundial de Juventude. A vinda do papa, porém, ainda não foi oficialmente confirmada pela Santa Sé. Que todos possam invocá-la para que interceda junto a seu Filho Jesus pela paz, pelas crianças e por todas as famílias que necessitam da sua intercessão. Nossa Senhora Aparecida, rogai por nós!

www.santuarioscj.com.br

Foto: Reprodução/Internet

300 anos de Nossa Senhora Aparecida

Neste 12 de outubro, venha celebrar a Padroeira do Brasil no Santuário: missa às 9h e 19h30. “Em Aparecida, Deus ofereceu ao Brasil a Sua própria Mãe” (Papa Francisco)

3


Por Ivone Moreira Duas palavras aqui nos chamam a atenção: chamado e missão. Chamado significa convite, designação. Missão quer dizer encargo, incumbência. Esse chamado à missão não se refere apenas aos ministros ordenados; ele estende-se a todos nós que, pelo Batismo, nos tornamos discípulos missionários. Cada batizado tem o dever de “descruzar os braços” e trabalhar para o crescimento da Igreja Católica Apostólica Romana. Ninguém pode ficar indiferente ou acomodado. Jesus, antes de voltar para o Pai, disse aos discípulos: “Foi-me dada toda a autoridade no céu e na terra. Ide, pois, fazei discípulos entre todas as nações, e batizai-os em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Ensinai-lhes a observar tudo o que vos tenho ordenado. Eis que estou convosco todos os dias, até o fim dos tempos” (Mt 28,16-20). Segundo o Catecismo da Igreja Católica (§900), “...em virtude do Batismo e da Confirmação, os leigos têm a obrigação e o direito, individualmente ou agrupado em associações, de trabalhar para que a mensagem divina da salvação seja conhecida e recebida por todos os homens e por toda a terra”. Para Dom Hélder Câmara, “(...) Missão é sempre partir (...). É sobretudo abrir-se aos outros como irmãos, descobri-los e encontrá-los. E se para descobri-los e amá-los é preciso atravessar os mares e voar lá nos céus, então missão é partir até os confins do mundo”. O Concílio Vaticano 2º, Decreto “Ad Gentes”, nº 36 diz: “ Como membros de Cristo vivo, a Ele incorporados e configurados pelo Batismo e também pela Confirmação e a Eucaristia, obrigados se acham todos os fiéis ao dever de cooperar na expansão e dilatação de seu corpo, para O levarem quanto antes à plenitude”. Esse trecho fala do dever de todos nós para, com muita responsabilidade e disponibilidade, “colaborar para que a mensagem divina da salvação seja conhecida e acolhida por todos os homens em toda parte”. Diz o Papa Francisco: “A missão é sobretudo graça. Ela nasce de uma chamada: a do Senhor ... e se o Apóstolo é fruto da oração, nesta encontrará a luz e a força da sua ação. (...) É preciso estar permeado pelo amor de Cristo, deixar-se conduzir pelo Espírito Santo e enxertar a própria existência na árvore da vida, que é a cruz do Senhor”. E padre Joãozinho alerta: “Precisamos viver a nossa fé no caminho, sempre anunciando a vida em Jesus. Todos nós somos evangelizadores. O verdadeiro cristão é um riacho, nunca uma poça de água parada. Não precisa ter carro ou avião para ser um missionário. Santa Teresinha do Menino Jesus, enclausurada no Carmelo, voava pelo mundo inteiro por meio da intercessão. A sua solidariedade espiritual atingia os quatro cantos da terra”. O papel do missionário é levar outros a conhecer Cristo pelo seu exemplo de vida, de suas atitudes, de suas ações e de suas palavras, seja no seio de sua família, na sua vizinhança, no seu trabalho ou no seu grupo de amigos. Algumas pessoas pensam que ser missionário é deixar sua casa, sua família, sua cidade e ir anunciar o Evangelho em lugares distantes. Ser missionário vai muito além! É levar o amor de Deus pelo seu olhar, seu sorriso, seus gestos; buscar uma vida configurada à de Jesus, permitindo que seu testemunho mostre aos outros que vale a pena ser de Deus. Ser verdadeiro cristão não é apenas ter a verdade, mas amá-la e proclamá-la com a vida e com os lábios. Sejamos missionários!

4

Como missionários da Pastoral da Acolhida, Luiz Felipe, sua esposa Mirian e as filhas Maria Clara e Ana Luiza, compartilham o amor do Coração de Jesus com os fiéis que chegam para participar da missa.

www.santuarioscj.com.br


“Ir ao povo, deixar de si e anunciar o amor daqu’Ele que nos enviou são os objetivos das missões permanentes do Santuário Sagrado Coração de Jesus. Isso acontece pela escuta e partilha, com palavras de direção e acolhimento. Como missionária, nos últimos anos vi muito mais que isso. Foram conversas enriquecedoras, vizinhos fazendo as pazes, familiares se emocionando com a bênção da casa, superando as expectativas de quem saiu em missão e daqueles que receberam a visita. Mesmo com todas as riquezas recebidas nas visitas, vejo que ainda temos um grande caminho a percorrer. A realidade urbana da nossa Paróquia nos pede novas ideias e adaptações. São prédios, empresas, pessoas cercadas de segurança e com medo de serem visitadas. Mas é o ardor do Coração de Jesus que me dá ânimo e me cerca de pessoas com entusiasmo para continuar a missão. Assim, não há como dar outra resposta a esse chamado, senão sim, e deixar-me ir ao povo!” Maitê Oliveira | Secretária do grupo de missões permanentes

“Os ministros têm uma missão sublime e salvífica, cuja origem é o nosso Batismo (Mc 1,7-11). O Espírito Santo nos capacita e nos impulsiona para a missão, chamando-nos a viver e anunciar. Como ministra da Eucaristia, sinto-me feliz e honrada em poder contribuir para que Cristo chegue aos irmãos mais necessitados. Quando visitamos um doente, visitamos o próprio Cristo e ali acontece a comunhão do Pai com o Filho. É gratificante ver a alegria do enfermo quando Jesus entra em sua casa: renova a esperança e aumenta sua fé e confiança. O ministro extraordinário é como um sacrário, canal da graça de Deus. Assim, como Maria, nos colocamos a serviço: ‘Faça-se em mim segundo a Tua palavra’ (Lc 1,38). Nada sou, mas tudo sou na graça de Deus. É da própria vida e prática de Jesus que nos alimentamos quando assumimos o desafio missionário”. Sandra Tilp | Ministra Extraordinária da Eucaristia

“Numa de nossas visitas à penitenciária, encontramos um homem privado de liberdade que falou: ‘Ainda ontem, no pátio, senti muita tristeza. Estamos esquecidos aqui na prisão. Vocês chegaram de surpresa e nos trouxeram alegria. Estou feliz’, contou-nos, imensamente agradecido pela visita. Rezamos e cantamos, assim como fazemos com todos que visitamos, e tivemos a certeza de que Deus vai onde não podemos ir. Outro dia, foi uma senhora que nos falou que estava decidida a pôr fim em sua vida. Longe da família, tinha acabado de perder um filho e ainda descobriu que tinha uma doença grave. ‘Ouvi vozes e sorrisos. Era a Pastoral Carcerária que chegou num dia diferente e tirou de mim a tristeza e angústia que estava sentindo’, disse. Ela quase nunca participava das nossas visitas e agora é uma das primeiras a chegar, sempre com banho tomado, sorriso e uma palavra do bem, inclusive para suas colegas”. Irecê Donadel | Pastoral Carcerária

www.santuarioscj.com.br

5


Santuário Por Carin Montes

Foto: Jacqueline Freudenborg

Memória do Centenário

Padre Aléssio da Rosa, scj

central do Santuário. As obras aconteceram durante os meses de outubro e novembro Dezembro de 2006 – Para a festa dos 90 anos, foram convidados os bispos que já tinham sido párocos: Dom Geraldo, Dom Carmo, Dom Wagner e Dom Wilson. Dom Geraldo e Dom Wagner não puderam comparecer, e foram representados pelo pároco, Pe. Aléssio, e pelo superior provincial, Pe. Léo Heck, scj 31 de agosto de 2007 – O Santuário recebe as relíquias de Santa Margarida Maria Alacoque, acolhidas ao som da Banda do 62º Batalhão de Infantaria, ficando em exposição para visitação durante dois dias, sob a guarda dos Arautos do Evangelho

Com a transferência do padre Maurídio Weber para Tapurah/MT, em 5 de fevereiro de 2005, Dom Orlando Brandes preside a missa de posse do novo pároco-reitor do Santuário Sagrado Coração de Jesus: Pe. Aléssio da Rosa. Na mesma celebração, a comunidade acolhe novo vigário paroquial: Pe. Vilmar Feuser.

Foto: Arquivo institucional do Santuário

LEMBRANÇAS

Acontecimentos em destaque Fevereiro de 2005 – Chegam para residir na antiga casa paroquial, as Irmãs da Fraternidade Mariana do Sagrado Coração de Jesus, dando outro clima de espiritualidade ao Santuário 8 de abril de 2005 – Dom Orlando preside a celebração de reinauguração do presbitério do Santuário Maio de 2005 – Iniciam as missões paroquiais na então Comunidade Nossa Senhora do Rosário, contando com 100 missionários. Em junho, as missões aconteceram na Comunidade Sagrada Família; em julho, nas Comunidades Divino Espírito Santo, São Judas Tadeu e na Comunidade Matriz 21 de maio de 2005 – Acontece a missa de despedida do Pe. Herculano da Silva, que viajou a Roma para um curso sobre Espiritualidade, com duração de dois anos 30 de maio de 2005 – Dom Orlando preside a missa em comemoração aos cincos anos da elevação da Paróquia a Santuário 31 de julho de 2005 – Encerramento das Missões Populares em conjunto com a concentração dos Grupos Bíblicos de Reflexão. A partir de agosto, iniciaram os trabalhos de pós-missão Outubro de 2005 – Na Assembleia Paroquial, decidiu-se que nos anos de 2006 e 2007 a Paróquia trabalharia a “Pastoral de Conjunto”, observando as quatro prioridades da Paróquia: Pastoral Familiar, Pastoral do Dízimo, Grupos Bíblicos de Reflexão e Missões Fevereiro de 2006 – Chegada do Pe. Alberto Huber, vindo do Santuário Santa Rita de Cássia em Curitiba Março de 2006 – Acontecem as primeiras reuniões para a preparação das comemorações dos 90 anos da Paróquia. A abertura dos festejos foi feita na 1ª sexta-feira de abril, com a novena das primeiras sextas-feiras Abril de 2006 – Reunião dos missionários para a revisitar às casas cujos membros não possuíam os sacramentos do Batismo, Crisma ou Matrimônio. Comemoração dos dez anos ininterruptos do Jornal do Santuário Maio de 2006 – Foram marcantes as vigílias eucarísticas em cada Comunidade, em sintonia com a Igreja do Brasil, por ocasião da realização do Congresso Eucarístico Nacional em Florianópolis, cujo tema era “Ele está no meio de nós” Outubro de 2006 – São definidos os últimos detalhes para o início da segunda etapa da reforma: pintura interna e externa da igreja, colocação de quatro relógios na torre da igreja e a colocação de uma rosácea de três metros de diâmetro sobre a porta

6

Relíquias de Santa Margarida Maria: urna contendo vários fragmentos de ossos e uma parte do tecido cerebral, que se conserva incorrupto há mais de 300 anos

Setembro de 2007 – Acontece o primeiro Retiro Querigmático da Paróquia 28 de junho de 2008 – Ordenação presbiteral do diácono Rosenei Pauli, sendo o bispo ordenante Dom Vitório Pavanello, sdb, bispo da Diocese de Campo Grande Fevereiro de 2009 – Após cinco anos de dedicação ao Santuário, Pe. Aléssio despede-se da Paróquia com sua transferência para a Paróquia São Luiz Gonzaga, em Brusque/SC

Curiosidades Em 9 de março de 2005 ocorre na Comunidade Sagrada Família o lançamento da pedra fundamental de construção da nova capela. Houve grande concentração de pessoas, com a presença de Dom Orlando e do pároco, Pe. Aléssio, na missa Na Sexta-feira Santa de 2005 não houve a tradicional Procissão do Senhor Morto, pois os jovens da Paróquia encenaram a Via-sacra pelas ruas Com o anúncio da morte do Papa João Paulo 2º em 2 de abril de 2005, às 16h37 no horário de Brasília (21h37 no horário de Roma), os sinos do Santuário entoaram o adeus ao Sumo Pontífice Havia sido programada para abril de 2005 uma romaria a Roma para a beatificação do Pe. Dehon, marcada para 24 de abril. Com a saúde delicada do Papa João Paulo 2º, a beatificação do Pe. Dehon foi cancelada. Como o grupo do Santuário já estava com a viagem marcada, viajaram a Roma para a posse do Papa Bento 16 em 24 de abril. Nossa Paróquia estava representada pelo pároco, Pe. Aléssio, Pe. Flávio Morelli, Pe. Herculano da Silva e alguns paroquianos. Recebemos a notícia, em 10 de maio de 2006, da nomeação de Dom Orlando Brandes como arcebispo de Londrina/PR O encerramento do Ano Eucarístico e a abertura do Ano Mariano reuniu dez mil fiéis na Arena Joinville em 15 de novembro de 2006. A Câmara de Vereadores de Joinville realizou sessão solene em 13 de dezembro de 2006, pela comemoração dos 90 anos da Paróquia

www.santuarioscj.com.br


Santuário

Foto: Arquivo institucional do Santuário

Com a transferência do Pe. Aléssio para Brusque, em 14 de fevereiro de 2009 acontece a posse do novo pároco-reitor do Santuário, Pe. Claudionor Schmitt, com missa presidida por Dom Irineu Scherer.

Foto: Jacqueline Freudenborg

Milhares de fiéis participaram do velório e missa de corpo presente do Pe. Humberto Penso

Padre Claudionor Schmitt, scj

Acontecimentos em destaque Março de 2009 – Nas reuniões dos Conselhos Pastorais Comunitários, foram acolhidos o novo pároco, Pe. Claudionor, e o vigário paroquial, Pe. Mário Peixe. Decidiuse, também, que nas primeiras sextas-feiras, no Dia devocional ao Sagrado Coração de Jesus, fossem refletidas as 12 promessas de Jesus à Santa Margarida Alacoque 24 de abril de 2009 – Acontece a ordenação presbiteral do diácono Nilson Helmann, presidida por Dom Irineu Scherer Setembro de 2009 – As Missões Querigmáticas ganham destaque. Com o tema “Ensinai-nos a lição do amor”, equipes visitam famílias no bairro Guanabara Novembro de 2009 – O Conselho Paroquial de Pastoral acatou e manifestou apoio ao Sr. Osvaldo da Rosa como candidato ao Diaconato Permanente da Diocese de Joinville 30 de junho de 2010 – Os fiéis participam das atividades e celebrações em comemoração aos dez anos de elevação da Paróquia a Santuário Fevereiro de 2011 – O Santuário apresenta novidades aos fiéis: Adoração com os padres, atendimento de confissão fora do horário comercial e a reza do Ofício Divino. No mesmo período, Pe. Alberto Huber deixa a Paróquia, sendo transferido para a Paróquia N. Sra. de Guadalupe em Florianópolis. É acolhido como novo vigário o Pe. Kleber de Oliveira Abril de 2011 – Volta a ser realizada a Procissão do Encontro 31 de agosto de 2011 - Nosso Santuário teve que entregar a Deus alguém que Ele nos confiou. Uma pessoa querida, maravilhosa, com um amor às crianças e uma solidez na fé, sendo modelo a todos os cristãos: Pe. Humberto Penso

Outubro de 2011 – Durante 16 dias, acontece a primeira edição da “Expobíblia”, evento que envolveu em sua organização e montagem toda a Paróquia. Mais de seis mil pessoas visitaram a exposição, sendo um projeto evangelizador e pioneiro Fevereiro de 2012 – O Pe. Luis Antônio da Silva despede-se do Santuário, assumindo como pároco da Paróquia Santo Antônio em Rio Negrinho/SC. No mesmo mês, acolhemos o novo vigário, Pe. Elinton Costa, recém-ordenado em sua terra natal, Botuverá/SC Maio de 2012 – Iniciam os encontros do Movimento Eucarístico Jovem (MEJ). O Santuário e as quatro Comunidades assumem nova proposta de evangelização, com uma programação ao vivo na Rádio Clube Joinville AM 1590, aos sábados e domingos à noite Julho de 2012 – Para melhor acolher os visitantes, são executadas novas obras no Santuário: melhorias nos banheiros, ampliação de salas para reuniões e instalação de um elevador no Centro Comunitário Agosto de 2012 – Os padres do Santuário realizam visitas e bênçãos em 250 estabelecimentos comerciais e industriais da cidade. Padre Nilson Helmann é nomeado secretário provincial e diretor do Seminário Sagrado Coração de Jesus em Corupá/SC. Chega para atuar como vigário o Pe. Sildo da Costa Setembro de 2012 – Acontece a 2ª edição da “Expobíblia”, tendo como tema a Eucaristia. A exposição estendeu-se até 16 de outubro, sendo visitada por milhares de pessoas Fevereiro de 2013 – Padre Claudionor despede-se do Santuário com sua nomeação como pároco-reitor do Santuário São Judas Tadeu em Curitiba

Curiosidades Em maio de 2009, a comunidade esteve de luto com o falecimento do diácono Dionísio Hoepers, que atuava na Paróquia desde 1991. Em 15 de novembro de 2011, Dom Wilson Jönck, scj, assume a Arquidiocese de Florianópolis. A Diocese de Joinville acolheu a Cruz da Jornada Mundial da Juventude e o ícone mariano, entre 13 e 16 de janeiro de 2013. Na ocasião, os jovens carregaram os símbolos do evento pelas ruas da zona Sul, no trajeto entre a Catedral Diocesana e a Comunidade Arca da Aliança. O evento foi uma preparação para a JMJ Rio 2013, realizada na cidade do Rio de Janeiro em julho de 2013, com a presença do papa Francisco.

Padres Coadjutores

Vilmar Feuser (2005-2009)

Alberto Huber (2006-2011)

www.santuarioscj.com.br

Luís Antônio da Silva (2008-2012)

Mário Peixe (2009-2010)

Nilson Helmann (2011-2013)

Kleber de Oliveira (2011-2015)

Elinton Costa (2012-2014)

Sildo da Costa (2012-2013)

7


Chegou outubro, mês das crianças e de Nossa Senhora Aparecida! Uma alegria enorme ver tantas crianças receberem um abraço, um ‘parabéns’, sendo um dia muito especial. Porém, o mês também é missionário, e ao mesmo tempo é triste saber que existem tantas pessoas que ainda não conhecem Jesus e não vivem essa felicidade. Por isso, sua missão nesta atividade é primeiro encontrar no meio de tantas letras as palavras corretas que formam a frase abaixo. E depois, encontrar os 7 erros da imagem de Nossa Senhora Aparecida. Vamos lá!?

Profile for Agência Arcanjo

Jornal do Santuário - Edição Outubro de 2016  

Jornal do Santuário - Edição Outubro de 2016  

Advertisement